Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz"

Transcrição

1 Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz

2 Sumário Certificação em Comunicador Índice de Figuras... 3 Histórico de Revisões... 4 Introdução... 5 ComunicaBig... 5 Modo de seleção dos dados para comunicação... 5 Modos de conexão entre os bancos de dados da loja e o central... 5 Neste caso é necessário confirmar o IP do servidor central que foi informado na tela anterior, caso esteja correto, confirme se existem servidor loja e central na rede do IP informado, caso exista, tenha certeza de que a porta 3306 está devidamente direcionada para o servidor central Configurações de Tabelas a Serem Comunicadas e Filtros para Comunicação... 8 Comunicar sem filtro de movimentação Modo de comunicação por OPERAÇÃO Operação de Transferência Operação de Inventário Operações Tabela Movment oper in(1,2,3,4,7,8,9,12,14,15,16) Operação de Recebimento de Transferência Operação de Perda Liberando Portas no Firewall Possíveis erros caso a porta 3306 não esteja liberada Principais Erros de Comunicação O Programa Divergências Central / Filial Divergências Central -> Filial Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 2 de 29

3 Índice de Figuras Certificação em Comunicador FIGURA 1 - COMUNICAÇÃO MATRIZ > FILIAL... 5 FIGURA 2 - COMUNICAÇÃO FILIAL > MATRIZ... 5 FIGURA 3 - CONFIGURAÇÕES SERVIDOR CENTRAL... 6 FIGURA 4 - CONFIRMAÇÃO CONFIG. CENTRAL... 7 FIGURA 5 - ERRO NA CONFIGURAÇÃO DO SERVIDOR CENTRAL... 7 FIGURA 6 - ERRO POR BLOQUEIO NA PORTA 3306 MYSQL... 8 FIGURA 7 - CONFIGURAÇÕES TABELAS E FILTROS... 8 FIGURA 8 - TELA DE LOGIN... 8 FIGURA 9 - PESQUISA DE TABELAS... 9 FIGURA 10 - CONFIGURAÇÃO COMUNICADOR FIGURA 11 - DIAGRAMA DE OPERAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA FIGURA 12 - DIAGRAMA DE OPERAÇÃO DE INVENTÁRIO FIGURA 13 - DIAGRAMA DE OPERAÇÕES MOVMENT FIGURA 14 - DIAGRAMA DE OPERAÇÃO DE RECEBIMENTO DE TRANSFERÊNCIA FIGURA 15 - DIAGRAMA DE OPERAÇÃO DE PERDA FIGURA 16 - EXECUTAR FIGURA 17 - ERRO PORTA 3306 BLOQUEADA FIGURA 18 - ERRO DE CONEXÃO FIGURA 19 - ERRO DE COMUNICAÇÃO COM O SERVIDOR CENTRAL FIGURA 20 - ERRO COMUNICAÇÃO COM O SERVIDOR CENTRAL FIGURA 21 - EDIÇÃO DE CAMPO FIGURA 22 - ERRO NA COMUNICAÇÃO COM O SERVIDOR CENTRAL FIGURA 23 - ERRO NA COMUNICAÇÃO COM O SERVIDOR CENTRAL FIGURA 24 - VERIFICAÇÃO DE INTEGRIDADE FIGURA 25 - ERRO NA COMUNICAÇÃO COM O SERVIDOR CENTRAL FIGURA 26 - TELA INICIAL E CONFIGURAÇÕES FIGURA 27 - SELEÇÃO DE TABELA FIGURA 28 - SELEÇÃO DE TABELA FIGURA 29 - FILTROS FIGURA 30 - SELEÇÃO DE FILTROS FIGURA 31 - DIVERGÊNCIAS FILIAL X SERVIDOR CENTRAL FIGURA 32 - MARCAÇÃO DOS REGISTROS QUE SERÃO ENVIADOS FIGURA 33 - ATUALIZAÇÃO DE REGISTROS FIGURA 34 - COMUNICAÇÃO SEM FILTRO Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 3 de 29

4 Histórico de Revisões Certificação em Comunicador Data Versão Descrição Autores 22/02/ Primeira versão da certificação em Comunicador Christofer, Raul e Rodrigo 28/06/ Adicionadas novas funções do Comunicador Raul 30/09/ Versão padronizada da certificação em Comunicador Lívia 22/06/ Atualização da marca BIG Automação para a nova Lívia BIG Sistemas 19/06/ Atualização de telas e funções Raul Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 4 de 29

5 Introdução Certificação em Comunicador ComunicaBig O ComunicaBig é o programa responsável pela replicação dos dados de uma loja para o servidor central (Escritório). É usado para o sistema multi loja, ou seja, quando existe uma rede e de farmácias que trabalham interligadas e com dados unificados, como: Cadastros em geral; Contas a Receber; Contas a Pagar; Controle Financeiro; Relatórios em geral; Modo de seleção dos dados para comunicação O funcionamento dele é simples, mas possui algumas particularidades. Basicamente, a cada comunicação, o programa conecta no banco de dados do servidor central e busca por registros que a loja ainda não tem, ou que sofreram atualização no escritório que precisam ser visualizadas nas lojas também. Depois ele refaz o processo inverso, verificando o que a loja tem de novo ou atualizado para enviar para o escritório. Figura 1 - Comunicação Matriz > Filial Figura 2 - Comunicação Filial > Matriz O comunicador seleciona os registros pelo campo Lojas_leram,, que existe em toda tabela que necessita de comunicação. Caso alguma tabela não tenha o campo lojas_leram é porque ela não é comunicada. O lojas_leram se refere ao código que será procurado no campo lojas_leram de cada tabela, caso não exista esse código no campo o registro será selecionado para comunicação. Se a comunicação for no sentido Filial -> Matriz,, será verificado nas tabelas do banco de dados da loja a inexistência do símbolo "*" que se refere ao lojas_leram da matriz, caso não haja * o comunicador selecionará o registro para ser comunicado. Se a comunicação for no sentido Matriz -> Filial,, será verificado nas tabelas do banco de dados do escritório a inexistência do código referente a loja configurada no comunicador, caso não haja o código da loja no lojas_leram,, o registro será selecionado para comunicação. Modos de conexão entre os bancos de dados da loja e o central A comunicação é feita via rede local nos casos onde o servidor da loja fica na mesma rede do central, ou via internet, para os outros casos. Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 5 de 29

6 A conexão é feita através da porta 3306 (mysql) tanto para conexões locais quanto para conexões via internet. Pode existir bloqueio desta porta no firewall do Windows ou então o roteador não esteja direcionando esta porta para o IP do servidor. A liberação desta porta no roteador pode ser chamada de Virtual Server, Port Forwarding ou NAT Rules, isso varia dependendo do modelo do roteador. Segue um endereço que simula a configuração de alguns modelos de roteadores: O direcionamento do IP do servidor central é feito no SistemaBIG, através do menu Configurações> Servidor Central Figura 3 - Configurações Servidor Central Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 6 de 29

7 Na tela acima, basta definir o IP primário, IP Secundário, nome do banco de dados, usuário e senha (necessário confirmar a senha). Após confirmar os dados, aparecerá a seguinte mensagem: Figura 4 - Confirmação Config. Central Na tela acima, basta definir o IP primário, IP Secundário, nome do banco de dados, usuário e senha (necessário confirmar a senha). Após confirmar os dados, aparecerá a seguinte mensagem: Eventualmente, pode ocorrer a seguinte mensagem: Figura 5 - Erro na configuração do Servidor Central Neste caso é necessário confirmar o IP do servidor central que foi informado na tela anterior, caso esteja correto, confirme se existem servidor loja e central na rede do IP informado, caso exista, tenha certeza de que a porta 3306 está devidamente direcionada para o servidor central. Caso todas as configurações estejam corretas, confirme na tabela servdor_central se o campo checagem está com o valor S, conforme imagem abaixo: Caso haja bloqueio na porta, a mensagem exibida será a seguinte: Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 7 de 29

8 Figura 6 - Erro por bloqueio na porta 3306 MySQL Configurações de Tabelas a Serem Comunicadas e Filtros para Comunicação Para acessar as configurações internas referentes às tabelas e filtros para comunicação, basta clicar com o botão direito no comunicador e selecionar a opção CONFIGURAÇÕES, como mostra a figura a seguir: Figura 7 - Configurações Tabelas e Filtros O sistema pedirá a senha de acesso, que é a mesma para a configuração de banco de dados ( MM). Figura 8 - Tela de Login Após informar a senha nesta tela, abrirá a tela de configuração, onde ficam marcadas quais serão as tabelas a serem comunicadas. Nesta tela podem ser definidas quais tabelas serão comunicadas (1), a quantidade de registros a serem comunicados por vez, entre outras configurações. Esta tela tem uma particularidade em relação à busca da tabela. Para agilizar o procedimento, foi criada uma função de busca muito simples, basta digitar o nome da tabela que o programa já vai jogando o foco para o nome da tabela digitada, como mostra a figura abaixo: Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 8 de 29

9 Figura 9 - Pesquisa de Tabelas Confira na Figura 10, as configurações específicas para cada tabela: Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 9 de 29

10 Figura 10 - Configuração Comunicador 1. Comunicar a cada X minutos: Campo que indica o intervalo em minutos para cada comunicação. Padrão 3 minutos. 2. Comunicar X registros por tabela: Campo que determina a quantidade de registros a serem comunicados por vez. Padrão 0, pois 0 indica que não existe limite para comunicação, ou seja, a cada comunicação o comunicador irá buscar todos os dados pendentes pra comunicação de uma vez. 3. Comunicação forçada após X minutos: Este campo determina em minutos o tempo para forçar uma comunicação em caso de comunicador parado ou caso não exista a configuração 1 (Comunicar a cada X minutos). 4. Tirar da fila após X minutos: Caso exista fila pra comunicação, este campo determina em minutos o tempo para tirar a filial em questão da fila. 5. Gravar erros em log: Caso este campo esteja marcado, se existir algum erro no comunicador, o programa grava os erros em um arquivo de log (comunicabig.log) na pasta sistemabig. Comunicar campo Local do cadastro de produto: Caso esta configuração esteja marcada, o campo LOCAL do cadastro de produto será comunicado, pois ele não é comunicado por padrão. Utilizar modo de comunicação com a Loja Virtual: Configuração usada para loja virtual. 6. Campo Envia Matriz : Esta configuração marca se a tabela será comunicada no sentido FILIAL > MATRIZ. S ou N. 7. Campo Recebe Matriz : Coluna que determina se determinada tabela será comunicada no sentido MATRIZ > FILIAL. S ou N. 8. Campo Somente Filial : Este campo determina ermina que só serão comunicados os dados da própria filial, tanto no sentido FILIAL> MATRIZ quanto no sentido MATRIZ > FILIAL. Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 10 de 29

11 9. Campo Prioridade : Este campo determina a prioridade para cada tabela ser comunicada. Vai de 1 a 100. Quanto maior o numero maior a prioridade, ou seja, uma tabela que está com prioridade 100 será comunicada antes da tabela que tiver prioridade 50, por exemplo. 10. Filtro para enviar: Neste campo pode ser configurado um filtro para comunicação no sentido FILIAL > MATRIZ, ou seja, um comando SQL para filtrar os registros a serem comunicados. EX. filial_id = 5, com este filtro só serão comunicados dados que tiverem a condição filial_id = Filtro para receber: O mesmo que o item 10, mas no sentido MATRIZ > FILIAL. 12. Configurações Padrão: Este botão configura as tabelas para comunicar de acordo com a configuração padrão, que fica salva no arquivo comunicador.txt dentro da pasta sistemabig. Total de tabelas: Campo que mostra o total de tabelas que estão marcadas para comunicação. Comunicar sem filtro de movimentação Esta função foi criada para que seja possível comunicar dados antigos, pois o comunicador tem um filtro interno e normalmente, só comunica os dados dos últimos 5 dias, para não acarretar lentidão. Esta verificação é feita através do campo fim_comunic da tabela Filial. Quando é feita a comunicação sem filtro, o sistema ignora o campo fim_comunic e comunica os dados do ultimo ano, ou seja, da data atual dias. Modo de comunicação por OPERAÇÃO Foi criado um modo de comunicação para garantir que todos os dados de uma operação sejam comunicados totalmente. Isso foi feito, pois, algumas operações não dependem apenas de 1 tabela, por exemplo, para que uma Transferência seja comunicada integralmente, as tabelas envolvidas no processo são: Movment, Trasnferencia e Transferencia_lote. Sendo assim, caso uma destas tabelas não estejam configuradas pra comunicar, a transferência pode não chegar ao seu destino. Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 11 de 29

12 Operação de Transferência Certificação em Comunicador Figura 11 - Diagrama de Operação de Transferência Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 12 de 29

13 Operação de Inventário Certificação em Comunicador Figura 12 - Diagrama de Operação de Inventário Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 13 de 29

14 Operações Tabela Movment oper in(1,2,3,4,7,8,9,12,14,15,16) Certificação em Comunicador 1 Entrada de Mercadorias 2 Venda à vista 3 Venda à prazo 4 Despesas 5 Perda de Produtos 6 Inventário 7 Devolução de Mercadorias 8 Sangria / Suprimento 9 Baixa Contas a Receber 10 Transferência 11 Recebimento de Transferência Recusada 12 Entrega Pendente 13 Devolução Fornecedor 14 Sangria Convênio 15 Acerto de estoque pela conferencia da entrada 16 Venda temporária Loja Virtual Figura 13 - Diagrama de Operações Movment Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 14 de 29

15 Operação de Recebimento de Transferência Certificação em Comunicador Figura 14 - Diagrama de Operação de Recebimento de Transferência Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 15 de 29

16 Operação de Perda Certificação em Comunicador Figura 15 - Diagrama de Operação de Perda Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 16 de 29

17 Liberando Portas no Firewall Certificação em Comunicador Existem várias formas de liberar o firewall do Windows para que o comunicador funcione. A maneira mais prática segue abaixo: Clique em Iniciar > Executar, após abrir a seguinte tela: Digite no campo Abrir: o seguinte comando: Figura 16 - Executar netsh advfirewall firewall add rule name="permite mysql" protocol=tcp dir=in localport=3306 action=allow Isso já irá liberar a porta 3306, que é utilizada pelo mysql para conexão entre o comunicador na loja e o servidor central. Este comando deve ser rodado na máquina servidor central. Caso seja necessário liberar a porta no firewall do roteador, é necessário entrar em contato com o administrador da rede da loja e solicitar esta liberação. Possíveis erros caso a porta 3306 não esteja liberada Figura 17 - Erro Porta 3306 Bloqueada Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 17 de 29

18 Ao realizar algum cadastro no sistema e a porta estiver bloqueada, o sistema retornará a mensagem abaixo: Principais Erros de Comunicação Figura 18 - Erro de Conexão O comunicador, em caso de erro, exibe uma tela padrão, a qual contém o erro retornado pelo MySQL. Os erros mais recorrentes são causados por diferença entre a versão da loja e do escritório, diferença entre a estrutura das tabelas da loja e do central, falta de espaço em disco, índices incorretos, entre outros. A tela onde o erro é mostrado é padrão, e nela muda apenas a mensagem: Figura 19 - Erro de Comunicação com o Servidor Central Dentre os erros mais comuns no suporte, está o Duplicate Entry xx-xxx.... Este erro geralmente está relacionado aos índices incorretos no servidor onde o dado será inserido, ou seja, na loja ou central, dependendo do sentido da comunicação (Filial > Matriz ou Matriz > Filial). Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 18 de 29

19 Outros erros também podem aparecer, entre eles: Figura 20 - Erro Comunicação com o Servidor Central - Access Violation: Diferença de estrutura (algum campo falta ser criado no banco de dados da loja ou escritório); - Erros de SQL Syntax: Algum filtro incorreto nas configurações do comunicador ou algum índice incorreto no banco da loja ou central (conferir os índices no campos.txt); - Coluna xxxx cannot be null ou não pode ser nulo: Algum campo que é Not Null que está sendo comunicado com valor nulo, para solucionar, basta marca-lo como not null e definir o default value. Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 19 de 29

20 Figura 21 - Edição de Campo - Can t open file: xxx.myi : Arquivo de índices corrompido, a restauração da tabela corrige o problema; - Field xxxxx not found: Diferença entre versões; Figura 22 - Erro na Comunicação com o Servidor Central - Erros de formatos de dados: Eventualmente algum dado pode ser inserido de forma incorreta no banco de dados, como uma string em um campo float. Nestes casos ocorre o seguinte erro: Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 20 de 29

21 Figura 23 - Erro na Comunicação com o Servidor Central Para estes casos foi desenvolvido um programa que verifica a integridade dos dados e os corrige automaticamente. Figura 24 - Verificação de Integridade - Incorrect Key files for table xxxx. Try to Repair it: Tabela corrompida, tente reparar a tabela ou restaura-la em ultimo caso; Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 21 de 29

22 Figura 25 - Erro na Comunicação com o Servidor Central O Programa Divergências Central / Filial Divergências Central -> Filial Foi desenvolvido um programa que tem como objetivo deixar o processo de forçar a comunicação de dados de uma loja para o escritório ou vice versa mais pratico. O programa se chama DivergenciasCentralFilial.exe Este programa é usado quando algum relatório fica divergente entre a loja e o escritório, ou até mesmo quando alguma transferência enviada não chega ao destino. Abaixo segue a tela inicial com a principal configuração que pode ser acessada pelo F1 ou então pelo caminho especificado na Figura 25: Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 22 de 29

23 Figura 26 - Tela Inicial e Configurações Ao abrir esta tela de configurações, basta digitar o nome da tabela que o sistema automaticamente joga o foco para o nome da tabela desejada, como mostra a Figura 26: Figura 27 - Seleção de tabela Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 23 de 29

24 Após encontrar a tabela basta dar 2 cliques para que ela seja selecionada, a tabela cairá na coluna da direita, conforme mostra a Figura 27: Figura 28 - Seleção de Tabela Com a tabela em questão selecionada, agora é necessário definir os filtros para a comparação dos dados, para isso basta apertar a tecla F3 ou então clicar no botão Filtros (F3), conforme mostra a Figura 28: Figura 29 - Filtros Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 24 de 29

25 Nesta tela deve ser um filtro para o programa selecionar os dados a serem comparados. Funciona como um select mesmo, sendo assim basta definir os campos marcando-os com F5 e depois o valor que cada campo deve conter, além de selecionar o tipo de comparação e o conectivo. Neste exemplo, o programa iria comparar entre a loja e o central, os registros da tabela estoque_minimo que tivessem como condição o campo filial_id = 2. Especificação dos campos: Tabelas: Nome das tabelas selecionadas para comparação Campos: Campos das tabelas selecionadas que serão marcados para serem usados como filtros. Comparação: Condições para selecionar os dados: 1. Conectivos: a. E Caso sejam selecionados 2 campos, o conectivo E exige que a informação seja verdadeira nos 2 campos. Ex.: Suponhamos que foram selecionados 2 campos para verificação, filial_id = 2 e lojas_leram que não contenha 2, caso algum registro seja apenas filial_id = 2 e o lojas_leram contenha 2, o programa não selecionará o mesmo para comparação. Figura 30 - Seleção de Filtros Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 25 de 29

26 Neste caso, internamente o sistema rodaria a seguinte consulta: select * from estoque_minimo where filial_id = 2 AND lojas_leram not like %2% b. OU este conectivo busca o registro apenas se uma das duas condições for verdadeira. Ex.: Suponhamos que foram selecionados 2 campos para verificação, filial_id = 2 e lojas_leram que não contenha 2, caso algum registro seja apenas filial_id = 2 e o lojas_leram contenha 2, o programa selecionará o mesmo para comparação. Neste caso, internamente o sistema rodaria a seguinte consulta: select * from estoque_minimo where filial_id = 2 OR lojas_leram not like %2% Feitos o(s) filtro(s), agora é necessário verificar as divergências. Lembrando que o programa irá verificar se existe divergência apenas entre os registros resultantes do filtro feito anteriormente. Para verificar as divergências, basta pressionar simultaneamente as teclas CTRL+D, e os registros serão retornados na seguinte tela: Figura 31 - Divergências Filial x Servidor Central Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 26 de 29

27 Reparem que o programa mostra o que está diferente entre a loja e o central. No exemplo, é mostrado que o estoque dos produtos no escritório está zerado, sendo que na loja existe estoque. Desta forma forçaríamos a comunicação da loja para central. O que será enviado depende muito do caso. Por exemplo, se o cliente chega e afirma que o estoque das lojas no escritório está incorreto, é claro que teremos que enviar da loja para o central. No caso de entradas já conferidas no escritório não estarem marcadas como conferidas na loja, ai é o escritório que terá que enviar os dados pra loja. Este programa deve ser usado com muito cuidado, pois depende muito de cada caso, de cada tabela e do que exatamente o cliente solicitou. Após a análise cuidadosa do que deve ser feito, basta marcar os registros que serão comunicados, conforme mostra a Figura 31 a seguir: Figura 32 - Marcação dos Registros que Serão Enviados Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 27 de 29

28 F5: Marca ou desmarca os registros a serem enviados da loja para o escritório (um a um). F6: Marca todos os registros a serem enviados da loja para o escritório de uma vez. F7: Desmarca todos os registros que seriam enviados da loja para o escritório. F9: Marca ou desmarca os registros a serem enviados do escritório para a loja (um a um). F10: Marca todos os registros a serem enviados do escritório para a loja de uma vez. F11: Desmarca todos os registros que seriam enviados do escritório para a loja. Caso seja necessário enviar da loja para o central e vice versa, podem ser marcadas as 2 partes. Não obrigatoriamente têm que ser marcadas as 2 partes. Como falado anteriormente depende de cada caso. Após ter marcado os registros desejados, basta apertar o F3 para que o programa atualize o campo lojas_leram, que é o campo responsável por marcar se o registro já foi comunicado ou não. Figura 33 - Atualização de Registros Feito este processo, basta ligar o comunicador e mandar comunicar sem filtro de movimentação, como mostra a figura a seguir: Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 28 de 29

29 Figura 34 - Comunicação sem Filtro Este processo já deve igualar os dados entre a loja e o escritório. Recomendo que sejam feitos testes entre os membros da equipe para que sejam encontrados bugs ou algum eventual problema com este programa. Alguns outros casos que este programa pode resolver: Transferências que não chegam ao destino; Remanejamentos que não chegam ao destino; Alteração de preços no escritório não chega à loja; Cadastros de produtos feitos no escritório que não chegam à loja; Conferencia de entrada que não chega à loja; Relatórios divergentes entre a loja e o central; Todos os direitos autorais reservados à BIG SISTEMAS 2012 Página 29 de 29

Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Entradas Configurações Gerais Entrada Manual Entrada NFe Conferência

Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Entradas Configurações Gerais Entrada Manual Entrada NFe Conferência Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS Certificação em Entradas Configurações Gerais Entrada Manual Entrada NFe Conferência Sumário Índice de Figuras... 3 Histórico de Revisões... 4 Introdução... 5

Leia mais

Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Compras Cálculo de Demanda Sugestão de Compras Pedido Eletrônico Cotação Online

Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Compras Cálculo de Demanda Sugestão de Compras Pedido Eletrônico Cotação Online Departamento de Treinamentos BIG SISTEMAS Certificação em Compras Cálculo de Demanda Sugestão de Compras Pedido Eletrônico Cotação Online Sumário Índice de Figuras... 3 Histórico de Revisões... 5 Introdução...

Leia mais

Conteúdo Store manager... 2

Conteúdo Store manager... 2 Conteúdo Store manager... 2 Instalação StoreManager... 4 Servidor... 4 Estação... 4 Configurações necessárias para acessar o sistema... 4 Servidor... 4 Estações... 5 Configuração dos Importadores... 8

Leia mais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Operações de Caixa Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Introdução... 3 Suprimento... 3 Sangria... 4 Abertura de Caixa... 6 Fechamento de Caixa...

Leia mais

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Net Manager Informática Ltda Versão 6.0 1998-2007 1) Instalação do Software Coletor Guia de Instalação Executar o programa

Leia mais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Cadastros Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Cadastro de Grupos de Usuário... 3 Cadastro de Usuários... 4 Cadastro de Clientes... 7 Cadastro de Empresas...

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Backups Via FTP (File Transfer Protocol)

Backups Via FTP (File Transfer Protocol) O que é FTP? Backups Via FTP (File Transfer Protocol) FTP significa File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Arquivos), e é uma forma bastante rápida e versátil de transferir arquivos, sendo

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Gerência de Operações

Gerência de Operações Gerência de Operações Versão Manual Solicitação de Atendimento Chat e Conexão Remota Índice 1. Solicitação de Atendimento Login... 3 2. Início do Chat.... 4 3. Conexão Remota... 7 4. Download....

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual Operacional Datasync Retail

Manual Operacional Datasync Retail Datasync Retail Datasync Retail Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida por qualquer forma ou meio gráfico, eletrônico, ou mecânico, incluindo fotocópias, fotos

Leia mais

Para que seja instalado o Bematef Total, é necessário que o computador onde seja efetuada a instalação

Para que seja instalado o Bematef Total, é necessário que o computador onde seja efetuada a instalação Rafael Ferreira Rodrigues REVISADO POR: Raquel Marques APROVADO POR: Renato Reguera dos Santos 1 - Objetivo Descrever o processo de instalação do Bematef Total. 2 - Campos de Aplicação É aplicável a área

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Gerenciador de Psicotropicos

Gerenciador de Psicotropicos Gerenciador de Psicotropicos Gerenciador de Psicotrópicos Introdução Este manual orientará na utilização da ferramenta disponibilizada pelo sistema VSM na geração e envio dos arquivos e controle dos livros

Leia mais

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA

NVSABRE - SISTEMA DE INFORMÁTICA LTDA Goiânia, 23 de Dezembro de 2011 Bom dia! Aos clientes Sabre, Novos procedimentos após atualização do sistema para versão 2.1.289.12 Será disponibilizada versão 2.1.289.12, nossos colaboradores devem seguir

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil 1 - Introdução O sistema PAE da UNIVASF é uma ferramenta desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) que auxilia o processo seletivo de estudantes de graduação para o, que serão selecionados

Leia mais

inux Sistemas Ltda. MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br

inux Sistemas Ltda. MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br 2013 inux Sistemas Ltda. s MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br Sumário 1 Introdução... 2 2 Visão Geral do Sistema... 2 3 Tela de Configuração... 3 4 Tela de Mensagens... 5 5 Tela de Importação... 8 6 Tela

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

Troubleshooting Versão 1.0

Troubleshooting Versão 1.0 Troubleshooting Versão 1.0 As informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem notificação prévia. Os dados utilizados nos exemplos contidos neste manual são fictícios. Nenhuma parte

Leia mais

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário Vanderlei Manual de Apoio Resumo Módulo Básico Especifico para Instalação e Usabilidade Lista de Distribuição Nome Área / Função Histórico de modificações Versão Data Descrição Responsável 13/12/2013 Versão

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário Shop Control 8 Pocket Guia do usuário Abril / 2007 1 Pocket O módulo Pocket permite fazer vendas dos produtos diretamente em handhelds Pocket PC, pelos vendedores externos da empresa. Os cadastros (clientes,

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS

ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS Guia da Farmácia Para versões anteriores ao release 137 A SoftPharma orienta que, ao efetuar atualização de preços, a farmácia sempre efetue um backup de segurança dos produtos, pois

Leia mais

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação.

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. Incluir um Inventário Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. ) e preencha Clique na aba Itens e depois no botão Carregar Produtos

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 2.2 DISPOSITIVO NÃO REGISTRADO...

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

Backup dos Bancos de Dados Interbase

Backup dos Bancos de Dados Interbase Backup dos Bancos de Dados Interbase Interbase... O que é? InterBase é um gerenciador de Banco de dados relacionais da Borland. O Interbase é uma opção alternativa aos bancos de dados tradicionais como

Leia mais

Manual do sistema Lojamix PDV

Manual do sistema Lojamix PDV Manual do sistema Lojamix PDV Versão 1.10 Data da última atualização 07/11/2011 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS...3 LISTA DE Siglas...4 Primeiros passos...5 Acessando o ambiente de configuração...5 Acessando

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

Considerações a serem feitas antes da implantação.

Considerações a serem feitas antes da implantação. Multi-Loja Objetivo O objetivo deste documento é demonstrar o conceito de Multi-loja utilizando o Sismoura. É uma ferramenta que permite a comunicação entre as empresas, possibilitando assim que a matriz

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Manual do e-dimed 4.0

Manual do e-dimed 4.0 Manual do e-dimed 4.0 Instalação e Configuração - Módulo Cliente Após a instalação do e-dimed ser efetuada, clique no atalho criado no desktop do computador. Será exibida a janela abaixo: A instalação

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

Manual Comunica S_Line

Manual Comunica S_Line 1 Introdução O permite a comunicação de Arquivos padrão texto entre diferentes pontos, com segurança (dados criptografados e com autenticação) e rastreabilidade, isto é, um CLIENTE pode receber e enviar

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS

ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS Guia da Farmácia Para versões 137 ou posteriores. SUMÁRIO 1. BACKUP... 3 1.1 GERANDO O BACKUP... 3 1.2 VOLTANDO O BACKUP... 4 2. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA... 5 2.2 ATUALIZAR EM TODAS

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Configurações Básicas

Configurações Básicas Compras Avançadas Este módulo auxilia na verificação da demanda dos produtos e com isso permite ajustar os estoques fazendo transferência entre as filiais e também definir a quantidade de estoque dos produtos

Leia mais

P71 Padronização dos distribuidores Ford

P71 Padronização dos distribuidores Ford P71 Padronização dos distribuidores Ford Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Introdução... 3 Avaliação de Seminovos... 3 Anexo de Documento

Leia mais

Manual Replicação Manual VPN

Manual Replicação Manual VPN Manual Replicação Introdução O que é cloudcomputing ou computação na nuvem? Refere-se à utilização de um servidor com alta capacidade de armazenamento de dados e que com configurações que aguentam um alto

Leia mais

Faturamento Eletrônico - CASSEMS

Faturamento Eletrônico - CASSEMS 1 Conteúdo 1. Informações Iniciais... 3 1.1. Sobre o documento... 3 1.2. Organização deste Documento... 3 2. Orientações Básicas... 3 2.1. Sobre o Faturamento Digital... 3 3. Instalação do Sistema... 4

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S.A. SUMÁRIO. Acessar o sistema MICROSIGA... 3. Elaborar Solicitação de Compra... 5

EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S.A. SUMÁRIO. Acessar o sistema MICROSIGA... 3. Elaborar Solicitação de Compra... 5 Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S.A. SANESUL MANUAL OPERACIONAL COMPRAS Gerência de Suprimentos SUP/GESU SUMÁRIO Acessar o sistema MICROSIGA... 3 Elaborar Solicitação de Compra... 5 Gerar Relatório

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL COTAÇAO WEB [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais Autor: Equipe

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Manual do Aplicativo Servidor ECD

Manual do Aplicativo Servidor ECD Manual do Aplicativo Servidor ECD Edição de novembro de 2014 Este manual tem caráter técnico-informativo, sendo propriedade da SWEDA. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste manual pode ser reproduzida

Leia mais

Cotação Eletrônica. 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das. cotações.

Cotação Eletrônica. 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das. cotações. Cotação Eletrônica 1º Passo: Configure o e-mail em que será utilizado para envio das cotações. Na tela Configurações do Sistema do módulo Retaguarda selecione a opção MOURAMAIL na configuração Modo de

Leia mais

Manual do Usuário. Vixen PDV

Manual do Usuário. Vixen PDV 1 Manual do Usuário Vixen PDV 2 Índice 1. INTRODUÇÃO 3 2. ENTRANDO NO SISTEMA 4 2.1 TELA LOGIN 4 2.2 CARGA DE TABELAS LOCAIS 4 3. MENU INICIAL 5 4. BARRA DE STATUS 6 5. ABRINDO O CAIXA 6 6. VENDA 7 6.1

Leia mais

Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente

Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente Você só deverá instalar o Sysloc manualmente se a instalação automática não funcionar. Normalmente você vai utilizar o instalador do Sysloc e tudo funcionará,

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

Manual de backup de dados

Manual de backup de dados Manual de backup Manual de backup de dados Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1 Objetivo... 2 2. MÍDIAS APROPRIADAS PARA GRAVAÇÃO DE DADOS... 2 2.1 Pen Drive... 2 2.2 HD Externo... 3 3. PROCEDIMENTO... 4 3.1

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 3 INICIANDO PROCESSO DE LEITURA...

Leia mais

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 1 Levante e ande - Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Ano: 02/2011 Nesta Edição

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Arquivos (SGA) (Manual de Instalação)

Sistema de Gerenciamento de Arquivos (SGA) (Manual de Instalação) Sistema de Gerenciamento de Arquivos (SGA) (Manual de Instalação) Quantico Sistemas de Informação Ltda. 1 / 12 A. Histórico de Alterações Histórico de Alterações Versão Responsáveis Objetivo Solicitante

Leia mais

Introdução...4. 1 - Como utilizar a barra de ferramentas...5. 2 Como cadastrar o código do banco de dados...6. 3 - Como cadastrar usuários...

Introdução...4. 1 - Como utilizar a barra de ferramentas...5. 2 Como cadastrar o código do banco de dados...6. 3 - Como cadastrar usuários... Consulta Rápida O conteúdo desse documento destina-se exclusivamente ao seu destinatário, não podendo ser revelado fora de sua organização, não podendo ser duplicado, usado ou publicado, no total ou em

Leia mais

Manual do Usuário Solução para Integração B2B Siagri x Conecta BASF Thiago Borges de Oliveira thiago.oliveira@siagri.com.br

Manual do Usuário Solução para Integração B2B Siagri x Conecta BASF Thiago Borges de Oliveira thiago.oliveira@siagri.com.br Manual do Usuário Solução para Integração B2B Siagri x Conecta BASF Thiago Borges de Oliveira thiago.oliveira@siagri.com.br AGOSTO/2009 Sumário 1 Introdução 2 2 Configurando o exportador 2 3 Informando

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Menu Configurações - Multi-Empresa Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Cadastrar Empresas... 3 3.2 Agendar Sincronização... 3 4 FUNCIONALIDADES...

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

TransactionCentre Client

TransactionCentre Client TransactionCentre Client Manual de Instalação Client Connection Esta documentação, softwares e materiais disponibilizados são protegidos por propriedade intelectual e não podem ser copiados, reproduzidos

Leia mais

Manual do SINASC Módulo SISNET MANUAL SISNET. Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1

Manual do SINASC Módulo SISNET MANUAL SISNET. Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 MANUAL SISNET Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo SISNET Capitulo 01 - Introdução O SISNET efetua a transferência dos dados existentes nos sistemas locais para o nível superior

Leia mais

Manual do Usuário SystemFarma AutoCred

Manual do Usuário SystemFarma AutoCred Manual do Usuário SystemFarma AutoCred Objetivo O SystemFarma AutoCred foi desenvolvido com o intuito de facilitar a comunicação entre a automação comercial e o Servidor Central do SystemFarma. Com este

Leia mais

Instalação do SEF. Download dos arquivos para Instalação. Preparar Banco de Dados. Instalar Aplicativo nas Maquinas de usuários

Instalação do SEF. Download dos arquivos para Instalação. Preparar Banco de Dados. Instalar Aplicativo nas Maquinas de usuários Instalação do SEF Download dos arquivos para Instalação 1. Os arquivos para download são estes: (CTRL + Clique no Link ) http://atualizacoes.usb.org.br/sef/instalacao_winsef/bk_estoque_zerado.zip http://atualizacoes.usb.org.br/sef/instalacao_winsef/sef_instalacao-v2312.zip

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP Pouso Alegre MG 2013 SUMÁRIO 1. Introdução.... 6 2. Efetuar Entrada de Material.... 8 2.1. Entrada de Material por Compra.... 8 2.1.1. Cadastro de Empenho...

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Passo 1: Abra seu navegador e digite http://www.no-ip.com. Passo 2: Na tela que surgir, clique em Get Started.

Passo 1: Abra seu navegador e digite http://www.no-ip.com. Passo 2: Na tela que surgir, clique em Get Started. 1 - Como obter seu DNS Dinâmico no No-IP O No-IP, é um sistema de DNS (Domain Name Server), que converte o seu endereço IP em um nome. O que o No-IP faz, é converter o nome do tipo minhacameraip.no-ip.org

Leia mais

Indice. Sistema Smartphone / Tablet

Indice. Sistema Smartphone / Tablet Indice Sistema Smartphone / Tablet 1. Cadastrando um cliente... 2 2. Cadastrando produtos... 4 3. Incluindo fotos de produtos... 5 4. Fazendo um pedido... 6 5. Transmitindo pedido para empresa... 8 6.

Leia mais

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu. Criação Visual de Consultas Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Introdução A complexidade dos sistemas informatizados atuais

Leia mais

Manual Controle de Estoque

Manual Controle de Estoque 2014 Manual Controle de Estoque ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Manual de Utilização... 3 1 - Cadastro... 3 1.1 Cadastro de Fornecedores... 4 1.2 Grupo de Materiais... 6 1.3 Unidades

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS Servidor: O servidor é todo computador no qual um banco de dados ou um programa (aplicação) está instalado e será COMPARTILHADO para outros computadores,

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9 OBJETIVOS DO PROGRAMA DE COMPUTADOR IREasy Permitir a apuração do Imposto de Renda dos resultados das operações em bolsa de valores (mercado à vista, a termo e futuros). REQUISITOS MÍNIMOS DO COMPUTADOR

Leia mais

Manual Ponto System CB7 WWW.PONTOSYSTEM.COM.BR. Telefones: (041) 3333-4740

Manual Ponto System CB7 WWW.PONTOSYSTEM.COM.BR. Telefones: (041) 3333-4740 Manual Ponto System CB7 WWW.PONTOSYSTEM.COM.BR Telefones: (041) 3333-4740 1 ÍNDICE Instalação do Sistema... 3 Atualização do Sistema... 4 Acesso ao Sistema... 5 Janela principal... 6 Cadastros Cadastro

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Manual Sistema Mó vel Msys Cómercial

Manual Sistema Mó vel Msys Cómercial Manual Sistema Mó vel Msys Cómercial Maravilha, 2014. 1 Sumário 1. REQUISITOS MÍNIMOS... 3 2. PRINCIPAIS TELAS E FUNCIONALIDADES... 4 2.1.1. Tela de acesso ao sistema.... 4 2.1.2. Tela Principal do Sistema....

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0 1 pág. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DO SGCOM ATENÇÃO: É OBRIGATÓRIO UMA CONEXÃO COM A INTERNET PARA EXECUTAR A INSTALAÇÃO DO SGCOM. Após o Download do instalador do SGCOM versão Server e Client no site www.sgcom.inf.br

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais