Apresentação PEC-G. Avaliação quantitativa 2000 a 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação PEC-G. Avaliação quantitativa 2000 a 2013"

Transcrição

1 Apresentação PEC-G Avaliação quantitativa 2000 a 2013

2 Visão Geral Entre 2000 e 2013 participaram do PEC-G 6391 estudantes, dos quais 3218 concluíram seus estudos. O índice de conclusão geral do PEC- G, excetuando-se aqueles transferidos, não informados e ativos matriculados, é de 81%, uma media excelente quando se considera que se tratam de alunos que não tiveram sua formação escolar em países com índices de educação básica, fundamental e média mais baixos que o Brasil. Situação Estudantes Ativo 1736 Desligado 752 Formado 3218 Não informado 641 Transferido 44 Total Geral 6391

3 SITUAÇÃO DOS ESTUDANTES PEC-G 2000 A 2013 Transferido 0,7% Não informado 10,0% Ativo 27,2% Formado 50,4% Desligado 11,8%

4 Alunos ingressantes / formados / desligados por ano Ingressantes Formado Desligado

5 IES com 100 estudantes ou mais (2000 a 2013)

6 DISTRIBUIÇÃO DAS IES CONFORME TOTAL DE ESTUDANTES PEC-G (2000 A 2013) 2181; 34% 4210; 66% IES com mais de 100 estudantes (22) Demais IES (76)

7 Estudantes PEC-G por Região (2000 a 2013) CO; 609 N; 263 NE; 1200 SE; 3010 S; 1303 Quando se coloca em perspectiva a distribuição regional dos estudantes PEC-G considerando todas as IES, entretanto, percebe-se uma concentração desigual nas regiões brasileiras. Tal cenário se deve, fundamentalmente, pelo maior número de IES, e por consequência das vagas, na região Sudeste do Brasil

8 Índice de conclusão por região do Brasil 96% 80% 78% 83% 81% SE S NE CO N

9 Estudantes por Continente Am. Central e Caribe 5,17% Ásia 0,34% Europa 0,05% África 72,39% Am. do Sul 22,04%

10 83% Índice de Conclusão por Continente 76% 73% 50% África Am. do Sul Am. Central e Caribe N/A Ásia Europa

11 87% Índice de Conclusão - Países Lusófonos 92% 82% 84% 76% N/A Cabo Verde Guiné-Bissau Angola São Tomé e Príncipe Moçambique Timor Leste

12 75% 76% Índice de Conclusão - Países não Lusófonos (top 15) 82% 73% 76% 74% 74% 73% 67% 68% 50% 56% 47% N/A

13 PROMISAES Metodologia Metodologia analítica dos dados disponíveis na base de dados do Ministério da Educação em diferentes arquivos. Foi feita a consolidação das informações em uma única lista com informações sobre: Nome dos estudantes; País de origem; Instituição de ensino; Região do Brasil; Período de ingresso; Previsão de conclusão; Situação do estudante (ativo, formado, desistente, trancado, transferido ou evasão). Edital PROMISAES do qual fez parte (2006 a 2013) Foram criados três índices para avaliar a eficiência e a eficácia do PROMISAES: o índice de concluintes por país, por IFES, e a relação de auxílios por estudantes. Os auxílios PROMISAES indicados são aqueles destinados aos estudantes selecionados ao final dos editais de 2005 a 2011 e, a partir de 2012, aos estudantes PEC-G selecionados pelas IFES e informados por elas no (Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (SiMEC).

14 PROMISAES Análise geral Gráfico 1 - Auxílios PROMISAES a 2013 Total = Gráfico 2 - Estudantes PROMISAES a 2013 Total =

15 Gráfico 3 - Índice de Conclusão por país Exceto estudantes ativos e não sabe/não informou média - 82,08% Guiné-Bissau Cabo Verde São Tomé e Principe Angola República Democrática do Congo Paraguai Moçambique Haiti Peru Gana Nigéria Quênia Congo-Brazzaville Benin Colômbia Jamaica Senegal Equador Bolívia Camarões Costa Rica Chile Honduras República Dominicana Trinidad e Tobago Costa do Marfim El Salvador Argentina Panamá Cuba Gabão Níger Barbados Togo N/D* N/D* N/D* N/D* N/D* N/D* N/D* 38,46% 50,00% 50,00% 65,00% 64,29% 62,86% 62,50% 80,29% 83,86% 88,69% 78,13% 80,28% 76,92% 81,08% 73,68% 76,92% 91,21% 96,97% 100,00% 94,12% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00% 100,00%

16 Gráfico 4 - Índice de Conclusão por IES Exceto estudantes ativos e não sabe/não informou Média = 88% UNB UFSC UFC UFRN UFRJ UFAL UFPB UFPE UFRGS UFMG UFES UFMS UFV UFJF UFPA UFPI UFRRJ UFT UFSJ UFPR UNIRIO UFTM UFMT UFSCAR UFCG UFAM UNIFESP UFS UFF FURG UFG UFBA UFPEL UFMA UFLA CEFET-RJ UFOP UFSM UFU UNIFEI UFSC FFFCMPA UFRPE UFVJM UFRAM UFLA UFRR UFRA 0% 0% 0% 0% 50% 50% 50% 53% 56% 66% 67% 70% 71% 74% 78% 86% 73% 82% 88% 87% 85% 84% 87% 86% 86% 92% 90% 92% 90% 92% 96% 98% 96% 97% 96% 98% 95% 95% 96% 99,52% 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100%

17 Gráfico 7 - Total de Estudantes PEC-G PROMISAES por região CO; 373; 14% SE; 828; 30% N; 153; 5% NE; 918; 34% S; 457; 17%

18 Guiné-Bissau Cabo Verde São Tomé e Principe R. D. Congo Angola Nigéria Peru Moçambique Paraguai Quênia Senegal Costa do Marfim Gana Haiti Níger R. Dominicana Bolívia Equador Gabão Jamaica Gráfico 9 - Estudantes- Região Centro-Oeste Gráfico 8 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Centro-Oeste 179 UFG; 30; 7% UFGD; 3; 1% UFMT; 43; 11% UFMS; 91; 22% UnB; 238; 59%

19 Gráfico 11 - Estudantes - Região Norte Gráfico 10 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Norte 68 UFRA; 7; 5% UFRR; 3; 2% UFAM; 31; 20% UFPA; 66; 43% 38 UFT; 46; 30%

20 Guiné-Bissau Cabo Verde São Tomé e Principe R. D. Congo Angola Haiti Moçambique Congo-Brazzaville Nigéria Paraguai Camarões Benin Peru Bolívia Chile Quênia Trinidad e Tobago Equador Gabão Gana Gráfico 12 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Nordeste Gráfico 13 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Nordeste

21 Guiné-Bissau Cabo Verde Paraguai São Tomé e Principe R. D. Congo Haiti Angola Equador Moçambique Congo-Brazzaville Nigéria Benin Peru Bolívia Jamaica Costa Rica Camarões Colômbia El Salvador Gana Barbados Chile Cuba Honduras Panamá Gráfico 14 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Sul Gráfico 15 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Sul UFSC UFRGS UFPR FURG UFSM UFPEL UFSC FFFCMPA

22 Gráfico 16 - Estudantes PEC-G PROMISAES Região Sudeste Gráfico 17 - Estudantes PROMISAES por IES Região Sudeste

23 Gráfico 18 - Auxílios concedidos - Países Lusófonos Total = Guiné-Bissau Cabo Verde São Tomé e Principe Angola Moçambique Gráfico 22 - Total de auxílios PROMISAES concedidos Países não-lusófonos

24 A gestão do PEC-G Base: Decreto no. 7948/2013 Gestão Institucional: Art. 2º O PEC-G será implementado conjuntamente pelo Ministério das Relações Exteriores e pelo Ministério da Educação, nos termos deste Decreto. 1º Compete ao Ministério das Relações Exteriores coordenar os procedimentos relativos à implementação do PEC-G junto a governos estrangeiros por intermédio das missões diplomáticas e repartições consulares brasileiras. 2º Compete ao Ministério da Educação coordenar os procedimentos referentes à adesão das IES ao PEC-G, oferta das vagas, seleção e matrícula dos candidatos e acompanhamento do programa. 3º Os Ministérios das Relações Exteriores e da Educação não interferirão em questões de natureza acadêmica, de atribuição exclusiva das IES integrantes do programa.

25 MRE Divulgação do PEC-G nos países parceiros Gestão das inscrições Entrega do diploma Pagamento de Bolsa-Mérito Elaboração dos Editais Articulação com as IES Monitoramento situacional dos Estudantes PEC-G Gestão do PROMISAES MEC Intituições de Educação Superior Oferta de vagas Provimento da educação superior aos estudantes selecionados Gerenciamento e destinação das bolsas PROMISAES

26 A gestão do PEC-G Responsabilidades do estudante-convênio: Art. 6º Poderão se inscrever no PEC-G os estudantes estrangeiros: III - que firmarem Termo de Responsabilidade Financeira, em que assegurem ter meios para custear as despesas com transportes e para subsistência no Brasil durante o curso de graduação; IV - que firmarem Termo de Compromisso, em que se comprometam a cumprir as regras do PEC-G; 1º A condição migratória regular no Brasil, que compreende a obtenção do visto e a atualização do registro de estrangeiro, é de responsabilidade do estudante-convênio, e é indispensável para efetivação da matrícula e, posteriormente, para a inscrição em disciplinas a cada início de período letivo.

27 A Gestão do PEC-G Transferência de curso: Art. 9º O estudante-convênio poderá solicitar mudança de curso ou de Instituição, atendidos os critérios e as normas regimentais das IES participantes do PECG. 1º A mudança de curso poderá ocorrer uma única vez e EXCLUSIVAMENTE ao término do primeiro ano de estudos, atendidos os critérios e as normas regimentais da IES.

28 A Gestão do PEC-G Transferência entre Instituições de Educação Superior: Art. 10. A transferência do estudante-convênio deve observar as exigências da IES recipientária(...): 1º A transferência para prosseguimento de estudos no mesmo curso deverá ser feita entre IES participantes do PEC-G uma única vez, exclusivamente ao fim do primeiro ano de estudos.

29 Gestão do PEC-G Desligamento do Programa: Art. 12. Será desligado do Programa o estudante-convênio que: I não efetuar matrícula no prazo regulamentar da IES; II trancar matrícula injustificadamente ou abandonar o curso; III não obtiver a frequência mínima exigida pela IES em cada disciplina; IV for reprovado por três vezes na mesma disciplina; V for reprovado em mais de duas disciplinas, ou número de créditos equivalente, no mesmo semestre, a partir do 2º ano ou do 3º semestre do curso; VI obtiver transferência para IES não participante do PEC-G, ou que não atenda ao disposto no art. 10; VII obtiver novo ingresso em IES por meio de processo seletivo que não seja o do PECG; VIII obtiver, durante o curso, visto diferente daquele indicado no art. 7º ou condição migratória diversa; ou IX apresentar conduta imprópria, constatada por processo disciplinar, no âmbito da IES

30 A Gestão do PEC-G Auxílio financeiro: Art. 13. É vedado ao estudante-convênio o exercício de atividade remunerada que configure vínculo empregatício ou caracterize pagamento de salário ou honorários por serviços prestados. Parágrafo único. É permitida a participação do estudante-convênio em estágio curricular, atividades de pesquisa, extensão e de monitoria, obedecida a legislação referente a estrangeiros residentes temporários. Art. 15. As instituições participantes do PEC-G poderão, nos termos da lei, conceder auxílio financeiro destinado ao estudanteconvênio, por prazo limitado e durante o curso, a título de custeio de moradia, transporte ou alimentação, em qualquer caso condicionado ao bom aproveitamento acadêmico.

31 PROMISAES Base: Portaria nº 745, de 5 de junho de Art. 1º Ficam estabelecidas as diretrizes de execução do Projeto Milton Santos de Acesso ao Ensino Superior PROMISAES, (...) a ser executado pela Secretaria de Educação Superior SESu e pelas Instituições Federais de Ensino Superior IFES

32 PROMISAES Objetivo: Art. 2º O PROMISAES consiste na oferta de auxílio financeiro em moeda corrente brasileira para alunos estrangeiros, regularmente matriculados em cursos de graduação das IFES, participantes do Programa Estudante-Convênio de Graduação - PEC-G. Parágrafo único. O auxílio financeiro a que alude o caput será de R$ 622,00 pago pelas IFES diretamente aos estudantes PEC-G selecionados nos termos desta Portaria.

33 PROMISAES Responsabilidades do estudante Art. 4º - Ao Estudante-Convênio caberá I - Seguir as normas do PEC-G, sob pena de desligamento ou suspensão do auxílio; II - Obter índice de freqüência às aulas e rendimento acadêmico conforme as normas da IFES em que está matriculado e conforme as normas no PEC-G; III - Manter atualizados os seus dados pessoais junto à IFES; IV - Não exercer qualquer atividade remunerada, exceto aquelas voltadas para fins curriculares e de iniciação científica, sob pena de desligamento do PROMISAES, a partir da data de admissão ao Projeto aqui descrito; V - A não observância de quaisquer dos itens acima expostos implica o ressarcimento ao erário dos valores pagos indevidamente.

34 PROMISAES Diretrizes para seleção: Art. 6º A seleção feita pela IFES deverá considerar os seguintes critérios: I - Situação do visto junto a Polícia Federal, mediante análise do Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) atualizado ou do protocolo de prorrogação de visto junto ao referido órgão do Ministério da Justiça. II - Análise da condição socioeconômica; feita com base em critérios estabelecidos pelas IFES, mediante parecer do órgão responsável por essa atividade na Instituição. III - Rendimento acadêmico; IV - Freqüência escolar; V - Custo de vida local; VI - Índice de desenvolvimento humano do país de origem do estudante; VII - Previsão de envolvimento do aluno em atividades acadêmicas de ensino, pesquisa e extensão relacionadas com o curso de graduação, em que pesem, preferencialmente, as contribuições do contexto cultural e social do país de origem.

35 PROMISAES Art. 7º O estudante-convênio selecionado pela IFES ao PROMISAES terá seu auxílio financeiro suspenso nos seguintes casos: I - Conclusão do curso na IFES; II - Desligamento do PEC-G; III - Evasão da IFES por parte do beneficiário; IV - Reprovação por falta no semestre anterior à seleção e durante a vigência do auxílio; V - Matrícula em menos de 4 disciplinas (ou 16 créditos) por semestre; VI - Trancamento geral de matrícula, com exceção de casos de doença grave do beneficiário ou de familiares; VII - Falsidade de documento e/ou informação prestada pelo beneficiário, constatada em qualquer momento pelos coordenadores do Projeto e (ou) pelos órgãos de controle; VIII - Substancial mudança de condição socioeconômica do beneficiário, que comprometa a observância das prioridades do PROMISAES e seus documentos de referência; IX - Pedido de desligamento do PROMISAES por parte do beneficiário; X - Decisão judicial; XI - Falecimento do beneficiário; XII - Se o estudante exercer qualquer atividade remunerada (exceto as voltadas para fins curriculares e de iniciação científica) ou passar a receber outro auxílio financeiro do governo brasileiro; XIII - Transferência para IES não atendida pelo PROMISAES; XIV - Não atualização de prorrogação de visto anual junto a Polícia Federal.

36 Muito obrigado!

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA ESTUDANTE CONVÊNIO GRADUAÇÃO (PEC-G)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA ESTUDANTE CONVÊNIO GRADUAÇÃO (PEC-G) UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA ESTUDANTE CONVÊNIO GRADUAÇÃO (PEC-G) EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A BOLSA PROMISAES A SECRETARIA DE RELAÇÕES

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.948, DE 12 DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre o Programa de Estudantes-Convênio de Graduação - PEC-G. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA,

Leia mais

Diretrizes Gerais Documento Complementar

Diretrizes Gerais Documento Complementar Diretrizes Gerais Documento Complementar Agosto 2007 Apresentação A seguir apresentamos as tabelas referentes às simulações dos recursos orçamentários previstos e das metas estabelecidas pelo Decreto nº

Leia mais

Programa de Estudantes - Convênio de Pós-graduação - PEC-PG - 2006

Programa de Estudantes - Convênio de Pós-graduação - PEC-PG - 2006 Programa de Estudantes - Convênio de Pós-graduação - PEC-PG - 2006 1. Do objeto: O Ministério das Relações Exteriores (MRE), por intermédio do Departamento Cultural (DC), a Coordenação de Aperfeiçoamento

Leia mais

Edital Prograd/Ufop Nº29, de 05 de maio de 2015

Edital Prograd/Ufop Nº29, de 05 de maio de 2015 Edital Prograd/Ufop Nº29, de 05 de maio de 2015 A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Federal de Ouro Preto (Prograd/Ufop), no uso de suas atribuições, em conformidade com o disposto na Portaria

Leia mais

Edital Nº 02/2014 PROEN

Edital Nº 02/2014 PROEN Edital Nº 02/2014 PROEN Chamada única para seleção de bolsistas de mobilidade estudantil (Bolsas SANTANDER 2014) O PRÓ-REITOR DE ENSINO da Universidade Federal do Maranhão torna público, para conhecimento

Leia mais

EDITAL CONJUNTO PROAE-ESAI/UFGD Nº 01 DE 16 DE MAIO DE 2014

EDITAL CONJUNTO PROAE-ESAI/UFGD Nº 01 DE 16 DE MAIO DE 2014 EDITAL CONJUNTO PROAE-ESAI/UFGD Nº 01 DE 16 DE MAIO DE 2014 SELEÇÃO DE BOLSISTAS PEC-G NO ÂMBITO DO PROJETO MILTON SANTOS DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR (PROMISSAES 2014) A PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Vitória, 16 de outubro de 2015. EDITAL 5/2015/SRI A Secretaria de Relações Internacionais (SRI) da Universidade Federal do Espírito

Leia mais

CONFIRA AS UNIVERSIDADES QUE UTILIZARÃO O ENEM 2011

CONFIRA AS UNIVERSIDADES QUE UTILIZARÃO O ENEM 2011 CONFIRA AS UNIVERSIDADES QUE UTILIZARÃO O ENEM 2011 REGIÃO SUDESTE UFU (Universidade Federal de Uberlândia): Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo): UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais):

Leia mais

Confira as universidades da Região Sudeste do Brasil que utilizarão o Enem 2011

Confira as universidades da Região Sudeste do Brasil que utilizarão o Enem 2011 Confira as universidades da Região Sudeste do Brasil que utilizarão o Enem 2011 UFU (Universidade Federal de Uberlândia): Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo): UFMG (Universidade Federal de Minas

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 13, DE 30 DE ABRIL DE 2015 PROCESSO SELETIVO 2016 PARA

Leia mais

Apresentação: Competências da DCE; Atividades recentes: atuação digital e Ciência sem Fronteiras; PEC-G e PEC-PG.

Apresentação: Competências da DCE; Atividades recentes: atuação digital e Ciência sem Fronteiras; PEC-G e PEC-PG. Apresentação: Competências da DCE; Atividades recentes: atuação digital e Ciência sem Fronteiras; PEC-G e PEC-PG. Competências da Divisão: Tratamento político dos temas educacionais nos fóruns multilaterais

Leia mais

EDITAL N.º 1 / SANTANDERUNIVERSIDADES / PROGRAD / 2015

EDITAL N.º 1 / SANTANDERUNIVERSIDADES / PROGRAD / 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS

Leia mais

ENEM X Universidades Federais em 2012 COMO FICA?

ENEM X Universidades Federais em 2012 COMO FICA? ENEM X Universidades Federais em COMO FICA? SUDESTE Enem? Ufop (Universidade Federal de Ouro Preto) UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) UFV (Universidade Federal de Viçosa) 80% das vagas serão

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior DIFES

Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior DIFES Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior DIFES EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 03 DE 05 DE ABRIL DE 2013 PROCESSO

Leia mais

EDITAL PROGRAD 03/2014 PROGRAMA DE BOLSAS PARA MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL E INTERCAMPI SELEÇÃO DE BOLSISTAS

EDITAL PROGRAD 03/2014 PROGRAMA DE BOLSAS PARA MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL E INTERCAMPI SELEÇÃO DE BOLSISTAS EDITAL PROGRAD 03/2014 PROGRAMA DE BOLSAS PARA MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL E INTERCAMPI SELEÇÃO DE BOLSISTAS O Pró-Reitor de Graduação da Universidade Federal de Minas Gerais, Professor Ricardo Hiroshi

Leia mais

Enem 2011 será única forma de seleção em pelo menos 30 universidades federais; confira

Enem 2011 será única forma de seleção em pelo menos 30 universidades federais; confira 2011 será única forma de seleção em pelo menos 30 universidades federais; confira Suellen Smosinski Em São Paulo O (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2011 será a única forma de seleção para os cursos

Leia mais

Mapeamento Ações Afirmativas e Lei 12.711/12

Mapeamento Ações Afirmativas e Lei 12.711/12 Mapeamento Ações Afirmativas e Lei 12.711/12 IES ANO ADOÇÃO UFBA 2005 CONSU 45 36,55% pretos e pardos, 2% indígenas UFPA 2005 CONSEPE 50 40% UFG 2012 Lei 12.711/2012 50 56,68% FURG 2012 Lei 12.711/2012

Leia mais

INFORMAÇÕES para Candidatos Estrangeiros

INFORMAÇÕES para Candidatos Estrangeiros PEC-PG PG PROGRAMA DE ESTUDANTES-CONVÊNIO DE PÓS-GRADUAÇÃO INFORMAÇÕES para Candidatos Estrangeiros Este material visa auxiliar o Candidato Estrangeiro a se informar sobre o Programa de Bolsas de Estudos

Leia mais

II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio PEC-G

II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio PEC-G II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio de Graduação PEC-G 28 a 30 de maio de 2008 Universidade Federal de Uberlândia Prof. Nivaldo Cabral Kuhnen Escritório de Assuntos Internacionais/UFSC

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA 063/2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA 063/2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR TERMO DE REFERÊNCIA 063/2011 1 NÚMERO E TÍTULO DO PROJETO Projeto OEI/BRA/10/002 - Atualização dos Processos de Gestão e Avaliação de Políticas e

Leia mais

EDITAL Nº 04/2010 PROGRAD/PROEST

EDITAL Nº 04/2010 PROGRAD/PROEST EDITAL Nº 04/2010 PROGRAD/PROEST A Pró-Reitoria de Graduação e a Pró-Reitoria Estudantil tornam público o processo seletivo para seleção de bolsistas participantes do PROGRAMA ANDIFES DE MOBILIDADE ACADÊMICA.

Leia mais

Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira- REVALIDA

Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira- REVALIDA Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira- REVALIDA Secretaria de Educação Superior (SESu) Diretoria de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

Saiba mais em www.enem.net

Saiba mais em www.enem.net Lista de Universidades Federais que aceitam o Enem Saiba mais em www.enem.net REGIÃO CENTRO-OESTE UnB vai utilizar o Enem apenas para vagas remanescentes UFG 20% das vagas pelo SiSU; Enem 2011 também pode

Leia mais

EDITAL Nº02/2015-PREG/PRAEC/UFPI, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015.

EDITAL Nº02/2015-PREG/PRAEC/UFPI, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS E COMUNITÁRIOS Câmpus Universitário Ministro Petrônio Portella Bairro Ininga

Leia mais

Projeto VoIP4ALL. Iara Machado

Projeto VoIP4ALL. Iara Machado Projeto VoIP4ALL Iara Machado Objetivo do Projeto Visa criar os meios para que 82 instituições federais,,q que incluem universidades, centros de educação tecnológica e unidades de pesquisa, possam implantar

Leia mais

Diretoria de Políticas e Programas de Graduação DIPES/SESu

Diretoria de Políticas e Programas de Graduação DIPES/SESu MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Diretoria de Políticas e Programas de Graduação DIPES/SESu Dilvo Ristoff 18 de dezembro de 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Principais Programas na Dipes: 1. SiSU Sistema de Seleção Unificada

Leia mais

Universidade Federal. do Acre. Universidade Federal. do Amazonas. Universidade Federal. do Amapá. Universidade Federal. do Pará. Universidade Federal

Universidade Federal. do Acre. Universidade Federal. do Amazonas. Universidade Federal. do Amapá. Universidade Federal. do Pará. Universidade Federal UF CATEGORIA ADMINISTRATIVA SIGLA IES AC FEDERAL UFAC AM FEDERAL UFAM AP FEDERAL UNIFAP PA FEDERAL UFPA PA FEDERAL UFRA RO FEDERAL UNIR RR FEDERAL UFRR TO FEDERAL UFT MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA

Leia mais

MRE ABC CGRM CGPD CGRB

MRE ABC CGRM CGPD CGRB 1 Organograma da ABC MRE ABC CGRM CGPD CGRB 2 Competências da ABC Coordenar, negociar, aprovar e avaliar a cooperação técnica internacional do país. Coordenar todo o ciclo da cooperação técnica internacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE MODERNIZAÇÃO E PROGRAMAS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE MODERNIZAÇÃO E PROGRAMAS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE MODERNIZAÇÃO E PROGRAMAS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL - PET 7 INSTITUIÇÕES 370 GRUPOS REGIÃO NORTE - 8 INSTITUIÇÕES

Leia mais

Novo ENEM será usado por 43 universidades federais

Novo ENEM será usado por 43 universidades federais Novo ENEM será usado por 43 universidades federais Veja a lista de instituições e como usarão o teste no vestibular Publicado em 19/06/2009-12:30 Por Mariana Bevilacqua Das 55 IFES (instituições federais

Leia mais

Programa de Estudantes-Convênio de Graduação

Programa de Estudantes-Convênio de Graduação Programa de Estudantes-Convênio de Graduação Protocolo Protocolo que entre si celebram o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério da Educação e do Desporto, para regulamentar o Programa de Estudantes-Convênio

Leia mais

PERFIL SOCIOECONÔMICO E CULTURAL DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR

PERFIL SOCIOECONÔMICO E CULTURAL DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR FÓRUM NACIONAL DE PRÓ-REITORES DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS PERFIL SOCIOECONÔMICO E CULTURAL DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR RELATÓRIO SUMÁRIO FONAPRACE Do

Leia mais

Manual do Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação PEC-PG

Manual do Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação PEC-PG Manual do Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação PEC-PG Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Divisão de Temas Educacionais Direção-Geral Cultural Ministério das Relações

Leia mais

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS MANUAL DO BOLSISTA Núcleo de Atenção Solidária NAS Sumário 1 - Bolsa de Estudo... 2 2 - Tipos de Bolsas de Estudo... 2 - ProUni... 2 Eventuais Programas de Bolsas de Estudo:... 2 - Vestibular Social....

Leia mais

Título da apresentação

Título da apresentação Ministério da Educação Título da apresentação EBSERH: estado da arte Jeanne Liliane Marlene Michel Seminário: "A Gestão da Saúde no Brasil FGV/ABRASCO São Paulo, 12 de março de 2015 Distribuição Territorial

Leia mais

Universidades Federais CA

Universidades Federais CA Universidades Federais CA Universidade Federal do Acre Universidade do Amapá Universidade do Amazonas* Universidade Federal do Pará Universidade Federal Rural da Amazônia* Universidade do Oeste do Pará*

Leia mais

Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG)

Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG) Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG) O Ministério das Relações Exteriores, neste ato representado pelo Departamento Cultural, doravante denominado DC, a Coordenação de Aperfeiçoamento

Leia mais

PLANILHA DE CONTROLE - OFERTA DE CURSOS POR INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO

PLANILHA DE CONTROLE - OFERTA DE CURSOS POR INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO PLANILHA DE CONTROLE - OFERTA DE CURSOS POR INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO ID Proponente UF CURSO 1 CEFET-AL ALAGOAS Hotelaria 2 CEFET-CE CEARÁ Hospedagem 3 CEFET-CE CEARÁ Matemática 4 CEFET-ES ESPÍRITO

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008

PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008 1 de 7 02/03/2012 12:09 PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008 Dispõe sobre procedimentos de manutenção de bolsas do Programa Universidade para Todos - ProUni pelas instituições de ensino

Leia mais

EDITAL Nº 008 / 2014 ARII/REITORIA

EDITAL Nº 008 / 2014 ARII/REITORIA EDITAL Nº 008 / 2014 ARII/REITORIA DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE SELEÇÃO DE DISCENTES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PARA O PROGRAMA ANDIFES/ SANTANDER DE BOLSAS DE MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL. A UNIVERSIDADE

Leia mais

Manual do Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação PEC-PG

Manual do Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação PEC-PG Manual do Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação PEC-PG Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Divisão de Temas Educacionais Direção-Geral Cultural Ministério das Relações

Leia mais

PORTARIA Nº092, DE 28 DE ABRIL DE 2010

PORTARIA Nº092, DE 28 DE ABRIL DE 2010 PORTARIA Nº092, DE 28 DE ABRIL DE 2010 Institui o Programa Emergencial PRÓ-HAITI em Educação Superior e dispõe sobre os procedimentos para operacionalização das atividades do programa. O Presidente da

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

ID Proponente UF CURSO TIPO

ID Proponente UF CURSO TIPO PLANILHA DE CONTROLE - OFERTA DE CURSOS POR INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO ID Proponente UF CURSO TIPO 1 CEFET-AL ALAGOAS Hotelaria Tecnólogo 2 CEFET-CE CEARÁ Hospedagem Tecnólogo 3 CEFET-CE CEARÁ Matemática

