AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL"

Transcrição

1 ANEXOS DA INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN Nº 18, DA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2005 ANEXO I - Calendário de eventos de encaminhamento de dados cadastrais de beneficiários e de retirada de arquivos de devolução e de conferência. ANEXO II - Orientações para o encaminhamento de informações e transmissão de arquivos de dados do cadastro de beneficiários: 2.1. Orientações para obtenção de senhas individuais; 2.2. Orientações para obtenção e instalação do aplicativo do Sistema de Informações de Beneficiários SIB; 2.3. Orientações para utilização do aplicativo do Sistema de Informações de Beneficiários SIB; 2.4. Orientações para a retirada dos arquivos de devolução e do arquivo de conferência; 2.5. Orientações para verificação da base de dados do SIB; 2.6. Orientações para o preenchimento dos campos de identificação e de localização de beneficiários e de contratação de planos de saúde. ANEXO III - Formato e descrição dos arquivos de atualização, de devolução e de conferência: 3.1. Do arquivo de transmissão com o registro de dados de beneficiários; Linha do tipo 0 - Header do Arquivo de transmissão com registros de dados de beneficiários; Linhas do tipo 1 Inclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários da ANS; Linhas do tipo 2 Alteração, correção e reinclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários da ANS; Linhas do tipo 3 Exclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários da ANS; Linha do tipo 6 Inexistência de beneficiários ou de atualização cadastral; Linha do tipo 7 - Correção de Cancelamento de Data de Cancelamento Pretéritas e Motivos de Cancelamento; Linha do tipo 9 - Trailler do arquivo de transmissão com registros de dados de beneficiários. 1

2 3.2. Do arquivo de devolução de registro de dados de beneficiários; Linha de Header do Arquivo de Devolução de registros de dados de beneficiários; Linha de Dados do Arquivo de Devolução de registros de dados de beneficiários, no formato texto com extensão.rer Do arquivo de conferência de registro de dados de beneficiários Linha de dados do Arquivo de Conferência de dados de beneficiários. ANEXO IV Glossário. 2

3 ANEXO I - Calendário de eventos de encaminhamento de dados cadastrais de beneficiários e de retirada de arquivos de devolução e conferência (Anexo I da IN nº 15, de 2005, alterado pela IN nº 18, de 2005) EVENTOS 1. Primeiro encaminhamento do arquivo de atualização 2. Encaminhamento mensal dos arquivos de atualização referentes aos eventos (alterações, correções, inclusões, reinclusões ou exclusões) ocorridos até o último dia do mês imediatamente anterior. PRAZO Até 60 dias depois de concedido o registro da operadora pela ANS. Até o dia 10 de cada mês ou até o primeiro dia útil subseqüente ao dia 10, considerando o horário de Brasília/DF. 3. Retirada mensal do arquivo de devolução. Em caso de o arquivo de atualização de dados ser rejeitado por não obedecer à formatação definida no Anexo 3 desta Instrução Normativa (arquivo texto com extensão.dvl). Imediatamente, ou Em caso de o arquivo de atualização estar conforme com a formatação definida no Anexo III desta Instrução Normativa (arquivo.zip compactado contendo dois arquivos, um com extensão.dvl e outro com extensão.rer, conforme formato especificado no Anexo III, item 3.2.2). Nota: Ficarão disponíveis às operadoras as três últimas edições dos arquivos de devolução. 4. Retirada trimestral do arquivo de conferência. A geração do arquivo de conferência pela ANS será realizada a partir do último dia dos meses de MARÇO, JUNHO, SETEMBRO E DEZEMBRO. Entre o dia 20 e o último dia de cada mês. Entre o primeiro dia e o último dia do trimestre seguinte ao de geração. 3

4 ANEXO II Orientações para o encaminhamento de informações e transmissão de arquivos de dados do cadastro de beneficiários (Anexo II da IN nº 15, de 2005, alterado pela IN nº 18, de 2005) 2.1. Orientações para obtenção de senhas individuais Para obter a senha individual a operadora deverá encaminhar solicitação formal por escrito à Diretoria de Desenvolvimento Setorial da ANS DIDES/ANS, com identificação da operadora pela razão social, pelos números do CNPJ e do registro junto à ANS, com endereço completo e assinada pelo representante legal da operadora junto à ANS. A DIDES/ANS, no prazo de 3 (três) dias úteis após protocolada a solicitação, enviará ao representante legal, por Aviso de Recebimento, a senha. Em caso de perda ou necessidade de alteração da senha, solicitar nova senha, procedendo de acordo com as orientações acima Orientações para obtenção e instalação do aplicativo do Sistema de Informações de Beneficiários SIB O arquivo contendo o aplicativo do SIB encontra-se disponível no endereço na Internet. Para proceder à instalação do aplicativo do SIB, a operadora deverá cumprir os seguintes passos: baixar os arquivos que contém o aplicativo do SIB programa INSTALA_SIB.ZIP e, sendo a primeira instalação, os arquivos ADO também deverão ser baixados; descompactar os arquivos; e executar o programa INSTALA_SIB.EXE no diretório onde foi baixado o arquivo. Esse programa realizará automaticamente as seguintes rotinas: criação de um diretório ARQUIVO DE PROGRAMAS\ANS\SIB, no local de destino; e instalação dos programas de digitação de dados, geração e transmissão de arquivos e outros programas auxiliares, no diretório criado. O aplicativo do SIB poderá ser utilizado logo após a sua instalação Orientações para utilização do aplicativo do Sistema de Informações de Beneficiários SIB O aplicativo do SIB é constituído por quatro funções principais: Cadastro para a digitação e gravação de dados de beneficiários da operadora, bem como para definir a operadora que vai atualizar os dados de beneficiários no aplicativo do SIB. Relatório para a emissão de relatórios informativos dos dados dos beneficiários da operadora; 4

5 Conclusão para a geração, validação, transmissão de arquivos de dados e retirada de arquivos da ANS. É de uso obrigatório para validação, transmissão de arquivos e retirada de arquivos e Utilitários para adequar os dados dos beneficiários armazenados no aplicativo para o aplicativo do SIB versão 2.0 e permitir o reprocessamento de atualização de dados de competências anteriores. Permite também acesso às funções de Calendário e de Caculadora do sistema Windows A função Cadastro poderá ser utilizada pela operadora para digitar e gravar os dados dos beneficiários e as correspondentes atualizações cadastrais, quando for o caso, dispensado o seu uso para todas as operadoras que utilizarem aplicativos próprios de cadastramento. Inicialmente deve-se definir a operadora que irá fornecer e manipular os dados de beneficiários, conforme estabelecido nesta Instrução Normativa. Se houver mais de uma operadora utilizando o aplicativo do SIB, este trata a movimentação de dados e as respectivas bases de dados distintamente. Para utilizar a função Cadastro para a digitação e gravação de dados de beneficiários, a operadora (somente para aquelas que não utilizam aplicativos próprios de cadastramento) deverá selecionar a subfunção Cadastrar Beneficiário, e informar: código do beneficiário na operadora; tipo de vínculo do beneficiário - titular ou vinculado (dependente, agregado ou outra forma de vínculo); opção de atualização cadastral: inclusão para novos registros de dados cadastrais de beneficiários; alteração para as correções, e alterações de dados de beneficiários já cadastrados; cancelamento para o cancelamento ou suspensão dos registros de dados de beneficiários já cadastrados; reinclusão para reincluir registros de dados previamente cancelado (preenchimento da data de reinclusão de um registro de dados de beneficiário suspenso ou cancelado); exclusão para excluir registros de dados de beneficiário cadastrado indevidamente na base de dados da operadora e que ainda não tenha sido transmitido à ANS. Neste caso, o registro será eliminado da base de dados da operadora. demais dados cadastrais do beneficiário, de acordo com o formato e descrição especificados no Anexo III desta Instrução Normativa. Após a digitação dos dados, selecionar a subfunção Verificar Preenchimento dos s para realizar crítica dos dados digitados. O aplicativo do SIB apresentará mensagens relativas aos erros de preenchimento dos campos que porventura tenham ocorrido para que a operadora proceda as correções correspondentes. Findada a verificação, os dados serão automaticamente gravados no banco de dados (diretório ARQUIVO DE PROGRAMAS/ANS/SIB) e se concluirá a utilização da função Cadastro Para utilizar a função Relatório a operadora deverá selecionar o relatório desejado e executar as opções disponíveis. 5

