Rio de Janeiro, 17 de junho de 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rio de Janeiro, 17 de junho de 2008"

Transcrição

1 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 17 de junho de 2008 José Adriani Bessa dos Santos eu nasci em Campos de Goytacazes no dia 6 de março de FORMAÇÃO A minha formação é ensino técnico. Eu me formei em 86 na Escola Técnica Federal de Campos, em Química. INGRESSO NA PETROBRAS Quando eu me formei em 86 eu tentei várias coisas. Porque o foco sempre foi a Petrobras e eu fui um pouco reticente a trabalhar na Petrobras porque falava: "Todo mundo só vai trabalhar na Petrobras. Eu não quero isso. Eu quero outra coisa. E como tinha aquela coisa de trabalhar embarcado, aquilo ainda me deixava um pouco... Pelo meu estilo de vida, pela minha maneira de ser, ficar 15 dias embarcado eu achava aquilo muito complicado pra minha cabeça. Aí eu trabalhei em usina, trabalhei em rádio comunicação, trabalhei em TV. Só que um dia, um amigo veio com a proposta de trabalho, um trabalho interessante, que a gente não ficaria ali embarcado 15 dias, que era pra gente trabalhar pro SPO, antigamente se chamava Divisão Regional de Reservatório. E aí eu me interessei por aquilo. Fiz a prova, passei e graças a Deus estou aqui. COTIDIANO Eu comecei a trabalhar embarcado como operador de BCS. Na realidade, eu fiz parte da primeira equipe de operadores de BCS da Bacia de Campos que atendia as três Vermelhas, Duas Carapebas e Pargo, na época. Hoje está um pouco diferente. Hoje tem Carapebas III também, mas na época era basicamente três Vermelhas, as duas Carapebas e Pargo. E a gente fazia descida de bomba centrífuga pra recuperação de petróleo. Aqui a gente tem campos que não tem uma surgência natural, o óleo não surge naturalmente à superfície. Então você tem que buscar meios alternativos, meios de

2 elevação artificial. E o BCS o que é? É uma bomba, tipo uma bomba-sapo dessas que a gente usa em casa pra encher a caixa de água da gente, que você instala por coluna com um cabo elétrico pelo exterior. E tudo isso tem um estudo pra que você só recupere o que você precisa por causa da estratégia da companhia de não tirar mais agora porque pode precisar daqui a pouco. Então é um trabalho bastante interessante, bastante bonito que eu gostei de fazer. Eu levei quatro anos fazendo. PRIMEIRO DIA DE TRABALHO Eu me lembro do meu primeiro dia de embarque. Foi muito interessante porque eu tenho um amigo - a gente é amigo desde a infância, o Rogério e era a primeira vez que a gente ia andar de helicóptero, primeira vez que ia embarcar. Nós fizemos uma passagem rápida por Namorado, mas a gente tinha instrutores junto com a gente e era uma equipe, era turma toda, a gente foi pra conhecer e foi bastante interessante e agradável. Mas quando a gente chegou mesmo pra trabalhar só tinha eu e ele. E a gente iria pra Carapebas e de Carapebas eu iria pra Vermelho e ele iria pra Pargo. E nós chegamos e desembarcamos lá. E aí veio a grande surpresa: Vocês aguardem aí que o barco está vindo. Eu olhei pra ele: "Barco? Nós viemos de helicóptero e agora nós vamos de barco?" Ele: "É, infelizmente aqui nós temos um barco de apoio e pra transbordo aqui nessa região Nordeste não utilizamos aeronave. Só barco de apoio mesmo. E a maior surpresa foi quando eles deram o meio de transporte pra gente da plataforma até o barco, que era a cestinha. Aí disseram: "Você agarra aqui. Foi bacana, foi interessante. Marcou. RELAÇÕES DE TRABALHO Se tem uma coisa que eu admiro na Petrobras - porque eu já trabalhei em outras empresas - é o respeito que as pessoas tem umas pelas outras. Eu não sofri trote e nem eu passei isso a frente. Eu acho que uma vez que os profissionais são selecionados pela Petrobras, independente deles terem um ano ou 20 anos de serviço, como eu tenho, eu acho que tem que ser tratado da mesma forma, com o mesmo respeito. Porque se a Petrobras entende que ela precisa que eles estivessem aqui a gente tem que entender isso e aceitar; aceitar que o trabalho deles vai só somar com o nosso e não diminuir. Até porque eu quero ir embora também porque eu tenho um projeto de vida e o meu projeto de vida me inclui a Petrobras. Mas incluía a Petrobras dentro de um ponto onde eu acho que eu consigo ser produtivo. Não

3 adianta eu ficar aqui esquentando uma cadeira e a minha cabeça estar pensando lá fora na minha motocicleta. Nos meus filhos, nos meus netos daqui a um tempo. Então daqui a um tempo é preparar hoje as pessoas que estão chegando mesmo. Sem nenhum constrangimento, sem nenhum medo de "ah, amanhã o cara vai pegar o meu lugar. E lógico que ele vai pegar o meu lugar e é lógico que eu quero que ele pegue porque ele pegando o meu lugar eu posso me afastar com a consciência tranqüila de que todo aquele ensinamento que alguém me passou vai ser levado adiante. Então é preciso que as pessoas entendam que a força jovem que está vindo hoje... Até pouco tempo atrás eu estava conversando com um pessoal que não passou por aquela transição da era da informática, da era dos s, da internet que a gente fazia tudo no papel, que a gente fazia tudo em terminais, IBM. Quando não tinha nada, era na caneta e que era a produzir a todo custo. Hoje não. Hoje nós temos qualidade em primeiro lugar, segurança, saúde em primeiro lugar. Então é importante que essas pessoas gostem amanhã do que elas vão fazer. Porque se elas não gostar amanhã do que elas vão fazer elas não vão ter o sentimento que hoje nós temos. Que hoje a gente não tinha os recursos que nós temos hoje, mas a gente tinha coração, tinha vontade de vestir aquela camisa. Vontade de mostrar para as pessoas que a gente trabalha numa empresa como a Petrobras. MUDANÇAS Essa é a época do final da década de 80 pra cá. Que eu entrei em 89 e já peguei muita coisa pronta e outras coisas por fazer ainda. Acredito que a gente tenha feito em torno de 80% do que deveria ser feito daquela época pra cá de informatização, planejamento, melhor planejamento do nosso trabalho. A gente tem mais recursos. Hoje a gente pode se ausentar um pouco do ambiente físico. Antigamente, era difícil você fazer um plantão, por exemplo, você tinha que estar no ambiente físico. A pessoa te passava um telefone que era aquele telefone que estava naquela mesa que aquela pessoa fez o plantão. Então o cara te ligava pra aquela mesa e falava: "Olha, eu preciso de tal coisa amanhã na sonda. E aí você fazia uma requisição de transporte aéreo na mão, você levava e pegava um carrinho aqui e ia no aeroporto e falava para o rapaz: "Douglas, eu preciso de você botar isso daqui lá. Hoje tem toda uma logística preparada pra isso; tem a pessoa que cuida de receber o papel, de fazer a programação, o outro tem de embalar. Então o cara que tem de embalar, ele tem uma condição melhor de ver se está tudo direitinho, se foi testado, se está bem acondicionado. Tem outro que cuida pra levar que não bota mais em carroceria, que

4 não bota mais nas costas, na moto. Então eu acho que a gente progrediu muito positivamente. Essa mudança vem acontecendo todo dia. Todo dia. Porque muitas vezes até hoje mesmo, eu vou fazer 42 anos de idade, e eu hoje, às vezes, eu saio da minha sala e vou chegar e perguntar pra menina lá da informática: "Como é que faz isso, como é que faz aquilo?" E ela ensina pra gente também. Então é uma troca muito positiva, muito boa. Eu acho que toda experiência que a gente teve, por exemplo, eu não me arrependo de nada do que eu fiz na Petrobras, nada. Eu tenho muito orgulho de trabalhar na Petrobras. Não é porque eu estou sendo filmado aqui não porque eu falo isso a toda hora pra todo mundo. Eu costumo dizer o seguinte: "não agüenta trabalhar aqui, pede pra ir embora. Agora se você está aqui procure fazer o melhor. Eu acho que na vida da gente como tudo. Tudo na vida da gente tem que procurar fazer o melhor. Você vai ser um pai vai ser o melhor pai, se for um filho tem que ser o melhor filho, se for um motociclista como eu sou tem que ser o melhor motociclista. E como trabalhador eu sempre fui o melhor trabalhador que eu poderia ser. Muitas vezes as pessoas não enxergam isso. Não é culpa sua. É culpa de quem não consegue observar. Às vezes eu falo. Às vezes eu escuto alguém falando: "o cara malandro, preguiçoso. Ele não é malando preguiçoso. Ele está fazendo uma coisa que ele não gosta, ele está alocado num lugar que ele não deveria estar. Deveria estar servindo de outra forma. Não só aqui dentro da Petrobras. Em qualquer lugar. Por exemplo, você que está me fazendo essa entrevista: eu vejo que você faz essa entrevista com vontade, com determinação, não está aqui porque tem que fazer. Tem que fazer porque é aquilo que eu faço. E se é aquilo que eu faço tem que ser o melhor independente do que custa as minhas horas de sono, meus telefonemas na madrugada, minhas paradas inesperadas em beira de estrada pra ficar falando em telefone celular etc e tal. RELAÇÕES DE TRABALHO Na realidade eu sempre tive uma convivência muito boa aqui com o pessoal de terra, por quê? Porque aquele famoso, entre aspas, perfil, me persegue. Então de vez em quando eu estava aqui em terra tirando férias de alguém, cobrindo uma viagem de alguém, indo fazer uma visita numa fábrica, indo fazer um teste na outra e por aí foi e o meu ambiente aqui é o melhor possível. Eu acho que as pessoas que trabalham comigo hoje todas que trabalharam comigo eu tenho o privilégio muito grande de dizer que nessa caminhada minha de 20 anos que já vou fazer o ano que vem eu até hoje

5 acho que eu não tive nenhuma pessoa que eu possa dizer assim "ai, eu não gosto de você". Às vezes, sou intransigente. A gente vai ficando mais sabido e quando você fica mais sabido você fica mais cri-cri. Que aí a pessoa fala pra você: "Esse crachá seu é verde. Você fala assim: "Não é verde. É amarelo. "Assim não vale pra mim. Mas no geral, o meu ambiente na Petrobras sempre foi o melhor possível. Sempre encontrei esse ambiente em todos os lugares que eu fui porque eu procurei levar esse ambiente para os locais. Eu procuro levar. Então eu não vejo dificuldade. DESAFIOS O meu maior desafio foi um posto chamado Roncador 68 em que eu tive que quebrar pedra mesmo pra ele sair um serviço perfeito. E eu vou dizer uma coisa pra você: foi um desafio incrível. E o melhor de tudo é que as pessoas elas escutam você falar que sabe fazer alguma coisa. E elas tem que acreditar que você sabe fazer alguma coisa, mas no momento em que elas acreditam e dizem pra você "vai e faz" ou você mostra pra elas que você sabe fazer e faz da melhor forma ou ali você está fora. E eu fui lá e fiz. Eu estava embarcado e a gente tinha um desafio muito grande que era um poço que estava com um pedaço de borracha por dentro do poço e a gente não conseguia tirar esse pedaço de borracha. E foi formado um grupo de trabalho. Desse grupo de trabalho saíam as diretrizes e eu tive a felicidade de poder executar. E foi muito bom, foi gratificante. Foi agora em 2008, Mas eu tive outros bons trabalhos também. Tive. Aliás, esse foi assim o que mais me motivou pela condição que eu estava de não só como executante, mas como planejador também. Participei de todas as reuniões, as discussões e às vezes as discussões não são tão bonitas depois como na foto que tudo dá certo. Porque quando você fala eu preciso fazer algo, eu quero fazer algo e que 80% do grupo de trabalho diz "olha, isso não vai dar certo" e aí você fala: "não. Só dá certo se for desse jeito. E aí as pessoas param e falam: "você acha que está certo? Então vai lá e faz. E você vai e faz e você vê o retorno físico das coisas. E tantos dias sem avançar e você vai lá e faz a coisa mudar é muito interessante. MOTOQUEIRO PETROLEIRO É uma mistura maravilhosa, é uma mistura maravilhosa porque eu vou te dizer: muita coisa que eu aprendo aqui na Petrobras eu carrego na minha vida lá fora. Ou seja, a

6 determinação, a vontade de vencer, a segurança, o compromisso. Porque não basta só você fazer isso tudo se não tiver compromisso com o seu trabalho, com a sua empresa. Ou seja, com o seu meio de sobrevivência que é a Petrobras. Ao mesmo tempo eu trago outras coisas lá do motociclista, que é? É a cara pra bater, a falta de medo de errar. Eu acho que hoje as pessoas estão muito preocupadas em "eu não posso errar. Negativo, eu acho que a gente tem que ter uma cota de erro por dia porque se a gente tem uma cota de erro a gente não erra o dia todo. A gente se permite errar um pouquinho pra não errar tudo. Então eu trago essa, como os meus amigos me chama mesmo de "peito de aço. Eu procuro observar cada desafio e eu não elimino os desafios só por ele ser um desafio. Eu procuro analisar ele da melhor forma e se eu tiver a mínima chance de encarar aquele desafio como um desafio que ao final eu vou obter sucesso eu vou atrás dele. Assim é o motociclista. Você pega e coloca a sua moto na estrada e o seu objetivo é daqui a 2 mil quilômetros e nem que seja com 2 mil dias o importante é chegar lá sem pressa, sem correria. SER PETROLEIRO É a mistura de tudo o que eu falei. O que é ser petroleiro pra mim hoje é eu estar integrado dentro dessa empresa. Não adianta não "eu sou petroleiro. Não. Petroleiro não ó o cara que veste a camisa da Petrobras não. Que tem um crachá da Petrobras. Petroleiro é o cara que se identifica com a proposta que a Petrobras quer hoje não só para o cidadão, não só para o trabalhador, mas para o Brasil, pra nação. Está todo mundo de olho na Petrobras. Hoje a Petrobras tem desenvolvimento de biodiesel que está aí em primeiro lugar do mundo, águas profundas. Eu acho que todo colaborador que entra na Petrobras ele é um petroleiro e ele pode se orgulhar disso. Porque além de ser petroleiro é brasileiro também. Eu acho que eu já tive oportunidade esse ano também de fazer uma viagem internacional de participar de um evento internacional da área de petróleo que eu trabalho e eu vou dizer do fundo do meu coração: eu voltei de lá mais orgulhoso de ser brasileiro do que quando fui. Porque encarar as coisas como a gente brasileiro encara eu acho que só tem uma coisa que a gente ainda peca muito, a gente reclama muito da vida. Se a gente reclamasse menos da vida e procurasse analisar e trabalhar mais dentro daquilo que a gente se propõe antes de reclamar eu acho que a gente estava conseguindo mais. Eu acho que a única coisa que eu vejo de negativo hoje no geral como brasileiro é essa questão do "ai, eu não consigo, ah, poderia ser melhor. Vai atrás, vai atrás que consegue.

7 PROJETO MEMÓRIA Esse trabalho que vocês estão fazendo vocês vão conseguir coletar muita coisa interessante porque tem umas pessoas que elas fazem umas divisões. "Ah, não, se é um negócio desses eu vou falar estritamente profissional ou senão eu não vou falar, eu vou me brecar, eu não quero me comprometer" etc e tal. E tem outras pessoas não. Que olham pra essa câmera aí e desabafam como se estivesse falando com o chefe deles. Eu acho que é um projeto legal que a Petrobras tem. É um projeto que espero, como tudo na Petrobras, dê bastante frutos. Acho que esse depoimento que eu estou dando aqui pra você agora sirva pra pegar outras pessoas pela mão e trazer: "vamos, vamos para a Petrobras. Aqui a gente tem espaço para todo mundo, aqui a gente tem carinho pra todo mundo, a gente tem compreensão pra todo mundo. Muitas vezes como as gerações são diferentes a gente vê as pessoas novas que estão entrando aí muito num desespero que a gente tenta acalmar, que a gente tenta segurar e mostrar pra elas um pouco. Talvez a gente mostre mais pra elas que estão chegando agora esse trabalho. Mas esse trabalho vai ser de uma valia muito grande para as futuras gerações que vem porque o Brasil em si ele tem uma deficiência muito grande que é de memória. O brasileiro não tem uma memória histórica. Nós estamos falando da Petrobras hoje no ano de 2008, mas a gente poderia ter coisas da Petrobras de 1950, de 53, de 60. E essa memória vem se perdendo não só com a Petrobras, mas em todos os segmentos da instituição brasileira como um todo. Se você chegar hoje e perguntar para uma criança como o meu filho de dez anos quem é que foi um Ulysses Guimarães ele não vai saber te dizer. Então, tomara que a Petrobras dê um salto nessa coisa de resgatar a memória para o Brasil. Porque nós vamos passar, mas os recursos eletrônicos hoje vão permitir que num chip desse tamanho, uma coisinha, que se guarde uma memória fantástica. Eu acho que é super válido o que vocês estão fazendo, a Petrobras está de parabéns e vocês estão de parabéns. Você principalmente que estou vendo ali garimpando, batalhando mesmo. As pessoas levando o seu trabalho muito a sério. Todos vocês estão de parabéns. A Petrobras está de parabéns. AVALIAÇÃO Eu acho que eu passei por várias fases dentro dessa empresa. Eu já tive uma fase de sindicalista, de revoltado também com as coisas do sistema. Mas você vem analisando e vê que o sistema como um todo ele não muda. Ele é cíclico o tempo todo. Só muda um pouco as peças ali. Você tem que se moldar dentro daquilo ali. É

8 difícil você lidar com uma pessoa que acha que está tudo ruim. E também acho que lidar com uma pessoa que acha que está tudo bom também é horrível. Então é como aquilo que eu te falei: você tem que se permitir errar um pouco durante o dia. Errar é saudável porque se não houvesse erro não tem lição aprendida. Você só tem a lição aprendida porque alguém errou. E se alguém errou uma pessoa errou pra evitar que outros muitos errassem. Então a Petrobras está de parabéns por este iniciativa. Tomara que essa iniciativa, como eu falei, alavanque outras instituições que não só a Petrobras. Por exemplo, a Petrobras agora eu vi um depoimento fantástico ontem na TVE a respeito do biodiesel. Aquilo é uma maneira de fazer hoje o que vocês estão fazendo também aqui. Mas em tempo real, não contando uma história. Eu acho que a Petrobras está de parabéns. Eu gosto muito de estar aqui nesse momento.

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Ivo Barcelos Assumpção, nasci dia 13 do doze de 1954 em Rezende, Estado do Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu estudei engenharia química na UFRJ, entrei

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Rio de Janeiro, 18 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 18 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 18 de junho de 2008 Meu nome é João Almeida Gonçalves, nasci em Macaé em12 de novembro de 1960. INGRESSO NA PETROBRAS Ingressei na Petrobras, antes de trabalhar na Petrobras.

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto.

O Coração Sujo. Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse? Tuca Parece cheiro de gambá morto afogado no esgoto. O Coração Sujo Personagens - Tuca - Teco - Tatá - Tia Tuca e Tatá estão conversando. Teco chega. Teco Oi, meninas, sobre o que vocês estão falando? Tuca Estávamos falando sobre... hm, que cheiro é esse?

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 A mentira não agrada a Deus Principio: Quando mentimos servimos o Diabo o Pai da mentira. Versículo: O caminho para vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona

Leia mais

Como fazer seu blog se destacar dos outros

Como fazer seu blog se destacar dos outros Como fazer seu blog se destacar dos outros Fama. Tráfego. Reconhecimento. Muito dinheiro no bolso. Esses itens certamente estão presentes na lista de desejos de quase todos os blogueiros. Afinal, ninguém

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Cristina Soares Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Quando decidi realizar meu processo de coaching, eu estava passando por um momento de busca na minha vida.

Leia mais

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS

Crianças e Meios Digitais Móveis TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Crianças e Meios Digitais Móveis Lisboa, 29 de novembro de 2014 TIC KIDS ONLINE NO TEMPO DOS MEIOS MÓVEIS: OLHARES DO BRASIL PARA CRIANÇAS DE 11-12 ANOS Educação para o uso crítico da mídia 1. Contexto

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. não Eu Não r que o f existe coleção Conversas #14 - outubro 2014 - a z fu e r tu r uma fa o para c ul m d im ad? e. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias

Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias 1/35 Pai, Estou Te Esperando Uma Conexão Visual entre Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar, no Brasil, e Suas Famílias Fotos de Emma Raynes, 2007 2/35 Retratos dos Trabalhadores da Lavoura de Cana-de-Açúcar

Leia mais

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com

QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com QUASE NADA Peça de Marcos Barbosa marcosbarbosa@hotmail.com Antônio, Sara, Vânia e César. Sala da casa de Antônio e Sara. 1 Um longo silêncio. ANTÔNIO. Vai me deixar falando sozinho? Sara o fita e fica

Leia mais

Realizado a partir do Roteiro para grupo focal com monitores - Pesquisa UCA/BA [Escola CETEP/Feira de Santana] 1

Realizado a partir do Roteiro para grupo focal com monitores - Pesquisa UCA/BA [Escola CETEP/Feira de Santana] 1 Realizado a partir do Roteiro para grupo focal com monitores - Pesquisa UCA/BA [Escola CETEP/Feira de Santana] Categorias Apresentação do instrumento [-] Mobilidade/ portabilidade [,] 0 0 Transcrição Alguns

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches

Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches Amanda (entra procurando os amigos) Lucas!? Juninho!? Chico!? Onde estão vocês? Ai meu Deus. Preciso encontrar alguém por aqui. (para o público) Ei pessoal, vocês

Leia mais

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA

INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA DIANA + 3 INTERTÍTULO: DIANA + 1 FADE IN EXT. PRAIA/BEIRA MAR DIA Pablo, rapaz gordinho, 20 anos, está sentado na areia da praia ao lado de Dino, magrinho, de óculos, 18 anos. Pablo tem um violão no colo.

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares

BOLA NA CESTA. Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares BOLA NA CESTA Roteiro para curta-metragem de Marcele Linhares 25/04/2012 SINOPSE Essa é a história de Marlon Almeida. Um adolescente que tem um pai envolvido com a criminalidade. Sua salvação está no esporte.

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957.

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. FORMAÇÃO

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO FAÇA ACONTECER AGORA MISSÃO ESPECIAL SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO RENATA WERNER COACHING PARA MULHERES Página 1 Q ue Maravilha Começar algo novo

Leia mais

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira?

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? - Tem alguém com quem você gostaria de fazer contato? - Porque você não o fez até agora? - Por que é importante aprender a fazer esses contatos?

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Há algumas semanas, aconteceu

Há algumas semanas, aconteceu COLUNA Felipe Mojave @FelipeMojave O dia em que DEI UMA DE MESSI Felipe Mojave é um dos principais jogadores brasileiros da atualidade. Faz parte do time de profissionais do Full Tilt. Há algumas semanas,

Leia mais

internetsegura.fde.sp.gov.br

internetsegura.fde.sp.gov.br PROJETO: HISTORIA: PÁGINA: ANO:! internetsegura.fde.sp.gov.br Internet Segura. Bom para você! Olá! A campanha Internet Segura. Bom para você! apresenta duas histórias em quadrinhos em que seus personagens

Leia mais

A Sociedade dos Espiões Invisíveis

A Sociedade dos Espiões Invisíveis A Sociedade dos Espiões Invisíveis Tem dias em que tudo o que mais quero é embarcar na minha rede mágica e viajar para bem longe! Talvez, em algum outro lugar, não me sinta tão, tão... diferente! Eu sei

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

análise da sequência de

análise da sequência de Laila Vanetti - Setembro de 2014 Laila Vanetti - Setembro de 2014 último encontro análise da sequência de vendas de Conrado adolpho 1º E-mail Conrado adolpho Assunto: O que fizemos aqui na Webliv... Oi,

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias Lucas Zanella Collin Carter & A Civilização Sem Memórias Sumário O primeiro aviso...5 Se você pensa que esse livro é uma obra de ficção como outra qualquer, você está enganado, isso não é uma ficção. Não

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Projetos sociais. Criança Futuro Esperança

Projetos sociais. Criança Futuro Esperança Projetos sociais Newsletter externa ABB - Projetos sociais Criança Futuro Esperança Maria Eslaine conta sobre o início de seu curso profissionalizante 02 De ex-aluno do projeto a funcionário da ABB 04

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia?

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia? Entrevista A13 I Experiência no lar Há quanto tempo trabalha no lar? Há 4 anos. 1 Qual é a sua função no lar? Encarregada de Serviços Gerais. Que tarefas desempenha no seu dia-a-dia? O contacto directo

Leia mais

Marcos Tolentino revela como se tornou o presidente da Rede Brasil de Televisão - RBTV

Marcos Tolentino revela como se tornou o presidente da Rede Brasil de Televisão - RBTV DINO - Divulgador de Notícias Marcos Tolentino revela como se tornou o presidente da Rede Brasil de Televisão - RBTV Marcos Tolentino conta sua trajetória e revela como o filho de um vendedor de carros

Leia mais

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas?????

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas????? Há 16 anos quando entrou na MK, a consagrada Diretora Nacional, Gloria Mayfield, não sabia como chegar ao topo, hoje ela dá o seguinte conselho. As lições que eu aprendi na Mary Kay para me tornar uma

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido

Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido Produtividade e qualidade de vida - Cresça 10x mais rápido Você já pensou alguma vez que é possível crescer 10 vezes em várias áreas de sua vida e ainda por cima melhorar consideravelmente sua qualidade

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

1º Plano de Aula. 1- Citação: Guardar raiva é o mesmo que, beber veneno e querer que o outro morra. 2- Meditação: Meditação da Compaixão

1º Plano de Aula. 1- Citação: Guardar raiva é o mesmo que, beber veneno e querer que o outro morra. 2- Meditação: Meditação da Compaixão 1º Plano de Aula 1- Citação: Guardar raiva é o mesmo que, beber veneno e querer que o outro morra. 2- Meditação: Meditação da Compaixão 3- História Perdoar Sempre 4- Música Uma Luz Dentro de mim. Vol:

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

08/06/2010. Entrevista do Presidente da República

08/06/2010. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após visita ao banco de sangue de cordão umbilical e placentário - Rede BrasilCord Fortaleza-CE, 08 de junho de 2010

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

Vamos falar de amor? Amornizando!

Vamos falar de amor? Amornizando! Vamos falar de amor? Amornizando! Personagens 1) Neide Tymus (Regente); 2) Sérgio Tymus (Marido Neide); 3) Nelida (Filha da Neide); 4) Primeiro Coralista; 5) Segundo Coralista; 6) Terceiro Coralista; 7)

Leia mais

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico)

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) Januária setembro/2011 CENÁRIO: Livre, aberto, porém, deve se haver por opção uma cadeira, uma toalha e uma escova

Leia mais

3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis

3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis 3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis O que é um e- mail bem sucedido? É aquele e- mail que você recebe o contato, envia o e- mail para o cliente e ele te responde. Nós não estamos

Leia mais

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR

É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR É PROIBIDO O USO COMERCIAL DESSA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO DO AUTOR Introdução: Aqui nesse pequeno e-book nós vamos relacionar cinco super dicas que vão deixar você bem mais perto de realizar o seu sonho

Leia mais

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento.

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. museudapessoa.net P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. R Meu nome é Kizzes Daiane de Jesus Santos, 21 de julho de 1988, eu nasci em Aracaju, no estado do Sergipe.

Leia mais

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Paródia 1ªA Música Fugidinha Michel Teló Cheguei na escola não consegui entender Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Tudo dando certo eu vou ficar esperto E vestibular eu vou fazer Sempre tem aquele

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais