Unidade: Finalização do Projeto. Revisor Textual: Profa. Especialista Márcia Ota

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unidade: Finalização do Projeto. Revisor Textual: Profa. Especialista Márcia Ota"

Transcrição

1 Unidade: Finalização do Projeto Revisor Textual: Profa. Especialista Márcia Ota

2 Modelo de Interfaces Trata de: Aspectos de funcionalidade Não trata de: Design Ergonomia Sub-camadas de interface: Aplicação controle da interface Apresentação aparência da interface

3 Modelo de Interfaces Atividades: Determinar as janelas do sistema e as possíveis navegações entre janelas. Fazer o projeto gráfico das janelas e associar controles a eventos de navegação, a operações de sistema e seus parâmetros, a consultas com seus parâmetros e a resultados e operações de controle de transação. Determinar possíveis estados das janelas e indicar quais os controles de interface que ficarão habilitados e/ou visíveis nos diferentes estados. Indicar quais funções ficarão habilitadas conforme os níveis de segurança. Definir os casos de uso da aplicação.

4 Modelo de Interfaces Diagrama de Estados de Navegação Indica quais janelas compõem o sistema e quais os eventos que permitem ao usuário navegar entre janelas. Eventos internos às janelas (transições da janela para si mesma) não devem ser mostrados neste diagrama, mas deverão aparecer nos diagramas de estado das janelas modais. Os eventos que rotulam as transições deverão ser associados posteriormente com um controle (um botão, por exemplo) da janela na origem desta transição. Sugere-se que os nomes dos eventos correspondam aos nomes dos controles de interface que efetivarão a transição.

5 Modelo de Interfaces No projeto gráfico e na associação de controles deve-se verificar: Quais são os eventos de navegação que saem da janela no diagrama de estados de navegação. Quais são as operações de sistema realizadas na janela. Quais são as consultas de sistema realizadas na janela. Quando as transações terão BEGIN, COMMITT e ROLLBACK.

6 Exemplos

7 Diagrama Estados de Navegação

8 Modelagem Inicialização: Ativa a consulta de sistema listanomesdeclientes(). Menu nome do cliente. Resultado da consulta de sistema listanomesdeclientes(). Item selecionado é parâmetro nome da operação de sistema identificacliente(nome). Evento de seleção ativa operação de sistema identificacliente(nome). Menu código da fita. Resultado da consulta de sistema listacodigosdefitas(). Item selecionado é parâmetro codigo da operação de sistema emprestafita(codigo). Evento de seleção causa: Ativação da operação de sistema emprestafita(codigo). Ativação da consulta de sistema consultafita(). Lista titulo/prazo/valor : Resultado da consulta de sistema consultafita(). Campo valor total. Resultado da consulta de sistema consultavalortotal(). Botão confirmar empréstimo : Ativador da operação de sistema finalizaemprestimo(). Ativador da consulta de sistema consultavalortotal(). COMMIT. Botão cancelar : ROLLBACK. Botão voltar : Navegação para Principal. Exemplo: Janela Emprestar Fita

9 Modelo de Interfaces Exemplo: Diagrama de Estado Janela Modal

10 Modelagem Associação de Controles Modais Inicialização: Ativa consulta de sistema listanomesdeclientes(). Habilita menu nome do cliente e botão voltar. Desabilita demais controles. Menu nome do cliente. Resultado da consulta de sistema listanomesdeclientes(). Item selecionado é parâmetro nome da operação de sistema identificacliente(nome). Evento de seleção causa: Ativa operação de sistema identificacliente(nome). Desabilita menu nome do cliente. Desabilita botão voltar. Habilita menu código da fita. Habilita botão cancelar. Limpa campos código da fita, título/prazo/valor e valor total. Menu código da fita. Resultado da consulta de sistema listacodigosdefitas(). Item selecionado é parâmetro codigo da operação de sistema emprestafita(codigo). Evento de seleção causa: Ativação da operação de sistema emprestafita(codigo). Ativação da consulta de sistema consultafita(). Habilita botão confirmar empréstimo. Lista titulo/prazo/valor : Resultado da consulta de sistema consultafita(). Campo valor total. Resultado da consulta de sistema consultavalortotal(). Botão confirmar empréstimo : Ativador da operação de sistema finalizaemprestimo(). Ativador da consulta de sistema consultavalortotal(). COMMIT. Habilita menu nome do cliente Desabilita botão cancelar. Habilita botão voltar. Botão cancelar : ROLLBACK. Limpa todos os campos. Habilita menu nome do cliente e botão voltar. Desabilita demais controles. Botão voltar : Navegação para Principal.

11 Modelo de Interfaces Controle de Acesso

12 Modelo de Interfaces Associação de Controles com Segurança de Acesso Inicialização: Nível 1: Desabilita todos os botões. Nível 2: Habilita botões emprestar fitas, novo login e encerrar. Desabilita demais botões. Nível 3: Habilita todos os botões. Botão emprestar fitas : Navegação para Empréstimo de Fitas. Botão cadastrar cliente : Navegação para Cadastro de Cliente. Botão pagar débito : Navegação para Pagamento de Débito Botão novo login : Navegação para Login. Botão encerrar : Navegação para Fim.

13 Modelo de Interfaces Casos de Uso: Uma última atividade do projeto de interface é a transcrição do caso de uso essencial para uma versão real, indicando como a tecnologia vai ser usada para realizar os processos de negócio. Esse caso de uso é importante para auxiliar o desenvolvedor encarregado da fase de testes de integração do sistema, e também poderá ser um bom começo para elaborar um manual de uso do sistema, já que as principais rotinas de uso estarão claramente indicadas

14 Modelo de Interfaces Caso de Uso: Locar Fitas Fluxo Principal: 1. O cliente chega ao balcão com as fitas que deseja locar. 2. O cliente informa seu nome e entrega as fitas ao funcionário. 3. O funcionário acessa a janela Empréstimo de Fitas pressionando o botão emprestar fitas na janela Principal. 4. O funcionário registra o nome do cliente no menu nome do cliente e inicia a locação. 5. O funcionário registra cada uma das fitas no menu código da fita. 6. O sistema apresenta o título, prazo de locação e valor de cada fita na janela Titulo/Prazo/Valor. 7. O funcionário finaliza a locação pressionando confirma empréstimo, devolve as fitas ao cliente e lhe informa a data de devolução e o valor total da locação. 6. O cliente vai embora com as fitas.

15 Camada de Persistência Framework Equivalência entre o Projeto Orientado a Objetos e o Modelo Relacional: O BD relacional deve refletir exatamente as instâncias das classes, mas organizado de forma distinta Classes e atributos Associações: De * para * De 1 para * De 1 para 1 Ordenadas Qualificadas

16 Camada de Persistência Classe de Associação Associações Qualificadas: Qualificador é um atributo da classe qualificada e é implementado como associação para * Qualificador externo: implementado como associação ordenada (troca-se o índice pelo valor do qualificador externo) Associações Temporárias e do Controlador: Não são persistentes

17 Camada de Persistência Herança

18 Camada de Persistência Proxy Um proxy virtual é um objeto que com duas responsabilidades: Se o objeto não estiver em memória, deve trazê-lo. Repassar ao objeto todas as mensagens recebidas em seu nome. Objetos só devem ser trazidos para a memória principal quando forem necessários para alguma colaboração. Materialização: É o ato de trazer um objeto da memória secundária para a principal. É feita por brokers especializados (um singleton para cada classe persistente).

19 Camada de Persistência Broker Ao materializar um objeto o broker deve: Criar uma instância da classe persistente Inicializar os valores dos atributos da nova instância com valores da respectiva coluna do banco de dados Inicializar as coleções virtuais (associações para *) com a lista dos OIDs dos respectivos objetos associados Inicializar os proxies de objetos com o OID do respectivo objeto

20 Camada de Persistência Broker O broker de cliente deve: Criar uma instância de cliente Preencher os atributos nome, endereço, telefone e débito da nova instância com os valores armazenados nas respectivas colunas da tabela Cliente no banco de dados. A linha da tabela selecionada será a linha cuja chave primária #IUOCliente corresponde ao IUO da instância de Cliente em questão Inicializar o VirtualSet reservas da nova instância de Cliente com os valores dos IUOs da coluna #IUOReserva da tabela associativa Cliente_solicitou_Reserva Inicializar o VirtualSet empréstimos com os valores dos IUOs da coluna #IUOEmpréstimo da tabela associativa Cliente_fez_Empréstimo

21 Camada de Persistência Caches Os Caches: São mapeamentos que associam IUOs com os objetos reais. O BrokerManager verifica se um objeto está em memória consultando as caches Classificações: Limpos e sujos, dependendo se estão ou não consistentes com o banco de dados Novos e velhos, dependendo se já existem ou não no banco de dados Excluídos, dependendo se foram excluídos em memória, mas ainda não do banco de dados.

22 Camada de Persistência Efeitos Do Committ : Efetuar um update no banco de dados para os objetos da OldDirtyCache e mover estes objetos para a OldCleanCache Efetuar um insert no banco de dados para os objetos da NewCache e mover esses objetos para a OldCleanCache Efetuar um remove no banco de dados para os objetos da OldDeleteCache e remover estes objetos da cache Remover da cache os objetos da NewDeleteCache Do Rollback : Remover todos os objetos de todas as caches, exceto os da OldCleanCache

23 Pesquisa e download Análise Orientada a Objetos: 20de%20Programa%E7%E3o Engenharia de Software: Linguagens%20de%20Programa%E7%E3o Processo RUP: ftp://ftp.software.ibm.com/software/rational/web/datasheets/rup_ds.pdf UML: 20de%20Programa%E7%E3o UML software JUDE download

24 Referências BOOCH, G.; RUMBAUGH, J.; JACOBSON, I. UML guia do usuário. Rio de Janeiro: Campus, DAVIS, William S. Análise e projeto de sistemas. Rio de Janeiro: LTC, DEMARCO, Tom. Análise estruturada e especificação de sistema. Rio de Janeiro: CAMPUS, MARTIN, James & ODELL, James. Análise e projeto orientados a objeto. São Paulo: Makron, MEDEIROS, Ernani. Desenvolvendo software com uml 2.0 definitivo. São Paulo: Pearson, POMPILHO, S. Análise essencial: guia prático de análise de sistemas. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, SCHMITZ, Eber & SILVEIRA, Denis. Desenvolvimento de software orientado a objetos utilizando uml e delphi 5. Rio de Janeiro: Brasport, WAZLAWICK, Raul Sidnei. Análise e projeto de sistemas de informação orientados a objetos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

25 Campus Liberdade R. Galvão Bueno, São Paulo SP Brasil Tel: (55 11)

Ricardo Roberto de Lima UNIPÊ 2008.1 APS-I. Históricos e Modelagem Orientada a Objetos

Ricardo Roberto de Lima UNIPÊ 2008.1 APS-I. Históricos e Modelagem Orientada a Objetos Históricos e Modelagem Orientada a Objetos Histórico Diversas metodologias e métodos surgiram para apoiar OO. Evolução a partir de linguagens C++ e SmallTalk. Anos 80 Anos 80-90: diversidade de autores.

Leia mais

Casos de Uso. Prof. Clayton Vieira Fraga Filho site: www.claytonfraga.pro.br e-mail: claytonfraga@gmail.com ENG10015 Engenharia de Software

Casos de Uso. Prof. Clayton Vieira Fraga Filho site: www.claytonfraga.pro.br e-mail: claytonfraga@gmail.com ENG10015 Engenharia de Software Prof. Clayton Vieira Fraga Filho site: www.claytonfraga.pro.br e-mail: claytonfraga@gmail.com ENG10015 Engenharia de Software Um caso de uso descreve o que seu sistema faz para atingir determinado objetivo

Leia mais

Catálogo Online das Bibliotecas da ULBRA - Liber. Guia do Usuário

Catálogo Online das Bibliotecas da ULBRA - Liber. Guia do Usuário Catálogo Online das Bibliotecas da ULBRA - Liber Guia do Usuário Ji-Paraná 2015 1 LIBER é o sistema de informatização das Bibliotecas da ULBRA. O Catálogo On-line oferece além da pesquisa ao acervo das

Leia mais

Análise de Requisitos

Análise de Requisitos Faculdade de Ciências Sociais de Aplicadas de Petrolina FACAPE Disciplina: Projeto de Sistemas Análise de Requisitos Profª. Cynara Carvalho cynaracarvalho@yahoo.com.br Análise de Requisitos O tratamento

Leia mais

O Processo Unificado: Captura de requisitos

O Processo Unificado: Captura de requisitos O Processo Unificado: Captura de requisitos Itana Gimenes Graduação em Informática 2008 Captura de Requisitos Modelagem do negócio: Visão de negócios Modelo de objetos de negócio de negócio Especificação

Leia mais

Carlos Rafael Guerber. Modelagem UML de um Sistema para Estimativa Elétrica de uma Lavanderia

Carlos Rafael Guerber. Modelagem UML de um Sistema para Estimativa Elétrica de uma Lavanderia Carlos Rafael Guerber Modelagem UML de um Sistema para Estimativa Elétrica de uma Lavanderia MAFRA 2009 Modelagem UML de um Sistema para Estimativa Elétrica de uma Lavanderia RESUMO Criar uma modelagem

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS LÍCIO SÉRGIO FERRAZ DE BRITO MARCELO AUGUSTO SANTOS TURINE

Leia mais

Rem Commodatum. Rem Commodatum - Versão 1.0. Manter Visitas Técnicas. Iteração 01 - Release 1.0. Versão do Documento: 1.0

Rem Commodatum. Rem Commodatum - Versão 1.0. Manter Visitas Técnicas. Iteração 01 - Release 1.0. Versão do Documento: 1.0 Rem Commodatum Rem Commodatum - Versão 1.0 Iteração 01 - Release 1.0 Manter Visitas Técnicas Versão do Documento: 1.0 Data Versão do Documento Histórico de Revisão Descrição Autor 20/09/2011 1.0 Elaboração

Leia mais

APLICAÇÃO DA MODELAGEM UML NA FASE DE ANÁLISE DE UM PROJETO DE SOFTWARE PARA AGENDAMENTO DE USO DE VEÍCULOS INTERNOS DE UMA EMPRESA

APLICAÇÃO DA MODELAGEM UML NA FASE DE ANÁLISE DE UM PROJETO DE SOFTWARE PARA AGENDAMENTO DE USO DE VEÍCULOS INTERNOS DE UMA EMPRESA APLICAÇÃO DA MODELAGEM UML NA FASE DE ANÁLISE DE UM PROJETO DE SOFTWARE PARA AGENDAMENTO DE USO DE VEÍCULOS INTERNOS DE UMA EMPRESA ANDRE APARECIDO LEAL DE ALMEIDA Discente da AEMS Faculdades Integradas

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG Manual do Usuário Novo Internet Banking Governo - IBG Versão V - Abril 2013 Sumário 2. Visão Geral do Sistema... 5 2.1. Operações disponíveis no novo IBG... 6 2.1. Perfis disponíveis... 7 2.2. Definições,

Leia mais

Tarciane Andrade. tarcianeandrade@gmail.com

Tarciane Andrade. tarcianeandrade@gmail.com Tarciane Andrade tarcianeandrade@gmail.com Contexto Análise Passando de casos de uso para diagramas de classes 2 Após a etapa de análise de requisitos, temos documentos de requisitos e os casos de uso

Leia mais

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello. Ana Paula Fredrich. Tiago Alexandre Schulz Sippert

Sistema Gerenciador de Hotel. Adriano Douglas Girardello. Ana Paula Fredrich. Tiago Alexandre Schulz Sippert UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Sistema Gerenciador de Hotel Adriano Douglas Girardello

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 08 APRESENTAÇÃO Na aula de hoje vamos apresentar e discutir como definir

Leia mais

Modelagem de dados e uso do SGBD MySQL

Modelagem de dados e uso do SGBD MySQL CURSO DE VERÃO EM BIOINFORMÁTICA ESTRUTURAL Modelagem de dados e uso do SGBD MySQL Modelagem e projeto de banco de dados Arquitetura de três esquemas [1] USUÁRIOS Nível externo Visão externa Mapeamento

Leia mais

Modelagemde Software Orientadaa Objetos com UML

Modelagemde Software Orientadaa Objetos com UML Modelagemde Software Orientadaa Objetos com UML André Maués Brabo Pereira Departamento de Engenharia Civil Universidade Federal Fluminense Colaborando para a disciplina CIV 2802 Sistemas Gráficos para

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Ferramenta de Testes de Programas para Auxílio na Aprendizagem de Programação

Ferramenta de Testes de Programas para Auxílio na Aprendizagem de Programação Ferramenta de Testes de Programas para Auxílio na Aprendizagem de Programação Denise Santiago (FURB) denise@senior.com.br Maurício Capobianco Lopes (FURB) mclopes@furb.br Resumo. Este artigo apresenta

Leia mais

AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER

AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER AULA 6: SERVIDOR DNS EM WINDOWS SERVER Objetivo: Instalar e detalhar o funcionamento de um Servidor de DNS (Domain Name System) no sistema operacional Microsoft Windows 2003 Server. Ferramentas: - ISO

Leia mais

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0 SicoobNet Empresarial Manual do Versão 1.0 Manual do Data: 04/0/2008 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/2008 1.0 Criação do Manual Ileana Karla GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 2/122

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO CASO DE USO: INCLUIR CLIENTE Sumário: este caso de uso se inicia quando o usuário precisa incluir um cliente no sistema. Atores: Atendente Pré-condições: Documentação do

Leia mais

Manual Captura S_Line

Manual Captura S_Line Sumário 1. Introdução... 2 2. Configuração Inicial... 2 2.1. Requisitos... 2 2.2. Downloads... 2 2.3. Instalação/Abrir... 3 3. Sistema... 4 3.1. Abrir Usuário... 4 3.2. Nova Senha... 4 3.3. Propriedades

Leia mais

Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários

Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários Sistema Gerenciador de Locadora Documento de Caso de Uso UC04 Versão 1.1 Responsável: Gustavo Teles UC04 Cadastro de Funcionários Página 1 de

Leia mais

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO ARGO Internet ARGO.com.br 2013 Sumário 1. Instalação... 2 1.1 Windows... 2 2 Guia de Uso... 5 2.1 Inicialização... 5 2.1.1 Modo Casa... 5 2.1.2 Modo escola... 6 2.2 Cadastro

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Comunicação On-Line entre operadora Unimed

Comunicação On-Line entre operadora Unimed Comunicação On-Line entre operadora Unimed Ambiente : Planos de Saúde Boletim : 00001261-06 Data da publicação : 22/12/06 Data da revisão : 09/02/07 Versões : AP 7.10 e Protheus 8.11 Países : Brasil Sistemas

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS DOCUMENTO DE REQUISITOS ID documento: Data: / / Versão : Responsável pelo documento: ID Projeto: HISTÓRICO DE REVISÕES Data de criação/ atualização Descrição da(s) Mudança(s) Ocorrida(s) Autor Versão do

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira

Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira 30/08/2007 Autor: Carlos Torrijos Martín Versão 1.10 1.- Introdução 3 2.- Requisitos Hardware dos equipamentos 4 3.- Requisitos

Leia mais

Manual de Utilização. Obter Acesso aos Sistemas Educação. Projeto: Obter Acesso Versão Doc.: <1.0> Data de criação: 15/10/2010

Manual de Utilização. Obter Acesso aos Sistemas Educação. <Versão: 1.0> Projeto: Obter Acesso Versão Doc.: <1.0> Data de criação: 15/10/2010 Obter Acesso aos Sistemas Educação Manual de Utilização Página 1/9 Conteúdo 1. Introdução... 3 1.1 Objetivo... 3 1.2 Escopo... 3 1.3 Acesso... 3 1.4 Requisitos básicos... 3 2. Interface de

Leia mais

Manual Integra S_Line

Manual Integra S_Line 1 Introdução O é uma ferramenta que permite a transmissão Eletrônica de Resultado de Exames, possibilitando aos Prestadores de Serviços (Rede Credenciada), integrarem seus sistemas com os das Operadoras

Leia mais

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo BIGCARD

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo BIGCARD Roteiro de Instalação e Configuração Módulo BIGCARD Conteúdo 1. DESCRIÇÃO DO NEGOCIO... 2 2. INSTALAÇÃO DO MÓDULO... 2 2.1 BACKUP...2 2.2 INSTALAÇÃO...2 2.3 ROLLBACK...2 4. CONFIGURAÇÃO DO MÓDULO BIGCARD

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Framework utilizando reflexão e aspectos para persistência de objetos em java

Framework utilizando reflexão e aspectos para persistência de objetos em java Framework utilizando reflexão e aspectos para persistência de objetos em java Antonio Carlos Rolloff (UNIPAR) acrolloff@gmail.com Arthur Cattaneo Zavadski (UNIPAR) arthur@datacoper.com.br Maria Aparecida

Leia mais

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1 1. Quando se constrói um banco de dados, define-se o modelo de entidade e relacionamento (MER), que é a representação abstrata das estruturas de dados do banco e seus relacionamentos. Cada entidade pode

Leia mais

Engenharia de Software Unidade XI UML Parte 2

Engenharia de Software Unidade XI UML Parte 2 Engenharia de Software Unidade XI UML Parte 2 Prof. Francisco Gerson A. de Meneses Diagramas de Interação... O diagrama de interação na verdade é um termo genérico aplicado à junção de dois outros diagramas:

Leia mais

Casos de Uso - definições

Casos de Uso - definições Casos de Uso - definições Um caso de uso é uma descrição narrativa de uma seqüência de eventos que ocorre quando um ator (agente externo) usa um sistema para realizar uma tarefa [Jacobson 92] Um caso de

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas.

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas. UTILIZAÇÃO DA UML NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA DE CONTROLE DE VENDAS E ESTOQUE GILBERTO FRANCISCO PACHECO DOS SANTOS Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas JACKSON LUIZ ARROSTI Discente

Leia mais

Felipe Denis M. de Oliveira. Fonte: Alice e Carlos Rodrigo (Internet)

Felipe Denis M. de Oliveira. Fonte: Alice e Carlos Rodrigo (Internet) UML Felipe Denis M. de Oliveira Fonte: Alice e Carlos Rodrigo (Internet) 1 Programação O que é UML? Por quê UML? Benefícios Diagramas Use Case Class State Interaction Sequence Collaboration Activity Physical

Leia mais

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML.

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML. APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS PARA COMPREENSÃO DE DOMÍNIO DO PROBLEMA PARA SISTEMA DE CONTROLE COMERCIAL LEONARDO DE PAULA SANCHES Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas RENAN HENRIQUE

Leia mais

18º Congresso de Iniciação Científica UM ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE TÉCNICAS DE MODELAGEM DE REQUISITOS DE SOFTWARE PARA SISTEMA EMBARCADO

18º Congresso de Iniciação Científica UM ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE TÉCNICAS DE MODELAGEM DE REQUISITOS DE SOFTWARE PARA SISTEMA EMBARCADO 18º Congresso de Iniciação Científica UM ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE TÉCNICAS DE MODELAGEM DE REQUISITOS DE SOFTWARE PARA SISTEMA EMBARCADO Autor(es) MARINA CALÇA Orientador(es) LUIZ EDUARDO GALVÃO MARTINS

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

AJUDA DO TARIFADOR HOSTTAR

AJUDA DO TARIFADOR HOSTTAR AJUDA DO TARIFADOR HOSTTAR ARQUIVO DE COLETA O Hosttar, possui a opção de gravar as informações vindas do PABX em um arquivo de coleta "arqpabx.log". Esta opção esta configurada para gravar assim que o

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

2 Diagrama de Caso de Uso

2 Diagrama de Caso de Uso Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Caso de Uso (Use Case) Autoria:Aristófanes Corrêa

Leia mais

Esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do programa Licita, bem como explicar o processo de geração e importação de arquivos no sistema.

Esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do programa Licita, bem como explicar o processo de geração e importação de arquivos no sistema. Nota Técnica 26/2010 Em 07 de Abril de 2010. Assunto: exportação e importação de arquivos, instalação e funcionamento do programa Licita. I DO OBJETIVO Esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do programa

Leia mais

CONTROLE de LOCAÇÕES

CONTROLE de LOCAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO Projeto/Software/Programa Controle de Locações JunioNet Objetivo desse manual Elucidar o instrutor e/ou o utilizador final desse programa de computador. Objetivo desse Projeto/Software/Programa

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso

Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso Objetivos da aula: Aprender a aplicar a técnica de casos de uso em um pequeno problema real Identificar as variáveis relevantes a serem consideradas Modelar

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto Locadora de Vídeo Passatempo Especificação de Requisitos 1. Introdução Este documento contém a especificação de requisitos e a modelagem de análise para o projeto de informatização da vídeo-locadora

Leia mais

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage...

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... 12 Apresentação O Pitstop foi desenvolvido pela Interact com o objetivo

Leia mais

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe:

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe: Versão Documento de Requisitos Documento de Requisitos Equipe: Bruno Harada (bhhc) Edilson Augusto Junior (easj) José Ivson Soares da Silva (jiss) Pedro Rodolfo da Silva Gonçalves (prsg) Raphael

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

ALESSANDRO RODRIGO FRANCO FERNANDO MARTINS RAFAEL ALMEIDA DE OLIVEIRA

ALESSANDRO RODRIGO FRANCO FERNANDO MARTINS RAFAEL ALMEIDA DE OLIVEIRA ALESSANDRO RODRIGO FRANCO FERNANDO MARTINS RAFAEL ALMEIDA DE OLIVEIRA INTRODUÇÃO O projeto de um banco de dados é realizado sob um processo sistemático denominado metodologia de projeto. O processo do

Leia mais

Modo Estrutura é o ambiente de definição e estruturação dos campos, tipos de dados, descrição e propriedades do campo.

Modo Estrutura é o ambiente de definição e estruturação dos campos, tipos de dados, descrição e propriedades do campo. Unidade 02 A- Iniciando o Trabalho com o ACCESS: Criar e Salvar um Banco de Dados Acessar o ACCESS Criar e Salvar o Banco de Dados Locadora Encerrar o Banco de Dados e o Access Criando um Banco de Dados

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC CURSO: Bacharelado em Ciência da Computação DISCIPLINA: ANPS Análise e Projeto de Sistemas AULA NÚMERO: 3 DATA: PROFESSOR: Murakami Sumário 1 APRESENTAÇÃO...1 2 DESENVOLVIMENTO...1 2.1 Revisão...1 2.1.1

Leia mais

Manual do sistema Lojamix PDV

Manual do sistema Lojamix PDV Manual do sistema Lojamix PDV Versão 1.10 Data da última atualização 07/11/2011 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS...3 LISTA DE Siglas...4 Primeiros passos...5 Acessando o ambiente de configuração...5 Acessando

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO APRESENTAÇÃO O CPS FINANÇAS PESSOAIS é um software desenvolvido para gerenciar a movimentação financeira de forma pessoal, rápida e simplificada fornecendo relatórios e demonstrativos. Este manual é parte

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 1

Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 1 Princípios de modelagem de Domínio e Projeto(design) de Software Parte 1 Prof. Gustavo Willam Pereira ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Clayton Vieira Fraga Filho Apesar de todas as vantagens que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de software AULA NÚMERO: 08 DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar e discutir conceitos relacionados a modelos e especificações. Nesta aula

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

Quinta Lista de Exercícios -

Quinta Lista de Exercícios - INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO COORDENADORIA DE INFORMÁTICA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Quinta Lista de Exercícios - INSTRUÇÕES: 1) Nesta lista de exercícios, vamos nos preocupar em implementar o comportamento

Leia mais

Manual de Utilização Chat Intercâmbio

Manual de Utilização Chat Intercâmbio Manual de Utilização Chat Intercâmbio 1 INDICE 1 Chat Intercâmbio... 6 1.1 Glossário de Termos Utilizados.... 6 1.2 Definições de uma Sala de Chat... 7 1.3 Como Acessar o Chat Intercâmbio... 8 1.4 Pré-requisitos

Leia mais

A REALIDADE VIRTUAL APLICADA AO CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS

A REALIDADE VIRTUAL APLICADA AO CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS A REALIDADE VIRTUAL APLICADA AO CONTROLE E AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS Gláucio Alves Oliveira; Ildeberto de Genova Bugatti Resumo O trabalho utilizou técnicas de integração entre tecnologia de Realidade

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

Extrato Financeiro Manual de Usuário 02/05/2012 FAPESP

Extrato Financeiro Manual de Usuário 02/05/2012 FAPESP Extrato Financeiro Manual de Usuário FAPESP Conteúdo Introdução... 3 Acesso ao formulário para geração do extrato... 3 Como gerar o extrato financeiro... 5 Conteúdo do extrato... 9 Anexo I Dúvidas / problemas

Leia mais

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo GetNet

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo GetNet Roteiro de Instalação e Configuração Módulo GetNet Conteúdo 1. INSTALAÇÃO DO MÓDULO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO MÓDULO GETNET NO SITEF... 2 3. TRANSAÇÕES PERMITIDAS JUNTO A ADMINISTRADORA GETNET... 13 4. CONFIGURAÇÃO

Leia mais

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Especificação de Requisitos e Modelagem Orientada

Leia mais

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 índice Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online? 3 Passo 3: Recursos disponíveis 4 Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 Pesquisa de histórico

Leia mais

Guia Prático. PGRural. Adendo Livro Caixa Avançado

Guia Prático. PGRural. Adendo Livro Caixa Avançado Guia Prático PGRural Adendo Livro Caixa Avançado Índice Sobre o PGRural... 3 Conceito... 3 Configurando a empresa... 4 Plano de contas... 5 Conta padrão para participante... 6 Forçar vínculo... 6 Tela

Leia mais

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN Guia de Capacitação Concessão de Cotas Financeiras Versão 1.0 outubro 2012 MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA INSTRUTOR: CARLOS ALBERTO PEREIRA LIMA COLABORADORES

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

Documentos. ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007. Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário

Documentos. ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007. Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário Documentos ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007 Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário 68 ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007 Empresa Brasileira de Pesquisa

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Cobrança de Títulos para Cobrança em Carteira ou Boleto Bancário

Manual do Usuário. Sistema Cobrança de Títulos para Cobrança em Carteira ou Boleto Bancário Manual do Usuário Sistema Cobrança de Títulos para Cobrança em Carteira ou Boleto Bancário - Cadastro de Sacados (Pessoas). - Cadastro de Títulos, baixa valores pagos. - Emite boleto ou carnê para cobrança

Leia mais

Banco de Dados I. 1. Conceitos de Banco de Dados

Banco de Dados I. 1. Conceitos de Banco de Dados Banco de Dados I 1. Conceitos de Banco de Dados 1.1. Características de um Banco de Dados. 1.2. Vantagens na utilização de um BD. 1.3. Quando usar e não usar um Banco de Dados. 1.4. Modelos, Esquemas e

Leia mais

1) Como acessar a aplicação

1) Como acessar a aplicação Guia de Uso V1.0.0 1) Como acessar a aplicação 2 1 2 3 3 4 Ao clicar em Banco de Necessidades, será aberta uma nova guia do navegador com o formulário mostrado abaixo, o qual possui dois botões : Consulta

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

GEADA. Gerador de Expressões Algébricas em Digrafos Acíclicos. para versão 1.0, de agosto/2008. Autor: Márcio Katsumi Oikawa

GEADA. Gerador de Expressões Algébricas em Digrafos Acíclicos. para versão 1.0, de agosto/2008. Autor: Márcio Katsumi Oikawa GEADA Gerador de Expressões Algébricas em Digrafos Acíclicos para versão 1.0, de agosto/2008. Autor: Márcio Katsumi Oikawa 1 1 Introdução O GEADA (Gerador de Expressões Algébricas em Digrafos Acíclicos)

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4

DMS Documento de Modelagem de Sistema. Versão: 1.4 DMS Documento de Modelagem de Sistema Versão: 1.4 VERANEIO Gibson Macedo Denis Carvalho Matheus Pedro Ingrid Cavalcanti Rafael Ribeiro Tabela de Revisões Versão Principais Autores da Versão Data de Término

Leia mais

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber Page 1 of 18 151441 Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber PDA 151441: Relatórios do Caixa com a Visão de Multi Empresa. SOLICITAÇÃO DO CLIENTE Realizar alterações em dois Relatórios do caixa

Leia mais

ALMOXARIFADO 1. CONTROLE DE ACESSO AO SISTEMA 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 3. MENUS DO SISTEMA 4. PADRÕES DE OPERAÇÃO 5.

ALMOXARIFADO 1. CONTROLE DE ACESSO AO SISTEMA 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 3. MENUS DO SISTEMA 4. PADRÕES DE OPERAÇÃO 5. ALMOXARIFADO 1. CONTROLE DE ACESSO AO SISTEMA 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 3. MENUS DO SISTEMA 4. PADRÕES DE OPERAÇÃO 5. MENU DE CADASTROS 1. FORNECEDORES 2. ELEMENTOS DE DESPESA 3. GRUPOS 4. PRODUTOS 5. ESTOQUE

Leia mais

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ISSN - 0103-2569 MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP André Pimenta Freire Renata Pontin de M. Fortes N 0 213 RELATÓRIOS TÉCNICOS

Leia mais

Especificação do Caso de Uso Manter Cliente

Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Grupo 01 - Projeto Systrack Versão 2.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 24/05/2011 1.0 Início do documento João Ricardo 31/06/2011 2.0 Alteração

Leia mais

FERRAMENTA PARA CONSTRUÇÃO DE INTERFACES DE SOFTWARE A PARTIR DE DIAGRAMA DE CLASSES

FERRAMENTA PARA CONSTRUÇÃO DE INTERFACES DE SOFTWARE A PARTIR DE DIAGRAMA DE CLASSES FERRAMENTA PARA CONSTRUÇÃO DE INTERFACES DE SOFTWARE A PARTIR DE DIAGRAMA DE CLASSES Aluno: André Luis Becker Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl. Mestre Orientador, FURB Roteiro da Apresentação Introdução;

Leia mais

Acif Sistema de Recuperação de Crédito

Acif Sistema de Recuperação de Crédito Acif Sistema de Recuperação de Crédito 2 Índice Acesso ao Sistema...3 Menu de acesso...3 Cadastro de Devedores...4 Cadastro de Dívidas...5 Alertas do sistema...8 3 Acif Sistema de Recuperação de Crédito

Leia mais

Documento de Especificação de Casos de Uso ERP do PECE Módulo Estratégico

Documento de Especificação de Casos de Uso ERP do PECE Módulo Estratégico Documento de Especificação de Casos de Uso ERP do PECE Módulo Estratégico Autores: Celso Vital Crivelaro Diego Casarin Fernando Alves Rodrigo Rodrigues da Silva Revisor: Rodrigo Rodrigues da Silva Data

Leia mais