Manual de Utilização da Ferramenta JMeter

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Utilização da Ferramenta JMeter"

Transcrição

1 FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Utilização da Ferramenta JMeter <Versão v1.0> Goiânia 2013

2 Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0. PAPPE Integração

3 Agradecimentos Esta conquista é resultado de apoio e ajuda de muitas pessoas que contribuíram para a realização deste trabalho. À FAPEG e ao INF-UFG pelo auxílio financeiro e técnico. Às empresas participantes e patrocinadoras deste projeto: Canion Software, Decisão Sistemas, Meta Tecnologia e Tron Informática. Aos nossos parceiros: Mowe Tecnologia, TupiLabs e CERCOMP-UFG. Aos colaboradores responsáveis pela execução deste projeto: Dr Auri Marcelo Rizzo Vincenzi, Dr Cássio Leonardo Rodrigues, Dr Celso Gonçalves Camilo Junior, Msc Jacson Rodrigues Barbosa, Adailton Ferreira de Araújo, Andressa Martins, Guilherme Sampaio Soares, Jailton Alkimin Louzada, Malba Jacob Prudente, Paulo Marcos Soares Rodrigues e Vinicius Vieira Pessoni.

4 Resumo Integração, PAPPE. Manual de Utilização da Ferramenta JMeter. Goiânia, p. Manual Técnico. Instituto de Informática, Universidade Federal de Goiás. Palavras chave Teste de software, Micro e Pequena Empresa de TI.

5 Conteúdo Lista de Figuras 6 Lista de Tabelas 7 1 Introdução Objetivos do manual Organização do Manual 8 2 Testes de Performance, Carga e Stress Teste de Performance Teste de Carga Teste de Stress 10 3 JMeter Requisitos de Instalação Versão Java Sistema Operacional Instalação Executando o JMeter 12 4 Utilização da Ferramenta Criando um Plano de Teste (Test Plan) Adicionando usuários virtuais Adicionando Requisições de Serviços ao Thread Group Utilizando o HTTP Request Relatórios de execução e Asserções 16 5 Executando os Testes Preparando o Script de Teste Setando a Quantidade de Usuários Virtuais Aplicação Sob Teste Apertando o Play Relatórios 24 Summary Report 24 Graph Results 25 Assertion Results e Response Assertion 26 6 Conclusão 28

6 Bibliografia 29

7 Lista de Figuras 3.1 Tela inicial do JMeter Caminho para o Thread Groups Thread Groups Caminho para os controladores de requisições HTTP Request Caminho para os componentes Listener Listener adicionados ao Test Plan Caminho para os componentes de asserção Response Assertion Caminho para abrir o script Encontrando o script de teste Script completo Adicionando usuários virtuais Informando a URL da aplicação sob teste Executando o teste Summary Report Graph Results Response Assertion Exemplo de todas as amostras com retorno correto Exemplo de amostras com valores de retorno divergente. 27

8 Lista de Tabelas

9 Introdução CAPÍTULO Objetivos do manual A proposta deste manual é demonstrar a utilização de uma importante ferramenta open source para teste de carga, stress e performance: Apache JMeter. Esta ferramenta auxilia no dimensionamento e avaliação dos limites dos sistemas web. 1.2 Organização do Manual

10 Testes de Performance, Carga e Stress CAPÍTULO 2 Nos dias de hoje a Internet tem um papel fundamental na disseminação de conhecimento e informações diversas. Com isso, as aplicações web têm obtido uma grande importância no cotidiano das pessoas e por conseqüência, das empresas. A possibilidade de múltiplos usuários utilizando a aplicação, interface com sistemas heterogêneos e acessos remotos dos mais variados tipos têm demandado cada vez mais esforços para manter a integridade da infra-estrutura intacta. Para aferir a capacidade, a disponibilidade em casos extremos ou apenas verificar o tempo de resposta de uma determina funcionalidade da aplicação, se faz necessário a utilização de ferramentas que permitam a simulação do uso e a devida documentação dos resultados obtidos. Diante desse cenário a ferramenta de teste de performance Apache JMeter tem se destacado por sua facilidade de uso e versatilidade. 2.1 Teste de Performance Os testes de performance tem como finalidade verificar o desempenho do sistema em condições normais de uso, onde o foco é obter informações relevantes da utilização das principais funções. 2.2 Teste de Carga Os testes de carga, diferentemente dos testes de performance, tem como objetivo a verificação do comportamento do produto com uma determinada quantidade de usuários. Dessa forma, o sistema é observado sobre a utilização de um número estimado de usuários próximo das condições reais.

11 2.3 Teste de Stress Teste de Stress O objetivo de um teste de stress é explorar os limites do sistema, aumentando a carga indefinidamente até provocar um crash. A principal diferença entre o teste de carga e o teste performance é que, enquanto o primeiro preocupa-se em determinar como o sistema se comporta em caso de um grande numero de acessos, o segundo tem por objetivo testar a quantidade máxima de usuários, determinando, assim, Seu limite de utilização.

12 JMeter CAPÍTULO 3 O Apache JMeter é uma ferramenta desktop para testes de performance, desenvolvida utilizando a linguagem Java e licenciada sob os termos da Apache License, Version 2.0. Esta ferramenta foi primeiramente utilizada para realizar testes em aplicações web, mas tem expandido suas funcionalidades, podendo realizar testes funcionais, testes em bancos de dados entre outros. 3.1 Requisitos de Instalação Versão Java Devido ao fato do JMeter utilizar apenas as API s padrão do Java, ele requer uma JVM 6 (Java Virtual Machine) ou superior Sistema Operacional Como o JMeter é desenvolvido 100% em Java, é possível rodá-lo em qualquer sistema operacional que tenha uma implementação Java compatível Instalação Para instalar o JMeter basta efetuar o download da versão mais recente (http://jmeter.apache.org/) e descompactar o arquivo no diretório em que será instalado. A versão 2.9, segue a seguinte estrutura de diretórios 1 : apache-jmeter-2.9 apache-jmeter-2.9/bin apache-jmeter-2.9/docs 1 Você pode renomear o diretório raiz (ou seja, apache-jmeter-2.9), se quiser, mas não altere os nomes de sub-diretório.

13 3.1 Requisitos de Instalação 12 apache-jmeter-2.9/extras apache-jmeter-2.9/lib/ apache-jmeter-2.9/lib/ext apache-jmeter-2.9/lib/junit apache-jmeter-2.9/printable_docs Executando o JMeter Para executar o JMeter, execute o arquivo ApacheJMeter.jar. Esse arquivo é encontrado no diretório bin. Após uma breve pausa, a GUI (Graphical User Interface) JMeter deve aparecer (figura 3.1). Figura 3.1: Tela inicial do JMeter

14 Utilização da Ferramenta CAPÍTULO Criando um Plano de Teste (Test Plan) O TestPlan é o componente básico para a criação de qualquer script (.jmx) utilizando o JMeter e descreve uma série de passos que a ferramenta irá executar quando rodar os testes. A ele é adicionado os demais componentes pertinentes aos testes que serão executados. Os principais componentes adicionados ao TestPlan são: Listeners - elementos que capturam os resultados gerados pelo plano de testes e apresenta-os em um determinado formato, com vinculo ou não a um TestPlan ; Assertions - possibilidade de adicionar pontos de afirmação para verificação se determinada resposta está de acordo com alguma afirmação colocada no elemento Sampler; Thread Groups - representação de um grupo de usuário executando determinada(s) solicitação (ões); Samplers - representação de uma solicitação, que pode ser HTTP, FTP, SOAP, JDBC, LDAP e Java Adicionando usuários virtuais Para simular as ações dos usuários o JMeter permite a adição de um componente chamado Thread Groups. Este componente agrega todos os demais elementos necessários para a execução de nossos testes, controlando as ações de pseudos usuários no sistema. Para adicioná-lo ao Test Plan basta acionar: Edit/Add/Threads(Users)/Thread Groups. Conforme figura 4.1.

15 4.1 Criando um Plano de Teste (Test Plan) 14 Figura 4.1: Caminho para o Thread Groups Conforme podemos ver, figura 4.2, o Thread Group contém o Thread Properties que permite controlar o número de usuários alterando o item Number of Threads (users) que por definição vem setado com o valor de 1 (um) usuário. Figura 4.2: Thread Groups

16 4.1 Criando um Plano de Teste (Test Plan) Adicionando Requisições de Serviços ao Thread Group Para efetuar uma requisição a um determinado serviço que queremos testar o JMeter faz uso de controladores chamados, genericamente, de Sampler. Existem vários tipos de Sampler, para os mais variados tipos de serviços, sendo que, os mais comuns são: HTTP Request 1, FTP Request, SOAP/XML-RPC Request, JDBC Request, LDAP Request e Java Request. O caminho para os controladores de requisição é: Edit/Add/Sampler, conforme figura 4.3. Figura 4.3: Caminho para os controladores de requisições Utilizando o HTTP Request Este componente é responsável por gerenciar as requisições HTTP enviadas a uma página web qualquer. O HTTP Request possui, na seção Web Server, um campo chamado Server Name or IP. Esse campo é onde devemos informar a URL ou o IP para a página web que será alvo dos testes. Existe, ainda, o campo Port Number onde deve-se informar a porta de comunicação para a página indicada, caso seja omitido esta informação o JMeter admite a porta como sendo a 80. Veja figura Este manual se limitará a mostrar o funcionamento do HTTP Request, por se tratar do controlador de requisição mais largamente utilizado.

17 4.1 Criando um Plano de Teste (Test Plan) 16 Figura 4.4: HTTP Request Relatórios de execução e Asserções Após termos criando um Test Plan, adicionado um Thread Group para gerenciar a quantidade de usuários virtuais e adicionado um controlador de requisições HTTP Request, chegou a hora inserir componentes para a coleta e avaliação dos dados obtidos com a execução do script. Para tanto, temos os elementos Listener que são elementos que monitoram a execução do script, coletam e apresentam os dados em determinados formatos para uma analise em tempo de execução e/ou analise posterior. O caminho para adicionarmos alguns desses elementos estão em: Edit/Add/Listerner. Conforme figura 4.5.

18 4.1 Criando um Plano de Teste (Test Plan) 17 Figura 4.5: Caminho para os componentes Listener Neste manual utilizaremos os seguintes Listener : Summary Report, Graph Results e o Assertion Results (figura 4.6). Figura 4.6: Listener adicionados ao Test Plan As vezes precisamos verificar se os testes que estamos executando atingiram uma meta pré-estabelecida, como por exemplo: responderam dentro de um dado limite de tempo ou responderam com um determinado código de retorno. Para validar as respostas

19 4.1 Criando um Plano de Teste (Test Plan) 18 do servidor, existem os componentes de asserções, Assertions. Podemos introduzir um Assertion pelo caminho: Edit/Add/Assertion (figura 4.7). Figura 4.7: Caminho para os componentes de asserção Para este manual utilizamos o elemento de asserção Response Assertion, que permite configurar quais tipos de respostas HTML esperamos para os nossos testes. Perceba que o valor , no campo Patterns to Test, foi setado para dizer ao JMeter que esperamos como resposta os códigos HTML 200 (o servidor retornou a página com sucesso) ou código HTML 302 (página movida temporariamente ou sua página foi redirecionada), figura 4.8.

20 4.1 Criando um Plano de Teste (Test Plan) 19 Figura 4.8: Response Assertion Agora podemos salvar o script, preferencialmente em um servidor de controle de versão 2 assim, poderá ter um total controle das alterações ocorridas. 2 Existem vários tipos de servidores de versão open source, onde os mais populares são: Servidores SVN, GitHub e CVS.

21 Executando os Testes CAPÍTULO 5 Agora que já criamos o script para o JMeter, só nos falta executar os testes. Deve-se ter em mente que o ambiente para execução dos testes de performance, carga e principalmente os testes de stress devem ser exclusivos para esta finalidade. Como a intenção é criar um grande volume de usuários acessando a aplicação, a rede e o servidor sob teste estarão sobrecarregados impossibilitando o acesso por usuários reais. 5.1 Preparando o Script de Teste Em nosso exemplo faremos um teste de carga simples em um website qualquer. Para isso, usaremos o script criado no capítulo anterior. Abra o JMeter e vá em: File/Open, como podemos ver na figura 5.1. Figura 5.1: Caminho para abrir o script

22 5.1 Preparando o Script de Teste 21 O aplicativo abrirá um pop-up para a escolha do script que usaremos nos testes, escolha o que criamos anteriormente e clique em open, figura 5.2. Figura 5.2: Encontrando o script de teste Setando a Quantidade de Usuários Virtuais No capitulo 4 foi criado um script básico com os seguintes componentes: Test Plan, Thread Group, HTTP Request, Summary Report, Graph Results, Assertion Results, Response Assertion e WorkBench, conforme figura 5.3.

23 5.1 Preparando o Script de Teste 22 Figura 5.3: Script completo Vamos agora acrescentar 10 usuários virtuais, alterando o campo Number of Treads (Users) do componente Thread Group. Com isso, teremos uma carga de 10 usuários acessando nossa aplicação simultaneamente, figura 5.4. Figura 5.4: Adicionando usuários virtuais

24 5.1 Preparando o Script de Teste Aplicação Sob Teste Foi criado um plano de teste contendo uma porção de componentes, cada qual com suas particularidades, mas ainda não dissemos ao JMeter qual o caminho para a aplicação que gostaríamos de testar. O elemento que usaremos para informar qual a URL ou o IP do sistema sob teste é o HTTP Request. Este componente contem um campo chamado Server Name or IP, onde setaremos o a URL da aplicação sob testes, figura 5.5. Figura 5.5: Informando a URL da aplicação sob teste Desta forma indicamos o caminho onde o JMeter deve efetuar os testes. Como não informamos a porta, ele utilizará a porta web padrão Apertando o Play Agora que já indicamos a quantidade de usuários que irão acessar a aplicação e já informamos o caminho para o servidor web que está localizado o sistema, podemos executar nossos testes. Podemos executar os teste através do menu Run/Start ou simplesmente clicando no icone Start, conforme figura 5.6.

25 5.1 Preparando o Script de Teste 24 Figura 5.6: Executando o teste Relatórios Ao executar os testes precisaremos coletar as métricas necessárias para a analise do comportamento do sistema. Aí entra em ação os componentes Listener. Summary Report Este elemento apresenta um resumo do comportamento do servidor ao executar os testes, figura 5.7. As métricas apresentadas por ele são: Label - Rotulo do elemento de requisição de serviço adicionado ao Test Plan, em nosso caso HTTP Requeste. Samples - Quantidade de amostras, isto é, pedidos de requisição HTTP que ocorreu para o determinado segmento. Average - Tempo médio, em milissegundos, de resposta para determinado pedido de requisição HTTP. Min - Tempo mínimo, em milissegundos, de resposta para um determinado pedido de requisição HTTP. Max - Tempo maximo, em milissegundos, de resposta para um determinado pedido de requisiçao HTTP. Std. Dev - O desvio padrão apresenta os casos em que determinadas amostras se distanciam do comportamento médio das demais amostras em razão do tempo de resposta. Quanto menor este valor mais consistente é o padrão de tempo das amostras coletadas.

26 5.1 Preparando o Script de Teste 25 Error % - Porcentagem de erros nas amostra executadas. Throughput - É a medida da quantidade de requisições por unidade de tempo. KB/sec - Medida do Throughput em Kilobytes por segundo. Avg. Bytes - Tamanho médio das respostas das amostras em bytes. Figura 5.7: Summary Report Graph Results O comportamento da aplicação pode ser analisado, também, de maneira gráfica em tempo de execução. Para isto, usamos o elemento Graph Results, figura 5.8, que apresenta alguns dos seguintes parâmetros: Average - Média entre o tempo e o número de requisições; Median - Mediana é um valor que divide as amostras em duas partes iguais. Metade das amostras são menores que a média e a outra metade maior que a média, podendo ter algumas amostras com valor igual a média; Deviation - É a medida da variação de um dado conjunto de dados; Throughput - Número de amostra por unidade de tempo.

27 5.1 Preparando o Script de Teste 26 Figura 5.8: Graph Results Assertion Results e Response Assertion Vimos no capítulo 4 que é possível determinar valores para avaliarmos os resultados. Utilizando o elemento Response Assertion, podemos determinar os valores esperados e todos os outros serão considerados como incorretos, conforme figura 5.9. Figura 5.9: Response Assertion Após indicarmos quais valores são esperados para uma correta execução, precisamos avaliar o resultado dos testes. Verificando se o comportamento do sistema está de

28 5.1 Preparando o Script de Teste 27 acordo com o especificado. Para efetuarmos esta verificação utilizamos o elemento Assertion Results. A figura 5.10 mostra um exemplo onde todas as amostras obtiveram um valor de retorno igual ao esperado, conforme indicado no Response Assertion. Figura 5.10: Exemplo de todas as amostras com retorno correto. Em caso de obtermos valores de retorno diferente do indicado, o Assertion Results apresenta erro para cada amostra que obteve valor divergente do estabelecido, conforme figura Figura 5.11: Exemplo de amostras com valores de retorno divergente.

29 Conclusão CAPÍTULO 6 O Apache JMeter é uma excelente ferramenta para teste de performance, carga e stress. Mas ela não se limita apenas a estes tipos de testes, podendo ser utilizada para efetuar testes em bancos de dados, testes funcionais e vários outros. Além da grande variedade de componentes inclusos na ferramenta, ainda é possível adicionar extensões para desempenhar as mais variadas tarefas.

30 Bibliografia

Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report

Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report Goiânia 2013 Esta obra está licenciada sob uma Licença

Leia mais

Manual de Instalação da Ferramenta Selenium para Apoiar o Processo de Teste Freetest

Manual de Instalação da Ferramenta Selenium para Apoiar o Processo de Teste Freetest FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Instalação da Ferramenta Selenium para Apoiar o Processo de Teste Freetest Goiânia 2013 Esta obra está

Leia mais

Manual de Instalação da Ferramenta Sikuli para Apoiar o Processo de Teste PTS-MPE

Manual de Instalação da Ferramenta Sikuli para Apoiar o Processo de Teste PTS-MPE FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Instalação da Ferramenta Sikuli para Apoiar o Processo de Teste PTS-MPE Goiânia 2013 Esta obra está

Leia mais

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 05 FERRAMENTAS TESTE DE CARGA E GERÊNCIA DE TESTE Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático Aula 05 Ferramentas para gerência dos testes Ferramentas

Leia mais

Utilizando JMeter para realizar testes de carga em aplicações Web. Robinson Castilho castilho@bacarin.com.br Bacarin Software Ltda JUGMS

Utilizando JMeter para realizar testes de carga em aplicações Web. Robinson Castilho castilho@bacarin.com.br Bacarin Software Ltda JUGMS Utilizando JMeter para realizar testes de carga em aplicações Web Robinson Castilho castilho@bacarin.com.br Bacarin Software Ltda JUGMS Agenda Apresentação Motivação Visão Geral JMeter Principais elementos

Leia mais

FERRARI FERRAmenta de Automação dos testes de RequIsitos de Desempenho e Estresse

FERRARI FERRAmenta de Automação dos testes de RequIsitos de Desempenho e Estresse FERRARI FERRAmenta de Automação dos testes de RequIsitos de Desempenho e Estresse Teresina, 28 de maio de 2008 1 Sumário 1. Introdução...03 2. Conceitos Iniciais 2.1 O que é Teste de Software?...04 2.2

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores : Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Professor: Marissol Martins Alunos: Edy Laus,

Leia mais

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados:

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados: Relatório do GPES Relatório referente à instalação dos programas e plugins que estarão sendo utilizados durante o desenvolvimento dos exemplos e exercícios, sendo esses demonstrados nos próximos relatórios.

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Marco T. A. Rodrigues*, Paulo E. M. de Almeida* *Departamento de Recursos em Informática Centro Federal de Educação Tecnológica de

Leia mais

Programação WEB. Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida. Aula III Introdução PHP

Programação WEB. Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida. Aula III Introdução PHP Programação WEB Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida Aula III Introdução PHP Introdução PHP PHP=Hypertext Pre-Processor Linguagem de script open

Leia mais

Instalação rápida do Expresso

Instalação rápida do Expresso Instalação rápida do Expresso 1. Considerações 2. Requisitos básicos para instalação 3. Instalação 4. Configurando o Setup do Expresso 5. Cadastrando usuários 6. Primeiro Acesso no Expresso 7. Desinstalação

Leia mais

Na tela dele, clique no sinal de + ao lado do nome do seu computador, para expandi-lo. A seguir, expanda também o item "Sites da web".

Na tela dele, clique no sinal de + ao lado do nome do seu computador, para expandi-lo. A seguir, expanda também o item Sites da web. Servidor WEB Desenvolvedores de sites que querem aprender ou testar ASP, ou mesmo profissionais que precisam desenvolver páginas ASP ou ASP.Net, não precisam necessariamente ter um servidor na web com

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Soquetes Um soquete é formado por um endereço IP concatenado com um número de porta. Em geral, os soquetes utilizam uma arquitetura cliente-servidor. O servidor espera por pedidos

Leia mais

Instalando o WordPress em localhost

Instalando o WordPress em localhost Instalando o WordPress em localhost WordPress sem Mistério LEE ARAUJO htto://wordpresssemmisterio.com.br Sumário Instalando o WordPress em Localhost... 2 O Servidor web... 3 Iniciando o servidor... 6 Criação

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 1 CDI - Curso de Webdesign - Prof. Paulo Trentin Objetivos para esta aula Debater sobre

Leia mais

Automação de Testes de Desempenho e Estresse com o JMeter

Automação de Testes de Desempenho e Estresse com o JMeter Capítulo 1 Automação de Testes de Desempenho e Estresse com o JMeter Ismayle de Sousa Santos, Pedro de Alcântara dos Santos Neto Resumo A atividade de teste é uma das atividades relacionadas à garantia

Leia mais

Manual de Instalação do Agente Citsmart

Manual de Instalação do Agente Citsmart 16/08/2013 Manual de Instalação do Agente Citsmart Fornece orientações necessárias para efetuar a instalação do Agente Citsmart. Versão 1.9 21/11/2014 Visão Resumida Data Criação 21/11/2014 Versão Documento

Leia mais

JMeter x WebLoad. Uma análise de duas soluções para execução de testes de desempenho para você decidir qual é a melhor para sua empresa.

JMeter x WebLoad. Uma análise de duas soluções para execução de testes de desempenho para você decidir qual é a melhor para sua empresa. JMeter x WebLoad_ Ferramentas para Teste de Desempenho JMeter x WebLoad Uma análise de duas soluções para execução de testes de desempenho para você decidir qual é a melhor para sua empresa. O artigo fornece

Leia mais

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Março/2015 Página 1 de 17 Projuris Enterprise Projuris Enterprise é um sistema 100% Web, com foco na gestão de contencioso por empresas ou firmas

Leia mais

Tutoriais de apoio para a migração do e-mail @pmmc.com.br para @se-pmmc.com.br Atualização: 30/04/2014

Tutoriais de apoio para a migração do e-mail @pmmc.com.br para @se-pmmc.com.br Atualização: 30/04/2014 Tutoriais de apoio para a migração do e-mail @pmmc.com.br para @se-pmmc.com.br Atualização: 30/04/2014 Sumário Introdução... 3 1. Redirecionando e-mails novos... 4 2. Fazendo backup e encaminhando e-mails

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB

PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB Sumep Julho/2006 PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB Objetivo

Leia mais

Guia de usuário Auvo @

Guia de usuário Auvo @ Guia de usuário Auvo @ Sobre a Auvo O Auvo é um serviço gratuito que comunica todas as pessoas de sua empresa em todas as plataformas (desktop, web e mobile) de maneira muito fácil. Além disso nós ajudamos

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Instalação MS-Windows com MS-SQL

Instalação MS-Windows com MS-SQL Instalação MS-Windows com MS-SQL PROJURIS WEB 5.0 Implantação ProJuris Web 5.0 Revisão: 1.1 16/08/2013 Instalação ProJuris Web 5 Página 2 Florianópolis, 02 de Agosto de 2013. Prezado Senhores, Estou encaminhando

Leia mais

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar.

CSAU 10.0. Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. CSAU 10.0 Guia: Manual do CSAU 10.0 como implementar e utilizar. Data do Documento: Janeiro de 2012 Sumário 1. Sobre o manual do CSAU... 3 2. Interface do CSAU 10.0... 4 2.1. Início... 4 2.2. Update...

Leia mais

TestExpert A sua comunidade de teste e qualidade de software

TestExpert A sua comunidade de teste e qualidade de software TestExpert A sua comunidade de teste e qualidade de software Início Blogs Blog de eudescosta Ferramenta de Testes: JMeter ter, 17/06/2008-08:53 eudescosta V ou falar agora um pouco sobre o jmeter, uma

Leia mais

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Atenção: Este é o rascunho inicial deste documento, visite o Maker Planet.COM (HTTP://www.makerplanet.com/) para obter as atualizações deste documento.

Leia mais

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR 1 - Integra Services Atenção: o Integra Services está disponível a partir da versão 2.0 do software Urano Integra. O Integra Services é um aplicativo que faz parte

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012 Para WebReporter 2012 Última revisão: 09/13/2012 Índice Instalando componentes de pré-requisito... 1 Visão geral... 1 Etapa 1: Ative os Serviços de Informações da Internet... 1 Etapa 2: Execute o Setup.exe

Leia mais

Manual de usuário - GLPI Página 1

Manual de usuário - GLPI Página 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Versão: 1.1 - DTI Manual de usuário

Leia mais

Instalando e usando o Document Distributor 1

Instalando e usando o Document Distributor 1 Instalando e usando o 1 O é composto por pacotes de software do servidor e do cliente. O pacote do servidor deve ser instalado em um computador Windows NT, Windows 2000 ou Windows XP. O pacote cliente

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Nesse artigo abordaremos os principais aspectos de instalação e uso do NTOP no Fedora Core 4.

Nesse artigo abordaremos os principais aspectos de instalação e uso do NTOP no Fedora Core 4. Diego M. Rodrigues (diego@drsolutions.com.br) O NTOP é um programa muito simples de ser instalado e não requer quase nenhuma configuração. Ele é capaz de gerar excelentes gráficos de monitoramento das

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

Instalando o Internet Information Services no Windows XP

Instalando o Internet Information Services no Windows XP Internet Information Services - IIS Se você migrou recentemente do Windows 95 ou 98 para o novo sitema operacional da Microsoft Windows XP, e utilizava antes o Personal Web Server, deve ter notado que

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo

Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação. versão 2.0. experts em Gestão de Conteúdo Extensão ez Open Document Format (ezodf) Documentação versão 2.0 Conteúdo 1. Introdução... 3 2 1.1 Público alvo... 3 1.2 Convenções... 3 1.3 Mais recursos... 3 1.4 Entrando em contato com a ez... 4 1.5

Leia mais

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 -

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 - 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Desenvolvendo Websites com Joomla. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br

Desenvolvendo Websites com Joomla. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br Desenvolvendo Websites com Joomla Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br Currículo Meu nome: Breno Leonardo G. de M. Araújo Formação: Bacharel em Sistemas de

Leia mais

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Testes em aplicações WEB Uma Visão Geral Programa de Capacitação em Testes de Software Desktop system WEB system Ambiente de aplicativo da Web Rede de

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar 1 Acesse a pagina http://www.win-rar.com/index.php?id=970&dl=/rar/ wrar393br.exe&btn=1, clique no ícone Download Now. 2 Ao clicar faça Download do Software, ao concluir o download de um duplo clique no

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP

Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP Noilson Caio Teixeira de Araújo Sugar CRM é um software de código fonte aberto (open source) que permite uma organização para

Leia mais

Manual de Utilização do GLPI

Manual de Utilização do GLPI Manual de Utilização do GLPI Perfil Usuário Versão 1.0 NTI Campus Muzambinho 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração

Leia mais

Performance Settings para ColdFusion MX 6.1 Alex Hubner, Novembro de 2004 http://www.cfgigolo.com

Performance Settings para ColdFusion MX 6.1 Alex Hubner, Novembro de 2004 http://www.cfgigolo.com Performance Settings para ColdFusion MX 6.1 Alex Hubner, Novembro de 2004 http://www.cfgigolo.com 1. Objetivos O presente documento tem como objetivo apresentar as configurações do servidor Macromedia

Leia mais

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008

Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 Quarta-feira, 09 de janeiro de 2008 ÍNDICE 3 4 RECOMENDAÇÕES DE HARDWARE PARA O TRACEGP TRACEMONITOR - ATUALIZAÇÃO E VALIDAÇÃO DE LICENÇAS 2 1. Recomendações de Hardware para Instalação do TraceGP Este

Leia mais

5 Ferramentas de Apoio

5 Ferramentas de Apoio 5 Ferramentas de Apoio Os softwares desenvolvidos atualmente estão cada vez mais complexos, com regras de negócios mais elaboradas, feitos para serem executados em diferentes arquiteturas e sob o requisito

Leia mais

IMPORTANTE: O sistema Off-line Dr.Micro é compatível com os navegadores Mozilla Firefox e Internet Explorer.

IMPORTANTE: O sistema Off-line Dr.Micro é compatível com os navegadores Mozilla Firefox e Internet Explorer. CONFIGURANDO O SISTEMA OFFLINE DR.MICRO IMPORTANTE: O sistema Off-line Dr.Micro é compatível com os navegadores Mozilla Firefox e Internet Explorer. 1- Ao acessar a plataforma online a opção Minha Escola

Leia mais

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS 7

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS 7 ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS 7 OBJETIVO Conhecer as funcionalidades do software VMware Player implantando o sistema operacional Windows 7 e trabalhando em algumas ferramentas nativas

Leia mais

Scriptlets e Formulários

Scriptlets e Formulários 2 Scriptlets e Formulários Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Permitir ao aluno aprender a criar um novo projeto Java para web no Netbeans IDE,

Leia mais

Instalação e utilização do Document Distributor

Instalação e utilização do Document Distributor Para ver ou fazer o download desta ou de outras publicações do Lexmark Document Solutions, clique aqui. Instalação e utilização do Document Distributor O Lexmark Document Distributor é composto por pacotes

Leia mais

Roteiro de instalação da Linha DD

Roteiro de instalação da Linha DD Roteiro de instalação da Linha DD O Roteiro de instalação divide-se em 3 partes, onde seguidas conforme instruções desse roteiro, o sistema e a base de dados serão atualizados.. A primeira parte é onde

Leia mais

Instalação e Configuração do Java (por Gilberto Irajá Müller)

Instalação e Configuração do Java (por Gilberto Irajá Müller) Instalação e Configuração do Java (por Gilberto Irajá Müller) Para o desenvolvimento em Java, é necessário fazer a instalação do Kit de desenvolvimento em Java (JDK), que é fornecido pela Sun Microsystem

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento da máquina virtual Java jvm_monitor série 1.4 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4. Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5 Por: Fabio Pozzebon Soares Página 1 de 11 Sistema ProJuris é um conjunto de componentes 100% Web, nativamente integrados, e que possuem interface com vários idiomas,

Leia mais

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 Controle de Revisões Micropagamento F2b Web Services/Web 18/04/2006 Revisão Data Descrição 00 17/04/2006 Emissão inicial. www.f2b.com.br

Leia mais

Tutorial: Gestão da Central de Serviços

Tutorial: Gestão da Central de Serviços Tutorial: Gestão da Central de Serviços Orientação para acesso e edição de conteúdos de ofertas de serviços da Central de Serviços da UFABC Novembro de 2014 Autor: Nilson José Zoccaratto Versão 2 Conteúdo

Leia mais

PROVA BRASIL NO VISUAL CLASS

PROVA BRASIL NO VISUAL CLASS PROVA BRASIL NO VISUAL CLASS A Caltech Informática desenvolveu 2 soluções alternativas para simulação da Prova Brasil utilizando o Software de Autoria Visual Class: A) Utilizando o pacote Visual Class

Leia mais

SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário

SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário Setor de Tecnologia da Informação 2012 AUTORES Aurélio Ricardo Batú Maicá Laura

Leia mais

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A 2 Digifort Mobile - Versão 1.0 Índice Parte I Bem vindo ao Manual do Digifort Mobile 1.0 5 1 Screen... Shots 5 2 A quem... se destina este manual 5 3 Como utilizar...

Leia mais

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Fevereiro/2011 Este documento se destina a instalação do Orion Phoenix na sua rede Versão 1.01 C ONTE ÚDO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO GERAL... 3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

Saída do sistema do Servidor FTP do Capture Pro Software

Saída do sistema do Servidor FTP do Capture Pro Software Visão geral Saída do sistema do Servidor FTP do Capture Pro Software O Servidor FTP do Capture Pro Software transfere dados de índice e lotes (que foram digitalizados com saída para o PC local) para um

Leia mais

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack

Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre André Rover de Campos Membro Colméia andreroverc@gmail.com Joinville Minicurso Computação em Nuvem Prática: Openstack Roteiro Definições Virtualização Data

Leia mais

parte I Apostila Esquematizada de Informática Sumário Navegadores e Mecanismos de Pesquisas na web Unidade 1 Navegadores (browser)

parte I Apostila Esquematizada de Informática Sumário Navegadores e Mecanismos de Pesquisas na web Unidade 1 Navegadores (browser) Apostila Esquematizada de Informática parte I Navegadores e Mecanismos de Pesquisas na web Sumário Unidade 1 Navegadores (browser) Unidade 2 Internet Explorer Explorando a interface e suas funções Unidade

Leia mais

O melhor do PHP. Por que PHP? CAPÍTULO 1. Uma Pequena História do PHP

O melhor do PHP. Por que PHP? CAPÍTULO 1. Uma Pequena História do PHP CAPÍTULO 1 O melhor do PHP Este livro levou bastante tempo para ser feito. Venho usando agora o PHP por muitos anos e o meu amor por ele aumenta cada vez mais por sua abordagem simplista, sua flexibilidade

Leia mais

Guia de Configuração das Funções de Digitalização

Guia de Configuração das Funções de Digitalização Guia de Configuração das Funções de Digitalização WorkCentre M123/M128 WorkCentre Pro 123/128 701P42171_pt-BR 2004. Todos os direitos reservados. A proteção de copyright aqui reclamada inclui todas as

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

SIPREV/Gestão de RPPS Implantação Manual de Instalação Versão 1.18

SIPREV/Gestão de RPPS Implantação Manual de Instalação Versão 1.18 Implantação Manual de Instalação Versão 1.18 1 de 44 - Manual de Instalação Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 19/05/09 1.0 Criação do documento Carlos Tabosa-UDCE 22/05/09 1.1 Revisão do

Leia mais

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX. Introdução: FERRAMENTAS. Abaixo segue relação de aplicativos utilizados para realizar este roteiro:

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX. Introdução: FERRAMENTAS. Abaixo segue relação de aplicativos utilizados para realizar este roteiro: ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX Introdução: Vimos nas aulas passadas um dos sistemas operacionais atualmente utilizados no mundo, o Windows, mas existem outros sistemas operacionais também,

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

Projeto de Redes de Computadores. Servidor Radius

Projeto de Redes de Computadores. Servidor Radius Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Projeto de Redes de Computadores Servidor Radius Alunos: Fabio Henrique, Juliano Pirozzelli, Murillo Victor, Raul Rastelo Goiânia, Dezembro de 2014 Radius Remote Authentication

Leia mais

DNS DOMAIN NAME SERVER

DNS DOMAIN NAME SERVER DNS DOMAIN NAME SERVER INTRODUÇÃO Quando você navega na internet ou manda uma mensagem de e-mail, você estará utilizando um nome de domínio. Por exemplo, a URL "http://www.google.com.br" contém o nome

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Configurando o DDNS Management System

Configurando o DDNS Management System Configurando o DDNS Management System Solução 1: Com o desenvolvimento de sistemas de vigilância, cada vez mais usuários querem usar a conexão ADSL para realizar vigilância de vídeo através da rede. Porém

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO APACHE 2.2.4 + PHP 5.2.1 + POSTGRESQL 8.2

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO APACHE 2.2.4 + PHP 5.2.1 + POSTGRESQL 8.2 TUTORIAL DE INSTALAÇÃO APACHE 2.2.4 + PHP 5.2.1 + POSTGRESQL 8.2 Para instalação baixemos todos os arquivos do site www.simonsen.br/aulas/servidor/ e vamos criar uma pasta em nossa maquina chamada C:\servidor\

Leia mais

Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados Introdução a Banco de Dados Ricardo Henrique Tassi - Departamento de Replicação Índice 1- Introdução... 03 2- Quais são os bancos de dados mais conhecidos hoje em dia...04 3- Quais são os tipos de banco...05

Leia mais

BrOffice Módulo 01 ÍNDICE

BrOffice Módulo 01 ÍNDICE ÍNDICE Vídeo 01: Introdução ao BrOffice Vídeo 02: Componentes Vídeo 03: Outras funções Vídeo 04: Formato de arquivo Vídeo 05: Uso Vídeo 06: Multiplataforma Vídeo 07: Conhecendo a interface Vídeo 08: Experimentando

Leia mais

Passos para a configuração do ambiente de desenvolvimento:

Passos para a configuração do ambiente de desenvolvimento: Passos para a configuração do ambiente de desenvolvimento: 0 - (Opcional) Criar uma pasta onde vai ser o seu Workspace. Ou seja, onde os códigos de todos os projetos do Eclipse serão salvos: 1 - Instalar

Leia mais

1) Verifique se o Microsoft.Net Framework 3.5 está instalado, para isto, abrir o Painel de Controle e verificar:

1) Verifique se o Microsoft.Net Framework 3.5 está instalado, para isto, abrir o Painel de Controle e verificar: Antes de instalar qualquer programa do ifox PDV, verificar: 1) Verifique se o Microsoft.Net Framework 3.5 está instalado, para isto, abrir o Painel de Controle e verificar: Caso não encontre o Microsoft.Net

Leia mais

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS

VISTORIA DO SISTEMA REGIN PREFEITURAS Página 1 / 29 ÍNDICE ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 MÓDULO DE ACESSO... 3 CONFIGURAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 4 ANÁLISE DOS PROTOCOLOS... 5 CONTROLE DE EXPORTAÇÃO MÓDULO VISTORIA... 8 DISPOSITIVO REGIN PREFEITURA...

Leia mais

GUIA DE INÍCIO RÁPIDO NHS NOBREAK MANAGER 4.0 TOPOLOGIA MÍNIMA DE REDE PARA A INSTALAÇÃO E USO DO SOFTWARE COM GPRS

GUIA DE INÍCIO RÁPIDO NHS NOBREAK MANAGER 4.0 TOPOLOGIA MÍNIMA DE REDE PARA A INSTALAÇÃO E USO DO SOFTWARE COM GPRS GUIA DE INÍCIO RÁPIDO NHS NOBREAK MANAGER 4.0 TOPOLOGIA MÍNIMA DE REDE PARA A INSTALAÇÃO E USO DO SOFTWARE COM GPRS CONFIGURAÇÃO DO GPRS 1. Entre no site da NHS na página de homologação do NHS NOBREAK

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

Amplie os horizontes da sua empresa com o Software Assurance e o Windows Vista.

Amplie os horizontes da sua empresa com o Software Assurance e o Windows Vista. Amplie os horizontes da sua empresa com o Software Assurance e o Windows Vista. Introdução Software Assurance Windows Vista Trazendo uma série de novas ofertas para maximizar o seu investimento, o Software

Leia mais

Introdução ao Derby. Version 10.2 Derby Document build: December 11, 2006, 7:16:07 AM (PST)

Introdução ao Derby. Version 10.2 Derby Document build: December 11, 2006, 7:16:07 AM (PST) Introdução ao Derby Version 10.2 Derby Document build: December 11, 2006, 7:16:07 AM (PST) Contents Direitos autorais reservados... 3 Introdução ao Derby...4 Opções de implementação...4 Requisitos do

Leia mais

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014

Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 Guia de Atualização Release FoccoERP 2014 02/06/2014 Índice ÍNDICE... 2 APRESENTAÇÃO... 3 INTRODUÇÃO... 4 PROCESSO DE INSTALAÇÃO... 4 ATUALIZANDO UM SEGUNDO AMBIENTE... 21 Página 2 de 22 Apresentação Este

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento do Jboss do Nimsoft jboss série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 04 FERRAMENTAS DE AUTOMAÇÃO DE TESTES FUNCIONAIS Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático Aula 04 Automação de testes funcionais Ferramentas

Leia mais

Como instalar o Ocomon passo a passo.

Como instalar o Ocomon passo a passo. Como instalar o Ocomon( Ferramenta Help Desk) passo a passo. Pessoal tudo bem? Já uso esta ferramenta há muito tempo e acho fantástica, quero compartilhar com vocês, pois ela é uma boa para quem quer gerenciar

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Configuração Definitiva do Samba

Configuração Definitiva do Samba Configuração Definitiva do Samba 1 2 Sumário 1. Vantagens... 5 2. Desvantagem... 5 3. Conclusão Final... 5 4. Vamos botar a mão na massa!... 6 5. Instalação... 6 6. Configuração Parte 1 (Criando os diretórios)...

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE PARA O JOGO DE XADREZ

INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE PARA O JOGO DE XADREZ INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE PARA O JOGO DE XADREZ Acadêmico: Antonio Carlos Bambino Filho Orientador: Prof. Marcel Hugo SUMÁRIO Introdução;

Leia mais