Veja nesta edição. Recomendação do Certificado ISO 9001: Novos contratos 4. Terceirização: vantagens e desvantagens 6. Prédio da Polimerização

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Veja nesta edição. Recomendação do Certificado ISO 9001:2000 2. Novos contratos 4. Terceirização: vantagens e desvantagens 6. Prédio da Polimerização"

Transcrição

1 Publicação interna da HOCHTIEF do Brasil - Prédio da Polimerização Vista aérea do Armazém Vista lateral do prédio P3 (Linha de produção de filmes) Veja nesta edição Recomendação do Certificado ISO 9001: Novos contratos 4 Terceirização: vantagens e desvantagens 6 Conheça Vitória/ES 8

2 acontece ISO 9001:2000 HOCHTIEF foi recomendada para obtenção da certificação De 14 a 21 de fevereiro, a HOCHTIEF do Brasil passou pela auditoria da DQS, órgão responsável pela emissão da certificação nas normas da ISO 9001 na versão Além de não apontar nenhuma não-conformidade, os auditores enalteceram o sistema de gestão da Empresa e destacaram a competência dos Colaboradores. Resultado: a HOCHTIEF do Brasil foi recomendada para a obtenção da certificação. Foi um árduo trabalho que envolveu um grande número de Colaboradores Confira alguns pontos destacados pelos auditores da DQS: Planejamento da Qualidade Os auditores elogiaram a forma como esse documento está estruturado para aplicação nas Obras. FEC s (Fichas de Execução de Controle) foram elogiadas também a simplificação e a desburocratização do sistema de gestão, especificamente as FEC s que são usadas para inspeção nas Obras. Apresentação dos processos da Empresa Os auditores classificaram como inteligente e simples a forma como a HOCHTIEF descreve seus processos, as interfaces entre esses processos e as responsabilidades de cada área nesses processos. Comprometimento da equipe Os auditores ressaltaram a sensação que tiveram de que a Empresa toda, em todos os níveis, apresenta um comprometimento muito grande com o sistema de gestão. Competência Eles ressaltaram que todos os entrevistados transmitiram pleno domínio de suas funções, comprovando a competência dos Colaboradores. Comunicação O sistema de comunicação da HOCHTIEF com os seus públicos interno e externo, inclusive O Tapume, também foi bastante elogiado pelos auditores. em diversas fases. Após a préauditoria, ocorrida no início de agosto de 2004, foi redefinida toda a estrutura e conteúdo da documentação do sistema. A elaboração do Management Book e dos procedimentos contou com a colaboração e o comprometimento de diversos grupos da Empresa. Cada grupo, formado por Colaboradores do Escritório Central e das Obras, trouxe suas competências para elaborar e validar os processos e os procedimentos descritos. Após a definição do manual e dos procedimentos do sistema, iniciamos a fase de implementação desses no Escritório Central e nas Obras. Em seguida, realizamos a auditoria interna, que teve como objetivo verificar a implementação e avaliar os pontos que ainda tinham de ser melhorados antes da auditoria externa, diz Marcos Kowalewski, RD Representante da Direção. Durante a fase de implementação foram realizadas diversas reuniões, com pequenos grupos, envolvendo mais de 200 Colaboradores. Buscando o comprometimento de todos com a implementação da nova versão do sistema, nessas reuniões foram apresentadas a nova estrutura do sistema, principais mudanças e os resultados das auditorias internas. A última etapa antes da auditoria de certificação foi o comprometimento dos Colaboradores na solução das não-conformidades detectadas durante a auditoria interna. O Gisberto e Marco Antonio, auditores da DQS, entregam a recomendação para a Certificação ISO 9001:2000 a André Glogowsky, Diretor- Presidente da HOCHTIEF do Brasil, e Marcos Kowalewski empenho foi tão grande que está aí o resultado: a recomendação para a certificação ISO 9001:2000, sem nenhuma não-conformidade apontada. Este é um resultado digno de comemoração. Tanto que, no dia 1º de março, em agradecimento a todos os Colaboradores, foi realizado um happy hour especial em São Paulo, no Restaurante Griggs do America Business Park. Um evento para brindar o resultado da auditoria de certificação! Colaboradores comemoram a conquista da recomendação para a Certificação As pessoas são e fazem a imortalidade das organizações. - Peter Druker 2 O TAPUME, publicação interna para os Colaboradores da HOCHTIEF do Brasil. Responsável: Marcos Kowalewski. Coordenação: Rosalice M. Hansch. Comissão de O Tapume: Lenir Cararo (TEC), Elke Pinheiro (RHU), Samanta Barsato (SSM), Rita Veronesi (DCO), Suzana Gaza (DPO), Kelly Gomes (RHU), Milton Bolívar (DIN) e Fernanda Santana (SUL). Av. Alfredo Egídio de Souza Aranha, 145 São Paulo. Jornalista Responsável: Joel C. de Oliveira Jr. (MTb ). Colaboração (texto): Lilian Nakashima. Layout/Diagramação: Toni. Criação e Editoração Eletrônica: Multiart Comunicação - fone (0xx11) É permitida a reprodução das matérias desde que seja citada a fonte. Fale Conosco

3 destaque destaque UN Terphane Ampliada a fábrica ATerphane é a única fabricante de filme de poliéster biorientado da América do Sul e oferece uma completa linha de produtos para atender tanto o mercado nacional como o internacional, nos segmentos de embalagens flexíveis e de aplicações industriais. A empresa possui duas unidades fabris, uma no Brasil, e a outra nos Estados Unidos. A fábrica brasileira fica em Cabo de Santo Agostinho (PE) e está em operação desde E foi nesta unidade que a HOCHTIEF do Brasil executou uma obra de ampliação em três edificações: nos prédios da Polimerização, Armazém e de Filme. O escopo de serviços envolveu a execução da infra-estrutura (fundações rasas e profundas com a utilização de estacas tipo hélice contínua); pisos estaqueados; supraestruturas de concreto; alvenarias e revestimentos; instalações hidráulicas e elétricas; sistema de ventilação e arcondicionado; estrutura metálica de cobertura e fechamento lateral; cobertura em telhas metálicas zipadas simples com isolamento térmico e fechamento lateral com telhas metálicas. Cuidados especiais Considerando que a fábrica da Terphane continuou a todo vapor mesmo com a obra em execução, a equipe da HOCHTIEF teve de providenciar cuidados especiais. "Optamos por um estaqueamento que não produz vibração, um efeito que poderia causar sérios prejuízos à produção da fábrica, pois as máquinas têm grande sensibilidade para a produção de filmes de poliéster de espessuras micrométricas. Desta forma, utilizamos estacas do tipo hélice contínua e estacas tipo raiz em locais de impossibilidade de utilização do equipamento de hélice", conta Sebastião Carlos da Silva, Gerente de Contrato da UN Terphane. Ele ressalta também outra preocupação da equipe com o processo produtivo do Cliente. "Não pode haver poeira na fábrica, por isso tivemos cuidados especiais com o isolamento das áreas de trabalho", afirma. No entanto, apesar do isolamento, funcionários da Terphane e da Obra conviviam diariamente. E para garantir que essa convivência fosse sempre harmoniosa, a HOCHTIEF instruiu seus Colaboradores neste sentido durante todo o período da Obra. Desafios Parte da equipe da UN Terphane Entre os maiores desafios enfrentados pela UN Terphane, Sebastião destaca a dificuldade que ele e sua equipe enfrentou no período de chuvas, nos meses de maio a agosto de 2004, justamente durante a fase de estaqueamento. "A terraplenagem, que havia ficado a cargo do Cliente, não foi concluída e tivemos sérios problemas de acesso devido à grande quantidade de lama. Isso nos levou a utilizar berços de rachão e equipamentos de apoio (escavadeira hidráulica e trator de esteira) para o deslocamento das máquinas de perfurações das estacas. A não conclusão da terraplenagem implicou também na execução de complementos em praticamente 50% das estacas devido ao terreno estar abaixo da cota de projeto", lembra o Gerente de Contrato. A Obra de ampliação da Terphane também foi caracterizada pela mesmo tempo, gerando, em simultaneidade dos serviços. "Devido determinadas situações, conflitos que ao curto prazo definido pelo Cliente tiveram de ser resolvidos com a para início da produção, as fases de participação de todas empresas construção civil e de montagens de envolvidas no empreendimento", equipamentos se desenvolveram ao conta Sebastião. Por dentro da UN Terphane Período da Obra de maio/2004 a março/2005 Tipo de contrato Global com faturamento direto Área construída m 2 Volume de concreto m 3 Hélice e Raiz estacas Estrutura metálica 200 ton Nº de Colaboradores no pico 410 pessoas Principais Serviços Fundesp Estaca Hélice Engestrauss Estaca Hélice SEFE Estaca Raiz Traos Equiptos. terraplenagem Pilz Engenharia Instalações Doka Fôrma Estaf Cimbramento metálico Viana Impermeabilização Alumica Inserts metálicos Arclima Ar-condicionado Nassau Cimento Revindústria Piso de concreto HBR Mão-de-obra Cimetal Serralheria Ecol Controle tecnológico Rego Barros Topografia Armafer Corte/dobra de aço Gerdau Aço Redimix Concreto Lebran Vigas metálicas da ponte rolante Medabil Estrutura Metálica 3

4 novos contratos (novas UNs) UN TIM - Data Center Novo complexo tecnológico do País em Santo André/SP A operadora de telefonia móvel TIM contratou a HOCHTIEF do Brasil para a construção de uma parte do complexo tecnológico em Santo André-SP. O projeto do complexo chamado PISA incluirá o maior call center da empresa no País, um centro de desenvolvimento de Tecnologia da Informação e um centro de documentação. O novo complexo será instalado em uma área de 25 mil m² com uso intensivo de tecnologia de ponta, Por dentro da UN elevados investimentos em equipamentos de alta qualidade, grande número de funcionários e grau máximo de confiabilidade e segurança. O conhecimento diferenciado e experiência da HOCHTIEF no segmento de Data Center e Call Center no regime fast track foram fatores decisivos para a sua contratação cujo escopo desta primeira etapa será a construção e instalação do Data Center e da Central de Utilidades para todo o complexo. Área construída 1ª etapa 4880m² Piso elevado 2543m² Tipo de contrato Empreitada global Gerentes do contrato Arnaldo Dias e Juliano Diniz 4 UN CST - Panelas Mais uma obra em Vitória/ES A Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST) assinou mais um contrato com a HOCHTIEF do Brasil, desta vez para a implantação da relocação da área de Panelas no edifício da Aciaria, em Serra, Espírito Santo. Sob modalidade Turn-key, a HOCHTIEF executará, num período de 10 meses, as obras civis, ferrovia, fornecimento de equipamentos e recuperação dos existentes, utilidades e montagem Por dentro da UN eletromecânica, em consórcio com a ENESA Engenharia. Os serviços serão executados com a Usina em operação, o que exigiu um detalhado planejamento da Obra e especial atenção para segurança do trabalho. Este projeto faz parte da expansão da CST, que passará de uma produção anual de 5 Mt para 7,5 Mt. Área 2596m² Concreto 1086 m³ Gerente do contrato Volker Schmidt UN BSB - PCH Santa Fé Obra em infra-estrutura (DIE) no Rio de Janeiro Foi assinado um termo de compromisso entre a BSB Energética e a HOCHTIEF do Brasil para o gerenciamento do EPC formado com a ALSTOM, para desenvolvimento do projeto executivo e execução das obras civis da PCH (Pequena Central Hidrelétrica) de Santa Fé. Localizada no município de Três Rios, no estado do Rio de Janeiro, a obra de 20 meses de duração tem previsão de início para maio/2005 e geração de energia em novembro/2006. A PCH de Santa Fé diferencia-se por ser um empreendimento concebido em função de preservar uma atividade de lazer e turismo existente na região - a canoagem. Para isso o projeto prevê que o fluxo da água do Rio Paraibuna seja dividido em dois: uma parte permanece no próprio leito do rio, passando por um vertedouro submerso. A outra parte é conduzida às turbinas por um circuito hidráulico que compreende um canal de 1.300m de extensão e um túnel de 800m (com seção de 8,5 X 8m,5m). Através de uma barragem de terra é criado, nos vales locais, um reservatório (lago) artificial, com área inundada de 235 hectares. Por dentro da UN Escavação comum m 3 Escavação em rocha a céu aberto m 3 Escavação em rocha subterrânea (túnel) m 3 Movimento de terra m 3 Concreto m 3 Potência instalada Gerente do contrato 30MW Cláudio Noronha

5 tecnologia Estaca escavada com camisa metálica perdida Solução técnica na UN Villa Lobos P ara a escolha do tipo de fundação a ser adotada na execução das torres e periferias do Condomínio Praça Villa Lobos, foram feitos diversos estudos na fase de pré-construção do projeto. Uma das alternativas encontrada foi a execução das fundações dos edifícios em estacas escavadas com lama betonítica. Porém uma estaca prova no local da Obra demonstrou limitações técnicas dos equipamentos existentes no mercado, devido às profundidades e as características do solo. "Como alternativa, tínhamos a execução das fundações em estacas escavadas com camisa metálica perdida, que apresentava melhor desempenho técnico e os equipamentos não apresentavam limitações, o que garantiria uma melhor confiabilidade", conta Roberto Paiva, Gerente de Contrato da UN Villa Lobos. O custo deste tipo de fundação era a desvantagem em relação às outras alternativas, mas após diversos estudos ficou dentro de parâmetros aceitáveis. Sendo assim, optou-se pela alternativa em estacas escavadas com camisa metálica perdida. Local da Obra O local onde esta sendo executada a Obra apresenta condições adversas para a execução de fundações, uma vez que o maciço terroso é formado, basicamente, de material proveniente de aterro, o chamado "bota-fora", extremamente heterogêneo e de baixa capacidade resistente. Solução adotada As estacas escavadas com camisa perdida são de grande diâmetro com a base de assentamento perfuradas em rocha. Este processo, apesar de consagrado em obras pesadas como pontes e portos, é pouco usado em fundações prediais, sendo a Obra do Condomínio Praça Villa Lobos, provavelmente, o único caso no Brasil. Processo Executivo O processo executivo é composto de quatro fases: Cravação do Tubo Metálico (Camisa) Crava-se no terreno uma camisa (tubo) metálica no diâmetro da estaca com o emprego de martelo de queda livre, até que o mesmo atinja a região do topo da rocha. A camisa é cravada em segmentos de aproximadamente 07 (sete) metros e emendada por meio de soldas. À medida que a camisa penetra no terreno, no interior do mesmo é feita a retirado do solo com uma ferramenta de escavação (Hammer Grab). Então, o processo de cravar e limpar, emendar e cravar repetese até que a ponta do tubo atinja a cota possível. Perfuração da Rocha Estando o tubo metálico cravado até a cota da rocha, procede-se à escavação da rocha com perfuratriz rotativa hidráulica tipo Wirth. A broca de grande diâmetro é formada por vários roletes com pontas de tungstênio. O tubo deve estar cheio de água para que o processo de perfuração possa ocorrer, pois o sistema de limpeza dos detritos da perfuração da rocha é feito por circulação de água. Assim, enquanto a ferramenta de corte da rocha avança, a limpeza do furo é procedida sem que para isto seja preciso remover a ferramenta do interior da escavação e os resíduos são direcionados para tanques de água, nos quais serão decantados para que a água possa ser reutilizada. No transcorrer da perfuração é possível coletar o material perfurado, avaliar e comparar as características do maciço rochoso com o descrito na sondagem e, assim, melhor definir a profundidade a ser atingida pela estaca em função dos parâmetros geotécnicos adotados em projeto. Posicionam,ento da Camisa Metálica 1 Escavação da Rocha por Circulação Reserva com 2 Perfuratriz Hidráulica Colocação da Armadura Concluída a perfuração, a perfuratriz é retirada e as armadura tipo "Gaiola" é içada pelo guindaste e instalada no furo. Concretagem A concretagem é submersa, ou seja, o interior da perfuração estando cheio de água, procede-se ao lançamento do concreto através do tubo de concretagem que está imerso no fundo da estaca e conforme o concreto é lançado, a água é expulsa da estaca. Principais Vantagens Estacas embutidas em rocha com camisa metálica permitem a aplicação de maiores tensões de trabalho, resultando numa maior capacidade de carga para um mesmo diâmetro, se comparada com estacas escavadas convencionais e, em alguns casos, até a redução de seus quantitativos. A utilização das camisas metálicas também contribui, estruturalmente, na capacidade final da estaca e permitem a redução do emprego da armadura (gaiola). 2 Cravação da Camisa Metálica com Peso 3 de Batida de 3t Instalação da Armadura (gaiola) Limpeza do interior da Camisa Metálica com Hammergrab Concretagem Submersa A metodologia aplicada não impõe limite para os comprimentos a serem perfurados, podendo alcançar grandes profundidades em quaisquer tipos de rocha, independentemente, de sua dureza. Mesmo com grandes velocidades de avanço dessas perfurações, é possível garantir a sua verticalidade, o que nem sempre ocorre, como por exemplo, em estacas perfuradas com baldes ou ferramentas similares, além de não permitirem seu avanço em rocha. O sistema de perfuração por circulação reversa garante a limpeza do furo bem como a análise do maciço que está sendo escavado. Maiores Informações: Roberto Paiva - Ger. Contrato UN-Villa Lobos ou no

6 fique por dentro Antes Depois (evolução após 10 anos) Empreendimento Santa Úrsula Quando as coisas dão certo... Já disseram que a fórmula mágica do sucesso é estar no lugar certo, na hora certa. Ou será o sucesso fruto apenas da competência? O fato é que o projeto de Ribeirão Preto - SP, da Associação Religiosa Católica das Irmãs Ursulinas, que começou no início dos anos 90, apenas como uma possível oportunidade de negócio para a HOCHTIEF, transformou-se num dos maiores êxitos da indústria imobiliária, superando qualquer expectativa da época. Vendo a grandiosidade do empreendimento, agora praticamente implantado em sua totalidade, acende uma pontinha de orgulho por termos conduzido um projeto tão importante, afirma Leo Teixeira, Diretor Comercial. O novo bairro, Jardim Santa Ângela, polarizou o mercado imobiliário de Ribeirão Preto nos últimos anos. O empreendimento foi desenvolvido num terreno de aproximadamente m², contemplando a nova unidade do Colégio Santa Úrsula, com m² de área construída, dois condomínios residenciais horizontais e áreas para edifícios residenciais e comerciais. A conclusão com chave de ouro foi a construção do Shopping Santa Úrsula, com m² de construção, no local que abrigou a antiga sede do colégio, no centro de Ribeirão. Foram quase 10 anos de trabalho. Com a correria do dia-a-dia, sempre buscando novos contratos, cuidando das obras em andamento, suando a camisa para deixar os clientes satisfeitos, muitas vezes esquecemos de olhar para trás e relembrar nossos êxitos. Serve para nos dar novas forças e reafirmar que somos realmente capazes. Talvez tenhamos aqui uma verdadeira fórmula do sucesso: competência no lugar certo e na hora certa, diz Leo Teixeira. Aos amigos da GDU Incorporações e Construções, nossos agradecimentos pela harmoniosa parceria. Terceirização na construção civil Vantagens e desvantagens A terceirização nas últimas décadas faz parte da realidade da construção civil. Em busca de estratégias competitivas, orientadas pela busca de maior produtividade e qualidade, diminuição de custos e satisfação dos clientes, as Construtoras tem optado pela subcontratação de empresas para a execução de serviços, principalmente serviços especializados. Este processo na maioria dos casos apresenta vantagens e desvantagens, como as que destacamos a seguir: 6 Vantagens: Redução de custos fixos, decorrentes da rotatividade de mão de obra; Facilidade de atender demanda variável; No caso da contratação de empresas especializadas geralmente as atividades são realizadas a custo mais baixo, menores prazos e com maior eficiência, é importante ressaltar que para se alcançar este resultado, deve-se tomar muito cuidado no processo de seleção dos subcontratados; Compartilhamento de riscos. Desvantagens: Necessidade de controle rigoroso da documentação das empresas, em especial cumprimento da legislação trabalhista, bem como no pagamento de impostos; Necessidade de aumento de controle nos itens prazo, qualidade e efetivo no cumprimento das cláusulas contratuais; Dificuldade de monitoramento da saúde financeira dos subcontratados, devido a legislação brasileira; Dificuldade no cumprimento das garantias pós-entrega das obras. Case: UN Unibanco Berrini Na UN Unibanco Berrini, a HOCHTIEF do Brasil contratou todo o processo relacionado à fachada, do desenvolvimento de projeto à execução, com uma única empresa: a Hydro Alumínio Acro S/A, por meio da sua divisão de Buiding Systems. O trabalho foi batizado como HPQ, Hydro Partnes in Quality e tem como objetivo agrupar toda a cadeia de fornecimento das esquadrias de alumínio de uma obra em um único e responsável fornecedor. Esta parceria com a HOCHTIEF é a primeira experiência no Brasil. Comum na Europa, este tipo de contrato não apresenta intermediários entre a empresa que desenvolve tecnologias aplicáveis a fachadas, fabricantes dos perfis de alumínio e a execução de obra. O planejamento de fábrica para produção dos perfis faz parte do planejamento completo da fachada. Além de agrupar toda a cadeia de fornecedores, a execução da fachada é assistida pela engenharia da Hydro Building Systems, do desenvolvimento de projeto específico para concepção da obra, passando pela produção dos perfis de alumínio, planejamento, execução da fachada até a finalização das instalações, inclusive o gerenciamento da entrega dos vidros, com as devidas garantias do produto aplicado através de ensaios em câmara de testes e a garantia de uma empresa global para cumprimento de contrato e pós-venda. A Hydro Alumínio Acro, terceira maior produtora de alumínio do mundo, desenvolveu todo o caixilho para a fachada do edifício Unibanco Berrini com a incumbência de atender as necessidades técnicas e arquitetônicas do projeto da Obra.

7 segurança, saúde e meio ambiente Em harmonia com o meio ambiente Projeto paisagístico do Escritório Central proporciona bem-estar aos Colaboradores Um recente estudo realizado na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, comprovou que a presença da natureza melhora a concentração no trabalho. E não é preciso arranjar tempo para esse contato. Uma janela com visão para o verde é o suficiente para relaxar e sentir-se renovado. Os Colaboradores do Escritório Central sabem bem o que isso significa. Afinal, o projeto paisagístico do edifício em que trabalham não se restringe à área externa. Um grande jardim de inverno, com um sonoro espelho d'água cheio de carpas coloridas, foi instalado na área central interna. Há espécies de plantas e árvores que alcançam de forma harmoniosa todos os andares. E também uma grande clarabóia garante a iluminação natural desse espaço que pode ser visto durante todo o expediente pelos Colaboradores. Segundo as pesquisas da universidade americana, uma janela para a natureza basta. Mas a HOCHTIEF do Brasil foi além e oferece no Escritório Central muito mais que uma janela para renovar as energias. Alimentação saudável O desafio de comer bem no Escritório e na Obra Hábitos alimentares adequados como o consumo de alimentos pobres em gorduras saturadas e ricos em fibras (frutas, legumes, verduras e cereais integrais), juntamente com um estilo de vida saudável (exercícios físicos regulares, ausência de fumo e moderação no álcool) são peçaschave na diminuição do risco de doenças e na promoção de qualidade de vida. No entanto, com a correria da vida moderna, ter uma alimentação equilibrada é um desafio. O cotidiano da maioria das pessoas dificulta dormir o suficiente, praticar exercício físico regularmente e ter uma alimentação saudável. Devido à falta de tempo, essas atividades acabam ficando em segundo plano. Além disso, o estilo de vida vem mudando bastante. Avanços tecnológicos tais como elevador, controle remoto e vidro elétrico, apesar de terem trazido benefícios, são exemplos de facilidades que tiveram como conseqüência negativa para a saúde a redução diária no gasto de energia, favorecendo o aumento da obesidade. No ambiente de trabalho, especialmente no escritório, onde os funcionários passam a maior parte do tempo sentados em frente ao computador, essa realidade torna-se mais evidente. Sendo assim, é freqüente encontrar pessoas que não têm horário fixo para se alimentar, substituindo as refeições principais por lanches gordurosos e calóricos ou consumindo, durante o dia, guloseimas como biscoitos, salgadinhos, refrigerantes, petiscos. Para educar a alimentação, deve-se, primeiramente, dedicar parte do tempo, ao menos 20 minutos, às refeições principais (café-da-manhã, almoço e jantar). Quanto aos lanches da manhã e da tarde, se não houver possibilidade de adquirir alimentos mais saudáveis no serviço, leve-os de casa. Evite render-se às guloseimas. Para ter uma alimentação saudável e melhor qualidade de vida, é preciso ter disciplina. Mude seus hábitos! Estipule horários para as refeições, evite alimentos gordurosos e calóricos, não pule refeições, coma fruta, barrinha de cereais, chá ou suco entre as refeições principais. Há mais de 20 anos, a HOCHTIEF do Brasil oferece alimentação aos seus Colaboradores, uma ação alinhada ao PAT - Programa de Alimentação do Trabalhador. No Escritório Central é fornecido tíquete, deixando a critério do Colaborador a escolha do local para refeições. Em todas as Obras são fornecidos café da manhã e almoço aos colaboradores e o parceiro escolhido para fornecer as refeições passa por um processo de homologação que exige a presença de nutricionista. Movimente-se! Você não precisa ir à academia! Caminhar três vezes por semana pelo bairro, por 40 minutos cada sessão, irá ajudá-lo a ter mais saúde! 7

8 nossa gente Conhecendo o Brasil trabalhando em Obras Mineira de Belo Horizonte, Raquel Romagnoli, Engenheira de Apoio Técnico, veio para São Paulo logo após sua formatura da faculdade. Como Colaboradora da HOCHTIEF do Brasil, ela está na UN CST - Companhia Siderúrgica Tubarões, em Vitória (ES), desde agosto de Nesta edição, Raquel conta suas impressões sobre a capital do Espírito Santo. "A capital capixaba, com 104 km2 de área e população estimada em habitantes, é a maior ilha de um arquipélago formado por outras 33 ilhas. Possui a 4ª melhor qualidade de vida dentre os municípios brasileiros. E quando cheguei aqui o que mais me impressionou foi o roteiro histórico e cultural que a cidade oferece, com uma vasta opção de visitas. Um dos lugares que eu sempre quis conhecer é a Terceira Ponte, com 3,3 km de extensão - a maior obra pública já realizada no estado, ligando Vitória à Vila Velha. Seu vão principal possui 200 m de um pilar ao outro e 70 m de altura. É o maior símbolo arquitetônico de Vitória e oferece a mais bela visão panorâmica da cidade e da baía de Vitória, com suas praias, ilhas, portos e também do Convento da Penha, localizado no município de Vila Velha. Como em qualquer capital, aqui em Vitória há uma grande miscigenação e a população local tem se mostrado bastante hospitaleira. Quanto à culinária capixaba, este é um atrativo que merece uma atenção especial. Dos vários pratos baseados em frutos do mar, destacam-se a moqueca capixaba, a torta capixaba, a muma de siri e a caranguejada. Famosa internacionalmente, a moqueca capixaba é o prato mais conhecido do Espírito Santo. O nome "moqueca" designa um estilo de preparar o alimento, que consiste no cozimento sem água, apenas com os vegetais e frutos do mar e, ao contrario da moqueca baiana, a capixaba não recebe azeite de dendê nem leite do côco. Vitória tem mesmo muita coisa de bom. A praia da Curva da Jurema inclusive. Lá tem barracas que servem petiscos deliciosos, uma paisagem deslumbrante e de noite vira ponto de agito. Nessa ilha também fica a praia de Camburi, com calçadão em toda a sua orla; a "Praia do Canto", onde estou morando, de águas calmas, propícia para a prática de jet ski e outros esportes náuticos; e as praias das Castanheiras e da Direita e da Esquerda. Outras Praia da Curva da Jurema atrações que a cidade possui são: o Triângulo das Bermudas - concentração de bares da cidade, Ilha do Frade, Ilha do Boi, Santuário de Sto. Antonio, Shopping Vitória, rota manguezal, diversos parques ecológicos, Forte São João, Escadarias Maria Ortiz, Palácio Anchieta - sede do governo do estado, Capela de Sta. Luzia - edificação mais antiga da cidade, datada do séc. XVI, Convento São Francisco, igrejas, catedrais, museus, casarios antigos, Teatro Carlos Gomes - construído em 1927, de arquitetura de estilo neo-renascentista italiano, e o Porto de Vitória". Maturidade empresarial em gestão gerenciamento de projetos Colaborador apresenta projeto no Seminário Internacional do PMI-SP Guilherme Petrella, Colaborador da UN Villa Lobos, apresentou no IV Seminário Internacional do PMI-SP (Project Management Institute - Chapter São Paulo) o trabalho "Maturidade na Indústria da Construção - Estudo de Caso: HOCHTIEF do Brasil", sobre maturidade empresarial em gerenciamento de projetos. A apresentação está disponível no site do evento, realizado nos dias 09 e 10 de dezembro de 2004, no Centro de Convenções Rebouças. O seminário contou com a presença de Russell D. Archibald e Paul C. Dinsmore. (www.pmisp.org.br/ seminario) Além das palestras, outros grandes destaques do evento foram a divulgação de empresas especializadas e o lançamento de novos produtos, como o Primavera Contractor (que substitui o Sure Track). 8

Fundações Indiretas. Tipos de Fundações. Fundações Indiretas. Tipos de fundações

Fundações Indiretas. Tipos de Fundações. Fundações Indiretas. Tipos de fundações Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Tipos de fundações Profa. Geilma Lima Vieira geilma.vieira@gmail.com Tipos de

Leia mais

TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I

TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I Aula 9 Fundações Parte 1 Cristóvão C. C. Cordeiro O que são? São elementos estruturais cuja função é a transferência de cargas da estrutura para a camada resistente

Leia mais

O MELHOR PROJETO DE FUNDAÇÕES?

O MELHOR PROJETO DE FUNDAÇÕES? O MELHOR PROJETO DE FUNDAÇÕES? Sob a ótica do... Projetista estrutural Consultor de fundações Executor das fundações Equipe de obra Gerenciador da obra Proprietário da obra Empreendedor/investidor Órgãos

Leia mais

Considerações Preliminares

Considerações Preliminares UniSALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Construção Civil I Fundações Prof. Dr. André Luís Gamino Professor Considerações Preliminares Para se optar por uma

Leia mais

17:44. Departamento de Construção Civil FUNDAÇÕES INDIRETAS MOLDADAS IN LOCO (PARTE 1)

17:44. Departamento de Construção Civil FUNDAÇÕES INDIRETAS MOLDADAS IN LOCO (PARTE 1) FUNDAÇÕES INDIRETAS MOLDADAS IN LOCO (PARTE 1) Prof. Dr. Marcelo Medeiros Grupo de Materiais de Construção Versão 2013 1 Fundações indiretas profundas 1.Pré-moldadas 2.Moldadasin loco Prof. Dr. Marcelo

Leia mais

TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I

TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I Aula 9 Fundações Cristóvão C. C. Cordeiro Fundações usuais em relação ao porte dos edifícios Pequenos edifícios (casas e sobrados) pequenas cargas Rasas Blocos e alicerces,

Leia mais

PONTE ESTAIADA SOBRE O RIO NEGRO

PONTE ESTAIADA SOBRE O RIO NEGRO SRMM Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Região Metropolitana de Manaus UGPSUL Unidade Gestora do Programa de Desenvolvimento e Integração da Região Sul da Cidade de Manaus PONTE ESTAIADA SOBRE

Leia mais

Jan/Fev - 2015 Publicação interna da HOCHTIEF do Brasil - Ano XXI - nº 125 P.5 P.4 P.6 P.10

Jan/Fev - 2015 Publicação interna da HOCHTIEF do Brasil - Ano XXI - nº 125 P.5 P.4 P.6 P.10 Jan/Fev - 2015 Publicação interna da HOCHTIEF do Brasil - Ano XXI - nº 125 P.5 P.4 P.6 P.10 2 Turma 2013 dos Jovens Profissionais com Detlef Dralle, Waldir Mattos e Ana Chalita. Jovens Profissionais -Turma

Leia mais

AHE SIMPLÍCIO QUEDA ÚNICA* Luiz Antônio Buonomo de PINHO Gerente / Engenheiro Civil Furnas Centrais Elétricas S. A.

AHE SIMPLÍCIO QUEDA ÚNICA* Luiz Antônio Buonomo de PINHO Gerente / Engenheiro Civil Furnas Centrais Elétricas S. A. AHE SIMPLÍCIO QUEDA ÚNICA* Luiz Antônio Buonomo de PINHO Gerente / Engenheiro Civil Furnas Centrais Elétricas S. A. Rogério Sales GÓZ Gerente / Engenheiro Civil Furnas Centrais Elétricas S. A. Brasil RESUMO

Leia mais

ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE PRUDENTE

ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE PRUDENTE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 221 ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE

Leia mais

BELO HORIZONTE MINAS GERAIS BRASIL SÃO PAULO SÃO PAULO BRASIL SAVANNAH GEORGIA USA SAVANNAH GEORGIA USA

BELO HORIZONTE MINAS GERAIS BRASIL SÃO PAULO SÃO PAULO BRASIL SAVANNAH GEORGIA USA SAVANNAH GEORGIA USA EK180ES BELO HORIZONTE MINAS GERAIS BRASIL SÃO PAULO SÃO PAULO BRASIL SAVANNAH GEORGIA USA SAVANNAH GEORGIA USA A EMPRESA A CZM tem 40 anos de experiência na fabricação de equipamentos para fundação com

Leia mais

Estaca Strauss CONCEITO

Estaca Strauss CONCEITO CONCEITO A estaca Strauss é uma fundação de concreto (simples ou armado), moldada no local e executada com revestimento metálico recuperável. Pode ser empregada em locais confinados ou terrenos acidentados,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESTACAS METÁLICAS Grupo de Serviço OBRAS D ARTE ESPECIAIS Código DERBA-ES-OAE-08/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a utilização de estacas

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO Curso Técnico de Edificações Profª Engª Civil Alexandra Müller Barbosa EMENTA Estudos de procedimentos executivos: Estruturas portantes, Elementos vedantes, Coberturas, Impermeabilização,

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO SOBRE LIGHT STEEL FRAME

SUPORTE TÉCNICO SOBRE LIGHT STEEL FRAME Sistema de ds A SOLUÇÃO INTELIGENTE PARA A SUA OBRA SUPORTE TÉCNICO SOBRE LIGHT STEEL FRAME www.placlux.com.br VOCÊ CONHECE O SISTEMA CONSTRUTIVO LIGHT STEEL FRAME? VANTAGENS LIGHT STEEL FRAME MENOR CARGA

Leia mais

HOCHTIEF fecha novos contratos Págs. 4 e 5

HOCHTIEF fecha novos contratos Págs. 4 e 5 Publicação interna da HOCHTIEF do Brasil - www.hochtief.com.br Vista frontal dos pórticos giratórios, salas de Controle e Manutenção de Vestiários Vista geral do fosso de Manutenção de Panelas e Edificações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções Patologia das Fundações ETAPAS IMPORTANTES: Determinar o número de furos de sondagem, bem como a sua localização; Analisar

Leia mais

200888 Técnicas das Construções I FUNDAÇÕES. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 3

200888 Técnicas das Construções I FUNDAÇÕES. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 3 200888 Técnicas das Construções I FUNDAÇÕES Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 3 O que são?: São elementos estruturais cuja função é a transferência de cargas

Leia mais

Construção Civil I Execução de Fundações Indiretas

Construção Civil I Execução de Fundações Indiretas Construção Civil I Execução de Fundações Indiretas Estaca a Trado Rotativo O trado é cravado no solo por meio de um torque; Quando o trado está cheio, é sacado e retirado o solo; Quando a cota de assentamento

Leia mais

DESENHO E ARQUITETURA COBERTURA E NOÇÕES DE ESTRUTURA

DESENHO E ARQUITETURA COBERTURA E NOÇÕES DE ESTRUTURA CURSO TÉCNICO EM TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS DESENHO E ARQUITETURA COBERTURA E NOÇÕES DE ESTRUTURA Elisa Furian elisafurian@outlook.com COBERTURAS Constituem estruturas de múltipla função que tem por objetivo:

Leia mais

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO ADEQUAÇÕES NA USINA DE TRIAGEM DE LIXO LINHA ESTRELA MEMORIAL DESCRITIVO 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO: USINA DE TRIAGEM DE LIXO A presente especificação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

A MELHORIA CONTÍNUA PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA

A MELHORIA CONTÍNUA PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA A MELHORIA CONTÍNUA PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA Compromisso da Diretoria A GTECC tem como foco atender às expectativas do cliente de forma planejada, oferecendo soluções de Engenharia, Construção

Leia mais

SONDAGENS Escolha de solução para fundação e contenção FUNDAÇÕES Palestrantes

SONDAGENS Escolha de solução para fundação e contenção FUNDAÇÕES Palestrantes SONDAGENS Escolha de solução para fundação e contenção FUNDAÇÕES Palestrantes Engº José Luiz de Paula Eduardo Engº Roberto Nahas I - ESCOLHA DO TIPO DE FUNDAÇÃO I - ESCOLHA DO TIPO DE FUNDAÇÃO 1.Elementos

Leia mais

Feita de isopor Construir 370 m2 em seis meses sem estourar o orçamento nem gerar entulho: valeu investir na casa

Feita de isopor Construir 370 m2 em seis meses sem estourar o orçamento nem gerar entulho: valeu investir na casa Feita de isopor Construir 370 m2 em seis meses sem estourar o orçamento nem gerar entulho: valeu investir na casa Será que é resistente? Aceita qualquer revestimento? E se molhar? Esse mar de dúvidas invade

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

TECNICAS CONSTRUTIVAS I

TECNICAS CONSTRUTIVAS I Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios TECNICAS CONSTRUTIVAS I Prof. Leandro Candido de Lemos Pinheiro leandro.pinheiro@riogrande.ifrs.edu.br FUNDAÇÕES Fundações em superfície: Rasa, Direta

Leia mais

VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS:

VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS: Á PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO EM ANEXO. VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS: - 12 EDIFICIOS COM 10

Leia mais

Oportunidade de morar em SBC em Dez/2011

Oportunidade de morar em SBC em Dez/2011 Edição 3, Ano1 Imagem Ilustrativa LANÇAMENTOS DA JACUTINGA JÁ SÃO SUCESSO DE VENDAS OPORTUNIDADE! PRONTOS PARA MORAR Central Park e Piazza Di Spagna Oportunidade de morar em SBC em Dez/2011 Com 3 dormitórios

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO TUBULÕES A CÉU ABERTO Grupo de Serviço OBRAS D ARTE ESPECIAIS Código DERBA-ES-OAE-06/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a cravação e

Leia mais

Agora você pode morar perto da praia com o conforto e tranquilidade que sempre quis.

Agora você pode morar perto da praia com o conforto e tranquilidade que sempre quis. Agora você pode morar perto da praia com o conforto e tranquilidade que sempre quis. Posto de gasolina Av. Santos Dummont Restaurante Fagulha Hotel Vila Galé Os bons tempos voltaram. Padaria Foto aérea

Leia mais

Aula 11 Geologia aplicada às fundações de estruturas

Aula 11 Geologia aplicada às fundações de estruturas Aula 11 Geologia aplicada às fundações de estruturas a decisão de qual fundação se comporta melhor envolve a análise técnica, logística e econômica. Tipos de fundações D B 2,5 D B 2,5 e D 3m Tipos de fundações

Leia mais

Planta do pavimento térreo

Planta do pavimento térreo Planta do pavimento térreo Cortes e elevações típicos Acesso principal e praça de eventos Permeabildade do projeto com seu entorno Ecosistema interno com bosque de mata nativa Telhados verdes e praça de

Leia mais

Diviká Participações

Diviká Participações participações Diviká Participações A Diviká Participações destaca-se pela diversificação de seus negócios e tem como marca o empreendedorismo e a vontade de estender seus braços cada vez mais. Atuando

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

ASC. Prof. Danilo Toledo Ramos

ASC. Prof. Danilo Toledo Ramos ASC Prof. Danilo Toledo Ramos Fundações Profundas (Indiretas) Segundo a NBR 6122/1996: Elementos de fundação que transmitem a carga ao terreno pela base (resistência de ponta), por sua superfície lateral

Leia mais

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br PETOBRAS VITÓRIA. Vitória - ES - 2005

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br PETOBRAS VITÓRIA. Vitória - ES - 2005 PETOBRAS VITÓRIA Vitória - ES - 2005 MEMORIAL O partido tem como premissa a ocupação do território não considerando-o como perímetro, e sim como volume, ou seja, apreende deste sítio, sua estrutura geomorfológica.

Leia mais

Boletim Informativo do Grupo Premodisa

Boletim Informativo do Grupo Premodisa Nº35 AGO. 2014 Boletim Informativo do Grupo Premodisa Havan e Grupo Premodisa, juntos, em megaloja na Itavuvu Qualidade e prazo de entrega foram fundamentais para a realização da obra. Acesse aqui. Empenho

Leia mais

CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO

CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO EMPREENDIMENTOS DE PEQUENO PORTE 01 APRESENTAÇÃO MELNICK EVEN DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Melnick Even, com 20 anos de atuação no mercado gaúcho

Leia mais

GESTÃO DE PRODUTOS PARA OBRAS INDUSTRIAIS

GESTÃO DE PRODUTOS PARA OBRAS INDUSTRIAIS GESTÃO DE PRODUTOS PARA OBRAS INDUSTRIAIS Terrenos Projetos Pisos Sondagem Pré-Fabricados Venezianas Terraplenagem Estruturas Metálicas Estacas O Logo A Cruz de Malta, conhecida como o símbolo do guerreiro

Leia mais

Qualidade e Segurança em Locação de Equipamentos. Geradores l Compactadores l Plataformas Aéreas l Balancins l Andaimes. www.plmaquinas.com.

Qualidade e Segurança em Locação de Equipamentos. Geradores l Compactadores l Plataformas Aéreas l Balancins l Andaimes. www.plmaquinas.com. Qualidade e Segurança em Locação de Equipamentos Geradores l Compactadores l Plataformas Aéreas l Balancins l Andaimes www.plmaquinas.com.br Andaime Tubular Equipamento leve e econômico que destina-se

Leia mais

Bairro Novo: Sistema Construtivo em Paredes de Concreto.

Bairro Novo: Sistema Construtivo em Paredes de Concreto. Bairro Novo: Sistema Construtivo em Paredes de Concreto. 1 Escolha do Sistema Construtivo Sistema construtivo com foco nas seguintes características: Alta produtividade Baixo custo de construção Redução

Leia mais

06 de agosto de 2014. Thomas Diepenbruck. Transformando Visão em Valor.

06 de agosto de 2014. Thomas Diepenbruck. Transformando Visão em Valor. 06 de agosto de 2014 Thomas Diepenbruck 1 2 Expertise em engenharia e construção 3500 colaboradores 400+ projetos realizados 48 anos de atuação no Brasil Foco em edificações, obras industriais e de infraestrutura

Leia mais

MCMV-E CASA SUSTENTÁVEL PROPOSTA DE INTERVENÇÃO ARQUITETÔNICO URBANÍSTICA EM GRANDE ESCALA

MCMV-E CASA SUSTENTÁVEL PROPOSTA DE INTERVENÇÃO ARQUITETÔNICO URBANÍSTICA EM GRANDE ESCALA MCMV-E CASA SUSTENTÁVEL PROPOSTA DE INTERVENÇÃO ARQUITETÔNICO URBANÍSTICA EM GRANDE ESCALA Arq. Mario Fundaro Seminário internacional arquitetura sustentável São Paulo 2014 A CASA SUSTENTÁVEL Conceitos

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo: TORRE 5 100% executado 98% executado - Revestimento fachada; 100% concluído - Aplicação de textura; 100% concluído - Execução do telhado; 100%

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE

MEMORIAL DESCRITIVO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE MEMORIAL DESCRITIVO OBJETIVO: SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA VILA CARÁS NO MUNICIPIO DE FARIAS BRITO-CE RESERVATÓRIO ELEVADO Estrutura - Toda a estrutura do reservatório será em concreto armado utilizando

Leia mais

Grupo WTB Experiência e solidez

Grupo WTB Experiência e solidez Grupo WTB Experiência e solidez Fundado em 1999, o Grupo WTB teve um crescimento sustentado e prosperou ao longo dos anos. Hoje, sua marca está presente em vários empreendimentos de sucesso, contando com

Leia mais

CLIENTE SUCAB SUPERINTENDÊNCIA DE CONSTRUÇÕES ADMINISTRATIVAS DA BAHIA

CLIENTE SUCAB SUPERINTENDÊNCIA DE CONSTRUÇÕES ADMINISTRATIVAS DA BAHIA EMISSÃO: GO/2008 CLIENTE SUCB SUPERINTENDÊNCI DE CONSTRUÇÕES DMINISTRTIVS D BHI PROJETO HOSPITL DO SUBÚRBIO SLVDOR - B TÍTULO MEMORIL DESCRITIVO/ ESPECIFICÇÕES TÉCNICS DT GO/2008 ESPECILIDDE GRUPO 01 SERVIÇOS

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

FUNDAÇÕES PROFUNDAS. 1 semestre/2012

FUNDAÇÕES PROFUNDAS. 1 semestre/2012 CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL FUNDAÇÃO TEORIA EC8P30/EC9P30 FUNDAÇÕES PROFUNDAS 1 semestre/2012 1. ESTACAS DE DESLOCAMENTO São aquelas introduzidas no terreno através de algum processo

Leia mais

AULA 11 FUNDAÇÕES PROFUNDAS Avaliação da Capacidade de carga- Estacas. Métodos Dinâmicos

AULA 11 FUNDAÇÕES PROFUNDAS Avaliação da Capacidade de carga- Estacas. Métodos Dinâmicos AULA 11 FUNDAÇÕES PROFUNDAS Avaliação da Capacidade de carga- Estacas Métodos Dinâmicos maio/ 2014 Disciplina - Fundações Zeide Nogueira Furtado Avaliação da capacidade de carga de estacas Método - Fórmulas

Leia mais

Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda.

Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda. Localização Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda. Macrorregião 10.416,74m² Macrorregião Vila Leopoldina Shopping e Parque Villa Lobos

Leia mais

Notas de aulas - Concreto Armado. Lançamento da Estrutura. Icléa Reys de Ortiz

Notas de aulas - Concreto Armado. Lançamento da Estrutura. Icléa Reys de Ortiz Notas de aulas - Concreto Armado 2 a Parte Lançamento da Estrutura Icléa Reys de Ortiz 1 1. Lançamento da Estrutura Antigamente costumava-se lançar vigas sob todas as paredes e assim as lajes ficavam menores

Leia mais

Viver experiências diferentes deveria ser um direito. universal das pessoas. Ninguém quer passar a vida

Viver experiências diferentes deveria ser um direito. universal das pessoas. Ninguém quer passar a vida Viver experiências diferentes deveria ser um direito universal das pessoas. Ninguém quer passar a vida inteira fazendo as mesmas coisas, vivendo a mesma rotina. A vida tem fases diferentes e isso é a maior

Leia mais

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS CIVIS PERÍODO OUTUBRO DE 2015

PRIDE IPIRANGA RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS CIVIS PERÍODO OUTUBRO DE 2015 PERÍODO OUTUBRO DE 2015 Andamento das Obras Execução dos barracões e Mobilização de canteiro de obras quantidade a executar 70% - quantidade acumulada ao final do período 70%; Durante o período executaremos

Leia mais

KEPLER ROCHA PASCOAL Engenheiro Civil 98-8833-6064 - kepler@franere.com.br

KEPLER ROCHA PASCOAL Engenheiro Civil 98-8833-6064 - kepler@franere.com.br VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO 2a. parte: ECONÔMICA-ESTUDO DE CASO KEPLER ROCHA PASCOAL Engenheiro Civil 98-8833-6064 - kepler@franere.com.br UNIVERSIDADE

Leia mais

Manual de Referência Técnica Elevac 200

Manual de Referência Técnica Elevac 200 Apresentação O Elevador Pneumático Elevac, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, com patente registrada, é um sistema de transporte vertical pneumático, sem cabos, pistões

Leia mais

Informativo técnico- Trilho Estaca

Informativo técnico- Trilho Estaca Informativo técnico- Trilho Estaca Vantagens Introdução No Brasil o uso de aço como elementos de fundações profundas tem grandes avanços. Há pouco tempo, as vigas metálicas eram apenas soluções alternativas

Leia mais

CROQUI DO CANTEIRO DE OBRAS.

CROQUI DO CANTEIRO DE OBRAS. CROQUI DO CANTEIRO DE OBRAS. FOTOS DA OBRA 4.0 - ANEXOS COLOCAÇÃO DA ARMAÇÃO O método de execução da estaca hélice contínua exige a colocação da armação após a sua concretagem. A armação, em forma de

Leia mais

PLANEJAMENTO PARA IMPLANTAÇÃO DE GRANDE REPARO E MELHORIAS NA ÁREA DA REDUÇÃO DURANTE REFORMA DO ALTO FORNO Nº 1 DA COSIPA.

PLANEJAMENTO PARA IMPLANTAÇÃO DE GRANDE REPARO E MELHORIAS NA ÁREA DA REDUÇÃO DURANTE REFORMA DO ALTO FORNO Nº 1 DA COSIPA. PLANEJAMENTO PARA IMPLANTAÇÃO DE GRANDE REPARO E MELHORIAS NA ÁREA DA REDUÇÃO DURANTE REFORMA DO ALTO FORNO Nº 1 DA COSIPA. Luís Augusto Piffer 1 José Henrique Coelho Wanderley Costa 2 RESUMO Após 10 anos

Leia mais

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE

RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE RESIDENCIAL MIRANTE DO PARQUE 1 Estrutura Acabamento externo SUMÁRIO DO PROJETO TORRE 5: 100% executado 95% executado - Revestimento fachada; - 100% concluído - Aplicação de textura; - 95% concluído -

Leia mais

Desoneração da Folha Aplicada à Construção Civil

Desoneração da Folha Aplicada à Construção Civil Contribuições Sociais Desoneração da Folha Aplicada à Construção Civil 1 ANEXO VII IN971/2009 DISCRIMINAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL Conforme Classificação Nacional de Atividades Econômicas

Leia mais

TIPOS DE ESTRUTURAS. Prof. Marco Pádua

TIPOS DE ESTRUTURAS. Prof. Marco Pádua TIPOS DE ESTRUTURAS Prof. Marco Pádua A função da estrutura é transmitir para o solo a carga da edificação. Esta carga compõe-se de: peso próprio da estrutura, cobertura, paredes, esquadrias, revestimentos,

Leia mais

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Texto Preliminar Completo - Agosto 2011 INTRODUÇÃO Começam a existir no Brasil um bom número de edifícios com

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP FUNDAÇÃO 1. TIPO DE SOLO A primeira parte da casa a ser construída são suas fundações, que

Leia mais

Material preliminar sujeito a alterações

Material preliminar sujeito a alterações Uma região privilegiada, cercada por algumas das mais importantes vias de acesso como as avenidas Ibirapuera, Rubem Berta, Indianópolis, Av. Dos Bandeirantes, entre outras que ligam o bairro a toda a cidade.

Leia mais

UNICAP Curso de Arquitetura e Urbanismo

UNICAP Curso de Arquitetura e Urbanismo UNICAP Curso de Arquitetura e Urbanismo Materiais e Tecnologia Construtiva I Prof. Angelo Just da Costa e Silva Escolha do terreno Demolição Limpeza do terreno CONCEITOS INICIAIS Instalações provisórias

Leia mais

Coberturas duráveis, com galvanização

Coberturas duráveis, com galvanização Coberturas duráveis, com galvanização A Fifa definiu que a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, em 2014, deverá perseguir o que chamou de Green goals, ou seja, metas verdes, numa alusão à desejada sustentabilidade

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Referência: Projeto: Data: MD-SPDA CER - BRASIL OUTUBRO/2013 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO 3

Leia mais

ESTACAS HÉLICE CONTÍNUA, PROVAS DE CARGA ESTÁTICA e ENSAIOS DINÂMICOS. Eng. Marcio Abreu de Freitas GEOFIX FUNDAÇÕES

ESTACAS HÉLICE CONTÍNUA, PROVAS DE CARGA ESTÁTICA e ENSAIOS DINÂMICOS. Eng. Marcio Abreu de Freitas GEOFIX FUNDAÇÕES 1 ESTACAS HÉLICE CONTÍNUA, PROVAS DE CARGA ESTÁTICA e ENSAIOS DINÂMICOS Eng. Marcio Abreu de Freitas GEOFIX FUNDAÇÕES 2 ÍNDICE: 1) Estacas Hélice Continua 2) Provas de Carga Estática 3) Ensaios Dinâmicos

Leia mais

GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS DA CONCEPÇÃO E IMPLANTAÇÃO À GESTÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E SEUS DESAFIOS: MEGACONDOMINIOS, CONDOMINIOS INTELIGENTES, MIX-USED E OUTRAS TENDENCIAS PALESTRANTE:

Leia mais

Autor: Alexandre Marques Andrade Lemos

Autor: Alexandre Marques Andrade Lemos TABELA PRÁTICA DE RETENÇÃO DE INSS DOS OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL NAS ATIVIDADES DE CONSTRUÇÃO CIVIL Autor: Alexandre Marques Andrade Lemos Atualizada até 20 de outubro de 2014 (É proibida a reprodução

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESTACAS PRÉ-MOLDADAS DE CONCRETO Grupo de Serviço OBRAS D ARTE ESPECIAIS Código DERBA-ES-OAE-10/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a

Leia mais

IMPORTÂNCIA ECONÔMICA. Objetivo: O que são? Fundações. O que são? FUNDAÇÕES. Classificação

IMPORTÂNCIA ECONÔMICA. Objetivo: O que são? Fundações. O que são? FUNDAÇÕES. Classificação PCC-2435 ecnologia da Construção de Edifícios I FUNDAÇÕES AULAS 5 e 6 DEPARAMENO DE ENGENHARIA DE CONSRUÇÃO CIVIL PCC 2435 - ecnologia da Construção de Edifícios I Profs. Luiz Sergio Franco, Mercia M.

Leia mais

BAIRRO PLANEJADO BASE I N V E S T I M E N T O S

BAIRRO PLANEJADO BASE I N V E S T I M E N T O S BAIRRO PLANEJADO BASE I N V E S T I M E N T O S Sua vida em transformação Do sonho à realidade. Do projeto à execução. Da necessidade dos clientes à superação das expectativas. Com essas idéias em mente,

Leia mais

ENGENHARIA DE SEGURANÇA

ENGENHARIA DE SEGURANÇA ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ENGENHARIA DE SEGURANÇA P R O F ª K A R E N W R O B E L S T R A

Leia mais

A concepção estrutural deve levar em conta a finalidade da edificação e atender, tanto quanto possível, às condições impostas pela arquitetura.

A concepção estrutural deve levar em conta a finalidade da edificação e atender, tanto quanto possível, às condições impostas pela arquitetura. ESTRUTURAS DE CONCRETO CAPÍTULO 4 Libânio M. Pinheiro, Cassiane D. Muzardo, Sandro P. Santos 2 de abril, 2003. CONCEPÇÃO ESTRUTURAL A concepção estrutural, ou simplesmente estruturação, também chamada

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL - VILLAGIO SÃO JOSÉ PROJETO: TORRES & BELLO ARQUITETOS INCORPORAÇÃO E EXECUÇÃO: CONSTRUESSE RESPONSÁVEL: VOLNEI SEBBEN

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL - VILLAGIO SÃO JOSÉ PROJETO: TORRES & BELLO ARQUITETOS INCORPORAÇÃO E EXECUÇÃO: CONSTRUESSE RESPONSÁVEL: VOLNEI SEBBEN CONDOMÍNIO RESIDENCIAL - VILLAGIO SÃO JOSÉ PROJETO: TORRES & BELLO ARQUITETOS INCORPORAÇÃO E EXECUÇÃO: CONSTRUESSE RESPONSÁVEL: VOLNEI SEBBEN 1. Apresentação da empresa e do lançamento imobiliário: Obras

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa (BÔNUS E DESPESAS INDIRETAS) Itens de valor percentual

Leia mais

Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores?

Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores? Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores? Nós movimentamos 1 bilhão de pessoas a cada dia... Grupo Schindler Grupo Schindler - Fundado por Robert Schindler, em 1874, na Suíça

Leia mais

Solidez e credibilidade garantindo a sua obra

Solidez e credibilidade garantindo a sua obra Solidez e credibilidade garantindo a sua obra PERFIL DA EMPRESA APRESENTAÇÃO Em 1991, a união de dois profissionais de engenharia, deu início a CONSTRUTORA GUIMARÃES TORRES LTDA. Hoje, passados 20 anos

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA COBERTURA DE QUADRA POLIESPORTIVA

Leia mais

Sua empresa focada no seu core business. Otimização direcionada. Facility Management próximo aos seus processos operacionais.

Sua empresa focada no seu core business. Otimização direcionada. Facility Management próximo aos seus processos operacionais. Sua empresa focada no seu core business. Otimização direcionada. Facility Management próximo aos seus processos operacionais. Transformando desafios em oportunidades. Novas dimensões de eficácia requerem

Leia mais

Caracterização da Obra

Caracterização da Obra Caracterização da Obra Versão Polo: Construtora: Obra: Data: VITÓRIA - ES SAN JUAN Edifício Isla Bonita 1/dez/05 Dados Gerais Razão social da obra Endereço Telefone Fax e-mail San Juan Empreendimentos

Leia mais

e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br

e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP Assunto: Fundações Indiretas Prof. Ederaldo Azevedo Aula 7 e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP Classificação: Fundações

Leia mais

AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE

AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE AMPLIAÇÃO ESCOLA DO JARDIM YPE LUIZA DE LIMA TEIXEIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA SP. PROJETO ESTRUTURAL 1 I - MEMORIAL DESCRITIVO DE CIVIL ESTRUTURAL 1 - Serviços Iniciais: ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados,

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados, Informativo Prezados cooperados, dezembro/ Rapidamente chegamos ao fim de. Um ano de muito trabalho e de grandes conquistas, de muitas entregas e muitas ações realizadas alinhadas à nossa visão de envidar

Leia mais

Observação do Contato Concreto-Solo da Ponta de Estacas Hélice Contínua

Observação do Contato Concreto-Solo da Ponta de Estacas Hélice Contínua Observação do Contato Concreto-Solo da Ponta de Estacas Hélice Contínua Rubenei Novais Souza Petrobras S/A Rio de Janeiro - Brasil RESUMO: O trabalho apresenta uma verificação expedita realizada em uma

Leia mais

4 Definições, siglas e símbolos SES/MG - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

4 Definições, siglas e símbolos SES/MG - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais 1 Objetivo Tipo de documento Codificação Página POP POP 001/2012 s 09 Data de emissão Substitui anterior Previsão de revisão 08/03/2012 Sim 12 meses Data de implantação Assunto 08/03/2012 Rede Farmácia

Leia mais

Elementos Estruturais de Concreto Armado

Elementos Estruturais de Concreto Armado UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Elementos Estruturais de Concreto Armado Prof. Guilherme Brigolini Elementos Estruturais de Concreto Armado Produção de

Leia mais

PCH SANTA LAURA CONTROLE DO PLANEJAMENTO. Giorgia Zomer Fenili GASPARETTO Engenheira Civil ENGEVIX ENGENHARIA S.A.

PCH SANTA LAURA CONTROLE DO PLANEJAMENTO. Giorgia Zomer Fenili GASPARETTO Engenheira Civil ENGEVIX ENGENHARIA S.A. COMITÊ BRASILEIRO DE BARRAGENS VI SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE PEQUENAS E MÉDIAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS BELO HORIZONTE MG, 21 A 25 DE ABRIL DE 2008 T23 A01 PCH SANTA LAURA CONTROLE DO PLANEJAMENTO Giorgia

Leia mais

ENOTEL ACQUA CLUB FICHA TÉCNICA

ENOTEL ACQUA CLUB FICHA TÉCNICA GCOM 00113/2013 ENOTEL ACQUA CLUB FICHA TÉCNICA INTRODUÇÃO: ENOTEL ACQUA CLUB Surge o mais novo resort, na mais bela praia do Brasil, em Porto de Galinhas. Um paraíso à beira-mar com extensa praia de areias

Leia mais

Macrolocalização. Conj. Nacional MASP. Parque Trianon. FIESP Reserva Cultura. Top Center FENAC. Hosp. Beneficência Porturguesa. Hosp.

Macrolocalização. Conj. Nacional MASP. Parque Trianon. FIESP Reserva Cultura. Top Center FENAC. Hosp. Beneficência Porturguesa. Hosp. LOCALIZAÇÃO Macrolocalização Conj. Nacional MASP Parque Trianon FIESP Reserva Cultura FENAC Top Center Hosp. Beneficência Porturguesa Hosp. Osvaldo Cruz Shopping Paulista Centro Cultural Hospital do Coração

Leia mais

Veja nesta edição Novos contratos 3. Reunião Executiva 2005 2. Saiba mais sobre a DIN 7. Integração de novos Colaboradores 8. www.hochtief.com.

Veja nesta edição Novos contratos 3. Reunião Executiva 2005 2. Saiba mais sobre a DIN 7. Integração de novos Colaboradores 8. www.hochtief.com. Publicação interna da HOCHTIEF do Brasil - www.hochtief.com.br Reunião Executiva 2005 2 Veja nesta edição Novos contratos 3 Saiba mais sobre a DIN 7 Integração de novos Colaboradores 8 acontece Reunião

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CAMPUS CAMPO MOURÃO ENGENHARIA CIVIL CÉSAR RODIGHERI RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO Relatório de Estágio Curricular

Leia mais

FATEC - SP Faculdade de Tecnologia de São Paulo. ESTACAS DE CONCRETO PARA FUNDAÇÕES - carga de trabalho e comprimento

FATEC - SP Faculdade de Tecnologia de São Paulo. ESTACAS DE CONCRETO PARA FUNDAÇÕES - carga de trabalho e comprimento FATEC - SP Faculdade de Tecnologia de São Paulo ESTACAS DE CONCRETO PARA FUNDAÇÕES - carga de trabalho e comprimento Prof. Manuel Vitor Curso - Edifícios ESTACAS PRÉ-MOLDADAS DE CONCRETO NBR 6122/1996

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 1 MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, é um sistema de

Leia mais