PORTARIA CE Nº 26, de 30 de junho de 2014.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA CE Nº 26, de 30 de junho de 2014."

Transcrição

1 PORTARIA CE Nº 26, de 30 de junho de Regulamenta o procedimento de concessão de créditos para as atividades complementares dos alunos dos Cursos de Graduação em Engenharia Industrial Madeireira ingressantes a partir do ano de 2012 e Engenharia de Produção do Câmpus de Itapeva. O Coordenador Executivo da Unidade de Itapeva, no uso de suas atribuições legais e, com base no que foi deliberado na 55ª Reunião Ordinária do Conselho Diretor, expede a presente Portaria que regulamenta o procedimento de concessão de créditos para as atividades complementares dos alunos dos Cursos de Graduação do Câmpus de Itapeva. Artigo 1º - Ficam definidas as atividades e respectivas pontuações indicadas na tabela anexa à presente portaria, para a validação das Atividades Complementares, obrigatórias para o cumprimento do currículo pleno dos Cursos de Engenharia Industrial Madeireira e Engenharia de Produção do Campus Experimental de Itapeva. Artigo 2º - As Atividades Complementares integrantes da estrutura curricular dos Cursos de Engenharia Industrial Madeireira e Engenharia de Produção correspondem a 12 créditos (180 horas). 1º - As Atividades Complementares não estão vinculadas a nenhum período da grade curricular, sendo que a carga horária poderá ser cumprida pelo aluno durante todo o curso de graduação. 2º - Os alunos que ingressarem nos cursos de Engenharia Industrial Madeireira e Engenharia de Produção por transferência, ficam também sujeitos ao cumprimento da carga horária estabelecida, podendo solicitar ao Conselho de

2 Curso de Graduação o cômputo da carga horária de atividades extraclasse realizadas na Instituição de origem. Artigo 3º - A escolha das Atividades Complementares é de responsabilidade exclusiva do aluno, considerando que sua finalidade será incentivar os alunos à participação em atividades extraclasse como forma de possibilitar a construção de conhecimento e criação de atitudes exigidas no processo de formação de um profissional crítico e reflexivo. 1º - Não será considerada para fins de atribuição de carga horária a freqüência a cursos de língua estrangeira não oficiais, bem como cursos não regulares. Por oficiais e regulares entende-se cursos devidamente registrados com seriação definida. 2º - Os documentos referentes a convênios ou intercâmbio exarados em língua estrangeira deverão estar acompanhados de tradução oficial. 3º - Não serão consideradas as atividades desenvolvidas pelo aluno antes do ingresso nos cursos de Engenharia Industrial Madeireira e Engenharia de Produção, ressalvada a situação prevista no 2º do artigo 2º. 4º - Cada aluno é exclusivamente responsável pelo planejamento, organização e realização das atividades complementares, bem como pela apresentação, em tempo hábil, dos comprovantes a elas relativos. Artigo 4º - O pedido do cômputo da carga horária obedecerá ao seguinte procedimento: I Aluno: - Preencher o Requerimento de Atividades Complementares (Anexo 2) na Seção Técnica de Apoio Acadêmico. - Anexar ao requerimento uma cópia de cada um dos documentos comprobatórios, acompanhados dos originais para autenticação. - Acessar o Sistema Sisgrad, cadastrar as atividades informadas, anexando as cópias digitalizadas dos documentos autenticados pela Seção Técnica de Apoio

3 Acadêmico (verificar o detalhamento das atividades complementares constantes do Anexo 1). II Seção Acadêmica - Cadastrar no Sistema Sisgrad um professor tutor para cada aluno, conforme o critério definido pela Comissão Assessora de Ensino; - Receber o Requerimento de Atividades Complementares e verificar a autenticidade dos documentos comprobatórios apresentados; III Professor Tutor - Validar no Sistema Sisgrad a carga horária de cada atividade complementar solicitada pelo aluno, observados a pertinência e os limites previstos no Anexo 1; 1º - Não serão permitidos os cômputos de carga horária em atividades já aproveitadas anteriormente. 2º - O aluno que tiver a atribuição de carga horária não validada pelo professor tutor, poderá formular pedido de reconsideração à Comissão Assessora de Ensino, no prazo de três dias, a contar da data da comunicação pelo Sisgrad. 3º - Em caso de pedido de reconsideração, a Comissão Assessora de Ensino poderá formular exigências para a atribuição de carga horária, como a apresentação de outros documentos, ou pedir esclarecimentos por escrito ao aluno, sempre que tiver dúvidas acerca da pertinência de uma Artigo 5º - Os casos omissos serão analisados pelo Conselho de Curso. Artigo 6º - Esta Portaria é aplicável aos alunos do Curso de Engenharia Industrial Madeireira ingressantes a partir do ano de 2012 e aos alunos do curso de Engenharia de Produção. Artigo 7º - Esta portaria, proposta pela Comissão Assessora de Ensino, foi aprovada pelo Conselho de Curso e pelo Conselho Diretor do Câmpus Experimental de Itapeva.

4 Artigo 8º - Esta portaria entrará em vigor a partir da data de sua publicação, revogando as disposições em contrário, especialmente a Portaria CE nº 36, de 05/12/2012. Prof. Dr. Ricardo Marques Barreiros Coordenador Executivo A N E X O 1

5 DETALHAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADE COMPLEMENTAR REQUISITO PARA A ATRIBUIÇÃO DE CARGA HORÁRIA ATRIBUIÇÃO E LIMITE DE CARGA HORÁRIA 1. Participação em eventos científicos: (Congressos, encontros, seminários, simpósios, conferências, oficinas de trabalho e similares, versando sobre temas pedagógicos ou do conteúdo específico do seu curso) Sem apresentação de trabalho 1.2. Com apresentação de trabalho Obs: Em cada evento científico, o aluno só poderá contar as horas em um dos itens, ou seja, 1.1. ou 1.2. de participação. de participação. 2. Organização de eventos: 2.1. Como Presidente Declaração da instituição ou da Comissão responsável pelo evento Demais funções Declaração da instituição ou da Comissão responsável pelo evento. 3. Atividades de representação: 3.1. Órgãos Colegiados Centrais Declaração atestando a participação e a freqüência 15 horas por participação em evento internacional e 10 horas por evento nacional. Eventos internacionais: 15 horas quando for apresentação oral e 10 horas quando for apresentação em pôster ou painel. Eventos nacionais: 10 horas quando for apresentação oral e 05 horas quando for apresentação em pôster ou painel. 20 horas por participação. 05 horas por participação. 05 horas por reunião

6 3.2. Órgãos Colegiados Locais e Comissões do Câmpus Experimental de Itapeva 3.3. Participação como atleta em atividades esportivas ou em competições com participação oficial da UNESP 4. Estágios extracurriculares, aprovados pela Comissão Assessora de Ensino: 5. Participação em visitas técnicas coordenadas por docentes ou profissionais de nível universitário ou Instituição Obs: Exceção feita às visitas realizadas para disciplinas em que o aluno estiver matriculado. 6. Participação em atividades de extensão desenvolvidas nos eventos: feira de ciências, semana do meio ambiente, atuação em atividades nas escolas de nível fundamental e/ou médio, Venha nos Conhecer, etc. do aluno referente ao período. Declaração atestando a participação e a freqüência do aluno referente ao período. Declaração da instituição ou da Comissão responsável pelo evento Apresentação de Plano de Estágio no início e ao final uma Declaração da Instituição/Empresa atestando o número de horas do estágio e apresentação de relatório das atividades desenvolvidas com o de acordo do Supervisor da Instituição/Empresa e do professor responsável pela disciplina de estágio do Campus. Declaração do responsável pela visita, atestando o tema e a duração em horas. Apresentação de comprovante constando à carga horária e relatório de atividades. participada. 02 horas por reunião participada. 2 horas por atividade/competi ção, no máximo 10 horas no decorrer do curso. a carga horária do referido estágio, limitando-se a 60 horas no decorrer do curso. 5 horas por visita. a carga horária da 7. Participação em cursos de extensão, palestras, minicursos e competições

7 7.1. Cursos de Extensão Universitária, Temáticos de Atualização, de Difusão Cultural, etc. de participação do curso Minicursos de participação do minicurso Palestras de participação da palestra Cursos complementares extra-curriculares, como por exemplo, artes, teatro, música, desde que tenha reconhecimento oficial Participação no Desafio Sebrae 8. Bolsas de estudo 8.1. Iniciação Científica com bolsa (FAPESP, PIBIC, PIBITI CNPq ou PIBITI - Reitoria), pelo período mínimo de 6 (seis) meses Iniciação Científica sem bolsa, por mérito, pelo período mínimo de 6 (seis) meses, desde que devidamente regulamentada no Campus Bolsa de Apoio Acadêmico e Extensão I 8.4. Bolsa de Apoio Acadêmico e Extensão II (extinta) e Bolsa de Extensão Universitária Obs: Nessa modalidade enquadram-se os bolsistas do portal Universia e cursos prévestibulares da Unesp, Empresa Junior 8.5. Bolsa de Apoio Acadêmico e Extensão III (Monitoria oficial ou voluntária) Documento oficial carga horária. Documento oficial carga horária. Declaração ou Atestado Apresentação da cartacontrato ou declaração do orientador acompanhado do relatório da pesquisa realizada referente ao período. Declaração ou Atestado Declaração ou Atestado Declaração ou Atestado a carga horária do curso. a carga horária do minicurso. a carga horária da a carga horária do curso. a carga horária da 40 horas por ano, no máximo 120 horas no decorrer do curso. (proporcional) 50 horas por ano, no máximo 150 horas no decorrer do curso. 20 horas por ano 30 horas por ano 30 horas por ano

8 8.6. Bolsa PET Declaração ou Atestado 8.7. Bolsa referente a outros projetos, tais como Programa Primeiros Projetos, etc. 9. Publicações: 9.1. Artigos em revistas científicas indexadas Artigos em revistas científicas não indexadas Trabalhos completos em anais. Declaração ou Atestado Apresentação do Apresentação do Apresentação do 9.4. Resumos expandidos. Apresentação do 9.5. Resumos. Apresentação do 9.6. Livro. Cópia da capa e contracapa do livro Capítulo de Livro. Cópia do capítulo, da capa e da contra-capa do livro Texto científico em jornal ou revista com circulação regular Publicações em periódicos de extensão universitária. 40 horas por ano 30 horas por ano A1 e A2-50 horas por artigo. B1 e B2-35 horas por artigo. B3, B4 e B5-25 horas por artigo. C - 15 horas por artigo. 15 horas por artigo. 15 horas por trabalho internacional e 10 horas por trabalho nacional. 10 horas por resumo internacional e 05 horas por resumo nacional. 05 horas por resumo internacional e 03 horas por resumo nacional. 50 horas por livro. 20 horas por capítulo. Cópia do texto. 05 horas por texto. Apresentação do 05 horas por publicação.

9 10. Certificados de estudos em cursos de idiomas obtidos em escolas credenciadas, efetuados com aprovação pelo período mínimo de 6 meses. 11. Disciplinas de graduação ou pós-graduação realizadas em outros cursos sem equivalência na grade curricular, ou optativas extras cursadas nos cursos de graduação do Campus de Itapeva. Declaração do curso atestando matrícula, freqüência, carga horária e aprovação no módulo ou nível no semestre. Apresentação de histórico escolar oficial ou declaração da instituição atestando a aprovação constando à carga horária, anexando o programa da disciplina. 12. Participação em associações, projetos e grupos Associações (Diretório Acadêmico, Centro Acadêmico, etc) Trabalho voluntário em ONGs ou outras instituições reconhecidas oficialmente Participação como voluntário, pelo período mínimo de 6 meses em projeto de pesquisa regulamentados e desenvolvidos no Campus Participação como voluntário, pelo período mínimo de 6 meses em projetos e atividades de extensão regulamentados e desenvolvidos no Campus Participação como voluntário, pelo período mínimo de 6 meses no Projeto PET regulamentado e desenvolvido no Campus Participação como voluntário, pelo período mínimo de 6 meses, em projetos Cópia da portaria, ata ou outro documento que comprove a nomeação ou participação do aluno. Declaração da Instituição beneficiada pelo trabalho voluntário, especificando a carga horária. Documento oficial carga horária e apresentação de relatório das atividades. Documento oficial carga horária e apresentação de relatório das atividades. Documento oficial carga horária e apresentação de relatório das atividades. Documento oficial carga horária e 20 horas por ano, no máximo 40 horas no decorrer do curso. 30 horas por disciplina, no máximo 60 horas no decorrer do curso. 20 horas por ano de participação (desde que permaneça 1 ano ininterrupto). 10 horas por ano 20 horas por ano 20 horas por ano 20 horas por ano 10 horas por ano

10 externos à UNESP. apresentação de relatório das atividades. 13. Doação de sangue de participação na 14. Participação como público Bancas examinadoras (trabalho de graduação, qualificação, mestrado e doutorado). 15. Intercâmbio de trabalho ou estudo no exterior 16. Participação no desenvolvimento de patentes 17. Premiação recebida em virtude de destaque acadêmico em algum ramo de atividade de participação na Declaração da instituição onde foi realizado o intercâmbio mencionado o período de sua realização. de participação na de premiação na 18. Outras atividades de participação na 10 horas por cada doação. 1 hora por participação, no máximo 5 horas por ano. 10 horas por mês de intercâmbio. 50 horas por patente. 15 horas por premiação. Quantidade de horas a ser estipulada após análise. Prof. Dr. Ricardo Marques Barreiros Coordenador Executivo

Regulamento das. Atividades Complementares

Regulamento das. Atividades Complementares BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Regulamento das Atividades Complementares Osasco 2013 Apresentação Este documento apresenta um conjunto geral de normas e orientações sobre a realização das Atividades

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE LICENCIATURAS DA FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - FFP

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE LICENCIATURAS DA FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - FFP UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES SÃO GONÇALO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE LICENCIATURAS DA FACULDADE

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE QUÍMICA, CAMPUS PATO BRANCO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE QUÍMICA, CAMPUS PATO BRANCO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Coordenação do Curso Superior de Química: Bacharelado em Química Industrial e Licenciatura em Química REGULAMENTO DAS

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES (Aprovado pelo Colegiado de Curso em 23/09/2013)

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES (Aprovado pelo Colegiado de Curso em 23/09/2013) REGULAMENTO DAS S COMPLEMENTARES (Aprovado pelo Colegiado de Curso em 23/09/2013) Art.1º Este Regulamento define, no âmbito da Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense, as atividades complementares

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL Este Regulamento e a Resolução do Conselho Superior da Uneal (CONSU/UNEAL) que o aprovou foram

Leia mais

Faculdade de Lucas do Rio Verde Credenciada pela Portaria Ministerial nº. 2.653 de 07/12/01 D.O.U. de 10/12/01.

Faculdade de Lucas do Rio Verde Credenciada pela Portaria Ministerial nº. 2.653 de 07/12/01 D.O.U. de 10/12/01. CONSELHO PEDAGÓGICO - COP RESOLUÇÃO Nº 05/2008, DE 06 DE MARÇO DE 2008 Aprova o Regulamento das Atividades Complementares para o Curso de Graduação em Direito da Faculdade de Lucas do Rio Verde. O Presidente

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Aprovado pelo Colegiado de curso em agosto de 2010

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Aprovado pelo Colegiado de curso em agosto de 2010 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Aprovado pelo Colegiado de curso em agosto de 2010 Artigo 1º. Este Regulamento define, no âmbito dos Cursos da Faculdade Teológica Batista de São Paulo, as Atividades

Leia mais

ORIENTAÇOES GERAIS PARA A ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES (AAC) Curso Geografia, modalidade: Licenciatura.

ORIENTAÇOES GERAIS PARA A ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES (AAC) Curso Geografia, modalidade: Licenciatura. ORIENTAÇOES GERAIS PARA A ORGANIZAÇÃO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES (AAC) Curso Geografia, modalidade: Licenciatura. Art. 1º - As Atividades Acadêmicas Curriculares (AAC) são todas as atividades

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE ENGENHARIA. Capítulo I Disposições Preliminares

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE ENGENHARIA. Capítulo I Disposições Preliminares REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE ENGENHARIA Disciplina as atividades complementares de integralização curricular, para os alunos da Faculdade de Engenharia,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE DIREITO Coordenação de Atividades Complementares

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE DIREITO Coordenação de Atividades Complementares UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE DIREITO Coordenação de Atividades Complementares REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GRADUAÇÃO Art.1º Este Regulamento define,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Estabelece normas operacionais para acompanhamento e registro das Atividades Complementares. O Colegiado do Curso de Administração da

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA I - INTRODUÇÃO Art. 1º Art. 2º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades Complementares do Curso de

Leia mais

Manual de Atividades Complementares

Manual de Atividades Complementares CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Manual de Atividades Complementares Belo Horizonte 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementar

Leia mais

FACULDADE TEOLÓGICA BATISTA DE SÃO PAULO

FACULDADE TEOLÓGICA BATISTA DE SÃO PAULO FACULDADE TEOLÓGICA BATISTA DE SÃO PAULO mantida pelo Conselho Batista de Administração Teológica e Ministerial Rua João Ramalho 466 Perdizes São Paulo / CEP 05008 001 Telefone 3879-3600 Credenciada pelo

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE FISIOTERAPIA Junho/2011 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares são prática acadêmicas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO. SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO. SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO. SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 078, DE 05 DE OUTUBRO DE 2007. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Designamos atividades complementares o conjunto de eventos oferecidos aos alunos de

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES SÃO CARLOS 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2015 Artigo 1 o : As Atividades Complementares (AC) do Curso de Graduação em Administração da Faculdade

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do Centro Universitário Salesiano de São Paulo.

Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do Centro Universitário Salesiano de São Paulo. Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do Centro Universitário Salesiano de São Paulo. Aprovado na Reunião do Conselho Universitário em 26/11/2011 através da Resolução CONSU

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes integram o currículo do curso de graduação de Direito, objetivando sua flexibilização, sendo seu cumprimento

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES

REGULAMENTO ATIVIDADES REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Jandira 2012 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Atividades Complementares são componentes que possibilitam o reconhecimento, de habilidades, conhecimentos e

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL REGULAMENTO PARA ACREDITAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS INTEGRADORAS

CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL REGULAMENTO PARA ACREDITAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS INTEGRADORAS CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL REGULAMENTO PARA ACREDITAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS INTEGRADORAS Este documento regulamenta as atividades Acadêmica Formativas Integradoras do Curso de Tecnologia

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO ICSP/FESP CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO ICSP/FESP CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS 1 FESP ICSP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ Mantenedora: Fundação de Estudos Sociais do Paraná CGC/MF: 76.602.895/0001-04 Inscr. Estadual: Isento Rua General Carneiro, 216 Fone/Fax (0xx41) 264-3311

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 74/2011

RESOLUÇÃO Nº 74/2011 Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão RESOLUÇÃO Nº 74/2011 DÁ NOVA REDAÇÃO À RESOLUÇÃO Nº 81/04 QUE TRATA DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES COMO COMPONENTE CURRICULAR DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade Barretos Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade definir normas e critérios para a seleção

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE DIREITO NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE DIREITO NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes integram o currículo do curso de graduação de Direito, objetivando sua flexibilização, sendo seu cumprimento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de Pedagogia.

Leia mais

ANEXO B REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Da caracterização

ANEXO B REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Da caracterização ANEXO B REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento aprovado pela Comissão de Curso em 07 de outubro de 2014 Este anexo regulamenta as Atividades Acadêmica- Científico-Culturais do Curso de Engenharia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLENTARES

CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLENTARES 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementares do Curso Superior

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM. Belo Horizonte

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM. Belo Horizonte MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM Belo Horizonte 2013 ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 FINALIDADE... 3 3 DEVERES DO COORDENADOR EM RELAÇÃO AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 4 DEVERES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de Ciências Contábeis.

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES PRÓ-REITORIA ACADÊMICA BURITIS / CARLOS LUZ / SILVA LOBO ATIVIDADES COMPLEMENTARES As Atividades Complementares, conforme as Diretrizes Curriculares do MEC, são atividades extracurriculares obrigatórias

Leia mais

PORTARIA CE Nº 36 de 05 de dezembro de 2012.

PORTARIA CE Nº 36 de 05 de dezembro de 2012. PORTARIA CE Nº 36 de 05 de dezembro de 2012. Regulamenta o procedimento de concessão de créditos para as atividades complementares dos alunos do Curso de Graduação em Engenharia Industrial Madeireira do

Leia mais

Art. 1º - Aprovar o Regulamento das Atividades Complementares do Curso de Turismo da Faculdade de Sinop FASIP, nos termos abaixo expostos.

Art. 1º - Aprovar o Regulamento das Atividades Complementares do Curso de Turismo da Faculdade de Sinop FASIP, nos termos abaixo expostos. FACULDADE DE SINOP FASIP - Faculdade de SINOP Credenciada pela portaria: RESOLUÇÃO CAS Nº. 14/2007 DE 06/04/2007 Aprova o Regulamento das atividades complementares do Curso de Turismo da Faculdade de Sinop

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET 1. DO CONCEITO E PRINCÍPIOS 1.1 As Atividades Complementares são componentes curriculares de caráter acadêmico, científico e cultural cujo foco

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 177, de 11 de setembro de 2015. R E S O L V E:

RESOLUÇÃO nº 177, de 11 de setembro de 2015. R E S O L V E: RESOLUÇÃO nº 177, de 11 de setembro de 2015. O Conselho Universitário CONSUNI, no uso de suas atribuições, em conformidade com Parecer nº 030, de 20 de agosto de 2015, R E S O L V E: Art. 1º - Aprovar

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Comissão de Graduação em Administração RESOLUÇÃO Nº 04/2010

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Comissão de Graduação em Administração RESOLUÇÃO Nº 04/2010 RESOLUÇÃO Nº 04/2010 A COMISSÃO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO Comgrad/ADM, em reunião realizada no dia 02 de junho de 2010, tendo em vista a Resolução nº 24/2006 [e 50/2009] do Conselho de Ensino, Pesquisa

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA (Projeto Pedagógico 2010/1) Resolução Nº 002/2011 da Pró-reitoria de Graduação

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS DO CURSO DE ODONTOLOGIA (Projeto Pedagógico 2010/1) Resolução Nº 002/2011 da Pró-reitoria de Graduação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Ato de Aprovação:

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades complementares que compõem o currículo pleno dos

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES As Atividades Complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento, por avaliação, de habilidades, conhecimentos e competências do estudante,

Leia mais

ANEXO 2. NORMATIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ANEXO 2. NORMATIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 ANEXO 2. NORMATIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1. A partir das Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Serviço Social o planejamento acadêmico do deve assegurar, em termos

Leia mais

APEC - Associação Piauiense de Educação e Cultura CESVALE - Centro de Ensino Superior do Vale do Parnaíba

APEC - Associação Piauiense de Educação e Cultura CESVALE - Centro de Ensino Superior do Vale do Parnaíba RESOLUÇÃO Nº 07 DE 20/09/2004 Estabelece normas para a realização das Atividas Complementares nos cursos graduação do CESVALE. Art. 1 - Define como Ativida Complementar toda e qualquer ativida não prevista

Leia mais

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Professora Nair Fortes Abu-Merhy ALÉM PARAÍBA

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Professora Nair Fortes Abu-Merhy ALÉM PARAÍBA ALÉM PARAÍBA Regulamento de Atividades Acadêmicas-Científico-Culturais Art.1º - O presente regulamento visa normatizar as Atividades Complementares ou Atividades Acadêmico-Científico-Culturais (AACC) dos

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM AGRONOMIA

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM AGRONOMIA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM AGRONOMIA Regulamento das Atividades Complementares previstas no Curso de Bacharelado em Agronomia do Campus Universitário de Tangará

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS - Português e Espanhol Bacharelado e Licenciatura

REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS - Português e Espanhol Bacharelado e Licenciatura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

NORMAS PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

NORMAS PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente conjunto de normas tem a finalidade de regulamentar as Atividades Complementares para os cursos que as incluem

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES CURSO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS - BACHARELADO 1 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES CURSO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS - BACHARELADO 1 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES CURSO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS - BACHARELADO 1 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Art. 2 o Art. 3 o Art. 4 o As Atividades Curriculares são parte integrante do

Leia mais

Normativas para as Atividades Complementares de Graduação do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores CTISM/UFSM

Normativas para as Atividades Complementares de Graduação do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores CTISM/UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Normativas para as Atividades Complementares de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE VILLAS BOAS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE VILLAS BOAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE VILLAS BOAS São Paulo, 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO HABILITAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1 o. - As Atividades Curriculares são parte integrante

Leia mais

CAPÍTULO II DA DURAÇÃO E DA CARGA HORÁRIA

CAPÍTULO II DA DURAÇÃO E DA CARGA HORÁRIA POLO UFRJ - XERÉM COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SUPORTE ACADÊMICO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1 o. As Atividades Complementares são componentes

Leia mais

NORMATIVAS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO (ACG) DO CURSO DE NUTRIÇÃO UFSM/CESNORS

NORMATIVAS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO (ACG) DO CURSO DE NUTRIÇÃO UFSM/CESNORS Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Educação Superior Norte RS Departamento de Ciências da Saúde Curso de Nutrição NORMATIVAS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO

Leia mais

REGRAS E DEFINIÇÕES DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGRAS E DEFINIÇÕES DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO UFRRJ Instituto de Ciências Humanas e Sociais - ICHS Departamento de Letras e Ciências Sociais - DLCS Colegiado de Filosofia REGRAS E DEFINIÇÕES DAS ATIVIDADES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO UNICEP

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO UNICEP 2 Centro Universitário Central Paulista REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DO UNICEP Considerando que as Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação entendem

Leia mais

PORTARIA CE Nº 27, de 30 de junho de 2014.

PORTARIA CE Nº 27, de 30 de junho de 2014. PORTARIA CE Nº 27, de 30 de junho de 2014. Fixa as normas para encaminhamento e tramitação das solicitações de aproveitamento de estudos e/ ou estágios no âmbito dos Cursos de Graduação do Câmpus Experimental

Leia mais

Faculdade de Educação de Alta Floresta FEAFLOR

Faculdade de Educação de Alta Floresta FEAFLOR REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DA - FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA - Alta Floresta/2009 1 SUMÁRIO 1 Apresentação... 3 2 DA DEFINIÇÃO... 3 3 DA FINALIDADE... 5 4 DAS DISPOSIÇOES

Leia mais

Flexibilizar o currículo pleno do Curso em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas;

Flexibilizar o currículo pleno do Curso em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS ASSIS CHATEAUBRIAND CAPÍTULO 1: DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS OU ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS OU ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS OU ATIVIDADES COMPLEMENTARES Artigo 1º. Este Regulamento define, no âmbito dos Cursos da Faculdade de Educação São Luís de Jaboticabal, as Atividades

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO E DO FUNCIONAMENTO DO NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO E DO FUNCIONAMENTO DO NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º - O presente Regulamento tem por finalidade disciplinar as atividades complementares como componentes curriculares obrigatórios para o Curso de Direito,

Leia mais

Curso de Pedagogia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Pedagogia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamenta as atividades complementares do curso de Pedagogia da UNINOVA. As atividades complementares previstas pela resolução n. 4 de 13 de julho de 2005, em

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE AGRONOMIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE AGRONOMIA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA DA UTFPR CÂMPUS DOIS VIZINHOS DOIS VIZINHOS Outubro - 2012 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA DA UTFPR CÂMPUS

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS PAULO AFONSO COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS PAULO AFONSO COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS PAULO AFONSO COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA RESOLUÇÃO Nº 01/2014 Estabelece normas específicas relacionadas às Atividades

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA COE COMISSÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA COE COMISSÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIOS À Comunidade Acadêmica do Curso de Farmácia da UFPR. A Comissão Orientadora de Estágios (COE) do curso de Farmácia elaborou este documento com o objetivo de esclarecer as dúvidas referentes aos estágios

Leia mais

Normas referentes a disciplina FR904 - Atividades Complementares do Curso de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Normas referentes a disciplina FR904 - Atividades Complementares do Curso de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Normas referentes a disciplina FR904 - Atividades Complementares do Curso de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Considerando: A Lei 9.394 de 1996. Lei de Diretrizes

Leia mais

O CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA, no uso de suas atribuições, e CONSIDERANDO a importância do Princípio da Indissociabilidade, estabelecido pelo

O CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA, no uso de suas atribuições, e CONSIDERANDO a importância do Princípio da Indissociabilidade, estabelecido pelo REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Aprovado na CamEx, na 84 Sessão, realizada em 18 de março de 2015, apreciada no CONSEPE, na 54ª Sessão,

Leia mais

PORTARIA CE Nº 018, 01 de julho de 2016.

PORTARIA CE Nº 018, 01 de julho de 2016. PORTARIA CE Nº 018, 01 de julho de 2016. Regulamenta o procedimento de concessão de créditos para as atividades complementares dos alunos dos Cursos de Graduação em Engenharia Industrial Madeireira ingressantes

Leia mais

FACULDADE TRÊS PONTAS FATEPS RECONHECIDA PELA PORTARIA DO MEC Nº 68/14

FACULDADE TRÊS PONTAS FATEPS RECONHECIDA PELA PORTARIA DO MEC Nº 68/14 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES E DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS. O presente regulamento, aprovado pela resolução CONSUP 05/2014, estabelece as normas atinentes ao cumprimento

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE TECNOLOGIA

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE TECNOLOGIA -1- REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS DO Os alunos do Curso Noturno de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Paraná deverão cumprir um conjunto de atividades formativas complementares,

Leia mais

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico

FACITEC - Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas IESST Instituto de Ensino Superior Social e Tecnológico RESOLUÇÃO CONSU Nº. 01/2009 DE 28/01/2009 Aprova o Regulamento das Atividades Complementares Científico-Culturais de Engenharia de Produção da Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas - Facitec. O

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PALMAS TO, 2014 2 1. AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este manual define as orientações básicas da Escola Politécnica da Católica do Tocantins com a finalidade de normatizar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÂO E EXPRESSÃO COORDENADORIA ESPECIAL DE ARTES CURSO GRADUAÇÃO EM CINEMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÂO E EXPRESSÃO COORDENADORIA ESPECIAL DE ARTES CURSO GRADUAÇÃO EM CINEMA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE COMUNICAÇÂO E EXPRESSÃO COORDENADORIA ESPECIAL DE ARTES CURSO GRADUAÇÃO EM CINEMA REGULAMENTO DE ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES CAPÍTULO 1 DA CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 004 /2008

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DELIBERAÇÃO Nº 004 /2008 DELIBERAÇÃO Nº 004 /2008 REGULAMENTA AS S ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UERJ. O CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso da competência que lhe atribui o artigo

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES QUADRO SÍNTESE DA PORTARIA N.º 08/CCEF/2010 DE 12/06/2010, ABAIXO.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES QUADRO SÍNTESE DA PORTARIA N.º 08/CCEF/2010 DE 12/06/2010, ABAIXO. ATIVIDADES COMPLEMENTARES QUADRO SÍNTESE DA PORTARIA N.º 08/CCEF/2010 DE 12/06/2010, ABAIXO. Horas/a A) Programa de Iniciação Científica, Projetos de Pesquisa, Publicações... Sem limites a I) Participação

Leia mais

ANEXO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA FLEXIBILIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA

ANEXO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA FLEXIBILIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA ANEXO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA FLEXIBILIZAÇÃO CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA Aprovado pelo Colegiado do Curso de Bacharelado em Educação Física, em reunião

Leia mais

CAPÍTULO I DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR

CAPÍTULO I DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET CAPÍTULO I DA ATIVIDADE COMPLEMENTAR Artigo 1º Considera-se Atividades Complementares atividades acadêmicas,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. O presente Regulamento baseia-se na obrigatoriedade do cumprimento de horas destinadas as Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade

Leia mais

1 Optativa oferecida pelo Departamento de Engenharia Civil; CH da disciplina

1 Optativa oferecida pelo Departamento de Engenharia Civil; CH da disciplina Câmpus de Ilha Solteira INTERESSADO : CONSELHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL ASSUNTO : Proposta para contagem de créditos para as Atividades Complementares para o Curso de Graduação em Engenharia

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL O Colegiado do Curso de Tecnologia em Gestão Ambiental, no uso de suas atribuições, resolve aprovar, com registro

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. As atividades complementares são componentes curriculares que

Leia mais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA 2013 ATIVIDADES COMPLEMENTARES O que são? São práticas acadêmicas de múltiplos formatos, obrigatórias, que podem ser realizadas dentro ou fora

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA Art. 1º. O presente regulamento tem como finalidade regular as atividades complementares

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares

Regulamento das Atividades Complementares Regulamento das Atividades Complementares Estabelece normas para o funcionamento das Atividades Complementares do sistema seriado dos cursos de Administração com linha de formação específica em Administração

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 182 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 182 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 182 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES AC DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UFPE TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES AC DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UFPE TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES AC DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UFPE TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento objetiva disciplinar os procedimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA

RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA O Presidente do CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO- FADISA, Professor Dr. ELTON DIAS

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA 1 - O aluno que ingressar no Curso de Psicologia da PUC-Rio deverá obrigatoriamente completar 12 (doze) créditos (180 horas)

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE NUTRIÇÃO MANAUS-AM 2013 APRESENTAÇÃO As atividades complementares têm como finalidade proporcionar a complementação da formação acadêmica-profissional,

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Engenharia da Computação Campus de Sobral. Regulamento de Programa de Atividades Complementares

Universidade Federal do Ceará Engenharia da Computação Campus de Sobral. Regulamento de Programa de Atividades Complementares Universidade Federal do Ceará Engenharia da Computação Campus de Sobral Regulamento de Programa de Atividades Complementares Abril de 2010 SUMÁRIO Sumário INTRODUÇÃO... 3 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3

Leia mais

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA São Paulo - 2010 CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares, com a sigla ACs, de todos os

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ATENEU. Faculdade Ateneu Criando Valores.

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ATENEU. Faculdade Ateneu Criando Valores. . REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ATENEU Fortaleza, 2014 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO II... 3 DOS OBJETIVOS... 3 CAPÍTULO III... 3 DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS Resolução CGRI/CCSA n o 002/2014 Estabelece normas para aproveitamento

Leia mais

ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ESCOLA DE NEGÓCIOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES A Diretora da Escola de Negócios, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, em

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes são componente curricular do curso de Administração, objetivando a flexibilização da formação do aluno,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DE SÃO FRANCISCO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Norma N.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DE SÃO FRANCISCO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Norma N. UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DE SÃO FRANCISCO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Norma N.º 01/2012 O Colegiado de Ciências Farmacêuticas (CFARM) da Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA - CESUBE CAPÍTULO I

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA - CESUBE CAPÍTULO I REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE UBERABA - CESUBE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento disciplina

Leia mais

Faculdades Ibmec-MG. Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Relações Internacionais

Faculdades Ibmec-MG. Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Relações Internacionais Faculdades Ibmec-MG Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Relações Internacionais I. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: Art.1. O presente regulamento tem por finalidade estatuir

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º- A análise e registro das atividades complementares será realizada pela Coordenação das Atividades Complementares

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 031/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 031/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 031/07 CONSUNI APROVA O REGULAMENTO QUE NORMATIZA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. A Presidente do Conselho Universitário CONSUNI do Centro Universitário de Jaraguá

Leia mais