PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO EMPRESARIAL PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO EMPRESARIAL PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO"

Transcrição

1 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO EMPRESARIAL PÓS GRADUAÇÃO E EXTENSÃO Paracatu MG 2008

2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO NOME DO CURSO E ÁREA DO CONHECIMENTO JUSTIFICATIVA HISTÓRICO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO OBJETIVOS OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS COMPETÊNCIAS E HABILIDADES CONCEPÇÃO DO PROGRAMA PÚBLICO ALVO COORDENAÇÃO CARGA HORÁRIA TOTAL PERÍODO E PERIODICIDADE ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINAS OPTATIVAS CORPO DOCENTE METODOLOGIA INTERDISCIPLINARIDADE ATIVIDADES COMPLEMENTARES TECNOLOGIA E RECURSO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO INFRA-ESTRUTURA FÍSICA INSTALAÇÕES GERAIS ESPAÇO FÍSICO ATENDIMENTO ÀS PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS OU COM MOBILIDADE REDUZIDA NORMAS, PROCEDIMENTOS E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA EQUIPAMENTOS RECURSOS AUDIOVISUAIS BIBLIOTECA ESPAÇO FÍSICO ACERVO IMPLEMENTAÇÕES DAS POLÍTICAS INSTITUCIONAIS DE ATUALIZAÇÃO DO ACERVO NO ÂMBITO DO CURSO ORGANIZAÇÃO E SERVIÇOS EQUIPAMENTOS E LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E DOCUMENTOS NECESSÁRIOS SISTEMAS DE AVALIAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CERTIFICAÇÃO... 32

3 2 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO EMPRESARIAL 1 APRESENTAÇÃO O presente curso de Pós-Graduação lato sensu foi planejado e estruturado em conformidade com a Resolução CES/CNE n. 1, de 8 de junho de 2007, que estabelece as normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação no Brasil. 2 NOME DO CURSO E ÁREA DO CONHECIMENTO Nome do Curso: Pós-Graduação lato - sensu em Gestão Empresarial. Área de Concentração: Administração Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas. Modalidade de Oferta: Presencial 3 JUSTIFICATIVA A relevância deste curso é conceder à comunidade do noroeste mineiro e região a possibilidade de se atualizar no conhecimento da Gestão Empresarial. Apresentar colocações em uma perspectiva mais avançada em comparação com o nível da graduação, com vistas ao aprofundamento e desenvolvimento prático da atividade da Gestão Empresarial. O aprofundamento do conhecimento na Gestão Empresarial, foco deste curso, também trará consigo uma nova percepção e uma nova filosofia já utilizada nos maiores centros do país que é a abordagem profissionalizante em cursos de Pós- Graduação, procurando aliar o conhecimento teórico-reflexivo ao conhecimento práticoempírico. A origem da criação do programa é justamente a carência a ser suprida na área Empresarial e do Magistério Superior, no conhecimento profissional da Gestão, trazendo grande desenvolvimento sob o ponto de vista da gestão empresarial para toda região devido aos novos conhecimentos adquiridos. 4 HISTÓRICO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO A família Costa Rabelo, que tem suas raízes profundas nesta Terra, trazendo em seu sangue os dons dos seus antepassados, dotou Paracatu e região de uma grande Instituição de ensino que atua em todos os níveis: ensino de idiomas, básico (fundamental e médio) e superior.

4 3 No ano de 1995, inaugurou o centro de idiomas CCAA e em 17 de fevereiro de 1997, o Colégio Atenas iniciou suas atividades em todos os níveis. Em 2000, a família Costa Rabelo deu início ao projeto da Faculdade Atenas, que exigiu a construção de mais uma edificação, com instalações adequadas à Faculdade. Recebeu então, em setembro de 2001, a comissão avaliadora do MEC. Em seguida, foi publicada a Portaria do Ministério da Educação autorizando o funcionamento do curso de Direito e o credenciamento da Faculdade Atenas, pelo então Ministro da Educação Paulo Renato de Souza, em 31 de maio de O primeiro vestibular aconteceu em 13 de julho de 2002 e o início das aulas em 5 de agosto de Em dezembro de 2002, deu sequência a expansão da Faculdade, iniciada pela compra do terreno e a posterior construção das dependências do novo campus. Em 08 de outubro de 2005, teve início o curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Direito Empresarial da Faculdade Atenas, todo estruturado em conformidade com a Resolução CES/CNE n. 1, de 3 de abril de No dia 20 de dezembro de 2005, o curso de Medicina foi autorizado pelo Ministro da Educação, Fernando Haddad, e suas atividades iniciadas em 6 de fevereiro de Neste momento, inaugurava-se também as modernas instalações do novo campus da Faculdade Atenas, com infra-estrutura necessária ao pleno desenvolvimento didáticopedagógico, permitindo a implantação de novos cursos de extensão, graduação e Pós- Graduação. No dia 27 de setembro de 2006, foram autorizados três novos cursos, sendo: Nutrição, Administração e Sistemas de Informação, tendo o início de suas aulas em fevereiro de No dia 02 de agosto de 2007, foi autorizado o curso de Educação Física nas modalidades licenciatura e bacharelado, iniciando suas atividades no mesmo mês. E, finalmente, em fevereiro de 2008, terão início os novos cursos de Pós- Graduação Lato Sensu da Faculdade Atenas, agora nas áreas de Direito Público, Gestão Empresarial e Saúde da Família, todos estruturados conforme a Resolução CNE/CES nº 1, de 8 de junho de O compromisso da Faculdade Atenas é com a coletividade na qual estamos inseridos, e, tudo faremos, com a bênção de Deus, para que a nossa instituição continue sempre focada nos anseios e necessidades da sociedade. Acreditamos que a Faculdade Atenas ainda há de escrever muitas páginas de sucesso na história de Paracatu e do Brasil, porque, a cada ano, se consolida como grande propulsora da educação de qualidade nos cursos já existentes e nos diversos outros que certamente virão.

5 4 5 OBJETIVOS 5.1 OBJETIVO GERAL Formar gestores com excelente base técnica e sólidos conhecimentos administrativos, comprometidos com a ética profissional, a sociedade de mercado e os deveres da cidadania, sob orientação de um corpo docente altamente qualificado. 5.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Os objetivos específicos do curso são: a) Formar especialistas habilitados a militar na área da gestão empresarial; b) Transmitir os conhecimentos em Gestão Empresarial que o administrador tanto necessita para seu adequado desempenho profissional; c) Apresentar a gestão empresarial como mecanismo de entendimento teórico e prático aos profissionais que atuam ou pretendem atuar nessa área, principalmente no que diz respeito ao que se pode realizar no sentido de melhorar os resultados de sua atividade; d) Atualizar o administrador, pondo-o em dia com as novas soluções elaboradas pela teoria especializada, com as grandes correntes relativas à administração e gestão de empresas; e) Demonstrar aplicabilidade da gestão empresarial a casos concretos; f) Aperfeiçoar o entendimento do modo de operação da gestão empresarial aplicando os princípios mais atualizados na área. 6 COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Serão colocadas em foco as competências (habilidades) a serem desenvolvidas/adquiridas como consequência do curso. São sinônimos de competência: a) Resultado; b) Objetivo final; c) meta do conteúdo; d) Objetivo de desempenho. As competências dirão aos alunos quais habilidades primárias eles aprenderão no curso, podendo ser definida como uma perícia ou habilidade maior para realizar uma tarefa ou resolver um problema, de maneira efetiva e eficiente, assim como serão apresentadas em cada unidade de maneira palpável e mensurável, dizendo aos alunos o que eles serão capazes de fazer como resultado de dada experiência, portanto, a

6 5 competência do aluno será demonstrada por algum tipo de atividade que o professor irá exigir que o aluno execute. O conhecimento prévio das competências que serão desenvolvidas através do curso oferecendo aos alunos uma noção clara e precisa do que irão aprender. Cada professor de cada unidade nomeará as competências a serem desenvolvidas pela unidade. O trabalho de Benjamim Bloom, iniciado na década de 50 nos Estados Unidos é instrutivo quando se formula os objetivos para cada unidade. Bloom dividiu o conhecimento em um esquema hierárquico. Dentre as publicações de Bloom, a mais útil é o seu trabalho Taxonomy of Educational Objectives: cognitive domain. A taxonomia de Bloom é facilmente compreensível e é provavelmente a classificação educativa de maior uso na atualidade. Segundo Benjamin Bloom é possível identificar três domínios de atividades educacionais, ou seja: cognitivo, psicomotor e afetivo. As habilidades podem ser classificadas segundo cada um desses tipos de domínio. O domínio cognitivo refere-se ao desenvolvimento no cérebro (conhecimento); o afetivo é para desenvolver as áreas dos sentimentos e emocionais (atitudes), enquanto que o psicomotor refere-se ao desenvolvimento físico ou manual. Esta taxonomia dos comportamentos do aprendizado pode ser imaginada como sendo o conjunto dos objetivos de um processo de treinamento. Assim, ao final de cada unidade o aluno deve ter adquirido novas capacidades, conhecimentos ou atitudes. Os três domínios possuem subdivisões que vão desde o comportamento mais simples até o mais complexo. O domínio cognitivo envolve o conhecimento e o desenvolvimento de capacidades intelectuais, incluindo a lembrança e memorização. Categorias principais do domínio cognitivo: conhecimento, compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação. O domínio afetivo inclui a maneira na qual nós lidamos emocionalmente com coisas, como sentimentos, valores, apreciação, entusiasmo, motivações e atitudes. As cinco categorias principais são: receber, responder, estimar, organizar, caracterizar. No domínio psicomotor inclui o movimento físico, coordenação e o uso de áreas de habilidades motoras do cérebro. O desenvolvimento destas habilidades requer prática e é medido em termos de velocidade, precisão, distância, procedimento. As seis categorias principais listadas em ordem são: percepção, estar preparado para agir, resposta orientada, resposta complexa, adaptação, originar. Assim sendo e considerando o perfil dos especialistas e seu papel na sociedade e nas instituições, as atividades curriculares buscaram enfatizar a necessidade de atualização e de aperfeiçoamento profissional, possibilitando o acompanhamento das inovações nas diversas áreas jurídicas, adotando uma metodologia que consiste em: a) Habilitação para docência superior;

7 6 b) Complementação ou atualização do conhecimento pré-existente; c) Formação humanística e atitudinal com ênfase para as áreas do Direito Público. Portanto, o profissional egresso do curso estará habilitado a: a) Lecionar nas Instituições de Ensino Superior; b) Reciclar seu conhecimento, tornando-se, assim, um profissional mais atrativo para o mercado de trabalho; c) Atuar de modo mais ativo, através de uma prestação de serviço especializado, na comunidade de um modo geral, tendo em vista o desenvolvimento de uma visão critica e sistêmica voltada à concepção de soluções adequadas às necessidades da sociedade. 7 CONCEPÇÃO DO PROGRAMA O aspecto fundamental que norteia a criação do curso pode ser sintetizado na busca de uma melhor qualificação do profissional de gestão empresarial. Uma melhor qualificação repercute no nível social por um atendimento norteado no critério da competência, abandonando todo tipo de improvisação resultante da não especialização. A Faculdade Atenas, tendo por meta básica a evolução da sociedade de mercado, presta serviço à sociedade do Noroeste de Minas qualificando os profissionais no ramo da Administração por acreditar que uma educação de alto nível é o instrumento imprescindível no alcance da justiça social. O nosso curso de especialização é centrado na escolha de um corpo docente altamente qualificado, oferecendo aos alunos um ambiente de estudo compatível para o aprendizado. 8 PÚBLICO ALVO Graduados em Administração e em outras Ciências Sociais Aplicadas (Ciências Contábeis, Ciências Econômicas e outras), bem como profissionais com atuação relacionada à área de gestão que buscam capacitação para o exercício dos cargos de gerente e/ou executivo empresarial. 9 COORDENAÇÃO O curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Empresarial da Faculdade Atenas será coordenado pelo professor Emerson dos Santos Silva, doutorado em Educação pela Universidade Federal de Goiás, mestre em administração pela Universidade Estadual de Maringá (2002), Pós-Graduado em Administração

8 7 Mercadológica pelo CEULP/ULBRA, bacharelado em Administração pela Universidade Estadual de Maringá (1996), Licenciatura em Educação Física pela Universidade de Maringá (1993). Atualmente é Coordenador do Curso de Administração da FAAHF, com certificação da FGV em Luís Eduardo Magalhães BA e professor e Coordenador do curso de Pós-Graduação em Gestão Empresarial da Faculdade Atenas. Gestor Educacional e na área de Administração, atuando principalmente nos seguintes temas: Marketing, Empreendedorismo, Comportamento Organizacional e Recursos Humanos. 10 CARGA HORÁRIA TOTAL O curso de pós-graduação lato sensu da Faculdade Atenas terá uma carga horária de 360 horas aulas em disciplinas obrigatórias e 40 horas aula em disciplinas optativas, totalizando 400 horas aulas, que serão cumpridas dentro do programa previsto na Organização Curricular. Ressalta-se que o programa do curso foi concebido para proporcionar aos seus participantes uma visão estratégica da Gestão Empresarial, e sua inserção no contexto administrativo, bem como preparar, reciclar e aprofundar os conceitos desta área que de há muito ultrapassou os limites funcionais, transformando-se em elemento de projeção e sucesso na trajetória dos profissionais e de suas organizações. 11 PERÍODO E PERIODICIDADE O curso de especialização em Direito Público da Faculdade Atenas ocorrerá no período de 16 de fevereiro de 2008 a 29 de março de 2010, sendo que as aulas acontecerão aos sábados das 07h30 às 11h50 e das 13h00 às 18h00, quinzenalmente 1. Ressalta-se que no período de 16 de fevereiro de 2008 a 01 de agosto de 2009, os alunos estarão cursando as disciplinas obrigatórias. Já de 15 de agosto a 26 de setembro do mesmo ano, os alunos que optarem por cursarem as disciplinas optativas, irá cursá-las. Finalmente, o período restante, ou seja, de 28 de setembro de 2009 a 04 de abril de 2010 os alunos passarão elaborando o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). 1 Em virtude de feriados, este prazo pode ser flexibilizado.

9 8 12 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR 12.1 DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Fundamentos Básicos da Administração Carga horária: 20h EMENTA Bases históricas. A era pré-moderna. Evolução das Teorias Administrativas: Teoria Clássica e Teoria Científica. Escola de Relações Humanas. Burocracia. Behaviorismo. Estruturalismo. Teoria dos Sistemas. Desenvolvimento Organizacional. Teorias Modernas de Administração. Novas configurações organizacionais. Organização. Planejamento. Direção: comunicação, tomada de decisão, poder e autoridade. Controle e coordenação. As funções administrativas frente às novas Tendências. BIBLIOGRAFIA ABBEL, D. F. Definição do Negócio: Ponto de Partida do Planejamento Estratégico. São Paulo: Atlas, ANSOFF, H. I. A Nova Estratégia Empresarial. São Paulo: Atlas, CHIAVENATO, Idalberto. Administração de Recursos Humanos. São Paulo: Makron, CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas. São Paulo: Campus, CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. 6. ed. Rio de Janeiro: Campus, CRAINER, Stuart. Os Revolucionários da Administração: Um Guia Indispensável dos Pensadores e suas idéias que Criam e Revolucionaram a Administração e o Mundo dos Negócios. São Paulo: Negócio, DRUCKER, Peter F. Desafios Gerenciais para o Século XXI. São Paulo: Pioneira, 1999.

10 9 Gestão Econômica Carga horária: 40h EMENTA Visão sistêmica da empresa, dos subsistemas empresariais e da gestão empresarial. Conceituação e mensuração do resultado econômico. A controladoria sob o enfoque da gestão econômica: missão, funções e instrumentos. Estrutura conceitual do sistema de informações de gestão econômica: modelos de decisão, mensuração e informação. Mensuração dos resultados dos eventos econômicos: decisões de compras, estocagem, produção, vendas, finanças, tempo-conjunturais e outras. Decisões de investimentos em ativos fixos e terceirização. Análise de rentabilidade e planejamento de lucros em ambiente de incerteza. Orçamentos e análise de variações sob o enfoque da gestão econômica. Aspectos comportamentais na implantação do sistema de gestão econômica. Tópicos especiais da gestão econômica: preços de transferência. inflação; incerteza e risco. Mensuração de ativos e passivos intangíveis. BIBLIOGRAFIA BERTALANFFY, L. V. Teoria Geral dos Sistemas. Rio de Janeiro: Vozes, CATELLI, Armando (org). Controladoria: Uma Abordagem da Gestão Econômica GECON. 2. ed. São Paulo: Atlas, GUERREIRO, R. Gestão do Lucro. São Paulo: Atlas, GUERREIRO, R. Modelo Conceitual de Sistema de Informações de Gestão Econômica: Uma contribuição à teoria da comunicação da contabilidade. Tese de Doutoramento Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. São Paulo, GUERREIRO, R.; CATELLI, A.; DORNELLES, J. A. A controladoria sob o Enfoque Gecon - Gestão Econômica: A Experiência da Caixa Econômica Federal do Brasil. Revista de Contabilidade do CRC-SP. p São Paulo, jul GUERREIRO, R.; PEREIRA, C. A.; MARCONDES, D. A. Modelo de Simulação de Preços em Ambiente de Incerteza. UnB Contábil. Vol. 9, n.1, HENDRIKSEN, Eldon; VAN BREDA, Michael F. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, IUDÍCIBUS, S. de. Teoria da Contabilidade. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

11 10 Gestão Financeira Carga horária: 30h EMENTA Fundamentos de gestão financeira. Análise das demonstrações financeira. Análise de custos e alavancagem operacional. Decisões de financiamento e custo do capital. Análise dinâmica do capital de giro. Gestão baseada no valor. Metodologia de avaliação de empresas (Valuation). BIBLIOGRAFIA ASSAF NETO, Alexandre. Finanças Corporativas e Valor. São Paulo: Atlas, CAMPIGLIA, Américo Oswaldo; CAMPIGLIA, Oswaldo Roberto P. Controles De Gestão: Controladoria Financeira das Empresas. São Paulo: Atlas, FIGUEIREDO, Sandra; CAGGIANO, Paulo Cesár. Controladoria. 2. ed. São Paulo: Atlas, MARTINS, Eliseu. Avaliação de Empresas: Da Mensuração Contábil a Econômica. São Paulo: Atlas: MOREIRA, José Carlos. Orçamento Empresarial: Manual de Elaboração. 5 ed. São Paulo: Atlas, OLIVEIRA, Luis Martins de. Controladoria: Conceitos e Aplicações. São Paulo: Futura, PADOVEZE, Clóvis Luís. Controladoria Estratégica E Operacional: Conceitos, Estrutura E Aplicação. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, PEREZ JUNIOR, José Hernandez. Controladoria de Gestão. Teoria e Pratica. São Paulo: Atlas, 2001.

12 11 Gestão da Informação e do Processo Decisório Carga horária: 30h EMENTA Gestão da informação e do conhecimento nas organizações. Informação estruturada e não estruturada. Informação e processo decisório. Capital intelectual e Portais de Conhecimento Corporativo. Inteligência competitiva. BIBLIOGRAFIA DAVENPORT, T. H.; PRUSAK,L. Conhecimento Empresarial: Como as Organizações Gerenciam o seu Capital Intelectual. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, DAVENPORT, T. H. Ecologia da Informação. 4. ed. São Paulo: Futura, JANNUZZI, C. A. Informação Tecnológica e Para Negócios. Campinas: Alínea, LAS CASAS, A. L. Qualidade Total em Serviços: Conceitos, Exercícios e Casos Práticos. 3. ed. São Paulo: Atlas, MENEZES, L. C. M. Gestão de Projetos. 2. ed. São Paulo: Atlas, MORGAN, G. Imagens da Organização. 2. ed. São Paulo: Atlas, OLIVEIRA, D. P. R. de. Planejamento Estratégico: Conceitos, Metodologia e Práticas. 20 ed. São Paulo: Atlas, TERRA, J. C. C. Gestão do Conhecimento: O Grande Desafio Empresarial. São Paulo: Negócio Editoria, TERRA, J. C. C.; GORDON, C. Portais corporativos: A Revolução na Gestão do Conhecimento. São Paulo: Negócio Editoria, VIEIRA, M. F. Gerenciamento de Projetos de Tecnologia da Informação. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

13 12 Modelos de Gestão Administrativa Carga horária: 40h EMENTA Evolução dos Modelos de Gestão Organizacionais: Modelos Racionais, Modelos Comportamentais e Modelos Organizacionais. A Gestão das Organizações. Novas Perspectivas em Gestão. BIBLIOGRAFIA ANDRADE, Rui Otávio B. e AMBONI, Nério. Teoria Geral de Administração: Das Origens s Perspectivas Contemporâneas. São Paulo: M Books, AVELLAR, Hélio de Alcântara (1976). História Administrativa e Econômica do Brasil. 2. ed. Rio: FENAME. CHIAVENATTO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral de Administração. 7. ed. Rio: Elsevier, MAXIMILIANO, A. C. Amaru. Teoria Geral de Administração: Da Revolução Industrial à Revolução Digital. 5. ed. São Paulo: Atlas, STONER, J. A. F. & FREEMAN, R. E. Administração. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999.

14 13 Motivação e Liderança Carga horária: 40h EMENTA O papel do líder. O exercício da liderança. Construção e desenvolvimento de equipes. Ambiente organizacional. As competências do líder. A prática da liderança. Questões básicas de liderança. Eficácia. Características e estilos. Influência e Poder. Abordagem dos Traços. Estilos de Liderança. Grade Gerencial. Sistemas Administrativos. Modelo Contingencial. Teoria Situacional. Teoria Caminho-Objetivo. Modelo Participação Líder. Abordagem moderna de liderança: Teoria Carismática. Liderança Transacional e Transformacional. Liderança visionária. Liderança situacional. BIBLIOGRAFIA BERGAMINI, Cecília Whitaker. Liderança: Administração do Sentido. São Paulo: Atlas, BERGAMINI, Cecília Whitaker. Motivação. 3. ed. São Paulo: Atlas, BYHAM, William C. A liderança Zapp. Estratégia para Liderar Organizações Através de Equipes Energizadas. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, COVEY, S. T. Liderança Baseada em Princípios. Rio de Janeiro: Campus, DRUKER, Peter F. Desafios Gerenciais Para o Século XXI. São Paulo: Pioneira, HESSELBEIN, Frances; GOLDSMITH, Marshal; BECKHARD, Richard. A Organização do Futuro: Como Preparar Hoje as Empresas de Amanhã. São Paulo: Futura, HESSELBEIN, Francês; GOLDSMITH, Marshal; BECKHARD, Richard. O Líder do Futuro: Visões, Estratégias e Praticas para Uma Nova Era. São Paulo: Futura, LUNCH, Dudley, KORDIS, Paul L. A Estratégia do Golfinho: A Conquista de Vitórias num Mundo Caótico. São Paulo: Cultrix, ROBBINS, Stephen P. Administração: Mudanças e Perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2000.

