A VISÃO DO ARQUITECTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A VISÃO DO ARQUITECTO"

Transcrição

1 A VISÃO DO ARQUITECTO AN ARCHITECT S VISION Tal como referiu o Arquitecto Arthur Hills, os pequenos bulldozers foram uma espécie de lápis dos nossos planos, que iam trilhando os caminhos que lhes havíamos traçado. As the Architect Arthur Hills said, the small bulldozers were a sort of pencil that furrowed the ways in the plans we had established. O mais importante objectivo colocado ao Oitavos, foi preservar o meio ambiente, mantendo todas as características inerentes a este local tão marcante. The most important objective of the Oitavos Golf was to preserve the natural environment, maintaining every characteristic of such a striking place. Conceito O objectivo foi criar uma das melhores experiências de golfe no respeito pelo ambiente da Quinta da Marinha. Sentimos que com um espaço tão rico em beleza natural, cada buraco teria de encaixar idealmente em cada cenário, assegurando assim uma aparência natural com variedade e encanto. Oportunidades como esta são raras. O Quinta da Marinha Oitavos Golfe foi abençoado com três formas de paisagem distintas: - área florestal (com alguns dos pinheiros mansos mais bonitos do mundo); - área de dunas; - áreas atlânticas, as mais abertas. Cuidadosamente direccionado de forma a tirar vantagem das três zonas, particularmente das suas características distintas, o percurso é uma linha contínua de buracos, 9 no exterior e 9 em direcção ao interior, semelhante aos trilhos que se podem encontrar nas Ilhas Britânicas. A sequência é uma experiência de golfe inesquecível do início ao fim. Vistas do Oceano Atlântico e da Serra de Sintra estão presentes em cada buraco. Orgulhamo-nos que cada buraco contribua para uma experiência de golfe única. Concept The objective was to create one of the best golf experiences, respecting at the same time the existing environment in Quinta da Marinha. Opportunities such as this are rare. We felt that in an environment so rich in natural beauty, each hole should fit perfectly in each scenario, thus assuring a natural appearance of variety and charm. Oitavos Golf was blessed with three distinctive landscapes. - forest landscapes ( with some of the most beautiful stone pines in the world); - dune landscapes; - Atlantic landscapes, the more open landscapes; Carefully laid to exploit the variety of landscapes and its distinctive characteristics, the course was designed as a continuous line of holes, 9 running inwards and 9 outwards, much similar to the golf courses you would find in the British Isles. The sequence is an unforgettable golf experience from start to finish. The views of the ocean and Serra de Sintra are present in every single hole. We re proud that every hole adds to a unique golf experience. Análise biofísica: benefícios e obstáculos Biophysical Analysis: Advantages and Obstacles

2 Oitavos foi o primeiro campo fora dos E.U.A. com este tipo de certificação. O processo iniciou-se em 1998, ano em que a Audubon desenvolveu um regime muito restrito de práticas de conservação para o Oitavos, a fim de proteger o meio ambiente envolvente e o seu muito sensível ecossistema. Previamente, os trabalhos incluíram a definição das áreas a proteger (planeamento), seguido de uma cuidadosa reposição das áreas danificadas durante a construção do campo e a sua revegetação com espécies da flora nativa, incluindo o restauro de muitas dunas já danificadas antes da construção do campo (construção/manutenção). AUDOBON INTERNATIONAL AUDOBONT INTERNATIONAL A Audubon é muito atenta à utilização dos espaços que promove como santuários da Mãe Natureza, onde a reutilização dos materiais é, também, palavra de ordem. Oitavos é um óptimo exemplo de sustentabilidade associada a campos de golfe, onde os habitats naturais coexistem com uma actividade de recreio em excelente harmonia. The Oitavos was the first golf course outside the USA to obtain this kind of certification. The process was initiated in 1998, when Audubon implemented very strict conservation practices for the Oitavos course, with the purpose to protect the surrounding environment and its very sensitive ecosystem. The works included the previous definition of protected areas (planning), followed by a careful reposition of those disturbed during construction, using for revegetation the native vegetation species. The works also comprised the reconstruction of many dunes damaged before the construction of the course (construction/conservation). Audubon is very concerned that the promoted spaces are assured Mother Nature sanctuaries, where the reutilization of materials is a motto as well. The Oitavos course is an excellent example of sustainability associated with golf courses, where natural environments coexist in excellent harmony with a recreation activity. Planeamento A meta do programa de certificação ambiental da Audubon International (A.I.) é fazer convergir as questões ambientais com a agenda económica associada ao desenvolvimento. O Audubon Signature Program fornece à Audubon International e ao proprietário do espaço um quadro de referência comum para o planeamento, construção e gestão de um projecto, com um enfoque prioritário na sustentabilidade. Durante a implementação do programa foi desenvolvido um documento o Natural Resource Management Plan onde se fizeram constar os itens que se consideram mais pertinentes para o desenvolvimento de uma gestão sustentável dos recursos. As componentes ambientais deste plano inscrevem-se em seis grandes capítulos: Análise do local; Gestão e melhoria do habitat e da vida selvagem; Gestão de resíduos; Eficiência energética; Conservação e qualidade da água e Gestão integrada de pestes e doenças. Planning The goal of the environmental certification program of Audubon International (A.I.) is to combine the environmental issues with the economical agenda associated to development. The Audubon Signature Program gives Audubon International and the landowner a common reference frame for the planning, construction and management of a project, with the main focus on its sustainability. During the program s implementation, a document was developed, the Natural Resource Management Plan, were the most relevant issues for the development of a sustainable management were taken into account. The environmental components are registered in six main chapters: Location Analysis; Management and Improvement of Habitats and Wildlife; Residue Management; Energy Efficiency; Water Quality and Conservation and Integrated Management of Plagues and Diseases. Planeamento Planning Construção Contruction Manutenção Conservation

3 Na Tabela estão indicadas algumas das espécies residentes dentro dos limites do Oitavos Golfe. In the Tables are listed some of the resident species within the Oitavos course limits. AVES RESIDENTES RESIDENT BIRDS Nome Latim Latin Name Nome Vulgar Common Name Habitat preferencial Preferential habitat Abundância Abundance Columba palumbus (Pombo-torcaz; Woodpigeon) Passer domesticus (Pardal; House sparrow) foto: José Luis Ferreira Cisticola juncidis (Fuinha dos juncos; Fan tailed warbler) Serinus serinus (Chamariz; Seri) foto: Faisca Upupa epops (Poupa; Hoopoe) Espécie sedentária, de voo ondulante e de asas redondas. Canto Up-up-u inconfundível. (Sedentary species, with undulating flight and rounded wings. His calls ( up-up-u ) are unmistakable.) foto:faisca Alectoris rufa Athene noctua Buteo buteo Carduelis carduelis Carduelis chloris Certhia brachydactyla Cisticola juncidis Columba livia Columba palumbus Dendrocopos major Eritachus rubecula Falco tinnunculus Fringilla coelebs Garrulus glandarius Larus cachinnans Larus Fuscus Motacilla alba Parus ater Parus major Passer domesticus Phoenicurus ochururos Picus viridis Psittacula krameri Saxicola torquata Serinus serinus Streptopeliadecaocto Sturnus unicolor Sylvia atricapilla Sylvia melanocephala Troglodytes troglodytes Turdus merula Turdus viscivorus Upupa epops Perdiz-comum/ Red-legged partridge Mocho-galego/ Little owl Águia-de-asa-redonda/ Buzzard Pintassilgo/ Goldfinch Verdilhão/ Greenfinch Trepadeira-comum/ Short-toed treecreeper Fuinha-dos-juncos/ Fan-tailed warbler Pombo-das-rochas/ Rock dove Pombo-torcaz/ Woodpigeon Pica-pau-malhado-grande/ Great spotted woodpecker Pisco-de-peito-ruivo/ Robin Peneireiro-das-torres/ Kestrel Tentilhão/ Chaffinch Gaio/ Jay Gaivota-de-pés-amarelos/ Yellow-legged gull Gaivota-de-asa-escura/ Lesser black-backed gull Alvéola-branca/ White wagtail Chpim-preto/ Coal tit Chapim-real/ Great tit Pardal/ House sparrow Rabirruivo-preto/ Black redstart Peto-verde/ Green woodpecker Periquito-de-colar-rosa/ Ring-necked parakeet Cartaxo-comum/ Stonechat Chamariz/ Serin Rola-turca/ Collared dove Estorninho-preto/ Spotless startling Toutinegra-de-barrete-preto/ Blackcap Toutinegra-de-cabeça-preta/ Sardinian warbler Carriça/ Wren Melro-preto/ Blackbird Tordoveia/ Mistle thrush Poupa/ Hoopoe Mato rasteiro/ Creeping shrubs - Pinhal e dunas/ Pine forest and dunes Mato rasteiro/ Creeping shrubs Edifícios circundantes/ Surrounding buildings Mato/ Shrub Zona costeira/ Coastal areas Zona costeira/ Coastal areas Pinhal e dunas/ Pine forest and dunes Todos/All areas Pinhal e dunas/ Pine forest and dunes Pinhal e dunas/ Pine forest and dunes Mato rasteiro/ Creeping shrub Mato rasteiro/ Creeping shrub Muito raro/ Very rare Muito raro/ Very rare Muito raro/ Very rare Devido à complexidade do ciclo anual das aves, o tipo de permanência ao longo do ano varia de espécie para espécie. Por este motivo, as aves foram classificadas em quatro classes: - Residentes: espécies presentes durante todo o ano e que nidificam na Quinta da Marinha; - Migrador nidificante: espécies presentes durante o período de reprodução (Primavera e Verão) migrando para Sul após este período; - Invernante: migradoras presentes durante os meses de Outono e Inverno e ausentes durante todo o resto do ano. Em espécies de maturidade sexual tardia podem avistar-se algumas aves imaturas, não nidificantes, durante a Primavera e Verão; - Migradora de passagem: espécies presentes durante o período de passagem migratória usualmente durante os meses de Primavera e Outono. Due to the complexity of the annual bird cycle, their stay during the year changes from species to species. Therefore, birds were classified according to four classes: - Resident : Species present all year long and nesting in Quinta da Marinha; - Nidifying Migrants: Species present during the mating season (spring and summertime), migrating south afterwards; - Winter Migrants: Migrating species common in autumn and wintertime, but absent during the rest of the year. Among species with late sexual maturity, some non nesting immature birds might be sighted during spring and summertime; - Passing Migrants: Species sighted during the migration period, usually during the months of spring and autumn. Psittacula krameri (Periquito-de-colar-rosa; Ring-necked parakeet) Picus viridis (Peto-verde; Green woodpecker) Parus ater (Chapim-preto; Coal tit) Troglodytes troglodytes (Carriça; Wren) Turdus merula (Melro-preto; Blackbird) Ave inconfundível, verde na sua quase totalidade, com uma coleira rosada e preta e cauda longa e pontiaguda Distinctive bird with mainly green plumage, black and rose-coloured collar and a long pointy tail. É comum vê-lo trepar troncos de árvores em saltos curtos, com a cauda rígida em contacto com o tronco para apoio. It s very common to see him climbing tree trunks and branches in short leaps. It has stiff tail feathers to brace him on the trunk. Esta espécie vive muito bem perto do Homem, alimentando-se largamente de sementes, cereais e de restos dados pelo ser humano. This specie lives very close to men feeding mainly on seeds, grain and leftovers made available by men. Ave pequena, de cauda curta, com um grito agudo tic-tic e um áspero churr. It s a small bird with a short tail, His calls are acute, tic, tic, followed by a raucous churr Os machos são todos pretos, com o bico amarelo e as fêmeas castanhas e ligeiramente listradas em torno da garganta. The males are all black with yellow bill and the females are brown slightly striped around the neck.

4 AVES PASSAGEIRAS MIGRANT BIRDS foto: Joaquim Antunes Na tabela estão indicadas algumas das espécies passageiras existentes dentro dos limites do Oitavos Golfe. In the table are listed some of the migrant species within the Oitavos course limits. Nome Latim Latin Name Anthus pratensis Nome Vulgar Common Name Petinha-dos-prados/ Meadow pipit Habitat preferencial Preferential habitat Invernante/ Winter bird Abundância Abundance Muito raro/ Very rare Delichon urbica (Andorinha-dos-beirais; House martin) Esta ave passa a maior parte do tempo em voo, à procura de insectos. Quando se encontra no chão, não estão a comer, mas a recolher lama para os seus ninhos. This bird spends most of its time in the air looking for insects. When on the ground they re not feeding, they re collecting mud to build their nests. Apus apus Apus pallidus Delichon urbica Hirundo rustica Lullula arborea Andorinhão-preto/ Common swift Andorinhão-pálido/ Pallid swift Andorinha-dos-beirais/ House martin Andorinha das chaminés/ Swallow Cotovia-pequena/ Woodlark Ave aérea Estival/ Land bird - Aestival Ave aérea Estival/ Land bird - Aestival Ave aérea Estival/ Land bird - Aestival Ave aérea Estival/ Land bird - Aestival Dunas - Invernante/ Dunes Winter bird Muito raro/ Very rare Muito raro/ Very rare Phylloscopus collybita Felosa-comum /Chiffchaff Invernante/ Winterbird Devido à complexidade do ciclo anual das aves, o tipo de permanência ao longo do ano varia de espécie para espécie. Por este motivo, as aves foram classificadas em quatro classes: - Residentes: espécies presentes durante todo o ano e que nidificam na Quinta da Marinha; - Migrador nidificante: espécies presentes durante o período de reprodução (Primavera e Verão) migrando para Sul após este período; - Invernante: migradoras presentes durante os meses de Outono e Inverno e ausentes durante todo o resto do ano. Em espécies de maturidade sexual tardia podem avistar-se algumas aves imaturas, não nidificantes, durante a Primavera e Verão; - Migradora de passagem: espécies presentes durante o período de passagem migratória usualmente durante os meses de Primavera e Outono. Due to the complexity of the annual bird cycle, their stay during the year changes from species to species. Therefore, birds were classified according to four classes: - Resident: Species present all year long and nesting in Quinta da Marinha; - Nidifying Migrants: Species present during the mating season (spring and summertime), migrating south afterwards; - Winter Migrants: Migrating species common in autumn and wintertime, but absent during the rest of the year. Among species with late sexual maturity, some non nesting immature birds might be sighted during spring and summertime; - Passing Migrants: Species sighted during the migration period, usually during the months of spring and autumn. foto: Joaquim Antunes Lullula arborea (Cotovia-pequena; Woodlark) Phylloscopus collybita (Felosa comum; Chiffchaff) Hirundo rustica (Andorinha-das-chaminés; Barn Swallow) Anthus pratensis (Petinha-dos-prados; Meadow pipit) Ave pequena, com uma mancha branca e preta na dobra das asas. Small bird, with a black and white patch in the wing s articulation. Parte superior castanha-azeitona a castanho, e supercílio branco-cremoso. Pernas usualmente escuras. The upper side of the wing is either olive-brown or brown, and the superclilium is creamy-white. The legs are usually dark. Espécie com uma longa cauda bifurcada, plumagem de um azul-metálico brilhante e com fronte e garganta vermelhas. It s a species with a long forked tail, a metallic blue plumage and red forehead and throat. Espécie difícil de identificar apenas pela plumagem, os gritos e cantos constituem as características mais fidedignas. It s a species hard to identify only by its plumage. The most reliable way to identify it it s through its calls and songs.

5 AVES MIGRATÓRIAS/NIDIFICANTES NIDIFYING MIGRANT BIRDS foto: Faisca Hirundo rustica (Andorinha - das - Chaminés; Barn Swallow) Espécie com uma longa cauda bifurcada, plumagem de um azul metálico brilhante com fronte e garganta vermelhas. It s a species with long forked tail, a metallic blue plumage and red forehead and throat. Nas zonas temperadas muitas espécies apresentam um ciclo de vida complexo, alternando períodos de migração e períodos de reprodução e invernada. Neste aspecto, as aves podem dividir-se em migradoras e sedentárias. Geralmente, as aves migradoras dirigem-se para Sul no fim do Verão ou no Outono, efectuando a migração em sentido inverso no final do Inverno ou no início da Primavera. Um dos exemplos mais conhecidos é a andorinha-das-chaminés, que se reproduz no nosso país e passa o Inverno em África. Pelo contrário, as aves sedentárias permanecem todo o ano na mesma área. Na tabela estão indicadas algumas das espécies passageiras existentes dentro dos limites do Oitavos Golfe. In the table are listed some of the migrant species within the Oitavos course limits. Nome Latim Latin Name Carduelis cannabina Circaetus gallicus Ficedula hypoleuca Nome Vulgar Common Name Pintarroxo/ Linnet Águia-cobreira/ Short-toed eagle Papa-moscas-preto/ Pied flycatcher Habitat preferencial Preferential habitat Mato rasteiro - Nidificante/ Creeping shrubs Migradora/ Migratory Pinhal Migradora / Pine forest Migratory Abundância Abundance Muito raro/ Very rare In temperate regions many species have a complex cycle of life, altering between migration periods and nesting and winter season. From this point of view, we can distinguish birds amid migratory and sedentary species. Generally speaking, migratory birds head south by the end of summer or fall, migrating in the opposite direction by the end of winter or beginning of spring. One of the most well known examples is the barn swallow, witch breeds in our country and spends the winter in Africa. On the other hand, sedentary birds spend all the year in one same region. Lanius senator Streptopelia turtur Picanço-barreteiro/ Woodchat shrike Rola/ Turtle dove Pinhal Nidificante / Pine Forest Nesting Pinhal Nidificante / Pine Forest Nesting Devido à complexidade do ciclo anual das aves, o tipo de permanência ao longo do ano varia de espécie para espécie. Por este motivo, as aves foram classificadas em quatro classes: - Residentes: espécies presentes durante todo o ano e que nidificam na Quinta da Marinha; - Migrador nidificante: espécies presentes durante o período de reprodução (Primavera e Verão) migrando para Sul após este período; - Invernante: Migradoras presentes durante os meses de Outono e Inverno e ausentes durante todo o resto do ano. Em espécies de maturidade sexual tardia podem avistar-se algumas aves imaturas, não nidificantes, durante a Primavera e Verão; - Migradora de passagem: espécies presentes durante o período de passagem migratória usualmente durante os meses de Primavera e Outono. Due to the complexity of the annual bird cycle, their stay during the year changes from species to species. Therefore, birds were classified according to four classes: - Resident Species: Species present all year long and nesting in Quinta da Marinha. - Nidifying Migrants: Species present during the mating season (spring and summertime), migrating south afterwards. - Winter Migrants: Migrating species common in autumn and wintertime, but absent during the rest of the year. Among species with late sexual maturity, some non nesting immature birds might be sighted during spring and summertime. - Passing Migrants: Species sighted during the migration period, usually during the months of spring and autumn. Circaetus gallicus (Águia cobreira; Short-toed eagle) Águia de tamanho médio com a parte inferior geralmente branca; parte superior acinzentada contrasta com as rémiges brancas. It s a medium size eagle, generally with a white breast and greyish back that contrast with the white remiges. Streptopelia turtur (Rola; Turtle Dove) Ave de voo rápido, castanho-acinzentada na cabeça e no dorso e parte inferior rosada. Cauda preta com extremidade branca. It s a bird with a swift flight, brown-grey head, rosy back and rosy lower body. The black tail has white extremities. Ficedula hypoleuca (Papa-moscas; Pied flycatcher) O macho é preto, com fronte branca e manchas nas asas e parte final da cauda. As fêmeas e aves jovens tem um aspecto similar. The male is black with white forehead and spots on the wings and back of his tail. The female and juvenile birds are similar in appearance. Lanius senator (Picanço barreteiro; Woodchat shrike) O macho e a fêmea são semelhantes com barrete avermelhado-vivo, máscara facial e parte superior pretas e parte inferior branca. Male and female are similar with a hot red barrette, facial mask, and the upper part of the body black and the lower white. Carduelis cannabina (Pintarroxo; Linnet)

6 PINUS PINEA NOME COMUM: PINHEIRO MANSO COMMON NAME: STONE PINE OR UMBRELLA PINE Utilização O Pinheiro manso é muito apreciado pela produção de pinhões comestíveis que, nalgumas zonas, constitui um importante factor de rendimento económico. Tem ainda uma importante utilização na protecção de solos arenosos como seja na fixação de dunas, permitindo a utilização de solos de fracas condições. É também muito estimado como árvore ornamental pelo seu valor paisagístico e pela densa sombra. Usage The stone pine is very appreciated because of its pine nuts; witch in some areas are an important source of revenue. Its use is also very important in the protection of sandy soils, as in the case of dune anchorage, allowing the usage of poor terrain. It s also very appreciated as an ornamental tree due to the shadow it provides and his aesthetic touch to the landscape. Distribuição e preferências ambientais O Pinheiro manso existe por quase todo o país. É comum encontrá-lo entre o nível do mar e os 1000 metros de altitude. É uma espécie mediterrânea, espontânea em Portugal Continental, ocupando a faixa litoral e terrenos arenosos. É uma árvore que tem preferência por solos frescos, profundos e arenosos, adaptando-se mesmo a areais marítimos e dunas. No campo de Oitavos constitui uma referência na paisagem, sendo mais comum nos buracos números 1, 2, 3, 4, 14, 15, 16, 18. Geographical Distribution and Terrain The stone pine grows all over the country. It s common to find them from sea level to 1,000 meters high. It s a Mediterranean species, spontaneous in continental Portugal, implanted along the coastal strip on sandy soils. It s a tree that prefers fresh, deep and sandy soils, with the ability to adapt itself to arenaceous seashores and dunes. In Oitavos Golf they re the ruling landscape in holes 1, 2, 2, 4, 14, 15, 16, 18. Porte É uma árvore conífera que pode atingir 30 m de altura, com uma copa densa e caracteristicamente arredondada, semelhante a um guarda-chuva. Size It s a conifer that can reach up to 30 m, with a dense and very characteristic umbrella-like rounded crown. Tronco Tronco, cilíndrico, de casca muito grossa e coloração parda a acinzentada, muito fendida, que com o tempo vai soltando pedaços da casca. Trunk The trunk is rounded and has a thick greyish-brown deeply fissured bark that falls of in chunks as times goes by. Folha As folhas persistentes têm forma de agulhas, verdes escuras, rígidas com 10 a 20 cm de comprimento e 1 a 2 mm de espessura, agrupadas duas a duas. Foliage The persistence foliage is needle-like, dark-green, rigid and grouped in pairs, between 10 and 20 cm long and 1 to 2 mm thick. Flor Flores masculinas fasciculadas na base dos rebentos anuais, as femininas em amentilhos solitários no cimo dos rebentos. Floresce de Fevereiro a Março. Flower The male flowers are fasciculated on the basis of the annual sprouts, the female are implanted in single aments on the top of the sprouts. It blossoms from February to March. Fruto O Fruto é uma pinha grande, castanha, quase esférica de maturação trienal libertando as sementes ao quarto ano. As sementes são os chamados pinhões, comestíveis. Fruit The fruit ois a big pine, brown, almost round, matturing every tree years and realising its seeds on the fourt. the seads are calleda pine nuts and can be eaten.

7 ARBUTUS UNEDO NOME COMUM: MEDRONHEIRO COMMON NAME: STRAWBERRY TREE Utilização O Medronho é um fruto comestível, e o medronheiro é explorado para a produção de aguardente, designada por Aguardente de Medronho. Os medronhos são destilados em alambique, sendo necessários 1 quilo para produzir 1 litro de aguardente. Usage The fruit of the strawberry tree can be eaten and is also used for the production of an aquavit, called aguardente de medronho. The fruits are distilled in a still, and it requires one kilo of strawberry tree fruits to distill one litre of medronho aquavit. Distribuição e preferências ambientais Existente em quase todo o país, dá-se em todos os tipos de solo, podendo surgir em azinhais, sobreirais e nos matos que substituem aquelas formações. Aparecem até aos 1200 m de altitude. No Oitavos Golfe existe predominantemente nas zonas de mato (buracos números 5, 6, 7, 16 e 17). Geographical Distribution and Terrain It s a widespread tree very adaptable to every kind of terrain, emerging in holm-oak and cork-oaks groves, or thriving in the existing bush between them. They ve been found at the altitude of 1,200 m. In the Oitavos course they appear predominantly in bush areas. (Holes no. 5, 6, 7, 16, 17.) Porte O medronheiro é um arbusto ou árvore de pequena dimensão, persistente. Pode atingir os 8 a 10 m de altura, ainda que usualmente não ultrapasse os 5 m. A sua copa tem uma forma oval com ramos grossos. Size The strawberry tree is a shrub or a tree of small dimensions with persistent foliage. It can grow up to 8 or 10 m high, though usually doesn t exceed 5 m. Its crown has an oval shape with thick twigs. Tronco O tronco possui uma casca pardo-avermelhada ou pardo-acinzentada, delgada, gretada e caduca em pequenas placas nos exemplares mais velhos. Trunk The trunk has a brown-red, brown-grey, thin and cracked bark. In older specimens it falls of in small sheets. Folha As folhas são persistentes, grandes (medem 4 a 11 cm), alternando entre o verde-escuro e o verde claro. Foliage The foliage is persistent. Each leaf measures between 4 and 11 cm, altering between dark and light green. Flor As flores são pequenas e esverdeadas florescem entre Outubro e Fevereiro. A floração e maturação dos frutos do ano anterior ocorrem simultaneamente. The flowers are small and greenish. It blossoms between October and February. Flowers and fruits from the previous year occur simultaneously. Fruto O fruto, designado por medronho, é uma baga com 1-2 cm, comestível, passando de verde por amarelo e escarlate a vermelho-escuro, quando maduros. Fruit The fruit, designated by arbutus fruit, is an edible berry with 1-2 cm, which turns from green to yellow and from scarlet to dark red with ripening.

8 FAUNA E VEGETAÇÃO DE DUNAS FAUNA AND DUNE VEGETATION Sedum sediforme (Erva Pinheira; Tree Sedum) Family: Crassulaceae Senecio gallicus (Senecio Gallicus; French Groundsel) Family: Compositae Verbasco litigiosum (Verbasco; Portuguese Endomic mullein) Family: Scrophulariaceae Lotus Cretisus (Trevo de Creta; Lotus) Family: Leguminosae Silene littorea (Flor das Dunas; Shore Campion) Family: Caryophylaceae Armeria welwitachii (Erva Divina; Sea Pink) Family: Plumaginaceae Delimitação das áreas de dunas Dunes areas delimitation Vegetação de Dunas A vegetação de dunas é caracterizada pela sua capacidade de fixação, colonização e diversidade florística. A estabilização das dunas depende do respectivo coberto vegetal, que as protege da erosão eólica e hídrica contra o soterramento por areias e contra a acção nefasta dos ventos salgados marítimos. Na área existe uma grande diversidade de espécies de dunas que permitem criar uma identidade do local. Algumas das espécies são: Verbascum, Armeria, Juniperus turbinata, Sedum e Lotus. Na zona das dunas é comum encontrar como espécies infestantes o chorão e a acácia. O desenvolvimento destas espécies restringe e ameaça a sobrevivência das plantas autóctones. No campo de golfe de Oitavos procedeu-se ao arranque e queima das referidas espécies de forma a promover o desenvolvimento das espécies endémicas, e salvaguardar a estética da paisagem. Dune Vegetation Dune vegetation is marked by its anchorage and settlement ability and floristic diversity. The fixation of dunes depends on vegetal cover that protects them from aeolic and hydric erosion, prevents the overlaying through sand, and protects them from the negative impact of the salty sea breeze. In this area exists great variety dune vegetation that allows us to speak of a local identity. Some of the species are the Verbascum, Armeria, Juniperus turbinate, Sedum and Lotus In dune areas it s common to find invasive species such as the ice plant and the acacia. The development of these species restrains and threats the survival of native plants. In the Oitavos Golf course we ve undertaken the extraction and burn of the mentioned species, so that we can promote the development of the endemic species and preserve the aesthetics of the landscape. Fringila coelebs Tentilhão Circaetus gallicus (Águia cobreira; Short-toed eagle) Upupa epops (Poupa; Hoopoe) Falco tinnunculus (Peneireiro comum; Common kestrel)

9 AVES PASSAGEIRAS MIGRANT BIRDS Numeius phaeopus (Maçarico Galego; Whimbrel) Zona de Mato A zona de mato é caracterizada pela presença dominante de arbustos de médio porte, nomeadamente, giestas e medronheiros, cuja floração e folhagem varia ao longo do ano. Estas áreas constituem a transição entre a zona de pinhal e de dunas, constituindo um denso corredor de vegetação que providencia alimento para a vida selvagem. Delimitação das áreas de mato As associações botânicas presentes na área apresentam uma boa adaptação à salsugem característica da zona. Atendendo ao valor ecológico e ornamental das espécies presentes na área, foi muito importante a preservação das espécies existentes, sua limpeza, transplante e propagação. Dune Vegetation The shrub area is marked by the dominant presence of medium sized shrubs, namely brooms and strawberry trees, whose blossom and foliage changes along the year. These areas build the transition between the dune areas and the pine forest, creating a dense vegetation corridor that forages wildlife. Demarcation of shrub areas The existing botanic compositions present a good adaptation to the characteristic saltiness of the area. Taking into account the ecological and ornamental value of the available species, it was very important to assure the preservation of the existing species, its cleansing, transplant and dissemination. foto: Júlio Caldas Alectoris rufa (Perdiz; Red-legged partidge) Erithacus rubecula (Pisco de peito ruivo; Robin) Cistus salvifolius (Estevinha; Sage leaf rockrose) Family: Cistaceae Cistisus scoparius (Giesta; Brum) Family: Leguminosae

10 VEGETAÇÃO DE PINHAL PINE FOREST VEGETATION Pinus Pinea (Pinheiro Mans; Stone Pine) Family: Pinaceae Delimitação das áreas de pinhal Pinewood areas delimitation Zona de Pinhal As zonas de pinhal são formadas maioritariamente por espécies arbóreas e arbustivas. Existe uma predominância de pinheiros mansos e bravos, tojos e giestas. A vegetação existente apresenta boa adaptação às condições climáticas do local. O coberto subarbustivo da zona de pinhal é formado por sargaça, estevinha e sabina das praias. A acácia é uma espécie infestante das zonas de pinhal, que tem vindo a ser controlada. A área de pinhal, com uma extensão aproximada de 11 ha, apresenta características da formação vegetal "Carvalhal da Zona Húmida Quente" caracterizada por temperaturas moderadas, humidade relativa elevada, pluviosidade entre 600 e 1000 mm e período seco estival acentuado. Esta zona apresenta como arbustos característicos: o Pilriteiro, Abrunheiro-bravo, Gilbardeira, Aroeira, Murta, Lentisco-bastardo, Folhado, Roseira brava e Madressilva. Pine Forest Areas The pine forest areas are mainly composed by arboreous and shrubby species. There is a predominance of stone and maritime pines, gorses and brooms. The existing vegetation exhibits a good adaptation to the local climate conditions. The subshrubby cover in the pine areas is composed by willks, rock roses and thousand-year-old sabinas. The acacia is an invasive species in the pine areas, and it has been subject of control. The pine forest area, with approximately 11 ha., as the characteristics of the ecosystem of oak grove hot-humid areas, characterized by moderate temperatures, relatively high humidity, rainfall between 600 and 1,000 mm, and a clearly defined dry aestival period. The area exhibits as typical shrubs the Midland Hawthorn, the Wild Strawberry Tree, the Butcher s Broom, the Brazilian Pepper, Myrtle, Narrow Leaf Jasmine, the Lily of Valley Tree and the Rosebush. Pinus halepensis Pinheiro-de-alepo Family: Pinaceae Cistus salvifolius (Estevinha, Sage leaf rockrose) Family: Cistaceae Pistacia lentiscus (Aroeira, Lentisco; Mastic, Lentisc) Family: Anacardiaceae Euphorbia portlandica (Alforna brava, Portland spurge) Family: Euphorbiaceae

11 AS AVES DA QUINTA DA MARINHA THE BIRDS OF QUINTA DA MARINHA Ninhos No Campo de Golfe de Oitavos, o controlo das espécies existentes e a promoção de nidificação foram dois objectivos importantes a serem cumpridos. Para tal, procedeu-se à colocação de casas de pássaros nas árvores com o intuito de estudar as aves que existem nesta propriedade e também incentivar a sua permanência e reprodução dentro dos limites da Quinta da Marinha. Nest Boxes In the Oitavos Golf Course, the control of the existing species and the help to nesting birds were two important objectives that had to be accomplished. Therefore, we ve proceeded to the installation of nest boxes in trees, with the purpose of studying the existing birds on the estate and also stimulate their stay and reproduction within the grounds of Quinta da Marinha. Colocação das casas dos pássaros Installation of nest boxes Bebedouros Quando a Audubon Internacional visitou pela primeira vez Oitavos Golfe em Cascais, notou que embora a propriedade se encontrasse ao longo do Oceano Atlântico com vistas largas sobre o mar, não havia nenhuma água fresca no local, devido à infiltração rápida através dos solos arenosos. Para aumentar a biodiversidade, necessitaram de encontrar uma maneira de adicionar uma fonte da água fresca. A solução encontrada foi o uso tradicional do tanque da Quinta Portuguesa. Os tanques da quinta, feitos com a pedra da região, são usados tradicionalmente para fornecer água para animais domésticos. A equipa de Oitavos recuperou banheiras do ferro-velho e usaram-nas para construir os tanques da quinta. Com o terreno limpo foram então enterradas as banheiras em áreas naturais colocaram-se pedras dentro e em torno dos limites das mesmas, e foram plantadas plantas autóctones para diversificar o habitat e disfarçar o facto de que havia banheiras no meio dos ecossistemas da floresta e da duna. Foram construídos cerca de 50 tanques ao longo de toda a propriedade. Water tanks When Audubon International visited for the first time Oitavos Golf in the Portuguese village of Cascais, they noticed that though the estate stretches along the Atlantic Ocean with a vast view towards the sea, there was hardly any fresh water available due to its rapid infiltration in the sandy soils. To increase the biodiversity, they needed to find a way of providing extra sources of fresh water. The solution was found evoking to the traditional water tank of the Portuguese farms. These water tanks are made with the local stone, and are used to provide water to the farm animals. The team of the Oitavos recovered some tubs from the junkyard and used them to build water tanks. They buried the tubs in clearings in natural areas, placed rocks in and around them, and planted native plants to diversify the local habitat and conceal the fact that there were tubs buried in dune and forest ecosystems. Fifty tanks were built all over the estate. Construção das banheiras Construction of water tanks

12 CORREDORES DE VEGETAÇÃO GREEN CORRIDORS Plano geral com manchas de corredores de vegetação General Plan includes green corridors Na concepção e construção do Oitavos Golfe na Quinta da Marinha foi considerado como um dos elementos chave a preservação da vegetação existente e endémica do local. Esta vegetação constitui um elemento chave para o ambiente, e a sua ligação através de corredores de vegetação constitui ainda um elemento estruturante na paisagem. Corredores verdes, são faixas de vegetação que protegem as áreas adjacentes de fontes de poluição e constituem um bom habitat para a vida selvagem. As sua funções podem ser sintetizadas: 1) melhoria da qualidade da água 2) facilitar a filtração e retenção de sedimentos 3) melhoria da qualidade estética da paisagem 4) criação de habitat para a vida selvagem. Na figura abaixo estão representadas as diferentes funções desempenhadas pelos corredores de vegetação num campo de golfe. In the conception and construction of the Oitavos Golf in Quinta da Marinha the preservation of the existing endemic vegetation species was considered a key element. This vegetation is a key element for the environment, and its interconnection through green corridors adds a structuring element to the landscape. Green corridors are vegetation stripes that protect the surrounding areas from pollution sources and build a good habitat for wildlife. Their functions can be summarized as follows: 1) improvement of water quality 2) facilitate the filtration and retention of sediments 3) improvement of the aesthetic quality of the landscape 4) creation of habitats for wildlife. The picture below represents the different functions of the green corridors in a golf course. Buraco 10; Hole 10 Vista de corredores de vegetação em zona de mato View of the green corridors in shrub areas Buraco 8, Hole 8 Corredores de vegetação a enquadrar áreas Green corridors to frame areas Buraco 15, Hole 15 Vista de um corredor denso de pinheiros mansos View of a dense corridor of stone pines

13 DUNAS EM OITAVOS THE DUNES IN OITAVOS A estabilização de dunas teve início em The beginning of the dune s anchorage was in Gerações, a mesma visão na prossecução de uma missão: transformar a Quinta da Marinha num destino turístico de elevada qualidade. A história da Quinta da Marinha, remonta aos finais do século XIX. Contudo a filosofia que, acompanhando os passos do tempo ainda hoje a norteia, inicia-se no século XX, mais precisamente no começo dos anos 20, com a compra da Marinha, ao Conde de Moser, por Carlos Montez Champalimaud 1ª geração. Com larga e ao tempo ousada visão do futuro, Carlos Montez Champalimaud anteviu o elevado potencial urbanístico daquela marinha, à data território inóspito, arenoso e quase desértico. Partindo daquela antevisão, celebrou com a Câmara de Cascais um contrato de urbanização da Marinha, elaborou os respectivos projectos em colaboração com os arquitectos ingleses Cackett & Burns de Newcastle e deu início em 1922 à difícil e árdua tarefa de fixar as areias e plantar a floresta. Norteando-se em todos os projectos pelos elevados padrões de qualidade e de ordenamento, definidos pelo seu Avô e Pai Carlos de Sommer Champalimaud 2ª geração, os seus descendentes, Miguel Champalimaud 3ª geração mantêm-se fiéis à memória, maneira de estar e sonhos de quem idealizou para a Marinha um futuro onde viver com qualidade seja algo que não se confunda com luxo. As zonas dunares actuam como protecção contra a erosão dos litorais. O processo de formação e estabilização das dunas divide-se em: a) Duna primária onde estão presentes plantas que fixam as dunas e que têm de resistir ao vento, à salinidade, às grandes amplitudes térmicas, à grande luminosidade, à falta de água doce no solo e ao soterramento constante. O estorno (Ammophila arenaria) representa um bom exemplo deste tipo de estabilização fruto da sua grande capacidade de regeneração. b) Zona interdunar onde estão presentes arbustos de médio porte e algumas árvores. Estas últimas apresentam, no entanto, um aspecto prostrado e com reduzido crescimento por se encontrarem expostos à humidade, ao vento e à salsugem. O Pinheiro bravo (Pinus pinaster) é o exemplo de uma espécie que se encontra nesta zona de duna. c) Duna secundária a duna secundária é caracterizada pela presença de vegetação arbustivo-arbórea nomeadamente o Pinus Pinea. No Oitavos Golfe cedo se iniciou a preocupação de restauro de dunas, com a plantação de estorno e de pinheiro manso que se encontram em quase a totalidade da área de dunas na fase interdunar e secundária. Three generations, the same vision in the pursuit of a mission: transform Quinta da Marinha in a tourist destiny of high quality. The story of Quinta da Marinha, goes back to the end of the 19th Century. However, the philosophy that still today presides its existence began in the 20th Century, more precisely in the beginnings of the twenties, with the acquisition of Quinta da Marinha from the Count of Moser by Carlos Montez Champalimaud - 1st generation. With a very broad and for the time very bold vision, Carlos Montez Champalimaud foresaw the high urbanistic potential of a coastline, that at the time was uninhabited, sandy and almost a desert. Starting with that vision, he celebrated with the city hall an urbanization contract, design the projects working with the English architects of Newcastle Cackett & Burns, and in 1922 began the hard task of anchoring the dunes and planting the forest. Guided in every project by the same high quality and urbanistic standards set by his Grandfather and Father Carlos Sommer Champalimaud - 2nd generation - the descendents, Miguel Champalimaud - 3rd generation - remain dedicated to the memory, way of life and dreams of those who idealized for Quinta da Marinha a future where quality of life is not mistaken with luxury. The dune areas act as a shield to the erosion of the sea shores. The process of formation an anchorage of the dunes is divided in: a) Primary Dune - where all the plants that anchor the dune are implanted, and have to resist the wind, saltiness, high temperature variations, great light exposure, shortage of freshwater on the soils, an being constantly overlaid with sand. The marram grass-(ammophila arenaria) is a good example of this kind of anchorage due to its great ability to regenerate. b) In-between Dunes area where the medium sized shrubs and some trees are implanted. These have however procumbent features with a small growth due to their exposure to humidity, wind and saltiness. The maritime pine (pinus pinaster) is the example of a species that you ll find in this part of the dunes. c) Secondary Dune the secondary dune is characterized by the presence of shrubby and arboreous vegetation like the stone pine (pinus pinea) The Oitavos Golf soon embraced the concern with the reposition of the dunes with plantation of marram grass and stone pines that were present almost everywhere in the area in-between dunes and in the secondary dunes. Plantação e estabilização de dunas nos anos 20 Plantation and anchorage of the dunes in the twenties Estabilização de dunas em 2001 Anchorage of the dunes in 2001 No campo de golfe de Oitavos foram definidas regras de jogo por fim a evitar que os jogadores entrem nestas zonas sensíveis e de difícil recuperação. In the Oitavos Golf Course the regulations were established to prevent players from entering these sensitive areas quite hard to recover.

14 CAMPO DE GOLFE GOLFE COURSE Regras locais 1) Fora de limites (Regra 27-1) Qualquer bola no campo de prática, à esquerda do buraco 4, conforme indicado pelas estacas brancas. O clubhouse e a área de prática atrás do 18 buraco, conforme definido pelas estacas brancas aí colocadas. 2) Áreas Ambientalmente Sensíveis - AAS (Regra 26-1) Se uma bola está dentro ou existe razoável evidência de que está perdida numa área definida como ambientalmente sensível e marcada como Obstáculo de Água Lateral ESTACAS ENCARNADAS com topos a verde, o jogador deverá dropar uma bola, com uma pancada de penalidade, a 2 tacos de distância do ponto onde a bola cruzou por último o obstáculo, conforme descrito na Regra Nota: Os jogadores não podem nestas áreaspara jogar uma bola. A penalidade por infracção a esta regra é de duas pancadas. 3) Terreno em reparação (Regra 25-1) a) Tapetes de relva colocados recentemente (Nota: o relief aplica-se ao lie da bola, stance e àrea de swing). b) Canais de drenagem. 4) Obstruções Inamovíveis (Regra 24-2) (Dropar sem penalidade no nearest point of relief ) Árvores com estacas. Placards de publicidade. Regueiras das árvores. 5) Putting green errado (Regra 25-3) (Dropar sem penalidade no nearest point of relief ) O Green de prática adjacente ao Clubhouse é considerado como um Green errado. 6) Decisões (Regra 3-3) No caso de haver dúvidas quanto ao procedimento a seguir, devem jogar-se 2 bolas e procurar uma decisão junto da Comissão Técnica do Torneio antes da entrega do Cartão de Resultados Local rules 1) Out of Bounds (Rule 27-1) Any ball on the practice ground to the left of hole 4 as indicated by the white posts and adjoining white lines. The clubhouse, and practice area to the rear of the 18th hole as defined by white posts and adjoining white lines. 2) Environmentally Sensitive Areas - ESA s - (Rule 26-1) If a ball is in or there is reasonable evidence that it is lost in the area and it is marked as a lateral water hazard, as defined by RED POSTS with green tops, the player must under penalty of one stroke proceed under Rule Note: Players can not enter in these areas, the penalty for breach of this rule is 2 strokes. 3) Ground Under Repair (Rule 25-1) a) Newly laid turf and turf plugs (Note relief is available for lie of ball, stance and area of intended swing). b) Drainage channels. 4) Immovable Obstructions (Rule 24-2) Staked trees. Banner spikes. Tree wells. 5) Wrong Putting Green (Rule 25-3) The Practice Putting green adjacent to the clubhouse is a wrong putting green. 6) Rulings (Rule 3-3) Should players be unsure as to procedure they should adopt the two-ball rule (Rule 3-3) and discuss the matter with the technical commission before delivering the Scorecard. DO NOT ENTER THE ESA S UNDER ANY CIRCUMSTANCES NÃO É PERMITIDA A ENTRADA NAS ÁREAS AMBIENTALMENTE SENSÍVEIS. Oitavos Golfe course TEE white yellow blue red par time hcp VC VS GO COME TOTAL 75, , , , h h h h h h Recomendamos que jogue de acordo com seu handicap: 0 a 5 marcas brancas 6 a 18 marcas amarelas 19 a 28 marcas azuis 29 a 36 - marcas encarnadas We recommend you to play according to your handicap: 0 a 5 white marks 6 a 18 yellow marks 19 a 28 blue marks 29 a 36 - red marks Marcas dos tee - distância ao centro dos greens / Marcas laterais nos farways distância à entrada dos greens Marks of the tee distance to the green centre / Side marks in the farways distance to the entrance of the greens

Aumenta a Biodiversidade da tua Escola e da tua Cidade! Guia das Aves Comuns na Escola

Aumenta a Biodiversidade da tua Escola e da tua Cidade! Guia das Aves Comuns na Escola Aumenta a Biodiversidade da tua Escola e da tua Cidade! Guia das Aves Comuns na Escola Um projecto coordenado por: Um projecto apoiado por: Ficha técnica: Título: Guia das Aves Comuns na Escola Concepção:

Leia mais

I Congresso Sustentabilidades e Ruralidades O Montado de Azinho. Luís Quinta-Nova. Évora 2007

I Congresso Sustentabilidades e Ruralidades O Montado de Azinho. Luís Quinta-Nova. Évora 2007 I Congresso Sustentabilidades e Ruralidades O Montado de Azinho A IMPORTÂNCIA DA ESTRUTURA DA VEGETAÇÃO NA CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE EM MONTADOS Luís Quinta-Nova Évora 2007 Objectivos Estudo das relações

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Introdução Introduction Normas Gráficas Este manual fornece os

Leia mais

www.aquiraz-riviera.com Incomparável em Todos os Sentidos. MATCHLESS IN EVERYWAY.

www.aquiraz-riviera.com Incomparável em Todos os Sentidos. MATCHLESS IN EVERYWAY. www.aquiraz-riviera.com Incomparável em Todos os Sentidos. MATCHLESS IN EVERYWAY. Visão Geral Overview lniciado em 2007 o maior complexo turístico-imobiliário do Ceará, o Aquiraz Riviera ocupa uma área

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L

M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L M A N U A L D E I D E N T I F I C A Ç Ã O D A S A N D O R I N H A S D E P O R T U G A L Andorinha-das-chaminés Andorinha-dos-beirais Andorinha-das-barreiras Andorinha-dáurica Andorinha-das-rochas INTRODUÇÃO

Leia mais

A Surpresa de Descobrir. O Prazer de Regressar. The Surprise of Discover. The Pleasure of Return. Ilha do Fogo - Cabo Verde

A Surpresa de Descobrir. O Prazer de Regressar. The Surprise of Discover. The Pleasure of Return. Ilha do Fogo - Cabo Verde A Surpresa de Descobrir. O Prazer de Regressar. The Surprise of Discover. The Pleasure of Return. Ilha do Fogo - Cabo Verde Bila Resort é um projecto imobiliário e turístico inovador e de qualidade superior,

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

Programa de ensino baseado em projetos temáticos - BEGINNERS

Programa de ensino baseado em projetos temáticos - BEGINNERS Programa de ensino baseado em projetos temáticos - BEGINNERS Faixa etária recomendada: a partir dos oito anos. Média de duração das unidades: 10 horas aula (média) Material necessário para cada unidade:

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Vocalização chamamento zi-zi chamamento de alarme suiht canto ziss-ziss-ziss-ziss si si si siu *

Vocalização chamamento zi-zi chamamento de alarme suiht canto ziss-ziss-ziss-ziss si si si siu * Anexos 1. Fichas de caracterização de aves selecionadas Motacillidae Alvéola cinzenta (Motacilla cinerea) Comprimento 17 a 20 centímetros* Habitat riachos, terrenos abertos, zonas urbanas** Alimentação

Leia mais

A Sustentabilidade no Espaço Público Isabel Martinho da Silva e Maria José Curado CIBIO_UP A SUSTENTABILIDADE DO ESPAÇO PÚBLICO

A Sustentabilidade no Espaço Público Isabel Martinho da Silva e Maria José Curado CIBIO_UP A SUSTENTABILIDADE DO ESPAÇO PÚBLICO A Sustentabilidade no Espaço Público Isabel Martinho da Silva e Maria José Curado CIBIO_UP Rede de Parques Metropolitanos da Grande Área Metropolitana do Porto Rede de Parques Metropolitanos da Grande

Leia mais

Quinta das Figueiras Vale de Prazeres, Fundão 50,000 Euros

Quinta das Figueiras Vale de Prazeres, Fundão 50,000 Euros Quinta das Figueiras Vale de Prazeres, Fundão 50,000 Euros Description and Photos 78 m² 2,4 ha (6 acre) Rural 50,000 Short Description Lovely south facing 2.4 hectare (6 acre) smallholding with stone cottage

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

Tubo BLACKETT 10 ANOS, edição limitada. BLACKETT 10 years, cylindrical box limited edition.

Tubo BLACKETT 10 ANOS, edição limitada. BLACKETT 10 years, cylindrical box limited edition. Tubo BLACKETT 10 ANOS, edição limitada. BLACKETT 10 years, cylindrical box limited edition. George Blackett George Blackett, originário da cidade de Leeds estabeleceu-se na cidade do Porto no século XIX

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

As plantas também têm famílias?

As plantas também têm famílias? Cedro-do-líbano Cedrus libani As plantas também têm famílias? Para mais facilmente serem estudadas, as plantas (e todos os seres vivos) são organizadas consoante as suas características em diferentes grupos:

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB)

Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB) Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB) F. D. A. Lima 1, C. H. C. da Silva 2, J. R. Bezerra³, I. J. M. Moura 4, D. F. dos Santos 4, F. G. M. Pinheiro 5, C.

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

1. Acções de sensibilização

1. Acções de sensibilização PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL / 2013-2014 As atividades propostas compreendem diferentes momentos de reflexão, discussão e ação, dirigindo-se a toda a comunidade educativa que contempla diferentes níveis

Leia mais

sustentável. Temos vindo a desenvolver projectos com algumas das maiores

sustentável. Temos vindo a desenvolver projectos com algumas das maiores Teresa Saraiva (1), Cláudia Matos (1), Luis Marques (1), Arlindo Rim (1), Renato Sapata (2), João Lampreia (1) (1) Ecosativa - Consultadoria Ambiental, Lda. (2) GNR Guarda Nacional Republicana A ECOSATIVA

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Introdução Introduction Normas Gráficas Este manual fornece os

Leia mais

O Azul do Mar. The blue of the sea. Desfrute ao máximo todos os momentos. Enjoy every moment to the most

O Azul do Mar. The blue of the sea. Desfrute ao máximo todos os momentos. Enjoy every moment to the most O Azul do Mar Desfrute ao máximo todos os momentos Enjoy every moment to the most Localização geográfica privilegiada, diante das águas cristalinas do Atlântico e a poucos minutos de uma viagem pelo património

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

ANO I Abertura Opening Os primeiros movimentos do jogo Há um ano, três advogados vindos de renomados escritórios de advocacia, onde exerciam funções de destaque, se reuniram em torno de uma idéia:

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Papel de algodão Cotton paper MOINHO

Papel de algodão Cotton paper MOINHO Papel de algodão Cotton paper O papel de algodão possui uma qualidade e textura invulgares, assim como uma durabilidade e resistência superior aos papéis convencionais, devido ao sentido desalinhado das

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LETRAS INGLÊS TÉCNICO E CIENTÍFICO PROFESSOR: WELLINGTON BORGES

DEPARTAMENTO DE LETRAS INGLÊS TÉCNICO E CIENTÍFICO PROFESSOR: WELLINGTON BORGES Palavras cognatas, palavras repetidas e marcas tipográficas UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ DEPARTAMENTO DE LETRAS INGLÊS TÉCNICO E CIENTÍFICO PROFESSOR: WELLINGTON BORGES Fatos: A língua inglesa teve origem

Leia mais

Distribuição e caraterização do clima e das formações vegetais

Distribuição e caraterização do clima e das formações vegetais Distribuição e caraterização do clima e das formações vegetais Distribuição e caraterização do clima e das formações vegetais Início Zonas climáticas No planeta Terra existem cinco grandes zonas climáticas:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES Nome Nº Turma 7º Data 04/02/14 Nota Disciplina Recuperação Anual LÌNGUA INGLESA - TRABALHO Prof. RITA DE CÁSSIA

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

AUMENTO DA DISPONIBILIDADE ALIMENTAR ATRAVÉS DE ALIMENTADORES ARTIFICIAIS

AUMENTO DA DISPONIBILIDADE ALIMENTAR ATRAVÉS DE ALIMENTADORES ARTIFICIAIS AUMENTO DA DISPONIBILIDADE ALIMENTAR ATRAVÉS DE ALIMENTADORES ARTIFICIAIS RELATÓRIO DA ACÇÃO C3 DO PROJECTO LIFE-PRIOLO Pedro Monteiro SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES Maio 2006 Trabalhar para

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Lamaçães. Realizado por: Afonso Miguel Gomes Ana Luísa Alegria Ana Marta Aguiar Ana Teresa Vieira Ana Maria Marques

Agrupamento de Escolas de Lamaçães. Realizado por: Afonso Miguel Gomes Ana Luísa Alegria Ana Marta Aguiar Ana Teresa Vieira Ana Maria Marques Agrupamento de Escolas de Lamaçães Realizado por: Afonso Miguel Gomes Ana Luísa Alegria Ana Marta Aguiar Ana Teresa Vieira Ana Maria Marques Conhecer o carvalhal típico português Verificar a situação actual

Leia mais

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores THIS PROGRAM AIMS TO TOAST OUR CUSTOMERS WITH THE OPPORTUNITY TO DISCOVER AND EXPLORE THE FAIAL AND S. JORGE ISLANDS. WE HAVE A WIDE RANGE OF CULTURAL

Leia mais

OFFSHORE INTERACTIONS

OFFSHORE INTERACTIONS FORWARD Framework for Ria Formosa water quality, aquaculture, and resource development COEXIST Interaction in Coastal Waters: A roadmap to sustainable integration of aquaculture and fisheries OFFSHORE

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 LEIA O TEXTO A SEGUIR E RESPONDA AS QUESTÕES 1 E 2. Does the color red really make

Leia mais

Consequências da escassês ou desaparecimento dos serviços ambientais. Hannah Murray

Consequências da escassês ou desaparecimento dos serviços ambientais. Hannah Murray Consequências da escassês ou desaparecimento dos serviços ambientais Hannah Murray Objetivos Oferecer exemplos concretos de serviços das florestas relacionados aos recursos hídricos, seqüestro de carbono,

Leia mais

Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design

Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design Um conceito exclusivo de Decoração de Interiores An exclusive concept of Interior Design 01 - Lista de Casamentos - Desenhos: Concepts, boarders e 3D 02 Ideais Casa&Cpa TheVintageHouseCompany Enquadramento

Leia mais

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires

Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 1ª Ano Tema da aula: Dinâmica Climática e Formações Vegetais no Brasil Objetivo da aula: conhecer a diversidade

Leia mais

Problemas ambientais urbanos

Problemas ambientais urbanos MEC, 4º ano, 2º sem, 2008-09 Desafios Ambientais e de Sustentabilidade em Engenharia Problemas ambientais urbanos 3ª aula Maria do Rosário Partidário CITIES ENVIRONMENT Inputs Outputs Energy Food Water

Leia mais

A exuberante e pouco conhecida fauna brasileira

A exuberante e pouco conhecida fauna brasileira BIP A exuberante e pouco conhecida fauna brasileira maio/2007 O Brasil é o país de maior biodiversidade do planeta. A fauna brasileira é imensamente rica, porém muitas espécies não são ainda conhecidas.

Leia mais

Uso da terra na Área de Preservação Permanente do rio Paraíba do Sul no trecho entre Pinheiral e Barra do Piraí, RJ

Uso da terra na Área de Preservação Permanente do rio Paraíba do Sul no trecho entre Pinheiral e Barra do Piraí, RJ Uso da terra na Área de Preservação Permanente do rio Paraíba do Sul no trecho entre Pinheiral e Barra do Piraí, RJ Stephanie Freitas Couto de Magalhães Samara Salamene Tom Adnet Moura Viviane Costa Elias

Leia mais

o seu futuro apartamento em Albufeira your future apartment in Albufeira

o seu futuro apartamento em Albufeira your future apartment in Albufeira Praialgarve, SA Praia da Oura, Apartado 827 8200-911 Albufeira Tel.: +351 289 543 108 freeholdsales@leisuredimensions.com http://www.petcheyleisure.com/bayview/ o seu futuro apartamento em Albufeira your

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Ana Teresa Dias Valente Marline Morais Conceição Vieira de Carvalho Ana Teresa Dias Valente Morais EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Dissertação de Mestrado em Intervenção

Leia mais

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Pedro Gomes Moscoso Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia de Redes de Comunicações Presidente: Orientador: Co-Orientador:

Leia mais

Controlo de Espécies Vegetais Exóticas Invasoras

Controlo de Espécies Vegetais Exóticas Invasoras Programa de Ocupação dos Tempos Livres RELATÓRIO DO PROJECTO Controlo de Espécies Vegetais Exóticas Invasoras Julho de 2006 Programa de Ocupação dos Tempos Livres RELATÓRIO DO PROJECTO Controlo de Espécies

Leia mais

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH

ÍNDICE PORTUGUÊS INDEX ENGLISH ÍNDICE PORTUGUÊS 1. Introdução...2 2. Características...2 3. Avisos...3 4. Instalação...3 4.1 Alimentação por pilha AAA 4.2 Alimentação pela entrada USB 5. Utilizando o Produto...5 6. Solução de Problemas...5

Leia mais

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Trabalho de Compensação de Ausência

Leia mais

the douro Valley o Vale do Douro

the douro Valley o Vale do Douro o Vale do Douro O Vale do Rio Douro está localizado no Norte de Portugal e é famoso pelo cultivo de oliveiras, amendoeiras e especialmente uvas para a produção de Vinho do Porto. Também os Vinhos do Douro

Leia mais

WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439

WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439 Page 1 of 10 WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439 CONTENTS Massage System with Controller Please note: the above image shows a white unit and a blue unit. The white unit is supplied inside the blue unit

Leia mais

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português 1 Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português A partir do momento que você souber de cor a função de cada peça do nosso jogo de dominó, você não terá mais problemas para formular frases,

Leia mais

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Águas de Restos de Concretos Reciclagem Notas de aula Prof. Eduardo C. S. Thomaz Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Exemplo: Firma Sohnt / USA - Concrete Reclaimer Conjunto do Sistema

Leia mais

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems João Barreto and Paulo Ferreira Distributed Systems Group INESC-ID/Technical University Lisbon, Portugal www.gsd.inesc-id.pt Bandwidth remains

Leia mais

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening )

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web Barueri, / / 2009 Trimestre: 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) NOTA: ACTIVITY ONE: Put the verses in order according to what

Leia mais

É de pequenino que se cultiva o pepino. Como uma escola em Byron Bay, na Australia, fez uma horta e porquê.

É de pequenino que se cultiva o pepino. Como uma escola em Byron Bay, na Australia, fez uma horta e porquê. É de pequenino que se cultiva o pepino Como uma escola em Byron Bay, na Australia, fez uma horta e porquê. Porquê hortas nas escolas? As hortas ligam as crianças aos recursos alimentares As crianças tomam

Leia mais

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development?

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Emerson Murphy-Hill Thomas Zimmermann and Nachiappan Nagappan Guilherme H. Assis Abstract

Leia mais

REGRAS DE GOLFE INTRODUÇÃO

REGRAS DE GOLFE INTRODUÇÃO REGRAS DE GOLFE INTRODUÇÃO ROYAL & ANCIENT GOLF CLUB OF ST. ANDREWS (R&A) UNITED STATES GOLF ASSOCIATION (USGA) Apesar de ser um esporte de origem européia foi nos EUA que o golfe encontrou as melhores

Leia mais

Pleiones. Pleiones são um grupo de orquídeas que crescem em zonas mais frescas ou temperadas intermédias. São originárias maioritariamente

Pleiones. Pleiones são um grupo de orquídeas que crescem em zonas mais frescas ou temperadas intermédias. São originárias maioritariamente 7 Pleiones são um grupo de orquídeas que crescem em zonas mais frescas ou temperadas intermédias. São originárias maioritariamente dachina,nortedaíndia,tailândiaenepal.a maior parte cresce na orla das

Leia mais

Acelerar o desenvolvimento das cidades inteligentes em Portugal. Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015

Acelerar o desenvolvimento das cidades inteligentes em Portugal. Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 Cidades Analíticas Acelerar o desenvolvimento das cidades inteligentes em Portugal Concurso Cidades Analíticas 2015 Urban Analytics Award 2015 Apresentação da candidatura: Candidato Luis Maia Oliveira

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO APRENDER CIDADANIA COM A DISCIPINA DE HISTÓRIA: 3 PERCURSOS NO CONCELHO DE ODEMIRA Rita Santos Agudo do Amaral Rêgo MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education *5148359301* PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking Role Play Card One 1 March 30 April 2013 No

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03 UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking/Listening Role Play Card One No Additional Materials are

Leia mais

Inglês 11 The Present Perfect.

Inglês 11 The Present Perfect. Inglês 11 The Present Perfect. O Present Perfect é um tempo verbal em inglês que mostra uma ação que ocorreu no passado, mas os efeitos estão no presente. My grandfather has recovered from his illness.

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

Uma empresa do grupo:

Uma empresa do grupo: Rua Horta dos Bacelos, Lt. 18, 3º - 2690-390 Santa Iria de Azóia T: +351 219 533130 F: +351 219 533131 info@hseabra.seabraglobal.com www.seabraglobal.com Uma empresa do grupo: 02 03 Icestop é um sistema

Leia mais

Análise do comportamento da temperatura e da umidade relativa do ar em diferentes locais da cidade de Mossoró-RN durante as quatro estações do ano.

Análise do comportamento da temperatura e da umidade relativa do ar em diferentes locais da cidade de Mossoró-RN durante as quatro estações do ano. Análise do comportamento da temperatura e da umidade relativa do ar em diferentes locais da cidade de Mossoró-RN durante as quatro estações do. JOSÉ ESPÍNOLA SOBRINHO 1, HIDERALDO BEZERRA DOS SANTOS 2,

Leia mais

Implantação de sebes no ecossistema vitícola

Implantação de sebes no ecossistema vitícola Implantação de sebes no ecossistema vitícola Quinta das Carvalhas, 29 Outubro 2012 Cristina Carlos LIFE 09 NAT/FR/000584 Porquê melhorar os habitats Promover a sustentabilidade do ecossistema vitícola

Leia mais

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT

Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Manual de Apresentação de Dados REACH-IT Parte 16 - Pedidos de Anexo I: Instruções para o modelo de documento justificativo de pedido de Versão 1.0 Página 1 de 7 Instruções Na IUCLID, por cada informação

Leia mais

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 (CHARTER OF RECOMMENDATION AND PRINCIPLES OF FORUM EMPRESARIAL RIO+20 TO UNCSD-2012) Nós, membros participantes do FÓRUM

Leia mais

FATORES CLIMÁTICOS ELEMENTOS ATMOSFÉRICOS ALTERAM A DINÂMICA LATITUDE ALTITUDE CONTINENTALIDADE MARITIMIDADE MASSAS DE AR CORRENTES MARÍTIMAS RELEVO

FATORES CLIMÁTICOS ELEMENTOS ATMOSFÉRICOS ALTERAM A DINÂMICA LATITUDE ALTITUDE CONTINENTALIDADE MARITIMIDADE MASSAS DE AR CORRENTES MARÍTIMAS RELEVO FATORES CLIMÁTICOS LATITUDE ALTITUDE CONTINENTALIDADE MARITIMIDADE MASSAS DE AR CORRENTES MARÍTIMAS RELEVO ALTERAM A DINÂMICA ELEMENTOS ATMOSFÉRICOS TEMPERATURA, UMIDADE,PRESSÃ O ATMOSFÉRICA Climas

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

O aconselhamento cien5fico para a gestão do sector das Pescas da UE. Mudança de paradigma no contexto da "nova" PCP.

O aconselhamento cien5fico para a gestão do sector das Pescas da UE. Mudança de paradigma no contexto da nova PCP. O aconselhamento cien5fico para a gestão do sector das Pescas da UE. Mudança de paradigma no contexto da "nova" PCP. O Programa Nacional de Recolha de Dados de Pesca Funchal, 27 de Junho de 2013 Lídia Gouveia

Leia mais

In this lesson we will review essential material that was presented in Story Time Basic

In this lesson we will review essential material that was presented in Story Time Basic Portuguese Lesson 1 Welcome to Lesson 1 of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Instruções aos candidatos: (1) Preencher somente o número de inscrição em todas as folhas. (2) Usar caneta preta ou azul. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

Seminário de Abertura da Discussão Pública da proposta de Programa de Acção Nacional de Combate à Desertificação

Seminário de Abertura da Discussão Pública da proposta de Programa de Acção Nacional de Combate à Desertificação Seminário de Abertura da Discussão Pública da proposta de Programa de Acção Nacional de Combate à Desertificação Direcção Regional de Florestas do Alentejo Lisboa, 21 de Julho de 2011 Sistemas Fundamentais

Leia mais

Pellets Power, Lda. Relatório da base de abastecimento para Produtores de biomassa. www.sustainablebiomasspartnership.org

Pellets Power, Lda. Relatório da base de abastecimento para Produtores de biomassa. www.sustainablebiomasspartnership.org Pellets Power, Lda Relatório da base de abastecimento para Produtores de biomassa www.sustainablebiomasspartnership.org Version 1.0 March 2015 For further information on the SBP Framework and to view the

Leia mais

LENÇÓIS ESQUECIDOS NO RIO VERMELHO INTERVENÇÃO URBANA

LENÇÓIS ESQUECIDOS NO RIO VERMELHO INTERVENÇÃO URBANA 572 LENÇÓIS ESQUECIDOS NO RIO VERMELHO INTERVENÇÃO URBANA Selma Parreira t r a v e s s i a s e d. 1 0 i s s n 1 9 8 2-5 9 3 5 As fotos registram a intervenção urbana, site specific que aconteceu no leito

Leia mais

José António Mendes Moreno

José António Mendes Moreno FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PAISAGENS NATURAIS COMO RECURSOS TURÍSTICOS: O CASO DO PARQUE NATURAL DE SERRA DA MALAGUETA NA ILHA DE SANTIAGO, CABO VERDE José António Mendes Moreno DISSERTAÇÃO

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão: 26 30 41 A questão 26 do código 02, que corresponde à questão 30 do código 04 e à questão 41 do código 06 Nº de Inscrição: 2033285 2041257 2030195 2033529 2032517 2080361 2120179 2120586 2037160

Leia mais

Air Quality Photochemical Simulations using the system MM5 SMOKE CMAQ for Brazil

Air Quality Photochemical Simulations using the system MM5 SMOKE CMAQ for Brazil NCQAr LAMMA UFRJ UFRJ CCMN IGEO LAMMA NCQAr Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza Instituto de Geociências - Departamento de Meteorologia Laboratório de Modelagem

Leia mais

UM CENÁRIO DE SUCESSO

UM CENÁRIO DE SUCESSO VISTA PARA O RIO DOURO / VIEW TO DOURO RIVER UM CENÁRIO DE SUCESSO Para quem deseja conhecer a fundo a Cidade Invicta, a melhor forma é ficar no Pestana Vintage Porto Hotel & World Heritage Site. Criado

Leia mais

espaços diferentes different spaces SPACE designers: Angelo - Paolo Scagnellato

espaços diferentes different spaces SPACE designers: Angelo - Paolo Scagnellato espaços diferentes different spaces designers: Angelo - Paolo Scagnellato A SAPCE nasce das capacidades criativas dos designers Angelo Pinaffo e Paolo Scagnello aliadas ao desejo da Cadeinor criar produtos

Leia mais

62 Christina Oiticica

62 Christina Oiticica Christina Oiticica A arte de Christina Oiticica Todo artista que trabalha na natureza não é um land artist e não se interessa, necessariamente, pela paisagem (G. Tiberghein). Depois da Land Art, vários

Leia mais

CAPÍTULO 7 EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO

CAPÍTULO 7 EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO CAPÍTULO 7 EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO ÍNDICE DE TEXTO VII. EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO...219 217 218 VII. EVOLUÇÃO DA ÁREA NA AUSÊNCIA DO PROJECTO O presente capítulo tem como

Leia mais

O estado das aves comuns em Portugal 2011: Relatório do projeto Censo de Aves Comuns

O estado das aves comuns em Portugal 2011: Relatório do projeto Censo de Aves Comuns O estado das aves comuns em Portugal 2011: Relatório do projeto Censo de Aves Comuns Lisboa, Março 2013 O estado das aves comuns em Portugal 2011: Relatório do projeto Censo de Aves Comuns Lisboa, Março

Leia mais

PRESENT PERFECT. ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS: 1. Não existe este tempo verbal na Língua Portuguesa;

PRESENT PERFECT. ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS: 1. Não existe este tempo verbal na Língua Portuguesa; ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS: 1. Não existe este tempo verbal na Língua Portuguesa; 2. Associa-se o Present Perfect entre uma ação do passado que tenha uma relação com o presente; My life has changed

Leia mais