Oportunidades do Private Equity no Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oportunidades do Private Equity no Brasil"

Transcrição

1 Oportunidades do Private Equity no Brasil Leonardo L. Ribeiro Swisscam 4 de agosto de 2010 Confidencial

2 Agenda Tópicos 1. O que é Private Equity? 2. Mercado brasileiro 3. Transações recentes 4. Caso 5. Oportunidades 6. Ocroma Alternative Investments 2 Confidencial

3 TIR Private Equity Sucesso no Brasil Private equity tem sido bem sucedido no Brasil, com fundos alcançado altas taxas de retorno Evolução de retornos (TIR % a.a. em US$) Amostra de Casos >100% Média PE Bruta = 32% Média Bolsa = 14% 80% 60% 40% 20% 0% % % -100% -60% Investimentos que retornaram de 5x a mais de 30x o capital Vintage Fonte: Ocroma e fundos. 3 Confidencial

4 Private Equity Passado e impacto Com quase US$40 bilhões sob gestão, o private equity tornou-se extremamente relevante no Brasil, sendo responsável por 30% dos IPOs e 40% das operações de fusão e aquisição Imobiliário Varejo/Marcas Financeiro Industria Educação Tecnologia Internet Infraestrutura Serviços 4 Confidencial

5 Private Equity? Private Equity é o segmento do mercado de capitais que investe tempo e dinheiro em participações temporárias de empresas de grande potencial de crescimento, para obter retornos elevados Participação Crédito Público Bolsa Debentures Privado Private Equity e Venture Capital Bancos, FIDC 5 Confidencial

6 Private Equity Estrutura e processo A estrutura e o processo dos fundos de private equity se baseiaem mais de 60 anos de prática Investidor 1 Investidor 2 Investidor 3 Investidor 4 Investidor N Fundo Gestor Empresa 1 Empresa 2 Empresa 3 Empresa 4 Empresa N Originação Seleção Due diligence Monitoramento Adição de valor Saída Ativa Passiva Indicação Modelo de negócio Gestão Mercado Financeiro Saída Validação premissas Passivos ocultos contingências Governança Conselho Equipe Operações Ritmo IPO Venda estratégica Recompra Secundária 6 Confidencial

7 Mercado brasileiro de private equity O mercado brasileiro de PE já acumula quase 30 anos de experiência, tendo crescido quase 50% ao ano durante os últimos 5 anos Evolução do capital Ranking BO Por capital Ranking VC Por capital Capital Comprometido (US$) # Gestores YTD GP Investments 2. Pátria Investimentos 3. Advent International 4. Gávea Investimentos 5. Angra Partners 6. BTG Pactual 7. Vision Brazil 8. BRZ Investimentos 9. Darby Overseas 10.Tarpon 1. Votorantim Novos Negócios 2. Ideiasnet 3. FIR Capital Partners 4. Stratus 5. CRP 6. Jardim Botanico 7. Antera 8. DGF Investimentos 9. Franchising Ventures 10.Intel Capital Mais de 30 fundos e US$ 10 bilhões em captação Os outros 120 gestores representam 50% do mercado Fonte: Gvcepe. Overview of the Brazilian Private Equity and Venture Capital Industry, 2008; Carvalho, A., Ribeiro, L. e Furtado, C. A Indústria Brasileira de Private Equity e Venture Capital, 2006; e Ocroma. Fundraising Report, Confidencial

8 Private Equity Futuro Desde a crise, mais de 63 investimentos foram realizados, resultando em US$4,8 bilhões de investimentos Varejo em geral Farmácias Financeiro Transportes/Logística Educação Alimentos Saúde Energia Serviços 8 Confidencial

9 Caso: Odontoprev 1998 Investimento 2009 Mercado Mercado fragmentado 589 participantes 7 maiores = 40,8% Empresa US$8,7 mn de receita 82 funcionários 3% de market-share (90 mil usuários) TMG I Financiamento das aquisições 90 mil para 700 mil usuários Gestão/governança Novos clientes Saída Via IPO (12/2006) R$455 mn Retorno: 13x o capital investido Empresa US$ 220 mn de receita 23% de market-share (2,6 milhões de usuários) Considerada uma das melhores empresas para se trabalhar Novo Sócio Bradesco 43% das ONs Trouxe mais 1,4 milhões de clientes 9 9 Confidencial

10 Oportunidades para empresas Fundo Empresa Empresa Fundo Capitalizar empresa Liquidez para sócios retirantes Acessar mercado de capitais Venda de unidade de negócios non-core Venda de controle Aquisição de empresas complementares Absorção de tecnologias JV com gestoras de fundo Investir recursos (em geral dos acionistas ou do fundo de pensão) 10 Confidencial

11 Ocroma Ocroma é prioneira na gestão de fundos de fundos de private equity no Brasil, atuando como link fundamental entre os fundos e a comunidade de investimentos Conceito Investidores Ocroma Benefícios Retornos: Busca dos fundos top 10% Segurança: diversificação inteligente Acesso: investimento mínimo mais acessível Simplificação: Um único investimento Transparência: Dedicação para que cliente esteja sempre confortável com o investimento Fundos Co-investimentos Fundo de fundos representam 20% do mercado global de private equity! Diferenciais Pioneirismo: primeira gestora independente de fundo de fundos na América Latina Experiência: 2 anos no mercado, tendo assessorado IFC/Banco Mundial e Funcef Especialização: Sócios executivos que atuam no mercado desde 2002 com investimentos e pesquisa Network: relacionamento com praticamente todos no mercado Inovação: Modelo inovador com reconhecimento da Finep/MCT Confidencial

12 Ocroma Sócios e conselheiros Equipe com extensa experiência em ativos alternativos, capacidade analítica e profundo conhecimento de mercado Roberto T. da Costa - Conselheiro Mais de 50 anos de experiência em mercado de capitais Primeiro gestor de venture capital do Brasil pela Brasilpar Fundador e primeiro presidente da CVM Conselheiro da SulAmérica, BNDESPar, BUNGE Brasil e Pão de Açucar Presidente da Câmara de Arbitragem da Bovespa 8 anos em VC/PE Leonardo Ribeiro - Sócio Liderou pesquisas do Centro de Estudos em VC/PE da FGV- EAESP Autor de 14 publicações sobre VC/PE, incluindo o principal livro no Brasil e dois trabalhos premiados Bacharel e Mestre em Adm. pela USP, Especialização em corporate finance pela ESC-Toulouse e extensão no MBA da ESSEC-Paris 6 anos em VC/PE Paulo Vales - Conselheiro 18 anos de experiência atuando com fundos de pensão Presidente da FAPES (BNDES) de 1991 a 2001 Líderou processo de aquisicao de empresas como Perdigão, Usiminas, Ecelsa S.A. e Enersul S.A. Eleito pela Abrapp Dirigente do Ano 1999 Presidente da Comissão de Ética da Abrapp/ Sindapp Ricardo Kanitz - Sócio Trabalhou na GP Investimentos e Global Infrastructure Partners Envolveu-se na compra por $3 bi dos aeroportos Gatwick e London City, IPO da Gafisa, fundo imobiliário (hoje Prosperitas) e de distressed assets da GP e Solo Corp (venture capital) Administrador pela USP (completado em Harvard), MBA pela INSEAD 12 Confidencial

13 Contatos Leonardo L. Ribeiro Sócio +55 (11) (11) Ricardo Kanitz Sócio +55 (11) (11) Confidencial

Avaliação e Mensuração no contexto de Private Equity e Venture Capital

Avaliação e Mensuração no contexto de Private Equity e Venture Capital ATIVOS INTANGÍVEIS Avaliação e Mensuração no contexto de Private Equity e Venture Capital Leonardo L. Ribeiro Luis Fernando Tironi XIII REPICT Set/2010 Esta apresentação é um sumário executivo do Texto

Leia mais

ENCONTRO ANUAL DO PAEX

ENCONTRO ANUAL DO PAEX ENCONTRO ANUAL DO PAEX Sustentabilidade Financeira para a Competitividade Prof. Haroldo Mota 2007 O CONFORTO DE CURTO PRAZO Empresa Acomodada Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 EBITDA 940 890 820 800 ( ) Var. NCG

Leia mais

SEMINÁRIO DE NEGÓCIOS NOS TRILHOS ENCONTREM 2006. Investimentos em Participações de Longo Prazo para Investidores Institucionais

SEMINÁRIO DE NEGÓCIOS NOS TRILHOS ENCONTREM 2006. Investimentos em Participações de Longo Prazo para Investidores Institucionais SEMINÁRIO DE NEGÓCIOS NOS TRILHOS ENCONTREM 2006 Investimentos em Participações de Longo Prazo para Investidores Institucionais Carlos Alberto Rosa Coordenador de Participações 07/11/2006 FUNCEF Visão

Leia mais

Governança Corporativa Profa. Patricia Maria Bortolon

Governança Corporativa Profa. Patricia Maria Bortolon Governança Corporativa Investidores Institucionais e Governança Corporativa Aula 11 Participação Acionária de Investidores Institucionais No Reino Unido: Tipo de Investidor 1963 % 2006 % Indivíduos 54

Leia mais

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco

O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco O apoio do BNDES à Inovação por meio do Capital de Risco CNI-MEI São Paulo, 19 de outubro de 2015 Agenda Atuação da BNDESPAR em Capital de Risco Participações diretas Participações por meio de Fundos de

Leia mais

ões A A Visão dos Fundos de Investimento (PE/VC) Belo Horizonte, 12 maio 2010.

ões A A Visão dos Fundos de Investimento (PE/VC) Belo Horizonte, 12 maio 2010. Seminário IBRADEMP MG sobre Fusões e Aquisições ões A A Visão dos Fundos de Investimento (PE/VC) Belo Horizonte, 12 maio 2010. Histórico 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000

Leia mais

HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5

HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5 HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5 ACESSO DAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS 04 DE NOVEMBRO DE 2014 INSTITUTO IBMEC MERCADO DE CAPITAIS CEMEC Centro de Estudos

Leia mais

Programa de Estímulo ao Mercado de Capitais

Programa de Estímulo ao Mercado de Capitais Programa de Estímulo ao Mercado de Capitais Guido Mantega Ministro da Fazenda São Paulo, 16 de junho de 2014 1 Apresentação de medidas para: 1 VIABILIZAR a capitalização das empresas de porte médio 2 ATRAIR

Leia mais

II Seminário Capital Empreendedor do Nordeste

II Seminário Capital Empreendedor do Nordeste II Seminário Capital Empreendedor do Nordeste Fundos de Private Equity e Venture Capital OS CAMINHOS DO CAPITAL EMPREENDEDOR Uma empresa dos Grupos Bradesco e Espírito Santo 1 Outubro/2009 Índice 1. Brasil:

Leia mais

Entendendo o Venture Capital

Entendendo o Venture Capital Semana Global de Empreendedorismo - ANPROTEC 21 de novembro de 2008 São Paulo, SP Entendendo o Venture Capital André Saito Vice-coordenador acadêmico, GVcepe GVcepe Primeiro centro de estudos em PE/VC

Leia mais

Private Equity ADVISORY

Private Equity ADVISORY Private Equity ADVISORY Private Equity Excelentes profissionais que trabalham em equipe, transformando conhecimento em valor, em benefício de nossos clientes. Private Equity 1 Qualidade e integridade são

Leia mais

Democratizando o Investimento em startups

Democratizando o Investimento em startups Democratizando o Investimento em startups Queremos inspirar Inovação facilitando conexões e eliminando barreiras para que novas idéias possam mudar o mundo. Atuamos em rede com a primeira plataforma eletrônica

Leia mais

Fonte: AZ Investimentos / Andima. Fonte: AZ Investimentos / Andima

Fonte: AZ Investimentos / Andima. Fonte: AZ Investimentos / Andima ANÁLISE CAPTAÇÃO DE RECURSOS VIA OFERTAS PUBLICAS DE AÇÕES Por: Ricardo Zeno 55 21 3431 3831 27 de Fevereiro, 2008 Em 2007, o destaque foi para as emissões de Renda Variável, o volume total das ofertas

Leia mais

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo

O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo O Brasil Plural é um Grupo Financeiro fundado em 2009 que possui escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo e Nova York. Nossos sócios possuem um amplo histórico de sucesso no mercado de capitais brasileiro

Leia mais

Financiamento da Infraestrutura Nacional Banco de do Transportes

Financiamento da Infraestrutura Nacional Banco de do Transportes Unidade Serviços em Infraestrutura Apresentação para o Conselho Diretor 12.05.2015 Financiamento da Infraestrutura Nacional Banco de do Transportes Brasil Outubro/2015 1 Dentre 140 países, o Brasil é o

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

O Setor de Mineração no contexto do Mercado de Capitais

O Setor de Mineração no contexto do Mercado de Capitais O Setor de Mineração no contexto do Mercado de Capitais Set/2013 CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO (MARQUE COM UM X ): x CONFIDENCIAL RESTRITA CONFIDENCIAL USO INTERNO PÚBLICO Introdução O setor de mineração

Leia mais

Oferta Pública. Mercado de Capitais

Oferta Pública. Mercado de Capitais Oferta Pública Mercado de Capitais Oferta Pública Para ter suas ações negociadas na Bolsa, as empresas precisam abrir o capital. O primeiro procedimento para a empresa abrir o capital é entrar com o pedido

Leia mais

Fusões e Aquisições. Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012. Classificação da Informação: Pública

Fusões e Aquisições. Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012. Classificação da Informação: Pública Fusões e Aquisições Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012 Principais Características da Metodologia de Fusões e Aquisições 2 Fusões e Aquisições Metodologia A partir de 2010, os critérios da metodologia

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Rochester Gomes da Costa Chefe do Departamento de Empreendedorismo Inovador Area de Investimentos

Leia mais

BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável. 21 de fevereiro de 2014

BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável. 21 de fevereiro de 2014 BNDES Fomento ao Empreendedorismo e à Inovação em Renda Variável 21 de fevereiro de 2014 Em seus 60 anos, o BNDES expandiu sua atuação e tem voltado sua atenção para novos desafios 6ª maior indústria automotiva

Leia mais

Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013

Fundo Criatec II. Press Release. 1 O Projeto CRIATEC do BNDES. 2 O Fundo CRIATEC I. 3 O Fundo Criatec II. Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 1 O Projeto CRIATEC do BNDES Fundo Criatec II Press Release Rio de Janeiro, 14 de novembro de 2013 Em Dezembro de 2006, a Diretoria do BNDES aprovou a criação do Programa CRIATEC, focado no apoio às empresas

Leia mais

Reunião APIMEC 2013. São Paulo, 19 de dezembro de 2013

Reunião APIMEC 2013. São Paulo, 19 de dezembro de 2013 Reunião São Paulo, 19 de dezembro de Importante O presente material tem caráter somente informacional. Não constitui uma oferta ou solicitação de investimento em qualquer fundo aqui mencionado ou quaisquer

Leia mais

As entidades locais no apoio às empresas regionais na retomada dos investimentos e experiência do Instituto Mineiro de Mercado de Capitais

As entidades locais no apoio às empresas regionais na retomada dos investimentos e experiência do Instituto Mineiro de Mercado de Capitais A retomada dos investimentos e o Mercado de Capitais Agosto de 2015 As entidades locais no apoio às empresas regionais na retomada dos investimentos e experiência do Instituto Mineiro de Mercado de Capitais

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 10ª CHAMADA DE FUNDOS

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 10ª CHAMADA DE FUNDOS FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 10ª CHAMADA DE FUNDOS 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos, na qualidade de Secretaria Executiva da Incubadora de Fundos

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Serviços financeiros 05. 3 Atuação 08. 4 Credenciais 10. 5 Equipe 13

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Serviços financeiros 05. 3 Atuação 08. 4 Credenciais 10. 5 Equipe 13 Conteúdo 1 Institucional 03 2 Serviços financeiros 05 3 Atuação 08 4 Credenciais 10 5 Equipe 13 2 1Institucional Institucional A GlobalTrevo Consulting é uma empresa brasileira com expertise em consultoria

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Desenvolvendo a Governança Corporativa. Eduardo Rath Fingerl Diretor

Desenvolvendo a Governança Corporativa. Eduardo Rath Fingerl Diretor Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES Área de Mercado de Capitais BNDES Desenvolvendo a Governança Corporativa Eduardo Rath Fingerl Diretor 02/06/2006 www.bndes.gov.br 1 de 23 Atuação

Leia mais

12 portos marítimos (+8 terminais privados de uso misto) 409.473 km de rodovias. 18 aeroportos (9 internacionais)

12 portos marítimos (+8 terminais privados de uso misto) 409.473 km de rodovias. 18 aeroportos (9 internacionais) Fórum Nacional Eólico Carta dos Ventos Financiamento de Projetos José Maria Vilar Superintendente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) Natal, 19.06.2009 Nordeste do Brasil: Infraestrutura 12 portos marítimos

Leia mais

V Fórum Abisolo. Desafios e Oportunidades da Governança Corporativa. Agosto/2013

V Fórum Abisolo. Desafios e Oportunidades da Governança Corporativa. Agosto/2013 V Fórum Abisolo Desafios e Oportunidades da Governança Corporativa Agosto/2013 0 0 Governança Corporativa Sistema pelo qual as empresas são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo o relacionamento

Leia mais

Proposta da CVM pode reduzir acesso a investimentos isentos de IR; mercado questiona

Proposta da CVM pode reduzir acesso a investimentos isentos de IR; mercado questiona Página 1 de 5 Proposta da CVM pode reduzir acesso a investimentos isentos de IR; mercado questiona Associações pedem à CVM que seja menos rigorosa em norma que deve aumentar limite para que investidores

Leia mais

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar pág. 08 DOUGLAS DUEK COMO AS EMPRESAS PODEM CHEGAR À BOLSA? pág. 12 TRENDS O QUE PODE ATRAPALHAR A BOLSA EM 2011 A REVISTA DO INVESTIDOR NA BOLSA ANO 3 MAR 11 #36 R$ 12,00 9 771982 835003 0 3 0 3 6 EXEMPLAR

Leia mais

Governança Corporativa Pequena e Média Empresa IBGC e ACRJ

Governança Corporativa Pequena e Média Empresa IBGC e ACRJ Governança Corporativa Pequena e Média Empresa IBGC e ACRJ Patrícia Pellini Superintendência de Regulação e Orientação a Emissores 23/9/2014 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 AGENDA

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos, na qualidade de Secretaria Executiva da Incubadora de s INOVAR,

Leia mais

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA Por meio de um investimento estratégico de até R$314,7 milhões, a BNDESPAR ingressa no capital social da Renova Energia. Parceria de Longo Prazo A

Leia mais

IV Brasil nos Trilhos. Investimento. SUFES Superintendência Nacional de Fundos de Investimentos Especiais Agosto/2010

IV Brasil nos Trilhos. Investimento. SUFES Superintendência Nacional de Fundos de Investimentos Especiais Agosto/2010 IV Brasil nos Trilhos Investimento Agosto/2010 Atratividade e Expansão do País A economia brasileira apresenta um cenário de crescimento forte e estável Crescimento no longo do PIB Real (%) prazo, PIB

Leia mais

Disclaimer. Advertências

Disclaimer. Advertências Disclaimer Advertências O investimento em ativos financeiros envolve riscos sobre os quais o investidor deve buscar informar-se lendo a documentação obrigatória referente a cada ativo. Fundos de investimento

Leia mais

Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas

Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas Bruno Boetger Managing Director, Bradesco BBI 30 de Novembro de 2010 Estritamente Confidencial Fontes de financiamento para as empresas Instrumentos

Leia mais

4º PAINEL: INVESTIMENTO PRIVADO, INVESTIMENTO PÚBLICO E MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL

4º PAINEL: INVESTIMENTO PRIVADO, INVESTIMENTO PÚBLICO E MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL SEMINARIO FIESP REINDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL: CHAVE PARA UM PROJETO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO 4º PAINEL: INVESTIMENTO PRIVADO, INVESTIMENTO PÚBLICO E MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL 26 agosto 2013 Carlos

Leia mais

Apresentação dos Resultados 1T06. 12 de Maio de 2006

Apresentação dos Resultados 1T06. 12 de Maio de 2006 Apresentação dos Resultados T06 2 de Maio de 2006 Destaques Receita líquida no T06 foi 2,6% superior ao T05 Desempenho Financeiro Receita líquida de R$62,4 milhões Receita bruta de R$69,9 milhões EBITDA

Leia mais

Metodologia do Estudo de Percepção e Premiação no Brasil FGV

Metodologia do Estudo de Percepção e Premiação no Brasil FGV Metodologia do Estudo de Percepção e Premiação no Brasil FGV Viviane Seda Bittencourt Coordenadora da Superintendência de Ciclos Econômicos FGV E-mail: viviane.bittencourt@fgv.br 1 Participação da FGV/IBRE

Leia mais

Excelência em gente. Espírito de donos

Excelência em gente. Espírito de donos Excelência em gente Espírito de donos A seleção e formação de pessoas é um dos aspectos estratégicos para que a atuação da GP Investments no mercado de private equity proporcione o alcance de resultados

Leia mais

O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO

O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO O MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO Antônio Emygdio Circuito Universitário CVM 2ª Semana Nacional de Educação Financeira http://www.semanaenef.gov.br http://www.vidaedinheiro.gov.br Agenda 1. Mercado de Capitais

Leia mais

A Importância do Mercado Secundário

A Importância do Mercado Secundário A Importância do Mercado Secundário Apresentação ao Conselho Superior de Estudos Avançados CONSEA da FIESP Agosto / 2015 Agosto/2015 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 Sobre a BM&FBOVESPA

Leia mais

Demonstrativo de Investimentos por Plano de Benefícios e Custos com a Administração de Recursos

Demonstrativo de Investimentos por Plano de Benefícios e Custos com a Administração de Recursos Demonstrativo de Investimentos por Plano de Benefícios e Custos com a Administração de Recursos I- COMPOSIÇÃO DOS RECURSOS DA ENTIDADE Segmento Dezembro / 2014 Dezembro / 2013 R$ Alocação % R$ Alocação

Leia mais

2.7 Financiamento. Por que Financiamento? Comparação Internacional. Visão 2022

2.7 Financiamento. Por que Financiamento? Comparação Internacional. Visão 2022 2.7 Financiamento Por que Financiamento? O ritmo de crescimento de uma economia e a competitividade da sua indústria dependem da disponibilidade de recursos para investimento e da capacidade do sistema

Leia mais

Vinci Partners Apresentação

Vinci Partners Apresentação Vinci Partners Apresentação Gestora totalmente independente Fundada em 2009 por ex-profissionais seniores do UBS Pactual que ocuparam cargos relevantes nesta instituição; Equipe experiente e coesa Administrada

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Credenciais da 2Finance -Rápida análise da situação da empresa, elaborando relatórios que permitam ao empreendedor e seus dirigentes compreenderem a real situação da empresa

Leia mais

Pesquisa de Private Equity na América Latina

Pesquisa de Private Equity na América Latina Pesquisa de Private Equity na América Latina 1 UMA PERSPECTIVA ÚNICA SOBRE OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES QUE ENCONTRAM OS INVESTIDORES EM PRIVATE EQUITY NA AMÉRICA LATINA Coller Capital/LAVCA Pesquisa de

Leia mais

Principais Títulos e Valores Mobiliários. Potencial para Instrumentos Incentivados. Infraestrutura no Brasil. Panorama Atual

Principais Títulos e Valores Mobiliários. Potencial para Instrumentos Incentivados. Infraestrutura no Brasil. Panorama Atual AGENDA 2 1 Mercado de Capitais 1.1 Introdução 1.2 Principais Títulos e Valores Mobiliários 1.3 Potencial para Instrumentos Incentivados 1.4 Aplicabilidade dos Títulos e Valores Mobiliários em Projetos

Leia mais

Perspectivas para o financiamento das PPPs

Perspectivas para o financiamento das PPPs Perspectivas para o financiamento das PPPs PPP Summit 2015 20 de maio de 2015 Frederico Estrella frederico@tendencias.com.br Histórico e perfil da Tendências 2 Histórico Fundada em 1996, a Tendências é

Leia mais

PROPOSTA DO IBMEC PROJETO ACESSO DAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS SÃO PAULO 29/06/2012

PROPOSTA DO IBMEC PROJETO ACESSO DAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS SÃO PAULO 29/06/2012 PROPOSTA DO IBMEC PROJETO ACESSO DAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS CEMEC SÃO PAULO 29/06/2012 C.A.ROCCA INDICE 1. Bases da proposta do IBMEC 2. Mercado de capitais brasileiro: regulação, funcionalidade

Leia mais

Alternativas para o Financiamento de Projetos de Bioenergia

Alternativas para o Financiamento de Projetos de Bioenergia Alternativas para o Financiamento de Projetos de Bioenergia SEMINÁRIO LINHAS DE FINANCIAMENTO PARA COGERAÇÃO (COGEN & UNICA) Out/2015 EDUARDO TOBIAS RUIZ Agenda Sobre a CELA Fontes de Financiamento Principais

Leia mais

2 Abertura de capital

2 Abertura de capital 2 Abertura de capital 2.1. Mercado de capitais O Sistema Financeiro pode ser segmentado, de acordo com os produtos e serviços financeiros prestados, em quatro tipos de mercado: mercado monetário, mercado

Leia mais

A popularização e expansão do mercado de capitais. Diretoria de Desenvolvimento e Fomento de Negócios Maio/2010

A popularização e expansão do mercado de capitais. Diretoria de Desenvolvimento e Fomento de Negócios Maio/2010 A popularização e expansão do mercado de capitais Diretoria de Desenvolvimento e Fomento de Negócios Maio/2010 POPULARIZAÇÃO Objetivos dos Programas de Popularização Divulgar os segmentos de atuação da

Leia mais

Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas

Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas Fontes de Financiamento para Pequenas e Médias Empresas João Carlos Zani Diretor, Bradesco BBI 23 de Novembro de 2010 Estritamente Confidencial Fontes de financiamento para as empresas Instrumentos de

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

BTG Pactual. Administração de Fundos Agosto 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação.

BTG Pactual. Administração de Fundos Agosto 2012. Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. BTG Pactual Administração de Fundos Agosto 2012 Para informações adicionais, favor observar a página ao final desta apresentação. Histórico do BTG Pactual 2012 Aquisição da Celfin Capital no Chile 1983-86

Leia mais

Conselho Regional de Administração de São Paulo. Mercado de Capitais no Brasil: a BOVESPA construindo estruturas. 03 de Maio de 2007.

Conselho Regional de Administração de São Paulo. Mercado de Capitais no Brasil: a BOVESPA construindo estruturas. 03 de Maio de 2007. Conselho Regional de Administração de São Paulo Mercado de Capitais no Brasil: a BOVESPA construindo estruturas 03 de Maio de 2007 Gilberto Mifano Rossi Superintendente Geral Maria Cecilia Conselheira

Leia mais

Private Equity e Venture Capital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Private Equity e Venture Capital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão

Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão Marielle Brugnari dos Santos Gerência de Produtos Imobiliários Junho/20111 Desenvolvimento do Mercado Imobiliário Cédula de Crédito

Leia mais

Aumento de Liquidez em Small Caps. BM&F Bovespa 18/04/2012

Aumento de Liquidez em Small Caps. BM&F Bovespa 18/04/2012 Aumento de Liquidez em Small Caps BM&F Bovespa 18/04/2012 Agenda 1. A XP Investimentos 2. A Falta de Liquidez 3. XP Empresas 4. Resultados 5. Conclusão A XP Investimentos A XP Investimentos - História

Leia mais

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL?

EM PAUTA O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? O QUE É PRECISO FAZER PARA VIABILIZAR O ACESSO DE PEQUENAS & MÉDIAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS NO BRASIL? 8 REVISTA RI Setembro 2013 É o mercado de capitais brasileiro que precisa das pequenas e médias

Leia mais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais I. A Conjuntura Econômica II. III. Soluções Imobiliárias Residenciais Atuação RB Capital no Setor Imobiliário 2 Conjuntura

Leia mais

3 o CIMES Painel 10 Anos de Política de Inovação em Saúde. São Paulo 16 de abril de 2014

3 o CIMES Painel 10 Anos de Política de Inovação em Saúde. São Paulo 16 de abril de 2014 3 o CIMES Painel 10 Anos de Política de Inovação em Saúde São Paulo 16 de abril de 2014 Sumário Cenário atual Mundo x Brasil Oportunidades - Segmentos Atuação do BNDES Desafios Sumário Cenário atual Mundo

Leia mais

Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015

Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015 Governança corporativa: vida real Governança corporativa em empresa de capital aberto (Bovespa Mais) Julho de 2015 Introdução A Senior Solution é a principal fornecedora de softwares aplicativos para o

Leia mais

Preparação da Empresa para o Capital Empreendedor. Sidney Chameh ABVCAP

Preparação da Empresa para o Capital Empreendedor. Sidney Chameh ABVCAP Preparação da Empresa para o Capital Empreendedor Sidney Chameh ABVCAP Agenda Mudança Cultural Passos para obtenção do capital empreendedor O que os fundos procuram Seleção de projetos Ciclo de Investimento

Leia mais

Private Banking. Segmento private cresce 9,5% e atinge R$ 577,2 bilhões. Destaque do Mês. Evolução das aplicações em Títulos Privados (R$ Bilhões)

Private Banking. Segmento private cresce 9,5% e atinge R$ 577,2 bilhões. Destaque do Mês. Evolução das aplicações em Títulos Privados (R$ Bilhões) Private Banking Ano IV Nº 5 Fevereiro/214 Segmento private cresce 9,5% e atinge R$ 577,2 bilhões Em 213, o patrimônio do segmento de Private Banking atingiu R$ 577,2 bilhões, volume 9,5% superior ao de

Leia mais

Especialização em Investment Banking

Especialização em Investment Banking Especialização em Investment Banking Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundos de Investimento Difusão de Fundos de Investimento BB DTVM e FGV 17/05/2013 Programa. A ANBIMA. O que são Fundos de Investimento. Como se constituem. Governança. Operação. A indústria Brasileira

Leia mais

Ano XIV - nº 221 - Edição de 14 de Julho de 2014 Encontro Nacional de RI acontece em 22 e 23 de julho de 2014

Ano XIV - nº 221 - Edição de 14 de Julho de 2014 Encontro Nacional de RI acontece em 22 e 23 de julho de 2014 Ano XIV - nº 221 - Edição de 14 de Julho de 2014 Encontro Nacional de RI acontece em 22 e 23 de julho de 2014 O 16º Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais está se aproximando.

Leia mais

Razões para Investir em Fundos de Fundos de Private Equity

Razões para Investir em Fundos de Fundos de Private Equity Razões para Investir em Fundos de Fundos de Private Equity por Capital Dynamics* ambiente de private equity no Brasil tem mostrado uma melhoria significativa desde 2003, mesmo se comparado aos outros paises

Leia mais

Empresa de Locação. Apresentação de avaliação financeira. São Paulo, Novembro de 2011 Confidencial

Empresa de Locação. Apresentação de avaliação financeira. São Paulo, Novembro de 2011 Confidencial Empresa de Locação Apresentação de avaliação financeira São Paulo, Novembro de 2011 Confidencial A IGC Partners Sobre a empresa Líder em operações de Estrutura local e internacional Fusões e Aquisições

Leia mais

Encontrando o Investidor Certo para seu Negócio Reprodução permitida desde que citada fonte e link para site www.anjosdobrasil.net

Encontrando o Investidor Certo para seu Negócio Reprodução permitida desde que citada fonte e link para site www.anjosdobrasil.net Encontrando o Investidor Certo para seu Negócio Reprodução permitida desde que citada fonte e link para site www.anjosdobrasil.net Reprodução permitida desde que citada fonte e link para site www.anjosdobrasil.net

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

Aon Corporation. Países em que atua 120 Escritórios no Mundo 500 Funcionários 40.000. Matriz da Aon Chicago EUA. Dados: Dezembro/2009

Aon Corporation. Países em que atua 120 Escritórios no Mundo 500 Funcionários 40.000. Matriz da Aon Chicago EUA. Dados: Dezembro/2009 Aon Corporation Líder Mundial em Consultoria de Riscos, Benefícios, Seguros e Resseguros; Detentora do maior volume de prêmios emitidos do mercado mundial; 8ª empresa na categoria Diversidade Financeira

Leia mais

Por que abrir o capital?

Por que abrir o capital? Por que abrir capital? Por que abrir o capital? Vantagens e desafios de abrir o capital Roberto Faldini Fortaleza - Agosto de 2015 - PERFIL ABRASCA Associação Brasileira de Companhias Abertas associação

Leia mais

Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas

Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas 1. Institucional Consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas Somos uma consultoria de estratégia empresarial e finanças corporativas, com soluções para decisões operacionais, societárias

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3504

Leia mais

Sobre o setor. Quem pode investir

Sobre o setor. Quem pode investir Sobre o setor Instrumento fundamental no desenvolvimento de mercados de capitais e economias emergentes, o Venture Capital e Private Equity tem se destacado de forma expressiva no Brasil. Trata-se de um

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Nossos Serviços 07. 3 Atuação 10. 4 Credenciais 14. 5 Equipe 22

Conteúdo. 1 Institucional 03. 2 Nossos Serviços 07. 3 Atuação 10. 4 Credenciais 14. 5 Equipe 22 Conteúdo 1 Institucional 03 2 Nossos Serviços 07 3 Atuação 10 4 Credenciais 14 5 Equipe 22 2 1. Institucional Institucional Somos uma consultoria com foco em finanças corporativas. Temos soluções às decisões

Leia mais

POSTAGENS REDES SOCIAIS. Twitter

POSTAGENS REDES SOCIAIS. Twitter POSTAGENS REDES SOCIAIS Twitter 06/02 - As Inscrições estão abertas para o MBAe o Curso de Reciclagem para profissionais de Mercado, o PQO. Saiba mais http://goo.gl/xqtj5 13/02 - A Apimec-sul está ampliando

Leia mais

http://www.bovespa.com.br/investidor/juridico/070413nota.asp

http://www.bovespa.com.br/investidor/juridico/070413nota.asp Página 1 de 6 Página Inicial Legislação do Mercado Jurisprudência Tributação do Mercado Regulamentação da Bolsa Câmara de Arbitragem Notícias e Entrevistas Artigos Indicação de Leitura O Poder Judiciário

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais

Gestão Financeira Empresarial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Gestão Financeira Empresarial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Sociedade Lusa de Negócios

Sociedade Lusa de Negócios Sociedade Lusa de Negócios Estrutura do Grupo: Estrutura Acionária: A SLN, holding do grupo, detém 100% do Grupo BPN. Os acionistas diretos e indiretos da SLN, os quais totalizam 500, não possuem participação

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio Investimentos Alternativos 10 de Junho de 2.010 2ª. Conferência de Investimentos

Leia mais

REDETEC. Marcio Spata rea de Mercado de Capitais. Analista Área. Rio de Janeiro - Novembro/2007

REDETEC. Marcio Spata rea de Mercado de Capitais. Analista Área. Rio de Janeiro - Novembro/2007 REDETEC Analista Área Marcio Spata rea de Mercado de Capitais Rio de Janeiro - Novembro/2007 BNDES em NúmerosN Evolução dos Desembolsos (R$ bilhões) 47 52,3 37 35 40 31,2 18 19 18 23 25 7 10 1995 1997

Leia mais

Veículo: Valor Online Data: 29/04/09

Veículo: Valor Online Data: 29/04/09 Veículo: Valor Online Data: 29/04/09 Cresce procura por gestores de risco Em tempos de crise, os gestores de risco estão sendo garimpados pelas empresas como pedras raras. Segundo a consultoria Michael

Leia mais

FUNCEF DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

FUNCEF DIRETORIA DE INVESTIMENTOS FUNCEF DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Brasília 26/03/2015 2 Recebimento de contribuições: R$ 1.746 milhões; Pagamento de benefícios e pensões: R$ 2.086 milhões; Participantes: 137,0 mil ativos e assistidos;

Leia mais

ENTIDADES AUTO-REGULADORAS DO MERCADO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO

ENTIDADES AUTO-REGULADORAS DO MERCADO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO BM&FBOVESPA A BM&FBOVESPA é muito mais do que um espaço de negociação: lista empresas e fundos; realiza negociação de ações, títulos, contratos derivativos; divulga cotações; produz índices de mercado;

Leia mais

1T09 Divulgação de Resultados

1T09 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Relações com Investidores: Frederico Dan Shigenawa Diretor de RI ir@tig.bm Sobre a TIG: A TIG Holding Ltd. (nova denominação da Tarpon Investment Group Ltd.) investe em companhias

Leia mais

Melhores Práticas de Governança

Melhores Práticas de Governança Melhores Práticas de Governança Corporativa Eletros Novembro de 2011 Eliane Lustosa Objetivos Introdução Governança Corporativa (GC) Conceito e princípios básicos Sistema Importância e benefícios Principais

Leia mais

sustentável Crescimento

sustentável Crescimento sustentável Crescimento A população urbana aumenta de forma significativa, e gestores têm o desafio de buscar soluções criativas e inovadoras para financiar a infraestrutura necessária a esse contingente

Leia mais

O Papel do Conselho de Administração em Fusões e Aquisições

O Papel do Conselho de Administração em Fusões e Aquisições O Papel do Conselho de Administração em Fusões e Aquisições Richard Blanchet Fone: (11) 9 8426-1866 rblanchet@uol.com.br São Paulo, 11 de novembro de 2013 São Paulo, 06 de outubro de 2011 Material elaborado

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 O papel do private equity na consolidação do mercado imobiliário residencial Prof. Dr. Fernando Bontorim Amato O mercado imobiliário

Leia mais