Metas e Indicadores: Resultado Junho/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Metas e Indicadores: Resultado Junho/2013"

Transcrição

1 Metas e Indicadores: Resultado Junho/2013 Rio Janeiro, 20 Setembro 2013 Prefeitura do Rio Janeiro Secretaria da Casa Civil

2 Acordos Resultado - Detalhamento SMS E Atingir mortalida infantil 11,6 por nascidos vivos em 2013 SMS s por mil nascidos vivos 13,7 11,6 11,9 12,8 2 - Dados provisórios, aguardando validação no final do ano E Atingir mortalida materna 49 por nascidos vivos em 2013 SMS s por cem mil nascidos vivos 62, ,6 60,9 2 - Dados provisórios, aguardando validação no final do ano E Garantir que até 2016 não haja pacientes em leitos não cadastrados no CNES em nenhuma das unidas da re hospitalar municipal, tendo como referência o ano 2011 E Garantir que até 2016 não haja pacientes em leitos não cadastrados no CNES em nenhuma das unidas da re hospitalar municipal, tendo como referência o ano 2011 E Preparar os editais para licitação das novas Clínicas da Família a serem construídas em SMS Un ,3 SMS % 129, ,1 SMS Nota Meta auditada pela CGM 3 - São acompanhadas as 16 unidas com portas abertas (8 emergências, 7 maternidas e 1 hospital psiquiátrico) 4 - s com taxa ocupação acima 100% em Jun/2013: Lourenço Jorge e Matern. A. Flemming. 2 - Meta auditada pela CGM 3 - São acompanhadas as unidas com portas abertas e as maternidas 4 - Este percentual representa a taxa ocupação média do ano nas 16 unidas 1 - Todos os terrenos finidos, projetos prontos, editais em fase finalização para as licitações serem feitas ainda este ano.

3 E Cadastrar 100% dos beneficiários do Cartão Família Carioca na cobertura das Clínicas da Família em 2013 C Expandir em mais 20 unidas saú o prontuário eletrônico e implantar a integração 75% da re C Construir um sistema gestão em Saú que permita otimizar a eficiência na prestação dos serviços e o uso dos recursos na Gestão do Programa Saú Presente em C Implantar o ponto biométrico nos 4 grans Hospitais e nas APs 1.0, 2.1 e até zembro C Reduzir para 6% a relação entre as contratações por emergência e as contratações por pregão em 2013 SMS % SMS Un SMS Nota SMS Un CGM % ,7 2 - SMS irá atenr 100% das famílias, mesmo aquelas que não são contempladas pelo Programa Saú da Família. 3 - Programa Saú da Família cobre 41,1% da população do município e mais 62% dos beneficiários do CFC 4 - Publicado em Ago/13 Decreto com regras condicionalida saú no Programa CFC 2 - Meta auditada pela CGM 3 - Segundo o IPLAN, os sistemas ainda estão se preparando para a integração 1 - Sistema vinculado a PMI que foi publicada recentemente do projeto do sau inteligente 2 - Trata-se criar e operacionalizar um indicador qualida e esperança vida da população 3 - Metodologia em discussão com o IPP 4 - Criação dos protocolos das res prioritárias internações e atenção primaria em andamento 1 - Previsão implantação do ponto biométrico para o 3o. trimestre 2 - Sistema a ser usado foi finido e aprovado pelo IPLAN e será facial 3 - Pregão realizado mas suspenso vido a diligenciamento do TCMRJ 1 - Metodologia cálculo finida com CVL e CGM 2 - Dados fornecidos pela CGM 3 - Em JUN/13 a relação emergência/pregão foi 37,6% C Reduzir para 13% a taxa abandono tratamento tuberculose em SMS / SINAN % , Dados provisórios 3 - Em JUN/13 a taxa abandono tratamento foi 13,98% E Reduzir em pelo menos 25% até 2016 o tempo espera nas emergências municipais (CORE), tendo como referência o ano 2011 E Atingir o tempo aquado espera para 90 % das consultas médicas eletivas, por tipo consulta*, até 2016, tendo como referência o ano 2012 SMS % SMS % Meta superada em 2012 com a implantação do CER (unidas Ilha, Centro, Barra e Miguel Couto) 1 - Esta meta será incluída nos Acordos Resultados Novo sistema medição e monitoramento será instalado em 2013 para início das operações em 2014.

4 SME E Obter uma nota média entre as escolas públicas municipais igual ou superior a 5,7 para os anos iniciais do IDEB em 2013 MEC/ INEP/ IDEB Nota Acadêmica 5,1 5, Resultados IDEB/13 programados para JUL/ Devido ao aumento investimentos e ao bom senvolvimento dos indicadores, esperamse resultados positivos no IDEB 2013 E Obter uma nota média entre as escolas públicas municipais igual ou superior a 4,5 para os anos finais do IDEB em 2013 MEC/ INEP/ IDEB Nota Acadêmica 3,6 4, Resultados IDEB/13 programados para JUL/ Devido ao aumento investimentos e ao bom senvolvimento dos indicadores, esperamse resultados positivos no IDEB 2013 E Garantir que, pelo menos, 90% das crianças com 7 anos ida ao final do ano 2013 estejam alfabetizadas MEC /INEP % Resultados programados para o final do ano E Reduzir para menos 5% a taxa analfabetismo funcional entre os alunos do 4º ao 6º ano em 2013 IAS/ Avaliação % Resultados programados para o final do ano E Ter pelo menos 35% dos alunos da re municipal em tempo integral até 2016 E Garantir que 95% dos alunos da re municipal se formem no 2º segmento até os 16 anos em 2013 SME Nota SME % 92, Publicado o aviso licitação para construção das primeiras 109 unidas das 250 escolas que serão executadas até Planejamento da SME, aprovado pelo Prefeito, foi elaborado com base em estudos manda por ensino público. 2 - Resultados programados para o final do ano E Criar novas vagas para educação infantil em 2013 SME Un Concluídos 16 novos EDIs, corresponndo a mais 3200 vagas. C Aumentar a nota média dos alunos em língua inglesa para igual ou superior a 6,5, ampliando para 87% os alunos atendidos pelo Programa Rio Criança Global SME Nota Acadêmica 6,1 6, Resultados programados para o final do ano C Reduzir para 10% os alunos com necessida TRA (tratamento restaurador atraumático) participantes do Programa Saú nas Escolas. SME/SMS % Resultados não informados pela SME 3 - SME informa que solicitará a revisão da metodologia e da redação ssa meta

5 SEOP E Atenr via on-line 100% todas as solicitações emissão alvará para atividas baixo impacto ambiental e baixo risco sanitário a partir julho 2013 SMF / CLF % 75, ,2 2 - Meta auditada pela CGM 3 - No mês junho o realizado foi 86,2 4 - Valores oficiais acumulados serão apurados a partir jul/2013 E Garantir que 90% todas as solicitações emissão Alvará (on-line e off-line) para atividas baixo impacto ambiental e baixo risco sanitário sejam atendidas em até 3 dias SMF / CLF % 68, ,7 2 - Meta auditada pela CGM C Disponibilizar para o cidadão consulta web sobre a situação dos Alvarás Funcionamento emitidos pela Prefeitura para os estabelecimentos comerciais, acordo com as informações contidas no SINAE, até 12/2013 SMF / CLF Nota Em 31 julho a SEOP apresentou o sistema funcionando C Aumentar em 20 pontos percentuais o grau satisfação do atendimento através da central 1746 C Chegar em até 30 minutos em 80% dos serviços solicitados a Central 1746 para 3 serviços da GM (Fiscalização Estacionamento Irregular, Balizamento Trânsito e Desobstrução via) a partir agosto/2013. Até julho/ 2013 em até 3 h % 42, , % ,7 1 - Meta vistoriada pela Central Serviços monitorados: fiscalização veiculo estacionado sobre via pública; 3 - sobre calçada, sob placa proibido estacionar, em frente portão garagem; 4 - em vagas para pessoas com ficiência e sobre a ciclovia 5 - A SEOP informa um plano ação com o objetivo alcançar a meta: aumentar o efetivo habilitado a multar,+ 3% em 07 e +10% em 08; 6 - rever o processo atendimento; e rever periodicamente os scripts, são exemplos ações a serem tomadas 2 - Meta vistoriada pela Central Valor informado pela SEOP, e a espera validação pelo 1746 C Chegar em até 20 minutos em 90% dos serviços solicitados a GM pela Central 1746 nas áreas UOPs a partir abril/ e GM % 84, ,3 2 - Meta vistoriada pela Central Valor informado pela SEOP E Implementar Piloto Ornamento Global na Gran Tijuca SEOP / GM Nota Guardas Municipais em capacitação. Nota 8 requer a implantação do Piloto. Projeto com previsão implantação em Nov/13.

6 E Implantar o Sistema Ornamento para o Turista no Corcovado, Pão Açucar e Rodoviária (UOP.TUR) C Atenr 90% dos serviços solicitados a Central 1746 para o subtipo "Remoção veículo abandonado", em até 15 dias a partir abril 2013 SEOP Nota SEOP % ,4 1 - A SEOP informa que o projeto está na fase diagnóstico dos 5 maiores problemas existentes 2 - As próximas etapas: análise do problema,; resposta e plano ação; e avaliação, monitoramento e controle. 3 - Nota 8 requer implantação no Corcovado, Pão Açúcar e Rodoviária. Projeto em atraso. 2 - Em junho foram 510 atendimentos, todos realizados ntro do prazo

7 SMDS C Manter, em 2013, 225 mil famílias pobres e extremamente pobres incluídas no Programa Bolsa Família, tendo como referência o ano SIBEC/ MDS CEF - Milhares Em JUN/ mil famílias estavam cadastradas no Programa Bolsa Família C Implantar, em 2013, o Projeto Piloto do Programa Amor Mãe, no âmbito das Escolas do Amanhã (1a etapa prevista no Decreto /2013) C Reduzir para 11%, em 2013, o percentual beneficiários do CFC com benefício bloqueado por scumprimento das condicionalidas estabelecidas pelo programa, tendo como referência o ano SMDS Nota SMDS % , Marco para a Nota 2 - Projeto Piloto aprovado pelo Secretário em JUL/ Bloqueios realizados pela SME em FEV, SET e DEZ. C Aumentar para 438 mil, em 2013, o número famílias cadastradas no Cadastro Único Programas Sociais, tendo como referência o ano CADUNICO MDS - Milhares Meta alcançada em JUN/13 C Desenvolver, em 2013, o Sistema Família Carioca em Casa para acompanhamento socioassistencial domiciliar dos beneficiários do Cartão Família Carioca. SMDS IPLANRIO Nota Marco para a nota 2 (lista requisitos funcionais aprovada pela SUBPSB) alcançado em JUL/13 E Mobilizar, em 2013, 45 mil famílias beneficiárias do Cartão Família Carioca, habitantes áreas cobertas pelo Programa Saú da Família, para o acompanhamento das condicionalidas saú do Programa. SMDS - Milhares Trabalhos previstos para iniciar em Ago/13 E Reduzir em pelo menos 50% a população carioca abaixo da linha pobreza mais alta da 1ª Meta do Milênio da ONU até o final 2015, tendo como referência o ano 2007 IBGE/FGV % 4, Com o lançamento do Cartão Família Carioca em 2010, a meta já foi alcançada. E Reduzir em pelo menos 100% a pobreza na população beneficiária do Bolsa Família Feral e do Cartão Família Carioca até o final 2016, tendo como referência o ano 2010 E Atingir 60% cobertura atenção em saú mental (Centros Atenção Psicossocial e Residências Terapêuticas) até 2016, priorizando a atenção ao usuário infantil álcool e crack MDS/FGV % 4, SMDS % Com o lançamento do Cartão Família Carioca em 2010, há a hipótese a meta ter sido alcançada. 2 - Número em estudo. 1 - Projeto em discussão na Secretaria Saú e na Secretaria Desenvolvimento Social

8 SMTR E Reduzir em 48% o tempo médio slocamento dos ônibus na TransOeste + avaliação da qualida do serviço + garantir o início da operação da linha Santa Cruz/ Campo Gran via Av. Cesário Melo e da nova linha partindo da estação Mato Alto direção Alvorada SMTR % ,3 E Reduzir em 20% o tempo médio slocamento dos BRS CET-RIO % 14, , Meta auditada pela CGM E Reduzir a taxa vítimas em acintes em, pelo menos 11% até 2013, tendo como referência o ano 2008 CET-Rio (Detran/ISP) Un. 867,91 772,44 321,85 316, Dados acumulados até Mai/ Projeção indica que a meta para 2016 do Planejamento Estratégico (770,1) porá ser alcançada já em 2013 E Integrar o sistema tarifário do Bilhete Único Carioca- BUC ao Metrô as Barcas e parte do STPL E Mornizar a frota ônibus urbano forma que 5% das viagens sejam realizadas em ônibus com ar condicionado e motor EURO 5 E Garantir que 5% dos táxis estarão ntro dos padrões qualida exigidos pelo Novo Código Disciplinar do Sistema Táxis C Realizar no mínimo 90% dos serviços solicitados a Central 1746 ntro dos prazos atendimento solicitados, em SMTR Nota SMTR % 5 2 2,46 SMTR Nota % ,8 1 - Molo prévio, integração tarifária apresentado em Junho 2 - Molo em revisão 2 - Ônibus da Transoeste e os do BRS já neste padrão 2 - A SMTR informa que foi criado Grupo Trabalho para elaborar o Código. Minuta concluída em Jul/ Meta vistoriada pela Central Em JUN/13 foram realizados 367 atendimentos, todos ntro do prazo (100%) E Elaborar o Plano Operacional e Implantação e os Termos Comprobatórios Aquisição Veículos do Transcarioca SMTR Nota O Plano Operacional e Implantação foi elaborado C Iniciar a operação das linhas SPTL em 2013 SMTR Nota Licitação dos 7 lotes do STPL homologada em 24/MAI. Duas linhas na AP2.1 Rocinha- Vidigal iniciaram operação em 18/MAI 2 - Todos os contratos foram assinados conforma publicação no DO 06/03/ A SMTR informa que o cronograma implantação das novas linhas está em revisão

9 E Alcançar 60% dos usuários transporte público no Município do Rio Janeiro que usam pelo menos um meio transporte alta capacida (trem, metrô, ou Ligeirão) até 2016 SMTR % Meta pactuada em marcos implantação dos transportes em massa (BRTs)

10 SMAC E Alcançar 1100 ha áreas reflorestadas, garantindo o manejo 2000 ha áreas já implantadas E Ampliar a malha cicloviária da Cida, alcançando 330 km em SMAC Un ,43 SMAC Km ,82 C Reduzir o prazo resposta da primeira etapa análise 90% dos processos relativos ao licenciamento ambiental C Garantir que 95% dos pedidos licença dos projetos gran porte relacionados à Copa 2014 e Olimpíadas 2016, inclusive empreeendimentos hoteleiros, sejam analisados em até 10 dias úteis C Elaborar 2 Planos Manejo s Conservação Proteção Integral SMAC Un SMAC % SMAC Un A SMAC apresenta resultados nesta meta somente a partir do mês abril 2 - De abril (79,82%) a junho (87,23%) os valores alcançados mensalmente vem aumentando 3 - A SMAC informa que estão sendo implementados ajustes para a melhoria do resultado da meta 4 - Meta auditada pela CGM 2 - Até junho/13, 18 processos foram atendidos ntro do prazo 1 - Os planos manejo do Parque Chico Mens e do Bosque da Barra estão sendo elaborados em parceria com a FUNBIO. 2 - A SMAC informa que os planos manejo vem estar concluídos até o fim do ano C Realizar, no mínimo, 90% dos serviços solicitados à Central 1746, ntro dos prazos atendimento terminados, em % ,7 1 - Meta vistoriada pela Central 1746 C Instalar 500 bicicletários SMAC Un Meta superada em abril 2013 E Reduzir em 16% os gases causadores do efeito estufa até o final 2016, tendo como referência o inventário emissões Dados disponíveis apenas após medição em 2016.

11 SMH E Promover, até o final 2013, a contratação 65 mil novas unidas habitação interesse social na cida através parcerias com o setor privado e outras esferas do governo (MCMV) E Reduzir, em pelo menos, 2,6 % as áreas ocupadas por favelas na cida até 2013, tendo como referência o ano 2008 CEF/SMH Un. 56, ,94 64,5 IPP % 2,2 2,6 2,4 2, O Banco do Brasil também passou a contratar MCMV, além da CEF, o que auxilia a meta 2 - O valor realizado refere-se ao informado em Dezembro A medição é feita ao fim do ano com análise ortofotos realizada pelo IPP. E Reduzir em 19% o número famílias que vivem em área alto risco (encostas) em 2013 Geo-Rio / SMH % ,25 17, Aguardando aprovação da CEF para licitação das obras (fase final análise) E Realizar as obras urbanização e concluir os marcos do Programa Morar Carioca em 2013, conforme cronograma específico (em anexo) C Realizar as obras urbanização e concluir os marcos do Programa Morar carioca no Complexo da Penha em 2013, conforme cronograma específico (em anexo) C Construir 15 EDIs conforme cronograma específico (em anexo) SMH Nota SMH Nota SMH Un Marcos do cronograma proposto com atrasos 1 - A SMH informa que verá alcançar a meta, talvez até com nota Já entregues os EDIs SOEICON, Elisa Maria, Nova Brasilia, Rio das Pedras, Morro da Coroa e Complexo da Penha I e II

12 SMC C Elaborar diagnóstico da situação dos espaços culturais da SMC e os respectivos projetos revitalização. E Expandir e diversificar a oferta cultural da cida por meio do Programa Fomento à Produção Cultural Carioca e da Lei Municipal Incentivo à Cultura. C Implantar um novo molo gestão nos espaços culturais da SMC. C Implantar o programa Cultura Viva, em parceria com o MinC, modo a apoiar pontos cultura e pontões cultura na cida. SMC Un SMC Un SMC Un SMC Un espaços já finidos para revitalização 2 - Formada equipe para avaliação da situação atual espaços culturais 1 - Elaborado sistema inscrição e aberto edital em Abril Previsão publicação do resultado final para Out/ Definido novo molo gestão e espaços culturais 2 - Conclusão estudos viabilida programados para Nov/ Revitalização e aquação do convênio junto ao Minc 2 - Edital está planejado para ser aberto em Set/2013 C Capacitar artistas, técnicos e produtores culturais. SMC Un Foram realizados dois programas treinamento para 300 pessoas, on foram formadas 272 e 279 em cada 2 - Serão realizados mais dois treinamentos para 300 pessoas cada até o final do ano C Realizar o levantamento indicadores culturais da cida e iniciar a elaboração do Plano Municipal Cultura. E Dobrar a frequência nos equipamentos municipais cultura até 2016, tendo como referência o ano 2011 E Consolidar a região do Porto Maravilha como local fomento à cultura, através da promoção pelo menos 15 importantes iniciativas culturais até 2016 SMC Nota Constituído Conselho Municipal Cultura 2 - O Plano Nacional Cultura foi instituído pela Lei Feral / II Conferência Municipal Cultura está agendada para os próximos dias 5 e 6 Agosto 1 - Com a inauguração do MAR, atendimentos tiveram incremento significativo em Dados ainda não disponíveis 1 - Inauguração do MAR em mar/ Uso do galpão da Gamboa ainda não finido

13 SMO E Implantar o trecho Barra - Penha da Transcarioca em SMO Nota Obras com alguns atrasos cronograma que pom comprometer a entrega do trecho completo em Dez/13 C Realizar as sapropriações para atenr o cronograma obras da Transcarioca em 2013 SMO / PGM / CVL Nota Dados informados pela PGM e validados junto ao EGP 2 - Dos 69 processos (Nota 10 - meta JUL/13), 60 estão resolvidos. 9 Penntes: (PGM:2, CVL:6, SMO:1) 3 - Dos 212 processos (Nota 10 - SET/13), 143 estão resolvidos. 79 Penntes (PGM:52, CVL:5, SMO:12) E Concluir as obras dos trechos Estr. da Pedra/Rua Felipe Cardoso e Av. Cesário Melo (lote 4 ) e ter os editais dos trechos Terminal Alvorada / Jardim Oceânico (lotes 0 e -1) da Transoeste prontos conforme os prazos finidos em E Preparar os editais para licitação das obras da TransBrasil conforme os prazos finidos. SMO Nota SMO Nota Lotes 0: Licitação aguardando manifestação do TCMRJ 2 - Lote 4: Obras em andamento, porém com atrasos cronograma. Previsão entrega Dez/ Edital publicado em 13/Mai (Nota 8 até 15/Mai) 2 - Edital em análise no TCM E Entregar o Viaduto da Mal nelle datransolímpica em SMO Nota SMO prevê entregar a obra no prazo (31/Dez) E Concluir a licitação das obras do Asfalto Liso a serem implementadas em E Concluir a licitação das obras do Bairro Maravilha a serem implementadas em SMO Nota SMO Nota Nota 8 requer a conclusão da licitação em Dez/ Editais já concluídos 1 - Áreas já finidas, editais em elaboração para as licitações serem realizadas ainda este ano.

14 RIO-URBE C Preparar os editais para licitação das novas Clínicas da Família a serem construídas em C Preparar os editais para licitação das Naves do Conhecimento a serem construídas em 2014 C Preparar os editais para licitação todo o planejamento para a Fábrica Escolas para RIOURBE Nota RIOURBE Nota RIOURBE Nota Serão, ao todo, 61 novas Clínicas, sendo 9 já licitadas e 52 a licitar 2 - Para 2014 serão feitas 20 das 25 clínicas programadas, sendo 8 licitadas e 12 em projeto (das quais 4 aguardando validação da SMS) 3 - Para das 26 clínicas programadas, todas em fase projeto 4 - Para das 11 clínicas programadas, todas em fase projeto 5 - Marcos para as notas 4 (planejamento) e 6 (finição dos terrenos) já alcançados em JUN/ Em reunião com a CVL em 25/06 foram finidas 10 naves prioritárias 2 - Projeto executivo e básico das naves em andamento 3 - Marcos para as notas 4 (planejamento) e 6 (finição dos terrenos) já alcançados em JUN/ Áreas já aprovadas pelo Prefeito 2 - SME solicitou priorida para 2 áreas da Zona Oeste (9 escolas) 3 - Projetos básicos em senvolvimento 4 - Marcos para as notas 2 (cálculo do déficit), 4 (planejamento) e 6 (finição dos terrenos) já alcançados em JUN/13 C Concluir em 2013, os EDIs que estão em andamento. RIOURBE Un Nenhuma EDI concluída

15 RIO-ÁGUAS C Executar as obras macrodrenagem referentes ao Lote 1 da Bacia Jacarepaguá segundo os marcos finidos pelo cronograma obras em E Saneamento AP5 - Entregar relatório final com as bases georreferenciadas das áreas não elegíveis (aprovado pelo Presinte com os atos publicados) em 2013 E Saneamento AP5 - Elaborar edital e contratar apoio técnico-operacional em 2013 C Concluir as obras controle enchentes do Canal do Mangue em 2013 RIOAGUAS Nota RIOAGUAS Nota RIOAGUAS Nota RIOAGUAS Nota Obras seguindo o cronograma elaborado para cada curso d água da macrodrenagem Jacarepaguá 2 - Previsão entrega em DEZ/ Minuta da 1ª portaria encaminhada à CVL em 28/ Apesar já estar em processo licitação, meta não verá ser cumprida. Nota 8 requer dar início ao contrato até SET/ Reservatório da Praça da Banira e ságue do Rio Trapicheiros com obras bem adiantadas 2 - Reservatórios Praça Niterói e Praça Varnhagen em execução nos estágios iniciais 3 - Desvio do Rio Joana - Túnel m executados 4 - Reservatórios do Alto Grajaú e Extra Heitor Beltrão não iniciados 5 - Obras retomadas após paralisação pelo Min. Público por corte árvores 6 - Nota 4 requer concluir Pça da Banira até AGO/13 e todos os reservatórios até FEV/ Rio-Águas solicita repactuação ssa meta em virtu externalidas que inviabilizaram seu cumprimento

16 GEO-RIO C Reduzir em 19% o número famílias que vivem em área alto risco (encostas) em 2013 GEORIO / SMH % ,5 17, GEO RIO informa que as licitações referentes às obras contenção encostas ainda não foram autorizadas pela CEF 3 - A GEORIO prevê que as licitações ocorram ago/2013 C Manter o Índice Operacionalida do Sistema Alerta-Rio em 99 % em 2013 GPE/DEP/GEO- RIO % , Índice operacionalida estabilizado acima 99,8% C Realizar 95% das vistorias oriundas solicitações feitas pela Subsecretaria Defesa Civil em 2013, reduzindo para 43 dias o tempo resposta com laudo elaborado. C Elaborar mapeamento risco para 15% dos Maciços da Pedra Branca e Mendanha e das Ilhas do Governador e Paquetá em 2013, prioritariamente em áreas mais ansadas. C Executar 10 % das obras implantação do via paralela ao Elevado do Joá acordo com os marcos do cronograma preliminar apresentado no anexo 2. DFL/GEO-RIO % ,8 DEP/GEO-RIO Nota DOC/GEO-RIO Nota Meta monitorada pela CGM 2 - Até JUN/13 foram respondidas das solicitações recebidas 3 - Meta com tendência queda 1 - GEO-Rio informa que os recursos para o mapeamento ainda não foram liberados 2 - O que torna praticamente impossível atingir essa meta ainda que os recursos sejam liberados imediatamente 1 - Licitação publicada em 29/05 e adiada por diligência do TCMRJ. GEO-RIO está responndo aos questionamentos 2 - Licenciamento ambiental junto ao INEA em andamento

17 SMF E Atingir os valores receita tributária (excluindo o Imposto Sobre a Renda e Proventos) previstos na LOA CGM (RREO Anexo III) R$ Milhão Em Jun/2013 foram executados mais R$614 mil previstos na LOA C Aumento da quantida contribuintes autorizados a emitir Nota Fiscal Eletrônica Sistema NFSe Un , Em Jun/ novos contribuintes foram autorizados a emitir Nota Fiscal Eletrônica C Aumentar o número CPFs cadastrados no sistema Notas Fiscais eletrônicas. Relatório da NFSe Un , Em Jun/2013 mais CPFs foram cadastrados no sistema Nota Fiscal Eletrônica 2 - Meta superada em Junho 2013 C Receita Financeira da Administração Direta (fontes 100 a 199) Relatório da F/STM % 100, ,6 1 - Iniciada tendência queda na meta, visto o aumento da SELIC nos últimos meses 2 - O aumento da SELIC nos últimos meses e a expectativa mais aumentos po inviabilizar o cumprimento da meta C Mornização do Sistema Fiscal e Tributário medido pela quantida funcionalidas (telas) do contrato com a Unisys homologadas pelo usuário Relatório da SUBTF /Iplanrio Un Em Jun/2013 foram contratadas mais 37 telas 2 - O órgão aponta mudança estratégia que porá ter resultado até final Julho 3 - Apesar ter aumentado significativamente o ritmo contratação, ainda não é suficiente para a meta ser alcançada C Manter o grau satisfação do atendimento através do 1746 em 90% (IPTU e Nota Carioca) 1746 % ,3 1 - Em Jun/2013 o índice satisfação da SMF em IPTU e Nota Carioca foi 86,6% 2 - Este índice se encontra abaixo do esperado para a meta. Todos os meses até agora apresentaram índices abaixo do esperado Relatório C Asão a um valor 400 milhões no REFIS da SMF R$ Milhão ,3 1 - Em Jun/2013 houve asão mais R$401,6 milhões ao REFIS 2 - O envio processos para asão foi finalizado em Maio/2013. Era esperado que o número aumentasse nos meses Junho e Julho 3 - Meta superada em Jun/2013 E Manter a capacida investimento da Prefeitura em uma média 15% do orçamento total entre 2012 e , Meta já alcançada - Resultado 16.99%

18 CASA CIVIL C Garantir o início das obras do VLT e a Concessão dos Estacionamentos Públicos E Aumentar o número atendimentos do 1746 por ano para 2,3 milhões atendimentos em 2013, aumentando para 82% os serviços entregues classificados como satisfeito/muito satisfeito em pesquisa opinião C Realizar as sapropriações para atenr o cronograma obras da Transcarioca em 2013 CVL Un , % ,3 CVL/SMO/PGM Nota Contrato da PPP do VLT assinado em 13/06, início das obras previsto para Setembro 2 - PMI Estacionamentos lançada em JUN. Entrega propostas até JUL 3 - Assinatura do contrato Estacionamentos prevista para Dez/2013. SubPPP aponta dificulda no cumprimento sta entrega 1 - Em Jun/2013 o resultado mensal foi 74,5%. Apesar da evolução ao longo do ano, o resultado ainda está abaixo da média esperada. 1 - Dados informados pela PGM 2 - Dos 69 processos (meta 07/2013), 60 estão resolvidos. 9 Penntes: (PGM:2, CVL:6, SMO:1) 3 - Dos 222 processos (meta 09/2013), 143 estão resolvidos. 79 Penntes (PGM:52, CVL:5, SMO:12) C Arrecadar R$ 95 milhões receita patrimonial R$ Milhão 123, ,8 1 - Em Jun/2013 foram arrecadados mais R$7,4 milhões em Receita Patrimonial E Garantir a implementação da Gestão Alto Desempenho em 2013 CVL Un Aprovada Lei criação cargos na ALERJ, concurso será realizado em outubro. 2 - Reunião Gente com 7 órgãos top realizada líres promovidos até Jun/ Empresa contratada para seleção novos Líres Cariocas C Rever os processos para melhoria da gestão do Saneamento na RioÁguas em 2013 Un Big Data - Definição do quadro pessoal e do molo funcionamento da estrutura: Dec /JUN 2 - Esgotamento sanitário da AP5: em andamento 3 - Outra área da Prefeitura: Em andamento (possivelmente será Rio Saú) 4 - Execução dos processos senhados entre SET e DEZ" em andamento, início em SET

19 E Reduzir em até 10% o valor real unitário aquisições das principais famílias compras (serviços e insumos) até 2016, tendo como referência o ano 2012 E Aumentar o número atendimentos do 1746 por ano para 2,3 milhões atendimentos em 2013, aumentando para 82% os serviços entregues classificados como satisfeito/muito satisfeito em pesquisa opinião (1) SMA/CVL/CGM Nota Un. 1,6 2,3 1,2 1, Aguardando licitação da CVL p/ consultoria externa. Previsão contratação para Out/ Em Jun/2013 foram atendidos mais 194 mil pedidos na central 1746

20 IPP E Implantação do programa UPP Social em novas áreas com UPP instaladas até 31/10/2013, num prazo máximo 2 meses C Calcular e informar mensalmente no sistema do EGM os valores realizados 40 metas dos Acordos Resultados 2013 finidas pela CVL C Geração ortofotos do Município (base: 2013), intificação e medição da variação das áreas favelas C Atualizar cadastro ruas e calçadas 90% dos logradouros da AP-5, tendo como base o CadLog gerado pelo IPP IPP % CVL Un IPP Nota % Meta será refinida pois o molo UPP Social está em revisão 1-46 metas sendo acompanhadas por duas equipes e resultados preliminares estão sendo discutidos com a equipe EGM 2 - O IPP informa que à partir do mês agosto (dados julho) será possível validar os dados no sistema EGM. 1 - Fotos brutas já se encontram no IPP. Próxima fase será realização validação geometria e equalização com molduras p/ Set/ Licitação para seleção da empresa que fará a atualização ainda não foi concluída (SECONSERVA) C Implantar Sistema Georeferenciamento Praças FPJ Un Agendamento para Apresentação versão do Aplicativo final para FPJ para o dia 18/ Agendamento Treinamento para servidores da FPJ responsáveis pela alimentação do sistema, para o dia 22/07

TRILHA DO CONHECIMENTO Governo Estadual & Municipal

TRILHA DO CONHECIMENTO Governo Estadual & Municipal TRILHA DO CONHECIMENTO Governo Estadual & Municipal SISTEMA MUNICIPAL DE INFORMAÇÕES URBANAS (SIURB) Luiz Roberto Arueira da Silva Diretor da Diretoria de Informações da Cidade Instituto Pereira Passos

Leia mais

PPA Plano Plurianual (2010-2013) / Plano Estratégico (2009-2012) / Acordo de Resultados

PPA Plano Plurianual (2010-2013) / Plano Estratégico (2009-2012) / Acordo de Resultados PPA Plano Plurianual (2010-2013) / Plano Estratégico (2009-2012) / Acordo de Resultados Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos No dia 31 de agosto de 2009, o prefeito Eduardo Paes encaminhou

Leia mais

DECRETO Nº 38879 DE 2 DE JULHO DE 2014

DECRETO Nº 38879 DE 2 DE JULHO DE 2014 DECRETO Nº 38879 DE 2 DE JULHO DE 2014 Dispõe sobre o Sistema Municipal de Informações Urbanas de que trata a Lei Complementar nº 111, de 01 de fevereiro de 2011. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO,

Leia mais

Secretária: Maria Madalena Saint Martin

Secretária: Maria Madalena Saint Martin Secretária: Maria Madalena Saint Martin Elaboração e Aprovação do Novo Plano Diretor Lei Complementar 111/2011 A ocupação urbana é condicionada à preservação dos maciços e morros; das florestas e demais

Leia mais

Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Plano do Legado da Cidade para Copa 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Visão Os Jogos Olímpicos devem servir àcidade. Mais do que organizar o evento em si, queremos tornar o Rio um lugar melhor para

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos

Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos No dia 31 de agosto de 2009, o prefeito Eduardo Paes encaminhou à Câmara Municipal o projeto do Plano Plurianual de Ação (PPA), o instrumento de planejamento

Leia mais

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU

Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade. Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Planejamento Urbano e a Dinâmica da Cidade Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria de Urbanismo - SMU Dinâmica do Licenciamento Evolução da Área Licenciada 1980-2011 5,3 mil Evolução da Área

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

Operação Urbana Porto Maravilha

Operação Urbana Porto Maravilha Operação Urbana Porto Maravilha AGENDA 1. VISÃO GERAL DO PROJETO PORTO MARAVILHA 2. MODELAGEM FINANCEIRA 1. ARCABOUÇO JURÍDICO 2. ESTUDOS TÉCNICOS 3. MODELAGEM DA PPP 4. RECEITAS X DESPESAS 5. LEILÃO DOS

Leia mais

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE

DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE PLANO ESTRATÉGICO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO 2009/2012 e 2013/2016 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE Reduzir a emissão de gases do efeito estufa em 16% até 2016 (em relação ao inventário de 2005); Conservar

Leia mais

BPMS Business Process Management Systems

BPMS Business Process Management Systems BPMS Business Process Management Systems Perspectivas e benefícios em processos no governo II Colóquio Internacional 28-07-2005 La Sociedad de la Información em Perspectiva Comparada: Las Americas y Europa

Leia mais

O Quadro de Desigualdades Habitacionais e o Saneamento no Rio de Janeiro

O Quadro de Desigualdades Habitacionais e o Saneamento no Rio de Janeiro OBSERVATÓRIO DAS METRÓPOLES, AÇÃO URBANA E FUNDAÇÃO BENTO RUBIÃO PROGRAMA DE FORMAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS E O DIREITO À CIDADE O Quadro de Desigualdades Habitacionais e o Saneamento no Rio de Janeiro Ana

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro

BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro Richele Cabral 1 ; Eunice Horácio S. B. Teixeira 1 ; Milena S. Borges 1 ; Miguel Ângelo A. F. de Paula 1 ; Pedro Paulo S.

Leia mais

Orçamento Anual. Parque Lage Lage Park - Foto: Alexandre Macieira Riotur Licença Todos os direitos reservados a Ascom Riotur

Orçamento Anual. Parque Lage Lage Park - Foto: Alexandre Macieira Riotur Licença Todos os direitos reservados a Ascom Riotur Orçamento Anual Anexo VII: Consolidação dos Quadros Orçamentários Atualização dos Anexos da Lei n.º 5.494 de 24 de julho de 2012 Anexo VIII: Metas Fiscais Anexo IX: Riscos Fiscais Parque Lage Lage Park

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS APRESENTAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE ALEXANDRE PINTO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE JULHO/2011 UMA BREVE APRESENTAÇÃO... A Secretaria Municipal de Obras é uma das pastas mais importantes da Prefeitura. Toda execução

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica PORTO MARAVILHA Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Oceano Atlântico Maracanã 5 km Aeroporto Santos Dumont 2 km Corcovado 7 km Copacabana 8 km Pão de Açúcar 6 km Perímetro Porto

Leia mais

Programa de Metas 2013-2016. PPA 2014-2017 e LOA 2014

Programa de Metas 2013-2016. PPA 2014-2017 e LOA 2014 Descrição do Projeto Inserir aproximadamente 280 mil famílias com renda até meio salário mínimo no Cadastro Único para atingir 773 mil famílias cadastradas Beneficiar 228 mil novas famílias com. o Programa

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS: FINANCIAMENTO

CAPTAÇÃO DE RECURSOS: FINANCIAMENTO CAPTAÇÃO DE RECURSOS: FINANCIAMENTO Marco regulatório Financiamento para o setor público marco regulatório O crédito para o setor público é regulado pela Resolução BACEN nº 2.827. Há duas formas de operar

Leia mais

PNAFM RIO. Reunião Comitê Gestor do PNAFM Fase 2 São Paulo, 09 e 10 de maio de 2013. Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria da Casa Civil

PNAFM RIO. Reunião Comitê Gestor do PNAFM Fase 2 São Paulo, 09 e 10 de maio de 2013. Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria da Casa Civil PNAFM RIO Reunião Comitê Gestor do PNAFM Fase 2 São Paulo, 09 e 10 de maio de 2013 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria da Casa Civil PAUTA 1. VISÃO GERAL PNAFM-RIO 2. PRODUTOS - RESULTADOS 3. SITUAÇÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 01/2011 - SMDS O Município de Canoas, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, torna público o presente e convida os interessados e as interessadas a apresentar

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO GABINETE DO PREFEITO O Plano de Metas é um instrumento de gestão que orienta a Prefeitura na direção de uma cidade sustentável e oferece aos cidadãos e à imprensa um mecanismo para avaliar os compromissos

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI - PETI Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do governo para que adotem medidas

Leia mais

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso Como se Tornar um Município Amigo do Idoso Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso 2 3 GERALDO ALCKMIN Governador do Estado de São Paulo ROGERIO HAMAM Secretário de Estado de Desenvolvimento

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PLANO PLURIANUAL 2010 / 2013 INICIATIVAS ESTRATÉGICAS

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PLANO PLURIANUAL 2010 / 2013 INICIATIVAS ESTRATÉGICAS Área de Resultado Saúde Educação Ordem Pública Emprego e Renda Infraestrutura Urbana Meio Ambiente Transporte Cultura, Esporte e Lazer Assist. Social Gestão e Fin. Públicas Iniciativas Estratégicas Saúde

Leia mais

Mobilidade Carioca. BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade

Mobilidade Carioca. BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade Mobilidade Carioca Mobilidade Carioca BRTs e a rede integrada de transportes de alta capacidade da cidade Rede de Transporte em 2010 trem metrô Rede de Transporte em 2012 trem metrô BRT Rede de Transporte

Leia mais

DECRETO Nº 1358, DE 08 DE JUNHO DE 2015 D E C R E T A: DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DECRETO Nº 1358, DE 08 DE JUNHO DE 2015 D E C R E T A: DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 1358, DE 08 DE JUNHO DE 2015 Regulamenta a Lei 9.499, de 26 de novembro de 2014, que instituiu o Programa Nota GYN, no Município de Goiânia e dispôs sobre a geração e

Leia mais

QUAIS INSTRUMENTOS SÃO USADOS NO MONITORAMENTO DE PROGRAMAS SOCIAIS?

QUAIS INSTRUMENTOS SÃO USADOS NO MONITORAMENTO DE PROGRAMAS SOCIAIS? COMO SE FAZ NO BRASIL: PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DE MONITORAMENTO DE PROGRAMAS SOCIAIS COMO SE FAZ O MONITORAMENTO? O monitoramento de programas envolve as seguintes etapas:» 1ª etapa: Coleta regular de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012 Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Marcelo Cintra do Amaral 20 de novembro de 2012 Roteiro da apresentação: Contexto do PlanMob-BH: prognóstico, caráter de plano diretor, etapas

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AOS ESTUDANTES EDITAL Nº 001/2015

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AOS ESTUDANTES EDITAL Nº 001/2015 POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFBA PROGRAMA DE ASSITÊNCIA E APOIO AOS ESTUDANTES EDITAL Nº 001/2015 1. ABERTURA O Diretor Geral do IFBA Campus Jacobina, no uso de suas atribuições, faz saber que,

Leia mais

PORTARIA N Nº 052 DE 05 DE MAIO DE 2008.

PORTARIA N Nº 052 DE 05 DE MAIO DE 2008. PORTARIA N Nº 052 DE 05 DE MAIO DE 2008. Dispõe sobre os procedimentos para formalização de demandas relacionadas a Tecnologia de Informação e Comunicação à Empresa Municipal de Informática S/A IPLANRIO.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA RIO EM DADOS

TERMO DE REFERÊNCIA RIO EM DADOS TERMO DE REFERÊNCIA RIO EM DADOS 1. INTRODUÇÃO O Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos pretende contratar instituição de pesquisa com a finalidade de produção de análises estatísticas e econômicas

Leia mais

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto Secretaria Municipal de Obras secretário Alexandre Pinto Investimentos recordes e precisos Obras em andamento R$ 5,5 bilhões Obras em licitação R$ 2 bilhões Obras a licitar R$ 190 milhões R$ 8,1 bilhões

Leia mais

ANEXO 2 SISTEMAS DE MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO

ANEXO 2 SISTEMAS DE MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO ANEXO 2 SISTEMAS DE MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO INDICADORES DE DESEMPENHO A avaliação sempenho da Concessionária será mensurada exclusivamente segundo critérios objetivos e transparentes, conforme o Sistema

Leia mais

SITUAÇÃO AOS 100 DIAS DE GOVERNO APRESENTADO NA FEDERASUL EM ABRIL DE 2005

SITUAÇÃO AOS 100 DIAS DE GOVERNO APRESENTADO NA FEDERASUL EM ABRIL DE 2005 NOVO MODELO DE GESTÃO 1 ANO DE GOVERNO SITUAÇÃO AOS 100 DIAS DE GOVERNO APRESENTADO NA FEDERASUL EM ABRIL DE 2005 DIAGNÓSTICO POSIÇÃO EM 31/12/2004 Dívidas de curto prazo 175,8 MILHÕES Disponibilidades

Leia mais

TRILHA DE CAPACITAÇÃO CONTRATOS E MEDIÇÕES

TRILHA DE CAPACITAÇÃO CONTRATOS E MEDIÇÕES Objetivo: introdução à gestão de contratos e medições, visão geral do SMO e suas principais funcionalidades. não há. TRILHA I (Básico) TRILHA II (Intermediário) TRILHA III (Avançado) Objetivo: adquirir

Leia mais

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE OLIMPÍADAS 2016 RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE 1 Principais intervenções previstas para as Olimpíadas: A Infraestrutura urbana Porto Maravilha Projeto de revitalização

Leia mais

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal III Seminário de Gestão e iza Arrecadação Municipal Modernização dos Instrumentos de Arrecadação Fontes de Financiamento para Fazendas Públicas Municipais. Temas abordados no evento: 1. Alternativas de

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014 PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 2030 DE 10/02/2014 DECRETO N. 240/2014 Regulamenta a Lei Complementar n 975/2013 que dispõe sobre a criação do Programa ISS Tecnológico, que institui benefícios

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo IV Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo IV Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo IV Sistema de Avaliação da Qualidade do Serviço de Transporte Coletivo por Ônibus de Porto Alegre ANEXO IV SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Av. Duque de Caxias, 635 Jd. Mazzei II Londrina-PR Fone: (43) 3372-4046 / Fax: (43) 3372-4547 cmdi@londrina.pr.gov.br / cmdi_londrina@yahoo.com.br 7ª CONFERÊNCIA

Leia mais

EDITAL 2013/2014. Programa de Apoio a Projetos Sociais

EDITAL 2013/2014. Programa de Apoio a Projetos Sociais EDITAL 2013/2014 Programa de Apoio a Projetos Sociais Inscrições abertas de 07/05/2012 à 01/07/2012 APRESENTAÇÃO Foi lançada a Seleção de Projetos 2013/2014 do Programa de Apoio a Projetos Sociais pela

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.627, DE 19 DE AGOSTO DE 2013. Define os exemplos de atribuições dos cargos de Arquiteto, Assistente Social, Contador, Enfermeiro, Fonoaudiólogo e Odontólogo, criado pela Lei Complementar

Leia mais

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Gestão Pública: Plano Palhoça 2030 Prefeito Municipal de Palhoça Comitê Executivo de Acompanhamento e Implantação Avaliação de Desempenho

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras BRTs Criado no Brasil e exportado para diversas cidades, tais como Bogotá, Pequim e Johanesburgo,

Leia mais

Município: JOÃO PESSOA / PB

Município: JOÃO PESSOA / PB O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

Plano de Governo: 2013-2016. Índice

Plano de Governo: 2013-2016. Índice Índice 1. Introdução 2. Sumário das Propostas de Governo 3. Visão de Longo-Prazo para a Cidade 4. Objetivos e Princípios de Atuação do Governo 5. Propostas de Governo 5.1. Apresentação 5.2. Educação 5.3.

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

MINUTA DO RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2013 E DIRETRIZES PARA 2014

MINUTA DO RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2013 E DIRETRIZES PARA 2014 Edição 5 fevereiro de 2014 CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO MINUTA DO RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2013 E DIRETRIZES PARA 2014 PREFEITO EDUARDO PAES VICE PREFEITO ADILSON NOGUEIRA PIRES CONTROLADOR GERAL

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO LICENCIAMENTO AMBIENTAL BAIXADA DE JACAREPAGUÁ O LICENCIAMENTO AMBIENTAL E AS NOVAS INTERVENÇÕES URBANAS NA BAIXADA DE JACAREPAGUÁ PROJETOS - OS GRANDES EVENTOS O LIC ENC IAM ENT O AMB IENT AL E AS NOV

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROGRAMA DE MUNICIPALIZAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR É com satisfação que a Fundação Procon/SP apresenta o novo Programa de Municipalização que tem como objetivo fortalecer o Sistema Estadual

Leia mais

RELATÓRIO GRI DE SUSTENTABILIDADE DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

RELATÓRIO GRI DE SUSTENTABILIDADE DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO RELATÓRIO GRI DE SUSTENTABILIDADE DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 2011 Elaborado pela Prefeitura do Rio de Janeiro e por Keyassociados. SUMÁRIO MENSAGEM DO PREFEITO... 4 SOBRE O RELATÓRIO...

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

INFORMAÇÃO Nº 0086/2015-GTE 1

INFORMAÇÃO Nº 0086/2015-GTE 1 PROCESSO : CF-2297/2014 INTERESSADO : Confea ASSUNTO : Estudos sobre o PRONATEC ORIGEM : Comissão de Educação e Atribuição Profissional CEAP (Deliberação n 766/2014-CEAP) INFORMAÇÃO Nº 0086/2015-GTE 1

Leia mais

Pergunta 03: A Concessionária deverá manter a distribuição atual das 06 (seis) ÁREAS de IP?

Pergunta 03: A Concessionária deverá manter a distribuição atual das 06 (seis) ÁREAS de IP? À vista dos questionamentos enviados pelos Agentes Empreendedores Autorizados, nos termos do Chamamento Público 01/2013 SES, a Comissão Especial de Avaliação CEA 104/2013 (COMISSÃO) presta esclarecimentos

Leia mais

PORTARIA Nº 754, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010

PORTARIA Nº 754, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 PORTARIA Nº 754, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 Estabelece ações, normas, critérios e procedimentos para o apoio à gestão e execução descentralizadas do Programa Bolsa Família, no âmbito dos municípios, e dá

Leia mais

ENCONTRO ESTADUAL DE PREFEITOS: PERSPECTIVAS DO PAC PARA SERGIPE

ENCONTRO ESTADUAL DE PREFEITOS: PERSPECTIVAS DO PAC PARA SERGIPE ENCONTRO ESTADUAL DE PREFEITOS: PERSPECTIVAS DO PAC PARA SERGIPE INVESTIMENTO, CRESCENDO MAIS QUE O CONSUMO, FOI O GRANDE MOTOR DO CRESCIMENTO 200 190 PIB Consumo das Famílias e Investimento (FBKF) Índice

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL

6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL 6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL O processo de implantação do Plano de Articulação Institucional (PAI) foi objeto de releitura, a partir da emissão do Ofício 02001.009795/2013-60 GABIN/PRESI/IBAMA,

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Administração de Receitas Tributá PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Receitas Tributá Introdução: Com a crescente necessidade de gerar sua própria receita, os Municípios

Leia mais

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Belo Horizonte. Setembro/2013

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Belo Horizonte. Setembro/2013 CodeP1 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede: Belo Horizonte Setembro/2013 Belo Horizonte: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de s CodeP2 Referência Set/13, Distribuição dos

Leia mais

PORTARIA P RIOURBE Nº 307 DE 03 DE SETEMBRO DE 2014.

PORTARIA P RIOURBE Nº 307 DE 03 DE SETEMBRO DE 2014. PORTARIA P RIOURBE Nº 307 DE 03 DE SETEMBRO DE Dispõe sobre o desdobramento das metas estabelecidas no acordo de resultados celebrado entre o Município dorio de Janeiro e a Empresa Municipal de Urbanização

Leia mais

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS PORTO ALEGRE EM AÇÃO É ESPORTE E EDUCAÇÃO O esporte não é educativo a priori, é o educador que precisa fazer dele ao mesmo tempo um objeto e meio

Leia mais

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto

Secretaria Municipal de Obras. secretário Alexandre Pinto Secretaria Municipal de Obras secretário Alexandre Pinto Investimentos recordes e precisos Obras em andamento R$ 5,54 bilhões Obras concluídas 3,48 bilhões Obras em licitação 235 milhões R$ 9,25 bilhões

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03 /2011. x Obras e Instalações Prestação de Serviços INFORMAÇÕES

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03 /2011. x Obras e Instalações Prestação de Serviços INFORMAÇÕES TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03 /2011 Projeto: Cercamento do Parque Estadual da Pedra Branca - PEPB Protocolo nº: 20110725165535111 Assunto: Item: Contratação de serviços de instalação de cercamento visando

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução A proposta de Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes

Leia mais

BENEFÍCIOS E OPORTUNIDADES

BENEFÍCIOS E OPORTUNIDADES BENEFÍCIOS E OPORTUNIDADES BENEFÍCIOS E OPORTUNIDADES CENÁRIO GESTÃO DE ALTO DESEMPENHO O PAPEL DAS PPPs O PORTO CENÁRIO GESTÃO DE ALTO DESEMPENHO CENÁRIO - GESTÃO DE ALTO DESEMPENHO Em 2009, o Rio de

Leia mais

ANEXO VIII SISTEMA DE MENSURAÇÃO DO DESEMPENHO

ANEXO VIII SISTEMA DE MENSURAÇÃO DO DESEMPENHO ANEXO VIII SISTEMA DE MENSURAÇÃO DO DESEMPENHO ANEXO VIII SISTEMA DE MENSURAÇÃO DO DESEMPENHO p. 1 / 19 Sumário Sumário... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ÍNDICE DE CUMPRIMENTO DE MARCOS - ICM... 5 2.1. Procedimento

Leia mais

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas

Realizar pesquisas de satisfação da comunidade frente aos serviços prestados e torná-las públicas PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS FT DE GESTÃO PÚBLICA - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que em 2020 Santa Maria seja um município que preste Serviços de Qualidade a seus cidadãos, com base

Leia mais

Edição 6 - fevereiro de 2015 CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO

Edição 6 - fevereiro de 2015 CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO Edição 6 - fevereiro de 2015 CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE 2014 E DIRETRIZES PARA 2015 Composição CGM PREFEITO EDUARDO PAES VICE - PREFEITO ADILSON NOGUEIRA PIRES CONTROLADOR

Leia mais

XII Congresso Catarinense de Municípios

XII Congresso Catarinense de Municípios XII Congresso Catarinense de Municípios Linha de Financiamento para Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos - BNDES PMAT e BNDES PMAT Automático O que é o PMAT?

Leia mais

http://sma/documentos/csgi/sicop/indicadores.asp

http://sma/documentos/csgi/sicop/indicadores.asp Já estão estão disponíveis no link abaixo os dados do monitoramento do cadastro de processos dos Protocolos centrais dos órgãos, referente ao período de janeiro a setembro de 2007. Com o objetivo de melhorar

Leia mais

DECRETO Nº 38279 DE 29 DE JANEIRO DE 2014

DECRETO Nº 38279 DE 29 DE JANEIRO DE 2014 DECRETO Nº 38279 DE 29 DE JANEIRO DE 2014 Estabelece medidas para o aperfeiçoamento da prestação do Serviço Público de Transporte de Passageiros por Ônibus - SPPO, determina o reajuste tarifário, e dá

Leia mais

Histórico da transferência de renda com condicionalidades no Brasil

Histórico da transferência de renda com condicionalidades no Brasil Brasil População: 184 milhões habitantes Área: 8.514.215,3 km² República Federativa com 3 esferas de governo: Governo Federal, 26 estados, 1 Distrito Federal e 5.565 municípios População pobre: 11 milhões

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA Nº 847/2008 (atualizada até a Resolução de Mesa nº 951, de 3 de novembro de 2009) Regulamenta a

Leia mais

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO Governo Federal libera R$ 1,63 bilhão para implantação do BRT Transbrasil e do VLT do Centro A presidenta Dilma

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

Code-P0. 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede do Rio de Janeiro. Dezembro de 2012

Code-P0. 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede do Rio de Janeiro. Dezembro de 2012 CodeP0 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede do Rio de Janeiro Dezembro de 2012 CodeP1 CODE1 Rio de Janeiro: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de s Referência Nov/12, Distribuição

Leia mais

O BRASIL SEM MISÉRIA NO SEU MUNICÍPIO Município: VITÓRIA DA CONQUISTA / BA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PORTÃO 25/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 25

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMÁTICA, MANUTENÇÃO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMÁTICA, MANUTENÇÃO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMÁTICA, MANUTENÇÃO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA Pelo presente CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, que fazem entre si, de um lado, Câmara Municipal de Victor Graeff, pessoa

Leia mais

INICIATIVAS INSPIRADORAS MOBILIDADE PROGRAMA CALÇADA SEGURA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP

INICIATIVAS INSPIRADORAS MOBILIDADE PROGRAMA CALÇADA SEGURA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP MOBILIDADE INICIATIVAS INSPIRADORAS PROGRAMA CALÇADA SEGURA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP ÍNDICE INTRODUÇÃO PERFIL DA CIDADE AS 7 ETAPAS PARA UMA CIDADE MAIS ACESSÍVEL LEGISLAÇÃO PARCERIAS FORMAÇÃO AÇÃO EDUCATIVA

Leia mais

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Waldir Peres Superintendente Agência Metropolitana de Transportes Urbanos São Paulo Setembro de 2011 Plano Geral Rio

Leia mais

PROJETO DE PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA DO MUNÍCIPIO DO RIO DE JANEIRO (PROJETO RIO DE EXCELÊNCIA)

PROJETO DE PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA DO MUNÍCIPIO DO RIO DE JANEIRO (PROJETO RIO DE EXCELÊNCIA) PROJETO DE PROMOÇÃO DA EXCELÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA DO MUNÍCIPIO DO RIO DE JANEIRO (PROJETO RIO DE EXCELÊNCIA) Termo de Referência Para elaboração de um Plano Master de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31

TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 TRANSFORMANDO O RIO! ADVANCING ENTREPRENEURSHIP AND INNOVATION 04/11/2013 1/31 QUEM SOMOS Empresa pública, vinculada ao gabinete do Prefeito; Criada em agosto de 2011 para coordenar os projetos da Prefeitura

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR - SESu DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DAS INST. FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR -DIFES COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - CGPO - SIMEC - SISTEMA

Leia mais

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ELABORAÇÃO, E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO AGRICULTURA DE BAIXO CARBONO E DESMATAMENTO EVITADO PARA A REDUÇÃO DE POBREZA NO BRASIL. País - Brasil Projeto

Leia mais

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 1 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte tem um longo histórico de gestão democrático-popular; Existe forte determinação política para:

Leia mais

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04

SUMÁRIO. Localidades da pesquisa, amostra e entrevistas realizadas por Área de Planejamento AP s 2. Caracterização do entrevistado sem carteira 04 Pesquisa de Opinião Pública sobre as Campanhas Educativas para o Trânsito & da I m a g e m I n s t i t u c i o n a l da CET- RIO Relatório de Pesquisa 2008 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 03 PRINCIPAIS RESULTADOS

Leia mais

EDITAL-Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Estudo-2016

EDITAL-Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Estudo-2016 A Santa Casa de Misericórdia do Recife, mantenedora do Educandário São Joaquim situado no Povoado Frei Caneca, S/N - Zona Rural Jaqueira/PE, no uso de suas atribuições previstas no Estatuto Social, em

Leia mais

Encontro SEBRAE de Negócios Oportunidades para 2014

Encontro SEBRAE de Negócios Oportunidades para 2014 CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO DE 2014 E DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 Encontro SEBRAE de Negócios Oportunidades para 2014 EDUARDO PAES Prefeito RUY CEZAR Secretário Especial 04 de julho de 2011 Os Megaeventos

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA A EMPRESA A Lexsom é uma empresa especializada em soluções de informática com atuação no mercado nacional desde 1989, tem como principal foco o desenvolvimento integrado

Leia mais

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Avaliação da das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Objetivo Com o objetivo de realizar uma análise e contribuir com o aprimoramento do Orçamento Participativo 12 no

Leia mais

6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO PROPOSTAS APROVADAS EM PLENÁRIA

6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO PROPOSTAS APROVADAS EM PLENÁRIA 6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO PROPOSTAS APROVADAS EM PLENÁRIA EIXO I PROPOSTAS MUNICIPAL ESTADUAL FEDERAL 1. Que a Secretaria Municipal de Saúde implante juntamente com o sistema de informação

Leia mais

InformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanej

InformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanej InformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanej amentopraticainformaçãopesquisaplanejamentopraticainformaçãopesquisaplanejamentopraticainformação PesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanejamentoPraticaInformaçãoPesquisaPlanejamentoPrat

Leia mais