Leia mais

RESOLUÇÃO FAMES 09/2010

RESOLUÇÃO FAMES 09/2010 Dispõe sobre as formas de ingresso e sobre o Processo Seletivo para admissão de alunos nos cursos de graduação, na Faculdade de Música do Espírito Santo Maurício de Oliveira. RESOLUÇÃO FAMES 09/2010 O

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS BOLSA PROMISAES 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS BOLSA PROMISAES 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS BOLSA PROMISAES 2014 Informamos a todos os estudantes-convênio PEC-Gvinculados à UFPE a abertura

Leia mais

EDITALPROGRAD Nº22/2013. Seleção para o Programa Santander de Bolsas de Mobilidade Acadêmica Regional 2 o semestre de 2013 ou 1º semestre de 2014

EDITALPROGRAD Nº22/2013. Seleção para o Programa Santander de Bolsas de Mobilidade Acadêmica Regional 2 o semestre de 2013 ou 1º semestre de 2014 EDITALPROGRAD Nº22/2013 Seleção para o Programa Santander de Bolsas de Mobilidade Acadêmica Regional 2 o semestre de 2013 ou 1º semestre de 2014 A Universidade Federal do Tocantins, por meio da Pró-Reitoria

Leia mais

EXPANSÃO BRASIL UNIVERSITÁRIO. Programa de Expansão da Educação Superior Secretaria de Educação Superior MEC/SESu

EXPANSÃO BRASIL UNIVERSITÁRIO. Programa de Expansão da Educação Superior Secretaria de Educação Superior MEC/SESu BRASIL UNIVERSITÁ Programa de Expansão da Educação Superior Secretaria de Educação Superior MEC/SESu NELSON MACULAN Secretário de Educação Superior Apresentação para o Câmara dos Deputados 20 de junho

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR. O CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições regimentais; RESOLVE:

CONSELHO SUPERIOR. O CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições regimentais; RESOLVE: CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº. 48, de 15 de fevereiro de 2013. Revoga a Resolução nº 6, de 05 de dezembro de 2007 que implantou a Monitoria na Faculdade e aprova o Regulamento da Monitoria na Faculdade

Leia mais

SIG MEC / IFES Desenvolvimento Cooperativo. Setembro de 2010

SIG MEC / IFES Desenvolvimento Cooperativo. Setembro de 2010 SIG MEC / IFES Desenvolvimento Cooperativo Setembro de 2010 SIG MEC/IFES Projeto Escopo Formato da Equipe Fases do Projeto PROJETO Desenvolvimento de sistema de forma colaborativa entre o MEC e as Universidades

Leia mais

PEC-PG CNPq e CAPES. 8. Recomendações

PEC-PG CNPq e CAPES. 8. Recomendações PEC-PG CNPq e CAPES 8. Recomendações a) O Estudante-Convênio deverá matricular-se no primeiro semestre letivo do ano imediatamente subseqüente ao que se candidatou ao PEC-PG. Poderá, no entanto, ser concedida

Leia mais

Universidades Federais CA

Universidades Federais CA Universidades Federais CA 1 NORTE Universidade Federal do Acre Universidade do Amapá Universidade do Amazonas Universidade Federal do Pará Universidade Federal Rural da Amazônia Universidade do Oeste do

Leia mais

LISTA DAS INSTITUIÇÕES QUE FAZEM PARTE DO SISU 2014/1. * De acordo com o MEC, os dados são preliminares

LISTA DAS INSTITUIÇÕES QUE FAZEM PARTE DO SISU 2014/1. * De acordo com o MEC, os dados são preliminares LISTA DAS INSTITUIÇÕES QUE FAZEM PARTE DO SISU 2014/1 * De acordo com o MEC, os dados são preliminares ACRE IFAC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ACRE UFAC - UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Edital GCUB-ICC nº 001/2016

Edital GCUB-ICC nº 001/2016 Edital GCUB-ICC nº 001/2016 O Instituto Caro y Cuervo (ICC), a Embaixada da Colômbia no Brasil e o Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB), no âmbito do Acordo de Cooperação firmado em 16 de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO Nº 06/2013 DO CONSELHO DIRETOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Institui o Programa de Apoio à Qualificação (QUALI-UFU) mediante o custeio de ações de qualificação para os servidores efetivos: docentes

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Página 1 de 5 Marcelo Franca Alves De: "BDE online" Para: "BDE online" Enviada em: quinta-feira, 18 de maio de 2006 19:11 Assunto: BDE on-line - Nº 820-18.05.2006

Leia mais

Inicialmente gostaríamos de parabenizá-lo pela aprovação de sua proposta de doutorado em nosso Programa.

Inicialmente gostaríamos de parabenizá-lo pela aprovação de sua proposta de doutorado em nosso Programa. Prezado Bolsista, Inicialmente gostaríamos de parabenizá-lo pela aprovação de sua proposta de doutorado em nosso Programa. Para ajudá-lo na implementação de sua concessão, preparamos um guia que poderá

Leia mais

UFMG / PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO / SETOR DE BOLSAS PMG PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETRIZES GERAIS

UFMG / PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO / SETOR DE BOLSAS PMG PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETRIZES GERAIS UFMG / PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO / SETOR DE BOLSAS PMG PROGRAMA DE MONITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETRIZES GERAIS 2015 1) DOS OBJETIVOS O Programa de Monitoria de Graduação visa dar suporte às atividades acadêmicas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Plano de Capacitação e Aperfeiçoamento dos Servidores do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 1 Índice Introdução

Leia mais

INSS Diretoria de Benefícios

INSS Diretoria de Benefícios IV CONFERÊNCIA BRASILEIROS NO MUNDO INSS Diretoria de Benefícios Praia do Forte, 20 de novembro de 2013 ACORDOS INTERNACIONAIS Globalização Principais objetivos ou finalidades dos Acordos Internacionais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. EDITAL 04/2016 (Prorrogação de inscrições) PROGRAMA DE MONITORIA PEC-G

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. EDITAL 04/2016 (Prorrogação de inscrições) PROGRAMA DE MONITORIA PEC-G EDITAL 04/2016 (Prorrogação de inscrições) PROGRAMA DE MONITORIA PEC-G A Pró-Reitora de Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições, torna pública a prorrogação do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO. Edital 69/ PROEN Seleção para bolsa PROMISAES (2014)

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO. Edital 69/ PROEN Seleção para bolsa PROMISAES (2014) Seleção para bolsa PROMISAES (2014) A PRÓ-REITORA DE ENSINO EM EXERCÍCIO da Universidade Federal do Maranhão, no uso de suas atribuições, torna público o edital para concessão de bolsas do Projeto Milton

Leia mais

PLENÁRIO DOÍS CONSELHOS SUPERIORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS ABRAHAM MOYSES COHEN, em Manaus, 28 de agosto de 2014.

PLENÁRIO DOÍS CONSELHOS SUPERIORES DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS ABRAHAM MOYSES COHEN, em Manaus, 28 de agosto de 2014. a " *_ Universidade Federal do Amazonas RESOLUÇÃO N 024/2014 Regulamenta o ingresso e o regime acadêmico do discente de Pós-graduação Stricto Sensu da Universidade Federal do Amazonas. A REITORA DA UNIVERSIDADE

Leia mais

Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior

Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA EDITAL Nº 5, DE 25 DE JUNHO DE 2015 SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA - SISUTEC INSCRIÇÕES PARA

Leia mais

PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO E EXPANSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO E EXPANSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO E EXPANSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO 1 - Instituído pelo Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007 2 - Diretrizes Gerais AGOSTO 2007 http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/diretrizesreuni.pdf

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO MESTRADO ACADÊMICO EM DIREITO DA REGULAÇÃO REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDOS DA FGV DIREITO RIO RIO DE JANEIRO 2015 SUMÁRIO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS...

Leia mais

REGULAMENTOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO REGULAMENTOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. Admissão aos Cursos 2. Matrícula Inicial 3. Matrícula em Disciplinas 4. Alteração de Matrícula em Disciplinas 5. Progressão nas Séries 6. Coeficiente de Rendimento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO REITORIA ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO REITORIA ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO REITORIA ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS EDITAL Nº 06, DE 18 DE AGOSTO DE 2014. PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

Leia mais

Edição Número 227 de 21/11/2008 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008

Edição Número 227 de 21/11/2008 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008 Edição Número 227 de 21/11/2008 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008 Dispõe sobre procedimentos de manutenção de bolsas do Programa Universidade

Leia mais

2 a Melhor Universidade Federal da Região NORTE NORDESTE (Critérios do MEC Índice Geral de Cursos, IGC*)

2 a Melhor Universidade Federal da Região NORTE NORDESTE (Critérios do MEC Índice Geral de Cursos, IGC*) 2 a Melhor Universidade Federal da Região NORTE NORDESTE (Critérios do MEC Índice Geral de Cursos, IGC*) Posição IES Sigla Cursos Avaliados IGC 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE 50 3.69 2 UNIVERSIDADE

Leia mais

10/04/2015 regeral_133_146

10/04/2015 regeral_133_146 Seção VI Da Transferência Art. 96. A UNIR aceita transferência de discentes oriundos de outras instituições de educação superior, de cursos devidamente autorizados, para cursos afins, na hipótese de existência

Leia mais

EVOLUÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR. ANDIFES Outubro/2011

EVOLUÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR. ANDIFES Outubro/2011 EVOLUÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO NAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR ANDIFES Outubro/2011 Créditos Presidente: Reitor - João Luiz Martins - UFOP 1ª Vice-presidente: Reitor Álvaro Toubes Prata UFSC Suplente:

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNIT ÁRIOS E ESTUD ANTIS CAMPUS SOROCABA CONCESSÃO DE BOLSA MORADIA EM ESPÉCIE

PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNIT ÁRIOS E ESTUD ANTIS CAMPUS SOROCABA CONCESSÃO DE BOLSA MORADIA EM ESPÉCIE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNIT ÁRIOS E ESTUD ANTIS CAMPUS SOROCABA EDITAL Nº 6/2015, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2015. CONCESSÃO DE BOLSA MORADIA EM ESPÉCIE A P RÓ- REI T O RI A DE AS S UNTO S CO M UNI T ÁRIO

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas

Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas RESOLUÇÃO N 01/2008 Dispõe sobre a concessão e manutenção de bolsas de estudos do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PALMAS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS/CEULP-ULBRA

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PALMAS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS/CEULP-ULBRA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PALMAS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS/CEULP-ULBRA Edital para Seleção de bolsistas e voluntários para o Programa

Leia mais

Edital GCUB nº 002/2015 Programa Virtual de Formação para Professores Brasileiros de Espanhol GCUB-ICC

Edital GCUB nº 002/2015 Programa Virtual de Formação para Professores Brasileiros de Espanhol GCUB-ICC Edital GCUB nº 002/2015 Programa Virtual de Formação para Professores Brasileiros de Espanhol GCUB-ICC O Instituto Caro y Cuervo (ICC), a Embaixada da Colômbia no Brasil e o Grupo Coimbra de Universidades

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA

REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA BARRETOS 2010 REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA Art. 1 - O Programa de Monitoria da Faculdade Barretos, destinado a alunos regularmente matriculados, obedecerá às normas

Leia mais

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins.

E D I T A L. 1º Para os casos de transferência externa serão aceitas, apenas, as inscrições para áreas afins. EDITAL NRCA-SJP N.º 09/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCESSOS DE INGRESSO POR TRANSFERÊNCIA EXTERNA E PORTADOR DE DIPLOMA AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAE SÃO JOSÉ DOS PINHAIS. O Coordenador do Núcleo

Leia mais

Anexo I da Organização Didática Resolução nº 031/2010 33

Anexo I da Organização Didática Resolução nº 031/2010 33 ANEXO I ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SERTÃO PERNANBUCANO Resolução nº 031/2010 De 30 de setembro de 2010 NORMAS ACADÊMICAS DOS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS E VOLUNTARIADO EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (ENSINO

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 32/CUn, DE 27 DE AGOSTO DE 2013.

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 32/CUn, DE 27 DE AGOSTO DE 2013. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA ÓRGÃOS DELIBERATIVOS CENTRAIS CAMPUS UNIVERSITÁRIO TRINDADE CEP: 88040-900 FLORIANÓPOLIS SC TELEFONES: (48) 3721-9522 - 3721-4916 FAX: (48)

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I - DA APRESENTAÇÃO E DOS OBJETIVOS DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1 - A atividade de Iniciação Científica integra o processo de ensinoaprendizagem

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA NÍVEL MESTRADO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA NÍVEL MESTRADO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA NÍVEL MESTRADO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA Art. 1º O Programa de Pós-Graduação em Economia (PPE),

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO

GABINETE DO MINISTRO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.007, DE 9 DE OUTUBRO DE 2013. Altera a Portaria MEC nº 168, de 07 de março de 2013, que dispõe sobre a oferta da Bolsa-Formação no âmbito do Programa Nacional de Acesso

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS - SANTANDER UNIVERSIDADES

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS - SANTANDER UNIVERSIDADES CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS - SANTANDER UNIVERSIDADES EDITAL Nº 003/2014 O CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA, por intermediário da Diretoria de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES DIR_GRAD 004/2015

CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES DIR_GRAD 004/2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA PROGRAMA BOLSAS IBERO-AMERICANAS SANTANDER UNIVERSIDADES DIR_GRAD 004/2015 O CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA, por intermédio da Diretoria Acadêmica

Leia mais

Edital para Seleção de estudantes bolsistas e voluntários para o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde. PET-Saúde - Ano Letivo 2012-2013

Edital para Seleção de estudantes bolsistas e voluntários para o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde. PET-Saúde - Ano Letivo 2012-2013 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS-UFT SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PALMAS Edital para Seleção de estudantes bolsistas e voluntários para o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET-Saúde

Leia mais

Perguntas Frequentes. Quem é o aluno da UFPI?

Perguntas Frequentes. Quem é o aluno da UFPI? Perguntas Frequentes Quem é o aluno da UFPI? É o indivíduo que está regularmente matriculado em uma disciplina ou curso ou, ainda, que já ingressou na UFPI, embora não esteja cursando nenhuma disciplina

Leia mais

UF Universidade Turno Vagas Nota de corte em 21/1/2015, às 0h. Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp)

UF Universidade Turno Vagas Nota de corte em 21/1/2015, às 0h. Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Cursos de medicina UF Universidade Turno Vagas Nota de corte em 21/1/2015, às 0h AC ACRE (Rio Branco) 40 748,49 AL UFAL ALAGOAS (Maceió) AM UFAM AMAZONAS (Manaus) AP UNIFAP AMAPÁ (Macapá) BA UFOB OESTE

Leia mais

EDITAL Nº 01, DE 14 MAIO DE 2015. PROCESSO SELETIVO PARA TRANSFERÊNCIAS INTERNA E EXTERNA E REINGRESSO PARA OS CURSOS TÉCNICOS

EDITAL Nº 01, DE 14 MAIO DE 2015. PROCESSO SELETIVO PARA TRANSFERÊNCIAS INTERNA E EXTERNA E REINGRESSO PARA OS CURSOS TÉCNICOS DIRETORIA DE ENSINO GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO COORDENAÇÃO DE REGISTROS ESCOLARES EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 01, DE 14 MAIO DE 2015. PROCESSO SELETIVO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISA & DESENVOLVIMENTO

UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISA & DESENVOLVIMENTO UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISA & DESENVOLVIMENTO EDITAL 01/2015 Bolsa Internacional Santander O Banco Santander, por meio do Programa de

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA PÓS-DOUTORADO N.1/2015

EDITAL DE SELEÇÃO PARA PÓS-DOUTORADO N.1/2015 EDITAL DE SELEÇÃO PARA PÓS-DOUTORADO N.1/2015 PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS À BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PELO PNPD/CAPES, PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO APROVOU E EU, REITOR, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO:

R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO APROVOU E EU, REITOR, SANCIONO A SEGUINTE RESOLUÇÃO: R E S O L U Ç Ã O Nº 014/2009-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 9/11/2009. Aprova novo Regulamento do Programa Monitoria para os Cursos

Leia mais

Programa Unificado de Bolsas de Estudo para Estudantes de Graduação EDITAL 2015-2016

Programa Unificado de Bolsas de Estudo para Estudantes de Graduação EDITAL 2015-2016 EDITAL 2015-2016 PROGRAMA UNIFICADO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DISPÕE SOBRE O EDITAL DO PROGRAMA UNIFICADO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO

Leia mais

REGULAMENTO DA SECRETARIA GERAL

REGULAMENTO DA SECRETARIA GERAL FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO BAIXO SÃO FRANCISCO DR. RAIMUNDO MARINHO FACULDADE RAIMUNDO MARINHO REGULAMENTO DA SECRETARIA GERAL A Secretaria Geral é o órgão que operacionaliza todas as atividades ligadas à

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Conselho Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora RESOLUÇÃO Nº 40/2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Conselho Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora RESOLUÇÃO Nº 40/2010 RESOLUÇÃO Nº 40/2010 Institui o Programa de Apoio à Qualificação Graduação e Pós- Graduação Stricto Sensu mediante de Bolsas para Servidores Técnico- Administrativos em Educação e Docentes efetivos da

Leia mais

Edição Número 220 de 14/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012

Edição Número 220 de 14/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012 Edição Número 220 de 14/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre os procedimentos para a adesão de mantenedoras de instituições

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA UFV CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA UFV CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL DA UFV CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1 0 O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil oferecido pelo Departamento de Engenharia Civil

Leia mais

CAPÍTULO I Das definições preliminares, das e dos objetivos.

CAPÍTULO I Das definições preliminares, das e dos objetivos. Resolução n.º 03/2010 Regulamenta os Cursos de Pós-Graduação da Faculdade Campo Real. O CONSU Conselho Superior, por meio do Diretor Geral da Faculdade Campo Real, mantida pela UB Campo Real Educacional

Leia mais