PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO"

Transcrição

1 SOCIEDADE UNIVERSITÁRIA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONALIZANTE S/C LTDA FACULDADE DE TECNOLOGIA DO NORDESTE FATENE PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA FORTALEZA-CE, JULHO/ 2010

2 S U M Á R I O 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO Identificação da mantenedora Dirigente principal da mantenedora Identificação da instituição mantida Corpo dirigente da instituição mantida Histórico da mantenedora e da instituição mantida As atividades principais da instituição mantida Áreas de atuação da instituição mantida Mecanismo institucionalizado permanente de articulação 7 2. PROJETO DO CURSO Dados gerais do curso Denominação Dados do responsável pela elaboração inicial do projeto Dados do coordenador do curso Regime de matrícula Total de vagas anuais Carga horária Organização e Desenvolvimento Curricular Justificativa da oferta do curso Finalidades e objetivos do curso Perfil Profissional de Conclusão Grade Curricular do Curso Organização curricular Outros itens do projeto pedagógico Forma de acesso ao curso Práticas pedagógicas prevista Flexibilidade Curricular Sistema de avaliação do processo de ensino-aprendizagem Estágio Curricular Trabalho de Conclusão de Curso TCC Plano de Avaliação do Curso Política de integração do ensino e articulação com a sociedade Empresa Júnior Política prevista de articulação com empresas Corpo Docente e Coordenador Plano de Carreira Docente Política de Capacitação Coordenador do Curso Corpo Docente no ano 2010: Titulação e Regime de Trabalho 103 Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 2

3 3. INFRAESTRUTURA FÍSICA Instalações Gerais Sala de professores e sala de reuniões Gabinetes de trabalho para professores Sala de aula Acesso dos alunos a equipamentos de informática Registros acadêmicos Acessibilidade aos portadores de necessidades especiais Laboratórios de Informática Laboratórios Específicos à Área do Curso Biblioteca Quadro resumo do acervo pela menor unidade curricular Títulos mais importantes utilizados no curso na Biblioteca da IES Espaço Físico da Biblioteca Acervo/Livros Horário de Funcionamento Mecanismo e periodicidade de atualização do acervo Recursos Humanos 115 Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 3

4 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO 1.1. Identificação da mantenedora Nome: SOCIEDADE UNIVERSITÁRIA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONALIZANTE S/C LTDA. CNPJ: / End.: Cidade : Rua Matos Vasconcelos 1626 Damas Fortaleza UF: CE Fone: (85) Fax : (85) CEP : Dirigente principal da mantenedora Nome: Francisco Pessoa Furtado End.: Rua Padre Quinderé, 65, apto 1100 Cidad e: Fortaleza UF: Ce Fone: (85) E- mail: Fax : (85) CEP : Identificação da instituição mantida Nome: FACULDADE DE TECNOLOGIA DO NORDESTE - FATENE CNPJ: / End.: Cidade : Rua Matos Vasconcelos 1626 Damas Fortaleza UF: CE CEP : Fone: (85) Fax : (85) Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 4

5 1.4. Corpo dirigente da instituição mantida Dirigente Principal da Instituição de Ensino Cargo: Nome: DIRETOR GERAL FRANCISCO PESSOA FURTADO End.: Rua Padre Quinderé, 65, ap Cidade: Fortaleza UF: Ce CEP: Fone: (85) Fax: (85) Cargo DIRETORA ACADÊMICA Nome: MIRIAM BRASIL End.: Rua Andrade Furtado, 65 Apto 602 Cidade: Fortaleza UF: CE CEP: Fone: (85) Fax: (85) Histórico da mantenedora e da instituição mantida A Sociedade Universitária de Desenvolvimento Profissionalizante S/C Ltda., instituição mantenedora da Faculdade de Tecnologia do Nordeste Fatene, foi registrada 3º. R.P.J de fortaleza no dia 27 de agosto de 2001, tendo como registro no , página 2/8. A natureza jurídica é uma sociedade simples com fins lucrativos, contrato atualizado conforme novo código civil, com sede á rua Matos Vasconcelos 1626 Damas, CNPJ / , data de abertura na Receita Federal de 28/08/2001, e foro na comarca de Fortaleza. A Mantenedora (Sociedade Universitária de Desenvolvimento Profissionalizante-SUDEP) se constitui numa pessoa jurídica de direito privado, composta de educadores, sócios deste ente, cujo ideal é trabalhar em prol da Educação. Os primeiros cursos da instituição foram de graduação tecnológica. O primeiro vestibular ocorreu no final de 2002 e os cursos tiveram suas atividades letivas iniciadas em São eles: Análise de sistemas WEB; Informática na educação; Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 5

6 Gestão em finanças; Gestão de sistemas produtivos. A SUDEP surgiu da iniciativa de um grupo de professores universitários na composição de uma Instituição de Ensino Superior diferenciada, que fosse integralmente comprometida com o processo educacional. As pessoas que participaram da sua fundação são professores com larga experiência em educação e na área de informática, notadamente, no ensino superior. Entre os mantenedores temos professores que exerceram funções importantes na área, entre elas: diretoria do centro de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual do Ceará(UECE); diretoria geral da Faculdade Gama Filho no Ceará em 2001; presidência do SEITAC em 2002(sindicato das empresas de informática do Ceará); presidência da ASSESPRO-Ce em 1994; Conselheiros do CEPE (Conselho de ensino, pesquisa e extensão) da UECE; Conselheiro do CET/FAT; Consultor da incubadora de empresas da UECE; Conselheiros do TITAN(Instituto tecnológico do estado do Ceará); Conselheiros do INSOFT(Instituto do Software do Ceará); Membro do SOFTEX Brazil (órgão de exportação de software do Governo do Brasil) em 1998; Secretaria de educação de Caucaia em 2004 (segundo maior colégio eleitoral do Ceará). A proposta principal é resgatar práticas educacionais que possam contribuir para a formação do profissional, ao mesmo tempo em que visamos preparar o cidadão dotado de valores morais, éticos e comprometido com sua realidade. A idéia da constituição desta sociedade surgiu exatamente da conscientização do grupo em assumir a gerência do processo educacional, justamente no momento em que há no Brasil uma tendência em se manter essa administração nas mãos de educadores, e não de empresários. Por isso, entendemos que a Educação, direito básico de uma nação, não pode ser comercializada, nem transformada em negócio rentável e de alta lucratividade. Portanto, como se pode observar, nossa proposta que traz uma renovação na administração acadêmica do ensino superior são educadores gerindo a educação As atividades principais da instituição mantida A Faculdade de Tecnologia do Nordeste - FATENE tem por objetivos: Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 6

7 I - estimular a criação cultural, o pensamento criativo, as múltiplas formas de expressão e o desenvolvimento do pensamento reflexivo e da postura científica e ética; II - habilitar cidadãos em diferentes áreas do conhecimento, aptos para o exercício profissional gerador de desenvolvimento da sociedade brasileira; III - promover a iniciação científica e apoiar o trabalho de pesquisa objetivando, sem prejuízo de outras vertentes, ampliar o conhecimento sobre o meio em que se insere a Instituição; IV - divulgar, por múltiplas formas de comunicação, a cultura, a ciência, a arte e a tecnologia que constituem o patrimônio da humanidade, destacando e enfatizando os aspectos regionais deste patrimônio; V - oferecer, no seu âmbito de ação, oportunidade de formação contínua no campo da ciência, da tecnologia, da cultura, da arte e do lazer; e VI - promover a extensão e prestar serviços à comunidade, partilhando com ela os benefícios resultantes de todo conhecimento gerado no âmbito da Instituição Áreas de atuação da instituição mantida Nossa Instituição tem como área de atuação principal a Informática e Administração de Empresas, na graduação Mecanismo institucionalizado permanente de articulação Articulação com os segmentos produtivos Objetivos da articulação Realizar a definição de cursos na área de Informática; Fazer a atualização curricular; Analisar a necessidade de vagas e o mercado de trabalho; Definir os diversos perfis profissionais demandados. A instituição tem convênios com: Evolução Informática parceira oficial da Microsoft na área de educação técnica e credenciada como academia CISCO (CISCO networking academy CNA local) Sindicato das Empresas de Informática, Telecomunicações e Automação do Ceará SEITAC, Associação das empresas brasileiras de software e serviços de informática ASSESPRO, Sociedade dos Usuários de Informática e Telecomunicações do Ceará SUCESU; Parcerias sociais Em 2003/2004, a SUDEP tem procurado ampliar suas parcerias e interfaces com o setor empresarial. O objetivo é desenvolver ações na busca do aprimoramento/treinamento dos recursos humanos das organizações públicas e do terceiro setor. Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 7

8 Entre os projetos estão: Parceria com a Evolução informática para consultoria ao programa PROINFOR, da Prefeitura de Fortaleza, que capacita em informática milhares de jovens carentes de FORTALEZA; Parceria com a ONG Instituto Interamericano de capacitação da Juventude para suporte de informática aos cursos sociais na área de turismo e idiomas, lecionados aos alunos de escolas públicas de Fortaleza; Programa de capacitação de professores com a AGIP/Universidade Vale do Acaraú (unidade Caucaia). Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 8

9 2. PROJETO DO CURSO 2.1. Dados gerais do curso Denominação Curso Superior de Tecnologia em REDES DE COMPUTADORES, autorizado pela Portaria MEC Nº 858, de 15 de Março de 2005, publicada no DOU Nº 51 Seção I Pagina 6, em 16 de março de Dados do responsável pela elaboração inicial do projeto Nome: End.: Marcondes Josino Alexandre Rua - Prof. Raimundo Victor, 181 Parquelândia Cidade: Fortaleza UF: Ce CEP: Fone: (085) Fax: (085) Cel: (085) Dados do coordenador do curso Nome: End.: José Aristides Timbó Catunda Rua Monsenhor Catão Cidade: Fortaleza UF Ce CEP Fone: (85) FAX (85) Cel (85) Regime de matrícula Semestral, seriado em módulos. Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 9

10 Total de vagas anuais Turnos de Funcionamento Vagas por Turma Matutino 50 Noturno 50 Total Carga horária Carga horária Total do curso Prazo de integralização da carga horária Limite mínimo (semestres) Limite máximo (semestres) horas 5 semestres 8 semestres 2.2. Organização e Desenvolvimento Curricular Justificativa da oferta do curso Fortaleza está localizada no litoral Atlântico, com 34 km de praias, a uma altitude média de 21 metros e é centro de um município de 313,8 km2 de área e habitantes, sendo a capital de maior densidade demográfica do país, com hab/km2. É a cidade mais populosa do Ceará, a quinta do Brasil e a 91a mais populosa do mundo. A Região Metropolitana de Fortaleza possui habitantes, sendo a sétima mais populosa do Brasil, e a terceira do Nordeste. Em recente estudo do IBGE, Fortaleza aparece como metrópole da terceira maior rede urbana do Brasil em população. É a quarta cidade do mundo em concentração de renda e desigualdades sociais, tomando como base moradia e educação. Segundo dados do IBGE mais de 900 mil pessoas vivem com menos de R$ 1,50 reais por dia. Fortaleza, tendo o 15º maior PIB municipal da nação e o segundo do Nordeste, com 24,4 bilhões de reais, é um importante centro industrial e comercial do Brasil, com o sétimo maior poder de compra do país. No turismo, a cidade alcançou a marca de destino mais procurado no Brasil em 2004, com atrações como a micareta Fortal no final de julho e o maior parque aquático do Brasil, Beach Park. É sede do Banco do Nordeste, da Companhia Ferroviária do Nordeste e do DNOCS. Aliado a tudo isso, tem-se também grandes empreendimentos a instalar-se no Ceará tais como a Usina Siderúrgica Nacional (Vale do Rio Doce), a Refinaria Premium (Petrobras), o Metrofor, o Porto do Pecém, dentre outros. Segundo a ADECE (Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará), órgão estratégico do Governo do Estado do Ceará, é necessário até 2012 mais de novos empregos tecnológicos para suprir o mercado de trabalho. A FATENE espera poder contribuir com a formação de parte destes profissionais, capacitando-os e colocando-os Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 10

11 no mercado de trabalho com qualidade. Além disso, ao se formar um profissional na área de Redes de Computadores, não se deve esquecer de prepará-lo apenas para o mercado de trabalho, mas também para a sociedade em que ele vive. Daí surge em nossa grade curricular a formação humanística e social sólida, essencial no cotidiano pessoal na sociedade. Estes profissionais vão enfrentar um mundo moderno e deverão estar preparados para o trabalho e para o exercício da cidadania. Não mais se admite preparar o homem para apenas executar tarefas, mas para ser pensante e flexível no mundo das tecnologias avançadas. A cidade de Fortaleza e o estado como um todo são carentes desse profissional, pois dispomos de poucas IES que ministrem cursos na área de Informática, principalmente em Redes de Computadores. De modo concreto, podemos citar apenas os Cursos de Graduação da Universidade Federal do Ceará (Ciência da Computação), da Universidade Estadual do Ceará (Computação), da Universidade de Fortaleza (Ciência da Computação), da Universidade Gama Filho (Ciência da Computação Graduação e Redes de Computadores) e das Faculdades Integradas do Ceará (Sistemas de Informação). Outros cursos são ofertados no estado do Ceará em instituições fora da Cidade de Fortaleza. Dados da Secretaria de Educação do Estado do Ceará mostra um aumento na capacitação de jovens através dos programas educacionais voltados para o Ensino Médio. O aumento desta demanda também faz com que a oferta de vagas para o nosso curso específico seja bem aproveitada, principalmente pelas classes econômicas C e D, onde se concentra a grande maioria dos nossos alunos. A IES também faz sua parte pondo em prática as políticas institucionais constantes no PDI e aquelas demandas detectadas nos processos de auto-avaliação interna e externa. Diante disso tudo, justificase a continuação da existência do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores, da FATENE, devido a nossa contribuição social, educacional e econômica ao Estado do Ceará Finalidades e objetivos do curso O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores, da FATENE, apresenta como objetivo geral Contribuir para a formação tecnológica de indivíduos com elevado senso de cidadania e capacitar o aluno a implementar e administrar redes de computadores, com alto desempenho, integridade e segurança das informações atendendo de forma satisfatória às demandas profissionais específicas decorrentes do grande avanço tecnológico. Os objetivos específicos do curso são: Incentivar uma postura ética e responsável na elaboração e implementação de projetos em Redes de Computadores. Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 11

12 Dimensionar o uso de equipamentos de informática multi-usuários; Configurar acesso e disponibilidade para Internet, Intranet, roteadores e provedores; Identificar os sistemas públicos de comunicação de dados e as topologias de redes possíveis; Identificar as arquiteturas mais comuns e os protocolos relacionados; Identificar os ambientes operacionais e as aplicações comumente utilizadas com redes de computadores; Identificar problemas de segurança que afetam a rede de computadores e as técnicas de prevenção; Participar na definição, implementação, manutenção, auditoria, gerência e análise de desempenho de redes de computadores, dentro de uma equipe de trabalho; Conhecer e administrar sistemas operacionais e servidores de rede e Internet Perfil Profissional de Conclusão O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores formará um profissional capaz de especificar, projetar, elaborar, orientar e compor equipes de implantação e/ou instalação de redes de computadores, utilizando-se de sistemas operacionais modernos, baseando-se na aplicação de metodologias técnicas e de tecnologias que proporcionarão o alcance dos melhores resultados com a melhor utilização de recursos. O profissional também será capacitado a reconhecer os conceitos de bancos de dados e outras aplicações informatizadas, buscando compor a solução desenvolvida de capacidade suficiente para proporcionar os melhores resultados e a utilização da tecnologia que ofereça maior segurança à informação e à agilidade na circulação da mesma. O profissional também será capacitado a desenvolver aplicações para a web, utilizando as tecnologias mais presentes nessa área, como a linguagem de programação JAVA e a linguagem de programação PHP. O perfil profissional de conclusão projetado para o egresso do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores expressará o inter-relacionamento dos módulos que compõem o curso, na formação do tecnólogo, habilitando-o a desempenhar funções como: Desenvolver raciocínios logicamente consistentes; Aprimorar a capacidade criativa e a iniciativa profissional; Ler e compreender textos especializados sobre redes de computadores; Elaborar pareceres e relatórios; Configurar computadores em rede com os sistemas operacionais Linux e Windows; Criar, administrar e gerenciar a infraestrutura de redes, associada às tecnologias de comunicações de dados; Instalar e configurar os componentes e periféricos de computadores e roteadores; Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 12

13 Planejar e configurar um esquema de endereçamento IP; Identificar e solucionar problemas de redes TCP/IP, LAN switching, VLANs, Frame- Relay, ISDN, Appletalk, EIGRP, OSPF e BGP ; Implementar e configurar firewalls de filtragem de pacotes, NAT, proxies e VPNs; Fazer análise e auditoria de redes através de testes de desempenho, análise de estrutura e implantação de soluções que visem o aumento de performance; Desenvolver aplicações cliente/servidor com as tecnologias mais difundidas do mercado; Respeitar a conduta ética, social e responsável. A carga horária do curso foi determinada para atender de forma satisfatória o perfil do egresso e as diretrizes curriculares do MEC para os cursos da área de informática e computação. A seguir descreve-se como o perfil do curso é atingido através das disciplinas constantes na grade curricular do curso: Desenvolver raciocínios logicamente consistentes, obtido através do conteúdo das disciplinas: Lógica de Programação, Metodologia de Orientação a Objetos, Linguagem de Programação JAVA, Técnicas de Elaboração de Sites, Introdução à Tecnologia Web, Ferramentas web, Arquitetura de Computadores; Aprimorar a capacidade criativa e a iniciativa profissional, obtido através do conteúdo das disciplinas: Técnicas de Consultoria, Ferramentas Web, Projeto em Redes de Computadores, Administração e Gerência de Redes; Ler e compreender textos especializados sobre redes de computadores, obtido através do conteúdo das disciplinas: Metodologia do Trabalho Científico, Introdução à Tecnologia Web, Sistemas Operacionais, Ferramentas Web, Técnicas de Elaboração de Sites, Segurança na Internet, Introdução à Comunicação de dados, Redes de Computadores; Elaborar pareceres e relatórios, obtido através do conteúdo das disciplinas: Metodologia do Trabalho Científico, Análise e Desempenho de Redes, Projeto em Redes de Computadores, Administração e Gerência de Redes, Redes de Computadores; Configurar computadores em rede com os sistemas operacionais Linux e Windows, obtido através do conteúdo das disciplinas: Tecnologia Cliente/Servidor, Sistemas Operacionais, Administração e Gerência de Redes; Criar, administrar e gerenciar a infra-estrutura de redes, associada às tecnologias de comunicações de dados, obtido através do conteúdo das disciplinas: Arquitetura e Protocolo TCP/IP, internet working, Tecnologia Cliente/Servidor, Administração e Gerência de Redes; Instalar e configurar os componentes e periféricos de computadores e roteadores, obtidos através do conteúdo das disciplinas: Administração de Servidores Web, Análise e Desempenho de Redes, Projeto em Redes de Computadores, Administração e Gerência de Redes, Redes de Computadores; Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 13

14 Planejar e configurar um esquema de endereçamento IP, obtido através do conteúdo das disciplinas: Internet working, Tecnologia Cliente/Servidor, Redes de Computadores; Identificar e solucionar problemas de redes TCP/IP, LAN switching, VLANs, Frame-Relay, ISDN, Appletalk, EIGRP, OSPF e BGP, obtido através do conteúdo das disciplinas: Arquitetura e Protocolo TCP/IP, Análise e Desempenho de Redes, Administração e Gerência de Redes; Implementar e configurar firewalls de filtragem de pacotes, NAT, proxies e VPNs, obtido através do conteúdo das disciplinas: Análise e Desempenho de Redes, Projeto em Redes de Computadores, Administração de Servidores web, Arquitetura e Protocolo TCP/IP; Fazer análise e auditoria de redes através de testes de desempenho, análise de estrutura e implantação de soluções que visem o aumento de performance, obtido através do conteúdo das disciplinas: Análise e Desempenho de Redes, Projeto em Redes de Computadores, Administração e Gerência de Redes; Respeitar a conduta ética, social e responsável, obtido através do conteúdo das disciplinas: Introdução à Tecnologia Web, Segurança na Internet, Segurança em Redes, Metodologia do Trabalho Científico, Política de Segurança e Ética. Curso Tecnólogo de Redes de Computadores 14

15 Grade Curricular do Curso O fluxograma indica as menores unidades curriculares, suas cargas horárias, a que módulos (certificação) pertencem e em que semestre os alunos deverão cursá-las.

16 Organização curricular Preenchimento do quadro padrão para cada unidade curricular, informando suas respectivas: cargas horárias, competências, habilidades, bases tecnológicas e bibliografia básica e complementar. Unidade Curricular Arquitetura de Computadores Código: R01 Carga Horária: 80 Competências Conhecer os conceitos introdutórios de arquitetura de computadores; Compreender as aplicações dos periféricos e seu uso em organização e estruturação dos computadores; Conhecer os tipos de tecnologias utilizadas no padrão PC. Habilidades Interpretar os conceitos básicos de arquitetura de computadores; Realizar instalação e configuração de periféricos; Fazer uso de ferramentas de diagnóstico dos componentes instalados. 1. Introdução ao Hardware do PC: 1.1. Sistema Binário e Hexadecimais; 1.2. Estrutura dos micros do padrão PC; 2. Processadores: 2.1. Evolução 2.2. UC (Unidade de Controle); Bases Tecnológicas

17 2.3. ULA (Unidade Lógica e Artimética); 2.4. Registradores 3. Memória: 3.1. Características; 3.2. Tipos de memória RAM; 3.3. Tipos de memória ROM; 3.4. Cachê; 3.5. Tecnologia de memória para vídeo (UMA, SGRAM, VRAM, WRAM, RDRAM) 4. Dispositivos I/O: 4.1. Arquitetura de monitores; 4.2. Teclados; 4.3. Mouse; 4.4. Dispositivos ópticos; 4.5. Dispositivos portáteis. 5. Barramentos: 5.1. Tipos de Barramentos (ISA, EISA, V, PCI, AGP, USB, Firewire e IrDA); 5.2. Barramento de Dados, Controle e Endereçamento; 5.3. Arbitragem 3 6. Arquitetura de chipsets e Mother-board 7. Conceito de Interrupções 8. Canais de DMA e endereçamento de I/O 9. Disco rígidos: 9.1. Funcionamento; PPC- MODELO ATUAL (RC)

18 9.2. Padrão SCSI (SCSI-1, SCSI-2, SCSI-3). 10. Setup: Configurações do disco rígido, da interface de vídeo, quantidade de memória RAM e outras opções; Configurações POST Configuração dos Barramentos ISA Plug-and- Play e PCI Configuração dos periféricos on-board e off-board 11. Arquitetura CISC/RISC 12. Máquinas Multiníveis Terminalidade/Certificação Bibliografia Básica (títulos, periódicos, etc.) Título/Periódico Autor Edição Local Editora Ano LT 1 Hardware Curso Completo Gabriel Torres 4 a. Rio de Janeiro Axcel Books 2001 Sim Fundamentos de Arquitetura de Computadores Raul Fernando Weber 2 a. Rio de Janeiro Sagra Luzzatto 2001 Não Introdução à Arquitetura de Computadores Miler J. Mudocca e Viacent P. Hering 9 Rio de Janeiro Campus 2000 Não Organização Estrutura de Computadores Andrew S. Tanenbaum 4a. Rio de Janeiro Printice/Hall 2001 Sim Teoria e problema de arquitetura de computadores. CARTER, Nicholas. Porto Alegre Bookman 2003 PPC- MODELO ATUAL (RC)

19 Arquitetura e organização de computadores. 5. ed.: Prentice Hall, Arquitetura de computadores STALLINGS, William. 5ª São Paulo Prentice Hall 2006 PATTERSON, David A.; HENNESSY, L. Bibliografia Complementar (títulos, periódicos, etc.) Rio de Janeiro Campus 2000 Título/Periódico Autor Edição Local Editora Ano Redes de computadores: configuração, manutenção e expansão Fundamentos de arquitetura de computadores Graig Zacker São Paulo Makron Books WEBER, Raul Fernando. 2ª Porto Alegre Sagra Luzzatto Organização e projetos de computadores Outros PATTERSON, David A.; HENNESSY, John L. 3ª Rio de Janeiro Campus 2005 Unidade Curricular Lógica de Programação Código: R02 Carga Horária: 80 Competências Desenvolver raciocínio lógico para construção de algoritmos; Conhecer a estruturação lógica de algoritmos para o desenvolvimento de programas de computadores; Conhecer os tipos de dados e operadores utilizados em programas de computadores; Abordar recursos das linguagens de programação estruturada. PPC- MODELO ATUAL (RC)

20 Habilidades Construir algoritmos em Portugol e aplicá-los em linguagens de programação; Aplicar as estruturas da lógica de programação para solução de problemas; Utilizar os diferentes tipos de dados e operadores em programas de computador. Bases Tecnológicas 1. Conceitos Iniciais 2. Programação estruturada: 2.1. Tipos de dados primitivos; 2.2. Inteiros; 2.3. Reais; 2.4. Literais(String e Caracteres); 2.5. Lógicos; 2.6. Constantes e variáveis. 3. A linguagem Portugol 4. Estruturas de Controle: 4.1. Estruturas de seqüência; 4.2. Estruturas de decisão; 4.3. Estruturas de repetição. 5. Vetor; 6. Matriz; 7. Programação estruturada: 7.1. Procedimentos; 7.2. Funções; PPC- MODELO ATUAL (RC)

21 7.3. Recursividade. 8. Tipos de dados definifos pelo usuário: 8.1. Registro; 8.2. União. 9. Noções de ponteiros; 10. Listas; 11. Filas (FIFO First In First Out) 12. Pilhas (FILO First In Last Out). Terminalidade/Certificação Bibliografia Básica (títulos, periódicos, etc.) Título/Periódico Autor Edição Local Editora Ano LT 2 Introdução à Programação - Anita Lopes, Guto Garcia 500 Algoritmos Resolvidos 1ª. Rio de Janeiro Campus 2002 Sim Algoritmos: Lógica Para José Augusto N. G. Manzano Desenvolvimento de Programação de 13ª. São Paulo Erica 2001 Sim Computadores Lógica de Programação - Ensino Prático João Alexandre Magri 1ª. São Paulo Erica 2003 Não Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados Lógica de programação e estrutura de dados: com aplicação em java Algoritmo e lógica de programação EBERSPACHER, Henri Frederico; FORBELLONE 3ª Pearson Prentice Hall 2005 PUGA, Sandra; RISSETTI, Gerson 2ª São Paulo Prentice Hall 2009 SOUZA, Marco Antonio Furlan de; GOMES, Marcelo Marques; SOARES, Marcio Vieira. São Paulo: São Paulo Thomson Learning 2005 PPC- MODELO ATUAL (RC)

22 Bibliografia Complementar (títulos, periódicos, etc.) Título/Periódico Autor Edição Local Editora Ano Lógica De Programação - Os Primeiros Souza;Kotani;Ucci Passos 10ª. São Paulo Erica 2002 Algoritmos Estruturados: Harry Farrer Programação Estruturada de 3ª. São Paulo LTC 1996 Computador Lógica de programação XAVIER, Gley Fabiano Cardoso São Paulo SENAC 1999 Algoritmos: lógica para desenvolvimento de programação de computadores. Outros MANZANO, José Augusto N. G.; OLIVEIRA, Jayr Figueiredo de. 15ª São Paulo Érica 2000 Unidade Curricular Introdução à Tecnologia Web Código: R03 Carga Horária: 80 Conhecer os principais conceitos da internet; Aprender os serviços e ferramentas disponíveis na internet; Conhecer os fundamentos de uma intranet e extranet. Utilizar os fundamentos básicos da internet; Competências Habilidades Fazer uso com competência dos serviços disponíveis na internet; Utilizar as ferramentas disponíveis na web. Bases Tecnológicas PPC- MODELO ATUAL (RC)

23 1. Histórico; 2. Conceitos básicos da internet: 2.1. Endereçamento e nomes de domínio; 2.2. URLs; 2.3. HTTP; 2.4. HTML; 2.5. RFCs; 2.6. FAQs; 3. Componentes da Web: 3.1. Clientes e servidores; 3.2. Meios de comunicação; 3.3. Dados, arquivos e recursos; 4. Tipos de conexão da internet; 5. Serviços da Internet: 5.1. Correio eletrônico; 5.2. Conexão a Hosts remotos( Telnet e SSH); 5.3. Comando básicos do FTP; 5.4. WWW; 6. Tipos de arquivos utilizados na internet; 6.1 Formato de imagens; 6.2 Formato de Video; 6.3 Formato de Aúdio; 6.4 Codecs. PPC- MODELO ATUAL (RC)

24 7. Conceitos básicos da intranet; 8. Funcionamento de uma intranet; 9. Funcionamento de uma extranet. Terminalidade/Certificação Bibliografia Básica (títulos, periódicos, etc.) Título/Periódico Autor Edição Local Editora Ano LT 3 Internet - Série Rápido e Fácil Joe Kraynak 3ª. Rio de Janeiro Campus 1998 Sim Internet - para Dummies Carol Baroudi, John R. Levine, Margareth Levine Young 5 a. Rio de Janeiro Campus 1998 Sim Usando a Internet O Guia Amigável Vários 1ª. Rio de Janeiro Campus 1995 Sim Use a cabeça! HTML com CSS e XHTML: o guia amigo sobre HTML CSS FREEMAN, ELISABETE; FREEMAN, ERIC. Rio de Janeiro Alta Books 2006 CARVALHO, Gustavo de; LOTITO, São Paulo Novatec 2005 Tecnologias de acesso a internet. Alberto. Web 2.0 e mashups: reinventando a MELO JUNIOR, Cleuton Sampaio de. Rio de Janeiro Brasport 2007 internet. Bibliografia Complementar (títulos, periódicos, etc.) Título/Periódico Autor Edição Local Editora Ano Internet, Intranet e Redes Corporativas Marcus Garcia de Almeida 1ª. Rio de Janeiro TCP/IP Internet, Intranet, Extranet (Manual completo) Gorki Starlin 5 a. São Paulo Book Express Brasport PPC- MODELO ATUAL (RC)

NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS

NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS 1- IDENTIFICAÇÃO CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 HORAS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 80 HORAS PERÍODO: NOTURNO NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS 2- EMENTA

Leia mais

TÉCNICO INFORMÁTICA INTEGRADO

TÉCNICO INFORMÁTICA INTEGRADO TÉCNICO INFORMÁTICA INTEGRADO PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA REDES E SISTEMAS OPERACIONAIS - 2010 PROF: Patrick J. Cardoso 1. EMENTA: Histórico, conceitos, estrutura e dispositivos de Sistemas Operacionais.

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM REDES DE COMPUTADORES. RECONHECIDO conforme PORTARIA n 64, de 04 de Fevereiro de 2011.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM REDES DE COMPUTADORES. RECONHECIDO conforme PORTARIA n 64, de 04 de Fevereiro de 2011. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM REDES DE COMPUTADORES RECONHECIDO conforme PORTARIA n 64, de 04 de Fevereiro de 2011. Título: Tecnólogo em Redes de Computadores Turno: Noturno Carga horária total: 2.000

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2015.1

PLANO DE ENSINO 2015.1 FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA CENTRO DE CIENCIAS TECNOLOGICAS PLANO DE ENSINO 2015.1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Disciplina/Módulo: Redes Comput Sist Distribuídos Código/Turma: T008-84(74)

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

PLANO DE ENSINO CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 50 PRÁTICA: 22

PLANO DE ENSINO CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 50 PRÁTICA: 22 DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Redes de Computadores I PROFESSOR: SERGIO ROBERTO VILLARREAL SIGLA: RED I E-MAIL: sergio.villarreal@udesc.br CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA:

Leia mais

TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES SOBRE O CURSO Redes de computadores são fundamentais para as corporações garantirem agilidade na troca de informações e arquivos. Portanto, o tecnólogo de Rede de Computadores

Leia mais

TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES SOBRE O CURSO No mercado atual, empresas de todos os portes das pequenas às grandes corporações multinacionais já contam com redes de computadores. A atuação de um tecnólogo

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Probabilidade e Estatística/MAT066 Fundamentos de análise combinatória. Conceito de probabilidade e seus teoremas fundamentais. Variáveis aleatórias. Distribuições de probabilidade. Conceito e objetivos

Leia mais

P L A N O D E D I S C I P L I N A

P L A N O D E D I S C I P L I N A INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS SÃO JOSÉ SC CURSO TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES / REDES DE COMPUTADORES P L A N O D E D I S C I P L I N A DISCIPLINA: Redes de Computadores Carga Horária: 95 HA

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO 1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Sistemas de Informação DISCIPLINA: Redes I PROFESSOR: Ademar

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO SENAC PLANO DE ENSINO

CENTRO UNIVERSITARIO SENAC PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO Nome do candidato: Aurélio Candido da Silva Junior Unidade: Lapa Tito Curso: Gestão Tecnológica em redes Convergentes Disciplina: Arquitetura e Redes de Computadores

Leia mais

I. Dados Identificadores Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas de Informação

I. Dados Identificadores Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas de Informação Plano de Ensino 2013 I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas de Informação Disciplina Redes de Computadores Módulo Organização da Informação Carga Horária Semanal: 04 ha

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: Bauru / SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL DE PROGRAMADOR WEB Campus Lages Junho/2014 Parte 1 (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE 1. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2.

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

Arquitetura Internet (TCP/IP)

Arquitetura Internet (TCP/IP) Instituto Federal do Pará - IFPA Ricardo José Cabeça de Souza ricardo.souza@ifpa.edu.br 2010 Redes Básicas S-10 Arquitetura Internet (TCP/IP) MÁSCARA DA SUB-REDE Indica como separar o NetId do HostId,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Programação

Leia mais

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DOS PROFISSIONAIS QUE DEVERÃO COMPOR AS EQUIPES TÉCNICAS PREVISTAS NESSA CONTRATAÇÃO PARA AMBOS OS LOTES. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA

PLANO DE ENSINO EMENTA PLANO DE ENSINO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO LOCAL: Concórdia DISCIPLINA: Redes de Computadores CARGA HORÁRIA: 72hrs FASE: 4ª SEMESTRE: 2 ANO: 2015 PROFESSOR: Jackson Laskoski EMENTA Evolução das redes

Leia mais

Agenda. Rede de Computadores (Técnico em Informática) Modelo em Camadas. Modelo em Camadas. Modelo em Camadas 11/3/2010

Agenda. Rede de Computadores (Técnico em Informática) Modelo em Camadas. Modelo em Camadas. Modelo em Camadas 11/3/2010 Rafael Reale; Volnys B. Bernal 1 Rafael Reale; Volnys B. Bernal 2 Agenda de Computadores (Técnico em Informática) Modelo em Camadas Modelo em Camadas Modelo de Referênica OSI Rafael Freitas Reale reale@ifba.edu.br

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnologia em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL EM LINUX Campus Lages Junho/204 Parte (solicitante) DADOS DO CAMPUS PROPONENTE. Campus: Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages. 2. Endereço/CNPJ/Telefone

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS EDITAL CGDP/SRH Nº 04/2010 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS DO CURSO DE INFORMÁTICA

Leia mais

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CARGA HORÁRIA: 60 horas I - Ementa Modelagem de Processos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO A Comissão Responsável pela Realização do Concurso Público regido pelo Edital 041/2007 faz saber

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA 2011 CURSO: Redes de Computadores e Gestão de Tecnologia da Informação SÉRIE: 2º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: Redes de Computadores e Telecomunicações CARGA HORÁRIA: 60 horas Prof. Luiz Shigueru

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Ivair Teixeira Ivair.teixeira@aedu.com

Redes de Computadores. Prof. Ivair Teixeira Ivair.teixeira@aedu.com Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira Ivair.teixeira@aedu.com Nesta Aula Plano de Ensino e Aprendizagem Contrato pedagógico Hardware de rede 2 Plano de Ensino e Aprendizagem Ementa: Conceitos básicos

Leia mais

VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO VPNs

VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO VPNs VELOCIDADE DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO VPNs Rogers Rodrigues Garcia 1, Júlio César Pereira¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavai PR Brasil rogersgarcia@live.com, juliocesarp@unipar.br Resumo:

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS-SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática Qualificação:

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Componentes dos sistemas computadorizados Aula 04 FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Componentes da infraestrutura Hardware Software Tecnologia de gerenciamento de dados Tecnologia

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Redes de Computadores. Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Redes de Computadores. Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Redes de Computadores Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo ou quaisquer

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Dados de Identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário EDITAL 035/2013 DE 22 DE MAIO DE 2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO/TEMPORÁRIO ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário Área Libras Informática (Hardware/Redes

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA 26. Considerando o sistema de numeração Hexadecimal, o resultado da operação 2D + 3F é igual a: a) 5F b) 6D c) 98 d) A8 e) 6C 27. O conjunto

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Informática FORMA/GRAU:( X ) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 2 - MODELO DE REFERÊNCIA TCP (RM TCP) 1. INTRODUÇÃO O modelo de referência TCP, foi muito usado pela rede ARPANET, e atualmente usado pela sua sucessora, a Internet Mundial. A ARPANET é de grande

Leia mais

P L A N O D E D I S C I P L I N A C O M P E T Ê N C I A S H A B I L I D A D E S E S P E C Í F I C A S

P L A N O D E D I S C I P L I N A C O M P E T Ê N C I A S H A B I L I D A D E S E S P E C Í F I C A S INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA UNIDADE SÃO JOSÉ CURSO SUPERIOR DE SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES P L A N O D E D I S C I P L I N A DISCIPLINA: REDES DE COMPUTADORES 2 RCO20704

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 3º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 3º semestre EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( ) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( X ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 66303 ESTRUTURA DE DADOS I 68/0 ENG. DE

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Teoria e Prática Douglas Rocha Mendes Novatec Sumário Agradecimentos...15 Sobre o autor...15 Prefácio...16 Capítulo 1 Introdução às Redes de Computadores...17 1.1 Introdução... 17

Leia mais

DISCIPLINA DO CURRÍCULO

DISCIPLINA DO CURRÍCULO Língua Portuguesa 40 h DISCIPLINA DO CURRÍCULO Possibilitar ao educando o desenvolvimento da escrita, oralidade, capacidade de leitura e competência textual com recursos que auxiliam no âmbito profissional

Leia mais

Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações. T TP P Ciclo 1º Ano 3º Semestre 1º Horas/semana 2 2 Créditos

Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações. T TP P Ciclo 1º Ano 3º Semestre 1º Horas/semana 2 2 Créditos Curso: Engenharia Electrónica e Redes de Computadores Licenciatura Bi-etápica Disciplina: Subgrupo: Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações Ano lectivo: 2006

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Informática FORMA/GRAU:( X ) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

Modelos de Redes em Camadas

Modelos de Redes em Camadas Modelos de Redes em Camadas Prof. Gil Pinheiro 1 1. Arquitetura de Sistemas de Automação Sistemas Centralizados Sistemas Distribuídos Sistemas Baseados em Redes Arquitetura Cliente-Servidor 2 Sistemas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO AUXILIAR EM ADMINISTRAÇÃO DE REDES - FIC

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO AUXILIAR EM ADMINISTRAÇÃO DE REDES - FIC Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO AUXILIAR EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA - PROVA COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO MÉDIO 1 Interpretação textual Metáfora, metonímia, ambigüidade, ironia, denotação e conotação, pontos

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DEPARTAMENTO: DSI Sistemas de Informação CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 60 PRATICA: 12. CURSO(S): Sistemas de Informação

PLANO DE ENSINO. DEPARTAMENTO: DSI Sistemas de Informação CARGA HORÁRIA TOTAL: 72 TEORIA: 60 PRATICA: 12. CURSO(S): Sistemas de Informação 1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Sistemas de Informação DISCIPLINA: Redes II PROFESSOR: Ademar

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. 01) Considere as seguintes assertivas sobre conceitos de sistemas operacionais:

SISTEMAS OPERACIONAIS. 01) Considere as seguintes assertivas sobre conceitos de sistemas operacionais: SISTEMAS OPERACIONAIS 01) Considere as seguintes assertivas sobre conceitos de sistemas operacionais: I. De forma geral, os sistemas operacionais fornecem certos conceitos e abstrações básicos, como processos,

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS 1.1. PERFIL DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA: 1.1.1.DESCRIÇÃO DO PERFIL: O profissional desempenhará

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br Revisão Karine Peralta Agenda Revisão Evolução Conceitos Básicos Modelos de Comunicação Cliente/Servidor Peer-to-peer Arquitetura em Camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Equipamentos Evolução... 50 60 1969-70

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT O que é um Sistema Operacional? Um software que abstrai as complexidades do hardware de um usuário/programador

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE 2011 A Presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Camada de Rede. Prof.: Agostinho S. Riofrio

REDES DE COMPUTADORES. Camada de Rede. Prof.: Agostinho S. Riofrio REDES DE COMPUTADORES Camada de Rede Prof.: Agostinho S. Riofrio Agenda 1. Introdução 2. Funções 3. Serviços oferecidos às Camadas superiores 4. Redes de Datagramas 5. Redes de Circuitos Virtuais 6. Comparação

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 1º Semestre: 1º Ano: 2011 Disciplina: Programação de Computadores I (PGC21) Carga Horária: 72 horas/aula

PLANO DE ENSINO. Período/ Fase: 1º Semestre: 1º Ano: 2011 Disciplina: Programação de Computadores I (PGC21) Carga Horária: 72 horas/aula PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Sistemas de Informação Professores: Carlos Alberto Zorzo zorzo@uniarp.edu.br Período/ Fase: 1º Semestre:

Leia mais

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull Informática Aplicada I Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull 1 Conceito de Sistema Operacional Interface: Programas Sistema Operacional Hardware; Definida

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s:

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s: Tecnologia em Redes de Computadores Redes de Computadores Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Conceitos Básicos Modelos de Redes: O O conceito de camada é utilizado para descrever como ocorre

Leia mais

Redes de Computadores. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br ricardo.souza@ifpa.edu.br

Redes de Computadores. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br ricardo.souza@ifpa.edu.br Redes de Computadores Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br www.ricardojcsouza.com.br CAMADA DE APLICAÇÃO Desempenha funções específicas de utilização dos sistemas Identificação de parceiros

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Ambientes de Programação e Banco de Dados Docente: Éberton da Sl Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

Capítulo 6 - Protocolos e Roteamento

Capítulo 6 - Protocolos e Roteamento Capítulo 6 - Protocolos e Roteamento Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 53 Roteiro (1 / 2) O Que São Protocolos? O TCP/IP Protocolos de Aplicação Protocolos de Transporte Protocolos

Leia mais

Camada de Transporte

Camada de Transporte Camada de Transporte Conceitos Básicos Redes de Computadores A. S. Tanenbaum Mário Meireles Teixeira. UFMA-DEINF Protocolos Protocolo: Conjunto de regras e formatos usados para comunicação entre entidades,

Leia mais

Unidade 2.1 Modelos de Referência

Unidade 2.1 Modelos de Referência Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2.1 Modelos de Referência 2 Bibliografia da disciplina

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Universidade Federal do Pará Campus Universitário de Marabá Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Sistemas Distribuídos Prof.: Warley Junior warleyjunior05@gmail.com Plano de Ensino. Turma SI

Leia mais

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Ementa: Leitura de Textos Acadêmicos: capacitar o aluno para compreender textos em língua inglesa, em sua área de atuação, desenvolvendo estratégias

Leia mais

Arquiteturas de Rede. Prof. Leonardo Barreto Campos

Arquiteturas de Rede. Prof. Leonardo Barreto Campos Arquiteturas de Rede 1 Sumário Introdução; Modelo de Referência OSI; Modelo de Referência TCP/IP; Bibliografia. 2/30 Introdução Já percebemos que as Redes de Computadores são bastante complexas. Elas possuem

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente:

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente: ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Unidade IV DEFINIR A MELHOR SOLUÇÃO DE BANCO DE DADOS PARA AS NECESSIDADES DA EMPRESA.1 O uso das tecnologias.1.1 O software livre 1 A tecnologia de banco de dados, assim

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

Tecnologia em Analise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina

Tecnologia em Analise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina Plano de Ensino - 2014 I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Analise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina Redes de Computadores Professor MÁRCIO DE SANTANA Período Noturno Módulo Organização

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO ENSINO A DISTÂNCIA 1- DADOS DE IDENTIFICAÇÃO CAMPUS:SANTO AUGUSTO DIREÇÃO GERAL: VERLAINE GERLACH DIREÇÃO DE ENSINO:MARINÊS HAMES COORDENAÇÃO

Leia mais

Redes de Computadores Sistemas de Informação 3SINA/05.2 1º Sem/2008 Aula 00: Apresentação da Disciplina. Prof. Msc. Ricardo Slavov

Redes de Computadores Sistemas de Informação 3SINA/05.2 1º Sem/2008 Aula 00: Apresentação da Disciplina. Prof. Msc. Ricardo Slavov Redes de Computadores Sistemas de Informação 3SINA/05.2 1º Sem/2008 Aula 00: Apresentação da Disciplina Prof. Msc. Ricardo Slavov ricardo.slavov@aes.edu.br By Slavov Unidade Sorocaba Planejamento Conceitos

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Kurose Redes de Computadores e a Internet Uma Abordagem Top-Down 5ª. Edição Pearson Cap.: 1 até 1.2.2 2.1.2 2.1.4 Como funciona uma rede? Existem princípios de orientação e estrutura?

Leia mais