COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO Portaria Inmetro 656/2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO Portaria Inmetro 656/2012"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade - Dconf Divisão de Fiscalização e Verificação da Conformidade - Divec COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO Portaria Inmetro 656/2012 Código Produto Portaria Data 3501 Cordoalha 284/ /10/ Niple 285/ /10/ Conjunto de Freio 286/ /10/ Conjunto de quadro e garfo 287/ /10/ Pedal e Pedivela 288/ /10/ Aros 289/ /10/ Conjunto de direção: 290/ /10/ Raio 291/ /10/ Câmaras de ar 429/ /11/10 1. DEFINIÇÃO 1.1. Aro de Bicicleta de Uso Adulto: Componente estrutural exterior da roda, onde se assenta o subconjunto pneu e câmara de ar, fabricado na forma de perfil circular em alumínio ou aço, fechado por meio de solda topo ou pinos de encaixe, com furos de espaçamento regular para inserção de raios e niples, que, fixados nos flanges laterais do cubo, conformam, após montagem e tração, uma roda de bicicleta capaz de resistir aos esforços de compressão e torção quando da utilização do veículo Conjunto de Freio de Bicicleta de Uso Adulto: Dispositivo responsável pela frenagem, sem emperrar, da bicicleta Cordoalha de Bicicleta de Uso Adulto: Conjunto de pernas dispostas em forma de hélice, podendo ou não ter uma alma de material metálico ou de fibra Garfo de Bicicletas: Estrutura tubular de diferentes espessuras e diâmetros, unida por meio de soldagem e/ou colagem, podendo ou não ser de material metálico Guidão de Bicicleta de Uso Adulto: Estrutura tubular, podendo ou não ser de material metálico Niple de Bicicleta de Uso Adulto: Componente da roda da bicicleta fabricado com arame de aço ou arame de latão Pedal de Bicicleta de Uso Adulto: Componente da bicicleta usado para transmitir o movimento exercido pelos pés do usuário. Este pedal é fixado à pedivela que irá receber e transmitir o movimento para uma engrenagem que, por sua vez, irá transmiti-lo para a roda traseira através de corrente Pedivela de Bicicleta de Uso Adulto: Componente da bicicleta usado para transmitir o movimento do usuário recebido dos pedais a ela conectados, para uma engrenagem que, por sua vez, irá transmiti-lo para a roda traseira através de corrente Quadro de Bicicleta de Uso Adulto: Estrutura tubular de diferentes espessuras e diâmetros, unida por meio de soldagem e/ou colagem, podendo ou não ser de material metálico. Dconf/Divec ver2 Março/ Página 1

2 1.10. Raio de Bicicleta de Uso Adulto: Componente da roda da bicicleta formado com arame de aço Suporte de Guidão de Bicicleta de Uso Adulto: Conjunto de Direção (guidão e suporte do guidão) de bicicleta de uso adulto de duas peças suporte com braçadeira e canote, unidas por meio de soldagem, prensagem e/ou colagem, podendo ou não ser de material metálico. 2. REFERÊNCIAS 2.1. Portaria Inmetro nº 656/2012 Estabelecer os critérios para o Programa de Avaliação da Conformidade para Componentes de Bicicletas de Uso Adulto, com foco na segurança, através do mecanismo de certificação compulsória, atendendo aos requisitos técnicos estabelecidos nos Anexos Específicos deste RAC, visando à prevenção de acidentes e propiciando segurança para o consumidor. 3. CONDIÇÕES GERAIS 3.1. Em todos os locais de armazenamento, transporte, exposição ou venda de componentes de bicicleta de uso adulto (artigo 6º da Lei 9933) Prazos: Fabricação / Importação: 19/06/2014; Comercialização fabricantes / importadores: 19/06/2015; Comercialização atacadistas / varejistas: 19/12/ METODOLOGIA 4.1. Fiscalização no fabricante/importador Nota1: De acordo com o artigo 4º das Portarias citadas, a fiscalização começará pelo processo de fabricação e importação a partir do dia 06/04/ Empresa não certificada fabricando ou importando Notificar para que o fabricante/importador entre com o pedido de certificação junto a um Organismo de Certificação de Produtos Acreditado pelo Inmetro e solicite registro dos produtos no Inmetro; Lavrar auto de infração para fabricante/importador; 4.2. Fiscalização na expedição da fabrica/importador Nota2: De acordo com o parágrafo único do artigo 4º das Portarias citadas, a fiscalização na expedição da fábrica e importadores terá início a partir do dia 06/10/ Produtos não certificados Interditar cautelarmente e notificar para que os componentes de bicicletas sejam certificados e passem a ostentar o selo de identificação da conformidade; Lavrar o Auto de Infração para o fabricante/importador por comercializar componentes de bicicletas sem a devida certificação, após o prazo permitido Produtos certificados Proceder à verificação formal de acordo com o item Fiscalização no comercio Nota3: De acordo com o parágrafo único do artigo 5º das Portarias citadas, a fiscalização no comércio lojista terá início a partir do dia 06/10/ Produtos que não ostentam o selo de identificação da conformidade Apreender cautelarmente, notificar a firma fiscalizada para apresentar a nota fiscal dos produtos; Dconf/Divec ver2 Março/ Página 2

3 Lavrar o Auto de Infração contra a empresa fiscalizada por comercializar componentes de bicicleta sem o Selo de Identificação da Conformidade; Se o documento fiscal foi emitido após 06/10/2012 autuar também o fabricante/importador Produtos que ostentam o Selo de identificação da certificação Sem certificação Constatado o uso irregular do selo de identificação da conformidade, apreender cautelarmente, notificar a firma fiscalizada para apresentar a nota fiscal dos produtos; Apresentado o documento fiscal, autuar o fabricante/importador; Não apresentado o documento fiscal, lavrar o Auto de Infração para a empresa fiscalizada, por assumir inteira responsabilidade pela comercialização irregular do produto Verificação formal O Selo de Identificação da Conformidade estabelecido pelo Inmetro, contendo a identificação da conformidade no âmbito do SBAC, deverá ser afixado em local de fácil visualização para todos componentes A empresa autorizada deve apor o Selo de Identificação da Conformidade, conforme especificado no formulário FOR-DQUAL-144, Anexo D dos RAC s, no produto e/ou nas embalagens do produto, de forma visível, legível, indelével e permanente. ANEXO 1 Aro de Bicicleta de Uso Adulto: Será considerado aro de bicicleta de uso adulto todo aro de bicicleta que apresentar diâmetro externo superior a 400 mm (Figura 1). D > 400 mm Figura 1 Dimensões de aro de bicicleta de uso adulto. Conjunto de Direção (Guidão e Suporte do Guidão) de Bicicleta de Uso Adulto: Será considerado conjunto de direção (guidão e suporte do guidão) de bicicleta de uso adulto, aquele que apresentar comprimento total do guidão superior a 555 mm (Figura 2), exceto para o caso do guidão speed, curvado, que apresenta largura superior a 375 mm (Figura 3). Figura 2 Dimensões de guidão de bicicleta de uso adulto Dconf/Divec ver2 Março/ Página 3

4 L > 375mm Figura 3 Dimensões de guidão speed de bicicleta de uso adulto. Conjunto de Freio de Bicicleta de Uso Adulto: No caso do conjunto de freio manual, será considerado conjunto de freio para bicicleta de uso adulto todo aquele que apresentar a cordoalha (cabo) com diâmetro igual ou superior a 1,4 mm, e a distância D (Figura 5) entre a alavanca da maçaneta de freio e a manopla superior a 80mm. No caso do freio contrapedal, todos serão considerados de uso adulto, por não haver diferença em sua aplicação. Figura 4 Exemplo de conjunto de freio de bicicleta de uso adulto. Figura 5 Dimensões de conjunto de freio de bicicleta de uso adulto. Dconf/Divec ver2 Março/ Página 4

5 Conjunto Quadro e Garfo de Bicicleta de Uso Adulto: Garfo: Será considerado garfo para bicicleta de uso adulto todo aquele que apresentar distância entre o centro do eixo e a parte inferior do canote do garfo, superior a 270 mm. Este enquadramento independe do uso a que o Garfo de bicicleta se destina. Figura 6 Exemplo de garfo de bicicleta de uso adulto. Quadro: Será considerado quadro para bicicleta de uso adulto todo aquele que apresentar distância entre centro do eixo da roda traseira ao centro do eixo da pedivela (distância D da Figura 7) superior a 320 mm. Figura 7 Dimensões de quadro de bicicleta de uso adulto Cordoalha de Bicicleta de Uso Adulto: A aplicação da cordoalha se dá tanto para bicicleta de uso adulto quanto para bicicleta infantil, não havendo diferença no dimensional desta que possa distinguir seu enquadramento quanto ao uso. Dessa forma, toda cordoalha será considerada de uso adulto. Figura 8 Exemplo de cordoalha de bicicleta de uso adulto. Dconf/Divec ver2 Março/ Página 5

6 Niple de Bicicleta de Uso Adulto: A aplicação do niple se dá tanto para bicicleta de uso adulto quanto para bicicleta infantil, não havendo diferença no dimensional do niple que possa distinguir seu enquadramento quanto ao uso. Dessa forma, todo niple será considerado de uso adulto. Figura 9 Exemplo de niple de bicicleta de uso adulto Pedal e Pedivela de Bicicleta de Uso Adulto: Pedal: Será considerado pedal para bicicleta de uso adulto todo aquele que apresentar dimensões de largura superior a 65 mm e comprimento superior a 85 mm (Figura 10). Este enquadramento independe do uso a que o pedal de bicicleta se destina. Nota: Serão considerados pedais de bicicleta de uso infantil aqueles que, mesmo ultrapassando as medidas estabelecidas neste item, apresentarem formatos com motivos infantis (exemplo: formato de flor, folha, estrela, animais, etc.). Figura 10 Dimensões de pedal de bicicleta de uso adulto Pedivela: Será considerada pedivela de uso adulto aquela que apresentar dimensão superior a 120 mm entre o centro da rosca do pedal e o centro do eixo de montagem da pedivela (Figura 12). Este enquadramento independe do uso a que a pedivela de bicicleta se destina. Figura 11 Exemplo de pedivela de bicicleta de uso adulto. Dconf/Divec ver2 Março/ Página 6

7 Figura 12 Dimensões de pedivela de bicicleta de uso adulto. Raio de Bicicleta de Uso Adulto: Será considerado raio de bicicleta de uso adulto todo raio de bicicleta que apresentar comprimento superior a 165 mm (Figura 13). Figura 13 Dimensões de raio de bicicleta de uso adulto. Dconf/Divec ver2 Março/ Página 7

8 Irregularidades SGI para todos os componentes Código Produto Portaria Data 3501 Cordoalha 284/ /10/ Niple 285/ /10/ Conjunto de Freio 286/ /10/ Conjunto de quadro e garfo 287/ /10/ Pedal e Pedivela 288/ /10/ Aros 289/ /10/ Conjunto de direção: 290/ /10/ Raio 291/ /10/ Câmaras de ar 429/ /11/10 Nº Descrição Componente de bicicleta de uso adulto sendo fabricados/importados após o prazo 1 permitido 21/12/2012, sem a devida certificação feita por um Organismo de Certificação de Produtos acreditado pelo Inmetro. Enquadramento: art. 4 da Portaria Inmetro nº Componente de bicicleta de uso adulto sendo comercializados por 2 fabricante/importador, após o prazo permitido 21/06/2013, sem a devida certificação feita por um Organismo de Certificação de Produtos acreditado pelo Inmetro. Enquadramento: parágrafo único do art. 4 da Portaria Inmetro nº Componente de bicicleta de uso adulto sendo comercializados sem o selo de 3 identificação da conformidade aprovado pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade. Enquadramento: art. 5 da Portaria Inmetro nº Uso Indevido - Componente de bicicleta de uso adulto sendo comercializados com 4 o selo de identificação da conformidade sem a devida certificação feita por um Organismo de Certificação de Produtos acreditado pelo Inmetro. Enquadramento: Item do RAC aprovado pelo artigo 1 da Portaria Inmetro Selo Irregular - Componente de bicicleta de uso adulto sendo comercializados 5 com o selo de identificação da conformidade em desacordo com as especificações exigidas no RAC. Enquadramento: Item do RAC aprovado pelo artigo 1 da Portaria DESTINAÇÃO DOS PRODUTOS APREENDIDOS Doação: O Órgão Delegado não poderá realizar a doação dos produtos. Destruição: O Órgão Delegado deverá atender o item 6 da Portaria Inmetro 070/2014, inutilizando os produtos através de várias maneiras como: rolo compressor, quebra dos produtos, entre outros. Feito isso, poderá realizar a doação desses resíduos para ajuda social. Dconf/Divec ver2 Março/ Página 8

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Portaria n.º 313, de 26 de junho de 2015.

Portaria n.º 313, de 26 de junho de 2015. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 313, de 26 de junho de 2015. O PRESIDENTE

Leia mais

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO CABOS DE

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DISPOSITIVOS DE RETENÇÃO PARA CRIANÇAS. Portaria Inmetro 38/2007 Código 3332

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - DISPOSITIVOS DE RETENÇÃO PARA CRIANÇAS. Portaria Inmetro 38/2007 Código 3332 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO PARA PANELAS METÁLICAS. Portarias Inmetro nº 398/2012 e 419/2012 - Código 3815

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO PARA PANELAS METÁLICAS. Portarias Inmetro nº 398/2012 e 419/2012 - Código 3815 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Portaria Inmetro nº 388/2012 Códigos SGI 03807, 03808 e 03809

Portaria Inmetro nº 388/2012 Códigos SGI 03807, 03808 e 03809 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade Dconf Divisão de Fiscalização

Leia mais

Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012.

Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

CADEIRA DE ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS Portaria n.º 683/2012, 51/2013 e 359/2014 Código SGI - 3816

CADEIRA DE ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS Portaria n.º 683/2012, 51/2013 e 359/2014 Código SGI - 3816 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade Dconf Divisão de Fiscalização

Leia mais

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO Julho/2011

Leia mais

Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012.

Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO PARA AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO.

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO PARA AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - SEGURANÇA EM BRINQUEDOS. Portarias Inmetro 108/2005, 49/2008, 321/2009 e 377/2010 Código 3049

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - SEGURANÇA EM BRINQUEDOS. Portarias Inmetro 108/2005, 49/2008, 321/2009 e 377/2010 Código 3049 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO PNEUS REFORMADOS

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO PNEUS REFORMADOS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO DE AGENTE REDUTOR LÍQUIDO DE NOx AUTOMOTIVO ARLA 32 Portaria Inmetro 139/2011 - Código: 3469

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO DE AGENTE REDUTOR LÍQUIDO DE NOx AUTOMOTIVO ARLA 32 Portaria Inmetro 139/2011 - Código: 3469 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Indicador de Pressão para Extintor de Incêndio. Ademir Ribeiro Dconf/Divec

Indicador de Pressão para Extintor de Incêndio. Ademir Ribeiro Dconf/Divec Ademir Ribeiro Dconf/Divec INTRODUÇÃO: Considerando que os Indicadores de Pressão para Extintores de Incêndio são componentes fundamentais por permitir ao usuário identificar a qualquer momento, se o extintor

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO PARA TELHAS CERÃMICAS E TELHAS DE CONCRETO Portaria Inmetro nº 005/2013

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO PARA TELHAS CERÃMICAS E TELHAS DE CONCRETO Portaria Inmetro nº 005/2013 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade- Dconf Divisão de Fiscalização

Leia mais

EQUIPAMENTOS DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA Portarias Inmetro 352/2012, 301/2012 e 164/2012

EQUIPAMENTOS DE AQUECIMENTO SOLAR DE ÁGUA Portarias Inmetro 352/2012, 301/2012 e 164/2012 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade Dconf Divisão de Fiscalização

Leia mais

AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. Portarias Inmetro nº 119/2007, 67/2008, 182/2012 e 390/2013 Códigos 3379 e 3380

AQUECEDORES DE ÁGUA A GÁS, DOS TIPOS INSTANTÂNEOS E DE ACUMULAÇÃO. Portarias Inmetro nº 119/2007, 67/2008, 182/2012 e 390/2013 Códigos 3379 e 3380 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Portaria Inmetro 332/2012 Código 3371

Portaria Inmetro 332/2012 Código 3371 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO DE CORDÕES E CABOS FLEXÍVEIS CONTEMPLADOS PELA PORTARIA INMETRO 139/01

PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO DE CORDÕES E CABOS FLEXÍVEIS CONTEMPLADOS PELA PORTARIA INMETRO 139/01 PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO DE CORDÕES E CABOS FLEXÍVEIS CONTEMPLADOS PELA PORTARIA INMETRO 139/01 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Definições 4 Responsabilidade 5 Siglas e Abreviaturas 6 Referência

Leia mais

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO Julho /

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PRELIMINARES BICICLETA ESCOLAR. Aro 20. Item Descrição Medidas Tolerância. Diâmetro interno - Usinado e Calibrado - mm

ESPECIFICAÇÕES PRELIMINARES BICICLETA ESCOLAR. Aro 20. Item Descrição Medidas Tolerância. Diâmetro interno - Usinado e Calibrado - mm MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ARTICULAÇÃO E CONTRATOS COORDENAÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS ESPECIFICAÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - EMBALAGENS PARA TERRESTRE DE PRODUTOS PERIGOSOS. Portarias Inmetro 326/2006, 71/2008 e 452/2008- Códigos 3378 e 3798

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - EMBALAGENS PARA TERRESTRE DE PRODUTOS PERIGOSOS. Portarias Inmetro 326/2006, 71/2008 e 452/2008- Códigos 3378 e 3798 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Portaria n.º 467 de 13 de setembro de 2012. CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 467 de 13 de setembro de 2012. CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 467 de 13 de setembro de 2012. CONSULTA

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE EXTINTORES DE INCÊNDIO Portarias Inmetro 206/2011, 05/2011, 486/2010, 412/2011 e 500/2011 Códigos 3295 / 3310 / 3311

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE EXTINTORES DE INCÊNDIO Portarias Inmetro 206/2011, 05/2011, 486/2010, 412/2011 e 500/2011 Códigos 3295 / 3310 / 3311 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade Dconf Divisão de Fiscalização

Leia mais

PNEUS REFORMADOS AUTOMOTIVO e EMPRESAS DE REFORMAS DE PNEUS. Portarias Inmetro 227/2006, 272/2008, 444/2010 e 019/2012

PNEUS REFORMADOS AUTOMOTIVO e EMPRESAS DE REFORMAS DE PNEUS. Portarias Inmetro 227/2006, 272/2008, 444/2010 e 019/2012 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO

PROCEDIMENTO FISCALIZAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO ATUALIZAÇÃO: OUTUBRO 2009 DISJUNTORES PORTARIA INMETRO 348/2007 e PORTARIA INMETRO 243/2006

Leia mais

BLOCOS DE CONCRETO PARA ALVENARIA Portaria Inmetro nº 220/2013 CÓDIGO: 3842

BLOCOS DE CONCRETO PARA ALVENARIA Portaria Inmetro nº 220/2013 CÓDIGO: 3842 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria de Avaliação da Conformidade- Dconf Divisão de Fiscalização

Leia mais

BICICLETAS DE USO INFANTIL

BICICLETAS DE USO INFANTIL Página: 1/12 Elaborado por: Maria Lucia Hayashi Verificado por: João Gustavo L. Junqueira Aprovado por: Regina Toscano Data Aprovação: 10/12/2013 1 OBJETIVO Este documento apresenta os critérios complementares

Leia mais

Portaria n.º 342, de 22 de julho de 2014.

Portaria n.º 342, de 22 de julho de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 342, de 22 de julho de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE EXTINTORES DE INCÊNDIO Portarias Inmetro 206/2011, 05/2011, 486/2010 e 500/2011 Códigos 3295 / 3310 / 3311

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO DE EXTINTORES DE INCÊNDIO Portarias Inmetro 206/2011, 05/2011, 486/2010 e 500/2011 Códigos 3295 / 3310 / 3311 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

RTQ 32 - PÁRA-CHOQUE TRASEIRO DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS PARA O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS - CONSTRUÇÃO, ENSAIO E INSTALAÇÃO

RTQ 32 - PÁRA-CHOQUE TRASEIRO DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS PARA O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS - CONSTRUÇÃO, ENSAIO E INSTALAÇÃO RTQ 32 - PÁRA-CHOQUE TRASEIRO DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS PARA O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS - CONSTRUÇÃO, ENSAIO E INSTALAÇÃO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Siglas e Abreviaturas

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA DISPOSITIVOS ELÉTRICOS UTILIZADOS NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO

PROCEDIMENTO PARA DISPOSITIVOS ELÉTRICOS UTILIZADOS NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

COMO CERTIFICAR PRODUTOS COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO

COMO CERTIFICAR PRODUTOS COMPONENTES DE BICICLETA DE USO ADULTO 1. OBJETIVO Desmistificar o processo de certificação dos componentes de bicicletas de uso adulto. 2. ESCOPO DE APLICAÇÃO A Portaria Inmetro nº 656/2012 define que são passíveis de certificação os seguintes

Leia mais

Portaria Inmetro 27/2011, 152/2009 e 364/2010 Código: 3466

Portaria Inmetro 27/2011, 152/2009 e 364/2010 Código: 3466 PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO EM VEÍCULOS ACESSÍVEIS, FABRICADOS COM CARACTERÍSTICAS RODOVIÁRIAS QUE TRAFEGAM EM VIAS URBANAS PARA TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS Portaria Inmetro 27/2011, 152/2009

Leia mais

ACESSIBILIDADE EM VEÍCULOS PARA O TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS

ACESSIBILIDADE EM VEÍCULOS PARA O TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

LÂMPADAS FLUORESCENTES COMPACTAS, COM REATOR INTEGRADO. Portaria Inmetro 489/2010 Código 3383

LÂMPADAS FLUORESCENTES COMPACTAS, COM REATOR INTEGRADO. Portaria Inmetro 489/2010 Código 3383 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

MANUAL BICICLETAS. Número do quadro: ... Nome do Proprietário: ... Data da compra:. ...

MANUAL BICICLETAS. Número do quadro: ... Nome do Proprietário: ... Data da compra:. ... MANUAL BICICLETAS Número do quadro:... Nome do Proprietário:... Data da compra:.... 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL LINHA CONVENCIONAL: ADULTOS E JUVENIL ÍNDICE: INTRODUÇÃO Introdução 03 Manual Linha Convencional

Leia mais

Treinamento Extintor de Incêndio - 2013. Ademir Ribeiro Dconf/Divec

Treinamento Extintor de Incêndio - 2013. Ademir Ribeiro Dconf/Divec Ademir Ribeiro Dconf/Divec Muitas pessoas podem imaginar que o extintor é um equipamento supérfluo e ultrapassado. Porém estatísticas mostram que cerca de 95% dos incêndios se desenvolveram a partir de

Leia mais

Portaria n.º 579, de 1º de novembro de 2012. CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 579, de 1º de novembro de 2012. CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 579, de 1º de novembro de 2012. CONSULTA

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO SCITEC SOLUÇÕES EM ENSAIOS DE MATERIAIS E PRODUTOS LTDA / LABORATÓRIO DE ENSAIOS MECÂNICOS

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO SCITEC SOLUÇÕES EM ENSAIOS DE MATERIAIS E PRODUTOS LTDA / LABORATÓRIO DE ENSAIOS MECÂNICOS ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 8 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO SCITEC SOLUÇÕES EM ENSAIOS DE MATERIAIS E S LTDA /

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 313, de 15 de junho de 2012. CONSULTA

Leia mais

www.freeagentbmx.com.br

www.freeagentbmx.com.br www.freeagentbmx.com.br Caro Revendedor: As garantias das bicicletas KHS, FREEAGENT e MANHATTAN só serão validadas após o recebimento do REGISTRO DE DISTRIBUIDOR pela FEPASE, com todos os dados do cliente

Leia mais

ÍNDICE. Carros Armazém e Bebidas 90. Carros Plataforma 92. Carros de Uso Específico 94. Rodas e Ferragens 97. Rodízios 100

ÍNDICE. Carros Armazém e Bebidas 90. Carros Plataforma 92. Carros de Uso Específico 94. Rodas e Ferragens 97. Rodízios 100 Buscando atender às demandas de intralogística, a inha Movimento viabiliza o transporte de vários tipos de cargas para os mais diversos segmentos, através de uma ampla gama de modelos. 86 www.marcon.ind.br

Leia mais

Portaria n.º 383, de 01 de agosto de 2013. CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 383, de 01 de agosto de 2013. CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 383, de 01 de agosto de 2013. CONSULTA

Leia mais

Portaria n.º 399, de 31 de julho de 2012. CONSULTA PÚBLICA. OBJETO: Regulamento Técnico da Qualidade para Telha Cerâmica e Telha de Concreto

Portaria n.º 399, de 31 de julho de 2012. CONSULTA PÚBLICA. OBJETO: Regulamento Técnico da Qualidade para Telha Cerâmica e Telha de Concreto Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 399, de 31 de julho de 2012. CONSULTA

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria n.º 275, de 31 de maio de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo

Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO Portaria nº 70, de 08 de maio de 1996 O Presidente do Instituto Nacional

Leia mais

Certificação Inmetro de Componentes Automotivos Garantia de segurança e qualidade.

Certificação Inmetro de Componentes Automotivos Garantia de segurança e qualidade. Certificação Inmetro de Componentes Automotivos Garantia de segurança e qualidade. ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE A CERTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA INMETRO - Portaria 301 Certificação Inmetro de Componentes Automotivos

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE CABOS DE AÇO

CERTIFICAÇÃO DE CABOS DE AÇO RAC CABOS DE AÇO CERTIFICAÇÃO DE CABOS DE AÇO Critérios para avaliação da conformidade de cabos de aço para uso geral de acordo com a NBR ISO 2408:2008 Índice Principais Causas... 4 Fatores Críticos...

Leia mais

PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO DE ESCADA DOMÉSTICA METÁLICA

PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO DE ESCADA DOMÉSTICA METÁLICA PROCEDIMENTO ESPECÍFICO PARA CERTIFICAÇÃO DE ESCADA DOMÉSTICA METÁLICA 1 OBJETIVO Este procedimento estabelece as condições necessárias para a concessão da Autorização para Uso do Selo de Identificação

Leia mais

Portaria n.º 45, de 27 de janeiro de 2014.

Portaria n.º 45, de 27 de janeiro de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 45, de 27 de janeiro de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Relatório de serviço - Sr Fix. Revisão Prata

Relatório de serviço - Sr Fix. Revisão Prata Relatório de serviço - Sr Fix Revisão Prata Sr. Fix www.facebook.com/senhorfix contato@idefix.com.br (21) 2709-0035 1/12 Identificação Geral da Bicicleta e Serviço Solicitado: Proprietário: Bike: Data

Leia mais

A Faith Co. é uma empresa brasileira que atua no ramo de peças e vestuário para esportes radicais.

A Faith Co. é uma empresa brasileira que atua no ramo de peças e vestuário para esportes radicais. 1 2 A Faith Co. é uma empresa brasileira que atua no ramo de peças e vestuário para esportes radicais. A Faith Co. é feita para atletas, por atletas. Figurando em sua equipe, desde o escritório até no

Leia mais

5 O 1 G 0 O 2 LATRAC

5 O 1 G 0 O 2 LATRAC 2 0 1 5 C A T A L O G O R CERTIFICAÇÃO INMETRO A Athor Bikes vem alertar que para a comercialização de bicicleta infantis de aro 12 e aro 16 tem que ser certificados junto ao INMETRO para que seja avaliada

Leia mais

Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013.

Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013. O PRESIDENTE

Leia mais

Portaria n.º 255, de 29 de maio de 2014.

Portaria n.º 255, de 29 de maio de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 255, de 29 de maio de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Portaria n.º 5, de 8 de janeiro de 2013.

Portaria n.º 5, de 8 de janeiro de 2013. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 5, de 8 de janeiro de 2013. O PRESIDENTE

Leia mais

Portaria n.º 289, de 06 de outubro de 2009.

Portaria n.º 289, de 06 de outubro de 2009. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 289, de 06 de outubro de

Leia mais

Linha de MOVIMENTAÇÃO

Linha de MOVIMENTAÇÃO Linha de MOVIMENTAÇÃO 2010 Empilhadeira Elétrica MEE 1.5 Ton MEE 2.0 Ton As Empilhadeiras Elétricas Menegotti são totalmente automatizadas, possuem controles de velocidade para deslocamento do equipamento

Leia mais

Portaria n.º 269, de 21 de junho de 2011.

Portaria n.º 269, de 21 de junho de 2011. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 269, de 21 de junho de 2011.

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Portaria n.º 186, de 04 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE

Leia mais

A BICICLETA E O EQUIPAMENTO DO CICLISTA

A BICICLETA E O EQUIPAMENTO DO CICLISTA A BICICLETA E O EQUIPAMENTO DO CICLISTA NOVAS REGRAS DE POSICIONAMENTO PARA 2014 - Apenas a bike será verificada (Não é mais necessário o ciclista); - O ciclista estará livre para escolher uma das duas

Leia mais

CARROS DE 2 RODAS EM ALUMÍNIO - ACESSÓRIOS

CARROS DE 2 RODAS EM ALUMÍNIO - ACESSÓRIOS PEDAL E PLACA DE SUPORTE PARA APOIO NA DESCARGA O carro afasta-se da carga quando o pedal é acionado Este acessório pode vir montado de fábrica num carro novo ou ser posteriormente instalado num carro

Leia mais

Portaria nº. 220, de 29 de abril de 2013.

Portaria nº. 220, de 29 de abril de 2013. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria nº. 220, de 29 de abril de 2013. O PRESIDENTE

Leia mais

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Descrição O Miller SkyORB TM é um dispositivo de ancoragem portátil com braço giratório especialmente projetado para sistemas de elonamento, carregamento/

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria n.º 536, de 21 de outubro de 2015. O PRESIDENTE

Leia mais

Manual do Usuário BICICLETAS DOBRÁVEIS 20

Manual do Usuário BICICLETAS DOBRÁVEIS 20 Manual do Usuário BICICLETAS DOBRÁVEIS 20 ÍNDICE Registro da Bicicleta 3 Garantia RioSouth 4 Instruções 6 Atenção ao Usar 7 Partes da Bicicleta 8 Dobrando e Desdobrando a Bicicleta 9 Ajustes da Bicicleta

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria n.º 86, de 26 de maio de 2003. O PRESIDENTE

Leia mais

CONHEÇA SUA BIKE FISCHER

CONHEÇA SUA BIKE FISCHER CONHEÇA SUA NOTA ESTE MANUAL É VÁLIDO PARA TODA LINHA DE BIKES FISCHER, OU SEJA, LINHA MTB, LINHA ESPORTE E LINHA INFANTIL. ATENTE PARA OS DETALHES DA SUA. PRINCIPAIS COMPONENTES - SELIM - CANOTE DO SELIM

Leia mais

RTQ CAR - INSPEÇÃO PERIÓDICA DE CARROÇARIAS DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E CAÇAMBAS INTERCAMBIÁVEIS PARA O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS

RTQ CAR - INSPEÇÃO PERIÓDICA DE CARROÇARIAS DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E CAÇAMBAS INTERCAMBIÁVEIS PARA O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS RTQ CAR - INSPEÇÃO PERIÓDICA DE CARROÇARIAS DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E CAÇAMBAS INTERCAMBIÁVEIS PARA O TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Siglas

Leia mais

Considerando que é dever do Estado prover a concorrência justa no País, resolve baixar as seguintes disposições:

Considerando que é dever do Estado prover a concorrência justa no País, resolve baixar as seguintes disposições: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC Instituto Nacional de Metrologia,Normalização e Qualidade Industrial - Inmetro Portaria n.º 158, de 29 de agosto de 2005. O PRESIDENTE

Leia mais

CATÁLOGO DE EIXOS E COMPONENTES 2012 www.chipiimplementos.com.br

CATÁLOGO DE EIXOS E COMPONENTES 2012 www.chipiimplementos.com.br IMPLEMENTOS RODOVIÁRIOS LTDA CATÁLOGO DE EIXOS E COMPONENTES 2012 www.chipiimplementos.com.br CHIPI IMPLEMENTOS RODOVIÁRIOS Uma empresa onde o produto final é minuciosamente elaborado por profissionais

Leia mais

BICICLETAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO

BICICLETAS MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO ÍNDICE INTRODUÇÃO...2 1. VISÃO GERAL...3 e 4 2. GARANTIA...5,6 e 7 3. UTILIZAÇÃO...7 4. MANUTENÇÃO... 8 5. SEGURANÇA...8 e 9 6. MONTAGEM - PARA USO EXCLUSIVO DO SERVIÇO AUTORIZADO...9

Leia mais

Portaria n.º 114, de 14 de março de 2014. CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 114, de 14 de março de 2014. CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 114, de 14 de março de 2014. CONSULTA

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 007, de 11 de janeiro de 2007.

Leia mais

ANEXO. carcaça externa da embreagem 8483.60.90. carcaça inferior do acelerador (para veículos de 8714.19.00

ANEXO. carcaça externa da embreagem 8483.60.90. carcaça inferior do acelerador (para veículos de 8714.19.00 ANEXO I- PARTES E PEÇAS FUNDIDAS NCM alavanca da embreagem do guidão, de alumínio 8714.19.00 alavanca do freio dianteiro do guidão, de alumínio 8714.19.00 alça lateral direita 8714.19.00 alça lateral esquerda

Leia mais

Caso tenha adquirido uma de nossas dobráveis, favor verificar em anexo a este manual nosso folheto de como dobrar e desdobrar rapidamente.

Caso tenha adquirido uma de nossas dobráveis, favor verificar em anexo a este manual nosso folheto de como dobrar e desdobrar rapidamente. INTRODUÇÃO Parabéns, você agora é proprietário de uma bicicleta BLITZ, um produto importado que segue os padrões de qualidade internacionais e as regras de segurança para que seu prazer de pedalar seja

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 805, DE 24 DE OUTUBRO DE 1995

CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 805, DE 24 DE OUTUBRO DE 1995 CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 805, DE 24 DE OUTUBRO DE 1995 Estabelece os requisitos técnicos mínimos do pára-choque traseiro dos veículos de carga O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO, usando

Leia mais

Portaria n.º 622, de 22 de novembro de 2012.

Portaria n.º 622, de 22 de novembro de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 622, de 22 de novembro de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0218, de 21 de novembro de 2014. Considerando o constante do processo Inmetro nº 52600.018970/2014, resolve:

Portaria Inmetro/Dimel n.º 0218, de 21 de novembro de 2014. Considerando o constante do processo Inmetro nº 52600.018970/2014, resolve: Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA INMETRO Portaria Inmetro/Dimel n.º 0218, de 21 de novembro

Leia mais

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013 Catálogo Eletrônico Email: montich@ 2013 APRESENTAÇÃO A MONTICH ENGENHARIA, fundada em julho de 2013, com sede própria, hoje é especializada diretamente no seguimento de Fabricação, Projetos e Instalações

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria nº 185,de 04 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE

Leia mais

Portaria n.º 242, de 10 de julho de 2008.

Portaria n.º 242, de 10 de julho de 2008. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 242, de 10 de julho de 2008.

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Oferecemos a nossos clientes máquinas e equipamentos econômicos e eficientes, com atenção personalizada segundo suas necessidades.

APRESENTAÇÃO. Oferecemos a nossos clientes máquinas e equipamentos econômicos e eficientes, com atenção personalizada segundo suas necessidades. PORTFÓLIO Mecânica APRESENTAÇÃO A ProjeCrea é uma empresa que desenvolve soluções personalizadas integrais para: agroindústrias, metalúrgicas, indústrias e locais comerciais gerais. Temos parcerias com

Leia mais

MONTAGEM E REVISÃO OBRIGATÓRIO E GRATUITO NO SERVIÇO AUTORIZADO MORMAII

MONTAGEM E REVISÃO OBRIGATÓRIO E GRATUITO NO SERVIÇO AUTORIZADO MORMAII MONTAGEM E REVISÃO OBRIGATÓRIO E GRATUITO NO SERVIÇO AUTORIZADO MORMAII ÍNDICE INTRODUÇÃO...2 1. VISÃO GERAL...3 e 4 2. GARANTIA...5 e 6 3. UTILIZAÇÃO...7 4. MANUTENÇÃO...7 e 8 5. SEGURANÇA...8 6. MONTAGEM

Leia mais

Cód. 7711. Rev.03. Bicicletas Fischer

Cód. 7711. Rev.03. Bicicletas Fischer Cód. 77 Rev.0 Bicicletas Fischer PARABÉNS! AO COMPRAR UM PRODUTO COM A MARCA FISCHER, VOCÊ FAZ A ESCOLHA CERTA! A FISCHER, presente no mercado há mais de 5 anos, é reconhecida por seus produtos que apresentam

Leia mais

Portaria n.º 451, de 03 de outubro de CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 451, de 03 de outubro de CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 451, de 03 de outubro de 2014. CONSULTA

Leia mais

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos;

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos; CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 10 - O presente regulamento dispõe sobre o serviço de transporte de carga, na modalidade denominada motoentrega, consiste no serviço de entrega e coleta de

Leia mais

Portaria n.º 510, de 13 de outubro de 2015.

Portaria n.º 510, de 13 de outubro de 2015. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 510, de 13 de outubro de 2015. O PRESIDENTE

Leia mais

OBJETO: Regulamento de Avaliação da Conformidade para tanque de armazenamento subterrâneo de combustíveis em posto revendedor. ORIGEM: Inmetro/MDIC

OBJETO: Regulamento de Avaliação da Conformidade para tanque de armazenamento subterrâneo de combustíveis em posto revendedor. ORIGEM: Inmetro/MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 130, de 31 de julho de 2003. CONSULTA PÚBLICA

Leia mais

Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br

Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br Para peças de reposição e Discos de Plantio acesse nossa Loja Virtual: www.knapik.com.br INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA - EPP Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - Bairro Santa Rosa - Porto União - SC Site:

Leia mais

Portaria n.º 660, de 17 de dezembro de 2012.

Portaria n.º 660, de 17 de dezembro de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 660, de 17 de dezembro de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Sistemas Mecânicos e Eletromecânicos

Curso de Engenharia de Produção. Sistemas Mecânicos e Eletromecânicos Curso de Engenharia de Produção Sistemas Mecânicos e Eletromecânicos Introdução: Um rebite compõe-se de um corpo em forma de eixo cilíndrico e de uma cabeça. A cabeça pode ter vários formatos. Os rebites

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria n.º 33,de 22 de janeiro de 2004. O PRESIDENTE

Leia mais

a) Peso Bruto Total Combinado - PBTC igual ou inferior a 74 toneladas;

a) Peso Bruto Total Combinado - PBTC igual ou inferior a 74 toneladas; RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 211, de 13/11/2006 Requisitos necessários à circulação de Combinações de Veículos de Carga - CVC, a que se referem os arts. 97, 99 e 314 do Código de Trânsito Brasileiro - CTB. O CONSELHO

Leia mais

PREGÃO SRP Nº 497/2012 CPL 04 MAPA DO(S) VENCEDOR(ES) DA LICITAÇÃO ÓRGÃO SOLICITANTE DA LICITAÇÃO: FUNDHACRE. Empresa Vencedora DISCRIMINAÇÃO

PREGÃO SRP Nº 497/2012 CPL 04 MAPA DO(S) VENCEDOR(ES) DA LICITAÇÃO ÓRGÃO SOLICITANTE DA LICITAÇÃO: FUNDHACRE. Empresa Vencedora DISCRIMINAÇÃO ÓRGÃO SOLICITANTE DA LICITAÇÃO: FHACRE OBJETO: Aquisição de Cadeiras de Rodas para Fisioterapia Reabilitação, para atender as demandas da FHACRE 1 CADEIRA DE RODA INFANTIL NRº DE 36 A 40 - Conjunto de

Leia mais

Eggy. Ref. IXCI6044. MAX 22Kg. Em conformidade com a norma Européia EN 14344

Eggy. Ref. IXCI6044. MAX 22Kg. Em conformidade com a norma Européia EN 14344 Eggy Ref. IXCI6044 Em conformidade com a norma Européia EN 14344 MAX 22Kg Assento traseiro de bicicleta Eggy 2 1 B 2 3D E 4 5 3 6 7G 8 9 I M 10 N 11 12 NN 4 O O P P Q 13 14 Q 15 16 5 PT Assento traseiro

Leia mais

CADERNO DE MOBILIÁRIO EXTERNO FÓRUM CÍVEL DO TJ-GO

CADERNO DE MOBILIÁRIO EXTERNO FÓRUM CÍVEL DO TJ-GO ESTADO DE GOIÁS PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DIRETORIA DOS SETORES DE OBRAS, SERVIÇOS, RECURSOS MATERIAIS E PROJETOS ESPECIAIS COMISSÃO TÉCNICA DE AVALIAÇÃO DE AMOSTRAS CADERNO DE MOBILIÁRIO EXTERNO

Leia mais

1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS...3 5. DEFINIÇÕES...4 6. QUALIFICAÇÃO DA EQUIPE DE AUDITORES...

1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS...3 5. DEFINIÇÕES...4 6. QUALIFICAÇÃO DA EQUIPE DE AUDITORES... Página 1 de 23 SUMÁRIO 1. HISTÓRICO DE MUDANÇAS...2 2. ESCOPO...3 3. MANUTENÇÃO...3 4. REFERÊNCIAS...3 5. DEFINIÇÕES...4 6. QUALIFICAÇÃO DA EQUIPE DE AUDITORES...5 7. CONDIÇÕES GERAIS...5 8. SELO DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais