Autor: Débora Saraiva de Melo Anversa 1 Co-Autores: Teresinha Rita Boufleuer 2 Franciele Pastre 3 Andreici Daiani Vedovatto 4 Ademar Tibola 5

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Autor: Débora Saraiva de Melo Anversa 1 Co-Autores: Teresinha Rita Boufleuer 2 Franciele Pastre 3 Andreici Daiani Vedovatto 4 Ademar Tibola 5"

Transcrição

1 Proposta de Desenvolvimento do Empreendedor na INCTECh: adequação à prática chave segundo a metodologia CERNE 1. Proposal for Entrepreneurial Development at INCTECh: suitability to practice key according to CERNE 1 methodology. Autor: Débora Saraiva de Melo Anversa 1 Co-Autores: Teresinha Rita Boufleuer 2 Franciele Pastre 3 Andreici Daiani Vedovatto 4 Ademar Tibola 5 Resumo Norteado pela metodologia CERNE 1, a incubadora de empresas deve possuir uma sistemática para o planejamento pessoal, visando o estabelecimento de estratégias, metas e ações para o desenvolvimento do empreendedor. O objetivo deste estudo foi desenvolver um instrumento capaz de avaliar a estrutura pessoal e profissional dos empreendedores, auxiliando no fortalecimento das competências e na redução das fragilidades identificadas. Como objetivos específicos: i) mapear as competências dos empreendedores com vistas ao desenvolvimento de seu empreendimento; ii) identificar potencialidades e fragilidades em relação as competências mapeadas; iii) construir e aplicar um instrumento piloto de intervenção; iv) desenvolver oficinas de treinamentos a partir dos resultados identificados no instrumento. Caracteriza-se como uma pesquisa descritiva, desenvolvida por meio de um estudo de caso aplicado junto a Incubadora Tecnológica da Unochapecó - INCTECh, de caráter qualitativa. Foram utilizados questionários junto aos empreendedores e gestores da Incubadora para a coleta de dados, bem como conversas informais no decorrer do processo. A análise dos dados se deu por gráficos de teia de aranha avaliando-se os quesitos individuais e coletivos no grupo avaliado. Os eixos contemplados para o desenvolvimento de suas competências pautou-se em: planejamento, organização, atenção e concentração, comunicação interpessoal, argumentação e persuasão, relacionamento interpessoal, liderança, coordenação e gerenciamento, resolução de problemas, tomada de decisão, administração do tempo, foco no cliente, responsabilidade social, responsabilidade ambiental, condições de trabalho, desenvolvimento pessoal. A partir dos resultados, desenvolveram-se oficinas de qualificação das competências profissionais identificadas. Os eixos de maior prioridade voltaram-se as competências de liderança e persuasão. Como resultados, os empreendedores

2 puderam perceber aspectos relacionados as suas visões de mundo, bem como sobre as expectativas e fragilidades que se encontram. Para a INCTECh, a disponibilização de um instrumento de avaliação sistemático capaz de auxiliar no planejamento das ações de desenvolvimento pessoal e profissional dos empreendedores incubados, além da adequação à prática chave exigida pelo CERNE 1. Palavras-Chave: Habilidades; Competências; Atitudes; Empreendedor; CERNE. Abstract Guided by CERNE 1 methodology, the business incubator should have a system for personnel planning, aimed at establishing strategies, goals and actions for the development of the entrepreneur. The objective of this study was to develop a tool to evaluate the personal and professional structure of entrepreneurs, helping to strengthen the skills and reducing identified weaknesses. The specific objectives are as following: i) to map the skills of entrepreneurs with a view to developing their enterprise; ii) identify strengths and weaknesses in relation to the mapped skills; iii) build and implement a experimental instrument of intervention; iv) develop training workshops from the results identified in the instrument. It is characterized as a descriptive research, developed through a case study applied at the Technological Incubator of Unochapecó - INCTECh, with qualitative character. Questionnaires were used among entrepreneurs and incubator managers to collect data, and informal conversations during the process. Analysis of data was by spider web graphics evaluating individual and collective questions in the evaluated group. The axes contemplated for the development of their skills was guided by: planning, organization, attention and concentration, interpersonal communication, argumentation and persuasion, interpersonal relationships, leadership, coordination and management, problem solving, decision making, time management, customer focus, social responsibility, environmental responsibility, working conditions, personal development. From the results, it was developed training workshops of the identified professional skills. The axes of highest priority turned to the leadership and persuasion skills. As a result, entrepreneurs could perceive aspects of their world views, as well as the expectations and weaknesses that are found. For INCTECh, the availability of a systematic evaluation tool capable of assisting in the planning of personal and professional development activities of the incubated entrepreneurs, as well as adaptation to practice key required by CERNE 1. Keywords: Skills; competence; attitudes; entrepreneur; CERNE. Introdução

