ABRANGÊNCIA DOS SERVIÇOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABRANGÊNCIA DOS SERVIÇOS"

Transcrição

1 ACÚSTICA 1 Calibrador de Nível Sonoro (Calibradores de Nível de Pressão Sonora à frequência de 1000 Hz) de 94 e 114 db 0,15 db PC-158 de 94 e 114 db 2 Medidores de Nível Sonoro (Medidores de Nível de Pressão Sonora à frequência de 1000 Hz) de 94 e 114 db 0,12 db PC-157 de 94 e 114 db DIMENSIONAL 3 Apalpador Eletrônico até 5 mm 0,0004 mm PC-096 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa 4 Arame para Medição de Roscas de 0,15 mm até 10 mm 0,0002 mm PC-059 Diâmetro na altura central, em três diferentes posições angulares 5 Bloco em V volume: 700 x 1000 x 600 mm 0,002 mm PC-124 Ângulo, paralelismo, planicidade, perpendicularidade, comprimento, altura, largura e erro de parilidade (quando aplicável) CAL-0157 Aferitec Sim 6 Bloco Padrão até 100 mm 0,0002 mm PC-056 Comprimento na altura central do bloco padrão 7 Bloco Padrão de 100 mm até 500 mm (0,2 + L/550) µm, L em mm PC-145 Comprimento na altura central do bloco padrão 8 Bloco Padrão Angular até 360 1' PC-147 Ângulo horizontal entre as faces 9 Braço Articulado de Medição até 1000 mm (Radial) 10 + (L/125) µm PC pontos ao longo da faixa nas posições X, Y, Z e distâncias inclinadas (E1, E2, E3, E4, E5, E6, E7) 10 Calibrador Anel Liso Cilíndrico de 1,5 mm até 200 mm 0,3µm até 0,8µm PC-050 Diâmetro na altura central, em duas diferentes posições angulares 11 Calibrador Anel Liso Cilíndrico de 200 mm até 600 mm 0,002 mm PC-182 Diâmetro e circularidade na altura central ou cilindricidade. 12 Calibrador Anel Liso Cônico de 1 mm até 500 mm 0,002 mm PC-150 Maior diâmetro do cone e semi-ângulo do cone 13 Calibrador Anel Roscado Cilíndrico de 2,5 mm até 200 mm 0,002 mm PC-052 Diâmetro primitivo na altura central, em duas diferentes posições angulares 14 Calibrador Anel Roscado Cilíndrico de 2,5 mm até 200 mm 0,002 mm PC-135 Diâmetro primitivo e passo na altura central, em duas diferentes posições angulares 15 Calibrador Anel Roscado Cônico até 3 pol (76,2 mm) 0,002 mm PC-137 Diâmetro primitivo, passo e semi-ângulo do cone 16 Calibrador de Boca Ajustável até 500 mm 0,002 mm PC-053 Distância entre as faces na linha central e paralelismo entre as faces 17 Calibrador de Boca Fixo até 500 mm 0,002 mm PC-053 Distância entre as faces na linha central e paralelismo entre as faces 18 Gabarito de Folga (calibrador de folga) até 10 mm 0,002 mm PC-037 Espessura em três pontos equidistantes ao longo do comprimento útil do calibrador

2 DIMENSIONAL 19 Calibrador de Relógio Comparador / Apalpador até 25 mm 0,0004 mm PC-159 0,0 / 0,1 / 0,2 / 0,3 / 0,4 / 0,5 / 0,6 / 0,7 / 0,8 / 0,9 / 1,0 / 2,0 / 3,0 / 4,0 / 5,0 / 6,0 / 7,0 / 8,0 / 9,0 / 10,0 / 11,0 / 12,0 / 13,0 / 14,0 / 15,0 / 16,0 / 17,0 / 18,0 / 19,0 / 20,0 / 21,0 / 22,0 / 23,0 / 24,0 e 25,0 20 Calibrador Tampão Liso Cilíndrico até 200 mm 0,3 µm até 0,6 µm PC-049 Diâmetro na altura central, em duas diferentes posições angulares 21 Calibrador Tampão Liso Cônico até 500 mm 0,002 mm PC-149 Maior diâmetro do cone e semi-ângulo do cone 22 Calibrador Tampão Roscado Cilíndrico até 200 mm 0,003 mm PC-051 Diâmetro primitivo, diâmetro externo e profundidade (quando aplicável) 23 Calibrador Tampão Roscado Cilíndrico até 200 mm 0,003 mm PC-134 Diâmetro primitivo, passo, semi-ângulos do filete e profundidade da rosca (quando aplicável) 24 Calibrador Tampão Roscado Cônico até 3 pol (76,2 mm) 0,002 mm PC-138 Diâmetro primitivo, passo, semi-ângulo do cone e semi-ângulo do filete 25 Clinômetro até 360 graus 2' PC-012 Dispositivos: A calibração é realizada conforme desenho, normas técnicas ou solicitação do requisitante. / Equipamentos com faixa de indicação: A calibração é realizada no mínimo em cinco pontos da faixa. 26 Comparador de Diâmetro Interno com Pontas de Contato Expansíveis até 500 mm 0,002 mm PC-088 Início, meio e fim da faixa (para cada haste) 27 Comparador de Diâmetros Internos até 400 mm 0,002 mm PC-006 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% do curso do sensor do CDI 28 Comparador Eletrônico de Deslocamento até 100 mm 0,0002 mm até 0,001 mm PC-093 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa 29 Contadores (pulso, metro, etc...) Conforme utilização 1 pulso PC-044 Contametro: 50m; 100m; 200m; 500m e 1000m / Contador de Impulso: 10; 50; 100; 500; 1000 pulsos 30 Desempeno De 250 mm até 3000 mm 1 µm PC-071 Erro de Planeza 31 Esfera-Padrão de 0,5 mm até 50 mm 0,2 µm até 0,4 µm PC-062 Diâmetro da esfera 32 Esquadro até 1000 mm 0,002 mm PC-099 Erros de retitude e erros de perpendicularidade 33 Esquadro combinado até 360 3' PC-116 0º, 30º, 60º, 90º, 120º, 150º e 180º e ângulos entre componentes. Rastreado Aferitec Sim 34 Gabarito de Ângulo Até 600mm 0 02 PC-186 A calibração consiste na determinação do ângulo do gabarito. 35 Gabarito de Raio (calibrador de raio) 0,2 mm até 600 mm 0,002 mm PC-185 Medição do raio do gabarito. 36 Gabarito de Rosca (Pente de rosca) até 250 mm 0 05 PC-184 Medição do ângulo e do passo da rosca. 37 Goniômetro (Transferidor de Ângulo) até 360 graus 2' PC : 1º Quadrante: 30º30' // 59º30 // 90º; 2º Quadrante: 120º // 150º; 3º Quadrante: 30º30' // 59º30 // 90º; 4º Quadrante: 120º // 150º; 180º: 1º Quadrante: 30º30' // 59º30 // 90º; 2º Quadrante: 120º // 150º 38 Haste Padrão para Micrômetro Externo de 25 mm até 500 mm 0,3 µm até 1,4 µm PC-055 Comprimento da haste

3 DIMENSIONAL 39 Haste Padrão para Micrômetro de Rosca até 1000 mm 0,003 mm PC-141 Comprimento L, ângulo alfa 1 e ângulo alfa 2 40 Haste Padrão para Micrômetro Externo de 500 mm até 1000 mm 0,002 mm PC-136 Comprimento da haste 41 Lupa Graduada até 250 mm 0,002 mm PC %, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa 42 Máquina de Medição Linear (Universal) até 500 mm (0,1 + L/500) µm, L em mm PC pontos ao longo da faixa 43 Máquina de Medição por Coordenadas até 600 mm (1,2 + L/430) µm, L em mm PC pontos para cada parâmetro / Parâmetros: E1, E2, E3, E4, E5, E6 e E7. 44 Medição de Forma, Posição e Orientação em Peças Diversas até 1010 mm 0,002 mm PC-124 Conforme desenho 45 Medições Lineares em Peças Diversas e Componentes 0,2 mm a 1010 mm 0,2 µm até 4,0 µm PC-124 Conforme desenho 46 Medidor de Altura até 1000 mm 0,002 mm até 0,03 mm PC-011 Valor de uma divisão maior ou igual a 0,01 mm: seis pontos ao longo da faixa; Valor de uma divisão menor que 0,01 mm: onze pontos ao longo da faixa. 47 Medidor de Espessura de Camada de Tinta Seca até 10 mm 0,0018 mm PC-001 Analógico com duas escalas: três pontos por escala; Digital com faixa de até 100 µm: seis pontos ao longo da faixa; Digital com faixa acima de 100 µm: onze pontos ao longo da faixa. 48 Medidor de Espessura de Camada de Tinta Úmida até 250 mm 0,002 mm PC-124 Altura dos ressaltos 49 Medidor de Espessuras até 100 mm 0,001 mm PC-132 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa e erro de paralelismo entre os contatos (quando aplicável) 50 Medidor de Ranhuras até 300 mm 0,002 mm PC-013 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa Rastreado Aferitec / Cliente Sim 51 Mesa de Seno Até 1000 mm 0,002 mm PC-187 Erro de planeza, distância entre centros, paralelismo entre o plano e o centro dos cilindros e perpendicularidade, quando aplicável. 52 Micrômetro de Profundidade até 300 mm 0,002 mm PC-083 da escala: ponto inicial somado a (0 / 2,5 / 5,1 / 7,7 / 10,3 / 12,9 / 15,0 / 17,6 / 20,2 / 22,8 e 25) mm. Hastes intercambiáveis: ponto inicial.

4 DIMENSIONAL 53 Micrômetro Externo até 1000 mm 0,001 mm PC-010 da escala: ponto inicial somado a (0 / 2,5 / 5,1 / 7,7 / 10,3 / 12,9 / 15,0 / 17,6 / 20,2 / 22,8 e 25) mm. Hastes intercambiáveis: ponto inicial. 54 Micrômetro Externo de 1000 mm a 1500 mm 0,001 mm PC Micrômetro Interno de Duas Pontas até 600 mm. // Obs.: Para micrômetros com hastes intercambiáveis não existe limite de faixa desde que cada haste não da escala: ponto inicial somado a (1000 / 1002,5 / 1005,1 / 1007,7 / 1010,3 / 1012,9 / 1015,0 / 1017,6 / 1020,2 / 1022,8 e 1025) mm. Hastes intercambiáveis: ponto inicial. Rastreado Aferitec / Cliente Sim de 0,002 mm PC pontos em diferentes posições angulares do fuso 56 Micrômetro Interno de Três Pontas 3,5 mm até 200 mm de 0,002 mm PC-048 Um ponto no início e um no final da faixa de indicação. 57 Microscópio de Medição até 300 mm / 360 Linear: 0,002 mm / Angular: 2' PC Moldura (Padrão para Micrômetro Interno de Três Pontas) até 500 mm 0,002 mm PC-148 Escalas Lineares: ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa nominal. Escala Angular: 13 pontos. Diâmetro na posição central dos contatos de medição da moldura padrão e em três alturas 59 Nível de Bolha até 50 mm/m 0,005 mm/m PC-004 Posição neutra da bolha e 11 pontos ao longo da faixa. Rastreado Aferitec / Cliente Sim 60 Nível Eletrônico Até 100 mm/m 0,005 mm/m PC pontos ao longo da faixa. 61 Nível Goniométrico (Clinômetro) Até PC-189 Até 180 duas posições, Até 360 quatro posições nos pontos (0 0 / / / / / ) 62 Padrão de espessura para medidas de espessura de camada de tinta seca até 10 mm 0,0002 mm PC-060 Espessura em cinco diferentes pontos 63 Padrão Escalonado com Tambor Micrométrico até 500 mm 0,002 mm PC-067 Tambor micrométrico: onze pontos ao longo da faixa; Bloco escalonado: alturas indicadas no equipamento, tanto da face superior, quanto da inferior CAL-0157 Aferitec Sim 64 Padrão Escalonado para Micrômetro até 500 mm 0,002 mm PC-012 Dispositivos: A calibração é realizada conforme desenho, normas técnicas ou solicitação do requisitante. / Equipamentos com faixa de indicação: A calibração é realizada no mínimo em cinco pontos da faixa. 65 Padrão Escalonado para Paquímetro até 1000 mm 0,002 mm PC-151 Distâncias indicadas no equipamento, na posição central dos blocos CAL-0157 Aferitec Sim 66 Paquímetro até 1000 mm 0,01 mm até 0,03 mm PC-009 Paquímetros convencionais = Medidores externos: seis pontos ao longo da faixa; um ponto para os Medidores internos, Medidores de profundidades, Medidores de ressaltos. Paquímetros de profundidade = seis pontos ao longo da faixa. 67 Paquímetro de 1000 mm a 1500 mm 0,01 mm até 0,03 mm PC-009 Paquímetros convencionais = Medidores externos: seis pontos ao longo da faixa; um ponto para os Medidores internos, Medidores de profundidades, Medidores de ressaltos. Paquímetros de profundidade = seis pontos ao longo da faixa. Rastreado Aferitec / Cliente Sim 68 Peneira Granulométrica 20 µm até 125 mm 0,004 mm até 0,017 mm PC-111 Diâmetro dos fios e abertura da malha.

5 DIMENSIONAL 69 Calibrador de Solda até 200 mm Linear: 0,005 mm / Angular: 2' PC-012 Dispositivos: A calibração é realizada conforme desenho, normas técnicas ou solicitação do requisitante. / Equipamentos com faixa de indicação: A calibração é realizada no mínimo em cinco pontos da faixa. 70 Medições Lineares em Peças Diversas e Componentes e Medição de Forma, Posição e Orientação em Peças Diversas Linear: 1000 mm / Forma, posição e orientação: 200 mm Linear: 0,002 mm / Forma, posição e orientação: 0,006 mm PC Conforme itens especificados em desenho, normas técnicas ou conforme solicitação do cliente Rastreado Cliente Não 71 Pino Padrão de 0,15 mm até 50 mm 0,2 até 0,4 µm PC-054 Diâmetro em três alturas e duas posições angulares 72 Projetor de Perfil Deslocamento até 300 mm Escala angular (0 a 360º) Ampliação da lente (até 100 X) Deslocamento: 2,0 µm / Escala angular: 2 min PC-115 Escalas Lineares: ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa nominal. Escala Angular: 13 pontos. Ampliação das lentes. 73 Régua Graduada Até 250 mm de 0,06 mm até 0,16 mm PC Régua Graduada De 250 até 2000 mm de 0,06 mm até 0,16 mm PC Régua Graduada até 3000 mm de 0,06 mm até 0,16 mm PC-019 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa de medição. ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa de medição. ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90% e 100% da faixa de medição. 76 Régua Padrão de Retitude até 1010 mm 0,002 mm PC-140 Retitude 77 Régua Plana até 1010 mm 0,002 mm PC-124 Retitude e Paralelismo 78 Relógio Apalpador Centesimal até 5 mm 0,002 mm PC Relógio Apalpador Milesimal até 5 mm 0,0004 mm PC Relógio Comparador Centesimal até 100 mm 0,002 mm PC Relógio Comparador Milesimal até 100 mm 0,0004 mm até 0,0006 mm PC-101 De um décimo em um décimo de volta até duas voltas, de meia em meia volta até cinco voltas e de uma em uma volta no que exceder a cinco voltas (incluindo os pontos extremos). De um décimo em um décimo de volta até duas voltas, de meia em meia volta até cinco voltas e de uma em uma volta no que exceder a cinco voltas (incluindo os pontos extremos). De um décimo em um décimo de volta até duas voltas, de meia em meia volta até cinco voltas e de uma em uma volta no que exceder a cinco voltas (incluindo os pontos extremos). De um décimo em um décimo de volta até duas voltas, de meia em meia volta até cinco voltas e de uma em uma volta no que exceder a cinco voltas (incluindo os pontos extremos). 82 Rugosímetro Ra 5% PC-142 Três pontos na escala Rastreado Aferitec / Cliente Sim 83 Tambor Micrométrico até 50 mm 0,001 mm PC pontos ao longo da faixa CAL-0157 Aferitec Sim 84 Trena até 10 m 0,3 mm PC Trena até 100 m 0,3 mm PC-017 ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90%, 100% da faixa de medição. ponto zero, 10%, 20%, 30%, 40%, 50%, 60%, 70%, 80%, 90%, 100% da faixa de medição.

6 EQUIPAMENTOS DIVERSOS 86 Anemômetro Até 20 m/s 0,4 m/s PC %, 40%, 60%, 80% e 100% da faixa 87 Balanceadora de Rodas até 100 g 0,01 g PC %; 30%; 50%; 70% e 90% da faixa de indicação. Rastreado Cliente Não 88 Bancada para Teste de Estanqueidade Vazão ou queda de pressão conforme escala PC-121 Ponto de trabalho Rastreado Cliente Não 89 Orifício para Gás (Leak Master) Conforme Leak Master 0,27 cm3/min PC Pressão de entrada 90 Propulsor de Graxa e Óleo até 29 litros 0,01 até 1,0 ml PC-012 Dispositivos: A calibração é realizada conforme desenho, normas técnicas ou solicitação do requisitante. / Equipamentos com faixa de indicação: A calibração é realizada no mínimo em cinco pontos da faixa. Rastreado Cliente Não ELETRICIDADE 91 Década Resistiva (calibrador de resistência, calibrador digital com pontos variáveis) de 10 Ω até 928,5 MΩ de 0,0058 Ω até 23 MΩ PC-039 Método Direto - Todos os valores Nominais de Resistência 92 Fonte de Corrente AC (calibrador digital, calibrador de corrente, fonte padrão ) de 20 µa até 10 A (60 Hz) 0,073 µa até 0,025 A PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala 93 Fonte de Corrente AC (calibrador digital, calibrador de corrente, fonte padrão ) de 20 µa até 10 A (60 Hz) 0,073 µa até 0,025 A PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não 94 Fonte de Corrente DC (calibrador digital, calibrador de corrente, fonte padrão, carregador de baterias) de20 µa até 10 A de 0,042 µa até 0,019 A PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Fonte de Corrente DC (calibrador digital, calibrador de corrente, fonte padrão, carregador de baterias) Fonte de Tensão AC (fonte padrão, calibrador de tensão, calibrador digital, fonte padrão, simulador, Hi-Pot) Fonte de Tensão AC (fonte padrão, calibrador de tensão, calibrador digital, fonte padrão, simulador, Hi-Pot) Fonte de Tensão DC (fonte padrão, calibrador de tensão, calibrador digital, fonte padrão, carregador de baterias, Hi-Pot) Fonte de Tensão DC (fonte padrão, calibrador de tensão, calibrador digital, fonte padrão, carregador de baterias, Hi-Pot) de20 µa até 10 A de 0,042 µa até 0,019 A PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não de 20 mv até 28 kv (60 Hz) 0,06 mv até 1,6 kv PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala de 20 mv até 28 kv (60 Hz) 0,06 mv até 1,6 kv PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não de 0,5 mv até 1000 V 0,0041 mv até 0,060 V PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala de 0,5 mv até 1000 V 0,0041 mv até 0,060 V PC-039 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não 100 Medidor de Resistência (multímetro, ponte de wheastone, ponte de resistência, ohmimetro) de 2,75 Ω até 274,25 MΩ de 0,0096 Ω até 1,7 MΩ PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala 101 Medidor de Resistência (multímetro, ponte de wheastone, ponte de resistência, ohmimetro) de 0,01 Ω até 274,25 MΩ de 0,0096 Ω até 1,7 MΩ PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não 102 Medidor de Resistência (terrômetro, megômetro de 0,01 Ω até 500 GΩ de 0,0096 Ω até 1,7 MΩ PC-125 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não 103 Resistor Padrão (caixa de resistência) 10 Ω até 928,5 MΩ de 0,0058 Ω até 23 MΩ PC-039 Método Direto - Todos os valores Nominais de Resistência

7 ELETRICIDADE 104 Fonte de Potência (calibrador de potência) Sob consulta Tensão 0,10 % até 0,25 % Corrente 0,17 % até 0,31 % PC-033 Método Direto - 10%, 30%, 50%, 70% e 90% da faixa total do equipamento a ser calibrado 105 Máquina de soldagem até 540 A 0,28% PC-038 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Rastreado Cliente Não 106 Medidor de Capacitância (ponte de Impedância) Sob consulta 0,49% até 1,5 % PC-063 Método Direto - 20%, 50% e 90% do fundo da escala 107 Medidor de Corrente AC (microamperímetro, miliamperímetro, amperímetro, multímetro,) de 29 µa até 500 A (60 Hz) de 0,33 µa até 3,6 A PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala 108 Medidor de Corrente DC (microamperímetro, miliamperímetro, amperímetro, multímetro,) de 0,033 ma até 500 A de 0, ma até 3,5 A PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala 109 Medidor de Potência (wattímetro) Sob consulta Tensão 0,037% até 1,3% Corrente 0,11% até 2,3% PC-066 Método Direto - 20%, 50% e 90% do fundo da escala Medidor de Tensão AC (voltímetro, milivoltímetro, multímetro) Medidor de Tensão DC (voltímetro, milivoltímetro, multímetro) Transformador de Corrente (Trafo de Corrente, Transformador) de 2 mv até 1000 V 0,027 mv até 0,67 V PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala de 0,5 mv até 1020 V 0,0035 mv até 0,067 V PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% de cada escala Conforme escala Conforme escala PC-026 Método Direto - 20%, 50% e 90% do fundo da escala ENSAIOS MECÂNICOS 113 Pressostato 114 Válvula de Segurança e/ou Alívio Teste de acionamento e desacionamento - Faixa: até 70 Mpa Teste de início de abertura - Faixa: até 70 Mpa 0, Mpa PEN Pressão de acionamento e pressão de desacionamento CRL-0671 Aferitec / Cliente Não 0, Mpa PEN Pressão de abertura e pressão de fechamento CRL-0671 Aferitec / Cliente Não FÍSICO-QUÍMICA 115 Medidor de CO conforme utilização 0,3 mg/l PC-012 Dispositivos: A calibração é realizada conforme desenho, normas técnicas ou solicitação do requisitante. / Equipamentos com faixa de indicação: A calibração é realizada no mínimo em cinco pontos da faixa. Rastreado Cliente Não 116 Medidor de Condutividade Parte Elétrica a 25 C (5µS/cm até 100mS/cm) Material de Referência a 25 C (25µS/cm ; 50µS/cm ; 500µS/cm ; 1000µS/cm ; 1400µS/cm; 13mS/cm) 0,3 µs/cm a 0,05 ms/cm PC-127 MRC - Condutividade: 25 µs/cm; 1000 µs/cm; 1400 µs/cm; 13 ms/cm Parte Elétrica - µs/cm: 5; 10; 50; 100; 500; 1000 µs/cm. Parte Elétrica - ms/cm: 5; 10; 20; 50; 100 ms/cm. 117 Medidor de Condutividade (Rastreado - Quando não possibilita calibração elétrica ou quando o cliente solicita) de 147,0 a 1408 µs/cm 0,56 a 5,5 µs/cm PC µs/cm; 500 µs/cm e 1408 µs/cm. 118 Medidor de ph Parte Elétrica: De -500mV até 500mV a 25 C) e De 0pH até 14 ph 0,02 ph PC-126 (0 C até 25 C) // Material de Referência: 2, 4, 7, 9 e 10pH a 25 C Parte Elétrica-pH: 0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 8; 9; 10; 11; 12; 13 e 14 ph. Parte Elétrica-mV-C.C: 500; 400; 300; 200; 100; 50; 0; -50; -100; -200; -300; -400 e mv-c.c. /MRC-pH pelo método de Multíplos pontos: 2; 4; 7; 9; 10 ph 119 Medidor de ph (Rastreado - Quando não possibilita calibração elétrica ou quando o cliente solicita) até 14 ph 0,008 ph PC-034 Elétrica: 10 pontos da escala. do medidor de ph com sensor: 4 ph; 7 ph e 10 ph. 120 Refratômetro 0 a 38 Brix 0,4 Brix PC-143 (0; 2,6; 9,3; 24,6; 38,4; 50) Brix 121 Simulador de ph / mv até 14 ph de mv a 2000 mv 0,001 ph /// 0,01 mv PC-128 ph: 0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 8; 9; 10; 11; 12; 13 e 14 ph (0 a 100 C) // mv-cc (+e- ): 0; 50; 100; 150; 200; 250; 300; 350; 400; 450; 500 mv-cc (25 C) 122 Simulador de ph / mv (Rastreado - Quando não possibilita calibração elétrica ou quando o cliente solicita) até 14 ph 0,008% PC %, 30%, 50%, 70% e 90% da faixa Rastreado Cliente Não 123 Turbidímetro (Medidor de Turbidez) Até 4000 NTU 0,04 NTU PC-166 (10, 20, 100, 200 e 400) NTU. Outros pontos de calibração podem ser solicitados.

8 FORÇA, TORQUE E DUREZA 124 Durômetro Shore A e D Shore 0,7 shore PC / 30 / 50 / 70 / 90 shore. Rastreado Aferitec Apenas Shore A 125 Instrumento de Medição de Força (dinamômetro, anel dinamométrico, célula de carga, tensiômetro, macaco hidráulico) até 1000 kgf Conforme faixa PC %, 30%, 50%, 70% e 90% da faixa de indicação. Rastreado Cliente Não 126 Máquina de Medir Dureza Brinell 3 HB PC-057 Três pontos em cada escala de força e um ponto na escala de dureza. 127 Máquina de Medir Dureza Rockwell A, B e C 0,3 Unidade PC-057 Três pontos na escala conf. NBR NM Máquina de Medir Dureza Vickers 10 HV PC-057 Três pontos em cada escala de força e um ponto na escala de dureza. 129 Torquímetro (sentido anti-horário) até 10 N.m >10 até 100 N.m >100 até 1000 N.m >1000 até 1500 N.m 0,23% 0,17% 0,16% 0,11% PC %, 60% e 100% do torque máximo conf. ISO Torquímetro (sentido anti-horário) até 10 N.m >10 até 100 N.m >100 até 500 N.m 0,23% 0,17% 0,16% PC %, 60% e 100% do torque máximo conf. ISO 6789 Rastreado Cliente Não 131 Torquímetro (sentido horário) até 10 N.m >10 até 100 N.m >100 até 1000 N.m >1000 até 1500 N.m 0,33% 0,17% 0,16% 0,11% PC %, 60% e 100% do torque máximo conf. ISO Torquímetro (sentido horário) até 10 N.m >10 até 100 N.m >100 até 500 N.m 0,33% 0,17% 0,16% PC %, 60% e 100% do torque máximo conf. ISO 6789 Rastreado Cliente Não 133 Transdutor de Torque até 2000 Nm 0,01 N.m até 2,0 N.m PC , 60 e 100% do torque máximo conf. ISO 6789 MASSA 134 Balança de 1 mg até 1500 kg 0,01 mg até 0,29 kg PC-003 Carga mínima, 5%, 10%, 25%, 50% e 100% da faixa de indicação CAL-0157 Cliente Sim 135 Balança até 5000 kg a consultar PC-155 Carga mínima, 5%, 10%, 25%, 50% e 100% da faixa de indicação Rastreado Cliente Não 136 Medição de Massas de Peças Diversas de 1 g até 30 kg 0,03 g até 0,6 g PC-072 A medição consiste na determinação do valor da massa convencional do objeto da medição através da pesagem direta na balança. 137 Peso Padrão 10 / 20 / 25 kg 0,4 g PC-123 A calibração consiste na determinação do valor da massa convencional do objeto da medição (entende-se por objeto da medição o peso-padrão calibrado) através da comparação com os pesos-padrão de referência.

9 ÓPTICA 138 Colorímetro (Medidor de Cor) Até 0,600 em Absorbância p/ comprimento de onda (λ) de 512 nm; 0,007 u.a PC-167 Até 0,250 em Absorbância p/ comprimento de onda (λ) de 656 nm; Comprimento de Onda de 512 nm: (0,000 / 0,150 / 0,300 e 0,600) ua Comprimento de Onda de 656 nm: (0,000 / 0,060 / 0,125 e 0,250) ua 139 Espectrofotômetro Escala de comprimento de onda de 280 nm até 640 nm / Escala fotométrica UV em absorbância 0,8 0,006 A PC A até 0,3 A / Escala fotométrica VIS em abosrbância de 1,1 A até 0,4 A Comprimentos de Onda a serem calibrados com filtro de óxido de hólmio: (279, 287, 333, 347, 361, 385, 418, 424, 445, 454, 460, 473, 484, 536 e 637) nm Escala fotométrica na região espectral do Ultravioleta (UV) em absorbância: (235, 257, 313, 350 e 400) nm Escala fotométrica na região espectral Visível (VIS) em absorbância: (440, 465, 546,1, 590 e 635) nm 140 Luxímetro de 20 a 2000 lux 3,5% do ponto PC , 200, 400, 800, 1300 e 2000 lux. PRESSÃO 141 Calibrador de pneus até 100 psi de 0,01% até 0,02% PC-078 (0, 20, 40, 60, 80, 100)% 142 Manômetro Analógico e Digital de 4 kpa até 68,95 MPa (0,04 até 689,5 bar) de 0,016% até 0,029% PC-002 Classe de Exatidão: A3 / A2 (0, 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, 100)%; Classe de Exatidão: A1 / A / B / C e D (0, 20, 40, 60, 80, 100)% 143 Manômetro de Coluna Liquida / Esfigmomanômetro até 2000 mmhg 0,03% PC-002 / PC , 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, 100% da Escala 144 Transdutor de Pressão até 700 bar de 0,01% até 0,02% PC , 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, 100% da Escala 145 Vacuômetro Analógico e Digital até - 0,8 bar 0,03% PC-002 Classe de Exatidão: A3 / A2 e A1 (0, 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, 100)%; Classe de Exatidão: A /B / C e D (0, 20, 40, 60, 80, 100)% 146 Válvulas de Segurança Pressostato até 700 bar de 0,01% até 0,02% PC % do fundo de escala; 50% do fundo de escala; 90% do fundo de escala. TEMPERATURA E UMIDADE 147 Cabo de Compensação/Extensão -20 C a 200 C 0,2 C (Aferitec) 0,4 C (Cliente) PC-019 Comparação direta - Pontos de calibração: -20,0,30,157,200 ºC 148 Camara Térmica -20 C a 200 C 0,52 ºC PC-163 Para cada ponto definido: São calculados os parâmetros uniformidade térmica, estabilidade térmica e desvio da temperatura de controle (setpoint). São definidos a partir das estimativas da temperatura média de cada sensor ao longo de período de aquisição, da temperatura média de todos os sensores, em um dado instante e dos respectivos desvios padrão experimentais. 149 Controlador / Indicador / Registrador de Temperatura digital / analógico para Sensor Termoresistivo -200 C a 650 C de 0,014 C a 0,026 C (Aferitec) 0,04 C (Cliente) PC-020 Comparação direta - Cinco pontos eqüidistantes de sua faixa de calibração. // Multicalibradores: 10%, 30%, 50% 70% e 90% de sua faixa // Escalas: mv, V, ma, ohm, TC-J, TC-K e PT-100 (IN e OUT). 150 Termômetro de Resistência (PT-100) -40 C a 420 C de 0,15 C a 0,63 C (Aferitec) de 0,40 C a 0,63 C (Cliente) PC-019 Comparação direta - Pontos de calibração: -40,0,30,157,232,420 ºC 151 Termopar (Metais Básicos e Metais Nobres) -40 C a 1100 C de 0,2 C a 2,6 C (Aferitec) de 0,5 C a 2,6 C (Cliente) PC-019 Comparação direta Tipo: E e J - Pontos: 30, 232, 420, 660 ºC Tipo: K, N, R, S - Pontos: 232, 660, 962, 1064 ºC Tipo: T - Pontos: 0, 30, 157, 232 ºC Tipo: B - Pontos: 420,660,962,1064 C

10 TEMPERATURA E UMIDADE 152 Controlador / Indicador / Registrador de Temperatura digital / analógico para Sensor Termopar -200 C a 1800 C (Aferitec) C a 1820 C (Cliente) de 0,06 C a 0,22 C (Aferitec) de 0,12 C a 0,27 C (Cliente) PC-020 Comparação direta - Cinco pontos eqüidistantes de sua faixa de calibração // Multicalibradores: 10%, 30%, 50% 70% e 90% de sua faixa (Escalas: mv, V, ma, ohm, TC-J, TC-K e PT-100) (IN e OUT). 153 Estufas -60 a 1100 C 0,14 a 1,6 C PC Higrômetro / Higrógrafo 35 a 90% UR a 20 C ou 25 C de 1,8 % UR até 2,2 % UR PC Pirômetro Infravermelho -40 C a 1100 ºC 3,5 C PC-029 Comparação direta - Três pontos eqüidistantes da faixa de utilização do equipamento. Comparação direta - Umidade: de 35 a 90%ur (40, 60 e 80%ur (20 C) // Temperatura: De 10 C a 50 C (15, 25, e 35 C) Comparação direta - Quatro pontos eqüidistantes da faixa de utilização do equipamento. 156 Registrador de Temperatura / Termômetro Digital / Analógico com Sensor Termoresistivo -40 C a 420 C (Aferitec) - 20 C a 1100 C (Cliente) de 0,15 até 0,63 C (Aferitec) de 0,40 até 0,63 C (Cliente) PC-022 Comparação direta - Três pontos equidistantes ao longo da faixa 157 Registrador de Temperatura com Sensor Termopar -40 C a 1100 C de 0,2 C a 2,6 C (Aferitec) de 0,40 C a 2,6 C (Cliente) PC-022 Comparação direta - rês pontos equidistantes ao longo da faixa 158 Simulador de Termometro de Resistência -200 C a 650 C de 0,014 C a 0,026 C PC-020 Simulação elétrica na entrada ou medidas de temperaturas e/ou de indicação, através de simulação elétrica na entrada - Cinco pontos eqüidistantes de sua faixa de calibração. Multicalibradores: 10%, 30%, 50% 70% e 90% de sua faixa (Escalas: mv, V, ma, ohm, TC-J, TC-K e PT-100) (IN e OUT). 159 Simulador de Termopar -200 C a 1800 C de 0,06 C a 0,22 C PC-020 Simulação elétrica na entrada ou medidas de temperaturas e/ou de indicação, através de simulação elétrica na entrada - Cinco pontos eqüidistantes de sua faixa de calibração. Multicalibradores: 10%, 30%, 50% 70% e 90% de sua faixa (Escalas: mv, V, ma, ohm, TC-J, TC-K e PT-100) (IN e OUT). 35 a 90% UR a 2 C ou 25 C de 1,8 % UR até 2,2 % UR Comparação direta - Umidade: de 35 a 90%ur (40, 60 e 80%ur (20 C) 160 Termohigrômetro / Termohigrógrafo PC ºC até 50 C 0,23 C Temperatura: De 10 C a 50 C (15, 25, e 35 C) 161 Termômetro Bimetálico -40 C a 600 C 162 Termômetro de Enchimento -40 ºC a 600 ºC 0,1 a 2,0 C (Aferitec) 0,4 a 2,0 C (Cliente) 0,1 a 2,0 C (Aferitec) 0,4 a 2,0 C (Cliente) PC-091 Comparação direta - 10%, 50%, 90% da faixa de indicação. PC-091 Comparação direta - 10%, 50%, 90% da faixa de indicação. 163 Termômetro de Liquido em Vidro (TLV) -40 ºC a 200 ºC de 0,15 C a 0,17 C PC-129 Comparação direta - 0 C ou o menor ponto da escala, 50 e 90% da faixa 164 Termômetro de Liquido em Vidro (TLV) -40 ºC a 420 ºC de 0,09 C a 0,63 C PC-129 Comparação direta - 0 C ou o menor ponto da escala, 50 e 90% da faixa 165 Termômetro Digital / Analógico com Sensor Termopar -40 C a 1100 C de 0,15 C a 2,6 C (Aferitec) de 0,40 C a 2,6 C (Cliente) PC-022 Comparação direta - Três pontos equidistantes ao longo da faixa 166 Termostato -40 ºC a 650 ºC 0,1 C até 1,5 C PC-019 Comparação direta - Pontos de calibração: -40,0,30,157,232 ºC

11 TEMPO E FREQUÊNCIA 167 Gerador de Frequência (gerador de sinais, gerador de pulso, lâmpada estroboscópica) de 3 Hz até 1 MHz 3 µhz PC-043 Gerador de frequência (sinais e pulso): 20%, 50% e 90% de cada múltiplo da grandeza de referência (Hz) Estroboscópio e Lâmpada Estroboscópica: 20%, 50% e 90% do fundo da escala 168 Gerador de intervalo de tempo 1 µs até 200 ms 1 ns PC %, 50% e 90% de cada submúltiplo da grandeza de referência (s). 169 Medidor de Frequência (osciloscópio, frequencímetro, multímetro, tacômetro) de 10 rpm até rpm de 0,5 Hz até 2 MHz 0,20 rpm 2,2 µhz PC-181 Osciloscópio: Os pontos de calibração serão os próprios valores das divisões do osciloscópio, exceto em casos em que o cliente especifique os pontos formalmente // Frequencímetro e Multímetro: 20%, 50% e 90% de cada múltiplo da grandeza de referência (Hz) // Tacômetro: 10%, 30%, 50%, 70% e 90% do fundo da escala. 170 Medidor de intervalo de tempo (contador digital, cronômetro, timer, temporizador) de 1 s até s 0,24 s PC-028 VAZÃO Até 30 min (1 min, 5 min, 10 min, 15 min e 30 min); até 1 h (1 min, 5 min, 10 min, 15 min, 30 min e 1 h); até 2 h (1 min, 5 min, 10 min, 15 min, 30 min, 1 h e 2 h); até 6 h (1 min, 5 min, 10 min, 15 min, 30 min, 1 h, 2 h, 4 h e 6h) 171 Instrumento de Medição de Vazão Volumétrica de Água Vazão até 25 L/min 0,6 L/min PC %, 50% e 100% da faixa nominal Rastreado Cliente Não 172 Medidor de Vazão para Gás (Rotâmetros, Fluxômetros, Bibímetros) 50 L/min 0,2 L/min PC % - 40% - 60% - 80% - 100% - correspondente à sua faixa de indicação

12 VISCOSIDADE 173 Viscosímetro Tipo Copo (Copo 20s até 100 s DIN: 3 e 4 - Copo Ford: 2, 3 e 4 - Copo ISO: 4 e 5 - Copo Shell: 3, 3 20 s até 80 s 1/2, 4 e 5 - Copo Zahn: 2, 3 e 4. 0,3 s até 0,6 s PC-064 Conforme o tipo de copo a calibrar e o óleo padrão utilizado. 174 Viscosímetro Tipo Copo (Copo Afinor) 20s até 100 s 20 s até 80 s 0,3 s até 0,6 s PC-064 Conforme o tipo de copo a calibrar e o óleo padrão utilizado. VOLUME E MASSA ESPECÍFICA 175 Alcoômetro de 0 até 100 ºGL 0,5 ºGL PC-156 A calibração consiste na comparação do valor indicado pelo equipamento em calibração, com o valor de referência dado pelo padrão, em diversos pontos ao longo da sua faixa de indicação. 176 Densímetro de Vidro (Sacarímetro) de 0,750 até 1,200 g/cm3 0,0003 g/cm3 PC-156 A calibração consiste na comparação do valor indicado pelo equipamento em calibração, com o valor de referência dado pelo padrão, em diversos pontos ao longo da sua faixa de indicação. 177 Microvolume (Micropipeta e Microseringa) de 10 µl até µl de 5 % até 0,10 % PC-005 O método é baseado na determinação do volume de água pelo método gravimétrico, a partir da massa contida ou transferida pelo instrumento de medir volume. 178 Picnômetro (Picnômetro de Vidro) de 1 ml até 100 ml 0,011% PC-005 O método é baseado na determinação do volume de água pelo método gravimétrico, a partir da massa contida ou transferida pelo instrumento de medir volume. 179 Titulador / Seringa / Dispensadores de 0,1mL até 200 ml de 0,022 % até 0,015 % PC-005 O método é baseado na determinação do volume de água pelo método gravimétrico, a partir da massa contida ou transferida pelo instrumento de medir volume. 180 Vaso de Grande Capacidade de 2000 ml até ml 0,011% PC-005 O método é baseado na determinação do volume de água pelo método gravimétrico, a partir da massa contida ou transferida pelo instrumento de medir volume. 181 Vidraria de Laboratório (Sacarômetro) de 0,1mL até 2000 ml de 0,08 % até 0,02 % PC-005 O método é baseado na determinação do volume de água pelo método gravimétrico, a partir da massa contida ou transferida pelo instrumento de medir volume. 182 Vidraria de Laboratório (Picnômetro Metálico, Bureta Graduada e Automática, Balão Volumétrico, Cubeta, Proveta Graduada, Becker, Cone Innhoff, Erlenmeyer, Pipeta Graduada e Pipeta Volumétrica) de 0,1mL até 2000 ml de 0,08 % até 0,02 % PC-005 O método é baseado na determinação do volume de água pelo método gravimétrico, a partir da massa contida ou transferida pelo instrumento de medir volume. Responsável: Carolina Schiavi Última Atualização: 14/05/2015 Função: Técnica da Qualidade

ABRANGÊNCIA DOS SERVIÇOS

ABRANGÊNCIA DOS SERVIÇOS 1 2 Medidores de Nível Sonoro (Medidores de Nível de Pressão Sonora à frequência de 1000 Hz) de 94 e 114 db 0,12 db PC-157 de 94 e 114 db Calibrador de Nível Sonoro (Calibradores de Nível de Pressão de

Leia mais

Escopo de Grandezas Qualificadas (Ver escopo detalhado por instrumento em anexo)

Escopo de Grandezas Qualificadas (Ver escopo detalhado por instrumento em anexo) AFERITEC - Comprovações Metrológicas Ltda Escopo de Qualificação: Dimensional, Eletricidade, Força/Torque/Dureza, Massa, Volume/Massa Específica, Temperatura e Umidade, Tempo/Freqüência/Rotação, Física/Química,

Leia mais

AFERITEC - Comprovações Metrológicas Ltda. Rua Cesar Ladeira, 183 Chácara Floresta Piracicaba - SP

AFERITEC - Comprovações Metrológicas Ltda. Rua Cesar Ladeira, 183 Chácara Floresta Piracicaba - SP Grupo de e Ensaios Anfavea GT#8 AFERITEC - Comprovações Metrológicas Ltda. Rua Cesar Ladeira, 183 Chácara Floresta Piracicaba - SP Escopo de Qualificação: Dimensional, Eletricidade, Força/Torque/Dureza,

Leia mais

Reconhecimento para Qualificação para Laboratórios de Calibração e Ensaios

Reconhecimento para Qualificação para Laboratórios de Calibração e Ensaios K & L Laboratórios de Metrologia Unidade: Rua Sergipe, 113 Sala B Bairro: Boneca do Iguaçu - São José dos Pinhais - PR Escopo de Qualificação: Dimensional, Força, Torque e Dureza, Massa, Acústica, Eletricidade,

Leia mais

ESCOPO DO LABORATORIO

ESCOPO DO LABORATORIO Haste Padrão parã Micrômetro Externo âté 500 mm Paquímetro Micrômetro Externo Relógio Apalpador Milesimal / Centesimal até 25 mm Paquímetro Medidor de Altura Bloco Padrão Calibrador Anel de Rosca Paralela

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 006/2012 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

João Carlos Guimarães Lerch

João Carlos Guimarães Lerch 13301 A Rede Metrológica do Estado do Rio Grande do Sul qualifica o Laboratório METROLOGIA WG localizado na Rua Henrique Dias, 630, na cidade de Sapucaia do Sul - RS. Conforme critérios estabelecidos no

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 004/2012 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

CRONOGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA DA REDE - PREVISÃO DE INSCRIÇÕES

CRONOGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA DA REDE - PREVISÃO DE INSCRIÇÕES BENEFÍCIOS AOS PARTICIPANTES: Sistema de gestão que opera seguindo os requisitos da norma técnica ISO/IEC 17043; Programas concluídos cadastrados na base de dados internacional EPTIS European Proficiency

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 008/2013 Rev. 04 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 003/2012 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 007/2013 Rev.03 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÕES NO GRUPO DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL. Documento de caráter orientativo

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÕES NO GRUPO DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL. Documento de caráter orientativo Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÕES NO GRUPO DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-004 Revisão 02 FEV/2010

Leia mais

Reconhecimento para Qualificação para Laboratórios de Calibração e Ensaios

Reconhecimento para Qualificação para Laboratórios de Calibração e Ensaios MEC MEC-Q Metrologia e Comércio de Instrumentos Ltda Unidade Rua Silvio Lobo, 60 A Bairro: Angola Horto - Betim MG. Escopo de Qualificação: Dimensional, Força/Torque/Dureza, Eletricidade, Massa, Volume/Massa

Leia mais

RELAÇÃO PADRONIZADA DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO ACREDITADOS

RELAÇÃO PADRONIZADA DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO ACREDITADOS RELAÇÃO PADRONIZADA DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO ACREDITADOS NORMA Nº NIT-DICLA-012 APROVADA EM JUN/08 Nº 01/14 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Histórico da Revisão e Prazo para

Leia mais

RELAÇÃO PADRONIZADA DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO ACREDITADOS

RELAÇÃO PADRONIZADA DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO ACREDITADOS RELAÇÃO PADRONIZADA DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO ACREDITADOS NORMA Nº NIT-DICLA-0 APROVADA EM FEV/2010 Nº 01/13 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Histórico da Revisão 5 Documentos

Leia mais

Tel/fax: +55-11-36735020

Tel/fax: +55-11-36735020 Temperatura Termômetros: Bimetálicos Analógicos Capela Digitais Infravermelhos Máxima e mínima Ambientais Clínicos para Refrigeração para Laticínios ASTM Químicos Industriais em geral Registradores e Calibradores

Leia mais

RM 54 RELAÇÃO PADRONIZADA DOS SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA

RM 54 RELAÇÃO PADRONIZADA DOS SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO O presente documento tem o objetivo de padronizar a relação dos serviços de calibração/medição

Leia mais

Reconhecimento para Qualificação para Laboratórios de Calibração e Ensaios

Reconhecimento para Qualificação para Laboratórios de Calibração e Ensaios MEC-Q Soluções de Metrologia Industrial Ltda. Unidade Rodovia BA 512 Km 2,5 S/N, Caixa Postal 78 Bairro: Pólo Petroquímico Camaçari - BA Escopo de Qualificação: Dimensional, Força/Torque e Dureza, Eletricidade,

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 011/2012 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2012

TABELA DE PREÇOS 2012 TABELA DE PREÇOS 2012 1. Calibrações Dimensionais / Massas Micrómetros de exteriores 0-25 / 0-30 / 0-50 mm 31,00 25-100 mm / (Cap. Individual de 25 mm) 40,00 100-300 mm / (Cap. Individual de 25 mm) 50,00

Leia mais

Sistemas de Medição e Metrologia. Aula 3. Organização da Aula 3. Sistema de Medição e Metrologia. Contextualização. Profa. Rosinda Angela da Silva

Sistemas de Medição e Metrologia. Aula 3. Organização da Aula 3. Sistema de Medição e Metrologia. Contextualização. Profa. Rosinda Angela da Silva Sistemas de Medição e Metrologia Aula 3 Profa. Rosinda Angela da Silva Organização da Aula 3 Equipamentos de medição A importância dos equipamentos Os equipamentos mais conhecidos Uso e cuidados Utilizando

Leia mais

Capítulo 4: Diagnóstico do Sistema Normativo do SISMETRA

Capítulo 4: Diagnóstico do Sistema Normativo do SISMETRA Capítulo 4: Diagnóstico do Sistema Normativo do SISMETRA Caracterizado no Capítulo 3, à luz da prática internacional de normalização, o sistema normativo do SISMETRA foi objeto de criteriosa análise de

Leia mais

Anexo Técnico de Acreditação Nº M0002-1 Accreditation Annex nr.

Anexo Técnico de Acreditação Nº M0002-1 Accreditation Annex nr. Tel +351.1 948 1 Fax +351.1 948 Anexo Técnico de Acreditação Nº M-1 A entidade a seguir indicada está acreditada como Laboratório de, segundo a norma NP EN ISO/IEC 175:5 Endereço Address Contacto Contact

Leia mais

Metrologia Dimensional 17-07-2003

Metrologia Dimensional 17-07-2003 Artigo Serviço Referências 52.15.205 Apalpa Folgas (a) DIN 2275 52.15.206 Aplicador Rectangular (b) -------------- 52.15.207 Base de Comparador (b) -------------- 52.15.210 de Haste Telesc. Analógica

Leia mais

Apresentação. Joinville - SC. São José dos Pinhais - PR

Apresentação. Joinville - SC. São José dos Pinhais - PR Apresentação Fundada em 1990, em Joinville/ SC, a K&L iniciou suas atividades com serviços de manutenção em instrumentos de medição da área dimensional. O rápido reconhecimento permitiu investimentos em

Leia mais

Tel.: 55 (11) 2814-0790 Fax 55 (11) 4647-6782 E-mail: triak@triak.com.br CNPJ: 08.747.866/0001-72 Inc. Estadual: 147.257.444.110 www.triak.com.

Tel.: 55 (11) 2814-0790 Fax 55 (11) 4647-6782 E-mail: triak@triak.com.br CNPJ: 08.747.866/0001-72 Inc. Estadual: 147.257.444.110 www.triak.com. Promoção Válida /janeiro 2011 /fevereiro 2011 das normas internacionais, Garantia de 1 ano Assistência Técnica Própria Tel.: 55 (11) 2814-0790 Fax 55 (11) 4647-6782 E-mail: triak@triak.com.br CNPJ: 08.747.866/0001-72

Leia mais

Relógios Comparadores. Prof. Dr. Eng. Gustavo Daniel Donatelli Anderson César Silva

Relógios Comparadores. Prof. Dr. Eng. Gustavo Daniel Donatelli Anderson César Silva Relógios Comparadores Prof. Dr. Eng. Gustavo Daniel Donatelli Anderson César Silva 1 Conteúdos 2 Medição diferencial O relógio comparador mecânico Aspectos metrológicos Calibração de relógios comparadores

Leia mais

Coordenação Geral de Acreditação AMOSTRA REPRESENTATIVA DO ESCOPO. Documento de caráter orientativo (DOQ-CGCRE-013) (Revisão 02 - SET/2010)

Coordenação Geral de Acreditação AMOSTRA REPRESENTATIVA DO ESCOPO. Documento de caráter orientativo (DOQ-CGCRE-013) (Revisão 02 - SET/2010) Coordenação Geral de Acreditação AMOSTRA REPRESENTATIVA DO ESCOPO Documento de caráter orientativo (DOQ-CGCRE-013) (Revisão 02 - SET/2010) DOQ-CGCRE-013 Revisão 02 Set/2010 Página 01/14 SUMÁRIO 1 Objetivo

Leia mais

Metrologia Aplicada e Instrumentação e Controle

Metrologia Aplicada e Instrumentação e Controle 25/11/2012 1 2012 Metrologia Aplicada e Instrumentação e Controle A disciplina de Metrologia Aplicada e Instrumentação e Controle, com 40 horas/aulas, será dividida em 2 (duas) partes, sendo : Metrologia

Leia mais

Relógios Comparadores

Relógios Comparadores 1 Relógios Comparadores Conteúdos Medição por comparação O relógio comparador mecânico Aspectos metrológicos Calibração de relógios comparadores Relógio comparador digital Aplicações: Sistema para medição

Leia mais

Paquimetro Digital especial. (Métrico) 0,01 ± 0,05. (Polegada/Métrico) .0005/0,01 ± 0,05. Paquimetro Digital especial com face em metal duro

Paquimetro Digital especial. (Métrico) 0,01 ± 0,05. (Polegada/Métrico) .0005/0,01 ± 0,05. Paquimetro Digital especial com face em metal duro Paquimetro Digital especial (Métrico) 0,01 ± 0,05 (Polegada/Métrico) pol/.0005/0,01 ± 0,05 Paquimetro Digital especial com face em metal duro 0,01 ± 0,02 Paquimetro Especial Paquimetro com bico tipo Lâmina

Leia mais

ESCOPO DOS PROGRAMAS DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA

ESCOPO DOS PROGRAMAS DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA BENEFÍCIOS AOS PARTICIPANTES: Sistema de gestão que opera seguindo os requisitos da norma técnica ISO/IEC 17043; 19 Programas oferecidos periodicamente, totalizando 79 serviços de avaliação da conformidade

Leia mais

Metrologia Elétrica e de Telecomunicações. Centro de Metrologia Mecânica e Elétrica

Metrologia Elétrica e de Telecomunicações. Centro de Metrologia Mecânica e Elétrica Metrologia Elétrica e de Telecomunicações Centro de Metrologia Mecânica e Elétrica Serviço Metrológico Integrado O Laboratório de Metrologia Elétrica do IPT oferece um serviço metrológico completo e integrado

Leia mais

RELATÓRIO DE PATRIMÔNIOS POR CONTA CONTÁBIL - Situação: Ativo

RELATÓRIO DE PATRIMÔNIOS POR CONTA CONTÁBIL - Situação: Ativo Pág.: 1 / 105 RELATÓRIO DE ÔNIOS POR CONTA CONTÁBIL - Situação: Ativo Conta : 14212.04.00 APARELHOS DE MEDICAO E ORIENTACAO Calibrador de pressão portátil para esfignomanômetro Simulador de sopro Coleçao

Leia mais

SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA

SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA RM 53 ORIENTAÇÕES SOBRE DECLARAÇÃO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE REVISÃO: 04 ABR/2015 SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS

Leia mais

CALIBRAÇÃO 2 O QUE É CALIBRAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE MEDIÇÃO?

CALIBRAÇÃO 2 O QUE É CALIBRAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE MEDIÇÃO? DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA APOSTILA DE METROLOGIA Cid Vicentini Silveira 2005 1 OBJETIVOS DESTE CAPÍTULO Determinar o que é calibração, por quê, o quê, quando, onde e como calibrar; Interpretar

Leia mais

DURÔMETRO DE BANCADA ROCKWELL CÓDIGO ISH-R150

DURÔMETRO DE BANCADA ROCKWELL CÓDIGO ISH-R150 DURÔMETRO DE BANCADA ROCKWELL CÓDIGO ISH-R150 penetrador Mesa plana Ø60mm uso da mesa Seletor da força de ensaio Mesa plana Ø15Omm Aplicação da força Mesa prismática Escalas de ensaio Rockwell Força de

Leia mais

CATÁLOGO DE METROLOGIA

CATÁLOGO DE METROLOGIA CATÁLOGO DE METROLOGIA 1 PAQUÍMETRO PAQUÍMETRO UNIVERSAL PAQUÍMETRO UNIVERSAL (MD) capacidade LEITURA 141-112 0-150mm / 0-6 0,02mm / 0,001 141-113 0-150mm / 0-6 0,05mm / 1/128 141-114 0-200mm / 0-8 0,02mm

Leia mais

RELATÓRIO DE MATERIAIS/SERVIÇOS

RELATÓRIO DE MATERIAIS/SERVIÇOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI ÁRIDO SISTEMA INTEGRADO DE PATRIMÔNIO, ADMINISTRAÇÃO E CONTRATOS EMITIDO EM 04/03/2015 10:13 RELATÓRIO DE MATERIAIS/SERVIÇOS Grupo de Material: 3036 Somente Materiais

Leia mais

Soluções em. Teste & Medição. Getrotech Global Electrotechincal Solution Distribuindo soluções com tecnologia de ponta!

Soluções em. Teste & Medição. Getrotech Global Electrotechincal Solution Distribuindo soluções com tecnologia de ponta! 2015 Soluções em Teste & Medição Getrotech Global Electrotechincal Solution Distribuindo soluções com tecnologia de ponta! Apresentação A Getrotech Global Electrotechincal Solution, fundada em julho de

Leia mais

ANTISAGTEST Norma ASTM Aparelho determina a tendência de escorrimento vertical de tinta com aplicação de 10 faixas com espessura de 75 a 300 micros.

ANTISAGTEST Norma ASTM Aparelho determina a tendência de escorrimento vertical de tinta com aplicação de 10 faixas com espessura de 75 a 300 micros. ANTISAGTEST Aparelho determina a tendência de escorrimento vertical de tinta com aplicação de 10 faixas com espessura de 75 a 300 micros. APARELHO TIPO PENTE Medidor de camada úmida escalas de medição:

Leia mais

LABORATÓRIO DE FUNDIÇÃO. 1. Descrição Física

LABORATÓRIO DE FUNDIÇÃO. 1. Descrição Física LABORATÓRIO DE FUNDIÇÃO 1. Descrição Física O espaço físico deste laboratório deve ser de 100 m 2, com piso em cimento queimado e uma área de aproximadamente 3 m 2 em terra batida para vazamento de metal,

Leia mais

MEDIDAS ELÉTRICAS Conceitos Básicos:

MEDIDAS ELÉTRICAS Conceitos Básicos: MEDIDAS ELÉTRICAS Conceitos Básicos: Medir é estabelecer uma relação numérica entre uma grandeza e outra, de mesma espécie, tomada como unidade. Medidas elétricas só podem ser realizadas com a utilização

Leia mais

Curso Calibração, Ajuste, Verificação e Certificação de Instrumentos de Medição

Curso Calibração, Ajuste, Verificação e Certificação de Instrumentos de Medição Curso Calibração, Ajuste, Verificação e Certificação de Instrumentos de Medição Instrutor Gilberto Carlos Fidélis Eng. Mecânico com Especialização em Metrologia pelo NIST - Estados Unidos e NAMAS/UKAS

Leia mais

Salvi Casagrande Salvi Sul

Salvi Casagrande Salvi Sul 1 Anéis Padrão ANÉIS Usados para calibração de micrômetros internos, comparadores de diâmetros internos, micrômetros tubulares, etc Fabricados em aço temperado, micro lapidados Alta precisão de acordo

Leia mais

Nos sentiremos honrados em atende-los.

Nos sentiremos honrados em atende-los. Presente no mercado brasileiro desde 1941, a PANAMBRA sempre pautou suas atividades por oferecer equipamentos de tecnologia avançada em todos os seus campos de trabalho e foi pioneira na introdução de

Leia mais

LABORATÓRIO DE CALIBRAÇÕES E PLANTA DIDÁTICA

LABORATÓRIO DE CALIBRAÇÕES E PLANTA DIDÁTICA LABORATÓRIO DE CALIBRAÇÕES E PLANTA DIDÁTICA 1. Descrição Física O laboratório deve dispor de estrutura mínima de uma área igual ou superior a 58m2; com pé direito de 3,5m, piso em material isolante, resistente

Leia mais

Instrumentação Industrial. Fundamentos de Instrumentação Industrial: Conceitos Básicos e Definições

Instrumentação Industrial. Fundamentos de Instrumentação Industrial: Conceitos Básicos e Definições Instrumentação Industrial Fundamentos de Instrumentação Industrial: Conceitos Básicos e Definições Instrumentação Industrial De acordo com a organização norte-americana Instrument Society of America -

Leia mais

METROLOGIA APLICADA AOS CENTROS DE INSPEÇÃO E CONCESSIONÁRIOS AUTOMÓVEL

METROLOGIA APLICADA AOS CENTROS DE INSPEÇÃO E CONCESSIONÁRIOS AUTOMÓVEL SEMINÁRIO: A ENGENHARIA MECÂNICA E OS DESAFIOS DA MEDIÇÃO METROLOGIA APLICADA AOS CENTROS DE INSPEÇÃO E CONCESSIONÁRIOS AUTOMÓVEL PEDRO GOMES RESPONSÁVEL DO DEPARTAMENTO DE METROLOGIA FÍSICA TECNOLÓGICA

Leia mais

Enumere as grandezas físicas com suas respectivas unidades e assinale a sequência correta da coluna da direita, de cima para baixo.

Enumere as grandezas físicas com suas respectivas unidades e assinale a sequência correta da coluna da direita, de cima para baixo. Questão 21 Conhecimentos Específicos - Técnico em Eletromecânica Os condutores devem apresentar características de: A. alta condutibilidade, baixa elasticidade, grande peso. B. baixa elasticidade, pequeno

Leia mais

Descrição e dimensões dos itens elétricos

Descrição e dimensões dos itens elétricos Descrição e dimensões dos itens elétricos Item 2 2.1 Condutivímetro (Kit 01 Química - Compostos Iônicos) Lâmpada miniatura rosca. Voltagem 6 volts. Corrente 150 ma à 250 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22

Leia mais

Metrologia em apoio à competitividade e inovação. Laboratório de Metrologia Mecânica / CTMetro / IPT

Metrologia em apoio à competitividade e inovação. Laboratório de Metrologia Mecânica / CTMetro / IPT Metrologia em apoio à competitividade e inovação Laboratório de Metrologia Mecânica / CTMetro / IPT Out / 2014 Importância da Metrologia Metrologia: competitividade e inovação Sobre o IPT Missão Criar

Leia mais

FTA-5000. www.tecnopon.com.br

FTA-5000. www.tecnopon.com.br FTA-5000 PROPÓSITO Biorreator / Fermentador, capaz de realizar biorreações/fermentações em regime de batelada, curva de alimentação e contínuo, com sistema de aeração e dispersor/agitador mecânico tipo

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00033/2014-000

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00033/2014-000 26267 - UNIVERSIDADE FED DA INTEGR LATINO-AMERICANA 58658 - UNIVERSIDADE FED. DA INTEGR. LATINO-AMERICANA RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00033/20-000 - Itens da Licitação - APARELHO ENSAIOS FÍSICOS

Leia mais

ertificado de Calibración

ertificado de Calibración Software de Calibração ertificado de Calibración ISOPLAN-5 Sistema completo para sua Gestão de Calibração Benefícios Melhora a produtividade do serviço dos técnicos. Fácil revisão dos dados e históricos

Leia mais

Ata de reunião do Grupo de Manufatura Mecânica. Brasília, 31 de março de 2009.

Ata de reunião do Grupo de Manufatura Mecânica. Brasília, 31 de março de 2009. Ata de reunião do Grupo de Manufatura Mecânica Brasília, 31 de março de 2009. Local: Centro de convenções Israel Pinheiro Presentes: Afonso Reguly ( LAMEF-UFRGS RS-S reguly@ufrgs.br), Gustavo Donatelli

Leia mais

RELÓGIO COMPARADOR RESUMO

RELÓGIO COMPARADOR RESUMO RELÓGIO COMPARADOR Leonardo Vidal 1 - Orientador Gustavo Bueno 2-21170078 Lincoln Ferreira 3-20870070 Samira Ponce 4-21170078 RESUMO Este artigo tem como objetivo apresentar o instrumento de medição chamado

Leia mais

Segmento Laboratorial: Farmácias de Manipulação, Cosméticos, Centros de pesquisa, Petroleo e Gas, Siderurgia, Mineração e Industrias em geral.

Segmento Laboratorial: Farmácias de Manipulação, Cosméticos, Centros de pesquisa, Petroleo e Gas, Siderurgia, Mineração e Industrias em geral. Segmento Laboratorial: Farmácias de Manipulação, Cosméticos, Centros de pesquisa, Petroleo e Gas, Siderurgia, Mineração e Industrias em geral. Contato: (27) 3200-8890 MANUTENÇÃO, CALIBRAÇÃO, LOCAÇÃO E

Leia mais

Controle de Medidas - Instrumentos de Medição. Prof. Casteletti PAQUÍMETRO UNIVERSAL

Controle de Medidas - Instrumentos de Medição. Prof. Casteletti PAQUÍMETRO UNIVERSAL PAQUÍMETRO UNIVERSAL O paquímetro é um instrumento usado para medir dimensões lineares internas, externas e de profundidade. Consiste em uma régua graduada, com encosto fixo, na qual desliza um cursor.

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Ítalo Bologna

Faculdade de Tecnologia SENAI Ítalo Bologna Faculdade de Tecnologia SENAI Ítalo Bologna 1. INFRA-ESTRUTURA Salas de Aulas A FATEC IB possui 22 salas de aulas climatizadas, sendo 10 com capacidade para acomodar, confortavelmente de 50 (cinqüenta)

Leia mais

ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA.

ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA. ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA. Laboratório pertencente à RBLE. Relatório de Ensaios de Produtos (REP): n. 1403054-2/03 Emissão: 28.07.2014 Solicitante: Endereço: Fabricante: Eletrocal Indústria

Leia mais

Proteção : IP-40 Display: LCD, 6 dígitos mais sinal ( ) Inclui riscador, grampo e 1 bateria

Proteção : IP-40 Display: LCD, 6 dígitos mais sinal ( ) Inclui riscador, grampo e 1 bateria ZERO/ABS PRESET +/- ON/OFF HOLD Calibradores Traçadores de Altura Digitais Modelo de duas colunas e com ou sem saída de dados para CEP. Ajuste de zero por um simples toque no botão. Através do botão PRESET,

Leia mais

Produtos de Baixa Tensão. Medidores

Produtos de Baixa Tensão. Medidores Produtos de Baixa Tensão Medidores Indicadores analógicos e digitais Indicadores analógicos Voltímetros e amperímetros ferro-móvel Amperímetros e voltímetros True RMS para conexão direta ou através de

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Eletricidade, Máquinas e Medidas Elétricas: 1.1. Princípios da Eletrodinâmica: Tensão Elétrica, Corrente Elétrica, Resistores Elétricos, Potência Elétrica e Leis de OHM; 1.2. Circuitos

Leia mais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais

Cap.4 - Medição de Tensão e Corrente Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.4 - Cap. 5 - Medidas com Multímetros Analógicos e Digitais Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br Medição de Tensão

Leia mais

Micrômetros para Medições de Rebordos de Latas

Micrômetros para Medições de Rebordos de Latas Micrômetros para Medições de Rebordos de Latas Série 147 Para controle preciso de profundidade e espessura em rebordos de latas. Profundidade de rebordo (profundidade maior que 5 mm) 147 103 para latas

Leia mais

DMS 680 - Inspeção de calibradores

DMS 680 - Inspeção de calibradores DMS 680 - Inspeção de calibradores Banco universal de medida calibrações segundo a norma»iso 9000«JOINT OINT J 2 3 JOINT Banco universal de medida DMS 680 Grande campo de aplicações Calibração de vários

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

Tópico 5. Aula Prática: Paquímetro e Micrômetro: Propagação de Incertezas - Determinação Experimental do Volume de um Objeto

Tópico 5. Aula Prática: Paquímetro e Micrômetro: Propagação de Incertezas - Determinação Experimental do Volume de um Objeto Tópico 5. Aula Prática: Paquímetro e Micrômetro: Propagação de Incertezas - Determinação Experimental do Volume de um Objeto 1. INTRODUÇÃO Será calculado o volume de objetos como esferas, cilindros e cubos

Leia mais

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g.

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g. Questão 01 008 Um astronauta, de pé sobre a superfície da Lua, arremessa uma pedra, horizontalmente, a partir de uma altura de 1,5 m, e verifica que ela atinge o solo a uma distância de 15 m. Considere

Leia mais

Incerteza. Geralmente não conseguimos obter um valor exato para a medida de uma grandeza física. Medidas Elétricas

Incerteza. Geralmente não conseguimos obter um valor exato para a medida de uma grandeza física. Medidas Elétricas Incerteza Geralmente não conseguimos obter um valor exato para a medida de uma grandeza física. Medidas Elétricas TE215 Laboratório de Eletrônica I Engenharia Elétrica Fatores que influenciam o processo

Leia mais

Umidade Termo-Higrógrafos Termo-Higrômetros Higrômetros Estações meteorológicas Medidores de umidade

Umidade Termo-Higrógrafos Termo-Higrômetros Higrômetros Estações meteorológicas Medidores de umidade Temperatura Termômetros: Bimetálicos Analógicos Capela Digitais Infravermelhos Máxima e mínima Ambientais Clínicos para Refrigeração para Laticínios ASTM Químicos Industriais em geral Registradores e Calibradores

Leia mais

Rede Brasileira de Calibração - RBC

Rede Brasileira de Calibração - RBC Página 1 de 7 BRASIL Acesso à informação --------Site do Inmetro -------- Acreditação Nº 24 Data da Acreditação 08/10/1997 Data de Validade do Certificado Última Revisão do Escopo Razão Social Nome do

Leia mais

1 Medição de temperatura

1 Medição de temperatura 1 Medição de temperatura 1.1 Medidores de temperatura por dilatação/expansão 1.1.1 Termômetro à dilatação de líquido Os termômetros à dilatação de líquidos baseiam -se na lei de expansão volumétrica de

Leia mais

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO Lembre-se que o microscópio utilizado em nosso laboratório possui uma entrada especial para uma câmera de vídeo. Parte Mecânica: Base ou Pé: Placa de apoio do microscópio

Leia mais

CALIBRAÇÃO DE PRESSÃO Conhecendo e Comparando Padrões

CALIBRAÇÃO DE PRESSÃO Conhecendo e Comparando Padrões CALIBRAÇÃO DE PRESSÃO Conhecendo e Comparando Padrões WIKA Referência Mundial em produtos para medição, controle e calibração de pressão e temperatura, a WIKA está presente em mais de 75 países, fornecendo

Leia mais

CONTROLE DIMENSIONAL - CALDEIRARIA CALIBRAÇÃO DE TRENA E ESCALA COM ESCALA PADRÃO E TRENA PADRÃO

CONTROLE DIMENSIONAL - CALDEIRARIA CALIBRAÇÃO DE TRENA E ESCALA COM ESCALA PADRÃO E TRENA PADRÃO Página: 1 de 5 1. OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo descrever o processo de calibração de trenas de fita de aço e escalas metálicas, utilizando como padrões trenas padrão ou escalas padrão.

Leia mais

METROLOGIA 1 - INTRODUÇÃO

METROLOGIA 1 - INTRODUÇÃO METROLOGIA 1 - INTRODUÇÃO A metrologia é a ciência das medições, abrangendo todos os aspectos teóricos e práticos que asseguram a precisão exigida no processo produtivo, procurando garantir a qualidade

Leia mais

das válvulas de vazão de líquidos e gases

das válvulas de vazão de líquidos e gases Válvulas de Vazão de Líquidos e Gases Wagner Britto Vaz de Oliveira 00/16144 Pedro Kouri Paim 00/16063 9 de Junho de 2005 1 Introdução No contexto de automação industrial, válvulas de comando são elementos

Leia mais

Serviços de / Medição DIMENSIONAL Pontos de / Parametros Medidos 18 Calibrador de Raio até 1000 mm 0,002 mm PC-124 Raio 19 Calibrador de Relógio Compa

Serviços de / Medição DIMENSIONAL Pontos de / Parametros Medidos 18 Calibrador de Raio até 1000 mm 0,002 mm PC-124 Raio 19 Calibrador de Relógio Compa Serviços de / Medição 1 2 Medidores de Nível Sonoro (Medidores de Nível de Pressão Sonora à frequência de 1000 Hz) Calibrador de Nível Sonoro (Calibradores de Nível de Pressão Sonora à frequência de 1000

Leia mais

ENSAIOS MECÂNICOS Permitem perceber como os materiais se comportam quando lhes são aplicados esforços

ENSAIOS MECÂNICOS Permitem perceber como os materiais se comportam quando lhes são aplicados esforços ENSAIOS MECÂNICOS Permitem perceber como os materiais se comportam quando lhes são aplicados esforços Tipos Ensaios Destrutivos provocam a inutilização do material ensaiado Ensaios Não Destrutivos Ensaio

Leia mais

Sensores e Transdutores - XC 201 -

Sensores e Transdutores - XC 201 - T e c n o l o g i a Sensores e Transdutores - XC 201 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Sensores e Transdutores - XC 201 - INTRODUÇÃO Sensores e transdutores

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO Nº 03 PVC

BOLETIM TÉCNICO Nº 03 PVC A tabela a seguir lista valores típicos de algumas propriedades físicas, mecânicas, térmicas e elétricas de compostos de PVC rígidos e flexíveis. Os valores são simplesmente de caráter informativo e são

Leia mais

ME-25 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE PENETRAÇÃO DE MATERIAIS BETUMINOSOS

ME-25 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE PENETRAÇÃO DE MATERIAIS BETUMINOSOS ME-25 MÉTODOS DE ENSAIO ENSAIO DE PENETRAÇÃO DE MATERIAIS BETUMINOSOS DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. E NORMAS COMPLEMENTARES... 3 4. DEFINIÇÃO... 3

Leia mais

Uma empresa admitiu três operários para o

Uma empresa admitiu três operários para o A UU L AL A Blocos-padrão Uma empresa admitiu três operários para o setor de ferramentaria. Os operários eram mecânicos com experiência. Mas, de Metrologia, só conheciam o paquímetro e o micrômetro. Por

Leia mais

CIRCUITOS ELÉCTRICOS

CIRCUITOS ELÉCTRICOS CICUITOS ELÉCTICOS. OBJECTIO Aprender a utilizar um osciloscópio e um multímetro digital. Conceito de resistência interna de um aparelho.. INTODUÇÃO O multímetro digital que vai utilizar pode realizar

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM DURÔMETROS PARA PESQUISA METROLÓGICA

DETERMINAÇÃO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM DURÔMETROS PARA PESQUISA METROLÓGICA DETERMINAÇÃO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM DURÔMETROS PARA PESQUISA METROLÓGICA Pires, Fábio de Souza Nascimento, Jôneo Lopes do Cardoso, Tito Lívio Medeiros* INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA INT 1. Introdução

Leia mais

Medidas de Grandezas Fundamentais - Teoria do Erro

Medidas de Grandezas Fundamentais - Teoria do Erro UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL Medidas de Grandezas Fundamentais - Teoria do Erro Objetivo As práticas que serão trabalhadas nesta aula têm os objetivos de

Leia mais

MOTOR SISTEMA ELÉTRICO TRANSMISSÃO SISTEMA HIDRÁULICO SISTEMA DE GIRO PARTE RODANTE CABINE E COMANDOS CAPACIDADES DE ABASTECIMENTO

MOTOR SISTEMA ELÉTRICO TRANSMISSÃO SISTEMA HIDRÁULICO SISTEMA DE GIRO PARTE RODANTE CABINE E COMANDOS CAPACIDADES DE ABASTECIMENTO MOTOR Tier II Modelo F4GE0684B*D600 Marca New Holland Fabricante FPT Tipo diesel, de injeção direta, 4 tempos, turboalimentado, intercooler Bomba Injetora Rotativa Potência líquida (SAE J1349) 170 hp (120

Leia mais

Os paquímetros distinguem-se pela faixa de indicação, pelo nônio, pelas dimensões e forma dos bicos.

Os paquímetros distinguem-se pela faixa de indicação, pelo nônio, pelas dimensões e forma dos bicos. Capítulo 3 PAQUÍMETRO 3.1 ASPECTOS GERAIS 3.1.1 Definição O Paquímetro (figura 3.1) é o resultado da associação de: uma escala, como padrão de comprimento; dois bicos de medição, como meios de transporte

Leia mais

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações Calibradores de Relógios Comparadores Para calibração de relógios comparadores digitais e analógicos, relógios apalpadores, sensor tipo apalpador com capacidade máxima de 5 mm. Graduação: 0,0002 mm Série

Leia mais

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações

Série 521 Para relógios comparadores, sensores tipo apalpadores e relógios apalpadores com graduação de 0,001 mm. Especificações Calibradores de Relógios Comparadores Para calibração de relógios comparadores digitais e analógicos, relógios apalpadores, sensor tipo apalpador com capacidade máxima de 5 mm. Graduação: 0,0002 mm Série

Leia mais

Ensaios Mecânicos de Materiais. Aula 3 Ensaio de Dureza. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

Ensaios Mecânicos de Materiais. Aula 3 Ensaio de Dureza. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues Ensaios Mecânicos de Materiais Aula 3 Ensaio de Dureza Tópicos Abordados Nesta Aula Ensaio de Dureza. Dureza Brinell. Dureza Rockwell. Dureza Vickers. Definições de Dureza Dureza - propriedade mecânica

Leia mais

Materiais em Engenharia. Aula Teórica 6. Ensaios mecânicos (continuação dos ensaios de tracção, ensaios de compressão e de dureza)

Materiais em Engenharia. Aula Teórica 6. Ensaios mecânicos (continuação dos ensaios de tracção, ensaios de compressão e de dureza) Aula Teórica 6 Ensaios mecânicos (continuação dos ensaios de tracção, ensaios de compressão e de dureza) 1 ENSAIO DE TRACÇÃO A partir dos valores da força (F) e do alongamento ( I) do provete obtêm-se

Leia mais

Sensoriamento A UU L AL A. Um problema. Exemplos de aplicações

Sensoriamento A UU L AL A. Um problema. Exemplos de aplicações A UU L AL A Sensoriamento Atualmente, é muito comum nos depararmos com situações em que devemos nos preocupar com a segurança pessoal e de nossos bens e propriedades. Daí decorre a necessidade de adquirir

Leia mais

APÊNDICE B. Ensaio da Performance do Protótipo. MATRBDA-HAW560-75kW

APÊNDICE B. Ensaio da Performance do Protótipo. MATRBDA-HAW560-75kW APÊNDICE B Ensaio da Performance do Protótipo MATRBDA-HAW560-75kW 282 LABORATÓRIO DE ENSAIOS ELÉTRICOS - BAIXA TENSÃO WEG MÁQUINAS RELATÓRIO DE ENSAIO DE PROTÓTIPO MATRBDA 560 POTÊNCIA: 75KW / 25KW TENSÃO

Leia mais

Sistemas de Medidas e Instrumentação

Sistemas de Medidas e Instrumentação Sistemas de Medidas e Instrumentação Parte 3 Prof.: Márcio Valério de Araújo 1 Medição de Nível Capítulo VII Nível é a altura do conteúdo de um reservatório Através de sua medição é possível: Avaliar o

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais