ESPECIFICAÇÕES. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPECIFICAÇÕES. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE"

Transcrição

1 ESPECIFICAÇÕES Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE

2 ESPECIFICAÇÕES Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE Equipe Responsável Elaboração Assinatura Data Divisão de Planejamento de Capacidade da Infraestrutura de TI DPCI Divisão de Projetos de Bancos de Dados e Produtos DPBP Aprovação Assinatura Data Departamento de Planejamento e Projetos de Infraestrutura DEPI Solução Proposta Buscando prover uma melhor integração do ambiente, bem como melhoria na utilização de seus recursos, o controle do ambiente de aplicações JEE pode ser decomposto em módulos focados em cada necessidade específica do ciclo de vida das aplicações: Inventário Permitir a criação de catálogo de plataformas de sistema operacional (Linux, Windows, AIX, HP/UX, etc), servidores (Apache, Tomcat, Jboss, OAS, etc) e serviços (EJB, data-sources, webservices, etc). Os itens do catálogo podem ser adicionados manualmente ou automaticamente, permitindo a visibilidade de suas versões e dependências. Controlar as atualizações e correções dos itens gerenciados, que podem ser aplicados ou rejeitados, permitindo também testá-las em um ambiente específico ou aplicá-las de acordo com prévio agendamento. Monitoração e gerenciamento do desempenho de aplicações Definir e

3 coletar métricas que sejam para criação de um modelo comportamental do ambiente, permitindo ações pró-ativas (através de alertas) para correção de possíveis falhas aumentando a disponibilidade do ambiente, assim como sua segurança. Diagnóstico Segundo o Gartner (G ), as funcionalidades que fazem parte deste módulo são: gerenciar o nível de desempenho dos componentes e sua disponibilidade, mapear as dependências da aplicação e o fluxo das transações de negócio, identificar as falhas em aplicações JEE e monitorar a experiência final do usuário. Gerenciamento de desempenho de aplicações JEE mecanismo de coleta, filtragem, correlação e análise de métricas sobre as aplicações JEE, permitindo exportação de dados em diversos formatos tradicionais de intercâmbio de arquivos. Inventário REQUISITOS Possuir inventário sobre os componentes dos servidores de aplicação, incluindo aplicações instaladas (EAR, WAR, EJB, JAR, RAR e Webservices), datasources, serviços de mensagem (JMS), propriedades da JVM, bibliotecas compartilhadas (sharedlibraries) e JNDI. Permitir comparar o inventário de componentes entre dois ou mais servidores de aplicação e apresentar diferenças. Possuir inventário sobre o hardware utilizado pelo servidor de aplicação, incluindo arquitetura da CPU, dados da CPU (quantidade de CPUs, percentual em uso e percentual em "wait"), quantidade de interface da rede, dados do sistema de arquivo (identificação, espaços utilizado/livre e percentual de uso), dados de Interface de Rede (identificação e informações de tráfego), dados da memória RAM (tamanho total, em uso e livre) e dados do swap (tamanho total, em uso e livre). Possuir inventário sobre o sistema operacional utilizado pelo servidor de aplicação, incluindo dados do sistema operacional (tipo, distribuidor e versão), dados do sistema de arquivos (identificação, espaços utilizado/livre e percentual de uso) e dados de Interface de Rede (identificação e informações de tráfego). Permitir comparar o inventário de hardware e software entre dois ou mais servidores de aplicação e apresentar diferenças. Possuir inventário sobre patches de correção dos servidores de aplicação. Fornecer relatórios de impacto sobre os servidores de aplicação afetados pelos patches

4 de correção. Possuir um mecanismo de controle de versão de aplicativos instalados. Monitoração Possuir repositório de métricas (thresholds). Permitir customização das métricas (thresholds). Possuir mecanismo para construção de roteiros de teste para acompanhamento do desempenho e disponibilidade. Possuir mecanismo de notificação via SNMP. Possuir mecanismo de notificação via (SMTP). Apresentar as informações de diagnóstico de performance por meio de gráficos. Permitir que o mecanismo de notificação seja executado quando uma métrica do repositório for violada. Possuir interface web para análise histórica do consumo de CPU e memória dos componentes do servidor de aplicação. Possuir interface web para análise histórica do desempenho e disponibilidade dos servidores de aplicação. Possuir interface web para análise histórica do desempenho e disponibilidade das aplicações. Possuir interface web para análise histórica do desempenho das requisições atendidas pelos servidores de aplicação. Permitir o detalhamento histórico do tempo de resposta das requisições por HTTP, HTTPS, JSP/Servlet, EJB e JDBC. Possuir interface web para análise do desempenho dos Servlet, incluindo total de solicitações, tempo médio de resposta e tempo total da resposta. Possuir interface web para análise da disponibilidade das páginas JSP, incluindo total de solicitações, tempo médio de resposta e tempo total da resposta. Possuir interface web para análise do desempenho dos Enterprise Java Beans, incluindo total de solicitações, tempo médio de resposta e tempo total da resposta. Possuir interface web para análise do desempenho dos DataSources, incluindo nome do driver jdbc, número máximo e mínimo de conexões do pool, total de conexões disponíveis e total de conexões ativas. Possuir interface web para análise do desempenho das Filas JMS, incluindo total de mensagens recebidas, total de mensagens pendentes e total de mensagens atualmente na fila. Possuir interface web para análise do desempenho dos adaptadores JCA, incluindo nome do adaptador, disponibilidade do adaptador, número máximo de conexões, total de conexões ativas, criadas e encerradas. Permitir o gerenciamento da sessão HTTP, tais como configurar mecanismos para rastrear a sessão (exemplo cookies) e timeout de sessão. Permitir monitorar o consumo de memória da JVM. Permitir filtrar os recursos a serem monitorados.

5 Possibilidade de monitorar a disponibilidade de páginas WEB e de Web Services. Possuir funcionalidade para exportar relatórios e análises das performances coletadas para formatos de padrões de documentos, como PDF, XML, HTML ou ASCII, ou ainda armazenar em arquivos do tipo LOG. Disponibilizar "triggers" (eventos) a serem executados mediante determinadas condições, previamente configuradas. Possibilidade de ativar ou desativar a coleta de informações a qualquer momento. Possibilitar comparar cenários de casos de uso, permitindo constatar as alterações no comportamento de performance da aplicação com o passar do tempo em um cenário previamente definido. Diagnóstico A solução deverá apresentar incremento máximo de até 5% (cinco por cento) sobre o consumo de CPU do servidor, com a coleta de dados para métodos de classes JAVA ativada para todas as aplicações monitoradas. A solução deverá apresentar incremento máximo de consumo de até 5% (cinco por cento) sobre o processo Java monitorado, com a coleta de, no mínimo, os seguintes indicadores: Consumo de memória da JVM Consumo de CPU do servidor Consumo de CPU do processo Java Monitorar o tempo de resposta das transações apresentando os tempos parciais por classes e métodos Tempo médio individualizado de execução dos componentes-padrão da arquitetura J2EE (Servlets, JSP, JSF, EJB, Métodos das Classes Java, JDBC e Queries, JTA, JMS, JNDI, etc.) Número de acessos concorrentes Erros por intervalo Respostas por intervalo Admite-se uma margem de tolerância de até 40% (quarenta por cento) sobre o consumo de recursos indicado no item anterior (total máximo admitido de 7%). Possuir total compatibilidade com a especificação Java 2 SDK, Standard Edition e superiores. Monitorar aplicações desenvolvidas na plataforma J2EE e possuir total compatibilidade com a especificação Java 2 SDK, Standard Edition e superiores. Possuir compatibilidade com todas as diferentes implementações da JVM (Sun, JRockit, IBM e outras). Não Utilizar a interface de monitoração JVMPI (Java Virtual Machine Profiler Interface) em nenhum de seus processos, dado seu excessivo consumo de recursos de CPU e seus efeitos sobre a performance das JVMs e também pelo fato de que tal interface está descontinuada a partir da versão JavaSE Monitorar as aplicações com base na instrumentalização no nível da JVM e para tanto deverá utilizar a tecnologia Bytecode Intrumentation para monitoração das classes e métodos das aplicações sejam estes apresentados na forma dos componentes-padrão da arquitetura J2EE (JSP, JSF, Servlets, EJB, EJB3, JNDI, XML, JDBC, JCA, JTA), sejam estes componentes apresentados na forma de classes de negócio especializadas (POJO

6 Plain Old Java Objects). Prover suporte a JMX (Java Management Extensions) e mbeans, conforme especificação JSR 003 e extensões já definidas. Possuir habilidade para ler e traduzir mbeans, conforme especificação JAVA JSR 003 e extensões já definidas. Possibilitar que a monitoração da aplicação seja iniciada de forma automática juntamente com a inicialização do servidor de aplicações. O universo da monitoração deverá considerar 100% (cem por cento) das transações executadas no ambiente monitorado (produção, desenvolvimento, testes, treinamento e homologação). A solução não deve requerer modificações ou alterações dos códigos fonte das aplicações monitoradas, ou o desenvolvimento de APIs. A solução não deve requerer a inserção de scripts em qualquer parte da aplicação monitorada. Não serão admitidas soluções cuja monitoração de performance e disponibilidade das aplicações seja baseada em transações sintéticas (robô). A solução não deverá necessitar de mudanças de parâmetros de memória da JVM, para o seu funcionamento. Visualizar, no mínimo, até os métodos de classe JAVA. Monitorar, de forma automática (plug-and-play), todos os componentes-padrão da arquitetura J2EE sem a necessidade de qualquer customização adicional. Apresentar relacionamentos entre componentes da aplicação e recursos do ambiente, sem requerer alterações no código fonte da aplicação. Monitorar recursos de infraestrutura do servidor de aplicação correlacionando os dados coletados com os dados da aplicação monitorada, em mesma escala de tempo. Monitorar o tempo de resposta das transações apresentando os tempos parciais por classes e métodos. Monitorar em tempo de execução e detectar mudanças ocorridas na aplicação (arquivos do tipo.class,.java,.jar,.ear,.xml,.properties, etc.) e correlacioná-las com a performance da aplicação. Deverá prover funcionalidade de comparação diferencial entre versões de arquivos da aplicação, baseados em formato texto, cuja alteração tenha sido detectada pela solução. Deve identificar qual tipo de alteração foi implementada bem como a data e horário onde a mesma ocorreu. Apresentar visibilidade fim-a-fim, isto é, investigar os diversos estágios das aplicações sem a necessidade de instalação de agentes adicionais que não componham o produto ofertado. Prover visibilidade ponta-a-ponta da transação, permitindo obter os tempos de execução, e parciais para cada componente, com apresentação consolidada por aplicação, para todas as plataformas suportadas. Possibilitar a captura de erros e exceções em qualquer ponto da aplicação, em tempo real, e fornecer dados, também em tempo real, que permitam aos administradores identificar o tipo de erro e o ponto exato da transação onde o mesmo ocorreu. Monitorar aplicações de portal, incluindo suas conexões a outros sistemas e componentes, em conformidade à especificação JSR Portlet Specification e versões superiores. Monitorar a interação entre a aplicação e produtos de software de mensageria, quanto a disponibilidade e tempos de resposta dos serviços. Monitorar filas de mensagem em aplicações que utilizam IBM-MQ para tal fim.

7 Monitorar serviços de acesso a banco de dados utilizados pelas aplicações, quanto ao teor das cláusulas SQL (select, commit, update, insert,) encaminhadas ao banco de dados, seu processamento e disponibilidade incluindo StoredProcedures quando utilizadas pelas aplicações. Monitorar o tempo total gasto para processamento do conjunto de dados obtidos por uma query junto ao banco de dados (result set) antes que a conexão JDBC seja fechada. Esta informação é fundamental para avaliação de eventuais estouros de memória causadas por grandes volumes de dados. Fornecer estatísticas do servidor Web. Identificar potenciais deficiências na utilização de memória. Possibilitar, através das informações descritas no item 5.31, análises de comportamento da forma de utilização dessas áreas por parte da aplicação e também subsidiar a definição de regras de algoritmos de GC mais apropriados a cada ambiente. Monitorar volume de objetos instanciados em memória sejam eles tanto do tipo collections quanto do tipo não collections e também os objetos utilizados pela aplicação para conexões a bancos de dados. Monitorar a alocação de memória por objeto. Monitorar o comportamento da utilização de memória pelo servidor de aplicação J2EE, bem como o processo de gerenciamento de memória denominado Garbage Collection. Fornecer dados em tempo real sobre o comportamento das diversas áreas de memória da JVM (Eden, Tenured, Permanent, Old). Identificar utilização excessiva de memória no ambiente, observando os limites pré-estabelecidos. Permitir a configuração de limites (thresholds) para qualquer dos itens e também para agrupamentos de itens monitorados. Aos limites descritos no item anterior deve ser possível associar as seguintes ações (em conjunto e também de forma isolada): Notificação automática via Alerta na tela dos usuários da solução Notificação via Execução de um comando que automatize procedimentos tais como iniciar traces de transações, emitir relatórios, executar comandos específicos, reinicializar servidores, etc. Permitir o armazenamento de 100% (cem por cento) dos dados coletados, em base histórica pelo período de 1 (um) ano. Possuir a capacidade de monitorar seu próprio servidor de gerenciamento e fornecer registros automáticos de seu próprio comportamento mantendo em base histórica os eventos gerados para que eles possam ser utilizados na depuração, verificação de falhas e planejamento de capacidade do servidor. Permitir pesquisa interativa na base histórica, utilizando filtros para seleção dos resultados. Possibilitar a pesquisa de erros em bases históricas sem a necessidade de leitura de arquivos de log externos à solução. Permitir a configuração da frequência de coleta de dados históricos para armazenamento, tendo como período mínimo entre coletas, o valor de 30 (trinta) segundos. Permitir que as informações de performance (tempo de resposta, erros, número de execuções) sejam coletadas em tempo real e apresentadas em forma gráfica em intervalos de, no máximo, 30 segundos.

8 O processamento de dados para consolidação da base, assim como para geração de relatórios e consultas, não deverá ocorrer nos servidores monitorados. Permitir a definição de limites de desempenho para gerenciamento de exceções, e ações para quando de sua ocorrência. Prover contadores para relatar o número de exceções, permitindo que seja medido a qualidade do serviço (SLA). Gerar relatórios que permitam identificar a causa da quebra de SLA em relatórios pré-formatados. Controlar o acesso através de perfis de usuário. Prover acesso a seus recursos através de sistema seguro de autenticação e autorização, através de LDAP v3. Disponibilizar informações de acordo com o perfil de usuário. Possuir capacidade de integração com outras ferramentas de monitoração e gerenciamento de TI via traps SNMP (Simple Network Management Protocol - Protocolo de Gerência Simples de Rede). Possuir integração com o CA-Unicenter, ferramenta de monitoração e gerenciamento de TI utilizada pela Dataprev, enviando as informações através de comunicação TCP/IP ou SNMP com mensagem de layout parametrizável. Acesso via interface no padrão W3C (World Wide Web Consortium), compatível com Internet Explorer 7/8 e Firefox 3.0, 3.5 e versões superiores. Permitir que as telas de apresentação das métricas (dashboards) sejam facilmente personalizáveis pelos próprios usuários de acordo com sua necessidade, sem a intervenção de pessoal técnico especializado e também de desenvolvimento de código ou utilização de API s. Possibilitar a extração de informações, através de relatórios, personalizados e de forma interativa, sem necessidade do uso de outros produtos para esta atividade. Fornecer geração de relatórios e disponibilização de gráficos via interface WEB (análises em tempo de execução) a qualquer momento e também a partir de base histórica. Fornecer recurso para a exportação das informações coletadas pela solução para os formatos tradicionais de intercâmbio de arquivos entre aplicações, tais como CSV e XML. Permitir agendamento de emissão de relatórios. Possibilitar a configuração de janelas de manutenção, que é a definição de datas e horários quando os itens estarão propositalmente indisponíveis, situações nas quais a solução não deverá gerar alertas. O processamento de dados para consolidação da base, assim como para geração de relatórios e consultas, não deverá ocorrer nos servidores monitorados e sim em um servidor de gerenciamento específico para esse fim. No caso de utilização de banco de dados, as licenças necessárias serão de responsabilidade do fornecedor. Monitorar pelo menos os seguintes ESBs (Enterprise Service Bus): Oracle Service Bus 3.0 ou AquaLogic Service Bus 3.0 Aqualogic Service Bus 2.6 WebSphere Process Server and WebSphere ESB WebSphere Process Server 6.1 and WebSphere ESB 6.1 WebSphere Process Server and WebSphere ESB WebSphere Process Server 6.2 and WebSphere ESB 6.2

9 JBossESB Monitorar detalhes intrínsecos ao Oracle ESB e apresentar painéis com no mínimo as seguintes métricas: - Proxy Services - Business Services - Pipeline - XQueries - Transports - UDDI Permitir o rastreamento e correlacionamento de transações entre processos distribuídos, de tal maneira a capturar, por exemplo, uma transação que seja iniciada na camada de apresentação (inclusive Portal), passe pelo barramento e chegue à camada de dados. O mecanismo de rastreamento deve ser genérico a ponto de permitir que chamadas a quaisquer WebServices sejam passíveis de correlacionamento, não importando a origem ou o destino. Permitir-se-á que o mecanismo de rastreamento insira identificadores de correlação nas mensagens SOAP trafegadas entre os processos, no entanto o mecanismo deverá prover opções de onde esse identificador será inserido, como por exemplo: Na própria mensagem SOAP (no cabeçalho da mensagem) ou; No cabeçalho da mensagem HTTP que encapsula a mensagem SOAP O mecanismo de rastreamento deverá suportar mensagens SOAP v 1.1 O mecanismo de rastreamento deverá suportar, no mínimo, as seguintes implementações de Web Services: - Websphere 5.1, 6.0, 6.1, 7.0 (JAX-RPC) - Axis 1.2, 1.3, 1.4 no Tomcat, Websphere e WebLogic - WebLogic 8.1 SP5, 9.0, 9.1, 10.0 (JAX-RPC) - Oracle Service Bus 3.0, ALSB Websphere Process Server/ESB 6.02, 6.1, Spring Framework Web Services 1.5 O mecanismo de rastreamento deverá ser próprio da ferramenta de monitoramento, não requerendo a criação de código customizado tanto para a inserção do identificador de correlação quanto para a identificação dos Web Services. Monitorar cada execução de Web Service detalhando o namespace ao qual pertence bem como a operação invocada. Isto deverá ser feito tanto para Web Services produzidos quanto para Web Services consumidos. Apresentar painéis de monitoramento dos Web Services contendo gráficos Top-N com o tempo médio dos Web Services produzidos e consumidos pelas aplicações. Cada Web Service monitorado deverá produzir, no mínimo, as seguintes métricas: - Tempo Médio de Resposta - Quantidade de execuções por intervalo - Concorrência - Exceções na camada SOAP

10 - Exceções na camada Java - Execuções congeladas Monitorar exceções de negócio geradas pela camada SOAP como, por exemplo, parâmetros inválidos na mensagem Monitorar o tempo de resposta médio e a quantidade de execuções do processamento (parsing) de mensagens XML através de XQueries. Compatibilidade com o ambiente Compatibilidade com as seguintes sistemas operacionais, servidores de aplicação e servidores web em qualquer combinação: Sistemas Operacionais Red Hat Enterprise Linux Advanced Server ou superior Suse Linux Enterprise Server p/ Intel (x86) Microsoft Windows 2003 Server Enterprise Microsoft Windows 2003 Server Standard Microsoft Windows 2008 Server Enterprise Microsoft Windows 2008 Server Standard IBM AIX 5L IBM AIX 6L HP-UX Servidores de Aplicação Websphere Application Server 5.1 e superiores SUN JAVA System Application Server 6.1 e superiores Oracle Application Server 10g Release 1 e superiores Glassfish V 2 Update Release 1 e superiores Jboss Application Server e superiores Oracle Weblogic Application Server Aplicação Java StandAlone rodando em container sem servidor de aplicações Servidores Web : Apache Server 1.3 e superiores Microsoft Internet Information Server 6.0 Apache Tomcat 5.0 e superiores Bancos de dados

11 Oracle 9I ou superior SQL Server 2000 ou superior PostgreSQL 8.02 ou superior MySQL 4 e superiores Serviços de diretório padrão LDAP v.3 Microsoft Windows Active Directory 2003 e superiores IBM Tivoli Directory Server 5.2 ou 6.0 IBM Lotus Domino Enterprise Server Oracle Internet Directory Novell e-directory 8.7 ou superior Sun Java Directory Server 5.2 Open LDAP Soluções de Virtualização VMWare ESX Server 4 e superiores Microsoft Hyper-V Server 2008 Citrix XenServer 5.5 Gerenciamento da expediência do Usuário Instalacao Seguranca Operar como um listener passivo na rede, sem introduzir qualquer latencia ou sobrecarga (overhead) na rede; Funcionar exclusivamente em modo Agent Less, ou seja, nao ser baseada em agentes de monitoracao instalados no cliente. Permitir a definicao de filtros capazes de delimitar a monitoracao da experiencia dos usuarios por segmentos de rede IP especificos, via interface grafica da solucao; Possuir interface grafica centralizada e acessivel a partir de navegador web (suportar pelo menos Firefox e IE); Todas as funcionalidades do produto devem estar disponiveis atraves da interface grafica; Possuir rotina de Exportacao e Importacao das configuracoes dos coletores; Ter a capacidade de replicar as configuracoes feitas em um coletor para os demais coletores existentes no ambiente reduzindo assim o esforco de gerenciamento da solucao; Possuir rotina de Backup e Restore de dados; o Permitir a configuracao de uma conta SMTP de correio para envio automatico de alertas; Permitir o cadastramento e configuracao de chaves privadas para monitoracao do trafego HTTPs; Permitir a completa e total protecao as informacoes de identificacao dos usuarios (ex.:

12 Configuracao: Operacao: usuario/senha), atraves do cadastramento e armazenamento de parametros http/https; Permitir a definicao de dominios de gerenciamento Permitir a definicao de grupos de usuario para agrupamento e controle estatistico dos usuarios identificados pela solucao; Permitir o agrupamento de usuarios por subrede IP; o Implementar modelo de definicao e armazenamento de transacoes hierarquico, formado pela seguinte estrutura: (Aplicação Processos de Negocio Transacoes) Possuir funcionalidade de gravacao das transacoes cuja estrutura HTTP transacoes em percentis de acordo com as taxas de sucesso definidas Gerar incidentes, a partir de regras pre-definidas, sempre que transacoes defeituosas com mesma caracteristica de problema ocorram. Possuir regras automaticas para geracao de incidentes que possuam no minimo os seguintes criterios: Variações percentuais e absolutas do numero de defeitos, por períodos de avaliação. Permitir que as regras de geracao de incidentes possam ser executadas individualmente ou de forma agregada (operador logico E ). Oferecer uma monitoração sem agentes baseada na captura e decodificação de pacotes de rede, não intrusiva A monitoração deve ser executada sem gerar pacotes de rede, sem coletar MIB's SNMP, sem inserir dados nas transações dos usuários, sem a instrumentação do código e sem a utilização de agentes nos servidores monitorados, estações de usuários e quaisquer outros elementos que façam parte do ambiente a ser monitorado. Monitorar em tempo real qualquer aplicacao WEB que utilize o protocolo HTTP e/ou HTTPS; Monitorar 100% das transacoes HTTP(s) reais dos usuarios, nao sendo permitida monitoracao baseada em amostragem; Monitorar volumes de transacoes simultaneas que podem atingir (dez mil usuarios simultaneos) em momentos de pico (Qual o volume de usuários em momentos de pico, no caso específico da Dataprev?); Deve ter a capacidade adicional de gerar transacoes sinteticas para simulacoes de experiencia de usuario (robos); A monitoracao da experiencia do usuario, no entanto, nao deve ser feita atraves da geracao de transacoes sinteticas servindo estas apenas para simular situacoes ou testar condicoes especificas; Fornecer as seguintes metricas/informacoes para cada transacao monitorada: Data e Hora Endereco IP da aplicacao cliente (ex. Navegador) Endereco IP e porta do servidor web (HTTP Server) Endereco IP do servidor de aplicacao ID da maquina virtual (VM) do servidor de aplicação

13 Relatorios: Nome do Request Handler (ex. ActionServlet) da transacao Transacao de negocio Processo de negocio Tempo de resposta da transacao (Requisicao/Resposta HTTP) Tipo de defeito detectado Condicao de defeito (threshold) Valor real observado Tamanho (kb) Throughput (kb/s) Tempo ate primeira resposta (s) Usuario Grupo de usuarios Parametros HTTP A solucao deve ser capaz de iniciar automaticamente uma sessao de tracing de transacoes na ferramenta de Gerenciamento de Performance e Disponibilidade da Aplicacoes Web a partir do momento em que qualquer das transacoes monitoradas atinjam um determinado padrao de comportamento e que um Incidente seja aberto; Permitir, atraves de sua interface grafica, a inicializacao e conclusao de sessoes de tracing de transacoes na ferramenta de Gerenciamento de Performance e Disponibilidade da Aplicacoes Web. Listar, na interface grafica, todas as sessao de tracing de transacoes no servidor de aplicacao em andamento, assim como informar o inicio das mesmas. A solucao deve permitir que os gestores do produto, ou de negocios, possam acessar o trace coletado pela ferramenta de Gerenciamento de Performance e Disponibilidade da Aplicacoes Web a partir da tela de analise de uma transacao especifica sem ter de recorrer a outra console de gerenciamento; Apresentar o trace de cada transacao coletado na ferramenta de Gerenciamento de Performance e Disponibilidade da Aplicacoes Web de forma grafica, intuitiva e segmentada, permitindo assim rapida identificacao dos potenciais gargalos ou erros de execucao. Agrupar transacoes defeituosas similares em Incidentes unicos, permitindo assim o gerenciamento e controle estatistico de ocorrencias causadas pelo mesmo tipo de defeito. Prover campo de status para controle dos incidentes. Permitir o cadastramento de scripts customizaveis de coleta de evidencias/dados para cada tipo de defeito, reduzindo assim o tempo de investigacao quando um novo incidente e criado. Apresentar, para cada incidentes, a lista de usuarios afetados assim como os grupos de usuarios envolvidos. Disponibilizar relatorios via WEB. Permitir a geracao de relatorios on line a qualquer momento sem a necessidade de utilizacao

14 Graficos: Integracao: de ferramentas externas. A solucao deve, no entanto, permitir a exportacao de dados para geracao de relatorios atraves de outras ferramentas; Permitir a definicao de periodos historicos para geracao de relatorios de tendencias. Disponibilizar graficos de analise via interface grafica WEB. Permitir a geracao de graficos on line a qualquer momento. Permitir a definicao de graficos baseados em periodos historicos de monitoracao para avaliacao de tendencias. Possuir os seguintes tipos de grafico: Pareto Box-Wisker Linear Permitir a integracao dos incidentes com as ferramentas de service desk em uso na Dataprev Correlacionar transacoes defeituosas apontadas durante a monitoracao com seu respectivo trace na ferramenta de monitoração de performance de aplicacoes Web fornecida. Sincronizar a hierarquia de transacoes definidas na solucao com a ferramenta de monitoração de performance de aplicacoes Web fornecida para garantir mapeamentos de traces.

ESPECIFICAÇÕES. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE

ESPECIFICAÇÕES. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE Departamento de Planejamento e Projetos de Infraestrutura - DEPI ESPECIFICAÇÕES Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE Especificação Técnica - Aquisição de Solução de Gerenciamento

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação Técnica Última atualização em 31 de março de 2010 Plataformas Suportadas Agente: Windows XP e superiores. Customização de pacotes de instalação (endereços de rede e dados de autenticação).

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO. A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM.

ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO. A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM. ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM. A versão STD integra as funcionalidades essenciais de monitoramento.

Leia mais

A partir do XMon é possível:

A partir do XMon é possível: Monitoramento XMon É uma ferramenta para gerenciar o seu ambiente de TI de forma centralizada e constante, obtendo informações precisas da performance de todos os seus ativos e previna possíveis problemas

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Dificuldades no uso de Bancos de Dados

Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Dificuldades no uso de Bancos de Dados Desenvolvimento de Aplicações Desenvolvimento de Aplicações Dificuldades no uso de Bancos de Dados Um leigo não sabe o que é e como funciona um BD Mesmo um profissional da área de informática pode ter

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS ERRATA E REABERTURA PROCESSO LICITATÓRIO N 097/2011 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL RP N 061/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE SISTEMA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS CENTRALIZADOS (STORAGE) E DE SISTEMA DE CÓPIA DE SEGURANÇA

Leia mais

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition CURSO DE GRADUAÇÃO J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition Antonio Benedito Coimbra Sampaio Junior abc@unama.br OBJETIVOS DO CURSO Capacitar os alunos no desenvolvimento de aplicações para a WEB com

Leia mais

Estudo de Caso 22. Figura 4 Console da TEC*. *Alguns dados foram removidos atendendo a política de segurança da informação da empresa.

Estudo de Caso 22. Figura 4 Console da TEC*. *Alguns dados foram removidos atendendo a política de segurança da informação da empresa. 2 Estudo de Caso O gerenciamento de serviços é um fator crítico para a organização em análise, os processos devem garantir os acordos de níveis de serviços estabelecidos com os clientes. Destarte, a atividade

Leia mais

Server & Application Monitor

Server & Application Monitor Server & Application Monitor monitoramento de aplicativos e servidores sem agentes O SolarWinds Server & Application Monitor oferece informações preditivas para identificar problemas de desempenho de aplicativos.

Leia mais

Cliente/Servidor. Conceitos Gerais. Graça Bressan. Graça Bressan/LARC 2000 1

Cliente/Servidor. Conceitos Gerais. Graça Bressan. Graça Bressan/LARC 2000 1 Cliente/Servidor Conceitos Gerais Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Forças de marketing que conduzem à arquitetura cliente/servidor "Cliente/Servidor é um movimento irresistível que está reformulando

Leia mais

Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP

Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP Parceria: Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. Parceria Union e Quest Software... 3 2. Foglight Gerenciando

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES Hugo Henrique Rodrigues Correa¹, Jaime Willian Dias 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil hugohrcorrea@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Belo Horizonte, 06 de Maio de 2010 A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Referente: CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

PROJELER. Componentes da Solução Intalio BPMS 5.2. Maurício Bitencourt 51 21171872 / 51 84087798 mauricio.bitencourt@projeler.com.

PROJELER. Componentes da Solução Intalio BPMS 5.2. Maurício Bitencourt 51 21171872 / 51 84087798 mauricio.bitencourt@projeler.com. Componentes da Solução Intalio BPMS 5.2 Maurício Bitencourt 51 21171872 / 51 84087798 mauricio.bitencourt@projeler.com.br Platinum Implementation Partner 1 Enterprise Edition Software de Código Aberto

Leia mais

Service Appliance IVETIME. Disponibilidade de serviço instantânea! Plug and Play. Segurança. Tolerância a falhas. Manutenção zero. Elevada Performance

Service Appliance IVETIME. Disponibilidade de serviço instantânea! Plug and Play. Segurança. Tolerância a falhas. Manutenção zero. Elevada Performance IVETIME Service Appliance Disponibilidade de serviço instantânea! Aumentar a produtividade Transformar o serviço a Clientes Proteger o capital intelectual Plug and Play Segurança Tolerância a falhas Manutenção

Leia mais

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14:

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Senhores, A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Questionamento 1: 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMCAS No que diz respeito ao subitem 2.1.2, temos a seguinte

Leia mais

ESTE DOCUMENTO APRESENTA UMA VISÃO GERAL SOBRE A GESTÃO DE ALERTAS

ESTE DOCUMENTO APRESENTA UMA VISÃO GERAL SOBRE A GESTÃO DE ALERTAS Gestão de Alertas ESTE DOCUMENTO APRESENTA UMA VISÃO GERAL SOBRE A GESTÃO DE ALERTAS A solução de Gestão de Alertas objetiva o monitoramento da geração, recepção e emissão de documentos eletrônicos garantindo

Leia mais

DF-e MANAGER 2.6 Pré-requisito de Instalação Novembro de 2015

DF-e MANAGER 2.6 Pré-requisito de Instalação Novembro de 2015 DF-e MANAGER 2.6 Pré-requisito de Instalação Novembro de 2015 Copyright 2015 Synchro Solução Fiscal Brasil 1 1. Introdução Este documento tem como objetivo citar os requisitos de software e hardware para

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 3 Gerenciamento de Redes Cenário exemplo Detecção de

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Características Quantidade

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Características Quantidade TERMO DE REFERÊNCIA Objeto Aquisição de soluções de software de Gestão e Planejamento de Capacidade e Gerenciamento de Desempenho de Aplicações (Application Performance Management - APM) para todo o ambiente

Leia mais

ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Contratação de Solução de Gerenciamento de Serviços de TI, alinhada as melhores práticas ITIL e com console unificada. Constituída de licenças de direito de uso definitivo

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

IBM WebSphere Business Monitor

IBM WebSphere Business Monitor Obtenha visibilidade em tempo real do desempenho dos processos de negócios IBM WebSphere Business Monitor Fornece aos usuários de negócios uma visão abrangente e em tempo real do desempenho dos processos

Leia mais

Java de missão crítica. Um artigo técnico da Oracle

Java de missão crítica. Um artigo técnico da Oracle Java de missão crítica Um artigo técnico da Oracle Java de missão crítica A família de produtos Oracle JRockit é um portfólio abrangente de soluções de tempo de execução de Java que aproveita a JVM básica

Leia mais

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Treinamento técnico KL 202.10 Treinamento técnico KL 202.10 Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Migração

Leia mais

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA O InterLIMS se apresenta

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

Controlar Aplicações e Serviços com Monitoramento de Rede

Controlar Aplicações e Serviços com Monitoramento de Rede Controlar Aplicações e Serviços com Monitoramento de Rede White Paper Autor: Daniel Zobel, Chefe de Desenvolvimento de Software Paessler AG Publicado em: março/2014 PÁGINA 1 DE 8 Índice Introdução: Evite

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310

ESPECIFICAÇÃO DE FITOTECA AUTOMATIZADA Substituição dos Silos Robóticos Storagetek 9310 Especificação Técnica 1. A Solução de Fitoteca ofertada deverá ser composta por produtos de Hardware e Software obrigatoriamente em linha de produção do fabricante, não sendo aceito nenhum item fora de

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil Apresentação A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se ao desenvolvimento e criação de

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Março/2015 Página 1 de 17 Projuris Enterprise Projuris Enterprise é um sistema 100% Web, com foco na gestão de contencioso por empresas ou firmas

Leia mais

1.1. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS & CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

1.1. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS & CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1. Anexo III - Requisitos Técnicos e de Segurança A SOLUÇÃO deverá atender obrigatoriamente aos requisitos não funcionais e às características técnicas descritos nos itens deste anexo. Os requisitos não

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

Microsoft System Center Operations Manager 2007

Microsoft System Center Operations Manager 2007 Microsoft System Center Operations Manager 2007 Visão Geral Microsoft Corporation Publicado: 18 de dezembro de 2006 Atualizado: 5 de abril de 2007 Sumário Executivo O System Center Operations Manager 2007

Leia mais

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907 Uma ferramenta de inventario que automatiza o cadastro de ativos informáticos em detalhe e reporta qualquer troca de hardware ou software mediante a geração de alarmes. Beneficios Informação atualizada

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO WEB-EDI Troca Eletrônica de Dados. Local Dataprev Rua Cosme Velho nº 06 Cosme Velho Rio de Janeiro / RJ. Data: 06/03/2009 10:30 horas. Consolidação

Leia mais

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões Symantec 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões O 7 permite a padronização das operações de backup e recuperação em ambientes físicos e virtuais com menos recursos e menos riscos, pois oferece

Leia mais

Protocolos de gerenciamento

Protocolos de gerenciamento Protocolos de gerenciamento Os protocolos de gerenciamento têm a função de garantir a comunicação entre os recursos de redes homogêneas ou não. Com esse requisito satisfeito, operações de gerenciamento

Leia mais

CSI IT Solutions. Facilidade de uso

CSI IT Solutions. Facilidade de uso CSI IT Solutions WebReport2 Gestão de Ambiente de Impressão O CSI WebReport dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais de impressões. O sistema

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 25/02/2014 Sumário 1. Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 2. Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 4 3. Portabilidade para Servidor de

Leia mais

CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION

CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CONSULTA AO MERCADO RFI REQUEST FOR INFORMATION CADERNO DE PERGUNTAS ÍNDICE 1. Introdução...2 2. Termos e Condições...2 2.1 Publicidade 2 2.2 Responsabilidades 2 3. Cronograma e Contato...3 3.1 Cronograma

Leia mais

Advanced IT S/A. EM10g Grid Control. Introdução. Introdução. Agenda. Como alcança estes objetivos Grid Control Home Page Pode gerenciar:

Advanced IT S/A. EM10g Grid Control. Introdução. Introdução. Agenda. Como alcança estes objetivos Grid Control Home Page Pode gerenciar: Agenda Advanced IT S/A EM10g Grid Control Denise Cunha Advanced IT S/A - DBA Gerenciando Deployments (distribuições) Estendendo o EM Sistema de Jobs Start e Stop do EM Objetivos Extrair informações críticas

Leia mais

Implantação de Auditoria para o Ambiente Microsoft nos Serviços de AD, File Server e Exchange Server do FNDE

Implantação de Auditoria para o Ambiente Microsoft nos Serviços de AD, File Server e Exchange Server do FNDE Implantação de Auditoria para o Ambiente Microsoft nos Serviços de AD, File Server e Exchange Server do FNDE Planejamento da Contratação Especificações Técnicas Versão 3.0 Página 1 de 18 Planejamento Termo

Leia mais

4 Um Exemplo de Implementação

4 Um Exemplo de Implementação 4 Um Exemplo de Implementação Neste capítulo será discutida uma implementação baseada na arquitetura proposta. Para tanto, será explicado como a arquitetura proposta se casa com as necessidades da aplicação

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Rotina de Discovery e Inventário

Rotina de Discovery e Inventário 16/08/2013 Rotina de Discovery e Inventário Fornece orientações necessárias para testar a rotina de Discovery e Inventário. Versão 1.0 01/12/2014 Visão Resumida Data Criação 01/12/2014 Versão Documento

Leia mais

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 Guia de Introdução do Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 10.2 27 de maio de 2009 www.novell.com Guia de Introdução do ZENworks 10 Asset Management Informações Legais A Novell, Inc. não faz representações

Leia mais

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo Sistemas de Monitoração de Rede Roberto Majewski Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, novembro de 2009 Resumo Com o grande crescimento da

Leia mais

IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente

IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente Nota Antes de utilizar estas informações e o produto suportado por elas, leia as informações gerais em Avisos, na página 7. Prefácio Este Leia-me

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 14/04/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 14/04/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE FIREWALL DE BANCO DE DADOS, PARA OS CENTROS DE PROCESSAMENTO DA DATAPREV, NO RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO E DISTRITO FEDERAL Local: Dataprev SAS

Leia mais

Engenharia de Software Aplicações de Internet

Engenharia de Software Aplicações de Internet Engenharia de Software Aplicações de Internet Eduardo Santos eduardo.edusantos@gmail.com eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Histórico Por que existe a Internet? Por que existe

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

3 Serviços na Web (Web services)

3 Serviços na Web (Web services) 3 Serviços na Web (Web services) 3.1. Visão Geral Com base na definição do Word Wide Web Consortium (W3C), web services são aplicações autocontidas, que possuem interface baseadas em XML e que descrevem

Leia mais

Gerenciamento de aplicações compostas: Preenchendo a lacuna de visibilidade da TI em aplicações compostas complexas Um artigo técnico da Oracle,

Gerenciamento de aplicações compostas: Preenchendo a lacuna de visibilidade da TI em aplicações compostas complexas Um artigo técnico da Oracle, Gerenciamento de aplicações compostas: Preenchendo a lacuna de visibilidade da TI em aplicações compostas complexas Um artigo técnico da Oracle, novembro de 2008. Gerenciamento de aplicações compostas:

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition 1 Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition Sobre o Autor Carlos Eduardo G. Tosin (carlos@tosin.com.br) é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento

Leia mais

Apresentação. Treinamento OTRS Help Desk

Apresentação. Treinamento OTRS Help Desk Apresentação Treinamento OTRS Help Desk Sumário Apresentação... 3 Arquitetura... 3 Funcionalidades básicas do sistema...4 Interface Web... 4 Interface de E-mail...4 Ticket... 4 Sistema... 5 Apresentação

Leia mais

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition Tecnologias Web Java Enterprise Edition Cristiano Lehrer, M.Sc. Introdução Java Enterprise Edition (JEE): Plataforma de tecnologias para o desenvolvimento de aplicações corporativas distribuídas. É uma

Leia mais

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise Complete protection for your information-driven enterprise Visão geral O Symantec NetBackup oferece uma seleção simples e abrangente de clientes e agentes inovadores para otimizar a performance e a eficiência

Leia mais

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS Elaborado por: Bruno Duarte Nogueira Arquiteto de Software Data: 05/03/2012 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Tecnologias... 3 2.1. Web Tier... 3 2.1.1. Facelets 1.1.14...

Leia mais

Monitoramento Inteligente:

Monitoramento Inteligente: Ebook Exclusivo Monitoramento Inteligente: Melhore a eficiência operacional, automatize processos e aumente a produtividade. E s pec i a li s ta em S e rv i ços G e r e n c i a do s Segurança de de Perímetro

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 12.1.5

Portabilidade da Linha RM Versão 12.1.5 Portabilidade da Linha RM Versão 12.1.5 19/06/2015 1. Sumário INTRODUÇÃO... 2 1. PORTABILIDADE PARA SERVIDOR DE BANCO DE DADOS... 3 2. NIVEIS DE COMPATIBILIDADE ENTRE BANCOS DE DADOS... 5 4. PORTABILIDADE

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java Web Arquitetura Aplicações web são basicamente constituídas de: Requisições Respostas Model View Controller (MVC) O que é MVC? Padrão

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

SISTEMA PARA AUTOMATIZAR O MONITORAMENTO DE ROTEADORES DE UM PROVEDOR DE ACESSO

SISTEMA PARA AUTOMATIZAR O MONITORAMENTO DE ROTEADORES DE UM PROVEDOR DE ACESSO FURB Universidade Regional de Blumenau Bacharelado em Ciência da Computação SISTEMA PARA AUTOMATIZAR O MONITORAMENTO DE ROTEADORES DE UM PROVEDOR DE ACESSO Jean Victor Zunino Miguel Alexandre Wisintainer

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-server Versão: 4.5 Versão do Doc.: 1.0 Autor: César Dehmer Trevisol Data: 13/12/2010 Aplica-se à: Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento de Alteração

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Introdução filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Sistemas complexos com muitos componentes em interação devem ser monitorados e controlados. 2 Introdução A de gerência de redes surgiu

Leia mais

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC-008/2008 1 ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO 1. INFORMAÇÕES GERAIS E CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO

Leia mais

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva.

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva. Não há dúvida de que o ambiente de rede está cada vez mais complexo e que sua gestão é um grande desafio. Nesse cenário, saber o que está passando por essa importante infraestrutura é um ponto crítico

Leia mais

IBM Business Process Manager Versão 8 Release 5. Visão Geral do IBM Business Process Manager

IBM Business Process Manager Versão 8 Release 5. Visão Geral do IBM Business Process Manager IBM Business Process Manager Versão 8 Release 5 Visão Geral do IBM Business Process Manager ii Visão Geral Manuais PDF e o Centro de Informações Os manuais PDF são fornecidos como uma conveniência para

Leia mais

Spring: Um suite de novas opções para Java EE

Spring: Um suite de novas opções para Java EE Spring: Um suite de novas opções para Java EE Alberto J Lemos (Dr. Spock) Instrutor Globalcode Ricardo Jun Taniguchi Instrutor Globalcode 1 Agenda > Sobre o Spring Framework > Escopo de integração com

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento do Jboss do Nimsoft jboss série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

FIREWALL (HARDWARE) Módulo para Segurança e Filtragem Web

FIREWALL (HARDWARE) Módulo para Segurança e Filtragem Web FIREWALL (HARDWARE) Módulo para Segurança e Filtragem Web Modo de licenciamento por hardware. O Appliance deve operar com todas as funcionalidades durante todo o período de suporte. Após o término do período

Leia mais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Será utilizado o seguinte critério: Atende / Não atende (Atende em parte será considerado Não atende) Item Itens a serem avaliados conforme

Leia mais