15 14 Cultura Organizacional Carga horária: 20h EMENTA Comportamento organizacional. Motivação, Satisfação e Stress no trabalho. Dinâmica de grupo e Liderança nas organizações. Cultura brasileira. Cultura organizacional. Alguns componentes da Cultura organizacional. Tipologias Culturais. Cultura e Poder nas organizações. BIBLIOGRAFIA CHANLAT, Jean-Fraçois. O Indivíduo na Organização. Vol. 1, 2, 3. São Paulo: Atlas FLEURY, Maria Tereza Leme e FISCHER, R. M. Cultura e Poder nas Organizações. São Paulo: Atlas, FREITAS, Maria Ester de. Cultura Organizacional: Formação, Tipologia e Impacto. São Paulo: Makron Books, HALL. Organização Estrutura Processos. São Paulo: P. H. B., MELLO, Luiz G. de. Antropologia Cultural. Rio de Janeiro: Vozes, MOTTA, F. C. P. e Caldas, M. P. Cultura Organizacional e Cultura Brasileira. São Paulo: Atlas, NADLER, David A, SHAW, Robert B. Arquitetura Organizacional: A Chave Para a Mudança Empresarial. 10. ed. Rio de Janeiro: Campus, RIBEIRO, Darcy. O Povo Brasileiro. São Paulo: Companhia de letras, ROBBINS, Stephen P. Administração: Mudanças e Perspectivas. São Paulo: Saraiva, SOUZA, E. L. P. Clima e Cultura Organizacional. Rio de Janeiro: Edgar Blücher, SROUR, Robert Henry. Poder, Cultura e Ética nas Organizações. 9. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

16 15 Responsabilidade Social Carga horária: 20h EMENTA Ética nas organizações. Cidadania coorporativa. Responsabilidade social nas empresas. Balanço social das empresas. Evolução do balanço social no mundo e no Brasil. Norma Internacional de Responsabilidade Social - SA Marketing social. 9 Gestão ambiental, impactos e auditorias ambientais. BIBLIOGRAFIA ALESSIO, Rosemeri. Responsabilidade Social das Empresas no Brasil: Reprodução de Postura ou Novos Rumos? Porto Alegre: EDIPUCRS, ASHLEY, Patrícia (org). Ética e Responsabilidade Social nos Negócios. São Paulo: Saraiva, DUARTE, Gleuso Damasceno e DIAS, José Maria A. M. Responsabilidade Social: A Empresa Hoje. Rio de Janeiro: LTC- Livros Técnicos e Científicos, FISCHER, Rosa Maria. O Desafio da Colaboração: Práticas de Responsabilidade Social entre Empresas e Terceiro Setor. São Paulo: Gente, GRAYSON, David e HODGES, Adrian. Compromisso Social e Gestão Empresarial. São Paulo: Publifolha, KARKOTLI, Gilson e ARAGÃO, Sueli Duarte. Responsabilidade Social: Uma Contribuição à Gestão Transformadora das Organizações. Petrópolis: Vozes, KARKOTLI, Gilson. Responsabilidade Social Empresarial. Petrópolis: Vozes, MACHADO Filho, Cláudio Pinheiro. Responsabilidade Social e Governança: O Debate e as Implicações. São Paulo: Pioneira Learning Thompson, MCINTOSH, Malcom e outros. Cidadania Corporativa: Estratégias Bem-Sucedidas para Empresas Responsáveis. Rio de Janeiro: Qualitymark, McKINSEY & COMPANY e ASHOKA. Empreendimentos Sociais Sustentáveis: Como Elaborar Planos de Negócios para Organizações Sociais. São Paulo: Petrópolis, 2001.

17 16 Gestão Estratégica de Marketing Carga horária: 40h EMENTA O processo de formulação da estratégia de marketing. Estratégia corporativa de marketing. Planejamento estratégico corporativo. Análise estratégica. A tomada estratégica de decisões em Marketing. Estratégia de unidades de negócios. Estratégia de mercado alvo. Estratégias competitivas. Estratégias funcionais de marketing. Implementação de estratégias de marketing. Desenvolvimento de um plano de marketing. BIBLIOGRAFIA ETZEL, Michael J.; STANTON, Júlio César.; PASQUALE, Perrotti Pietrangelo. Dicionário de Termos de Marketing. São Paulo: Atlas, ETZEL, Michael J.; WALKER, Bruce J.; STANTON, William J. Marketing. São Paulo: Makron Books, GILBERT A. CHURCHIL, Jr. J. PAUL PETER; Marketing Criando Valor para os Clientes. São Paulo: Saraiva, GOUVÊA de SOUZA, Marcos; SERRENTINO, Alberto. Multivarejo. São Paulo: Makron, HINDLE, Tim. Tudo sobre Administração. São Paulo: Nobel, KOTLER, Philip. Administração de Marketing. 10. ed. São Paulo: Prentice Hall, KOTLER, Philip. Marketing de A a Z. Rio de Janeiro: Campus, KOTLER, Philip; JAIN Dipak C.; MAESINCEE, Suvit. Marketing em Ação. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

18 17 Administração Estratégica Carga horária: 20h EMENTA Contextualização histórica. Conceitos modernos de Gestão e Administração de Empresas.Estratégia Empresarial: Conceitos e tendências. Planejamento Estratégico. Níveis e categorias de estratégias. Competências centrais e vantagem competitiva. Administração Estratégica. Estratégias emergentes de gestão. Princípios e práticas de gestão contemporânea. Processos de estabelecimento e implantação de estratégias. A inteligência Competitiva. Métodos de diagnóstico de organizações e avaliação de cenários. Sistemas de controle e acompanhamento de estratégias organizacionais. BIBLIOGRAFIA FERREIRA, Ademir Antonio et. al. Gestão Empresarial: De Taylor aos Nossos Dias. São Paulo: Pioneira, DRUCKER, Peter Ferdinand. Administrando em Tempos de Grandes Mudanças. São Paulo: Pioneira, DRUCKER, Peter Ferdinand. A Profissão de Administrador. São Paulo: Pioneira, HESSELBEIN, Frances e tal. - Peter Drucker Foundation. A Organização do Futuro: Como Preparar Hoje as Empresas de Amanhã. São Paulo: Futura, PORTER, Michael E. Estratégia Competitiva: Criando e Sustentando um Desempenho Superior. Rio de Janeiro: Campus, 1990.

19 18 Gestão em Controle Carga horária: 30h EMENTA Controle como função gerencial. Avaliação e monitoramento no sistema de controle gerencial. Sistema de monitoramento. Construção de indicadores. Processo de avaliação e seus aspectos metodológicos. Supervisão como dimensão do monitoramento. BIBLIOGRAFIA ALEXANDER, C. Modelos de Mercados: Um guia para a análise de informações. São Paulo: Saraiva, BRIGHAM, E. F., GAPENSKI, L. C., ERHARDT, M. C. Administração Financeira: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, LAPONI, J. C. Modelagem Financeira com Excel. Rio de Janeiro: Campus, BREALEY, R. A., MYERS, S. C., MARCUS, A. J. Princípios de Finanças Empresariais. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, GRINBLATT, M., TITMAN, S. Mercados Financeiros e Estratégia Corporativa. Porto Alegre: Bookman, ROSS, S.A., WESTERFIELD, R.W., JAFFE, J.F. Administração Financeira: Corporate Finance. São Paulo: Atlas, 1995.

20 19 Gestão de Vendas e Distribuição Carga horária: 30h EMENTA Evolução conceitual de Vendas e Marketing. Conhecimentos, habilidades e atitudes do vendedor profissional. Técnicas de venda. Administração da força de vendas. Estrutura, tamanho, sistemas de remuneração, potencial de mercado. Prospecção, pré-abordagem e estratégia de persuasão. Ética nas vendas. Análise do ambiente interno e externo. Volume de vendas, desempenho da força de vendas. Vendas e logística de distribuição. Gestão global de suprimentos e produção Global Sourcing. Gerência de Produtos. BIBLIOGRAFIA ALVARENGA, A. C. e tal. Logística Aplicada Suprimentos e Distribuição Física. São Paulo: Pioneira, BALLON, Ronald H. Logística Empresarial. São Paulo: Atlas, COBRA, Marcos. Administração de Vendas. 4. ed. São Paulo: Atlas, LAS CASAS, Alexandre L. Técnica de Vendas. São Paulo: Atlas, DIAS, Marco A. P. Gerência de Materiais: Um Modelo para Situações de Crise e Incerteza. São Paulo: Atlas, LAS CASAS, Alexandre. Administração de Vendas. 7. ed. São Paulo: Atlas, MOREIRA, Júlio César Tavares (Coord.). Administração de Vendas. São Paulo: Saraiva, MEGIDO, José Luiz Tejon; SZUCSEWSKI, Charles John. Administração Estratégica de Vendas e Canais de Distribuição. São Paulo: Atlas, MOURA, Reinaldo A. Armazenamento e Distribuição Física. São Paulo: IMAM, ROSENBLOOM, Bert. Canais de Marketing: Uma Visão Gerencial. São Paulo: Atlas, 2002.

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

PROJETO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSUEM SAÚDE PÚBLICA

PROJETO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSUEM SAÚDE PÚBLICA PROJETO DE PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSUEM SAÚDE PÚBLICA SALVADOR - BAHIA 2014 1 APRESENTAÇÃO O presente curso de Pós-Graduação lato sensu foi planejado e estruturado em conformidade com a Resolução CES/CNE

Leia mais

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO Atualmente a FIBRA encontra-se em novas instalações contando com 33 salas de aula climatizadas, com instalações de equipamentos de multimídia, auditório climatizado com

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH)

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (PGPE) Coordenação Geral do Programa de Pós-Graduação Lato Sensu (CGPPGL) Edital do processo seletivo referente

Leia mais

EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS A Faculdade Católica Dom Orione, Araguaína TO, torna pública a abertura das inscrições para

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 16/05/2005 (*) Portaria/MEC nº 1.625, publicada no Diário Oficial da União de 16/05/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão Estratégica Empresarial DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão Estratégica Empresarial 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS APRESENTAÇÃO O curso de especialização Gestão de Pessoas tem por meta desenvolver gestores para atuarem em empresas que estejam inseridas no processo de globalização

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

CURSO EXCLUSIVO IBECO

CURSO EXCLUSIVO IBECO PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR EM ESTÉTICA CURSO EXCLUSIVO IBECO Destinado aos docentes que atuam ou que pretendem atuar no ensino superior e profissionalizante da área estética, o curso

Leia mais

DADOS TÉCNICOS DA BIBLIOTECA

DADOS TÉCNICOS DA BIBLIOTECA FAHESA - Faculdades de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos Ltda BIBLIOTECA DADOS TÉCNICOS DA BIBLIOTECA Araguaína Março / 2014 1.

Leia mais

Matrículas abertas - Vagas limitadas

Matrículas abertas - Vagas limitadas MBA em Gestão Empresarial Curso de Pós-Graduação Lato Sensu 384 horas Escola Superior de Tecnologia e Educação de Rio Claro ASSER Rio Claro Matrículas abertas - Vagas limitadas Objetivos do curso: Capacitar

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA. Capítulo I Das Disposições Preliminares Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1º Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA orientam-se pelas normas especificadas neste Regulamento e estão sujeitos ao

Leia mais

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO

D I R E I T O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES AUTORIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior Sesu Departamento de Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

EDITAL Nº 038, DE 15 DE MARÇO DE 2013.

EDITAL Nº 038, DE 15 DE MARÇO DE 2013. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 038, DE 15 DE MARÇO DE 2013. Dispõe sobre o processo

Leia mais

RESOLUÇÃO CSA N.º 07, DE 23 DE SETEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO CSA N.º 07, DE 23 DE SETEMBRO DE 2014 RESOLUÇÃO CSA N.º 07, DE 23 DE SETEMBRO DE 2014 Estabelece o Regulamento para a Oferta de Cursos de Pós Graduação Lato Sensu das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho Superior de Administração

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Controladoria Estratégica e Contabilidade Empresarial

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Controladoria Estratégica e Contabilidade Empresarial DESCRITIVO DE CURSO MBA em Controladoria Estratégica e Contabilidade Empresarial 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: AMPE - ADM DE MICRO E PEQ EMPRESAS Código: ADM 253 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2013.2

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Pós-graduação lato sensu.

Pós-graduação lato sensu. MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Pós-graduação lato sensu 1 MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Padrões de Qualidade para os Cursos de Graduação em Direito

Padrões de Qualidade para os Cursos de Graduação em Direito MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE DIREITO APRESENTAÇÃO: Padrões de Qualidade para os Cursos

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico Ingressantes em 2007 Dados: Sigla: Licenciatura em Educação Física Área: Biológicas

Leia mais

FACULDADE TECSOMA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL

FACULDADE TECSOMA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE TECSOMA DEPARTAMENTO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL 1. OBJETIVOS Proporcionar aos discentes conhecimentos teóricos e práticos acerca da gestão empresarial com intuito de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ

FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ COORDENADORIA DE EXTENSÃO E PESQUISA CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA Engenharia Logística 1. Nome do Curso e Área do Conhecimento Programa de Pós-Graduação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

O Presidente do Conselho Superior de Acadêmico (CONSEA) da Fundação Universidade

O Presidente do Conselho Superior de Acadêmico (CONSEA) da Fundação Universidade Resolução nº 200/CONSEA, de 19 de fevereiro de 2009. Altera normas para o oferecimento de cursos de pós-graduação Stricto Sensu e lato sensu, pelos Departamentos da Fundação Universidade Federal de Rondônia

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu FACULDADE SATC

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu FACULDADE SATC REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Lato Sensu FACULDADE SATC 2014 ÍNDICE CAPÍTULO I... 3 Da Constituição, Natureza, Finalidade e Objetivos dos Cursos... 3 CAPÍTULO II... 3 Da Implantação dos Cursos...

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 30, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as normas para a pós-graduação na modalidade lato sensu ofertada pela Universidade Federal do Pampa. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA

SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA SOCIEDADE EDUCACIONAL CAPIVARI DE BAIXO - SECAB FACULDADE CAPIVARI - FUCAP ESTRUTURA Sala de Aula A instituição disponibiliza equipadas com todos os recursos multimídias necessários, que são estes: Projetor

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior- Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni

Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni Centro Universitário de Brusque - Unifebe Conselho Universitário - Consuni Projeto Permanente do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Desenvolvimento e Aprendizagem na Infância Brusque, dezembro de 2009.

Leia mais

Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu E AUDITORIA.

Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu E AUDITORIA. Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS E PROJETOS - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS E LIDERANÇA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

REGULAMENTO PROPPES (Aprovado na Reunião do Consuni em 24/9/2009) CAPÍTULO XVI DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO PROPPES (Aprovado na Reunião do Consuni em 24/9/2009) CAPÍTULO XVI DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO PROPPES (Aprovado na Reunião do Consuni em 24/9/2009) CAPÍTULO XVI DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Art. 72. Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu destinam-se a candidatos graduados, podendo ser

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O Programa de Pós-graduação lato sensu da FAZU - Faculdades Associadas de Uberaba, tem por objetivo

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Resolução

Leia mais

EDITAL PROPPG 13/2011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

EDITAL PROPPG 13/2011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO EDITAL PROPPG 13/011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) da Universidade

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor

Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS. COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor Ribeirão Preto, Franca, São Carlos e Araraquara GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Ligia Nunes Finamor OBJETIVO: A Gestão de Pessoas vem passando por inúmeras transformações nestes últimos anos.

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 28/11/2005 (*) Portaria/MEC nº 4.043, publicada no Diário Oficial da União de 28/11/2005 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

PROJETO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL 2014.2

PROJETO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL 2014.2 PROJETO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL 2014.2 APRESENTAÇÃO A Educação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica e tem como finalidade o desenvolvimento integral

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL No 01/2011 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÕES LATO SENSU

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL No 01/2011 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÕES LATO SENSU UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL Transformada em Universidade pela Lei n 6.785, de 28 de dezembro de 2006 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N - Alto Cruzeiro - Arapiraca - Alagoas - CEP.: 57312-000

Leia mais

MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores

MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores Coordenação Acadêmica: Prof. Edmarson Bacelar Mota, M. A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios

Leia mais

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PROJETO PEDAGÓGICO

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PROJETO PEDAGÓGICO Campo Limpo Paulista 2012 1 CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA Marcos Legais Resolução CNE CES 1 2002 Resolução CNE

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Homologa adequações no Regulamento do Programa de pós-graduação lato sensu. DA FINALIDADE E OBJETIVOS

Homologa adequações no Regulamento do Programa de pós-graduação lato sensu. DA FINALIDADE E OBJETIVOS Resolução do CS nº 11/2013 Aparecida de Goiânia, 29 de janeiro de 2013. Homologa adequações no Regulamento do Programa de pós-graduação lato sensu. O Presidente Conselho Superior, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO:

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO: EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em

Leia mais

MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA 2012.1 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de ser um centro voltado

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores NÚCLEO AVANÇADO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores De acordo com a Resolução n o 1 de 08/06/2007 da CES do CNE do MEC Coordenação

Leia mais

Edital MBA nº 001/2012

Edital MBA nº 001/2012 Edital MBA nº 001/2012 Edital de oferta de curso de pós-graduação latu sensu (MBA em gestão de Cooperativas) a ser realizada através de convênio entre SESCOOP/PA Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo

Leia mais

PARECER CEE/PE Nº 35/2008-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM 08/04/2008 I RELATÓRIO:

PARECER CEE/PE Nº 35/2008-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM 08/04/2008 I RELATÓRIO: INTERESSADO: SENAC CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO RECIFE JOÃO RODRIGUES MAIA ASSUNTO: AUTORIZAÇÃO DO CURSO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO E SUPORTE DE REDES E DE SISTEMAS

Leia mais

Estrutura para elaboração do PDI

Estrutura para elaboração do PDI Estrutura para elaboração do PDI NOTA 1 - Orientações para elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional PDI O Plano de Desenvolvimento Institucional PDI consiste num documento em que se definem

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Início em 28 de setembro de 2015 Aulas as segundas e quartas, das 19h às 22h Valor do curso: R$ 21.600,00 À vista com desconto: R$ 20.520,00 Consultar planos de parcelamento.

Leia mais

MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

MBA EM GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: RAFAEL PARACHEN

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BOM DESPACHO - FACEB

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BOM DESPACHO - FACEB EDITAL CURSOS TÉCNICOS Instituto Bondespachense Presidente Antônio Carlos - IBPAC FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BOM DESPACHO - FACEB BOM DESPACHO 2013 SUMÁRIO 1 EDITAL... 03 2. HISTÓRICO... 04 3. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO I - INSCRIÇÕES PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO Período: 05/03/2013 a 10/03/2013 Pelo

Leia mais

2.1. O período da inscrição para o processo seletivo será 18 a 25 de Março de 2013. No horário de 09:00 as 15:00.

2.1. O período da inscrição para o processo seletivo será 18 a 25 de Março de 2013. No horário de 09:00 as 15:00. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 039, DE 15 DE MARÇO DE 2013. Dispõe sobre o processo

Leia mais

AVISO Nº 003/2014 RESOLUÇÃO Nº002/2013 CTP-ESMP/PE

AVISO Nº 003/2014 RESOLUÇÃO Nº002/2013 CTP-ESMP/PE AVISO Nº 003/2014 A Diretora da ESMP/PE, Dra. Deluse do Amaral Rolim Florentino, nos termos do Art.8º, VII, da Resolução RES-CSMP-001/00, de 31.03.2000, torna público o Regulamento da terceira turma do

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA DEPTO. DE ENGENHARIA SANITÁRIA E DO MEIO AMBIENTE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA DEPTO. DE ENGENHARIA SANITÁRIA E DO MEIO AMBIENTE EDITAL Complementar CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TURMA 2014/1 A Faculdade de Engenharia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) faz saber

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Agrícola e dá outras providências.

Leia mais

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL Cristiane de Oliveira 1 Letícia Santos Lima 2 Resumo O objetivo desse estudo consiste em apresentar uma base conceitual em que se fundamenta a Controladoria.

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios CURSO: Bacharelado em Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado (

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO Aprovado pelo Colegiado do Curso através da Resolução nº 03 de 13 de agosto de 2010 NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: LUÍS HENRIQUE

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe

GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO PROPe Sumário Título I Dos Cursos de Pós Graduação e suas finalidades...1 Título II Dos Cursos de Pós Graduação em Sentido Lato...1 Título III Dos Cursos de

Leia mais

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C.

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Contábei da FAP Piracanjuba-GO 2014 1 1. APRESENTAÇÃO: Formato: presencial

Leia mais

CONGREGAÇÃO DE SANTA DOROTÉIA DO BRASIL FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE - FAFIRE

CONGREGAÇÃO DE SANTA DOROTÉIA DO BRASIL FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE - FAFIRE CONGREGAÇÃO DE SANTA DOROTÉIA DO BRASIL FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE - FAFIRE EDITAL DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FAFIRE No 01/2014 A Diretora da FACULDADE FRASSINETTI DO RECIFE FAFIRE, no uso de suas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO (*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 04/12/2007. (*) Portaria / MEC n 1.151, publicada no Diário Oficial da União de 04/12/2007. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO No. 001/2016

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO No. 001/2016 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO No. 001/2016 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL DAS FACULDADES ALVES FARIA E DE MATRÍCULA DOS

Leia mais

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu

Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu Regulamento da Pós-Graduação Lato Sensu CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação lato sensu da FACULDADE UNIDA são regidos pela Resolução n. º 01, de 8 de junho de 2007,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CAMPUS SANTA ROSA Rua Uruguai, 1675Bairro Central CEP: 98900.000

Leia mais

EDITAL DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO INDUSTRIAL

EDITAL DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO INDUSTRIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: JOÃO ROBERTO LORENZETT COORDENAÇÃO DA FACULDADE: PRISCILA FAGUNDES COORDENAÇÃO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: RONALDO CARLOS

Leia mais