KAROLINE COELHO MACEDO ESTUDO COMPARATIVO DAS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DOTPROJECT E GP3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "KAROLINE COELHO MACEDO ESTUDO COMPARATIVO DAS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DOTPROJECT E GP3"

Transcrição

1 KAROLINE COELHO MACEDO ESTUDO COMPARATIVO DAS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DOTPROJECT E GP3 Palmas 2006

2 2 KAROLINE COELHO MACEDO ESTUDO COMPARATIVO DAS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DOTPROJECT E GP3 Relatório apresentado como requisito parcial da disciplina Estágio Supervisionado em Sistemas de Informação Trabalho de Estágio, orientado pelo Prof. M. Sc. Fernando Luiz de Oliveira. Palmas 2006

3 3 AGRADECIMENTOS Primeiramente, agradeço a Deus por ajudar-me nesta fase da minha vida, por inúmeras vezes me ouvir e ter me dado forças para concluir esta etapa. Agradeço aos meus pais Joristé e Olívia, a madrinha Marta, a tia Larissa que por tantas vezes me incentivaram a sempre lutar pelos meus ideais. A minha avó materna que não está mais entre nós, mas sei que olha por mim. Agradeço aos meus amigos que sempre me apoiaram e, em especial, ao Igor Flavio e ao Thiago Teixeira. Eles foram de fundamental importância neste trabalho, pois sempre me motivaram e sempre me apoiaram. Devo muito a eles. Adoro vocês demais! Meus eternos amigos! Agradeço também ao meu namorado, que na maior parte deste trabalho, incentivoume a concluí-lo e por inúmeras vezes me deu bronca quando desanimava. Ele foi um dos motivos pelo qual concluí este trabalho. Infelizmente, a vida é uma caixinha de surpresa. Amo você! Agradeço também ao meu Professor Orientador Fernando Luiz que, deve ter ficado com dor de cabeça por corrigir meus erros de Messenger, minhas palavras sem acentos. Muito obrigada por me agüentar. Agora, uma pessoa que não posso esquecer de forma alguma é a Prof.ª Cristina Filipakis. Ela foi a pessoa mais maravilhosa do mundo comigo. Por duas vezes fui sua orientanda e sempre me incentivou, não desistiu de mim em nenhum momento e foi uma grande amiga também. Cris, te amo do fundo do coração. Obrigada! Ufa! Quantos agradecimentos. Bem o resto fica para o TCC. Beijos!

4 4 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO REVISÃO DE LITERATURA GERENCIAMENTO DE PROJETOS FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MATERIAIS E MÉTODOS LOCAL E PERÍODO MATERIAIS Apache PHP MySQL PHPMyAdmin DotProject Instalação do GP RESULTADOS E DISCUSSÃO DOTPROJECT Funcionalidades GP Funcionalidades DOTPROJECT X GP CONCIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 52

5 5 LISTA DE FIGURAS Figura 1: Instalação do Apache - Configurações...18 Figura 2: Configuração do PHP - Exemplo de Configuração do Diretório...19 Figura 3: Configuração do PHP - Exemplo de Configuração do Diretório...20 Figura 4: Configuração do PHP - Exemplo de Configuração do Diretório...20 Figura 5: Configuração do Apache - Exemplo de Configuração do Diretório Figura 6: Configuração do Apache - Exemplo de Configuração do Diretório Figura 7: Instalação do MySQL - Configurações...22 Figura 8: Configuração do MySQL - Configurações Figura 9: Configuração do MySQL - Configurações Figura 10: Configuração do MYSQL - Definição de Senha de Acesso Figura 11: Configuração do PHPMyAdmin Linha de comando Figura 12: Configuração do PHPMyAdmin Linha de comando...25 Figura 13: Instalação do DotProject Configurações...26 Figura 14: DotProject - Tela inicial...27 Figura 15: GP3 Tela inicial Figura 16: Funcionalidades do DotProject Empresas...30 Figura 17: Funcionalidades do DotProject Cadastro de Empresa...30 Figura 18: Funcionalidades do DotProject Usuários...31 Figura 19: Funcionalidades do DotProject Adicionando Novo Usuário...31 Figura 20: Funcionalidades do DotProject Projetos...32 Figura 21: Funcionalidades do DotProject Inserindo Novo Projeto...32 Figura 22: Funcionalidades do DotProject Calendário...34 Figura 23: Funcionalidades do DotProject Arquivos Figura 24: Funcionalidades do DotProject Fórum...35 Figura 25: Funcionalidades do GP3 Tela inicial...36 Figura 26: Funcionalidades do GP3 Atividades do Projeto...37 Figura 27: Funcionalidades do GP3 Inserir Projeto...38 Figura 28: Funcionalidades do GP3 Inserindo Informações do Projeto...38 Figura 29: Funcionalidades do GP3 Cadastro de pessoas Figura 30: Funcionalidades do GP3 Adicionar Pessoa...39 Figura 31: Funcionalidades do GP3 Inserir Atividade...40 Figura 32: Funcionalidades do GP3 Inserir Atividade...41 Figura 33: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Projeto...42 Figura 34: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: relatório gerencial...43 Figura 35: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: gráfico de gantt...44 Figura 36: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: relatório estático Figura 37: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: relatório financeiro Figura 38: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: relatório de alocação de pessoas...46

6 6 Figura 39: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: relatório do resumo financeiro Figura 40: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Projeto: relatório de valor agregado...47 Figura 41: Funcionalidades do GP3 Relatórios do Programa: relatório do resumo financeiro Figura 42: Funcionalidades do GP3 Relatórios da atividade: relatório de apontamentos....48

7 7 LISTA DE TABELAS TABELA 1: COMPARAÇAO ENTRE DOTPROJECT E GP

8 8 RESUMO A aplicação do gerenciamento de projetos no desenvolvimento de projetos vem sendo um fator importante, por proporciona através de um bom gerenciamento um produto final de qualidade. Com isso, existem no mercado várias ferramentas para auxiliar o gerente no gerenciamento de projetos. Dentre as várias ferramentas duas foram escolhidas para serem estudadas neste trabalho. São elas: DotProject e Gp3. Essas ferramentas possuem inúmeras funcionalidades que tem como objetivo auxiliar no gerenciamento. O objetivo deste trabalho é fornecer informações sobre as ferramentas estudadas, apresentando suas funcionalidades, vantagens e desvantagens, realizando comparações e auxiliando os gerentes de projetos na escolha da ferramenta mais adequada. Palavras-chave: Engenharia de Software, Gerenciamento de projetos, DotProject, GP3.

9 9 1 INTRODUÇÃO Com o aumento de projetos desenvolvidos, surgiu a necessidade de se fazer um gerenciamento de projetos de forma eficaz, por meio de um gerente, cuja função é gerenciar a equipe desenvolvedora e as tarefas do projeto. O gerente de projeto deve ser um profissional que possua grande capacidade de liderança e tomada de decisão, pois a importância do gerente para o sucesso ou fracasso de um empreendimento é fundamental. Isto porque a escolha de um caminho errado pode acarretar inúmeros problemas e, conseqüentemente, caso termine o projeto, pode-se chegar a um produto final de baixa qualidade e a insatisfação do cliente. Com a finalidade de auxiliar o gerente na função de gerenciar projetos foram desenvolvidas as ferramentas de gerenciamento. São várias as ferramentas disponíveis para o auxílio no desenvolvimento de projetos, tais como: MSProject, ACEProject, COOPER, PS8, GP3 e DotProject. Para serem analisadas neste trabalho, foram escolhidas as ferramentas DotProject e GP3. Todavia, antes de apresentar as características dessas ferramentas, é necessário que se entenda o conceito de gerenciamento de projeto, suas características e funções, a serem apresentadas no capítulo 2. O DotProject e o GP3 são ferramentas de gerenciamento de projetos disponíveis via web. Essas ferramentas têm o objetivo de auxiliar o gerente de projeto a monitorar e delegar funções à equipe. As ferramentas permitem a inclusão de projetos, suas atividades e integrantes da equipe de desenvolvimento. Os relatórios desenvolvidos através das ferramentas podem auxiliar na tomada de decisão, bem como auxiliar na solução de problemas que porventura surgirão no decorrer do projeto. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo realizar um estudo das ferramentas acima citadas, fornecendo informações sobre as mesmas; apresentar suas funcionalidades,

10 10 vantagens e desvantagens, realizando comparações de forma que auxilie os gerentes de projetos na escolha daquela que lhe for mais adequada.

11 11 2 REVISÃO DE LITERATURA Para atingir os objetivos desse trabalho, foram realizados estudos referentes aos conceitos de Gerenciamento de Projetos e das ferramentas de gerenciamento, dando maior ênfase às ferramentas DotProject e GP3 para, em seguida, apresentar as funcionalidades e testes das ferramentas DotProject e GP Gerenciamento de Projetos Em um mundo cada vez mais globalizado observa-se que, a cada dia, a concorrência dentro do segmento de desenvolvimento de projetos vem exigindo um nível maior de profissionais capacitados, além de técnicas capazes de tornar mais eficiente e competitiva essa concorrência, visando, assim, baixar custos e o tempo de trabalho. Dentro desse contexto, surge a necessidade de se utilizar técnicas/métodos/ferramentas que auxiliem o gerenciamento de projetos, facilitando o desenvolvimento e otimizando os produtos e serviços. Um projeto, segundo o PMI [2002, p.4], é um esforço temporário realizado para criar um produto ou serviço único, ou seja, é uma atividade temporária realizada por um grupo de profissionais com data prevista para iniciar e finalizar. Um projeto é um empreendimento que utiliza recursos limitados propondo-se a atingir metas e objetivos prédefinidos. Um projeto possui determinadas características, a saber: temporário, pois todo projeto tem um início e fim pré-definidos; único, uma vez que possui características próprias; progressivo, pois, à medida que o projeto for sendo compreendido, será progressivamente desenvolvido [TORREAO, 2005, p.3]. Ao se planejar um projeto é necessário, antes que o mesmo seja executado, gerenciá-lo. O Gerenciamento de projetos consiste na aplicação de conhecimentos,

12 12 habilidades, ferramentas e técnicas nas atividades do projeto a fim de atender os requisitos do projeto [PMISP, 2006]. O gerenciamento de projeto existe a mais de 50 anos e foi criado com a finalidade de gerenciar o desenvolvimento e atividades de projetos. No início, suas funções eram mais técnicas, não passando de uma série de gráficos, tabelas e procedimentos. Com o passar dos anos, o gerenciamento de projetos foi evoluindo, deixando de ser apenas técnico (gráficos, tabelas e procedimentos) e constituindo-se de métodos e princípios, a fim de prover uma abordagem estruturada com o intuito de auxiliar a tomada de decisões na execução do projeto [PORTNY e AUSTIN, 2005]. Existem diferentes metodologias de gerenciamento para organizar e estruturar os processos de um projeto. A maioria delas estão baseadas nos processos e técnicas definidos pela Project Management Institute (PMI). Esses processos e técnicas foram reunidos e chamados de Project Management Body of Knowledge (PMBOK). O PMBOK divide o processo de gerenciamento de projetos em cinco fases [VARGAS, 2000, p.28]: Iniciação: nessa fase, deve-se verificar e definir quando o projeto deve ser iniciado e empenhar-se que seja cumprida a data de início. Planejamento: onde se é definido os objetivos e é traçado o melhor caminho para que o projeto seja executado. Execução: nesta fase, distribuem-se as pessoas de modo que seja desenvolvido o que foi planejado. Controle: faz-se o controle do andamento do projeto, verificando se os objetivos estão sendo alcançados e, quando necessário, toma-se medidas de correções ou mudanças no planejamento. Finalização: nesta fase é feito o encerramento do projeto (ou de um processo), além da organização para o encerramento formal. O PMBOK também define nove áreas do conhecimento, conhecidas também como boas práticas de gerenciamento de projetos. São elas [TORREAO, 2005, p.11]. Planejamento: após ter sido definido o objetivo, inicia-se a área do planejamento. É nessa área que é elaborado e definido o plano de projeto definindo as atividades. Após

13 13 essa etapa, faz-se a alocação de recursos (profissionais) para cada uma, definindo também as horas de trabalho e datas de início e fim. Isso finaliza essa área. Gerenciamento de Escopo: onde são tratados os processos envolvidos para a conclusão do trabalho requerido no projeto. Uma das funções dessa área e definir e controlar o que está ou não proposto no projeto. Para se obter um bom gerenciamento de escopo deve-se seguir o seguinte processo: iniciação, planejamento do escopo, detalhamento do escopo, verificação do escopo e controle de mudanças do escopo [TORREAO, 2005, p.11]. Gerenciamento de Custos: aqui é abordada a realização de estimativas de custos; elaborado e controlado o orçamento do projeto, a fim de que seja cumprido conforme o previsto. Deve-se seguir o seguinte processo: planejamento dos recursos, estimativa dos custos, orçamento dos custos e controle dos custos [TORREAO, 2005, p.12]. Um gerenciamento de custos é fundamental para o sucesso do projeto, pois deve ser preciso, já que no decorrer do desenvolvimento podem ocorrer fatos que alterem o orçamento [TSCHANNERL e MARTINS, 2004]. Gerenciamento de Prazos: nessa área, são definidos os prazos e é feito o controle do cronograma de atividades. É responsável por fazer com que o projeto seja finalizado dentro do tempo previsto. O processo a ser seguido é: definição das atividades, seqüenciamento das atividades, estimativa da duração das atividades, desenvolvimento e controle do cronograma. Um bom gerenciamento de prazos é fundamental para a conclusão do projeto, pois um projeto que não possui um bom gerenciamento pode acarretar no aumento de custos, problemas no desenvolvimento do projeto e descontentamento do cliente. Gerenciamento de Qualidade: aqui se deve garantir que todos os objetivos foram alcançados e que tanto o cliente como os desenvolvedores estão satisfeitos. Portanto, pode incluir atividades como treinamento, testes, auditoria, entre outros [REIS e CALIXTO, 2005, p.5]. Os processos realizados são: planejamento da qualidade, garantia da qualidade e controle da qualidade [TORREAO, 2005, p.12]. Gerenciamento de Comunicação: é responsável pelo controle da informação. Deve-se coletar, produzir e distribuir as informações sobre o projeto, a fim de que os objetivos sejam alcançados e todos envolvidos tenham noção do andamento do projeto. Este gerenciamento é composto pelos processos: planejamento das comunicações,

14 14 distribuição das informações, relato de desempenho e encerramento administrativo [TORREAO, 2005, p.13]. Gerenciamento de Riscos: nessa área, deve-se fazer um estudo dos riscos que podem afetar o andamento ou a conclusão do projeto, prevendo não só os riscos como possíveis soluções, a fim de que o cronograma e o projeto não sejam muito afetados. É composto pelos seguintes processos: planejamento da gerência de Risco, identificação dos riscos, análise qualitativa de riscos, análise quantitativa de riscos, desenvolvimento das respostas aos riscos e controle e monitoração de riscos [TORREAO, 2005, p.13]. Gerenciamento de Recursos Humanos: onde são executados os processos para garantir uma boa alocação de recursos humanos, exigindo do gerente um vasto conhecimento na área humana, a fim de saber lidar com situações de relacionamento. Os processos são: planejamento organizacional, montagem e desenvolvimento da equipe [TORREAO, 2005, p.13]. Gerenciamento de Aquisições: é responsável por garantir a compra de equipamentos, serviços e produtos para o desenvolvimento do projeto. Ele é composto pelos processos: planejamento das aquisições, preparação das aquisições, obtenção de propostas, seleção de fornecedores, administração dos contratos e encerramento do contrato [TORREAO, 2005, p.13]. As cinco fases juntamente com essas nove áreas definem o ciclo de vida do gerenciamento de projetos. O ciclo de vida do gerenciamento de projetos deve estabelecer quando inicia e finaliza o projeto. Ele reflete o ciclo de vida do projeto que está sendo gerenciado e inicia, assim que se tenha definido o objetivo do projeto, sendo finalizado quando os objetivos são alcançados ou quando percebe que não terá como ser concluído ocorrendo assim à desistência do projeto [FIGUEIREDO E FIGUEIREDO, 2001, p.5]. O gerente de projetos deve ser capaz de integrar e gerenciar as nove áreas junto com as cinco fases definidas pelo PMBOK. É de responsabilidade do gerente de projeto definir as atividades a serem realizadas e fazer com que o cronograma seja cumprido. O gerente deve manter uma boa disseminação da informação, pois a mesma é de extrema importância para a realização, controle e finalização de um projeto. Atualmente, o gerenciamento de projeto é fundamental. Com ele, um projeto tornase mais competitivo e de melhor qualidade, desde que se tenha feito um bom gerenciamento. Para que esse gerenciamento seja realizado, foram desenvolvidas

15 15 ferramentas como, por exemplo: MS Project, Primavera, KM Project, ACE Project, DotProject, GMP, e etc. A seguir, serão apresentados alguns estudos sobre as características de algumas destas ferramentas citadas, dando ênfase as ferramentas DotProject e GP Ferramentas de gerenciamento de projetos Atualmente, existe um grande número de ferramentas disponíveis para a realização de um bom gerenciamento de projetos. Uma lista destas ferramentas se encontra disponível no site Project Management Software [PMS, 2006]. A seguir, serão apresentadas algumas ferramentas que auxiliam o processo de gerenciamento de projetos: MS-Project: ferramenta desenvolvida e distribuída pela Microsoft e encontra-se disponível em varias versões, sendo a mais atual o MS Project Esta ferramenta possui a finalidade de ajudar no planejamento e controle de projetos e se caracteriza por ser uma ferramenta do tipo desktop [VALADARES, p. 09]. O Project é uma das ferramentas mais utilizadas para gerenciamento de projetos nas empresas. Esta ferramenta oferece recursos para seleção e priorização de projetos e controle dos mesmos. Ela também possibilita a geração de relatórios com o intuito de apoiar no controle do projeto [GMP, ]. COPPER 2004: Esta é uma ferramenta de auxílio e controle de projetos, também disponível em versão web, com ênfase no processo de controle do projeto, utilizando lembretes automáticos de tarefas pendentes para os membros de projeto, gerenciamento de permissões de acesso ao sistema, entre outras funcionalidades [GMP, ]. PS8: é um software de gerenciamento de projetos desenvolvido pela Sciforma Corporation. Algumas das principais funções do PS8 é a capacidade de tratamento de ambientes de multiprojetos, a possibilidade de realizar a transação de informações via internet (web), facilidade de geração de relatórios, etc. ACE Project: é uma ferramenta de gerenciamento de projeto para a web. O ACE Project é uma das ferramentas mais completas e fáceis de usar. Com esta ferramenta pode ser gerenciado um grande número de projetos dentro de uma organização, possibilitando também a elaboração da estrutura e estilo para cada projeto,

16 16 gerenciamento de permissões, cronograma, notificação de tarefas via , armazenamento de arquivos e fórum de discussão [GMP, ]. DotProject: é uma ferramenta de gerenciamento de projetos em software livre, sendo possível a qualquer pessoa instalar e utilizar. É uma ferramenta desenvolvida em ambiente web, possui módulos para companhias, projetos, tarefas (com gráficos de Gantt), o acompanhamento de cronogramas, histórico de ações, fóruns, contatos, compartilhamento de agenda/calendário (individual e do grupo), repositório de arquivos, calendário, contatos, suporte a multilinguagem e gerenciamento de permissões de usuários [GMP, ]. GP3: é um software de gerenciamento de projetos baseado na web que serve para o controle e gerenciamento de projetos e atividades desenvolvidas por pessoas em diversos locais ou em um mesmo ambiente. Permite que seja feito o controle dos prazos das atividades, tomando-se também um gerenciador de processos. O GP3 permite o gerenciamento de vários projetos ao mesmo tempo, possui um controlador de usuários, onde todos os usuários podem ver o andamento de todas as atividades, mas não pode alterar, pois existe uma hierarquia que impede um determinado usuário alterar outra atividade que não seja a sua. O GP3 envia s com informações das atividades, sendo estes, relatórios parciais. Oferece também um cadastro de cliente, no qual os clientes recebem uma senha de acesso ao GP3, podendo assim verificar o andamento do projeto. Esta ferramenta possui todas as características de uma ferramenta de gerenciamento de software, possuindo gráfico de Gantt, geração de relatório, cadastro de atividades, além de outras funções. No próximo capítulo, serão abordadas as informações, características e métodos das ferramentas DotProject e GP3. Tais informações fornecerão subsídios para a aplicação dessas ferramentas no gerenciamento de projetos, possibilitando que, ao fim deste projeto, possa-se realizar uma comparação das características das mesmas.

17 17 3 MATERIAIS E MÉTODOS Neste capítulo serão apresentados os recursos utilizados no desenvolvimento e conclusão deste trabalho. 3.1 Local e Período Este trabalho foi elaborado, desenvolvido e concluído, em parte, no laboratório de informática do curso de Sistemas de Informação, sendo complementado na minha residência. O período de realização deste trabalho foi de agosto a novembro de Materiais Para a elaboração deste projeto foram utilizadas as ferramentas de gerenciamento de projetos DotProject e uma versão demo do GP3. Para a utilização da versão demo do GP3 não foi necessário a instalação de outros softwares. Já para o uso do DotProject é necessário antes instalar e configurar os seguintes programas: o banco de dados MySQL (versão MySQL ), o aplicativo servidor web Apache (versão 2.2.2), o módulo de interpretação do PHP (versão 5.1.4) para o Apache, phpmyadmin Nas seções seguintes serão apresentadas as ferramentas e configurações necessárias. Estes, em suas versões, são compatíveis com o Windows XP Professional, podendo também ser utilizado em ambiente Linux Apache

18 18 Deve-se realizar o download do arquivo de instalação apache_2.2.2-win32-x86- no_ssl.msi (4,21 MB), que pode ser obtido em < Feito o download, executa-se o arquivo e seguem-se os passos. Na tela de informações do servidor, os campos devem ser preenchidos respectivamente: localhost, localhost e como apresentado na figura 1. Figura 1: Instalação do Apache - Configurações Seguindo a instalação, uma tela para a seleção da instalação será exibida, basta deixar a opção typical ou seleciona-se a opção custom. Na tela onde mostra o diretório cujo apache será instalado, clicando em change pode-se alterar o diretório de instalação. Continua-se com a instalação clicando em install e finaliza-se depois. Caso esteja sendo instalado na plataforma Windows, em alguns casos o firewall pode mostrar uma tela de alerta, possibilitando o bloqueio ou o desbloqueio da instalação. Para certificar-se do sucesso da instalação, basta digitar no browser Caso a instalação tenha sido realizada corretamente, deve-se aparecer uma tela de boas vindas ou a seguinte mensagem: It Works!.

19 PHP Após realizar o download do arquivo php win32.zip (8,70 MB) em <http://www.php.net/get/php win32.zip/from/a/mirror>, extraia os arquivos para o diretório C:\php. Deve-se então copiar o arquivo libmysql.dll para a pasta C:\Apache\bin e renomear o arquivo php.ini-recommended para php.ini e php5apache2.dll para old-php5apache2.dll. Depois, baixe o arquivo php5apache2.dllphp5.1.x.zip, localizado em descompacte o arquivo e leve o arquivo php5apache2.dll para a pasta C:\php e o arquivo httpd.exe.manifest para a pasta C:\Apache\bin. Após a instalação, deve-se então configurar o PHP e o Apache. Para configurar o PHP, abre o arquivo php.ini localizado em C:\php. Localiza a linha de comando ; Directory in which the loadable extensions (modules) reside. Altera-se o comando extension_dir = "./" para extension_dir = "C:\php\ext" conforme a figura 2. Descomenta as extensões: ;extension=php_mbstring.dll, ;extension=php_gd2.dll, ;extension=php_mysql.dll excluindo o caractere ponto e vírgula do início da linha e acrescentando as extensões extension=mysql.so e extension=gd.so como na figura 3. Figura 2: Configuração do PHP - Exemplo de Configuração do Diretório.

20 20 Figura 3: Configuração do PHP - Exemplo de Configuração do Diretório. Ainda no arquivo php.ini, localizado em C:\php, Procura-se a linha de comando short_open_tag = Off e o altera para short_open_tag = On, como demonstrado na figura 4. Já na linha de comando ;session.save_path = "N;/path", deve-se descomenta e alterá-la para session.save_path = "C:\WINDOWS\Temp". Figura 4: Configuração do PHP - Exemplo de Configuração do Diretório. No Apache deve-se realizar algumas configurações para o funcionamento do PHP junto com o Apache. No arquivo httpd.conf, localizado em C:\Apache\conf, Procura-se a linha de comando DirectoryIndex index.html e altere-a para o comando

21 21 DirectoryIndex index.html index.php, como demonstrado da figura 5. No final do arquivo httpd.conf, acrescenta-se as seguintes linhas de comando: LoadModule php5_module "C:/php/php5apache2.dll", AddType application/x-httpd-php.php e PHPIniDir "C:/php", conforme demonstrado na figura 6. Figura 5: Configuração do Apache - Exemplo de Configuração do Diretório. Figura 6: Configuração do Apache - Exemplo de Configuração do Diretório. No diretório C:\Apache\htdocs cria-se, utilizando o bloco de notas, um documento contendo a seguinte linha de comando: <? phpinfo();?> e salva este documento como index.php. Feito isso, acessa-se o endereço Se tudo estiver correto, será exibida uma página contendo as informações do PHP MySQL Primeiramente, é necessário realizar o download do arquivo de instalação mysql win32.zip em <http://dev.mysql.com/get/downloads/mysql-5.0/mysql win32.zip/from/pick>. Depois, descompacta-se o arquivo e executa-se o arquivo de instalação (setup.exe). Prosseguindo com a instalação, uma tela para a seleção da instalação será exibida, basta deixar a opção typical ou seleciona-se a opção complete ou custom. Prossegue-se então com a instalação. Após ter sido realizada a instalação uma tela de cadastro no MySql.com será apresentada, marca-se então a opção Skip Sign-Up e

22 22 prossiga. Na próxima tela, marca-se a opção Configure the MySQL Server now, como demonstrado na figura 7, para que seja realizada a configuração do MySQL, finalizando em seguida a instalação. Figura 7: Instalação do MySQL - Configurações Após a finalização da instalação uma tela será exibida para que seja realizada a configuração do MySQL. Prossegue a configuração e uma tela exibirá os tipos de configurações. Seleciona-se então a opção Standard Configuration, como demonstrado na figura 8, e prossegue.

23 23 Figura 8: Configuração do MySQL - Configurações. Na tela exibida em seguida, seleciona-se as opções: Install As Windows Service, Launch the MySQL Server automatically e Include Bin Directory in Windows PATH. Em Service Name, escolhe a expressão MySQL demonstrado na figura 9. Figura 9: Configuração do MySQL - Configurações.

24 24 Seguindo com a configuração, define-se a senha padrão do MySQL. Seleciona-se a opção Enable root access from remote machines, como demonstrado na figura 10, e então prossegue-se e executa-se a configuração, finalizando em seguida. Figura 10: Configuração do MYSQL - Definição de Senha de Acesso PHPMyAdmin O PHPMyAdmin é um programa que tem a finalidade de facilitar a manipulação do MySQL, evitando assim a necessidade de recorrer à digitação de códigos no prompt do DOS, o que facilita a criação e o gerenciamento do banco de dados. Para tanto, deve-se efetuar o download do arquivo phpmyadmin zip, localizado em <http://prdownloads.sourceforge.net/phpmyadmin/phpmyadmin all-languages-utf- 8-only.zip?use_mirror=ufpr> e extrair os arquivos no diretório C:\Apache\htdocs, renomeando-o para phpmyadmin. No arquivo config.default.php, localizado no diretório C:\Apache\htdocs\phpMyAdmin\libraries. Procura-se a linha de comando $cfg['pmaabsoluteuri'] = ; e modifica-se o comando para $cfg['pmaabsoluteuri'] = 'http://localhost/phpmyadmin'; conforme a figura 11. Procura-se a linha de comando

25 25 $cfg['servers'][$i]['password'] = '; e altera o comando acrescentando a senha do mysql, $cfg['servers'][$i]['password'] = 'senha'; Como demonstrado na figura 12. Para iniciar o phpmyadmin, basta acessar o endereço Figura 11: Configuração do PHPMyAdmin Linha de comando. Figura 12: Configuração do PHPMyAdmin Linha de comando DotProject Após a instalação dos aplicativos necessários para o funcionamento do DotProject, faz se então o download do dotproject_2.0.1, localizado em <http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/dotproject/dotproject_2.0.1.tar.gz> e extrai-se os arquivos no diretório C:\Apache\htdocs. Posteriomente, é necessário criar um banco de dados vazio para o DotProject, no diretório C:\Apache\htdocs\dotproject\includes e um usuário para o uso do banco com privilégio global. Para que seja realizada a instalação, deve-se acessar o endereço local <http://localhost/dotproject/install/>, e informações a respeito dos requisitos do sistema serão apresentadas. Prosseguindo com a instalação, clica-se no link de instalação. Uma página será apresentada contendo um formulário que deverá ser preenchido com os seguintes itens: tipo de banco de dados, localização, nome escolhido para o banco, usuário e senha de acesso à conexão do banco de dados do DotProject nas transações. Esse usuário

26 26 deverá possuir permissões suficientes para fazer a conexão com o banco de dados. A figura 13, apresentada a seguir, demonstra este processo. Figura 13: Instalação do DotProject Configurações. Uma página será apresentada para que se verifique o sucesso das inserções das tabelas e campos no banco de dados criados para o uso do DotProject. Para iniciar a ferramenta, basta acessar o endereço local <http://localhost/dotproject/>. O usuário e senha requeridos são respectivamente admin e passwd, sendo que estes dados devem ser alterados posteriormente. Depois de realizar o acesso será apresentado a tela inicial do DotProject, como demonstrado na figura 14. O DotProject é uma ferramenta que possui seus comandos em inglês, mas oferece um módulo que ao instalá-lo é possível alterar seus comandos para o português. Para isso, basta realizar o download do arquivo portuguese_brz2.zip localizado em <http://www.dotproject.net/index.php?name=cmodsdownload&file=index&req=getit&lid =75> e extrair os arquivos no diretório C:\Apache\htdocs\dotproject\locales.

Guia de Instalação e Configuração do Apache, PHP, MySQL e phpmyadmin emwindows

Guia de Instalação e Configuração do Apache, PHP, MySQL e phpmyadmin emwindows Universidade Federal de Santa Catarina -UFSC Centro Acadêmico de Engenharia de Controle e Automação CAECA Setor de Informática Guia de Instalação e Configuração do Apache, PHP, MySQL e phpmyadmin emwindows

Leia mais

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial

1. DOTPROJECT. 1.2. Tela Inicial 1 1. DOTPROJECT O dotproject é um software livre de gerenciamento de projetos, que com um conjunto simples de funcionalidades e características, o tornam um software indicado para implementação da Gestão

Leia mais

Instalação do Eiche Hotel OFFLINE (Windows)

Instalação do Eiche Hotel OFFLINE (Windows) 1 Instalação do Eiche Hotel OFFLINE (Windows) Modo de instalação: OFFLINE Acesso: Local ou rede (intranet) Sistema operacional: Microsoft Windows (Windows 98, Windows ME, Windows 2000, Windows XP, Windows

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Estação Digital. Instalação do Gerenciador da Estação Digital

Estação Digital. Instalação do Gerenciador da Estação Digital Instalação do Gerenciador da Estação Digital A instalação do Gerenciador da consiste na configuração do Apache, PHP e MySQL. Esses são os programas necessários para execução do Gerenciador da : file:///c:/documents%20and%20settings/usuario/desktop/apache_logo_medium.png

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS

CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS CONFIGURAÇÃO DE REDE SISTEMA IDEAGRI - FAQ CONCEITOS GERAIS Servidor: O servidor é todo computador no qual um banco de dados ou um programa (aplicação) está instalado e será COMPARTILHADO para outros computadores,

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar. MS Project

Trabalho Interdisciplinar. MS Project Aula Prática: Introdução ao Microsoft Project Professional MS Project Como vimos em nossas aulas, a EAP Estrutura Analítica do Projeto é o primeiro passo para criar um cronograma de um projeto estruturado.

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual de Utilização do Zimbra

Manual de Utilização do Zimbra Manual de Utilização do Zimbra Compatível com os principais navegadores web (Firefox, Chrome e Internet Explorer) o Zimbra Webmail é uma suíte completa de ferramentas para gerir e-mails, calendário, tarefas

Leia mais

Gerenciando seu projeto com dotproject

Gerenciando seu projeto com dotproject Gerenciando seu projeto com dotproject Gerência de Projeto Sobre o dotproject Requisitos de instalação Instalando o dotproject Customizando interface Gerenciando um projeto O trabalho Gerenciando seu projeto

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle) - - Atualizado em 29/07/20 ÍNDICE DE FIGURAS Figura Página de acesso ao SIGRA... 7 Figura 2 Portal de Cursos... 8

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO APACHE 2.2.4 + PHP 5.2.1 + POSTGRESQL 8.2

TUTORIAL DE INSTALAÇÃO APACHE 2.2.4 + PHP 5.2.1 + POSTGRESQL 8.2 TUTORIAL DE INSTALAÇÃO APACHE 2.2.4 + PHP 5.2.1 + POSTGRESQL 8.2 Para instalação baixemos todos os arquivos do site www.simonsen.br/aulas/servidor/ e vamos criar uma pasta em nossa maquina chamada C:\servidor\

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ. Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0. www.spider.ufpa.br

Manual do Usuário. Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ. Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0. www.spider.ufpa.br Manual do Usuário Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0 www.spider.ufpa.br Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 27/05/2011 1.0 Criação da seção de instalação/configuração

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Módulo e-rede VirtueMart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede VirtueMart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede VirtueMart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados ÍNDICE 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Permissões 4 4.2 Instalação

Leia mais

SSE 3.0 Servidor de Notificação por E-Mail. Cadastrando E-Mail

SSE 3.0 Servidor de Notificação por E-Mail. Cadastrando E-Mail SSE 3.0 Modulo Servidor de Notificação de E-Mail - 1 SSE 3.0 Servidor de Notificação por E-Mail O módulo servidor de notificação por e-mail tem como objetivo enviar uma notificação via e- mail para os

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-server Versão: 4.9 Versão do Doc.: 1.0 Autor: Glauber Luiz Dias Barbara Data: 22/07/2011 Aplica-se à: Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento de

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Microsoft Project 2003

Microsoft Project 2003 Microsoft Project 2003 1 [Módulo 4] Microsoft Project 2003 2 Definindo durações Inter-relacionamentorelacionamento Caminho crítico Microsoft Project 2003 3 1 Duração das Atividades Microsoft Project 2003

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede OpenCart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados ÍNDICE 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 vqmod 4 4.2 Instalação e ativação

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

Instalando o WordPress em localhost

Instalando o WordPress em localhost Instalando o WordPress em localhost WordPress sem Mistério LEE ARAUJO htto://wordpresssemmisterio.com.br Sumário Instalando o WordPress em Localhost... 2 O Servidor web... 3 Iniciando o servidor... 6 Criação

Leia mais

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO Envio de Remessas Online BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO webshipping.dhl.com ACESSE O DHL WEB SHIPPING DE QUALQUER LUGAR DO MUNDO. Ideal para qualquer empresa com acesso à internet, o DHL Web

Leia mais

Guia do usuário GLPI. Versão 0.78.5 Modificada- Thiago Passamani

Guia do usuário GLPI. Versão 0.78.5 Modificada- Thiago Passamani Guia do usuário GLPI Versão 0.78.5 Modificada- Thiago Passamani 1 -O que é GLPI? GLPI(Gestionnaire Libre de Parc Informatique ) é a uma sigla em Francês, que significa Gestão de Parque de Informática Livre.

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Satélite Manual de instalação e configuração CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Índice Índice 1.Informações gerais 1.1.Sobre este manual 1.2.Visão geral do sistema 1.3.História

Leia mais

Módulo e-rede VirtueMart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede VirtueMart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede VirtueMart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Permissões 4 4.2 Instalação e ativação

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...

ÍNDICE. 1. Introdução...2. 2. O que é o Sistema Mo Porã...2. 3. Como acessar o Site Mo Porã...3. 4. Cadastro do Sistema Mo Porã... ÍNDICE 1. Introdução...2 2. O que é o Sistema Mo Porã...2 3. Como acessar o Site Mo Porã...3 4. Cadastro do Sistema Mo Porã...4 5. Navegando no Site Mo Porã...6 5. 1 Manual de ajuda do sistema Mo Porã...7

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com. Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 www.vesoftware.com.br 1-15 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior,

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Instalar Apache+PHP+MySQL no Windows 7/Vista/XP/Server 2003/2008

Instalar Apache+PHP+MySQL no Windows 7/Vista/XP/Server 2003/2008 Goiânia, 11/11/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalar Apache+PHP+MySQL no Windows 7/Vista/XP/Server 2003/2008 O Apache é o servidor mais popular da web, foi criado em Abril de 1996 com o intuito

Leia mais

Apresentação do Professor. Ferramentas de Software para Gestão de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini 20/11/2013

Apresentação do Professor. Ferramentas de Software para Gestão de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini 20/11/2013 Apresentação do Professor Ferramentas de Software para Gestão de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Formação Acadêmica: Bacharel em Sistemas de Informação Pós graduado em Didática e Metodologia para

Leia mais

1. Plataforma Sage... 2 2. Primeiro Acesso... 3. 3. Configurações... 6. 4. Relacionamento... 8. 5. Folha de Pagamento esocial...

1. Plataforma Sage... 2 2. Primeiro Acesso... 3. 3. Configurações... 6. 4. Relacionamento... 8. 5. Folha de Pagamento esocial... 1. Plataforma Sage... 2 2. Primeiro Acesso... 3 1.1. Conhecendo a Plataforma... 4 1.2. Seleção da Empresa de Trabalho... 4 1.3. Sair do Sistema... 5 1.4. Retornar a tela principal... 5 3. Configurações...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

JURÍDICO. Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário. versão 1

JURÍDICO. Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário. versão 1 JURÍDICO Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário versão 1 Sumário Introdução 1 Operação básica do aplicativo 2 Formulários 2 Filtros de busca 2 Telas simples, consultas e relatórios 3 Parametrização

Leia mais

INSTALAÇÃO OASIS + WAMP SERVER NO AMBIENTE WINDOWS

INSTALAÇÃO OASIS + WAMP SERVER NO AMBIENTE WINDOWS INSTALAÇÃO OASIS + WAMP SERVER NO AMBIENTE WINDOWS Este tutorial foi desenvolvido pelos analistas Hézio Silva e José Mendes pertencentes ao quadro de TI do Banco da Amazônia S/A, sediado em Belém-Pa e

Leia mais

Visão Geral sobre o tutorial de Utilização de

Visão Geral sobre o tutorial de Utilização de Tutorial de Utilização de Impressoras Não Fiscais no NFC-e Visão Geral sobre o tutorial de Utilização de Impressoras Não Fiscais no NFC-e O intuito deste tutorial é descrever com detalhes técnicos como

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Sistema Orion Phoenix 1.0 - Novembro/2010 Página 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. VISÃO GERAL...3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter Software de Compras Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter OutBuyCenter Software para o gerenciamento de compras integradas (eprocurement e supply chain), objetiva a rápida tramitação de compras

Leia mais

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede OpenCart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 vqmod 4 4.2 Instalação e ativação do

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP O cliente de e-mail web utilizado pela UFJF é um projeto OpenSource que não é desenvolvido pela universidade. Por isso, pode ocorrer que alguns

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9 OBJETIVOS DO PROGRAMA DE COMPUTADOR IREasy Permitir a apuração do Imposto de Renda dos resultados das operações em bolsa de valores (mercado à vista, a termo e futuros). REQUISITOS MÍNIMOS DO COMPUTADOR

Leia mais

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 1 Levante e ande - Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Ano: 02/2011 Nesta Edição

Leia mais

Plataforma da Informação. Gerenciamento de Projetos

Plataforma da Informação. Gerenciamento de Projetos Plataforma da Informação Gerenciamento de Projetos Motivação Por que devemos fazer Projetos? - O aprendizado por projetos, faz parte de um dos três pilares de formação do MEJ; -Projetos são oportunidades

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA PRO CONTROL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA PRO CONTROL Elaborado Por: Henrique Aren Troitinho Versão: 1.0 Data: 04/11/08 Elaborado por: Henrique Aren Troitinho Versão: 1.0 Data: 04/11/2008 Página 2 de 22 Índice: 1. Finalidade do Pro Control Pág. 03 2. Instalação

Leia mais

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG 2015 Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Cliente Institucional e Atualizado em: 11 de setembro de 2015 Sumário 1. Conceito do software... 1 2. Abertura de

Leia mais

Guia Rápido. Projects & Teamwork

Guia Rápido. Projects & Teamwork Guia Rápido Projects & Teamwork Conteúdo 1. Meu Perfil, tutoriais y ajuda contextual... 3 2. Criar projetos... 6 3. Criar usuários e atribuir usuários a projetos e tarefas... 7 4. Criar e controlar tarefas...10

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Guia do Usuário PRONAVTECH GUIA DO USUÁRIO ARMAZENADOR

Guia do Usuário PRONAVTECH GUIA DO USUÁRIO ARMAZENADOR GUIA DO USUÁRIO ARMAZENADOR 1 Índice INTRODUÇÃO... 3 ACESSANDO O PRONAVTECH... 4 Primeiro Acesso... 5 Demais Acessos... 6 Esqueci Minha Senha... 7 Esqueci o usuário principal... 7 ÁREA DE TRABALHO DO PRONAVTECH...

Leia mais

Manual de uso PSIM Client 2010

Manual de uso PSIM Client 2010 MANUAL DE USO PSIM MESSENGER VERSÃO 2010 ÍNDICE Manual de uso PSIM Client 2010 INSTALAÇÃO...2 INSTALAÇÃO LOCAL...2 CONFIGURAÇÃO DE USUÁRIO NO PSIM CLIENT 2010...12 QUANDO O FUNCIONÁRIO JÁ ESTÁ CADASTRADO

Leia mais

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Fevereiro/2011 Este documento se destina a instalação do Orion Phoenix na sua rede Versão 1.01 C ONTE ÚDO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO GERAL... 3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 2014 Manual do AP_Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 0 Sumário 1. Sobre esse manual... 3 2. Habilitando e Configurando o AP_Conta... 4 3. Habilitação e Licenciamento...

Leia mais

Manual Portal Ambipar

Manual Portal Ambipar Manual Portal Ambipar Acesso Para acessar o Portal Ambipar, visite http://ambipar.educaquiz.com.br. Login Para efetuar o login no Portal será necessário o e-mail do Colaborador e a senha padrão, caso a

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE Manual de Utilização do MSDN-AA Software Center Aracaju/SE 2009 Sumário Apresentação... 3 1. Solicitando ativação no MSDN-AA... 3 2. Acessando o Portal

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS MÓDULO DO CERTIFICADOR

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS MÓDULO DO CERTIFICADOR SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS Versão 2.4.6 Índice APRESENTAÇÃO... 3 INSTALAÇÃO DO SISTEMA... 4 INSTALANDO O SISTEMA... 4 CONECTANDO COM A BASE DE DADOS DO... 8 CONFIGURAÇÃO DA BASE DE DADOS

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais