Top 10 Tendências 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Top 10 Tendências 2015"

Transcrição

1 Setor Alimentar Top 10 Tendências 2015 Com base em informações retiradas da base de dados InnovaDatabase em:

2 1. Mais clareza na Rotulagem 2. Mais conveniência para os foodies 3. Marketizando a Geração do Milénio 4. Snacks para todas as ocasiões 5. Boas Gorduras e bons Hidratos de Carbono 6. Novas rotas para as Frutas 7. Mais oferta no Horizonte Proteico 8. Uma visão refrescada dos Congelados 9. Oportunidades na Private Label 10. Rico e com textura

3 1. Mais clareza na Rotulagem Fruto da nova regulamentação, verificam-se movimentações que ultrapassam a já evidente clareza nos rótulos dos produtos. Os consumidores reclamam maior transparência e reforço da comunicação de diferentes tipos de informação na embalagem: - origem, - lista de ingredientes, - alergénios, - informação nutricional.

4 2. Mais conveniência para os foodies Por diversas razões, económicas, sociais ou de saúde, os consumidores aspiram a ser melhores Chefs em casa. A indústria e o retalho reagem com uma maior oferta de produtos frescos face à descoberta do valor associado a esta categoria de produto. A apologia a novas experiências e produtos é evidente e atrativa para estes consumidores que vêm surgir kits de ingredientes frescos para utilizar em casa nas suas preparações culinárias. Porque cozinhar está na moda!

5 3. Marketizando a Geração do Milénio A faixa etária entre os 15 e os 35 representa já 1/3 dos consumidores a nível mundial. Consumidores focados na informação e permanentemente online. Face à sua relevância, esta geração do milénio impulsiona novas abordagens por parte do setor agroalimentar ao nível da reputação da marca, que possibilitam o engagement: exemplo do comprometimento da marca com uma causa ou comunicação da história da marca na embalagem.

6 4. Snacks para todas as ocasiões Com um estilo de vida cada vez mais acelerado e citadino, surgem snacks. Para todas as ocasiões, e especialmente dirigidos para um público maioritariamente muito ativo, proporcionam pequenos prazeres em momentos de pausa o que potencia esta categoria de produto. Esta tendência surge como resposta a uma procura de opções mais rápidas, saudáveis e convenientes para substituição das refeições mais tradicionais ou entre refeições. Verifica-se uma vasta oferta de Snacks: de pequenoalmoço/lanche, para levar, indulgentes ou com aporte de energia & saciedade, etc. De realçar os vários posicionamentos possíveis como a Saúde e o Bem-estar.

7 5. Boas Gorduras e Bons Hidratos de Carbono O consumidor está cada vez mais sujeito a diferentes pressões relacionadas com o consumo alimentar. Por todo o lado aparece nova informação acerca dos hábitos alimentares e de como estes influenciam a saúde e o bem-estar, nomeadamente em food shows, food bloggers, publicidade a dietas e suplementos alimentares, os resultados da investigação científica, etc.. O consumidor vê o seu processo de escolha dificultado. Em resposta, a indústria alimentar aumenta e especifica a comunicação alusiva às gorduras. Por outro lado, no que respeita aos hidratos de carbono, regista-se uma redefinição destes, assistindo-se ao consolidar de tendências para produtos com alegação integral e a aveia ou o aparecimento de novas tendências de cereais como a quinoa ou chia. Regista-se ainda um aumento de lançamento de produtos com as alegações sem açúcar adicionado, naturalmente doce ou açúcar de ocorrência natural reforçando o posicionamento natural e saudável.

8 6. Novas rotas para as frutas Embora se assista a um aumento do consumo de fruta, continuam e persistem os esforços governamentais em diversos países para a mobilização e sensibilização da população para os benefícios da ingestão diária de fruta e de vegetais. Neste seguimento, as frutas seguem agora novas rotas como é o caso da sua incorporação em snacks à base de fruta, como fruta desidratada, barras de cereais com fruta, etc., incorporação em rebuçados e doces ou em sumos de fruta posteriormente utilizados como ingrediente e adoçante natural de outros produtos.

9 7. Mais oferta no horizonte proteico O interesse por este macronutriente é recorrente nos últimos anos, verificando-se um número crescente de produtos que alegam o enriquecimento proteico que satisfaz diversos tipos de consumidor: idosos ou crianças em crescimento, atletas ou consumidores em dietas de emagrecimento. Estamos ainda perante uma maior especificidade da fonte proteica comunicada na embalagem, exemplos como a proteína da soro, proteína de ervilha, proteína de soja, etc. Num alinhamento de sustentabilidade, fornecedores de ingredientes e indústria procuram novas fontes proteicas, como as algas e os insetos.

10 8. Uma visão refrescada dos congelados Se a categoria dos congelados parecia estagnada, estamos agora perante uma redescoberta desta categoria adormecida. Concorrendo com o posicionamento saudável dos frescos e com o posicionamento de conveniência dos enlatados, os congelados possuem também um marketing focado na componente nutricional e que apela à redução de desperdício. Regista-se uma maior oferta no segmento dos congelados em diferentes categorias de produtos, exemplos: sopas, frutos, bebidas, molhos, pastelaria, condimentos, entre outros.

11 9. Oportunidades na Private Label A quota de participação do Private Label continua em crescimento no desenvolvimento de novos produtos que podem ser encontrados em todas as categorias de produto. O retalho adiciona qualidade em toda a linha de produtos diferenciando as suas ofertas e ganhando o reconhecimento de qualidade por parte do consumidor.

12 10. Rico e com textura No que respeita às características organoléticas dos produtos, a textura recebe agora a devida atenção. Embora o aroma e o sabor sejam atributos chave na degustação, a textura pode ser um fator decisivo na equação de decisão do consumidor. Sendo considerada um mecanismo de libertação de aroma, a textura confere igualmente identidade ao produto e, desta forma, verifica-se um crescimento de produtos com alegações alusivas a:: crunch e crispy (muito presentes em cereais e snacks) ou chewye gooey (mais frequentes em barras e produtos de pastelaria).

13 Centro de Apoio Tecnológico Agro-Alimentar Zona Industrial de Castelo Branco Rua A, Castelo Branco, Portugal T F

As tendências da alimentação. Lívia Barbosa, Luis Madi, Maria Aparecida Toledo, Raul Amaral

As tendências da alimentação. Lívia Barbosa, Luis Madi, Maria Aparecida Toledo, Raul Amaral As tendências da alimentação Lívia Barbosa, Luis Madi, Maria Aparecida Toledo, Raul Amaral Metodologia Coleta sistemática de informações Documentos técnicos e científicos, bancos de dados, pesquisas de

Leia mais

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima

CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima CURSO DE GASTRONOMIA Disciplina : matérias primas Conceito e Tipo de Matéria Prima Profª. Nensmorena Preza ALIMENTO Toda substância ou mistura de substâncias, no estado sólido, líquido, pastoso ou qualquer

Leia mais

A VIEIRA DE CASTRO E A INTERNACIONALIZAÇÃO DA SUA MARCA

A VIEIRA DE CASTRO E A INTERNACIONALIZAÇÃO DA SUA MARCA A VIEIRA DE CASTRO E A INTERNACIONALIZAÇÃO DA SUA MARCA MOTIVAÇÕES PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO: procura de novos mercados; aumento das economias de escala da estrutura produtiva; busca de conhecimentos/aprendizagem;

Leia mais

Luís Pinto de Andrade Cláudia Domingues Soares. Inovação no sector agro-alimentar O caso InovCluster

Luís Pinto de Andrade Cláudia Domingues Soares. Inovação no sector agro-alimentar O caso InovCluster Luís Pinto de Andrade Cláudia Domingues Soares Inovação no sector agro-alimentar O caso InovCluster Porto, 25 de Setembro de 2012 Cluster Agro-Industrial do Centro Estratégia de Eficiência Coletiva Regional

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL Formação sobre Promoção de Estilos de Vida Saudáveis em Contexto Escolar, Familiar e Envolvente Julho de 2009 ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL TERESA SOFIA SANCHO Gabinete de Nutrição Departamento de Saúde

Leia mais

Inovação e Transferência de Tecnologia na Indústria Agro-Alimentar. Alimentaria 2011 30 de Março

Inovação e Transferência de Tecnologia na Indústria Agro-Alimentar. Alimentaria 2011 30 de Março Inovação e Transferência de Tecnologia na Indústria Agro-Alimentar Alimentaria 2011 30 de Março 1 Equacionar o futuro Quais são os desenvolvimentos da Ciência? Quais são as tendências do mercado? Quais

Leia mais

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes.

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. Os smoothies ou shakes são uma maneira deliciosa, saudável e versátil para adicionar frutas e legumes em nossa alimentação diária.

Leia mais

GUIA DE BOLSO. Está na hora de incluir a fruta e os hortícolas na alimentação! SAIBA PORQUÊ

GUIA DE BOLSO. Está na hora de incluir a fruta e os hortícolas na alimentação! SAIBA PORQUÊ GUIA DE BOLSO Está na hora de incluir a fruta e os hortícolas na alimentação! SAIBA PORQUÊ Sumário Introdução Benefícios do consumo de hortofrutícolas A importância dos hortofrutícolas segundo a Roda dos

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

Comissão apresenta proposta sobre alegações nutricionais e de saúde para informar melhor os consumidores e harmonizar o mercado

Comissão apresenta proposta sobre alegações nutricionais e de saúde para informar melhor os consumidores e harmonizar o mercado IP/03/1022 Bruxelas, 16 de Julho de 2003 Comissão apresenta proposta sobre alegações nutricionais e de saúde para informar melhor os consumidores e harmonizar o mercado A Comissão Europeia adoptou hoje

Leia mais

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos Valor Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem

Leia mais

www.receitasganharmassamuscular.com

www.receitasganharmassamuscular.com Esse e-book é oferecido como bônus na compra do e- book Receitas Anabólicas no site: www.receitasganharmassamuscular.com INTRODUÇÃO Nesse e-book você vai aprender a montar uma dieta para musculação personalizada,

Leia mais

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios.

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios. DIETA DE BA IXO ÍNDICE DE GL IC E M IA (LOW CARB DIET ) A dieta de baixo índice de glicemia ou baixa em hidratos de carbono é indicada para tal por ser mais equilibrada e até é indicada para diabéticos

Leia mais

INOVAÇÃO ABERTA FERRAMENTA DE COMPETITIVIDADE DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

INOVAÇÃO ABERTA FERRAMENTA DE COMPETITIVIDADE DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS FERRAMENTA DE COMPETITIVIDADE DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS FERRAMENTA DE COMPETITIVIDADE DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS Tendências DE INOVAÇÃO de mercado NO SECTOR Agro-alimentar

Leia mais

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi)

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi) Ficha técnica CHÁ VERDE COM CÓLAGENO, VITAMINA C E POLIDEXTROSE Pó para Preparo de Bebida a Base de Chá Verde, com Colágeno hidrolisado, vitamina C e polidextrose Sabor Abacaxi e frutas vermelhas REGISTRO:

Leia mais

Setor de Panificação e Confeitaria

Setor de Panificação e Confeitaria Setor de Panificação e Confeitaria Em 2014 o setor de Panificação e Confeitaria brasileiro cresceu 8,02%e faturou R$ 82,5 bilhões. Desde 2010, o mercado vem registrando uma desaceleração. Setor de Panificação

Leia mais

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar

25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar 25 Dicas Para Viver Com Menos Açúcar O açúcar pode ser ótimo para o nosso humor, mas é péssimo para a nossa saúde. O excesso dele conduz à obesidade, diabetes, ao câncer, entre outros. Às vezes, muitos

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais

O contributo de Jerónimo Martins para a saúde pública

O contributo de Jerónimo Martins para a saúde pública O contributo de Jerónimo Martins para a saúde pública 1 O contributo de Jerónimo Martins para a saúde pública Após a crise financeira de 2008, o consumidor da distribuição alimentar passou a estar mais

Leia mais

Hidratos de Carbono. Monossacarídeo (Glicose) Polissacarídeo (Glicogénio) Dissacarídeo (Frutose + Glicose = Sacarose)

Hidratos de Carbono. Monossacarídeo (Glicose) Polissacarídeo (Glicogénio) Dissacarídeo (Frutose + Glicose = Sacarose) Hidratos de Carbono Os hidratos de carbono são compostos orgânicos, constituídos por carbono (C), hidrogénio (H) e oxigénio (O). São a principal fonte de energia para o movimento, trabalho e realização

Leia mais

Nutrição e Gastronomia Tendências e Inovações para a Alimentação Saudável. Andréa Luiza Jorge

Nutrição e Gastronomia Tendências e Inovações para a Alimentação Saudável. Andréa Luiza Jorge Nutrição e Gastronomia Tendências e Inovações para a Alimentação Saudável Andréa Luiza Jorge Introdução Nenhum alimento que entra em nossas bocas é neutro. A historicidade da sensibilidade gastronômica

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR Alimentação Boa Pra Você Todo ser vivo precisa se alimentar para obter energia e nutrientes para se desenvolver. No caso do ser humano, os alimentos trazem

Leia mais

APOGOM. Compromissos da indústria alimentar sobre Alimentação, Actividade Física e Saúde

APOGOM. Compromissos da indústria alimentar sobre Alimentação, Actividade Física e Saúde APOGOM Compromissos da indústria alimentar sobre Alimentação, Actividade Física e Saúde É hoje amplamente reconhecido que o aumento significativo de certas doenças não transmissíveis (tais como as doenças

Leia mais

A RODA DOS ALIMENTOS... um guia para a escolha alimentar diária! 1-3 3-5 2-3 1,5-4,5 1-2 3-5 4-11 COMA BEM, VIVA MELHOR! O QUE É UMA PORÇÃO?* POR DIA quantas são necessárias? ** Cereais e derivados, tubérculos

Leia mais

factos e mitos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS

factos e mitos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS factos e mitos ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS FACTO: Os estudos disponíveis não permitem concluir que o consumo de bebidas refrescantes não alcoólicas (independentemente

Leia mais

Grande Diploma. Diploma de Cozinha. Diploma de Confeitaria. Certificado de Cozinha Básica. Certificado de Confeitaria Básica

Grande Diploma. Diploma de Cozinha. Diploma de Confeitaria. Certificado de Cozinha Básica. Certificado de Confeitaria Básica Duração 2 anos Grande Diploma Valor $57.000 A taxa de diploma inclui Ingredientes, uniformes, conjunto de facas Wüsthof e 2 livros Diploma de Cozinha Diploma de Confeitaria Horas por semana 18 Certificado

Leia mais

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Introdução e objetivo Para avaliar o grau de aderência do consumidor brasileiro às tendências internacionais, a Fiesp encomendou

Leia mais

Balança alimentar portuguesa evidencia desequilíbrio da roda dos alimentos. Figura 1

Balança alimentar portuguesa evidencia desequilíbrio da roda dos alimentos. Figura 1 BALANÇA ALIMENTAR PORTUGUESA 14 de Dezembro de 26 - CONSUMO DE PROTEÍNAS E GORDURAS EM PORTUGAL É TRÊS VEZES SUPERIOR AO RECOMENDADO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS DIMINUI 16% EM 14 ANOS E É ULTRAPASSADO

Leia mais

Compromisso da Mondelēz Brasil

Compromisso da Mondelēz Brasil Compromisso da Mondelēz Brasil Compromisso da empresa A Mondelēz adota, mundialmente, regras para dirigir a publicidade de seus produtos a crianças de forma responsável. De acordo com tais regras, a Mondelēz

Leia mais

As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV

As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV As Ferramentas e Opções do Varejo no Mercado de FLV Luiz Claudio Haas Diretor Comercial de Frutas, Legumes e Verduras Agosto 2014 Por que o agronegócio é importante mundialmente? 100% da população depende

Leia mais

RESOLUÇÃO DE DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº. 273, DE 22 DE SETEMBRO DE 2005.

RESOLUÇÃO DE DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº. 273, DE 22 DE SETEMBRO DE 2005. RESOLUÇÃO DE DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº. 273, DE 22 DE SETEMBRO DE 2005. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso da atribuição que lhe confere o art. 11 inciso IV do

Leia mais

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR : MUNICIPALIZAÇÃO É FATOR DECISIVO NA EDUCAÇÃO. VELLOSO, Cleusa Bandeira de Oliveira

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR : MUNICIPALIZAÇÃO É FATOR DECISIVO NA EDUCAÇÃO. VELLOSO, Cleusa Bandeira de Oliveira ALIMENTAÇÃO ESCOLAR : MUNICIPALIZAÇÃO É FATOR DECISIVO NA EDUCAÇÃO VELLOSO, Cleusa Bandeira de Oliveira SILVEIRA, Alberto Esteves Antunes Universidade de Passo Fundo RESUMO A municipalização da alimentação

Leia mais

RESOLUÇÃO VISA/SMSA-SUS/BH Nº 002/00

RESOLUÇÃO VISA/SMSA-SUS/BH Nº 002/00 RESOLUÇÃO VISA/SMSA-SUS/BH Nº 002/00 Dispõe sobre Registro e Dispensa da Obrigatoriedade de Registro de Produtos pertinentes à Área de Alimentos no âmbito do Município. A Vigilância Sanitária Municipal,

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

Resolução RDC nº 273, de 22 de setembro de 2005

Resolução RDC nº 273, de 22 de setembro de 2005 Resolução RDC nº 273, de 22 de setembro de 2005 Aprova o "REGULAMENTO TÉCNICO PARA MISTURAS PARA O PREPARO DE ALIMENTOS E ALIMENTOS PRONTOS PARA O CONSUMO". D.O.U. - Diário Oficial da União; Poder Executivo,

Leia mais

Alimentação saudável. Nídia Braz Outubro, 2012

Alimentação saudável. Nídia Braz Outubro, 2012 Alimentação saudável Nídia Braz Outubro, 2012 A alimentação tradicional portuguesa é variada, usa matérias primas diversas, preparadas de modos muito variado, quer pela indústria quer em casa. 2 Nídia

Leia mais

Gorduras, Alimentos de Soja e Saúde do Coração Análise das Evidências

Gorduras, Alimentos de Soja e Saúde do Coração Análise das Evidências Gorduras, Alimentos de Soja e Saúde do Coração Análise das Evidências Documento de posição do Comité Consultivo Científico da ENSA Introdução Há muito que os cientistas reconhecem o papel importante que

Leia mais

Informação para a Imprensa

Informação para a Imprensa SIG Combibloc Informação para a Imprensa drinksplus, da SIG Combibloc, se consolida como sucesso mundial A tecnologia de envase com pedaços se mostra ideal para o lançamento de novas categorias de produtos,

Leia mais

boas práticas da indústria

boas práticas da indústria boas práticas da indústria ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS 1 A indústria das bebidas refrescantes não alcoólicas está consciente dos desafios que actualmente envolvem as sociedades

Leia mais

Nutracêuticos comprovam seu potencial global. Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza

Nutracêuticos comprovam seu potencial global. Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza Sugestão Editorial Nutracêuticos comprovam seu potencial global Alimentos com benefícios fisiológicos: valor agregado da natureza Manter-se saudável é uma das principais preocupações do consumidor atual.

Leia mais

SUGESTÃO EDITORIAL. Sucos naturais impulsionam o mercado. SIG Combibloc. Produção natural, a chave do sucesso

SUGESTÃO EDITORIAL. Sucos naturais impulsionam o mercado. SIG Combibloc. Produção natural, a chave do sucesso SIG Combibloc SUGESTÃO EDITORIAL Sucos naturais impulsionam o mercado São Paulo, Maio de 2010. Graças aos novos hábitos de consumo, os sucos naturais estão se tornando um importante segmento de mercado.

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

boas práticas da indústria

boas práticas da indústria boas práticas da indústria 1 A indústria das bebidas refrescantes não alcoólicas está consciente dos desafios que actualmente envolvem as sociedades contemporâneas. Os estilos de vida alteraramse e com

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

Trabalho realizado por: Filipa Bandeira Margarida Caupers Maria João Bule Ricardo Santos Sérgio Monteiro

Trabalho realizado por: Filipa Bandeira Margarida Caupers Maria João Bule Ricardo Santos Sérgio Monteiro Instituto Superior de Agronomia Introdução à Engenharia Alimentar Trabalho realizado por: Filipa Bandeira Margarida Caupers Maria João Bule Ricardo Santos Sérgio Monteiro Sumário Definição de Fast-food;

Leia mais

Saudabilidade no Food Service. Tendências

Saudabilidade no Food Service. Tendências Saudabilidade no Food Service Tendências Introdução ao Mercado de Food Service Introdução Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos, bebidas, insumos, equipamentos e serviços

Leia mais

GORDURAS E COLESTEROL NOS ALIMENTOS:

GORDURAS E COLESTEROL NOS ALIMENTOS: 1 GORDURAS E COLESTEROL NOS ALIMENTOS: 1) MODIFICAÇÃO NA INGESTÃO DE GORDURA: O consumo de menos gordura é um aspecto importante da orientação nutricional para comer de maneira mais saudável, para a protecção

Leia mais

Consumo de proteínas e gorduras em Portugal é três vezes superior ao recomendado

Consumo de proteínas e gorduras em Portugal é três vezes superior ao recomendado Consumo de proteínas e gorduras em Portugal é três vezes superior ao recomendado A Balança Alimentar Portuguesa revela que os portugueses apresentam uma dieta alimentar desequilibrada com uma alimentação

Leia mais

Informação para a imprensa

Informação para a imprensa Informação para a imprensa Bebidas maltadas dão energia e são alternativa à cafeína Novos conceitos de bebidas a base de malte estão se tornando populares São Paulo, dezembro de 2015 Existem duas tendências

Leia mais

Gastronomia. Lethiais)

Gastronomia. Lethiais) Nutrição Ciência que trata da alimentação e dos alimentos sob todos os seus aspectos: utilização e transformação dos alimentos, a assimilação dos alimentos no organismo através do qual são garantidas a

Leia mais

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de vida. A infância e adolescência são idades ideais para

Leia mais

* 10 Passos para uma Alimentação Saudável. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia S. Prates

* 10 Passos para uma Alimentação Saudável. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia S. Prates * 10 Passos para uma Alimentação Saudável * O ato da alimentação deve estar inserido no cotidiano das pessoas, como um evento agradável e de socialização 1 Fonte: GUIA ALIMENTAR DA POPULAÇÃO BRASILEIRA:

Leia mais

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde.

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. SABOR Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. Conteúdo produzido pela equipe de Comunicação e Marketing do Portal Unimed e aprovado pelo coordenador técnico-científico:

Leia mais

Cursos e-learning sobre Composição de Alimentos

Cursos e-learning sobre Composição de Alimentos Cursos e-learning sobre Composição de Alimentos Maria da Graça Dias Departamento de Alimentação e Nutrição Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, I.P. Sumário Introdução Curso e-learning FAO/INFOODS

Leia mais

Alimentação Saudável

Alimentação Saudável Alimentação Saudável O que é a alimentação saudável? A Alimentação Saudável é uma forma racional de comer que assegura variedade, equilíbrio e quantidade justa de alimentos escolhidos pela sua qualidade

Leia mais

Vegetarianos que não são ativos

Vegetarianos que não são ativos Vegetarianos que não são ativos Abaixo irá encontrar planos de dieta para ter sucesso. Cada um desses planos foi especificamente formatado com um número preciso de calorias, proteínas e hidratos de carbono

Leia mais

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS

hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS hidratação ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS BEBIDAS REFRESCANTES NÃO ALCOÓLICAS O NOSSO CORPO É CONSTITUÍDO NA MAIOR PARTE POR ÁGUA A ÁGUA É O PRINCIPAL CONSTITUINTE DO ORGANISMO, É ESSENCIAL PARA A VIDA E TEM

Leia mais

Importância da Análise Sensorial no Desenvolvimento de Novos Produtos. Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG

Importância da Análise Sensorial no Desenvolvimento de Novos Produtos. Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG Importância da Análise Sensorial no Desenvolvimento de Novos Produtos Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG Desenvolvimento de Novos Produtos: Novo produto é uma adaptação

Leia mais

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão.

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão. Nutrição na Infância e Adolescência A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

revogada(o) por: Resolução RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005

revogada(o) por: Resolução RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005 título: Resolução RDC nº 93, de 31 de outubro de 2000 ementa: Dispõe sobre o Regulamento Técnico para Fixação de Identidade e Qualidade de Massa Alimentícia. publicação: D.O.U. - Diário Oficial da União;

Leia mais

Atuação do Nutricionista no Desenvolvimento de Produtos Mais Saudáveis

Atuação do Nutricionista no Desenvolvimento de Produtos Mais Saudáveis Atuação do Nutricionista no Desenvolvimento de Produtos Mais Saudáveis Elizabeth Vargas Nutricionista Unilever America Latina Seminário Tecnológico de Nutrição, Saudabilidade e Meio Ambiente Junho 2014

Leia mais

Pesquisa. Consumo de Frutas e Hortaliças

Pesquisa. Consumo de Frutas e Hortaliças Pesquisa Consumo de Frutas e Hortaliças Pesquisa Quantitativa Consumo de Frutas e Hortaliças Elaborado por CONNECTION RESEARCH Maio 2011 2 Objetivos da pesquisa. Estudar os hábitos alimentares da população

Leia mais

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ Planejamento Boa Gestão Consciência Política Sustent bilidade Participação

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 6.036, DE 2013 Dispõe sobre a restrição do uso de agentes aromatizantes ou flavorizantes em bebidas alcoólicas e da outras providências. Autora:

Leia mais

Anexo A. Descrição e especificação dos tipos de dietas de refeições confeccionadas

Anexo A. Descrição e especificação dos tipos de dietas de refeições confeccionadas Anexo A Descrição e especificação dos tipos de dietas de refeições confeccionadas I) As dietas abaixo referidas deverão cumprir com as especificações do anexo B (Capitações máximas dos alimentos de refeições

Leia mais

CONSELHOS para uma boa alimentação em viagens por estrada

CONSELHOS para uma boa alimentação em viagens por estrada CONSELHOS para uma boa alimentação em viagens por estrada 1 Água ALIMENTE-SE DE FORMA EQUILIBRADA E SAUDÁVEL. A alimentação influi na sua segurança ao volante. Uma alimentação incorreta pode gerar fadiga,

Leia mais

treinofutebol.net treinofutebol.net

treinofutebol.net treinofutebol.net Alimentação do Desportista A alimentação pode influenciar positiva ou negativamente o rendimento dum atleta, devendo consequentemente ser orientada no sentido de não só melhorar a sua capacidade desportiva,

Leia mais

Nós precisamos de beber água para sobreviver!... A. água representa cerca de 60 a 70% do peso corporal e é. do organismo ocorram adequadamente.

Nós precisamos de beber água para sobreviver!... A. água representa cerca de 60 a 70% do peso corporal e é. do organismo ocorram adequadamente. A Água A água é o centro da vida! Nós precisamos de beber água para sobreviver!... A água representa cerca de 60 a 70% do peso corporal e é indispensável a todas as funções do organismo, designadamente,

Leia mais

Sugestão de Editorial

Sugestão de Editorial Sugestão de Editorial Cresce a demanda por produtos vegetais alternativos ao leite Este movimento de substituição já é global As bebidas vegetais, uma alternativa aos produtos lácteos, estão entre os itens

Leia mais

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Alimentos Universidade

Leia mais

Exemplos de pratos rápidos e simples para levar num piquenique:

Exemplos de pratos rápidos e simples para levar num piquenique: Vamos piquenicar? Com o Verão, chega a fervorosa vontade de sair de casa e aproveitar o sol. Os dias outrora passados entre quatro paredes para o abrigo a chuva, frio e vento, são agora passados ao ar

Leia mais

ANEXO A.1 Formulário Dietético

ANEXO A.1 Formulário Dietético ANEXO A.1 Formulário Dietético I) As dietas abaixo referidas deverão cumprir com as especificações do anexo A.2 (Capitações dos alimentos de refeições confecionadas e preparações culinárias) e do anexo

Leia mais

Alimento Industrializado Redução de Sal, Açúcares e Gordura

Alimento Industrializado Redução de Sal, Açúcares e Gordura 4º Simpósio de Segurança Alimentar sbcta - RS Alimento Industrializado Redução de Sal, Açúcares e Gordura Eliane Miyazaki FOODSTAFF Assessoria de Alimentos Ltda. Maio/2012 1988 equipe multidisciplinar

Leia mais

Regulamentação do uso de aditivos naturais x artificiais

Regulamentação do uso de aditivos naturais x artificiais Atualidades em Food Safety IV ILSI Brasil 23 de maio de 2012 São Paulo Regulamentação do uso de aditivos naturais x artificiais Laila Sofia Mouawad Gerência de Produtos Especiais Gerência-Geral de Alimentos

Leia mais

Como ler. Quantidade. Denominação do produto. Lista de ingredientes. Durabilidade. Fabricante/ Importador. Junho de 2008

Como ler. Quantidade. Denominação do produto. Lista de ingredientes. Durabilidade. Fabricante/ Importador. Junho de 2008 Como ler Flocos de arroz e de trigo integral, enriquecidos com vitaminas (B1, B2, B3, B6, ácido fólico, B12, C) e ferro Peso líquido: CONSUMIR DE PREFERÊNCIA ANTES DE Junho de 2008 Quantidade Denominação

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTO

INFORMAÇÕES PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTO DTB MIAMI CORP. INFORMAÇÕES PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTO Data: (mês/dia/ano) SECTION 1 TIPO DE REGISTO 1a REGISTRO DOMESTICO REGISTRO ESTRANGEIRO 1b REGISTRO INICIAL ATUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES DE REGISTRO

Leia mais

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO?

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? ROTULAGEM NUTRICIONAL OBRIGATÓRIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL

Leia mais

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Fonte:http://melhorcomsaude.com/10-alimentos-limpar-as-arterias-prevenir-aterosclerose/ A aterosclerose é uma doença de nome complicado, mas

Leia mais

E OS SEUS BENEFÍCIOS

E OS SEUS BENEFÍCIOS E OS SEUS BENEFÍCIOS A principal função do leite é nutrir (alimentar). Além disso, cumpre as funções de proteger o estômago das toxinas e inflamações e contribui para a saúde metabólica, regulando os processos

Leia mais

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Benéfico para a saúde, o produto substitui com vantagens outros óleos vegetais na cozinha, no preparo de saladas, bolos,

Leia mais

Alimentação Sem Glúten: Tratamento, Abordagem e Principais Dificuldades do Doente Celíaco

Alimentação Sem Glúten: Tratamento, Abordagem e Principais Dificuldades do Doente Celíaco Alimentação Sem Glúten: Tratamento, Abordagem e Principais Dificuldades do Doente Celíaco Unidade de Nutrição. Serviço de Pediatria UAG MC H S João Faculdade Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade

Leia mais

Índice. Métodos de Confecção. Cozer em água a ferver

Índice. Métodos de Confecção. Cozer em água a ferver GCM2013 Índice 2 3 4-5 6 7 8 9-10 11-12 13 14-15 16 17 18 19-20 21 22 Início Métodos de Confecção Cozer em água a ferver Cozer a vapor Cozer sob pressão Cozer: Estufar Assar no forno Assar: Grelhar Guisar

Leia mais

Dicas para emagrecer sem elas...

Dicas para emagrecer sem elas... DIETAS E MAIS DIETAS Ates de seguir qualquer dieta imposta pelas novas regras do culto ao corpo e à beleza, procure ajuda profissional e evite que o simples desejo de perder peso possa se transformar em

Leia mais

Perspetiva da indústria na implementação do Regulamento 1169/2011

Perspetiva da indústria na implementação do Regulamento 1169/2011 Perspetiva da indústria na implementação do Regulamento 1169/2011 Seminário Metrologia no Setor Alimentar Monte da Caparica, 30 de Outubro de 2014 Organização: Apresentação da ANCIPA A ANCIPA (Associação

Leia mais

Alimentos de Soja - Uma Fonte de Proteína de Alta Qualidade

Alimentos de Soja - Uma Fonte de Proteína de Alta Qualidade Alimentos de Soja - Uma Fonte de Proteína de Alta Qualidade Documento de posição do Comité Consultivo Científico da ENSA Introdução As proteínas são um importante nutriente necessário para o crescimento

Leia mais

Anvisa - Alimentos - Informes Técnicos

Anvisa - Alimentos - Informes Técnicos Página 1 de 7 English Español Institucional Anvisa Publica Serviços Áreas de Atuação Legislação Buscar Informes Técnicos Informe Técnico nº. 36, de 27 de junho de 2008 Orientações sobre a declaração da

Leia mais

Indicadores de avaliação Mercado de suco de uva; Foco: suco de uva natural/integral; Posicionamento; Evolução: produção, comercialização (mercado interno e exportações); Diferença básica entre suco, néctar

Leia mais

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS 1. Introdução As Boas Práticas Nutricionais constituem-se um importante instrumento para a modificação progressiva da composição nutricional

Leia mais

Do campo ao garfo: desperdício alimentar em Portugal 13 de Março 2013. Autores: Pedro Baptista Inês Campos Iva Pires Sofia Vaz

Do campo ao garfo: desperdício alimentar em Portugal 13 de Março 2013. Autores: Pedro Baptista Inês Campos Iva Pires Sofia Vaz Do campo ao garfo: desperdício alimentar em Portugal 13 de Março 2013 Autores: Pedro Baptista Inês Campos Iva Pires Sofia Vaz Projecto PERDA Prémio Ideias Verdes 2011 Coordenação David Sousa (Cestras)

Leia mais

Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave

Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave NOTAS INTRODUTÓRIAS - Objetivo do estudo: Definir estratégias de atuação

Leia mais

DOENÇA CELÍACA E GASTRONOMIA: CONVERSAS PRELIMINARES DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE SENAC DE PERNANBUCO

DOENÇA CELÍACA E GASTRONOMIA: CONVERSAS PRELIMINARES DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE SENAC DE PERNANBUCO 1 DOENÇA CELÍACA E GASTRONOMIA: CONVERSAS PRELIMINARES DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE SENAC DE PERNANBUCO LUCIANA ALBUQUERQUE LYRA,SANDRA MARINHO DE OLIVEIRA E MARCOS ALEXANDRE DE MELO

Leia mais

10 Alimentos importantes para sua saúde.

10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. Os alimentos funcionais geram inúmeros benefícios para o organismo. Como muitas patologias se desenvolvem por deficiência

Leia mais

Como podemos escolher os alimentos para crescer de forma saudável?

Como podemos escolher os alimentos para crescer de forma saudável? 1. Introdução A vida começa com a alimentação, e esta desempenha uma influência determinante no desenvolvimento emocional, mental, físico e social de cada um. A alimentação consiste em obter do ambiente

Leia mais

Quem somos. * Empresa liderada por profissionais com larga experiência no mercado de food service.

Quem somos. * Empresa liderada por profissionais com larga experiência no mercado de food service. Perfil empresarial Do que iremos falar Quem somos Nossas marcas Nossa visão Nosso posicionamento estratégico Nossa política de qualidade Nossos projetos de evolução Nossos clientes felizes Quem somos *

Leia mais

BRASIL JUNTOS PELO BRASIL

BRASIL JUNTOS PELO BRASIL JUNTOS PELO O Green Project Awards (GPA) é uma plataforma de multi-stakeholders que permite a criação de um movimento para o desenvolvimento sustentável. O grande diferencial do GPA é que ele coloca os

Leia mais

Nutrição. Diana e Silva, Marta Rola

Nutrição. Diana e Silva, Marta Rola Outras dimensões Nutrição Diana e Silva, Marta Rola Hospital Pediátrico Integrado/ Centro Hospitalar São João Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto Suporte Nutricional

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DAS EMENTAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DAS EMENTAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DAS EMENTAS DIVISÃO DE EDUCAÇÃO REFEITÓRIOS ESCOLARES ELABORAÇÃO DE EMENTAS Na elaboração das ementas foram tomados em conta vários aspetos, tais como conceitos de alimentação saudável,

Leia mais

O que comer quando não tem apetite

O que comer quando não tem apetite O que comer quando não tem apetite Princess Margaret What to eat when you don t feel like eating Portuguese Para pacientes que têm falta de apetite devido ao cancer e seu tratamento Please visit the UHN

Leia mais