Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI"

Transcrição

1 Documentos: Implementação de melhores práticas de solução de problemas de TI Você pode aguardar o número de bilhetes de defeitos e o tempo para encerrar o bilhete e declinar à medida que a tecnologia de rede amadureça. Infelizmente, para organizações de suporte de rede, com todo avanço na confiabilidade e simplicidade há um avanço na tecnologia de compensação que torna a criação de redes mais complexa e propensa a problemas. Tecnologias como as comunicações unificadas, BYOD, Wi-Fi de alta velocidade, computação em nuvem e IPv6. As principais organizações de suporte de rede estão implantando novas práticas de resolução de problemas para reduzir o número e a duração de problemas, mesmo quando incumbidos de apoiar as mais novas e avançadas tecnologias. Índice» Os problemas estão se tornando coisa do passado?» Como são resolvidos hoje» Uma melhor abordagem» Melhoria do Processo» Teste de lista de verificação» Automatizando o processo» Melhores práticas de colaboração» Resumo das melhores práticas de solução de problemas 1 of 7

2 Os problemas estão se tornando coisa do passado? Um recente estudo sobre 300 profissionais de rede em organizações de grande e médio porte revelou que: Quarenta e oito por cento de todas as organizações levam, em média, mais do que a metade de um dia para fechar bilhetes de defeitos Quarenta e seis por cento de todas as organizações estão sob pressão para reduzir o tempo que leva para fechar os bilhetes de problemas Os profissionais de rede gastam cerca de 25 % do seu tempo resolvendo problemas Por que isso está acontecendo tendo em conta todos os avanços desenvolvidos para eliminação de problemas? Uma explicação é que para cada avanço em relação à confiabilidade e simplicidade, há um avanço na tecnologia de compensação que torna as coisas mais complexas: comunicações unificadas, n, computação em nuvem, ou IPv6. Independentemente do motivo, ainda há muito a ganhar melhorando a produtividade de resolução de problemas. Como são resolvidos hoje Como o departamento de TI trata das questões relacionadas com a solução de problemas? As abordagens do passado, tais como obtenção de mais pessoal e mais treinamento, são irrelevantes nos dias de hoje com orçamentos apertados. A substituição por atacado ou atualizações da rede também são de difícil negociação. Muitos departamentos de TI talvez queiram usuários melhores, mas isso ainda é sonho. Uma grande parte do problema está na abordagem ad hoc que a maioria das organizações leva para a resolução de problemas. A grande maioria (72 por cento) das organizações não adota um processo padronizado. Não só o processo varia dentro de uma organização, as ferramentas que estas organizações usam para solucionar problemas variam substancialmente. Os entrevistados relatam o uso de até oito tipos diferentes de ferramentas para resolver um problema. Em 47 por cento dos casos, foram necessárias duas ou mais ferramentas. Com toda a variedade de práticas e ferramentas de resolução de problemas, não é surpreendente que 63 por cento das etapas de resolução de problemas durou mais de uma hora. Assim, a oportunidade de reduzir o tempo de solução de problemas pode ser encontrada não na obtenção de mais pessoas ou mais treinamento, mas em um processo melhor para resolver problemas. Uma melhor abordagem Ao olhar de fora do departamento de TI, conseguem-se ideias de melhores práticas na resolução de problemas. Os técnicos do provedor de serviços de comunicação acompanham os processos detalhados de solução de problemas. Prestadores de serviços médicos seguem protocolos para examinar e diagnosticar pacientes. as listas de verificação padronizadas na sala de cirurgia reduzem complicações. Se pararmos para pensar, a maioria das tarefas que as pessoas executam é muito mais organizada do que a abordagem ad-hoc de resolução de problemas de rede. Processo de hoje Vamos começar examinando como o processo de hoje funciona. Quando as pessoas pensam em solução de problemas, o primeiro pensamento que vem à mente é a abordagem de tentativa e erro. O técnico tenta algo e vê se resolve o problema. Este processo é repetido até a eliminação do problema. Este procedimento depende totalmente da habilidade e experiência do técnico. Na verdade, não é de modo algum um processo. Há um segundo passo na resolução de problemas, no entanto. Em muitos casos, os técnicos sozinhos não conseguem resolver o problema. Às vezes precisam de ajuda em um problema especialmente difícil. Em outros casos, é porque o problema encontra-se fora do seu domínio de responsabilidade, e precisam trabalhar com um grupo separado dentro da empresa (por ex. desenvolvedores de aplicativo ou gerenciamento de servidor) ou fora (prestadores de serviços ou fornecedores de equipamentos). Isso está longe de ser raridade nossa pesquisa indica que 41 por cento de todas as questões exige colaboração desta natureza. Esta parte do processo pode demorar muito tempo por, pelo menos, duas razões. Em primeiro lugar, nem sempre é fácil dar visibilidade das partes responsáveis do problema quando este está sendo ocorrendo. Em segundo lugar, o técnico pode não está capacitado a capturar facilmente os arquivos de rastreamento, que muitas vezes, são necessários (19 % do tempo) para resolver tais problemas. 2 of 7

3 Um estudo sobre técnicas de resolução de problemas Este Livro Branco refere-se a um estudo de investigação realizado pela Fluke Networks de profissionais de rede 315 em abril de Os entrevistados vieram principalmente de redes de grande e médio porte de várias indústrias. A maioria deles era funcionários de nível superior da área de suporte a redes. Figura 1: Quais dessas ferramentas você usa para solucionar o problema mais recente de seu usuário? Figura 2: Quantos chamadas de problemas você processa em um mês normal? Figura 3: Qual é o tempo médio que seu grupo leva para solucionar um bilhete de problema? Note que 48 % relatam levar mais de quatro horas. Figura 4: Qual foi a causa do último problema de usuário que você resolveu? (Várias respostas são permitidas). 3 of 7

4 Os entrevistados foram solicitados a identificar a causa raiz do problema mais recente relatado pelo usuário. (Os entrevistados podiam indicar mais de uma causa raiz.) A causa número uma foi relaciona a problemas de rede (com fio ou Wi-Fi), ocorrendo em 27 % dos casos. A combinação de problemas de configuração de usuário final e operação representou a causa de 42 % dos casos. Figura 5: Ao substituir grande parte dos testes de tentativa e erro por um teste automatizado, e ao reduzir o tempo de solução problemas colaborativos, uma nova abordagem pode diminuir significativamente o tempo de solução de problemas. Melhoria do Processo Há um velho ditado na medicina que diz "os problemas comuns ocorrem normalmente." Esta simples tautologia pode ajudar a fornecer uma abordagem de melhores práticas para a solução de problemas. Ao definir a primeira etapa onde os problemas comuns são rapidamente identificados, muito tempo pode ser poupado. Criar uma lista de verificação de problemas para verificar primeiro, em ordem de probabilidade, reduziria o tempo de solução de problemas. Mais tarde, vamos falar como a automatização desse processo pode resultar em redução ainda maior. Assim, um melhor processo consistiria na verdade de três etapas: 1. Testes automatizados de problemas comuns 2. Resolução de Problemas de tentativa e erro manual 3. Colaboração com os outros Pode parecer contraditório que a inserção de um passo irá reduzi o tempo. Mas, se a etapa de testes automatizados puder reduzir consideravelmente o tempo gasto na solução de problemas de tentativa e erro manual, o tempo total pode ser reduzido. Teste automatizado Quais são os problemas mais comuns que podem ser rapidamente testados? Bem, um bom lugar para começar seria pelas causas relatadas na Figura 4 Vamos examinar cada uma delas e ver o que poderia ser testado rapidamente. Erros do usuário/configuração do computador erros de usuário podem se manifestar de muitas maneiras diferentes. Uma senha incorreta sem fio pode impedir completamente o usuário de se conectar à rede. O atalho de URL errado impediria o acesso aos serviços. A alteração das configurações de painel de controle de rede pode implicar todos os tipos de impasses. Uma das maneiras mais rápidas para determinar se o usuário está fazendo algo errado é tentar fazer a mesma coisa com um dispositivo bem configurado. Se o dispositivo acessar os recursos que o usuário não consegue, consequentemente, o PC do usuário é o culpado. Se não, o problema está em algum lugar na rede ou no dispositivo que está sendo acessado. 4 of 7

5 Problemas de rede com fio muitas coisas podem dar erradas na rede: falhas de cabeamento, falhas de hardware e erros de configuração do dispositivo. Muitas destas coisas podem ser verificadas de maneira relativamente simples. Um dos melhores métodos é começar na camada física e, em seguida, trabalhar até a camada de rede: Cabeamento (aberturas, curtos, pares rompidos) Power over Ethernet (classe, tensão, pares usados) Configurações de Ethernet (nível de sinal, velocidade, configurações duplex) Configuração de computador (porta e VLAN) DHCP (tempo de resposta, valores) DNS (tempo de resposta, valores) Roteador gateway (tempo de resposta, disponibilidade) A integridade global da rede (erros, pacotes descartados) Os testes de desempenho para medir a taxa de transferência, perda, latência e instabilidade também podem ser executados para determinar se a rede está lenta por algum motivo. Software de aplicação e problemas de servidor a queixa mais comum nessa área é que "algo está lento". Uma maneira rápida de verificar o problema é conectar-se ao servidor ou ao aplicativo em questão e verificar o tempo de resposta. Por exemplo, ao carregar uma página de um servidor HTTP, querermos saber o: Tempo de pesquisa Tempo de conexão Tempo de carregamento de dados Tempo de transferência Entre estes, podemos determinar se existe um problema de rede ou servidor. Além disso, se testarmos vários servidores e aplicativos podemos rapidamente compará-los e ver se o problema está isolado em um único servidor ou está presente em todos eles (indicando um problema de rede). Muitos destes problemas são mais complexos e exigirão colaboração, que discutiremos mais abaixo. Problemas de Wi-Fi como testar uma rede cabeada, iniciar uma camada 1 e trabalhar até a camada 3 são uma maneira eficaz para testar uma rede Wi-Fi Ambiente Wi-Fi (força do sinal, utilização, razão sinal-ruído) Configurações de Wi-Fi (SSID, segurança) DHCP (tempo de resposta, valores) DNS (tempo de resposta, valores) Roteador gateway (tempo de resposta, disponibilidade) Uma maneira rápida para validar o desempenho de acesso Wi-Fi é acessando a vários servidores ou serviços em ambos os lados da conectividade - com fio e wi-fi - da rede e comparar os tempos de resposta. Isso pode mostrar rapidamente se o problema foi resolvido em um único servidor ou na rede Wi-Fi, ou se estão todos lentos. Uma alternativa é executar o teste de desempenho para medir a taxa de transferência, perda e latência na rede Wi-Fi. Problemas de provedor de serviço Estes problemas podem estar fora do domínio técnico, mas a identificação da origem do problema irá acelerar na sua solução. Uma técnica é comparar o desempenho de aplicativos no local e de fora do local (nuvem), e verificar se a diferença é maior do que esperado. Uma abordagem mais aprofundada seria medir o desempenho (taxa de transferência, perda, latência) da conexão do provedor de serviço em questão. 5 of 7

6 Automatizando o processo Uma vez que o processo estiver definido, ele poderá ser automatizado. Há vários benefícios no teste automatizado. Em primeiro lugar, é muito mais rápido do que realizar os testes manualmente. Em segundo lugar, não está sujeito a erros humanos de omitir-se algum teste. Em terceiro lugar, permite que qualquer pessoa, independentemente do nível de habilidade, executar esses testes e identificar os problemas. A economia da automação pode ser substancial. Os testes por meio do Fluke Networks OneTouch AT mostram que os testes padronizados, de aproximadamente uma hora, conforme descrito abaixo, podem ser realizados em minuto ou menos uma economia potencialmente enorme na solução de problemas de tentativa e erro. Melhores práticas de colaboração Como observado anteriormente, os técnicos de rede regularmente precisam trabalhar com alguém para resolver problemas. Muitos dos problemas comuns mencionados acima, como servidor, aplicativos e problemas de provedor de serviço, quase sempre exigem que a tecnologia funcione com os demais. O processo de obtenção das devidas informações diante das pessoas certas, no entanto, pode levar horas ou mesmo dias. Mesmo que a tecnologia seja capaz de funcionar para outros problemas durante este período, o que é pouco confortável ao usuário final que não consegue fazer o seu trabalho ou o gerente de TI que deixa de atingir suas metas devido às ocorrências de chamadas de problemas. Seguem algumas práticas recomendadas para acelerar o processo de colaboração. Relatórios um relatório detalhado de tudo o que a tecnologia testou e observou permite mostrar ao colega exatamente o que estava acontecendo ao observarem o problema. Um relatório completo de um teste automatizado pode incluir itens que uma tecnologia menos experiente não teria pensado em observar cabendo a um membro da equipe mais experiente avaliar. Captura de pacotes em linha - Dispor de um arquivo de rastreamento é indispensável para problemas muito difíceis ou como evidência para grupos externos, como desenvolvedores de aplicativos, prestadores de serviços ou fornecedores de equipamentos. A coleta de informações normalmente requer a reconfiguração do computador. Isto pode levar 30 minutos ou mais. Pior, muitos técnicos não podem ter acesso ou conhecimento para realizar o provisionamento de computador. Isso significa ainda maior atraso à medida que o problema é encaminhado a outra pessoa. Para reduzir o tempo de captura, cada tecnologia pode dispor de ferramentas de embutidas que permitem a captura de pacotes sem ter de acessar ao computador, com pacote de filtragem e emendas para garantir que os pacotes pertinentes sejam de captura. Interface Remota O equipamento de teste da tecnologia deve dispor de um software que permita o acesso remoto por outros funcionários da organização (usando um cliente VNC em um tablete ou smartphone, por exemplo). O usuário remoto pode não apenas visualizar o que a tecnologia está vendo, mas também controlar remotamente o equipamento de teste e exportar arquivos de rastreamento ou relatórios a partir do testador até o seu dispositivo local. O acesso remoto pode ser uma fonte de vulnerabilidades na segurança, portanto deve ser instalado e mantido corretamente. 6 of 7

7 Resumo das melhores práticas de solução de problemas Fase de resolução de problemas Questões Tarefas Detecção de problemas comuns Erros do usuário/configuração de PC Problemas com redes LAN? Problemas de servidor/aplicativo Problemas de Wi-Fi Problemas com Provedores de Serviços Determinar rapidamente se o problema é no PC ou não, e o que não está correto. Encontre os problemas comuns de conectividade de rede. Verifique o tempo de resposta dos servidores e aplicativos. Verifique o ambiente wi-fi, conectividade e desempenho. Verifique o tempo de resposta dos aplicativos através da WAN ou em nuvem; medir o desempenho. Automação Automatizar os testes mencionados acima Pode reduzir o tempo exigido em 90 % ou mais. Colaboração Relatório Controle remoto/compartilhamento Captura de pacotes Um relatório completo de todos os resultados dos testes acima pode eliminar a necessidade de repetir os testes realizados pelas equipes de suporte. Permite que a equipe de suporte remoto veja os resultados e execute testes de onde quer que estejam no momento em que o problema está ocorrendo. Fornecem um método simples e rápido, permitindo que a tecnologia capture o tráfego de problemas exatamente onde e quando ocorre. Tabela 1. Resumo de uma abordagem de "melhores práticas" para solução de problemas. O sistema de solução de problemas "tentativa e erro" será necessário para problemas que não podem ser isolados com o auxílio das técnicas acima. No entanto, o tempo de solução de problemas pode ser reduzido definindo-se a equipe de suporte por meio de processos estabelecidos para isolar a maioria dos problemas e fornecer um conjunto de ferramentas aplicadas à redução do tempo de colaboração. Essas abordagens "práticas recomendadas" podem reduzir o tempo de resolução dos bilhetes de problema e liberar o pessoal para trabalhos em projetos orientados para o futuro. A Fluke Networks opera em mais de 50 países no mundo. Acesse Fluke Corporation. Rev: 05/07/2014 3h30 (ID da literatura: ) 7 of 7

Notas de aplicativos: Serviço de Nuvem OneTouch AT

Notas de aplicativos: Serviço de Nuvem OneTouch AT Notas de aplicativos: Serviço de Nuvem OneTouch AT O Serviço de Nuvem OneTouch AT da Fluke Networks estende a capacidade de solução de problemas do Assistente de Rede OneTouch AT com nova visibilidade

Leia mais

Gerenciador de Mudanças automatizadas

Gerenciador de Mudanças automatizadas Benefícios para os Negócios Minimizando a dependência em processos manuais e reduzindo risco de erro humano Reduz o tempo, esforço e risco de erro humano que existem ao mudar a configuração em dispositivos

Leia mais

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke

OptiView. Total integração Total controle Total Network SuperVision. Solução de Análise de Rede. Ninguém melhor que os. Engenheiros de Rede e a Fluke Ninguém melhor que os OptiView Solução de Análise de Rede Total integração Total controle Total Network SuperVision Engenheiros de Rede e a Fluke Networks para saber o valor de uma solução integrada. Nossa

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Ficha técnica: Visual Performance Manager e Pacote TruView Advanced MPLS (SKU 01654)

Ficha técnica: Visual Performance Manager e Pacote TruView Advanced MPLS (SKU 01654) Ficha técnica: Visual Performance Manager e Pacote TruView Advanced MPLS (SKU 01654) Principais características: Notificação por SNMP do limite do desempenho proativo em tempo real Monitoração contínua

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E ANALISTA (EXCETO PARA O CARGO 4 e 8) GABARITO 1. (CESPE/2013/MPU/Conhecimentos Básicos para os cargos 34 e 35) Com a cloud computing,

Leia mais

Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga. Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009

Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga. Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009 Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009 Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

Ficha técnica: Validar a conectividade da rede em menos de 10 segundos

Ficha técnica: Validar a conectividade da rede em menos de 10 segundos Ficha técnica: Validar a conectividade da rede em menos de 10 segundos Os principais recursos incluem: O Rápido e fácil de usar Entenda se um problema de conectividade de rede está no computador ou na

Leia mais

Capítulo 5: Roteamento Inter-VLANS

Capítulo 5: Roteamento Inter-VLANS Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 5: Roteamento Inter-VLANS Roteamento e Comutação Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers 1 Capítulo 5 5.1 Configuração

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

Entendendo como funciona o NAT

Entendendo como funciona o NAT Entendendo como funciona o NAT Vamos inicialmente entender exatamente qual a função do NAT e em que situações ele é indicado. O NAT surgiu como uma alternativa real para o problema de falta de endereços

Leia mais

10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO 10 DICAS DE TECNOLOGIA PARA AUMENTAR SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO UMA DAS GRANDES FUNÇÕES DA TECNOLOGIA É A DE FACILITAR A VIDA DO HOMEM, SEJA NA VIDA PESSOAL OU CORPORATIVA. ATRAVÉS DELA, ELE CONSEGUE

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

1. Introdução. 2. Conteúdo da embalagem

1. Introdução. 2. Conteúdo da embalagem 1 1. Introdução / 2. Conteúdo da embalagem 1. Introdução O Repetidor WiFi Multilaser é a combinação entre uma conexão com e sem fio. Foi projetado especificamente para pequenas empresas, escritórios e

Leia mais

InSight* Soluções no Gerenciamento do Conhecimento. Descrição e Uso. Boletim Técnico de Produto

InSight* Soluções no Gerenciamento do Conhecimento. Descrição e Uso. Boletim Técnico de Produto Boletim Técnico de Produto InSight* Soluções no Gerenciamento do Conhecimento As aplicações de água e processo geram ou afetam diretamente grandes quantidades de dados operacionais, que podem ser de natureza

Leia mais

Otimização de abastecimento de pedidos

Otimização de abastecimento de pedidos Otimização de abastecimento de pedidos Quando passar da separação com papel para zero papel automação 1 Otimização que de traz abastecimento resultados de pedidos Otimização de abastecimento de pedidos

Leia mais

switches LAN (rede de comunicação local)

switches LAN (rede de comunicação local) O funcionamento básico de uma rede depende de: nós (computadores) um meio de conexão (com ou sem fios) equipamento de rede especializado, como roteadores ou hubs. Todas estas peças trabalham conjuntamente

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI

PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI PROPOSTA COMERCIAL PARA TREINAMENTOS DE TI Curso: Formação para certificação MCSA em Windows Server 2012 Prepara para as provas: 70-410, 70-411 e 70-412 Em parceria com Pág. 1 Objetivo Adquirindo a formação

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

NetMRI. Reduzir riscos e melhorar a eficiência da área de TI através de Configuração de rede automática e Gestão de mudança(s)

NetMRI. Reduzir riscos e melhorar a eficiência da área de TI através de Configuração de rede automática e Gestão de mudança(s) Benefícios para os Negócios Detecte e automatize mudanças de rede, e veja quem mudou o que, quando e onde, e monitore qual o impacto na condição e estabilidade da rede. Reduza as suposições com total descoberta,

Leia mais

Apostila do Material da Cisco Gerenciamento de Redes

Apostila do Material da Cisco Gerenciamento de Redes Apostila do Material da Cisco Gerenciamento de Redes 7.1.1 Com o que se parece uma rede? A visualização de uma rede é importante. Uma rede é um conjunto de dispositivos que interagem entre si para fornecer

Leia mais

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Visão Geral do Mercado Embora o uso dos produtos da Web 2.0 esteja crescendo rapidamente, seu impacto integral sobre

Leia mais

ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR

ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR Acompanhe o ritmo de aceleração dos ciclos de lançamento. Descubra a automatização com um toque humano EXECUTE UM TESTE 26032015 Com a Borland, tanto analistas de negócios

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

DISPOSITIVOS DE REDES SEM FIO

DISPOSITIVOS DE REDES SEM FIO AULA PRÁTICA DISPOSITIVOS DE REDES SEM FIO Objetivo: Apresentar o modo de operação Ad Hoc de uma rede padrão IEEE 802.11g/b e implementá-la em laboratório. Verificar os fundamentos de associação/registro

Leia mais

Exame de Fundamentos da ITIL

Exame de Fundamentos da ITIL Exame de Fundamentos da ITIL Simulado B, versão 5.1 Múltipla escolha Instruções 1. Todas as 40 perguntas devem ser respondidas. 2. Todas as respostas devem ser assinaladas na grade de respostas fornecida.

Leia mais

Há dois tipos de configurações bidirecionais usados na comunicação em uma rede Ethernet:

Há dois tipos de configurações bidirecionais usados na comunicação em uma rede Ethernet: Comunicação em uma rede Ethernet A comunicação em uma rede local comutada ocorre de três formas: unicast, broadcast e multicast: -Unicast: Comunicação na qual um quadro é enviado de um host e endereçado

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

7dicas para obter sucesso em BYOD Guia prático com pontos importantes sobre a implantação de BYOD nas empresas.

7dicas para obter sucesso em BYOD Guia prático com pontos importantes sobre a implantação de BYOD nas empresas. 7dicas para obter sucesso em BYOD Guia prático com pontos importantes sobre a implantação de BYOD nas empresas. Neste Guia, vamos mostrar algumas dicas para que a implantação da tendência BYOD nas empresas

Leia mais

OPC DataHub Coloca a Tecnologia de Tunnelling a Disposição dos Dados de Processo

OPC DataHub Coloca a Tecnologia de Tunnelling a Disposição dos Dados de Processo OPC DataHub Coloca a Tecnologia de Tunnelling a Disposição dos Dados de Processo Por Paul Benford e Robert McIlvride, Cogent Real-Time Systems Inc. & Colin Winchester, Software Toolbox, Inc. No ambiente

Leia mais

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Plano de Aula Histórico Introdução Gerenciamento de Redes: O que é Gerenciamento de Redes? O que deve ser gerenciado Projeto de Gerenciamento

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

Gerência de Redes: Modelos de Gerência de Redes: Modelo FCAPS: Ferramentas de Gerência de Redes:

Gerência de Redes: Modelos de Gerência de Redes: Modelo FCAPS: Ferramentas de Gerência de Redes: Gerência de Redes: - Gerência de redes é o monitoramento de qualquer estrutura física e/ou lógica de uma rede. É de extrema importância esse gerenciamento para que se obtenha um bom fluxo no tráfego das

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

1. Explicando Roteamento um exemplo prático. Através da análise de uns exemplos simples será possível compreender como o roteamento funciona.

1. Explicando Roteamento um exemplo prático. Através da análise de uns exemplos simples será possível compreender como o roteamento funciona. Aula 14 Redes de Computadores 24/10/07 Universidade do Contestado UnC/Mafra Sistemas de Informação Prof. Carlos Guerber ROTEAMENTO EM UMA REDE DE COMPUTADORES A máscara de sub-rede é utilizada para determinar

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Resolução de Problemas

Gerenciamento de Redes de Computadores. Resolução de Problemas Resolução de Problemas É preciso que o tempo médio entre as falhas sejam o menor possível. É preciso que o tempo médio de resolução de um problema seja o menor possível Qualquer manutenção na rede tem

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Como medir a velocidade da Internet?

Como medir a velocidade da Internet? Link Original: http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/05/como-medir-velocidade-da-suainternet.html Como medir a velocidade da Internet? Pedro Pisa Para o TechTudo O Velocímetro TechTudo é uma

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI - Tecnologia da informação SI - Tecnologia da informação Com a evolução tecnológica surgiram vários setores onde se tem informatização,

Leia mais

Guia Rápido de Instalação. Modelo M151RW

Guia Rápido de Instalação. Modelo M151RW Guia Rápido de Instalação Modelo M151RW 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 DICAS DE INSTALAÇÃO 3 CONFIGURAÇÃO 4 3 Parabéns! Você acaba de adquirir o Roteador M151RW2 com qualidade e garantia Pixel TI. Este guia rápido

Leia mais

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N Robert Young Gerente de pesquisas de software para gerenciamento de sistemas empresariais C o m o r e p e n s a r o gerenciamento de ativo s d e T I n a e ra da "Internet

Leia mais

Gerenciamento de Problemas

Gerenciamento de Problemas Gerenciamento de Problemas O processo de Gerenciamento de Problemas se concentra em encontrar os erros conhecidos da infra-estrutura de TI. Tudo que é realizado neste processo está voltado a: Encontrar

Leia mais

Introdução. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite

Introdução. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Introdução Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Os Benefícios do Trabalho Remoto O mundo assiste hoje à integração e à implementação de novos meios que permitem uma maior rapidez e eficácia

Leia mais

Para montar sua própria rede sem fio você precisará dos seguintes itens:

Para montar sua própria rede sem fio você precisará dos seguintes itens: Introdução: Muita gente não sabe que com o Windows XP ou o Windows Vista é possível montar uma rede sem fio em casa ou no escritório sem usar um roteador de banda larga ou um ponto de acesso (access point),

Leia mais

Perguntas frequentes do Samsung Drive Manager

Perguntas frequentes do Samsung Drive Manager Perguntas frequentes do Samsung Drive Manager Instalação P: Meu Disco Rígido Externo Samsung está conectado, mas nada está acontecendo. R: Verifique a conexão a cabo USB. Se seu Disco Rígido Externo Samsung

Leia mais

Como montar uma rede Wireless

Como montar uma rede Wireless Como montar uma rede Wireless Autor: Cristiane S. Carlos 1 2 Como Montar uma Rede Sem Fio sem Usar um Roteador de Banda Larga Introdução Muita gente não sabe que com o Windows XP ou o Windows Vista é possível

Leia mais

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch)

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Roteamento e Switching Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers

Leia mais

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista.

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista. SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION Conheça a nova face do controle de pista. Controle onde você mais precisa. Controle onde voc O Sistema de Pista Wayne Fusion permite uma interface ininterrupta de suas bombas,

Leia mais

Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios

Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios Quatro tendências críticas em TI para a continuidade dos negócios Em TI, o fracasso não é uma opção. Não surpreendentemente, as organizações tornaram uma prioridade alta desenvolver e implementar planos

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Sistemas Operacionais de Rede Uma Rede de Computadores consistem em dois ou mais dispositivos, tais como computadores, impressoras e equipamentos relacionados, os

Leia mais

Capítulo 3: Implementar a segurança por meio de VLANs

Capítulo 3: Implementar a segurança por meio de VLANs Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 3: Implementar a segurança por meio de VLANs Roteamento e Switching Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers Presentation_ID

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Switch na Camada 2: Comutação www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução A conexão entre duas portas de entrada e saída, bem como a transferência de

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Guia de Instalação do Universal WiFi Range Extender WN2000RPTv2

Guia de Instalação do Universal WiFi Range Extender WN2000RPTv2 Guia de Instalação do Universal WiFi Range Extender WN2000RPTv2 CONECTE DISPOSITIVOS CABEADOS COM O RECURSO SEM FIO EXTENSÃO SEM FIO Alcance sem fio ampliado Alcance do roteador ROTEADOR 2011 NETGEAR,

Leia mais

BuscaPreço Gertec V3.0

BuscaPreço Gertec V3.0 BuscaPreço Gertec V3.0 Gertec Telecomunicações Ltda. Manual do Usuário 1 DESCRIÇÃO... 3 RECONHECENDO O TERMINAL... 4 INSTALAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURAÇÃO DO TERMINAL... 5 CONFIGURANDO PELO TECLADO...

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

É CLOUD. É ON-DEMAND.

É CLOUD. É ON-DEMAND. É CLOUD. É ON-DEMAND. Última geração de software para transferência de arquivos digitais PARA MOVIMENTAÇÃO INTELIGENTE DA SUA MÍDIA Conceito digital FedEx: A maneira mais fácil e confiável para enviar

Leia mais

Introdução Ciclo de vida tradicional de desenvolvimento Prototipagem Pacotes de software Desenvolvimento de 4ª geração Terceirização

Introdução Ciclo de vida tradicional de desenvolvimento Prototipagem Pacotes de software Desenvolvimento de 4ª geração Terceirização Prof. Ricardo José Pfitscher Material elaborado com base em: José Luiz Mendes Gerson Volney Lagemann Introdução Ciclo de vida tradicional de desenvolvimento Prototipagem Pacotes de software Desenvolvimento

Leia mais

QUAL O PROCEDIMENTO PARA CONFIGURAR AS IMPRESSORAS DE REDE BROTHER EM UM SISTEMA DEC TCP / IP para VMS (UCX) Procedimento

QUAL O PROCEDIMENTO PARA CONFIGURAR AS IMPRESSORAS DE REDE BROTHER EM UM SISTEMA DEC TCP / IP para VMS (UCX) Procedimento Procedimento Visão geral Antes de usar a máquina Brother em um ambiente de rede, você precisa instalar o software da Brother e também fazer as configurações de rede TCP/IP apropriadas na própria máquina.

Leia mais

Câmera IP Sem/Com Fio. Manual de Instalação Rápida. (Para Windows OS)

Câmera IP Sem/Com Fio. Manual de Instalação Rápida. (Para Windows OS) Câmera IP Sem/Com Fio Manual de Instalação Rápida (Para Windows OS) Modelo:FI8904W Modelo:FI8905W ShenZhen Foscam Intelligent Technology Co., Ltd Manual de Instalação Rápida Conteúdo da Embalagem 1) Câmera

Leia mais

Aula 03 Regras de Segmentação e Switches

Aula 03 Regras de Segmentação e Switches Disciplina: Dispositivos de Rede II Professor: Jéferson Mendonça de Limas 4º Semestre Aula 03 Regras de Segmentação e Switches 2014/1 19/08/14 1 2de 38 Domínio de Colisão Os domínios de colisão são os

Leia mais

Suporte Técnico. Conteúdo da embalagem. Guia de Instalação do N300 Wireless ADSL2+ Modem Router DGN2200v4

Suporte Técnico. Conteúdo da embalagem. Guia de Instalação do N300 Wireless ADSL2+ Modem Router DGN2200v4 Suporte Técnico Agradecemos por escolher os produtos NETGEAR. A NETGEAR recomenda o uso exclusivo de recursos oficiais de suporte da NETGEAR. Com o dispositivo instalado, localize o número de série no

Leia mais

Resolução de Problemas de Rede. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite

Resolução de Problemas de Rede. Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Resolução de Problemas de Rede Disciplina: Suporte Remoto Prof. Etelvira Leite Ferramentas para manter o desempenho do sistema Desfragmentador de disco: Consolida arquivos e pastas fragmentados Aumenta

Leia mais

Ferramentas de Acesso Remoto

Ferramentas de Acesso Remoto Ferramentas de Acesso Remoto Minicurso sobre Ferramentas de Acesso remoto Instrutor Marcelino Gonçalves de Macedo Tópicos Abordados O que é acesso remoto? Por que utilizar acesso remoto? Características

Leia mais

Gerenciador de portas de Switch (es)

Gerenciador de portas de Switch (es) Benefícios para os Negócios Controle Automatizado de Acesso a Portas de Switch(es) de Rede e Hosts Finais A capacidade de planejamento ao acompanhar portas livres, em uso e definidas por usuário. Encontre

Leia mais

TeamViewer 9 Manual Wake-on-LAN

TeamViewer 9 Manual Wake-on-LAN TeamViewer 9 Manual Wake-on-LAN Rev 9.2-12/2013 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre Wake-on-LAN... 3 2 Requisitos... 4 3 Configuração do Windows... 5 3.1

Leia mais

Desafios na implantação de nuvens públicas

Desafios na implantação de nuvens públicas INFORME TÉCNICO Garantia de serviços de rede de nível empresarial para AWS O Infoblox DDI for AWS aumenta a agilidade na nuvem, oferece suporte a políticas de rede consistentes em implantações híbridas

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL ARP Protocolo de resolução de endereços (Address Resolution Protocol) Descrito na RFC 826 Faz a tradução de endereços IP para endereços MAC da maioria das redes IEEE 802 Executado dentro da sub-rede Cada

Leia mais

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos

Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Visão geral do Serviço Especificações da oferta Gerenciamento de dispositivos distribuídos: Gerenciamento de ativos Os Serviços de gerenciamento de dispositivos distribuídos ajudam você a controlar ativos

Leia mais

Guia de Instalação do WiFi Booster para dispositivos móveis WN1000RP

Guia de Instalação do WiFi Booster para dispositivos móveis WN1000RP Guia de Instalação do WiFi Booster para dispositivos móveis WN1000RP Suporte Agradecemos por escolher os produtos NETGEAR. Com o dispositivo instalado, localize o número de série no rótulo do produto para

Leia mais

Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes

Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes 1. Necessidades de Gerenciamento Por menor e mais simples que seja uma rede de computadores, precisa ser gerenciada, a fim de garantir, aos seus usuários,

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá

DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP. Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá DEZ RAZÕES PARA MUDAR PARA SISTEMA DE VÍDEO BASEADO EM IP Ou o que seu vendedor de câmeras analógicas não lhe dirá 1. ALTA RESOLUÇÃO Câmeras baseadas em IP não estão restritas à baixa resolução das câmeras

Leia mais

Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos)

Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos) Comunicação Sem Fio (Somente em Determinados Modelos) Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos Estados Unidos.

Leia mais

Guia de Instalação do Universal WiFi Range Extender WN3000RP. Alcance sem fio ampliado Alcance do roteador

Guia de Instalação do Universal WiFi Range Extender WN3000RP. Alcance sem fio ampliado Alcance do roteador Guia de Instalação do Universal WiFi Range Extender WN3000RP Alcance sem fio ampliado Alcance do roteador 2011 NETGEAR, Inc. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida,

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft

CPE Soft Manual. 125/400mW 2.4GHz. CPE Soft CPE Soft Manual 125/400mW 2.4GHz CPE Soft Campinas - SP 2010 Indice 1.1 Acessando as configurações. 2 1.2 Opções de configuração... 3 1.3 Wireless... 4 1.4 TCP/IP 5 1.5 Firewall 6 7 1.6 Sistema 8 1.7 Assistente...

Leia mais

Fundamentos de Gestão de TI

Fundamentos de Gestão de TI Fundamentos de Gestão de TI Tópico V Transição de Serviço (ITIL V3) José Teixeira de Carvalho Neto transição de serviço transição de serviço Objetivo: orientar e coordenar o desenvolvimento e a implantação

Leia mais

Gerenciamento de problemas: Um estudo de caso aplicado a PROCERGS

Gerenciamento de problemas: Um estudo de caso aplicado a PROCERGS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E ECONOMIA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GOVERNANÇA E ESTRATÉGIA DE TI Gerenciamento de problemas: Um estudo de

Leia mais

TI Aplicada. Aula 02 Áreas e Profissionais de TI. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.

TI Aplicada. Aula 02 Áreas e Profissionais de TI. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti. TI Aplicada Aula 02 Áreas e Profissionais de TI Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http:// Papéis... Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades executadas e dos

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro Material de Apoio IV TOPOLOGIAS

Leia mais

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s):

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s): Professor(es): Fernando Pirkel Descrição da(s) atividade(s): Definir as tecnologias de redes necessárias e adequadas para conexão e compartilhamento dos dados que fazem parte da automatização dos procedimentos

Leia mais

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO

GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO GUIA RÁPIDO de INSTALAÇÃO e CONFIGURAÇÃO ROTEADORES WIRELESS 802.11G Modelos s: TL-WR541G/ TL- -WR542G/ TL- -WR641G/ TL- -WR642G 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As 1. 2. 3. 4. 5. As As As s s ções ções

Leia mais

Enfrente os atuais desafios de BYOD

Enfrente os atuais desafios de BYOD Folheto Enfrente os atuais desafios de BYOD HP Intelligent Management Center para BYOD Quem é você? Seu dispositivo está em conformidade? Atribuído para redes de aplicativos virtuais de identidade Usuário

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 2 - MODELO DE REFERÊNCIA TCP (RM TCP) 1. INTRODUÇÃO O modelo de referência TCP, foi muito usado pela rede ARPANET, e atualmente usado pela sua sucessora, a Internet Mundial. A ARPANET é de grande

Leia mais

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com

Governança de T.I. Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Governança de T.I Professor: Ernesto Junior E-mail: egpjunior@gmail.com Information Technology Infrastructure Library ITIL ITIL é um acrônimo de Information Technology Infraestruture Library. Criado em

Leia mais

Automação de Locais Distantes

Automação de Locais Distantes Automação de Locais Distantes Adaptação do texto Improving Automation at Remote Sites da GE Fanuc/ Water por Peter Sowmy e Márcia Campos, Gerentes de Contas da. Nova tecnologia reduz custos no tratamento

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Guia de Instalação do WiFi Booster para dispositivos móveis WN1000RP

Guia de Instalação do WiFi Booster para dispositivos móveis WN1000RP Guia de Instalação do WiFi Booster para dispositivos móveis WN1000RP 2012 NETGEAR, Inc. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, transmitida, transcrita, armazenada

Leia mais

Grid e Gerenciamento Multi-Grid

Grid e Gerenciamento Multi-Grid Principais Benefícios Alta disponibilidade, Escalabilidade Massiva Infoblox Oferece serviços de rede sempre ligados através de uma arquitetura escalável, redundante, confiável e tolerante a falhas Garante

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

Redes Roteadas. Estudo rápido de como implantar uma rede roteada fácil

Redes Roteadas. Estudo rápido de como implantar uma rede roteada fácil Redes Roteadas Estudo rápido de como implantar uma rede roteada fácil Edmilson José de Almeida Filho Analista e Consultor ISP Suporte a Provedores desde 2001 Suporte Linux desde 2001 Suporte Mikrotik desde

Leia mais