1. Informações Institucionais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Informações Institucionais"

Transcrição

1

2 1. Informações Institucionais

3 Nossa Empresa Líder mundial em eventos de negócios e consumo, a Reed Exhibitions atua na criação de contatos, conteúdo e comunidades com o poder de transformar negócios Números Gerais: 440 Feiras em 36 Países Expositores Visitantes por ano 44 Setores da Economia funcionários 35 escritórios ao redor do mundo

4 Sobre Reed Exhibitions Alcantara Machado Criado em abril de 2007 a partir da joint-venture entre a maior promoção de feiras do mundo - a Reed Exhibitions - e América Latina - Alcantara Machado Feiras. A empresa possui: Escritórios em São Paulo, Ribeirão Preto e Recife 270 funcionários 57 feiras 34 Setores da Economia

5 RXAM Portfolio Global de Energia

6 Agenda Brasileira Oil & Gas Anos Pares (2010, 2012, ) Anos Ímpares (2009, 2011, 2013 ) 1º Semestre 2º Semestre

7 Parcerias Estratégicas para Fortalecer o Mercado

8 2. Mercado Oil & Gas

9 O Pré-Sal em Santos Crescimento Acelerado O governo federal aprovou para 2013 a realização de três rodadas de licitação: Norte & NE Pré-Sal Gás Natural Detendo a maior parte das reservas do Pré- Sal, a Bacia de Santos é hoje foco de investimentos do setor para desenvolvimento e ampliação da cadeia de fornecimento para o segmento de Oil & Gas A apuração dos bônus de assinatura e o compromisso mínimo chegaram a R$ 4,8 bilhões Governo fixa em R$ 15 bilhões bônus da 1ª Rodada do Pré-Sal com foco no prospecto de Libra, na Bacia de Santos R$ 50 milhões serão destinados à Pré-sal Petróleo S.A. (PPSA), empresa estatal que representará a União O Campo de Urucu, tem 52.8bcm das reservas de gás provadas, sendo o 2º maior campo de gás do país, depois de Mexilhão, na Bacia de Santos Até 2017, serão investidos US$236,7 bilhões e a produção no Pré-sal chegará a 1 milhão de barris diários

10 Mercado Energético Brasileiro Fatos O Brasil é o 10º maior consumidor de energia do mundo, o maior da América Latina, e o terceiro maior do hemisfério ocidental, atrás dos EUA e do Canadá. De acordo com a agência americana Energy Information Administration (EIA), as suas reservas comprovadas de petróleo em 2012 totalizavam 13,99 bilhões de barris (bbl) (cerca de 0,8% do total mundial), colocando-o na terceira posição na região atrás da Venezuela e do México. A maioria das reservas comprovadas do país estão localizadas na costa sudeste do país, e particularmente nas bacias offshore de Campos e Santos. Essa estimativa ainda não leva em consideração o vasto potencial de reservas adicionais de petróleo das novas descobertas do país na camada do pré-sal.

11 Mercado Energético Brasileiro Fatos O Brasil realizará o seu primeiro leilão para os blocos para exploração de petróleo em cinco anos em maio e novembro de Havia uma grande expectativa para o anúncio, com empresas estrangeiras competindo pelas fatias dessa oportunidade localizada nas vastas reservas brasileiras do pré-sal. A ANP, a agência reguladora de gás e petróleo do Brasil, já identificou 289 blocos a serem leiloados na '11ª Rodada,' com um grande número deles localizado em áreas onshore e offshore. O primeiro leilão incluirá um grande número de blocos na região da margem equatorial, localizada no Norte cujo potencial de prospecção baseia-se na Teoria da Deriva Continental. Os blocos offshore do pré-sal serão leiloados em novembro durante uma segunda rodada de licenciamentos. O desenvolvimento das reservas brasileiras do pré-sal ficará em grande parte a cargo da Petrobras, que planeja investir 49% do seu orçamento de US$ 89,9 bilhões para o Desenvolvimento da Produção no período para desenvolver esses recursos.

12 Setor de Gás & Petróleo Brasileiro Principais tendências e desenvolvimentos 39 FPSO s e unidades de produção serão necessárias para que a Petrobras atinja sua meta de produção O Brasil realizará o seu primeiro leilão para os blocos de exploração no pré-sal em novembro de O sucesso da 11ª rodada de licenciamento é um sinal promissor de que as incertezas regulatórias não estão afetando a atratividade do país Campos tais como Papa Terra e Roncador 3 ajudarão o país a recuperar sua produção em 2013, e acreditamos que serão os desenvolvimentos no pré-sal tais como os enormes campos de Lula ou Franco que contribuirão para a perspectiva positiva do país no longo prazo O rápido crescimento econômico continuará a impulsionar o consumo doméstico de petróleo, através da capacidade única do país de alternar entre o consumo de etanol e gasolina no setor de transportes O Brasil continuará a depender das importações de petróleo refinado. E isso embora estejamos prevendo um aumento superior a 40% na capacidade de refino até 2016

13 Setor de Gás & Petróleo Brasileiro Principais tendências e desenvolvimentos Pontos Fortes Grandes projetos de infraestrutura no setor energético Os bilhões de barris das reservas de petróleo do pré-sal em águas profundas descobertas no Brasil impulsionarão o crescimento da produção por muitos anos no futuro Os potenciais recursos e o grande mercado brasileiros têm atraído uma ampla variedade de grandes empresas e atores independentes internacionais do setor de petróleo, todos com amplo acesso a fontes de financiamento, criando um cenário competitivo saudável apesar do ambiente regulatório desafiador Oportunidades Aumento da base instalada A nova agenda de reformas da Petrobras deverá ajudá-la a recuperar sua lucratividade e aproveitar as oportunidades ainda consideráveis no setor brasileiro de gás e petróleo A primeira rodada de leilões do pré-sal do país, programada para novembro de 2013, verá a primeira a alocação de tais áreas no offshore brasileiro para empresas estrangeiras A crescente demanda brasileira por energia abre as portas para empresas de petróleo internacionais (IOCs) não apenas para exercer um importante papel no setor de exploração e produção, mas também no segmento downstream, conforme o demonstrado pelo multibilionário acordo de joint venture assinado entre a Shell e a Cosan.

14 Setor de Gás & Petróleo Brasileiro Principais tendências e desenvolvimentos Antecipando-se ao próximo leilão, a ANP anunciou que os contratos de partilha para produção no pré-sal (PSCs) sendo oferecidos totalizam recursos de 40 bilhões de barris (bbl) de petróleo na área. A agência reguladora também declarou que o altamente cobiçado campo de Libra, de grande potencial, na bacia de Santos diretamente a norte do campo de Lula, será oferecido. A empresa independente de consultoria Gaffney, Cline & Associates estima que o campo pode conter até 15 bilhões de bbl de reservas recuperáveis. O Campo de Franco está localizado na bacia de Santos, e pode possuir até 6 bilhões de bbl. A Petrobras encomendou duas FPSO s para desenvolver o campo (P-75 e P-77) do consórcio Enseada do Paraguaçu (Odebrecht OAS e UTC) a serem convertidas a partir da VLCC na doca seca de Inhaúma com capacidade de b/d cada. No início de fevereiro de 2013, a empresa solicitou propostas para a parte superior das duas FPSO s. Espera-se atualmente que a P-75 inicie a produção em 2016, enquanto que a P-77 deverá iniciar produção em Estamos cada vez mais otimistas de que haverá uma forte concorrência durante a primeira rodada para o pré-sal do país, com a iminente exploração esperada a partir do acesso às novas áreas, criando grandes riscos de elevação tanto das projeções para as nossas reservas quanto para produção.

15 Setor de Gás & Petróleo Brasileiro Principais tendências e desenvolvimentos A Petrobras já reservou US$ 237 bilhões para serem gastos com projetos até 2017, na medida em que ela procura impulsionar a sua produção diária de petróleo para 2,75 milhões de b/d. Espera-se que a maior parte da produção adicional seja oriunda dos campos do pré-sal brasileiros na bacia de Santos. O desenvolvimento das reservas brasileiras do pré-sal ficará em grande parte a cargo da Petrobras, que planeja investir 49% do seu orçamento de US$ 89,9 bilhões para o Desenvolvimento da Produção no período para desenvolver esses recursos. Embora inicialmente se supusesse que o Campo de Carioca seria desenvolvido usando uma das oito FPSO s com capacidade de b/d em produção atualmente no Estaleiro Rio Grande pela Engevix (Ecovix), as parceiras estão tentando arrendar uma FPSO com capacidade de b/d. As decisões finais sobre os investimentos no campo devam ser anunciadas até o final de 2013, após o processo de concorrência da FPSO ter sido concluído com a meta de iniciar a produção no final de 2016 O Campo de Urucu possui 52,8 bcm de reservas comprovadas de gás e é o segundo maior campo de gás do país após Mexilhão na área offshore da bacia de Santos

16 3. O Evento

17 Plano Estratégico edição 2014 Ajuste ao ciclo de Produção do Pré-Sal e ao calendário nacional de Feiras por meio da bianualização do evento (solicitação Petrobras) Parceria estratégica com IBP que passa a dirigir o conteúdo executivo e Técnico (conferências) e a ser sócio da feira Posicionamento como principal evento técnico e de negócios Locais, para o estado de São Paulo Parcerias com FIESP, ONIP e SEBRAE-SP para a execução de Rodadas de Negócios ligando a indústria petroleira aos fornecedores de São Paulo e ao Pequeno e médio fornecedor do Litoral Paulista

18 Overview Visitantes +100 Expositores + R$ 88 Milhões em Negócios 298 Conferencistas Setores e Produtos Envolvidos: 6% 7% 13% Operadoras e Armadores Equipamentos para Operação em Unidades Navais 11% Equipamentos Subsea e de Perfuração 18% Equipamentos para atividades em Terra 8% Drilling Contractors Engenharia e Construção 10% 14% Governo e Associações Bancos e Consultorias 13% Outros

19 Novidades da 7ª Edição O que esperar para 2014? Networking Empresarial: Encontro com uma dinâmica inovadora e diferenciada entre executivos de diversas empresas, promovendo interação e geração de parcerias e de negócios entre os participantes da Feira Parcerias Estratégicas: A partir de 2014, o IBP Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, envolve-se como sócio da Santos Offshore, intensificando sua parceria com o evento e apoiando a vinda de âncoras para a Santos. A intensificação com a proximidade das entidades regionais é também um dos objetivos da edição Rodadas de Negócios: Durante todo o evento, estas mesas de negócios ajudarão no desenvolvimento de novos contatos e, consequentemente, negócios, reunindo as principais âncoras do setor com pequenos e médios fornecedores regionais e internacionais +Ancoras: Com as novas parcerias, uma nova experiência aguarda sua organização, trazendo para Santos uma Feira com as mais representativas organizações do setor e consolidando a posição do evento como o encontro definitivo de negócios na região

20 Organizadores das Rodadas de Negócio

21 Histórico dos âncoras

22 Parcerias locais

23 Objetivos 2014 Projeções da próxima edição 200 Expositores Visitantes M 2 de Exposição Empresas Participantes Operadoras e Armadores Profissionais Participantes 6% 7% 6% 5% 7% 19% 11% Drilling Contractors Engenharia e Construção Equipamentos Subsea e de Perfuração Pequenos e Médios Fornecedores de Equipamentos Consultorias e Certificadoras TI 9% 7% 6% 9% Executivos de Exploração e 14% Produção Técnicos de Subsea e Gestão de Unidades Flutuantes Profissionais de Logística e Movimentação 13% Especialistas em Perfuração e Gestão de Poços Profissionais de SMS Executivos de RH e Hunting 15% 9% Bancos e Investidores Governo e Associações 11% 13% Presidentes e Diretores Gerais Acadêmicos e Pesquisadores 15% Outros 18% Outros

24 Planta do Evento

25 Segmentos alvo Petróleo e Gás Petroquímico Químico Naval Siderurgia Portuário Meio ambiente Arquitetura e Engenharia / Assessorias e Consultorias / Automação Industrial / Banco e Instituições Financeiras / Bombas e motobombas / Cabos Especiais / Caldeiraria / Calibração / Classificadoras e Certificadoras / Compressores / Conexões / Construção Civil / Controle e Medição / Detecção / EPIs / Estruturas Metálicas / Equipamentos Navais/ Ferramentas industriais / Filtros / Flanges / Fornos industrias / Geradores e Grupo Geradores / Guinchos e Guindastes / Instrumentação / Isolantes e Mantas térmicas / Lubrificantes Industriais / Mangueiras Industriais / Manutenção Industrial Mecânica e Eletromecânica / Monitoramento / Montagem / Operação de Plataformas / Perfuração / Projetos e Plantas industriais / Refrigeração Industrial / Solda e equipamentos / sondas / Telecomunicações / Topografia / Torres de Resfriamento / Transformadores / Transportes e Logística / Trocadores de calor / Tubos e tubulação industrial / Usinagem / Vedação.

26 Plano de Ação Como alcançaremos estes objetivos Parcerias Estratégicas: Petrobras e IBP já estabeleceram parceria no desenvolvimento desta edição, apoiando na elaboração das temáticas da conferência e contribuindo com a divulgação do evento. Outras Associações e Entidades de Classe também terão papel fundamental e serão envolvidas neste trabalho, como ABESPETRO, ABIMAQ, ACS, AGEM, ANP, FIESP, CODESP, DESENVOLVE SP, MME, PREFEITURA DE SANTOS, SECRETARIA DE ENERGIA, SINAVAL. Vendas Consultivas: Trabalho ativo de apresentação do evento para as organizações atuantes e os novos entrantes do setor, apresentando os benefícios da participação e estruturando proposições sob medida para cada um dos expositores ou patrocinadores ingressarem nesta edição. Divulgação Direcionada: Um planejamento de promoção do evento com mídias parceiras e marketing direto prevê atingir uma audiência altamente qualificada e direcionada, interessada em conhecer as inovações do setor, ampliar seu networking profissional e estabelecer parcerias no setor. Posicionamento do Evento: A Santos Offshore é o Principal evento de E&P do Estado de São Paulo e agora é desenvolvido pela maior organizadora de feiras do mundo em parceria com o IBP. É a plataforma definitiva de negócios para as empresas interessadas em atuar na Bacia de Santos. O retorno do investimento em um evento como esse é evidente, e o mercado está sendo informado e cada dia mais está ciente disso.

27 Plano de Divulgação Ações para trazer o mercado ao evento Marketing Direto para a base de contatos da Santos Offshore e demais eventos offshore e industriais Parceria com Associações, Entidades e Organizações do Setor para apoio na divulgação Suporte de expositores e empresas chave na divulgação interna com pôsteres e convites (impressos e eletrônicos) Apresentações in loco em entidades de classe para suas diretorias, membros associados e convidados Mídia externa essencialmente outdoors e elevadores em posições estratégicas para o mercado Utilização de outros eventos da organização ligados ao setor nacional e internacionalmente para promover a Santos Offshore Marketing Espontâneo por meio do emprego de mídias sociais, em especial com investimento na plataforma Facebook com curtidas. Assessoria de imprensa para suporte à geração de matérias em importantes veículos, setoriais ou não Parcerias estratégicas com veículos online e/ou offline, nacional e internacionalmente, para divulgação, como:

28 Baixada Santista Ações especiais Parcerias Estratégicas: Prefeitura de Santos / SEDES Secretaria de Desenvolvimento de Santos / MME - Ministério de Minas e Energia / ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Bicombustíveis / EPE Empresa de Planejamento Energético / CODESP Companhia Docas do Estado de São Paulo / Secretaria de Energia do Estado de São Paulo / ABESPETRO Assoc. Brasileira das Empresas de Serviço de Petróleo / SINAVAL Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore / ABIMAQ Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos / AGEM Agência Metropolitana da Baixada Santista Mídias Parceiras: TV Tribuna / TV Record Santos / TN Petróleo / Brasil Energia / Upstream / GNBC / Revista Portos e Navios / Guia Oil & Gas / Porto AS / Guia Offshore / Macaé Offshore / Petro & Química / Petrontícias / Petrozone / Santos Modal Divulgação Principais Eventos do Setor: Offshore Europe / Brasil Offshore / OTC Brasil / Tubotech Divulgação Pólo Cubatão / Santos/ São Vicente: Parcerias com as principais empresas do setor / Convites e Pôsteres entregues individualmente / Ônibus para Transporte dos funcionários (Door to Door)

29 Plano de Divulgação Responsável pela Santos Offshore 2013 Show Director: Igor Tavares Equipe Comercial: Exposição e Patrocínio Daniel Pereira Patrocínio e Merchandising Augusto Alvarez Vendas Internacionais Gustavo Binardi Marketing: Augusto Andrade Camilla Vassoler

1. Informações Institucionais

1. Informações Institucionais 1. Informações Institucionais Nossa Empresa Líder mundial em eventos de negócios e consumo, a Reed Exhibitions atua na criação de contatos, conteúdo e comunidades com o poder de transformar negócios Números

Leia mais

ÍNDICE. Sumário. Apoios. Media Partners. Dados Gerais. Conferência. Expositores. Visitantes. Campanha de Marketing. Mídia Espontânea.

ÍNDICE. Sumário. Apoios. Media Partners. Dados Gerais. Conferência. Expositores. Visitantes. Campanha de Marketing. Mídia Espontânea. ÍNDICE Sumário Apoios Media Partners Dados Gerais Conferência Expositores Visitantes Campanha de Marketing Mídia Espontânea Imagens 2 Sumário O Evento A 7ª Edição da BRASIL OFFSHORE - Feira e Conferência

Leia mais

R$ 114,5 MILHÕES em negócios ao longo do ano

R$ 114,5 MILHÕES em negócios ao longo do ano O Evento R$ 114,5 MILHÕES em negócios ao longo do ano Em 2014, a Santos Offshore Oil & Gas Expo, o mais importante encontro para o setor petroleiro no estado de São Paulo, chega à sua 7ª Edição. Ao longo

Leia mais

1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas de Perfuração Marítima Vitoria/ES

1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas de Perfuração Marítima Vitoria/ES 1º Workshop Tecnológico PLATEC Sondas de Perfuração Marítima Vitoria/ES FEV - 2013 Mercado de atuação do EEP descobertas do pré-sal: o Brasil se transformou no grande mercado para diversos equipamentos

Leia mais

Terceiro nível Quarto nível Quinto nível

Terceiro nível Quarto nível Quinto nível SEMINÁRIO JURÍDICO-FISCAL E WORKSHOP TÉCNICO DA 4 a RODADA DE LICITAÇÕES DA ANP CAPACIDADE Clique para editar NACIONAL os estilos do texto DA mestre CADEIA Segundo DE nível SUPRIMENTO PARA PETRÓLEO E GÁS

Leia mais

Willis Latin American Energy Conference

Willis Latin American Energy Conference Willis Latin American Energy Conference Planejamento Financeiro e Gestão de Riscos outubro 2012 Cátia Diniz Gerente Setorial de Seguros Internacionais Estas apresentações podem conter previsões acerca

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou o Plano Estratégico Petrobras 2030 (PE 2030) e o Plano de Negócios

Leia mais

O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore. Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore

O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore. Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore Porto Alegre, 27 de julho de 2011 Panorama Brasileiro Novo

Leia mais

Encontro para fomento da Micro e Pequena Empresa no entorno do EEP SICM Salvador - 04/06/2013

Encontro para fomento da Micro e Pequena Empresa no entorno do EEP SICM Salvador - 04/06/2013 Encontro para fomento da Micro e Pequena Empresa no entorno do EEP SICM Salvador - 04/06/2013 Gerente de Relações Institucionais Marcio Mendonça Cruz Revitalização Revitalização da da indústria indústria

Leia mais

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Estrutura do grupo Reed Elsevier REED EXHIBITIONS Alcance Global 500 eventos por ano 43 países 43 setores da economia 7 milhões de visitantes

Leia mais

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil

A feira. O maior evento mundial do setor sucroenergético. 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil Resultados Fenasucro 2014 A feira 26 a 29 de Agosto de 2014 Centro de Eventos Zanini Sertãozinho - São Paulo Brasil O maior evento mundial do setor sucroenergético O setor sucroenergético do Brasil já

Leia mais

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Ubirajara Sampaio de Campos Subsecretário de Petróleo e Gás Secretaria de Energia do Estado de São Paulo Santos Offshore 09 Abril 2014 Indústria

Leia mais

INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA

INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA UM NOVO MOMENTO DA INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA ENSEADA. A QUALIDADE, A PRODUTIVIDADE E A TECNOLOGIA DOS MELHORES ESTALEIROS DO MUNDO AGORA NO BRASIL Resultado da associação entre Odebrecht, OAS, UTC e Kawasaki,

Leia mais

Agentes Governamentais. Indústria Nacional. Operadoras de P&G

Agentes Governamentais. Indústria Nacional. Operadoras de P&G Agentes Governamentais Indústria Nacional Operadoras de P&G Missão Promover a maximização dos benefícios decorrentes da expansão da indústria petrolífera para toda a sociedade brasileira Estimular novos

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

Isaias Quaresma Masetti. Gerente Geral de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica masetti@petrobras.com.br

Isaias Quaresma Masetti. Gerente Geral de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica masetti@petrobras.com.br Inovação Tecnológica Frente aos Desafios da Indústria Naval Brasileira Isaias Quaresma Masetti Gerente Geral de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica masetti@petrobras.com.br ... O maior obstáculo à indústria

Leia mais

Brasil não pode emperrar pré-sal, diz presidente do World Petroleum Council Qua, 19 de Setembro de 2012 08:08

Brasil não pode emperrar pré-sal, diz presidente do World Petroleum Council Qua, 19 de Setembro de 2012 08:08 Dirigindo uma das principais entidades de petróleo do mundo, o World Petroleum Council, mas também presidente da brasileira Barra Energia, Renato Bertani acha que o Brasil não pode se dar ao luxo, como

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás Dezembro 2013 Tópicos Cenário P&G Rede de Núcleos de P&G - CNI e Federações Desenvolvimento de APLs

Leia mais

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014 NAGI PG NÚCLEO DE APOIO À GESTÃO DA INOVAÇÃO NA CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014 Em

Leia mais

Copyright 2015 Accenture. Todos os direitos reservados. 1

Copyright 2015 Accenture. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2015 Accenture. Todos os direitos reservados. 1 Análise macro setorial e a necessidade de ampliação dos investimentos no downstream brasileiro. Copyright 2015 Accenture. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor Petróleo e Gás

Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor Petróleo e Gás Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor Petróleo e Gás Santos Offshore Alfredo Renault Santos, 10 de abril de 2014. Sumário I PERSPECTIVAS E INVESTIMENTOS DO SETOR II A CADEIA DE FORNECEDORES III

Leia mais

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA Período de Execução: 2012 www.reedalcantara.com.br BRIEFING Reed Exhibitions PERFIL A Reed Exhibitions A Reed Exhibitions é a principal organizadora

Leia mais

Produtos e Serviços para a Construção Naval e a Indústria Offshore

Produtos e Serviços para a Construção Naval e a Indústria Offshore Produtos e Serviços para a Construção Naval e a Indústria Offshore Condições de Financiamento Luiz Marcelo Martins (luizmarcelo@bndes.gov.br) Março 2011 Crescimento Brasileiro e Investimentos Crescimento

Leia mais

Polo Produtivo 2 de Julho

Polo Produtivo 2 de Julho Polo Produtivo 2 de Julho Cadeia de Óleo & Gás offshore, onshore e Indústria Naval Recôncavo - Bahia Apoio: OBJETIVO Implantação de um complexo Industrial para atender a crescente demanda da Indústria

Leia mais

Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria

Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria tecnológica com a Kawasaki na sede da Odebrecht S.A.

Leia mais

A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ. CAMPUS 2014 Brésil Internacional

A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ. CAMPUS 2014 Brésil Internacional A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ CAMPUS 2014 Brésil Internacional Agenda PetróleoeGásNaturalnoBrasileRiodeJaneiro Situação da Indústria Naval Sistema FIRJAN: Soluções para Indústria de P&G

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

Feimafe Informações Gerais

Feimafe Informações Gerais Líder Mundial na Organização de Eventos Qualquer que seja o setor de atuação......criamos contatos, conteúdos e comunidades com o poder de transformar seus negócios. Feimafe Informações Gerais Sumário

Leia mais

4-8 TRANSFORME BONS NEGÓCIOS EM SUCESSO MAIO 2015. d a s 11 h à s 2 0 h Anhembi São Paulo - SP. www.feiplastic.com.br. facebook.

4-8 TRANSFORME BONS NEGÓCIOS EM SUCESSO MAIO 2015. d a s 11 h à s 2 0 h Anhembi São Paulo - SP. www.feiplastic.com.br. facebook. 4-8 MAIO 2015 d a s 11 h à s 2 0 h Anhembi São Paulo - SP TRANSFORME BONS NEGÓCIOS EM SUCESSO www.feiplastic.com.br Apoio Institucional: facebook.com/feiplastic Organização e Promoção: O EVENTO Com a ampliação

Leia mais

Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Notas sobre o balanço de um ano do PAC

Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Notas sobre o balanço de um ano do PAC Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Notas sobre o balanço de um ano do PAC Brasília, 22 de janeiro de 2008 NOTAS SOBRE O BALANÇO DE UM ANO DO PAC AVALIAÇÃO GERAL Pontos positivos e destaques: 1)

Leia mais

Impacto Potencial da Atividade da Industria de O&G na Sociedade. Eloi Fernández y Fernández Diretor Geral

Impacto Potencial da Atividade da Industria de O&G na Sociedade. Eloi Fernández y Fernández Diretor Geral Impacto Potencial da Atividade da Industria de O&G na Sociedade Brasileira Eloi Fernández y Fernández Diretor Geral Novembro de 2008 Sumário Cenário Atual do Setor Impactos Sociais Cenário Atual do Setor

Leia mais

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo BEM VINDO A FRUIT & LOG 2009! ABRINDO

Leia mais

Odebrecht Mobilidade: mais investimentos em transporte público

Odebrecht Mobilidade: mais investimentos em transporte público nº 345 novembro 2014 Odebrecht Mobilidade: mais investimentos em transporte público Odebrecht 70 anos: histórico e perspectivas em Óleo e Gás Foz Saneatins passa a se chamar Odebrecht Ambiental Saneatins

Leia mais

Projetos Atuais e Futuros da CAIXA RS junto ao mercado Naval e Portuário. Porto Alegre, agosto de 2010.

Projetos Atuais e Futuros da CAIXA RS junto ao mercado Naval e Portuário. Porto Alegre, agosto de 2010. Projetos Atuais e Futuros da CAIXA RS junto ao mercado Naval e Portuário Porto Alegre, agosto de 2010. APOIO AO Polo Naval - Rio Grande Atuação integrada do Governo, por meio da SEINFRA e SEDAI, voltada

Leia mais

Pré-Sal: Desafios e Oportunidades Tecnológicas

Pré-Sal: Desafios e Oportunidades Tecnológicas Pré-Sal: Desafios e Oportunidades Tecnológicas Aloisio Nóbrega Superintendente ONIP CCT do Senado Federal Outubro de 2008 Introdução Província Pré-Sal Fonte: Petrobras Situação da Perfuração dos Poços

Leia mais

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA Por meio de um investimento estratégico de até R$314,7 milhões, a BNDESPAR ingressa no capital social da Renova Energia. Parceria de Longo Prazo A

Leia mais

Conteúdo Local na Construção Naval e Offshore Brasileira: O papel da ANP

Conteúdo Local na Construção Naval e Offshore Brasileira: O papel da ANP Conteúdo Local na Construção Naval e Offshore Brasileira: O papel da ANP Coordenadoria de Conteúdo Local Marintec South America / 12ª Navalshore, 12/08/15 A Política de Conteúdo Local Definição: Política

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2º Trimestre

Apresentação dos Resultados do 2º Trimestre Apresentação dos Resultados do 2º Trimestre 11 de Agosto de 2011 1 Agenda Tópicos Palestrante Visão Geral Destaques do 2T11 Jose Augusto Fernandes (CEO) Atualização da perfuração Resultados Financeiros

Leia mais

Protection Offshore 2012

Protection Offshore 2012 Protection Offshore 2012 26 a 28 de Junho de 2012 Segurança - Prevenção - Integridade 26 a 28 de Junho de 2012 Macaé Centro Macaé Rio de Janeiro Relatório Pós Evento Prezado(a) Profissional, Entre os dias

Leia mais

PLATEC Plataformas Tecnológicas

PLATEC Plataformas Tecnológicas Programa de Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor de Óleo e Gás - MULTIFOR PLATEC Plataformas Tecnológicas Barcos de Apoio Offshore Porto Alegre - RS em 26/03/2013 ONIP - MULTIFOR PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Confira no Post Show Report os dados e resultados de 2010 e agende sua participação para 2012. Liliane Bortoluci Show Manager

Confira no Post Show Report os dados e resultados de 2010 e agende sua participação para 2012. Liliane Bortoluci Show Manager Na edição que marcou os 50 anos da Feira Internacional da Mecânica, a maior mostra da industrial da América Latina, a Reed Exhibitions Alcantara Machado trouxe para o Centro de Exposições do Anhembi no

Leia mais

Como Fazer Negócios com o Governo Business to Government B2G

Como Fazer Negócios com o Governo Business to Government B2G Como Fazer Negócios com o Governo Business to Government B2G Porque fazer negócios com o Governo? Descubra a maneira mais eficiente de fazer negócios com o Governo. Como Fazer Negócios com o Governo Business

Leia mais

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 Lisboa, 26 de Novembro 2009 1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 2. MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 3. EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO 4. DOUTORAMENTO EM MEIO EMPRESARIAL 5. OPEN

Leia mais

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE PETROBRAS - REGAP Contagem 19 de outubro de 2011 Iniciativas de Qualificação - PROMINP PROMINP O PROMINP (Programa de Mobilização da Indústria Nacional do Petróleo e

Leia mais

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore CCPGE 28 de maio de 2014 Atuação FIERGS CCPGE

Leia mais

2 Descrição da Empresa Focal

2 Descrição da Empresa Focal 2 Descrição da Empresa Focal 2.1 Origem e história da DNV A Det Norske Veritas 2 (DNV) é uma fundação global e independente, com o objetivo de salvaguardar a vida, a propriedade e o meio ambiente. Fundada

Leia mais

Oportunidades e desafios de qualificação profissional. III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro FIRJAN - 06/06/2014

Oportunidades e desafios de qualificação profissional. III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro FIRJAN - 06/06/2014 Oportunidades e desafios de qualificação profissional III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro FIRJAN - 06/06/2014 Petrobras Plano de Negócios 2014-2018 Inovação e Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

Tendências do Petróleo e Gás na América Latina: Desafios. Waldyr Martins Barroso Diretor

Tendências do Petróleo e Gás na América Latina: Desafios. Waldyr Martins Barroso Diretor Tendências do Petróleo e Gás na América Latina: Desafios Waldyr Martins Barroso Diretor Rio de Janeiro, 12 de novembro de 2015 Sumário Alterações nas Variáveis da Indústria de Petróleo e Gás América Latina

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

2nd Itaú Securities Conference. 31 Março, 2010 1

2nd Itaú Securities Conference. 31 Março, 2010 1 2nd Itaú Securities Conference 1 A Tenaris 2 Tenaris em Números Capacidade Anual Tubos de aço sem costura: 3,320 milhões de tons Tubos de aço soldados: 2,420 milhões de tons Colaboradores 22.140 (dezembro

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS DA PETROBRAS PROJETOS DA BACIA DE SANTOS. José Luiz Marcusso E&P / UN-BS. São Paulo, 11 de maio de 2010

PLANO DE NEGÓCIOS DA PETROBRAS PROJETOS DA BACIA DE SANTOS. José Luiz Marcusso E&P / UN-BS. São Paulo, 11 de maio de 2010 PLANO DE NEGÓCIOS DA PETROBRAS PROJETOS DA BACIA DE SANTOS José Luiz Marcusso E&P / UN-BS São Paulo, 11 de maio de 2010 1 1 AVISO As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais

Leia mais

Conselho Estadual de Petróleo e Gás Natural

Conselho Estadual de Petróleo e Gás Natural Conselho Estadual de Petróleo e Gás Natural Programa Paulista de Petróleo e Gás Natural Antonio Henrique Gross Subsecretaria de Petróleo e Gás - Secretaria de Energia 8ª Reunião 06 de Dezembro de 2011

Leia mais

Perspectivas para o Setor de petróleo e gás natural no Brasil

Perspectivas para o Setor de petróleo e gás natural no Brasil Perspectivas para o Setor de petróleo e gás natural no Brasil Comissão de Minas e Energia Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio Câmara dos Deputados João Carlos de Luca Presidente

Leia mais

PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA

PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA Programas para consolidar e expandir a liderança PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA 1 Petróleo, Gás Natural e Petroquímica Estratégias: liderança mundial

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE PETRÓLEO E GÁS - COMITÊS TÉCNICOS

CONSELHO ESTADUAL DE PETRÓLEO E GÁS - COMITÊS TÉCNICOS CONSELHO ESTADUAL DE PETRÓLEO E GÁS - COMITÊS TÉCNICOS Comitês Técnicos CT-I DESENVOLVIMENTO DA CADEIA DE FORNECEDORES CT-II DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO, AMBIENTAL E DA INFRAESTRUTURA DO LITORAL PAULISTA

Leia mais

PROJETO IND P&G 6.1 PROMINP. Workshop Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores SP 25/outubro/2011

PROJETO IND P&G 6.1 PROMINP. Workshop Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores SP 25/outubro/2011 PROJETO IND P&G 6.1 PROMINP Workshop Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores SP 25/outubro/2011 AGENDA 1 O SETOR DE PETRÓLEO E GÁS 2 O CONVÊNIO PETROBRAS-SEBRAE 3 GESTÃO E RESULTADOS DOS PROJETOS CENÁRIO

Leia mais

OGPar: Ativos e Situação Atual A Nova Companhia

OGPar: Ativos e Situação Atual A Nova Companhia OGPar: Ativos e Situação Atual A Nova Companhia 27 de Novembro de 2014 Agenda 1 2 3 4 Histórico Ativos Situação Atual Próximos Passos 2 Histórico Histórico: Visão Geral Empresa brasileira independente

Leia mais

Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados

Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados Maurício Reis Santos AIB/DECAPEG Área de Insumos Básicos Departamento da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás DEMANDA POR PETRÓLEO: aumento

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 MISSÃO Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nas atividades da indústria de óleo, gás e energia, nos mercados

Leia mais

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON

MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON MPX ENERGIA S.A. CNPJ/MF: 04.423.567/0001-21 Companhia Aberta BOVESPA: MPXE3 MPX Assina Acordos Definitivos para Joint Venture com a E.ON Rio de Janeiro, 18 de abril de 2012 MPX Energia S.A. ( MPX ou Companhia

Leia mais

RIG CREW BAY. Sua Porta de Entrada para o Mercado Offshore. Copyright 2015 Rig Crew Bay. Todos os direitos reservados.

RIG CREW BAY. Sua Porta de Entrada para o Mercado Offshore. Copyright 2015 Rig Crew Bay. Todos os direitos reservados. RIG CREW BAY Sua Porta de Entrada para o Mercado Offshore #nossaspalestras A RIG CREW BAY desenvolve, a cada semestre, uma série de palestras com temas de grande relevância, pertinentes ao cenário atual

Leia mais

Desafios na. Operação em Águas. Profundas no Brasil. Click to edit Master text styles. Second level Third level

Desafios na. Operação em Águas. Profundas no Brasil. Click to edit Master text styles. Second level Third level 29 de agosto de 2012 Desafios na Click to edit Master text styles Operação em Águas Second level Third level Profundas no Brasil Fourth level» Fifth level Jacques Braile Saliés, Ph.D. Agenda Motivação

Leia mais

EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO

EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO Objetivo Maximizar a participação da indústria nacional de bens e serviços, em bases competitivas e sustentáveis, na implantação de projetos de óleo e gás no Brasil e no exterior. 1 Desafios Históricos:

Leia mais

PLATEC PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS PLATEC FPSO automação e instrumentação do top side

PLATEC PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS PLATEC FPSO automação e instrumentação do top side Programa de Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor de Óleo e Gás - MULTIFOR PLATEC PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS PLATEC FPSO automação e instrumentação do top side São Paulo - 16/10/2013 ONIP - MULTIFOR

Leia mais

Santos Offshore 2012 Relatório Pós Evento

Santos Offshore 2012 Relatório Pós Evento Líder Mundial na Organização de Eventos Qualquer que seja o setor de atuação......criamos contatos, conteúdos e comunidades com o poder de transformar seus negócios. Santos Offshore 2012 Relatório Pós

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO

ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO QUADRO 1 Atividades a não serem realizadas por restrição

Leia mais

Título da Apresentação

Título da Apresentação Título da Apresentação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil 2º Workshop Platec E&P Onshore - Sondas de Perfuração e Workover - Equipamentos

Leia mais

Rodrigo Matos Huet de Bacellar Superintendente Área de Insumos Básicos Junho / 2014

Rodrigo Matos Huet de Bacellar Superintendente Área de Insumos Básicos Junho / 2014 Os Desafios do Pré-Sal: Riscos e Oportunidades para o País As Políticas Industrial e de Inovação no setor de Petróleo e Gás Rodrigo Matos Huet de Bacellar Superintendente Área de Insumos Básicos Junho

Leia mais

Prova de Informática Petróleo e Gás PROVA DE INFORMÁTICA BÁSICA PETRÓLEO & GÁS

Prova de Informática Petróleo e Gás PROVA DE INFORMÁTICA BÁSICA PETRÓLEO & GÁS PROVA DE INFORMÁTICA BÁSICA PETRÓLEO & GÁS 1 Sumário 1.0 - Curso de Petróleo e Gás...3 1.1 O Profissional...3 1.2 Mercado De Trabalho...3 1.3 O Curso...4 2.0 Informações sobre Petróleo e Gás...5 2.1 Dados

Leia mais

ATUAÇÃO INTERNACIONAL DA PETROBRAS E AS OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA

ATUAÇÃO INTERNACIONAL DA PETROBRAS E AS OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA PROMINP - 2o WORKSHOP NACIONAL ATUAÇÃO INTERNACIONAL DA PETROBRAS E AS OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA ÁREA DE NEGÓCIO INTERNACIONAL Cláudio Castejon Vitória, 28 de outubro de 2004 O portfolio

Leia mais

As feiras são um dos meios de maior efetividade na criação e manutenção de relações comerciais.

As feiras são um dos meios de maior efetividade na criação e manutenção de relações comerciais. As feiras são um dos meios de maior efetividade na criação e manutenção de relações comerciais. Em uma era cada vez mais digital, é o único canal onde o comprador, o vendedor e o produto se encontram fisicamente.

Leia mais

O Marco Regulatório do Pré-Sal e a Cadeia Produtiva da Industria: Desafios e Oportunidades

O Marco Regulatório do Pré-Sal e a Cadeia Produtiva da Industria: Desafios e Oportunidades O Marco Regulatório do Pré-Sal e a Cadeia Produtiva da Industria: Desafios e Oportunidades Construção de uma Política Industrial Setorial Eloi Fernández y Fernández Diretor Geral ONIP Brasilia, 3 de outubro

Leia mais

A Siderurgia brasileira de aços planos e o Atendimento ao Mercado Naval e Offshore

A Siderurgia brasileira de aços planos e o Atendimento ao Mercado Naval e Offshore A Siderurgia brasileira de aços planos e o Atendimento ao Mercado Naval e Offshore Workshop de Tecnologia de Construção Naval e Offshore PROMINP Firjan, 24 de Junho de 2009 Sergio Leite de Andrade Vice

Leia mais

Pré-sal, Desenvolvimento Industrial e Inovação

Pré-sal, Desenvolvimento Industrial e Inovação Pré-sal, Desenvolvimento Industrial e Inovação André Tosi Furtado Departamento de Política Científica e Tecnológica Instituto de Geociências UNICAMP VIII Congresso Brasileiro de Planejamento Energético

Leia mais

AGOSTO GOSTO,, 2011, 2011 Aviso Legal Esta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a atual visão e/ou expectativas da Companhia e de sua

Leia mais

Evento. Estiveram presentes 3.900 pessoas que visitaram os 10 mil metros quadrados de exposição para realização de ótimos negócios!

Evento. Estiveram presentes 3.900 pessoas que visitaram os 10 mil metros quadrados de exposição para realização de ótimos negócios! OVERVIEW 2014 Evento Único evento do Brasil que acompanha os desafios do setor da Distribuição Automotiva, o Congresso & ExpoFenabrave é o maior evento do segmento na América Latina e o segundo maior do

Leia mais

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados Sistema Indústria CNI 27 Federações de Indústrias 1.136 Sindicatos Associados 622.874 Indústrias SENAI SESI IEL 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57

Leia mais

Refinaria Duque de Caxias - REDUC

Refinaria Duque de Caxias - REDUC Refinaria Duque de Caxias - REDUC Refinarias no Brasil 239.000 *Considerando Processamento de GN e LGN, a carga passa a ser 267.300 bbl/dia. Refinaria Duque de Caxias - REDUC Localização : Duque de Caxias

Leia mais

Panorama do setor de construção naval e offshore: balanço e perspectivas.

Panorama do setor de construção naval e offshore: balanço e perspectivas. 12ª Navalshore Maritech South America Panorama do setor de construção naval e offshore: balanço e perspectivas. Enseada Indústria Naval S.A. Humberto Rangel - Diretor de Relações Institucionais e de Sustentabilidade

Leia mais

Vantagem da Calmena. Experiência global alavancada pelo know-how local. O alcance de uma multinacional com o serviço de uma empresa local.

Vantagem da Calmena. Experiência global alavancada pelo know-how local. O alcance de uma multinacional com o serviço de uma empresa local. Vantagem da Calmena Experiência global alavancada pelo know-how local. As equipes locais oferecem soluções de padrão internacional adaptadas ao seu mercado, otimizando a operação com técnicas de sucesso

Leia mais

OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO

OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO OPORTUNIDADES NO ESPÍRITO SANTO Seminário A competitividade do comércio exterior capixaba: infraestrutura logística e controle aduaneiro Cristina Vellozo Santos Subsecretária de Estado de Desenvolvimento

Leia mais

Inovação Aberta na Petrobras

Inovação Aberta na Petrobras Inovação Aberta na Petrobras Open Innovation Seminar São Paulo, 12 de Novembro de 2012 Maria Cristina Espinheira Saba Gerente de Estratégia Tecnológica Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (CENPES) Motivadores

Leia mais

Exigências de Conteúdo Local no Setor de Petróleo e Gás

Exigências de Conteúdo Local no Setor de Petróleo e Gás Exigências de Conteúdo Local no Setor de Petróleo e Gás São Paulo, 12/04/2013 Estrutura da Política de CL MME/CNPE Estratégias e Política de Conteúdo Local ANP Regulamentação Monitoramento Fiscalização

Leia mais

REDE PETRO BRASIL. A Rede das Redes Petro. Eng. Ana Maria Mendonça Rede PETROGÁS Sergipe Presidente da PENSE

REDE PETRO BRASIL. A Rede das Redes Petro. Eng. Ana Maria Mendonça Rede PETROGÁS Sergipe Presidente da PENSE REDE PETRO BRASIL A Rede das Redes Petro Eng. Ana Maria Mendonça Rede PETROGÁS Sergipe Presidente da PENSE as redes Amazonas Ceará Rio Grande do Norte Pernambuco Alagoas Sergipe Bahia Minas Gerais Bacia

Leia mais

AÇÕES DA PETROBRAS PARA FORTALECIMENTO DO SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO

AÇÕES DA PETROBRAS PARA FORTALECIMENTO DO SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO SEMINÁRIO IAAC AÇÕES DA PETROBRAS PARA FORTALECIMENTO DO SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO ERNANI TURAZZI Gerente do Cadastro de Fornecedores e FABIANO GONÇALVES MARTINS Gerente de Avaliação Técnica de

Leia mais

Projeto Piloto de Desenvolvimento de Fornecedores da Cadeia de Petróleo, Gás e Naval

Projeto Piloto de Desenvolvimento de Fornecedores da Cadeia de Petróleo, Gás e Naval Projeto Piloto de Desenvolvimento de Fornecedores da Cadeia de Petróleo, Gás e Naval Comitê Nacional Comitê Regional Minas Gerais 1 Sumário Objetivo do projeto... 3 Público Alvo... 3 Funding... 3 Justificativa...

Leia mais

Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6

Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6 Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6 Panorama Ciclo econômico do Pré-Sal Prioridade de Governo Sustentabilidade socioeconômica e ambiental Indústria offshore

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

Certificação de Conteúdo Local Serviços de Petróleo e Gás

Certificação de Conteúdo Local Serviços de Petróleo e Gás Certificação de Conteúdo Local Serviços de Petróleo e Gás O que é? Conteúdo Local é a relação entre o valor dos bens produzidos e serviços prestados no país para executar o contrato e o valor total dos

Leia mais

POTÁSSIO DO BRASIL ANUNCIA NOVA DESCOBERTA DE MINERALIZAÇÃO DE POTÁSSIO NA BACIA AMAZÔNICA E MOBILIZA TERCEIRA SONDA

POTÁSSIO DO BRASIL ANUNCIA NOVA DESCOBERTA DE MINERALIZAÇÃO DE POTÁSSIO NA BACIA AMAZÔNICA E MOBILIZA TERCEIRA SONDA POTÁSSIO DO BRASIL ANUNCIA NOVA DESCOBERTA DE MINERALIZAÇÃO DE POTÁSSIO NA BACIA AMAZÔNICA E MOBILIZA TERCEIRA SONDA PARA DIVULGAÇÃO IMEDIATA Nova descoberta de minério de potássio na Bacia do Amazonas

Leia mais

Por que investir no Brasil

Por que investir no Brasil Por que investir no Brasil Por que investir em Eventos? Expertise nacional e internacional dos organizadores contribui para o desenvolvimento dos seus negócios, impactando os seus atuais e potenciais clientes

Leia mais

Ciclo de. Presidente Maria das Graças as Silva Foster. Coletiva de Imprensa. Rio de Janeiro, 05 de Março de 2012

Ciclo de. Presidente Maria das Graças as Silva Foster. Coletiva de Imprensa. Rio de Janeiro, 05 de Março de 2012 Lançamento amento do 6º 6 Ciclo de Qualificação do Prominp Coletiva de Imprensa Presidente Maria das Graças as Silva Foster Rio de Janeiro, 05 de Março de 2012 Política de Conteúdo Local da Petrobras Aprovada

Leia mais

Paulínia Petróleo & Gás

Paulínia Petróleo & Gás CADEIA PRODUTIVA DO SETOR PETRÓLEO E GÁS: DESAFIOS E OPORTUNIDADES Paulínia Petróleo & Gás Alfredo Renault Paulínia, São Paulo, 21 de agosto de 2013 Sumário I ESTIMATIVAS DE INVESTIMENTO NO SETOR PETRÓLEO

Leia mais

A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro

A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro A Indústria naval e offshore no Estado do Rio De Janeiro Rio de Janeiro Localização Sudeste do Brasil (56% do PIB nacional) Área 43.90 km 2 (0,5% do território brasileiro) População 5,4 Mi (8,4% do total)

Leia mais

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2011. Relações com Investidores

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2011. Relações com Investidores Reunião Pública com Analistas e Investidores 2011 Relações com Investidores A Tenaris Sobre a Tenaris Líder global na produção de tubos de aço e serviços para a indústria energética, automotiva e aplicações

Leia mais