Universidade Federal do Acre UFAC Centro de Filosofia e Ciências Humanas CFCH.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Federal do Acre UFAC Centro de Filosofia e Ciências Humanas CFCH."

Transcrição

1 Universidade Federal do Acre UFAC Centro de Filosofia e Ciências Humanas CFCH. Colóquio Religiões e Campos simbólicos na Amazônia Período de realização 25 a 28 de agosto de Grupos de trabalhos. GT 1: Nome: Dra. Sandra Teresa Cadiolli Basílio Título (Grupo de Trabalho): A Igreja Católica e os movimentos sociais no vale do Acre Purus. O presente trabalho tem como objetivo fazer uma discussão do papel da Igreja Católica junto aos movimentos sociais do Vale do Acre Purus, bem como a isenção da mesma na formação dos sindicatos rurais na luta pela terra. GT 2: Nome: Dr. Daniel da Silva Klein e Eudmar Nunes Bastos e José de Arimateia Título (Grupo de Trabalho): As Religiões de Matriz Africana e suas especificidades na Amazônia. O grupo pretende discutir os contatos entre as religiões de matrizes africanas no Acre, enfocando as peculiaridades locais, trajetórias de lideranças, rituais e contribuição nas esferas política, econômica e social. GT 3: Nome: Dr. Estanislau Paulo Klein Título: (Grupo de Trabalho): Cultura dos seringueiros em relação às suas crenças, espíritos, almas e locais sagrados na floresta.

2 Apresenta uma síntese da cultura dos seringueiros em 120 anos de vida na floresta. Origens e vivência de crenças com seus rituais na floresta. Os locais sagrados, os ritos e preces para santos, santas e almas milagrosas. A religião oficial e as experiências do sagrado em relações sincréticas formando ritos populares. GT 4: Nome: Jefferson Saady Maciel Junior. Título: (Grupo de Trabalho): Encontros e desencontros entre as religiões na/da Amazônia. Em uma Amazônia onde o contexto plural faz-se presente do que o singular é justo discutir como as diversas formas de manifestações populares e tradicionais no plano da espiritualidade ou da religiosidade conversam e convergem para propósitos em comum ou em amplitudes equivalentes. Os campos misteriosos e os meios comuns a todos que buscam nas religiões de matrizes africanas e indígenas a expressividade de algo sensível ao corpo, à mente e o espírito estão para além de uma reflexão de cunho cristão; essas múltiplas formas de religiosidade encontradas nas matas e por entre os rios são frutos não somente de uma concepção dogmatizada e ultrapassada da religiosidade trazida ao Brasil entre os séculos XVI e XIX, mas também construídas sobre o prisma do hibridismo cultural a partir das levas de mão-de-obra negra trazidas à escravidão e o reúno de populações indígenas que já viviam o seu xamanismo. É com esta proposta que buscamos discutir no presente GT (Grupo de Trabalho) as diferentes e semelhantes maneiras de se aperceber os campos simbólicos existentes na Amazônia. GT 5: Nome: MSC. Aline de Caldas Costa dos Santos. Título: (Grupo de Trabalho): Narrativas contemporâneas, memória e religiosidades.

3 Este grupo de trabalho objetiva reunir estudos multidisciplinares que abordem os discursos e a memória de religiosos em narrativas contemporâneas: da web, da imprensa, do direito, das artes etc., bem como problematizações acerca dos desdobramentos simbólicos do uso desses espaços de fala. Também abrange estudos sobre os processos de midiatização do campo religioso e sua materialização em outras áreas, como o discurso político, identitário etc. GT 6: Nome: MsC Geórgia Pereira Lima Título: (Grupo de Trabalho): Espaços, Fronteiras na Pan-Amazônia. Compreender as recriações do universo social, cultural, religioso e plural de espaços de fronteiras tri nacionais Brasil Peru Bolívia. O presente trabalho tem a pretensão de dialogar com as questões culturais, religiosas além fronteira de países latinoamazônicos por evidenciar (re) construções de fronteiras simbólicas e expõe desafios ao universo acadêmico para entender e (re) interpretá-las em razão das complexidades do vivido e das perspectivas dos sujeitos nos contextos contemporâneos. GT 7: Nome: MSC. Jefferson Henrique Cidreira. Título: (Grupo de Trabalho): Discurso e resistência na Amazônia Acreana ( ). O objetivo da pesquisa é: trazermos à tona de como Rio Branco e o restante do Acre estavam imersos em agito sociais, econômicos e culturais com o advento da pecuarização do Estado, entre os anos 1971 e De como os chefes políticos veiculavam discursos carregados de poder, de manutenção da ordem vigente; de como os mesmos, utilizaram os meios de comunicação para a aceitação de seus projetos políticos. E, em decorrência disto, de como surgiram resistências ao discurso do Estado, resistências essas, inseridas na produção cultural de Rio

4 Branco: Artes visuais de Hélio Melo; Cinema; Jornal Varadouro; Música e dentro dos próprios funcionários do governo (radialista da Rádio Difusora Acreana). GT 8: Nome: Rodrigo Monteiro de Carvalho Título (Grupo de Trabalho): Ayahuasca: sociedades indígenas, comunidades tradicionais (ribeirinhos e extrativistas) e cultos urbanos. O grupo de trabalho tem por foco as manifestações de caráter religioso relacionados à yahuasca. No intuito de ampliar os diálogos entre o uso ritualista dessa bebida na Amazônia, sejam em sociedades indígenas, comunidades ribeirinhas e extrativistas ou mesmo nas religiões ayahuasqueiras, com destaque para o Santo Daime, a Barquinha e a União do Vegetal. Esperamos com esse grupo de trabalho fomentar discussões amplas e plurais com respeito a novas perspectivas no âmbito acadêmico, cultural e social dos usos dessa milenarmente conhecida planta professora da Amazônia, a yahuasca. GT 9: Nome: Drª Marisol de Paula Reis Brandt. Título: Representações Sociais e religiões de matriz africana no Brasil. O Brasil é um país formado por uma grande diversidade de práticas socio-culturais herdadas de sua formação étnica e histórica, de tal modo que a cultura destaca-se em manifestações e representações que se constituíram tanto na vida urbana, quanto rural. Nesse aspecto, a africanidade vem se tornando cada vez mais presente nos saberes e nas falas, e múltiplas são as possibilidades de se buscar maior compreensão em torno do fenômeno. Desvendar significados, valores e

5 práticas é tarefa central em muitas pesquisas no campo das ciências humanas e sociais nas últimas décadas. Diante disso, o presente Grupo Temático tem o propósito de agregar pesquisas recentes e, também, em curso sobre representações sociais das religiões reconhecidas como "de matriz africana","afro-brasileira", ou "de origem africana no Brasil". Busca-se aprofundar o debate em torno da percepção do senso comum sobre diferentes matrizes religiosas - Candomblé, Umbanda, Catimbó, Jurema, Xangô, Tambor de Mina, Omolocô, o Terecô, entre outras - e como tal visão interfere na prática social. No mesmo sentido, discutir tais representações a partir de manifestações das ditas religiões e seus diálogos com outras manifestações religiosas. Ainda, poderá ser discutido aspectos simbólicos relacionados tanto à recusa quanto à aceitação por parte de indivíduos e/ou grupos para assumir sua identidade religiosa. Por fim, além da discussão sobre dados e avanços em pesquisas recentes, o GT quer contribuir para a reflexão sobre temas éticos, bem como as dificuldades procedimentais quanto à realização metodológica, sistematização dos dados, e formas de publicização dos resultados de pesquisa.

Universidade Federal do Acre- UFAC Pró-Reitoria de Extensão e Cultura PROEX Centro de Filosofia e Ciências Humanas - CFCH

Universidade Federal do Acre- UFAC Pró-Reitoria de Extensão e Cultura PROEX Centro de Filosofia e Ciências Humanas - CFCH Universidade Federal do Acre- UFAC Pró-Reitoria de Extensão e Cultura PROEX Centro de Filosofia e Ciências Humanas - CFCH I Colóquio de Religiões e campos simbólicos na Amazônia Período: 25 a 28 de agosto

Leia mais

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO EMENTA DAS DISCIPLINAS

CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO EMENTA DAS DISCIPLINAS CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO EMENTA DAS DISCIPLINAS PRODUÇÃO E RECEPÇÃO DE TEXTOS Lingüística Textual : Recepção e Produção de Textos Visão Sistemática e Particular. Gêneros e Estruturas

Leia mais

A PRESENÇA NEGRA NO PARÁ: RESENHA DE UM

A PRESENÇA NEGRA NO PARÁ: RESENHA DE UM R E S E N H A A PRESENÇA NEGRA NO PARÁ: RESENHA DE UM TRABALHO PIONEIRO SALLES, VICENTE. O NEGRO NO PARÁ. SOB O REGIME DA ESCRAVIDÃO. 3ª EDIÇÃO. BELÉM: INSTITUTO DE ARTES DO PARÁ, 2005. JOSÉ MAIA BEZERRA

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR:

ESTRUTURA CURRICULAR: ESTRUTURA CURRICULAR: Definição dos Componentes Curriculares Os componentes curriculares do Eixo 1 Conhecimentos Científico-culturais articula conhecimentos específicos da área de história que norteiam

Leia mais

NÚCLEO DE ESTUDO EM CULTURA, TEOLOGIA E ARTE PROJETO. Prof. Me. Carlos César Borges Nunes de Souza

NÚCLEO DE ESTUDO EM CULTURA, TEOLOGIA E ARTE PROJETO. Prof. Me. Carlos César Borges Nunes de Souza NÚCLEO DE ESTUDO EM CULTURA, TEOLOGIA E ARTE PROJETO Prof. Me. Carlos César Borges Nunes de Souza SALVADOR 2010 2 O Núcleo de Estudo em Cultura, Teologia e Arte NECTAR está vinculado e subordinado ao Centro

Leia mais

Religiosidade Africana

Religiosidade Africana UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRPPG MECM CONHECIMENTO E DIVERSIDADE CULTURAL Religiosidade Africana Douglas Aires GOIÂNIA, 2012 Religião Africana O africano tem a religião como um modo de vida que é caracterizada,

Leia mais

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias C/H Memória Social 45 Cultura 45 Seminários de Pesquisa 45 Oficinas de Produção e Gestão Cultural 45 Orientação

Leia mais

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Tema: Consciência Negra Público-alvo: O projeto é destinado a alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais Duração: Um mês Justificativa:

Leia mais

Adecir Pozzer UFSC e GPEAD/FURB pozzeradecir@hotmail.com

Adecir Pozzer UFSC e GPEAD/FURB pozzeradecir@hotmail.com Adecir Pozzer UFSC e GPEAD/FURB pozzeradecir@hotmail.com O percurso do ER no Brasil passou por diferentes formas de viabilidade e expressão, correspondentes ao respectivo contexto histórico, político e

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. 2º Bimestre. 3º Bimestre. Capítulo 26: Todos os itens O campo da Sociologia. Capítulo 26: Item 5 Senso Crítico e senso comum.

1º ano. 1º Bimestre. 2º Bimestre. 3º Bimestre. Capítulo 26: Todos os itens O campo da Sociologia. Capítulo 26: Item 5 Senso Crítico e senso comum. 1º ano A Filosofia e suas origens na Grécia Clássica: mito e logos, o pensamento filosófico -Quais as rupturas e continuidades entre mito e Filosofia? -Há algum tipo de raciocínio no mito? -Os mitos ainda

Leia mais

O trabalho pedagógico da Educação Física no Ensino Médio profissionalizante no IFG-Uruaçu

O trabalho pedagógico da Educação Física no Ensino Médio profissionalizante no IFG-Uruaçu GTT: Escola O trabalho pedagógico da Educação Física no Ensino Médio profissionalizante no IFG-Uruaçu Almir Zandoná Júnior 1 Fernando Henrique Silva Carneiro 2 Justificativa/Base teórica A entrada da Educação

Leia mais

RESGATE DOS ENCONTROS ANTERIORES

RESGATE DOS ENCONTROS ANTERIORES RESGATE DOS ENCONTROS ANTERIORES I ENCONTRO NACIONAL DE FORMAÇÃO ENAFOR, 24 a 28 de outubro de 2005 160 participantes da CONTAG e de 26 Federações (incluindo FETADFE) Mote: Construindo uma Política Nacional

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 309 DE 2011 VOTO EM SEPARADO

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 309 DE 2011 VOTO EM SEPARADO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI Nº 309 DE 2011 Altera o art. 33 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino religioso nas redes públicas de ensino

Leia mais

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver

Tipo de atividade: Passeio/visita e redação. Objetivo: Conhecer alguns centros e templos religiosos existentes no bairro/cidade e desenvolver A série Sagrado é composta por programas que, através de um recorte históricocultural, destacam diferentes pontos de vista das tradições religiosas. Dez representantes religiosos respondem aos questionamentos

Leia mais

I ENCONTRO DE ENSINO DE HISTÓRIA DA MATA NORTE

I ENCONTRO DE ENSINO DE HISTÓRIA DA MATA NORTE I ENCONTRO DE ENSINO DE HISTÓRIA DA MATA NORTE HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E O ENSINO DE HISTÓRIA Universidade de Pernambuco Campus Mata Norte Curso de Licenciatura em História Pró-Reitoria de Graduação

Leia mais

Rede Jovem de Cidadania, programa de TV de Acesso público. Alexia Melo. Clebin Quirino. Michel Brasil. Gracielle Fonseca. Rafaela Lima.

Rede Jovem de Cidadania, programa de TV de Acesso público. Alexia Melo. Clebin Quirino. Michel Brasil. Gracielle Fonseca. Rafaela Lima. Rede Jovem de Cidadania, programa de TV de Acesso público Alexia Melo Clebin Quirino Michel Brasil Gracielle Fonseca Rafaela Lima Satiro Saone O projeto Rede Jovem de Cidadania é uma iniciativa da Associação

Leia mais

CONTEÚDOS REFERENCIAIS PARA O ENSINO MÉDIO

CONTEÚDOS REFERENCIAIS PARA O ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS REFERENCIAIS PARA O ENSINO MÉDIO Área de Conhecimento: Linguagens Componente Curricular: Educação Física Ementa A Educação Física no Ensino Médio tratará da cultura corporal, sistematicamente

Leia mais

Sociedade - Política- Economia e Cultura. Período: 25 a 29 de agosto de 2014 Local: Campus da UERJ - Maracanã I CIRCULAR

Sociedade - Política- Economia e Cultura. Período: 25 a 29 de agosto de 2014 Local: Campus da UERJ - Maracanã I CIRCULAR América Latina : Espaços e Pensamentos : Corpos locais e mentes Globais Sociedade - Política- Economia e Cultura Período: 25 a 29 de agosto de 2014 Local: Campus da UERJ - Maracanã I CIRCULAR O Núcleo

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO General Carneiro 2010 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO. O Ensino Religioso existiu num primeiro

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA SAGRADA Nº 8 - Mar/15 PRESTA atenção RELIGIÃO! BÍBLIA Apresentação Esta nova edição da Coleção Presta Atenção! vai tratar de um assunto muito importante: Religião. A fé é uma questão muito pessoal e cada

Leia mais

MISTIFICAÇÃO CARICATA DAS RELIGIÕES DE RAIZ AFRICANA NO QUADRO A GALINHA PRETA PINTADINHA DO PROGRAMA TÁ NO AR: A TV NA TV DA REDE GLOBO

MISTIFICAÇÃO CARICATA DAS RELIGIÕES DE RAIZ AFRICANA NO QUADRO A GALINHA PRETA PINTADINHA DO PROGRAMA TÁ NO AR: A TV NA TV DA REDE GLOBO MISTIFICAÇÃO CARICATA DAS RELIGIÕES DE RAIZ AFRICANA NO QUADRO A GALINHA PRETA PINTADINHA DO PROGRAMA TÁ NO AR: A TV NA TV DA REDE GLOBO José Wanderley Pereira Segundo UERN (wanderley.segundo@hotmail.com)

Leia mais

O talento é seu. A gente só aperfeiçoa. Conheça: est.edu.br

O talento é seu. A gente só aperfeiçoa. Conheça: est.edu.br O talento é seu. A gente só aperfeiçoa. EXTENSÃO Conheça: est.edu.br PROGRAMA DE EXTENSÃO A Faculdades EST é vinculada à Rede Sinodal de Educação, identificada com a Igreja Evangélica de Confissão Luterana

Leia mais

CULTURA AFRO CULTURA AFRO

CULTURA AFRO CULTURA AFRO CULTURA AFRO ESCOPO Apresentamos o projeto Cultura Afro com o compromisso de oferecer aos alunos do ensino fundamental um panorama completo e diversificado sobre a cultura afro em nosso país. Levamos em

Leia mais

Educação bilíngüe intercultural entre povos indígenas brasileiros

Educação bilíngüe intercultural entre povos indígenas brasileiros Educação bilíngüe intercultural entre povos indígenas brasileiros Maria do Socorro Pimentel da Silva 1 Leandro Mendes Rocha 2 No Brasil, assim como em outros países das Américas, as minorias étnicas viveram

Leia mais

Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Disciplina de Sociologia

Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Disciplina de Sociologia Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Disciplina de Ensino Médio Elaborar uma proposta curricular para implica considerar as concepções anteriores que orientaram, em diferentes momentos, os

Leia mais

Carta Documento: pela construção e implementação de uma Política de Educação do Campo na UNEB

Carta Documento: pela construção e implementação de uma Política de Educação do Campo na UNEB Salvador, 21 de setembro de 2015 Carta Documento: pela construção e implementação de uma Política de Educação do Campo na UNEB Nos dias 19, 20 e 21 de agosto de 2015 realizou-se no Hotel Vila Velha, em

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INSTITUTO DE ARTES ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INSTITUTO DE ARTES ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INSTITUTO DE ARTES ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DA ARTE - TURMA 2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EMENTAS DOS CURSOS Arte

Leia mais

AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA UMBANDA NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS¹. NASCIMENTO, Taiane Flores do²; SACCOL, Paloma Tavares³; BEZZI, Meri Lourdes 4

AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA UMBANDA NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS¹. NASCIMENTO, Taiane Flores do²; SACCOL, Paloma Tavares³; BEZZI, Meri Lourdes 4 AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA UMBANDA NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS¹ NASCIMENTO, Taiane Flores do²; SACCOL, Paloma Tavares³; BEZZI, Meri Lourdes 4 1 Trabalho de Pesquisa NERA/CCNE/UFSM 2 Acadêmica do

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CENTRO DE ENSINO ATENAS MARANHENSE FACULDADE ATENAS MARANHESE DIRETORIA ACADÊMICA NÚCLEO DE ASSESSORAMENTO E DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO - NADEP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIAL SÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º AM076- ANTROPOLOGIA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: CS013 CS013- ANTROPOLOGIA CAMPOS DA ANTROPOLOGIA. PROBLEMAS E CONCEITOS BÁSICOS: CULTURA, ETNOCENTRISMO, ALTERIDADE E RELATIVISMO. NOÇÕES DE MÉTODOS/PRÁTICAS

Leia mais

UNIP Universidade Paulista Estudos Políticos e Sociais

UNIP Universidade Paulista Estudos Políticos e Sociais SOCIEDADE E EDUCAÇÃO INTRODUÇÃO Citelli (2004) apresenta um ponto de vista acerca do momento vivido pela escola e, conseqüentemente, pela educação, bastante elucidativo: A escola está sendo pensada, assim,

Leia mais

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

EXPERIÊNCIAS COLETIVAS POPULARES: PRÁTICAS SOCIAIS NASCIDAS NAS PERIFERIAS

EXPERIÊNCIAS COLETIVAS POPULARES: PRÁTICAS SOCIAIS NASCIDAS NAS PERIFERIAS Círculo de Cultura: Eixo 1 - A educação que emancipa frente às injustiças, desigualdades e vulnerabilidades. EXPERIÊNCIAS COLETIVAS POPULARES: PRÁTICAS SOCIAIS NASCIDAS NAS PERIFERIAS Cezar Luiz De Mari

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

COTIDIANO QUILOMBOLA EM MITUAÇU

COTIDIANO QUILOMBOLA EM MITUAÇU COTIDIANO QUILOMBOLA EM MITUAÇU Felipe Agenor de Oliveira Cantalice Universidade Estadual da Paraíba/CH Orientador: Prof. Dr. Waldeci Ferreira Chagas Neste trabalho analisamos o cotidiano dos moradores

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EDUCAÇÃO BÁSICA ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL EDUCAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA EDUCAÇÃO E MÍDIA Comitê Nacional de Educação

Leia mais

INTRODUÇÃO A ANTROPOLOGIA RELIGIOSA

INTRODUÇÃO A ANTROPOLOGIA RELIGIOSA INTRODUÇÃO A ANTROPOLOGIA RELIGIOSA A Antropologia é o estudo do homem e seu mundo. Como ciência da humanidade, ela se preocupa em conhecer cientificamente o ser humano em sua totalidade. (MARCONI, Marina

Leia mais

INDÍGENAS RESERVA DO VOTOURO E CHARRUA

INDÍGENAS RESERVA DO VOTOURO E CHARRUA INDÍGENAS RESERVA DO VOTOURO E CHARRUA Reserva com 210 famílias Escola com 280 alunos Todos os professores são formados ou estão se formando no ensino superior Há alunos do Município de Faxinal que estudam

Leia mais

Indivíduo e Sociedade

Indivíduo e Sociedade EU Compositor(es): Marcelo Birck / Frank Jorge/Alexandre Birck/Carlo Pianta Eu...queria tanto encontrar Uma pessoa como eu A quem eu possa confessar alguma coisa sobre mim PATO FU Eu...queria tanto encontrar

Leia mais

Seminário internacional Herança, identidade, educação e cultura: gestão dos sítios e lugares de memória ligados ao tráfico negreiro e à escravidão.

Seminário internacional Herança, identidade, educação e cultura: gestão dos sítios e lugares de memória ligados ao tráfico negreiro e à escravidão. Seminário internacional Herança, identidade, educação e cultura: gestão dos sítios e lugares de memória ligados ao tráfico negreiro e à escravidão. Palestra: Apresentação da experiência do Complexo Histórico

Leia mais

A comunicação organizacional de cooperativas de economia solidária: um processo através do olhar da complexidade

A comunicação organizacional de cooperativas de economia solidária: um processo através do olhar da complexidade 313 IV Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação PUCRS A comunicação organizacional de cooperativas de economia solidária: um processo através do olhar da complexidade Aluno: Caroline Delevati Colpo, Cleusa

Leia mais

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL Curso: Tecnologia Social e Educação: para além dos muros da escola Resumo da experiência de Avaliação do Programa "Apoio

Leia mais

Arte Africana. 7º Ano 4º Bimestre Artes Professor Juventino

Arte Africana. 7º Ano 4º Bimestre Artes Professor Juventino Arte Africana 7º Ano 4º Bimestre Artes Professor Juventino África O Brasil é um país mestiço, nossa cultura é composta de uma mistura de etnias. Parte relevante de nossa raiz cultural é o povo africano,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. Mitologia indígena na Amazônia: as dominações de poder e dominação em escritos literários. Local: Bloco Geraldo Mesquita /Sala Ambiente

PROGRAMAÇÃO. Mitologia indígena na Amazônia: as dominações de poder e dominação em escritos literários. Local: Bloco Geraldo Mesquita /Sala Ambiente DIA 05/11/12 PROGRAMAÇÃO 08:00 - Sessão de Pôsteres Local: Hall da Biblioteca da Ufac 14:00 18:00 Minicursos Locais: Salas de Aula da Ufac Mitologia indígena na Amazônia: as dominações de poder e dominação

Leia mais

Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) II Bloco

Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) II Bloco Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Filosofia da Educação 60 horas Metodologia Científica 60 horas Iniciação à Leitura e Produção de Textos Acadêmicos 60 horas Introdução à filosofia e

Leia mais

Palavras-chave: Aquecimento global, Mídias, Tecnologias, Ecossistema.

Palavras-chave: Aquecimento global, Mídias, Tecnologias, Ecossistema. Aquecimento Global e Danos no Manguezal Pernambucano SANDRA MARIA DE LIMA ALVES 1 - sandrali@bol.com.br RESUMO Este artigo procura enriquecer a discussão sobre o fenômeno do aumento da temperatura na terra

Leia mais

RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/03

RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/03 RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: DESAFIOS NA IMPLEMENTAÇÃO DA RESUMO LEI 10.639/03 Anne Caroline Silva Aires Universidade Estadual da Paraíba annec153@yahoo.com.br Teresa Cristina Silva Universidade Estadual da

Leia mais

Attached File: Proposta de Curso para Pós.doc

Attached File: Proposta de Curso para Pós.doc nome: Adilson José Gonçalves enviado_por: professor proposta: Ampliar as discuss~eos sobre o redesenho, apontando para a excelencia, agilidade, flexibilidade e aprofundamento da democratização da instituição.

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO. COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 383 COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO COORDENADORA Mariana Lopes Bretas marianabretas@ufv.br 384 Currículos dos Cursos do CCH UFV Bacharelado ATUAÇÃO O jornalista é um profissional

Leia mais

A experiência da Fundaj na articulação entre pesquisa e ensino para a melhoria da gestão pública

A experiência da Fundaj na articulação entre pesquisa e ensino para a melhoria da gestão pública A experiência da Fundaj na articulação entre pesquisa e ensino para a melhoria da gestão pública Fundação Joaquim Nabuco Criada pelo Congresso Nacional em 1949 (Lei nº 770) - Projeto apresentado pelo deputado

Leia mais

18/3/2011 EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE. Temas Principais. Tema 5: Sexualidade em sala de aula Tema 6: Religiosidade e Educação

18/3/2011 EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE. Temas Principais. Tema 5: Sexualidade em sala de aula Tema 6: Religiosidade e Educação Para ajudar a proteger sua privacidade, o PowerPoint impediu o download automático desta imagem externa. Para baixar e exibir esta imagem, clique em Opções na Barra de Mensagens e clique em Habilitar conteúdo

Leia mais

Weber e o estudo da sociedade

Weber e o estudo da sociedade Max Weber o homem Maximilian Karl Emil Weber; Nasceu em Erfurt, 1864; Iniciou seus estudos na cidade de Heidelberg Alemanha; Intelectual alemão, jurista, economista e sociólogo; Casado com Marianne Weber,

Leia mais

Resenha A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na Internet

Resenha A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na Internet Resenha A conversação em rede: comunicação mediada pelo computador e redes sociais na Internet (RECUERO, Raquel. Porto Alegre, RS: Editora Sulina, 2012) Vinicius Paiva Cândido dos SANTOS 1 Diante de uma

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA)

EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA) EDUCAÇÃO AMBIENTAL (EA) Processos educativos que procuram incorporar em suas propostas pedagógicas as implicações tanto teóricas quanto práticas do ideário ambientalista. A EA teve sua origem vinculada

Leia mais

por Brígida Carla Malandrino * [brigidamalandrino por Ênio José da Costa Brito ** [brbrito

por Brígida Carla Malandrino * [brigidamalandrino por Ênio José da Costa Brito ** [brbrito PEREIRA, Edimilson de Almeida Os tambores estão frios: herança cultural e sincretismo religioso de Candombe. Juiz de Fora Belo Horizonte: Funalfa Edições Mazza Edições, 2005, ISBN 85-7160- 323-5. por Brígida

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NA AMAZÔNIA. Profa. Dra. Therezinha de Jesus Pinto Fraxe Coordenadora do Núcleo de Socioeconomia

SUSTENTABILIDADE NA AMAZÔNIA. Profa. Dra. Therezinha de Jesus Pinto Fraxe Coordenadora do Núcleo de Socioeconomia SUSTENTABILIDADE NA AMAZÔNIA Profa. Dra. Therezinha de Jesus Pinto Fraxe Coordenadora do Núcleo de Socioeconomia Introdução A formação social amazônica foi fundamentada historicamente em tipos variados

Leia mais

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS SOBRE A DANÇA NO ENSINO MÉDIO

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS SOBRE A DANÇA NO ENSINO MÉDIO REFLEXÕES PEDAGÓGICAS SOBRE A DANÇA NO ENSINO MÉDIO Izabele Trindade Caldas (CALDAS I. T.) e Elaine Melo de Brito Costa (COSTA E. M. DE B.). Departamento de Educação Física Universidade Estadual da Paraíba

Leia mais

CORPOREIDADE, BELEZA E DIVERSIDADE. Profª Drª Kiusam Regina de Oliveira São Paulo, 27 de outubro de 2014.

CORPOREIDADE, BELEZA E DIVERSIDADE. Profª Drª Kiusam Regina de Oliveira São Paulo, 27 de outubro de 2014. CORPOREIDADE, BELEZA E DIVERSIDADE Profª Drª Kiusam Regina de Oliveira São Paulo, 27 de outubro de 2014. DEDICATÓRIA Para todas as crianças negras e de classes populares que são vítimas das atrocidades

Leia mais

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 28 ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 FORMAÇÃO DE PROFESSORES A PARTIR DA LEI 10.639/03: UMA EXPERIÊNCIA NO PROJETO DE EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA NO COTIDIANO ESCOLAR, DESENVOLVIDO PELA

Leia mais

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder...

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder... Liberdade, propriedade e exploração. A revolução agrícola e as relações comerciais. Capítulo 1: Item 5 Relações de trabalho nas sociedades indígenas brasileiras e americanas. Escravidão e servidão. Divisão

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL IRMÃ DULCE SILVANA MARIA DE LARA ENSINO RELIGIOSO

ESCOLA MUNICIPAL IRMÃ DULCE SILVANA MARIA DE LARA ENSINO RELIGIOSO ESCOLA MUNICIPAL IRMÃ DULCE SILVANA MARIA DE LARA ENSINO RELIGIOSO O MEIO AMBIENTE É SAGRADO Há quem passe pelo bosque e só veja lenha para a fogueira." Leão Tolstoi SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 2012 ESTE PROJETO

Leia mais

WALDILÉIA DO SOCORRO CARDOSO PEREIRA

WALDILÉIA DO SOCORRO CARDOSO PEREIRA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO E ENSINO DE CIÊNCIAS NO AMAZONAS MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NO AMAZONAS WALDILÉIA DO SOCORRO CARDOSO PEREIRA PROPOSTAS

Leia mais

educação ambiental: estamos caminhando... EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ESTAMOS CAMINHANDO...

educação ambiental: estamos caminhando... EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ESTAMOS CAMINHANDO... EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ESTAMOS CAMINHANDO... RAQUEL DA SILVA PEREIRA raquelspereira@uol.com.br universidade municipal de são caetano do sul O livro escrito pelos professores e pesquisadores José Carlos Barbieri

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM GEOGRAFIA: O USO DA CHARGE COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE PARA AS NECESSIDADES ATUAIS

EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM GEOGRAFIA: O USO DA CHARGE COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE PARA AS NECESSIDADES ATUAIS EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM GEOGRAFIA: O USO DA CHARGE COMO INSTRUMENTO DE ANÁLISE PARA AS NECESSIDADES ATUAIS Kaio Santos Diniz Graduado em Geografia pela Universidade Estadual da Paraiba, professor da disciplina

Leia mais

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS

Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Curso de Especialização Educação Infantil 2ª Edição EMENTA DAS DISCIPLINAS Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem da Criança de 0 a 5 anos Docente do Curso Gilza Maria Zauhy Garms Total da Carga

Leia mais

introdução Trecho final da Carta da Terra 1. O projeto contou com a colaboração da Rede Nossa São Paulo e Instituto de Fomento à Tecnologia do

introdução Trecho final da Carta da Terra 1. O projeto contou com a colaboração da Rede Nossa São Paulo e Instituto de Fomento à Tecnologia do sumário Introdução 9 Educação e sustentabilidade 12 Afinal, o que é sustentabilidade? 13 Práticas educativas 28 Conexões culturais e saberes populares 36 Almanaque 39 Diálogos com o território 42 Conhecimentos

Leia mais

MIDIA E INCLUSÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIAS DE UMA PESSOA COM DEFICIÊNCIA VISUAL RESUMO. Fabiana Fator Gouvêa Bonilha Rede Anhanguera de Comunicação

MIDIA E INCLUSÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIAS DE UMA PESSOA COM DEFICIÊNCIA VISUAL RESUMO. Fabiana Fator Gouvêa Bonilha Rede Anhanguera de Comunicação MIDIA E INCLUSÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIAS DE UMA PESSOA COM DEFICIÊNCIA VISUAL Fabiana Fator Gouvêa Bonilha Rede Anhanguera de Comunicação fabiana.ebraille@gmail.com RESUMO No presente trabalho, tenciona-se

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM PROF.: ILANA MÍRIAN

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM PROF.: ILANA MÍRIAN CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM PROF.: ILANA MÍRIAN Alinne Anne Ana Amélia Ataína Tajra Elsomaria Oliveira Flaviana Vilar Floriana Santos Germano Costa Letícia Sales NEOPENTECOSTALISMO

Leia mais

Boletim Goiano de Geografia E-ISSN: 1984-8501 boletimgoianogeo@yahoo.com.br Universidade Federal de Goiás Brasil

Boletim Goiano de Geografia E-ISSN: 1984-8501 boletimgoianogeo@yahoo.com.br Universidade Federal de Goiás Brasil Boletim Goiano de Geografia E-ISSN: 1984-8501 boletimgoianogeo@yahoo.com.br Universidade Federal de Goiás Brasil Messias Bonjardim, Solimar Guindo GIL FILHO, Sylvio Fausto. Espaço sagrado: estudo em geografia

Leia mais

CURSO DE DESIGN DE MODA

CURSO DE DESIGN DE MODA 1 CURSO DE MATRIZ CURRICULAR 2016.1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 49/15, 2015 de 7 de outubro de 2015. SUMÁRIO 2 1ª FASE... 4 01 DESENHO DE MODA I... 4 02 HISTÓRIA: ARTE E INDUMENTÁRIA...

Leia mais

Gestão Pública. Ética e cidadania. Tema: Ética e Cidadania

Gestão Pública. Ética e cidadania. Tema: Ética e Cidadania Gestão Pública Profa. Márcia Velasques Ética e cidadania Seminário de políticas locais/regionais: as dimensões da ética, da cultura e dos serviços prestados ao público Tema: Ética e Cidadania Núcleo de

Leia mais

O nosso jeito de falar, de gesticular, de cultuar e rezar, de ser e de viver, é profundamente marcado pela presença dos africanos no Brasil.

O nosso jeito de falar, de gesticular, de cultuar e rezar, de ser e de viver, é profundamente marcado pela presença dos africanos no Brasil. ATIVIDADE 01 MANIFESTAÇÕES DA CULTURA AFRO-BRASILEIRA O nosso jeito de falar, de gesticular, de cultuar e rezar, de ser e de viver, é profundamente marcado pela presença dos africanos no Brasil. Com eles

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Dourados 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Letras - Inglês Obs.: Para proposta

Leia mais

A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação

A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação A ditadura civil-militar brasileira através das artes: uma experiência com alunos do ensino médio no Colégio de Aplicação Beatrice Rossotti rossottibeatrice@gmail.com Instituto de História, 9º período

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

MONITORIA SEMIPRESENCIAL NA MODALIDADE REMUNERADA PEDAGOGIA

MONITORIA SEMIPRESENCIAL NA MODALIDADE REMUNERADA PEDAGOGIA ANEXO II - EDITAL Nº. 16/2011 PERÍODO: 2012/01 INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES - ICHLA MONITORIA SEMIPRESENCIAL NA MODALIDADE REMUNERADA PEDAGOGIA VAGAS DIA CARGA História da Educação 01

Leia mais

Coordenação: Profª. Alexandra Filipak IFSP Matão e Profª. Drª. Sany Spínola Aleixo UNIRP Centro Universitário de São José do Rio Preto.

Coordenação: Profª. Alexandra Filipak IFSP Matão e Profª. Drª. Sany Spínola Aleixo UNIRP Centro Universitário de São José do Rio Preto. Atividades desenvolvidas a partir do Projeto: As mulheres rurais e a agroecologia na Região Sudeste: tecnologias para autonomia econômica, segurança alimentar e conservação da biodiversidade IFSP Campus

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA

PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA PROJETO INTERDISCIPLINAR PEDAGOGIA GUARUJÁ 2013 PROJETO INTERDISCIPLINAR/PEDAGOGIA 1 OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS Levando-se em consideração que: 1. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (n

Leia mais

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA Júlio César Paula Neves Tânia Mayra Lopes de Melo Modalidade: Pôster Sessão Temática 5: Educação e

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano Unidade Letiva: 1 - As Origens Período: 1º 1. Questionar a origem, o destino e o sentido do universo e do ser humano. As origens na perspetiva científica L. Estabelecer um diálogo entre a cultura e a fé.

Leia mais

Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida FIOCRUZ/MinC. Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Jacundá - PA

Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida FIOCRUZ/MinC. Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Jacundá - PA Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida FIOCRUZ/MinC Relatório Devolutivo 22 a 23/09/2014 Jacundá - PA Programa CEU - Centro de Artes e Esportes Unificados Projeto Rede Cidadania e Qualidade de Vida

Leia mais

CONCLUSÃO. Após dois anos de investigação, a constatação que chegamos é que seria irreal

CONCLUSÃO. Após dois anos de investigação, a constatação que chegamos é que seria irreal CONCLUSÃO Após dois anos de investigação, a constatação que chegamos é que seria irreal afirmarmos que todos os objetivos da pesquisa foram atingidos. Mesmo porque o campo mostrou-se muito mais amplo e

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO 8: TERAPIA OCUPACIONAL SOCIAL O TRABALHO DO TERAPEUTA OCUPACIONAL SOCIAL: IMPERATIVO DA REFLEXÃO METODOLÓGICA E CONCEITUAL

GRUPO DE TRABALHO 8: TERAPIA OCUPACIONAL SOCIAL O TRABALHO DO TERAPEUTA OCUPACIONAL SOCIAL: IMPERATIVO DA REFLEXÃO METODOLÓGICA E CONCEITUAL GRUPO DE TRABALHO 8: TERAPIA OCUPACIONAL SOCIAL O TRABALHO DO TERAPEUTA OCUPACIONAL SOCIAL: IMPERATIVO DA REFLEXÃO METODOLÓGICA E CONCEITUAL Profa. Dra. Adriana Belmonte Moreira Profa Dra. Denise Dias

Leia mais

OS SIGNIFICADOS DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA - A PERSPECTIVA DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS FAMILIA AGRÍCOLA

OS SIGNIFICADOS DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA - A PERSPECTIVA DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS FAMILIA AGRÍCOLA OS SIGNIFICADOS DA DOCÊNCIA NA FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA - A PERSPECTIVA DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS FAMILIA AGRÍCOLA SILVA, Lourdes Helena da - UFV GT: Educação Fundamental /n.13 Agência Financiadora:

Leia mais

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Tópicos Avançados em Memória Social 45 Tópicos Avançados em Cultura 45 Tópicos Avançados em Gestão de Bens Culturais 45 Seminários

Leia mais

Dia Nacional da Consciência Negra

Dia Nacional da Consciência Negra Dia Nacional da Consciência Negra Sobre a EBC Criada em 007 para instituir o Sistema Público de Comunicação, a Empresa Brasil de Comunicação é formada pela TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil,

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

EE DR. LUÍS ARRÔBAS MARTINS

EE DR. LUÍS ARRÔBAS MARTINS QUAL É A NOSSA COR? Sala 3 Interdisciplinar EF I EE DR. LUÍS ARRÔBAS MARTINS Professoras Apresentadoras: DÉBORA CARLA M S GENIOLE ELIZABETH REGINA RIBEIRO FABIANA MARTINS MALAGUTI FERNANDA MARIA DE OLIVEIRA

Leia mais

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio

Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio Currículo Referência em Artes Visuais Ensino Médio 1º ANO - ENSINO MÉDIO Objetivos Conteúdos Expectativas - Conhecer a área de abrangência profissional da arte e suas características; - Reconhecer e valorizar

Leia mais

Resumo Aula-tema 09:A miscigenação étnico-racial e sua influência na construção social do Brasil

Resumo Aula-tema 09:A miscigenação étnico-racial e sua influência na construção social do Brasil Resumo Aula-tema 09:A miscigenação étnico-racial e sua influência na construção social do Brasil Introdução No Brasil, a questão étnico-racial tem estado em pauta, nos últimos anos, em debates sobre políticas

Leia mais

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: Atendimento e o Currículo para o Trabalho com Pessoas com Necessidades Educativas Especiais

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: Atendimento e o Currículo para o Trabalho com Pessoas com Necessidades Educativas Especiais EDUCAÇÃO INCLUSIVA: Atendimento e o Currículo para o Trabalho com Pessoas com Necessidades Educativas Especiais Edilson José de Carvalho¹ Jarbas de Holanda Beltrão² 1 Pedagogo e Especialista em Educação

Leia mais

O Curso de História da Arte na Universidade Federal de São Paulo

O Curso de História da Arte na Universidade Federal de São Paulo O Curso de História da Arte na Universidade Federal de São Paulo Jens Baumgarten UNIFESP Resumo O artigo apresenta o projeto acadêmico-intelectual do novo curso de graduação de História da Arte na Universidade

Leia mais

Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária

Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária 1. Evento 1.2. Temática, data e local 2. Programação 2.1. Programação artístico-cultural e de lazer à noite

Leia mais

RESOLVE: Suplentes: Profª Drª. Maria Emília de Oliveira Pereira Abbud Profª: Msc. Célia Maria da Silva Carvalho

RESOLVE: Suplentes: Profª Drª. Maria Emília de Oliveira Pereira Abbud Profª: Msc. Célia Maria da Silva Carvalho Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Instituto de Ciências Humanas e Letras Departamento de Comunicação Social Portaria nº 06/2014 - DECOM O Chefe do Departamento de

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

Amazônia: do extrativismo ao neoextrativismo

Amazônia: do extrativismo ao neoextrativismo Amazônia: do extrativismo ao neoextrativismo José Fernandes do Rêgo Universidade Federal do Acre O extrativismo é apontado às vezes como opção inviável para o desenvolvimento da Amazônia. Tal conclusão

Leia mais