Seleção de Produtos. Sensor Fotoelétrico. Como especificar. TECNI-AR Ltda - Tel: w.tecni-ar.com.br

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seleção de Produtos. Sensor Fotoelétrico. Como especificar. TECNI-AR Ltda - Tel: 31 3362-2400 w.tecni-ar.com.br"

Transcrição

1 Seleção de Produtos Sensor Fotoelétrico Como especificar Saída coletor PNP aberto Saída coletor NPN aberto Temporizador embutido Tipo padrão Tipo relflexivo (Tipo Difuso) Tipo feixe estreito Emissor Receptor Saída Contato(Relé) Saída relé de estado sólido(transistor) Alimentação DC Entrada Universal Ajuste incluso (série BUP apenas) Reflexivo Difuso Retroreflexivo Retroreflexivo com filtro polarizado Tipo transmissor Sensor de distância ( Série BUP apenas) Unidade de distância de sensoriamento: m Unidade de distância de sensoriamento: mm Distância de detecção S representa sensoriamento lateral P representa corpo plástico Série de sensores fotoelétricos Saída coletor PNP aberto Saída coletor NPN aberto Emissor Receptor Light ON Dark ON Modo de chaveamento Saída relé de estado sólido(transistor) Alimentação DC Reflexivo Difuso Retroreflexivo com filtro polarizado Feixe de transmissão Tipo transmissor reflexivo estreito Unidade de distância de sensoriamento: m Unidade de distância de sensoriamento: mm Distância de detecção Comum Micro spot Transparência de detecção Sensor Fotoelétrico de longa distância Essa informação refere-se ao gerenciamento dos produtos do tipo transmissores ( Não há necessidade de referir quando selecionar um modelo) Quando escolher um modelo, por favor verifique a especifcação primeiro. Não há micro sensor fotoelétrico( Série BS5) na especificação 58

2 Seleção de Produtos Sensor Fotoelétrico Como especificar (Amplificador de fibra ótica) BF 5 D 1 N BF 4 R P BF 3 RX P E N NPN Saída coletor aberto 1 Tipo Padrão D Tipo display duplo S Tipo display único 5 Nome da série BF Sensor de fibra E R P R G 4 BF Tipo Padrão Tipo de entrada externa sincronizada Tipo de ajuste de sensibilidade remoto NPN saída coletor aberto PNP saída coletor aberto LED Vermelha LED Verde Nome da série Sensor de fibra óptica NPN saída coletor aberto P PNP saída coletor aberto RX LED Vermelho 3 Nome da série BF Sensor de fibra óptica Como especificar(cabo de fibra ótica) F T Diâmetro da fibra Comprimento da fibra ótica Diâmetro da tampa da fibra Tipo Padrão (-40~70 C) H Resistência ao calor (-40~105 C) H1 Resistência ao calor (-40~150 C) H2 Resistência ao calor (-40~250 C) R Tipo Flexível (1R) B Tipo Resistente a quebra (5R) mm mm mm mm mm mm mm F 0.5mm, 0.25mm 4(Tipo Coaxial) F1 0.5mm, 0.25mm 9(Tipo Coaxial) F2 1.0mm, 0.25mm 16(Tipo Coaxial) 20 2m 2 2mm 3 3mm 4 4mm 6 6mm Tipo Padrão (Com Parafuso) P Tipo Plástico S Tipo SUS (SUS comprimento 90mm) S1 Tipo SUS (SUS comprimento 35mm) S2 Tipo SUS (SUS comprimento 45mm) C Tipo tambor CS Tipo tambor+sus (SUS comprimento 15mm) T D F G Tipo feixe transmissor Reflexivo difuso Cabo de fibra óptica Cabo de fibra de vidro 59

3 Micro Sensor Fotoelétrico (Série BS5) Especificações Tipo Modelo Micro sensor fotoelétrico Seleção de Produtos Aparências & Dimensões Distância de detecção Tipo de detecção Alvo de detecção Histerese Alimentação Consumo de energia Saída de controle Modo de operação Indicador Tempo de resposta Frequência de resposta Conexão Conexões Light ON Dark ON Carga 5mm fixo Transmissão por feixe ( Não modular) Min. 0.8X1mm materiais opacos 0.05mm 5-24VDC ±10% (Ripple P-P: Max. 10%) Max. 30mA ( a 26.4VDC) Saída de NPN coletor aberto Carga de voltagem: Max. 30VDC, Carga resistiva: Max. 100mA Voltagem residual: Max 1.2V Controle Saída NA/NF - Modo selecionável via terminal de controle LED Vermelho Luz recebida: Max. 20, Luz interrompida: Max.100 2kHz Tipo Conector Conecte a unidade usando soquete. Poderá resultar em estragos. Se o pino do terminal for soldado. Dimensões Linha de detecção Indicação de operação Indicação de operação Parafuso M3 Indicação de operação Eixo óptico Parafuso M3 Eixo óptico Parafuso M3 Eixo óptico Parafuso M3 Furação de montagem PCB Soquete: CT-01 ( Vendido separadamente) Parafuso M3 Indicação de operação Parafuso M3 Indicação de operação Eixo óptico Eixo óptico Soquete: CT-02 ( Vendido Separadamente) Cabo: 4P, ø4, 1m Comprimento do cabo é modificável 60

4 61

5 62

6 BJG30-DDT 20 Cabo de saída 2 m 63

7 Sensor Fotoelétrico compacto e de micro spot (Série BJN) Especificações Tipo Modelo Saída NPN coletor de aberto Saída PNP coletor de aberto Reflexivo Difuso ( Feixe estreito) Seleção de Produtos Aparência & Dimensões (Tamanho do spot) (Tamanho do spot) Alimentação Consumo de energia Min. diâmetro de transmissão do SPOT Min. detecção de alvo Detecção de alvo Distância de Detecção Histerese Fonte de Luz/Comprimento da onda Controle de saída Modo de operação Proteção de circuito Conexão Indicador Aprox Spot visível a olho nú enquanto o feixe(linha) não é 12-24VDC ±10% ( Ripple P-P: Max. 10%) Max. 30mA Aprox Aprox. min Ø0.2mm ( Fio de cobre) Transparente, translúcido, materiais opacos 30~70mm 70~130mm (100x100mm papel branco sem brilho) (100x100mm papel branco sem brilho) Max 25% da distância de detecção Max 20% da distância de detecção LED Pontual ( Fonte pontual) / 650mm Coletor aberto NPN ou PNP Carga de voltagem: Max.26.4 VDC Carga de corrente: Max. 100mA Resido de voltagem: (Potência Voltagem - 2.5V) Light ON / Dark ON selecionável [ Rotação menor VR(210 C)] Proteção reversa de polaridade, saída de proteção para curto-circuito, função de prevenção de interferência Cabo de saída (2m) Indicador de operação: Vermelho ; Indicador de estabilidade: Verde Conexões Dimensões (Preto) (Marrom) Saída (Azul) Detecção de Alvo Indicador de estabilidade (Verde) Indicador de Operação(Vermelho) Parafuso M3 Disponível montagem do braquete em outro lado Eixo óptico do receptor Eixo óptico do emissor Unid:mm Característica dos dados Cabo Caracterísitica da área de detecção Método de medição Dados Caracterísitica da área de detecção Método de medição Dados Alvo de medição padrão Alvo de medição padrão Distância de detecção L(mm) Distância de detecção(mm) Distância de detecção(mm) 64

8 65

9 66

10 Tipo CA / CC CA / CC 40 4 modulado modulado modulado 67

11 68

12 69

13 70

14 71

15 72

16 73

17 (Marrom)+V (Marrom)+V Carga Carga (Preto)+Saída Carga (Azul)0V (Branco)Controle ( 1): Saída NPN ( 2): Saída PNP (Preto)+Saída Carga (Azul)0V (Branco)Controle ( 1): Saída NPN ( 2): Saída PNP 74

Catálogo de Produtos. Informações técnicas disponíveis em: http://www.optex-fa.com. Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos. Informações técnicas disponíveis em: http://www.optex-fa.com. Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos Informações técnicas disponíveis em: http://www.optex-fa.com Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos A resposta do futuro para controle de qualidade... Conteúdo Índice de produtos

Leia mais

LX - 101 - P - Z LS - 401P - C2 LS - H91F - A SENSOR PARA FIBRA OPTICA SENSOR DE MARCA / CORES SENSOR A LASER. Sensor de marca série LX-101

LX - 101 - P - Z LS - 401P - C2 LS - H91F - A SENSOR PARA FIBRA OPTICA SENSOR DE MARCA / CORES SENSOR A LASER. Sensor de marca série LX-101 SENSOR PARA FIBRA OPTICA SENSOR DE MARCA / CORES LX 100 LX SENSOR A LASER 100 Sensor de marca série LX101 Sensor de marca de alta resolução. Detecta qualquer cor marca pois possui sistema RGB (combinação

Leia mais

FX3 - A3R -P SENSORES PARA FIBRA ÓPTICA. Chave de código: FX / FZ

FX3 - A3R -P SENSORES PARA FIBRA ÓPTICA. Chave de código: FX / FZ SENSORES PARA FIBRA ÓPTICA FX / FZ Sensores para fibra óptica série FX Todos os modelos microprocessados. Alta repetibilidade e precisão. Indicação da quantidade de luz recebida através de display 4 dígitos

Leia mais

Sensores indutivos cilíndricos para detecção de peças metálicas em corrente contínua

Sensores indutivos cilíndricos para detecção de peças metálicas em corrente contínua Cilíndricos de corrente contínua Proteções... Tensão de trabalho... Sensores indutivos cilíndricos para detecção de peças metálicas em corrente contínua Faceada (blindados) Cabo de 3 fios comp. 3 m (5

