Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares. 7o. Fórum do SIPD

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares. 7o. Fórum do SIPD"

Transcrição

1 Informes gerais Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD 7o. Fórum do SIPD Rio de Janeiro, 14 de dezembro de 2009

2 SIPD resposta para as seguintes questões Como otimizar a aplicação dos recursos, cada vez mais escassos, frente àdemanda d crescente e diversificada ifi d por informações? Como contemplar a demanda, equilibrando a carga de cada entrevista? Como assegurar a produção regular de informações importantes para planejamento de políticas públicas, em especial aquelas conjunturais sobre trabalho e rendimentos?

3 SIPD-novo modelo na realização das pesquisas O planejamento, a execução, a disseminação e a análise dos resultados das diversas pesquisas serão conduzidos, de forma associada. Harmonização de conceitos, variáveis e classificações. Desenhos amostrais e bases geográficas integrados. Utilização coordenada de tecnologias de captura de dados. Harmonização dos processos de crítica, imputação, tabulação.

4 SIPD - esquema temático PESQUISA NÚCLEO DO SIPD NÚCLEO BÁSICO DA PESQUISA TEMAS ADICIONAIS PNAD Trabalho Contínua Sexo? Rendimento Cor ou Raça Esquema de POFs Contínuas POF Completa POF Simplificada Idade Composição do domicílio Consumo Rendimento? Setor Informal da ECINF Nível de Economia? Instrução Outras???

5 PNAD Contínua - Amostra Mestra Municípios que contém setores das amostras PNAD Contínua PNADs de setores setores municípios 851 municípios

6 SIPD os elementos fundamentais PNAD Contínua Pesquisa nacional, em substituição a PNAD e PME; Resultados trimestrais ssobre trabalho taba oe rendimentos; e Resultados estruturais sobre trabalho e e outros temas fixos anuais; Veículo natural para suplementos. Esquema de POFs Contínuas POF Completa a cada 5 anos; POF Simplificada anual; Veículo natural para suplementos. Amostra Mestra Amostra Mestra Pesquisas compartilham setores e na estratificação ganho de precisão.

7 SIPD Uma síntese dos trabalhos Avaliação e validação de metodologias, questionários, conceitos relativos a trabalho e rendimentos (PNAD Contínua), consumo e rendimentos (Esquema de POFs Contínuas). Definição da Classificação de Ocupações Domiciliar, segundo a atualização da classificação internacional versão CIUO- 08. Modelos alternativos no teste do Esquema de POFs Contínuas e estamos em campo, realizando um complexo teste da PNAD Contínua. Outros temas em teste: Uso do Tempo, Migração, Habitação. Os di dois primeiros, i em teste com a PNAD Contínua e o último foi testado coma POF Simplificada. Os contatos com usuários, os Comitês, os fóruns internacionais. Todos os tópicos acima foram objeto de discussão ou informe nos fóruns realizados, assim como no de hoje.

8 SIPD...prosseguindo na síntese Aprimoramentos e inovações das pesquisas atuais, a título de teste ou preparação para implantação do novo sistema. Lembrar PDA na PNAD, Amostra Mestra na POF, Tb Tabagismo e Consumo Efetivo como modelo dl de investigação junto a informante específico. PDA na PNAD, desde de 2007, fundamental, tendo em vista realização simultânea da PNAD, PME e PNAD Contínua por 2 anos (2011 e 2012). Realizamos a POF e realizamos e divulgamos diversos suplementos da PNAD, muitos deles com indicativo de permanecer na agenda futura do SIPD.

9 SIPD 7o. Fórum a agenda Até aqui linhas e considerações geraissobre o SIPD. EmE prosseguimento: Contato com usuários e alguns desdobramentos relevantes; As participações em fóruns internacionais e aspectos relacionados com o SIPD; PNAD as próximas divulgações. Complementam a nossa agenda : POF eopiloto da POF Simplificada. PNAD Contínua - as diferenças conceituais mais fundamentais com a PME e com a PNAD Contínua. Primeiras notícias do teste da PNAD Contínua e do Uso do Tempo. Uma proposta de questionário sobre migração para teste no âmbito do teste da PNAD Contínua.

10 SIPD Contatos com usuários e desdobramentos relevantes para o planejamento do SIPD

11 O Comitê de Estatísticas Sociais - portaria interministerial Composição Coordena Comitê Gestor e exerce Secretaria Executiva

12 O Comitê de Estatísticas Sociais Estatísticas Sociais objetos do Comitê de Estatísticas Sociais Resultam das seguintes fontes de dados: Censos Pesquisas Domiciliares Pesquisas não domiciliares - Sociais e Econômicas Registros Administrativos Foram realizadas, em 2009, diversas reuniões do Comitê Gestor (delineamento estratégico) e do Grupo Executivo (realização das orientações do Comitê Gestor).

13 O Comitê de Estatísticas Sociais Em andamento Documentação das pesquisas do IBGE e das bases de dados produzidas pelos ministérios iitéi participantes, tii t segundo modelo dl de documentação proposto no projeto Banco de Metadados do IBGE. Identificação das lacunas dessas bases de dados. Preparação do espaço no site do IBGE para os documentos produzidos no Preparação do espaço no site do IBGE para os documentos produzidos no âmbito do Comitê.

14 O Comitê de Estatísticas Sociais Próximos passos Análise das lacunas dessas bases de dados; Geração de recomendações para aprimoramento das bases; Organização de demandas para o SIPD; Disponibilização das informações na página do IBGE, com permanente atualização. Workshops para identificar processos similares no âmbito internacional. Workshops nacionais, com a participação de outros Ministérios e áreas interessadas.

15 O Comitê de Gênero e Uso do Tempo Participantes Secretaria de Políticas das Mulheres (coordenação); IBGE; IPEA; UNIFEM; OIT. Principais reflexos no SIPD/pesquisas domiciliares Teste do Uso do Tempo; Suplemento PNAD 2009 Vitimização e Justiça (também, convênio do IBGE com o Conselho Nacional de Justiça); Documentação e identificação de lacunas em Registros Administrativos de outros ministérios sob o enfoque de gênero; A organização das informações da Central 0800 e pesquisa em discussão.

16 A Pesquisa Nacional de Saúde Ministério da Saúde criou grupo de trabalho para a discussão de produção regular de Pesquisa Nacional de Saúde Especialistas estão discutindo conteúdo requerido, com participação de especialistas do IBGE. IBGE propõe, em princípio, pesquisa solteira que deverá substituir o suplemento Saúde da PNAD Uma vez avançadas as discussões, certamente a proposta de pesquisa será trazida a esse fórum.

17 Censo Demográfico 2010 Acompanhamento e estudo das demandas apresentadas ao Censo 2010 Identificação das demandas e do formato com que deverão ser atendidas no âmbito do Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares As Classificações de Atividades e Ocupações versões para as pesquisas domiciliares.

18 SIPD Participações em fóruns internacionais e aspectos relevantes para o planejamento do SIPD

19 Nações Unidas - grupo de especialistas 40 ª Sessão da Comissão de Estatísticas das Nações Unidas Tema: Alcance das Estatísticas Sociais Principais reflexões do grupo de especialistas É considerado que seria uma vantagem ter um marco bem elaborado, coerente e homogêneo para a elaboração de estatísticas sociais.

20

21 Nações Unidas - grupo de especialistas Temas O marco pode ser definido como conjuntos de dados estatísticos sociais unificados por metodologias comuns, que abordem os seguintes aspectos fundamentais essenciais. População - Família e Comunidade - Saúde - Educação e capacitação - População Família e Comunidade Saúde Educação e capacitação Trabalho - Recursos Econômicos (Rendimentos, consumo) - Habitação - Vitimização e Justiça - Cultura e recreação

22 Nações Unidas - grupo de especialistas Abordar temas emergentes tais como Pobreza Infantil - Criminalidade, classificação de delitos - Privações - Desvantagens Econômicas - Migração - Comércio de pessoas - Qualidade da Educação - Transferências Sociais i em espécie - violência i contra a mulher - exclusão social (Uso de Tecnologias da Informação e Comunicação - importância é destacada)

23 Nações Unidas - grupo de especialistas Plano de Ação Internacional para as Estatísticas Sociais i Proposta é inventariar: Normas e diretrizes internacionais existentes em cada uma das áreas das estatísticas sociais. A disponibilidade de estatísticas sociais em nível global, incluídas as medições de qualidade. Atividades estatísticas e metodológicas em curso sobre as estatísticas sociais.

24 A participação em fóruns internacionais Mercosul e Comunidade Europea Grupos de Trabalho: Trabalho e distribuição de rendimentos Pobreza Economia não observada Desenho de Sistema Estatístico tí ti do Mercosul Troca de experiências, discussões com profundidade d d técnica, consultorias, comparações metodológicas e propostas para harmonização. Em particular ver publicação elaborada no âmbito do GT Trabalho e Rendimentos g (projetos e entidades) PNAD Contínua se beneficiou diretamente dessa discussões POFs e discussões de Pobreza, ademais de rendimentos Desenho temático do SIPD

25 A participação em fóruns internacionais Trabalho Decente, Qualidade do trabalho e subutilização da mão de obra Participação em eventos relacionados aos temas promovidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego, OIT do Brasil, Comunidade Européia, OIT-Genebra. eb Todos esses temas se relacionam, a Direção de Estatísticas da OIT- Genebra, em cumprimento ao estabelecido na XVIII CIET (nov-dez 2008), está formalizando grupo de países para o tema subutilização da mão de obra que terá por objetivos: Definir indicador composto ou série de indicadores que complementem poder explicativo do indicador desocupação; Relacionar l i esse tema com trabalho decente e qualidade d do trabalho; Indicar aprimoramento das recomendações referentes a população economicamente ativa, ocupação, desocupação.

26 SIPD Onde buscar informação atualizada sobre o projeto e Metas

27 SIPD

28 SIPD

29 SIPD Grandes metas 2010 Finalizar desenho de conteúdo temático para o SIPD; Analisar resultados dos testes da POF Contínua e da PNAD Contínua, com a proposição p e construção de estimadores Implantarp PNAD Contínua (produção 2011 e 2012 simultânea PNAD e PME) Estabelecer a estrutura de trabalho para atender a Amostra Mestra e todo o SIPD. Realizar a ECINF em 2011 Trata-se de lacuna importante no nosso programa regular atual Iniciar implantação da POF Contínua Realizar discussão) piloto da Pesquisa Nacional de Saúde em 2012 (em Visando a sua implementação para realizar pesquisa quinquenal em 2013 (em discussão).

30 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD Próximas divulgações

31 PNAD 2008 Suplementos e divulgações Pesquisa Especial sobre Tabagismo Dados divulgados em novembro de 2009 Acesso a Internet Dados divulgados em dezembro de 2009 Saúde Divulgação prevista para março de 2010

32 PNAD 2009 Suplementos e divulgações Questionário Básico Divulgação prevista para setembro de 2010 Segurança Alimentar ntacesso a Internet Divulgação prevista para novembro de 2010 Vitimização e Justiça Divulgação prevista para dezembro de 2010

33 Obrigada!!!

Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD. Oitavo fórum com usuários Rio de Janeiro, 09 de julho de 2010

Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD. Oitavo fórum com usuários Rio de Janeiro, 09 de julho de 2010 Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD Oitavo fórum com usuários Rio de Janeiro, 09 de julho de 2010 SIPD resposta para as seguintes questões Otimizar recursos frente à demanda crescente Assegurar

Leia mais

As ações estratégicas relacionadas com a implementação do Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares - SIPD

As ações estratégicas relacionadas com a implementação do Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares - SIPD As ações estratégicas relacionadas com a implementação do Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares - SIPD 6o. Fórum do SIPD Rio de Janeiro, 10 de julho de 2009 SIPD - motivações O SIPD é a resposta

Leia mais

Informes Gerais. e Comentários sobre a. PNAD Contínua Trabalho e Rendimento

Informes Gerais. e Comentários sobre a. PNAD Contínua Trabalho e Rendimento Informes Gerais e Comentários sobre a PNAD Contínua Trabalho e Rendimento 4º Fórum SIPD Rio de Janeiro 30 de junho de 2008 Informes gerais sobre as Pesquisas Domiciliares por Amostra Os fóruns do SIPD

Leia mais

18a. Conferência Internacional de Estatísticos do Trabalho. Organização Internacional do Trabalho - OIT Genebra 24/11 a 05/12

18a. Conferência Internacional de Estatísticos do Trabalho. Organização Internacional do Trabalho - OIT Genebra 24/11 a 05/12 18a. Conferência Internacional de Estatísticos do Trabalho Organização Internacional do Trabalho - OIT Genebra 24/11 a 05/12 As Conferências Internacionais de Estatísticos do Trabalho - CIETs Reuniões

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Paulo Bernardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE Presidente Eduardo Pereira Nunes

Leia mais

Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD

Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento Textos para discussão Diretoria de Pesquisas

Leia mais

Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD Variáveis do Núcleo Básico do SIPD e Rendimentos

Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD Variáveis do Núcleo Básico do SIPD e Rendimentos Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares SIPD Variáveis do Núcleo Básico do SIPD e Rendimentos Oitavo fórum com usuários Rio de Janeiro, 09 de julho de 2010 Objetivos da apresentação Abrir discussão

Leia mais

Declaração de Brasília sobre Trabalho Infantil

Declaração de Brasília sobre Trabalho Infantil Declaração de Brasília sobre Trabalho Infantil Nós, representantes de governos, organizações de empregadores e trabalhadores que participaram da III Conferência Global sobre Trabalho Infantil, reunidos

Leia mais

Comitê de Estatísticas Sociais. Estágio Atual e Desdobramentos

Comitê de Estatísticas Sociais. Estágio Atual e Desdobramentos Comitê de Estatísticas Sociais Estágio Atual e Desdobramentos 09/07/2010 O Comitê de Estatísticas Sociais CES, e sua Composição O Comitê de Estatísticas Sociais - CES, criado através da Portaria Interministerial

Leia mais

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal

Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministério das Comunicações Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD Suplementar 2013 Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular

Leia mais

Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros

Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros Pessoas com Deficiência nos Censos Demográficos Brasileiros Alicia Bercovich IBGE VI Fórum Senado Debate Brasil Convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência Painel 2: Quem são, onde estão,

Leia mais

Esboço da proposta para gestão nos cinco anos

Esboço da proposta para gestão nos cinco anos Apresentação do primeiro esboço das propostas de atividades a serem desenvolvidas ao longo dos cinco anos previstos para seu desenho e execução. Proposta de estrutura de redação e disseminação dos documentos

Leia mais

O Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares - SIPD

O Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares - SIPD O Sistema Integrado de Pesquisas Domiciliares - SIPD Coordenação de Trabalho e Rendimento Palavras-chave: Amostra Mestra; Harmonização; Pesquisas Domiciliares. Resumo Ao longo dos últimos anos, o Instituto

Leia mais

26/4/2012. Inquéritos Populacionais Informações em Saúde. Dados de Inquéritos Populacionais. Principais Características. Principais Características

26/4/2012. Inquéritos Populacionais Informações em Saúde. Dados de Inquéritos Populacionais. Principais Características. Principais Características Inquéritos Populacionais Informações em Saúde Dados de Inquéritos Populacionais Zilda Pereira da Silva Estudos de corte transversal, únicos ou periódicos, onde são coletadas informações das pessoas que

Leia mais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais patamar de um trilhão Em ano atípico, o PIB do Estado de São apresentou redução real em 2009, mas ampliou sua participação no PIB brasileiro. Em 2009, o PIB, calculado pela Fundação Seade em parceria com

Leia mais

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 INFORME

Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 INFORME Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009 INFORME 4º Fórum SIPD Rio de Janeiro 30 de junho de 2008 Objetivos Investigar os Orçamentos Familiares combinados com outras informações sobre as Condições de

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI Objetivos Assegurar que os esforços despendidos na área de informática sejam consistentes com as estratégias, políticas e objetivos da organização como um todo; Proporcionar uma estrutura de serviços na

Leia mais

Planos de Logística e Contratações Sustentáveis

Planos de Logística e Contratações Sustentáveis Planos de Logística e Contratações Sustentáveis Jhéssica Cardoso Brasília, 5 de fevereiro de 2015 Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Elaborando Planos de Gestão de Logística Sustentável

Leia mais

Analise Preliminar do Teste da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - 2009

Analise Preliminar do Teste da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - 2009 Analise Preliminar do Teste da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - 2009 Resultados sobre os temas: ü Próprio Consumo ü Trabalho Voluntário ü Afazeres Domésticos ü Cuidado de Pessoas

Leia mais

PNAD Contínua. Definições Conceituais

PNAD Contínua. Definições Conceituais PNAD Contínua Definições Conceituais 6º Fórum SIPD Rio de Janeiro 10 de julho de 2009 PNAD Contínua A PNAD Contínua é a Pesquisa que integra a PNAD e a PME Objetivos Produzir informações básicas para o

Leia mais

Proposta Grupo de Trabalho. Estatísticas da Agropecuaria

Proposta Grupo de Trabalho. Estatísticas da Agropecuaria Proposta Grupo de Trabalho, Estatísticas da Agropecuaria Sexta reunião Conferencia Estatística das Américas da CEPAL Republica Dominicana, Novembro, 2011 Estado da China 17.09.2010 Antecedentes A Estratégia

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR 1. Breve Histórico do Projeto de Cooperação Técnica

Leia mais

Cooperação científica e técnica e o mecanismo de intermediação de informações

Cooperação científica e técnica e o mecanismo de intermediação de informações Página 144 VIII/11. Cooperação científica e técnica e o mecanismo de intermediação de informações A Conferência das Partes, Informando-se sobre o relatório do Secretário Executivo sobre as atividades do

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011

TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011 Objeto da contratação Consultor sênior Título do Projeto Projeto BRA 07/010 Designação funcional Duração do contrato Consultoria por produto 04 meses Data limite para envio

Leia mais

Engajamento com Partes Interessadas

Engajamento com Partes Interessadas Instituto Votorantim Engajamento com Partes Interessadas Eixo temático Comunidade e Sociedade Principal objetivo da prática Apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de relacionamento com as partes interessadas,

Leia mais

TÓPICOS QUE ORIENTAM A JUSTIFICATIVA PARA A DEMANDA (PROINFÂNCIA, CONSTRUÇÃO DE QUADRA COBERTA E COBERTURA DE QUADRA EXISTENTE)

TÓPICOS QUE ORIENTAM A JUSTIFICATIVA PARA A DEMANDA (PROINFÂNCIA, CONSTRUÇÃO DE QUADRA COBERTA E COBERTURA DE QUADRA EXISTENTE) TÓPICOS QUE ORIENTAM A JUSTIFICATIVA PARA A DEMANDA (PROINFÂNCIA, CONSTRUÇÃO DE QUADRA COBERTA E COBERTURA DE QUADRA EXISTENTE) 1. Conceito Trata-se de elaboração de documento que busca demonstrar a necessidade

Leia mais

Como o TCU vem implantando a governança de TI

Como o TCU vem implantando a governança de TI Como o TCU vem implantando a governança de TI Assessoria de Segurança da Informação e Governança de TI - Assig - Marisa Alho Chefe de Assessoria Assessoria de Segurança da Informação e Governança de TI

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

EXEMPLO DE PLANEJAMENTO PARA O PROCESSO DE CAPACITAÇÃO DE MONITORES DO PST

EXEMPLO DE PLANEJAMENTO PARA O PROCESSO DE CAPACITAÇÃO DE MONITORES DO PST EXEMPLO DE PLANEJAMENTO PARA O PROCESSO DE CAPACITAÇÃO DE MONITORES DO PST Apresentação Este exemplo de planejamento do processo de capacitação dos monitores do PST deve servir como uma proposta inicial

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades do TC 50 - Qualidade do Sistema Único de Saúde - QUALISUS,

Leia mais

Modelo de Plano de Ação

Modelo de Plano de Ação Modelo de Plano de Ação Para a implementação da Estratégia Multimodal da OMS para a Melhoria da Higiene das Mãos Introdução O Modelo de Plano de Ação é proposto para ajudar os representantes de estabelecimentos

Leia mais

A nova resolução da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para estatísticas de trabalho, ocupação e subutilização da mão de obra.

A nova resolução da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para estatísticas de trabalho, ocupação e subutilização da mão de obra. A nova resolução da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para estatísticas de trabalho, ocupação e subutilização da mão de obra São Paulo 10 de janeiro de 2014 O contexto e a motivação Resumo da

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Marcelo de Paula Neves Lelis Gerente de Projetos Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério das Cidades Planejamento

Leia mais

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA 16 a 20 de junho de 2014 CE154.R17 Original: inglês RESOLUÇÃO CE154.R17 ESTRATÉGIA PARA COBERTURA UNIVERSAL DE SAÚDE A 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO,

Leia mais

DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO

DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO Este roteiro de elaboração do Documento Técnico do Projeto tem por objetivo subsidiar a apresentação de propostas para desenvolvimento do Programa Luta pela Cidadania, que

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL RESOLUÇÃO SEPLAG no. xx/xxxx Disciplina o funcionamento das Comunidades de Prática CoPs no âmbito do Poder Executivo Estadual, vinculadas

Leia mais

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ

Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Resoluções nº 90 e nº 99 de 2009 CNJ Março COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - CGTIC 2 ÍNDICE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 3 Apresentação...

Leia mais

Banco Interamericano de Desenvolvimento. Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

Banco Interamericano de Desenvolvimento. Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO SUMÁRIO Página INTRODUÇÃO 3 1. ÁREA DE ATUAÇÃO 4 2. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS AO BNB 4 3. RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS 5

Leia mais

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS TERMOS DE REFERÊNCIA Versão 17/07/2012 No âmbito de um processo

Leia mais

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16

ANEXO IV - Configuração tecnológica exigida... 15 ANEXO V Ficha de Inscrição... 16 EDITAL DE SELEÇÃO SUMÁRIO 1. Apresentação... 01 2. Objetivo geral... 04 3. Objetivo específico... 04 4. Duração... 04 5. Público-alvo... 04 6. Critérios de seleção dos municípios... 04 7. Contrapartidas

Leia mais

Informações em Saúde. Dados de Inquéritos. Zilda Pereira da Silva

Informações em Saúde. Dados de Inquéritos. Zilda Pereira da Silva Informações em Saúde Dados de Inquéritos Populacionais Zilda Pereira da Silva Inquéritos Populacionais Estudos de corte transversal, únicos ou periódicos, onde são coletadas informações das pessoas que

Leia mais

Resolução CC-52, de 23-6-2004

Resolução CC-52, de 23-6-2004 Resolução CC-52, de 23-6-2004 ANEXO I Institui a Política e o Plano Estratégico de Uso de Software na Administração Pública Estadual O Secretário-Chefe da Casa Civil, na qualidade de Presidente do Comitê

Leia mais

Termo de Referência. Grupo Interministerial de Monitoramento e Avaliação do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Termo de Referência. Grupo Interministerial de Monitoramento e Avaliação do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas Ministério da Justiça Secretaria Nacional de Justiça Termo de Referência Grupo Interministerial de Monitoramento e Avaliação do II Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas 1. Grupo Interministerial

Leia mais

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO Introdução Escopo A Carta de Bangkok identifica ações, compromissos e promessas necessários para abordar os determinantes da saúde em

Leia mais

MODELO DE GESTÃO DO SISTAFE

MODELO DE GESTÃO DO SISTAFE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DO PLANO E FINANÇAS GABINETE DA MINISTRA Unidade Técnica da Reforma Da Administração Financeira do Estado - UTRAFE MODELO DE GESTÃO DO SISTAFE Maputo, 12 de Julho de

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 67. Planejamento Estratégico da PFDC

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 67. Planejamento Estratégico da PFDC PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 67 Planejamento Estratégico da PFDC Pessoa Idosa 2010 PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO 68 INTRODUÇÃO Tema: Pessoa Idosa A missão da Procuradoria

Leia mais

Qual a melhor técnica para auto-avaliação?

Qual a melhor técnica para auto-avaliação? técnicas Qual a melhor técnica para auto-avaliação? : Integração das ferramentas de auto-avaliação 1. Por meio de questionários aplicados às partes interessadas (docentes, discentes, funcionários e sociedade)

Leia mais

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais.

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 10/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

Proposta de Pacto Federativo pela Alimentação Adequada e Saudável: uma agenda para os próximos anos

Proposta de Pacto Federativo pela Alimentação Adequada e Saudável: uma agenda para os próximos anos Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional - CAISAN Secretaria-Executiva Proposta

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Educação Secretaria do Meio Ambiente Órgão Gestor da Política Estadual de Educação Ambiental

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Educação Secretaria do Meio Ambiente Órgão Gestor da Política Estadual de Educação Ambiental Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Educação Secretaria do Meio Ambiente Órgão Gestor da Política Estadual de Educação Ambiental PROJETO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL

49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 49 o CONSELHO DIRETOR 61 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL Washington, D.C., EUA, 28 de setembro a 2 de outubro de 2009 CD49.R10 (Port.) ORIGINAL:

Leia mais

Abordagens metodológicas na Elaboração de Planos Municipais de Saneamento Básico.

Abordagens metodológicas na Elaboração de Planos Municipais de Saneamento Básico. Seminário Política e Planejamento do Saneamento Básico na Bahia: Desafios e Perspectivas da Implementação Abordagens metodológicas na Elaboração de Planos Municipais de Saneamento Básico. Danilo Gonçalves

Leia mais

Fundação SEADE. www.seade.gov.br

Fundação SEADE. www.seade.gov.br Outubro de 0 N o Monitoramento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODMs Consulte A Fundação Seade disponibilizará, anualmente, as séries históricas do conjunto de indicadores dos ODMs

Leia mais

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor 2 Apresentando as etapas da Metodologia Tear de forma simplificada, esta versão resumida foi preparada para permitir um acesso rápido

Leia mais

AGENDA DE CURSOS E EVENTOS

AGENDA DE CURSOS E EVENTOS AGENDA DE S E EVENTOS 2015 AGENDA DE S E EVENTOS 2015 CATEGORIAS DE S Introdução à Governança Primeiro passo dentro da Governança Corporativa, os cursos de Introdução à Governança fornecem uma visão de

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 VISÃO GERAL Objetivo 1 - No âmbito da seção escoteira, apoiar a correta aplicação do método escoteiro, em especial as práticas democráticas previstas

Leia mais

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP 2014 PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP INTRODUÇÃO A Pró-reitoria de graduação (PROGRAD), a Câmara Central de Graduação (CCG), o Núcleo de Educação à Distância

Leia mais

Oficina O Uso dos Sistemas de Informação como Ferramentas de Gestão Local do SUAS

Oficina O Uso dos Sistemas de Informação como Ferramentas de Gestão Local do SUAS Oficina O Uso dos Sistemas de Informação como Ferramentas de Gestão Local do SUAS O Cadastro Único e a Gestão do SUAS: Essa ferramenta auxilia no processo de planejamento das ações socioassistenciais?

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Consulta Pública ESTRATÉGIAS

Consulta Pública ESTRATÉGIAS Plano Municipal de Educação PME Secretaria Municipal de Educação São Francisco do Sul Fórum Municipal de Educação Consulta Pública META 3: Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 006/2011 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: WEB O Projeto BRA/06/032 comunica que estará

Leia mais

Política Ambiental das Empresas Eletrobras

Política Ambiental das Empresas Eletrobras Política Ambiental das Empresas Eletrobras Versão 2.0 16/05/2013 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Princípios... 3 3 Diretrizes... 3 3.1 Diretrizes Gerais... 3 3.1.1 Articulação Interna... 3 3.1.2 Articulação

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE SONDAGEM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

QUESTIONÁRIO DE SONDAGEM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA ADJUNTA DE ENSINO SECRETARIA ADJUNTA DE PROJETOS ESPECIAIS QUESTIONÁRIO DE SONDAGEM DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO URE: ESCOLA:

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DO CEARÁ SECITECE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DO CEARÁ SECITECE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DO CEARÁ SECITECE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ UECE PROJETO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ

Leia mais

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

PODERJUD1CIÂRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS TERMO DE REFERÊNCIA

PODERJUD1CIÂRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS TERMO DE REFERÊNCIA PODERJUD1CIÂRIO TRIBUNAL DEJUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO TERMO DE REFERÊNCIA l. DO OBJETO CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA EM CLIMA ORGANIZACIONAL PARA ATUAR EM TODAS AS UNIDADES DO PODER JUDICIÁRIO

Leia mais

Estrutura de Governança Corporativa

Estrutura de Governança Corporativa Estrutura de Governança Corporativa Conselho de Administração Composto de nove membros, sendo dois independentes (sem vínculos com os acionistas signatários do acordo de acionistas, na forma da regulamentação

Leia mais

Ministério da Saúde Área Técnica de Saúde Mental Álcool e outras Drogas Miriam Di Giovanni Curitiba/PR - 12/11/2010

Ministério da Saúde Área Técnica de Saúde Mental Álcool e outras Drogas Miriam Di Giovanni Curitiba/PR - 12/11/2010 Saúde da População em Situação de Rua, com foco em Saúde Mental Consultório de Rua Ministério da Saúde Área Técnica de Saúde Mental Álcool e outras Drogas Miriam Di Giovanni Curitiba/PR - 12/11/2010 Saúde

Leia mais

II Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil

II Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil II Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil PMRG - Projeto Mudança do Referencial Geodésico RESUMO DOS PAINÉIS 1, 2 e 3 Perguntas: PAINEL 1: IMPACTOS NO MAPEAMENTO TOPOGRÁFICO SISTEMÁTICO Quais

Leia mais

OBJETO DA CONTRATAÇÃO

OBJETO DA CONTRATAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA Título do Projeto Designação funcional Tipo de contrato Duração do contrato Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia (F079) Consultora SSA 5 meses Data

Leia mais

O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE

O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE O Programa de Fortalecimento Institucional para a Igualdade de Gênero e Raça, Erradicação da Pobreza e Geração de Emprego - GRPE Marcia Vasconcelos - OIT Reunión de Especialistas Género, Probreza, Raza,

Leia mais

Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Gestão Participativa, SUStentabilidade e inovação. Brasília, 14 de abril de 2015

Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Gestão Participativa, SUStentabilidade e inovação. Brasília, 14 de abril de 2015 Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Gestão Participativa, SUStentabilidade e inovação Brasília, 14 de abril de 2015 Saúde Direito de todos e dever do Estado Art. 6º São direitos sociais a

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal

Acesso à Internet e Posse de Telefone Móvel Celular para Uso Pessoal Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto eiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Acesso

Leia mais

PROJETO de Documento síntese

PROJETO de Documento síntese O Provedor de Justiça INSERIR LOGOS DE OUTRAS ORGANIZAÇÔES Alto Comissariado Direitos Humanos das Nações Unidas (ACNUDH) Provedor de Justiça de Portugal Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 003/2014 PROGRAMA IPEA PESQUISA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 003/2014 PROGRAMA IPEA PESQUISA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 003/2014 PROGRAMA IPEA PESQUISA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL Contrato de Empréstimo de Cooperação Técnica nº 1841/OC-BR Projeto: Aperfeiçoamento

Leia mais

Mesa Redonda: Indicadores de Extrema Pobreza: tendências passadas e limites da sua validade e precisão estatística SAGI/MDS

Mesa Redonda: Indicadores de Extrema Pobreza: tendências passadas e limites da sua validade e precisão estatística SAGI/MDS Mesa Redonda: Indicadores de Extrema Pobreza: tendências passadas e limites da sua validade e precisão estatística Extrema pobreza no Brasil segundo diferentes fontes e instituições: tendências, convergências

Leia mais

2.10 Um Framework para Avaliação da Implantação do MR MPS em Grupos Cooperados de Empresas

2.10 Um Framework para Avaliação da Implantação do MR MPS em Grupos Cooperados de Empresas 2.10 Um Framework para Avaliação da mplantação do MR MPS em Grupos Cooperados de Empresas Rafael Prikladnicki (PUCRS) rafaelp@pucrs.br Odisnei Galarraga odisnei@swprocess.com.br Agenda 1. Contexto, objetivos

Leia mais

Estratégia: Articulação interinstitucional

Estratégia: Articulação interinstitucional CGDIS/DATASUS/SE/MS Antecedentes Sistemas, bases de dados e fontes de informação (saúde e outros setores) Disponibilidade na Internet Limitações: cobertura, qualidade, integração e comparabilidade Uso

Leia mais

WP Council 242/13 Add. 1

WP Council 242/13 Add. 1 WP Council 242/13 Add. 1 1 julho 2014 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 113. a sessão 22 26 setembro 2014 Londres, Reino Unido Atividades de rotina Programa de Atividades da Organização

Leia mais

Diagnóstico e proposta de avanços para construção do Diretório de Meios de Hospedagem e Ocupação Hoteleira

Diagnóstico e proposta de avanços para construção do Diretório de Meios de Hospedagem e Ocupação Hoteleira Diagnóstico e proposta de avanços para construção do Diretório de Meios de Hospedagem e Ocupação Hoteleira Palestrante: Pedro Aranzabal (Consultor Consórcio FGV/FIPE) Apresentação Objetivos: Diagnosticar

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes

PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes pág. 1 PLANO DE TRABALHO Rede Nacional de Jovens Líderes MISSÃO Somos uma rede nacional escoteira de

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

Contextos da Educação Ambiental frente aos desafios impostos. Núcleo de Educação Ambiental Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Contextos da Educação Ambiental frente aos desafios impostos. Núcleo de Educação Ambiental Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Contextos da Educação Ambiental frente aos desafios impostos pelas mudanças climáticas Maria Teresa de Jesus Gouveia Núcleo de Educação Ambiental Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

Composição: MS, MPS, MTE, Centrais Sindicais Confederações de empregadores. Constituída por meio da Portaria Interministerial nº 152

Composição: MS, MPS, MTE, Centrais Sindicais Confederações de empregadores. Constituída por meio da Portaria Interministerial nº 152 Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Política Nacional de Segurança e Saúde

Leia mais

Planos de Logística Sustentáveis (manhã)

Planos de Logística Sustentáveis (manhã) Planos de Logística Sustentáveis (manhã) Brasília, 17 de junho de 2015 Conteúdo Programático: Planos de Logística Sustentável: conceitos Conteúdo Mínimo Temas e Planos de Ação para PLS Etapas de elaboração

Leia mais

Perspectivas para a indústria farmacêutica brasileira, seus investimentos e suas pesquisas. Ministério da Saúde Brasília, 12 de agosto de 2015

Perspectivas para a indústria farmacêutica brasileira, seus investimentos e suas pesquisas. Ministério da Saúde Brasília, 12 de agosto de 2015 Perspectivas para a indústria farmacêutica brasileira, seus investimentos e suas pesquisas Ministério da Saúde Brasília, 12 de agosto de 2015 POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Define a assistência

Leia mais

Termo de Referência Grupos de Trabalho dos Indicadores Ethos 3ª Geração

Termo de Referência Grupos de Trabalho dos Indicadores Ethos 3ª Geração Termo de Referência Grupos de Trabalho dos Indicadores Ethos 3ª Geração O projeto A Terceira Geração dos Indicadores Ethos (IE-3) visa construir, por meio da criação de um espaço multistakeholder de troca

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS 1. Categorias profissionais que já compõem o SUAS RS: - Psicólogo - Assistente Social - Advogado - Educador Social - Nutricionista - Pedagogo - Enfermeiro - Estagiários - Supervisores e Coordenação - Técnico

Leia mais

QUALIFICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DE PROFESSORES DAS UNIDADES DE ENSINO NA ELABORAÇÃO DE PROGRAMAS FORMAIS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

QUALIFICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DE PROFESSORES DAS UNIDADES DE ENSINO NA ELABORAÇÃO DE PROGRAMAS FORMAIS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL QUALIFICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DE PROFESSORES DAS UNIDADES DE ENSINO NA ELABORAÇÃO DE PROGRAMAS FORMAIS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL MOHAMED HABIB* & GIOVANNA FAGUNDES** * Professor Titular, IB, UNICAMP ** Aluna

Leia mais

MECANISMOS PARA GOVERNANÇA DE T.I. IMPLEMENTAÇÃO DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MECANISMOS PARA GOVERNANÇA DE T.I. IMPLEMENTAÇÃO DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MECANISMOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza CICLO DA GOVERNANÇA DE TI O CICLO DA GOVERNANÇA DE TI O Ciclo da Governança de T.I. ALINHAMENTO

Leia mais