3 Em resposta ao crescente movimento brasileiro de incubação de empresas foi desenvolvida a metodologia CERNE, denominado como Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos, que visa criar uma plataforma de soluções de forma a ampliar a capacidade das incubadoras de empresas em gerar, sistematicamente, empreendimentos inovadores bem sucedidos (ANPROTEC, 2012). Neste interim, a INTECh vem desenvolvendo a implantação dos processos chaves exigidos por esta metodologia, visando cumprir com seus objetivos de apoio à criação de novas empresas de base tecnológica, fomentando o desenvolvimento econômico-sustentável na região em que está inserida. Dentre os processos chaves há a prática chave de implantação de um Plano de Desenvolvimento do Empreendedor, uma estrutura sistemática para o planejamento pessoal, visando o estabelecimento de estratégias, metas e ações para o seu desenvolvimento. O objetivo foi desenvolver um instrumento capaz de avaliar a estrutura pessoal e profissional dos empreendedores, auxiliando no fortalecimento das competências e na redução das fragilidades identificadas. Como objetivos específicos: i) mapear as competências dos empreendedores com vistas ao desenvolvimento de seu empreendimento; ii) identificar potencialidades e fragilidades em relação as competências mapeadas; iii) construir e aplicar um instrumento piloto de intervenção; iv) desenvolver oficinas de treinamentos a partir dos resultados identificados no instrumento. O trabalho desenvolvido pela INCTECh utilizou-se da inserção das teorias de psicologia, por meio de profissionais da área visando integrar questões pessoais e profissionais, dando o suporte adequado ao desenvolvimento do plano em questão. Caracteriza-se como uma pesquisa descritiva, desenvolvida por meio de um estudo de caso aplicado junto a Incubadora Tecnológica da Unochapecó - INCTECh, de caráter qualitativa. Foram utilizados questionários junto aos empreendedores e gestores da Incubadora para a coleta de dados, bem como conversas informais e entrevistas no decorrer do processo. Desenvolvimento do Texto Após estudo das características que envolvem o perfil empreendedor e suas competências, elencaram-se os eixos: planejamento, organização, atenção e concentração, comunicação interpessoal, argumentação e persuasão, relacionamento interpessoal, liderança, coordenação e gerenciamento, resolução de problemas, tomada de decisão, administração do tempo, foco no cliente, responsabilidade social, responsabilidade ambiental, condições de trabalho e desenvolvimento pessoal. Foi desenvolvido e aplicado um instrumento para a coleta de dados dos empreendedores relacionados aos eixos estudados. A análise dos resultados se deu por gráficos de teia de aranha avaliando-se os quesitos individuais e coletivos no grupo. Dessa forma, evidenciaram-se as principais fragilidades e potencialidades dos empreendedores, conforme gráfico 01.

4 Gráfico 1: Resultado das Competências - Empreendedor A Desenvolvimento Pessoal - Dif 2 Condições de 10 Planejamento - Dif 0 Trabalho - Dif 0 Responsabilidade 8 Organização - Dif 2 Ambiental - Dif 2 6 Responsabilidade Social - Dif 2 Foco no Cliente - Dif Atenção e Concentração - Dif 4 Comunicação Interpessoal - Dif 2 Agora Futuro Capacidade de administrar o Tomada de Decisão - Dif 2 Resolução de Problema - Dif 2 Coordenação e Gerenciamento - Dif 4 Argumentação e Persuasão - Dif 4 Relacionamento Interpessoal - Dif 2 Liderança - Dif 4 Fonte: Elaborado pelos autores. A partir dos resultados, desenvolveram-se oficinas de qualificação das competências profissionais identificadas. Os eixos de maior prioridade voltaram-se as competências de

5 liderança e persuasão. Por meio de dinâmicas de grupo, houve a intervenção junto aos empreendedores, no resgate das competências a serem desenvolvidas, para a melhoria contínua do plano do empreendedor, devendo a INCTECh monitorar a evolução e o desenvolvimento das competências de seus empreendedores. Conclusão Como resultados, os empreendedores perceberam aspectos relacionados às suas visões de mundo, bem como sobre as expectativas e fragilidades que se encontram. Houve a identificação da possibilidade de evolução pessoal, tendo em vista, a continuidade dos trabalhos de capacitação e monitoramento do plano de desenvolvimento do empreendedor. Essa dinâmica auxilia o empreendedor na melhoria contínua de seus processos internos, visando alcançar metas enquanto profissional. Para a INCTECh, os resultados voltam-se a disponibilização de um instrumento de avaliação sistemático capaz de auxiliar no planejamento das ações de desenvolvimento pessoal e profissional dos empreendedores incubados, além da adequação à prática chave exigida pelo CERNE 1. Recomenda-se a continuidade desse processo periodicamente junto aos empreendedores. Referências ANPROTEC, Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Estudo, análise e proposições sobre as incubadoras de empresas no Brasil: relatório técnico. Brasília: ANPROTEC, BIZOTTO, Carlos Eduardo Negrão. Modelo de maturidade de incubadora de empresas. Brasília, Anais do XIII Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresa. Brasília: ANPROTEC, CARBONE, Pedro Paulo. Gestão por competências e gestão do conhecimento. 3 ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, CERNE, Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos. Manual de Implantação. Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. 3. ed. Brasília: ANPROTEC, 2014.

