Manual do Credenciado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual do Credenciado"

Transcrição

1 Prezado Credenciado, Este Manual foi elaborado com o objetivo de disponibilizar informações sobre a Assistência Odontológica oferecida pelo Plano Suplementar de Saúde da ODONTOVIDA aos seus usuários e dependentes. A ODONTOVIDA está sempre cuidando da saúde bucal em todos os níveis de atenção, como a promoção, a preservação, a recuperação e a prevenção de doenças. Estabelecemos uma parceria com Profissionais e Clínicas Credenciadas e para a prestação dos serviços, os mesmos deverão fazê-lo necessariamente sob padrões éticos e de boa qualidade, obedecendo sempre às condições, aos critérios e aos preços acordados contratualmente. Agora você é um dos nossos parceiros. Vamos juntos participar do incremento da saúde bucal dos usuários da ODONTOVIDA. Atenciosamente, Sandoval Ribeiro Versão 01.0 Abril de 2012 Página 1

2 Item Pág. 1. Apresentação Credenciamento Assistência Odontológica Tabela de Procedimentos Odontológicos (Padrão TUSS) Cadastro de Credenciado Formatação do Contrato Atendimento Odontológico Autorização Prévia Identificação do Usuário Autorização de Atendimento Instruções de preenchimento das guias de tratamento GTO Situação Inicial Anamnese GTO Guia de Tratamento Odontológico GCP Guia Comprovante Presencial Utilização do Sistema Integrado de Atendimento Odontovida Pagamento Controle e Fiscalização Motivos de Glosa (Tabela) Alteração de Dados Cadastrais Descredenciamento Rescisão do Contrato Advertência Considerações Finais Canais de relacionamento 12 Versão 01.0 Abril de 2012 Página 2

3 1- APRESENTAÇÃO Este Manual do Credenciado Odontológico tem como objetivo orientar os profissionais e clínicas que fazem parte da rede credenciada da ODONTOVIDA sobre normas, rotinas, atendimentos, tabela de procedimentos, enquadramento de códigos, auditoria e pagamentos, complementando as informações constantes no Contrato de Prestação de Serviços. A Assistência Odontológica compreende um rol de procedimentos preventivos, curativos e de promoção da saúde bucal dos usuários da ODONTOVIDA em todas as especialidades da odontologia. A ODONTOVIDA é uma Operadora de planos odontológicos, regulamentada pela Lei 9656/98, registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, sob o número , com administração própria, envolvendo uma equipe de empregados, dentre eles um Odontólogo auditor; e independentes, os quais são Auditoria Externa, Consultoria em Saúde Suplementar, Sistema de Controle de Planos de Saúde e os serviços são prestados pela rede de credenciada. 2- CREDENCIAMENTO O profissional deverá preencher a Ficha de Cadastro de Credenciado levando-se em conta as orientações abaixo descritas: A prestação dos serviços somente poderá ser realizada após a formalização do Contrato de Prestação de Serviços entre a ODONTOVIDA e o profissional ou clínica. O serviço prestado pelo credenciado não implicará em hipótese alguma, no estabelecimento de vínculo empregatício ou de qualquer outra natureza entre o credenciado e a ODONTOVIDA. A ODONTOVIDA se obriga a divulgar a relação de profissionais e clínicas credenciadas entre seus usuários, tendo estes a inteira liberdade de escolher dentre aqueles o que melhor lhes convier ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA O Plano Odontológico ODONTOVIDA prevê abrangência de Grupo de Cidades e oferece coberturas aos seus beneficiários que serão realizadas nos consultórios particulares e nas clínicas, dentro das respectivas especialidades para as quais foram credenciados TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS (Padrão TUSS) A Tabela de Procedimentos compõe o rol de serviços previstos na Assistência Odontológica. Tem por finalidade estabelecer a remuneração e critérios de aplicação dos procedimentos odontológicos dos Planos odontológicos ODONTOVIDA, com valores fixados em moeda corrente. No credenciamento, o profissional deverá, após negociação junto ao representante da Operadora Odontovida, definir quais áreas de especialidade e procedimentos irá ofertar para os beneficiários do Plano de acordo com a tabela TUSS. Estes procedimentos deverão constar na Ficha de Cadastro de Credenciado CADASTRO DE CREDENCIADO. Após serem definidos os procedimentos dentro das especialidades que integram a tabela TUSS o profissional deverá preencher o restante dos dados constantes na Ficha de Cadastro de Credenciado, anexando todos os documentos solicitados. Versão 01.0 Abril de 2012 Página 3

4 2.4. FORMATAÇÃO DO CONTRATO: A partir dos dados contidos na Ficha de Cadastro de Credenciados, a Gerência Comercial da Operadora irá formatar o Contrato de Credenciamento que deverá ser assinado pelas partes e suas vias distribuídas e devidamente arquivadas. 3- ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO 3.1. AUTORIZAÇÃO PRÉVIA Avaliação técnica é realizada pelos Auditores Independentes ou pelo Odontólogo Auditor da ODONTOVIDA, que precede a realização dos procedimentos que forem indicados como necessária autorização. Essas autorizações deverão ser solicitadas através do Portal Corporativo ODONTOVIDA, via internet e o prazo para a liberação da senha de autorização é de aproximadamente 2 (dois) e no máximo 5 (cinco) dias úteis. Na necessidade ou indisponibilidade do credenciado ou clínica em utilizar o Portal Corporativo ODONTOVIDA, poderão utilizar a via fax, através da guia de procedimentos devidamente preenchida, fornecida pela operadora, pelo número (91) A ODONTOVIDA se exime do pagamento de procedimentos realizados sem a devida Autorização Prévia, ficando o Credenciado com o ônus de toda a despesa decorrente. A ODONTOVIDA pode, a seu critério e a qualquer momento, incluir a obrigatoriedade ou a dispensa de autorização prévia para procedimentos. Após a autorização prévia, os credenciados terão pleno direito de executar os procedimentos solicitados. Não haverá sistemicamente, necessidade de apresentação de comprovação inicial e final, podendo sê-lo feito aleatoriamente sem prévio aviso, quando a seu critério, a ODONTOVIDA entender indispensável IDENTIFICAÇÃO DO USUÁRIO No ato do atendimento é imprescindível a identificação do usuário, que se fará da seguinte forma: Apresentação do Cartão de identificação de Usuário ODONTOVIDA (figura abaixo), acompanhada de um documento oficial de identificação ou o contrato do plano de saúde também devidamente acompanhado por documento de identificação. Nos casos de dúvidas, o credenciado poderá entrar em contato com o SAC TISS da Odontovida (91) e solicitar informações sobre o beneficiário AUTORIZAÇÃO DE ATENDIMENTO A partir do momento em que o Beneficiário é devidamente identificado o Credenciado deverá verificar a situação de atendimento do mesmo. Para tanto o Credenciado poderá obter a informação de duas formas: a) Acessando o Portal Corporativo Odontovida e na a área de Credenciados, acessar os dados dos Beneficiários e verificar se o mesmo está autorizado a receber os serviços; b) Entrando em contato com a sede da administração da Odontovida e solicitar informações sobre o Beneficiário ( ); Versão 01.0 Abril de 2012 Página 4

5 Ao acessar o sistema, o Credenciado recebe a informação de que o Beneficiário está autorizado a ser atendido. O sistema então apresenta uma Senha de Autorização juntamente com a data de validade da mesma. Até a data indicada como validade da senha o Credenciado não precisará acessar o sistema para verificar a autorização de atendimento. Caso ocorra o fato do tratamento ultrapassar a data de validade, a cada visita do beneficiário, o Credenciado deverá acessar o sistema para certificar-se de que o beneficiário pode ser atendido ou não. Se o beneficiário não for autorizado, o Credenciado deverá informar a situação e orientar ao mesmo para que entre em contato com o SAC da Odontovida (91) para solucionar o problema INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS DE TRATAMENTO Uma vez autorizado o tratamento, o Credenciado deverá trabalhar basicamente com quatro formulários ou melhor, a operacionalização dos procedimentos de atendimento e registro de atendimento dos beneficiários do Plano Odontovida resume-se em quatro formulários que serão fornecidos pela Operadora: GTO Situação Inicial: Neste formulário, além das informações sobre identificação do credenciado e beneficiário constam informações sobre a situação da arcada dentária do beneficiário através do preenchimento do Odontograma Anamnese: Além destas informações, no verso do formulário GTO Situação Inicial, existe o formulário com os dados anamnéticos do beneficiário cujo preenchimento completo e assinado é peça obrigatória antes de qualquer tipo de atendimento. Este formulário possui a numeração seqüencial / oficial de registro de guias de atendimento GTO Guia de tratamento Odontológico O código desta guia deve ser copiado do formulário anterior GTO Situação inicial. Esta guia contém, além dos dados normais relativos à identificação das partes relacionadas ao atendimento, todos os detalhes da programação de tratamento do beneficiário. A exigência para este formulário é que o beneficiário ou seu responsável devidamente identificado, date e assine (não rubrica) cada um dos procedimentos que, por ventura, sejam completados. A GTO Situação inicial a Guia de Tratamento Odontológico e Guia Comprovante Presencial, têm a mesma finalidade, elaborar o plano de tratamento, autorizar procedimentos, comprovar presença do beneficiário na consulta e faturar os procedimentos odontológicos. Uma vez preenchido o formulário, o mesmo não poderá sofrer alterações no tocante ao plano de tratamento. Caso necessário, tais alterações de procedimentos já solicitados serão acordadas entre a ODONTOVIDA e o credenciado. No caso de inclusão de novos procedimentos, isto deverá ser feito em uma nova guia. Para isso, esta deverá conter no campo Número da Guia Principal, o número da guia a qual ela está ligada GCP Guia Comprovante Presencial Formulário de comprovação de presença do beneficiário na data da consulta. Estes formulários seguem o Padrão TIS. As guias TISS (Guias de Tratamento) são baseadas nos padrões da ANS. Sua apresentação e descrição documental sobre os eventos assistenciais realizados nos beneficiários e trocados entre o credenciado e a ODONTOVIDA é obrigatória e serão brevemente disponibilizadas no Portal Corporativo ODONTOVIDA. Para maiores informações sobre os formulários TISS, acessar a página da ANS no endereço UTILIZAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE ATENDIMENTO ODONTOVIDA Esta rotina permite que o credenciado efetue o registro de todas as guias via sistema. Um técnico da Odontovida procederá treinamento, acompanhamento e suporte na operação do sistema. Neste caso, o credenciado irá proceder da seguinte forma: Versão 01.0 Abril de 2012 Página 5

6 1) Recepção do beneficiário; 2) Autorização do atendimento; 3) Registro dos procedimentos programados; 4) Baixa nos procedimentos efetuados; 5) Impressão da Guia para que o beneficiário date e assine o serviço; 6) Solicitar registro da Guia de Comprovante Presencial ao Beneficiário; No final do período de faturamento, o credenciado deverá imprimir a capa de lote com todos os serviços já efetuados, juntar todas as guias assinadas e enviar o lote para as Contas Médicas da Odontovida; 4- PAGAMENTO Os pagamentos dos procedimentos realizados são efetuados mediante a apresentação das Guias de Procedimento Odontológico, manualmente seguindo o modelo padrão estabelecido pela ANS, denominado TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar. Será devido o pagamento de procedimentos realizados pelo Credenciado, desde que cumpridas às cláusulas contratuais, o Manual do Credenciado Odontológico, a Tabela Odontológica, o correto preenchimento da Guia TISS e as normas da ODONTOVIDA. Para fins administrativos e de auditoria foram estabelecidos limitadores, como: Prazo máximo para apresentação da guia odontológica = 60 dias após a conclusão do tratamento; Abandono de tratamento (paciente que não comparece para atendimento por um período superior a dois meses consecutivos, sem comunicação formal). Não será devido o pagamento de procedimentos: Preenchidos incorretamente ou com informações incompletas; Sem a(s) radiografia(s), quando exigida sua apresentação; Sem Autorização Prévia, quando exigida sua realização; Guia sem a assinatura do beneficiário e o carimbo do profissional assistente; Guia sem o devido preenchimento dos campos obrigatórios; Sem data ou data equivocada; Sem a documentação solicitada pela ODONTOVIDA. O preenchimento de documentos (procedimento odontológico e outros) não é remunerado ao credenciado. As guias de tratamento odontológico do padrão TISS são os modelos formais e obrigatórios de representação e descrição documental sobre os eventos assistenciais realizados no usuário e enviadas do credenciado para a ODONTOVIDA. Os formulários serão fornecidos pela Odontovida ao Credenciado. O pagamento é efetuado mediante a apresentação das guias de procedimento odontológico, devidamente preenchidas com os procedimentos executados e assinadas pelo beneficiário ou seu responsável e, ainda, pelo credenciado, sob carimbo. As guias de procedimento odontológico deverão ser encaminhadas à ODONTOVIDA para pagamento até o dia 15 do mês seguinte ao atendimento realizado, pois comprovam a realização do procedimento pelo Credenciado, e quantidade de guias enviadas. Versão 01.0 Abril de 2012 Página 6

7 Até o quinto dia útil do mês subseqüente após a apresentação da fatura será creditado o valor referente aos procedimentos realizados, por meio de crédito em conta de depósito do credenciado; Será enviado por o Demonstrativo de Pagamento modelo padrão da ANS que estarão listados as guias e os respectivos valores pagos no mês, glosas, motivos de glosa e retenção de impostos. A ODONTOVIDA fará o desconto dos impostos previstos em lei. A falta de dados, assinatura do empregado ou de seu representante autorizado, ou ainda, incorreções no preenchimento da documentação implicará na devolução das guias entregues pelo credenciado, para serem providenciados os acertos necessários. As cobranças que estiverem em desacordo com os parâmetros estabelecidos na tabela adotada, cuja especificação ou quantidade for considerada anormal, ou ainda que não venham acompanhadas das autorizações prévias, senhas e justificativas necessárias, quando for o caso, serão glosadas. As reapresentações das glosas poderão ser efetuadas até, no máximo, 90 (noventa) dias após a realização da ordem bancária de crédito. Os documentos e as cobranças deverão ser entregues nos escritórios da ODONTOVIDA ou encaminhados pelos Correios: ODONTOVIDA Planos Odontológicos Rua Euclides da Cunha, 21 Bairro Castanheira, Belém Pará CEP: É vedado ao credenciado cobrar diretamente do beneficiário quaisquer importâncias a título de pagamento de serviços prestados. IMPORTANTE: A COBRANÇA DOS SERVIÇOS DEVERÁ SER FEITA APENAS APÓS O FINAL DO TRATAMENTO REGISTRADO NA GTO, DEVIDAMENTE ASSINADO PELO BENEFICIÁRIO OU RESPONSÁVEL E PELO ODONTÓLOGO. HONORÁRIOS PROFISSIONAIS E PREÇOS DOS SERVIÇOS Os pagamentos dos honorários odontológicos serão feitos de acordo com o previsto na tabela da ODONTOVIDA. A ODONTOVIDA poderá, a qualquer tempo, efetuar alterações de valores, a fim de corrigir distorções e ajustar as tabelas às variações do mercado. As eventuais alterações, assim como as datas de vigência das mesmas, serão comunicadas, pela ODONTOVIDA, aos credenciados. 5- CONTROLE E FISCALIZAÇÃO Serão realizadas inspeções periódicas nas instalações dos credenciados, de forma a avaliar as condições técnicas e de funcionamento dos hospitais, clínicas e consultórios. Será objeto de constante acompanhamento, a qualidade dos serviços prestados, os níveis de utilização dos serviços bem como a observância às condições e às limitações estabelecidas para os atendimentos. Sempre que ocorram falhas e reclamações por parte dos usuários que possam vir a prejudicar o sistema, serão exigidos esclarecimentos e justificativas dos credenciados. Versão 01.0 Abril de 2012 Página 7

8 As eventuais irregularidades constatadas ou a tentativa de infração das condições aqui estabelecidas poderão determinar o imediato descredenciamento do profissional ou clínica, além de implicar, conforme o caso, no não pagamento do valor correspondente aos serviços, até que seja esclarecida a ocorrência. 6- MOTIVOS DE GLOSA Cód. Descrição 001 Número da carteira inválido 002 Solicitação Anterior à Inclusão do Beneficiário 003 Atendimento anterior à inclusão do Beneficiário 004 Atendimento após o desligamento do Beneficiário 005 Assinatura divergente 006 Assinatura do Titular / Responsável inexistente 007 Identificação do beneficiário não consistente 008 Beneficiário com data de exclusão 009 Beneficiário com atendimento suspenso 010 Data Validade da Carteira Vencida 011 Empresa do beneficiário suspensa / excluída 012 Família do Beneficiário com atendimento suspenso 013 Via de Cartão do Beneficiário Cancelada 014 Nome do titular inválido 015 Plano não existente 016 Outros 017 Quantidade de Guias informadas no Protocolo diferente das cadastradas 018 Valor total do protocolo diferente do valor total das guias 019 Atendimento fora da vigência do contrato com o credenciado 020 Número do CNES inválido 021 Código Prestador inválido 022 Admissão anterior à inclusão do credenciado na rede 023 CPF / CNPJ inválido 024 Credenciado não pertence à Rede Credenciada 025 Solicitação anterior à inclusão do Credenciado 026 Solicitação após o desligamento do Credenciado 027 Solicitante Credenciado não cadastrado 028 Assinatura / Carimbo do Credenciado inexistente 029 Atendimento / Referência fora da vigência do contrato do prestador 030 Credenciado não habilitado a realizar o procedimento 031 Especialidade não cadastrada 032 Especialidade não cadastrada para o prestador 033 Tipo Guia inválido 034 Não existe o Número Guia Principal informado 035 Item pago em outra Guia 036 Número da guia inválido 037 Guia já apresentada 038 Prestador executante não informado Versão 01.0 Abril de 2012 Página 8

9 039 Prestador contratado não informado 040 Guia com rasura 041 Guia sem assinatura e/ou carimbo do credenciado. 042 Guia sem data do ato cirúrgico. 043 Guia sem data do atendimento 044 Guia com código de serviço preenchido incorretamente. 045 Guia sem assinatura do assistido. 046 Identificação do assistido incompleta 047 Validade da guia expirada 048 Procedimento não autorizado 049 Não existe informação sobre a senha de autorização do procedimento 050 Não existe guia de autorização relacionada 051 Data de Validade da Senha é anterior a Data do Atendimento 052 Número da Senha informado diferente do liberado 053 Quantidade Serviço Solicitada acima da Autorizada 054 Solicitante não Informado 055 Data de validade da senha expirada 056 Procedimento não autorizado para o usuário 057 Solicitante não Cadastrado 058 Solicitante não habilitado 059 Solicitante suspenso 060 Serviço solicitado já autorizado 061 Serviço solicitado fora da cobertura 062 Especialidade não cadastrada para o Solicitante 063 Necessita pré-autorização da empresa 064 Procedimento odontológico não autorizado 065 Procedimento não autorizado, dente ausente 066 Urgência não aplicável 067 Reincidência no atendimento 068 Tipo de atendimento inválido ou não informado 069 Consulta não autorizada 070 Cobrança fora do prazo de validade 071 Cobrança de procedimento em duplicidade 072 Valor cobrado superior ao acordado em pacote 073 Valor apresentado a maior 074 Não existe valor para o procedimento realizado 075 Valor do serviço superior ao valor de tabela 076 Percentual de redução/acréscimo fora dos valores definidos em tabela 077 Procedimento inválido 078 Cobrança de procedimento não executado 079 Procedimento não autorizado 080 Cobrança de procedimento incluso no procedimento principal 081 Cobrança de procedimento que exige autorização prévia 082 Procedimento realizado pelo mesmo profissional, na mesma especialidade, no prazo Versão 01.0 Abril de 2012 Página 9

10 inferior ao estipulado sem justificativa. 083 O código cobrado é diferente do código autorizado 084 Serviço não contratado para o prestador 085 Quantidade cobrada diferente da realizada 086 Cobrança de procedimento/exame sem justificativa para realização ou com justificativa insuficiente. 087 Cobrança de procedimento/exame com data de autorização posterior à do atendimento. 088 Exame não autorizado 089 Cobrança de exame em quantidade incompatível com o procedimento/evolução clínica 090 Cobrança de procedimento incluso no procedimento principal 091 Cobrança de exame que exige autorização prévia 092 Cobrança de exame em quantidade acima da máxima permitida/autorizada 093 Cobrança de exame não compatível com a idade. 094 Cobrança de exame com ausência de resultado ou laudo técnico. 095 Exame cobrado não corresponde ao exame executado 096 Cobrança de exame ambulatorial com data de autorização posterior à do atendimento. 097 Exames não justificam caráter de urgência 098 Procedimento odontológico inválido 099 Cobrança de procedimento odontológico que exige autorização prévia 100 Cobrança de procedimento odontológico em quantidade acima da máxima permitida/autorizada 101 Cobrança de procedimento odontológico incluso no procedimento principal 102 Cobrança de procedimento odontológico não executado 103 Cobrança de procedimento não solicitado pelo cirurgião-dentista 104 Cobrança de procedimento odontológico não correlacionado ao relatório específico 105 Cobrança de procedimento odontológico com data de autorização posterior à do atendimento. 107 Evento sob análise técnica, aguardando liberação de confirmação para posterior pagamento 108 Evento restrito à especialistas 109 Procedimento cobrado não é igual ao executado 7- ALTERAÇÕES DE DADOS CADASTRAIS Para a correta identificação e agilidade no relacionamento com os credenciados, tanto por parte da ODONTOVIDA quanto pelos seus usuários, qualquer alteração dos dados cadastrais, tais como: endereço, telefone, conta de depósito, nome fantasia, razão social, responsável técnico, , entre outros dados, deve ser comunicada de imediato através do ou webmail no site coorporativo da Odontovida, seção CREDENCIADOS. No caso de Pessoa Jurídica, a alteração do corpo clínico deve ser comunicada à ODONTOVIDA, de imediato. Versão 01.0 Abril de 2012 Página 10

11 8- DESCREDENCIAMENTO O descredenciamento poderá ocorrer: A qualquer momento, por iniciativa de uma das partes, mediante comunicação por escrito; com antecedência mínima de 30 (trinta) dias, a partir da data da comunicação. Caso ocorram eventuais irregularidades ou tentativas de não cumprimento das normas e instruções, pode ainda a ODONTOVIDA determinar o não pagamento do valor correspondente aos serviços irregularmente prestados. 9- RESCISÃO DO CONTRATO POR JUSTO MOTIVO O contrato é rescindido por justo motivo na reincidência de descumprimento das cláusulas contratuais; na falta grave comprovada ou com propósito de auferir vantagem ilícita, mesmo que desses fatos não resultem prejuízos financeiros à ODONTOVIDA ou seus usuários. O contrato é denunciado, também, por justo motivo com antecedência de 30 (trinta) dias, nas seguintes situações: Paralisação dos serviços sem justa causa e prévia comunicação; Infração comprovada às normas sanitárias em vigor; Alteração do contrato social que prejudique a execução do objeto contratual; Liquidação extrajudicial, decretação de concordata ou falência; Fraudes ou dolos praticados e devidamente comprovados; Impedimento, obstrução ou embaraço para fins de realização de qualquer exame ou diligência necessária ao resguardo dos direitos das partes. 10- ADVERTÊNCIA A advertência é aplicada na comprovação de falta ou descumprimento de cláusulas contratuais, a exemplo das situações a seguir: Recusa ou mau atendimento aos beneficiários; Não cumprimento das condições contratadas; Não acatamento das orientações deste Manual; Irregularidades observadas pela ODONTOVIDA em conferência de faturas e relatórios; Não aceitação de acompanhamento do seu trabalho pela ODONTOVIDA ou auditoria designada. 11- CONSIDERAÇÕES FINAIS Muito embora as normas expressas neste Manual do Credenciado deverão ser seguidas integralmente, salientamos que sempre estaremos à disposição dos nossos parceiros credenciados para dirimir qualquer dúvida que por vezes possam ocorrer inclusive as que se referem o Contrato de Prestação de Serviços, modalidades de planos, emissão de guias, etc. O Portal Corporativo Odontovida abrigará todas as informações do seu cadastro, alteração, faturas e guias, sendo acessado através de login e senha fornecidos pela Operadora no momento do primeiro atendimento. Versão 01.0 Abril de 2012 Página 11

12 12- CANAIS DE RELACIONAMENTO Formulários e Manuais encontram-se disponíveis para download no Portal Corporativo Odontovida: Telefone/Fax: SAC (91) ou (91) O prazer de sorrir passa pelas suas mãos! Versão 01.0 Abril de 2012 Página 12

Glosas e negativas. Código da Mensagem. Grupo. Descrição da Mensagem

Glosas e negativas. Código da Mensagem. Grupo. Descrição da Mensagem Glosas e negativas Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão do Beneficiário no prestador

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros 1.1. Glosas, negativas e demais mensagens Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4

Manual do Prestador SEPACO. Saúde. ANS - n 40.722-4 Manual do Prestador Saúde o ANS - n 40.722-4 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Saúde, informando as características

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

Manual do Prevencionista

Manual do Prevencionista Manual do Prevencionista Sumário 1- Introdução 2- Instruções de atendimento 2.1- Identificação do beneficiário 2.2- Quanto ao tratamento 2.2.1- Etapas do atendimento 2.2.1.1- Situação atual 2.2.1.2- Fichas

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE

MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária - INFRAERO MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS E EVENTOS DE SAÚDE Brasília, Março de 2013 Versão 1.1 INSTRUÇÕES GERAIS Este MANUAL tem como objetivo orientar

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE

Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE Manual de Instruções ODONTOLOGIA CAMED SAÚDE AGOSTO/2014 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Orientações Gerais... 4 2.1 Entrega de guias... 4 2.2 Numeração de guias... 4 2.3 Pacotes - Autorização e cobrança...

Leia mais

MANUAL DE REGRAS E NORMAS OPERACIONAIS PARA CREDENCIAMENTO DE CIRURGIÕES-DENTISTAS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS

MANUAL DE REGRAS E NORMAS OPERACIONAIS PARA CREDENCIAMENTO DE CIRURGIÕES-DENTISTAS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS MANUAL DE REGRAS E NORMAS OPERACIONAIS PARA CREDENCIAMENTO DE CIRURGIÕES-DENTISTAS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS Este Manual faz parte integrante do Termo de Credenciamento firmado entre a SÃO FRANCISCO ODONTOLOGIA,

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 A ADMISSÃO DO BENEFICIÁRIO NO PRESTADOR OCORREU ANTES DA INCLUSÃO 1003 DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS ADMINISTRATIVAS PARA CREDENCIAMENTO DE CIRURGIÕES-DENTISTAS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS ADMINISTRATIVAS PARA CREDENCIAMENTO DE CIRURGIÕES-DENTISTAS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS ADMINISTRATIVAS PARA CREDENCIAMENTO DE CIRURGIÕES-DENTISTAS E CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS Este Manual faz parte integrante do Termo de Credenciamento e tem por finalidade

Leia mais

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006

1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1001 NÚMERO DA CARTEIRA INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1002 NÚMERO DO CARTÃO NACIONAL DE SAÚDE INVÁLIDO 16/11/2006 16/11/2006 1003 A ADMISSÃO DO BENEFICIÁRIO NO PRESTADOR OCORREU ANTES DA INCLUSÃO DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1

Manual do Prestador. Versão 1.0 Maio/2014. Manaus - Amazonas ANS Nº 38809-2 1 Manual do Prestador Versão 1.0 Maio/2014 Manaus - Amazonas 1 SUMÁRIO Apresentação... 3 1. Identificação do beneficiário...3 2. Atendimento ao beneficiário... 4 2.1. Requisitos para o atendimento... 4 2.2.

Leia mais

ODONTOLOGIA MANUAL DO PRESTADOR

ODONTOLOGIA MANUAL DO PRESTADOR Secretaria de Gestão do STF-Med Seção de Processamento de Despesas Odontológicas ODONTOLOGIA MANUAL DO PRESTADOR 1. ORIENTAÇÕES DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED Considerando a assinatura do Termo de Credenciamento

Leia mais

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO Este Manual tem por finalidade orientar os procedimentos de preenchimento da Web Guia do CREDENCIADO no atendimento aos beneficiários

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Jacqueline Torres Gerente Executiva. GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores

Lei nº 13.003/2014. Jacqueline Torres Gerente Executiva. GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores Lei nº 13.003/2014 Jacqueline Torres Gerente Executiva GERAR Gerência Executiva de Aprimoramento do Relacionamento entre Operadoras e Prestadores O porquê de uma nova lei O mercado de planos de saúde organiza-se

Leia mais

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM.

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Terapias 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

Manual do Credenciado ODONTOLOGIA

Manual do Credenciado ODONTOLOGIA Manual do Credenciado ODONTOLOGIA ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 4 1. Saúde CAIXA... 5 2. BENEFICIÁRIOS... 5 3. Convênio Pró-Saúde... 8 4. CREDENCIAMENTO... 8 Alteração de dados cadastrais... 8 Rescisão do Contrato

Leia mais

Manual de Orientação ao Prestador

Manual de Orientação ao Prestador Manual de Orientação ao Prestador ORIENTAÇÕES IMPORTANTES QUANTO AO PREENCHIMENTO DE GUIAS E AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS Com a intenção de melhorar a parceria entre o Plano Santa Casa Saúde, médicos,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

MANUAL RECURSO DE GLOSA

MANUAL RECURSO DE GLOSA MANUAL RECURSO DE GLOSA Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Recurso de Glosa no Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador, bem como estabelecer normas de atuação que facilitem

Leia mais

MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO

MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO MANUAL DE LISTA PRESENCIAL E CONFIRMAÇÃO DE ATENDIMENTO Este Manual tem por finalidade orientar o preenchimento do Novo Portal de Serviços de Atendimento ao Prestador na Confirmação de Atendimento e Lista

Leia mais

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência

Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Manual de Orientações Técnicas e Administrativas de Serviços em Check-up da Tempo USS - Serviços de Assistência Maio de 2011 1. Apresentação Apresentamos o Manual de Orientações Técnicas e Administrativas

Leia mais

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011

Cronograma Credenciados JAN, FEV e MAR 2011 Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2010. PASA/CE 032/10 Assunto: Manual do Credenciado Médico do PASA/Vale Prezado(a) credenciado(a), O PASA, visando a melhoria constante do seu fluxo de processamento de

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça TABELA DE ODONTOLOGIA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA INSTRUÇÕES DE FATURAMENTO 1. Deverão ser faturados ao STJ somente os tratamentos concluídos. 2. Quando a(s) perícia(s) for(em) obrigatória(s) para

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO

REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO REGULAMENTO DO AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO O presente instrumento estabelece as normas regulamentares do AUTO-ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO, destinado ao atendimento de Pessoas Jurídicas de direito público,

Leia mais

Horário: de 08:00 às 18:30h Segunda a Sexta-feira. Telefone: (32) 3215-0706

Horário: de 08:00 às 18:30h Segunda a Sexta-feira. Telefone: (32) 3215-0706 Prezado Usuário A UNIODONTO-JF sente-se honrada em tê-lo como cliente. Este Manual contém as informações necessárias para utilização do Sistema UNIODONTO. Leia-o com atenção e sempre o tenha à mão para

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 Consultório e SADT 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14

Leia mais

TABELA DE MENSAGENS GLOSAS

TABELA DE MENSAGENS GLOSAS TABELA DE MENSAGENS GLOSAS Grupo Elegibilida 1001 Número da carteira inválido Elegibilida 1002 Número do Cartão Nacional Saú inválido Elegibilida 1003 A admissão do Beneficiário no prestador ocorreu antes

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 389, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2015 (Em vigor a partir de 01/01/2016) Dispõe sobre a transparência das informações no âmbito da saúde suplementar, estabelece a obrigatoriedade da

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM

MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM MANUAL DE INSTRUÇÕES AO CREDENCIADO VOAM Versão 01/2013 XML 11 IDENTIFICAÇÃO VOAM VOLVO ODONTOLOGIA E ASSISTÊNCIA MÉDICA. Razão Social: VOLVO DO BRASIL VEÍCULOS LTDA. CNPJ: 43.999.424/0001-14 Registro

Leia mais

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA

CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA CONVÊNIO DE RECIPROCIDADE E COOPERAÇÃO TÉCNICA OFERTA DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ODONTOLÓGICA BELO DENTE FAMILIAR E INDIVIDUAL Registro Produto nº. 455.668/06-2. SINCOR-MG, Sindicato dos Corretores

Leia mais

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00

TISS 3.01.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS. 2. Material TISS 3.01.00. 3. Componentes da TISS 3.01.00 1. Divulgação 3.01.00 - CNU/ANS CARTILHA TISS 3.01.00 2. Material TISS 3.01.00 3. Componentes da TISS 3.01.00 4. Rotina Operacional Central de Atendimento Autorização 5. Rotina Operacional Contas Médicas

Leia mais

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014

PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS. Agosto/2014 PROCESSO ELETRÔNICO PADRÃO TISS Agosto/2014 PADRÃO DE TROCA DE INFORMAÇÕES NA SAÚDE SUPLEMENTAR Padrão TISS Histórico e Consulta Pública nº 43 Padrão TISS - Versão 3.0 3 Histórico RN 305 09/10/2012 - Termo

Leia mais

Por que criar um padrão?

Por que criar um padrão? Tópicos Abordados Por que padronizar O que regulamenta Prazos Responsabilidades Entendendo a norma Webservices Mensagens TUSS Demonstração de uso de Webservices TISS Por que criar um padrão? Para colocar

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA A FAEL E O POLO (NOME FANTASIA) CELEBRAM O PRESENTE TERMO VISANDO A ANTECIPAÇÃO DE VALORES, PARA UTILIZAÇÃO EXCLUSIVA EM MÍDIA, COMO

Leia mais

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29 TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO ODONTOLÓGICO PME + SAÚDE PME (NOVOS CLIENTES) ODONTOLÓGICO PME - CONTRATANDO SOMENTE O PLANO ODONTOLÓGICO 14,81 23,05 43,92 93,75 16,29 25,35 48,31 103,13 Saúde PME: O Valor

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Novembro de 2015

Lei nº 13.003/2014. Novembro de 2015 Lei nº 13.003/2014 Novembro de 2015 Informações Gerais 1173 operadoras com beneficiários cadastrados 72 milhões de beneficiários - planos de assistência médica e/ou planos odontológicos Receita bruta de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE CONSULTA Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Consulta... 06 IV Anexos......

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO GEAPFamília PARTICIPANTE

CONTRATO DE ADESÃO GEAPFamília PARTICIPANTE CONTRATO DE ADESÃO GEAPFamília PARTICIPANTE Contrato de adesão nº A GEAP Autogestão em Saúde, Fundação com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, qualificada juridicamente como

Leia mais

Registrado no 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Cidade de Ponta Grossa Estado do Paraná, sob o nº 143.698

Registrado no 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Cidade de Ponta Grossa Estado do Paraná, sob o nº 143.698 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA OPERAR, MANTER E ADMINISTRAR CARTEIRA DE COBRANÇA NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES EM SITE DE PROPRIEDADE DA REGULARIZA IMOVEIS E COBRANÇAS LTDA Registrado no 1º Cartório

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/ E O BANCO DO BRASIL S.A.. O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/,

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-PR N.º 191/2013.

RESOLUÇÃO CRM-PR N.º 191/2013. RESOLUÇÃO CRM-PR N.º 191/2013. Dispõe sobre a obrigatoriedade dos Contratos firmados entre as Operadoras de Planos de Saúde e os Médicos seguirem as Normativas da ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Leia mais

Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web

Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web Dúvidas Freqüentes: Autorizador Web 1. Como faço pedido de intercâmbio pelo autorizador? Acessando a página inicial do autorizador encontrará na barra de tarefas lateral a opção INTERCÂMBIO. Para intercâmbio,

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

Paciente: Pessoa física que venha a utilizar-se dos serviços da clínica quer seja uma consulta, um exame ou um procedimento.

Paciente: Pessoa física que venha a utilizar-se dos serviços da clínica quer seja uma consulta, um exame ou um procedimento. CADASTROS Efetuar Cadastros é a primeira providencia que se deve tomar ao se iniciar a operação com a plataforma clinicaonline, pois é nele que se concentrarão todos os parâmetros e informações sobre:

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Com o objetivo de tornar o processo de autorização, faturamento e pagamento dos atendimentos odontológicos mais eficiente, recomendamos a leitura completa e minuciosa

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7 Manual do Prestador Autogestão ANS - no 41.696-7 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Autogestão, informando as características

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO

GABINETE DO MINISTRO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 265, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2001 O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o disposto no art. 8º do Decreto nº

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO

ACORDO DE COOPERAÇÃO ACORDO DE COOPERAÇÃO DEFINE O ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO - CREA/ES, PARA CONCESSÃO

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Capítulo I Funcionamento O Sistema consiste em um acordo estabelecido entre as Operadoras de Plano de Saúde associadas à Abramge pelo qual se obrigam a prestar atendimento de urgência e emergência aos

Leia mais

MANUAL DO REFERENCIADO TISS

MANUAL DO REFERENCIADO TISS MANUAL DO REFERENCIADO TISS Prezado Referenciado, As instruções contidas neste Manual têm como principal objetivo, servir como guia para que os agentes integrantes do processo de faturamento e conciliação

Leia mais

Manual do Processo de Faturamento

Manual do Processo de Faturamento Manual do Processo de Faturamento Apresentação MV Sumário Processo de Faturamento 6 Leia-me primeiro... 6 Faturamento de... Convênios e Particular 8 Faturamento de Convênios... 8 Protocolar Documentação...

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

ÍNDICE. 2.1. Funcionalidades... 5

ÍNDICE. 2.1. Funcionalidades... 5 ÍNDICE 1. PRIMEIRO ACESSO AO SITE... 3 2. MAPA DO SITE... 4 2.1. Funcionalidades... 5 3. ENVIO DE COBRANÇAS ELETRÔNICAS... 5 3.1. Solicitações... 7 3.1.1. Internação... 7 3.1.2. Prorrogação... 8 3.1.3.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CABERGS PARA USO DO PADRÃO TISS/ANS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CABERGS PARA USO DO PADRÃO TISS/ANS MANUAL DE INSTRUÇÕES CABERGS PARA USO DO PADRÃO TISS/ANS Junho/2008 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 1.1. Instruções gerais... 3 2. Guias... 4 2.1. Guia tratamento odontológico - gto... 5 2.2. Guia de serviço

Leia mais

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS

Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar PADRÃO TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2014 ERRATA Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS. Padrão de Troca de Informações na Saúde Suplementar

Leia mais

Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS

Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2012 Aos Credenciados Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS Prezados(as)

Leia mais

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE A) APLICABILIDADE 1. Os presentes termos de uso são aplicáveis aos Usuários da INTERNET POOL COMÉRCIO ELETRONICO LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.491.113/0001-01,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA SGA Nº. 007/2011 DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS DE RECEBIMENTO, REGISTRO, TRAMITAÇÃO, CONTROLE E EXPEDIÇÃO DE DOCUMENTOS NA. Versão: 01 Aprovação: 13/06/2011 Ato de aprovação: 13/06/2011

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É REGULAMENTO DA PROMOÇÃO QUEM INDICA AMIGO É 1. DA REALIZADORA 1.1 Este instrumento tem como objetivo regulamentar as condições para participação dos Clientes Claro HDTV na Promoção Quem indica Amigo é,

Leia mais

CAPÍTULO 1.0 PADRÃO UNIMED CUIABÁ DE AUTORIZAÇÃO EMULADOR BIOMETRIA 5 CAPÍTULO 2.0 - COMO INICIAR O EMULADOR 5 CAPÍTULO 3.0 AUTORIZAÇÃO DE CONSULTA 8

CAPÍTULO 1.0 PADRÃO UNIMED CUIABÁ DE AUTORIZAÇÃO EMULADOR BIOMETRIA 5 CAPÍTULO 2.0 - COMO INICIAR O EMULADOR 5 CAPÍTULO 3.0 AUTORIZAÇÃO DE CONSULTA 8 1 2 SUMÁRIO CAPÍTULO 1.0 PADRÃO UNIMED CUIABÁ DE AUTORIZAÇÃO EMULADOR BIOMETRIA 5 CAPÍTULO 2.0 - COMO INICIAR O EMULADOR 5 CAPÍTULO 3.0 AUTORIZAÇÃO DE CONSULTA 8 CAPÍTULO 4.0 REIMPRIMINDO O EXTRATO DA

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS Contrato que entre si fazem, na melhor forma de direito, de um lado( nome da operadora), com sede na rua..., n o...,bairro..., em(nome da cidade), (Estado), inscrita

Leia mais

NUCLEBRÁS EQUIPAMENTOS PESADOS S/A. NUCLEP

NUCLEBRÁS EQUIPAMENTOS PESADOS S/A. NUCLEP NUCLEBRÁS EQUIPAMENTOS PESADOS S/A. NUCLEP PLANO SUPLEMENTAR DE SAÚDE PSS/ARH-2 5/8/2011 Vigência: 07/2011 Versão 02 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...4 2. CREDENCIAMENTO...4 2.1 Alteração de dados cadastrais...4

Leia mais

A proposta de adesão é preenchida pelo beneficiário principal, nos campos listados abaixo:

A proposta de adesão é preenchida pelo beneficiário principal, nos campos listados abaixo: Movimentações Cadastrais: Inclusões: TIPOS: Imediata: Movimentações recebidas fora do prazo de 25 a 30 dias antes do vencimento serão processadas, com aplicação de cobrança proporcional em fatura do mês

Leia mais

Saúde Online. Serviços Médicos / Faturamento

Saúde Online. Serviços Médicos / Faturamento Saúde Online Serviços Médicos / Faturamento Página 1 INDICE 1 Introdução Página 03 2 Acesso Página 03 3 Faturamento Eletrônico Página 03 4 Guia de Consulta Página 05 5 Guia SP/SADT Página 07 6 Guia de

Leia mais

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de TX DE IMPLANTAÇÃO: R$ 20,00 CONDIÇÕES: Crianças de 0 a 5 anos e adultos com mais de 58 anos, necessário avaliação médica ( marcado pela operadora ) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: CPF, RG ou Certidão de nascimento

Leia mais

Check list portal da Operadora Atualização: Validade:

Check list portal da Operadora Atualização: Validade: Capítulo 01 RN 16 Estabelece medidas normativas a serem adotadas pelas Operadoras de planos privados de assitistência à saúde, relativas aos materiais publicitários de caráter institucional. RN 16 1.1

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR Regulamento do Programa de Assistência Domiciliar aprovado pelo Conselho REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DOMILICIAR CAPITULO I DEFINIÇÕES GERAIS

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber?

PLANOS DE SAÚDE. O que é preciso saber? PLANOS DE SAÚDE O que é preciso saber? Queridos amigos, Estamos muito felizes por concluir a nossa segunda cartilha sobre direitos atrelados à saúde. Este trabalho nasceu com o propósito de levar informações

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO e o Banco UNIBANCO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Administração,

Leia mais

Divulgação Novo TISS 3.02.00

Divulgação Novo TISS 3.02.00 Manual TISS 3.0.00 Índice Tema Introdução Conteúdo e Estrutura Guia de Consulta Legenda Guia de Consulta Guia SP SADT Legenda Guia SP SADT Guia Solicitação de Internação Legenda Guia Solicitação de Internação

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 Dispõe sobre Instruções de Apresentação do Recurso Eletrônico de Glosas e revoga o 2º do art. 2º da Ordem de Serviço 09/2013 O Diretor de Saúde do Instituto de Previdência do

Leia mais

Manual de Orientação ao Beneficiário OdontoGroup. Prezado Beneficiário, Seja Bem-Vindo!

Manual de Orientação ao Beneficiário OdontoGroup. Prezado Beneficiário, Seja Bem-Vindo! Prezado Beneficiário, Seja Bem-Vindo! É uma honra para a OdontoGroup tê-lo como cliente. Afinal, são mais de 18 anos trabalhando para levar a você e à sua família uma das melhores e mais seguras coberturas

Leia mais

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014

ÍNDICE TISS versão 3.0 Implantação 31/05/2014 1 ÍNDICE 1. Visão Geral 3 2. O que é a TISS 3 3. Histórico da evolução do modelo 3 4. O que faz parte da TISS 4 5. Guias e demonstrativos 4 6. Plano de contingência 4 7. Guia de consulta 5 8. Guia de SP/SADT

Leia mais

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03 2011 Versão 03 Web Empresas Agemed Saúde S/A. Esse documento tem como objetivo orientar as empresas contratantes do plano de saúde Agemed a utilizarem o ambiente Web para realização de movimentações cadastrais

Leia mais

SISTEMA HILUM CONSULTÓRIOS

SISTEMA HILUM CONSULTÓRIOS SISTEMA HILUM CONSULTÓRIOS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - CONSULTÓRIOS A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO E INFORMAÇÃO DO COMÉRCIO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO E INFORMAÇÃO DO COMÉRCIO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO E PREENCHIMENTO DAS GUIAS ODONTOLÓGICAS PADRÃO TISS - Troca de Informações em Saúde Suplementar 1.

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO E PREENCHIMENTO DAS GUIAS ODONTOLÓGICAS PADRÃO TISS - Troca de Informações em Saúde Suplementar 1. Brasília DF, 31 maio 2008. Prezados (as) Crenciados (as), Elaboramos estas instruções utilização e preenchimento das guias, acordo com o padrão Troca Informações em Saú Suplementar (TISS), terminado pela

Leia mais

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO n 002/2015. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA (RS) E O BANCO DO BRASIL S.A. O MUNICÍPIO

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

Aprovação da Ficha de Tratamento Beneficiários Correios.

Aprovação da Ficha de Tratamento Beneficiários Correios. Aprovação da Ficha de Tratamento Beneficiários Correios. Requisitos Para acessar o sistema de aprovação de Ficha de Tratamento Eletrônica Correios é preciso ter instalado no computador um (Navegadores

Leia mais

Manual do Credenciado

Manual do Credenciado Manual do Credenciado Prezado (a) Credenciado (a), Este manual tem o objetivo de orientar e esclarecer as dúvidas relacionadas aos atendimentos prestados pelo credenciado aos beneficiários da Sermed Odonto.

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

UNIODONTO DUQUE DE CAXIAS INSTRUÇÕES OPERACIONAIS DO SISTEMA UNIODONTO - DUQUE DE CAXIAS

UNIODONTO DUQUE DE CAXIAS INSTRUÇÕES OPERACIONAIS DO SISTEMA UNIODONTO - DUQUE DE CAXIAS UNIODONTO DUQUE DE CAXIAS INSTRUÇÕES OPERACIONAIS DO SISTEMA UNIODONTO - DUQUE DE CAXIAS 1 Solicite ao usuário titular ou dependente do plano o CARTÃO UNIODONTO (Fig.01) acompanhado de um documento de

Leia mais