Típicos da Administraçã. ção Pública. Agosto 2009

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Típicos da Administraçã. ção Pública. Agosto 2009"

Transcrição

1 Lançamentos amentos Contábeis Típicos da Administraçã ção Pública Agosto 2009

2 01. Previsão da Receita Orçamentária Lançamentos amentos TípicosT

3 02. Fixação da Despesa Orçamentária Lançamentos amentos TípicosT

4 03. Reconhecimento de Crédito Tributário

5 04. Arrecadação de Tributos (IPVA) (posterior ao fato gerador)

6 05. Arrecadação de Tributos (ICMS) (concomitante com o fato gerador)

7 06. Operação de Crédito Lançamentos amentos TípicosT

8 07. Contratação de Serviços Registro do contrato de serviços

9 08. Contratação de Serviços Empenho da despesa orçamentária de serviços

10 09. Contratação de Serviços Entrega da nota fiscal e liquidação da despesa orçamentária de serviços

11 10. Contratação de Serviços Pagamento da despesa orçamentária de serviços

12 11. Aquisição de Veículos Empenho da despesa orçamentária de aquisição de 2 veículos R$ ,00 cada

13 12. Aquisição de Veículos Recebimento da nota fiscal e liquidação da despesa orçamentária de aquisição de veículos

14 13. Depreciação Depreciação do veículo R$ 200,00 de cada veículo D Depreciação (VPD) C * Depreciação, exaustão e amortização acumuladas - veículos (P)

15 14. Alienação de Veículos Contabilização do valor líquido contábil

16 15. Alienação de Veículos Reavaliação do valor do veículo

17 16. Alienação de Veículos Recebimento do valor da venda à vista

18 17. Doação Concedida de Veículos Contabilização do valor líquido contábil

19 18. Doação Concedida de Veículos Realização da doação concedida de veículos

20 19. Doação recebida de imóvel Recebimento de 2 imóveis no valor de R$ ,00 cada

21 20. Reavaliação de imóvel recebido em doação Reavaliação de 1 imóvel valor atualizado: R$ ,00

22 21. Ajuste a valor recuperável de imóvel recebido em doação Ajuste a valor recuperável de 1 dos imóveis valor ajustado: R$ ,00

23 22. Caução Depósito de caução

24 23. Caução Devolução parcial de caução

25 24. Dívida Ativa No órgão - Encaminhamento para inscrição em dívida ativa Na PGFN - Encaminhamento para inscrição em dívida ativa

26 25. Dívida Ativa Inscrição de Dívida Ativa No órgão

27 25. Dívida Ativa Inscrição de Dívida Ativa Na PGFN

28 26. Precatório de Pessoal Reconhecimento da obrigação após decisão judicial

29 27. Precatório de Pessoal Empenho

30 28. Precatório de Pessoal Liquidação

31 29. Precatório de Pessoal Pagamento

32 30. Convênio para Construção de Ponte Assinatura do convênio Convênio entre Estado A e Estado B para construção de ponte

33 31. Convênio para Construção de Ponte Empenho

34 32. Convênio para Construção de Ponte Data da liberação, segundo cronograma, e liquidação para transferência do recurso ao convenente

35 33. Convênio para Construção de Ponte Pagamento da transferência do recurso ao convenente D Crédito Orçamentário Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar

36 34. Convênio para Construção de Ponte Prestação de contas e incorporação da ponte ao patrimônio do estado D Crédito Orçamentário Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar

37 35. Convênio para Construção de Ponte Aprovação da prestação de contas D Crédito Orçamentário Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar

38 Exercício cio Prático Complete os lançamentos mostrados em sala com o código e a natureza da informação das contas. D Crédito Orçamentário Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar

39 Equipe Técnica Secretaria do Tesouro Nacional Coordenação-Geral de Contabilidade Coordenador-Geral de Contabilidade Paulo Henrique Feijó da Silva Coordenador de Contabilidade Gilvan da Silva Dantas Gerente de Normas e Procedimentos Contábeis Francisco Wayne Moreira Equipe Técnica Bruno Ramos Mangualde Caio Cesar Sales Nogueira Carla de Tunes Nunes Felipe Quitete Curi Henrique Ferreira Souza Heriberto Henrique Vilela do Nascimento Renato Lacerda Filho 39

Lançamentos Típicos de entidades do setor público

Lançamentos Típicos de entidades do setor público Lançamentos Típicos de entidades do setor público Efetue os lançamentos típicos a partir das informações captadas em cada caso típico do município de Sinopolandia do Norte. etermine inicialmente a Natureza

Leia mais

Lançamentos Típicos de entidades do setor público

Lançamentos Típicos de entidades do setor público Lançamentos Típicos de entidades do setor público Efetue os lançamentos típicos a partir das informações captadas em cada caso típico do município de Transparência de Pombal. etermine inicialmente a Natureza

Leia mais

CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF

CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Reconhecimento do crédito tributário Reconhecimento do direito pelo fato gerador D 1.1.2.2.x.xx.xx Créditos

Leia mais

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos

Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Prof. Msc.: Vitor Maciel dos Santos Orientações Estratégicas para a Contabilidade Aplicada ao Setor Público no Brasil Aspectos práticos da CASP e a importância da estruturação setorial PREMISSAS Orientações

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO 11º Congresso Catarinense de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO 1 Professor João Eudes Bezerra

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Fonte: Apresentação da Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT do Tesouro Nacional Última Atualização: 14/09/2009 1 Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor

Leia mais

TCE-TCE Auditoria Governamental

TCE-TCE Auditoria Governamental TCE-TCE Auditoria Governamental Pessoal, vou comentar as questões da prova. 61. Considere as informações extraídas do Balanço Orçamentário, referentes ao exercício financeiro de 2014, de uma entidade pública:

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO PARTE GERAL Aplicado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios Válido para o exercício de 2013

Leia mais

GT Contábil Outubro/2012. Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF

GT Contábil Outubro/2012. Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF GT Contábil Outubro/2012 Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: outubro/2012 2 ATIVO IMOBILIZADO Visão Geral do Processo Ativo Imobilizado Identificação

Leia mais

AUDITORIA, CONTABILIDADE E CONTROLE INTERNO. NO SETOR PÚBLICO Base para a Governança Corporativa

AUDITORIA, CONTABILIDADE E CONTROLE INTERNO. NO SETOR PÚBLICO Base para a Governança Corporativa AUITORIA, ONTABILIAE E ONTROLE INTERNO. NO SETOR PÚBLIO Base para a Governança orporativa EXEMPLOS E LANÇAMENTOS ONTÁBEIS OM A MUANÇA O PLANO E ONTAS O FOO ORÇAMENTÁRIO PARA PATRIMONIAL Prof.: omingos

Leia mais

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS Data de Emissão: 28 de agosto de 2012 Coordenador Geral de Contabilidade e Custos da União Francisco Wayne Moreira Coordenadora de Contabilidade da União Bárbara Verônica

Leia mais

Taxonomia da Contabilidade Pública

Taxonomia da Contabilidade Pública COORDENAÇÃO-GERAL DE NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS À FEDERAÇÃO CCONF NÚCLEO DE CONSOLIDAÇÃO E TRANSPARÊNCIA DAS CONTAS PÚBLICAS - NUCOP Taxonomia da Contabilidade Pública REUNIÃO DO GRUPO TÉCNICOS

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE V ESTOQUES E IMOBILIZADO

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE V ESTOQUES E IMOBILIZADO ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE V ESTOQUES E IMOBILIZADO Versão: 25/08/2014 MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Paulo Rogério Caffarelli SECRETÁRIO DO TESOURO

Leia mais

NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE

NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE NOVAS DIRETRIZES PARA A CONTABILIDADE MUNICIPAL ISAAC DE OLIVEIRA SEABRA TCE-PE CENÁRIO ANTERIOR Gestão Dívida Financeira Pública ORÇAMENTO PUBLICO Contabilidade Receita e Despesa Demonstrativos Contábeis:

Leia mais

Análise de Balanços. Flávia Moura

Análise de Balanços. Flávia Moura Análise de Balanços Flávia Moura 1 Tópicos para Reflexão O que é análise de balanços? A análise de balanços consiste em proceder a investigações dos fatos com base nos dados Para que serve a análise de

Leia mais

Previsão da receita e fixação da despesa referente à aprovação do orçamento com base na Lei Orçamentária Anual, no valor de R$ 50.000.

Previsão da receita e fixação da despesa referente à aprovação do orçamento com base na Lei Orçamentária Anual, no valor de R$ 50.000. Olá, pessoal! Comento neste toque as questões de Contabilidade Pública que caíram no concurso para conselheiro substituto do TCE-CE. A banca foi a Fundação Carlos Chagas. Aproveito a oportunidade para

Leia mais

ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público

ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE E AUDITORIA PÚBLICA - SICAP/CONTÁBIL ENCONTRO TÉCNICO MCASP - Manual de Contabilidade Aplicado ao Setor Público Portaria Conjunta STN/SOF nº 02/2012 Portaria STN nº 437/2012

Leia mais

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 Receita Despesa ORÇAMENTÁRIA (1) ORÇAMENTÁRIA (5) Receitas Orçamentárias Despesas

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação ao arquivos publicados em 03/06/2014: Item alterado/incluído Motivo Regras de consolidação. b.8 Numeração errada. Regras de consistência, b Exclui-se as consignações do passivo financeiro

Leia mais

Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina BALANÇO PATRIMONIAL Em 31/12/2014 - Encerramento 9.817.136,65 40.159.587,34. Prazo 104.

Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina BALANÇO PATRIMONIAL Em 31/12/2014 - Encerramento 9.817.136,65 40.159.587,34. Prazo 104. ATIVO PASSIVO Ativo Circulante Caixa e Equivalentes de Caixa - Bancos Conta Movimento - Demais Contas Rede Bancária - Arrecadação Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata - Intra OFSS Recursos Liberados

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - DEPARTAMENTO NACIONAL BALANÇO PATRIMONIAL ESPECIFICAÇÃO 2014 2013 ESPECIFICAÇÃO 2014 2013

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - DEPARTAMENTO NACIONAL BALANÇO PATRIMONIAL ESPECIFICAÇÃO 2014 2013 ESPECIFICAÇÃO 2014 2013 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO PASSIVO Ativo Circulante 1.149.479.180,77 989.839.743,43 Passivo Circulante 317.274.300,38 283.051.918,44 Caixa e Equiv. Caixa Moeda Nacional 800.954.874,69 676.326.925,34 Obrig.

Leia mais

Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação

Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação 1º GTCON 2011 Abril Classificação Orçamentária da Receita decorrente da Exploração Econômica de Folha de Pagamento Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização:

Leia mais

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL

Anexo 14 - BALANÇO PATRIMONIAL Página 1 de 3 CIRCULANTE 17.957.906,23 13.781.064,25 CIRCULANTE 2.918.670,71 3.459.718,41 Caixa e Equivalentes de Caixa 11.326.508,18 CRÉDITOS A CURTO PRAZO Clientes Crédito Tributário a Receber Dívida

Leia mais

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ PÁGINA: 1 BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO - 2005 ANEXO 14 ATIVO ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL 450.323.096,72 CAIXA 47.294,31 BANCOS CONTA MOVIMENTO 210.194.091,20

Leia mais

TÍTULOS PREVISÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA TÍTULOS FIXAÇÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA CRÉD. ORÇAM. SUPLEMENTARES DESPESAS CORRENTES . PESSOAL E ENC.

TÍTULOS PREVISÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA TÍTULOS FIXAÇÃO EXECUÇÃO DIFERENÇA CRÉD. ORÇAM. SUPLEMENTARES DESPESAS CORRENTES . PESSOAL E ENC. 1 ANEXO III - PT/MPS Nº 95, DE 06 DE MARÇO DE 2007 DOU DE 07.03.07 MODELOS E INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS SÃO AS EXTRAÍDAS DOS LIVROS, REGISTROS E

Leia mais

DECRETO 011 / 2012. ATENDER aos dispositivos da Portaria nº 828, de 14 de dezembro de 2011, da Secretaria do Tesouro Nacional, e;

DECRETO 011 / 2012. ATENDER aos dispositivos da Portaria nº 828, de 14 de dezembro de 2011, da Secretaria do Tesouro Nacional, e; DECRETO 011 / 2012 Institui o cronograma de execução das atividades a serem implementadas para o atendimento integral dos dispositivos constantes no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público MCASP.

Leia mais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 28.393.390.678,55 RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 28.527.468.836,27 RECEITAS 13.532.898.028,40 ORÇAMENTÁRIA 13.532.898.028,40 DESPESA ORÇAMENTARIA 10.266.008.652,65

Leia mais

10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo

10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo 10h40 às 12h - PALESTRA II TEMA: PLANO DE CONTAS APLICADO AO SETOR PÚBLICO Palestrante: Fernando Freitas Melo Plano de Contas Aplicado ao Setor Público CH: 1:20 h Conteúdo: 1. Aspectos gerais do Plano

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação aos arquivos publicados em 10/11/2014: Item alterado/incluído Evento 1.9 Evento 2.20.8 Evento 2.72.13 Motivo Obs: Os créditos relativos à Dívida Ativa podem ser registrados somente

Leia mais

47º Congresso ARTAFAM - 2013. Diogo Duarte Barbosa. Novo PCASP - Consolidação a par0r do quinto nível - Aspectos prá0cos e polêmicos.

47º Congresso ARTAFAM - 2013. Diogo Duarte Barbosa. Novo PCASP - Consolidação a par0r do quinto nível - Aspectos prá0cos e polêmicos. 47º Congresso ARTAFAM - 2013 Diogo Duarte Barbosa Novo PCASP - Consolidação a par0r do quinto nível - Aspectos prá0cos e polêmicos. Quais são as novas normas? Facebook.com/casponline NOVAS NORMAS DE CASP

Leia mais

NOVO DOCUMENTO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DA FOLHA DE PESSOAL DOCUMENTO HÁBIL FL TELA DE COMPENSAÇÕES

NOVO DOCUMENTO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DA FOLHA DE PESSOAL DOCUMENTO HÁBIL FL TELA DE COMPENSAÇÕES NOVO DOCUMENTO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DA DOCUMENTO HÁBIL FL TELA DE COMPENSAÇÕES PONTOS IMPORTANTES - Nesta tela são efetuadas as compensações de créditos existentes com os respectivos descontos/encargos;

Leia mais

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro Segundo o MCASP, o é a demonstração contábil que evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública, por meio de contas representativas do patrimônio público, além das

Leia mais

NOTA TÉCNICA N. 17/2014 Brasília, 4 de julho de 2014.

NOTA TÉCNICA N. 17/2014 Brasília, 4 de julho de 2014. NOTA TÉCNICA N. 17/2014 Brasília, 4 de julho de 2014. ÁREA: Contabilidade Municipal TÍTULO: Contabilização do recurso financeiro transferido para o Município destinado a educação em tempo integral REFERÊNCIA:

Leia mais

Típicos da Administração Pública

Típicos da Administração Pública Lançamentos amentos ontábeis Típicos da Administração Pública ontabilidade PúblicaP onceito É o ramo da ontabilidade que coleta, registra e controla os atos e fatos da Administração Pública, com enfoque

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

Novas Normas de Contabilidade Pública

Novas Normas de Contabilidade Pública Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF 6º ENOS- Encontro Nacional dos Observatórios Sociais Novas Normas de Contabilidade

Leia mais

A NOVA CONTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS

A NOVA CONTABILIDADE DOS MUNICÍPIOS Apresentação O ano de 2009 encerrou pautado de novas mudanças nos conceitos e nas práticas a serem adotadas progressivamente na contabilidade dos entes públicos de todas as esferas do Governo brasileiro.

Leia mais

2. MOTIVAÇÃO E JUSTIFICATIVA

2. MOTIVAÇÃO E JUSTIFICATIVA SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 1 2. MOTIVAÇÃO E JUSTIFICATIVA... 1 3. PROCEDIMENTOS E CONTABILIZAÇÃO NO FIPLAN... 3 3.1 REGISTROS CONTÁBEIS DA DÍVIDA ATIVA... 5 3.1.1 REGISTRO DA INSCRIÇÃO DO CRÉDITO EM DÍVIDA

Leia mais

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil R I S C O S F I S C A I S (Artigo 4º, 3º da Lei Complementar nº 101/2000) A Lei Complementar n.º 101 de 2002 Lei de Responsabilidade Fiscal, estabelece que a Lei de Diretrizes Orçamentárias conterá o Anexo

Leia mais

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente:

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Assunto: Procedimentos contábeis, administrativos e patrimoniais para o fechamento das contas do exercício de 2011 e abertura das contas de 2012. Dentro

Leia mais

Análise Contábil do Relatório de

Análise Contábil do Relatório de Análise Contábil do Relatório de Controle Interno Gerência de Contabilidade Centralizada Diretoria de Contabilidade Geral Flávio van GEORGE Rocha Sir. Flávio van GEORGE Rocha Composição do Relatório: 1.

Leia mais

Adoção inicial e Mensuração após o reconhecimento de ativo imobilizado e intangível

Adoção inicial e Mensuração após o reconhecimento de ativo imobilizado e intangível Adoção inicial e Mensuração após o reconhecimento de ativo imobilizado e intangível Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: outubro/2011 RESUMO

Leia mais

CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLANTAÇÃO DA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CASIMIRO DE ABREU/RJ - PODER LEGISLATIVO

CRONOGRAMA DE AÇÕES PARA IMPLANTAÇÃO DA CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CASIMIRO DE ABREU/RJ - PODER LEGISLATIVO I - Reconhecimento, mensuração e evidenciação dos créditos, tributários ou não, por competência, e a dívida ativa, incluindo os respectivos ajustes para perdas. de procedimentos e rotinas contábeis para

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO - DCASP Novas Demonstrações Contábeis do Setor Público DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR PÚBLICO Englobam todos os fatos contábeis e atos que interessam

Leia mais

A implantação de Procedimentos Contábeis Patrimoniais na Federação

A implantação de Procedimentos Contábeis Patrimoniais na Federação A implantação de Procedimentos Contábeis Patrimoniais na Federação Henrique Ferreira Souza Carneiro Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação (CCONF/STN) Secretaria do Tesouro

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis Contabilidade Pública Aula 4 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Plano de Contas Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão Consiste em um rol ordenado de forma sistematizada de contas

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO PARTE II PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PATRIMONIAIS Aplicado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios

Leia mais

ADEQUAÇÃO AOS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS (Portaria STN nº 828, de 14 de dezembro de 2011) Município de Indiara, Estado de Goiás PODER: EXECUTIVO

ADEQUAÇÃO AOS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS (Portaria STN nº 828, de 14 de dezembro de 2011) Município de Indiara, Estado de Goiás PODER: EXECUTIVO ANEXO II ADEQUAÇÃO AOS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS (Portaria STN nº 828, de 14 de dezembro de 2011) Município de Indiara, Estado de Goiás PODER: EXECUTIVO ITEM DISCRIMINAÇÃO PRAZO 1. Reconhecimento, mensuração

Leia mais

DECRETO N 026 de 28 de março de 2012. O Prefeito de Capão do Leão, Estado do Rio Grande do Sul no uso de suas atribuições: DECRETA

DECRETO N 026 de 28 de março de 2012. O Prefeito de Capão do Leão, Estado do Rio Grande do Sul no uso de suas atribuições: DECRETA DECRETO N 026 de 28 de março de 2012 Institui o cronograma de execução das atividades a serem implementadas para o atendimento integral dos dispositivos constantes no Manual de Contabilidade Aplicada ao

Leia mais

Município de Carmo do Paranaíba CNPJ: 18.602.029/0001-09

Município de Carmo do Paranaíba CNPJ: 18.602.029/0001-09 DECRETO MUNICIPAL N.º 3.427, DE 27 DE JUNHO DE 2012 Define o cronograma de ações para implantação da Contabilidade Aplicada ao Setor Público no Município de Carmo do Paranaíba O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

CAU - PR Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Paraná CNPJ: 14.804.099/0001-99

CAU - PR Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Paraná CNPJ: 14.804.099/0001-99 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Paraná CNPJ: 14.804.099/0001-99 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE Especificação CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO Atual

Leia mais

PORTARIA Nº 1.725-SF

PORTARIA Nº 1.725-SF PORTARIA Nº 1.725-SF Estabelece o cronograma de ações para a implementação de Procedimentos Contábeis Patrimoniais e Específicos a serem adotados até final do exercício financeiro de 2014 e dá outras providências.

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE PLANEJAMENTO, CONTABILIDADE E FINANÇAS DO ESTADO DA BAHIA

SISTEMA INTEGRADO DE PLANEJAMENTO, CONTABILIDADE E FINANÇAS DO ESTADO DA BAHIA SUMÁRIO 1. Objetivo... 1 2. Motivação e Justificativa... 1 3. Procedimentos e Contabilização no FIPLAN... 2 3.1 Inscrição Do Crédito Em Dívida Ativa Na Unidade Competente... 2 3.2 Atualização Monetária,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA SECRETARIA DE FINANÇAS

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA SECRETARIA DE FINANÇAS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS ESPECÍFICOS - PARTE III DO MCASP Registro de Procedimentos Contábeis Específicos - FUNDEB Transferências de Recursos e Despe- Contabilização do FUNDEB sas do FUNDEB contabilizados

Leia mais

PCASP e os Consórcios Públicos

PCASP e os Consórcios Públicos Subsecretaria de Contabilidade Pública SUCON Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF V FÓRUM MINEIRO DE CONTABILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL Junho/2015 Conteúdo PCASP: introdução,

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/images/arquivos/artigos/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE FINANÇAS GERÊNCIA GERAL DA CONTABILIDADE DO MUNICÍPIO DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS - CONSOLIDADO - 2013 Demonstrativo das Variações Patrimoniais e Resultado

Leia mais

4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle

4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle 4. Padrão Mínimo de Qualidade dos Sistemas Integrados de Administração Financeira e Controle Luís Eduardo Vieira Superintendência de Gestão Técnica SGT Financeira e Controle. Introdução A transparência

Leia mais

621.927,10 284.748,83 239.680,43 666.995,50 111115099000 F OUTRAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA

621.927,10 284.748,83 239.680,43 666.995,50 111115099000 F OUTRAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE LIQUIDEZ IMEDIATA Código BALANCETE ANALÍTICO CONTÁBIL SIMPLIFICADO BALANCETE - JANEIRO DE 2015 Saldo Inicial Débito Crédito Movimentação Débitos Créditos 111111901000 F BANCOS CONTA MOVIMENTO - DEMAIS CONTAS 621.927,10

Leia mais

CONTABILIDADE PÚBLICA *

CONTABILIDADE PÚBLICA * NIVELAMENTO EM CONTABILIDADE CONCEITOS DE CONTABILIDADE GOVERNAMENTAL CONTABILIDADE PÚBLICA * Professor ALBANIR RAMOS 2006 Contabilide Contabilide Pública Governamental é uma especialização Contabilide

Leia mais

Programa de Estudos CASP 2012

Programa de Estudos CASP 2012 Programa de Estudos CASP 2012 Procedimentos Patrimoniais Apropriação da Receita por Competência Grupo de Estudos CASP : Sub Grupo Créditos Tributários Justificativa Técnica ( IPSAS, NBCASP, PRINCÍPIOS)

Leia mais

MCASP - Procedimentos Contábeis Patrimoniais PCP II. Oficina 66

MCASP - Procedimentos Contábeis Patrimoniais PCP II. Oficina 66 MCASP - Procedimentos Contábeis Patrimoniais PCP II Oficina 66 Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação Última Atualização: MAR/2013 STN/CCONF ABOP Slide 1 Conteúdo do Módulo

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL 012/2011 Elaborada em 28/12/2011 Este documento descreve os procedimentos que devem ser adotados para o fechamento

Leia mais

Transição para Nova Contabilidade. Evandro Buiati. Superintendência de Gestão Técnica SGT

Transição para Nova Contabilidade. Evandro Buiati. Superintendência de Gestão Técnica SGT Transição para Nova Contabilidade Evandro Buiati. Superintendência de Gestão Técnica SGT Agenda Transição para Nova Contabilidade 1 - Como está a transição para Nova Contabilidade? 2 - Quais os benefícios

Leia mais

A Nova Contabilidade do Setor Público. Conselho Federal de Contabilidade

A Nova Contabilidade do Setor Público. Conselho Federal de Contabilidade A Nova Contabilidade do Setor Público Conselho Federal de Contabilidade 1 Conteúdo: Antecedentes Novo foco da contabilidade Convergência às IPSAS Principais entidades normativas O conjunto das NBC T SP

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO PARTE II PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PATRIMONIAIS Aplicado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios

Leia mais

Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda Plano de Contas 1 /44. Apresentação

Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda Plano de Contas 1 /44. Apresentação Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda Plano de Contas 1 /44 Apresentação Este Plano de Contas tem o propósito de atender, de maneira uniforme e sistematizada, ao registro contábil dos atos e

Leia mais

DECRETO EXECUTIVO N 022/13, de 24 de maio de 2013.

DECRETO EXECUTIVO N 022/13, de 24 de maio de 2013. DECRETO EXECUTIVO N 022/13, de 24 de maio de 2013. Altera o Decreto nº 016/2012, que instituiu o cronograma de execução das atividades a serem implementadas para o atendimento integral dos dispositivos

Leia mais

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 4.1.1 - FLUXOGRAMA ORÇAMENTO LEGISLAÇÃO. Planejamento e Orçamento PPA Audiência Pública Legislativo Apreciação Executivo - Sanção Audiência Pública LDO Legislativo -

Leia mais

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO

MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO PARTE II PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS PATRIMONIAIS Aplicado à União, Estados, Distrito Federal e Municípios

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 3. Apresentação. Definição de Receita Pública. Receita Pública. Classificação da Receita Pública

Contabilidade Pública. Aula 3. Apresentação. Definição de Receita Pública. Receita Pública. Classificação da Receita Pública Contabilidade Pública Aula 3 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Definição de Receita Pública Um conjunto de ingressos financeiros com fonte e fatos geradores próprios e permanentes, oriundos da ação

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS MARCONI FERREIRA PERILLO JUNIOR GOVERNADOR DO ESTADO ANA CARLA ABRÃO COSTA SECRETÁRIA DE ESTADO DA FAZENDA

ESTADO DE GOIÁS MARCONI FERREIRA PERILLO JUNIOR GOVERNADOR DO ESTADO ANA CARLA ABRÃO COSTA SECRETÁRIA DE ESTADO DA FAZENDA ESTADO DE GOIÁS MARCONI FERREIRA PERILLO JUNIOR GOVERNADOR DO ESTADO ANA CARLA ABRÃO COSTA SECRETÁRIA DE ESTADO DA FAZENDA ESTADO DE GOIAS SECRETARIA DA FAZENDA SUPERINTENDENTE DE CONTABILIDADE GERAL SUSEL

Leia mais

Manual de Contabilidade Aplicada no Setor Público: Procedimentos Contábeis Patrimoniais. Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT

Manual de Contabilidade Aplicada no Setor Público: Procedimentos Contábeis Patrimoniais. Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT Manual de Contabilidade Aplicada no Setor Público: Procedimentos Contábeis Patrimoniais Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT Última Atualização: 13/10/2009 Introduçã ção o e Base Normativa Para

Leia mais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais

Demonstrativo das Variações Patrimoniais RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.953.236.822,66 RESULTANTES DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.320.180.698,63 RECEITAS 1.684.972.053,82 ORÇAMENTÁRIA 1.684.972.053,82 DESPESA ORÇAMENTARIA 3.044.151.183,85

Leia mais

DECRETO LEGISLATIVO Nº 002/2012

DECRETO LEGISLATIVO Nº 002/2012 DECRETO LEGISLATIVO Nº 002/ Institui o cronograma de execução das atividades a serem implementadas para o atendimento integral dos dispositivos constantes no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público

Leia mais

Assunto: Contabilização de Obrigações Tributárias Renegociadas

Assunto: Contabilização de Obrigações Tributárias Renegociadas NOTA TÉCNICA n. 007/2009/GECON Vitória, 03 de julho de 2009. Alterados os itens 1 e 6 em 19 de agosto de 2009. Assunto: Contabilização de Obrigações Tributárias Renegociadas Prezados (as) Senhores (as),

Leia mais

MCASP - Procedimentos Contábeis Patrimoniais PCP I. Oficina 66

MCASP - Procedimentos Contábeis Patrimoniais PCP I. Oficina 66 MCASP - Procedimentos Contábeis Patrimoniais PCP I Oficina 66 Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação Última Atualização: MAR/2013 STN/CCONF ABOP Slide 1 Conteúdo do Módulo Módulo

Leia mais

Este Plano de Contas será atualizado pela Gerência de Normas da Diretoria da Contabilidade Pública Genor/Dicop.

Este Plano de Contas será atualizado pela Gerência de Normas da Diretoria da Contabilidade Pública Genor/Dicop. Governo do Estado da Bahia Secretaria da Fazenda P l a n o d e C o n t a s 1 /3 Apresentação Este Plano de Contas tem o propósito de atender, de maneira uniforme e sistematizada, ao registro contábil dos

Leia mais

CONTROLES DE PATRIMÔNIO, ALMOXARIFADO E TRANSPORTE

CONTROLES DE PATRIMÔNIO, ALMOXARIFADO E TRANSPORTE CONTROLES DE PATRIMÔNIO, ALMOXARIFADO E TRANSPORTE PATRIMÔNIO CONCEITO: Compreende o conjunto de bens, direitos e obrigações avaliáveis em moeda corrente, das entidades que compõem a Administração Pública.

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO DAS NOVAS NORMAS APLICÁVEIS À CONTABILIDADE PÚBLICA. Aula 03. MCASP, parte I, Procedimentos Contábeis Orçamentários

ESTUDO DIRIGIDO DAS NOVAS NORMAS APLICÁVEIS À CONTABILIDADE PÚBLICA. Aula 03. MCASP, parte I, Procedimentos Contábeis Orçamentários Olá, ESTUDO DIRIGIDO DAS NOVAS NORMAS APLICÁVEIS À Aula 03 MCASP, parte I, Procedimentos Contábeis Orçamentários Dando continuidade ao nosso estudo dirigido, hoje veremos os seguintes tópicos: 01.04.04

Leia mais

Balanço Patrimonial. Janeiro à Novembro de 2014 - Anexo 14, da Lei 4.320/64. Exercício Anterior

Balanço Patrimonial. Janeiro à Novembro de 2014 - Anexo 14, da Lei 4.320/64. Exercício Anterior Página 1 de 5 CIRCULANTE 3.458.065,56 1.875.217,00 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 2.816.152,90 1.000.561,87 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA EM MOEDA NACIONAL 2.816.152,90 1.000.561,87 CAIXA E EQUIVALENTES

Leia mais

6º Congresso Catarinense de. Controladores Internos Municipais. 17 e 18 de junho de 2010

6º Congresso Catarinense de. Controladores Internos Municipais. 17 e 18 de junho de 2010 6º Congresso Catarinense de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais 17 e 18 de junho de 2010 RECEITAS E DESPESAS PÚBLICAS: Enfoque Orçamentário X Enfoque Patrimonial

Leia mais

Anexo Único da Portaria nº 175 de 15 de janeiro de 2014.

Anexo Único da Portaria nº 175 de 15 de janeiro de 2014. Anexo Único da Portaria nº 175 de 15 de janeiro de 2014. Rotina CONOR/SUNOT/CGE n.º 004/2013 Trata a presente rotina dos procedimentos contábeis para os registros patrimoniais e orçamentários do Fundo

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO CRC-DF DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO Domingos Poubel de Castro Brasília/DF, 18 de Maio de 2012 NECESSIDADES PERMANENTES DO GESTOR INFORMAÇÕES CONTROLE Cenário Externo 0800 570 0800

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, nos

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, nos PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1937, DE 14 DE AGOSTO DE 2012. Dispõe sobre a divulgação do cronograma de Procedimentos Contábeis Orçamentários (PCO), Procedimentos Contábeis Patrimoniais

Leia mais

Subação Produto Responsável Prazo Final Situação Atual Finanças/tesouraria/contabilidade 31/12/2014 Não iniciada

Subação Produto Responsável Prazo Final Situação Atual Finanças/tesouraria/contabilidade 31/12/2014 Não iniciada Resolução TC nº 02/2014 ANEXO V CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DAS NOVAS REGRAS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO (PODER EXECUTIVO) PROCEDIMENTOS CONTABEIS ESPECIFICOS - PARTE III DO MCASP Registro de Procedimentos

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 01 Transferência de Saldos Contábeis e Controle de Restos a Pagar

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 01 Transferência de Saldos Contábeis e Controle de Restos a Pagar REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 15 de Novembro de 1889 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 01 Transferência de Saldos Contábeis e Controle de Restos

Leia mais

29/09/2014. Contabilidade Pública Novo Modelo de Gestão COMISSÃO DE NORMAS TÉCNICAS E DE LEGISLAÇÃO APLICADAS AS ENTIDADES PÚBLICAS DO CRCCE

29/09/2014. Contabilidade Pública Novo Modelo de Gestão COMISSÃO DE NORMAS TÉCNICAS E DE LEGISLAÇÃO APLICADAS AS ENTIDADES PÚBLICAS DO CRCCE Contabilidade Pública Novo Modelo de Gestão COMISSÃO DE NORMAS TÉCNICAS E DE LEGISLAÇÃO APLICADAS AS ENTIDADES PÚBLICAS DO CRCCE 1 Convergência às Normas Internacionais de Contabilidade Surge um novo modelo

Leia mais

30/06/2015 IPSAS. Lançamentos Contábeis Típicos e DCASP MCASP. Lucy Fátima de Assis Freitas. 6ª Edição - 2015 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS

30/06/2015 IPSAS. Lançamentos Contábeis Típicos e DCASP MCASP. Lucy Fátima de Assis Freitas. 6ª Edição - 2015 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS CONVERGÊNCIA CONTÁBIL SETOR PUBLICO BRASILEIRO Lançamentos Contábeis Típicos e DCASP Lucy átima de Assis reitas Plano de Implantação Procedimentos Contábeis Patrimoniais Regulamenta o art. 13 da Portaria

Leia mais

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar A seguir um modelo de Plano de Contas que poderá ser utilizado por empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços, com as devidas adaptações: 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponível 1.1.1.01

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR Página 1 de 12

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR Página 1 de 12 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR Página 1 de 12 Do Plano de Recuperação ANEXO I 1 A Operadora deverá mencionar em seu Plano de Recuperação, o(s) motivo(s) e problema(s) exposto(s) pela ANS, indicando

Leia mais

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral 1 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO FRENTE À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL NO EXERCÍCIO DE 2012 Este relatório tem por objetivo abordar, de forma resumida, alguns aspectos

Leia mais

Olá, pessoal! Fraternal abraço! Prof. Alipio Filho

Olá, pessoal! Fraternal abraço! Prof. Alipio Filho Olá, pessoal! Comento neste toque as questões de Contabilidade Pública e Orçamento Público que caíram no concurso para conselheiro substituto do TCE-AM. A banca foi a Fundação Carlos Chagas. Aproveito

Leia mais

CONTABILIZAR BENS MATERIAIS E PATRIMONIAIS DO TJERJ 1 OBJETIVO

CONTABILIZAR BENS MATERIAIS E PATRIMONIAIS DO TJERJ 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe da Divisão de Classificação Contábil (DICLA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretora-Geral da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação e

Leia mais

UESB RELATÓRIO CONTÁBIL

UESB RELATÓRIO CONTÁBIL RELATÓRIO CONTÁBIL Anexo I RELATÓRIO CONTÁBIL Análise das contas orçamentárias, financeiras, patrimoniais e das incorporações referentes aos balanços das unidades que compõe a no exercício de 2007. I APRESENTAÇÃO

Leia mais

AUTARQUIA MUNICIPAL DE ESPORTES DE CACOAL - AM Estado de Rondônia. Balancete do Sistema Orçamentário no Período de janeiro a janeiro Anexo TC-01

AUTARQUIA MUNICIPAL DE ESPORTES DE CACOAL - AM Estado de Rondônia. Balancete do Sistema Orçamentário no Período de janeiro a janeiro Anexo TC-01 Balancete do Sistema Orçamentário no Período de janeiro a janeiro 1. 1.1. 1.1.1. 1.1.1.1. 1.1.1.1.1. 1.1.1.1.1.19. 1.1.1.1.1.19.02. 1.1.1.1.1.19.04. 1.1.3. 1.1.3.8. 1.1.3.8.1. 1.1.3.8.1.08. 1.1.3.8.1.09.

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA IESP INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DA PARAÍBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E AUDITORIA PÚBLICA DISCIPLINA: CONTABILIDADE E CONTROLADORIA

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE JURUENA ESTADO DE MATO GROSSO

CÂMARA MUNICIPAL DE JURUENA ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE JURUENA ESTADO DE MATO GROSSO ANEXO I CRONOGRAMA DE AÇÕES E IMPLEMENTAÇÕES DOS PROCEDIMENTOS EXIGIDOS PELAS PORTARIAS Nº. 406/828, DA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL - STN ITEM PRODUTO

Leia mais