6 FERREIRA, Manuel Portugal. Ser empreendedor: pensar, criar e moldar a nova empresa: exemplos de casos brasileiros. São Paulo: Saraiva, 2010.

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas Maria Clara Fonteque Scacchetti 1 Aparecido Rudnick 2 Washington Fernando Silva 3 Lucia Braga Sousa 4 Resumo: Este artigo tem o objetivo

Leia mais

ANTONIO ROBINSON GONÇALVES IVANA DOS REIS LIMA JOSÉ RODOLFO ABREU VIEIRA

ANTONIO ROBINSON GONÇALVES IVANA DOS REIS LIMA JOSÉ RODOLFO ABREU VIEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE PÓS - GRADUAÇÃO NPGA CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL AVANÇADA - CPA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANTONIO ROBINSON GONÇALVES IVANA DOS

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: UM ESTUDO COM OS EMPREENDEDORES INCUBADOS NA INCTECh

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: UM ESTUDO COM OS EMPREENDEDORES INCUBADOS NA INCTECh RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: UM ESTUDO COM OS EMPREENDEDORES INCUBADOS NA INCTECh TEMA: PARQUES TECNOLÓGICOS MODELANDO NOVAS CIDADES AUTOR: Andreici Daiani Vitor Vedovatto RESUMO ESTRUTURADO: Frente

Leia mais

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Mário Rafael Bendlin Calzavara RESUMO A Incubadora Senai Centro Internacional

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Luciana de Souza Martins Ferreira Celso Yamamoto reluferreira@ig.com.br celsoyamamoto@uol.com.br Resumo. Este artigo tem como objetivo avaliar os resultados

Leia mais

Como o CERNE foi construído?

Como o CERNE foi construído? Por que CERNE? O movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo a uma taxa expressiva nos últimos dez anos, alcançando uma média superior a 25% ao ano. Atualmente, as incubadoras brasileiras apóiam

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

A COLABORAÇÃO DA PSICOLOGIA NO PROCESSO DE EMPREENDORISMO

A COLABORAÇÃO DA PSICOLOGIA NO PROCESSO DE EMPREENDORISMO A COLABORAÇÃO DA PSICOLOGIA NO PROCESSO DE EMPREENDORISMO Sofia Cieslak Zimath 1 Marcelo Leandro de Borba 2 Vanessa de Oliveira Collere 3 RESUMO O Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos

Leia mais

Autor(a): CAROLINA BARBOSA MONTENEGRO 1. Resumo. Abstract

Autor(a): CAROLINA BARBOSA MONTENEGRO 1. Resumo. Abstract Da Teoria à Prática: Projeto Pré-Consultores, Um Estudo Sobre a Perspectiva de Prática Profissional na Formação Acadêmica From Theory to Practice: Pre-Project Consultants, A Study about the Professional

Leia mais

Resumo. (UFRN); Endereço: Av. Roberto Freire, nº 2184, Capim Macio, CEP: 59.082-902, Natal RN; Fone: (84) 3216-8648; E-mail: ranierypimenta@unp.

Resumo. (UFRN); Endereço: Av. Roberto Freire, nº 2184, Capim Macio, CEP: 59.082-902, Natal RN; Fone: (84) 3216-8648; E-mail: ranierypimenta@unp. O mapeamento DISC/Etalent como ferramenta de desenvolvimento e orientação empreendedora: um estudo na Incubadora Empreende UnP The DISC / Etalent mapping as a development tool and entrepreneurial orientation:

Leia mais

Ajudando a Promover o Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores de Sucesso

Ajudando a Promover o Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores de Sucesso Ajudando a Promover o Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores de Sucesso A PANTONE300 é uma empresa de sistemas e consultoria orientada a prover soluções de gestão para Incubadora de Empresas. Desenvolvimento

Leia mais

EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NA DISCIPLINA CARTOGRAFIA ESCOLAR DURANTE FORMAÇÃO ACADÊMICA

EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NA DISCIPLINA CARTOGRAFIA ESCOLAR DURANTE FORMAÇÃO ACADÊMICA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NA DISCIPLINA CARTOGRAFIA ESCOLAR DURANTE FORMAÇÃO ACADÊMICA Claudio Francisco da Costa claud.fc@gmail.com 1977 Paulo Eduardo Ribeiro paeribeiro@hotmail.com Vilma Célia Santana vilmacsantanam@hotmail.com

Leia mais

Case Educação Corporativa Volvo

Case Educação Corporativa Volvo Case Educação Corporativa Volvo Rubens Cieslak Especialista em Educação Corporativa e Desenvolvimento de Lideranças da Volvo do Brasil. 26 anos de experiência em RH: Recrutamento, T&D e Educ. Corporativa;

Leia mais

I CICLO ITINERANTE DE FORMAÇÃO PARA O TERCEIRO SETOR

I CICLO ITINERANTE DE FORMAÇÃO PARA O TERCEIRO SETOR I CICLO ITINERANTE DE FORMAÇÃO PARA O TERCEIRO SETOR ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS: modelos, condições e experiências Jéferson Weber dos Santos Porto Alegre, 16 de agosto de 2012 1 O Projeto

Leia mais

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DAS STARTUPS DO MIDI TECNOLÓGICO

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DAS STARTUPS DO MIDI TECNOLÓGICO METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DAS STARTUPS DO MIDI TECNOLÓGICO RESUMO As incubadoras de empresas são ambientes dotados de competência gerencial, técnica e administrativa que impulsionam a promoção do nascimento

Leia mais

SISTEMA DE SENSIBILIZAÇÃO, PROSPECÇÃO E QUALIFICAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE UM CONJUNTO DE ELEMENTOS PARA GUIAR AÇÕES DE MELHORIAS EM UMA INCUBADORA POTIGUAR

SISTEMA DE SENSIBILIZAÇÃO, PROSPECÇÃO E QUALIFICAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE UM CONJUNTO DE ELEMENTOS PARA GUIAR AÇÕES DE MELHORIAS EM UMA INCUBADORA POTIGUAR SISTEMA DE SENSIBILIZAÇÃO, PROSPECÇÃO E QUALIFICAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE UM CONJUNTO DE ELEMENTOS PARA GUIAR AÇÕES DE MELHORIAS EM UMA INCUBADORA POTIGUAR RESUMO Maria Luiza Azevedo de Carvalho Anderson Paiva

Leia mais

Programa Educacional Anprotec. O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros

Programa Educacional Anprotec. O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros Programa Educacional Anprotec O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros Objetivo Definir requisitos e conhecimentos fundamentais para a geração e o desenvolvimento de empreendimentos

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO CERNE NO SERIDÓ

UTILIZAÇÃO DO CERNE NO SERIDÓ UTILIZAÇÃO DO CERNE NO SERIDÓ Autor: Guedes, Iara Lúcia Vaz 1 Co-autora: Santos, Dione Maria Fernandes dos 2 RESUMO O presente artigo pretende discorrer sobre a experiência de implantação do Centro de

Leia mais

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade do GERAES Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade Metodologia MPCM / Darci Prado Disponível em www.maturityresearch.com Metodologia da pesquisa 5 níveis e 6 dimensões

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO APRENDER CIDADANIA COM A DISCIPINA DE HISTÓRIA: 3 PERCURSOS NO CONCELHO DE ODEMIRA Rita Santos Agudo do Amaral Rêgo MESTRADO EM EDUCAÇÃO

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2011 - SEBRAE Anexo I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO Modalidade Tipo 1 Aplicação do modelo CERNE 1 Brasília, 2011 Código da Proposta: (Uso do Sebrae): 1. DADOS

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites 5 Conclusão Trade Marketing é um termo conhecido por grande parte dos profissionais das áreas comercial e de marketing, principalmente entre as indústrias de bens de consumo. Muitas empresas já incluíram

Leia mais

O INCENTIVO À FORMAÇÃO DE ENGENHEIROS EMPREENDEDORES POR MEIO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

O INCENTIVO À FORMAÇÃO DE ENGENHEIROS EMPREENDEDORES POR MEIO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES O INCENTIVO À FORMAÇÃO DE ENGENHEIROS EMPREENDEDORES POR MEIO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Roque Theophilo Junior roque@mackenzie.com.br Universidade Presbiteriana Mackenzie - Escola de Engenharia Diretor

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014. Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU)

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014. Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU) 1 XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU) MODELO DE INDICADORES PARA A BIBLIOTECA FCA/UNICAMP Modalidade da apresentação:

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA CERNE ESTUDO DE CASO EM DUAS INCUBADORAS NUCLEADORAS DO PARANÁ

IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA CERNE ESTUDO DE CASO EM DUAS INCUBADORAS NUCLEADORAS DO PARANÁ IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA CERNE ESTUDO DE CASO EM DUAS INCUBADORAS NUCLEADORAS DO PARANÁ Autoria: Cristiane Almeida, Carmem Kistemacher Barche, Andréa Paula Segatto RESUMO Este artigo tem como objetivo

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO

PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO PROGRAMA CATARINENSE DE INOVAÇÃO O Governo do Estado de Santa Catarina apresenta o Programa Catarinense de Inovação (PCI). O PCI promoverá ações que permitam ao Estado

Leia mais

Participação de pequenas empresas nos parques tecnológicos

Participação de pequenas empresas nos parques tecnológicos Participação de pequenas empresas nos parques tecnológicos Autor: Katia Melissa Bonilla Alves 1 Co-autores: Ricardo Wargas 2 e Tomas Stroke 3 1 Mestre em Economia pela Universidade do Estado do Rio de

Leia mais

IERA um projeto gerador de oportunidades. 30 de junho de 2015 celso guedes de carvalho

IERA um projeto gerador de oportunidades. 30 de junho de 2015 celso guedes de carvalho IERA um projeto gerador de oportunidades 30 de junho de 2015 celso guedes de carvalho um projeto da Região A criação da IERA foi um desafio estratégico assumido por 14 parceiros comprometidos com a promoção

Leia mais

Gestão de Propriedade Intelectual aplicada ao Desenvolvimento de Inovações e Aceleração de Empresas de Base Tecnológica

Gestão de Propriedade Intelectual aplicada ao Desenvolvimento de Inovações e Aceleração de Empresas de Base Tecnológica Gestão de Propriedade Intelectual aplicada ao Desenvolvimento de Inovações e Aceleração de Empresas de Base Tecnológica Resumo As experiências vivenciadas pela equipe da Accelera IP evidenciam a dificuldade

Leia mais

Título: A IMPORTÂNCIA DA NORMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- INCUBAÇÃO NA UTFPR CÂMPUS CURITIBA

Título: A IMPORTÂNCIA DA NORMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- INCUBAÇÃO NA UTFPR CÂMPUS CURITIBA Título: A IMPORTÂNCIA DA NORMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- INCUBAÇÃO NA UTFPR CÂMPUS CURITIBA Autor: Paulo Roberto Bueno Co-autores: Sebastião Dambroski; Haniel Kaiser Ribeiro Resumo estruturado Este artigo

Leia mais

Projeto Futuro em Nossas Mãos. 6º Congresso GIFE sobre Investimento Social Privado Instituto Votorantim

Projeto Futuro em Nossas Mãos. 6º Congresso GIFE sobre Investimento Social Privado Instituto Votorantim Projeto Futuro em Nossas Mãos 6º Congresso GIFE sobre Investimento Social Privado Instituto Votorantim Instituto Votorantim Disseminar conceitos de Sustentabilidade e estimular a sua prática nas estratégias

Leia mais

Parque Científico e Tecnológico de Macaé

Parque Científico e Tecnológico de Macaé Parque Científico e Tecnológico de Macaé Carlos Eduardo Lopes da Silva¹ Ramon Baptista Narcizo² Joelson Tavares Rodrigues³ Resumo Este artigo apresenta os principais conceitos e estratégias que apóiam

Leia mais

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O relatório anual é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas

Leia mais

ANEXO 15: NECESSIDADES DE CONHECER DA COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (CGDEP)

ANEXO 15: NECESSIDADES DE CONHECER DA COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (CGDEP) ANEXO 15: NECESSIDADES DE CONHECER DA COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (CGDEP) Referentes ao Planejamento Estratégico EIXO 1 - GESTÃO POR COMPETÊNCIAS E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Objetivo

Leia mais

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY

As Demandas do Mercado e dos Especialistas em Carreira Armando Lourenzo - EY em Carreira Armando Lourenzo - EY EY QUEM SOMOS em Carreira Prestamos serviços a mais de 3,5 mil clientes 80% das empresas da Fortune Global 500 5.000 profissionais no Brasil 190.000 profissionais no mundo

Leia mais

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO DO CAMPO E DA FLORESTA

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO DO CAMPO E DA FLORESTA PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO DO CAMPO E DA FLORESTA Departamento de Apoio à Gestão Participativa /DAGEP Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa /SGEP Ministério

Leia mais

Gestão Estratégica de Negócios

Gestão Estratégica de Negócios INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão Estratégica de Negócios Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Santa Rita do Sapucaí MG Setembro de 2013

Leia mais

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação

Palavras-chave: serviços qualificados, interação universidade-empresa, ecossistema inovação Ampliação quantitativa e qualitativa da interação entre o ambiente da universidade e a população do Inovaparq a partir do compartilhamento de projetos e programas de extensão Vanessa de Oliveira Collere

Leia mais

Incubadoras de empresas e comunidades: prospecção de novos empreendedores a partir dos conselhos municipais

Incubadoras de empresas e comunidades: prospecção de novos empreendedores a partir dos conselhos municipais Incubadoras de empresas e comunidades: prospecção de novos empreendedores a partir dos conselhos municipais Tema: Incubação de empresas orientadas para o desenvolvimento local e setorial Autor: Giovane

Leia mais

Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI

Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI Treinamentos e oficinas para empresas de Tecnologia da Informação 2 Transmitir uma visão abrangente e integrada de aspectos relacionados a marketing

Leia mais

FACULDADE BOA VIAGEM CPPA - CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO EMPRESARIAL

FACULDADE BOA VIAGEM CPPA - CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE BOA VIAGEM CPPA - CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO EMPRESARIAL TEREZA CRISTINA ALVES SANTANA SUPORTE DO AMBIENTE À TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTOS,

Leia mais

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores ANPROTEC

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores ANPROTEC Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Atua no segmento do empreendedorismo inovador, por meio do apoio a entidades promotoras de inovação e pela capacitação de empreendedores

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS:

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS: AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO COM FOCO EM COMPETÊNCIAS: Implantação do sistema de Avaliação de Desempenho com Foco em Competências no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região Belém PA 2013 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento Profa. Marta Valentim Marília 2014 Modelos,

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO MODELO CERNE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A D. INCUBADORA DE EMPRESAS E NEGÓCIOS DE DESIGN

IMPLANTAÇÃO DO MODELO CERNE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A D. INCUBADORA DE EMPRESAS E NEGÓCIOS DE DESIGN IMPLANTAÇÃO DO MODELO CERNE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA A D. INCUBADORA DE EMPRESAS E NEGÓCIOS DE DESIGN Cristiane Aguiar Vieira, Esp. 1 Samantha Cidaley de Oliveira Moreira, M.Sc. 2 Dayana Quirino Pimenta

Leia mais

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Evolução PMC têm atuação diferenciada na gestão de pessoas e clima organizacional, gerando na equipe mais agilidade para a mudança e maior capacidade

Leia mais

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores

Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores Curso Balanced Scorecard como ferramenta de Gestão por Indicadores O Planejamento Estratégico deve ser visto como um meio empreendedor de gestão, onde são moldadas e inseridas decisões antecipadas no processo

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT Quadro de Servidores SITUAÇÃO 2008 2009 Abril 2010 CARGOS EFETIVOS (*) 429 752 860 Analista Administrativo 16 40 41 Especialista em Regulação 98 156 169

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de Projetos

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de Projetos INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão de Projetos Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia 15/05/2013 Pró diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Foz do Iguaçu, Junho/2012

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Foz do Iguaçu, Junho/2012 Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Foz do Iguaçu, Junho/2012 Trajetória 1984 Iniciativa CNPq 1987 Criação da ANPROTEC 1994 Plano Real 2001 II Conferência CTI 2007

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS BOLSISTAS PROJETO CVDS

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS BOLSISTAS PROJETO CVDS EDITAL PARA SELEÇÃO DE TÉCNICOS BOLSISTAS PROJETO CVDS Manaus, 04 de Dezembro de 2014. 1. CONTEXTUALIZAÇÃO O Centro Vocacional para o Desenvolvimento Sustentável (CVDS), trata-se de um projeto piloto que

Leia mais

! "! # " # $ "! $ %& %

! ! #  # $ ! $ %& % !"#"$! %& O CHAOS Empresas americanas gastam mais de US$275 bilhões a cada ano em projetos de desenvolvimento de software aplicativo. Muitos desses projetos falharão, mas não por falta de dinheiro ou tecnologia;

Leia mais

CMM Capability Maturity Model. Silvia Regina Vergilio

CMM Capability Maturity Model. Silvia Regina Vergilio CMM Capability Maturity Model Silvia Regina Vergilio Histórico O DoD patrocinou a fundação do SEI (Software Engineering Institute) na Universidade de Carnegie Mellon (Pittsburg) com o objetivo de propor

Leia mais

Mapeamento GRH. 1. Introdução

Mapeamento GRH. 1. Introdução Mapeamento GRH 1. Introdução 1.1. Finalidade Este documento tem duas finalidades principais: a) Averiguar semelhanças e diferenças entre modelos, normas e guias de boas práticas para gestão de recursos

Leia mais

O PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS

O PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS O PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO E SUA IMPORTÂNCIA PARA AS RESUMO RELAÇÕES ESCOLARES. Oscar Celestino da Silva 1 O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre a importância do planejamento escolar nas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO e-jovem

APRESENTAÇÃO DO PROJETO e-jovem APRESENTAÇÃO DO PROJETO e-jovem O Projeto e-jovem é uma iniciativa do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Educação SEDUC, cuja proposta visa oferecer formação em Tecnologia da Informação

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 01. Capítulo 1: Fundamentação teórica... 06. 1.1 Origem e desenvolvimento da abordagem instrumental... 06

SUMÁRIO. Introdução... 01. Capítulo 1: Fundamentação teórica... 06. 1.1 Origem e desenvolvimento da abordagem instrumental... 06 vii Resumo Este estudo apresenta os resultados de uma análise de necessidades de uso da língua inglesa de estudantes de um curso universitário de Publicidade e Propaganda, bem como de profissionais dessa

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS

PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO 2014/2020 FARROUPILHA - RS 22 de Outubro de 2014 AGENDA Relembrar o conceito de Plano Municipal de Turismo Etapas percorridas no desenvolvimento do PMT de Farroupilha

Leia mais

A GESTÃO DA INOVAÇÃO EM UMA EMPRESA DE INOVAÇÃO DO AGRONEGÓCIO

A GESTÃO DA INOVAÇÃO EM UMA EMPRESA DE INOVAÇÃO DO AGRONEGÓCIO A GESTÃO DA INOVAÇÃO EM UMA EMPRESA DE INOVAÇÃO DO AGRONEGÓCIO GABRIELA MATTEI DE SOUZA Mestranda do Curso de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina

Leia mais

Influência das alianças estratégicas no crescimento de pequenas e médias empresas brasileiras de software

Influência das alianças estratégicas no crescimento de pequenas e médias empresas brasileiras de software Renato Rocha Ribeiro Influência das alianças estratégicas no crescimento de pequenas e médias empresas brasileiras de software Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO 2015

SUMÁRIO EXECUTIVO 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO 2015 Realização: ANPROTEC Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Francilene Procópio Garcia Presidente Jorge Luis Nicolas Audy Vice-Presidente Francisco

Leia mais

Metodologias de Gestão de Projetos no Escritório de Inovação Tecnológica (EIT) da Universidade Federal de Mato Grosso

Metodologias de Gestão de Projetos no Escritório de Inovação Tecnológica (EIT) da Universidade Federal de Mato Grosso Metodologias de Gestão de Projetos no Escritório de Inovação Tecnológica (EIT) da Universidade Federal de Mato Grosso INTRODUÇÃO GESTÃO DE PROJETOS; IMPORTÂNCIA DA GP PARA O CONTEXTO ATUAL DAS ORGANIZAÇÕES;

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Análise de Construtibilidade

Análise de Construtibilidade IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EM ENGENHARIA DE PLANEJAMENTO Turma 01 Análise de Construtibilidade Fernando Souza Cota Carvalho Melanie Deborah Cardoso de Souza Diniz Belo

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

www.pmbasis.com.br CONHEÇA TODAS AS SOLUÇÕES EM NEGÓCIOS, PROJETOS E FORMAÇÃO QUE A PMBASIS TEM PARA SUA EMPRESA OU INSTITUIÇÃO.

www.pmbasis.com.br CONHEÇA TODAS AS SOLUÇÕES EM NEGÓCIOS, PROJETOS E FORMAÇÃO QUE A PMBASIS TEM PARA SUA EMPRESA OU INSTITUIÇÃO. www.pmbasis.com.br CONHEÇA TODAS AS SOLUÇÕES EM NEGÓCIOS, PROJETOS E FORMAÇÃO QUE A PMBASIS TEM PARA SUA EMPRESA OU INSTITUIÇÃO. Crescer, Desenvolver, Multiplicar-se. Nossos melhores sonhos começam assim.

Leia mais

DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE (QFD) APLICADO NA DIVISÃO DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO DA ESALQ/USP

DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE (QFD) APLICADO NA DIVISÃO DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO DA ESALQ/USP TRABALHO ORAL EMPREENDEDORISMO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS Qualidade dos serviços e foco no usuário DESDOBRAMENTO DA FUNÇÃO QUALIDADE (QFD) APLICADO NA DIVISÃO DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO DA ESALQ/USP

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL EMPREENDEDOR: UM ESTUDO COM OS DISCENTES DOS CURSOS DE BACHARELADO DE TURISMO BINACIONAL E HOTELARIA

ANÁLISE DO PERFIL EMPREENDEDOR: UM ESTUDO COM OS DISCENTES DOS CURSOS DE BACHARELADO DE TURISMO BINACIONAL E HOTELARIA ANÁLISE DO PERFIL EMPREENDEDOR: UM ESTUDO COM OS DISCENTES DOS CURSOS DE BACHARELADO DE TURISMO BINACIONAL E HOTELARIA Carlos Frantz dos Santos Daliane Prestes Corrêa Guilherme Amaral Mateus Pinto Amaral

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Wesley Vaz, MSc., CISA

Wesley Vaz, MSc., CISA Wesley Vaz, MSc., CISA Objetivos Ao final da palestra, os participantes deverão ser capazes de: Identificar e compreender os princípios do Cobit 5; Identificar e conhecer as características dos elementos

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Um Processo Controlável de Desenvolvimento de Software Focado na Gestão da Qualidade em Pequenos Projetos

Um Processo Controlável de Desenvolvimento de Software Focado na Gestão da Qualidade em Pequenos Projetos Daniel Catunda Marreco Um Processo Controlável de Desenvolvimento de Software Focado na Gestão da Qualidade em Pequenos Projetos Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL www.pmquality.com.br SOBRE A CONSULTORIA CONHEÇA A PMQUALITY A PMQuality é uma empresa 100% brasileira, criada em 2004 com o objetivo de atender o mercado de energia e que com

Leia mais

Project Management Institute. Project Management: Indispensable For Business Results

Project Management Institute. Project Management: Indispensable For Business Results Project Management Institute Project Management: Indispensable For Business Results! (#, #Ferdinand $%& '(#)*+' " &#-./- &&0&1&2 #- 343. 56& (18 3 37! " #$! #, #% &!&'(! (18 A economia mundial poderá chegar

Leia mais

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa Educação Corporativa Liderança Estratégia Gestão O que é Educação corporativa? Educação corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de gestão de pessoas e de gestão do conhecimento tendo

Leia mais

Estruturando Processo de Gestão de Projeto. José Renato Santiago

Estruturando Processo de Gestão de Projeto. José Renato Santiago Estruturando Processo de Gestão de Projeto Metodologia de Gestão de Projetos Objetivo: O objetivo deste documento é apresentar ações e iniciativas voltadas para a implantação de metodologia de Gestão de

Leia mais

CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES

CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES CAPACITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: O TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL DENTRO DAS ORGANIZAÇÕES Aline Martins Mendes Luciano José Vieira Franco Luis Guilherme Esteves Leocádio Sônia Madali Bosêja

Leia mais

MARKETING MUSIC SUSTENTABILIDADE

MARKETING MUSIC SUSTENTABILIDADE MARKETING MUSIC SUSTENTABILIDADE CRIATIVIDADE E ESTRATÉGIA Poderíamos usar centenas de efeitos mirabolantes para vendermos a sua idéia. Mas não funciona assim. Pessoas são feitas de experiências, expectativas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS

APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS APRESENTAÇÃO DE PORTFOLIO DE SERVIÇOS Versão 1 2010 A SIX SIGMA BRASIL apresenta a seguir seu portfolio de capacitação e consultoria de serviços de gerenciamento de projetos, processos (lean e seis sigma)

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR

O PAPEL DO GESTOR COMO MULTIPLICADOR Programa de Capacitação PAPEL D GESTR CM MULTIPLICADR Brasília 12 de maio de 2011 Graciela Hopstein ghopstein@yahoo.com.br Qual o conceito de multiplicador? Quais são as idéias associadas a esse conceito?

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação A Dinâmica da Terra é uma empresa onde o maior patrimônio é representado pelo seu capital intelectual. Campo de atuação: Elaboração de estudos,

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social TEMA A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO EM EQUIPE E A ARTICULAÇÃO DA REDE

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social TEMA A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO EM EQUIPE E A ARTICULAÇÃO DA REDE Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social TEMA A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO EM EQUIPE E A ARTICULAÇÃO DA REDE Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos

Leia mais

DuPont Engineering University South America

DuPont Engineering University South America Treinamentos em Gestão de Projetos DuPont Engineering University South America # "$ % & "" Abordagem DuPont na Gestão de Projetos Industriais O nível de desempenho organizacional atingido pela DuPont não

Leia mais

PROGRAMA DE INOVAÇÃO NA CRIAÇÃO DE VALOR (ICV)

PROGRAMA DE INOVAÇÃO NA CRIAÇÃO DE VALOR (ICV) PROGRAMA DE INOVAÇÃO NA CRIAÇÃO DE VALOR (ICV) Termo de Referência para contratação de Gestor de Projetos Pleno 14 de Agosto de 2015 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE GESTOR DE PROJETOS PLENO O presente

Leia mais

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Residência em Arquitetura de Software Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Desenvolvimento 2008.2 Faculdade de Computação

Leia mais

Escritório de Projetos e Escritório de Processos: Diferenças e Tendências ELO Group

Escritório de Projetos e Escritório de Processos: Diferenças e Tendências ELO Group Escritório de Projetos e Escritório de Processos: Diferenças e Tendências ELO Group contato@elogroup.com.br tel: 21 2561-5619 Agenda Algumas confusões práticas As funções básicas do(s) escritório(s) de

Leia mais

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores Treinamento Presencial: Gestão de Fornecedores Data: 20 de Maio de 2015 Carga horária: 8 horas Local: São Paulo/ SP Procurement Business School Quem somos: Procurement Business School é a mais completa

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto - Nacional Número e Título do Projeto: BRA/ 09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo de internacionalização

Leia mais

Apresentação Voll Trix MCE ADVB/SC SBC, ACIJ

Apresentação Voll Trix MCE ADVB/SC SBC, ACIJ Apresentação Voll» Inteiro, pleno(alemão) Trix» Teoria das matrizes(inglês) Desde 2005 Associada ao MCE, ADVB/SC, SBC, ACIJ Parceria com a ABINFER(2013) - Modelo de Gestão p/ Ferramentarias * Fortalecer

Leia mais

Planejamento Estratégico: como foco na Gestão Hospitalar

Planejamento Estratégico: como foco na Gestão Hospitalar Planejamento Estratégico: como foco na Gestão Hospitalar Neusa Maria dos Santos Faculdade Herrero - HERRERO Resumo: Este artigo tem como finalidade e objetivo apresentar através de teorias já publicadas

Leia mais