CURSO INTERNACIONAL SOBRE CULTIVO DE CAMARÕES PROJETO SOED SOUTHERN OCEAN EDUCATION AND DEVELOPMENT RELATÓRIO FINAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO INTERNACIONAL SOBRE CULTIVO DE CAMARÕES PROJETO SOED SOUTHERN OCEAN EDUCATION AND DEVELOPMENT RELATÓRIO FINAL"

Transcrição

1 CURSO INTERNACIONAL SOBRE CULTIVO DE CAMARÕES PROJETO SOED SOUTHERN OCEAN EDUCATION AND DEVELOPMENT RELATÓRIO FINAL Coord. : Prof. Edemar Roberto Andreatta - UFSC Francisco de Oliveira Neto - EPAGRI Florianópolis SC Brasil de 21/11 a 19/12 de 2007

2 SOED CURSO DE TREINAMENTO EM CULTIVO DE CAMARÕES PARA TÉCNICOS MOÇAMBICANOS Santa Catarina Brasil 21 de Novembro a 19 de Dezembro de 2007 Objetivos: - Dar treinamento específico para Extensionistas de Moçambique na área tecnológica do Cultivo de Camarões. - Criar oportunidade para conhecer outras áreas de Aqüicultura no Estado de Santa Catarina como as fazendas de moluscos marinhos e laboratórios de reprodução de peixes, camarões e moluscos.. Participantes: Extensionistas do Ministério das Pescas de Moçambique e Professores da Universidade Eduardo Mondaine. Organização: - Universidade Federal de Santa Catarina - EPAGRI. Laboratórios da UFSC envolvidos: - Estação Experimental Yakult - Laboratório de Camarões Marinhos - LCM - Laboratório de Moluscos Marinhos - LMM - Laboratório de Peixes Marinhos - LAPMAR - Laboratório de Peixes de Água Doce LAPAD

3 Coordenadores: - Prof. Edemar Roberto Andreatta - Prof. Walter Quadros Seiffert - Francisco de Oliveira Neto. PROGRAMA Dia Recebimento da delegação moçambicana no Aeroporto Hercílio Luz em Florianópolis e translado para a Estação Experimental Yakult em Barra do Sul (180 km do aeroporto) (Responsáveis pela ação: Prof Walter Quadros Seiffert e Andreatta) Dias a Reconhecimento de Unidades de produção da micro- região, treinamento em manejo de água, biologia, protocolos de manipulação de equipamentos, manejo da alimentação em sistema de bandejas, armazenagem de rações, equipamentos e práticas de manejo (coleta de parâmetros, biometrias, transferências..).(prof. Walter, José e Jairo Souza) Dias Sustentabilidade ambiental e qualidade de água (Prof. Luis) Dias 04 a 07 Curso teórico-prático completo envolvendo todos os aspectos da Indústria do cultivo desde a escolha de áreas, projetos de Implantação de unidades, licenciamento ambiental, princípios da produção, Ecologia de viveiros, manejo de enfermidades, colheita e tratamento pós colheita ( Prof. Andreatta) Retorno a Florianópolis. Dias 08 e 09 - Livres para visitar os mercados e alguns pontos turísticos. Dias 10 a 14 Visitas às Unidades de Produção de Moluscos, aos Laboratórios de Moluscos Marinhos, Peixes Marinhos e Peixes De Água Doce, visita ao Departamento de Aqüicultura (Francisco de Oliveira Neto e Prof. Andreatta) Dia 15 Livre Dia 16 Livre. Dia 17 Sistemas de produção intensiva de camarões em agregados microbianos. (Rodrigo Schveitzer - LCM) Dia 18 A microbiologia na Aqüicultura. ( José Luis Mouriño - LCM) Dia 19 Avaliação do Curso e encerramento com a entrega dos certificados (até 12:00, estando livres para retorno a partir do dia 19 a tarde).

4 Participantes:] Alda Maria Jacundo Salia da Silva Departamento de Aqüicultura do Ministério das Pescas Luisa Simbine Instituto Nacional de Investigações Pesqueiras José Luis Gigante Instituto Nacional do desenvolvimento da Pesca de Pequena Escala Ossufo Lourenço Instituto Nacional do desenvolvimento da Pesca de Pequena Escala Érica Helena Tovela Universidade Eduardo Mondlane

5 Desenvolvimento: O cronograma do curso foi executado de acordo com o planejamento. Apenas foi decidido pela permanência da delegação Moçambicana na primeira noite em Florianópolis para que os viajantes pudessem descansar depois da longa viagem. Também, o almoço que o coordenador do Projeto ofereceria na sua residência, não foi possível realizar por problemas de saúde dos donos da casa. Como alternativa, os convidados foram levados a um restaurante pelo Oceanógrafo Sergio winckler da Costa. Todas as demais atividades foram rigorosamente cumpridas. O Curso envolveu na primeira semana as atividades práticas. Os extensionistas puderam participar da despesca dos camarões (colheita), dos processos de armazenamento de rações e alimentação dos camarões em sistemas de bandejas, coleta de parâmetros de qualidade de água e biometrias. Durante o desenvolvimento do Curso, especialmente na Estação Experimental Yaklult, nos deparamos com uma série de problemas extra-classe. O primeiro problema foi a dificuldade para colocar a disposição dos estudantes os recursos financeiros para seus gastos extras. Houve atraso na chegada do recurso do SOED e precisaram ser mobilizados recursos da própria fazenda. Havia também por parte dos estudantes uma expectativa de que receberiam diárias, o que lhes permitiria realizar economias para o seu retorno. Ficaram desapontados quando lhes foi esclarecido que o Projeto apenas pagaria todos os custos, inclusive os custos extras. Na fazenda, durante o período do curso foi observada uma pressão de insetos, bastante importante e que tornou o ambiente desconfortável. Na mesma direção, o período foi marcado pela falta de chuvas, impondo que a estação precisasse utilizar da água de ponteiras que, apesar de ser limpa, tem maior dureza e odor.. O restaurante escolhido para as alimentações, que se localiza perto da Estação, precisou ser mudado por conta da reclamação de que a comida era repetitiva. Assim passamos a deslocar os estudantes 12 km para as refeições do almoço. Na parte teórica do curso, de o3 a 07 de dezembro participaram 05 estudantes de pós-graduação, o que possibilitou elevar o nível das discussões. A idéia era exatamente a de permitir a integração entre os dois grupos, facilitando a troca de experiências dos estudantes dos dois países.

6 Durante todo o desenvolvimento do curso e das visitas realizadas nas áreas de Moluscos e peixes de água doce foram observados graus de interesse diferenciados entro os participantes. Este fato foi observado por todos os professores e pelo pessoal da EPAGRI, que colaboraram no desenvolvimento do curso. Os problemas e as dificuldades apresentadas, não impediram que o curso cumprisse com seus objetivos. Todos os candidatos, independentemente do maior ou menor grau de aproveitamento, adquiriram conhecimentos suficientes para viabilizar implantação e operação de pequenas unidades de produção de camarões. Salienta-se que as os problemas e dificuldades havidos não tem a conotação de crítica, mas dar ciência e chamar a atenção para a necessidade de um melhor encaminhamento das atividades que se sucederão dentro do Projeto SOED. A coordenação do Curso agradece a importante colaboração dos Professores e especialmente a colaboração dos técnicos do SEDAP EPAGRI que, sob a organização do Dr Francisco de Oliveira Neto, propiciaram aos Extensionistas conhecer as áreas de desenvolvimento da indústria de Moluscos Marinhos e Peixes de Água Doce do Estado de Santa Catarina. Reconhecemos também o empenho do Técnicos da Yakult, Jairo de Souza, José Roberto Argento Neto e da equipe de funcionários da Fazenda que tiveram direto envolvimento com o grupo de estudantes moçambicanos.

7 Yakult Shrimp Research Station and Teaching Farm Students examine concrete gate which controls the water level within shrimp ponds.

8 Students Erica Helena Tovela, (Jairo Souza instructor), Alda Salia da Silva, Luisa Simbine and José Roberto Argento (instructor) discuss shrimp culture at the Yakult farm. José Luiz Gigante learns how to use a refractometer to measure water salinity.

9 Learning to work in the Yakult Laboratory

10

PROJETO SOED. Relatório do primeiro ano de formação na UFSC. Genyess R.A.S.Vieira. (Março - Dezembro de 2011)

PROJETO SOED. Relatório do primeiro ano de formação na UFSC. Genyess R.A.S.Vieira. (Março - Dezembro de 2011) PROJETO SOED Relatório do primeiro ano de formação na UFSC Genyess R.A.S.Vieira (Março - Dezembro de 2011) Florianópolis, 2012 A cidade de Florianópolis, é a cidade capital do estado Santa Catarina, localizado

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES PROJECTO SOED RELATÓRIO DE ACTIVIDADES (Março Dezembro 2008) Por: Eulália Domingos Mugabe Florianópolis, 5 de Janeiro de 2009 RESUMO Durante o período compreendido entre Março e Dezembro de 2008, em Florianópolis,

Leia mais

RELATÓRIO. Curso Química analítica aplicada a aquicultura. Curso Qualidade da água em piscicultura de água doce

RELATÓRIO. Curso Química analítica aplicada a aquicultura. Curso Qualidade da água em piscicultura de água doce Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências Agrárias - Departamento de Aquicultura Florianópolis - Santa Catarina - Brasil Southern Oceans Education and Development Project (Canadian International

Leia mais

RELATÓRIO. Curso Aquicultura geral. Curso Metodologia da pesquisa científica em aquicultura

RELATÓRIO. Curso Aquicultura geral. Curso Metodologia da pesquisa científica em aquicultura Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências Agrárias - Departamento de Aquicultura Florianópolis - Santa Catarina - Brasil Southern Oceans Education and Development Project (Canadian International

Leia mais

Relatório sobre o curso Qualidade da água no cultivo de camarões marinhos

Relatório sobre o curso Qualidade da água no cultivo de camarões marinhos Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências Agrárias Departamento de Aquicultura Southern Oceans Education and Development Project (Canadian International Development Agency University of

Leia mais

Departamento de Tecnologia e Extensão RELATÓRIO DO CURSO SOBRE O CULTIVO DE TILÁPIA

Departamento de Tecnologia e Extensão RELATÓRIO DO CURSO SOBRE O CULTIVO DE TILÁPIA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS PESCAS INSTITUTO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA AQUACULTURA Departamento de Tecnologia e Extensão RELATÓRIO DO CURSO SOBRE O CULTIVO DE TILÁPIA Maputo, Outubro de

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA Como é sabido existe um consenso de que é necessário imprimir qualidade nas ações realizadas pela administração pública. Para alcançar esse objetivo, pressupõe-se

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC. RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Chamada Pública Universal

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC 1 INTRODUÇÃO Alice Mecabô 1 ; Bruna Medeiro 2 ; Marco Aurelio Dias 3 O turismo é uma atividade que hoje é considerada um dos meios econômicos que

Leia mais

Implantação de horto medicinal na Associação Olga Chaves Rocinha em Bambuí - MG

Implantação de horto medicinal na Associação Olga Chaves Rocinha em Bambuí - MG VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí II Mostra de Extensão Implantação de horto medicinal na Associação Olga Chaves Rocinha em Bambuí - MG André de Souza Gontijo 1 ; Bruna Guimarães

Leia mais

Projeto Escola Solar

Projeto Escola Solar Projeto Escola Solar Projeto Escola Solar Por Walder Antonio Teixeira Introdução O que vem a ser uma Escola Solar? Demos o nome de Escola Solar para o nosso projeto, pois utilizamos a prática com energia

Leia mais

Sustentabilidade na Administração Pública

Sustentabilidade na Administração Pública Sustentabilidade na Administração Pública B823s Biblioteca/CODIN/CGPLA/DIPLA/MP Bibliotecária Cristine C. Marcial Pinheiro CRB1-1159 Brasil. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Projetos de pesquisa em rede: Rede Aquabrasil REPIMAR

Projetos de pesquisa em rede: Rede Aquabrasil REPIMAR UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE AGROINDÚSTRIA, ALIMENTOS E NUTRIÇÃO Projetos de pesquisa em rede: Rede Aquabrasil REPIMAR Juliana Antunes Galvão

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha PROGRAMA DE VOLUNTARIADO Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha O Programa de Voluntariado realizado em Fernando de Noronha é oferecido pelo Parque Nacional Marinho, sob gestão do Instituto Chico

Leia mais

COMUNICADO. Instalações da Cantina do Complexo ICBAS/FFUP

COMUNICADO. Instalações da Cantina do Complexo ICBAS/FFUP COMUNICADO Instalações da Cantina do Complexo ICBAS/FFUP Caros Colegas, A Direção da Associação de Estudantes do Instituto Ciências Biomédicas Abel Salazar (DAEICBAS) e a Direção da Associação de Estudantes

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ AREA TEMÁTICA: TRABALHO LAIS SILVA SANTOS 1 CARLOS VINICIUS RODRIGUES 2 MARCELO FARID PEREIRA 3 NEUZA CORTE DE OLIVEIRA

Leia mais

A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO

A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO OUI- IOHE MISSÃO OUI DE UNIVERSIDADES CANADENSES NO BRASIL 28 de novembro a 2 de dezembro de 2011 Programa preliminar A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO À luz dos excelentes

Leia mais

Projecto SOED. Relatório de Visita de Estudo ao Canadá 22 de junho - 14 de julho 2009 Eulália Mugabe

Projecto SOED. Relatório de Visita de Estudo ao Canadá 22 de junho - 14 de julho 2009 Eulália Mugabe Projecto SOED Relatório de Visita de Estudo ao Canadá 22 de junho - 14 de julho 2009 Eulália Mugabe Relatório de Estudo da Visita Canadá Por Eulalia Mugabe Antecedentes Foi com enorme prazer e alegria

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

Núcleo de estudo e extensão em aquacultura NUEEAQUA

Núcleo de estudo e extensão em aquacultura NUEEAQUA INSTITUTO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE BEBEDOURO VICTÓRIO CARDASSI PROJETO DE GRUPO DE ESTUDO E EXTENSÃO Núcleo de estudo e extensão em aquacultura NUEEAQUA Proponente: Prof. Dr. Eduardo Pahor Filho

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR JÚNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

PROGRAMA VISITANTE VOLUNTÁRIO DO IPPDH

PROGRAMA VISITANTE VOLUNTÁRIO DO IPPDH PROGRAMA VISITANTE VOLUNTÁRIO DO IPPDH CONSIDERANDO: Que o IPPDH tem como objetivo estratégico para o biênio 2015-2016 estimular o pensamento e a cultura de Direitos Humanos na sociedade. Que o Programa

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG PROGRAMAS ABERTOS MINISTÉRIO DA PESCA Código do Programa 5800020130061 Administração Pública Estadual ou do Distrito Federal Programa 20.122.2113.2000.0001.0001 - Adminstração da Unidade - Nacional A atividade

Leia mais

O Komunik é uma ferramenta de comunicação interna que permite a interação completa entre todos os setores de uma empresa.

O Komunik é uma ferramenta de comunicação interna que permite a interação completa entre todos os setores de uma empresa. ORG 13.8 KOMUNIK O QUE É Manual Estoque - Versão 4.55.001-2ª Edição - 2012 O Komunik é uma ferramenta de comunicação interna que permite a interação completa entre todos os setores de uma empresa. PRA

Leia mais

Projeto Roaz. Embarcação Autônoma de Monitoramento Aquático

Projeto Roaz. Embarcação Autônoma de Monitoramento Aquático Projeto Roaz Embarcação Autônoma de Monitoramento Aquático O ROAZ é uma embarcação autônoma, usada para o monitoramento, coleta de dados ambientais, ecobatimetria e levantamentos de topografia subaquática,

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

UNIVERSIDADES CORPORATIVAS: UM ALICERCE NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE ORGANIZACIONAL.

UNIVERSIDADES CORPORATIVAS: UM ALICERCE NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE ORGANIZACIONAL. UNIVERSIDADES CORPORATIVAS: UM ALICERCE NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE ORGANIZACIONAL. O mundo está passando por grandes transformações, em decorrência da era do conhecimento, com profundos reflexos sobre

Leia mais

PROJECTO SOED Relatório de Actividades no Canada Jan-Jul 2010. Por Edson José

PROJECTO SOED Relatório de Actividades no Canada Jan-Jul 2010. Por Edson José PROJECTO SOED Relatório de Actividades no Canada Jan-Jul 2010 Por Edson José Background Southern Oceans Education and Development (SOED) é um projecto financiado pela Agência Canadiana para o Desenvolvimento

Leia mais

Campus Catalão Prefeitura do CAC

Campus Catalão Prefeitura do CAC Campus Catalão Prefeitura do CAC ORIENTAÇÕES PARA SOLICITAÇÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS Critérios para liberação de diárias e/ou passagens: Para liberação de diária ou passagem, deve-se dar entrada na Prefeitura

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO AMBIENTAL

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO AMBIENTAL PARTE: I Conceitos da gestão ambiental Aplicação: micro, pequenas e médias empresas. Referência: Norma NBR ISO 14001:2004 Tempo para implantação: de 5 à 12 meses. Duas Momentos (fases): planejamento implementação

Leia mais

Art. 2 A Liga possui estatuto, gestão e gerenciamento próprios, tendo a sua Diretoria direitos e deveres para exercer suas funções em estatuto.

Art. 2 A Liga possui estatuto, gestão e gerenciamento próprios, tendo a sua Diretoria direitos e deveres para exercer suas funções em estatuto. Estatuto da Liga de Cirurgia da Universidade Federal de São Carlos. 08/05/2013 Da Disposição Geral Sobre a Liga de Cirurgia da UFSCar Art. 1 - A Liga de Cirurgia da UFSCar é uma instituição acadêmica,

Leia mais

Índice de 11,6% é maior do que 11,4% registrado no último dia de fevereiro. Outros 5 sistemas também subiram,mas São Paulo ainda vive crise hídrica.

Índice de 11,6% é maior do que 11,4% registrado no último dia de fevereiro. Outros 5 sistemas também subiram,mas São Paulo ainda vive crise hídrica. PROJETO ATUALIZAR 2015 TEMA SISTEMA CANTAREIRA DATA DE APLICAÇÃO 09 a 13/03/2015 PROFESSORES RESPONSÁVEIS Cristiane e Felipe 1. SUGESTÕES DE PONTOS QUE PODEM SER ABORDADOS 1.1. A importância da água 1.2.

Leia mais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais Índice 1. Agradecimentos... 03 2. A EMPEC... 04 3. UPDATE... 04 4. Disposições Gerais... 04 5. Critérios de Participação... 05 6. Regulamento... 06 7. Inscrições... 06 8. Pagamento... 07 9. Etapas do Concurso...

Leia mais

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes 1 PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Conselho de Clientes Setembro 2012 ORGANOGRAMA 2 PRESIDÊNCIA ASSESSORIAS 1 2 3 4 5 ORGANIZAÇAO

Leia mais

Relatório Semana do Meio Ambiente 2013

Relatório Semana do Meio Ambiente 2013 Relatório Semana do Meio Ambiente 2013 No dia 03.06.13 foi iniciado a Semana do Meio Ambiente, onde os alunos da Escola Municipal Manuel Barbosa de Farias localizado no Km 13 do Ramal da Morena vieram

Leia mais

SUSTENTABILIDADE 2014

SUSTENTABILIDADE 2014 SUSTENTABILIDADE 2014 Rutivo de no CONSTRUIR, PLANTAR E TRANSFORMAR Nosso objetivo vai além de ser responsável pelo processo construtivo de nossas obras, procuramos estimular e disseminar o conceito de

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Eu e a Terra - Horta da Escola

Mostra de Projetos 2011. Eu e a Terra - Horta da Escola Mostra de Projetos 2011 Eu e a Terra - Horta da Escola Mostra Local de: Umuarama Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Colégio Estadual

Leia mais

ÁREA DE PRODUÇÃO AQUÍCOLA APA TAVIRA DESPACHO N.º 4223/2014, 21 MARÇO

ÁREA DE PRODUÇÃO AQUÍCOLA APA TAVIRA DESPACHO N.º 4223/2014, 21 MARÇO ÁREA DE PRODUÇÃO AQUÍCOLA APA TAVIRA DESPACHO N.º 4223/2014, 21 MARÇO 9 de abril de 2014 Dinâmica dos usos e atividades da Economia do Mar Pesca e Aquicultura, 2005 a 2012 A atividade aquícola é uma prioridade

Leia mais

RELATÓRIO DE OFICINA DE ALINHAMENTO ESTRATÉGICO

RELATÓRIO DE OFICINA DE ALINHAMENTO ESTRATÉGICO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UnB Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária FAV Programa de Pós-Graduação em Agronegócios PROPAGA RELATÓRIO DE OFICINA DE ALINHAMENTO ESTRATÉGICO AQUICULTURA DO ESTADO DE

Leia mais

EDITAL N 003/2015/UNA SUS/UFSC PROCESSO SELETIVO DE TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO DOMICILIAR

EDITAL N 003/2015/UNA SUS/UFSC PROCESSO SELETIVO DE TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO DOMICILIAR EDITAL N 003/2015/UNA SUS/UFSC PROCESSO SELETIVO DE TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO DOMICILIAR A Coordenadora do Curso de Especialização em Atenção Domiciliar, no uso de suas atribuições

Leia mais

Produção Sustentável de Tilápias em Tanques-rede

Produção Sustentável de Tilápias em Tanques-rede Produção Sustentável de Tilápias em Tanques-rede Alex Frederico de Novaes Consultor Técnico Guabi Novaes & Martins Aquicultura - T Ó P I C O S - MERCADO LOCALIZAÇÃO DA PISCICULTURA ESTRUTURA: TANQUES,

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA VETERINÁRIA

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA VETERINÁRIA 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO) é uma disciplina curricular da Faculdade de Medicina Veterinária da Faculdade

Leia mais

Farm. Aquacultura Offshore

Farm. Aquacultura Offshore Farm Aquacultura Offshore FARM Aquacultura Offshore 3 ÍNDICE LONGLINE ENVIRONMENT 3 FARM AQUACULTURE RESOURCE MANAGEMENT 3 FARM APLICADO 4 DESCRIPÇÃO DE FARM 5 DADOS DO CENTRO DE CULTIVO 7 CIÊNCIA 8 CONTACTOS

Leia mais

Hospedagem Sustentável: Gestão Ambiental em meios de hospedagem para o município de São Roque. Darlyne de Aquino Silva

Hospedagem Sustentável: Gestão Ambiental em meios de hospedagem para o município de São Roque. Darlyne de Aquino Silva Hospedagem Sustentável: Gestão Ambiental em meios de hospedagem para o município de São Roque Darlyne de Aquino Silva Instituto Federal de Educação Ciência e tecnologia de São Paulo. São Roque, SP 2011

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão Quadriênio 2016-2019 Candidata Franciele Ani Caovilla Follador Slogan: CCS em ação! 1 INTRODUÇÃO Em 1991,

Leia mais

Tradução da brochura sobre Admissões às Escolas Secundárias em Brighton & Hove em 2012/13

Tradução da brochura sobre Admissões às Escolas Secundárias em Brighton & Hove em 2012/13 Tradução da brochura sobre Admissões às Escolas Secundárias em Brighton & Hove em 2012/13 Introdução Este resumo dos procedimentos de admissão à escola é para os pais que falam inglês como língua estrangeira.

Leia mais

4. PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO

4. PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO 4. PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO HUMANO O Programa de Desenvolvimento Humano inclui a formação e o treinamento de profissionais do Gaia Village, valorizando o potencial e as habilidades da equipe interna.

Leia mais

Escola Luiz César de Siqueira Melo

Escola Luiz César de Siqueira Melo Escola Luiz César de Siqueira Melo PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S.A Elaboração: Prof. Elias Alves de Souza I - APRESENTAÇÃO O cultivo de açúcar foi introduzido no Brasil em 1532

Leia mais

Real Estate Development Los Angeles / California

Real Estate Development Los Angeles / California Módulo de Extensão Internacional Real Estate Development Los Angeles / California 9 a 13 de novembro de 2015 Coordenação Acadêmica: Prof. Yann Duzert Prof. Pedro de Seixas Corrêa University of Southern

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus Sombrio

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus Sombrio REGIMENTO DAS ATIVIDADES EXTRACLASSE VIAGENS TÉCNICAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - As viagens técnicas realizadas sob responsabilidade do Curso

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR TERMO DE ABERTURA Preparado por: Cláudio França de Araújo Gestor do Programa CD Aprovado por: Ricardo Antônio de Arruda Veiga Representante

Leia mais

PERCEPÇÕES DE PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS REFERENTES À AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES

PERCEPÇÕES DE PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS REFERENTES À AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 PERCEPÇÕES DE PROFISSIONAIS DE RECURSOS HUMANOS REFERENTES À AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO HUMANO NAS ORGANIZAÇÕES Jaqueline Reinert Godoy 1 ; Talita Conte Ribas

Leia mais

MONITORAMENTO HIDROLÓGICO EM ATENDIMENTO AO CONVÊNIO CASAN BACIA DA LAGOA DO PERI

MONITORAMENTO HIDROLÓGICO EM ATENDIMENTO AO CONVÊNIO CASAN BACIA DA LAGOA DO PERI RELATÓRIO MENSAL DE ATIVIDADES MONITORAMENTO HIDROLÓGICO EM ATENDIMENTO AO CONVÊNIO CASAN BACIA DA LAGOA DO PERI ABRIL/2006 CONVÊNIO 09.02.06.00.100.925/2000 CASAN Companhia Catarinense de Águas e Saneamento

Leia mais

Orçamento Use o Dinheiro com Sabedoria

Orçamento Use o Dinheiro com Sabedoria Orçamento Use o Dinheiro com Sabedoria Use o Dinheiro com Sabedoria Serasa Experian e Educação Financeira O Programa Serasa Experian de Educação Financeira Sonhos Reais é uma iniciativa que alia o conhecimento

Leia mais

COMO CONTRATAR UM CONSTRUTOR. web. www.2030studio.com email.contato@2030studio.com telefone. 55 41 8413 7279

COMO CONTRATAR UM CONSTRUTOR. web. www.2030studio.com email.contato@2030studio.com telefone. 55 41 8413 7279 COMO CONTRATAR UM CONSTRUTOR Nós moldamos nossos edifícios. Depois eles nos moldam. - Winston Churchill Encontrar o melhor empreiteiro para seu projeto residencial é uma decisão extremamente importante.

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 04/2015 EDITAL DE REABERTURA

GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 04/2015 EDITAL DE REABERTURA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 04/25 EDITAL DE REABERTURA A SEPLAG, considerando o número de inscrições e a necessidade de ampliar a concorrência, reabre as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Educação em saúde, hortas, interdisciplinaridade

PALAVRAS CHAVE: Educação em saúde, hortas, interdisciplinaridade PROJETO HORTA NA ESCOLA DESENVOLVENDO NOVAS METODOLOGIAS DE EDUCAÇÃO A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE Área Temática: Saúde Responsável: Karem Cristina de Arruda Calvette Instituição:

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FIRST S.A. APRIMORA INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA MÓVEL E REDUZ CUSTOS EM APENAS 4 MESES

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FIRST S.A. APRIMORA INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA MÓVEL E REDUZ CUSTOS EM APENAS 4 MESES Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. FIRST S.A. APRIMORA INFRAESTRUTURA DE TELEFONIA MÓVEL E REDUZ CUSTOS EM APENAS 4 MESES Perfil A First S.A. foi fundada no ano de 2000 e, desde 2002,

Leia mais

INCENTIVANDO O CONSUMO DE PESCADO À REDE EDUCACIONAL DO MUNICÍPIO DE SOLÂNEA - PARAÍBA

INCENTIVANDO O CONSUMO DE PESCADO À REDE EDUCACIONAL DO MUNICÍPIO DE SOLÂNEA - PARAÍBA INCENTIVANDO O CONSUMO DE PESCADO À REDE EDUCACIONAL DO MUNICÍPIO DE SOLÂNEA - PARAÍBA SOUZA, Weysser Felipe Cândido de 1 MAGALHÃES, Jeysiane Alves 2 SILVA, José Elenilson Ferreira 2 FILHO, Pedro Brito

Leia mais

Difusão de conhecimentos técnicos sobre cultivo de hortaliças e adoção de novas metodologias de ensino com o emprego de horta escolar

Difusão de conhecimentos técnicos sobre cultivo de hortaliças e adoção de novas metodologias de ensino com o emprego de horta escolar VII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - Campus Bambuí VII Jornada Científica e I Mostra de Extensão 21 a 23 de outubro de 2014 Difusão de conhecimentos técnicos sobre cultivo de hortaliças e adoção de

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... MISSÃO... VISÃO... POLÍTICA DA QUALIDADE... VALORES...

APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... MISSÃO... VISÃO... POLÍTICA DA QUALIDADE... VALORES... APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... A L3 Engenharia Ambiental é uma empresa de consultoria, serviços, desenvolvimento e execução de projetos ambientais, que possui como foco o desenvolvimento sustentável e desenvolve

Leia mais

Regulamento e Critérios de Avaliação de Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento e Critérios de Avaliação de Trabalho de Conclusão de Curso Regulamento e Critérios de Avaliação de Trabalho de Conclusão de Curso Especialização em Acessibilidade Cultural Departamento de Terapia Ocupacional da UFRJ. Rio de Janeiro, 2013 Responsáveis pela elaboração

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

PLANTIO MECANIZADO MAIS UM DESAFIO A SER VENCIDO

PLANTIO MECANIZADO MAIS UM DESAFIO A SER VENCIDO PLANTIO MECANIZADO MAIS UM DESAFIO A SER VENCIDO Armene José Conde Gerente Regional Mauro Sampaio Benedini Gerente Regional José Guilherme Perticarrari Coordenador de Pesquisa Tecnológica CTC - Centro

Leia mais

ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL REALIZADAS NA COMUNIDADE ILHA DE DEUS, RECIFE-PE

ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL REALIZADAS NA COMUNIDADE ILHA DE DEUS, RECIFE-PE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL REALIZADAS NA COMUNIDADE ILHA DE DEUS, RECIFE-PE Juliana dos Santos Silva 1, Anália Carmem Silva de Almeida 2, Arlindo de Paula Machado Neto 3 e Carlos Augusto Sampaio

Leia mais

Banco Mundial apoia projeto ambiental no RS

Banco Mundial apoia projeto ambiental no RS Banco Mundial apoia projeto ambiental no RS Órgão aprovou recursos para ajudar na conservação e restauração do ecossistema dos pampas gaúchos; cerca de 2,6% do território do Rio Grande do Sul é protegido

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima INDICADORES DE RH E METAS ORGANIZACIONAIS JÚLIO SÉRGIO DE LIMA Blumenau SC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO E PERSPECTIVAS DE NEGOCIO, ARQUITETURA DE MEDIÇÃO DO DESEMPENHO E NIVEIS DOS

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA Cássia Regina Batista Clarissa Kellermann de Moraes Ivan Mário da Silveira Márcia Dietrich Santiago Proposta

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

Programa BB Aqüicultura e Pesca

Programa BB Aqüicultura e Pesca Programa BB Aqüicultura e Pesca O Banco do Brasil é o maior parceiro dos empreendedores brasileiros, sejam grandes ou pequenos produtores. Isso vale, também, para a aqüicultura e pesca. Assim, com o objetivo

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC. RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO FINAL (Observação: as informações prestadas neste relatório poderão, no todo ou em parte, ser publicadas pela FAPESC.) Chamada Pública Universal 03/2006 1.1. N do Contrato:

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

Panorama da formação de recursos humanos na área de Ciências do Mar no Brasil & Pespectivas do Biólogo Marinho no mercado de trabalho

Panorama da formação de recursos humanos na área de Ciências do Mar no Brasil & Pespectivas do Biólogo Marinho no mercado de trabalho Exemplo Panorama da formação de recursos humanos na área de Ciências do Mar no Brasil & Pespectivas do Biólogo Marinho no mercado de trabalho Prof. Ms. Eduardo Vianna de Almeida Biólogo Marinho, Mestre

Leia mais

Período de exposição e funcionamento dos Quiosques

Período de exposição e funcionamento dos Quiosques Chamamento Público para empreendimentos da agricultura familiar que tenham a intenção de participar dos Quiosques Brasil Orgânico e Sustentável durante os dias 11 a 27/06 em 10 cidades sedes da Copa de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento regulamenta as atividades

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA DEPOSITAR O PROJETO DE PESQUISA NO CEP/FATEA

INSTRUÇÕES PARA DEPOSITAR O PROJETO DE PESQUISA NO CEP/FATEA INSTRUÇÕES PARA DEPOSITAR O PROJETO DE PESQUISA NO CEP/FATEA Este texto tem por finalidade orientar a preparação dos Protocolos de Pesquisa que devem ser analisados pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP)

Leia mais

Produzir com Qualidade, Necessidade para Sobreviver. Implicações técnicas, etapas para as certificações PIM e EurepGap

Produzir com Qualidade, Necessidade para Sobreviver. Implicações técnicas, etapas para as certificações PIM e EurepGap Governo do Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina Gerência Regional de Caçador Estação

Leia mais

Realização. Conselho Brasileiro de Manejo Florestal FSC Brasil. www.fsc.org.br

Realização. Conselho Brasileiro de Manejo Florestal FSC Brasil. www.fsc.org.br C e rtificação gr u p o em Realização Apoio Conselho Brasileiro de Manejo Florestal FSC Brasil www.fsc.org.br 28 01 C er t ifi ca çã o emgrupo em Realização Apoio Conselho Brasileiro de Manejo Florestal

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE PREFEITURA DE SUMARÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE 3M DO BRASIL SOCIEDADE HUMANA DESPERTAR LABORATÓRIO DE ECOLOGIA E RESTAURAÇÃO

Leia mais

O valor da natureza para o desenvolvimento local: uma oportunidade econômica real a ser aproveitada

O valor da natureza para o desenvolvimento local: uma oportunidade econômica real a ser aproveitada O valor da natureza para o desenvolvimento local: uma oportunidade econômica real a ser aproveitada Simpósio Internacional para Formuladores de Políticas Públicas Sediado pela Cidade de Curitiba Curitiba,

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

METODOLOGIA. emocional TUDO O QUE FAZ PARTE DOS ASPECTOS DE RELACIONAMENTO E INTERAÇÃO SOCIAL.

METODOLOGIA. emocional TUDO O QUE FAZ PARTE DOS ASPECTOS DE RELACIONAMENTO E INTERAÇÃO SOCIAL. METODOLOGIA emocional TUDO O QUE FAZ PARTE DOS ASPECTOS DE RELACIONAMENTO E INTERAÇÃO SOCIAL. 12. CHECK-IN & CHECK-OUT 13. HOSTING 14. AULA INAUGURAL 15. HAPPY HOUR & FESTA FINAL 16. CREATIVE ENVIRONMENT

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

Projeto Você pede, eu registro.

Projeto Você pede, eu registro. Projeto Você pede, eu registro. 1) IDENTIFICAÇÃO 1.1) Título do Projeto: Você pede eu registro. 1.2) Equipe responsável pela coordenação do projeto: Pedro Paulo Braga Bolzani Subsecretario de TI Antonio

Leia mais

The basis of biosafety training in Brazil

The basis of biosafety training in Brazil Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia The basis of biosafety training in Brazil Edmundo C. Grisard, Ph.D. Universidade Federal de Santa Catarina

Leia mais

Uma Visão dos Aspectos Ambientais Relacionados a Atividade Portuária

Uma Visão dos Aspectos Ambientais Relacionados a Atividade Portuária Uma Visão dos Aspectos Ambientais Relacionados a Atividade Portuária Uirá Cavalcante Oliveira Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários 7 de Abril de 2008 1 - Histórico Implantação

Leia mais

COMPOSTAGEM: um terreno fértil para a consciência ambiental.

COMPOSTAGEM: um terreno fértil para a consciência ambiental. COMPOSTAGEM: um terreno fértil para a consciência ambiental. PANZENHAGEN, Liane Margarete 1, VALE, Giovane Maia 2 ; MOREIRA, Ilson 3. Palavras-chave: composteira, meio ambiente, comunidade escolar. Introdução

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS AMBIENTAIS

UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS AMBIENTAIS UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS AMBIENTAIS RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Bruna Cristina Vieira Lopes CURITIBA JUNHO, 2013 1 BRUNA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR SÊNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

Planejamento e Gestão de Projetos

Planejamento e Gestão de Projetos Planejamento e Gestão de s PROJETO CRIAÇÃO DE PROGRAMA DE CUSTO MÉDIO PONDERADO NECESSIDADE DE NEGÓCIO Após a realização de um estudo de mercado o proprietário Do SENAC, decidiu desenvolver um projeto

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC)

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) Realização: INSTITUTO DO SER Orientação Profissional e de Carreira em parceria com o INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC)

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) Realização: INSTITUTO DO SER Orientação Profissional e de Carreira em parceria com o INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS

Leia mais

TRAÇOS DO PERFIL DOS CATADORES DEMATERIAIS RECICLÁVEIS DO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA/RS 1

TRAÇOS DO PERFIL DOS CATADORES DEMATERIAIS RECICLÁVEIS DO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA/RS 1 TRAÇOS DO PERFIL DOS CATADORES DEMATERIAIS RECICLÁVEIS DO MUNICÍPIO DE CRUZ ALTA/RS 1 SILVA, Enedina Maria Teixeira 2, VIRGOLIN, Isadora Cadore 3, ISRAEL, Ana Lúcia Pinheiro 4, VERISSIMO, Fabiane 5, GUMA,

Leia mais

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado

FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO. Produção Integrada de Arroz Irrigado FOLDER PRODUÇÃO INTEGRADA DE ARROZ IRRIGADO Produção Integrada de Arroz Irrigado O que é a Produção Integrada de Arroz Irrigado? A Produção Integrada é definida como um sistema de produção agrícola de

Leia mais