Daniel Darlen. IV SDSL Brasília DF Dezembro de Introdução ao Bash p.1/62

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Daniel Darlen. daniel.correa@planejamento.gov.br. IV SDSL Brasília DF Dezembro de 2004. Introdução ao Bash p.1/62"

Transcrição

1 Introdução ao Bash Daniel Darlen IV SDSL Brasília DF Dezembro de 2004 Introdução ao Bash p.1/62

2 Introdução Introdução ao Bash p.2/62

3 Introdução Duas formas básicas de interação com o computador: Interface Gráfica Linha de Comando Introdução ao Bash p.3/62

4 Introdução Shell Um interpretador de linha de comando (shell, em inglês) é um programa que tem por finalidade receber comandos do usuário e passá-los ao sistema operacional. Introdução ao Bash p.4/62

5 Introdução Prompt A interação é realizada por meio do interpretador de comandos que aguarda as instruções por meio de um sinal de pronto (prompt, em inglês). Introdução ao Bash p.5/62

6 Introdução Prompt Prompt utilizado na família Unix $ para o usuário comum; # para o super-usuário (root). Introdução ao Bash p.6/62

7 Introdução Prompt Exemplo: $ df -h Filesystem Size Used Avail Use% Mounted on /dev/hda1 2.8G 2.5G 370M 87% / /dev/hdc4 17G 360M 16G 3% /mnt/home /dev/hdc4 17G 360M 16G 3% /home /dev/hdd 605M 606M 0 100% /mnt/cdrom $ Introdução ao Bash p.7/62

8 Introdução Prompt Exemplo: # cat /etc/fstab grep home /dev/hdc4 /home ext3 auto,exec 1 1 # Introdução ao Bash p.8/62

9 Introdução Script Administradores de sistemas GNU/Linux geralmente utilizam ferramentas poderosas para automação e controle das tarefas do sistema, os scripts! Um script é uma sequência pré-determinada de comandos. Introdução ao Bash p.9/62

10 Introdução - Bash Bash é o interpretador de comandos mais utlizado nos sistemas GNU/Linux. O nome Bash vem de "Bourne Again SHell", num trocadilho com "born again shell", indicando ser uma versão melhorada do antigo Bourne Shell para Unix. Introdução ao Bash p.10/62

11 Introdução Bash Bash é considerado o shell mais apropriado para desenvolvimento de scripts. Suas principais características: portável; apresenta mais recursos para tratamento de arquivos; possui vasta documentação. Introdução ao Bash p.11/62

12 Introdução Bash À primeira vista, o Bash, assim como qualquer interpretador de comandos GNU/Linux/Unix, tem cara de poucos amigos. Não se preocupe, se você se dedicar terá o respeito e as respostas que quiser. Introdução ao Bash p.12/62

13 Introdução rumo ao primeiro script Demanda: Verificar a data e hora do sistema, identificar cada file-system, além do nome do sistema operacional e sua versão. Introdução ao Bash p.13/62

14 Introdução rumo ao primeiro script Pode-se começar com os comandos: $ date $ df $ uname Introdução ao Bash p.14/62

15 Introdução rumo ao primeiro script Após uma busca nos manuais dos comandos, podemos incrementar nossa pesquisa colocando os parâmetros: $ date $ df -h $ uname -s -r Introdução ao Bash p.15/62

16 Introdução rumo ao primeiro script A demanda pode ser automatizada por um script, que será executado a partir de um único comando. Introdução ao Bash p.16/62

17 Introdução o primeiro script Para escrever o primeiro script, abra um editor de texto de sua preferência (VI, emacs, etc...) e digite as seguintes linhas no arquivo: #!/bin/bash date df -h uname -s -r Introdução ao Bash p.17/62

18 Introdução o primeiro script Salve o arquivo com nome primeiro.sh. É uma boa prática salvar os scripts com a extensão (.sh). Embora esse procedimento não seja obrigatório, pode ser muito útil na hora de realizar uma busca por rotinas já escritas. Introdução ao Bash p.18/62

19 Introdução o primeiro script Todo script deve começar com #! seguido do nome do programa que o executa. No exemplo, descreveu-se o caminho completo do Bash (/bin/bash), para que o sistema identificasse qual interpretador de comandos deveria ser acionado. Introdução ao Bash p.19/62

20 Introdução o primeiro script Vá para o diretório onde o arquivo foi salvo e tente executá-lo: $./primeiro.sh Introdução ao Bash p.20/62

21 Introdução o primeiro script Vá para o diretório onde o arquivo foi salvo e tente executá-lo: $./primeiro.sh bash:./primeiro.sh: Permission denied $ Ops... o que houve de errado? Introdução ao Bash p.21/62

22 Introdução o primeiro script É necessário que o sistema reconheça o script como um comando executável. Para isso digite o seguinte comando: $ chmod +x primeiro.sh Introdução ao Bash p.22/62

23 Introdução o primeiro script Finalmente temos: $./primeiro.sh Sat Dec 4 16:24:25 BRST 2004 Filesystem Size Used Avail Use% Mounted on /dev/hda1 2.8G 2.5G 370M 87% / /dev/hdc4 17G 359M 16G 3% /mnt/home /dev/hdc4 17G 359M 16G 3% /home /dev/hdd 605M 606M 0 100% /mnt/cdrom Linux $ Introdução ao Bash p.23/62

24 Introdução um script básico Exemplo de um script básico (sistema.sh): #!/bin/bash # Aprimoramento do primeiro script echo echo "Data e Horário:" date echo echo "Uso do disco:" df echo echo "Informaç~oes do Sistema:" uname -s -r Introdução ao Bash p.24/62

25 Introdução um script básico Comentários caracter "#" é utilizado para iniciar um comentário comando echo é utlizado para exibir mensagens na tela Introdução ao Bash p.25/62

26 Caracteres Especiais Introdução ao Bash p.26/62

27 Caracteres Especiais # declaraç~ao de comentários ; separaç~ao de comandos - permite descrever mais de um comando ou comandos internos (if, while, etc.), numa mesma linha ;; terminador especial do comando case. executa um script dentro de outro " delimitador de string - preserva o significado da maioria dos caracteres especiais (apóstrofo) delimitador de string - cancela o significado da aioria dos caracteres especiais \ cancela o signficado especial do próximo caracter (crase) delimitador de substituiç~ao de comandos - substitui um comando pela saída gerada pela sua execuç~ao {xxx,yyy,...} descreve valores possíveis para uma expans~ao -- ex.: ls *.{txt,htm lista todos os arquivos cujo nome termina em.txt ou.html >, < e redirecionadores de fluxo de dados (, >, <, >, > >, >&, > >&) Introdução ao Bash p.27/62

28 Variáveis e Parâmetros Introdução ao Bash p.28/62

29 Variáveis e Parâmetros O Bash não exige identificação dos tipos de variáveis a serem utilizadas, nem uma seção especial no arquivo para sua definição. variáveis não inicializadas assumem valor 0 para operações aritméticas e vazio para uma string. Introdução ao Bash p.29/62

30 Variáveis e Parâmetros o uso de variáveis em Bash podem transformar números em strings e vice-versa; uma variável é normalmente associada pelo uso do sinal "="; o conteúdo de uma variável é acessado pelo uso do sinal "$" antes do nome da variável; uma variável pode armazenar o resultado de um comando. Introdução ao Bash p.30/62

31 Variáveis e Parâmetros Exemplos: a="primeira associaç~ao" b=20 c=$b quemsou=$(whoami) Introdução ao Bash p.31/62

32 Variáveis e Parâmetros Os parâmetros passados para um script Bash podem ser recuperados usando-se as variáveis $0, $1, $2, etc. $0 nome do script chamado $1 primeiro parâmetro $2 segundo parâmetro... $10 décimo parâmetro Introdução ao Bash p.32/62

33 Variáveis e Parâmetros Script: parametros.sh #!/bin/bash # Autor: echo "O programa foi chamado com o nome \"$0\"" echo "Os $# parametros da chamada sao: " echo "\"$*\"" echo "O primeiro parametro da chamada foi \"$1\"" echo "O segundo foi \"$2\"" shift echo "O terceiro foi \"$2\"" Introdução ao Bash p.33/62

34 Estruturas de controle de fluxo Introdução ao Bash p.34/62

35 Controle de Fluxo O Bash possui estruturas para se testar condições e implementar loops. As mais utilizadas: if for while Introdução ao Bash p.35/62

36 Controle de Fluxo if COMANDO for VAR in LISTA while COMANDO then do do comandos comandos comandos else done done comandos fi Introdução ao Bash p.36/62

37 Controle de Fluxo If O if testa um comando e não uma condição Normalmente é utilizado em conjunto com o comando test Introdução ao Bash p.37/62

38 Controle de Fluxo Script: testa10.sh #!/bin/bash # Autor: echo "Digite um número: " read numero if test $numero -gt 10 then echo "$numero é maior que 10" else echo "$numero n~ao é maior que 10" fi Introdução ao Bash p.38/62

39 Controle de Fluxo Pode-se utilizar [ ao invés de test no exemplo anterior ficaria: if [ $numero -gt 10 ] then echo "$numero é maior que 10" else echo "$numero n~ao é maior que 10" fi Introdução ao Bash p.39/62

40 Controle de Fluxo Comanto test para variáveis -z a string passada é vazia -n a string passada n~ao é vazia -eq os valores s~ao iguais -ne os valores s~ao diferentes -gt o primeiro é maior que o segundo -ge o primeiro é maior ou igual ao segundo -lt o primeiro é menor que o segundo -le o primeiro é menor ou igual ao segundo = ou == os valores s~ao iguais!= os valores s~ao diferentes. Introdução ao Bash p.40/62

41 Controle de Fluxo Comando test para arquivos -e o arquivo existe -d o arquivo é um diretório -f o arquivo é um arquivo comum -s o tamanho do arquivo é maior que zero -r é possível ler o conteúdo do arquivo -w é possível alterar o conteúdo do arquivo -x é possível executar o arquivo -nt o arquivo é mais recente -ot o arquivo é mais antigo -ef o arquivo é o mesmo Introdução ao Bash p.41/62

42 Controle de Fluxo While serve para repetir comandos enquanto uma determinada condição for sastifeita. Introdução ao Bash p.42/62

43 Controle de Fluxo Script: contador_while.sh #!/bin/bash # Autor: i=0 while test $i -lt 10 do let "i = $i + 1" echo "Contando: $i" done Introdução ao Bash p.43/62

44 Controle de Fluxo For percorre uma lista de argumentos pegando um por vez Introdução ao Bash p.44/62

45 Controle de Fluxo Script: exemplo_for.sh #!/bin/bash # Autor: for x in a b c abc do echo "$x " done echo Introdução ao Bash p.45/62

46 Controle de Fluxo Script: for_contador.sh #!/bin/bash # Autor: for (( i = 1; $i <= 10; i++ )) do echo "$i " done echo Introdução ao Bash p.46/62

47 Operações Aritméticas Introdução ao Bash p.47/62

48 Operações Aritméticas É possível realizar operações aritméticas em Bash utilizando o comanto let. Importante: let não trabalha com números reais. O resultado de uma divisão será sempre a parte inteira. Introdução ao Bash p.48/62

49 Operações Aritméticas Operacões do comando let + soma - subtraç~ao * multiplicaç~ao / divis~ao (parte inteira) ** exponenciaç~ao (para expoente positivo) % módulo (resto de divis~ao inteira) += incremento -= decremento *= multiplicaç~ao seguida de atribuiç~ao /= divis~ao seguida de atribuiç~ao %= módulo seguido de atribuiç~ao Introdução ao Bash p.49/62

50 Operações Aritméticas Script: comando_let.sh #!/bin/bash # Autor: let "x = 2 ** 10" echo "2 ** 10 = $x" # 1024 y=$x let "x %= 10" # x = x % 10 echo "$y % 10 = $x" # 4 y="abc" let "x = $y + 7" # Nao da erro, x e tido como zero echo "$y + 7 = $x" # 2 let "y = $x * 3 / 6" echo "$x*3/6=$y" # 3 Introdução ao Bash p.50/62

51 Redirecionamentos de Entrada e Saída É possível redirecionar a saída dos progrmas ou comandos do Bash para arquivos específicos. > redireciona a saída para um arquivo; se o arquivo já existe ele é sobrescrito. >> redireciona a saída para um arquivo; se o arquivo n~ao existe ele será criado, caso exista a saída é colocada ao final do arquivo, preservando o conteúdo anterior. Introdução ao Bash p.51/62

52 Redirecionamentos de Entrada e Saída Exemplos: $ echo abc > arquivo.txt $ cat arquivo abc $ echo def > arquivo.txt $ cat arquivo def $ echo xyz >> arquivo.txt $ cat arquivo def xyz $ Introdução ao Bash p.52/62

53 Interação com o usuário É possível melhorar a forma de interação com o usuário por meio do comando select, que implementa um menu com listas numeradas. Introdução ao Bash p.53/62

54 Exemplo de interação com o usuário #!/bin/bash #Autor: PS3="Digite o numero de sua opcao: " echo "O que voce deseja fazer?" select opcao in "Listar a data e hora corrente."\ "Listar file-systems."\ "Listar informaç~oes do sistema operacional."\ "Sair" do echo Voce selecionou: $opcao case $REPLY in "1") date ;; "2") df -h ;; "3") uname -a ;; "4") break ;; *) echo "Opcao invalida!" ;; esac done Introdução ao Bash p.54/62

55 Operadores && e O comando test pode apresentar ainda dois operadores em sua implementação. O operador lógico "&&", só executa o segundo comando caso o primeiro tenha sido OK. O operador inverso é o " ". Introdução ao Bash p.55/62

56 Operadores && e Script: sistema2.sh #!/bin/bash #Autor: echo "Deseja exibir os dados do sistema? [sn] " read resposta test "$resposta" = "n" && exit echo "Data e Horário:" date echo echo "Uso do disco:" df echo echo "Informaç~oes do Sistema:" uname -s -r Introdução ao Bash p.56/62

57 Exemplos Práticos Introdução ao Bash p.57/62

58 Demanda: fazer um script "testa-arquivos", que pede ao usuário para digitar um arquivo e testa se este arquivo existe. Se sim, diz se é um arquivo ou um diretório. Introdução ao Bash p.58/62

59 #!/bin/bash echo -n "Digite o arquivo: "; read ARQUIVO [ -d "$ARQUIVO" ] && echo "$ARQUIVO é um diretório" [ -f "$ARQUIVO" ] && echo "$ARQUIVO é um arquivo" [ -f "$ARQUIVO" -o -d "$ARQUIVO" ] echo "O arquivo $ARQUIVO n~ao foi encontrado" echo # # Este exercício foi desenvolvido por Aurélio Marinho Jargas. # Introdução ao Bash p.59/62

60 Demanda: Elaborar um script que recebe dois números como parâmetro e realiza comparação entre eles, indicando se o primeiro é maior, menor ou igual ao segundo. Introdução ao Bash p.60/62

61 #!/bin/bash if [ $1 -eq $2 ]; then echo "$1 é igual $2" elif [ $1 -lt $2 ]; then echo "$1 é menor $2" else echo "$1 é maior $2" fi # # Este exercício foi desenvolvido por Aurélio Marinho Jargas. # Introdução ao Bash p.61/62

62 Referências Programação Shell Linux, 4 a Edição Julio Cezar Neves BASH - Guia de Consulta Rápida Joel Saade Apostilas do Aurélio Marinho Jargas Introdução ao Bash p.62/62

Introdução ao Shell Script

Introdução ao Shell Script Faculdade do Pará-FAP Disciplina: Programação em Ambiente de Redes Professor: Armando Hage Introdução ao Shell Script Introdução O que é o Shell Shell Script Primeiro Script Recebendo Parâmetros Exercícios

Leia mais

Scripts Shell. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 20

Scripts Shell. João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 20 Scripts Shell João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 20 2 / 20 Principais shell conhecidos Bourne Shell (sh) Korn Shell (ksh) C Shell (csh) Bash - Bourne Again Shell (bash) mais utilizada no linux O

Leia mais

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com

Introdução a. Shell Script. Clésio Matos clesior.matos@gmail.com Introdução a Shell Script Clésio Matos clesior.matos@gmail.com 1 Plano de apresentação O que são shell scripts Comandos básicos Estruturas básicas do BASH - Comandos condicionais - Comandos de repetição

Leia mais

Uso Eficiente da Linha de Comando com os Shells do Unix. Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com)

Uso Eficiente da Linha de Comando com os Shells do Unix. Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com) Uso Eficiente da Linha de Comando com os Shells do Unix Fábio Olivé (fabio.olive@gmail.com) GUI CLI Tópicos História da Linha de Comando Shells mais comuns Interpretação e transformações da linha digitada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO E AUTOMAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO E AUTOMAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO E AUTOMAÇÃO SHELL SCRIPT Allan Robson Silva Venceslau Hélio Batista de Araújo Júnior Rafael Medeiros Teles 1 Apresentar

Leia mais

Oficina de ShellScript

Oficina de ShellScript Oficina de ShellScript Segunda Parte Wildcards Variáveis de Ambiente Comans em Shell Script Parâmetros para o programa Mais comans /dev/null Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies PET Computação UFRGS Wildcards

Leia mais

Programação. Instrutor Airton Kuada email - airton@fesppr.br Curitiba, julho de 2004

Programação. Instrutor Airton Kuada email - airton@fesppr.br Curitiba, julho de 2004 Programação SHELL SCRIPT Instrutor Airton Kuada email - airton@fesppr.br Curitiba, julho de 2004 Agenda Introdução Funções de Terminal Estrutura de um Shell Script Apresentação em mensagens Variáveis Comando

Leia mais

Algoritmos em Javascript

Algoritmos em Javascript Algoritmos em Javascript Sumário Algoritmos 1 O que é um programa? 1 Entrada e Saída de Dados 3 Programando 4 O que é necessário para programar 4 em JavaScript? Variáveis 5 Tipos de Variáveis 6 Arrays

Leia mais

Introdução ao Shell Script

Introdução ao Shell Script Introdução ao Shell Script Aurélio Marinho Jargas http://aurelio.net Introdução ao Shell Script - Aurélio Marinho Jargas Índice Sobre o curso...1 Apresentação...2 O que é o shell...2 Shell script...3 Antes

Leia mais

Programação Shell. Estrutura de um shell script. Programação em Redes Ver: 1.0

Programação Shell. Estrutura de um shell script. Programação em Redes Ver: 1.0 Programação Shell Shell é o nome genérico de uma classe de programas que funciona como interpretar de comans e linguagem de programação script (interpretada) no Unix. Uma outra definição seria shell script

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 2 SENAC TI Fernando Costa

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 2 SENAC TI Fernando Costa Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Aula 2 SENAC TI Fernando Costa Agenda Introdução ao Shell Variáveis do shell Usando símbolos coringa Síntese Exercícios O shell Como todo computador

Leia mais

Se não existisse uma variável de ambiente chamada PATH você teria que digitar todo o caminho do comando para listar por exemplo:

Se não existisse uma variável de ambiente chamada PATH você teria que digitar todo o caminho do comando para listar por exemplo: Variáveis de ambiente Denição: São variáveis que guardam informações sobre preferências pessoais usadas por programas para que eles peguem dados sobre seu ambiente sem que você tenha que passar sempre

Leia mais

Automatizando com Shell Script: uma breve introdução prática à poderosa linguagem de comandos do mundo *nix. Daniel Bauermann dbauermann@uol.com.

Automatizando com Shell Script: uma breve introdução prática à poderosa linguagem de comandos do mundo *nix. Daniel Bauermann dbauermann@uol.com. Automatizando com Shell Script: uma breve introdução prática à poderosa linguagem de comandos do mundo *nix Daniel Bauermann dbauermann@uol.com.br O que vamos ver hoje? Introdução sobre Shell Script Um

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Disparando o interpretador

Disparando o interpretador Capítulo 2: Usando o interpretador Python Disparando o interpretador O interpretador é frequentemente instalado como /usr/local/bin/python nas máquinas onde está disponível; adicionando /usr/local/bin

Leia mais

Módulos...2 Shell...3

Módulos...2 Shell...3 Cesar Kállas cesarkallas@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP Puc Campinas 2004 Capítulo 2 O Kernel...2 Módulos...2 Shell...3 Scripts...3 Bourne Shell sh...3 Bourne-Again Shell bash...3 Korn Shell

Leia mais

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C Resumo da Matéria de Linguagem de Programação Linguagem C Vitor H. Migoto de Gouvêa 2011 Sumário Como instalar um programa para executar o C...3 Sintaxe inicial da Linguagem de Programação C...4 Variáveis

Leia mais

Python: Comandos Básicos. Claudio Esperança

Python: Comandos Básicos. Claudio Esperança Python: Comandos Básicos Claudio Esperança Primeiros passos em programação Até agora só vimos como computar algumas expressões simples Expressões são escritas e computadas imediatamente Variáveis podem

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Departamento de Ciência da Computação. Tópicos Especiais em Programação. 14/10/2013 Profª Valeria Menezes Bastos 1

UFRJ IM - DCC. Departamento de Ciência da Computação. Tópicos Especiais em Programação. 14/10/2013 Profª Valeria Menezes Bastos 1 UFRJ IM - DCC Departamento de Ciência da Computação Tópicos Especiais em Programação 14/10/2013 Profª Valeria Menezes Bastos 1 Programação em Shell Comandos básicos bash Ver LDP, manuais UNIX, etc. Programação

Leia mais

Daniel Darlen Corrêa Ribeiro, Eduardo Campos dos Santos. ARL Universidade Federal de Lavras (UFLA) Lavras MG - Brasil

Daniel Darlen Corrêa Ribeiro, Eduardo Campos dos Santos. ARL Universidade Federal de Lavras (UFLA) Lavras MG - Brasil DESENVOLVIMENTO DE UM SCRIPT EM BASH QUE ENCONTRA TODOS OS ARQUIVOS SEM USO HÁ UM TEMPO DEFINIDO E ENVIA E-MAIL PARA O PROPRIETÁRIO E PARA UMA CONTA ESPECIAL DEFINIDA PARA ADMINISTRAÇÃO Daniel Darlen Corrêa

Leia mais

Internet e Programação Web

Internet e Programação Web COLÉGIO ESTADUAL PEDRO MACEDO Ensino Profissionalizante Internet e Programação Web 3 Técnico Prof. Cesar 2014 1 SUMÁRIO Criar sites dinâmicos em PHP --------------------------------------------------------

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Algoritmos e Estrutura de Dados Aula 1 Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Linguagem a ser Utilizada? Nossa disciplina é de Algoritmos e Estrutura de Dados, e não de linguagem

Leia mais

Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br

Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br Aula 15 (Revisão prova B2): Conteúdo programático Teórica Conteúdo da Aula 12 até a

Leia mais

Programação em Shell Script (Linux Administration) Jacson RC Silva

Programação em Shell Script (Linux Administration) Jacson RC Silva <jeiks> Programação em Shell Script (Linux Administration) Jacson RC Silva Conteúdo O que é shell Comandos mais utilizados em shell Condicionais e laços Scripts Informações do Sistema Obtendo informações

Leia mais

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA COMBA DÃO CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 2012-2015 PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MÓDULO 2 Mecanismos de Controlo de

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ 1 - VARIÁVEIS Variáveis espaço de memória reservado para armazenar tipos de dados, com um nome para referenciar seu conteúdo. Observações importantes Todas as variáveis devem

Leia mais

Programando em shell-script 1. Primeira parte, uma introdução

Programando em shell-script 1. Primeira parte, uma introdução Programando em shell-script 1. Primeira parte, uma introdução Quem usa Linux conhece bem o prompt de comando sh, ou variações como o bash. O ue muita gente não sabe é que o sh ou o bash têm uma "poderosa"

Leia mais

Curso de Linguagem C

Curso de Linguagem C Curso de Linguagem C 1 Aula 1 - INTRODUÇÃO...4 AULA 2 - Primeiros Passos...5 O C é "Case Sensitive"...5 Dois Primeiros Programas...6 Introdução às Funções...7 Introdução Básica às Entradas e Saídas...

Leia mais

Aula 02. Introdução ao Linux

Aula 02. Introdução ao Linux Aula 02 Introdução ao Linux Arquivos Central de Programas do Ubuntu A Central de Programas do Ubuntu é uma loja de aplicativos integrada ao sistema que permite-lhe instalar e desinstalar programas com

Leia mais

O código JavaScript deve ser colocado entre tags de comentário para ficar escondido no caso de navegadores antigos que não reconhecem a linguagem.

O código JavaScript deve ser colocado entre tags de comentário para ficar escondido no caso de navegadores antigos que não reconhecem a linguagem. 1 - O que é JAVASCRIPT? É uma linguagem de script orientada a objetos, usada para aumentar a interatividade de páginas Web. O JavaScript foi introduzido pela Netscape em seu navegador 2.0 e posteriormente

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

Criando um script simples

Criando um script simples Criando um script simples As ferramentas de script Diferente de muitas linguagens de programação, você não precisará de quaisquer softwares especiais para criar scripts de JavaScript. A primeira coisa

Leia mais

José Frazão Scripts Página 2 de 22

José Frazão Scripts Página 2 de 22 Página 2 de 22 Índice Página 1. Introdução 4 2. O que são? 5 3. Linguagens 5 3.1. ShellScript 5 3.1.1. Estrutura 6 3.1.1.1. Exemplos de alguns caracteres 6 3.1.1.2. Variáveis 7 3.2. JavaScript 9 3.2.1.

Leia mais

ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador Linux.

ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador Linux. INSTALL 2014-08-12 ================================================== Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux ATENÇÃO: Este manual foi feito para usuários que tenham conhecimentos de administrador

Leia mais

Javascript 101. Parte 2

Javascript 101. Parte 2 Javascript 101 Parte 2 Recapitulando O Javascript é uma linguagem de programação funcional Os nossos scripts são executados linha a linha à medida que são carregados. O código que está dentro de uma função

Leia mais

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C Edwar Saliba Júnior Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C Belo Horizonte 2010 Sumário 1 Nota:... 2 2 Comandos e Palavras Reservadas:... 3 3 Dicas... 4 3.1 Strings

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Agrárias Professor: Renato Dourado Maia Disciplina: Programação de Computadores Curso: Engenharia de Alimentos Turma: Terceiro Período 1 Introdução

Leia mais

Laboratório de Programação I

Laboratório de Programação I Laboratório de Programação I Introdução à Programação em Visual Basic Fabricio Breve Objetivos Ser capaz de escrever programas simples em Visual Basic Ser capaz de usar os comandos de entrada e saída Familiarizar-se

Leia mais

SISTEMAS OPERATIVOS I

SISTEMAS OPERATIVOS I Instituto Superior de Engenharia Porto Departamento de Engenharia Informática ISEP - DEI - SISTEMAS OPERATIVOS I SISTEMAS OPERATIVOS I Parte II Março de 2006 Berta Batista Luis Lino Ferreira Maria João

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB GABRIELA TREVISAN Ambiente de Desenvolvimento Após instalar o Wamp Server, inicie o servidor. Um ícone aparecerá na SystemTray. A cor do ícone indica seu estado: Verde: servidor

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

TEORIA BÁSICA SOBRE LINGUAGEM PHP

TEORIA BÁSICA SOBRE LINGUAGEM PHP PHP - Introdução Vantagens do Uso do PHP O php é uma linguagem de programação para ambiente web ou seja com ela, você pode desenvolver aplicações que possam ser acessadas via browser (netscape,internet

Leia mais

OPERADORES E ESTRUTURAS DE CONTROLE

OPERADORES E ESTRUTURAS DE CONTROLE OPERADORES E ESTRUTURAS DE CONTROLE 3.1 Operadores Os operadores indicam o tipo de operação matemática que será executada gerando novos valores a partir de um ou mais operadores. São muito utilizados em

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 1. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes?

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 1. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores Módulo LPI Aula 1 Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? 1 [1] NEVES, Júlio César Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com

Leia mais

Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Versão SIPREV 2.1.13

Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Versão SIPREV 2.1.13 Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux Versão SIPREV 2.1.13 INSTALL 2010-05-20 ================================================== Instalando e Executando o Siprev em Ambiente Linux ATENÇÃO:

Leia mais

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1 Python Condicionais e Loops Introdução à Programação SI1 Conteúdo Comando de Decisão Comandos de Repetição Exercícios 13/06/2013 2 Condicional Controle de fluxo É muito comum em um programa que certos

Leia mais

CURSO B SICO DE PERL

CURSO B SICO DE PERL CURSO BÁSICO DE PERL CURSO BÁSICO DE PERL ESTRUTURA: 12 aulas de 2 horas e meia totalizando 30 horas. 2 créditos. É necessário 75% de presença (com exceções). Precisamos pensar em um método de avaliação.

Leia mais

Python. Introdução à Programação SI1 - BSI

Python. Introdução à Programação SI1 - BSI Python Introdução à Programação SI1 - BSI Conteúdo História Instalação Apresentação da Interface Comandos Básicos Exercícios 07/06/2013 2 História Criada em 1989 pelo holandês Guido van Rossum no Centrum

Leia mais

ARQUIVOS. Os arquivos criados em meios magnéticos poderão ser acessados para leitura e escrita na forma seqüencial, direta ou indexada.

ARQUIVOS. Os arquivos criados em meios magnéticos poderão ser acessados para leitura e escrita na forma seqüencial, direta ou indexada. Texto retirado e adaptado da apostila A Linguagem Pascal, disponível no site http://www.portaldaprogramacao.com (autor: desconhecido) ARQUIVOS Anteriormente, foi estudado o conceito de tabelas em memória

Leia mais

e shutdown -a sao formas de desligamento forçados sendo -a o anulador do shutdown -s

e shutdown -a sao formas de desligamento forçados sendo -a o anulador do shutdown -s Page 1 of 7 Batch ou arquivos de lote (também conhecidos por.bat ou ponto-bat são arquivos de computador utilizados pra automatizar tarefas, é regularmente confundido com o modo de processamento de dados

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

PARA CASA * Como voce faria para armazenar o resultado em uma variavel chamada NOME?

PARA CASA * Como voce faria para armazenar o resultado em uma variavel chamada NOME? USO DE VARIAVEIS 1. Crie um programa Scratch que recebe um valor de entrada do usuário (p.ex. o nome do usuário), armazene este valor na variável padrão resposta e faça o personagem gato dizer o valor

Leia mais

Introdução ao. Script. Baltazar Tavares (Psycho Mantys) https://psychomantys.wordpress.com https://about.me/psycho_mantys

Introdução ao. Script. Baltazar Tavares (Psycho Mantys) https://psychomantys.wordpress.com https://about.me/psycho_mantys Introdução ao Script Baltazar Tavares (Psycho Mantys) https://psychomantys.wordpress.com https://about.me/psycho_mantys O que é Bash Script? O que é Bash + Script? O que é Bash? O que é Bash? Ele é um

Leia mais

CAPITULO 5 COMANDO DE FLUXO IF

CAPITULO 5 COMANDO DE FLUXO IF CAPITULO 5 COMANDO DE FLUXO IF Sempre que for necessária a tomada de decisão dentro de um programa, você terá que utilizar um comando condicional, pois é por meio dele que o PHP decidirá que lógica deverá

Leia mais

Tutorial de Matlab Francesco Franco

Tutorial de Matlab Francesco Franco Tutorial de Matlab Francesco Franco Matlab é um pacote de software que facilita a inserção de matrizes e vetores, além de facilitar a manipulação deles. A interface segue uma linguagem que é projetada

Leia mais

4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA

4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA 4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Introdução à criação de macros...3 Gravação

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Interativas para o Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD)

Desenvolvimento de Aplicações Interativas para o Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD) Lua Pós graduação em Telemática - Desenvolvimento de Aplicações Interativas para o Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD) Manoel Campos da Silva Filho Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://manoelcampos.com

Leia mais

Comandos de Controle de Fluxo

Comandos de Controle de Fluxo Algoritmos e Lógica de Programação Linguagem C Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Grupos: Seleção (comando condicional) if e switch; Iteração (laços) while, for e do-while Desvio break, continue, goto

Leia mais

Programação WEB. Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida. Aula III Introdução PHP

Programação WEB. Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida. Aula III Introdução PHP Programação WEB Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida Aula III Introdução PHP Introdução PHP PHP=Hypertext Pre-Processor Linguagem de script open

Leia mais

APOSTILA PHP PARTE 1

APOSTILA PHP PARTE 1 APOSTILA PHP PARTE 1 1. Introdução O que é PHP? PHP significa: PHP Hypertext Preprocessor. Realmente, o produto foi originalmente chamado de Personal Home Page Tools ; mas como se expandiu em escopo, um

Leia mais

Algoritmo. Prof. Anderson Almeida Ferreira. Agradeço ao prof. Guilherme Tavares de Assis por fornecer slides que fazem parte desta apresentação

Algoritmo. Prof. Anderson Almeida Ferreira. Agradeço ao prof. Guilherme Tavares de Assis por fornecer slides que fazem parte desta apresentação 1 Algoritmo Prof. Anderson Almeida Ferreira Agradeço ao prof. Guilherme Tavares de Assis por fornecer slides que fazem parte desta apresentação Desenvolvimento de programas 2 Análise do problema Desenvolvimento

Leia mais

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação.

Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. Julgue os itens a seguir referentes a conceitos de software livre e licenças de uso, distribuição e modificação. 1.Todo software livre deve ser desenvolvido para uso por pessoa física em ambiente com sistema

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 5 - Iniciando o modo texto Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 OPERANDO EM MODO TEXTO... 3 Abrindo o terminal... 3 Sobre o aplicativo Terminal... 3 AS CORES

Leia mais

Aqui estou novamente com um outro script, só que esse é bem mais funcional do que o ultimo que aqui postei.

Aqui estou novamente com um outro script, só que esse é bem mais funcional do que o ultimo que aqui postei. Olá pessoal, Aqui estou novamente com um outro script, só que esse é bem mais funcional do que o ultimo que aqui postei. Bem, quem é desenvolvedor ou aprendiz de web vai gostar desse script, pois o mesmo

Leia mais

1. Introdução 2. Linhas de Comando 3. Reexecução de Comandos 4. Macro Global 5. Macro Local 6. Controle de Fluxo 7. Referências

1. Introdução 2. Linhas de Comando 3. Reexecução de Comandos 4. Macro Global 5. Macro Local 6. Controle de Fluxo 7. Referências Macros Roteiro 1. Introdução 2. Linhas de Comando 3. Reexecução de Comandos 4. Macro Global 5. Macro Local 6. Controle de Fluxo 7. Referências Introdução Macros Servem para automatizar tarefas repetitivas

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte. por. Allan Robson Silva Venceslau Helio Batista de Araujo Junior Rafael Mederiros Teles

Universidade Federal do Rio Grande do Norte. por. Allan Robson Silva Venceslau Helio Batista de Araujo Junior Rafael Mederiros Teles Universidade Federal do Rio Grande do Norte por Allan Robson Silva Venceslau Helio Batista de Araujo Junior Rafael Mederiros Teles Natal, 2012 Sumário 1 Introdução 2 2 Breve introdução ao Linux 3 3 Arquitetura

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Estruturas de Controle Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Estrutura de Controle e de Fluxo Comandos de Seleção: O comando if; Ifs Aninhados; A escada if-else-if; A expressão condicional;

Leia mais

Programação Web Prof. Wladimir

Programação Web Prof. Wladimir Programação Web Prof. Wladimir Linguagem PHP @wre2008 1 Sumário PHP: Tipos de dados; Manipulação de dados; Utilizando formulário. @wre2008 2 Tipos de dados As variáveis são declaradas no momento de sua

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

http://introcomp.pet.inf.ufes.br

http://introcomp.pet.inf.ufes.br O SITE http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br http://introcomp.pet.inf.ufes.br O MOODLE http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle http://introcomp.pet.inf.ufes.br/moodle

Leia mais

José Romildo Malaquias 2011-1

José Romildo Malaquias 2011-1 Programação de Computadores I Aula 08 Programação: Estruturas de Repetição José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/58 Motivação Como imprimir os três

Leia mais

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira

Objetivos Instalação Gerência de Pacotes UNIX Shell. Curso UNIX. Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Curso UNIX Matheus Braun Magrin Felipe dos Santos Silveira Universidade Federal de Santa Catarina 25 de Setembro de 2010 CHAMADA Objetivos Instalação do sistema Ubuntu 10.04 Conhecer a origem do sistema

Leia mais

Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS

Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS 1. A Linguagem Access Basic. 2. Módulos e Procedimentos. 3. Usar o Access: 3.1. Criar uma Base de Dados: 3.1.1. Criar uma nova Base de Dados. 3.1.2. Criar

Leia mais

Comandos de Controle de Fluxo. Comandos de Controle de Fluxo. Comandos de Controle de Fluxo. Comandos de Controle de Fluxo

Comandos de Controle de Fluxo. Comandos de Controle de Fluxo. Comandos de Controle de Fluxo. Comandos de Controle de Fluxo Linguagem C Algoritmos e Lógica de Programação Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Grupos: Seleção (comando condicional) if e switch; Iteração (laços) while, for e do-while Desvio break, continue, goto

Leia mais

Introdução à estrutura de dados com Python

Introdução à estrutura de dados com Python Introdução à estrutura de dados com Python CLEIBSON APARECIDO DE ALMEIDA UFPR Universidade Federal do Paraná PPGMNE Programa de Pós Graduação em Métodos Numéricos em Engenharia Centro Politécnico CEP 81.531-980

Leia mais

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba Linux Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba

Leia mais

1-03/11/03 INTRODUÇÃO

1-03/11/03 INTRODUÇÃO 1-03/11/03 INTRODUÇÃO JavaScript é uma linguagem que permite injetar lógica em páginas escritas em HTML (HiperText Mark-up Language). As páginas HTML podem ser escritas utilizando-se editores de texto,

Leia mais

Programação em Bash Shell

Programação em Bash Shell 3 Programação em Bash Shell (Bash Shell) Os objectivos deste módulo são os seguintes: Programação Bash Shell Estruturas de Controlo if e case Repetição Referências A quick guide to writing scripts using

Leia mais

Guia para Instalação e Atualização Automáticas do VirusScan em Windows3.1x, Windows95 e WindowsNT

Guia para Instalação e Atualização Automáticas do VirusScan em Windows3.1x, Windows95 e WindowsNT Guia para Instalação e Atualização Automáticas do VirusScan em Windows3.1x, Windows95 e WindowsNT McAfee do Brasil Rua Geraldo Flausino Gomes, 78 Conjunto 51-5º andar Fone: (011) 5505-1009 - Fax: (011)

Leia mais

Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Linguagens de Programação* (*Mas Tinha Medo de Perguntar) Diego Padilha Rubert FACOM

Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Linguagens de Programação* (*Mas Tinha Medo de Perguntar) Diego Padilha Rubert FACOM Tudo o que Você Sempre Quis Saber Sobre Linguagens de Programação* (*Mas Tinha Medo de Perguntar) Diego Padilha Rubert FACOM Por quê? O aprendizado em Algoritmos e Programação visa lógica de programação

Leia mais

Simulador do Processador Neander T&D-Bench Simulator Manual do Usuário. por Júlio César Maccali. revisado por Prof. Christian Zambenedetti

Simulador do Processador Neander T&D-Bench Simulator Manual do Usuário. por Júlio César Maccali. revisado por Prof. Christian Zambenedetti UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CAMPUS UNIVERSITÁRIO DA REGIÃO DOS VINHEDOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, DA NATUREZA E DE TECNOLOGIA CURSO DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS Simulador do Processador Neander

Leia mais

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos

Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Sistemas Operacionais de Rede Linux - Gerenciamento de Arquivos Conteúdo Programático Login e Logout Iniciando e Desligando o Sistema Tipos de arquivo Texto Binário Arquivos e Diretório Manipulação de

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Introdução ao Scilab

Introdução ao Scilab Programação de Computadores 1 Capítulo 1 Introdução ao Scilab José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2014.2 1/35 1 MATLAB e Scilab 2 O ambiente Scilab 2/35

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

Trabalho Final. Data da Submissão: das 8h do dia 16/06 às 24h do dia 17/06. Data da Entrega do Relatório: das 15h às 18h no dia 18/06.

Trabalho Final. Data da Submissão: das 8h do dia 16/06 às 24h do dia 17/06. Data da Entrega do Relatório: das 15h às 18h no dia 18/06. ICMC-USP ICC - SCC-0 Turmas B e D - º. Semestre de 00 - Prof. João Luís. PAE: Jefferson F. Silva. Trabalho Final Submissão Automática da implementação pelo sistema Boca (http://blacklabel.intermidia.icmc.usp.br/boca/scc00/.)

Leia mais

e à Linguagem de Programação Python

e à Linguagem de Programação Python Introdução a Algoritmos, Computação Algébrica e à Linguagem de Programação Python Curso de Números Inteiros e Criptografia Prof. Luis Menasché Schechter Departamento de Ciência da Computação UFRJ Agosto

Leia mais

2 Um Primeiro Programa em C

2 Um Primeiro Programa em C 2 Um Primeiro Programa em C Ronaldo F. Hashimoto, Carlos H. Morimoto e José A. R. Soares OobjetivodessaaulaéintroduzirvocêàlinguagemCemambienteLinux,primeiramentemostrandoasua estrutura, e a seguir com

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Serviços e Agendamento Sumário 1 SERVIÇOS NO LINX POSTOS AUTOSYSTEM...3 2 CRIAR SERVIÇO...3 2.1 Agendamento de Tarefas Windows...5 2.2 Criar Serviço e Agendar Tarefas no Ubuntu-LINUX...6

Leia mais

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme Agenda Introdução a linguagem C Compiladores Variáveis IDEs Exemplos Exercícios Introdução A Linguagem C

Leia mais

Algoritmos com VisuAlg

Algoritmos com VisuAlg Algoritmos com VisuAlg Prof Gerson Volney Lagemann Depto Eng de Produção e Sistemas UDESC - CCT Algoritmos com VisuAlg Introdução A linguagem VisuAlg é simples, seu objetivo é disponibilizar um ambiente

Leia mais

PHP() é uma linguagem de integração de servidor que permite a criação de paginas dinâmicas. Como todas

PHP() é uma linguagem de integração de servidor que permite a criação de paginas dinâmicas. Como todas O que é PHP? Acrônimo de PHP: Hipertext Language PostProcessor Inicialmente escrita para o desenvolvimento de aplicações Web Facilidade para iniciantes e recursos poderosos para programadores profissionais

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31

Algoritmia e Programação APROG. Linguagem JAVA. Básico. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 APROG Algoritmia e Programação Linguagem JAVA Básico Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2012/13) 1/31 Linguagem Java Estrutura de um Programa Geral Básica Estruturas de Dados Variáveis Constantes Tipos de Dados

Leia mais

Minicurso de Python Aula 1. Raphael Lupchinski Marcelo Millani

Minicurso de Python Aula 1. Raphael Lupchinski Marcelo Millani Minicurso de Python Aula 1 Raphael Lupchinski Marcelo Millani Introdução Python é uma linguagem de programação poderosa e fácil de aprender Possui estruturas de dados eficientes e de alto nível, além de

Leia mais

Aluísio Eustáquio da Silva

Aluísio Eustáquio da Silva 1 Aluísio Eustáquio da Silva SciLab Programável Material didático usado em aulas de Programação de Computadores, Algoritmos e Lógica de Programação Betim Maio de 2012 2 PROGRAMAÇÃO O SciLab permite que

Leia mais