1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1. 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2"

Transcrição

1 Tema de Pesquisa: Internacional 20 de Agosto de 2013

2 Revista de Imprensa (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2 3. (PT) - Económico Online, 20/08/2013, Só o retalho nacional escapa ao capital angolano Económico 3 4. (PT) - Jogo, 20/08/2013, Sonho está mais perto 4 5. (PT) - Diário Económico, 20/08/2013, Angola é o maior investidor estrangeiro na bolsa portuguesa 5

3 A1 ID: Tiragem: Âmbito: Informação Geral Pág: 12 Área: 5,63 x 29,86 cm² Corte: 1 de 1 Página 1

4 A2 ID: Tiragem: Âmbito: Regional Pág: 22 Área: 4,80 x 8,58 cm² Corte: 1 de 1 Página 2

5 A3 Só o retalho nacional escapa ao capital angolano Económico Tipo Meio: Internet Data Publicação: 20/08/2013 Meio: URL: Económico Online / Entre os principais sectores da economia nacional, apenas o retalho permanece imune ao investimento angolano. Entre os principais sectores da bolsa nacional, só o retalho não tem investimento angolano. Depois de um período em que as maiores empresas portuguesas procuravam investir em Angola, nos últimos anos tem sucedido o contrário: são os angolanos que compram empresas em Portugal. Da banca à energia, passando pelos media e pelas telecomunicações, Angola está hoje presente em todos os principais sectores da economia nacional. Uma presença reforçada com a recente entrada no capital da Soares da Costa, através do empresário António Mosquito, o que torna o retalho português o único sector ainda imune à presença angolana. Só em participações qualificadas em empresas do PSI20, o investimento angolano soma já quase três mil milhões de euros, ou mais de 5% do mercado de capitais português. Números que já fazem de Angola o maior investidor no mercado nacional (ver pág. 22). Entre os casos mais sonantes estão as participações de Isabel dos Santos no capital da Zon, no valor de cerca de 380 milhões de euros, ou 28,8% do capital da operadora. A empresária angolana está também indirectamente presente no capital da Galp, através da participação de 45% detida na Amorim Energia pela Esperanza Holding, controlada por Isabel dos Santos e pela Sonangol. O valor do investimento na Galp ascende quase a 1,8 mil milhões de euros. A Sonangol e a Santoro têm ainda presença na banca portuguesa, no capital do BCP e do BPI, respectivamente. Rui Barroso e Marta Marques Silva20/08/13 00:05 Página 3

6 A4 ID: Tiragem: Âmbito: Desporto e Veículos Pág: 33 Área: 17,52 x 20,27 cm² Corte: 1 de 1 Página 4

7 A5 ID: INVESTIDORES DA BOLSA NACIONAL Tiragem: Âmbito: Economia, Negócios e. Pág: 22 Cores: Preto e Branco Área: 27,04 x 31,73 cm² Corte: 1 de 4 Angolaéomaior investidor estrangeiro na bolsa portuguesa Bolsa A família Soares dos Santos mantém a maior posição na bolsa portuguesa. No entanto, a Sonangol e Isabel dos Santos escalaram lugares na lista dos maiores investidores. Rui Barroso Os investidores angolanos são os estrangeiros que têm uma maior posição nas cotadas do PSI 20. No total, as aplicações feitas por entidades do país africano valem 2,86 mil milhões de euros, segundo cálculos do Diário Económico. As posições na Galp, Zon Multimédia e BPI foram suficientes para que Angola ultrapassasse a China, Itália e Espanha na lista dos países com posições mais significativas no mercado accionista português. Um dos factores que ajudou os investidores angolanos a chegarem ao topo dos que mais investem nas cotadas do PSI 20 foi o reforço que a Amorim Energia, detida a 55% por Américo Amorim e em 45% pela Esperanza Holding, tem feito na Galp. A Esperanza Holding é detida pela Sonangol, que controla a entidade, e por Isabel dos Santos. A posição deste veículo de investimento angolano na Galp vale 1,79 mil milhões de euros. Já a participação de Américo Amorim está avaliada em 2,2 mil milhões de euros, o que faz do empresário português o quarto maior investidor da bolsa portuguesa. Além da posição na Galp, a Sonangol tem ainda uma participação de 19,44% no BCP, avaliada em 398,4 milhões de euros. Os investimentos na Galp e no banco liderado por Nuno Amado fazem da empresa estatal angolana a terceira entidade com investimentos mais valiosos na bolsa portuguesa. Já as aplicações de Isabel dos Santos na Zon e no BPI valem 390,8 milhões e 273,4 milhões de euros, respectivamente. Existem ainda investidores angolanos na Cofina (ver página 24). Os investimentos angolanos nas cotadas do PSI 20 ultrapassamosdechinesesem460,7 milhões de euros. A maior posição de entidades deste país asiático está concentrada na EDP, com os 21,35% da China Three Gorges a valerem 2,1 mil milhões de euros. Esta empresa é o quinto maior investidor do PSI 20. Além da eléctrica, a China está ainda na REN através da State Grid, uma posição avaliada em 293,7 milhões. No ranking da nacionalidade dos maiores investidores na bolsa portuguesa, seguem-se entidades espanholas, francesas e italianas. Neste último caso, o total do investimento é da responsabilidade de apenas uma empresa, a Eni, accionista de referência da Galp. Família Soares dos Santos continua a dominar o PSI 20 Apesar do aumento do valor das participações angolanas na bolsa portuguesa, a entidade com uma posição mais valiosa continua a ser a Sociedade Manuel dos Santos, da família Soares dos Santos. E para liderar a lista dos maiores investidores da bolsa portuguesa basta a participação de 56,1% na Jerónimo Alexandre Soares dos Santos Presidente da Sociedade Francisco Manuel dos Santos A família Soares dos Santos tem a posição mais valiosa da bolsa portuguesa. A participação na Jerónimo Martins, detida através da Sociedade Francisco Manuel dos Santos, está avaliada em 5,5 mil milhões de euros. Martins. Aos preços de ontem, a posição está avaliada em 5,5 mil milhões de euros. Já o clã Azevedo não vai além do décimo lugar dos maiores investidores do PSI 20. As posições na Sonae, Sonae Indústria e Sonaecom estão avaliadas em 1,25 mil milhões de euros. No segundo lugar da lista das entidades com maiores investimentos na bolsa portuguesa está a EDP. O grupo liderado por António Mexia detém 77,5% da EDP Renováveis, uma posição avaliada em 2,61 mil milhões de euros segundo os valores de mercado de ontem. Além do controlo da eólica, a EDP é ainda accionista da REN e do BCP, com posições avaliadas em 58,7 milhões e 61,4 milhões, respectivamente. Outro grande grupo económico português a destacar-se na lista das entidades que têm posições mais valiosas é o BES. O grupo tem uma posição de 1,97 mil milhões de euros na bolsa nacional, repartida por posições no BES, Espírito Santo Financial Group, Portugal Telecom. De referir que naquele número estão incluídos os investimentos feitos pelo BES, ESFG e pela Espírito Santo e Irmãos. Estado já não está na lista dos dez maiores investidores Durante muito tempo, o Estado foi uma das entidades com um dos pesos mais relevante na bolsa portuguesa. No entanto, a venda da posição na EDP à CTG e a privatização de parte do capital da REN encolheram a posição do Estado na bolsa nacional. Além disso, entidades estatais portuguesas como a Caixa Geral de Depósitos reduziram a posição em várias cotadas nacionais, devido em parte às imposições da troika. Assim, as posições do Estado no PSI 20 estão avaliadas em mil milhões de euros. Ocupa o 11º lugar no ranking. Em meados do ano passado, o Estado era a sétima entidade com posições mais valiosas na bolsa portuguesa. METODOLOGIA Para aferir o valor dos investimentos no PSI 20 foram analisadas as participações qualificadas, isto é, acima de 2%, nas cotadas da bolsa nacional, segundo as informações disponibilizadas pelas empresas e os comunicados feitos à CMVM. Apesar de a Esperanza Holding ser detida em conjunto pela Sonangol e por Isabel dos Santos,ovalorda posição na Galp foi atribuído à petrolífera angolana, já que esta tem o controlo da sociedade. No caso dos investimentos atribuídos a Belmiro de Azevedo estão incluídas as posições da Efanor e o investimento da Sonae SGPS na Sonaecom. Já no caso do BES, foram incluídas as posições do BES, do ESFG e da Espírito Santo e Irmão. Os investimentos atribuídos a Pedro Queiroz Pereira incluemasposiçõesde entidades da família Queiroz Pereira na Semapa e a posição desta empresa no capital da Portucel. No caso do Estado foram calculadas as posições detidas através da Parpública e da CGD. Página 5

8 Tiragem: Pág: 23 ID: Âmbito: Economia, Negócios e. Área: 27,89 x 31,73 cm² Corte: 2 de 4 Metade do PSI 20 é controlado apenas por 15 entidades Accionistas de referência controlamdoisterçosdabolsa portuguesa. Cerca de metade do valor da bolsa portuguesa encontra-se nas mãos de apenas 15 entidades. As vinte cotadas que integram o índice de referência nacional têm um valor de mercado de 53,7 mil milhões de euros. Já as 15 entidades com maiores participações na bolsa portuguesa têm investimentos avaliados em 26,6 mil milhões de euros, 49,4% do valor total das cotadas do PSI 20. Aliás, grande parte do capital da bolsa portuguesa está alocado em investidores qualificados, isto é, entidades que dominam2%oumaisdeuma cotada. No total, o valor das participações qualificadas é equivalente a 65% da capitalização bolsista conjunta das cotadas do PSI 20. Ou seja, apenas um terço do valor da bolsa portuguesa não está nas mãos de accionistas de referência O peso dos maiores investidores na bolsa nacional é notório quando se analisa a percentagem das participações face ao valor total do PSI 20. O investimento da Sociedade Francisco Manuel dos Santos na Jerónimo Martins, por exemplo, é equivalente a mais de 10% do valor de todas as cotadas do índice de referência da bolsa portuguesa. Já as participações da EDP têm um valor equivalente a 5% da bolsa portuguesa. Por seu lado, a Sonangol e Américo Amorim, com investimentos de valor equivalente a 4% do PSI 20. mais de 500 milhões de euros aplicados (Isabel dos Santos, Iberdrola, La Caixa, Liberbank e Capital Group). Esta última entidade éagestora de fundos com participações qualificadas mais valiosas na bolsa nacional. A entidade norte-americana detém posições avaliadas em 570 milhões de euros na EDP e no BES. Além do Capital Group existem outras gestoras de activos com investimentos significativos na bolsa portuguesa e que detêm participações qualificadas em cotadas nacionais. É o caso da BlackRock, que tem posições avaliadas em 484 milhões de euros na Portugal Telecom, Zon Multimédia e Jerónimo Martins. Também as gestoras espanhola Bestinver e a francesa Carmignac têm investimentos avultados no PSI 20. A Bestinver tem participações qualificadas de 280 milhões de euros na Sonae, Semapa, Portugal Telecom e Altri. Por seu lado, a Carmignac tem 265 milhões de euros aplicados na Jerónimo Martins. R.B. Existem 11 entidades ou investidores com aplicações na bolsa portuguesa superiores a mil milhões de euros. Infografia: Susana Lopes 11 entidades têm investimentos acima de mil milhões Além da Sociedade Francisco Manuel dos Santos, da EDP, da Sonangol e de Américo Amorim, existem mais sete investidores com posições na bolsa portuguesa avaliadas em mais de mil milhões de euros (China Three Gorges, BES, família Queiroz Pereira, Eni, Credit Agricole, Belmiro de Azevedo e o Estado). Mas os investimentos significativos na bolsa portuguesa não se ficam por aqui. Além das 11 entidades com aplicações superiores a mil milhões de euros, existem cinco investidores com Página 6

9 ID: INVESTIDORES DA BOLSA NACIONAL Só o retalho nacional escapa ao capital angolano Investimento Entre os principais sectores da economia nacional, apenas o retalho permanece imune ao investimento angolano. A Jerónimo Martins, que detém a cadeia de supermercados Pingo Doce, é o único grupo de distribuição português sem relações ou parcerias com capital angolano. Tiragem: Âmbito: Economia, Negócios e. Pág: 24 Área: 26,17 x 35,27 cm² Corte: 3 de 4 Paulo Alexandre Coelho Marta Marques Silva e Rui Barroso Entre os principais sectores da bolsa nacional, só o retalho não tem investimento angolano. Depois de um período em que as maiores empresas portuguesas procuravam investir em Angola, nos últimos anos tem sucedido o contrário: são os angolanos que compram empresas em Portugal. Da banca à energia, passando pelos media e pelas telecomunicações, Angola está hoje presente em todos os principais sectores da economia nacional. Uma presença reforçada com a recente entrada no capital da Soares da Costa, através do empresário António Mosquito, o que torna o retalho português o único sector ainda imune à presença angolana. Só em participações qualificadas em empresas do PSI 20, o investimento angolano soma já quase três mil milhões de euros, ou mais de 5% do mercado de capitais português. Números que já fazem de Angola o maior investidor no mercado nacional DISTRIBUIÇÃO Sonae abre hipers em parceria com Isabel dos Santos O grupo Sonae está a preparar a entrada em Angola, onde pretende abrir até seis hipermercados Continente. A expansão será feita através da joint-venture que o grupo liderado por Paulo de Azevedo fechou com a Condis da empresária angolana Isabel dos Santos, onde detém 49% do capital. A previsão era abrir as primeiras lojas em 2013, mas a empresa adiou ametapara2015.d.l. (ver pág. 22). Entre os casos mais sonantes estão as participações de Isabel dos Santos no capital da Zon, no valor de cerca de 380 milhões de euros, ou 28,8% do capital da operadora. A empresária angolana está também indirectamente presente no capital da Galp, através da participação de 45% detida na Amorim Energia pela Esperanza Holding, controlada por Isabel dos Santos e pela Sonangol. O valor do investimento na Galp ascende quase a 1,8 mil milhões de euros. A Sonangol e a Santoro têm ainda presença na banca portuguesa, no capital do BCP e do BPI, respectivamente. Já os órgãos de comunicação social são uma tendência mais recente do interesse angolano em Portugal. O exemplo mais expressivo pertence à Newshold, com uma participação superior a 15% na Cofina. A construção passará também a figurar nesta lista a partir de Setembro, quando os accionistas da Soares da Costa deverãodaroavalàentradadoempresário António Mosquito, que passará a controlar 66,7% do capital da Soares da Costa Construção (ver caixa ao lado). Neste sector, a tendência começou por ser inversa. Há muito que as grandes empresas portuguesas têm presença em Angola. Todos os principais bancos portugueses têm presença no mercado angolano, mastambémasgrandesconstrutoras Mota-Engil, Teixeira Duarte, Soares da Costa, Opway e Edifer. Ou ainda a cimenteira Secil, as operadoras de telecomunicações Portugal Telecom, Zon Multimedia e Visabeira ou a petrolífera Galp. Mais uma vez apenas o retalho nacional parecia imune a esta relação, que conhecerá novos desenvolvimentos entre o final deste ano e oiníciode2014,comaentrada da Sonae em Angola, em parceria com Isabel dos Santos. O mercado angolano tem sido um bálsamo para as contas de muitas cotadas nacionais, afectadas pela crise económica em Portugal. Recapitalização da Soares da Costa decidida a 23 de Setembro Os accionistas da Soares da Costa irão decidir no próximo dia 23 de Setembro, em assembleia geral extraordinária, se aprovam ou rejeitam a operação de recapitalização da construtora, apresentada na semana passada. De acordo com esse anúncio, a recapitalização da Soares da Costa Construção será liderada pelo empresário angolano António Mosquito, que irá injectar cerca de 70 milhões de euros para ficar a controlar 66,7% da empresa. O actual accionista maioritário da construtora Soares da Costa, o empresário Manuel Fino, irá perder o controlo da construtora, passando a deter os restantes 33,3%, mas irá manter o domínio da holding,queéaempresado grupo cotada na Euronext Lisbon. Só um imprevisto de última hora deverá impedir a aprovação da entrada de António Mosquito na estruturaaccionistadasoaresda Costa nesta próxima assembleia 0,28 0,25 0,22 0,19 19 Jul 13 Fonte: Bloomberg 19 Ago 13 geral extraordinária, que tem como ponto único da agenda de trabalhos este tema. No princípio de acordo entre Manuel Fino e António Mosquito, o empresário português impôs ao congénere angolano várias regras, como a obrigatoriedade de manter a sede social e efectiva da empresa em Portugal. Caso não sejam respeitados este e outros princípios, António Mosquito terá de pagar 42 milhões de euros antecipados a Manuel Fino, para este sair da estrutura accionista da construtora. A empresa apresentou na passada quarta- -feira resultados do primeiro semestre deste ano, durante oqualreduziuosprejuízosde14 para9,2milhõesdeeuros.n.m.s. Página 7

10 Tiragem: Pág: 1 ID: Âmbito: Economia, Negócios e. Área: 26,26 x 4,47 cm² Corte: 4 de 4 Angola é o maior investidor estrangeiro na bolsa nacional Jerónimo Martins, EDP, Sonangol, Galp e China Three Gorges são, por esta ordem, os investidores com maior peso na bolsa nacional. Os angolanos já são os maiores investidores estrangeiros. P22A24 Página 8

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O Soares dos Santos tem mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos A subida das acções da Jerónimo Martins levou a família

Leia mais

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 Caixa acelera expansão em Angola Controlo da parceria com Totta será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 BANCA CGD antecipa controlo do Caixa Totta e acelera expansão em Angola

Leia mais

Quadro 1 Dimensão do controlo da EDP e da GALP por capital estrangeiro

Quadro 1 Dimensão do controlo da EDP e da GALP por capital estrangeiro RESUMO DESTE ESTUDO O sector da energia é estratégico em qualquer país, em termos de desenvolvimento e de independência nacional. Os governos, desde que tenham um mínimo de dignidade nacional e se preocupem

Leia mais

As nossas acções Sonaecom

As nossas acções Sonaecom 3.0 As nossas acções Em 2009, as acções da Sonaecom registaram o segundo melhor desempenho do PSI-20, valorizando cerca de 92,2 %, o que constitui uma prova clara da nossa resiliência e um voto de confiança

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Queda nos lucros da banca retira 80 milhões ao Fisco. Resultados dos quatro maiores bancos privados caíram mais de 40% no primeiro

Leia mais

Processo de Decisão. Determinada perspectiva sobre um subjacente. Perspectiva sobre o movimento do subjacente. Escolher o tipo de produto.

Processo de Decisão. Determinada perspectiva sobre um subjacente. Perspectiva sobre o movimento do subjacente. Escolher o tipo de produto. Processo de Decisão Determinada perspectiva sobre um subjacente Perspectiva sobre o movimento do subjacente Escolher o tipo de produto Warrant Inline À escolha Certificados Turbo 1 1. Subjacentes Sumário

Leia mais

Academia de Warrants. 5. ETFs

Academia de Warrants. 5. ETFs Academia de Warrants 5. ETFs ETFs - Sumário Executivo 1. Definição 2. Comparação ETF Fundo Activo 3. ComStage 4. Como negociar 1 1/28 ETFs - Sumário Executivo 1. Definição 2. Comparação ETF Fundo activo

Leia mais

Listed Companies Results First Quarter 2015 Resultados das Empresas Cotadas Primeiro Trimestre 2015. dossiers

Listed Companies Results First Quarter 2015 Resultados das Empresas Cotadas Primeiro Trimestre 2015. dossiers dossiers Business and Companies Empresas e Listed Companies Results First Quarter 215 Resultados das Empresas Cotadas Primeiro Trimestre 215 Last Update Última Actualização: 8/6/215 Portugal Economy Probe

Leia mais

PRESS RELEASE. Empresas portuguesas reduzem emissões de carbono, embora não possuam estratégias de redução de emissões a longo prazo

PRESS RELEASE. Empresas portuguesas reduzem emissões de carbono, embora não possuam estratégias de redução de emissões a longo prazo PRESS RELEASE Iberia 125 Climate Change Report Empresas portuguesas reduzem emissões de carbono, embora não possuam estratégias de redução de emissões a longo prazo O relatório Iberia 125 Climate Change

Leia mais

ETFs. Produtos de Investimentos Estruturados. José da Silva Pires / Commerzbank

ETFs. Produtos de Investimentos Estruturados. José da Silva Pires / Commerzbank ETFs Produtos de Investimentos Estruturados ETFs Ideias geniais são frequentemente muito simples fósforo (em grego o que traz luz ) - 1669 1993, os primeiros ETF s negociados na American Stock Exchange

Leia mais

dívida das empresas Dividendos são mais atractivos que H ^^" "^ T á2o anos que a

dívida das empresas Dividendos são mais atractivos que H ^^ ^ T á2o anos que a Dividendos são mais atractivos que dívida das empresas Algumas das maiores empresas do PSI 2O, como a Portugal Telecom e a EDP, têm uma taxa de rentabilidade dos dividendos mais elevada que os juros pagos

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, dia 9 de Maio de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, dia 9 de Maio de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Sexta-feira, dia 9 de Maio de 2008 1. Sonangol avalia entrada na Portucel (pág. 1, 14 e 15) O braço financeiro de Luanda quer ajuda da papeleira de Queiroz Pereira para

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, dia 14 de Abril

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, dia 14 de Abril DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Terça-feira, dia 14 de Abril 1. Egípcios querem comprar negócio da PT em Marrocos. Os Egípcios da Orascom Telecom pretendem ficar com a operação da PT em Marrocos. Está

Leia mais

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1

1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 Tema de Pesquisa: Internacional 07 de Dezembro de 2012 Revista de Imprensa 07-12-2012 1. (PT) - Diário Económico, 07/12/2012, Portuguesa Gesto Energy ganha planeamento energético de Angola 1 2. (PT) -

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Crise custa 860 milhões aos bancos portugueses (págs. 1, 4 a 6) Quase mil milhões. É este o custo da crise internacional para os

Leia mais

SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO

SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição de Obrigações CONTINENTE 7% 2015 23 de Julhode 2012 ENTIDADE OFERENTE OFERTA PÚBLICA DE SUBSCRIÇÃO Obrigações

Leia mais

Iberia 125 Climate Change Report 2014 Key findings & scoring results

Iberia 125 Climate Change Report 2014 Key findings & scoring results www.pwc.com Iberia 125 Climate Change Report 2014 Key findings & scoring results Lisboa 30 Cláudia Coelho Sustainable Business Solutions Portugal , advisor do CDP Iberia pelo quarto ano Iberia 125 Climate

Leia mais

JERÓNIMO MARTINS SGPS, S.A. Lista de Transacções de Dirigentes

JERÓNIMO MARTINS SGPS, S.A. Lista de Transacções de Dirigentes JERÓNIMO MARTINS SGPS, S.A. Lista de Transacções de Dirigentes 30 de Abril de 2009 Jerónimo Martins, SGPS, S.A., vem, no cumprimento do número 7 do artigo 14º do Regulamento da CMVM 5/2008 informar sobre

Leia mais

Jogo do Investimento 2012 REGULAMENTO DO JOGO

Jogo do Investimento 2012 REGULAMENTO DO JOGO Jogo do Investimento 2012 REGULAMENTO DO JOGO Jogo do Investimento 2012 ÍNDICE Acerca do Jogo do investimento... 2 Como Participar no Jogo do Investimento?... 4 Qual o objectivo do jogo?... 5 Qual o calendário

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Bancos voltam a dar mais crédito às empresas (manchete, pág. 17). Malparado em alta nos empréstimos a famílias e sociedades.

Leia mais

Ccent. 17/2012 BES / BES-VIDA. Decisão de Não Oposição da Autoridade da Concorrência

Ccent. 17/2012 BES / BES-VIDA. Decisão de Não Oposição da Autoridade da Concorrência Ccent. 17/2012 BES / BES-VIDA Decisão de Não Oposição da Autoridade da Concorrência [alínea b) do n.º 1 do artigo 35.º da Lei n.º 18/2003, de 11 de Junho] 3/05/2012 DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DA AUTORIDADE

Leia mais

BPI Portugal. Rentabilidades Anualizadas a 30-06-2011 1 Ano -2.6% 3 Anos -6.1% 5 Anos -4.2% Desde o inicio 5.2% VALORIZAÇÃO

BPI Portugal. Rentabilidades Anualizadas a 30-06-2011 1 Ano -2.6% 3 Anos -6.1% 5 Anos -4.2% Desde o inicio 5.2% VALORIZAÇÃO BPI Portugal VALORIZAÇÃO Tipo de Fundo: Fundo aberto de acções. Fundo de Acções Nacionais Data de Início: 3 de Janeiro de 1994 Objectivo: Política de Distribuição de Rendimentos: Banco Depositário: Locais

Leia mais

1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas "fogem" para o estrangeiro 1

1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas fogem para o estrangeiro 1 Tema de Pesquisa: Construção 02 de Outubro de 2012 Revista de Imprensa 02-10-2012 1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas "fogem" para o estrangeiro 1 2. (PT) - i, 02/10/2012, Precários lançam

Leia mais

Divulgar este estudo é denunciar a forma como são utilizadas as empresa privatizadas Pág. 1

Divulgar este estudo é denunciar a forma como são utilizadas as empresa privatizadas Pág. 1 Divulgar este estudo é denunciar a forma como são utilizadas as empresa privatizadas Pág. 1 OS FALSOS ARGUMENTOS UTILIZADOS PARA PRIVATIZAR AS EMPRESAS PÚBLICAS : Entre 1987 e 2008 as privatizações deram

Leia mais

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira EMITENTE Grupo Visabeira SGPS, S.A. RATING DE EMITENTE Médio e Longo Prazo BB+ (BB+, com tendência estável) B

Leia mais

Projeto de Lei n.º 130/XII/1.ª

Projeto de Lei n.º 130/XII/1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Lei n.º 130/XII/1.ª Reforça a tributação sobre os rendimentos distribuídos por entidades localizadas em off-shore ou em países ou regiões com regimes

Leia mais

Listed Companies Results Full Year 2015 Resultados das Empresas Cotadas Ano dossiers. Business and Companies Empresas e Negócios

Listed Companies Results Full Year 2015 Resultados das Empresas Cotadas Ano dossiers. Business and Companies Empresas e Negócios dossiers Business and Companies Empresas e Listed Companies Results Full Year 2015 Resultados das Empresas Cotadas Ano 2015 Last Update Última Actualização: 19/02/2016 Next Update Próxima Actualização:

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 1. BCE ameaça subir juros para controlar preços (págs. 1 e 16) Com a subida dos preços, há uma viragem nas expectativas: em vez de

Leia mais

RELATÓRIO DE CONSULTORIA

RELATÓRIO DE CONSULTORIA Recomendação ao Sr. Silva RELATÓRIO DE CONSULTORIA CONSTITUIÇÃO DO ÍNDICE PSI0 ALTRI SGPS, S.A. BCP Banco Comercial Português, S.A. BES Banco Esírito Santo, S.A. BPI Banco Português de Investimento, S.A.

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

Resumo de Imprensa. Quinta-feira, 16 de Julho de 2009 Resumo de Imprensa Quinta-feira, 16 de Julho de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Portugal vai ter em 2010 mais um ano de recessão (pág. 4) No próximo ano, a contracção será menor, mas a economia está longe de

Leia mais

2 1,2 1,3 2,5 2 3,2 3 0,5-4,2 1,8 1,3% 1,9 0,9 0,8 2,2 1,7 3,1 2,9 0,4-4,1 1,8 1,16%

2 1,2 1,3 2,5 2 3,2 3 0,5-4,2 1,8 1,3% 1,9 0,9 0,8 2,2 1,7 3,1 2,9 0,4-4,1 1,8 1,16% A SITUAÇÃO ACTUAL É MAIS GRAVE DO QUE EM 1977/78 E EM 1983/84 POR PORTUGAL PERTENCER À ZONA EURO E NESTA DOMINAR UMA POLITICA NEOLIBERAL DE SUBMISSÃO AOS MERCADOS. Um erro grave é confundir a situação

Leia mais

V Jornadas Empresariais Portuguesas Encontros de Vidago

V Jornadas Empresariais Portuguesas Encontros de Vidago V Jornadas Empresariais Portuguesas Encontros de Vidago Internacionalização das Empresas Luís Laginha de Sousa 2 de Junho de 2006 Agenda Conclusões Um quadro de referência Internacionalizar inevitabilidade

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Indústria automóvel ganha novos apoios financeiros (págs. 1, 4 a 7) José Sócrates e Manuel Pinho avançam hoje com um plano para

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Produto Financeiro Complexo: REAL 24M INVEST Entidade gestora: Real Vida Seguros, S.A. Avenida de França, 316 2º, Edifício Capitólio 4050-276 Porto Portugal TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO Implica a imobilização

Leia mais

Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20

Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20 1 Equilíbrio de Género nos Conselhos de Administração: as Empresas do PSI 20 Relatório 2014 ACEGIS Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social 8 de março de 2014 Dia Internacional

Leia mais

Portugal o parceiro económico da Polónia 2015-10-25 17:26:25

Portugal o parceiro económico da Polónia 2015-10-25 17:26:25 Portugal o parceiro económico da Polónia 2015-10-25 17:26:25 2 Portugal o parceiro económico da Polónia Quadro legal de relações económicas luso-polacas - Tratado de Adesão da Polónia com as Comunidades

Leia mais

SEMAPA SOCIEDADE DE INVESTIMENTO E GESTÃO, SGPS. S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE 22 DE ABRIL DE 2010

SEMAPA SOCIEDADE DE INVESTIMENTO E GESTÃO, SGPS. S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE 22 DE ABRIL DE 2010 SEMAPA SOCIEDADE DE INVESTIMENTO E GESTÃO, SGPS. S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE 22 DE ABRIL DE 2010 PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RELATIVA À RATIFICAÇÃO DA ELEIÇÃO POR COOPTAÇÃO DO SENHOR DR. ANTÓNIO

Leia mais

Aumento do Custo de Vida Degradação das condições económicas e sociais para a generalidade dos portugueses

Aumento do Custo de Vida Degradação das condições económicas e sociais para a generalidade dos portugueses Aumento do Custo de Vida Degradação das condições económicas e sociais para a generalidade dos portugueses O ano de 2011 é marcado por um acentuado aumento do custo de vida, concretizado pela subida da

Leia mais

Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final

Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final A1 Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final Tipo Meio: Internet Data Publicação: 11-06-2013 Meio: URL: Sábado Online http://www.sabado.pt/ultima-hora/dinheiro/privatizacao-dos-ctt-arranca-com-reestruturacao-da.aspx

Leia mais

Energia, SGPS, S.A., Fundação Millennium BCP e Banco Espírito Santo, S.A. Seguidamente, o Presidente da Mesa procedeu à leitura da referida proposta

Energia, SGPS, S.A., Fundação Millennium BCP e Banco Espírito Santo, S.A. Seguidamente, o Presidente da Mesa procedeu à leitura da referida proposta ----------------------Extracto da Acta n.º 1/2008 da Assembleia Geral da EDP -------------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das OBRIGAÇÕES TAXA FIXA MOTA-ENGIL 2013/2016

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das OBRIGAÇÕES TAXA FIXA MOTA-ENGIL 2013/2016 SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das OBRIGAÇÕES TAXA FIXA MOTA-ENGIL 2013/2016 14 de Março de 2013 ENTIDADE OFERENTE OFERTA PÚBLICA DE

Leia mais

ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008

ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008 ACCOUNTABILITY RATING PORTUGAL 2008 Enquadramento A comunicação da performance empresarial em matéria de sustentabilidade, não apenas aos accionistas, mas para todas as partes interessadas, constitui uma

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Especial rumo às eleições. Promessas fiscais do PSD são mais generosas para as empresas. Mudanças nos impostos propostas pelos

Leia mais

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação

Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação Breve síntese sobre os mecanismos financeiros de apoio à internacionalização e cooperação 1 Incentivos financeiros à internacionalização Em 2010 os incentivos financeiros à internacionalização, não considerando

Leia mais

Os bancos angolanos no estrangeiro e os bancos estrangeiros em Angola II Fórum Banca Expansão Diário Económico

Os bancos angolanos no estrangeiro e os bancos estrangeiros em Angola II Fórum Banca Expansão Diário Económico Os bancos angolanos no estrangeiro e os bancos estrangeiros em Angola II Fórum Banca Expansão Diário Económico João Fonseca Luanda, EPIC Sana 2 de Junho de 212 Agenda 1. Investimento estrangeiro de bancos

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, dia 2 de Abril

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, dia 2 de Abril DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, dia 2 de Abril 1. Governo obriga senhorios a vender casas degradadas. A proposta preliminar do regime jurídico da reabilitação urbana vai hoje a Conselho

Leia mais

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 1 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 1 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Terça-feira, 1 de Abril de 2008 1. Prestação da casa atinge máximos (págs. 1, 24 e 25) A prestação mensal do crédito à habitação voltou a subir: Em Março, a Euribor

Leia mais

Uma semana na vida das marcas no Facebook Portugal. De 01 a 07 de Janeiro 2012

Uma semana na vida das marcas no Facebook Portugal. De 01 a 07 de Janeiro 2012 Uma semana na vida das marcas no Facebook Portugal De 1 a 7 de Janeiro 212 TOP 1: As marcas mais comentadas Domingo 4 35 35 3 25 2 19 15 1 5 Base: 137 depoimentos 14 13 12 12 11 8 7 6 A Coca-Cola ficou

Leia mais

Exmo. Senhor. Geral. 4471-909 Maiaa. por extinção das ações. próprias; mantém, na. b) Se. no dia. ações

Exmo. Senhor. Geral. 4471-909 Maiaa. por extinção das ações. próprias; mantém, na. b) Se. no dia. ações Exmo. Senhor Presidente da Mesa da Assembleia da Sonaecom, SGPS, S.A.. Lugar do Espido, Via Norte, 4471-909 Maiaa Geral Maia, 30 de outubro de 2013 Pontoo Único da Ordem de Trabalhos Considerando que:

Leia mais

ENGAGEMENT RATING PORTUGAL 2011

ENGAGEMENT RATING PORTUGAL 2011 Edição 2011 ENGAGEMENT RATING PORTUGAL 2011 Enquadramento... 3 A metodologia do Engagement Rating... 6 Controlo de qualidade... 8 Painel de Peritos... 9 Resultados... 10 Conclusões... 22 Recomendações

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

Arial Bold Alinhado esquerda 27 pt

Arial Bold Alinhado esquerda 27 pt Capitais Públicos e Capitais Privados no Mercado Interno: Assegurar um Ambiente Equitativo para Empresas Públicas e Privadas Arial Bold Alinhado esquerda 27 pt XXIV Congresso FIDE Madrid 2010 Arial Bold

Leia mais

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5 Tema de pesquisa: Internacional 25 de Setembro de 2012 Revista de Imprensa 25-09-2012 1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1 2. (PT) - Jornal de Negócios - Negócios Mais, 25/09/2012, Bluepharma

Leia mais

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO ANO DE 2006 Após

Leia mais

DOCUMENTO DE CONSOLIDAÇÃO DA INFORMAÇÃO ANUAL 2008

DOCUMENTO DE CONSOLIDAÇÃO DA INFORMAÇÃO ANUAL 2008 SONAE - SGPS, S. A. Sede: Lugar do Espido, Via Norte, Maia Capital social: 2.000.000.000,00 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Maia sob o número único de matrícula e identificação fiscal

Leia mais

O cash flow operacional (EBITDA) do Grupo cifrou-se em 351,4 milhões de euros, um crescimento de 10,2% em relação ao ano anterior.

O cash flow operacional (EBITDA) do Grupo cifrou-se em 351,4 milhões de euros, um crescimento de 10,2% em relação ao ano anterior. Contas de 2007 confirmam sucesso do plano de crescimento do Grupo Lucro de Jerónimo Martins cresceu 13%, para resultado histórico de 131,3 milhões de euros As vendas consolidadas cresceram 21,4%, atingindo

Leia mais

SONAECOM - S.G.P.S., S.A

SONAECOM - S.G.P.S., S.A SONAECOM - S.G.P.S., S.A Sociedade Aberta Sede: Lugar do Espido, Via Norte, Maia Matrícula: Conservatória do Registo Comercial da Maia Número único de matrícula e de pessoa coletiva 502 028 351 Capital

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79. MBA em Finanças pela Universidade Católica em 1995

CURRICULUM VITAE. Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79. MBA em Finanças pela Universidade Católica em 1995 CURRICULUM VITAE Franquelim Fernando Garcia Alves Nascido em 16/11/1954, 2 filhas Licenciado em Economia pelo ISE Instituto Superior de Economia em 1978/79 Revisor Oficial de Contas em 1987 MBA em Finanças

Leia mais

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, 14 10º -1050-121 Lisboa Capital Social: 118.332.445 Euros - NIPC e Mat. na C.R.C. de Lisboa sob

Leia mais

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem.

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Advertências ao Investidor Os riscos do, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Risco de perda total ou parcial do capital investido

Leia mais

Dossier de imprensa - Cloogy

Dossier de imprensa - Cloogy Dossier de imprensa - Cloogy Revista de Imprensa 05-12-2012 1. (PT) - Diário Económico, 05122012, ISA e EDP negoceiam solução de poupança energética para famílias 1 2. (PT) - Jornal de Negócios, 05122012,

Leia mais

Comunicado de Resultados

Comunicado de Resultados Comunicado de Resultados Resultados Consolidados 30 de Junho de 2007 Sonae Distribuição S.G.P.S., SA Em destaque A Sonae Distribuição apresentou ao longo do primeiro semestre de 2007 um crescimento de

Leia mais

CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A.

CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua de Meladas, 380 - Mozelos- Santa Maria da Feira Capital social: 133.000.000,00 Pessoa Colectiva e Matrícula n.º 500 077 797 Conservatória do

Leia mais

Bolsa Buzz. Sumário. Editorial. Actividade TRIMESTRAL FEVEREIRO 2010 O FOLHETO DOS INVESTIDORES INDIVIDUAIS. 1 EDITORIAL Novo Índice Ibérico

Bolsa Buzz. Sumário. Editorial. Actividade TRIMESTRAL FEVEREIRO 2010 O FOLHETO DOS INVESTIDORES INDIVIDUAIS. 1 EDITORIAL Novo Índice Ibérico Bolsa Buzz 08 O FOLHETO DOS INVESTIDORES INDIVIDUAIS TRIMESTRAL FEVEREIRO 2010 O essencial do mercado português Sumário 1 EDITORIAL Novo Índice Ibérico 2 TRADING FOCUS Mercado Europeu de ETFs continua

Leia mais

Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português. Proposta de Reorganização

Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português. Proposta de Reorganização Recomendações Estratégicas para o Sector Energético Português Proposta de Reorganização 3 de Abril de 2003 Política Energética Governamental: uma política para o Futuro A reorganização proposta pelo Governo

Leia mais

SEMAPA - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A.

SEMAPA - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. SEMAPA - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida Fontes Pereira de Melo, nº 14, 10º, Lisboa Capital Social: 118.332.445 Euros N.º Pessoa Colectiva e matrícula na C.R.C.

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, dia 30 de Janeiro de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, dia 30 de Janeiro de 2008 Resumo de Imprensa Quarta-feira, dia 30 de Janeiro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Exportações para Angola atingem valores recorde (págs.1, 12 e 13) As empresas portuguesas já vendem quase tanto para aquele

Leia mais

António Luís Guerra Nunes Mexia

António Luís Guerra Nunes Mexia António Luís Guerra Nunes Mexia É licenciado em Economia pela Universidade de Genebra, na Suíça (1980), onde exerceu o cargo de docente convidado no Departamento de Economia. Foi, igualmente, docente no

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Petrolíferas Mar-16

Prospecto Informativo Invest Petrolíferas Mar-16 Prospecto Informativo Invest Petrolíferas Mar-16 Março de 2016 Designação: Classificação: Caracterização do Produto: Invest Petrolíferas Mar-16 Produto financeiro complexo Depósito Indexado. O depósito

Leia mais

SONAECOM - S.G.P.S., S.A.

SONAECOM - S.G.P.S., S.A. SONAECOM - S.G.P.S., S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede: Lugar do Espido - Via Norte - Maia sob o n.º único de matrícula e Pessoa Colectiva n.º 502 028 351 Capital Social:

Leia mais

DISCLAIMER. Aviso Legal

DISCLAIMER. Aviso Legal ANÁLISE FINANCEIRA DISCLAIMER Aviso Legal Esta apresentação inclui afirmações que não se referem a factos passados e que se referem ao futuro e que envolvem riscos e incertezas que podem levar a que os

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 22

RESUMO DE IMPRENSA. Segunda-feira, 22 RESUMO DE IMPRENSA Segunda-feira, 22 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Novos reformados do Estado recebem em média 1.428 euros por mês. Este ano já se reformaram 16.200 funcionários públicos. As pensões médias estão

Leia mais

CURRÍCULO JOSÉ MANUEL GALVÃO TELES exerce advocacia desde 1961. Actualmente é fundador e senior partner da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados Sociedade de Advogados. Simultaneamente

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL (Não Auditada) Empresa: COFINA, SGPS, S.A. Sede: R. GENERAL NORTON DE MATOS, 68, PORTO NIPC: 502 293 225 Período de referência: Valores em Euros 1º Trimestre 3º Trimestre

Leia mais

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem.

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Advertências ao Investidor Os riscos do, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Risco de perda total ou parcial do capital investido

Leia mais

Resumo de Imprensa. Dos dias, 10 e 11 de Outubro de 2009

Resumo de Imprensa. Dos dias, 10 e 11 de Outubro de 2009 Resumo de Imprensa Dos dias, 10 e 11 de Outubro de 2009 JORNAL DE NOTÍCIAS (dia 10) 1. Norte gastará 330 milhões a pagar gestores de Lisboa (pág. 8) Alteração a fundos comunitários destinados a recuperar

Leia mais

INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA

INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA ALTRI, S.G.P.S., S.A. (Sociedade Aberta) Rua General Norton de Matos, 68, Porto Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e pessoa colectiva 502 293 225

Leia mais

Publicidade. Colectânea Estatística.

Publicidade. Colectânea Estatística. 162 Publicidade. Colectânea Estatística.... 164 Quadro 1 - Resumo Anual do Investimento e Inserções Publicitárias por Meio, 2002 a 2009... 164 Quadro 2 - Evolução dos Investimentos e Inserções Mensais

Leia mais

O activo subjacente é o cabaz constituído pelos seguintes títulos:

O activo subjacente é o cabaz constituído pelos seguintes títulos: Designação Classificação Depósito Indexado Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado, denominado em Euros ( ), não mobilizável antecipadamente. Depósito com um prazo de 2 anos, que poderá ser sujeito

Leia mais

FECHO DOS MERCADOS Europa avança em dia de feriado nos EUA

FECHO DOS MERCADOS Europa avança em dia de feriado nos EUA Diário Ações Portugal Europa EUA Mercados FECHO DOS MERCADOS Europa avança em dia de feriado nos EUA PORTUGAL Vendas de automóveis ligeiros em Portugal crescem 13% (yoy) em agosto Galp Nova descoberta

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Funcionários públicos antecipam reforma usando a mobilidade. Redução de trabalhadores à espera de decisão do ministro (págs.

Leia mais

A PRESENTE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO FOI OBJECTO DE REGISTO PRÉVIO NA COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CMVM) SOB O Nº 9.

A PRESENTE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO FOI OBJECTO DE REGISTO PRÉVIO NA COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CMVM) SOB O Nº 9. CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Alexandre Herculano, 35, em Lisboa Capital Social: 672.000.000 de Euros Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob

Leia mais

Portugal Telecom. Zeinal Bava CFO do Grupo Portugal Telecom. Governo das Sociedades e a Transparência das Empresas Cotadas

Portugal Telecom. Zeinal Bava CFO do Grupo Portugal Telecom. Governo das Sociedades e a Transparência das Empresas Cotadas Portugal Telecom Governo das Sociedades e a Transparência das Empresas Cotadas Zeinal Bava CFO do Grupo Portugal Telecom Lisboa, 12 de Dezembro de 2002 Estrutura do Grupo PT Comunicações PT Móveis PT Prime

Leia mais

Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-CCENT/33/2003- BAR-BAR-IDADE GLASS/FÁBRICA DE VIDROS BARBOSA E ALMEIDA

Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-CCENT/33/2003- BAR-BAR-IDADE GLASS/FÁBRICA DE VIDROS BARBOSA E ALMEIDA Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-CCENT/33/2003- BAR-BAR-IDADE GLASS/FÁBRICA DE VIDROS BARBOSA E ALMEIDA A 29 de Julho de 2003 deu entrada na Autoridade da Concorrência, em

Leia mais

Conversa com alunos da disciplina. Engenharia de Software. das licenciaturas. Ciência de Computadores Eng. de Redes e Sistemas Informáticos

Conversa com alunos da disciplina. Engenharia de Software. das licenciaturas. Ciência de Computadores Eng. de Redes e Sistemas Informáticos Conversa com alunos da disciplina Engenharia de Software das licenciaturas Ciência de Computadores Eng. de Redes e Sistemas Informáticos da Fac. de Ciências da Universidade de Porto Porto, 12 de Dezembro

Leia mais

O artigo 51º do CIRC estabelece que os dividendos recebidos por sociedades portuguesas são totalmente excluídos de tributação sempre que:

O artigo 51º do CIRC estabelece que os dividendos recebidos por sociedades portuguesas são totalmente excluídos de tributação sempre que: DESTAQUE Novembro de 2010 FISCAL Proposta de alterações aos mecanismos para evitar a dupla tributação económica de dividendos A Proposta de Lei do Orçamento de Estado para 2011 ( Proposta de OE 2011 )

Leia mais

Powered by. Desenvolvimento

Powered by. Desenvolvimento Desenvolvimento de Sistemas Sustentáveis 1 Urbancraft Energia, S.A. FDO INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES, SGPS, S.A. ALEXANDRE BARBOSA BORGES, SGPS, S.A. 50% 50% A URBANCRAFT ENERGIA, S.A é uma sociedade

Leia mais

GRUPO VISABEIRA Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. o mundo move-nos.

GRUPO VISABEIRA Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. o mundo move-nos. GRUPO VISABEIRA Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. o mundo move-nos. GRUPO VISABEIRA QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS O Grupo Visabeira nasceu em 1980 em Viseu, Portugal, onde mantém a sua sede.

Leia mais

SEMAPA - SOCIEDADE DE INVESTIMENTO E GESTÃO, SGPS, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento do público

SEMAPA - SOCIEDADE DE INVESTIMENTO E GESTÃO, SGPS, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento do público SEMAPA - SOCIEDADE DE INVESTIMENTO E GESTÃO, SGPS, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede Social: Av. Fontes Pereira de Melo, 14-10º, 1050-121 Lisboa N.º Pessoa Coletiva e

Leia mais

Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Ficha Técnica. Inquérito Banca e Media: Novas Tendências. Distribuição da amostra:

Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Ficha Técnica. Inquérito Banca e Media: Novas Tendências. Distribuição da amostra: Banca e Media: Novas Tendências Março 2001 Ficha Técnica Inquérito Banca e Media: Novas Tendências Amostra: 1003 utilizadores da Internet em Portugal. Amostragem: Aleatória simples. Distribuição da amostra:

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Top Brands

Prospecto Informativo Invest Top Brands Prospecto Informativo Invest Top Brands Junho de 2014 Designação: Classificação: Caracterização do Depósito: Garantia de Capital: Garantia de Remuneração: Factores de Risco: Invest Top Brands Produto financeiro

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009 1 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Privatização do BPN estará pronta até final de 2010. Francisco Bandeira, presidente do banco, disse ao Diário Económico esperar

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 12.00 HORAS

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 12.00 HORAS ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PONTO SEGUN DA ORDEM S TRABALHOS O Conselho de Administração da COFINA, SGPS, S.A. propõe à Assembleia Geral que os resultados

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS PORTUGUÊS: Enquadramento, Visão das Empresas e Tópicos

MERCADO DE CAPITAIS PORTUGUÊS: Enquadramento, Visão das Empresas e Tópicos WWW.FORUMCOMPETITIVIDADE.ORG MERCADO DE CAPITAIS PORTUGUÊS: Enquadramento, Visão das Empresas e Tópicos para Reflexão Dezembro 215 Apoio Contextoe objetivos desta reflexão O Forum para a Competitividade

Leia mais

DADOS PESSOAIS MIGUEL EIRÓ. Miguel Camargo de Sousa Eiró, nascido em 30 de Junho de 1949, em Lisboa, casado,

DADOS PESSOAIS MIGUEL EIRÓ. Miguel Camargo de Sousa Eiró, nascido em 30 de Junho de 1949, em Lisboa, casado, CONSELHO FISCAL DADOS PESSOAIS MIGUEL EIRÓ Miguel Camargo de Sousa Eiró, nascido em 30 de Junho de 1949, em Lisboa, casado, com domicílio profissional na Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 15 7º, 1050-115

Leia mais

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das Obrigações FC PORTO SAD 2014-2017

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das Obrigações FC PORTO SAD 2014-2017 SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento dos Resultados da Oferta Pública de Subscrição das Obrigações FC PORTO SAD 2014-2017 4 de Junho de 2014 Não dispensa a consulta do prospecto e respectiva

Leia mais

ESTUDO DA PEGADA CARBÓNICA NO SECTOR FINANCEIRO EM PORTUGAL

ESTUDO DA PEGADA CARBÓNICA NO SECTOR FINANCEIRO EM PORTUGAL ESTUDO DA PEGADA CARBÓNICA NO SECTOR FINANCEIRO EM PORTUGAL Agosto de 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 ENQUADRAMENTO... 3 O IMPACTE DO SECTOR FINANCEIRO NAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS... 4 PEGADA CARBÓNICA DO SECTOR

Leia mais

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 28 de Outubro de 2008 Resumo de Imprensa Terça-feira, 28 de Outubro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Euribor deve cair para 3,5% em Janeiro (págs. 1, 4 a 10) Mercados apostam que a taxa de referência dos empréstimos da casa vai

Leia mais

Conferência IDEFF: As privatizações não se discutem?

Conferência IDEFF: As privatizações não se discutem? Conferência IDEFF: As privatizações não se discutem? III Painel Portugal após as privatizações: Que futuro? Carlos Rodrigues Presidente do Conselho de Administração Banco BiG 06 de Dezembro de 2012 Índice

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Fisco intima advogados e consultores a revelarem planeamento fiscal. Até Novembro, só 20 empresas comunicaram esquemas adoptados

Leia mais