C Á L C U L O E S T E Q U I O M É T R I C O

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "C Á L C U L O E S T E Q U I O M É T R I C O"

Transcrição

1 C Á L C U L O E S T E Q U I O M É T R I C O PROF. AGAMENON ROBERTO < 2011 >

2 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO 2 ESTEQUIOMETRIA ou CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO É o estudo das relações entre as quantidades dos reagentes e / ou produtos de uma reação química. Estas relações podem ser feitas em mols, massas, volumes, número de moléculas, etc. Para realizarmos estes cálculos devemos: Escrever a equação química da reação química envolvida no problema. Acertar os coeficientes estequiométricos da equação. Estabelecer uma regra de três entre as grandezas envolvidas (o que se pede e os dados), obedecendo aos coeficientes da equação (os coeficientes indicam a proporção entre o número de mols). Se necessário, fazer a transformação do número de mols para outra grandeza (massa, volume, número de moléculas, etc.) LEMBRE-SE QUE: em massa a massa molar (g/mol) 1 mol equivale em nº de moléculas a 23 6,02 x 10 moléculas em volume a 22,4 L (CNTP) ou P. V = n. R. T em outras condições de T e P RELACIONANDO MOL com MOL Exemplo: Calcule o número de mols de H 3 PO 4 necessários para reagir totalmente com 9 mols de Ca(OH) 2. 1º PASSO: Escrever a equação relacionada com o problema. H 3PO Ca(OH) Ca ( PO 4 ) 2 + H 2 O 2º PASSO: Acertar os coeficientes estequiométricos da equação. 2 H PO Ca(OH) Ca PO 3 H ( 4 ) O 3º PASSO: Relacionar cada coeficiente com a quantidade em mols das substâncias envolvidas. H 3PO Ca(OH) mols reagem com 3 mols x mols reagem com 9 mols Estabelecendo e resolvendo a proporção, teremos: 2 3 = x 9 3. x = x = 18 x = 3... x = 6 mols de H 3 PO 4

3 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO 3 Exercícios: 01)Dada a reação não-balanceada: Zn + HCl ZnCl 2 + H 2 Qual o número de mols de átomos de zinco que reagem completamente com 20 mols de ácido clorídrico (HCl)? 02) A combustão completa do metano (CH 4 ) produz dióxido de carbono (CO 2 ) e água. A alternativa que representa o número de mols de CO 2 produzido na combustão de 0,3 mol de CH 4 é: a) 1,2 mols. b) 0,6 mol. c) 0,9 mol. d) 0,3 mol. e) 1,5 mol. CH O 2 CO H 2 O 03) (Covest-2004)A ferrugem é composta principalmente por Fe 2 O 3. Após o balanceamento da equação abaixo, a proporção de ferro e oxigênio necessária para formar 2 mol de óxido de ferro III será: a) 1 mol de Fe para 1 mol de O 2. b) 1 mol de Fe para 3 mol de O 2. c) 2 mol de Fe para 3 mol de O 2. d) 4 mol de Fe para 3 mol de O 2. e) 3 mol de Fe para 2 mol de O 2. Fe (s) + O 2(g) Fe 2 O 3(s) 04) (Faap-SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada: CH 3 OH + ( l ) O 2 ( g ) CO 2 ( g) + H 2 O Quando se utilizam 5,0 mols de metanol nessa reação, quantos mols de CO 2 são produzidos? a) 1,0. b) 2,5. c) 5,0. d) 7,5. e) ) (U. Católica de Salvador-BA) Considere a informação: cal viva + água cal hidratada (hidróxido de cálcio). A quantidade de cal hidratada formada pela reação de água com 2,0 mols de cal viva é: a) 1,0 mol. b) 1,5 mol. c) 2,0 mols. d) 2,5 mols. e) 3,0 mols. 06) (U. Católica de Salvador) Na reação de óxido de alumínio com ácido sulfúrico forma-se sulfato de alumínio, Al 2 (SO 4 ) 3. Para se obterem 3 mols desse sulfato, quantos mols do ácido são necessários? a) 3. b) 6. c) 9. d) 12. e) ) (Cefet-PR) Em um das etapas de tratamento de água, ocorre a retenção de partículas sólidas em uma massa gelatinosa constituída por hidróxido de alumínio. Essa substância é preparada pela adição de Ca(OH) 2 e Al 2 (SO 4 ) 3 à água contida em tanques de tratamento. O número de mols do Al 2 (SO 4 ) 3 que devem reagir com suficiente Ca(OH) 2 para formar 10 mols de hidróxido de alumínio é igual a: a) 1. b) 2. c) 3. d) 4. e) 5.

4 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) (U. F. Fluminense-RJ) Marque a opção que indica quantos mols de HCl são produzidos na reação de 0,43 mol de fosgênio (COCl 2 ) com água, conforme a reação: a) 0,43. b) 1,00. c) 0,86. d) 2,00. e) 0,56. COCl 2 + H 2 O CO HCl 09) (UNESP) O metano (CH 4 ), também conhecido por gás dos pântanos, é produzido pela decomposição de compostos orgânicos, na ausência de oxigênio, por determinadas bactérias e consumido na própria atmosfera. Quando 5 mols de metano reagem com 3 mols de oxigênio, o número de mols de gás carbônico (CO 2 ) liberados será igual a: a) 1,0 mol. b) 1,5 mols. c) 3,0 mols. d) 3,5 mols. e) 5,0 mols. CH 4(g) + 2 O 2(g) CO 2(g) + 2 H 2 O (vapor) RELACIONANDO MOL com MASSA Quantos gramas de H 2 são liberados na reação completa de 2 mols de cálcio metálico com ácido clorídrico? Dado: H 2 = 2 g/mol a) 1g. b) 2g. c) 3g. d) 4g. e) 6g. 1º PASSO: Escrever a equação relacionada com o problema. Ca 2º PASSO: + HCl CaCl 2 + H 2 Acertar os coeficientes estequiométricos da equação. 3º PASSO: Relacionar cada coeficiente com a quantidade em mols das substâncias envolvidas, fazendo, se necessário, as transformação de mols para gramas. 1 mol produz 1 mol ou 2 g 2 mols produzem m Estabelecendo e resolvendo a proporção, teremos: 1 2 = 2 m 1. m = m = 4 g 1 Ca + 2 HCl 1 CaCl H2 Exercícios: 10) A quantidade de água em MOL produzida pela combustão completa de 40g de hidrogênio é de: Dados: H 2 = 2g/mol. 2 H 2 + O 2 2 H 2 O. a) 100 mols. b) 40 mols. c) 20 mols. d) 4 mols. e) 1 mol.

5 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) (F. Dom Bosco-DF) Dada a equação química não-balanceada: Na 2 CO 3 + HCl NaCl + CO 2 + H 2 O A massa de carbonato de sódio que reage completamente com 0,25 mol de ácido clorídrico é: Dado: Na 2 CO 3 = 106 g/mol. a) 6,62g. b) 25,5g. c) 13,25g. d) 10,37g. e) 20,75g. 12) (FMTM-MG) No motor de um carro a álcool, o vapor do combustível é misturado com ar e se queima à custa de faísca elétrica produzida pela vela interior do cilindro. A queima do álcool pode ser representada pela equação: C 2 H 6 O (g) + 3 O 2(g) 2 CO 2(g) + 3 H 2 O (g) + ENERGIA A quantidade, em mols, de água formada na combustão completa de 138g de etanol (C 2 H 6 O) é igual a: Dado: C 2 H 6 O = 46g/mol. a) 1. b) 3. c) 6. d) 9. e) ) (Covest-2005) Ácido fosfórico impuro, para uso em preparação de fertilizantes, é produzido pela reação de ácido sulfúrico sobre rocha de fosfato, cujo componente principal é Ca 3 (PO 4 ) 2. a reação é: Ca 3 (PO 4 ) 2 (s) + 3 H 2 SO 4 (aq) 3 CaSO 4 (s) + 2 H 3 PO 4 (aq) Quantos mols de H 3 PO 4 podem ser produzidos pela reação de 200 kg de H 2 SO 4? Dados: massas molares (em g/mol): H = 1; O = 16; S = 32; P = 31; Ca = 40. a) 2107 mol. b) 1361 mol. c) 95,4 mol. d) 954,3 mol. e) 620 mol. RELACIONANDO MASSA com MASSA 14) O mármore (CaCO 3 ) reage com o ácido sulfúrico formando o gesso (CaSO 4 ), de acordo com a equação balanceada: H 2 SO 4(aq) + CaCO 3(s) CaSO 4(s) + H 2 O (l) + CO 2(g) A massa de gesso formada pela reação de 25g de mármore com H 2 SO 4 suficiente será: Dados: CaCO 3 = 100 u; CaSO 4 = 136 u a) 5g. b) 17g. c) 34g. d) 68g. e) 100g. 15) O alumínio é obtido pela eletrólise da bauxita (Al 2 O 3 ). Nessa eletrólise, ocorre a formação de oxigênio que reage com os eletrodos de carbono utilizados no processo. A equação que representa o processo global é: 2 Al 2 O C 3 CO Al A massa de Al 2 O 3 consumida na obtenção de 54g de alumínio será, aproximadamente, igual a: Dados: C = 12 u; O = 16 u; Al = 27 u. a) 25,5g. b) 51,0g. c) 76,5g. d) 102,0g. e) 204,0g.

6 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) O ácido fosfórico, usado em refrigerante tipo cola e possível causador da osteoporose, pode ser formado a partir da equação não-balanceada: Ca 3 (PO 4 ) 2 + H 2 SO 4 H 3 PO 4 + CaSO 4 Partindo-se de 62g de Ca 3 (PO 4 ) 2 e usando-se quantidade suficiente de H 2 SO 4, qual, em gramas, a massa aproximada de H 3 PO 4 obtida? Dados: H = 1u; O = 16u; P = 31u; Ca = 40u. a) 19g. b) 25g. c) 39g. d) 45g. e) 51g. 17) A corrosão de um metal é a sua destruição ou deterioração, devida à reação com o meio ambiente. O enferrujamento é o nome dado à corrosão do ferro: Fe (s) + O 2(g) Fe 2 O 3(s) A massa de ferrugem (óxido férrico) que se forma quando é atacado 1g de ferro é: Dados: O = 16 g/mol; Fe = 56 g/mol. a) 1,43g. b) 0,70g. c) 0,35g. d) 2,86g. e) 5,00g. 18) Um químico quer extrair todo ouro contido em 68,50g de cloreto de ouro III di-hidratado (AuCl 3.2H 2 O), através da eletrólise de solução aquosa do sal. Indique a massa de ouro obtida, após a redução de todo o metal. Dados: AuCl 3.2H 2 O = 342,5 u; Au = 200 u. a) 34,25g. b) 40,00g. c) 44,70g. d) 68,50g. e) 100,0g. 19) (CESULON-PR) O magnésio (Mg) reage com o oxigênio (O 2 ) do ar, produzindo óxido de magnésio (MgO) de acordo com a equação 2 Mg (s) + O 2(g) 2 MgO (s). Calcule a massa de O 2 necessária para produzir 40g de óxido de magnésio. Dados: MgO = 40g/mol; O 2 = 32g/mol. a) 160g. b) 80g. c) 40g. d) 32g. e) 16g. 20) (UFF-RJ) Acompanhando a evolução dos transportes aéreos, as modernas caixas-pretas registram centenas de parâmetros a cada segundo, construindo recurso fundamental na determinação das causas de acidentes aeronáuticos. Esses equipamentos devem suportar ações destrutivas, e o titânio, metal duro e resistente, pode ser usado para revesti-los externamente. O titânio é um elemento possível de ser obtido a partir do tetracloreto de titânio por meio da reação nãobalanceada: TiCl 4(g) Mg (s) MgCl 2( l ) + Ti (s) Considere que essa reação foi iniciada com 9,5g de TiCl 4(g). Supondo que tal reação seja total, a massa de titânio obtida ser, aproximadamente: Dados: Ti = 48 u.; Cl = 35,5 u.; Mg = 24 u. a) 1,2g. b) 2,4g. c) 3,6g. d) 4,8g. e) 7,2g.

7 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) (CEFET-MG) O vinho torna-se ácido, quando o etanol, C 2 H 5 OH, é convertido em ácido acético por meio da reação: C 2 H 5 OH (aq) + O 2(g) CH 3 COOH (aq) + H 2 O ( l ) Considerando-se que, em uma garrafa, há um determinado volume de vinho contendo 4,6g de etanol e que, depois de um certo tempo, 50% desse álcool acidificou-se, pode-se afirmar que a quantidade, em gramas, de ácido acético presente no vinho é: Dados: H = 1u.; C = 12 u.; O = 16 u. a) 6,0g. b) 4,6g. c) 3,0g. d) 2,3g. e) 1,5g. 22) Na síntese de 110g de gás carbônico, as quantidades mínimas necessárias de reagentes são: Dados: C = 12 g/mol; O =16 g/mol. a) 30g de carbono e 40g de oxigênio. b) 60g de carbono e 80g de oxigênio. c) 55g de carbono e 55g de oxigênio. d) 60g de carbono e 50g de oxigênio. e) 30g de carbono e 80g de oxigênio. 23) (PUC-SP) Dada a reação: RELACIONANDO MASSA ou MOL com MOLÉCULAS 2 Fe + 6 HCl 2 FeCl 3 +3 H 2 O número de moléculas de gás hidrogênio, produzidas pela reação de 112g de ferro, é igual a: Dado: Fe = 56 g/mol. a) 1,5. b) 3,0. c) 9,0 x d) 1,8 x e) 3,0 x ) (PUC/Campinas-SP) O acetileno, utilizado em maçaricos, pode ser obtido pela hidrólise do carbureto de cálcio, de acordo com a equação não-balanceada: CaC 2 + H 2 O C 2 H 2 + Ca(OH) 2 O número de moléculas de água que hidrolisam 2 mols de carbureto é: a) 3,0 x b) 6,0 x c) 9,0 x d) 18 x e) 24 x ) (Covest-2003) Nas usinas siderúrgicas, a obtenção de ferro metálico a partir da hematita envolve a seguinte reação (não balanceada): Fe 2 O 3 (s) + CO(g) Fe(s) + CO 2 (g) Percebe-se desta reação que o CO 2 é liberado para a atmosfera, podendo ter um impacto ambiental grave relacionado com o efeito estufa. Qual o número de moléculas de CO 2 liberadas na atmosfera, quando um mol de óxido de ferro (III) é consumido na reação? Considere: número de Avogadro igual a 6 x mol 1. a) 6 x b) 24 x c) 12 x d) 36 x e) 18 x 10 23

8 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) O éter etílico é o éter comumente vendido em farmácia, cuja principal aplicação está relacionada à sua ação anestésica. A combustão completa de 14,8g de éter etílico (C 4 H 10 O) irá produzir gás carbônico e água, de acordo com a equação: C 4 H 10 O + 6 O 2 4 CO H 2 O Dados: H = 1g/mol; C = 12g/mol; O = 16g/mol Nº de Avogadro = 6,0 x São produzidos 38,4g de O A combustão de 2 mols de éter etílico produz 15 mols de água g do éter etílico produzem 4 mols de dióxido de carbono. 3 3 Para produzirmos 2 mols de gás carbônico devemos queimar 37g do éter etílico. 4 4 Nestas condições são produzidas 3,0 x moléculas de CO 2. 27) (UFG-GO) O corpo humano necessita diariamente de 12 mg de ferro. Uma colher de feijão contém cerca de 4,28 x 10 5 mol de ferro. Quantas colheres de feijão, no mínimo, serão necessárias para que se atinja a dose diária de ferro no organismo? a) 1 b) 3 c) 5 d) 7 e) 9 RELACIONANDO GRANDEZAS COM VOLUME 28) Considere a equação da reação de combustão do acetileno (não-balanceada): C 2 H 2(g) + O 2(g) CO 2(g) + H 2 O (g) Admitindo-se CNTP e comportamento de gás ideal, a soma do número de mols dos produtos obtidos, quando 112 litros de C 2 H 2 reagem com excesso de oxigênio, é igual a: a) 5. b) 10. c) 15. d) 20. e) 22,4. 29) (UPF-RS) Considere a reação: 3 (NH 4 ) 2 CO H 3 PO 4 2 (NH 4 ) 3 PO CO 2(g) + 3 H 2 O O volume em litros de gás carbônico liberado, quando 250g de carbonato de amônio reagem com excesso de ácido fosfórico, é de: Dados: Volume molar nas CNTP = 22,4 L. H = 1,0g/mol; C = 12g/mol; N = 14g/mol; O = 16g/mol; P = 31g/mol. a) 23,5 L. b) 58,3 L. c) 76,8 L. d) 84,1 L. e) 132,9 L. 30) O antiácido estomacal, preparado à base de bicarbonato de sódio (NaHCO 3 ), reduz a acidez estomacal provocada pelo excesso de ácido clorídrico segundo a reação: HCl (aq) + NaHCO 3(aq) NaCl (aq) + H 2 O (l) + CO 2(g) Para cada 1,87g de bicarbonato de sódio, o volume de gás carbônico liberado a 0 C e 1 atm é aproximadamente: Dados: NaHCO 3 = 84 g/mol; Volume molar de CO 2 = 22,4 L. a) 900 ml. b) 778 ml. c) 645 ml. d) 498 ml. e) 224 ml.

9 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) O CO 2 produzido pela decomposição térmica de 320g de carbonato de cálcio teve seu volume medido a 27 C e 0,8 atm. O valor, em litros, encontrado foi de: Dados: Ca = 40 g/mol; C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; R = 0,082 atm.l/mol. K. a) 22,4 L. b) 44,8 L. c) 67,2 L. d) 71,6 L. e) 98,4 L. 32) Jaques A. C. Charles, químico famoso por seus experimentos com balões, foi o responsável pelo segundo vôo tripulado. Para gerar gás hidrogênio, com o qual o balão foi cheio, ele utilizou ferro metálico e ácido, conforme a seguinte reação: Fe (s) + H 2 SO 4(aq) FeSO 4(aq) + H 2(g) Supondo-se que tenham sido utilizados 448kg de ferro metálico; o volume, em litros, de gás hidrogênio obtido nas CNTP foi de: Dados: O = 16 g/mol; Fe = 56 g/mol. a) 89,6 L. b) 179,2 L. c) 268,8 L. d) L. e) L. 33) Uma das transformações que acontecem no interior dos catalisadores dos automóveis modernos é a conversão do CO em CO 2, segundo a reação: CO + 1/2 O 2 CO 2 Admitindo-se que um motor tenha liberado 1120 L de CO em CO 2 é, em litros, igual a: a) 2240 L. b) 1120 L. c) 560 L. d) 448 L. e) 336 L. 34) (PUC-SP) O enxofre queima com uma chama azul característica, produzindo o gás dióxido de enxofre, de acordo com a reação S (s) + O 2(g) SO 2(g). Se queimarmos 64g de enxofre, o volume do dióxido de enxofre produzido, nas CNTP, é igual a: Dados: S = 32g/mol; Volume molar do gás nas CNTP = 22,4 L. a) 11,2 L. b) 22,4 L. c) 33,6 L. d) 44,8 L. e) 89,6 L. 35) Conhecendo-se a reação 3 H 2(g) + N 2(g) 2 NH 3(g) (P e T constantes). O volume de gás hidrogênio necessário para a obtenção de 6 litros de NH 3 é igual a: a) 12 L. b) 9 L. c) 6 L. d) 3 L. e) 1 L. 36) (Rumo-2004) Um meteorito de 4,5 bilhões de anos, que caiu numa cidadezinha do Texas, trouxe uma surpresa para os cientistas: vestígios de água ( O globo, 30/08/1999). De fato, na investigação sobre a vida em outros planetas, procura-se verificar a existência ou não de água, pois esta é essencial à vida, no moldes até agora conhecidos. Considere a reação completa de 1,5 x 10 3 L de hidrogênio gasoso com oxigênio gasoso, à temperatura de 300 K e pressão de 8,2 atm. Nestas condições, a massa de água produzida e o número de mols de oxigênio consumido são, respectivamente: a) 1,80 kg e 500 mol. b) 4,50 kg e 250 mol. c) 9 kg e 250 mol. d) 18,0 kg e 500 mol. e) 45,0 kg e 500 mol.

10 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) Uma das reações para produzir gás nitrogênio com grande velocidade é representada pela equação abaixo. Calcule o volume de N 2, a 27ºC e 2 atm de pressão, produzido a partir de 46 g de sódio metálico. Considere que a reação apresente 100% de rendimento. (em g/mol: Na = 23; N = 14; K = 23; O = 16) Na (s) + KNO 3(s) Na 2 O (s) + K 2 O (s) + N 2(g) a) 24,6 litros b) 2,46 litros c) 4,48 litros d) 22.4 litros e) 1,24 litros 38) A gasolina, como combustível automotivo, é uma mistura de vários hidrocarbonetos parafínicos. Quando queimada completamente produz CO 2 e H 2 O. Se considerarmos que a gasolina tem fórmula C 8 H 18, qual o volume de CO 2 produzido, à 300 K e 1 atm de pressão, quando 1,25 mols de gasolina são completamente queimadas? Considere o CO 2 um gás perfeito. a) 125 L. b) 224 L. c) 179,2 L. d) 246 L. e) 8,0 L. 39) Para se obter HCl (ácido clorídrico) através da reação NaCl + H 2 SO 4 Na 2 SO 4 + HCl que será absorvido em 2,0 L de água destilada. A massa de NaCl necessária para obtermos uma solução a 30% em massa de HCl, será de, aproximadamente: Dados:H = 1 u; Na = 23 u; Cl = 35,5 u; densidade da água = 1,0 g/ml. a) 1373,78 g. b) 952,35 g. c) 686,89 g. d) 343,45 g. e) 425,45 g. 40) (SSA -2009) Uma liga metálica de forma esférica, constituída de um metal M, de massa molar 40g/mol e densidade 5,0g/cm 3, reage totalmente com uma solução aquosa de ácido clorídrico, liberando, nas CNTP, 68,1L de um gás inflamável, conforme a equação: M (S) + 2 HCl (aq) MCl 2 (aq) + H 2 (g). Sabendo-se que o raio da esfera é igual a 2,0 cm e que as impurezas não reagem com a solução ácida, é CORRETO afirmar que Dados: π = 3, Vm = 22,7L/mol, ma( H ) = 1u a) a liga metálica é constituída de 25% em massa do metal M. b) a massa do metal M que constitui a liga metálica é igual a 140g. c) na reação da liga metálica com a solução ácida, formam-se 4,515 x moléculas de hidrogênio. d) na liga metálica, existem, apenas, 50g do metal M. e) na liga metálica, antes da reação, existiam 3 mols de átomos do metal M. M + 2 HCl MCl 2 + H 2 40g 22,7 L x 68,1 L x = 120g de M 1 mol 40g n mol 120g, então n = 3 mol de M 41) (ENEM 2009.A) Os exageros do final de semana podem levar o individuo a um quadro de azia. A azia pode ser descrita como uma sensação de queimação no esôfago, provocada pelo desbalanceamento do ph estomacal (excesso de ácido clorídrico). Um dos antiácidos comumente empregados no combate à azia é leite de magnésia. O leite de magnésia possui 64,8g de hidróxido de magnésio [Mg(OH) 2 ] por litro da solução. Qual a quantidade de ácido neutralizado ao se ingerir 9 ml de leite de magnésia? Dados: Massas molares (em g/mol): Mg = 24,3; Cl = 35,4; O = 16; H = 1. a) 20 mol. b) 0,58 mol. c) 0,2 mol. d) 0,02 mol. e) 0,01 mol.

11 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) (UNESP-SP) O clorato de potássio (KClO 3 ) pode ser utilizado para a produção de oxigênio em laboratório. Quando aquecido na presença de um catalisador, o clorato se decompõe produzindo, além do gás desejado, cloreto de potássio (KCl). O volume de oxigênio, medidos nas CNTP (T = 273 K e P = 1 atm, com R = 0,082 L.atm/K.mol), produzido quando um mol do clorato é consumido, é de: a) 67,2 L. b) 56,0 L. c) 44,8 L. d) 39,2 L. e) 33,6 L. 43) (UPE-2010-Q1) Uma peça metálica, constituída de zinco e ouro, de massa 13,08g, foi convenientemente tratada com uma solução aquosa de ácido clorídrico. Após o término da reação, o gás recolhido ocupou o volume de 0,82 L a 1,5 atm e 27ºC. A percentagem de ouro na liga metálica é igual a Dados: ma(h) = 1u, ma(zn) = 65,4u, ma(c)= 35,5u, ma(au)= 197u, R = 0,082 L. atm/mol. K a) 10%. b) 35%. c) 75%. d) 25%. e) 85%. m = 13,08g de Zn e Au; Apenas o Zn reage com o HCl, segundo a reação Zn + 2 HCl ZnCl 2 + H 2 V = 0,82 L de H 2, P = 1,5 atm, T = = 300K 1,5 x 0,82 = n x 0,082 x 300 n = 0,05 mol de H 2 Então: 1 mol de zinco 1 mol de H 2, então 0,05 mol de zinco produz 0,05 mol de H 2 Então: 1 mol de zinco 65,4g 0,05 mol de zinco m, portanto m = 3,27g Cálculo da porcentagem: 13,08g corresponde a 100% 3,27g corresponde a x% x = 25% então o ouro é 75% 44) (UPE-2010-Q2) Em 1dL de sangue de uma pessoa adulta, foi encontrado 0,0375 ml de etanol puro. Sabe-se que a densidade do etanol é 0,80g/mL e que o organismo humano elimina 0,15g/h de etanol. Sobre isso, analise as afirmativas abaixo e conclua. Dados: M(CH 3 COOH) = 46g/mol - Um adulto = 7 L de sangue. 0 0 A quantidade de álcool encontrada em 1L de sangue analisado é igual a 0,80g. 1 1 O organismo da pessoa adulta cujo sangue foi analisado levará 14 horas para eliminar todo álcool presente no sangue. 2 2 O volume total de etanol puro presente no corpo da pessoa adulta cujo sangue foi analisado é menor que 1,0 ml. 3 3 O número total de moléculas de etanol presentes no organismo da pessoa cujo sangue foi analisado é menor que um mol de moléculas. 4 4 O organismo da pessoa cujo sangue foi analisado levará, apenas, 1 hora para eliminar todo o álcool presente no sangue. 00: 100 ml de sangue tem 0,0375 ml de álcool 1000 ml de sangue tem V ml de álcool, então V = 0,375 ml Como d = 0,80 g/ml 1 ml 0,80g 0,375 ml m, portanto m = 0,3g 11: 1 L 0,30g de álcool 7 L m, então m = 2,1g de álcool no corpo do adulto Em 1 h elimina-se 0,15g de álcool x h elimina-se 2,1g de álcool, portanto x = 2,1 : 0,15 = 14 h 22: 1 L tem 0,375 ml de álcool 7 L tem V, então V = 7 x 0,375 = 2,635 ml que é maior que 1,0 ml. 33: 1 mol corresponde a 46g de álcool n mol corresponde a 2,1g de álcool, então n = 0,045 mol 44: levará 14 h.

12 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO 12 RELACIONANDO REAÇÕES SUCESSIVAS 45) Uma das formas de poluição de nossos dias é a chuva ácida. Ela provoca a destruição de monumentos históricos, como a Basílica em Belém, cuja fachada é revestida de mármore, através da corrosão provocada pelo ácido. A origem dessa forma de poluição encontra-se na queima de derivados de petróleo que contêm impurezas como o enxofre, e se processa segundo as reações: S + O 2 SO 2 2 SO 2 + O 2 2 SO 3 SO 3 + H 2 O H 2 SO 4 Considerando-se que em 100 L de gasolina encontram-se 3,2 mg de enxofre, a quantidade, em gramas, de ácido sulfúrico formada pela queima deste volume de combustível será de: Dados: H = 1 u; O = 16 u; S = 32 u. a) 98g. b) 9,8g. c) 0,98g. d) 0,098g. e) 0,0098g. 46) (Covest-2004) Superóxido de potássio, KO 2, é utilizado em equipamentos de respiração em sistemas fechados para remover o dióxido de carbono e a água do ar exalado. A remoção da água gera oxigênio para a respiração pela reação: 4 KO 2(s) + 2 H 2 O (l) 3 O 2(g) + 4 KOH (s). O hidróxido de potássio remove o dióxido de carbono do equipamento pela reação: KOH (s) + CO 2(g) KHCO 3(s) Qual a massa de superóxido de potássio necessária para gerar 20g de O 2? Dados: K = 39 u; H = 1 u; O = 16 u. Justificativas: 4 x 71g de KO 2 3 x 32g de O 2 x de KO 2 20g de O 2 Então x = 59g. 47) (Covest 2010) Ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) é um importante insumo industrial, obtido como subproduto do refino de cobre. A matéria prima deste processo, sulfeto de cobre (CuS) é decomposta termicamente, na presença de oxigênio, produzindo cobre metálico e SO 2. Por ser um gás tóxico, o SO 2 não pode ser liberado no ambiente, e, portanto, é oxidado a SO 3, que em seguida reage com água para formar ácido sulfúrico. Ao iniciarmos o processo com 19,1 toneladas de sulfeto de cobre puro, e assumindo um rendimento de 100% em todas as etapas, podemos afirmar que serão: (Dadas as massas atômicas: Cu, 63,5 g/mol; S, 32 g/mol; O, 16 g/mol e H, 1 g/mol). 0 0 consumidos mols de oxigênio molecular. 1 1 consumidos mols de água. 2 2 produzidos e posteriormente consumidos mols de SO produzidas 196 toneladas de ácido sulfúrico. 4 4 produzidas 1,31 toneladas de cobre metálico. A massa molar do CuS é ,5 = 97,5 g/mol. Em 19,5 toneladas tem-se 19,5 x 106g /97,5 g/mol = mols de CuS. As reações são as seguintes: 1. CuS + O 2 Cu + SO 2 2. SO 2 + ½ O 2 SO 3 3. SO 3 + H 2O H 2SO 4 0-0) Verdadeira. São consumidos mols na reação na reação ) Verdadeira. São consumidos mols na reação ) Falsa. São produzidos na reação 2 e posteriormente consumidos na reação 3, mols de SO ) Falsa. São produzidas x 98 x 10-6 = 19,6 toneladas de ácido sulfúrico na reação ) Falsa. São produzidas x 63,5 x 10-6 = 12,7 toneladas de cobre na reação 1.

13 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) Certa massa de ferro é oxidada a óxido férrico; a seguir, este último reage com ácido sulfúrico produzindo 80g de sulfato férrico. Qual a massa inicial do ferro? Dados: Fe = 56 u; S = 32 u; O = 16 u. a) 224g. b) 22,4g. c) 112g. d) 11,2g. e) 44,8g. 2 Fe + 3 O 2 Fe 2 O 3 Fe 2 O H 2 SO 4 Fe 2 (SO 4 ) H 2 O 49) Duas das reações que ocorrem na produção do ferro são representadas por: C (s) + O 2(g) CO (g) Fe 2 O 3(s) + CO (g) Fe (s) + CO 2(g) O monóxido de carbono formado na primeira reação é consumido na segunda. Considerando apenas essas duas etapas do processo, calcule a massa aproximada, em kg, de carvão consumido na produção de uma tonelada de ferro. 50) Considera as reações: K 2 O + H 2 O 2 X N 2 O 5 + H 2 O 2 Y X + Y Z + H 2 O O número de mols de Z existente em 202g desta substância é: a) 1. b) 2. c) 3. d) 4. e) 5. REAÇÕES COM REAGENTE EM EXCESSO 51) Considere a reação em fase gasosa: N H 2 2 NH 3. Fazendo-se reagir 4 L de N 2 com 9 L de H 2 em condições de pressão e temperatura constantes, pode-se afirmar que: a) Os reagentes estão em quantidades estequiométricas. b) O N 2 está em excesso. c) Após o término da reação, os reagentes serão totalmente convertidos em amônia. d) A reação se processa com aumento de volume total. e) Após o término da reação, serão formados 8 L de NH 3. 52) (UFJF-MG) Considerando-se a reação AgNO 3 + KI AgI + KNO 3 e fornecendo-se as massas molares, Ag = 108g/mol; N = 14g/mol; O = 16g/mol; K = 39g/mol; I = 127g/mol, se reagirmos 17g de AgNO 3 com 17g de KI, haverá: a) consumo total dos dois reagentes. b) excesso de 0,4g de AgNO 3. c) excesso de 0,4g de KI. d) excesso de 4,0g de AgNO 3. e) excesso de 4,0g de KI. 53) Efetuando-se a reação entre 18g de alumínio e 462g de gás cloro, segundo a equação: Al (s) + Cl 2(g) AlCl 3(s) Obtém-se uma quantidade máxima de cloreto de alumínio igual a: Dados: Al = 27 g/mol; Cl = 35,5 g/mol. a) 36g. b) 44,5g. c) 89g. d) 462g. e) 240g.

14 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) A reação completa entre 5,0g de gás carbônico e 8,0g de hidróxido de sódio, segundo a equação: CO NaOH Na 2 CO 3 + H 2 O produz g de carbonato de sódio, restando g do reagente colocado em excesso. Os números que preenchem corretamente as lacunas são, respectivamente: a) 10,6g e 0,6g. b) 12,0g e 1,0g. c) 5,8g e 4,0g. d) 10,0g e 3,0g. e) 8,3g e 0,6g. 55) (UEMS-MS) Ao se juntarem em solução 320g de ácido sulfúrico e 240g de hidróxido de sódio, obtém-se aproximadamente a massa do sulfato e de água, respectivamente, como... Dados: H = 1 u.; O = 16 u.; Na = 23 u.; S = 32 u. a) 340g e 220g. b) 390g e 170g. c) 426g e 134g. d) 426g e 108g. e) 545g e 15g. 56) Calcule o máximo de massa de água que se pode obter partindo de 8,0 gramas de hidrogênio e 32,0 gramas de oxigênio. Indique qual o reagente em excesso e quanto sobra do mesmo. 57) (UFAL-AL) A aspirina (C9H8O4) é produzida reagindo ácido salicílico com anidrido acético: Um laboratório farmacêutico recebeu uma encomenda de 180 kg de aspirina. O químico-chefe sabe que o rendimento do processo de preparação da aspirina é 100%. Em seu almoxarifado, há 207 kg de ácido salicílico e 102 kg de anidrido acético. Se a reação ocorrer com o rendimento esperado, será possível preparar a massa Dados: C = 12 u.; O = 16 u.; H = 1 u. a) encomendada, sobrando ácido salicílico no almoxarifado. b) menor do que a encomendada, sem sobra de reagentes. c) encomendada, com sobra de ambos os reagentes. d) encomendada, sobrando anidrido acético no almoxarifado. e) maior do que a encomendada, sem sobra de reagentes. REAÇÕES COM REAGENTE IMPUREZAS 58) (UPE-2004-Q1) O ácido acetilsalicílico (C 9 H 8 O 4 ), comumente chamado de aspirina, é muito usado pelos alunos, após uma prova de química, física ou matemática, disciplinas que requerem muitos cálculos e atenção. A massa de ácido acetilsalicílico que deve reagir com anidrido acético (C 4 H 6 O 3 ), para se obter três comprimidos de aspirina, cada um com 0,6g, admitindo que o ácido salicílico é 92% puro, é: Dados: C = 12 u; H = 1 u; O = 16 u. a) 1,50g. b) 1,92g. c) 1,65g. d) 1,38g. e) 2,25g. C 7 H 6 O 3 + C 4 H 6 O 3 C 9 H 8 O 4 + C 2 H 4 O 2

15 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) Uma amostra de 10g de calcário contém 8g de carbonato de cálcio. A porcentagem de pureza do carbonato de cálcio é: a) 0,8%. b) 10%. c) 8%. d) 80%. e) 20%. 60) A equação de ustulação da pirita (FeS 2 ) é: 4 FeS 2(s) + 11 O 2(g) 8 SO 2(g) + 2 Fe 2 O 3(s) A massa de óxido férrico obtida, em kg, a partir de 300 kg de pirita, que apresenta 20% de impurezas, é igual a: Dados: Fe = 56 g/mol; S = 32 g/mol; O = 16 g/mol. a) 160. b) 218. c) 250. d) 320. e) ) O medicamento Leite de Magnésia é uma suspensão de hidróxido de magnésio. Esse medicamento é utilizado para combater a acidez estomacal provocada pelo ácido clorídrico, encontrado no estômago. Sabe-se que, quando utilizarmos 12,2g desse medicamento, neutraliza-se certa quantidade do ácido clorídrico, produzindo 16g de cloreto de magnésio. O grau de pureza desse medicamento, em termos do hidróxido de magnésio, é igual a: Dados: Mg(OH) 2 = 58 g/mol; HCl = 36,5 g/mol e MgCl 2 = 95 g/mol. a) 90%. b) 80%. c) 60%. d) 40%. e) 30%. 62) Para obtermos 17,6g de gás carbônico (CO 2 ) pela queima total de um carvão com 60% de pureza, necessitaremos de uma amostra de carvão com massa igual a: Dados: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol. a) 2,4g. b) 4,8g. c) 60g. d) 43g. e) 56g. 63) O químico francês Antoine Laurent de Lavoisier ficaria surpreso se conhecesse o município de Resende, a 160 km do Rio. É lá, às margens da Via Dutra, que moradores, empresários e o poder público seguem à risca a máxima do cientista que revolucionou o século XVIII ao provar que, na natureza, tudo se transforma. Graças a uma campanha que já reúne boa parte da população, Resende é forte concorrente ao título de capital nacional da reciclagem. Ao mesmo tempo em que diminui a quantidade de lixo jogado no aterro sanitário, a comunidade faz virar sucata objeto de consumo. Nada se perde. Assim, com base na equação: 2 Al 2 O 3 (s) 4 Al (s) + 3 O 2 (g) e supondo-se um rendimento de 100% no processo, a massa de alumínio que pode ser obtida na reciclagem de 255 kg de sucata contendo 80% de Al 2 O 3 em massa é: Dados: Al = 27 g/mol; O = 16 g/mol. a) 540 kg. b) 270 kg. c) 135 kg. d) 108 kg. e) 96 kg.

16 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) Em um acidente, um caminhão carregado de solução aquosa de ácido fosfórico tombou derramando cerca de 24,5 toneladas dessa solução no asfalto. Quantas toneladas de óxido de cálcio seriam necessárias para reagir totalmente com essa quantidade de ácido? (Porcentagem em massa de H 3 PO 4 na solução = 80%; H 3 PO 4 = 98 g/mol; CaO = 56 g/mol) a) 7,5 t. b) 11,2 t. c) 16,8 t. d) 21,0 t. e) 22,9 t. 65) (Covest-2005) Um dos principais usos comerciais do ácido sulfúrico é na produção de ácido fosfórico e sulfato de cálcio. Considere a equação química não-balanceada: Ca 3 (PO 4 ) 2 (s) + H 2 SO 4 (aq) CaSO 4 (s) + H 3 PO 4 (aq) A massa em gramas (arredondada para o próximo inteiro) de uma solução de ácido sulfúrico (79% de H 2 SO 4 em massa) que deve ser utilizada para reagir completamente com 63,3 g de fosfato de cálcio é: Dados: Massas molares (g. mol 1 ): Ca = 40; P = 31; S = 32; H = 1; O = 16. Resposta: 76 A equação química balanceada é: Ca 3(PO 4) 2(s) + 3 H 2SO 4(aq) 3 CaSO 4(s) + 2 H 3PO 4(aq) 1 mol de Ca 3(PO 4) 2 (310 g) reage com 3 mol de H 2SO 4 ( 3 x 98 g); portanto, 63,3g de fosfato de cálcio reagem com 60,0 g de ácido sulfúrico (100%). Como tem-se ácido sulfúrico a 79% em massa precisa-se de 75,9 g de solução de ácido sulfúrico. 66) Uma amostra de 12,5 g de calcário (CaCO 3 impuro) foi calcinada e o resíduo obtido adicionado a 1 litro de água. Após filtração, borbulhou-se anidrido sulfúrico no meio, fazendo precipitar 13,6 g de sulfato de cálcio. Qual a pureza do calcário? 67) Atualmente, sistemas de purificação de emissões poluidoras estão sendo exigidos por lei em um número cada vez maior de países. O controle das emissões de dióxido de enxofre gasoso, provenientes da queima de carvão que contém enxofre, pode ser feito pela reação desse gás com uma suspensão de hidróxido de cálcio em água, sendo formado um produto não poluidor do ar. A queima do enxofre e a reação do dióxido de enxofre com o hidróxido de cálcio, bem como as massas de algumas das substâncias envolvidas nessas reações, podem ser assim representadas: enxofre (32g) + oxigênio (32g) dióxido de enxofre (64g) dióxido de enxofre (64g) + hidróxido de cálcio (74g) produto não poluidor Dessa forma, para absorver todo o dióxido de enxofre produzido pela queima de uma tonelada de carvão (contendo 1% de enxofre), é suficiente a utilização de uma massa de hidróxido de cálcio de, aproximadamente: a) 23kg b) 43kg c) 64kg d) 74kg e) 138kg Calculo da massa do enxofre no carvão: 100% 106g 1% x x = 104g Calculo da massa de hidróxido de cálcio: enxofre hidróxido de cálcio 32g 74g 104g x x = 2, g 23kg 68) (IFET) A pirita de ferro, FeS 2, forma cristais dourados que sao chamados de ouro dos trouxas. Uma amostra com 300 gramas de FeS 2 contem 112 gramas de ferro. Assinale a alternativa que apresenta a pureza de FeS 2 na amostra analisada. Dados : FeS 2 = 120 g/mol e Fe = 56 g/mol. a) 37 % b) 50 % c) 65 % d) 80 % e) 90 %

17 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO 17 REAÇÕES ENVOLVENDO RENDIMENTO 69) A combustão do gás amoníaco é representada pela seguinte equação não-balanceada: NH 3 + O 2 N 2 + H 2 O Calcule a massa de água, obtida a partir de 56 L de NH 3, nas CNTP, sabendo que a reação tem rendimento de 95%. Dados: H = 1 g/mol; O = 16 g/mol; volume molar nas CNTP = 22,4 L. a) 256,5g. b) 270,0g. c) 67,5g. d) 64,1g. e) 42,8g. 70) (SSA º ano) Uma amostra de massa 8,48g de carbonato de sódio reagiu completamente com quantidade estequiométrica de ácido clorídrico diluído, originando entre outros produtos 2,64g de um gás. Em relação a essa reação, é verdadeiro afirmar que Dados: ma (Na) = 23u, ma( C) = 12u, ma( O ) = 16u, ma (H ) = 1u, ma(cl) = 35,5u, N = 6,02 x a) foram formadas 3,612 x moléculas de gás nas CNTP e 0,18g de água no estado líquido. b) o rendimento da reação calculado pela massa obtida do gás nas condições da experiência é igual a 75%. c) cada 1,06g de carbonato de sódio reage exatamente com 3,65g de HCl, pois cada mol do sal reage exatamente com 3,65g de HCl. d) admitindo-se um rendimento teórico de 100% para a reação, a massa de gás obtida será de 7,04g. e) para cada 73,0g de HCl que reage exatamente com carbonato de sódio, formam-se 88,0g de gás, admitindo-se um rendimento de 100% para a reação. Na 2CO HCl 2 NaCl + H 2O + CO 2 106g 44g 8,48g m, então m = 3,52g como foi obtido, pelo enunciado, 2,64g temos um rendimento menor que 100% 3,52g 100% 2,64g x%, então x = 75% 71) O etanol (C 2 H 5 OH) pode ser produzido por fermentação da glicose (C 6 H 12 O 6 ), conforme reação: C 6 H 12 O 6 FERMENTAÇÃO 2 C 2 H 5 OH + 2 CO 2 Se 360g de glicose produzem 92g de etanol, o rendimento do processo é: Dados: H = 1 g/mol; C = 12 g/mol; O 16 g/mol. a) 92%.E b) 100%. c) 50%. d) 75%. e) 25%. 72) (UEPB-PB) O óxido nitroso é usado como anestésico em partos. A sua obtenção é dada pela reação apresentada na equação química abaixo: NH 4 NO 3 N H 2 O Se foram usados 6 gramas de nitrato de amônio e foram obtidos 2,97 g de óxido de dinitrogênio, qual o rendimento da reação? a) 91% b) 110% c) 97% d) 90% e) 80%

18 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) (MACKENZIE-SP) 16g de enxofre regem com 28g de ferro, produzindo 44g de sulfeto de ferro II. Se o rendimento da reação for de 100%, a massa de sulfeto de ferro II, obtida na reação de 50g de enxofre de pureza 50% com ferro suficiente, é igual a: a) 137,5g. b) 130,0g. c) 110,0g. d) 68,75g. e) 40,0g. 74) (UNESP-SP) A aspirina (ácido acetilsalicílico) pode ser preparada pela reação do ácido salicílico com o anidrido acético, segundo a reação representada pela equação: 2C H O (aq) + C H O (l) 2C H O (s) + H O(l) ácido salicílico anidrido acético aspirina água Considerando-se que a reação entre 138 g de ácido salicílico com 25,5 g de anidrido acético ocorre com rendimento de 60%, e sabendo-se que as massas molares desses compostos são: C 7 H 6 O 3 = 138 g/mol, C 4 H 6 O 3 = 102 g/mol, C 9 H 8 O 4 = 180 g/mol, a massa de aspirina obtida será igual a a) 180 g. b) 108 g. c) 90 g. d) 54 g. e) 45 g. 75) (FATEC=-SP) A uréia, CO(NH 2 ) 2, substância utilizada como fertilizante, é obtida pela reação entre CO 2 e NH 3, conforme mostra a equação CO 2(g) + 2 NH 3(g) CO(NH 2 ) 2 + H 2 O (g). Se 340 toneladas de amônia produzem 540 toneladas de uréia, o rendimento desse processo é: Dados: NH 3 = 17g/mol; CO(NH 2 ) 2 = 60g/mol. a) 80%. b) 85%. c) 90%. d) 95%. e) 100%. 76) Gás tóxico e incolor cujas moléculas são formadas pela ligação de um átomo de nitrogênio a um de oxigênio, o óxido nítrico tornou-se nos últimos tempos uma das substâncias mais pesquisadas da farmacologia... (Folha de S. Paulo, de 17/7/94) Esse gás pode ser preparado em laboratório pela redução de ácido nítrico diluído por cobre metálico de acordo com a seguinte equação química: Cu (s) + HNO 3(aq) NO (g) + Cu (NO 3 ) 2(aq) + H 2 O (l) Partindo-se de 1,9 g de cobre puro e de 200 ml de uma solução 0,5 mol/l de ácido nítrico, calcule: a) a massa em excesso de um dos reagentes. b) a massa obtida de óxido nítrico, admitindo um rendimento de 80%. 77) (UNIRIO) A contaminação da água com arsênio está preocupando a Primeira-Ministra de Bangladesh (...) que já pediu ajuda internacional. O arsênio não reage rapidamente com a água. O risco da permanência do arsênio em água é o seu deposito nos sedimentos. É a seguinte reação do arsênio com NaOH: 2 As + 6 NaOH 2 Na 3 AsO H 2 75g de arsênio reagiram com NaOH suficiente, produzindo 25,2 L de H 2, nas CNTP. O rendimento percentual da reação foi: Dados: Volume molar nas CNTP = 22,4 L; As = 75g/mol; Na = 23g/mol; O = 16g/mol; H = 1g/mol. a) 75%. b) 80%. c) 85%. d) 90%. e) 95%.

19 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO )(Covest-2007) A hematita, Fe 2 O 3 (s), é uma das principais riquezas minerais do Brasil. Este mineral é empregado na obtenção de ferro metálico, Fe(s), obtido a partir de um processo de redução em alto forno, usando carvão, C(s), como agente redutor. Uma das reações ocorridas nesse processo é dada pela equação não balanceada: Fe 2 O 3 (s) + C(s) Fe(s) + CO(g) Calcule a massa de Fe(s) (em toneladas) que é possível obter a partir de 100 toneladas de hematita, 70% pura. (Dados: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; Fe = 56 g/mol). Resposta: 49 Justificativa: Equação balanceada: 1 Fe 2O 3(s) + 3 C(s) 2 Fe(s) + 3 CO(g) MM do Fe 2O 3(s) = 160 g/mol MM do Fe(s) = 56 g/mol 160 g de Fe 2O g de Fe 100 x 0,7 toneladas de Fe 2O m Fe (em toneladas) m Fe (em toneladas) = 100 x 0,7 x 112/160 = 49 toneladas 79) (UPE-2006-Q2) Um cilindro de revolução, confeccionado com Al puro, é totalmente consumido por uma solução aquosa de ácido clorídrico, gastando-se 21 x 219 / 54 g de HCl dessa solução. Em outra experiência, verificou-se que foram consumidos 73,0g de HCl da mesma solução, para reagir completamente com uma esfera de ferro puro, colocada dentro da solução. Admita que o raio da esfera (R) é igual ao raio da base do cilindro de revolução. Dados: d Al = 3g/mL, d Fe = 8g/mL, π =3, m a (Al) =27u, m a (H) =1u, m a (Cl) = 35,5u, m a ( Fe) = 56u Com os dados anteriormente expostos, pode-se concluir como verdadeira uma das alternativas abaixo. Assinale-a. a) A altura do cilindro de revolução é igual a 3R/4. b) Se o raio da esfera for igual a 3cm, a altura do cilindro será igual a 4cm. c) Se a altura do cilindro for igual a 8,0cm, o raio da esfera será igual a 4,0cm. d) A massa de alumínio consumida nesta reação é igual, aproximadamente, a 85,0g. e) O volume da esfera de ferro é o triplo do volume do cilindro de revolução. Al + 3 HCl AlCl 3 + 3/2 H 2 1mol de Al 3 mols de HCl 27g 3. 36,5g x 21x219/54 g, então x = 21g de Al V= m/d = 21g/3 = 7mL ou 7 cm 3 V =.h πr 2 7 = 3.r 2.h Por outro lado: Fe + 2HCl FeCl 2+ H 2 1mol 2mols 56g 2. 36,5g x 73g x = 56g de Fe V = m/d 56 / 8 = 7cm 3 V ESFERA = 4/3πr 3 se: 4/3πr 3 3r 2.h 4/3.3.r 3 = 3r 2. h = 4r = 3h = h 4/3r se r = 3 então h =4 80)(UPE-2006-Q2) 13,0g de uma amostra de zinco impuro e sólido são totalmente consumidos por uma solução ácida de ácido clorídrico. O gás, produzido na experiência, é convenientemente coletado sobre água, a uma temperatura de 27ºC e na pressão total de 255 mmhg. O volume de gás coletado na experiência é igual a 12,3L. (Admita que as impurezas não reagem com o ácido clorídrico) Dados = ma (Zn) = 65u, ma (H) =1u, ma (Cl) =35,5u, R = 0,082L.atm/mol.K, 1 atm = 760 mmhg Sabendo-se que a pressão de vapor da água a 27ºC é igual a 27 mmhg, pode-se concluir como verdadeiro que a) a massa de hidrogênio produzida na reação é igual a 0,40g. b) o zinco utilizado na experiência tem uma pureza igual a 90%. c) foram utilizados, na experiência, 9,03 x átomos de zinco. d) a massa de zinco consumida na experiência é igual a 9,75g. e) a massa de impurezas encontrada na amostra de zinco é igual a 1,25g.

20 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO g de Zinco Impuro Zn + 2HCl ZnCl 2 + H 2 o V(H 2) = 12,3L a 27 C P(H 2) = P P(H 2O) = = 228mmHg = 0,3atm então: n = PV / RT = 0,3. 12,3 / 0, n = 0,15 mol de H 2 Pela reação: 1 mol Zn 1mol H 2 65g 1mol H 2 x 0,15 mol x = 9.75g de Zn 81) (UPE-2006-Q2) 9,08 L de dióxido de carbono gasoso nas CNTP são insuflados em um recipiente, contendo 1,2 L de hidróxido de sódio 0,80 mol/l. Sabe-se que o dióxido de carbono foi consumido integralmente na reação. Após o término da reação, pode-se afirmar que: Dados = Vm = 22,7 L / mol, ma (Na) =23u, ma (Cl) = 35,5u, ma (C) =12u, ma (H) =1u ma ( O ) =16u a) foram consumidos 38,4g de hidróxido de sódio. b) há uma sobra de 6,40g de hidróxido de sódio. c) há formação de 53,0g de carbonato de sódio. d) houve o consumo de 0,60 mol de dióxido de carbono. e) todo o hidróxido de sódio foi consumido na reação. 1mol 22,7L x 9,08L, então x = 0,4 mol de CO 2 Como o dióxido de carbono (CO 2) é um óxido ácido, então: CO NaOH Na 2CO 3 + H 2O 1 mol 2 mols 1mol 2. 40g 0,4mol x, então x = 32g de NaOH Na solução: 0,8mol 1L x 1,2 L, então x = 0,96mol NaOH 0,96mol x 40g/mol 38,4g 82) (UPE-2007 Q2) Uma transformação química é representada pela equação A + B C + D Experimentalmente, sabe-se que: Experiência A B C D 1ª 8,0g g ª g 3ª x As massas constantes nesta tabela obedecem à lei das proporções definidas. Dados : ma(na)=23u, ma(o)= 16u, ma(h)= 1u, ma(c) =12u Em relação ao sistema reacional acima, é correto afirmar que a) a massa de D obtida na terceira experiência a partir de 32,0g de A é igual a 72,0g. b) se a substância D for a água, a massa de D obtida na terceira experiência, ao reagir integralmente com quantidade conveniente de óxido de sódio, produzirá uma massa menor que a correspondente a quatro mols do hidróxido. c) na terceira experiência, quando se formam exatos 72,0g de D, também se formam 280,0g do produto C. d) se a substância D for CO 2, a massa de D obtida na terceira experiência, ao reagir integralmente com quantidade conveniente de NaOH, produzirá 106,0g de carbonato de sódio. e) na segunda experiência, quando se formam 3,0g de D, a massa de A que reagiu integralmente com B é igual a 15,0g. 83) (UPE-2007 Q1) Uma certa massa de carbonato de ferro (II) foi integralmente decomposta por ação térmica. O gás resultante da decomposição reagiu completamente com determinado óxido, produzindo 30,0g de carbonato de cálcio. (Admita as reações químicas com 100% de rendimento) Dados: ma(fe) =56u, ma (C) = 12u, ma (Ca) = 40u, ma (O) =16u Em relação a essas transformações químicas, são corretas todas as afirmações abaixo, exceto uma. Assinale-a. a) A massa inicial de carbonato de ferro é igual a 34,80g. b) O gás resultante da decomposição térmica do carbonato de ferro é um óxido ácido. c) Para produzir 30,0g de carbonato de cálcio, foi consumido 0,2 mol do óxido básico correspondente. d) Para se obter 600,0g de carbonato de cálcio, seriam necessários decompor 696,0g de carbonato de ferro(ii). e) Na reação de formação de 30,0g de carbonato de cálcio, foram usados 1,806 x moléculas de CO 2.

21 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO 21 FeCO 3 FeO + CO 2 CO 2 + CaO CaCO 3 x 30g 44g 100g x = 13,2g de CO 2 FeCO 3 FeO + CO 2 m 13,2g 116g 44g m = 34,80g CO 2 + CaO CaCO 3 1 mol 100g n mol 30g n = 0,3 mol de CaO FeCO CaCO 3 34,80g 30g m 600g m = 696g CO 2 + CaO CaCO 3 6,02 x g x 30g x = 1,806 x ) (UPE-2007 Q2) Uma esfera de metal puro de densidade 8,5g/cm 3 é completamente consumida por uma solução aquosa de ácido clorídrico. A velocidade de consumo do metal do início ao fim da reação permaneceu constante e igual a 0,51 mol/min. π = 3, M(metal) = 60g/mol Sabendo-se que do início ao fim da reação foram decorridos exatos 1.800s, pode-se afirmar como verdadeiro que a) a massa da esfera é igual a 30,6g. b) o raio da esfera é igual a 9,0 cm. c) a esfera é formada por, aproximadamente, 9,2 x átomos do metal e tem raio igual a 2,0 cm. d) foram consumidos exatamente 7,65 mols de ácido clorídrico. e) a massa da esfera é igual a 9,18 x 10 1 kg e tem raio igual a 3,0cm. 85) (UPE-2008-Q1) A Terra é o terceiro planeta em órbita do Sol, de forma aproximadamente esférica, mas sua rotação produz uma deformação, tornando-a elipsoidal. Na tabela abaixo, constam algumas características físicas de nosso planeta com alguns valores aproximados. (Considere a Terra com a forma esférica) Características Físicas da Terra Inclinação axial 23,45º Diâmetro equatorial 2,0 x 10 4 km Área da superfície 5,10 x 10 8 km 2 Densidade média 5.500kg/m 3 Determinações estimativas revelam que há, na Terra, 7,7 x kg de ferro. Com esse dado, é correto afirmar que a percentagem em massa de ferro, encontrada na Terra, é igual aproximadamente a a) 25,5%. b) 18,0%. c) 45,8%. d) 35,0%. e) 15,0%. m Fe = 7,7 x Kg V terra = 4/3 π R 3 D = 2 x 10 4 Km R = 10 4 Km = 10 7 m V terra = 4/3 x 3 x (10 7 ) 3 = 4 x m 3 d terra = m terra / V terra m terra = d terra x V terra = 5,5 x 10 3 x 4 x = 22 x Kg. 22 x corresponde a 100% π = 3 7,7 x corresponde a x%, portanto x = 35%

22 Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO ) (Covest-2009) A decomposição do carbonato de cálcio, por aquecimento, produz óxido de cálcio e dióxido de carbono. A partir de 100 g de carbonato de cálcio, e sabendo-se as massas molares: Ca (40 g/mol), C (12 g/mol) e O (16 g/mol), é correto afirmar que: a) pode-se obter no máximo 40 g de óxido de cálcio. b) se tivermos este sistema em equilíbrio, o mesmo será deslocado no sentido de produtos, caso aumentemos a pressão sobre o mesmo. c) pode-se obter no máximo 1 mol de dióxido de carbono. d) pode-se obter no máximo 200 g de produtos. e) se forem consumidos 50 g de carbonato de cálcio, serão produzidos 1 mol de óxido de cálcio. CaCO 3 (s) CaO (s) + CO 2 (g) 100g 56g 44g 1 mol 1 mol 1 mol 87) (UPE-2008-Q1) Um adulto inspira por dia, aproximadamente, 2,50 kg de oxigênio e expira g do mesmo gás no processo de respiração. Sabendo-se que 1,0 cm 3 deste gás pesa 1,4 x 10-3 g, pode-se afirmar como CORRETO que: Dado: O = 16 g/mol. a) 540,0 L representam a quantidade de oxigênio fixada nos glóbulos vermelhos, por dia, no processo de respiração de um adulto. b) 50,0 mols de oxigênio por dia são inspirados por um adulto no processo de respiração, para a manutenção de suas atividades vitais. c) a quantidade de ar atmosférico que fornecerá a quantidade mínima de oxigênio requerida por dia, por um adulto, no processo de respiração, é igual a g. d) no processo de respiração de um adulto, são fixados, nos glóbulos vermelhos, aproximadamente, 250,0 mols de moléculas de oxigênio em 10 dias. e) L é a quantidade de oxigênio fixado nos glóbulos vermelhos, por dia, no processo de respiração de um adulto. m O2 = 2,5 Kg = 2500 g de oxigênio inspirado m O2 = 1744 g de oxigênio expirado m O2 = 756 g de oxigênio absorvidos 1 ml pesa 1,4 x 10 3 g x ml pesa 756g x = ml = 540 L 88) (UPE-2008-Q1) O dióxido de carbono, conhecido mundialmente como gás causador do Efeito Estufa, é perigoso para a saúde humana, quando em concentrações superiores a 5 x 10 3 ppm. Em relação à remoção desse gás do interior de um ambiente, é CORRETO afirmar que ma( k) = 39u, ma( Li) = 7u, ma( 0 ) =16u, ma a) 1 mol de hidróxido de lítio remove mais CO 2 do ambiente do que um mol de superóxido de potássio. b) Para cada dois mols de hidróxido de lítio que reagem com dióxido de carbono, são retirados 132,0g desse gás do ambiente. c) Um mol de superóxido de potássio remove, em gramas, quatro vezes mais dióxido de carbono do que 1 mol de hidróxido de lítio. d) 1,0g de superóxido de potássio remove, em gramas, uma quantidade menor de dióxido de carbono do que a quantidade removida do mesmo gás, por 1,0g de hidróxido de lítio. e) 1 mol de hidróxido de lítio, quando reage exatamente com 1,0 mol de dióxido de carbono, produz meio mol de oxigênio nascente. 1 K 2O CO 2 1 K 2CO 3 + 3/2 O 2 142g 1 mol 1g x mol, então: x = 7,04 x 10 2 mol 2 LiOH + 1 CO 2 1 Li 2CO H 2O 48g 1 mol 1g x mol, então: x = 2 x 10 2 mol

C Á L C U L O E S T E Q U I O M É T R I C O

C Á L C U L O E S T E Q U I O M É T R I C O C Á L C U L O E S T E Q U I O M É T R I C O PROF. AGAMENON ROBERTO < 2010 > Prof. Agamenon Roberto CÁLCULO ESTEQUIMÉTRICO www.agamenonquimica.com 2 ESTEQUIOMETRIA ou CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO É o estudo

Leia mais

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico

Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Prof. Rafa - Química Cálculo Estequiométrico Lista de exercícios 01. (UFBA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

Lista I de exercícios de estequiometria e balanceamento de equações Química Geral e Experimental I Prof. Hamilton Viana

Lista I de exercícios de estequiometria e balanceamento de equações Química Geral e Experimental I Prof. Hamilton Viana 1. O iso-octano é um combustível automotivo. A combustão desse material ocorre na fase gasosa. Dados a massa molar do iso-octano igual a 114g/mol, o volume molar de gás nas "condições ambiente" igual a

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DE QUÍMICA 1 etapa/14 2 Série Ensino Médio

ROTEIRO DE ESTUDOS DE QUÍMICA 1 etapa/14 2 Série Ensino Médio ROTEIRO DE ESTUDOS DE QUÍMICA 1 etapa/14 2 Série Ensino Médio Aluno (a): Turma n Mol Massa de átomos molécula, íons, mol e determinação de fórmula química Aspectos quantitativos das reações químicas. Relações

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Num laboratório químico, havia três frascos que continham, respectivamente, um alcano, um álcool e um alqueno. Foram realizados experimentos que envolviam

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza 1) a-) Calcular a solubilidade do BaSO 4 em uma solução 0,01 M de Na 2 SO 4 Dissolução do Na 2 SO 4 : Dado: BaSO

Leia mais

Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico

Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico Leis Ponderais e Cálculo Estequiométrico 1. (UFF 2009) Desde a Antiguidade, diversos povos obtiveram metais, vidro, tecidos, bebidas alcoólicas, sabões, perfumes, ligas metálicas, descobriram elementos

Leia mais

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria Professor Marcus Ennes -Estequiometria - RELAÇÕES FUNDAMENTAIS RAZÃO E PROPORÇÃO 1) Um formigueiro é composto por 2.000 formigas. Cada formiga consome por dia, 1.500 moléculas de glicose (C 6 H 12 O 6

Leia mais

A A A A A A A A A A A A A A A

A A A A A A A A A A A A A A A QUÍMIC 1 Em um balão de paredes rígidas, foram colocados 0,200 g de gás hidrogênio, 6,400 g de gás oxigênio e um material sólido que absorve água. O volume do balão é de 4,480 Leémantido à temperatura

Leia mais

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA Questão 1: As bebidas alcoólicas contêm etanol e podem ser obtidas pela destilação do álcool (ex. whiskey e vodka) ou pela fermentação de uma variedade de produtos como frutas e outros vegetais (ex. vinho

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

LISTA DE EXERCÍCIOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Nome: nº: Ensino: Curso Pré-Vestibular série/ano: Componente Curricular: Química Professor: Ricardo Honda Data: / / LISTA DE EXERCÍCIOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS 01. (FUVEST) O alumínio é obtido pela eletrólise

Leia mais

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo II 2 a série do ensino médio Fase 02 Aluno: Idade: Instituição de Ensino: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS

Leia mais

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo.

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. QUÍMICA As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

Profa. Maria Fernanda - Química nandacampos.mendonc@gmail.com

Profa. Maria Fernanda - Química nandacampos.mendonc@gmail.com Profa. Maria Fernanda - Química nandacampos.mendonc@gmail.com Testes para identificar a gravidez Como é possível identificar se uma mulher está grávida? Após os sintomas apresentados acima, normalmente

Leia mais

Leis Históricas da Estequiometria

Leis Históricas da Estequiometria Estequiometria A proporção correta da mistura ar-combustível para o motor de uma carro de corrida pode ser tão importante quanto a habilidade do piloto para ganhar a corrida. As substâncias químicas, como

Leia mais

Colégio Paulo VI Ensino Médio

Colégio Paulo VI Ensino Médio Colégio Paulo VI Ensino Médio Aluno (a): Nº.: 1º Ano - Ensino médio Turma: Turno: Vespertino Disciplina: Química Professor: Willian Prado Data: / / 2015 LISTA 1 Reações Químicas Balanceamento Introdução

Leia mais

Lista de Química 1º Bimestre Valor: 3,0 Nota:

Lista de Química 1º Bimestre Valor: 3,0 Nota: Professor (a): Diego Diniz F Gomes Disciplina Química Aluno (a): Série:2ª Data: / / 2015 Lista de Química 1º Bimestre Valor: 3,0 Nota: 01 - (FUVEST SP) Uma mistura de carbonato de amônio e carbonato de

Leia mais

Questão 61. Questão 63. Questão 62. alternativa B. alternativa B. alternativa D

Questão 61. Questão 63. Questão 62. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão 61 A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). Essa solução ácida ataca o mármore, desprendendo gás carbônico, segundo a reação

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821

Leia mais

QUESTÃO 01 Analise este gráfico, em que se mostra o resultado de um experimento de decomposição térmica de uma substância orgânica:

QUESTÃO 01 Analise este gráfico, em que se mostra o resultado de um experimento de decomposição térmica de uma substância orgânica: QUESTÃO 01 Analise este gráfico, em que se mostra o resultado de um experimento de decomposição térmica de uma substância orgânica: 1. Considere que, durante esse experimento, a diminuição de massa se

Leia mais

Lista de estequiometria 1. (Ufes) A decomposição térmica do carbonato de cálcio produz óxido de cálcio e dióxido de carbono. Decompondo-se 5,0g de carbonato de cálcio impuro e recolhendo-se todo o dióxido

Leia mais

A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático).

A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). 61 b A limpeza de pisos de mármore normalmente é feita com solução de ácido clorídrico comercial (ácido muriático). Essa solução ácida ataca o mármore, desprendendo gás carbônico, segundo a reação descrita

Leia mais

REVISÃO QUÍMICA. Profº JURANDIR QUÍMICA

REVISÃO QUÍMICA. Profº JURANDIR QUÍMICA REVISÃO QUÍMICA Profº JURANDIR QUÍMICA DADOS 01. (ENEM 2004) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio Grande

Leia mais

1) Faça o balanceamento das equações abaixo:

1) Faça o balanceamento das equações abaixo: PROFESSORA: GIOVANA CARABALLO MELATTI DATA: / /2015 COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA LISTA DE EXERCÍCIOS DE SALA ALUNO: LISTA DE EXERCÍCIOS REVISÃO 1) Faça o balanceamento das equações abaixo: a) C 2 H 6

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K)

Leia mais

Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não houver formação de nova(s) espécie(s), teremos

Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não houver formação de nova(s) espécie(s), teremos SOLUÇÕES Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não houver formação de nova(s) espécie(s), teremos uma MISTURA Quando na mistura tiver apenas

Leia mais

Prof. Rogério Gartz. motor do carro". Esta advertência deve-se à preocupação com o possível acúmulo de um gás inodoro e tóxico, que é

Prof. Rogério Gartz. motor do carro. Esta advertência deve-se à preocupação com o possível acúmulo de um gás inodoro e tóxico, que é Colégio Santa Marcelina - 2 0 ano - EM / Química I - Exercícios de Recuperação - 1 0 sem / 15 Prof. Rogério Gartz I. Assinale, com um X, a única opção correta. 1. Ao longo de túneis muito longos, são colocadas

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Prof. João Neto

ESTEQUIOMETRIA. Prof. João Neto ESTEQUIOMETRIA Prof. João Neto 1 Lei de Lavoisier Leis Ponderais Lei de Dalton Lei de Proust 2 Fórmula molecular Fórmula mínima Tipos de Fórmulas Fórmula eletrônica ou de Lewis Fórmula Centesimal Fórmula

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS 3 PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS QUÍMICA 01 - O dispositivo de segurança que conhecemos como air-bag utiliza como principal reagente para fornecer o gás N 2 (massa molar igual a 28 g mol -1

Leia mais

Química - Grupo J - Gabarito

Química - Grupo J - Gabarito - Gabarito 1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor Informe a que volume deve ser diluído com água um litro de solução de um ácido fraco HA 0.10 M, de constante de ionização extremamente pequena (K

Leia mais

De onde vêm as lágrimas?

De onde vêm as lágrimas? De onde vêm as lágrimas? É toda substância que, em solução aquosa, sofre dissociação, liberado pelo menos um cátion diferente de H + e um ânion diferente de OH -. a) Presença de oxigênio b) Sal não oxigenado

Leia mais

A) Escreva a equação que representa a semi-reação de redução e seu respectivo potencial padrão.

A) Escreva a equação que representa a semi-reação de redução e seu respectivo potencial padrão. QUÍMICA QUESTÃ 01 Aparelhos eletrônicos sem fio, tais como máquinas fotográficas digitais e telefones celulares, utilizam, como fonte de energia, baterias recarregáveis. Um tipo comum de bateria recarregável

Leia mais

química FUVEST ETAPA Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 c) Determine o volume adicionado da solução

química FUVEST ETAPA Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 c) Determine o volume adicionado da solução Química QUESTÃO 1 Um recipiente contém 100 ml de uma solução aquosa de H SO 4 de concentração 0,1 mol/l. Duas placas de platina são inseridas na solução e conectadas a um LED (diodo emissor de luz) e a

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA. Tendo em vista as propriedades coligativas dessas soluções, é CORRETO afirmar

PROVA DE QUÍMICA. Tendo em vista as propriedades coligativas dessas soluções, é CORRETO afirmar 17 PROVA DE QUÍMICA Q U E S T Ã O 2 6 Z e X são elementos químicos que apresentam respectivamente 2 e 6 elétrons no nível de valência. A fórmula química resultante da combinação entre átomos dos elementos

Leia mais

QUÍMICA Prova de 2 a Etapa

QUÍMICA Prova de 2 a Etapa QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém sete questões, constituídas de itens e subitens, e é composto de dezesseis

Leia mais

Aula 2: O estudo da matéria

Aula 2: O estudo da matéria KROTON S.A. UNIC EDUCACIONAL LTDA. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2015/1 Aula 2: O estudo da matéria A Matéria Conceitos; Tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. - O que é massa? - Como se afere a massa de

Leia mais

MASSA ATÔMICA. 1u corresponde a 1,66.10-24 g, que equivale aproximadamente à massa de um próton ou de um nêutron.

MASSA ATÔMICA. 1u corresponde a 1,66.10-24 g, que equivale aproximadamente à massa de um próton ou de um nêutron. Cálculos Químicos MASSA ATÔMICA Na convenção da IUPAC (União Internacional de Química Pura e Aplicada) realizada em 1961, adotou-se como unidade padrão para massa atômica o equivalente a 1/12 da massa

Leia mais

X -2(3) X -2 x (4) X - 6 = -1 X 8 = -1 X = 5 X = 7

X -2(3) X -2 x (4) X - 6 = -1 X 8 = -1 X = 5 X = 7 2001 1. - Uma camada escura é formada sobre objetos de prata exposta a uma atmosfera poluída contendo compostos de enxofre. Esta camada pode ser removida quimicamente envolvendo os objetos em questão com

Leia mais

QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier. Prática 09 Síntese do cloreto de pentaaminoclorocobalto(iii)

QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier. Prática 09 Síntese do cloreto de pentaaminoclorocobalto(iii) UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier Prática 09 Síntese do cloreto

Leia mais

Reações Químicas Reações Químicas DG O QUE É UMA REAÇÃO QUÍMICA? É processo de mudanças químicas, onde ocorre a conversão de uma substância, ou mais, em outras substâncias. A + B REAGENTES C +

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015 Informações de Tabela Periódica CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015 Folha de Dados Elemento H C N O F Al Cl Zn Sn I Massa atômica (u) 1,00 12,0 14,0

Leia mais

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Atividade complementar Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Esta atividade tem como objetivo complementar e aprofundar os estudos sobre as transformações químicas,

Leia mais

UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM)

UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM) UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM) 1-Leia o texto a seguir. Com o passar do tempo, objetos de prata escurecem e perdem seu brilho em decorrência da oxidação desse metalpelo seu contato com oxigênio e

Leia mais

Professora Talita Marcília Lista de Exercícios Cálculo Estequiométrico

Professora Talita Marcília Lista de Exercícios Cálculo Estequiométrico 1) (UNISA-SP - adaptada) Na combustão de 4L de etano (C 2 H 6 ), o volume de oxigênio (medido em CNTP) consumido será: a) 7L b) 14L c) 3,5L d) 22,4L e) 44,8L Equação e balanceamento 2) (ENEM) Atualmente,

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

Exercícios 3º ano Química -

Exercícios 3º ano Química - Exercícios 3º ano Química - Ensino Médio - Granbery 01-ufjf-2003- Cada vez mais se torna habitual o consumo de bebidas especiais após a prática de esportes. Esses produtos, chamados bebidas isotônicas,

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Estequiometria RELAÇÃO: MOLS MOLS EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (UFBA-BA) Hidreto de sódio reage com água, dando hidrogênio, segundo a reação: NaH + H 2 O NaOH + H 2 Para obter 10 mols de H 2, são necessários

Leia mais

UFMG - 2004 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2004 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2004 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 Os metais alcalinos, ao reagirem com água, produzem soluções dos respectivos hidróxidos e gás hidrogênio. Esta tabela apresenta

Leia mais

a) H 2 S, ligação iônica b) H 2 S, ligação covalente c) HS 2, ligação iônica d) HS 2, ligação covalente e) H 2 S, ligação metálica

a) H 2 S, ligação iônica b) H 2 S, ligação covalente c) HS 2, ligação iônica d) HS 2, ligação covalente e) H 2 S, ligação metálica SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 1 TURMA(S):

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

SOLUÇÕES. 3) (UNIFOR) O gráfico seguinte dá a solubilidade em água do açúcar de cana em função da temperatura.

SOLUÇÕES. 3) (UNIFOR) O gráfico seguinte dá a solubilidade em água do açúcar de cana em função da temperatura. SOLUÇÕES 1) (FEI) Tem-se 500g de uma solução aquosa de sacarose (C 12 H 22 O 11 ), saturada a 50 C. Qual a massa de cristais que se separam da solução, quando ela é resfriada até 30 C? Dados: Coeficiente

Leia mais

ASSUNTO: LEIS BÁSICAS DA QUÍMICA (LAVOISIER, PROUST E DALTON) PROF. KELTON WADSON OLIMPIADA: NÍNEL II EXERCÍCIOS

ASSUNTO: LEIS BÁSICAS DA QUÍMICA (LAVOISIER, PROUST E DALTON) PROF. KELTON WADSON OLIMPIADA: NÍNEL II EXERCÍCIOS ASSUNTO: LEIS BÁSICAS DA QUÍMICA (LAVOISIER, PROUST E DALTON) PROF. KELTON WADSON OLIMPIADA: NÍNEL II EXERCÍCIOS 1. Duas amostras de carbono, C, de massas iguais, foram totalmente queimadas separadamente,

Leia mais

Atividade de Recuperação Final de Química

Atividade de Recuperação Final de Química ENSINO MÉDIO Data: / /2014 Professora: Rosa Valor da prova/atividade: 2.0 Nota: Disciplina: Química Nome: n o : SÉRIE: 3ª Atividade de Recuperação Final de Química Rec. Final Instruções: Responder todas

Leia mais

Professora Sonia - Química para o Vestibular Questões Resolvidas Hidrólise Salina (com respostas e resoluções no final)

Professora Sonia - Química para o Vestibular Questões Resolvidas Hidrólise Salina (com respostas e resoluções no final) Questões Resolvidas Hidrólise Salina (com respostas e resoluções no final) 01. (Uftm) Em soluções aquosas de acetato de sódio, o íon acetato sofre hidrólise: 3 l 3 CH COO (aq) + H O( ) CH COOH (aq) + OH

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. 3ª Série Turma: FG

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. 3ª Série Turma: FG COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: QUÍMICA Professora: Maria Luiza 3ª Série Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Química Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Re Resolução 1. O carbeto de cálcio CaC 2 (s) (massa molar = 64 g mol 1 ), também conhecido como carbureto, pode ser obtido aquecendo-se

Leia mais

Pb 2e Pb E 0,13 v. Ag 2e Ag E +0,80 v. Zn 2e Zn E 0,76 v. Al 3e Al E 1,06 v. Mg 2e Mg E 2,4 v. Cu 2e Cu E +0,34 v

Pb 2e Pb E 0,13 v. Ag 2e Ag E +0,80 v. Zn 2e Zn E 0,76 v. Al 3e Al E 1,06 v. Mg 2e Mg E 2,4 v. Cu 2e Cu E +0,34 v QUÍMICA 1ª QUESTÃO Umas das reações possíveis para obtenção do anidrido sulfúrico é a oxidação do anidrido sulfuroso por um agente oxidante forte em meio aquoso ácido, como segue a reação. Anidrido sulfuroso

Leia mais

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s)

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s) ITA 2001 DADOS CONSTANTES Constante de Avogadro = 6,02 x 10 23 mol 1 Constante de Faraday (F) = 9,65 x 10 4 Cmol 1 Volume molar de gás ideal = 22,4L (CNTP) Carga Elementar = 1,602 x 10 19 C Constante dos

Leia mais

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno UNESP- 2013- Vestibular de Inverno 1-Compostos de crômio têm aplicação em muitos processos industriais, como, por exemplo, o tratamento de couro em curtumes e a fabricação de tintas e pigmentos. Os resíduos

Leia mais

Aluno(a): Código: 2 Rua T-53 Qd. 92 Lt. 10/11 nº 1356 Setor Bueno 62-3285-7473 www.milleniumclasse.com.br

Aluno(a): Código: 2 Rua T-53 Qd. 92 Lt. 10/11 nº 1356 Setor Bueno 62-3285-7473 www.milleniumclasse.com.br Aluno(a):_ Código: Série: 1ª Turma: Data: / / 01. O casal Fernando e Isabel planeja ter um filho e ambos têm sangue do tipo A. A mãe de Isabel tem sangue do tipo O. O pai e a mãe de Fernando têm sangue

Leia mais

TIPOS DE REAÇÕES QUÍMICAS MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET

TIPOS DE REAÇÕES QUÍMICAS MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET TIPOS DE REAÇÕES QUÍMICAS MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET 1. Unifor-CE O metal potássio reage vigorosamente com água, produzindo hidrogênio

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS EXTRAS 2º TRIMESTRE 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS EXTRAS 2º TRIMESTRE 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professor: Lúcia Nascimento COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA QUESTÃO 01 Em uma determinada transformação foi constatado que poderia ser representada

Leia mais

Lista de Exercícios Fundamentos de Análise Volumétrica ALGUNS EXERCÍCIOS SÃO DE AUTORIA PRÓPRIA. OS DEMAIS SÃO ADAPTADOS DE LIVROS CITADOS ABAIXO.

Lista de Exercícios Fundamentos de Análise Volumétrica ALGUNS EXERCÍCIOS SÃO DE AUTORIA PRÓPRIA. OS DEMAIS SÃO ADAPTADOS DE LIVROS CITADOS ABAIXO. ALGUNS EXERCÍCIOS SÃO DE AUTORIA PRÓPRIA. OS DEMAIS SÃO ADAPTADOS DE LIVROS CITADOS ABAIXO. 1 Quantos mililitros de ácido nítrico 0,125 M são necessários para titular 1,30 g de hidróxido de bário? MASSAS

Leia mais

1) (Faap SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada:

1) (Faap SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada: 1) (Faap SP) A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação não-balanceada: CH 3 OH (l) + O 2(g) CO 2(g) + H 2 O (l) Quando se utilizam 5,0 mols de metanol nessa reação, quantos mols

Leia mais

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1997 - TARDE

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1997 - TARDE QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1997 - TARDE QUESTÃO 01 Um estudante listou os seguintes processos como exemplos de fenômenos que envolvem reações químicas: I adição de álcool à gasolina. II fermentação da massa

Leia mais

ELETROQUÍMICA (Parte II)

ELETROQUÍMICA (Parte II) ELETROQUÍMICA (Parte II) I ELETRÓLISE A eletrólise é um processo de oxirredução não espontâneo, em que a passagem da corrente elétrica em uma solução eletrolítica (solução com íons), produz reações químicas.

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Questão 1 Água pode ser eletrolisada com a finalidade de se demonstrar sua composição. A figura representa uma aparelhagem em que foi feita a eletrólise da água, usando eletrodos inertes de platina. a)

Leia mais

A Termoquímica tem como objetivo o estudo das variações de energia que acompanham as reações químicas.

A Termoquímica tem como objetivo o estudo das variações de energia que acompanham as reações químicas. A Termoquímica tem como objetivo o estudo das variações de energia que acompanham as reações químicas. Não há reação química que ocorra sem variação de energia! A energia é conservativa. Não pode ser criada

Leia mais

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3?

NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO. 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? NOX EXERCÍCIOS QUÍMICA PROF- LEONARDO 01)Quais são os números de oxidação do iodo nas substâncias l 2, Nal, NalO 4 e Al I 3? 02. O número de oxidação do manganês no permanganato de potássio (KMnO4) é:

Leia mais

2º ANO QUÍMICA 1 PROFª ELAINE CRISTINA. Educação para toda a vida. Colégio Santo Inácio. Jesuítas

2º ANO QUÍMICA 1 PROFª ELAINE CRISTINA. Educação para toda a vida. Colégio Santo Inácio. Jesuítas 2º ANO QUÍMICA 1 1 mol 6,02.10 23 partículas Massa (g)? Massa molar Cálculo do número de mols (n) Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA II. Dados: R = 0,082L.atm/mol.K, N = 6,0x10 23. A) 4,1x10-14 B) 4,1x10-22 D) 4,1x10-18 C) 1,0x10-18 E) 1,0x10 15

PROVA DE QUÍMICA II. Dados: R = 0,082L.atm/mol.K, N = 6,0x10 23. A) 4,1x10-14 B) 4,1x10-22 D) 4,1x10-18 C) 1,0x10-18 E) 1,0x10 15 PROVA DE QUÍMCA 01. A concentração de um gás poluente na atmosfera, medida a 1 atm e 27ºC, é de 1 ppm. A concentração desse poluente, em moléculas/cm 3 de ar, é igual a Dados: R = 0,082L.atm/mol.K, N =

Leia mais

Química Solucionada (83).9999.0111 / 8750.0050 / 9400.5166 / 8126.0630. c) 175. d) 275. e) 303.

Química Solucionada (83).9999.0111 / 8750.0050 / 9400.5166 / 8126.0630. c) 175. d) 275. e) 303. (83).9999.0111 / 8750.0050 / 9400.5166 / 8126.0630 Título: Estequiometria Data: / / 2015 QS.2 QUESTÕES DO ENEM 1. (ENEM 10) A composição média de uma bateria automotiva esgotada é de aproximadamente 32%

Leia mais

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas

Conteúdo para Recuperação Final de Química. 1 ano do Ensino Médio. Bimestre Apostila Tema Páginas Conteúdo para Recuperação Final de Química 1 ano do Ensino Médio Bimestre Apostila Tema Páginas 1 1 2 Substâncias e átomos: tipos de substâncias, simples ou composta, íons, núcleo e eletrosfera, isótopos,

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA - QUÍMICA - Grupo A

PADRÃO DE RESPOSTA - QUÍMICA - Grupo A PADRÃO DE RESPOSTA - QUÍMICA - Grupo A 1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor Num recipiente de 3,0 L de capacidade, as seguintes pressões parciais foram medidas: N 2 = 0,500 atm; H 2 = 0,400 atm;

Leia mais

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA PROFESSOR: RENIR DAMASCENO

EXERCÍCIOS DE QUÍMICA PROFESSOR: RENIR DAMASCENO 01. Ana, Lúcia, Renata e Fernanda participaram de uma olimpíada química. A vencedora foi a que apresentou o objeto com maior número de átomos. O resultado foi registrado na tabela a seguir. PARTICIPANTES

Leia mais

Final 8 de Maio de 2010

Final 8 de Maio de 2010 Final 8 de Maio de 2010 Prova Teórica Nome:.... Escola:....... Pergunta Total Átomo, elemento e núcleo Contar os átomos Massa, moles e concentrações Equações Químicas Classificação teórica Classificação

Leia mais

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira QUESTÃO 01 Neste quadro, apresentam-se as concentrações aproximadas dos íons mais abundantes em uma amostra de água típica dos oceanos e em uma amostra de água do Mar Morto: 1. Assinalando com um X a quadrícula

Leia mais

Resolução: 0,86ºC. x = 0,5 mol etanol/kg acetona. 0,5 mol 1000 g de acetona. 200 g de acetona. y = 0,1 mol de etanol. 1 mol de etanol (C 2 H 6 O) 46 g

Resolução: 0,86ºC. x = 0,5 mol etanol/kg acetona. 0,5 mol 1000 g de acetona. 200 g de acetona. y = 0,1 mol de etanol. 1 mol de etanol (C 2 H 6 O) 46 g (ACAFE) Foi dissolvida uma determinada massa de etanol puro em 200 g de acetona acarretando em um aumento de 0,86 C na temperatura de ebulição da acetona. Dados: H: 1 g/mol, C: 12 g/mol, O: 16 g/mol. Constante

Leia mais

Resolução Comentada - Química

Resolução Comentada - Química Resolução Comentada - Química UFTM 2013 1 Fase Vestibular UFTM 2013 1 Resolução Prova de Química Tipo 1 Questão 76 A soja é considerada um dos alimentos mais completos em termos de propriedades nutricionais,

Leia mais

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química.

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química. 01 O processo A é físico. Não há transformação das espécies químicas apresentadas, ou seja, é um processo de mistura sem que haja a ocorrência de reação química. O processo B é químico. Ocorre uma recombinação

Leia mais

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima 1. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32

QUÍMICA. Questão 31. Questão 32 QUÍMICA Questão 3 Em 9,9 g de um sal de cálcio encontra-se 0,5 mol desse elemento. Qual a massa molar do ânion trivalente que forma esse sal? Dado: Ca 40 g/mol. (A) 39 g/mol. (B) 278 g/mol. (C) 63,3 g/mol.

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Reagentes

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Reagentes

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Representação

Leia mais

Aluno (a): 07. (FGV SP) O hidrogenossulfito de sódio, NaHSO 3, é um insumo

Aluno (a): 07. (FGV SP) O hidrogenossulfito de sódio, NaHSO 3, é um insumo Química 04 Professor Duda Aluno (a): 08/03/2013 CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO 01. (IFSP) O metal manganês, empregado na obtenção de ligas metálicas, pode ser obtido no estado líquido, a partir do mineral pirolusita,

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE Como pode cair no enem (UFF) O cloreto de alumínio é um reagente muito utilizado em processos industriais que pode ser obtido por meio da

Leia mais

Química Avançada 06 - Soluções

Química Avançada 06 - Soluções Química Avançada 06 - Soluções Nome: Turma: 1) (UFF-adaptada) O ácido nítrico é um importante produto industrial. Um dos processos de obtenção do ácido nítrico é fazer passar amônia e ar, sob pressão,

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A FEVEREIRO 2012

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A FEVEREIRO 2012 FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A FEVEREIRO 2012 APSA Nº14 11º Ano de Escolaridade 1. Qual a massa de hidróxido de sódio necessária para reagir completamente com 49,05 g de ácido sulfúrico de acordo

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Lista IV complementar. 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada:

ESTEQUIOMETRIA. Lista IV complementar. 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada: 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada: CH 3 OH (l) + O 2(g) = CO 2(g) + H 2 O (l) (A) 1,0 mol (B) 1,5 mols (C) 2,0 mols (D) 2,5 mols (E) 3,0 mols Quando se

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Equação do Gás Ideal EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UFSCar-SP) Tem-se 0,8 mol de um gás ideal, ocupando o volume de 8,2 litros. Sabendo que a pressão exercida é de 5 atm, calcule em que temperatura o gás

Leia mais

Cálculos envolvendo reações

Cálculos envolvendo reações Cálculos envolvendo reações Cálculo Estequiométrico Estuda as relações que ocorrem entre as quantidades de substâncias que participam de uma transformação química No cálculo estequiométrico são comparados

Leia mais

FATORES QUE AFETAM AS VELOCIDADES DAS REAÇÕES. 2. As concentrações dos reagentes. 3. A temperatura na qual a reação ocorre.

FATORES QUE AFETAM AS VELOCIDADES DAS REAÇÕES. 2. As concentrações dos reagentes. 3. A temperatura na qual a reação ocorre. CINÉTICA QUÍMICA FATORES QUE AFETAM AS VELOCIDADES DAS REAÇÕES 1. O estado físico dos reagentes. 2. As concentrações dos reagentes. 3. A temperatura na qual a reação ocorre. 4. A presença de um catalisador.

Leia mais

Estequiometria. Priscila Milani

Estequiometria. Priscila Milani Estequiometria Priscila Milani Cálculo de massa para amostras impuras: Reagentes impuros, principalmente em reações industriais, ou porque eles são mais baratos ou porque eles já são encontrados na Natureza

Leia mais

Capítulo I Água potável, mineral e de mesa

Capítulo I Água potável, mineral e de mesa Ciência Alimentar e Saúde Composição de Alimentos II Capítulo I Água potável, mineral e de mesa Água Potável deve ser transparente, sem cor, sem odor, livre de microorganismos patogénicos (baixo em microorganismos

Leia mais

VI OLIMPÍADA BAIANA DE QUÍMICA 2011

VI OLIMPÍADA BAIANA DE QUÍMICA 2011 VI OLIMPÍADA BAIANA DE QUÍMICA 2011 RESPONDA AS QUESTÕES DE 1 a 30, MARCANDO UMA DAS ALTERNATIVAS DE ACORDO COM O QUE SE PEDE QUESTÃO 1 Peso 2 A dissolução do cloreto de amônio, NH 4 Cl(s), em água ocorre

Leia mais

Estequiometria. Prof a. Dr a. Flaviana Tavares Vieira

Estequiometria. Prof a. Dr a. Flaviana Tavares Vieira Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Bacharelado em Ciência e Tecnologia Diamantina - MG Estequiometria Prof a. Dr a. Flaviana Tavares Vieira -A palavra estequiometria deriva das palavras

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 30 ESTEQUIOMETRIA: REAÇÕES CONSECUTIVAS Como pode cair no enem Um dos efeitos da chamada chuva ácida causada pelo SO 2(g) lançado na atmosfera, é a transformação do mármore, CaCO

Leia mais

Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM)

Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM) Projeto de Recuperação Final - 1ª Série (EM) QUÍMICA MATÉRIA A SER ESTUDADA VOLUME CAPÍTULO ASSUNTO 5 15 Funções inorgânicas: identificação e nomenclatura de ácidos e bases 5 16 Funções inorgânicas- sais:

Leia mais