Leia mais

SENSORES INDUSTRIAIS. Prof. Jeferson L. Curzel 2013/01

SENSORES INDUSTRIAIS. Prof. Jeferson L. Curzel 2013/01 SENSORES INDUSTRIAIS Prof. Jeferson L. Curzel 2013/01 Tópicos 1. Chaves fim de curso 2. Sensores de proximidade indutivos 3. Sensores de proximidade capacitivos 4. Sensores fotoelétricos 5. Seleção de

Leia mais

46.52 46.61. 2 reversíveis, 8 A Plug-in/terminais a solda. 2 reversíveis 8/15 250/440 2000 350 0.37. AgNi

46.52 46.61. 2 reversíveis, 8 A Plug-in/terminais a solda. 2 reversíveis 8/15 250/440 2000 350 0.37. AgNi Série - Mini relé industrial 8-16 SÉRIE Características.52.61 1 ou 2 contatos.52-2 contatos reversíveis 8.61-1 contato reversível 16 Montado diretamente em base ou via conectores Faston Bobinas em C ou

Leia mais

SENSORES FOTOELÉTRICOS CILINDRICO M18 EM CORPO DE PLÁSTICO OU LATÃO.

SENSORES FOTOELÉTRICOS CILINDRICO M18 EM CORPO DE PLÁSTICO OU LATÃO. SENSORES FOTOELÉTRICOS CILINDRICO M18 EM CORPO DE PLÁSTICO OU LATÃO. Linha completa de sensores em corpo de metal ou latão IP67, IP69K para uma maior resistência a água Alta imunidade contra ruídos eletromagnéticos

Leia mais

Série L-GAGE Q50 com Saídas Digitais Complementares

Série L-GAGE Q50 com Saídas Digitais Complementares Série L-GAGE Q50 com Saídas Digitais Complementares Sensor de Deslocamento Linear de Base LED com Saídas Digitais Complementares e Programming Características do Sensor com Saídas Digitais Complementares

Leia mais

> Para mais informações www.contrinex.com.br

> Para mais informações www.contrinex.com.br 7 > Para mais informações www.contrinex.com.br 1 2 Sensores de proximidade fotoelétricos Destaques: - Dimensões miniatura - Operações de longa distância - Ópticas 90 o - Ópticas esféricas - Sensores laser

Leia mais

Sensores fotoelétricos PHOTOSWITCH. Flexibilidade, confiabilidade e desempenho máximos

Sensores fotoelétricos PHOTOSWITCH. Flexibilidade, confiabilidade e desempenho máximos Sensores fotoelétricos PHOTOSWITCH Flexibilidade, confiabilidade e desempenho máximos DESTAQUES DO PRODUTO Os sensores fotoelétricos Allen-Bradley são reconhecidos como os mais robustos no mercado de automação

Leia mais

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno ProLine P 44000 Medições Precisas de Temperatura em Altas Tensões, até 6,6 kv Quando as temperaturas precisam ser medidas com termômetros de resistência Pt100 em ambientes sob altas tensões, os transmissores

Leia mais

Aula V Medição de Variáveis Mecânicas

Aula V Medição de Variáveis Mecânicas Aula V Medição de Variáveis Mecânicas Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Disciplina: Instrumentação e Automação Industrial I(ENGF99) Professor: Eduardo Simas(eduardo.simas@ufba.br) Sensores

Leia mais

> Para mais informações www.contrinex.com.br

> Para mais informações www.contrinex.com.br > Para mais informações www.contrinex.com.br 126 : 1 4 Sensores de proximidade ultra-sônicos Destaques: - Sensores compactos prontos para ligar - Comprimentos curtos - Ajuste através de aprendizagem, potenciômetro

Leia mais

Automação. Industrial. Prof. Alexandre Landim

Automação. Industrial. Prof. Alexandre Landim Automação Industrial Prof. Alexandre Landim Automação Industrial Elementos Sensores 1. Introdução Onde quer que se deseje detectar presença, posição, aproximação ou medir distância, pode ser utilizado

Leia mais

Torres Luminosas Compactas e Modulares

Torres Luminosas Compactas e Modulares Torres Luminosas Compactas e Modulares Safe solutions for your industry Índice TLC-60 Torre Luminosa Compacta Página 4 TLM-70 Torre Luminosa Modular Página 10 3 TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida

Leia mais

Sensores Digitais. Prof. Ms. Marco Antonio Baptista de Sousa

Sensores Digitais. Prof. Ms. Marco Antonio Baptista de Sousa Sensores Digitais Prof. Ms. Marco Antonio Baptista de Sousa Apresentação Em função dos novos métodos de fabricação, onde sofisticados comando de processos de automação e robotização de máquinas industriais

Leia mais

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25 Série 30 - Relé miniatura Dual in Line A Características 30. Montagem em circuito impresso A para comutação de sinais contatos reversíveis para comutação de baixas cargas Relé miniatura para padrão industrial

Leia mais

PS 15-30 GM 50 - A2 -V1

PS 15-30 GM 50 - A2 -V1 SENSOR DE PROXIMIDADE INDUTIVO PS LINHA COMPACTA Normalizados Internacionalmente IEC. Dimensões reduzidas, montados com componentes SMD. Modelos em corrente contínua e alternada. Proteção contra curtocircuito

Leia mais

Sensores Q60AF. Tipo de Saída. Voltagem de Alimentação. Bipolar NPN/PNP. 10-30V cc

Sensores Q60AF. Tipo de Saída. Voltagem de Alimentação. Bipolar NPN/PNP. 10-30V cc Sensores Q60AF Sensores Autônomos de Campo Ajustável de Longo Alcance Características do Sensor de Campo Ajustável Q60AF O sensor com supressão de fundo de campo ajustável de longo alcance detecta objetos

Leia mais

Sensores e Transdutores - XC 201 -

Sensores e Transdutores - XC 201 - T e c n o l o g i a Sensores e Transdutores - XC 201 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Sensores e Transdutores - XC 201 - INTRODUÇÃO Sensores e transdutores

Leia mais

Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W

Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W Mini Aquecedor série SEC 016 8W, 10W, 13W Limitador de temperatura Ampla faixa de alimentação Aquecimento dinâmico Economia de energia elétrica Compacto Aquecedor para aplicação em invólucros de pequeno

Leia mais

Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça. Construção leve e compacta. Ajuste digital para leitura de vácuo

Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça. Construção leve e compacta. Ajuste digital para leitura de vácuo SaveAir Gerador e Gerenciador de Vácuo Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça Construção leve e compacta Ajuste digital para leitura de vácuo Função Peça Presente garante

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

Funções dos Relógios Comparadores Digitais

Funções dos Relógios Comparadores Digitais Funções dos Relógios Comparadores Digitais Funções dos relógios IDS IDC IDC IDC para IDC IDC IDU IDH comparadores Modelos com baixa força Max/Min micrômetros com com cálculo Modelos com maior força modo

Leia mais

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Easy Servo Driver MANUAL Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Sumário 1. LEGENDA DE PART-NUMBER...

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100

MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 MANUAL DE INSTRUÇÕES MULTÍMETRO DIGITAL DE BANCADA ITMD -100 1. GERAL Este multímetro é um instrumento de alto desempenho, com display de 4½ dígitos para medições de voltagem DC e AC, corrente DC e AC,

Leia mais

CORTINA MOTORIZADA G3 G U I A T É C N I C O

CORTINA MOTORIZADA G3 G U I A T É C N I C O G U I A T É C N I C O A Ambiente G3 agradece seu interesse em nossos produtos garantindo o total envolvimento com a qualidade e compromisso com os clientes. Nosso objetivo é levar ao seu espaço conforto

Leia mais

2 contatos, 10 A Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Montagem em trilho 35 mm (EN 60715)

2 contatos, 10 A Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Série - 7-0 A SÉRIE Características.3.33.34 Relé Modular de interface, 3 e 4 contatos, largura 7 mm. Interface ideal para sistemas eletrônicos e para PLC..3 - contatos 0 A (conexão a parafuso).33-3 contatos

Leia mais

Laser E3Z. Sensor compacto fotoeléctrico com luz LASER O sensor LASER E3Z em estrutura de plástico compacta é caracterizado por

Laser E3Z. Sensor compacto fotoeléctrico com luz LASER O sensor LASER E3Z em estrutura de plástico compacta é caracterizado por Sensor Laser Fotoeléctrico com Amplificador Incorporado Laser EZ Sensor compacto fotoeléctrico com luz LASER O sensor LASER EZ em estrutura de plástico compacta é caracterizado por luz LASER visível para

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais

MIC+25 /D /TC ULTRASOM SENSORES ULTRASÔNICOS

MIC+25 /D /TC ULTRASOM SENSORES ULTRASÔNICOS SENSORES ULTRASÔNICOS SENSORES ULTRASÔNICOS Alta resolução. Histerese ajustável. Copensação de teperatura. Disponível co ou saídas. Modelos co saída digital ou analógica 0 A ou 00 V. Prograação: Touch

Leia mais

Manual de instruções Amplificador de comutação para cabos de fibra óptica OOF 704266 / 00 03 / 2010

Manual de instruções Amplificador de comutação para cabos de fibra óptica OOF 704266 / 00 03 / 2010 Manual de instruções Amplificador de comutação para cabos de fibra óptica OOF 704266 / 00 03 / 2010 Índice 1 Utilização de acordo com as determinações 3 2 Elementos de comando e de exibição 3 3 Montagem

Leia mais

1. Descrição do Produto

1. Descrição do Produto 1. Descrição do Produto Os repetidores óticos FOCOS/PROFIBUS AL-2431 e AL-2432 destinam-se a interligação de quaisquer dispositivos PROFIBUS, assegurando altíssima imunidade a ruídos através do uso de

Leia mais

Vejamos alguns dados técnicos É imprescindível a necessidade de adaptação com alguns termos e abreviaturas normalmente usadas.

Vejamos alguns dados técnicos É imprescindível a necessidade de adaptação com alguns termos e abreviaturas normalmente usadas. D IODO LED E D ISPLAY DE SETE SEGMENTOS O Diodo LED, é um diodo com uma finalidade especifica, emitir Luz. Os LEDs assim como os diodos retificadores possuem dois terminais, que são ânodo (A) e cátodo

Leia mais

3B SCIENTIFIC PHYSICS

3B SCIENTIFIC PHYSICS 3B SCIENTIFIC PHYSICS Conjunto para microondas 9,4 GHz (230 V, 50/60 Hz) Conjunto para microondas 10,5 GHz (115 V, 50/60 Hz) 1009950 (115 V, 50/60 Hz) 1009951 (230 V, 50/60 Hz) Instruções de operação 10/15

Leia mais

RADIOBAND. jcmtechnologies. sistema de comunicação via rádio para bandas de segurança. elementos de segurança

RADIOBAND. jcmtechnologies. sistema de comunicação via rádio para bandas de segurança. elementos de segurança ES01 sistema para bandas de segurança aplicáveis ás portas enrolável basculantes deslizantes batentes seccionadas guilhotina rápidas barreiras RADIOBAND sistema de comunicação via rádio para bandas de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento =1= ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

AR 200. Aplicações AR 200

AR 200. Aplicações AR 200 Sensores Laser AR 200 O sensor laser AR200 tem como princípio de medição o método de triangularização laser e utiliza a tecnologia CMOS para proporcionar alta velocidade com alta precisão em um modelo

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

Manual de Instruções. Multímetro Digital

Manual de Instruções. Multímetro Digital Manual de Instruções Multímetro Digital HK-M69 Todos os direitos reservados 2010 Unicoba Imp. e Exp. Ltda. OPERAÇÃO DE SEGURANÇA Este instrumento e designado para cumprir os requisitos de segurança para

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA CNPJ: 76.105.535/0001-99

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA CNPJ: 76.105.535/0001-99 RESULTADO DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO Nº 5524/2012 - PREGÃO Nº 098/2012 TIPO MENOR PREÇO OBJETO: "Aquisição de centrais de alarmes e conjuntos de acessórios necessários para instalação de alarmes

Leia mais

MSA Control Industria Eletrica Ltda Rua Iapó, 334 - Casa Verde - São Paulo - SP CEP: 02512-030 - Fone/Fax: (011) 3961-1171

MSA Control Industria Eletrica Ltda Rua Iapó, 334 - Casa Verde - São Paulo - SP CEP: 02512-030 - Fone/Fax: (011) 3961-1171 CEP: 05100 Fone/Fax: (011) 91111 SC50 FAIXA DE MEDIÇÃO : 0 a 50 A LINEARIDADE: % do fundo de escala CORRENTE DE POLARIZAÇÃO : 10 ma maximo SAÍDA : 0,50 a 1,5 mv/a SENSOR DE CORRENTE : Circuito Integrado

Leia mais

Leitor ATG25A-CT (Cabo Preto)

Leitor ATG25A-CT (Cabo Preto) Leitor ATG25A-CT (Cabo Preto) Esse leitor é para ser usado conectado à uma controladora através das interfaces Wiegand, Abatrack, RS232 ou RS485. Ao colocar-se o tag ativo dentro do seu limite de leitura,

Leia mais

MANUAL. - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

MANUAL. - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. 1 P/N: AKDMP16-4.2A DRIVER PARA MOTOR DE PASSO MANUAL ATENÇÃO: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Pirômetro Óptico Portátil- BR IR AH

Pirômetro Óptico Portátil- BR IR AH Leve e fácil de operar! Os modelos BR IR- AHS e BR IR AHU são pirômetros portáteis para medição e aquisição da temperatura sem contato com o produto. Os pirômetros oferecem uma larga faixa de medição de

Leia mais

Catálogo Sensores. oferta_basica_sensores.indd 1 27/07/15 16:17

Catálogo Sensores. oferta_basica_sensores.indd 1 27/07/15 16:17 Catálogo Sensores oferta_basica_sensores.indd 1 27/07/15 16:17 Sumário Produtos Sensores magnéticos Sensores magnéticos de proximidade para ranhura em T, série SME/SMT-8 Página 3 Sensores indutivos Sensores

Leia mais

Sem data Sheet online. WT2F-P170 W2 Flat SENSORES FOTOELÉTRICOS E BARREIRAS DE LUZ

Sem data Sheet online. WT2F-P170 W2 Flat SENSORES FOTOELÉTRICOS E BARREIRAS DE LUZ Sem data Sheet online WT2F-P70 W2 Flat WT2F-P70 W2 Flat A B C D E F Figura pode ser diferente Informações do pedido Tipo Nº de artigo WT2F-P70 6030588 Outras versões do aparelho e acessórios www.sick.com/w2_flat

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Bornes Linha BTW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Bornes Linha BTW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Bornes Linha BTW Índice - Linha BTWP Bornes Terminais com Conexão Tipo Parafuso BTWP 2,5 pág. 11 BTWP 4 pág. 11 BTWP 6 pág. 11 BTWP 10 pág. 12

Leia mais

Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT

Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT Programa de Educação Tutorial PET Grupo PET-Tele Dicas PET-Tele Uma breve introdução à componentes

Leia mais

Série Alpha 4000. Sistemas de Rádio Controle Remoto Industrial. Manual de Instruções

Série Alpha 4000. Sistemas de Rádio Controle Remoto Industrial. Manual de Instruções Série Alpha 4000 Sistemas de Rádio Controle Remoto Industrial Manual de Instruções SEYCONEL AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL LTDA www.seyconel.com.br Fone (41) 3201 8000 2 SUMÁRIO 1. INSTRUÇÕES... 1 2. INSTRUÇÕES

Leia mais

Manual do Usuário - NKPROX

Manual do Usuário - NKPROX Manual do Usuário NKPROX Manual do Usuário - NKPROX Neokoros TI - Biometric Technology Índice 1 - Apresentação e Características Gerais...3 2 - Placa BMC - Especificações...4 2.1 - Conectores (pinagem

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

LABORATÓRIO 3 PROPAGAÇÃO EM FIBRAS ÓPTICAS

LABORATÓRIO 3 PROPAGAÇÃO EM FIBRAS ÓPTICAS LABORATÓRIO 3 PROPAGAÇÃO EM FIBRAS ÓPTICAS 1. RESUMO Determinação da dependência espectral da atenuação numa fibra óptica de plástico. Verificação do valor da abertura numérica da fibra. 2. INTRODUÇÃO

Leia mais

CS GI 70 - A - V1 - J

CS GI 70 - A - V1 - J SENSOR DE PROXIMIDADE CAPACITIVO CS CAPACITIVO Modelos tubulares montados com componentes SMD Com ajuste de sensibilidade Tubos metálicos ou plásticos CS Sensor de Proximidade Capacitivo Distância Sensora

Leia mais

MIC+25 /D /TC MIC SENSOR ULTRASÔNICO SENSORES ULTRASÔNICO

MIC+25 /D /TC MIC SENSOR ULTRASÔNICO SENSORES ULTRASÔNICO SENSO LTASÔNCO MC SENSOES LTASÔNCO Alta resolução Histerese ajustável Compensação de temperatura isponível com ou saídas Saída analógica A ou 00 V Programação: Touch Control ( manual ) ou Link Control

Leia mais

CATÁLOGO GERAL SENSORBRAS AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL LTDA. www.sensorbras.com.br 1

CATÁLOGO GERAL SENSORBRAS AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL LTDA. www.sensorbras.com.br 1 CATÁLOGO GERAL SENSORBRAS AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL LTDA www.sensorbras.com.br 1 Índice Apresentação 1 Sensores de Proximidade Informações Gerais 5 Chave de Códigos 14 Sensores de Proximidade Indutivos Informações

Leia mais

Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer

Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer Introdução: Muito obrigado por adquirir este produto. Ele foi projetado de forma a oferecer a melhor performance possível dentro de sua aplicação. Fornecemos

Leia mais

LINHA COMPACTA. KOBO-pH transmissor de ph APM-Z

LINHA COMPACTA. KOBO-pH transmissor de ph APM-Z KOBO-pH transmissor de ph APM-Z LINHA COMPACTA Range de medição ph da -1 a 14 Comutável de ph a ORP Display p/ valor de ph, mv/orp (Potencial de redução e oxidação) e temperatura Simples programação e

Leia mais

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA MANUAL DO USUÁRIO OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA JUL / 05 OPT-700 VERSÃO 1 TM FOUNDATION O P T 7 0 0 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

Sensores Fotoelétricos E3FA

Sensores Fotoelétricos E3FA Sensores Fotoelétricos E3FA A nova geração em performance de detecção Simples Uma família para tudo Sem falhas de detecção Simples A nova família E3FA de sensores fotoelétricos da OMRON, além de mais compactos

Leia mais

PS GI A2 -V1 - V1

PS GI A2 -V1 - V1 PS INDUTIVO LINHA SENSORES DE PROXIMIDADE INDUTIVO PS LINHA COMPACTA Normalizados Internacionalmente IEC. Dimensões reduzidas, montados com componentes SMD. Modelos em corrente contínua e alternada. Distância

Leia mais

Sensor de Imagem ivu TG para uso com um Display Remoto

Sensor de Imagem ivu TG para uso com um Display Remoto Sensor de Imagem ivu TG para uso com um Display Remoto Dados Técnicos O sensor de imagem ivu é usado para monitorar o tipo, tamanho, orientação, formato e localização de peças. O conjunto do Sensor de

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Fevereiro de 2013 www.triforcerastro.com.br ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo...3 Descrição dos Pinos...3,4 1.2 - Instalando

Leia mais

Transmissor de pressão para aplicações de refrigeração e ar-condicionado Modelo R-1, com sensor metálico thin-film hermeticamente soldado

Transmissor de pressão para aplicações de refrigeração e ar-condicionado Modelo R-1, com sensor metálico thin-film hermeticamente soldado Medição eletrônica de pressão Transmissor de pressão para aplicações de refrigeração e ar-condicionado Modelo R-1, com sensor metálico thin-film hermeticamente soldado WIKA folha de dados PE 81.45 Aplicações

Leia mais

Guia de Selecção Rápida Periféricos dos sistemas de alarme de incêndio LSN

Guia de Selecção Rápida Periféricos dos sistemas de alarme de incêndio LSN Rede de Segurança Local Caracterís Cablagem de ligação fácil Capacidade de configuração automá (modo de auto-aprendizagem) Programação de todas as configurações do dispositivo a partir do painel Estrutura

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com 2/16 Nível Físico Tem a função de transmitir uma seqüência de bits através de um canal e comunicação. Este nível trabalha basicamente

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2970

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2970 SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento em comunicação digital apresenta fácil aprendizado em princípios e aplicações da moderna tecnologia de comunicação

Leia mais

S i s t e m a s d e E n e r g i a

S i s t e m a s d e E n e r g i a S i s t e m a s d e E n e r g i a c a t á l o g o d e p r o d u t o s 2 0 1 0 A Analo oferece soluções completas, software e equipamentos para: Supervisão Telemedição Comunicação de dados Supervisão A

Leia mais

Automação Industrial AULA 04: Sensores e atuadores OBJETIVO: Apresentar os sensores e atuadores mais utilizados nos projetos de automação..

Automação Industrial AULA 04: Sensores e atuadores OBJETIVO: Apresentar os sensores e atuadores mais utilizados nos projetos de automação.. AULA 04: Sensores e atuadores OBJETIVO: Apresentar os sensores e atuadores mais utilizados nos projetos de automação.. A pirâmide de automação Nível 5: Gerenciamento corporativo Nível 3: Nível 2: Nível

Leia mais

Switch HDMI. 3 entradas e 1 saída. Manual do Usuário

Switch HDMI. 3 entradas e 1 saída. Manual do Usuário Switch HDMI 3 entradas e 1 saída Manual do Usuário Obrigado por comprar um Produto Comtac Você comprou um produto de uma empresa que oferece alta qualidade e valor agregado. Conheça nossa linha completa

Leia mais

CENTRO TECNOLÓGICO ESTADUAL PAROBÉ CURSO DE ELETRÔNICA

CENTRO TECNOLÓGICO ESTADUAL PAROBÉ CURSO DE ELETRÔNICA CENTRO TECNOLÓGO ESTADUAL PAROBÉ CURSO DE ELETRÔNA LABORATÓRIO DE ELETRÔNA ANALÓGA I Prática: 6 Assunto: Transistor Bipolar 1 Objetivos: Testar as junções e identificar o tipo de um transistor com o multímetro.

Leia mais

E3F3. Sensor fotoelétrico M18, alta resistência a ruídos com tecnologia Photo IC. Informações de Pedido. Acessórios (Encomendar Separadamente)

E3F3. Sensor fotoelétrico M18, alta resistência a ruídos com tecnologia Photo IC. Informações de Pedido. Acessórios (Encomendar Separadamente) Sensor Fotoelétrico E3F3 Sensor fotoelétrico M8, alta resistência a ruídos com tecnologia Photo IC. Mais avançado sistema photo-ic que eleva a imunidade aos ruídos. Cápsulas de tamanho DIN M8 cilíndricas

Leia mais

Energia Fóton elétron volt (ev)

Energia Fóton elétron volt (ev) (1) Slide 1 Espectro eletromagnético O Espectro Eletromagnético Freqüência Hertz (Hz) Comprimento de Onda metros (m) Energia Fóton elétron volt (ev) Energia Fóton Joule (J) Raios gama Raios X Ultravioleta

Leia mais

Descrição e dimensões dos itens elétricos

Descrição e dimensões dos itens elétricos Descrição e dimensões dos itens elétricos Item 2 2.1 Condutivímetro (Kit 01 Química - Compostos Iônicos) Lâmpada miniatura rosca. Voltagem 6 volts. Corrente 150 ma à 250 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22

Leia mais

MÓDULOS I/O PARA CAMPO AS-INTERFACE

MÓDULOS I/O PARA CAMPO AS-INTERFACE Módulos linha de produtos - * redes industriais MÓDULOS PARA CAMPO AS-INTERFACE www.sense.com.br Sense l NTERFACE ( ) 245-0444 - Compacto: 4 entradas digitais em um invólucro compacto que facilita a instalação

Leia mais

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Fundamentos em Sistemas de Computação Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Camada Física Primeira cada do modelo OSI (Camada 1) Função? Processar fluxo de dados da camada 2 (frames) em sinais

Leia mais

Sensores laser fotoeléctricos SÉRIE E3C-LDA. f e i x e l a s e r a j u s t á v e l d e l o n g a d i s t â n c i a. Advanced Industrial Automation

Sensores laser fotoeléctricos SÉRIE E3C-LDA. f e i x e l a s e r a j u s t á v e l d e l o n g a d i s t â n c i a. Advanced Industrial Automation Sensores laser fotoeléctricos SÉRIE E3C-LDA f e i x e l a s e r a j u s t á v e l d e l o n g a d i s t â n c i a Advanced Industrial Automation A série de sensores fotoeléctricos E3C-LDA da Omron foi

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Teste para LAN 2 em 1

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Teste para LAN 2 em 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES Teste para LAN 2 em 1 ÍNDICE Introdução Características Precauções de segurança Descrição do medidor Especificações eléctricas Funcionamento Escala automática Cabo de teste INTRODUÇÃO

Leia mais

MONITOR DE MOVIMENTO (ZERO SPEED) RS-210

MONITOR DE MOVIMENTO (ZERO SPEED) RS-210 MONITOR DE MOVIMENTO (ZERO SPEED) RS-210 Manual do usuário Monitor de Movimento (Zero Speed) MAN-DE-RS210 Rev.: 1.00-10 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso Monitor de Movimento (Zero Speed) RS-210.

Leia mais

Comunicação de Dados. Aula 9 Meios de Transmissão

Comunicação de Dados. Aula 9 Meios de Transmissão Comunicação de Dados Aula 9 Meios de Transmissão Sumário Meios de Transmissão Transmissão guiada Cabo par trançado Coaxial Fibra ótica Transmissão sem fio Ondas de rádio Micro ondas Infravermelho Exercícios

Leia mais

Manual do Leitor ATG-Basic

Manual do Leitor ATG-Basic Manual do Leitor ATG-Basic O leitor ATG-Basic foi desenvolvido para uso em controle de acesso veicular. Esse leitor é para ser usado conectado à uma controladora através das interfaces Wiegand, Abatrack,

Leia mais

Série QS30. Sensores Laser de Modo Difuso. Modelos do Laser QS30. Tensão de Alim. Cabo* Cabo com 5 fios de 2 m (6.5')

Série QS30. Sensores Laser de Modo Difuso. Modelos do Laser QS30. Tensão de Alim. Cabo* Cabo com 5 fios de 2 m (6.5') Série QS30 Sensores Laser de Modo Difuso Características do Laser QS30 Feixe laser visível para detecção difusa Disponível com laser Classe I ou de longa distância Classe II Performance óptica excepcional

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO ANALÓGICO MODELO SK-20 rev. 01/2006 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

Camada Física. Bruno Silvério Costa

Camada Física. Bruno Silvério Costa Camada Física Bruno Silvério Costa Sinais Limitados por Largura de Banda (a) Um sinal digital e suas principais frequências de harmônicas. (b) (c) Sucessivas aproximações do sinal original. Sinais Limitados

Leia mais

SENSORES INDUTIVOS. Standard NAMUR

SENSORES INDUTIVOS. Standard NAMUR SENSORES INDUTIVOS Standard Linha Standard Características Técnicas PS1-6,5-25-N-L PS2-6,5-25-N-L PS1-8GI25-N-L PS2-8GI25-N-L (Normal DIN 19324) 6,5 / 8 Corrente Contínua Namur Cabo Desenho 1 2 3 4 Distância

Leia mais

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica 1 Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica João Alexandre da Silveira autor do livro Experimentos com o Arduino Apresentação Uma bancada de Eletronica é um pequeno laboratório de montagens

Leia mais

Descarregador Bateria RX / TX. Funcionamento

Descarregador Bateria RX / TX. Funcionamento Descarregador Bateria RX / TX Funcionamento Você conectará os terminais das baterias RX e TX ao descarregador observando a polaridade correta, positivo (+) vermelho e o negativo (-) preto do seu pack de

Leia mais

MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMP5-5.0A

MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMP5-5.0A MANUAL DRIVE PARA MOTOR DE PASSO MODELO AKDMP5-5.0A V01R12 Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Akiyama Tecnologia se reserva no direito de fazer alterações sem aviso

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO IK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL UNED SERRA CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL MÓDULO: SENSORES DE PROXIMIDADE 1ª EDIÇÃO Janeiro 2006 SUMÁRIO 1) INTRODUÇÃO...3 2) CLASSE DE PROTEÇÃO DOS SENSORES...3 Grau de proteção

Leia mais

Automação industrial Sensores

Automação industrial Sensores Automação industrial Sensores Análise de Circuitos Sensores Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina O que são sensores?

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais