SISTEMA GAVETA GSM MANUAL DE OPERAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA GAVETA GSM MANUAL DE OPERAÇÃO"

Transcrição

1 SISTEMA GAVETA GSM MANUAL DE OPERAÇÃO DMO

2 DMO

3 Índice 1. Generalidades Constituição do Sistema Aplicações Características Técnicas Físicas Conexões Externas Alimentação Interface de Linha Telefônica Interface Aérea Serviço de Dados (Via Interface V.24) Serviço de SMS Configuração de Fábrica (default) Características Gerais Introdução Advertência Descrição do Sistema GAV-254A Funções Básicas do Sistema GAV-254A Instalação Preparação do local Projeto do Sistema de Antenas Instalação do Cartão Chip (SIM Card) Cabo de Alimentação Conexão de Linha Porta Serial RS Conexão do Cabo da Antena Energização e Verificação de Funcionamento Como se Usa ICG-254QDR Conectada à Entrada Tronco de um PABX ICG-254QDR Ligada Diretamente a um Telefone Uso da ICG-254QDR com um PC Configuração Inicial do PC Uso das Mensagens Curtas (SMS) Envio de Mensagens Curtas (SMS) Leitura das Mensagens Recebidas Para Apagar as Mensagens Comunicação de Dados Chamada de Dados Originada Chamada de Dados Recebida Observações Serviços Especiais da ICG-254QDR NOTAS Comandos Disponíveis Leitura do Sinal RF Timeout de Fim de Discagem Timeout para Detecção de Desconexão Código PIN Programação do Tom de Linha Nível Acústico de Recepção Visualização CLI (Identificador de Chamada) da Segunda Chamada Inversão de Polaridade Envio de SMS com a Versão do Firmware da ICG-254QDR Prioridade para Chamadas de Voz quando DTR está Alto SERVIÇOS ESPECIAIS NET-LOCK CLIR (Restrição de Identificador de Chamadas) DMO

4 5.3.3 CLIP (Geração da Identificador de Chamadas) Elenco de Funções Especiais Disponíveis na ICG-254QDR Serviço de Conferência a Três (Multiparty - MPTY) DMO

5 1. Generalidades 1.1 Constituição do Sistema Gaveta modelo GAV-254A, com um módulo de fonte de alimentação (USE-254), cablagens e frontal de acrílico Interfaces GSM modelo ICG-254QDR (até 12 por gaveta) 1.2 Aplicações Telefonia em localidades remotas (WLL: Wireless Local Loop) Economia de custos telefônicos: conectado a centrais PABX Linhas telefônicas de emergência Postos telefônicos temporários Segurança: conectado a discadores automáticos Transmissão/recepção de dados Transmissão/recepção de SMS (torpedos) 1.3 Características Técnicas Físicas Dimensões 483mm x 132,5mm x 209mm (ver figura 1) Adequado para rack 19 Peso GAV-254A 4,2kg (sem ICG-254 QDR) Pesa ICG-254 QDR 266g (cada) Temperatura de Operação De 0 C a +50 C Umidade De 0 a 95% (não condensada) Conexões Externas Conexão de linha Interface V.24 Conector de Antena Alimentação AC Aterramento Conectores RJ-11 plug com 6 posições Nível RS-232 (DADOS/SMS) Conector DB9 fêmea Tipo SMA fêmea Plug tripolar 2P+T Conexão parafusada na gaveta Alimentação Tensão 100 a 240Vac Freqüência 60Hz Corrente 0,8A Interface de Linha Telefônica Conexão RJ-11 4/6 Modalidade da chamada Chamada originada (MCO) Chamada recebida (MCR) Seleção de teclagem Decádica / DTMF Nível da tensão de toque (RING) 32 Vrms ± 10% Freqüência da corrente de toque 25 Hz ± 5% Modulação da corrente de toque 1s de emissão, 4s de silêncio Freqüência do Tom de Linha 425Hz ± 1% Precisão da modulação do tom de linha ± 1% Modulação do Tom de Discagem Configurável: contínuo (default) ou 0,2s emissão 0,2s silêncio 0,6s emissão 1,0s silêncio Modulação para Tom de Ocupado e de Congestionamento 0,2s emissão 0,2s silêncio Corrente de Loop 40mA com 0Ω de resistência de linha DMO

6 Resistência máxima da linha telefônica Impedância característica da linha Comprimento máximo da linha telefônica Serviço de Identificação de Chamada (CLI) Interface Aérea Freqüência 600 Ω 750 Ω // 150nF Ω 500m DTMF padrão brasileiro GSM Quad Band 850 MHz (824 a 894 MHz) 900 MHz (890 a 960 MHz) 1800 MHz (1700MHz a 1850MHz) 1900MHz ( MHz) Impedância da Antena 50 Ω Serviço de Dados (Via Interface V.24) Interface RS232 Conector DB9 fêmea Velocidade de transmissão ETSI GSM 07.01, 07.02, bps/V.22bis; 2400bps/V.26ter; 4800bps/V.32; 9600bps/V.32; 2400bps/V.110; 4800bps/V.110; 9600bps/V.110; 14400bps/V.42bis Comandos de chamada e configuração Comandos AT avançados (compatível com padrão Hayes) de acordo com as normas ETSI GSM e Controle de fluxo Por hardware RTS/CTS Formato dos dados (default) 8 bits / Sem paridade / 1 Start Bit / 1 Stop Bit Serviços SMS, CSD até 14.4 Kbps, USSD, V Serviço de SMS Interface Pacote SMS Configuração de Fábrica (default) Velocidade de Transmissão DTE/DCE Controle de fluxo RTS/CTS Formato dos dados Características Gerais Configuração Reconhecimento de discagem RS232 Conector DB9 fêmea 140 bytes (8 bits/caráter) formato PDU 160 bytes (7 bits/caráter) formato texto 9600bps hardware 8 bits de dados, sem paridade, 1 start bit, 1 stop bit Pelo aparelho telefônico por tom Automático DTMF/Decádico DMO

7 Figura 1: Dimensões gerais do GAV-254A DMO

8 2. Introdução 2.1 Advertência Para um funcionamento seguro e eficaz do produto, recomendamos ler atentamente as seguintes instruções antes de utilizá-lo. O produto deve ser utilizado exclusivamente para os fins para o qual foi concebido e fabricado. Qualquer outra forma de emprego é considerada de total responsabilidade do usuário. Somente operadores habilitados estão aptos a instalar, programar e pôr em funcionamento o produto. O produto só deve ser posto em funcionamento após ter sido corretamente instalado, para tanto, o usuário deve executar cuidadosamente todas as operações descritas. A DARUMA não se responsabilizará por uso impróprio, avarias, acidentes, etc., devido ao desconhecimento ou à não observação das instruções apresentadas. O mesmo vale para modificações não autorizadas. A DARUMA se reserva o direito de alterar o produto, por qualquer exigência de caráter construtivo ou comercial, sem a obrigação de atualizar imediatamente os manuais de referência. O sistema GAV-254A/ICG-254QDR utiliza o sistema GSM para telefonia celular; não podendo, portanto, ser utilizado em regiões fora da área de cobertura deste sistema. Uma vez que o sistema GSM é uma tecnologia de radiofreqüência (RF), pode haver interferência na presença de outros aparelhos telefônicos ou problemas no funcionamento de dispositivos eletrônicos que não estejam suficientemente protegidos contra a energia de radiofreqüência. É vetado o uso desse sistema: Em aviões. Em hospitais ou postos de saúde. Próximo a distribuidores de combustíveis ou onde haja perigo de explosão. Em locais onde, via de regra, se utilizam agentes químicos e em ambientes saturados (ou potencialmente saturados) por gases ou exalações. Em locais onde estejam sendo realizadas operações de detonação. Nas proximidades de aparelhos médicos eletrônicos, compreendendo sistemas de auxílio pessoal como: marcapassos e aparelhos eletroacústicos (aparelhos de audição) 2.2 Descrição do Sistema GAV-254A O sistema GAV-254A foi projetado para ser instalado em um grupo de entradas de troncos em PABX, oferecendo assim a possibilidade das chamadas serem roteadas para a conexão com condições economicamente mais vantajosas para cada tipo de ligação (ver figura 2). Um único sistema GAV-254A permite trabalhar com até 12 linhas simultâneas. O sistema também pode ser utilizado para disponibilizar linhas telefônicas em locais que não são atendidos pela rede de telefonia fixa, desde que haja uma cobertura adequada de telefonia celular. O sistema GAV-254A permite também a conexão de computadores pessoais (PC) para a transmissão e recepção de dados (CSD) e mensagens curtas (SMS), utilizando-se para isso o conector RS232 da interface conectado a um PC. Para os equipamentos conectados ao sistema GAV-254A, a ligação se processa como se estivessem conectados a uma linha fixa comum. A interface ICG-254QDR dispõem de duas indicações luminosas (leds) que auxiliam durante as etapas de instalação e manutenção. A conexão da antena permite o uso tanto de antena interna como externa para os casos em que a potência do sinal GSM esteja muito baixa. A interface ICG-254QDR está em condições de funcionar com qualquer tipo de CARTÃO CHIP GSM Fase I e/ou Fase II+. O Sistema GAV-254A é constituído por um sub-bastidor para racks de 19 com um módulo Fonte de Alimentação já instalado e que é responsável por alimentar até 12 ICG-254QDR que DMO

9 podem ser adicionadas à gaveta (ver figura 3). Cada ICG-254QDR controla uma linha celular GSM, transformando-a em uma linha fixa. GAV-254A Figura 2: Exemplo de aplicação Até 12 ICG-254QDR Fonte de Alimentação (USE-254) Figura 3: Sistema GAV-254A DMO

10 2.2.1 Funções Básicas do Sistema GAV-254A Comunicação de voz As conversações podem ser estabelecidas por um único telefone conectado diretamente à ICG-254QDR ou por todos os ramais internos de uma central PABX que esteja conectada ao sistema. Comunicação de dados A comunicação de dados permite troca de informações entre o PC local e o PC remoto conectado à rede de telefonia fixa ou à rede GSM via celular. Para tanto, o PC local deve estar conectado à entrada RS-232 da ICG-254QDR. Serviço SMS O serviço de SMS ocorre por meio de um PC conectado à entrada RS-232 da ICG-254QDR. O Serviço de Mensagens Curtas (SMS) permite a transmissão de mensagens de texto de até 160 caracteres, que são visualizadas nos displays dos aparelhos celulares dos respectivos destinatários. As mensagens recebidas, são visualizadas diretamente no monitor do PC. DMO

11 3 Instalação 3.1 Preparação do local A GAV-254A deve ser fixada em um rack de 19 e ocupa 3U. Dependendo dos cabos de antena utilizados e da forma da instalação a ocupação no rack poderá ser maior. Os cabos de linha e de dados serão conectados na parte traseira do rack. Caso, após a instalação a parte de trás do rack seja de difícil acesso, recomenda-se deixar uma folga de pelo menos 20cm nesses cabos para que possam ser conectados à ICG antes desta ser colocada na gaveta. A alimentação AC deverá estar disponível através de uma tomada tripolar atrás do rack. A GAV-254A deverá ser aterrada através do parafuso em sua lateral traseira. O pino de aterramento da tomada tripolar deverá também estar ligado a este aterramento. As linhas telefônicas devem chegar na parte de trás do rack e estarem com conectores RJ11. Os cabos da antena passam pelo topo da gaveta e se conectam pela frente utilizando conectores SMA macho de 90 graus. O projeto do sistema de antenas varia para cada instalação, sendo influenciado pelo nível do sinal GSM no local, quantidade de ICGs instaladas, espaço físico, etc. Fica a cargo do instalador a determinação deste projeto. Veja o tópico Projeto do Sistema de Antenas para orientações gerais. A seqüência para instalar uma ICG-254QDR na gaveta está relacionada abaixo, sendo que os passos serão detalhados logo adiante: a) Projeto e Instalação do sistema de antenas b) Colocação dos Cartões Chip nas ICG-254QDR c) Colocação das ICG-254QDR na gaveta deslizando-as parcialmente pelas guias (ver figura 4) d) Conexão dos cabos de alimentação e) Fixação das ICG-254QDR com um conjunto de parafuso e arruela dentada f) Conexão das linhas telefônicas e/ou os cabos de dados g) Conexão dos cabos das antenas h) Energização e verificação de funcionamento Figura 4: Instalação da ICG-254QDR na gaveta. DMO

12 3.2 Projeto do Sistema de Antenas Conforme já comentado, o projeto de antenas é específico para cada instalação. Nesse capítulo estão algumas recomendações para a realização desse projeto. Nos locais onde existe um bom nível de recepção do sinal GSM, é possível o uso de antenas internas omnidirecionais colocadas sobre o rack. Em locais onde o sinal fraco, pode ser necessário utilizar antenas externas direcionais com ganhos mais altos (tipo Yagi, por exemplo). É possível compartilhar uma única antena para várias ICGs através de divisores (splitter). A faixa de operação dos divisores utilizados deve obrigatoriamente abranger a faixa de 850 a 1900MHz (ver exemplo na figura 5). Os cabos deverão também ser adequados a uso nessa faixa de freqüência e possuírem impedância de 50 ohms, tal como o RGC-58. Caso as distâncias percorridas pelo cabo sejam muito grande, deve-se utilizar cabos adequados com menores perdas. Os conectores que serão ligados à ICG-254QDR devem ser do tipo SMA macho de 90 graus. A respeito do posicionamento da antena observar os seguintes pontos: A antena deve ser colocada a pelo menos 2 metros de distância de qualquer aparelho eletrônico presente no ambiente, a pelo menos 15 cm de qualquer obstáculo, e numa posição tal que permita uma boa recepção de rádio (vide referência às sinalizações acústicas da ICG-254QDR quanto ao campo de recepção) Se durante o uso do aparelho for notado mau funcionamento ou interferência nos aparelhos próximos, posicionar a antena em outro local. Evitar o uso da antena interna nos casos em que os aparelhos são utilizados em ambientes fechados ou reservados. Utilizar antenas externas com características apropriadas para operar em uma das bandas de freqüência (850, 900,1800 ou 1900MHz) e com impedância nominal de 50 Ω. Não colocar as mãos na antena durante o uso do aparelho. Isso prejudica a qualidade da conexão, além de solicitar a ICG-254QDR um aumento da potência de transmissão. Não utilizar a ICG-254QDR se a antena estiver visivelmente danificada, neste caso a substituição deve ser feita imediatamente. Figura 5: Exemplo de Instalação do Splitter DMO

13 3.3 Instalação do Cartão Chip (SIM Card) O leitor de Cartão Chip se encontra na parte superior da ICG-254QDR. Siga o seguinte procedimento para a colocação do cartão: 1- Com ajuda de um objeto pontiagudo, pressione o botão amarelo que ejetará a bandeja do Cartão Chip. Termine de retirar a bandeja puxando-a. 2- Encaixe o Cartão Chip na bandeja de forma que seus contatos fiquem aparentes. Atente que o chanfro do cartão deve coincidir com o chanfro da bandeja. 3- Recoloque a bandeja no leitor. IMPORTANTE: No caso de substituição do chip card com a ICG-254QDR já em uso, é necessário primeiramente desconectar o cabo de alimentação e reconectá-lo após a substituição. A interface ICG-254QDR funciona apenas com cartão chip de 3V (última geração). No caso de não funcionamento da ICG-254QDR devido a um cartão chip antigo, recomenda-se solicitar ao fornecedor a substituição do cartão por outro de última geração. Para que a ICG-254QDR possa operar um cartão chip que exija a entrada do código PIN (senha) para operar, é necessário que a ICG seja programada com esse código (veja item 5.2.4). Caso isso não seja feito, o cartão poderá se bloquear, exigindo a entrada do PUK. Essa condição poderá ser verificada e regularizada através de um aparelho celular GSM. 3.4 Cabo de Alimentação A alimentação da ICG-254QDR é feita pelos cabos com conectores P4 existentes no topo da gaveta. Existe um cabo para cada posição de ICG-254QDR. Conecte o cabo correspondente ao conector na parte traseira da ICG-254QDR. Os conectores dos cabos não utilizados deverão ser isolados para evitar contatos acidentais em partes metálicas do rack ou de outras gavetas. 3.5 Conexão de Linha As interfaces ICG-254QDR podem ser ligadas, através do conector RJ11, tanto a um PABX como diretamente a um aparelho telefônico homologado. Os contatos ativos deste conector são os centrais e permitem o uso da ICG-254QDR para conexões telefônicas de voz. 3.6 Porta Serial RS-232 Nas aplicações onde são utilizadas conexões de dados, a conexão entre a ICG-254QDR e o PC é feita por um cabo serial RS-232 padrão de 9 pinos com pontas macho/fêmea (cabo de modem). O conector RS-232 fica localizado na parte traseira da ICG. DMO

14 Figura 6: Numeração dos pinos no conector DB-9 Fêmea PINO SINAL EIA CCITT USO SENTIDO 1 DCD CF C109 Data Carrier Detect SAÍDA 2 RX BB C104 Receiver Data SAÍDA 3 TX BA C103 Transmit Data ENTRADA 4 DTR CD C108.2 Data Terminal Ready ENTRADA 5 GND AB C102 Ground - 6 DSR CC C107 Data Set Ready SAÍDA 7 RTS CA C105 Request To Send ENTRADA 8 CTS CB C106 Clear To Send SAÍDA 9 RI CE C125 Ring Indicator SAÍDA 3.7 Conexão do Cabo da Antena Os cabos das antenas devem passar pelo topo da gaveta e serem conectados no conector SMA existente no painel frontal das ICG-254QDR (vide item 3.2: Projeto do sistema de antena) Certifique-se de que os conectores estejam bem encaixados e rosqueados até o final. 3.8 Energização e Verificação de Funcionamento Após realizada toda a instalação física do sistema GAV-254A, alimente a gaveta e acompanhe as sinalizações dadas pelos dois leds de cada ICG-254QDR. Esses apresentam, de modo dinâmico, as condições operacionais da Interface. A interpretação é feita pela seguinte tabela: Estado do Led Verde Estado do Led Vermelho Estado da ICG-254QDR Apagado Apagado Sem alimentação Piscando rapidamente Apagado Sem Cartão Chip - Sem rede GSM Cartão mal colocado - NetLock ativo Piscando rapidamente Aceso fixo Sem Cartão Chip - Sem rede GSM SIM PIN ausente Cartão mal colocado - NetLock ativo Piscando Piscando Fase de inicialização Aceso fixo Piscando lentamente Pronto, Fone no gancho Apagado Piscando lentamente Em uso, Fone fora do gancho DMO

15 4. Como se Usa A seguir serão descritas o uso das diversas modalidades em que o sistema GAV-254A pode ser empregado. 4.1 ICG-254QDR Conectada à Entrada Tronco de um PABX Nessa condição, é possível realizar, a partir de qualquer ramal, chamadas tanto pela rede de telefonia fixa como pela rede móvel GSM. Chamada de voz originada para a rede de telefonia fixa ou móvel GSM Dependendo da central PABX utilizada podem ocorrer dois casos típicos: O PABX exige a digitação de um dígito (ou uma tecla programada) para poder encaminhar para uma linha externa ou para uma linha GSM (por exemplo, discar 0 para acessar uma linha GSM e 1 para acessar uma linha fixa). Ao receber o tom de linha livre basta discar o número do assinante a ser chamado. Entre dois dígitos discados não deve haver uma pausa maior que 5s (timeout default), após o qual a ICG-254QDR realiza a chamada com o número digitado. O PABX reconhece o prefixo do número discado e então direciona de modo automático a chamada para a linha externa fixa ou para a rede GSM. Chamada de voz recebida No caso de chamada recebida pela ICG-254QDR, o aparelho a encaminha automaticamente para o PABX que a gerencia segundo sua própria programação. Inversão de polaridade (programável) A cada chamada originada ou recebida pelo aparelho, a ICG-254QDR pode gerar uma inversão de polaridade em situações específicas. Trata-se de um artifício necessário para que o PABX conectado a ICG-254QDR tenha condições de reconhecer, por exemplo, o atendimento e a desconexão de uma chamada. Linha externa Ramal PAB Outras linhas externas Rede Fixa DMO

16 4.2 ICG-254QDR Ligada Diretamente a um Telefone Quando o telefone estiver conectado diretamente a ICG-254QDR através do conector LINE (vide figura), todas as chamadas são realizadas pela rede GSM. Chamada de voz originada A chamada de voz é realizada de acordo com o seguinte procedimento: Levantar o fone do gancho e verificar a presença de tom de linha. A presença de tom de congestionamento ou de ocupado pode indicar ausência de sinal GSM ou que a ICG-254QDR está sendo utilizada em uma transmissão de dados. Discar, utilizando o teclado telefônico, o número que deseja chamar e aguardar a conexão. Entre dois dígitos discados não deve haver uma pausa maior que 5s (timeout default), após o qual a ICG-254QDR realiza a chamada com o número digitado. Quando se desejar encerrar a chamada, recoloque o fone no gancho. ATENÇÃO: AO TÉRMINO DE UMA CHAMADA DE VOZ, DEVE-SE AGUARDAR CERCA DE 2 A 3 SEGUNDOS ANTES DE EFETUAR UMA NOVA CHAMADA. Chamada de voz recebida Quando se recebe uma chamada de voz, a interface faz tocar o aparelho que está ligado à saída LINE, para atender a chamada basta tirar o fone do gancho. Linha DMO

17 4.3 Uso da ICG-254QDR com um PC Sistema Gaveta GSM Manual de Operação O PC conectado à porta serial RS-232 da ICG-254QDR permite a transmissão e a recepção de dados e SMS através da rede móvel GSM Configuração Inicial do PC Na primeira vez em que se prepara a transmissão ou recepção de dados ou SMS, é conveniente verificar se o PC consegue se comunicar corretamente com a ICG-254QDR: 1. Executar um programa de emulação de terminal (ex.: HyperTerminal) e configurá-lo com a porta COM utilizada nas seguintes configurações: 9600bps, N, 8, Tecle ENTER, Digite AT e tecle ENTER: se no monitor surgir a resposta OK, o PC está se comunicando corretamente com a ICG-254QDR e então já é possível enviar e receber dados e SMS. 3. No caso de outra resposta, é possível que a ICG tenha sido programada para trabalhar em outra velocidade, e será necessário descobrir qual foi ela. Repita o item 2, modificando a velocidade até que a resposta ao comando AT seja OK. 4. Gravar as configurações realizadas utilizando o comando AT&W Nota: caso os caracteres digitados (por exemplo: AT) não forem mostrados no monitor, digitar, a qualquer momento, o comando ATE1 para habilitar a visualização. Linha DMO

18 4.4 Uso das Mensagens Curtas (SMS) O PC ligado à porta serial RS-232 da ICG-254QDR permite a transmissão e recepção de dados e SMS através da rede móvel GSM. A partir do programa emulador de terminal (por exemplo: HyperTerminal), siga os passos a seguir: 1. Configurar a modalidade texto: AT+CMGF=1 <ENTER> 2. Configurar a notificação das mensagens recebidas: AT+CNMI=1,1,0,0,1 <ENTER> 3. Configurar o número da prestadora do serviço: AT+CSCA= número <ENTER> Normalmente o número da prestadora de serviço já vem gravado no SIM Card. Para confirmação, digitar AT+CSCA? <ENTER> Envio de Mensagens Curtas (SMS) Digitar: AT+CMGS=<dest_Address> <ENTER> <texto> <Ctrl Z> onde: <dest_address> é o número do celular para o qual será enviada a mensagem <texto> é a mensagem a ser enviada, máximo de 160 caracteres. O envio da mensagem é confirmado pela string: +CMGS: <msg_ref> onde: <msg_ref> é o número progressivo obtido como resposta aos comandos de envio Leitura das Mensagens Recebidas As mensagens recebidas são gravadas no Cartão Chip. 1. Para ler todas as mensagens recebidas usar o comando: AT+CMGL=ALL <ENTER> ou, o comando AT+CMGR = <número da mensagem recebida> <ENTER> 2. Podem ser escolhidas as mensagens para leitura entre aquelas já lidas e aquelas ainda não lidas Para Apagar as Mensagens As mensagens recebidas são armazenadas no Cartão Chip e devem ser apagadas o quanto antes, de preferência logo após a leitura, pois se a memória do Cartão Chip se esgotar, as novas mensagens recebidas não poderão ser armazenadas. Para apagar as mensagens, execute o comando: AT+CMGD=<pos> <ENTER> onde: <pos> é a posição do texto a ser apagado. 4.5 Comunicação de Dados Um computador pessoal conectado à porta serial RS-232 da ICG-254QDR permite estabelecer uma conexão de dados com usuários de PC. Para a transmissão/recepção de arquivos para/de um PC remoto (inclusive via Internet) utilize os vários aplicativos dedicados existentes (Hyperterminal, Procom Plus, Telix, etc.) Para comunicação de fax via PC (Atenção: não é possível utilizar fax analógico), utilize os pacotes de software do tipo Delrina WinFax 8 ou superior. Os sistemas operacionais Windows 95, 98 e 2000 reconhecem automaticamente o controlador do modem como um Standard Modem. DMO

19 4.5.1 Chamada de Dados Originada Abra um programa tipo Procomm Plus, Telix, etc. e digite: ATD <Address>, onde <Address> é o número a ser chamado. A resposta pode ser: 1. CONNECT <Speed>: a conexão foi efetuada com sucesso. <Speed> é um número correspondente à velocidade de conexão. 2. BUSY: o número chamado está ocupado. 3. NO ANSWER: o número chamado não responde. O PC pode estar inativo ou não estar pronto para receber. 4. NO CARRIER: a conexão caiu por algum motivo. Se a resposta for o do item 1, então utilize os comandos para a transmissão de arquivos (consulte o manual do programa que estiver sendo usado). Para encerrar uma chamada de dados originada, utilize o comando ATH. Se o encerramento for efetuado pelo PC remoto surge a mensagem NO CARRIER Chamada de Dados Recebida A condição indispensável para receber uma chamada de dados é que esteja aberto um programa de comunicação, tipo Procomm Plus, Telex, etc. A chegada de uma chamada de dados (entrante) é sinalizada com a mensagem +CRING ASYNC se a conexão for do tipo transparente, ou +CRING REL ASYNC se a conexão for do tipo não transparente (RLP). Para habilitar a resposta estendida, utilize os comandos AT+CR=1, AT+CRC=1. Para aceitar uma chamada de dados entrante digite o comando ATA ou, para o atendimento automático, use o comando ATS0=1. No caso de se utilizar o comando AT&D2, o comando para resposta automática ATS0=1 não terá efeito Observações AS CONEXÕES DE VOZ/DADOS/SMS SÃO MUTUAMENTE EXCLUSIVAS, OU SEJA, DURANTE UMA CONVERSAÇÃO TELEFÔNICA NÃO É POSSÍVEL OCORRER NENHUMA TRANSMISSÃO/RECEPÇÃO DE DADOS, SMS E VICE-VERSA. QUANDO O SINAL DTR (DA CONEXÃO ICG-254QDR PC) VOLTA PARA NÍVEL ABAIXO, A ICG-254QDR RESTAURA A CONFIGURAÇÃO DEFAULT DMO

20 5. Serviços Especiais da ICG-254QDR 5.1 NOTAS TODAS AS OPERAÇÕES DE INSERÇÃO E REMOÇÃO DO CARTÃO CHIP DEVEM SER EXECUTADAS COM O CONECTOR DE ALIMENTAÇÃO REMOVIDO. A EVENTUAL SUBSTITUIÇÃO OU USO DE OUTRO CARTÃO CHIP PODE REQUER A INTRODUÇÃO DE UM NOVO CÓDIGO PIN PARA REINICIAR A ICG-254QDR. 5.2 Comandos Disponíveis O acesso aos serviços especiais é definido pela seqüência # * # * (Cerquilha - Asterisco Cerquilha - Asterisco). Esta seqüência deve ser digitada no telefone logo após a retirada do gancho na presença do tom de linha. ATENÇÃO: Depois de selecionar um serviço especial é necessário aguardar cerca de 3 a 4 segundos antes de efetuar uma nova chamada com a ICG-254QDR Leitura do Sinal RF Comando: #*#*0 A ICG-254QDR começa a monitorar periodicamente o comunicador GSM e gera tons com os seguintes significados: SEQÜÊNCIA DE TONS SINAL RF QUALIDADE Tom contínuo Ausente - 1 tom de 100ms e 2s de pausa -110dBm/-96dBm baixa 2 tons de 100ms e 2s de pausa -95dBm/-81dBm média 3 tons de 100ms e 2s de pausa -80dBm/-66dBm boa 4 tons de 100ms e 2s de pausa -65dBm/-51dBm ótima Mantendo o fone fora do gancho, a ICG-254QDR atualiza constantemente a seqüência de tons consultando periodicamente o comunicador GSM. Este procedimento é finalizado no momento em que se recoloca o fone no gancho. ATENÇÃO: Depois de digitar a seqüência para verificar o nível do sinal, recolocar o fone no gancho e aguardar pelo menos 5 segundos Timeout de Fim de Discagem Comando: #*#*1<TOUT_SEL> <TOUT_SEL> Dígito numérico único que define em segundos o tempo interdigitos para determinar o fim da teclagem. Os valores devem estar entre 3 e 9 segundos. O default é 5. Se o valor inserido for válido, a ICG-254QDR gera um tom duplo (ON-100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-2000ms) repetido; no caso de valor não aceito é gerado um tom de erro (ON- 100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-100ms...). DMO

21 5.2.3 Timeout para Detecção de Desconexão Comando: #*#*2<TOUT_GANCHO> <TOUT_GANCHO> Campo numérico formado por quatro dígitos que define, em milissegundos, o tempo que deve transcorrer após a colocação do fone no gancho para determinar o evento de desconexão. O campo deve ser expresso com quatro dígitos. Os valores permitidos estão compreendidos entre 0200 e A resolução deste parâmetro é de 20ms. O default é 200ms. Este parâmetro pode ser modificado para reconhecimento de pulsos de Flash eventualmente longos. Se o valor inserido for válido, a ICG-254QDR gera um tom duplo (ON-100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-2000ms) repetido; no caso de valor não aceito é gerado um tom de erro (ON- 100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-100ms...) Código PIN Comando: #*#*3<PIN_CODE1>#<PIN_CODE2> <PIN_CODE1> Campo numérico com quantidade variável de dígitos, mínimo 4, máximo 8. Depois de inserir os dígitos do PIN_CODE1, deve-se digitar # (cerquilha) para fechar o campo e separá-lo do campo seguinte PIN_CODE2. <PIN_CODE2> Campo numérico que deve validar o <PIN_CODE1>. A programação só será aceita se os dois campos forem iguais. Se o código inserido for validado, a ICG-254QDR gera um tom duplo (ON-100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-2000ms) repetido; no caso de código não aceito é gerado um tom de erro (ON- 100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-100ms...). Comando: #*#*3#### Digitando uma série de quatro # no lugar do PIN, a memória flash não volátil do aparelho é carregada com a seqüência FF.FF.FF.FF, ou seja, apaga-se um possível PIN já existente Programação do Tom de Linha Comando: #*#*4<TIPO_TEC> <TIPO_TEC> Dígito único (0 ou 1) que especifica o tipo de tom programado, seguindo a convenção: 0 nacional (tom contínuo) 1 ON-200ms OFF-200ms ON-600ms OFF-1s Se o valor inserido for validado, a ICG-254QDR gera um tom duplo (ON-100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-2000ms) repetido; no caso de valor não aceito é gerado um tom de erro (ON- 100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-100ms...) Nível Acústico de Recepção Comando: #*#*5<NIVEL_RX> <NIVEL_RX> Dígito único (de 0 a 6) que especifica o nível acústico da recepção: 0 mínimo 6 máximo DMO

22 Se o valor inserido for validado, a ICG-254QDR gera um tom duplo (ON-100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-2000ms) repetido; no caso de valor não aceito é gerado um tom de erro (ON- 100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-100ms...) Visualização CLI (Identificador de Chamada) da Segunda Chamada Comando: #*#*6<CLI_2a_CH> <CLI_2a_CH> Parâmetro de 1 dígito, que pode assumir os valores 0 ou 1. Indica ao software se deve transmitir o CLI da segunda chamada via FSK, padrão ETSI. 1=habilitado, 0=desabilitado. O valor default é 0, ou seja, DESABILITADO Inversão de Polaridade Comando: #*#*7<POL_REP><POL_TEC><POL_TOQUE><POL_CHAM> <POL_REP> <POL_TEC> <POL_TOQUE> <POL_CHAM> são quatro parâmetros de um dígito, que podem assumir os valores 0 ou 1. Indicam à ICG a polaridade a ser mantida durante os estados de repouso, teclagem, durante toques e durante a conversação respectivamente. Valores default=1,1,1,0 (pos., pos., pos., neg.) Envio de SMS com a Versão do Firmware da ICG-254QDR Comando: #*#*8*<NUM_TELEPHONE> <NUM_TELEPHONE> Parâmetro de 18 dígitos contendo o número do telefone para o qual se deseja enviar a mensagem com a versão do firmware presente na ICG-254QDR. Parâmetro aceito: 18 dígitos de 0 a 9. Valores default = nenhum valor armazenado. Se a sintaxe for validada, a ICG-254QDR gera um tom duplo (ON-100ms OFF-100ms ON- 100ms OFF-2000ms) repetido; no caso de comando não aceito é gerado um tom de erro (ON- 100ms OFF-100ms ON-100ms OFF-100ms...) Prioridade para Chamadas de Voz quando DTR está Alto Comando: #*#*8#<PRIOR> <PRIOR> Parâmetro de 1 dígito que pode ser 0 ou 1. Indica ao aparelho se deve ativar a prioridade para chamadas de voz de entrada/saída quando o sinal DTR estiver alto. Parâmetro aceito: 0 (NÃO ATIVO) e 1 (ATIVO). Valor de default=0. ATENÇÃO: A FUNÇÃO DEVE SER PROGRAMADA ANTES DE SUBIR O SINAL DTR DMO

Interface GSM ICG-200 ICG-210

Interface GSM ICG-200 ICG-210 Interface GSM ICG-200 ICG-210 DMO2713-001 DARUMA TELECOMUNICAÇÕES E INFORMÁTICA S.A. TERMO DE GARANTIA ID: A Daruma Telecomunicações e Informática S.A. assegura ao Consumidor deste produto garantia contra

Leia mais

Modem Industrial GSM/GPRS MIN-300A

Modem Industrial GSM/GPRS MIN-300A Modem Industrial GSM/GPRS MIN-300A Manual do Usuário DMO 2768-001 DARUMA TELECOMUNICAÇÕES E INFORMÁTICA S.A. TERMO DE GARANTIA ID: A Daruma Telecomunicações e Informática S.A. assegura ao Consumidor deste

Leia mais

DISCADORA PHONE CELL

DISCADORA PHONE CELL DISCADORA PHONE CELL - Caro Usuário A interface celular Phone Cell foi desenvolvida com o objetivo de unir segurança e conectividade em um só aparelho. O produto realiza e recebe ligações telefônicas através

Leia mais

Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as especificações descritas a seguir, estão sujeitas a alterações sem prévio aviso.

Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as especificações descritas a seguir, estão sujeitas a alterações sem prévio aviso. Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as especificações descritas a seguir, estão sujeitas a alterações sem prévio aviso. MTS Telecom 082M05R0 09/05/2008 MANUAL DE INSTALAÇÃO CGW-L

Leia mais

Manual. Autonomus MANUAL DO INSTALADOR AUTONOMUS

Manual. Autonomus MANUAL DO INSTALADOR AUTONOMUS Manual Autonomus 1. Apresentação: A interface celular Pináculo AUTONOMUS dispõe de uma entrada para a conexão de linha telefônica convencional. Por utilizar um módulo celular GSM, ela dispensa o uso de

Leia mais

TELEFONE ROBUSTO TPB-401

TELEFONE ROBUSTO TPB-401 TELEFONE ROBUSTO TPB-401 MANUAL DE OPERAÇÃO DMO 2501-001B.doc 1. APRESENTAÇÃO O Telefone Robusto TPB-401 é um aparelho telefônico resistente projetado para atender às necessidades especiais de comunicação

Leia mais

www.leucotron.com.br Assistência Técnica em todo o Brasil.

www.leucotron.com.br Assistência Técnica em todo o Brasil. Assistência Técnica em todo o Brasil. Rua Jorge Dionísio Barbosa, 312 - CEP 37540.000 Santa Rita do Sapucaí-MG FONE: (35) 3471.9500 - FAX: (35) 3471.9550 08000 35 8000 sac@leucotron.com.br www.leucotron.com.br

Leia mais

Utilizando Modems GSM Guia Prático. Esse artigo mostra de maneira simples e objetiva os conceitos fundamentais para utilização de um modem GSM.

Utilizando Modems GSM Guia Prático. Esse artigo mostra de maneira simples e objetiva os conceitos fundamentais para utilização de um modem GSM. Utilizando Modems GSM Guia Prático Esse artigo mostra de maneira simples e objetiva os conceitos fundamentais para utilização de um modem GSM. Luiz Henrique Corrêa Bernardes Cada vez mais estamos envolvidos

Leia mais

Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as especificações descritas a seguir, estão sujeitas a alterações sem prévio aviso

Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as especificações descritas a seguir, estão sujeitas a alterações sem prévio aviso Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as especificações descritas a seguir, estão sujeitas a alterações sem prévio aviso Leucotron Telecom 085M01R1 27/01/11 Índice 1 Apresentação...

Leia mais

Leucotron Telecom 082M02R8 20/10/2008

Leucotron Telecom 082M02R8 20/10/2008 SUMÁRIO 1. Descrição Técnica do Produto...03 2. Especificações Técnicas... 03 3. Local apropriado para a instalação...04 4. Como ligar um Chipcell+ em um PABX... 04 5. Como ligar um Chipcell+ em um telefone

Leia mais

Unecom. MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo: NOVOCell. Guarde este manual para futuras referências NC-10H

Unecom. MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo: NOVOCell. Guarde este manual para futuras referências NC-10H Unecom MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo: NOVOCell NC-10H Guarde este manual para futuras referências INTRODUÇÃO Prezado Cliente, Parabéns, você acaba de adquirir uma interface celular NOVOCell da Unecom Eletrônicos,

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização SUMÁRIO: 1. Produto 2. Itens de embalagem 3. Instalação 4. Posicionamento 5. Programando a ITCell Siga-Me 6. Cadastro do número Siga-Me 7. Ligações 8. Ajustes 9. Call

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Integração Software Hardware

Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Integração Software Hardware Universidade Federal de Santa Catarina Laboratório de Integração Software Hardware Manual de Uso e Configuração do Terminal Serial GPRS TSG Introdução O TSG (Terminal Serial GPRS) é uma solução para telemetria

Leia mais

NGP 822. FXS, FXO e GSM. Visão frontal. 4 ou 8 ramais. 0, 1 ou 2 interfaces celulares. 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas. Automação e segurança

NGP 822. FXS, FXO e GSM. Visão frontal. 4 ou 8 ramais. 0, 1 ou 2 interfaces celulares. 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas. Automação e segurança NGP 822 FXS, FXO e GSM Visão frontal 4 ou 8 ramais 0, 1 ou 2 interfaces celulares 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas Automação e segurança Interface Web LEDs de status do equipamento e das interfaces

Leia mais

Manual de Instruções PlugCell GT111 Introdução 3

Manual de Instruções PlugCell GT111 Introdução 3 SUMÁRIO 1. Introdução 3 2. Para sua Segurança 4 3. Conteúdo da Embalagem 4 4. Funcionamento Básico 5 5. Compatibilidade 5 6. Conhecendo o PlugCell GT111 6 7. Instalando Passo a Passo 7 8. Recursos Extras

Leia mais

Seu manual do usuário MULTITOC PABX OFFICE 308 http://pt.yourpdfguides.com/dref/568699

Seu manual do usuário MULTITOC PABX OFFICE 308 http://pt.yourpdfguides.com/dref/568699 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para MULTITOC PABX OFFICE 308. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no

Leia mais

Software de comunicação MC-SOFT V 2.0

Software de comunicação MC-SOFT V 2.0 Software de comunicação MC-SOFT V 2.0 GUIA DO USUÁRIO 1. Apresentação O Pináculo MC-Soft é um software para configuração da MC-1T e MC1R. Esse software roda em plataforma Windows e comunica-se com o equipamento

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

Capítulo 1 - Apresentação 1

Capítulo 1 - Apresentação 1 Índice Capítulo 1 - Apresentação 1 Capítulo 2 - Instalação 2.1 Cuidados na instalação 1 2.2 Procedimentos de segurança 1 2.3 Identificador de chamadas 1 2.4 Estrutura das conexões 1 2.5 Procedimentos de

Leia mais

Manual do usuário. ITC 4100 Tools

Manual do usuário. ITC 4100 Tools Manual do usuário ITC 4100 Tools ITC 4100 Tools Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este aplicativo deve ser utilizado em plataforma Windows e comunica-se

Leia mais

Av. Eng. George Corbisier, 1145/1151 1º andar Jabaquara São Paulo-SP CEP 04345-001 Tel: (11) 5012-5033 Fax: (11) 5012-3267 www.nonus.com.

Av. Eng. George Corbisier, 1145/1151 1º andar Jabaquara São Paulo-SP CEP 04345-001 Tel: (11) 5012-5033 Fax: (11) 5012-3267 www.nonus.com. Av. Eng. George Corbisier, 1145/1151 1º andar Jabaquara São Paulo-SP CEP 04345-001 Tel: (11) 5012-5033 Fax: (11) 5012-3267 www.nonus.com.br e-mail: nonus@nonus.com.br Manual de Instalação, Operação e Configuração

Leia mais

PABX 2X8-3X8. Contra transientes nas entradas de linhas (Tronco) e alimentação (AC).

PABX 2X8-3X8. Contra transientes nas entradas de linhas (Tronco) e alimentação (AC). PABX 2X8-3X8 CONHEÇA SUA CENTRAL PABX INNOVARE As Centrais PABX INNOVARE são Centrais Privadas de Comutação Telefônica, que usam tecnologia CPA-E (Controle por Programa Armazenado - Comutação Espacial).

Leia mais

PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO RAMAL CELULAR

PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO RAMAL CELULAR MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO RAMAL CELULAR Bem-vindo! Obrigado por adquirir o RAMAL CELULAR GSM. Antes de instalar e acionar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual. Introdução

Leia mais

Produto Homologado 2360-10-4318 (01)07898907922517. Manual. Usuário

Produto Homologado 2360-10-4318 (01)07898907922517. Manual. Usuário Produto Homologado 2360-10-4318 (01)07898907922517 Manual do Usuário ANTENAS ESPECIAIS DISPONÍVEL NAS VERSÕES 850MHz: 15, 17 E 19 dbi 900MHz: 15, 17 E 19 dbi 1800MHz: 18dBi Refletor com furo para passar

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 01. PRODUTO 04 02. ITENS DA EMBALAGEM 04 03. INSTALAÇÃO 04 04. PROGRAMANDO O ITCELL 06 05. REALIZANDO UMA CHAMADA 08 06. AJUSTES 08 07. CALLBACK 08 08. CONFIGURAR BLOQUEIO DE LIGAÇÃO

Leia mais

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 MANUAL DO USUÁRIO Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000 via conexão USB. Através do ITC 4000 Manager, o usuário

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO ETHERNET BOX MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO E.P.M. Tecnologia e Equipamentos Ltda. Av. Comendador Gumercindo Barranqueiros, 285 Jardim Samambaia - Jundiaí SP CEP: 13211-410 Telefone (0xx11) 4582-5533

Leia mais

DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA

DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA 1- FUNCIONAMENTO: A discadora DiscCell5 Ultra é um aparelho eletrônico que disca para até 5 números, cada chamada dura aproximadamente 1 minuto. Uma vez discado o número uma

Leia mais

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL ITCELL SOFTWARE SOFTCELL 2.0 1.Sumário 2.1 Instalação do SoftCell...2 2.2 Instalação do driver de comunicação...7 5.1 Abrindo o Software SoftCell...11 5.2 Acessando a interface...12 5.3 Configuração da

Leia mais

Microregistradora TMS-44

Microregistradora TMS-44 Microregistradora TMS-44 MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Manual do Usuário Microregistradora TMS-44 Edição de Outubro de 2008 Este manual tem caráter técnico-informativo, sendo propriedade da SWEDA. Todos

Leia mais

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem WT1000-LED Manual Técnico Versão A12-03 Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você

Leia mais

Modem GSM/GPRS MC55iT-BR 78989115288-2

Modem GSM/GPRS MC55iT-BR 78989115288-2 Modem GSM/GPRS MC55iT-BR 78989115288-2 CONFIGURAÇÃO VIA SOFTWARE INTERFACE RS232/RS485 SELECIONÁVEL VIA SOFTWARE RELÓGIO INTERNO TRÊS REBOOTS DIÁRIOS PROGRAMÁVEIS... EXCLUSIVA FUNÇÃO SMS DIRECT SUPORTA

Leia mais

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões Conv. USB-Serial Baudrate, stop bit e nro de dados programável. Baudrate de 1200 a 38400 bauds. Emula porta COM virtual. Led de indicação de operação como conversor USB-serial. Não possui linhas de controle

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização SUMÁRIO: 1. Produto 2. Itens de embalagem 3. Instalação 4. Programando a ITCell 3g Max 5. Realizando uma chamada 6. Ajustes 7. Call Back 8. Configurando 9. Agenda 10.

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Manual. para ITCELL e ITCELL PLUS

Manual. para ITCELL e ITCELL PLUS TECNOLOGIA DO FUTURO INOVANDO O SEU PRESENTE Interface Celular Rua Mato Grosso, 1807 - Londrina - PR (43) 3321.5600 info@identech.com.br Manual para ITCELL e ITCELL PLUS TECNOLOGIA DO FUTURO INOVANDO O

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO S501 CONNECT Versão 1.0.1 / Revisão 1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO CONTEMP IND. COM. E SERVIÇOS LTDA. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 S. Caetano do Sul - SP - Brasil Fone:

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho

Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho Copyright 2007 Projecta Anytek. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste manual poderá ser copiada, fotocopiada, traduzida ou reproduzida

Leia mais

Manual do usuário 602 DUO

Manual do usuário 602 DUO Manual do usuário K 602 402 602 DUO Índice 1. Produto 4 2. Instalação 5 2.1. Instalação da bateria...5 2.2. Recarga da bateria...6 2.3. Duração da bateria em uso e em repouso...7 2.4. Conexão na linha

Leia mais

Guia do usuário ITC MANAGER

Guia do usuário ITC MANAGER Guia do usuário ITC MANAGER ITC MANAGER Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000i/ ITC

Leia mais

BADISCO PROFISSIONAL PT-1000 EQUIPAMENTO DE TESTE DE LINHA

BADISCO PROFISSIONAL PT-1000 EQUIPAMENTO DE TESTE DE LINHA BADISCO PROFISSIONAL PT-1000 EQUIPAMENTO DE TESTE DE LINHA DISCAGEM POR PULSO E TOM INDICAÇÃO DE POLARIDADE DE LINHA MEMORIZA ÚTIMO NÚMERO DISCADO MONITORAÇÃO EM ALTA IMPEDÂNCIA PROTEÇÃO CONTRA REDIOINTERFERÊNCIA

Leia mais

Marthe Ethernet A820. Manual do Usuário

Marthe Ethernet A820. Manual do Usuário Marthe Ethernet A820 Manual do Usuário Índice 1 INTRODUÇÃO... 5 2 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 6 3 CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS... 7 3.1 ALIMENTAÇÃO 7 3.1.1 ESPECIFICAÇÃO DA FONTE DE ALIMENTAÇÃO... 7 3.2 INTERFACE

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

SUMÁRIO PlugSec Guardian ST100 PlugSec Guardian ST100

SUMÁRIO PlugSec Guardian ST100 PlugSec Guardian ST100 SUMÁRIO 1. Introdução 3 2. Para sua Segurança 3 3. Conteúdo da Embalagem 3 4. Funcionamento Básico 4 5. Compatibilidade 4 6. Modelos 4 7. Conhecendo o PlugSec Guardian ST100 5 8. Instalando Passo a Passo

Leia mais

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 -

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - Índice Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 2 - ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 1.1 ACESSÓRIOS

Leia mais

Wireless Solutions BROCHURE

Wireless Solutions BROCHURE Wireless Solutions BROCHURE JUNHO 203 info@novus.com.br www.novus.com.br REV0803 Produto beneficiado pela Legislação de Informática. Transmissor de Temperatura e Umidade RHT-Air ISO 900 EMPRESA CERTIFICADA

Leia mais

Manual da CENTRAL PABX OFFICE

Manual da CENTRAL PABX OFFICE Manual da CENTRAL PABX OFFICE Manual da CENTRAL PABX OFFICE Capítulo 1 - Apresentação... 4 Capítulo 2 - Instalação 2.1 Cuidados na instalação... 4 2.2 Procedimentos de segurança... 4 2.3 Identificador

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 108. www.multitoc.com.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 108. www.multitoc.com.br MANUAL DE INSTRUÇÕES Central PABX 108 www.multitoc.com.br Índice Capítulo 1 - Apresentação... 2 Capítulo 2 - Instalação... 3 2.1 Cuidados na Instalação... 3 2.2 Procedimentos de Segurança... 3 2.3 Identificador

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO 13.82kV 119.4kA 13.81kV 121.3kA 13.85kV 120.2kA Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Protocolo de comunicação Modbus RTU Dimensional ABB

Leia mais

DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT

DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT DESCRIÇÕES GERAIS SL A X 4 - MT Sua central de alarme SL AX4 - MT, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), com opções monitoráveis

Leia mais

Instalação. Conhecendo o seu aparelho

Instalação. Conhecendo o seu aparelho s euroset 3010 Manual de Instruções Conhecendo o seu aparelho Instalação 1 22 15 3 2 5 7 4 6 19 17 20 8 8 16 9 13 10 12 21 18 11 14 1) Etiqueta Agenda 2) Tecla de Conferência e de memória de dois toques

Leia mais

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Página 1 de 14 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2-NA Este guia irá ajudá-lo a instalar o seu ATA,

Leia mais

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Introdução 3 1. Indicações de segurança 4 2 Instrução ao teclado e aos ícones 6 2.1 Teclado 6 2.2 Ícones 7 3 Instalação 7 3.1 Instalação do sim card 7 3.2 Carregando

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO S501 CONNECT Versão 1.0.0 / Revisão 0 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO CONTEMP IND. COM. E SERVIÇOS LTDA. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 S. Caetano do Sul - SP - Brasil Fone:

Leia mais

CRD300 Placa de Controle Remoto DTMF/Serial. Manual de Instalação e Operação. Versão 2.1 Revisão de Hardware D

CRD300 Placa de Controle Remoto DTMF/Serial. Manual de Instalação e Operação. Versão 2.1 Revisão de Hardware D CRD300 Placa de Controle Remoto DTMF/Serial Manual de Instalação e Operação Versão 2.1 Revisão de Hardware D Abril/2009 Indice Suporte Técnico... 01 Precauções... 01 Termo de Garantia... 01 Apresentação

Leia mais

PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO RAMAL CELULAR

PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO RAMAL CELULAR MANUAL DE PROGRAMAÇÃO E INSTALAÇÃO RAMAL CELULAR Bem-vindo! Obrigado por adquirir o RAMAL CELULAR GSM. Antes de instalar e acionar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual. Introdução

Leia mais

SIEMENS. euroset line 16. Manual de Instruções

SIEMENS. euroset line 16. Manual de Instruções SIEMENS euroset line 16 Manual de Instruções Apresentação: A partir de agora você tem a seu serviço o sistema "euroset line 16", que permitirá tornar ainda mais eficiente a sua comunicação telefônica.

Leia mais

01. PRODUTO pg.02. 02. ITENS DA EMBALAGEM pg.02. 03. INSTALAÇÃO pg.02. 04. PROGRAMANDO O ITCELL pg.04. 05. REALIZANDO UMA CHAMADA pg.

01. PRODUTO pg.02. 02. ITENS DA EMBALAGEM pg.02. 03. INSTALAÇÃO pg.02. 04. PROGRAMANDO O ITCELL pg.04. 05. REALIZANDO UMA CHAMADA pg. 01. PRODUTO pg.02 02. ITENS DA EMBALAGEM pg.02 03. INSTALAÇÃO pg.02 04. PROGRAMANDO O ITCELL pg.04 05. REALIZANDO UMA CHAMADA pg.08 06. AJUSTES pg.08 07.CALLBACK pg.08 08. CONFIGURAR LISTA DE BLOQUEIO

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804 CENTRAL DE ALARME - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela rede AC. Led BATERIA: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela bateria. Led ARMADO: Aceso indica que

Leia mais

ATENÇÃO. Para utilizar o serviço de identificação de chamadas neste aparelho, você deverá solicitá-lo à sua operadora.

ATENÇÃO. Para utilizar o serviço de identificação de chamadas neste aparelho, você deverá solicitá-lo à sua operadora. MANUAL DO USUÁRIO ATENÇÃO Para utilizar o serviço de identificação de chamadas neste aparelho, você deverá solicitá-lo à sua operadora. Este aparelho identifica chamadas em linhas com padrão de sinalização

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA-4

CENTRAL DE ALARME BRISA-4 CENTRAL DE ALARME BRISA-4 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS -4 zonas mistas programáveis -disca para até 4 telefones -pânico pelo controle remoto -dupla tecnologia hopping code e rolling code em 4,9mhz -indica

Leia mais

Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual

Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual DS-11403 (2 portas) DS-12402 (4 portas) NOTA Este equipamento foi testado e está em conformidade com

Leia mais

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204. Versão: 00.2010 ou 00.2010T

Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204. Versão: 00.2010 ou 00.2010T Manual de instrução e instalação VECTRA EX 204 Versão: 00.2010 ou 00.2010T SUMÁRIO Introdução... 3 Instalação... 4 Configuração... 4 O software... 5 Número da Receptora... 6 Aviso Sonoro... 7 Hora... 8

Leia mais

CENTRAL DE ALARME ASD-600 SINAL E VOZ

CENTRAL DE ALARME ASD-600 SINAL E VOZ CENTRAL DE ALARME ASD-6 SINAL E VOZ Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo ASD-6 produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. 1- PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO GUIA RÁPIDO BV: Bloquear Veículo DV: Desbloquear Veículo AR: Ativar Rastreador DR: Desativar Rastreador AC: Ativar Cerca eletrônica DC: Desativar Cerca Eletrônica BL: Bloquear e

Leia mais

Microterminal USB - Protocolo VT 100 16 e 44 teclas

Microterminal USB - Protocolo VT 100 16 e 44 teclas Microterminal USB - Protocolo VT 100 16 e 44 teclas Gradual Tecnologia Ltda. Manual Microterminal USB - VT 100 16 e 44 teclas. 1 ÍNDICE Apresentação... 3 Especificação Técnica... 3 Características: (44

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 208. www.multitoc.com.br. Obs.: Este equipamento não é compatível com linhas digitais.

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 208. www.multitoc.com.br. Obs.: Este equipamento não é compatível com linhas digitais. MANUAL DE INSTRUÇÕES Central PABX 208 Obs.: Este equipamento não é compatível com linhas digitais. www.multitoc.com.br ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...4 2. INSTALAÇÃO DA CENTRAL PABX 208...4 2.1 - Escolha do

Leia mais

COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS

COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS 1 Introdução Para transmitir ou receber informações de outros dispositivos é necessário que os sistemas automáticos sejam capazes de comunicarem-se com estes dispositivos.

Leia mais

Teclado, Mouse e Modem. Teclado no PC

Teclado, Mouse e Modem. Teclado no PC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Elétrica Curso de Extensão em Arquitetura de Computadores Pessoais Teclado, Mouse e Modem 1 Teclado no PC O teclado

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

Compacta e de fácil programação possuindo:

Compacta e de fácil programação possuindo: '(6&5,d (6*(5$,66/$; Sua central de alarme 6/ ± $;, é microcontrolada, com quatro setores independentes, com fios ou sem fios (dependendo dos opcionais instalados), controle remoto e discador telefônico,

Leia mais

Modem USB Guia Rápido MF190 ZTE CORPORATION. NO. 55, Hi-tech Road South, ShenZhen, P.R.China Postcode: 518057

Modem USB Guia Rápido MF190 ZTE CORPORATION. NO. 55, Hi-tech Road South, ShenZhen, P.R.China Postcode: 518057 Modem USB Guia Rápido ZTE CORPORATION NO. 55, Hi-tech Road South, ShenZhen, P.R.China Postcode: 518057 MF190 INFORMAÇÕES LEGAIS Copyright 2011 ZTE CORPORATION. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte

Leia mais

Introdução. Especificações

Introdução. Especificações Introdução O modem USB ZTE MF645 é um modem USB 3G que suporta múltiplos modos de operação e é compatível com redes GSM/ GPRS/ UMTS/ EDGE/ HSDPA/ HSUPA. Este dispositivo possui interface USB para conexão

Leia mais

Guia de Referência Rápida MODEM USB ZTE MF193

Guia de Referência Rápida MODEM USB ZTE MF193 Guia de Referência Rápida MODEM USB ZTE MF193 1 Introdução IMPORTANTE! LEIA ANTES DE FAZER A INSTALAÇÃO DO MODEM MF193 O Modem ZTE MF193 HSUPA é um Modem USB 3G. É compatível com redes HSUPA / HSDPA /

Leia mais

Sugestões para este manual

Sugestões para este manual CENTRAL CONECTA TABELA DE PROGRAMAÇÕES edição 01 para internet intelbras Indústria de Telecomunicação Eletrônica Brasileira BR 101, km 210 Área Industrial São José (SC) Brasil - CEP: 88104-800 Fone: 0

Leia mais

Contronics Clavium Guia Rápido - Português

Contronics Clavium Guia Rápido - Português Contronics Clavium - Português Clavium Introdução Este contém as informações básicas para instalação física e configuração do equipamento Contronics Clavium. Para informações detalhadas consulte o Manual

Leia mais

NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS

NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS Guia rápido de usuário (Versão 3.0.4) Nota: Esse manual pode descrever os detalhes técnicos incorretamente e pode ter erros de impressão. Se você tiver algum

Leia mais

NACCELL MCI GSM QUADBAND

NACCELL MCI GSM QUADBAND Manual do Usuário NACCELL MCI GSM QUADBAND AMNNIPC011.02 04/09 Índice 1. RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES...1 2. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...2 3.INSTALAÇÃO...3 4. CONFIGURAÇÃO OBRIGATÓRIA...4 4.2 CONFIGURAÇÃO OBRIGATÓRIA...4

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PROFIBUS BOX MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Manual PROFIBUS BOX E.P.M. Tecnologia e Equipamentos Ltda. Avenida Comendador Gumercindo Barranqueiros, 285. Jardim Samambaia Jundiaí SP CEP - 13211-410 Telefone:

Leia mais

Microterminais RS 232 - VT 100 16 e 44 teclas

Microterminais RS 232 - VT 100 16 e 44 teclas Microterminais RS 232 - VT 100 16 e 44 teclas Gradual Tecnologia Ltda. Manual Microterminal RS-232 - VT 100 16 e 44 teclas. ÍNDICE Apresentação... 3 Especificação Técnica... 3 Características Elétricas:

Leia mais

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP)

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Gradual Tecnologia Ltda. Manual do Conversor RS-232 Ethernet 1 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DO APARELHO... 3 DESCRIÇÃO:... 3 CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS:... 3 PINAGEM... 4

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS

CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS CENTRAL DE ALARME BRISA 4 PLUS Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo Brisa 4 Plus produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica

Leia mais

Maxcom do Brasil Conforto + Segurança + Economia para Condomínios

Maxcom do Brasil Conforto + Segurança + Economia para Condomínios COMUNIC LIGHT - guia de instalação - 29.04.05-1 COMUNIC LIGHT e COMUNIC LIGHT Plus 8 a 40 GUIA DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO COMUNIC LIGHT e COMUNIC LIGHT Plus 8 a 40 INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO ÍNDICE Características

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Central Discadora Celular. ITCell SEG MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO P P B. Empresa Nacional. Processo Produtivo Básico

Central Discadora Celular. ITCell SEG MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO P P B. Empresa Nacional. Processo Produtivo Básico Central Discadora Celular ITCell MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO P P B Processo Produtivo Básico Empresa Nacional 01. INTRODUÇÃO 03 02. FUNCIONAMENTO 03 2.1. SINAIS SONOROS 03 2.2. ESQUEMA DE CONEXÃO 04

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

Collector GPRS. Manual do Usuário

Collector GPRS. Manual do Usuário Collector GPRS Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48) 2106 2222 Fax: (48) 2106 2211 E-mail:

Leia mais

Manual ELT 35i Sistema de Backup Celular

Manual ELT 35i Sistema de Backup Celular Manual ELT 35i Sistema de Backup Celular O equipamento de backup celular foi concebido para gerar uma linha física com características semelhantes à telefonia fixa: Tensão de linha disponível, 48Vcc +/-

Leia mais

Manual de Operação. Impressora Fiscal 1FIT LOGGER Versão 03.00.00

Manual de Operação. Impressora Fiscal 1FIT LOGGER Versão 03.00.00 Manual de Operação Impressora Fiscal 1FIT LOGGER Versão 03.00.00 Índice 1. PREFÁCIO...3 1.1. Descrição deste Manual...3 1.2. Terminologia e Conceitos...3 2. O EQUIPAMENTO...3 3. MÓDULOS COMPONENTES...4

Leia mais

AirGate-Modbus MANUAL DE INSTRUÇÕES. V1.1x INTRODUÇÃO

AirGate-Modbus MANUAL DE INSTRUÇÕES. V1.1x INTRODUÇÃO AirGate-Modbus MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.1x INTRODUÇÃO... 1 ESPECIFICAÇÕES... 2 CONEXÃO E INSTALAÇÃO... 3 OPERAÇÃO... 4 MODOS DE OPERAÇÃO... 5 UTILIZANDO OS MODOS DE OPERAÇÃO... 6 APLICAÇÃO COM LONGO ALCANCE...

Leia mais

Guia do Usuário. Higrotermômetro e Registrador de Dados Modelo SD500

Guia do Usuário. Higrotermômetro e Registrador de Dados Modelo SD500 Guia do Usuário Higrotermômetro e Registrador de Dados Modelo SD500 Introdução Parabéns pela sua compra do Registrador de dados de Temperatura/Umidade Extech SD500. Este aparelho mede, exibe e armazena

Leia mais

Guia de Referência Rápida MODEM USB ZTE MF668A

Guia de Referência Rápida MODEM USB ZTE MF668A Guia de Referência Rápida MODEM USB ZTE MF668A Introdução IMPORTANTE! LEIA ANTES DE FAZER A INSTALAÇÃO DO MODEM MF668A. O Modem ZTE MF668A HSPA+ é um Modem USB 3G. É compatível com redes HSPA+ / HSUPA

Leia mais

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação COMPATEC PRODUTOS PARA SUA SEGURANÇA MODEM MONITORAMENTO Manual de Instalação e Operação ÍNDICE Características técnicas do modem...3 Características gerais do modem...3 Conheça o modem...3 Apresentação...4

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais