Alterações Orçamentárias

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alterações Orçamentárias"

Transcrição

1 Alterações Orçamentárias MARCONDES DA SILVA BOMFIM ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENMTO ABOP Slide 1

2 Oficina 12 - Alterações Orçamentárias Carga Horária: 08 Conteúdo: 1 Conceitos de Alterações Orçamentárias. 2 Créditos Adicionais: Classificação, Formas de Abertura, Fontes de Recursos e Execução. 3 Outras Alterações Orçamentárias: Classificação, Formas de Abertura. 4 Prazos legais para PL s e Decretos. 5 Portarias de Créditos: prazos de solicitação, situações especiais e tipos mais comuns de alterações orçamentárias. 6 O processo de solicitação de alterações orçamentárias, da solicitação à publicação.7 Exemplo de solicitação de crédito adicional: como verificar prazos, elaborar as justificativas e a memória de cálculo. Objetivo: Apresentar os elementos importantes na elaboração de uma solicitação de alteração orçamentária. Metodologia: Exposição dialogada com exemplos. Pré-requisito: Ter participado das seguintes oficinas: Oficina 11 Classificação da Despesa Orçamentária Oficina 13 Receita Orçamentária Oficina 8 Elaboração de Projeto de Lei Orçamentária PLOA. Público alvo: Servidores que trabalham nas áreas de planejamento, orçamento, finanças e controle. ABOP Slide 2

3 1.Conceitos sobre Alterações Orçamentárias Integração Planejamento, Orçamento, Execução FASE QUALITATIVA PL 2014 FASE QUANTITATIVA PL 2014 PREPARAÇÃO L2014 EXECUÇÃO L2014 Captação Proposta QUALITATIVA Validação QUALITATIVA Modificação e Validação QUALITATIVA PL PL PL Captação Proposta QUANTITATIVA Validação QUANTITATIVA Internalização Quali/Quant. Autógrafo Lei Modificação e Validação QUALITATIVA Modificação Proposta QUANTITATIVA Solic. Créditos Formalização PL Créditos PL PL Internalização Lei Créditos Distribuição de Fechamento Formalização Formalização Formalização Limites PL PL PL Lei Lei/Dec Créditos Efetivação no SIAFI Lei Efetivação no SIAFI Lei/Dec Créditos ABOP Slide 3

4 1.Conceitos sobre Alterações Orçamentárias Legislação Constituição Federal de 1988 Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 Lei nº , de 26 de dezembro de 2013 LDO-2014 Lei nº , de 20 de janeiro de 2014 LOA-2014 Portaria SOF nº 11, de 11 de fevereiro de 2014 Portaria SOF nº 10, de 11 de fevereiro de 2014 ABOP Slide 4

5 1.Conceitos de Alterações Orçamentárias Forma de modificar a Lei Orçamentária originalmente aprovada, a fim de adequá-la à real necessidade de execução. As Alterações Orçamentárias se dividem em: Créditos Adicionais e Outras Alterações Orçamentárias. ABOP Slide 5

6 1.Conceitos de Alterações Orçamentárias (cont.) Créditos Adicionais são autorizações de despesa não computadas ou insuficientemente dotadas na Lei de Orçamento: Suplementares, Especiais e Extraordinários (Lei nº 4.320/1964, arts. 40 e 41). Outras Alterações Orçamentárias: Troca de Fontes de Recursos, Alterações na Modalidade de Aplicação, no Identificador de Resultado Primário, no Identificador de Uso, no Identificador de Doações e Operações de Crédito e DE/PARA institucional. ABOP Slide 6

7 Classificação 2. Créditos Adicionais Suplementar Atender despesa insuficientemente dotada na LOA. Especial Atender despesa para a qual não existe na LOA dotação específica. Extraordinário (art. 165 CF) Atender despesa urgente e imprevisível (tais como guerra, calamidade pública ou comoção interna). ABOP Slide 7

8 2. Créditos Adicionais (cont.) Formas de Abertura Créditos Suplementares Decreto do Poder Executivo existência de autorização na Lei Orçamentária Anual. Projeto de Lei necessidade de autorização do Poder Legislativo (excede o limite autorizado na Lei Orçamentária Anual). ABOP Slide 8

9 2. Créditos Adicionais (cont.) Créditos Suplementares (cont.) Fonte de Recurso (art. 43 da Lei n o 4.320/1964) Superávit Financeiro próprias, convênios, doações, vinculadas e administradas Excesso de Arrecadação próprias, convênios, doações, vinculadas e administradas Cancelamento Parcial ou Total de Dotação Operação de Crédito Execução: Dentro do Exercício ABOP Slide 9

10 2. Créditos Adicionais (cont.) Créditos Especiais Forma de Abertura Somente por Projeto de Lei Fonte de Recurso (art. 43 da Lei n o 4.320/1964) Superávit Financeiro próprias, convênios, doações, vinculadas e administradas Excesso de Arrecadação próprias, convênios, doações, vinculadas e administradas Cancelamento Parcial ou Total de Dotação Operação de Crédito Execução: Pode ser reaberto no exercício seguinte (publicação - quatro últimos meses) ABOP Slide 10

11 2. Créditos Adicionais (cont.) Créditos Extraordinários Forma de Abertura: Medida Provisória Fonte de Recurso: Independe Execução: Pode ser reaberto no exercício seguinte (crédito publicado nos últimos quatro meses) ABOP Slide 11

12 3. Outras Alterações Orçamentárias (autorizadas na LDO ou LOA) Troca de Fontes de Recursos Conceito Remanejamento ou troca por superávit ou excesso de arrecadação de outra fonte, respeitadas as vinculações Forma de Abertura Portaria da SOF para as fontes dos orçamentos fiscal e da seguridade social (LDO-2014, art.38, 1º,inciso III, alínea a ), exceto RP 6 (emendas individuais) Portaria do DEST/MP para as fontes do Orçamento de Investimentos (LDO-2014, art.38, 1º, inciso II, alínea a ), exceto RP 6. ABOP Slide 12

13 3. Outras Alterações Orçamentárias (cont.) (autorizadas na LDO ou LOA) Alteração da Modalidade de Aplicação Forma de Abertura Alterações de modalidade são feitas diretamente no SIAFI. (LDO- 2014, art. 38, 3º) ABOP Slide 13

14 3. Outras Alterações Orçamentárias (cont.) (autorizadas na LDO ou LOA) Alteração dos Identificadores de Uso e de Resultado Primário Forma de Abertura Alteração de contrapartida nacional para recursos livres, ou de recursos financeiros para primários por PL (LDO-2014, art. 49) Remanejamento de recursos de contrapartida nacional para outras categorias de programação, também destinados a contrapartida - por Portaria da SOF (LDO-2014 art. 38, 1º, inciso III, a) Outros casos de alteração de Iuso (vedado para Iduso 6 Despesas com saúde) e IRP - Portaria da SOF Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social (LDO-2014, art. 38, 1º, inciso III, alínea a ) e Portaria DEST Orçamento de Investimento (LDO 2014, art. 38, 1º, inciso II, alínea a ) ABOP Slide 14

15 3. Outras Alterações Orçamentárias (cont.) (autorizadas na LDO ou LOA) Alteração de IDOC Forma de Abertura Não necessita de publicação. DE/PARA Institucional Conceito transpor, remanejar, transferir ou utilizar, total ou parcialmente, as dotações orçamentárias aprovadas na LOA-2014 e em seus créditos adicionais, em decorrência da extinção, transformação, transferência, incorporação ou desmembramento de órgãos e entidades, bem como de alterações de suas competências ou atribuições, mantida a estrutura programática, expressa por categoria de programação, podendo haver ajuste na classificação funcional (LDO-2014, art. 48). Forma de Abertura Decreto do Poder Executivo (LDO-2014, art. 48) ABOP Slide 15

16 3. Outras Alterações Orçamentárias (cont.) (autorizadas na LDO ou LOA) As alterações de fontes de recursos, modalidades de aplicação, IDUSO e RP poderão ocorrer quando da abertura (por Decreto) de créditos suplementares autorizados na LOA. (LDO-2014, art. 38, 2º) ABOP Slide 16

17 3. Outras Alterações Orçamentárias (cont.) (autorizadas na LDO ou LOA) As alterações em programações oriundas de emendas parlamentares individuais (RP 6) poderão ocorrer devido a impedimento legal, até o dia 20 de novembro, mediante autorização legislativa. Após esse prazo, a alteração deverá ocorrer mediante Decreto do Poder Executivo. ABOP Slide 17

18 Normatização anual de solicitação de alterações orçamentárias à SOF 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Dois Atos: - procedimentos e prazos para solicitação de alterações orçamentárias no exercício de Portaria SOF nº 11, de 11/02/2014; e - procedimentos a serem observados na abertura de créditos autorizados na Lei Orçamentária de 2014 pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário e pelo Ministério Público da União - Portaria SOF nº 10, de 11/02/2014. ABOP Slide 18

19 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Meio de Solicitação de Alterações Orçamentárias Utilização do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento (SIOP) para registro das solicitações. Cada Projeto de Lei será restrito a uma espécie de crédito adicional (LDO 2014, art. 39, 1º), de acordo com a codificação definida no Anexo da Portaria. ABOP Slide 19

20 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Prazos de Solicitação de Alterações Orçamentárias Prazos de Encaminhamento à SOF: I - Créditos dependentes de autorização legislativa - até o primeiro decêndio de abril e de setembro; II - Créditos autorizados na LOA até o primeiro decêndio de abril, de setembro e de novembro, e publicados até 15 de dezembro; Créditos Extraordinários - Não se aplica prazo ABOP Slide 20

21 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Aumento em Despesas Primárias Obrigatórias: Solicitações de créditos suplementares autorizados na LOA-2014 destinados a transferências constitucionais relativas a superávit financeiro apurado no Balanço Patrimonial do exercício anterior, pessoal e encargos sociais, Prazo Específico de Solicitação sentenças judiciais transitadas em julgado, benefícios ao servidor, benefícios previdenciários, benefícios assistências da LOAS, benefícios de legislação especial, anistiados políticos, abono salarial e seguro-desemprego. Excesso de arrecadação de receitas destinadas à: transferências por repartição de receita, Fundos Constitucionais de Financiamento N, NE, CO, FAT e complementa à atualização monetária do saldo do FGTS. EXCEPCIONALMENTE ATÉ 30 DE NOVEMBRO ABOP Slide 21

22 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Prazos e Forma: Encaminhamento de PL ao Congresso até 15 de outubro (LDO 2014, art. 39, 2º); sempre que possível consolidados por área temática definida pela Comissão Mista de Orçamento (LDO 2014, art. 39). Não se aplica a consolidação por área temática em créditos para atender: - despesas de pessoal e encargos sociais; - benefícios ao servidor - serviço da dívida; e - precatórios e sentenças judiciais transitadas em julgado, consideradas de pequeno valor. ABOP Slide 22

23 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Áreas temáticas (Portaria nº 5, art. 24 ): I - Infra-Estrutura MT, MC e MME II Saúde - MS III - Integração Nacional e Meio Ambiente MI e MMA IV - Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Esporte MEC, MinC, MCT e ME V - Planejamento e Desenvolvimento Urbano MP e MCid VI - Fazenda, Desenvolvimento e Turismo MF, MDIC e Mtur, EFU, O2C e RDPMF Encaminhamento de PL ao Congresso VII - Justiça e Defesa MJ e MD; VIII - Poderes do Estado e Representação PR, LeJu, MPU e MRE IX - Agricultura e Desenvolvimento Agrário MAPA, MDA e MPA; X - Trabalho, Previdência e Assistência Social MTE, MPAS e MDS ABOP Slide 23

24 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Situações Especiais a observar Créditos dos tipos 200 e 500 caso existam projetos, atividades, operações especiais ou subtítulos novos, o interessado deverá proceder ao seu cadastramento prévio de acordo com instruções constantes do SIOP. Vedação de suplementação da modalidade de aplicação 99 exceto para os tipos 600, 700, 910 e 920, se cancelada esta mesma modalidade; As metas de programações de créditos especiais e de benefícios ao servidor, em créditos suplementares, devem ser atualizadas. ABOP Slide 24

25 4. Encaminhamento de PL s e Decretos Situações Especiais a observar Controles específicos - créditos de pessoal e encargos sociais, serviço da dívida, precatórios e sentenças transitadas em julgado e benefícios aos servidores; Serão encaminhadas exclusivamente para essas finalidades, utilizando-se pedidos específicos do SIOP ABOP Slide 25

26 Situações Especiais a observar O encaminhamento das solicitações de créditos adicionais destinados ao pagamento de despesas decorrentes de liminares em mandado de segurança, cautelares ou antecipações de tutela, fica condicionado ao atestado da Consultoria Jurídica do respectivo Ministério supervisor quanto à força executória da ordem judicial, mediante Parecer exarado nos autos do Processo. ABOP Slide 26

27 Situações Especiais a observar Créditos adicionais à conta de excesso de arrecadação: devem ser acompanhados das reestimativas das receitas, efetuadas com base na arrecadação registrada no SIAFI e na tendência do exercício, de acordo com as reestimativas do SIOP; e as reestimativas serão bimestrais, nas avaliações da receita e despesa, e utilizarão a arrecadação registrada no SIAFI na base de projeção. Ajustes na reestimativa por solicitação do Órgão Setorial deverão ser encaminhados via SIOP. ABOP Slide 27

28 Situações Especiais a observar Créditos adicionais à conta de recursos de superávit financeiro, Observar: os valores atestados pelo órgão competente; a classificação por fonte de recursos; as vinculações das receitas do superávit; e os saldos das dotações no SIAFI em 31 de dezembro do ano anterior. ABOP Slide 28

29 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Autorizações Gerais Suplementação de até 20% da dotação do subtítulo na LOA (art. 4º, inciso I, alíneas a a e ) - Tipo 100 Remanejamento entre subtítulos do mesmo programa, em cada UO, até 30% do valor na LOA (art. 4º, inciso I e 1º) - Tipo 107 Remanejamento de recursos entre GND s 3, 4 e 5, no mesmo subtítulo sem limite (art. 4º, inciso II) Tipo 110 ABOP Slide 29

30 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Variação monetária ou cambial das operações de crédito em Subtítulos financiados por estas operações (art. 4º, inciso VII) - Tipo 150 Subtítulos aos quais possam ser alocados recursos de doações e/ convênios (art. 4º, inciso VIII) - Tipo 152 ABOP Slide 30

31 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Despesas de Pessoal -Reforço de dotações de pessoal e encargos sociais (art. 4º, inciso VI, alíneas a e b ) - Tipo 101 ABOP Slide 31

32 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Autorizações para instituições MEC (Fundaj, INES, IBC, CPII, Instituições Federais de Ensino Superior, Hospitais Universitários, da EBSERH, e das Instituições que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica) com superávit de receitas vinculadas; MCT (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FNDCT, das Instituições Científicas e Tecnológicas, assim definidas no art. 2º, inciso V, da Lei nº , de 2 de dezembro de 2004, e das instituições de pesquisa integrantes da administração direta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) com superávit de receitas vinculadas; ME (ações relacionadas aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 e à Copa do Mundo FIFA 2014, vinculadas à subfunção 811 Desporto de Rendimento), mediante superávit financeiro. (art. 4º, inciso XII, alíneas a, b e c ) Tipos 102 e 103. ABOP Slide 32

33 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Autorizações para instituições MinC (Agências Reguladoras do FNC, na categoria de programação específica do Fundo Setorial do audiovisual FCA, do Fundo de Universalização dos Serviços de Comunicações FUST e do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações - Funtel), mediante superávit financeiro, receitas próprias e reserva de contingência de recursos vinculados ; (art. 4º, inciso XXII, alíneas a, b e c ) Tipo 155. ABOP Slide 33

34 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Suplementação dos GNDs 3, 4 e 5, até o limite do saldo orçamentário de cada subtítulo apurado em 31 de dezembro de 2013, nos referidos GNDs, desde que para aplicação nos mesmos subtítulos em 2014, no âmbito: Ministério da Educação Ministério da Ciência e Tecnologia, concernentes às ações constantes das subfunções 571, 572, 573 e Desenvolvimento Científico, Desenvolvimento Tecnológico e Engenharia, Difusão do Conhecimento Científico e Tecnológico e Combustíveis Minerais, respectivamente; Ministério do Esporte, os constantes das ações relacionadas aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 e à Copa do Mundo FIFA 2014, vinculadas à subfunção 811 Desporto de Rendimento. (art. 4º, inciso XIV, alíneas a, b e c ) - Tipo 175 ABOP Slide 34

35 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Despesas Obrigatórias FUNDEB - suplementação da ação 0E36 Complementação da União ao FUNDEB (art. 4º, inciso XV, alíneas a, b e c ) - Tipo 156 Benefícios da Previdência (art. 4º, inciso X, alíneas a, b e c ) - Tipo 106 Despesas com abono salarial e segurodesemprego (art. 4º, inciso XVIII, alíneas a e b ) - Tipo 116 ABOP Slide 35

36 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Despesas Obrigatórias Benefícios assistenciais da Lei Orgânica de Assistência Social e Renda Mensal Vitalícia. (art. 4º, inciso XX, alíneas a e b ) Tipo 191 Benefícios de legislação especial (art. 4º, inciso XXI) Tipo 192 Pagamento de anistiados políticos nos termos da Lei nº , de 13 de novembro de 2002, e da Lei nº , de 19 de outubro de 2006, até o limite de 30% de cada subtítulo (art. 4º, inciso XXIV) - Tipo 195 ABOP Slide 36

37 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Benefícios ao Servidor Atendimento dos benefícios auxílio-alimentação ou refeição, assistência médica e odontológica, inclusive exames periódicos, assistência préescolar e auxílio-transporte, ou similares, a militares, servidores, empregados, e seus dependentes (art. 4º, inciso XVI) - Tipo 157 Assistência médica e odontológica a militares e seus dependentes à conta do excesso de arrecadação (art. 4º, inciso XXV) Tipo 158 ABOP Slide 37

38 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto PAC Remanejamento de dotações de subtítulos do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC, constantes da LOA-2012, identificadas com RP 3, até o limite de 30% do respectivo montante constante da LOA-2013 (art. 4º, inciso XVII) - Tipo 118 ABOP Slide 38

39 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Dívida Pública Atendimento de despesas com o serviço da dívida, inclusive refinanciamento (juros, encargos da dívida e amortização). (art. 4º, incisos V, alíneas a, b, c, d, e e f ) - Tipo 111 ABOP Slide 39

40 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Despesas Judiciais Atendimento de despesas com sentenças judiciais transitadas em julgado, inclusive daquelas consideradas de pequeno valor nos termos da legislação vigente e relativas a débitos periódicos vincendos. (art. 4º, inciso IV alíneas a, b, c, d e e ) - Tipo 112 ABOP Slide 40

41 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Equalização de Preços Agrícolas Ações destinadas à execução da Política de Garantia de Preços Mínimos, Formação e Administração de Estoques Reguladores e Estratégicos de Produtos e Agropecuários (art. 4º, inciso IX) - Tipo 153 ABOP Slide 41

42 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Partidos Políticos Suplementação da ação 0413 Manutenção e Operação de Partidos Políticos na UO Fundo Partidário (art. 4º, inciso XI alíneas a e b ) - Tipo 154 ABOP Slide 42

43 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Transferências Constitucionais e Legais a Estados, DF e Municípios aos Fundos Constitucionais FNO, FNE e FCO e ao FAT Complemento da atualização monetária do saldo FGTS (art. 4º, inciso III) - Tipo 160 ABOP Slide 43

44 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Organismos Internacionais Subtítulos das ações do Programa 0910 Operações especiais: Gestão da Participação em Organismos Internacionais limitado à 30% do subtítulo (art. 4º, inciso XIX, alíneas a, b e c ) Tipo 176. ABOP Slide 44

45 Autorizações para Créditos Suplementares por Decreto Emendas Individuais Remanejamento solicitado pelo autor decorrente de inviabilidade técnica, após procedimentos previstos na LDO (Art. 4º, incisos XXIX e XXX) Tipos 183 e 184. ABOP Slide 45

46 Créditos Suplementares Dependentes de Autorização Suplementação acima dos limites autorizados, ou não autorizados na LOA - Tipo 120 ABOP Slide 46

47 Créditos Especiais Inclusão de categoria de programação não contemplada na LOA (ação ou subtítulo/localizador). Tipo 200 ABOP Slide 47

48 Créditos Extraordinários Atender a despesas imprevisíveis e urgentes, como as decorrentes de guerra, comoção interna e calamidade pública. Tipo 500 ABOP Slide 48

49 Outras Alterações Orçamentárias Remanejamento de Fontes Troca de fontes entre dois subtítulos Tipo 600a Substituição de Fonte por superávit financeiro - Tipo 600b Substituição de Fonte por excesso de arrecadação de outra Fonte - Tipo 600b Alteração do Identificador de Uso IDUSO Tipo 600c Alteração de esfera orçamentária - Tipo 600d Tipo 600 ABOP Slide 49

50 Outras Alterações Orçamentárias Alteração de modalidade de aplicação - Tipo 610 Alteração do Ident. de Resultado RP - Tipo 700 Transposição de dotações de uma UO para outra (DE/PARA) em caso de reestruturação organizacional do Poder Executivo ou transferência de atribuições de um Órgão/ Unidade/Entidade para outro(a) - Tipo 920 Alteração de PO dentro do mesmo subtítulo Tipo 911 Criação de PO Tipo 912 ABOP Slide 50

51 5. Processo de Solicitação de Alterações Orçamentárias Fluxo Interno SOF Unidade Orçamentária Órgão Setorial SOF Analista SOF SIOP Análise da Solicitação Discussão Depto SOF É PAC? S Decisão SS/GEPAC Não aprovação N Aprovação GEPAC Justificativas Impacto Legalidade Informações Complementares Alteração tem impacto? N S Decisão Secretário /JEO Aprovação JEO Não aprovação Preparação da Documentação Correção Mérito Revisão e Legalidade Finalização Depto Secretário SOF ABOP Slide 51

52 5. Processo de Solicitação de Alterações Orçamentárias Fluxo Externo SOF SOF MP Presidência da República Congresso Nacional Secretaria Executiva Casa Civil Comissão Mista Consultoria Jurídica Consultoria Jurídica Plenário Presidência da República Parecer Casa Civil/PR e SOF/MP Publicação ABOP Slide 52

53 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional Situação: em decorrência da expansão da Universidade de Brasília-UnB, um novo prédio o Instituto de Ciências Biológicas foi construído, desafogando as demais dependências da área de saúde. Tal fato possibilitará a abertura de mais 200 vagas para a UnB, além das já previstas. 1) Questão: Há previsão orçamentária que supra esse crescimento? ABOP Slide 53

54 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) 2) Quanto custará essas vagas adicionais? Preciso de: Salas de aula: liberadas pela construção do novo prédio. Professores: existem professores com carga horária disponível para as novas turmas. Não haverá custo adicional. Materiais: R$ 250/mês/aluno = 246x12x100 = R$ Serviços: R$ 200/mês/sala = 200x12x2 = R$ Total dos recursos adicionais = R$ ABOP Slide 54

55 Órgão: Unidade: Ministério da Educação Fundação Universidade de Brasília Quadro dos Créditos Orçamentários R$ 1,00 Recursos de Todas as Fontes Programática Programa/Ação/Localização/Produto Funcional Esf GND RP Mod IU Fte Valor 1073 Brasil Universitário Funcionamento de Cursos de Graduação Funcionamento de Cursos de F Graduação no Distrito Federal - Aluno matriculado 3-ODC (unidade): ODC Acervo Bibliográfico Destinado às IFES e Hospitais de Ensino Acervo Bibliográfico Destinado F às IFES e Hospitais de Ensino - No Distrito Federal - Volume disponibilizado 4-INV (unidade): INV ABOP Slide 55

56 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) 3) Fazer o pedido: Informações a serem verificadas: Programação no Orçamento Valor do Crédito Memória de cálculo Limites para Abertura Fonte de financiamento Justificativas ABOP Slide 56

57 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) Informações a serem verificadas: Programação no Orçamento: sim Valor do Crédito: R$ 300 mil Memória de cálculo: como cheguei nesse valor. Fonte de financiamento: anulação parcial de dotação (remanejamento), excesso e sem indicação de recursos. Limites para Abertura: Suplementação de até 20% da dotação do subtítulo na LOA - Decreto ABOP Slide 57

58 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) Justificativas: 1) Necessidade da alteração orçamentária: Descrever a situação-problema, com as razões que deram origem à insuficiência de dotação orçamentária, incluindo a variação dos parâmetros atuais em relação aos originais, se for o caso. É o campo utilizado para convencer a autoridade superior da real necessidade do pedido. Deve compreender Por quê? ; Para quê? e Como? Em decorrência da expansão da Universidade de Brasília-UnB, um novo prédio o Instituto de Ciências Biológicas foi construído, desafogando as demais dependências da área de saúde. Tal fato possibilitará a abertura de mais 200 vagas para a UnB. No entanto, não há dotação orçamentária suficiente para esse crescimento. Será necessário incremento de recursos a fim de suprir o aumento quantitativo dos serviços e materiais para ampliar o acesso a mais 200 alunos ao ensino superior. ABOP Slide 58

59 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) Problema: Necessidade de Recursos Adicionais Justificativas (cont.): 2) Impacto do cancelamento de dotações: Demonstrar os efeitos dos cancelamentos de dotações propostos na execução da programação e o impacto no PPA, inclusive que não haverá pedido de recursos adicionais nestas dotações canceladas. Haverá anulação parcial da dotação na ação Acervo Bibliográfico Destinado às Instituições Federais de Ensino Superior e Hospitais de Ensino. Tal anulação será possível em decorrência da queda dos valores de vários volumes, o que possibilitou o remanejamento sem a alteração da meta. ABOP Slide 59

60 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) Problema: Necessidade de Recursos Adicionais Justificativas (cont.): 3) Consequências do não atendimento do pleito: (Apresentar as repercussões negativas no desenvolvimento das ações do órgão/unidade caso a alteração solicitada não seja atendida ou a seja parcialmente). O não atendimento do pleito invibializará a abertura de novas vagas ABOP Slide 60

61 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) Problema: Necessidade de Recursos Adicionais Justificativas (cont.): 4) Os reflexos do atendimento da demanda sobre o nível dos gastos de custeio do órgão e/ou da unidade orçamentária: (Demonstrar o efeito do atendimento da solicitação em relação ao nível do gasto fixo, indicando física e financeiramente o acréscimo). Considerando que o pleito visa às atividades de custeio, estes itens representam o próprio incremento no gasto fixo. Assim, o valor do presente pleito representa a repercussão questionada, inclusive para os anos vindouros, seja no aspecto financeiro, seja na meta de aquisição de produtos e serviços. ABOP Slide 61

62 6. Exemplo de Solicitação de Crédito Adicional (cont.) Problema: Necessidade de Recursos Adicionais Justificativas (cont.): 5) Outras informações consideradas relevantes. (outras informações que completam ou explicam os itens anteriores e ainda não abordadas). ABOP Slide 62

63 7. Exercício de Elaboração de Solicitação de Alteração Orçamentária ABOP Slide 63

64 Secretaria de Orçamento Federal - SOF Departamento de Programas da Área Econômica DECON Coordenador dos núcleos dos Ministérios da Defesa e Relações Exteriores Marcondes da Silva Bomfim Tel: (61) ABOP Slide 64

PORTARIA SOF N o 10, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. (publicada no DOU de 13/02/14, Seção I, página 103)

PORTARIA SOF N o 10, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. (publicada no DOU de 13/02/14, Seção I, página 103) PORTARIA SOF N o 10, DE 12 DE FEVEREIRO DE 201. (publicada no DOU de 13/02/1, Seção I, página 103) Estabelece procedimentos a serem observados pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, pelo Ministério

Leia mais

PORTARIA SOF N o 05, DE 30 DE JANEIRO DE 2012. (publicada no DOU de 01/02/2012, seção I, página 56)

PORTARIA SOF N o 05, DE 30 DE JANEIRO DE 2012. (publicada no DOU de 01/02/2012, seção I, página 56) PORTARIA SOF N o 05, 30 JANEIRO 2012. (publicada no DOU de 01/02/2012, seção I, página 56) Estabelece procedimentos e prazos para solicitação de alterações orçamentárias, no exercício de 2012, e dá outras

Leia mais

PORTARIA N o 15, DE 28 DE ABRIL DE 2015. (publicada no DOU de 29/04/15, Seção I, página 87)

PORTARIA N o 15, DE 28 DE ABRIL DE 2015. (publicada no DOU de 29/04/15, Seção I, página 87) PORTARIA N o 15, DE 28 DE ABRIL DE 2015. (publicada no DOU de 29/04/15, Seção I, página 87) Estabelece procedimentos a serem observados pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, pelo Ministério

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CONJUNTO Nº 5, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CONJUNTO Nº 5, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO CONJUNTO Nº 5, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014 Estabelece procedimentos e prazos para abertura de créditos adicionais, no âmbito da

Leia mais

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO CONCEITOS E PROCEDIMENTOS

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO CONCEITOS E PROCEDIMENTOS PROCESSO ORÇAMENTÁRIO CONCEITOS E PROCEDIMENTOS Novembro/2009 Secretaria de Orçamento Federal Novembro/2009 Instituição Ministério do Planejamento, Secretaria de Orçamento Federal DEPT. PROGR. INFRAESTRUT.

Leia mais

Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Maio de 2010

Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Maio de 2010 CAPACITAÇÃO EM ORÇAMENTO PÚBLICO Maio de 2010 1 ALTERAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS -Créditos Adicionais -Outras Alterações Orçamentárias 2 BASE LEGAL = Constituição Federal = Lei 4.320/64 Estatui Normas Gerais de

Leia mais

PROJETO DE LEI. Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2016. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI. Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2016. O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2016. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta Lei estima a receita da

Leia mais

Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 13.115 DE 20 DE ABRIL DE 2015 (publicada no DOU de 21/01/2014, Seção 1, página 1) Estima a receita e fixa a despesa da União

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA NO MEC

GESTÃO FINANCEIRA NO MEC GESTÃO FINANCEIRA NO MEC IARA FERREIRA PINHEIRO Subsecretária Base Legal LEGISLAÇÃO BÁSICA: Lei nº 4.320/1964 Normas Gerais de Direito Financeiro Decreto nº 93.872/1986 Unificação da Conta Única Lei nº

Leia mais

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2014

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2014 ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2014 I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário

Leia mais

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre critérios a serem adotados na execução orçamentária e financeira do Poder Executivo do Município de Goiânia para o exercício

Leia mais

ANEXO X _ PROCEDIMENTOS PARA MODIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E PROGRAMÁTICA

ANEXO X _ PROCEDIMENTOS PARA MODIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E PROGRAMÁTICA Superintendência de Orçamento Público MANUAL DE ORÇAMENTO PÚBLICO _ MOP ANEXO X _ PROCEDIMENTOS PARA MODIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E PROGRAMÁTICA Versão 2011 1 ANEXO X PROCEDIMENTOS PARA MODIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

26278 - Fundação Universidade Federal de Pelotas

26278 - Fundação Universidade Federal de Pelotas 26278 - Fundação Universidade Federal de Pelotas Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 133.077.224 125.362.509 141.167.384 141.167.384 Programa 0041 Desenvolvimento

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 20.934/2014

PROJETO DE LEI Nº 20.934/2014 PROJETO DE LEI Nº 20.934/2014 Estima a Receita e fixa a Despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu sanciono

Leia mais

26262 - Universidade Federal de São Paulo

26262 - Universidade Federal de São Paulo 26262 - Universidade Federal de São Paulo Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 170.156.775 243.704.034 262.392.190 263.492.190 Programa 0041 Desenvolvimento

Leia mais

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N o 11.306, DE 16 DE MAIO DE 2006 Estima a receita e fixa a despesa da União para o exercício financeiro de 2006. O P R E S I D E N T E D A R E P Ú B L I C A Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2015

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2015 ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2015 I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário

Leia mais

Oficina n o 18 Classificação da Despesa Orçamentária. ABOP Slide 1

Oficina n o 18 Classificação da Despesa Orçamentária. ABOP Slide 1 Oficina n o 18 Classificação da Despesa Orçamentária ABOP Slide 1 EMENTA Oficina n o 18 - Classificação da Despesa Orçamentária Duração: 8 horas Conteúdo 1. Integração entre planejamento e orçamento 2.

Leia mais

26236 - Universidade Federal Fluminense

26236 - Universidade Federal Fluminense 26236 - Universidade Federal Fluminense Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 383.819.227 394.001.734 421.765.795 422.915.795 Programa 0041 Desenvolvimento

Leia mais

Desejo a todos que realizem uma excelente preparação para esse e outros concursos.

Desejo a todos que realizem uma excelente preparação para esse e outros concursos. ..FUNDOS ESPECIAIS Amigos e amigas estudantes do Ponto dos Concursos! Com a aproximação do concurso do TCU, estamos programando três cursos on line específicos para esse certame: Contabilidade Pública,

Leia mais

O QUE FAZER COM OS RECURSOS SEM DESPESAS CORRESPONDENTES NA LOA EM RAZÃO DE VETO, EMENDA OU REJEIÇÃO?

O QUE FAZER COM OS RECURSOS SEM DESPESAS CORRESPONDENTES NA LOA EM RAZÃO DE VETO, EMENDA OU REJEIÇÃO? O QUE FAZER COM OS RECURSOS SEM DESPESAS CORRESPONDENTES NA LOA EM RAZÃO DE VETO, EMENDA OU REJEIÇÃO? Robison Carlos Miranda Pereira Aluno do 7º período do curso de Direito do Unicentro Newton Paiva, graduado

Leia mais

26248 - Universidade Federal Rural de Pernambuco

26248 - Universidade Federal Rural de Pernambuco 26248 - Universidade Federal Rural de Unidade: 26248 - Universidade Federal Rural de Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 86.417.163 86.800.721 95.680.552

Leia mais

ELABORAÇÃO DO PROJETO DE LEI DE ORÇAMENTÁRIAS ANUAL - PLOA

ELABORAÇÃO DO PROJETO DE LEI DE ORÇAMENTÁRIAS ANUAL - PLOA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE LEI DE ORÇAMENTÁRIAS ANUAL - PLOA MARCONDES DA SILVA BOMFIM ANALISTA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO Slide 1 Ementa Oficina nº 8 - Elaboração do PLOA Carga Horária: 08 Conteúdo: 1.

Leia mais

Prof. GUSTAVO BICALHO FERREIRA. No encontro de hoje, um assunto MUITO cobrado em concursos públicos. Acredite, é MUITO mesmo!!!

Prof. GUSTAVO BICALHO FERREIRA. No encontro de hoje, um assunto MUITO cobrado em concursos públicos. Acredite, é MUITO mesmo!!! No encontro de hoje, um assunto MUITO cobrado em concursos públicos. Acredite, é MUITO mesmo!!! Eis que apresento: Créditos Adicionais. CRÉDITOS ADICIONAIS O assunto é disposto principalmente na Lei nº

Leia mais

26280 - Fundação Universidade Federal de São Carlos

26280 - Fundação Universidade Federal de São Carlos 26280 - Fundação Universidade Federal de São Carlos Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26280 - Fundação Universidade Federal de São Carlos R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes

Leia mais

EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA. D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni. Aula 5

EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA. D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni. Aula 5 EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni Aula 5 17 a 19, 21 a 25, 28 e 29 de novembro de 2011 Classificações orçamentárias Despesa

Leia mais

26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas

26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas 26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes

Leia mais

Descentralização de amentários e de Recursos Financeiros

Descentralização de amentários e de Recursos Financeiros Descentralização de Créditos Orçament amentários e de Recursos Financeiros Conceito: Despesa Orçament amentária Despesa Orçamentária Pública aquela executada por entidade pública e que depende de autorização

Leia mais

Execução Orçamentária e Financeira

Execução Orçamentária e Financeira Execução Orçamentária e Financeira Introdutório aos cursos dos Sistemas de Contabilidade e Gastos Públicos Setembro / 2008 Administração Pública Classifica-se, conforme a CF/88 em: Administração Direta

Leia mais

26249 - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

26249 - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro 26249 - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26249 - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes

Leia mais

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos

Leia mais

26238 - Universidade Federal de Minas Gerais

26238 - Universidade Federal de Minas Gerais 26238 - Universidade Federal de Minas Gerais Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 469.130.614 481.375.186 540.617.623 541.737.623 Programa 0040 Toda Criança

Leia mais

Estabelece normas para alteração do Detalhamento da Despesa, das solicitações de Créditos Adicionais e dá outras providências

Estabelece normas para alteração do Detalhamento da Despesa, das solicitações de Créditos Adicionais e dá outras providências 1 Decreto nº 29.524 de 30/12/2009 Estabelece normas para alteração do Detalhamento da Despesa, das solicitações de Créditos Adicionais e dá outras providências 2 3 4 Decreto nº 30.934 de 20/01/2011 Estabelece

Leia mais

Câmara Municipal de Curitiba

Câmara Municipal de Curitiba Câmara Municipal de Curitiba GABINETE DA VEREADORA PROFESSORA JOSETE PARECER Nº COMISSÃO DE ECONOMIA, FINANÇAS E FISCALIZAÇÃO Projeto de Lei Ordinária: Leis Orçamentárias nº 013.00002.2013 Ementa: Dispõe

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS OBJETIVOS Dotar as Promotorias de Justiça

Leia mais

56201 - Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.

56201 - Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. 56201 - Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. Órgão: 56000 - Ministério das Cidades Unidade: 56201 - Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ LEI Nº 5456, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. Estima a receita e fixa a despesa do Município de Sumaré para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências.- O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ seguinte

Leia mais

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2016

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2016 ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2016 I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Estima a receita e fixa a despesa do Município de Uberaba para o exercício de 2005, e contém outras disposições. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas

Leia mais

26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco

26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco 26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos

Leia mais

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016 e Programação Orçamentária 2015. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016 e Programação Orçamentária 2015. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias 2016 e Programação Orçamentária 2015 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 2015 1 Cenário Macroeconômico Revisto 2015 2016 2017 2018 PIB (crescimento

Leia mais

Decreto nº 10.606, de 22 de JANEIRO de 2015

Decreto nº 10.606, de 22 de JANEIRO de 2015 Decreto nº 10.606, de 22 de JANEIRO de 2015 Estabelece normas para execução orçamentária, e define a programação financeira para o exercício de 2015 e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

42201 - Fundação Casa de Rui Barbosa

42201 - Fundação Casa de Rui Barbosa 42201 - Fundação Casa de Rui Barbosa Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 12.384.918 12.916.336 13.803.241 14.503.241 Programa 0089 Previdência de Inativos

Leia mais

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID Órgão : 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID R$ 1,00 Quadro Síntese - Função,

Leia mais

Proposta Orçamentária

Proposta Orçamentária Proposta Orçamentária Código Título da Unidade Limite Despesa Saldo 26268 Fundação Universidade Federal de Rondônia 104.468.068 104.468.068 0 Total Geral: 104.468.068 104.468.068 0 SIMEC- Sistema Integrado

Leia mais

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados Congresso Nacional Setembro/2013 Informativo Conjunto PLOA 2014 Principais elementos característicos do Projeto de Lei Orçamentária para 2014 PL nº 09/2013-CN, encaminhado por intermédio da Mensagem nº

Leia mais

Olá caros acadêmicos segue um resumo básico de alguns conceitos estabelecidos na LDO, retirado do site ponto dos concursos.

Olá caros acadêmicos segue um resumo básico de alguns conceitos estabelecidos na LDO, retirado do site ponto dos concursos. Olá caros acadêmicos segue um resumo básico de alguns conceitos estabelecidos na LDO, retirado do site ponto dos concursos. Vamos ao nosso assunto de hoje! Lei de Diretrizes Orçamentárias LDO: A LDO é

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Órgão: 47 Poder Executivo Quadro íntese Código/Especificação Programa Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 89 Previdência de Inativos e Pensionistas da União 9 : Cumprimento de entenças Judiciais

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis Contabilidade Pública Aula 4 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Plano de Contas Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão Consiste em um rol ordenado de forma sistematizada de contas

Leia mais

42203 - Fundação Cultural Palmares

42203 - Fundação Cultural Palmares 42203 - Fundação Cultural Palmares Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 8.006.695 13.677.789 9.205.183 20.878.795 Programa 0089 Previdência de Inativos e Pensionistas

Leia mais

26262 - Universidade Federal de São Paulo

26262 - Universidade Federal de São Paulo 26262 - Universidade Federal de São Paulo Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26262 - Universidade Federal de São Paulo R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes Código / Especificação

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA CLASSIFICAÇÃO DAS DESPESAS Atualizado em 14/10/2015 CLASSIFICAÇÕES DA DESPESA ESFERA ORÇAMENTÁRIA A classificação por esfera orçamentária tem por finalidade identificar

Leia mais

0046 - Transferência da Cota-Parte dos Estados e DF Exportadores na Arrecadação do IPI (CF, Art. 159)

0046 - Transferência da Cota-Parte dos Estados e DF Exportadores na Arrecadação do IPI (CF, Art. 159) Programa 0903 - Operações Especiais: Transferências Constitucionais e as Decorrentes de Legislação Específica Número de Ações 22 0044 - Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal - FPE (CF,

Leia mais

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral 1 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO FRENTE À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL NO EXERCÍCIO DE 2012 Este relatório tem por objetivo abordar, de forma resumida, alguns aspectos

Leia mais

Segundo o art. 41 da Lei nº 4.320/64 os créditos adicionais classificam-se em: I - suplementares: os destinados a reforço de dotação orçamentária;

Segundo o art. 41 da Lei nº 4.320/64 os créditos adicionais classificam-se em: I - suplementares: os destinados a reforço de dotação orçamentária; 1 - MECANISMOS RETIFICADORES DO ORÇAMENTO Alipio Reis Firmo Filho www.editoraferreira.com.br 1.1 Conceito de Crédito Adicional O orçamento anual é produto de um processo de planejamento que incorpora as

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU DESTINAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA - APLICÁVEL PARA O EXERCÍCIO DE 2012 CODIFICAÇÃO UTILIZADA PARA CONTROLE DAS

Leia mais

MÓDULO iv. Orçamento, Descentralizaçã. ção o de Créditos e Empenho da Despesa

MÓDULO iv. Orçamento, Descentralizaçã. ção o de Créditos e Empenho da Despesa MÓDULO iv Orçamento, Descentralizaçã ção o de Créditos e Empenho da Despesa Estruturação do Orçamento Art. 165, 5º CF 88 - A lei orçamentária anual compreenderá: I - o orçamento fiscal referente aos Poderes

Leia mais

II - Locação de Imóveis: a) 33903615 - Locação de Imóveis b) 33903910 - Locação de Imóveis

II - Locação de Imóveis: a) 33903615 - Locação de Imóveis b) 33903910 - Locação de Imóveis PORTARIA N o 172, DE 27 DE MAIO DE 2015 O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso II do Parágrafo único do art. 87, da Constituição Federal,

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FMAS

FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FMAS FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FMAS FUNDO SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO, ASSISTÊNCIA SOCIAL E DIREITOS

Leia mais

ANEXO DE RISCOS FISCAIS TABELA 1 - DEMONSTRATIVO DE RISCOS FISCAIS E PROVIDÊNCIAS 2013 ARF (LRF, art. 4º, 3º) PASSIVOS CONTINGENTES PROVIDÊNCIAS Descrição Valor Descrição Valor Abertura de créditos adicionais

Leia mais

APROVAÇÃO DAS LEIS ORÇAMENTÁRIAS. Kilmer Távora Teixeira Auditor Governamental CGE/PI

APROVAÇÃO DAS LEIS ORÇAMENTÁRIAS. Kilmer Távora Teixeira Auditor Governamental CGE/PI APROVAÇÃO DAS LEIS ORÇAMENTÁRIAS Kilmer Távora Teixeira Auditor Governamental CGE/PI BASE LEGAL Constituição Federal de 1988, Título VI, artigos 165 a 169; Lei 4.320, de 17/03/64; Lei de Responsabilidade

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA GLOSSÁRIO A AÇÃO GOVERNAMENTAL: Conjunto de operações, cujos produtos contribuem para os objetivos do programa governamental. A ação pode ser um projeto, atividade ou operação especial. ADMINISTRAÇÃO DIRETA:

Leia mais

42205 - Fundação Nacional de Artes

42205 - Fundação Nacional de Artes 42205 - Fundação de Artes Unidade: 42205 - Fundação de Artes Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 29.181.382 29.175.099 32.881.773 33.661.773 Programa 0089

Leia mais

Senado Federal Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle

Senado Federal Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle Nota Técnica de Adequação Financeira e Orçamentária da Medida Provisória n 448, de 2008 Brasília, 01 de dezembro de 2008. Assunto: Subsídios para exame da adequação financeira e orçamentária da Medida

Leia mais

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro:

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro: Anexo I - Regras de Validação - RREO O presente anexo possui o objetivo de apresentar a estrutura das mensagens de erros emitidas quando o sistema encontra alguma inconsistência na validação das fórmulas

Leia mais

26261 - Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI

26261 - Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI 26261 - Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI Órgão : 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26261 - Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI R$ 1,00 Quadro Síntese - Função, Subfunção e Programa

Leia mais

RECEITAS DE CAPITAL 88.883.221 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 59.214..075 TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL 29.669.146 TOTAL 1.136.493.735

RECEITAS DE CAPITAL 88.883.221 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 59.214..075 TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL 29.669.146 TOTAL 1.136.493.735 LEI Nº 16.929 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DA PREFEITURA DO RECIFE PARA O EXERCÍCIO DE 2004. O POVO DA CIDADE DO RECIFE, POR SEUS REPRESENTANTES, DECRETA E EU, EM SEU NOME,

Leia mais

VOLUME ASSUNTO PÁGINA VOLUME I

VOLUME ASSUNTO PÁGINA VOLUME I VOLUME I I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário previsto no art. 7o, 4o, desta Lei; 4 VOLUME I II - Recursos destinados

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Dispõe sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico FNDCT, e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º O Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

69000 - Secretaria da Micro e Pequena Empresa

69000 - Secretaria da Micro e Pequena Empresa 69000 - Secretaria da Micro e Pequena Empresa Órgão: Poder Executivo 69000 - Secretaria da Micro e Pequena Empresa R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes Código / Especificação Lei+Créditos

Leia mais

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99)

PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) PORTARIA N o 42, DE 14 DE ABRIL DE 1999 (ATUALIZADA) (*) (Publicada no D.O.U. de 15.04.99) Atualiza a discriminação da despesa por funções de que tratam o inciso I do 1 o do art. 2 o e 2 o do art. 8 o,

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Plano de Contas Aplicado ao Setor Público Fonte: Apresentação da Coordenação Geral de Contabilidade STN/CCONT do Tesouro Nacional Última Atualização: 14/09/2009 1 Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor

Leia mais

DECISÃO Nº 193/2011 D E C I D E

DECISÃO Nº 193/2011 D E C I D E CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 193/2011 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 08/04/2011, tendo em vista o constante no processo nº 23078.032500/10-21, de acordo com o Parecer nº 022/2011 da

Leia mais

26255 - Faculdade de Odontologia de Diamantina

26255 - Faculdade de Odontologia de Diamantina 26255 - Faculdade de Odontologia de Diamantina Órgão : 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26255 - Faculdade de Odontologia de Diamantina R$ 1,00 Quadro Síntese - Função, Subfunção e Programa Total

Leia mais

Professor: Ednei Isidoro de Almeida Lei Orçamentária Anual LOA 4 EMESTRE DE CENCIAS CONTABEIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO-UNEMAT

Professor: Ednei Isidoro de Almeida Lei Orçamentária Anual LOA 4 EMESTRE DE CENCIAS CONTABEIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO-UNEMAT Professor: Ednei Isidoro de Almeida Lei Orçamentária Anual LOA 4 EMESTRE DE CENCIAS CONTABEIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO-UNEMAT Prezados Acadêmicos Iremos abordar os aspectos mais relevantes

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 172, de 27 de MAIO de 2015. O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

Gestão Financeira da Assistência Social Aula # 1 e 2. Fernando Brandão

Gestão Financeira da Assistência Social Aula # 1 e 2. Fernando Brandão Gestão Financeira da Assistência Social Aula # 1 e 2 Fernando Brandão Apresentação do Curso Objetivos da aprendizagem; Introdução ao planejamento público (Aulas # 1 e # 2) História do orçamento público;

Leia mais

o Povo do.município de Fruta de Leite, por seus representantes

o Povo do.município de Fruta de Leite, por seus representantes Projeto de Lei N.o Çl1- /2015 "Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Fruta de Leite para o Exercício Financeiro de 2016 e dá outras Providências". o Povo do.município de Fruta de Leite, por

Leia mais

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012 Dispõe sobre procedimentos e prazos relativos ao encerramento do exercício de 2012 e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.593, DE 18 DE JANEIRO DE 2012. Mensagem de veto Institui o Plano Plurianual da União para o período de 2012 a 2015. A PRESIDENTA

Leia mais

42203 - Fundação Cultural Palmares

42203 - Fundação Cultural Palmares 42203 - Fundação Cultural Palmares Quadro Síntese Código / Especificação PLO. Lei+Créditos Empenhado PLO. PLO. 2003 2003 2003 2004 2005 Total 7.027.789 14.632.239 7.970.152 9.205.183 9.239.558 Programa

Leia mais

VISÃO PROGRAMÁTICA DO ORÇAMENTO

VISÃO PROGRAMÁTICA DO ORÇAMENTO PAINEL II VISÃO PROGRAMÁTICA DO ORÇAMENTO Inovações da União para 2013 Bruno César Grossi de Souza Secretário-Adjunto Assuntos Orçamentários SECAD Secretaria de Orçamento Federal SOF/MP Objetivo desta

Leia mais

Lei de Responsabilidade Fiscal

Lei de Responsabilidade Fiscal AOF Lei de Responsabilidade Fiscal PLANEJAMENTO Lei de Diretrizes Orçamentárias Lei Orçamentária Anual Execução Orçamentária e do Cumprimento das Metas RECEITA PÚBLICA Previsão e da Arrecadação Renúncia

Leia mais

TRF 3 e JF COM SIGNIFICATIVO SALDO

TRF 3 e JF COM SIGNIFICATIVO SALDO TRF 3 e JF COM SIGNIFICATIVO SALDO ORÇAMENTO SEM DESPESAS DE PESSOAL 1 Em 04 de agosto de 2013, do orçamento deste ano, havia saldos significativos em vários Projetos/Atividades 2, tanto do TRF da 3ª.

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO SEMANÁRIO OFICIAL João Pessoa, 27 de julho de 212 * n 1332 ESPECIAL * Pág. 11/66 SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO Pág. 12/66 * n 1332 ESPECIAL * João Pessoa, 27 de julho de 212 SEMANÁRIO OFICIAL

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE DECRETO Nº 22.561, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012.

RIO GRANDE DO NORTE DECRETO Nº 22.561, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. RIO GRANDE DO NORTE DECRETO Nº 22.561, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. Fixa normas para a execução orçamentária e financeira do exercício de 2012 e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO RIO GRANDE

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Órgão: 4 Poder Executivo Quadro íntese Código/Especificação Programa Ministério das 89 Previdência de Inativos e Pensionistas da União 9 : Cumprimento de entenças Judiciais : Outros Encargos Especiais

Leia mais

TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE LEI DA LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL LOA: AUMENTO DA DESPESA TOTAL FIXADA PELO EXECUTIVO

TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE LEI DA LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL LOA: AUMENTO DA DESPESA TOTAL FIXADA PELO EXECUTIVO TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE LEI DA LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL LOA: AUMENTO DA DESPESA TOTAL FIXADA PELO EXECUTIVO Prezados amigos concursandos! Desejo a todos que estão se preparando para o concurso do TCU um

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N o 13/2014 Aprova o Orçamento Interno da Universidade Federal da Paraíba, para o exercício financeiro de 2014.

Leia mais

O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA. Exemplo prático

O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA. Exemplo prático O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA Exemplo prático Incluir no PPA as ações do plano Proteção Integral, que envolve programas de interesse da INFÂNCIA Um município quer implantar

Leia mais

PROJETO DE LEI N. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI N. O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI N Institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego PRONATEC, altera as Leis n. 7.998, de 11 de janeiro de 1990, n. 8.121, de 24 de julho de 1991 e n. 10.260, de 12 de julho

Leia mais

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO PROCESSO ORÇAMENTÁRIO Consultor de Orçamento: Ricardo Volpe E mail: ricardo.volpe@camara.gov.br PROCESSO ORÇAMENTÁRIO SOCIEDADE E GOVERNO ASPECTO POLÍTICO E LEGAL ASPECTO ECONÔMICO E FISCAL ASPECTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil R I S C O S F I S C A I S (Artigo 4º, 3º da Lei Complementar nº 101/2000) A Lei Complementar n.º 101 de 2002 Lei de Responsabilidade Fiscal, estabelece que a Lei de Diretrizes Orçamentárias conterá o Anexo

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS 1 - O que vem a ser regime próprio de previdência social (RPPS)? R: É o sistema de previdência, estabelecido no âmbito de cada ente federativo, que assegure, por lei, ao

Leia mais

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011.

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o São estabelecidas, em cumprimento

Leia mais

Créditos adicionais Lei 4.320/64, artigos 40 ao 46

Créditos adicionais Lei 4.320/64, artigos 40 ao 46 Créditos adicionais Lei 4.320/64, artigos 40 ao 46 Fernando Lima Gama Junior* O orçamento público atualmente tem forte vinculação com os instrumentos de planejamento governamental. Diferentemente do que

Leia mais

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto.

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto. DECRETO N.º 961/08 De 01 de julho de 2008. APROVA O REGIMENTO INTERNO DA CENTRAL DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL DE VALE DO SOL, no uso de suas atribuições

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Disciplina: D 4.11 Elaboração e Programação Orçamentária e Financeira (40h) (Aula 4: Programação Orçamentária e Financeira) Professor: Bruno César

Leia mais

Atribuições do órgão conforme a Lei nº 3.063, de 29 de maio de 2013: TÍTULO II DAS COMPETÊNCIAS DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA

Atribuições do órgão conforme a Lei nº 3.063, de 29 de maio de 2013: TÍTULO II DAS COMPETÊNCIAS DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA E OBRAS End: Travessa Anchieta, S-55 Centro Fone: (14) 3283-9570 ramal 9587 Email: engenharia@pederneiras.sp.gov.br Responsável: Fábio Chaves Sgavioli Atribuições

Leia mais

Orçamento Público: Visão Geral

Orçamento Público: Visão Geral Orçamento Público: Visão Geral Versão para impressão ANEXO: SISTEMA INTEGRADO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - SIOP Atualizado em: fevereiro/2013 Copyright ENAP 2013 Todos os direitos reservados SUMÁRIO ANEXO:

Leia mais