Regulamento Institucional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento Institucional"

Transcrição

1 FACULDADES INTEGRADAS DE CACOAL Regulamento Institucional ATIVIDADES COMPLEMENTARES O presente regulamento tem por finalidade normatizar o oferecimento, a matrícula, o aproveitamento e a validação das Atividades Complementares.

2 I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 - O presente regulamento tem por finalidade normatizar o oferecimento, a matrícula, o aproveitamento e a validação das Atividades Complementares para os cursos oferecidos pela UNESC, instituindo que a integralização de tais atividades é requisito indispensável para a colação de grau e conclusão do curso. Art. 2 - As Atividades Complementares, em acréscimo às atividades curriculares, compreendem as práticas de extensão universitária, bem como as ações educativas desenvolvidas com o propósito de intensificar a dialogicidade entre teoria e prática desenvolvendo as habilidades, os conhecimentos e as competências do acadêmico. Art. 3 - As atividades complementares possuem como objetivos gerais flexibilizar o currículo pleno dos cursos de licenciatura, bacharelado e tecnólogo da UNESC e propiciar aos seus acadêmicos a possibilidade de aprofundamento temático, inter e transdisciplinar. II DO NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 4 - Conforme Portaria nº 33, de 04 de agosto de 2008, emitida pelas Faculdades Integradas de Cacoal, UNESC, o Núcleo de Atividades Complementares será composto pelos Coordenadores de Atividades Complementares de cada um dos cursos desta Instituição de Ensino Superior (IES). Parágrafo Único: O Núcleo de Atividades Complementares deverá exercer suas funções sob a regência de um professor coordenador nomeado pelo Diretor Geral da UNESC. Art. 5 - Compete ao Núcleo de Atividades Complementares: I promover discussões quanto às atividades complementares a serem oferecidas no contexto de cada curso, compatibilizando as atividades de formação geral e as que contemplam, em maior intensidade, competências e habilidades a cada curso; II emitir a agenda mensal das Atividades Complementares (ATCs) fazendo constar todas as atividades previstas; III - coordenar a divulgação, sob as mais variadas formas, das ATCs à comunidade acadêmica; IV - apresentar relatório das ATCs realizadas por esta IES à Coordenação Pedagógica. III - DA COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 6 - Cada um dos cursos desta IES contará com um professor representante do Núcleo de Atividades Complementares designado pelo Colegiado de Curso; Art. 7 - Ao professor representante do Núcleo de Atividades Complementares de cada um dos cursos desta IES compete: I elaborar, em ação conjunta com o Colegiado de Curso planejamento semestral das ATCs;

3 II informar, em meio próprio, a situação e acompanhar o desempenho dos acadêmicos no cumprimento das ATCs; III apresentar relatório das ATCs, realizadas, ao Colegiado de Curso; IV organizar o arquivo com a documentação pertinente às ATCs de cada acadêmico devidamente matriculado nos cursos desta IES. IV - DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 8 - O cômputo total das Atividades Complementares realizadas pelos acadêmicos deve respeitar, rigorosamente, a carga horária mínima definida para cada curso desta IES, conforme estipulado na Tabela das Cargas Horárias (Tabela I), segundo a legislação vigente. Art. 9º - São consideradas Atividades Complementares: I - Disciplinas de outros cursos de graduação (cursado na sua totalidade pelo acadêmico), cursadas na UNESC ou em outras Instituições de Ensino Superior (IES), depende de prévia e expressa validação do representante de cada curso e anuência do Colegiado de Curso para cômputo de Atividades Complementares; II - Projetos e programas mantidos pelos cursos desta IES ou de outras Instituições de Ensino Superior desde que as horas computadas para a realização dos mesmos sejam superiores às necessárias para cumprimento da carga horária curricular; III - Eventos diversos na área específica de formação do acadêmico (seminários, simpósios, congressos, conferências e outros); IV - Eventos diversos em áreas de interface com a graduação cursada pelo acadêmico (seminários, simpósios, congressos, convenções, conferências, etc.); V Outras atividades complementares, compreendendo: a) Assistir comprovadamente, apresentação de trabalhos de conclusão de curso de graduação, defesas de dissertação e tese desde que se circunscrevam à área específica de formação do acadêmico; b) Atividades de extensão universitária, analisadas e autorizadas antecipadamente, em cada caso específico, pela representação das Atividades Complementares de cada curso. VI Monitoria em disciplinas constantes da organização curricular respeitando a área de formação do acadêmico; VII Programa de apoio pedagógico; VIII Publicações de resenhas, ensaios, resumos expandidos e/ou artigos científicos que resultem de pesquisa científica; IX Oficinas; X Atividades de prestação de serviços (assistência, assessoria e consultoria), desde que correspondentes a sua área especifica de estudo de graduação; XI Atividades desenvolvidas no âmbito de programas de difusão cultural (realização de eventos ou produtos artísticos e culturais), desde que correspondentes a sua área específica de estudo de graduação; XII Participação em grupos de estudos veiculados às linhas de Pesquisa dos cursos desta IES.

4 Art Não são consideradas Atividades Complementares e não podem ser aproveitadas como tal: I - As ações educativas desenvolvidas no âmbito do Estágio Curricular, considerando as especificidades de cada curso, não poderão ser computadas cumulativamente como Atividades Complementares, assim como as Atividades Complementares não poderão ser computadas como atividades do Estágio Curricular. II - As ações educativas desenvolvidas no âmbito da Prática Pedagógica não poderão ser computadas cumulativamente como Atividades Complementares III - As atividades profissionais em área afim à graduação cursada pelo acadêmico não serão aproveitadas como atividades complementares. IV - Atividades desenvolvidas antes do ingresso do acadêmico no curso, quaisquer que sejam elas, não terão validade para o cômputo de horas complementares. Art A autorização para que o acadêmico realize determinada Atividade Complementar deve considerar o estipulado nas Tabelas I e II. Parágrafo 1º: O acadêmico deverá, antes de realizar a atividade complementar, solicitar ao professor representante do Núcleo de Atividades Complementares de seu curso, através de requerimento próprio, autorização para realização da mesma, conforme consta o fluxograma anexo. Parágrafo 2º: Caso ocorra parecer desfavorável, quanto à realização da atividade complementar, não haverá qualquer tipo de recurso a ser interposto. Parágrafo 3º: Aceita a atividade realizada pelo acadêmico, o professor representante do Núcleo de Atividades Complementares deve atribuir a carga horária correspondente, segundo a Tabela de Atividades Complementares do presente Regulamento (Tabela II). Parágrafo 4º: As ATCs devem ser cursadas e desenvolvidas ao longo de todos os semestres letivos. Parágrafo 5º: O Trabalho de Conclusão de Curso não se constitui atividade complementar. Parágrafo 6º: O registro das ATCs processar-se-á pela anotação em ficha relatório arquivada em arquivo próprio, sendo obrigatória a apresentação, pelo acadêmico, de de participação quando se tratar de eventos e de declaração quando se tratar de projeto de pesquisa e/ou extensão universitária. V - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art.12 - É indispensável o correto preenchimento dos Relatórios de Atividades Complementares (RAC), bem como sua entrega junto à Coordenação das Atividades Complementares, no final de cada semestre letivo, em data fixada pelo Núcleo de Atividades Complementares de cada Curso desta IES, sob pena de não serem computadas as horas de atividades realizadas pelo acadêmico.

5 Art Juntamente com o Relatório de Atividades Complementares (RAC), o acadêmico deverá apresentar cópias dos documentos comprobatórios da realização das atividades. Parágrafo 1º: As atividades realizadas em outras instituições e estabelecimentos somente terão sua ratificação efetivada após análise do RAC e da cópia autenticada da documentação comprobatória. Parágrafo 2º: Toda atividade complementar realizada deverá ser protocolada dentro do prazo mencionado no Artigo 12 deste regulamento, juntamente com os documentos comprobatórios, devendo o acadêmico guardar sua cópia a fim de ser apresentada sempre que solicitado, não sendo aceita nenhuma atividade sem o devido protocolo. Art Somente serão objeto de pontuação as atividades concluídas, ficando vedada à pontuação parcial. Art 15 - Os acadêmicos transferidos de outras instituições de ensino superior estarão sujeitos ao cumprimento da carga horária das atividades complementares deste regulamento. Parágrafo Único: Os acadêmicos transferidos de outras instituições de ensino superior poderão solicitar, ao professor representante do Núcleo de Atividades Complementares, o cômputo da carga horária das atividades complementares atribuída pela instituição de origem da seguinte forma: a) Por requerimento e documentos comprobatórios das atividades desenvolvidas; b) Por declaração da IES de origem especificando as atividades e as horas atribuídas a cada uma das atividades desenvolvidas. Art A comprovação das atividades e da carga horária desenvolvida é de inteira responsabilidade do acadêmico. Art As atividades que não constem na Tabela de Atividades deste Regulamento e forem realizadas em outros órgãos e instituições só serão consideradas para fins de atribuição da carga horária de Atividades Complementares se o evento corresponder aos objetivos de aprimoramento acadêmico, ficando sob o juízo do Colegiado de Curso e Núcleo de Atividades Complementares. Parágrafo Primeiro O acadêmico deve estar ciente de que se tratam de atividades que objetivam a complementação de sua formação, bem como deve buscar as diferentes atividades oferecidas, sempre consultando as tabelas I e II deste regulamento. Parágrafo Segundo - Para validar a carga horária correspondente, o acadêmico deverá apresentar ao professor representante do Núcleo de Atividades Complementares, juntamente com o Relatório de Atividades Complementares (RAC), o comprovante de sua participação, assinado por pessoa responsável pela organização ou coordenação do evento. Art A Tabela de Atividades Complementares poderá ser alterada a qualquer tempo, em consonância com a melhor aplicação dos Artigos 2 e 3º deste Regulamento, a juízo do Núcleo de Atividades Complementares da UNESC.

6 Art Os casos não prescritos neste Regulamento serão resolvidos inicialmente, pelo Núcleo de Atividades Complementares da UNESC. VI - DAS DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS Art Estão sujeitos ao cumprimento das Atividades Complementares todos os acadêmicos matriculados nos cursos de Bacharelado, Licenciatura e Tecnólogo desta IES como condição para obtenção de aprovação final do curso e colação de grau. Art Este Regulamento entra em vigor na data de sua aprovação pelo Conselho Superior da UNESC.

7 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TABELA I TABELA DAS CARGAS HORÁRIAS Cursos Carga Horária Total Tempo de Integralização/Anos Administração Legislação Parecer CES/CNE 134 e 289/2003 Resoluções nº 01/2004, 06/2004, 04/2005 (Prof. Eliézio) Parecer 08/07 Ciências Contábeis CNE Resolução nº 06/04 Parecer 08/07 Direito Resolução CNE/CES nº 09/04 Parecer 08/07 Economia RESOLUÇÃO Nº 7 (MEC-CNE-CES) de 29 de março de 2006 Parecer 08/07 Letras 200 3,5 RESOLUÇÃO CNE/CES Nº 18/ 2002 Parecer 08/07 Pedagogia 100 3,5 CNE/CP Resolução nº 01/06 Parecer 08/07 Psicologia CNE/CES nº 08/04 Parecer 08/07 Tecn. De. Sist. Informação Resolução 03/02 Parecer CNE/CEB 29/02

8 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TABELA II TABELA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES O acadêmico, considerando o curso em que se encontra devidamente matriculado, deverá integralizar a carga horária estipulada na Tabela I cumprindo 40% das atividades na modalidade extensão, 30% na modalidade ensino e outros 30% na modalidade pesquisa. Descrição das Atividades Complementares Documentos Comprobatórios Limite máximo de eventos Limite máximo p/ horas RAC DE ENSINO Disciplinas afins à graduação cursada pelo acadêmico (disciplinas extracurriculares ou eletivas cursadas em quaisquer outros cursos de graduação) desde que não aproveitadas na graduação e mediante aprovação comprovada. Monitoria. Visita Técnica, sob orientação de docente, para conhecimento de órgãos, empresas e outros estabelecimentos/instituições vinculados à graduação cursada pelo acadêmico Assistir comprovadamente apresentação de trabalhos de conclusão de curso de graduação, defesa de dissertações e teses desde que se circunscrevam à área específica de formação do acadêmico. Participação em audiências cíveis, criminais, trabalhistas, júris e julgamentos em segunda ou terceira instâncias. Assistência à defesa de trabalho de Curso, Trabalho de Graduação ou Trabalho de Conclusão de Curso do respectivo curso. Histórico escolar 10 30h Declaração e relatório do docente 4 20h Relatório 1 10h Relatório do discente Relatórios e documentos comprobatórios Relatório da Atividade, declaração da instituição e 6 10h 2 20h 10 10h DE PESQUISA Iniciação Científica, desde que comprovada a existência de orientação docente. Trabalhos científicos (Projetos de Pesquisa, Resenhas, etc) publicados em periódicos indexados, desde que comprovada a orientação docente. Artigos científicos, na área de conhecimento cursada pelo acadêmico, publicados em periódicos indexados e sob orientação docente. Participação em grupos de estudos ou pesquisa sob a supervisão e orientação de docente. Apresentação de trabalhos (comunicador, paineilista, etc) referentes à área de graduação do acadêmico ou Declaração do docente orientador Cópia dos dados de Catalogação + Cópia do índice Cópia dos dados de Catalogação + Cópia do índice ou Cópia autenticada da publicação Declaração e relatório do docente 4 20h 6 30h 4 20h 4 30h Certificado 4 20h

9 áreas afins. DE EXTENSÃO Participação em Congressos Nacionais/Internacionais. Certificado 3 20h Cursos livres e preparatórios promovidos pela UNESC ou outras entidades (seminários, simpósios, RAC h conferências, palestras, etc.) Trabalho voluntário em projetos de extensão realizados pela UNESC e/ou por outras Instituições de Ensino. Certificado 4 20h Estágio interno (extracurricular) na Instituição, relacionado com o curso freqüentado. Participação em projetos de consultoria pela Empresa Júnior. Participação em projetos / competições regionais, nacionais e internacionais de interesse e relevância acadêmica, desde que relacionados com os objetivos do curso (Desafio, gincanas, simulações empresariais, jornadas acadêmicas). Prestação de serviços comunitários na área do curso, através do curso ou entidade beneficente, humanitária ou filantrópica, legalmente instituída, com a anuência do Coordenador e devidamente comprovada. Atividades laborais, incluídas as de bolsista ou estagiário, com carga horária igual ou superior a 20 horas semanais, relacionadas ao respectivo curso, com no mínimo seis meses comprovados. Realização de cursos técnicos e/ou apresentação de palestra em área afim. Contrato do estágio, relatório da atividade e Declaração da instituição e Relatório da atividade + Declaração da Instituição e Declaração da instituição e Declaração da instituição e 1 10h 20 h 20 h 20 h 20 h 10 h

10 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TABELA II TABELA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES O acadêmico, considerando o curso em que se encontra devidamente matriculado, deverá integralizar a carga horária estipulada na Tabela I cumprindo 40% das atividades na modalidade extensão, 30% na modalidade ensino e outros 30% na modalidade pesquisa. Descrição das Atividades Complementares Disciplinas afins à graduação cursada pelo acadêmico (disciplinas extracurriculares ou eletivas cursadas em quaisquer outros cursos de graduação) desde que não aproveitadas na graduação e mediante aprovação comprovada. Monitoria. Visita Técnica, sob orientação de docente, para conhecimento de órgãos, empresas e outros estabelecimentos/instituições vinculados à graduação cursada pelo acadêmico Assistir comprovadamente apresentação de trabalhos de conclusão de curso de graduação, defesa de dissertações e teses desde que se circunscrevam à área específica de formação do acadêmico. Participação em audiências cíveis, criminais, trabalhistas, júris e julgamentos em segunda ou terceira instâncias. Assistência à defesa de trabalho de Curso, Trabalho de Graduação ou Trabalho de Conclusão de Curso do respectivo curso. DE PESQUISA Iniciação Científica, desde que comprovada a existência de orientação docente. Trabalhos científicos (Projetos de Pesquisa, Resenhas, etc) publicados em periódicos indexados, desde que comprovada a orientação docente. Artigos científicos, na área de conhecimento cursada pelo acadêmico, publicados em periódicos indexados e sob orientação docente. Participação em grupos de estudos ou pesquisa sob a supervisão e orientação de docente. Apresentação de trabalhos (comunicador, paineilista, etc) referentes à área de graduação do acadêmico ou áreas afins. DE EXTENSÃO Documentos Comprobatórios Histórico escolar Declaração e relatório do docente Relatório Relatório do discente Relatórios e documentos comprobatórios Relatório da Atividade, declaração da instituição e Declaração do docente orientador Cópia dos dados de Catalogação + Cópia do índice Cópia dos dados de Catalogação + Cópia do índice ou Cópia autenticada da publicação Declaração e relatório do docente Certificado Limite máximo p/ horas RAC 30h 20h 10h 10h 20h 10h 20h 30h 20h 30h 20h Participação em Congressos Nacionais/Internacionais. Certificado 20h

11 Cursos livres e preparatórios promovidos pela UNESC ou outras entidades (seminários, simpósios, conferências, palestras, etc.) Trabalho voluntário em projetos de extensão realizados pela UNESC e/ou por outras Instituições de Ensino. Estágio interno (extracurricular) na Instituição, relacionado com o curso freqüentado. Participação em projetos de consultoria pela Empresa Júnior. Participação em projetos / competições regionais, nacionais e internacionais de interesse e relevância acadêmica, desde que relacionados com os objetivos do curso (Desafio, gincanas, simulações empresariais, jornadas acadêmicas). Prestação de serviços comunitários na área do curso, através do curso ou entidade beneficente, humanitária ou filantrópica, legalmente instituída, com a anuência do Coordenador e devidamente comprovada. Atividades laborais, incluídas as de bolsista ou estagiário, com carga horária igual ou superior a 20 horas semanais, relacionadas ao respectivo curso, com no mínimo seis meses comprovados. Realização de cursos técnicos e/ou apresentação de palestra em área afim. RAC + Certificado Contrato do estágio, relatório da atividade e Declaração da instituição e Relatório da atividade + Declaração da Instituição e Declaração da instituição e Declaração da instituição e 10h 20h 10h 20 h 20 h 20 h 20 h 10 h

12 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FICHA DE INSCRIÇÃO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES (ou utilização do Sistema Mentor / Ficha padrão Secretaria Acadêmica) Identificação do acadêmico Curso: Instituição: Nome: Telefone: Período: Identificação do curso/atividade/evento Descrição do curso: Professor: Local: Tipo de Atividade: Carga horária: Data:

13 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FICHA DE INSCRIÇÃO EM DISCIPLINA EXTRACURRICULAR (ou utilização do Sistema Mentor / Ficha padrão Secretaria Acadêmica) Curso: INFORMAÇÕES SOBRE AS DISCIPLINAS EXTRACURRICULARES Nome da disciplina Período Professor Carga horária Instituição: DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ACADÊMICO Nome: R.A.: Período: Telefone: Celular: Cacoal, de de 200. Assinatura do Acadêmico

14 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FICHA DE INSCRIÇÃO PARA MONITORIA (ou utilização do Sistema Mentor / Ficha padrão Secretaria Acadêmica) Informações para inscrição na Monitoria 01 - Da Inscrição na Monitoria: a. a inscrição deverá ser feita a partir do momento em que o acadêmico se encontrar matriculado no 3º Período do curso que freqüenta regularmente; b. o acadêmico deverá ter cursado a disciplina que deseja monitorar. 02. Da seleção do candidato e divulgação do resultado: a. a seleção será feita através de prova seletiva; b. o resultado será publicado através de edital afixado no mural ao lado da Coordenação das Atividades Complementares. 03. Dos acadêmicos aprovados na Monitoria: a. o acadêmico atuará como auxiliar na pesquisa e em sala de aula, sempre sob supervisão direta do professor da disciplina que monitora; b. na semana seguinte à publicação do resultado da prova seletiva, o acadêmico deverá iniciar a monitoria; c. o acadêmico aprovado deverá apresentar-se à Coordenação de Atividades Complementares para assinar a folha de ponto de monitor; DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ACADÊMICO Nome: R.A.: Período: Telefone: Celular: DADOS DA DISCIPLINA EM QUE DESEJA MONITORAR Disciplina: Professor Titular: Instituição: Cacoal, de de 200. Assinatura do Acadêmico

15 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES RESENHA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso : Período: R.A.: Local: Data: / / Palestrante: Tema: Local: Data: / / Início: Término: Total de Horas: Resenha:

16 UNESC NUCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PROJETO - ATIVIDADE: EXTENSÃO 01 ORIGEM Coordenação do Curso de Disciplina: 02 - INFORMAÇÕES SOBRE A ATIVIDADE TÍTULO: COORDENADOR(A) DO PROJETO-ATIVIDADE COMPLEMENTAR: INSTITUIÇÕES ENVOLVIDAS: UNESC NATUREZA: Extensão. ( ) Curso ( ) Mini-curso ( ) Palestra ( ) Seminário ( ) Evento Cultural ( ) Outros... EXECUTOR(ES) E/ OU MINISTRANTE(S):... Servidores envolvidos: Lotação: Alunos envolvidos:...curso: LOCAL: INÍCIO: TÉRMINO: CARGA HORÁRIA: PONTUAÇÃO PARA ATIVIDADE COMPLEMENTAR: NÚMERO DE VAGAS - MÍNIMO: MÁXIMO:

17 03 - CLIENTELA ENVOLVIDA 04 - JUSTIFICATIVA 05 - OBJETIVOS 06 - METODOLOGIA 07 - PROGRAMA 08 - PROCESSO DE AVALIAÇÃO 09 - CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO ETAPAS MESES ANO: 200 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ PLANEJAMENTO EXECUÇÃO AVALIAÇÃO RELATÓRIO OBSERVAÇÃO: quando o Projeto for realizado em duas ou mais turmas e/ou etapas, separar os CRONOGRAMAS DE EXECUÇÃO EQUIPAMENTOS E MATERIAIS PERMANENTES DISPONÍVEIS ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS QUANT.

18 11 - APROVAÇÃO UNESC DATA: ASSINATURA COLEGIADO DO CURSO DATA: ASSINATURA COORDENAÇÃO DO CURSO NÚCELO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DATA: ASSINATURA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DATA: ASSINATURA DIREÇÃO DATA: ASSINATURA 12 - OBSERVAÇÕES

19 CERTIFICADO (ou utilização do Sistema Mentor / Padrão Secretaria Acadêmica) Antonio da Silva Conferimos a, o presente Certificado de Participação no curso Morfologia II, promovido pela UNESC, com carga horária de 20 horas. Categoria:Estudante Cacoal/RO, 30 de novembro de Prof. Antonio da Silva Coordenadora do Curso de Letras Prof. Nommo Monno Professor Representante do Curso de Letras no Núcleo Atividades Complementares

20 Ilmo. Sr. UNESC Prof. Representante do Curso de no Núcleo de Atividades Complementares REQUERIMENTO (ou utilização do Sistema Mentor / Ficha padrão Secretaria Acadêmica), brasileiro(a), casado(a)/solteiro(a), RG, residente e domiciliado em Cacoal, acadêmico(a) do Curso de Pedagogia, vem, mui respeitosamente, requerer a análise da atividade cumprida em / /, intitulada, realizada na Nestes termos, Pede deferimento. Cacoal / /2008 Assinatura

21 COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FLUXOGRAMA Acadêmico Requerimento Coordenador Atividades. Complementares de Desfavorável Favorável Não recurso há Acadêmico Protocola Cópia da Declaração + Relatório das Atividades Complementares Coordenador de Atividades Complementares Atribui carga horária Coordenador de Atividades Complementares Arquiva documento

REGULAMENTO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA REGULAMENTO DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CACOAL 2010 Considerando as exigências

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Cacoal RO REGULAMENTO

Leia mais

DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FARMÁCIA

DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FARMÁCIA DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FARMÁCIA CACOAL - RO 2011 Considerando as exigências da LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL, no atinente às Atividades Complementares

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades complementares que compõem o currículo pleno dos

Leia mais

Regulamento das. Atividades Complementares

Regulamento das. Atividades Complementares BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Regulamento das Atividades Complementares Osasco 2013 Apresentação Este documento apresenta um conjunto geral de normas e orientações sobre a realização das Atividades

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACERES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACERES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACERES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º As Atividades Complementares são componentes curriculares obrigatórios

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURRICULO DOS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURRICULO DOS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURRICULO DOS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1º -O presente regulamento tem por finalidade normatizar

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 177, de 11 de setembro de 2015. R E S O L V E:

RESOLUÇÃO nº 177, de 11 de setembro de 2015. R E S O L V E: RESOLUÇÃO nº 177, de 11 de setembro de 2015. O Conselho Universitário CONSUNI, no uso de suas atribuições, em conformidade com Parecer nº 030, de 20 de agosto de 2015, R E S O L V E: Art. 1º - Aprovar

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Conforme determina o Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade Visconde de Cairu FAVIC, este regulamento especifica como

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA I - INTRODUÇÃO Art. 1º Art. 2º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades Complementares do Curso de

Leia mais

III REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE DIREITO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

III REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE DIREITO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM III REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE DE DIREITO DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM I Das Disposições Preliminares Art. 1º - O presente regulamento tem por

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento define, no âmbito da Faculdade INEDI, as atividades complementares, bem como os procedimentos a serem

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Atividades Complementares NAC (Resolução CNE/CES nº 9/2004)

Regulamento do Núcleo de Atividades Complementares NAC (Resolução CNE/CES nº 9/2004) CURSO DE DIREITO DA UniEVANGÉLICA DIREÇÃO DE CURSO Regulamento do Núcleo de Atividades Complementares NAC (Resolução CNE/CES nº 9/2004) DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. A carga horária da matriz 2009.1

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE GEOGRAFIAA DISTÂNCIA CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de Pedagogia.

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º As atividades complementares são componentes curriculares enriquecedores

Leia mais

Associação Educativa Evangélica FACULDADE RAÍZES. Plantando Conhecimento para a Vida. Regulamento do Núcleo de Atividades Complementares NAC

Associação Educativa Evangélica FACULDADE RAÍZES. Plantando Conhecimento para a Vida. Regulamento do Núcleo de Atividades Complementares NAC Regulamento do Núcleo de Atividades Complementares NAC I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º As atividades complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento, mediante comprovação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PALMEIRAS DE GOIÁS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PALMEIRAS DE GOIÁS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS Unidade Universitária de Palmeiras de Goiás Rua S-7, s/ nº _ Setor Sul_ Palmeiras de Goiás-GO Fone/ Fax: (64) 3571-1198 (64) 3571-1173 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA

RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA O Presidente do CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO- FADISA, Professor Dr. ELTON DIAS

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Diretoria de Ensino Curso de Agronomia - Câmpus Sertão

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 58/2009

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 58/2009 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA-UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual nº 9.996, de 02 de maio de 2006 CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-CONSEPE RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 58/2009

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS I DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. As atividades complementares são componentes curriculares que

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de Ciências Contábeis.

Leia mais

Faculdade de Educação de Alta Floresta FEAFLOR

Faculdade de Educação de Alta Floresta FEAFLOR REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DA - FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA - Alta Floresta/2009 1 SUMÁRIO 1 Apresentação... 3 2 DA DEFINIÇÃO... 3 3 DA FINALIDADE... 5 4 DAS DISPOSIÇOES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE VILLAS BOAS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE VILLAS BOAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE VILLAS BOAS São Paulo, 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL REGULAMENTO PARA ACREDITAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS INTEGRADORAS

CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL REGULAMENTO PARA ACREDITAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS INTEGRADORAS CURSO DE TECNOLOGIA EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL REGULAMENTO PARA ACREDITAÇÃO DAS ATIVIDADES FORMATIVAS INTEGRADORAS Este documento regulamenta as atividades Acadêmica Formativas Integradoras do Curso de Tecnologia

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Atendendo a necessidade de flexibilização do currículo e para possibilitar que o aluno seja sujeito de sua formação profissional, são inseridas na grade curricular as denominadas

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ASCES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ASCES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ASCES DAS DISPOSIÇÕES GERAIS DOS PRINCÍPIOS NORTEADORES Art. 1º A ASCES, por meio deste Regulamento, contempla as Normas Gerais de Atividades complementares, permitindo

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES - 2014

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES - 2014 REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES - 2014 O presente regulamento visa a atender os requisitos propostos pela Resolução CNE/CES n 9/2004 normatizando as Atividades Acadêmicas Complementares dos cursos

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO IESMA

REGULAMENTO GERAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO IESMA REGULAMENTO GERAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO IESMA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente regulamento tem

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares

Regulamento das Atividades Complementares Regulamento das Atividades Complementares Estabelece normas para o funcionamento das Atividades Complementares do sistema seriado dos cursos de Administração com linha de formação específica em Administração

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES SUZANO SÃO PAULO. Página 1

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES SUZANO SÃO PAULO. Página 1 REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES SUZANO SÃO PAULO 2014 Página 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DAS FINALIDADES... 3 CAPÍTULO II... 3 DO LOCAL E DA REALIZAÇÃO... 3 CAPÍTULO III... 3 DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES...

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE QUÍMICA, CAMPUS PATO BRANCO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE QUÍMICA, CAMPUS PATO BRANCO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Coordenação do Curso Superior de Química: Bacharelado em Química Industrial e Licenciatura em Química REGULAMENTO DAS

Leia mais

REGULAMENTO DE AACC 2011/13

REGULAMENTO DE AACC 2011/13 REGULAMENTO DE AACC 2011/13 1 Apresentação A FESAR - Faculdade de Ensino Superior da Amazônia Reunida apresenta por meio deste Manual, orientações a fim de que os discentes ao longo de sua jornada acadêmica

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes integram o currículo do curso de graduação de Direito, objetivando sua flexibilização, sendo seu cumprimento

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COMUNITÁRIA FORMIGUENSE FUOM CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA UNIFOR-MG CONSELHO UNIVERSITÁRIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FISIOTERAPIA (Ato de Aprovação:

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CRISTO REI

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CRISTO REI REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CRISTO REI 1 APRESENTAÇÃO O Presente Regulamento visa esclarecer ao acadêmico, a estrutura e o funcionamento das Atividades

Leia mais

FACULDADE DE ARACRUZ FAACZ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

FACULDADE DE ARACRUZ FAACZ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FACULDADE DE ARACRUZ FAACZ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA O CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FACULDADE DE ARACRUZ - FAACZ ARACRUZ 2010 CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS CURRICULARES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS CURRICULARES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS CURRICULARES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITORIAL Profª. Dra. Lúcia Helena Vasques Diretora Acadêmica Prof. Me. Domingos Sávio

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. ATIVIDADES COMPLEMENTARES.

MANUAL DO ALUNO. ATIVIDADES COMPLEMENTARES. MANUAL DO ALUNO. ATIVIDADES COMPLEMENTARES. IDENTIFICAÇÃO DO (A) DISCENTE NOME: ENDEREÇO: CURSO: PERIODO: TURMA: Trabalhar o discente para torná-lo um empreendedor e facilitar sua inclusão no mercado de

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE DIREITO NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE DIREITO NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes integram o currículo do curso de graduação de Direito, objetivando sua flexibilização, sendo seu cumprimento

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Regulamento de Atividades Complementares previstas para o Curso de Administração da Faculdade Del Rey. BELO HORIZONTE 2012 2 Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO ICSP/FESP CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO ICSP/FESP CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS 1 FESP ICSP INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DO PARANÁ Mantenedora: Fundação de Estudos Sociais do Paraná CGC/MF: 76.602.895/0001-04 Inscr. Estadual: Isento Rua General Carneiro, 216 Fone/Fax (0xx41) 264-3311

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes são componente curricular do curso de Administração, objetivando a flexibilização da formação do aluno,

Leia mais

ANEXO I: REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ANEXO I: REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ANEXO I: REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Fixa normas para o funcionamento das Atividades Complementares para o curso de Administração da Universidade Federal de Mato Grosso, campus Rondonópolis/Mato

Leia mais

CAPÍTULO II DA DURAÇÃO E DA CARGA HORÁRIA

CAPÍTULO II DA DURAÇÃO E DA CARGA HORÁRIA POLO UFRJ - XERÉM COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SUPORTE ACADÊMICO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1 o. As Atividades Complementares são componentes

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Designamos atividades complementares o conjunto de eventos oferecidos aos alunos de

Leia mais

Parágrafo Único. As Atividades Complementares não se confundem com as disciplinas do Curso de Direito.

Parágrafo Único. As Atividades Complementares não se confundem com as disciplinas do Curso de Direito. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito do Centro Universitário do Cerrado-Patrocínio UNICERP. Capítulo I Das Disposições

Leia mais

Instituto Nacional de Ensino e Pesquisa

Instituto Nacional de Ensino e Pesquisa REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE INESP INSTITUTO NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA Em conformidade com o Parecer CES/CNE 146/2002, homologado em 13 de maio de

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADE COMPLEMENTAR Curso de Ciências Contábeis

REGULAMENTO ATIVIDADE COMPLEMENTAR Curso de Ciências Contábeis REGULAMENTO ATIVIDADE COMPLEMENTAR Curso de O presente regulamento normativa as Atividades Complementares, componente do Projeto Pedagógico do Curso da Faculdade de Presidente Epitácio FAPE. DA NATUREZA

Leia mais

Da finalidade das atividades complementares

Da finalidade das atividades complementares Salvador, 28 de setembro de 2010. Da finalidade das atividades complementares Art. 1º A finalidade das atividades complementares é o enriquecimento da formação do aluno quanto ao seu curso de graduação,

Leia mais

Regulamento para as Atividades Acadêmicas Científico- Culturais para os Cursos de Licenciatura e Bacharelado* CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Regulamento para as Atividades Acadêmicas Científico- Culturais para os Cursos de Licenciatura e Bacharelado* CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Regulamento para as Atividades Acadêmicas Científico- Culturais para os Cursos de Licenciatura e Bacharelado* CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. º - As Atividades Acadêmicas Científico-Culturais

Leia mais

FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO

FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO FACULDADE RADIAL SÃO PAULO - FARSP CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO 1 SUMÁRIO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS...3 DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES...3 DA COORDENAÇÃO DAS

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DOM BOSCO CURSO DE PEDAGOGIA ATIVIDADES TEÓRICO-PRÁTICAS - NORMAS -

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DOM BOSCO CURSO DE PEDAGOGIA ATIVIDADES TEÓRICO-PRÁTICAS - NORMAS - Direção da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Dom Bosco / AEDB Prof. Ms. Antonio Carlos Simon Esteves Coordenação do Curso de Pedagogia Profa. Ms. Sueli Sardinha Guedes 2 MISSÃO DA FFCLDB/AEDB Promover

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições Preliminares

CAPÍTULO I Disposições Preliminares REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º. Este Regulamento faz parte, como anexo, do currículo pleno do curso, e tem por fim normatizar o aproveitamento e a

Leia mais

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA

Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA Regulamento Geral das Atividades Complementares do CENTRO UNIVERSITÁRIO SANT ANNA São Paulo - 2010 CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares, com a sigla ACs, de todos os

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO FASIPE CENTRO EDUCACIONAL LTDA. Mantenedora Faculdade Cenecista de Sinop Facenop/FASIPE Mantida REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO SINOP / MATO GROSSO

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ECONOMIA Art. 1º. O presente regulamento tem como finalidade regular as atividades complementares

Leia mais

Faculdades Ibmec-MG. Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Relações Internacionais

Faculdades Ibmec-MG. Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Relações Internacionais Faculdades Ibmec-MG Regulamento de Atividades Complementares do Curso de Graduação em Relações Internacionais I. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: Art.1. O presente regulamento tem por finalidade estatuir

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Estabelece normas operacionais para acompanhamento e registro das Atividades Complementares. O Colegiado do Curso de Administração da

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS PAULO AFONSO COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS PAULO AFONSO COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS PAULO AFONSO COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA RESOLUÇÃO Nº 01/2014 Estabelece normas específicas relacionadas às Atividades

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE FISIOTERAPIA Junho/2011 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades complementares são prática acadêmicas

Leia mais

DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENFERMAGEM

DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENFERMAGEM DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENFERMAGEM CACOAL 2008 Considerando as exigências da LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL, no atinente às Atividades Complementares

Leia mais

Regulamento Atividades Complementares. Faculdade da Cidade de Santa Luzia - FACSAL

Regulamento Atividades Complementares. Faculdade da Cidade de Santa Luzia - FACSAL Regulamento Atividades Complementares Faculdade da Cidade de Santa Luzia - 2014 Regulamento das Atividades Complementares CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Artigo 1º - As Atividades

Leia mais

ANEXO B REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Da caracterização

ANEXO B REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Da caracterização ANEXO B REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento aprovado pela Comissão de Curso em 07 de outubro de 2014 Este anexo regulamenta as Atividades Acadêmica- Científico-Culturais do Curso de Engenharia

Leia mais

Direito UNIVERSIDADE NILTON LINS. Regulamento de Atividades Complementares

Direito UNIVERSIDADE NILTON LINS. Regulamento de Atividades Complementares Direito UNIVERSIDADE NILTON LINS Regulamento de Atividades Complementares Por proposta do Núcleo Docente estruturante, resolve o Colegiado do Curso de Direito da Universidade Nilton Lins aprovar o seguinte

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES São Paulo 2011 1 APRESENTAÇÃO Atividades Complementares de um Curso de Graduação é toda e qualquer atividade que vise à complementação do processo de ensino aprendizagem,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Carga Horária Total exigida no curso: 200 horas

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Carga Horária Total exigida no curso: 200 horas REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Carga Horária Total exigida no curso: 200 LONDRINA/PR 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DA BAHIA FATEC/BA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FATEC/BA

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DA BAHIA FATEC/BA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FATEC/BA 0 FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DA BAHIA FATEC/BA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FATEC/BA ALAGOINHAS 2014 1 SUMÁRIO I - Disposições Preliminares... 2 II Das Atividades

Leia mais

Capítulo I. Das Disposições Gerais. Pela contribuição para a formação técnica e humanística do aluno.

Capítulo I. Das Disposições Gerais. Pela contribuição para a formação técnica e humanística do aluno. Regulamento de Atividades Complementares dos cursos de Bacharelado em Administração, Ciências Contábeis, Sistemas de Informação e Enfermagem da Libertas Faculdades Integradas 20 Capítulo I Das Disposições

Leia mais

Faculdade HSM Núcleo de Prática Acadêmica (NPA) Manual de orientações para o cumprimento das horas de Atividades Complementares

Faculdade HSM Núcleo de Prática Acadêmica (NPA) Manual de orientações para o cumprimento das horas de Atividades Complementares Faculdade HSM Núcleo de Prática Acadêmica (NPA) Manual de orientações para o cumprimento das horas de Complementares 2014 As Complementares abrangem o ensino, a pesquisa e a extensão, estão fixadas em

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE NUTRIÇÃO MANAUS-AM 2013 APRESENTAÇÃO As atividades complementares têm como finalidade proporcionar a complementação da formação acadêmica-profissional,

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Página 1 de 12 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE ENSINO (DIREN) DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR (DEPES) DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE INFORMÁTICA (DEPIN) CURSO SUPERIOR

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO Pires do Rio Fevereiro, 2010. A justiça tem numa das mãos a balança em que pesa o direito, e na outra a espada de que se serve para

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO ÂMBITO DA FACET 1. DO CONCEITO E PRINCÍPIOS 1.1 As Atividades Complementares são componentes curriculares de caráter acadêmico, científico e cultural cujo foco

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS

MANUAL DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS MANUAL DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS APRESENTAÇÃO As atividades acadêmico-científico-culturais - AACC têm por finalidade oferecer aos acadêmicos dos cursos de licenciatura e bacharelado

Leia mais

INSTRUÇÃO ACADÊMICA Nº 001/07 CCV/ EAD

INSTRUÇÃO ACADÊMICA Nº 001/07 CCV/ EAD INSTRUÇÃO ACADÊMICA Nº 001/07 CCV/ EAD Data: 03/09/2007 FL. 1/10 ASSUNTO: Atividades Complementares e Regulamentação dos Processos de Validação Cursos Bacharel e Licenciatura A Diretoria de Graduação da

Leia mais

APEC - Associação Piauiense de Educação e Cultura CESVALE - Centro de Ensino Superior do Vale do Parnaíba

APEC - Associação Piauiense de Educação e Cultura CESVALE - Centro de Ensino Superior do Vale do Parnaíba RESOLUÇÃO Nº 07 DE 20/09/2004 Estabelece normas para a realização das Atividas Complementares nos cursos graduação do CESVALE. Art. 1 - Define como Ativida Complementar toda e qualquer ativida não prevista

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES SÃO CARLOS 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2015 Artigo 1 o : As Atividades Complementares (AC) do Curso de Graduação em Administração da Faculdade

Leia mais

Manual de Atividades Complementares

Manual de Atividades Complementares CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Manual de Atividades Complementares Belo Horizonte 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementar

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art.1º O presente regulamento tem por finalidade estabelecer normas para a realização e o registro das Atividades Complementares nos

Leia mais

Regulamento Institucional das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do UNASP

Regulamento Institucional das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do UNASP VOTO CONSU 2012-01 de 26/04/2012 Regulamento Institucional das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do UNASP Respeitada a legislação vigente, tanto para Licenciatura quanto para Bacharelado

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. O presente Regulamento baseia-se na obrigatoriedade do cumprimento de horas destinadas as Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2014 R E S O L V E:

RESOLUÇÃO Nº 01/2014 R E S O L V E: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS VITÓRIA DA CONQUISTA COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL Av. Amazonas 3150, 45.075-265 Vitória da Conquista

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares

Regulamento das Atividades Complementares 1 ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DOM BOSCO Fundada em 21 de dezembro de 1964 MANTENEDORA DAS FACULDADES DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS, ADMINISTRATIVAS E DA COMPUTAÇÃO, FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DOM BOSCO, FACULDADE

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2 DA FINALIDADE E DO OBJETIVO Art. 1º. As Atividades Complementares do Curso de Direito da Faculdade Unida de Suzano serão regidas por este Regulamento.

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM. Belo Horizonte

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM. Belo Horizonte MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEME MENTARES CURSO DE ENFERMAGEM Belo Horizonte 2013 ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 FINALIDADE... 3 3 DEVERES DO COORDENADOR EM RELAÇÃO AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 4 DEVERES

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA LICENCIATURA

REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA LICENCIATURA REGULAMENTO GERAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE EDUCAÇÃO ARTÍSTICA LICENCIATURA I Da Exigência das Atividades Complementares As Atividades Complementares do Curso de graduação em Educação Artística,

Leia mais

NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (NAC) REGULAMENTO

NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (NAC) REGULAMENTO SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO E ASSISTÊNCIA REALENGO SEARA NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (NAC) REGULAMENTO E-1/12 FACULDADES SÃO JOSÉ NÚCLEO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO I - DA NATUREZA DAS ATIVIDADES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DO PARFOR/UFRB

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DO PARFOR/UFRB PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ATENEU. Faculdade Ateneu Criando Valores.

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ATENEU. Faculdade Ateneu Criando Valores. . REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ATENEU Fortaleza, 2014 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO II... 3 DOS OBJETIVOS... 3 CAPÍTULO III... 3 DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE ESTUDOS SUPERIORES DE VIÇOSA - ESUV CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE ESTUDOS SUPERIORES DE VIÇOSA - ESUV CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA ESCOLA DE ESTUDOS SUPERIORES DE VIÇOSA - ESUV CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. O presente regulamento tem por finalidade normatizar o aproveitamento de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR ME. ORLEI JOSÉ POMBEIRO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR ME. ORLEI JOSÉ POMBEIRO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR ME. ORLEI JOSÉ POMBEIRO REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURITIBA 2015 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE FISIOTERAPIA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE MEDICINA CURSO DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE FISIOTERAPIA CARGA HORÁRIA: 140 horas O Colegiado da Coordenação do Curso de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE DE PSICOLOGIA DE JOINVILLE Curso de Psicologia

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE DE PSICOLOGIA DE JOINVILLE Curso de Psicologia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES A Direção da Faculdade de Psicologia de Joinville, no uso de suas atribuições, em conformidade com o novo currículo aprovado pelo colegiado de curso em 25 de maio

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO CURSO DE DIREITO As Atividades complementares serão desenvolvidas especialmente a partir da extensão universitária.

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE COOPERATIVAS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE COOPERATIVAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE COOPERATIVAS Santa Maria RS 2011 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO DO CURSO SUPERIOR

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES INSTRUÇÃO NORMATIVA 001/2015. Rev.: 10 10/02/2015

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES INSTRUÇÃO NORMATIVA 001/2015. Rev.: 10 10/02/2015 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ATIVIDADES COMPLEMENTARES INSTRUÇÃO NORMATIVA 001/2015 Rev.: 10 10/02/2015 CURITIBA 2015 1 SUMÁRIO CAPITULO I DAS ATIVIDADES... 2 CAPITULO II - DO APROVEITAMENTO DAS ATIVIDADES...

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º As Atividades Complementares (AC), doravante assim denominada, têm como objetivo geral flexibilizar e enriquecer a formação acadêmica e profissional proporcionada

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLENTARES

CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLENTARES CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLENTARES 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementares do Curso Superior

Leia mais