Cisco Network Convergence System 4000 Series

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cisco Network Convergence System 4000 Series"

Transcrição

1 Folha de registro Cisco Network Convergence System 4000 Series Resumo do produto O Cisco Network Convergence System 4000 (NCS 4000) é uma plataforma de serviço ótico que oferece multiplexação por divisão de comprimento de onda densa (DWDM), rede de transporte ótico (OTN), perfil de transporte Multi Protocol Label Switching (MPLS-TP), Carrier Ethernet e recursos de vários serviços LSR (Label Switch Router) ou IP (Figura 1). Ele oferece grande escala através de um projeto de sistema e eletrônica de última geração, disponibilizando também eficiências e simplificações drásticas realizadas por inovações na capacidade de uso, na automação, no gerenciamento de serviços, na intensificação e no monitoramento. Figura 1. Chassi Cisco NCS 4016; porta fechada (esquerda) e porta aberta (direita) Para facilitar a integração ótica do pacote, o formato do Cisco NCS 4000 está em conformidade com os ambientes comuns de operadoras, com uma ocupação física superficial para lidar com as exigências de equipamento de transporte ANSI e ETSI. É possível implantar o sistema em formatos ANSI de 19 ou 23 polegadas e formatos ETSI de 300 mm. O Cisco NCS 4016 é uma solução montada em rack de 24 unidades de rack (24RU) que oferece 16 slots de placa de linha para serviço, cada uma com largura de banda full-duplex de 200 Gbps, com diferentes placas para encaminhamento de pacotes, switch de OTN e recurso de tronco ou transponder DWDM coerente. Dependendo da configuração específica da placa, o NCS 4016 comporta vários recursos, inclusive: Comutação e roteamento de pacotes Switching de OTN Transponding e muxponding DWDM É possível usar o Cisco NCS 4016 como uma plataforma ótica de pacotes convergente, através da combinação de todas essas funções Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 1 de 11

2 Recursos e benefícios Os recursos principais do Cisco NCS 4000 são os seguintes: Switching de pacotes: o switching de pacotes inclui IP completo, MPLS e MPLS-TP e Carrier Ethernet compatível com interfaces de 10, 40 e 100 Gigabit Ethernet (GE) com encapsulação OTN (OTU-2, OTU-3 ou OTU-4). Switching de OTN: o switching de OTN inclui switching completo de unidades de dados de nível 0 (ODU-0) para canal ótico com portas compatíveis com SONET/SDH, Ethernet e OTN canalizado (cotn); 10 Gigabit Ethernet (OTU-2), 40 Gigabit Ethernet (OTU-3) e 100 Gigabit Ethernet (OTU-4). DWDM ultradenso integrado: este recurso oferece integração DWDM completa com apoio para recursos de IP-over-DWDM, inclusive Cisco nlight Control Plane Protocol. Tráfego híbrido: o switching de OTN e de pacotes pode ocorrer simultaneamente, o que oferece a capacidade para rotear ou comutar fluxos de pacotes dentro de um contêiner de OTN maior. Eficiência energética superior: os transceptores conectáveis Cisco CPAK e as soluções de gerenciamento de energia e eletrônicos inovadoras minimizam o consumo de energia e maximizam a densidade. O Cisco NCS 4000 implementa várias inovações de arquitetura, incluindo: Malha independente: essa malha altamente escalável comporta switching de pacotes e TDM (time-division multiplexing), além de escala de prateleiras e multichassi além de 100 Tbps. Infraestrutura virtualizada: essa arquitetura de software inovadora baseada em hypervisor comporta dissociação completa dos planos de controle e de dados. A arquitetura comporta recursos de integração de serviços que oferecem flexibilidade considerável para implantar aplicativos na plataforma ou na nuvem. Configurações multichassis e B2B (back-to-back): em uma configuração de vários chassis, o sistema oferece até 102,4 Tbps de capacidade de switching completamente sem bloqueio em uma configuração com 32 chassis de placa de linha e 4 chassis de malha (32 + 4); em uma configuração B2B, a solução disponibiliza 6,4 Tbps sem exigir um chassi em malha. Atualização de software totalmente em serviço (ISSU) com perda zero de topologia (ZTL) e perda zero de pacotes (ZPL): este recurso oferece maior adesão aos acordos de nível de serviço (SLAs) e executa atualizações de software sem exigir uma janela de manutenção. Este recurso robusto de ISSU aplica-se aos recursos de WDM, TDM e de pacotes do sistema. Tecnologia de backplane de última geração pronta para escalar até 500 Gbps por slot: esta tecnologia oferece a capacidade para escalar o sistema em um fator de 2,5 na utilização inicial. O Cisco NCS 4000 integra-se perfeitamente ao NCS 6000 para obter serviços IP massivamente escaláveis e com o NCS 2000 para funções de multiplexador inserção/derivação óptica reconfigurável (ROADM) totalmente programável. A integração pode ocorrer no elemento de rede, plano de controle e/ou níveis de gerenciamento de rede, cumprindo as diversas necessidades da grande variedade de modelos operacionais Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 2 de 11

3 Arquitetura da plataforma Chassis O chassi Cisco NCS 4016 é projetado para acomodar: Dois processadores de roteamento, que também agem como controladores de prateleira das aplicações WDM ou OTN Quatro placas de malha Dezesseis placas de linha O sistema Cisco NCS 4016 comporta 4 placas de malha, que são conexões cruzadas independentes baseadas em uma arquitetura de switching de célula flexível, usada em uma configuração Clos. Os processadores de roteamento tratam de todas as funções de controle, inclusive a função de processamento de rota e as funções de processamento de placa de linha necessárias para serviços de Camada 1, 2 e 3 de alta escala (Figura 2). Figura 2. Arquitetura de prateleiras do Cisco NCS 4016 Cada placa de linha é conectada através do backplane em cada uma das quatro malhas, que operam em uma configuração redundante (Figura 3). Conexões adicionais de backplane estão disponíveis para slots pareados dentro de cada quadrante do chassi do Cisco NCS 4016, o que permite a interconexão direta das placas de linha do backplane sem acesso à malha Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 3 de 11

4 Figura 3. Arquitetura de backplane do Cisco NCS 4016 Funções OTN O Cisco NCS 4016 oferece funções completas de switching de OTN em conformidade com ITU G.872. Ele comporta switching multicamadas ODU-0 a ODU-4 e grooming, incluindo switching de OTN aninhado. O sistema comporta switching de chassi único de 3,2 Tbps totalmente sem bloqueio no nível ODU-0 (unidades de dados 2560 ODU-0 ou ODU-Flex). O redimensionamento sem hit ODU-Flex também é compatível. O Cisco NCS 4016 cumpre as recomendações ITU G.709/G.798, o que permite uma sucessão de pelo menos 20 conexões cruzadas de OTN, mantendo as especificações de jitter e wander. Ele também cumpre as recomendações de operação, administração e manutenção (OAM) ITU G.709, com apoio completo dos seis níveis do suporte TCM (Tandem Connection Monitoring). A configuração, o provisionamento e a proteção de OTN são gerenciados por um plano de controle de OTN baseado em MPLS generalizado (GMPLS), que comporta uma interface de rede de usuários (UNI) integrada como a interface de comunicação entre os planos de controle que gerenciam diferentes camadas de transporte dentro do mesmo sistema. A instância do plano de controle é executada dentro do domínio ótico (caso de rede sobreposta), que oferece uma interface UNI externa aos nós do cliente para solicitar serviços sob demanda. Como uma extensão do Cisco nlight Control Plane Protocol, um circuito de OTN entre os nós de ingresso e egresso pode ser estabelecido de maneira estática ou dinâmica, usando a sinalização do Resource Reservation Protocol (RSVP). Um circuito de OTN é estabelecido e mantido como um caminho de switch de rótulos (LSP) entre os LSRs de ingresso e egresso através dos LSRs de trânsito. Um LSP pode ser estabelecido como uma conexão soft permanente (SPC) quando a solicitação vem da interface do usuário (UI). Mecanismos de proteção A plataforma Cisco NCS 4016 oferece vários mecanismos de proteção distintos que operam em diferentes camadas. Embora os mecanismos de proteção puros de Camada 3, Camada 2, Camada 1 e Camada 0 sejam definidos, uma abordagem holística à proteção é crucial quando várias camadas estão operando simultaneamente Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 4 de 11

5 Os mecanismos de proteção compatíveis são: Camada 3: IP/MPLS: IP Fast Reroute (FRR) (link, caminho e nó) e MPLS FRR equivalente Camada 2: Carrier Ethernet: G.8032 Camada 2: proteção MPLS-TP: 1:1 LSP Camada 1: OTN: proteção de conexão de sub-rede (SNCP/I e SNCP/N), 1+1 e 1:N Camada 1: SONET/SDH: 1+1 APS/MSP, 1+1 UPSR/SNCP, 2F-BLSR/MS-SPRING Camada 0 (WDM): cabo Y no nível do transponder e do muxponder Solução de gerenciamento A solução Cisco NCS 4016 integra uma LCI (local craft interface) de última geração que pode instalar, configurar, monitorar e solucionar problemas em aplicações do NCS 4016 no nível do nó e da rede. O Cisco Prime Carrier Management oferece gerenciamento completo, além de funções plenas de falha, configuração, conta, desempenho e segurança (FCAPS) dos dispositivos Cisco NCS 4016, Cisco NCS 2000 e Cisco ONS. Ele também oferece gerenciamento completo de serviços convergentes de OTN e IP + ótico, o que torna possível gerenciar as redes de transporte e de IP com menos etapas para promover a eficiência operacional. Placas de linha do Cisco NCS 4016 As placas de linha a seguir estão disponíveis na versão 5.2 do Cisco NCS 4016: Comuns: Controlador e processador de roteador NCS 4000 (NCS4K-RP) Unidade de conexão externa NCS 4000 (NCS4K-ECU) Conexão cruzada independente NCS multichassi (NCS4016-FC-M) Placas de linha do OTN: NCS x 100G CPAK - placa de linha de OTN - CPAK (NCS4K-2H-O-K) Placa de linha OTN de baixa taxa com 24 portas NCS SFP (NCS4K-24LR-O-S) NCS x placa de linha OTN 10G - SFP+ (NCS4K-20T-O-S) Placa de linha de DWDM: NCS x 100G CP-DQPSK - Placa de linha totalmente ajustável de banda C (NCS4K-2H-W) Processador de roteamento O processador de roteamento Cisco NCS 4016 é baseado em uma CPU Intel IvyBridge de 10 núcleos com 32 Gigabytes de RAM e equipado com uma unidade de estado sólido (SSD) de 50 Gigabytes. Uma segunda unidade SSD pode ser acessada através da placa frontal na unidade de conexão externa (ECU) para oferecer acesso aos dados de registro e mais espaço de armazenamento. Um dispositivo de memória flash USB também está disponível para recursos de debug Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 5 de 11

6 Figura 4. Placa de linha do processador de roteamento (melhor foto a ser determinada) O processador de roteamento contém as funções de controle, sincronização, monitoramento e gerenciamento do chassi Cisco NCS Vários LEDs estão disponíveis na placa frontal para apresentar o status do sistema e oferecer informações, como falhas de falta de energia na placa de linha no carregamento da placa de linha e condições de inicialização de software. O PR oferece interfaces externas através de uma ECU e comporta as seguintes interfaces no painel central: Uma porta USB 2.0 para acesso à CPU Duas interfaces RJ-45 10/100/1000 Ethernet Duas interfaces SFP+ (Small Form-Factor Pluggable) 10 Gigabit Ethernet Unidade de conexão externa (ECU) A ECU oferece todas as conectividades de E/S elétricas da prateleira com as placas de linha dos processadores de roteamento ativo e de espera (Figura 5). Além disso, a ECU abriga dois SSDs de 1,8 polegadas, além do conector de interface serial para a tela sensível ao toque. A placa e a portadora da ECU têm aberturas que permitem que o ar expelido das ventoinhas passe pela ECU e flua através dos filtros de energia para refrigeração. As interfaces disponíveis da ECU estão listadas na Tabela 1. Figura 5. Unidade de conexão externa (foto melhor a ser determinada) Tabela 1. Interfaces da unidade de conexão externa Padrão de I/O Tipo de conector de I/O Quantidade Função Fast ou Gigabit Ethernet RJ-45 1 Gerenciamento de máquina virtual administrativa Fast ou Gigabit Ethernet RJ-45 1 Gerenciamento de máquina virtual XR 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 6 de 11

7 Fast ou Gigabit Ethernet RJ-45 6 Gerenciamento multiprateleiras do NCS 2006 Fast ou Gigabit Ethernet RJ-45 2 Porta IEEE 1588 Ethernet Proprietário RJ-45 2 Portas de expansão de tempo proprietárias Proprietário Small Computer System Interface (SCSI) 2 2 contatos secos ou conectores de alarme SCSI Telecomunicações E1 Mini BNC 2 Building Integrated Timing - Entrada/Saída ETSI Telecomunicações T1 Mini BNC 2 Building Integrated Timing - Entrada/Saída ANSI SSD Unidade de 1,8 pol. 2 1 SDD para RP0 + 1 SDD para RP1 Conector de tela sensível ao toque Receptor/transmissor assíncrono universal (UART) 1 Conexões de tela sensível ao toque da ECU RS-422 RJ-45 1 IEEE 1588 Hora do dia/pulso por segundo (TOD/PPS) Mini BNC 2 Entrada/Saída do relógio de 10 MHz IEEE 1588 Mini BNC 2 Entrada/Saída de sincronização IEEE 1588 Placa de linha de malha multichassis O sistema Cisco NCS 4016 comporta quatro placas de linha de malha operando em uma configuração redundante (Figura 6). Cada placa de malha comporta conectividade distribuída igualmente em todas as 16 placas de linha. A placa de malha é gerenciada diretamente pelo PR centralizado. Figura 6. Placa de linha de malha multichassis A malha é considerada independente, pois comuta células de tamanhos variáveis sem conhecimento do protocolo que está sendo transportado - OTN ou Ethernet. Cada placa de linha Cisco NCS 4016 está conectada a todas as quatro placas de malha, sendo uma delas redundante, permitindo operação completa com três planos funcionais. Doze conexões de painel frontal CXP permitem que um sistema de chassi simples migre para uma configuração back-to-back ou multichassis. Cisco NCS 4016 A Tabela 2 lista as especificações do Cisco NCS Tabela 2. Especificações do produto Cisco NCS 4016 Recurso Compatibilidade de software Protocolos Software Cisco IOS XR Versão ou posterior, sendo executado no Cisco nvisor Plano de controle: Simple Network Management Protocol (SNMP) Interfaces programáticas (XML) GUI (Cisco Transport Controller) Gerenciamento de controle: SNMP Interfaces programáticas (XML) 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 7 de 11

8 Recurso Componentes Placas de linha Recursos e funções Capacidade do sistema Confiabilidade e disponibilidade MIBs GUI (Cisco Transport Controller) Interface de Linha de Comando (CLI) Linguagem de Transação (TL1) Segurança Message Digest Algorithm 5 (MD5) Protocolo IP Security (IPsec) Protocolo Secure Shell (SSH) versão 2 (SSHv2) FTP Seguro (SFTP) Secure Sockets Layer (SSL) Cada chassi Cisco NCS 4016 comporta: Dois processadores de roteamento Duas bandejas de ventoinhas e filtros Quatro placas de malha Uma ECU Duas prateleiras de alimentação (CC ou CA) Placas de linha do Cisco NCS 4000 Placas de linha do OTN 2 x 100G CPAK - Cartão de linha OTN - CPAK (NCS4K-2H-O-K) Placa de linha OTN de baixa taxa com 24 portas - SFP (NCS4K-24LR-O-S) Placa de linha OTN 20x10G - SFP+ (NCS4K-20T-O-S) Placa de linha de DWDM: 2x 100G CP-DQPSK - Placa de linha totalmente ajustável de banda C (NCS4K-2H-W) Switching de OTN: Switching total de nível ODU-0 com portas compatíveis com SONET/SDH, Ethernet, OTN canalizado, 10 GE (OTU-2), 40 GE (OTU-3) e 100 GE (OTU-4) Compatível com ODU-Flex TCM de 6 níveis Funções WDM: Trinta e duas interfaces WDM com capacidade de atingir 4.500km ajustáveis com 96 canais 100 GE CP- DQPSK Recursos OTN over WDM (OTNoWDM): Qualquer combinação de serviços OTN e WDM no mesmo chassi até a capacidade do chassi Serviços OTNoWDM sem necessidade de conectividade de cabo externo entre a placa de linha OTN e WDM (conectividade de backplane entre a LC OTN e LC WDM) Capacidade de 200 Gbps por placa de linha para uma capacidade de switching total de 3,2 Tbps Redundância do sistema: Redundância 4:4 na prateleira de alimentação Redundância 1:1 na bandeja de alimentação Redundância 1:1 no processador de roteamento Redundância 1:4 na placa de malha Recursos do software: Suporte à inserção e remoção online (OIR) da placa de linha Suporte à OIR da placa de malha Gerenciamento de falta de recursos Redundância de máquina virtual (VM) Proteção O-SNCP/I Proteção O-SNCP/N Proteção O-SNCP/S Restauração em tempo real 1 + R ODUk Switching de proteção automática (APS) para cliente SONET Suporte à estrutura SNMP: SNMPv1 SNMPv2c SNMPv3 MIB II, incluindo extensões de interface (RFC 1213) SNMP-FRAMEWORK-MIB SNMP-TARGET-MIB SNMP-NOTIFICATION-MIB 2013 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 8 de 11

9 Recurso Gerenciamento da rede Interfaces programáticas SNMP-USM-MIB SNMP-VACM-MIB Gerenciamento de sistemas: CISCO- BULK-FILE-MIB CISCO-CONFIG-COPY-MIB CISCO-CONFIG-MAN-MIB CISCO-FLASH-MIB CISCO-MEMORY-POOL-MIB MIB Cisco FTP Client MIB Cisco Process MIB Cisco Syslog CISCO-SYSTEM-MIB CISCO-CDP-MIB IF-MIB (RFC 2233/RFC 2863) Qualidade de serviço (QoS): MQC-MIB (MIB de QoS baseado em classes da Cisco) CISCO-PING-MIB Chassis ENTITY-MIB (RFC 2737) CISCO-entity-asset-MIB CISCO-entity-sensor-MIB CISCO-FRU-MIB (Cisco-Entity-FRU-Control-MIB) Malha: CISCO-Fabric-Mcast-MIB CISCO-Fabric-Mcast-Appl-MIB Traps: RFC 1157 Autenticação Linkup Linkdown Coldstart Warmstart CLI avançado Interface XML Compatível com SNMP e MIB LCI do Cisco Transport Controller TL1 Cisco Prime Network Suporte ao esquema XML Dimensões físicas Altura: 42 pol. (1066,95 mm); 24RU Largura: 17,67 pol. (448,85-mm) parte inserida no rack ou gabinete; 19,30 pol. (490,30-mm) parte frontal fora da estrutura de fixação do rack ou gabinete Profundidade: encaixa-se em racks ETSI padrão de 600 mm Energia Suporte para módulos de alimentação CC e AC: * Módulos de alimentação CA de 2,75 kw Módulos de alimentação CC de 2,75 kw CA de âmbito mundial (200 a 240V; 50 a 60 Hz; 16A máximo) CC de âmbito mundial (-40 a-72v; 60A máximo) Condições ambientais Temperatura de armazenamento: -40 a 158 F ( 40 a 70 C) Temperatura de operação: Normal: 41 a 104 F (5 a 40 C) Curto prazo: 23 a 122 F (-5 a 50 C) ** Umidade relativa: 5% a 85% * Não é compatível com combinação de módulos CA e CC. 1. Curto prazo refere-se a um período de não mais que 96 horas consecutivas e um total de não mais que 15 dias em 1 ano. (Este número se refere a um total de 360 horas em um ano, mas não mais que 15 ocorrências durante esse período) Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 9 de 11

10 Aprovações e conformidade A Tabela 3 lista as conformidades e aprovações de agências para o sistema de chassi único Cisco NCS Tabela 3. Conformidade e aprovações de agência do Cisco NCS 4016 Recurso Padrões de segurança UL/CSA/IEC/EN Segurança de laser IEC/EN FDA: Code of Federal Regulations Laser Safety Interferência eletromagnética (EMI) FCC Classe A ICES 003 Classe A CISPR 22 (EN55022) Classe A VCCI Classe A IEC/EN : Harmônicos na linha de alimentação IEC/EN : Flutuações da tensão e cintilação Imunidade (padrões básicos) IEC/EN : Imunidade a descargas eletrostáticas (contato 8 kv, ar 15 kv) IEC/EN : Imunidade a radiações (10V/m) IEC/EN : Imunidade a transientes elétricos rápidos (2 kv alimentação, 1 kv sinal) IEC/EN : Surto na porta de CA (4 kv CM, 2 kv DM) IEC/EN : Portas de sinal (1 kv) IEC/EN : Surto na porta de CC (1 kv) IEC/EN : Imunidade a distúrbios conduzidos (10 Vrms) IEC/EN : Imunidade a campo magnético de frequência de alimentação (30A/m) IEC/EN : Quedas de tensão, interrupções curtas e variações de tensão ETSI e EN EN : Equipamento de rede de telecomunicações (EMC) EN55022: Equipamento de tecnologia da informação (emissões) EN55024: Equipamento de tecnologia da informação (imunidade) EN /EN : Padrão de imunidade genérico Padrões de construção de equipamento de rede (NEBS) Esse produto foi projetado para cumprir os seguintes requisitos (qualificação em andamento): SR-3580: Níveis dos critérios NEBS (nível 3) GR-1089-CORE: NEBS EMC e segurança GR-63-CORE: Proteção física NEBS Informações de garantia As informações de garantia estão disponíveis no site Cisco.com, na página de Garantia de produtos. Informações para pedidos Para fazer um pedido, acesse a Página inicial de pedidos da Cisco e consulte a Tabela 4. Para fazer o download do software, acesse o Cisco Software Center. Tabela 4. Informações para pedidos Número da peça Sistema NCS4016-SYS Sistema NCS 4016 Chassis e comuns NCS4K-RP Controlador e processador de roteador do NCS 4000 NCS4016-SA Conjunto de prateleiras do NCS 4016 NCS4K-BLANK Preenchedor de lacunas do NCS 4000 NCS4K-FTA Conjunto de bandeja de ventoinha do NCS Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 10 de 11

11 Número da peça NCS4K-FTF Filtro da bandeja de ventoinha do NCS 4000 NCS4016-DOOR Porta do NCS 4016 NCS4K-ECU Unidade de conexão externa NCS 4000 NCS4K-SSD-50G Unidade SSD de 50G do NCS 4000 para ECU NCS4K-CRAFT Painel craft do NCS 4000 NCS4016-DC-PEM Módulo de entrada de energia CC do NCS 4016 NCS4016-AC-PEM Módulo de entrada de energia CA do NCS 4016 NCS4016-AC-FA Adaptador de conexão frontal para energia CA do NCS 4016 NCS4016-DC-FA Adaptador de conexão frontal para energia CA do NCS 4016 NCS4K-DC-PSU Unidade do sistema de alimentação CC do NCS W NCS4K-AC-PSU Unidade do sistema de alimentação CA do NCS W NCS4016-FC-M Conexão Xross independente do NCS 4016 (Multichassis S13) NCS4K-INST-KIT Kit de instalação de sistemas do NCS 4000 Placas de linha NCS4K-2H-W NCS4K-24LR-O-S NCS4K-2H-O-K NCS4K-20T-O-S NCS x 100G CP-DQPSK - Banda C totalmente ajustável PL OTN de baixa taxa com 24 portas do NCS SFP NCS x 100G CPAK - placa de linha de OTN - CPAK Placa de 20x10G OTN do NCS SFP+ Cisco Services para migrações de soluções IP + ótica convergentes Os serviços da Cisco e de nossos parceiros o ajudam a extrair o máximo valor de seus investimentos na solução IP + ótica convergente da Cisco, de maneira rápida e econômica. Podemos ajudá-lo a projetar, implementar e validar sua solução para acelerar a migração e transição. Coordene cada etapa para obter interoperabilidade. Fortaleça sua equipe. E extraia o máximo das oportunidades no futuro. Saiba mais em: Saiba mais Para obter mais informações sobre o Cisco Network Convergence System 4000, acesse ou entre em contato com seu representante de conta local da Cisco. Impresso nos EUA C / Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da Cisco. Página 11 de 11

Sistema de chassi único Cisco NCS 6008

Sistema de chassi único Cisco NCS 6008 Folha de dados Sistema de chassi único Cisco NCS 6008 O Cisco Network Convergence System 6000 Series System oferece agilidade de rede, convergência ótica de pacotes e escala de sistema em petabits/segundo

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br Série Connect Switches e Conversores Industriais www.altus.com.br Conectividade e simplicidade Compacto: design robusto e eficiente para qualquer aplicação Intuitivo: instalação simplificada que possibilita

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Resumo da solução Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Você deseja uma solução de computação unificada para a sua empresa de médio ou pequeno porte ou para o padrão avançado do seu

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

Migração para um data center de 40 Gbps com a tecnologia QSFP BiDi da Cisco

Migração para um data center de 40 Gbps com a tecnologia QSFP BiDi da Cisco White Paper Migração para um data center de 40 Gbps com a tecnologia QSFP BiDi da Cisco Resumo Como resultado da consolidação do data center, da virtualização do servidor e de novos aplicativos que exigem

Leia mais

Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps

Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps Especificações Técnicas Característica/Configurações/Requisitos mínimos: Descrição do Material Switch

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

BIG-IP Gerenciamento de Tráfego de Aplicativos. Guia de Dimensionamento da Plataforma Versão 9.2.2

BIG-IP Gerenciamento de Tráfego de Aplicativos. Guia de Dimensionamento da Plataforma Versão 9.2.2 BIG-IP Gerenciamento de Tráfego de Aplicativos Guia de Dimensionamento da Plataforma Versão 9.2.2 Guia de Dimensionamento da Plataforma Resumo de Recomendação de Plataformas Plataformas 8400, 6800 e 6400

Leia mais

LAN Design. LAN Switching and Wireless Capítulo 1. Version 4.0. 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Cisco Public 1

LAN Design. LAN Switching and Wireless Capítulo 1. Version 4.0. 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Cisco Public 1 LAN Design LAN Switching and Wireless Capítulo 1 Version 4.0 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Cisco Public 1 Objetivos do Módulo Compreender os benefícios e do uso de uma organização hierárquica

Leia mais

Cisco StadiumVision Mobile Reporter

Cisco StadiumVision Mobile Reporter Folha de dados Cisco StadiumVision Mobile Reporter A Cisco apresenta o Cisco StadiumVision Reporter versão 1.2. Introdução ao Cisco StadiumVision Mobile A solução Cisco StadiumVision Mobile permite que

Leia mais

Cisco StadiumVision Mobile Streamer

Cisco StadiumVision Mobile Streamer Folha de dados Cisco StadiumVision Mobile Streamer A Cisco apresenta o Cisco StadiumVision Mobile Streamer versão 1.2. Introdução ao Cisco StadiumVision Mobile A solução Cisco StadiumVision Mobile permite

Leia mais

Dispositivos Cisco FirePOWER 8000 Series

Dispositivos Cisco FirePOWER 8000 Series Data Sheet Dispositivos Cisco FirePOWER 8000 Series Resumo do produto É difícil encontrar um dispositivo de segurança de rede com o rendimento, as opções de interface e a proteção contra ameaças ideais

Leia mais

SOLUÇÕES DE REDES CORPORATIVAS E DATA CENTERS

SOLUÇÕES DE REDES CORPORATIVAS E DATA CENTERS SOLUÇÕES DE REDES CORPORATIVAS E DATA CENTERS O advento dos meios digitais proporcionou novas opções de modelos de negócios: modelos mais simples, em que arquiteturas inflexíveis e caras deram lugar a

Leia mais

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Especificações Técnicas Mínimas: 1. O equipamento deve ter gabinete único para montagem

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Uma estação é considerada parte de uma LAN se pertencer fisicamente a ela. O critério de participação é geográfico. Quando precisamos de uma conexão virtual entre duas estações que

Leia mais

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade Energia CA Para a Continuidade da Operação Crítica Liebert GXT3, UPS de 6kVA e 10kVA: Muita Proteção,

Leia mais

Email: henriquel.rj@gmail.com 1

Email: henriquel.rj@gmail.com 1 Redes ASON: A Evolução das Redes Óticas Este tutorial apresenta uma breve introdução da arquitetura das Redes ASON (Automatic Switched Optical Network) fazendo uma comparação com o protocolo GMPLS (Generalized

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

NGP 822. FXS, FXO e GSM. Visão frontal. 4 ou 8 ramais. 0, 1 ou 2 interfaces celulares. 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas. Automação e segurança

NGP 822. FXS, FXO e GSM. Visão frontal. 4 ou 8 ramais. 0, 1 ou 2 interfaces celulares. 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas. Automação e segurança NGP 822 FXS, FXO e GSM Visão frontal 4 ou 8 ramais 0, 1 ou 2 interfaces celulares 0, 1 ou 2 interfaces de linhas alógicas Automação e segurança Interface Web LEDs de status do equipamento e das interfaces

Leia mais

Folha de Especificações ASTRO 25 Core

Folha de Especificações ASTRO 25 Core CONFIGURAÇÕES FLEXÍVEIS E ESCALÁVEIS ASTRO 25 CORE Um pequeno povoado ou uma grande cidade um único departamento ou vários órgãos seu sistema de rádio deve adaptar-se às suas necessidades e ao seu orçamento.

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Switch na Camada 2: Comutação www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução A conexão entre duas portas de entrada e saída, bem como a transferência de

Leia mais

((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA N.º 03/2009 (PERGUNTAS) AQUISIÇÃO DE SWITCH DE DISTRIBUIÇÃO DE 192 PORTAS

((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA N.º 03/2009 (PERGUNTAS) AQUISIÇÃO DE SWITCH DE DISTRIBUIÇÃO DE 192 PORTAS ((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA N.º 03/2009 (PERGUNTAS) AQUISIÇÃO DE SWITCH DE DISTRIBUIÇÃO DE 192 PORTAS ((TEXTO)) Aos 15 (quinze) dias do mês de junho de dois mil e nove, às 14:00 hs, na sede da Empresa

Leia mais

REDES MPLS. Roteiro. Protocolos anteriores ao MPLS. Demanda crescente por largura de banda.

REDES MPLS. Roteiro. Protocolos anteriores ao MPLS. Demanda crescente por largura de banda. REDES MPLS PARTE 1 PROFESSOR: MARCOS A. A. GONDIM Roteiro Protocolos anteriores ao MPLS. Motivações para o uso de Redes MPLS. O Cabeçalho MPLS. Label Switch Router (LSR). Switched Path (LSP). Forwarding

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 001 111586 Nobreak Senoidal de Dupla Conversão de no mínimo 3.0 KVa 1. Todos os equipamentos deverão ser novos de primeiro uso e estar na linha de produção atual do fabricante; 2. A garantia

Leia mais

MPLS MultiProtocol Label Switching

MPLS MultiProtocol Label Switching MPLS MultiProtocol Label Switching Cenário Atual As novas aplicações que necessitam de recurso da rede são cada vez mais comuns Transmissão de TV na Internet Videoconferências Jogos on-line A popularização

Leia mais

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EXPANSÃO E INTEGRAÇÃO DO SYSTEM STORAGE IBM DS4700.

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EXPANSÃO E INTEGRAÇÃO DO SYSTEM STORAGE IBM DS4700. ANEXO II ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EXPANSÃO E INTEGRAÇÃO DO SYSTEM STORAGE IBM DS4700. LOTE 1 (Único) 1 8 Disco FC de 300 GBytes, 4 Gbps, 15 Krpm E-DDM. Tecnologia Fibre Channel Enhanced Disk Drive Modules;

Leia mais

Nway Switch 8 Portas Manual do Usuário

Nway Switch 8 Portas Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA. Subitem Característica Especificação Exigência

SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA. Subitem Característica Especificação Exigência SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA Subitem Característica Especificação Exigência CONEXÕES DESEMPENHO 1.1 Portas RJ-45 1.2 Portas GBIC 1.3 Autoconfiguraçã

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Metro-Ethernet (Carrier Ethernet) www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Ethernet na LAN www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique

Leia mais

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security Administration Kit Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security O Kaspersky Administration Kit é uma ferramenta de administração centralizada

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 26430 - INST.FED.DE EDUC.,CIENC.E TEC.S.PERNAMBUCANO 158149 - INST.FED.EDUC.CIENC.E TEC.SERTãO PERNAMBUCANO RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00008/2015-001 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - EQUIPAMENTO

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Redes Convergentes II Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD Simplificação da TI O Dell série MD pode simplificar a TI, otimizando sua arquitetura de armazenamento de dados e garantindo

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Referente ao Edital de Tomada de Preços nº. 004/2012 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PÁGINA 1 DE 6 ITEM 01 SERVIDOR DE RACK COM AS SEGUINTES CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS MÍNIMAS: INFORMAR OBRIGATORIAMENTE O FABRICANTE

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL 16 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

ENH908-NWY. Manual do Usuário

ENH908-NWY. Manual do Usuário ENH908-NWY Manual do Usuário O dispositivo é um poderoso switch Fast Ethernet de alto desempenho, com todas as portas capazes de realizarem operações de negociação automática (NWay) de 10 ou 100 Mbps,

Leia mais

>Proteção de Energia Trifásica

>Proteção de Energia Trifásica Symmetra PX Proteção de Energia Modular, Escalável e de Alta Eficiência para Data Centers Symmetra PX 100kW Escalável de 10kW até 100kW >Proteção de Energia Trifásica Modular de Alta Performance com Tamanho

Leia mais

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway LGW4000 é um Media Gateway desenvolvido pela Labcom Sistemas que permite a integração entre

Leia mais

Configuração de Roteadores e Switches CISCO

Configuração de Roteadores e Switches CISCO Configuração de Roteadores e Switches CISCO Introdução ao CISCO IOS Protocolo MPLS Módulo - VI Professor do Curso de CISCO Prof. Robson Vaamonde, consultor de Infraestrutura de Redes de Computadores há

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM DIGITRACE NGC-40 O NGC-40 é um avançado sistema modular

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado

GE Intelligent Platforms. Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado GE Intelligent Platforms Automação em alta performance Soluções para um mundo conectado Na vanguarda da evolução da automação industrial. Acreditamos que o futuro da automação industrial seguirá o mesmo

Leia mais

extras SOLO Estação Radio Base TETRA

extras SOLO Estação Radio Base TETRA Geyschlaegergasse 14, A-1150 Vienna, Austria, Europe +43/786 12 86-0 extras SOLO Estação Radio Base TETRA Utilidade Pública Indústria Governo Aeroportos Portos Transporte Segurança Pública 3T Communications

Leia mais

1 de 6 25/08/2015 10:22

1 de 6 25/08/2015 10:22 1 de 6 25/08/2015 10:22 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Termo de Adjudicação

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Conteúdo 1 Topologia de Redes 5 Escalas 5 Topologia em LAN s e MAN s 6 Topologia em WAN s 6 2 Meio Físico 7 Cabo Coaxial 7 Par Trançado 7 Fibra Óptica 7 Conectores 8 Conector RJ45 ( Par trançado ) 9 Conectores

Leia mais

0. Servidor SGI 1100 - Instruções iniciais

0. Servidor SGI 1100 - Instruções iniciais 0. Servidor SGI 1100 - Instruções iniciais Este guia contém as seguintes informações básicas sobre a configuração do sistema, desde a retirada da embalagem até a inicialização do Servidor SGI 1100: Retirada

Leia mais

Nobreak. 10 a 50 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES

Nobreak. 10 a 50 kva. senoidal on-line trifásico PERFIL PROTEÇÕES Nobreak senoidal on-line trifásico dupla conversao ~ 10 a 50 kva PERFIL Compatível com: Solução SMS para Gerenciamento de Missões Críticas Sinus Triphases 10 a 50 kva A linha de nobreaks SMS Sinus Triphases

Leia mais

Keor t. trifásico ups 10 a 60 kva

Keor t. trifásico ups 10 a 60 kva Keor t trifásico ups 10 a Keor t UPS TRIFÁSICO KEOR T foi projetado com tecnologia avançada e com componentes de última geração, para garantir um ótimo desempenho, alta eficiência, alta disponibilidade

Leia mais

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON

PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON PASSIVE OPTICAL NETWORK - PON É uma solução para a rede de acesso, busca eliminar o gargalo das atuais conexões entre as redes dos usuários e as redes MAN e WAN. A solução PON não inclui equipamentos ativos

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

AEC Access Easy Controller. Guia de Referência

AEC Access Easy Controller. Guia de Referência AEC Access Easy Controller Guia de Referência Índice 3 1. AEC - Vista Geral do Sistema 4 2. AEC - Componentes Principais 6 3. AEC - Configuração 7 4. AEC - Benefícios 8 5. AEC - Como encomendar? 10 6.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12 TERMO DE REFERÊNCIA I DEFINIÇÃO DO OBJETO O presente Projeto Básico tem por objeto a aquisição de equipamentos para implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. ITEM DESCRIÇÃO QUANTIDADE 1 Switch

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

Smart Grid A Transição nas Redes das Concessionárias de Energia

Smart Grid A Transição nas Redes das Concessionárias de Energia 1 Smart Grid A Transição nas Redes das Concessionárias de Energia Autor: Kobi Gol Gerente de Desenvolvimento de Negócios e Soluções da RAD Data Communications. 2 As redes das empresas de energia estão

Leia mais

Roteador wireless de dual band AC1750 com tecnologia StreamBoost

Roteador wireless de dual band AC1750 com tecnologia StreamBoost TEW-824DRU Roteador wireless de dual band AC1750 com tecnologia StreamBoost TEW-824DRU (v1.0r) Jogos de baixa latência/priorização de voz AC1750: 1,300 Mbps WiFi AC + bandas WiFi N de 450 Mbps Modelagem

Leia mais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais

GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais www.gigasecurity.com.br GS 16SVR960 Sistema de Gravação de Vídeo - 960H - 16 canais Gravador de vídeo Fonte bivolt Proteção de surto HD opcional Acesso via internet Sistema de gravação de vídeo Muito mais

Leia mais

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO:

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: CABEAMENTO DE REDE QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: MEIO FÍSICO: CABOS COAXIAIS, FIBRA ÓPTICA, PAR TRANÇADO MEIO NÃO-FÍSICO:

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

ENH916-NWY. Manual do Usuário

ENH916-NWY. Manual do Usuário ENH916-NWY Manual do Usuário Aviso da FCC Este equipamento foi testado e se encontra em conformidade com os limites de dispositivo digital de Classe B, de acordo com a Parte 15 das Regras de FCC. Estes

Leia mais

Discrete Automation and Motion. Conceptpower DPA 500 100 kw 3 MW UPS modular - agora até 3 MW

Discrete Automation and Motion. Conceptpower DPA 500 100 kw 3 MW UPS modular - agora até 3 MW Discrete Automation and Motion Conceptpower DPA 500 100 kw 3 MW UPS modular - agora até 3 MW Tempo de inatividade igual a zero conheça o Conceptpower DPA 500 O Conceptpower DPA 500 da ABB é um sistema

Leia mais

INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE

INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE Catálogo Técnico INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE CATÁLOGO TÉCNICO ÍNDICE CATÁLOGO TÉCNICO... 1 INTRODUÇÃO... 2 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 2 DADOS TÉCNICOS... 3 ENSAIOS DE TIPO REALIZADOS...

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone VX-8CH-240C-H 8 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 (um) Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 Integração com PTZ Hexaplex -

Leia mais

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas SYNCHROTACT 5 Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas Aplicação SYNCHROTACT 5 é a quinta geração dos equipamentos para sincronização produzidos pela ABB Switzerland

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Switch 8 portas GTS Network 73.2108K Manual do Usuário

Switch 8 portas GTS Network 73.2108K Manual do Usuário Switch 8 portas GTS Network 73.2108K Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade.

Leia mais

Visão geral dos switches Cisco Small Business

Visão geral dos switches Cisco Small Business Visão geral dos switches Cisco Small Business Switches Cisco para pequenas empresas Os switches Cisco para pequenas empresas oferecem o projeto, os recursos e as capacidades necessários para ajudar a aumentar

Leia mais

Mais agilidade de TI: Cisco Unified Computing System

Mais agilidade de TI: Cisco Unified Computing System Resumo da solução Mais agilidade de TI: Cisco Unified Computing System Em colaboração com 2011 2012 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da

Leia mais

GerSAT Manual de Usuário

GerSAT Manual de Usuário GerSAT Manual de Usuário Manual do Usuário Ver. 1.1 Junho 2015 Informações importantes Antes de utilizar o equipamento, pedimos para que leia e siga todas as instruções descritas neste manual, pois a utilização

Leia mais

ACCESSNET -T IP Técnica do sistema TETRA da Hytera. www.hytera.de

ACCESSNET -T IP Técnica do sistema TETRA da Hytera. www.hytera.de Técnica do sistema TETRA da Hytera é a solução abrangente e eficiente para todas as aplicações em transmissão móvel profissional. www.hytera.de Num piscar de olhos Para comunicação TETRA profissional TETRA

Leia mais

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Plano de Aula Histórico Introdução Gerenciamento de Redes: O que é Gerenciamento de Redes? O que deve ser gerenciado Projeto de Gerenciamento

Leia mais

Anúncio de Novos Produtos: Controladora para uma porta KT-1 e software EntraPass v6.02

Anúncio de Novos Produtos: Controladora para uma porta KT-1 e software EntraPass v6.02 Anúncio de Novos Produtos: Controladora para uma porta KT-1 e software EntraPass v6.02 A Tyco Security Products tem o prazer de anunciar o lançamento da controladora PoE para uma porta KT-1 da Kantech.

Leia mais

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Maestro Arthur Kazuo Tojo Costa 317497 Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Introdução Sistema Operacional de Redes Detalhes do hardware Multiplexação

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Entrada/Saída Material adaptado, atualizado e traduzido de: STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores. 5ª edição Problemas Entrada/Saída Grande

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 TI APPLICATION DELIVERY CONTROLLER ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK

SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK SINUS DOUBLE II BLACK NOBREAK ONLINE DUPLA CONVERSÃO 3,2 a 20 kva INDICADO PARA CARGAS CRÍTICAS Expansão de autonomia Bivolt, Monovolt 220V e Tri-Mono zero 8 proteções para a carga contra problemas da

Leia mais

O controlador de fornecimento de aplicação por demanda

O controlador de fornecimento de aplicação por demanda O que contém: 1 Principais benefícios Simplifique sua rede Aumente a inteligência, não os custos operacionais Maximize o desempenho da aplicação de larga escala 4 Plataformas 6 Alcance a Confiabilidade

Leia mais

Projeto Roteador Giga. Marcial Porto Fernandez mfernandez@ic.uff.br

Projeto Roteador Giga. Marcial Porto Fernandez mfernandez@ic.uff.br Projeto Roteador Giga Marcial Porto Fernandez mfernandez@ic.uff.br Objetivos do Projeto Objetivos: Desenvolver um roteador gigabit para projeto Giga. Desenvolver plataforma aberta e sistema de desenvolvimento

Leia mais

AM@DEUS Manual do Usuário

AM@DEUS Manual do Usuário 80 P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Aker IPS. Proteção avançada contra ameaças virtuais

Aker IPS. Proteção avançada contra ameaças virtuais VERSÃO: 02/10/15 ameaças virtuais 2013 foi marcado pelas denúncias de espionagem digital coordenadas pelos EUA. Além de deixar em alerta governos de diversas partes do mundo, as revelações impactaram também

Leia mais

Como Utilizar Power over Ethernet para Reduzir o Consumo de Energia

Como Utilizar Power over Ethernet para Reduzir o Consumo de Energia Como Utilizar Power over Ethernet para Reduzir o Consumo de Energia Documento Técnico Setembro de 2011 Visão Geral A tecnologia 'Power over Ethernet' (PoE) tornou-se uma ferramenta cada vez mais importante

Leia mais

PA-2000 Series Hardware Reference Guide. 8/31/11 Esboço de Revisão Final - CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks

PA-2000 Series Hardware Reference Guide. 8/31/11 Esboço de Revisão Final - CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks PA-2000 Series Hardware Reference Guide 8/31/11 Esboço de Revisão Final - CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks Palo Alto Networks, Inc. www.paloaltonetworks.com Copyright 2011 Palo Alto Networks.

Leia mais

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Nível de Óleo para Transformadores e reatores MNO, é um equipamento microprocessado de alta precisão que indica o nível de óleo em escala

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência

Projeto de Redes de Computadores. Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Desenvolvimento de Estratégias de Segurança e Gerência Segurança e Gerência são aspectos importantes do projeto lógico de uma rede São freqüentemente esquecidos por projetistas por serem consideradas questões

Leia mais

2.1 Perímetro com a WAN

2.1 Perímetro com a WAN ANEXO I. Projeto Básico 1 ESCOPO O escopo desse projeto é implementar soluções de switch core, switch de borda, sistema de controle de acesso à rede, access points, sistemas de gerenciamento wireless,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas TERMO DE REFERÊNCIA Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas Deve ser montável em rack padrão EIA 19 (dezenove polegadas) e possuir kits completos para instalação; Deve possuir, no mínimo, 24

Leia mais

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch)

Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 2: Introdução às redes comutadas (configuração switch) Roteamento e Switching Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers

Leia mais

ANEXO 5 AO CONTRATO DE INTERCONEXÃO DE REDES CLASSE V ENTRE SAMM E XXX NºXXX

ANEXO 5 AO CONTRATO DE INTERCONEXÃO DE REDES CLASSE V ENTRE SAMM E XXX NºXXX ANEXO 5 AO CONTRATO DE INTERCONEXÃO DE REDES CLASSE V ENTRE SAMM E XXX NºXXX PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS, PROCEDIMENTOS DE TESTES E PARÂMETROS DE QUALIDADE 1. PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS 1.1 As Partes observarão

Leia mais

GT-VOIP Relatório I.9: Avaliação do Ambiente Sphericall da Marconi. Setembro de 2002

GT-VOIP Relatório I.9: Avaliação do Ambiente Sphericall da Marconi. Setembro de 2002 GT-VOIP Relatório I.9: Avaliação do Ambiente Sphericall da Marconi Setembro de 2002 Objetivo deste estudo é realizar testes de análise de performance, funcionalidade, confiabilidade e sinalização com o

Leia mais

PA-200 Hardware Reference Guide. 8/31/11 Esboço de Revisão Final - Palo Alto Networks CONFIDENCIAL DA EMPRESA

PA-200 Hardware Reference Guide. 8/31/11 Esboço de Revisão Final - Palo Alto Networks CONFIDENCIAL DA EMPRESA PA-200 Hardware Reference Guide 8/31/11 Esboço de Revisão Final - Palo Alto Networks CONFIDENCIAL DA EMPRESA Palo Alto Networks, Inc. www.paloaltonetworks.com Copyright 2011 Palo Alto Networks. Todos os

Leia mais