6 Para utilizar a função Conclusão a operadora deverá proceder: A Geração de arquivo de atualização de dados para a ANS Esta subfunção é necessária para a transmissão de arquivos de dados e é obrigatória para todas as operadoras que utilizarem a função Cadastro, dispensado o seu uso para as operadoras que utilizarem aplicativos próprios de cadastramento. Para gerar um arquivo de dados: selecionar a subfunção Geração de arquivo de dados para a ANS; optar por Operadora e confirmar a geração do arquivo. O aplicativo do SIB identificará automaticamente no banco de dados (diretório ARQUIVO DE PROGRAMAS/ANS/SIB) se há ou não códigos de beneficiários, ou de atualizações cadastrais ainda não transmitidos à ANS. Quando não houver atualização cadastral, código de beneficiário cadastrado, o aplicativo do SIB disponibilizará mensagem informando uma dessas ocorrências e solicitará à operadora a confirmação da ocorrência. Findada a identificação será gerado automaticamente um arquivo de dados para transmissão (arquivo de atualização), em formato padronizado de acordo com as especificações descritas no Anexo 3 desta Instrução Normativa, a ser validado e posteriormente transmitido à ANS. Este arquivo será gravado em diretório a ser criado pela operadora para este fim. O arquivo de dados para transmissão (arquivo de atualização) será gerado em formato texto com a extensão.sib, identificado por XXXXXXAAAAMMDDHHMMSS.SIB onde XXXXXX corresponderá às 6 (seis) posições do número de registro da operadora na ANS, e AAAA o ano, MM o mês, DD o dia, HH a hora, MM os minutos e SS os segundos relativos à data/horário da geração do arquivo. Os arquivos de atualização de dados serão processados à medida do seu recebimento pela ANS, cabendo a operadora obedecer a seqüência lógica de geração e de envio. O formato padronizado e a identificação correspondente do arquivo de atualização deverão ser obrigatoriamente adotados por todas as operadoras que não utilizarem as funções Cadastro e Geração de arquivo de dados para a ANS do aplicativo do SIB, para fins de validação e transmissão do arquivo de dados para a ANS. O arquivo de atualização de dados deverá ser gerado com o tamanho de até (cem mil) registros de dados de beneficiários. Quando 6

7 exceder esse tamanho, a operadora deverá gerar outro arquivo obedecendos os procedimentos aqui definidos. Os arquivos enviados à ANS devem ter identificação unívoca sob pena de serem rejeitados e considerados como não envio da informação. B Validação do arquivo TXT A subfunção Validação do arquivo TXT é de uso obrigatório para todas as operadoras e é condição para a transmissão de dados para a ANS. Para utilizá-la, a operadora deverá: selecionar a subfunção Validação do arquivo TXT; indicar qual o arquivo de dados a ser validado (arquivo de atualização) ou apontar para o arquivo de dados criado na aplicação da subfunção Geração de arquivo de dados para a ANS e confirmar a validação do arquivo. Se não houver erros no processo de validação, o aplicativo emitirá mensagem indicando que o arquivo está pronto para ser submetido à subfunção Transmitir para ANS. Se houver erros no processo de validação, o aplicativo emitirá relatório com os erros identificados, conforme mensagem correspondente, que devem ser acertados. C - Transmitir para ANS Essa subfunção é de uso obrigatório para todas as operadoras. Só poderão ser transmitidos à ANS arquivos de dados submetidos com sucesso à subfunção Validação do arquivo TXT. Para utilizá-la, a operadora deverá: selecionar a subfunção Transmitir para ANS; digitar a SENHA individual; indicar, no diretório criado anteriormente, o arquivo de atualização validado a ser transmitido para a ANS e confirmar a transmissão do arquivo. Finalizada a transmissão, será disponibilizados mensagem com informações sobre a data e o tamanho do arquivo recebido pela ANS. O formato e o conteúdo do arquivo serão submetidos à crítica na ANS. Ressalta-se que somente após a operadora retirar o arquivo de devolução correspondente ao arquivo de atualização, conforme calendário definido no Anexo I desta Instrução Normativa, é que o processo de atualização mensal dos dados de beneficiários se cumprirá legalmente Para utilizar a função Utilitários: Adequação da Base de Dados 7

8 As operadoras que utilizam o aplicativo SIB até a versão deverão realizar a adequação dos dados dos beneficiários armazenados na base de dados desse aplicativo para a base de dados do aplicativo do SIB versão 2.0 ou superior. Para realizar a adequação, a operadora deverá proceder: selecionar a subfunção Adequação da Base de Dados; confirmar o início da adequação e executar a subfunção. A função Utilitários procederá à gravação da nova base de dados validada no banco de dados do aplicativo do SIB (diretório ARQUIVO DE PROGRAMA ANS\SIB) Reprocessamento de Competências Anteriores As operadoras podem utilizar o aplicativo do SIB para reenviar registros de dados de beneficiários que tenham sido anteriormente incluídos e foram rejeitados pela ANS por inconsistência de formato ou de conteúdo. Para realizar o reprocessamento, a operadora deverá proceder: selecionar a subfunção Reprocessamento de Competências Anteriores; confirmar o início da adequação e executar a subfunção, selecionando o período ou os beneficiários. 2.4 Orientações para a retirada dos arquivos de devolução e do arquivo de conferência Os arquivos de devolução e de conferência serão gerados e disponibilizados pela ANS como resultado do processo de coleta, processamento e crítica dos dados cadastrais de beneficiários fornecidos pelas operadoras à ANS. O arquivo de devolução contém o resultado da recepção do arquivo de atualização correspondente e de seu processamento: identificação dos erros e o número de registros transmitidos, incluídos, alterados e rejeitados no processamento dos dados do arquivo de atualização correspondente. Estará disponível às operadoras em diretório específico da operadora entre o 20º dia e o último dia de cada mês ou imediatamente ao envio na hipótese de o arquivo de atualização de dados ser rejeitado por não obedecer à formatação definida pela ANS. O arquivo de devolução será gerado em um destes dois momentos: 1. No primeiro momento: a ANS criticará o formato do arquivo de atualização de dados, conforme especificações definidas no item Arquivo de Transmissão com Registro de Dados de Beneficiários - detalhamento do formato do Anexo III. Caso este não obedeça às especificações, será gerado imediamente um arquivo de devolução com a informação de rejeição do arquivo de atualização, sendo o mesmo considerado como não enviado 8

9 pela operadora. O arquivo de devolução terá o mesmo nome do arquivo de atualização transmitido à ANS seguido da extensão.zip. 2. No segundo momento: a ANS criticará o conteúdo dos registros de dados contidos no arquivo de atualização aceito e gerará um arquivo de devolução que terá também o mesmo nome do arquivo de atualização transmitido à ANS seguido da extensão.zip. Entretanto, este arquivo será composto por dois tipos de arquivos: um contendo os registros de dados de beneficiários que foram rejeitados pela crítica do SIB realizada na ANS, seguido da extensão.rer, o outro contendo a relação de erros de campos que provocaram a rejeição de cada registro ou inconsistências no preenchimento dos campos sem, que não chegaram a determinar a rejeição do registro seguido da extensão.dvl. O arquivo de conferência contém a situação cadastral dos beneficiários, registrada na base de dados da ANS até o último movimento de atualização cadastral do trimestre enviado pelas operadoras e processado com êxito pela ANS. O arquivo de conferência será gerado com tamanho máximo de até (quinhentos mil) registros de dados de beneficiários e será identificado por ArqConfXXXXXXMMAAAAYYZZ.ZIP, onde XXXXXX corresponderá às 6 (seis) posições do número de registro da operadora na ANS, MM ao mês e AAAA ao ano relativos à geração do arquivo, YY quantidade total de arquivos gerados e ZZ numero seqüencial do arquivo. O arquivo de conferência será gerado a cada três meses, nos meses de março, junho, setembro e dezembro e ficará disponível durante o trimestre seguinte à operadora, por meio da sub função Retirar Arquivos da ANS. Para retirar o arquivo de devolução ou de conferência, a operadora deverá: acessar a área de dados da ANS por meio do aplicativo SIB, utilizando a função Conclusão e a subfunção Receber Arquivos da ANS; digitar a SENHA individual; selecionar o arquivo de escolha e baixar o arquivo escolhido no diretório desejado. O ANEXO 3 desta Instrução Normativa define o formato e a descrição dos campos dos arquivos de devolução e de conferência. 2.5 Orientações para verificação da base de dados do SIB Essa orientação se aplica somente às operadoras que utilizam o SIB também como cadastro. Permite a operadora realizar a comparação entre o arquivo de conferência fornecido pela ANS e a base de dados da operadora. Para realizar a verificação a operadora deverá retirar o arquivo de conferência conforme orientado no item 2.4 acima e: acessar a função do aplicativo do SIB Utilitários/Verificação da Base de Dados do SIB; 9

10 informar o diretório de localização do arquivo de conferência; clicar no botão de execução da função. O sistema realizará o batimento entre as bases de dados e fornecerá relatório com as divergências encontradas. A operadora deverá proceder às correções necessárias na próxima competência. 2.6 Orientações para o preenchimento dos campos de dados de identificação e de localização de beneficiários e de contratação de planos de saúde O Sistema de Informações de Beneficiários é constituído, conforme relação abaixo, pelos campos de dados definidos pelo Anexo I da RN 88/2005 e por dados de qualificação e de controle de linha de registros de dados, sendo os seus respectivos formatos definidos no Anexo III desta Instrução Normativa. 03 Código de Identificação do beneficiário na operadora; 04 Nome do Beneficiário; 05 Data de nascimento do beneficiário; 06 Sexo do beneficiário; 07 CPF Cadastro de Pessoas Físicas do beneficiário; 08 PIS/PASEP Programa de Integração Social/ Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público do beneficiário; 09 Nome da mãe do beneficiário; 10 Número do código do plano na ANS; 11 Data de adesão ao plano; 12 Data de cancelamento ou de suspensão do contrato; 13 Data de reinclusão do beneficiário no plano; 14 Logradouro do beneficiário; 15 Número do endereço de residência do beneficiário; 16 Complemento do logradouro do beneficiário; 17 Bairro do logradouro do beneficiário; 18 Município de residência do beneficiário; 19 Unidade da Federação; 20 CEP Código de Endereçamento Postal; 21 Segmentação assistencial da cobertura do plano; 22 Abrangência Geográfica da cobertura do plano; 23 Tipo de contratação do plano; 24 Vínculo do beneficiário; 25 Motivo de inclusão ou de cancelamento ou de suspensão do contrato ou de migração ou adaptação ou mudança de plano; 26 Indicação de existência de Cobertura Parcial Temporária; 27 Indicação de existência de co-participação do beneficiário nas despesas de atendimento ou franquia; 28 Número do código do plano na operadora para planos anteriores à Lei nº 9.656/98; 29 CNS Cartão Nacional de Saúde do beneficiário; 30 Carteira de identidade do beneficiário; 31 Órgão emissor da carteira de identidade do beneficiário; 32 Código do país emissor da carteira de identidade do beneficiário; 10

11 33 CNPJ Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica da empresa onde trabalha o beneficiário titular; 34 Código do titular do plano para beneficiários informados como dependentes; 35 Indicação de itens de procedimentos excluídos da Cobertura; 36 Data de adaptação ou de migração e 37 CEI Cadastro Específico do INSS Os campos de dados relacionados no item acima devem ser preenchidos pelas operadoras obedecendo as regras de preenchimento, especificações de formato e de posicionamento, conforme estabelecido no Anexo II desta Instrução Normativa Os dados de identificação de beneficiários são classificados em campos de dados de identificação básicos, complementares e acessórios. A combinação deles resulta na qualidade de identificação do beneficiário: - s de identificação básica do beneficiário: o 03 - Código de Identificação do beneficiário na operadora; o 04 - Nome do Beneficiário; o 05 - Data de nascimento do beneficiário e o 06 - Sexo do beneficiário. o 34 - Código do titular do plano para beneficiários informados como dependentes. - s de identificação complementar do beneficiário: o 07 - CPF Cadastro de Pessoas Físicas do beneficiário; o 08 - PIS/PASEP Programa de Integração Social/ Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público do beneficiário; o 09 - Nome da mãe do beneficiário e o 29 - CNS Cartão Nacional de Saúde do beneficiário e - s de identificação acessória do beneficiário: o 30 Carteira de identidade do beneficiário; o 31 Órgão emissor da carteira de identidade do beneficiário e o 32 Código do país emissor da carteira de identidade do beneficiário Os campos de identificação básica dos beneficiários têm seu preenchimento obrigatório, sendo que campo 34 se aplica somente para beneficiários vinculados a beneficiários titulares e é de preenchimento obrigatório Para beneficiários titulares, os campos de identificação complementar têm seu preenchimento obrigatório de pelo menos 2 (dois) campos, sendo que o preenchimento de apenas 1 (um) gera inconsistência no registro de dados, devendo a operadora proceder a complementação. A não informação de nenhum desses campos provoca a rejeição do registro de dados dos beneficiários. 11

12 2.6.5 Para os beneficiários vinculados, os campos de identificação complementar têm seu preenchimento obrigatório de pelo menos 1 (um) campo, sendo que o não preenchimento gera inconsistência no registro de dados, devendo a operadora proceder a complementação Os beneficiários titulares idosos, estagiários, estrangeiros e empresários, menores de idade e outros beneficiários titulares que não se enquadrarem nos itens e têm seu preenchimento obrigatório de apenas 1 (um) campo de identificação complementar e dos campos de identificação acessória. A não informação de nenhum desses campos provoca a rejeição do registro de dados dos beneficiários Quando o Número do código do plano na ANS campo 10, referente ao número que a ANS concedeu quando do seu registro, for informado à ANS, a operadora não deve informar os campos Nº do plano na operadora - campo 28, Segmentação assistencial da cobertura do plano campo 21, Abrangência geográfica da cobertura do plano campo 22 e Tipo de contratação do plano campo Quando o nº do plano na operadora - campo 28, referente ao número que a operadora concede aos planos anteriores à Lei nº 9.656/98, for informado à ANS via SCPA Sistema de Cadastro de Planos Antigos e devidamente processado, deve a operadora informar este campo e não informar os campos Número do código do plano na ANS campo 10, Segmentação assistencial da cobertura do plano campo 21, Abrangência geográfica da cobertura do plano campo 22 e Tipo de contratação do plano campo 23. Os campos 21, 22 e 23 somente serão preenchidos na ausência de preenchimento dos campos 10 ou As reinclusões de beneficiários devem ser realizadas como alterações de registro de dados, devendo a operadora informá-las utilizando registro tipo 2 Alteração, item do Anexo III da presente Instrução Normativa Para a inclusão e exclusão de beneficiários, a operadora deve observar a data devida da ocorrência e o motivo que provocou sua inclusão ou a sua exclusão. Foi introduzida nesta edição de Instrução Normativa a Rotina de Correção de Datas de Cancelamento Pretéritas e de Motivos de Cancelamentos, item do Anexo III da presente Instrução Normativa Fica suspenso o item Linhas do tipo 4 Dados de Cobertura Parcial Temporária e o item linhas do tipo 5 - Dados dos Itens dos Procedimentos Excluídos da Cobertura de Planos contratados antes de 02/01/1999, ambos do Anexo III da Instrução Normativa IN n.º 15, de 2005 referente ao preenchimento dos campos do registro de dados até que os itens de procedimentos definidos no Rol de Procedimentos instituído pela Resolução Normativa nº 82/2005, de 29 de setembro de 2005, sejam codificados As orientações do preenchimento dos outros campos que compõem a identificação, de localização e do plano contratado pelo beneficiário estão presentes no Anexo III da presente Instrução Normativa. 12

13 ANEXO III Formato e descrição dos arquivos de atualização, de devolução e de conferência. (Anexo III da IN nº 15, de 2005, alterado pela IN nº 18, de 2005) Contém as especificações do formato e descrição dos campos dos arquivos de atualização de dados de beneficiários, de devolução e de conferência relativas às funções do aplicativo do SIB. A seguir são apresentados os seguintes formatos para: Arquivo de Atualização com Registro de Dados de Beneficiários Linha do tipo 0 - Header do arquivo de atualização. Aplica-se aos registros do tipo 1, 2, 3, 6, 7, e 9. Linhas do tipo 1 - Inclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários na ANS (visa incluir registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários na ANS). Ressalta-se que o campo chave do Cadastro de Beneficiários na ANS é o Código de Identificação do Beneficiário na operadora. Linhas do tipo 2 - Alteração, correção e reinclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários na ANS (visa alterar ou corrigir registros que estão ativos no Cadastro de Beneficiários na ANS ou reincluir registros que estão inativos no Cadastro de Beneficiários na ANS). Linhas do tipo 3 - Exclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários na ANS (visa excluir registros que estão ativos no Cadastro de Beneficiários na ANS). Linha do tipo 6 - Inexistência de beneficiários ou de atualização cadastral. Linhas do tipo 7 - Alteração de data de cancelamento (com data pretérita) e/ou motivo de cancelamento em registros já inativados na ANS. Linha do tipo 9 - Trailler do arquivo de atualização. Aplica-se aos registros do tipo 1, 2, 3, 6, 7, e 9. Os registros estão discriminados a seguir e devem ser preenchidos conforme as orientações contidas na coluna s. Os arquivos de atualização de dados do tipo 1, 2 e 3 têm tamanho máximo de (cem mil) registros de dados de beneficiários, conforme definido no item , alínae A, do Anexo II desta Instrução Normativa. Os arquivos acima desse tamanho serão rejeitados pela ANS. Arquivo de devolução de registro de dados de Beneficiários Linha do tipo - Header do Arquivo de Devolução de registros de dados de beneficiários. Linha do tipo - Dados do Arquivo de Devolução de registros de dados de beneficiários, no formato texto com extensão.rer. Arquivo de Conferência de dados de Beneficiários Linha do tipo - Dados do Arquivo de Conferência de dados de beneficiários. 13

14 3.1. Arquivo de Atualização com Registro de Dados de Beneficiários - detalhamento do formato Linha do tipo 0 - Header do Arquivo de atualização com registros de dados de beneficiários Tamanho do registro de header = 374 bytes Tipo Tamanho Posição 01. Número seqüencial da linha dentro do arquivo Valor: " " 02. Indicador de registro tipo header Valor: "0" a a Código do sistema, preencher com o valor "BENEF" Alfabético a Data da geração do arquivo, no formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM o mês e DD o dia da geração do arquivo. 05. Número de código da operadora na ANS com o dígito verificador a a CNPJ da operadora a Número de seqüência do arquivo que está sendo enviado à ANS a Reservado para a ANS; a versão do programa será colocada pelo programa de crítica. Preencher com o valor fixo V01 érico 03 (valor fixo) 049 a Identificação da modalidade da operadora Valores: O Operadoras com outra classificação 10. Hora da geração do arquivo, no formato HHMMSS, onde HH é a hora, MM os minutos e SS os segundos relativos ao horário da geração do arquivo. érico a a Reservado à ANS a Reservado para expansão érico a Conteúdo ignorado pela ANS; pode ser utilizado pela operadora érico a Linhas do tipo 1 Inclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários da ANS Tamanho do registro do beneficiário = 567 bytes 01 - Número seqüencial da linha dentro do arquivo Valor: Seqüencial da linha anterior mais 1. Formato do (07) 001 a

15 02 - Indicador de registro tipo detalhe Valor: 1 Inclusão. AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR Formato do 008 a Código de Identificação do beneficiário na operadora 04 - Nome do Beneficiário (70) Deve ser informado conforme consta no Registro Civil ou na Carteira de Identidade. 009 a a 108 Deve conter caracteres alfanuméricos sem repetição nas 3 primeiras posições Data de nascimento do beneficiário. Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. Deve ser menor que ou igual à data de envio do arquivo e menor que ou igual à data de adesão Sexo do beneficiário Validar Valores: 1 masculino; 3 feminino CPF Cadastro de Pessoas Físicas do beneficiário Quando informado, validar o dígito verificador do CPF. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 08 - PIS/PASEP Programa de Integração Social/ Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público do beneficiário Quando informado, validar o dígito verificador do PIS/PASEP. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 09 - Nome da mãe do beneficiário Deve ser informado conforme consta no Registro Civil ou na Carteira de Identidade. Deve conter caracteres alfanuméricos sem repetição nas 3 primeiras posições. Em caso de não existir o nome da mãe no Registro Civil, informar a mensagem NÃO CONSTA DO REGISTRO CIVIL. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 10 - Número do código do plano na ANS para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999). Quando informado, validar contra a tabela de planos de operadoras cadastrados na ANS. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 11 - Data de adesão ao plano para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) (11) (11) (70) (09) 109 a a a a a a a

16 e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. Deve ser menor que ou igual a data de envio do arquivo e maior que ou igual a data de nascimento do beneficiário Data de cancelamento ou de suspensão do contrato Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. Este campo não se aplica na inclusão 13 - Data de reinclusão do beneficiário no plano Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. Este campo não se aplica na inclusão 14 Logradouro do beneficiário Pode conter além de letras e números: Vírgula, ponto, barra (/), aspas ( ), hífen (-) e apóstrofe ( ) Número do endereço de residência do beneficiário Este campo é de preenchimento opcional 16 Complemento do logradouro do beneficiário Este campo é de preenchimento opcional 17 - Bairro do logradouro do beneficiário Este campo é de preenchimento opcional 18 Município de residência do beneficiário Validar contra a tabela de municípios da ANS Unidade da Federação Validar tabela de siglas das UFs ou EX quando o beneficiário for residente no exterior. Formato do (50) (5) (15) Alfabético Alfabético (2) 227 a a a a a a a a CEP Código de Endereçamento Postal 21 Segmentação assistencial da cobertura do plano para planos anteriores à lei pela Lei nº 9.656/98 (contratados antes de (2) 02/01/1999), quando não cadastrados na ANS 375 a a 384 Quando informado, validar valores: 16

17 01 ambulatorial; 02 hospitalar c/ obstetrícia; 03 hospitalar s/ obstetrícia; 04 odontológico; 06 ambulatorial + hospitalar c/ obstetrícia; 07 ambulatorial + hospitalar s/ obstetrícia; 08 ambulatorial + odontológico; 10 hospitalar c/ obstetrícia + odontológico; 11 hospitalar s/ obstetrícia + odontológico; 13 ambulatorial + hospitalar c/ obstetrícia + odontológico; 14 ambulatorial + hospitalar s/ obstetrícia + odontológico. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa Obrigatório somente quando o nº do plano na operadora - campo 28 não tiver sido informado à ANS via SCPA Sistema de Cadastro de Planos Antigos e devidamente processado. 22 Abrangência Geográfica da cobertura do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) Formato do 385 a 385 Validar valores: 1 nacional 2 grupo de estados 3 estadual 4 grupo de municípios 5 municipal Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa Obrigatório somente quando o nº do plano na operadora - campo 28 não tiver sido informado à ANS via SCPA Sistema de Cadastro de Planos Antigos e devidamente processado. 23 Tipo de contratação do plano para planos anteriores à Lei pela Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) Validar valores: 1 individual ou familiar; 3 coletivo por adesão com patrocínio; 4 coletivo por adesão sem patrocínio. 5 - coletivo empresarial com patrocínio 6 - coletivo empresarial sem patrocínio Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa Obrigatório somente quando o nº do plano na operadora - campo 28 não tiver sido informado à ANS via SCPA Sistema de Cadastro de Planos Antigos e devidamente processado Vínculo do beneficiário para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei (contratados antes de 02/01/1999). (02) 386 a a

18 Formato do Validar Valores: 01 beneficiário titular; 03 Cônjuge/ companheiro; 04 Filho; 05 Filha; 06 Enteado; 07 Enteada; 08 Pai; 09 Mãe; 10 Agregado/outros; 11 Titular menor utilizando CPF do responsável Motivo de inclusão ou de cancelamento ou de suspensão do contrato ou da migração ou adaptação ou mudança de planos. Validar valores: 15 Inclusão de novos beneficiários; 16- Inclusão de beneficiários motivada por transferência voluntária de carteira Inclusão de beneficiários motivada por transferência compulsória de carteira ATENÇÂO: Obrigatório a partir de 90 dias a contar da data de publicação desta Instrução Normativa. 26 Indicação de existência de Cobertura Parcial Temporária para planos posteriores (contratados a partir de 02/01/1999) ou adaptados à Lei nº 9.656/98. Validar valores: 1 existe cobertura parcial temporária; 2 não existe cobertura parcial temporária. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa O registro tipo 4 dados de Cobertura Parcial Temporária está suspenso, devendo a operadora somente validar os valores acima Indicação de existência de co-participação ou franquia nas despesas de atendimento para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei (contratado antes de 02/01/1999). Validar valores: 0 não existe co-participação do beneficiário e franquia da operadora; 1 só existe co-participa-ção do beneficiário; 2 não existe co-participa-ção do beneficiário (cancelado a partir desta Instrução Normativa); 3 só existe franquia da operadora; 4 - não existe franquia da operadora (cancelado a partir desta Instrução Normativa); 5 existe co-participação do beneficiário e franquia da operadora. 28 Número do código do plano na operadora para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado antes de 02/01/1999) (02) (1) (1) 389 a a a a

19 Formato do Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 29 - CNS Cartão Nacional de Saúde do beneficiário para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei (contratado antes de 02/01/1999). Quando Informado, utilizar o CNS do próprio beneficiário. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 30 Carteira de identidade do beneficiário para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei (contratado antes de 02/01/1999) (15) 423 a a 467 Quando obrigatório, para os beneficiários vinculados, preencher com a Carteira de identidade do titular. Quando informado, os campos 31 Órgão emissor da carteira de identidade do beneficiário e 32 Código do país emissor da carteira de identidade do beneficiário também devem ser preenchidos. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 31 Órgão emissor da carteira de identidade do beneficiário Quando informado, os campos 30 Carteira de identidade do beneficiário e 32 Código do país emissor da carteira de identidade do beneficiário também devem ser preenchidos. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 32 Código do país emissor da carteira de identidade do beneficiário Validar contra a tabela de países da ANS. Quando informado, os campos 30 Carteira de identidade do beneficiário e 31 Órgão emissor da carteira de identidade do beneficiário também devem ser preenchidos. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 33 CNPJ Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica - da empresa onde trabalha o beneficiário titular Quando informado, validar o dígito verificador do CNPJ Obrigatório somente para plano coletivo empresarial. (03) (14) 468 a a a

20 34 - Código de identificação do beneficiário titular do plano na operadora para beneficiários informados como dependentes para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei (contratado antes de 02/01/1999) Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa 35 Indicação de itens de procedimentos excluídos da Cobertura para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999). Validar valores: 1 existe exclusão de cobertura 2 não existe exclusão de cobertura ou a operadora comercializa somente planos posteriores à Lei nº 9.656/98. Observar as orientações do item 2.6 do Anexo II desta Instrução Normativa O registro tipo 5 Dados dos Itens dos Procedimentos Excluídos da Cobertura de Planos contratados antes de 02/01/1999 está suspenso, devendo a operadora somente validar os valores acima. 36 Data de adaptação ou migração ou mudança de planos anteriores à Lei 9.656/98 37 CEI Cadastro Específico do INSS da empresa que contratou o plano e onde trabalha o beneficiário titular Obrigatório para plano coletivo empresarial que não se enquadra no disposto do campo 33 CNPJ. Entra em vigor 90 dias após a data de publicação desta Instrução Normativa. Formato do (1) (14) 515 a a a a Linhas do tipo 2 Alteração, correção e reinclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários da ANS Tamanho do registro do beneficiário = 567 bytes Observação: Os campos em branco do presente formato, quando não sofrerem alteração, deverão estar em conformidade com os campos correspondentes do registro incluído tipo Número seqüencial da linha dentro do arquivo Valor: Seqüencial da linha anterior mais 1. Formato do (07) 001 a

21 02 - Indicador de registro tipo detalhe Valor: 2 Alteração. AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR 03 - Código de Identificação do beneficiário na operadora Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários do SIB Nome do Beneficiário Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários do SIB. Deve conter caracteres alfanuméricos sem repetição nas 3 primeiras posições Data de nascimento do beneficiário. Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. Deve ser menor que ou igual à data de envio do arquivo e menor que ou igual à data de adesão Sexo do beneficiário 07 - CPF Cadastro de Pessoas Físicas do beneficiário 08 - PIS/PASEP Programa de Integração Social/ Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público do beneficiário 09 - Nome da mãe do beneficiário 10 - Número do código do plano na ANS para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) 11 - Data de adesão ao plano Não se aplica na alteração 12 - Data de cancelamento ou de suspensão do contrato Não se aplica na alteração Formato do (70) (11) (11) (70) (09) 008 a a a a a a a a a a a

22 13 - Data de reinclusão para planos regulamentados (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) pela Lei nº 9.656/98. Se preenchido deve ser maior do que a data de cancelamento ou de suspensão do contrato e menor que ou igual à data de envio do arquivo. Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. 14 Logradouro do beneficiário Formato do (50) 235 a a Número do endereço de residência do beneficiário (5) 16 Complemento do logradouro do beneficiário (15) 17 - Bairro do logradouro do beneficiário 18 Município de residência do beneficiário Alfabético 293 a a a a Unidade da Federação 20 - CEP Código de Endereçamento Postal 21 Segmentação assistencial da cobertura do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 22 - Abrangência Geográfica da cobertura do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 23 Tipo de contratação do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 24 - Vínculo do beneficiário para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999). Alfabético (2) (2) (02) 373 a a a a a a

23 25 - Motivo de inclusão ou de cancelamento ou de suspensão do contrato ou da migração ou adaptação ou mudança de planos Se preenchido validar valores: 06 Mudança de plano 11 Plano antigo migrado 12 Plano antigo adaptado Atenção: 1.Este campo se aplica somente para informar o motivo de migração ou adaptação ou mudança de contratos. 2. Não pode ocorrer motivo 12 Plano antigo adaptado - após haver ocorrido motivo 11 Plano antigo migrado. 3. Migração e adaptação referem-se a planos anteriores à Lei 9.656/98. Formato do (02) 389 a Indicação de existência de Cobertura Parcial Temporária Para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 27 - Indicação de existência de co-participação ou franquia nas despesas de atendimento 28 Número do código do plano na operadora para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado antes de 02/01/1999) 29 - CNS Cartão Nacional de Saúde do beneficiário 30 Carteira de identidade do beneficiário 31 Órgão emissor da carteira de identidade do beneficiário 32 - Código do país emissor da carteira de identidade do beneficiário (1) (1) (15) (03) 391 a a a a a a a

24 33 CNPJ Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica - da empresa que contratou o plano e onde trabalha o beneficiário titular 34. Código do titular do plano para beneficiários informados como dependentes. 35. Indicação de itens de procedimentos excluídos da Cobertura 36. Data da adaptação ou de migração ou da mudança de planos anteriores à Lei 9.656/98 Preenchimento obrigatório a partir da competência abril de Atenção: 1.Este campo se aplica somente para informar data de migração ou adaptação ou mudança de contratos. 2. Não pode ocorrer motivo 12 Plano antigo adaptado - após haver ocorrido motivo 11 Plano antigo migrado. 3. Migração e adaptação referem-se a planos anteriores à Lei 9.656/ A data de migração ou de mudança de plano informada será considerada como a data de cancelamento do plano de saúde anterior a que o registro de dados referir. 37 CEI Cadastro Específico do INSS da empresa que contratou o plano e onde trabalha o beneficiário titular. Formato do (14) (1) (14) 501 a a a a a Linhas do tipo 3 Exclusão de registros de dados de beneficiários no Cadastro de Beneficiários da ANS Tamanho do registro do beneficiário = 567 bytes Observação: Os campos em branco do presente formato, quando não sofrerem alteração, deverão estar em conformidade com os campos correspondentes do registro incluído tipo Número seqüencial da linha dentro do arquivo Valor: Seqüencial da linha anterior mais 1. Formato do (07) 001 a

25 02 - Indicador de registro tipo detalhe Valor: 3 Exclusão AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR 03 - Código de Identificação do beneficiário na operadora Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários do SIB Nome do Beneficiário Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários do SIB Data de nascimento do beneficiário. Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia. Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários do SIB Sexo do beneficiário Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários da ANS. Formato do (70) 008 a a a a a CPF Cadastro de Pessoas Físicas do beneficiário (11) 08 - PIS/PASEP Programa de Integração Social/ Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público do beneficiário (11) 09 - Nome da mãe do beneficiário (70) 10 - Número do código do plano na ANS Para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (09) (contratados a partir de 02/01/1999) 118 a a a a Data de adesão ao plano Para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) Deve ser informado conforme consta no Cadastro de Beneficiários do SIB Data de cancelamento ou de suspensão do contrato para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) Deve ser igual ou maior do que a data de adesão ao plano e menor ou igual a data de envio do arquivo. Formato AAAAMMDD, onde AAAA é o ano, MM é o mês e DD é o dia Data de reinclusão para planos regulamentados (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) pela Lei nº 9.656/ a a a 242 Atenção: Este campo não se aplica a exclusão 14 Logradouro do beneficiário (50) 15 - Número do endereço de residência do beneficiário (5) 243 a a

26 Formato do 16 Complemento do logradouro do beneficiário (15) 17 - Bairro do logradouro do beneficiário 18 Município de residência do beneficiário Alfabético 19 - Unidade da Federação Alfabético (2) 20 - CEP Código de Endereçamento Postal 21 Segmento assistencial da cobertura do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) (2) 298 a a a a a a Abrangência Geográfica da cobertura do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 23 Tipo de contratação do plano para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 24 - Vínculo do beneficiário para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 25 - Motivo de inclusão ou de cancelamento ou de suspensão do contrato ou da migração ou adaptação ou mudança de planos para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) validar valores: 01 rompimento do contrato por iniciativa do beneficiário; 02 término da relação de vinculado a um beneficiário titular; 03 desligamento da empresa (para planos coletivos); 04 inadimplência; 05 óbito; 07 exclusão decorrente de mudança de código de beneficiário, motivada pela adaptação de sistema da operadora; 08 transferência de carteira; 09 alteração individual do código do beneficiário; 13 Inclusão indevida de beneficiários; 14 Fraude (art. 13 da Lei nº 9.656/98). Atenção: Estes campos se aplicam somente quando a data de cancelamento ou suspensão de contratos for informada. Quando ocorrer o motivo 07, 09 ou 13, a data de cancelamento (campo 12) deve ser igual a data da ocorrência do evento. A nova inclusão decorrente deve conter os mesmos dados do registro de beneficiário substituído. 26 Indicação de existência de Cobertura Parcial Temporária para planos posteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados a partir de 02/01/1999) e anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratados antes de 02/01/1999) 27 - Indicação de existência de co-participação ou franquia nas despesas de atendimento. 28 Número do código do plano na operadora para planos anteriores à Lei nº 9.656/98 (contratado antes de 02/01/1999) (02) (02) (1) (1) 385 a a a a a a a CNS Cartão Nacional de Saúde do beneficiário (15) 423 a

ANEXO I Instruções para atualizar os dados no SIB/ANS

ANEXO I Instruções para atualizar os dados no SIB/ANS ANEXO I Instruções para atualizar os dados no SIB/ANS Seção 1 Condições para atualizar o SIB/ANS 1.1. Os movimentos de atualização, definidos no inciso III do art. 2º da Resolução Normativa n 187, de 09

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 187, DE 9 DE MARÇO DE 2009 Estabelece normas para a geração, transmissão e controle de dados cadastrais de beneficiários

Leia mais

Instruções e Funcionalidades para geração e transmissão do SIB XML Versão 1.1.1

Instruções e Funcionalidades para geração e transmissão do SIB XML Versão 1.1.1 Instruções e Funcionalidades para geração e transmissão do SIB XML Versão 1.1.1 Estas instruções são válidas somente para arquivos XML gerados para atender o disposto na Resolução Normativa nº 295, de

Leia mais

Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0.1

Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0.1 Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0.1 Estas instruções são válidas somente para arquivos XML gerados para fins de testes até 05/06/2011. Introdução A atualização cadastral de beneficiários

Leia mais

Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML

Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML SIB/ANS Sistema de Informações de Beneficiários Histórico de Versões Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML O Histórico de versões do SIB/ANS é o instrumento utilizado para registrar,

Leia mais

Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/XML Críticas dos campos de dados cadastrais de beneficiários do SIB - versão 2.5 14 de Janeiro de 2015

Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/XML Críticas dos campos de dados cadastrais de beneficiários do SIB - versão 2.5 14 de Janeiro de 2015 Introdução Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/XML Críticas dos campos de dados cadastrais de beneficiários do SIB - versão 2.5 14 de Janeiro de 2015 1. O preenchimento dos campos de dados cadastrais

Leia mais

Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0

Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0 Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0 Introdução A partir de fevereiro de 2011, a atualização cadastral de beneficiários das operadoras de planos privados de assistência à saúde junto

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR MINISTÉRIO DA SAÚDE 1 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO - RDC Nº 3, DE 20 DE JANEIRO DE 2000 (*) Aprova normas de fornecimento de informações para cadastros de beneficiários. A Diretoria

Leia mais

Versão 3.0.4 (atualizado em 22/09/2010)

Versão 3.0.4 (atualizado em 22/09/2010) SIB/ANS Sistema de Informações de Beneficiários Histórico de Versões O Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS possui as finalidades previstas no Art. 19 da IN 35/DIDES/2009 Versão 3.0.4 (atualizado

Leia mais

Layout para geração de dados de folha de pagamentos para instituto de previdência

Layout para geração de dados de folha de pagamentos para instituto de previdência Instituto de Previdência - Layout para Geração de dados de folha de pagamento Informações Gerais Os dados no arquivo de texto deverão estar conforme algumas especificações descritas nesse manual. Os dados

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 295, DE 9 DE MAIO DE 2012 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 295, DE 9 DE MAIO DE 2012 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 295, DE 9 DE MAIO DE 2012 (VERSÃO COM VIGÊNCIA ATÉ 31/12/2014) Estabelece normas para a geração, transmissão e controle de dados cadastrais de beneficiários do Sistema de Informações

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários.

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Contributários demitidos ou exonerados sem justa causa e/ou aposentados. www.saolucassaude.com.br 01_ DIREITOS E DEVERES DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

Guia do usuário para utilização do sistema WCRC3 Central de Informações do Registro Civil da Arpen SP Gravação e envio dos registros

Guia do usuário para utilização do sistema WCRC3 Central de Informações do Registro Civil da Arpen SP Gravação e envio dos registros Guia do usuário para utilização do sistema WCRC3 Central de Informações do Registro Civil da Arpen SP Gravação e envio dos registros Página 1 de 12 1 Introdução 2 Procedimentos e padronização dos dados

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda a evolução da empresa nesse

Leia mais

Manual Xerox capture EMBRATEL

Manual Xerox capture EMBRATEL Manual Xerox capture EMBRATEL Versão 2 Junho/2011 Tópicos 1) Instalação do Xerox Capture 2) Utilização do Xerox Capture 2.1) Capturar pacotes de imagens pelo scanner 2.2) Importar pacote de imagens a partir

Leia mais

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54

Manual de Utilização Sisamil - Sistema Integrado de Saúde Amil Manual de Utilização 1 54 Manual de Utilização 1 54 Estamos definitivamente na era digital. Era da velocidade cada vez maior da informação. Era da otimização do tempo. O novo Sistema Integrado de Saúde Amil, SiSAmil, mostra toda

Leia mais

TUTORIAL // MÓDULO BENEFICIÁRIOS BENNER WEB MÓDULO BENEFICIÁRIOS

TUTORIAL // MÓDULO BENEFICIÁRIOS BENNER WEB MÓDULO BENEFICIÁRIOS BENNER WEB MÓDULO BENEFICIÁRIOS 1 Sumário Procedimento inicial para acessar o sistema na web... 3 Módulo Beneficiários... 3 1. INCLUSÃO DE MATRÍCULA ÚNICA, FAMÍLIAS E BENEFICIÁRIOS...4 Criar a Matrícula

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Manual do Software de Cobrança Itaú

Manual do Software de Cobrança Itaú Banco Itaú SA Manual do Software de Cobrança Itaú Última atualização: agosto/2006 Índice 1 Visão Geral 03 2 Instalação 03 3 Inserindo os dados de sua empresa 03 4 Inserindo os dados dos títulos de Cobrança

Leia mais

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO MANUAL ITCMD - DOAÇÃO ACESSO AO SISTEMA ITCMD 2 CRIAÇÃO E PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO 2 1º PASSO: ESCOLHA DO TIPO DE DECLARAÇÃO 2 2º PASSO: AJUDA INICIAL 3 3º PASSO: CADASTRAMENTO DE SENHA 3 4º PASSO:

Leia mais

BENNER WEB MÓDULO BENEFICIÁRIOS

BENNER WEB MÓDULO BENEFICIÁRIOS BENNER WEB MÓDULO BENEFICIÁRIOS 1 Módulo Beneficiários Onde são criados os registros das famílias dos titulares e definidas coberturas assistenciais do plano de saúde, bem como os valores de custeio, os

Leia mais

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6 SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS Versão 2.4.6 Sumário Fluxograma básico do processo de envio de remessa... 5 Criar novo certificado... 6 Aprovar certificado... 16 Preparar e enviar remessa...

Leia mais

Nota Fiscal Avulsa para MEI

Nota Fiscal Avulsa para MEI Nota Fiscal Avulsa para MEI Orientação geral quanto ao aplicativo de emissão da Nota Fiscal Avulsa para os contribuintes inscritos no Cadastro de Contribuintes de ICMS do Estado do Pará Sumário Avisos...3

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO Cordilheira Recursos Humanos Versão 2 PLANO DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE Criada a rotina de Plano de Assistência a Saúde. Esta rotina irá possibilitar gerar a DIRF com valores descontados

Leia mais

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03 2011 Versão 03 Web Empresas Agemed Saúde S/A. Esse documento tem como objetivo orientar as empresas contratantes do plano de saúde Agemed a utilizarem o ambiente Web para realização de movimentações cadastrais

Leia mais

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Manual de instruções Cadastro Avaliação 2013 Caro Usuário, Este manual contém todas as instruções necessárias para preenchimento dos dados de sua escola e alunos.

Leia mais

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1 Normatização: Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1 Instrução Normativa Receita Federal Brasileira nº 1548/2015 Art. 3º Estão obrigadas a inscrever-se no CPF as pessoas físicas: V - registradas

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde

Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Perguntas e Respostas sobre Portabilidade de Carência em Planos de Saúde Atos Normativos ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar Resolução Normativa 186, de 14 de janeiro de 2009 - ANS Instrução Normativa

Leia mais

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS Manual de digitação de contas Portal AFPERGS 1 Sumário Acesso à função digitação de contas... 3 O que é a Função digitação de contas (DC)... 4 Como proceder na função digitação de conta médica (DC)...

Leia mais

SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS DE SADT ELETIVO (FASCÍCULO DO SADT ELETIVO) VERSÃO I - 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA No-48, DE 10 DE SETEMBRO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA No-48, DE 10 DE SETEMBRO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA No-48, DE 10 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre o acompanhamento e avaliação da garantia de atendimento dos beneficiários pelas operadoras de planos de assistência à saúde, regulamenta

Leia mais

SISCOMEX EXPORTAÇÃO WEB

SISCOMEX EXPORTAÇÃO WEB SISCOMEX EXPORTAÇÃO WEB MÓDULO COMERCIAL 2 ÍNDICE REGISTRO DE EXPORTAÇÃO RE 04 REGISTRO DE VENDA RV 16 REGISTRO DE CRÉDITO RC 24 3 REGISTRO DE EXPORTAÇÃO - RE 4 INCLUSÃO DE RE Na tela de inclusão de Registro

Leia mais

MANUAL DE MOVIMENTAÇÃO WEB POR FORMULÁRIO

MANUAL DE MOVIMENTAÇÃO WEB POR FORMULÁRIO Este manual tem o objetivo de orientar o preenchimento do formulário de Movimentação Web disponibilizado na área de Movimentação de beneficiários por formulário que fica na área restrita da empresa no

Leia mais

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Sumário 1. Acesso ao sistema... 3 2. Funcionalidades do sistema... 5 3. Como tratar manifestações... 14 3.1 Detalhar...

Leia mais

SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA INFORMATIZADO DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS MANUAL DO PRESTADOR DE SERVIÇOS CONSULTÓRIOS/CLÍNICAS CREDENCIADAS PARA ATENDIMENTO ELETIVO (FASCÍCULO DO ATENDIMENTO ELETIVO) VERSÃO I - 2013 Instituto

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 2.0 São Paulo, 08 de junho de 2015. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

para outro) 23 ÍNDICE ERP 1- Cadastro de Produtos (Implantação no Almoxarifado) 04

para outro) 23 ÍNDICE ERP 1- Cadastro de Produtos (Implantação no Almoxarifado) 04 1 2 ÍNDICE ERP 1- Cadastro de Produtos (Implantação no Almoxarifado) 04 2- Notas de Compra (Incluindo Quantidades no Almoxarifado) 07 2.1 - Notas complementares 12 2.2 - Desmembramento de bens 13 3- Requisições

Leia mais

Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML

Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML SIB/ANS Sistema de Informações de Beneficiários Histórico de Versões Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML O Histórico de versões do SIB/ANS é o instrumento utilizado para registrar,

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

MOVIMENTAÇÕES PELO SITE UNIODONTO

MOVIMENTAÇÕES PELO SITE UNIODONTO MOVIMENTAÇÕES PELO SITE UNIODONTO Com o intuito de agilizar e facilitar as adesões, cancelamentos e al terações de usuários, estamos disponibilizando em nosso site o processo de movimentação bem como o

Leia mais

Gerencie Carteira - PF

Gerencie Carteira - PF Gerencie Carteira - PF Mais negócios para a sua empresa, com melhor resultado e o risco sob controle. Manual do Produto Manual do Produto 1 Índice Produto 02 Meio de acesso 02 Carteira de Clientes Pessoa

Leia mais

Módulo de Acesso Remoto

Módulo de Acesso Remoto Módulo de Acesso Remoto Manual do Usuário Página 1 de 30 Índice 1. Introdução 3 1.1. Objetivos deste documento 3 2. Requisitos do Sistema 4 2.1. Acrobat Reader 4 2.2. Pop Up Liberados 4 3. Acesso ao Sistema

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

Implementações da Versão 08/2014 da Folha de Pagamento

Implementações da Versão 08/2014 da Folha de Pagamento Implementações da Versão 08/2014 da Folha de Pagamento 1º Nova Orientação para o envio das informações do CAGED, ou seja: A admissão do trabalhador em percepção do Seguro-Desemprego somente deve ser enviada

Leia mais

ANEXO I GLOSSÁRIO A SER UTILIZADO PARA PREENCHIMENTO E ENVIO PELA INTERNET DAS INFORMAÇÕES DE QUE TRATA ESTA INSTRUÇÃO NORMATIVA.

ANEXO I GLOSSÁRIO A SER UTILIZADO PARA PREENCHIMENTO E ENVIO PELA INTERNET DAS INFORMAÇÕES DE QUE TRATA ESTA INSTRUÇÃO NORMATIVA. ANEXO I GLOSSÁRIO A SER UTILIZADO PARA PREENCHIMENTO E ENVIO PELA INTERNET DAS INFORMAÇÕES DE QUE TRATA ESTA INSTRUÇÃO NORMATIVA. 1. Nome do Plano Para os planos contratados após 1º de janeiro de 1999

Leia mais

RPS Recibo Provisório de Serviços Formato para envio do arquivo com os dados

RPS Recibo Provisório de Serviços Formato para envio do arquivo com os dados Manual de envio das remessas de RPS para UPLOAD, V1.00 P a g e 1 NFWeb RPS Recibo Provisório de Serviços Formato para envio do arquivo com os dados Conteúdo do arquivo com os dados do RPS Um ou mais RPS

Leia mais

Simples Nacional. Principais Roteiros e o Comunicado 11

Simples Nacional. Principais Roteiros e o Comunicado 11 Simples Nacional Principais Roteiros e o Comunicado 11 Simples Nacional Roteiro de acesso aos aplicativos Menu Roteiro para acesso ao Certificado Digital Roteiro para acesso ao e-cac Roteiro para Habilitação

Leia mais

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO

MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO MANUAL DE REGRAS E NORMAS TÉCNICAS PARA WEB GUIA E DEMONSTRATIVO DE PAGAMENTO Este Manual tem por finalidade orientar os procedimentos de preenchimento da Web Guia do CREDENCIADO no atendimento aos beneficiários

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS 1.Visão Geral O envio para registro dos dados das apólices e endossos emitidos diretamente pelas sociedades seguradoras, conforme regulamentado pela Circular SUSEP n 326 de 29.05.2006, deverá ser feito,

Leia mais

Gerenciador de Psicotropicos

Gerenciador de Psicotropicos Gerenciador de Psicotropicos Gerenciador de Psicotrópicos Introdução Este manual orientará na utilização da ferramenta disponibilizada pelo sistema VSM na geração e envio dos arquivos e controle dos livros

Leia mais

Sistema Auto Frota. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A.

Sistema Auto Frota. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Sistema Auto Frota Itaú Seguros de Auto e Residência S.A Como Acessar Acesse o Portal do corretor www.itauseguros.com.br/portal, no caminho: Home> Meus Negócios> Cotações e Propostas> Auto Frota> Cotação

Leia mais

Manual de Integração Web Service

Manual de Integração Web Service Manual de Integração Web Service Prefeitura de São Simão/MG 1. INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as especificações e critérios técnicos necessários para utilização do Web Service disponibilizado

Leia mais

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas Manual de Registro de Saída Procedimentos e Especificações Técnicas Versão 1.0 Dezembro 2010 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO REGISTRO DE SAÍDA - SIARE... 3 2.1 SEGURANÇA... 4 2.2

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 252, DE 28 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 252, DE 28 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 252, DE 28 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre as regras de portabilidade e de portabilidade especial de carências, alterando as Resoluções Normativas nº 186, de 14 de janeiro de

Leia mais

Orientação para inclusão dos Anexos da DIEF (DIEF versão 2.1.2)

Orientação para inclusão dos Anexos da DIEF (DIEF versão 2.1.2) Orientação para inclusão dos Anexos da DIEF (DIEF versão 2.1.2) 1º Passo: Para as declarações com período de referência a partir de 07/2015, os contribuintes devem continuar fazendo a declaração normalmente

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

http://www.certificado.caixa.gov.br

http://www.certificado.caixa.gov.br Exmo. Sr. Magistrado e, Sr. Servidor, Para obter a Identidade Digital através da Autoridade Certificadora CAIXA é necessário: Entrar no Site: http://www.certificado.caixa.gov.br e em Serviços on-line para

Leia mais

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS Este manual foi criado com o objetivo de facilitar o gerenciamento de suas contas de e-mail. Com ele, o administrador poderá criar e excluir e-mails, alterar senha, configurar redirecionamento de contas,

Leia mais

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Procedimentos de Configuração no CalcExpress....2 Procedimentos de Configuração no Emissor de Nota Fiscal Eletrônica...3 Gerando Arquivo

Leia mais

As principais alterações entre as versões 1.0 e 2.0 da NFS-e foram: Não obrigatória. Para informar o responsável pela retenção.

As principais alterações entre as versões 1.0 e 2.0 da NFS-e foram: Não obrigatória. Para informar o responsável pela retenção. As principais alterações entre as versões 1.0 e 2.0 da NFS-e foram: 1) Campos incluídos Campo País Prestador Tomador Prestação do serviço Data de competência no RPS Tipo Num (4) Não obrigatório Não obrigatória

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Portaria. Versão 4.8.J

Ajuda On-line - Sistema de Portaria. Versão 4.8.J Versão 4.8.J Sumário PORT - Módulo de Apoio Portaria 3 1 Manual... de Processos - Portaria 4 Fluxo - Portaria... 5 2 Configurações... 6 Unidades... de Internação 6 Setores Administrativos... 9 Configuração...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 1.0 São Paulo, 30 de julho de 2008. Índice 1. Introdução...2 2. Especificação...2

Leia mais

Com 30 participantes ou mais

Com 30 participantes ou mais MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE CUNHA ODONTOLOGIA S/S LTDA CNPJ n : 06.216.938/0001-20 N de registro na ANS: 41695-9 Site: www.cunhaodontologia.com.br Tel: Serviços: (62) 3945.5673

Leia mais

SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes

SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes Manual do Sistema Associações 1. Pré-Cadastro SICAN...3 2. Preenchimento do cadastro...5

Leia mais

Número. Preenchimento

Número. Preenchimento Num. de casas Identificador Observação Referência Nome do campo Descrição Formato Obrigatório decimais do Mínimo Máximo Definição do registro 10 1 TipoReg Tipo de registro Numérico Sim 2 0 Fixo 2 2 Preencher

Leia mais

PLATIN INFORMÁTICA. SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos

PLATIN INFORMÁTICA. SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos PLATIN INFORMÁTICA SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos Manual do Usuário INVENTÁRIO (Novo ou Ajuste de Inventário) Versão 1.0.3.97

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO SVA PARA VALIDAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Instrução Normativa RFB nº 1.452, de 21 de fevereiro de 2014 Ato Declaratório Executivo nº 21, de

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009 Dispõe sobre a regulamentação da portabilidade das carências previstas no inciso V do

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VIA FÁCIL BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

MANUAL DO USUÁRIO VIA FÁCIL BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS Serviço de Segurança contra Incêndio MANUAL DO USUÁRIO versão atualizada em novembro de

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Disponibilização de Programas

Leia mais

Universidade Federal do Piauí. Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Diretoria de Informação e Avaliação Institucional

Universidade Federal do Piauí. Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Diretoria de Informação e Avaliação Institucional Universidade Federal do Piauí Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Diretoria de Informação e Avaliação Institucional 2011 SISTEMA ENADE ENTRADA DE DADOS A entrada de dados no Sistema Enadeserá realizada

Leia mais

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO APRESENTAÇÃO O CPS FINANÇAS PESSOAIS é um software desenvolvido para gerenciar a movimentação financeira de forma pessoal, rápida e simplificada fornecendo relatórios e demonstrativos. Este manual é parte

Leia mais

Alteração de dados cadastrais de Participantes no PASEP 1) PARTICIPANTES - ALTERAÇÕES CADASTRAIS BATCH

Alteração de dados cadastrais de Participantes no PASEP 1) PARTICIPANTES - ALTERAÇÕES CADASTRAIS BATCH Alteração de dados cadastrais de Participantes no PASEP 1) PARTICIPANTES - ALTERAÇÕES CADASTRAIS BATCH A partir de 01.07.2003 os arquivos para alteração de participantes no PASEP terão novo formato devido

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED EMPRÉSTIMO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE I - Site Portocred

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED EMPRÉSTIMO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE I - Site Portocred I - Site Portocred Para acessar o site Portocred, devemos entrar no link: extranet.portocred.com.br/cp e após clicar na opção Crédito Pessoal Perto Check. *Lançar o usuário e a senha que serão informadas

Leia mais

UNICOM / SEFAZ-MS / Jan. 2015 - Versão 1.00

UNICOM / SEFAZ-MS / Jan. 2015 - Versão 1.00 UNICOM / SEFAZ-MS / Jan. 2015 - Versão 1.00 Manual para Emissão da Carta de Correção eletrônica (CT-e) Este Manual tem como finalidade a apresentação do procedimento operacional de uma Carta de Correção

Leia mais

Alvará comercial na internet.

Alvará comercial na internet. Alvará comercial na internet. Objetivo: Permitir aos Contadores conveniados a emissão de alvará inicial ou outros serviços destinados as empresas e liberados pela internet cujo acesso depende de autorização

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2

ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2 ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2 1.1. ACESSANDO A APLICAÇÃO... 2 1.2. GUIA : BOLSAS... 3 1.2.1. Instruções para preenchimento dos campos... 3 1.3. GUIA : OBSERVAÇÃO... 7 1.4. GUIA : UNIDADES... 8 1.4.1.

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Presumido Informações importantes A Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação acessória, cuja primeira entrega

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes)

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Page 1 of 30 Impressao Oficial de justiça De PJe - Manual imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Tabela de conteúdo 1 Manual do Oficial de Justiça

Leia mais

Manual de Utilização Autorizador

Manual de Utilização Autorizador 1) Acessando: 1-1) Antes de iniciar a Implantação do GSS, lembre-se de verificar os componentes de software instalados no computador do prestador de serviço: a) Sistema Operacional: nosso treinamento está

Leia mais

Roteiro para o Envio de Documentos pela Internet

Roteiro para o Envio de Documentos pela Internet Diretoria de Tecnologia da Informação Roteiro para o Envio de Documentos pela Internet Portal e-contas Manaus, Março de 2013 Controle das Versões Data da Versão Versão 14/03/2013 1.0 Página 2 de 17 Conteúdo

Leia mais

Manual WSD Unimed Vale do São Francisco Cooperativa de Trabalho Médico LTDA Rua do Coliseu, 123 Centro, Petrolina/PE CEP: 56302.

Manual WSD Unimed Vale do São Francisco Cooperativa de Trabalho Médico LTDA Rua do Coliseu, 123 Centro, Petrolina/PE CEP: 56302. Manual WSD 1 Manual de Acesso e Utilização do WSD-TISS Considerações Iniciais IMPORTANTE!!! Informamos que respeitando a Instrução Normativa nº 28, publicada pela ANS em 11 de janeiro de 2008, a partir

Leia mais

MULTIACERVO Implementações da versão 19 - Completa

MULTIACERVO Implementações da versão 19 - Completa Data: Fevereiro / 2014 Tela de detalhes dos empréstimos Passa a exibir a matrícula do leitor e sua quantidade de itens emprestados. Gestão de doações Permite registrar as doações, tanto de entrada como

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 02/2011

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 02/2011 pg. 1/9 ORDEM DE SERVIÇO 02/2011 Dispõe sobre as regras de auditoria para homologação eletrônica da atualização de cadastro de médicos credenciados no IPERGS. O DIRETOR DE SAÚDE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

Manual de Instalação Malote Eletrônico Banrisul

Manual de Instalação Malote Eletrônico Banrisul Manual de Instalação Malote Eletrônico Banrisul 1. Introdução Este manual tem a finalidade de orientar o cliente do Banrisul e Conveniado ao serviço de Malote Eletrônico. O Malote Eletrônico é um produto

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 2

Sumário INTRODUÇÃO... 2 Sumário INTRODUÇÃO... 2 DOWNLOAD DOS ARQUIVOS DE INSTALAÇÃO DO RPC... 3 CRIANDO UM DIRETÓRIO TEMPORÁRIO... 3 ACESSANDO A PÁGINA ELETRÔNICA... 4 COPIANDO OS ARQUIVOS... 5 DESCOMPACTANDO OS ARQUIVOS... 9

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde ADAPTAÇÃO MIGRAÇÃO Conceito É a alteração (aditamento) do contrato antigo, assinado antes de janeiro de 1999, para adequá-lo

Leia mais

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013

Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 Padrão TISS RADAR TISS Operadoras Edição 2013 SUMÁRIO Questão 1 - Valor dos eventos de atenção à saúde, por grupo e origem... 4 Questão 2 Quantitativo e valor dos eventos de atenção à saúde por prestador...

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH Sistema de Gestão de Pessoas Versão 2.0a Manual de Operação

Leia mais