S ND CATO DOS EMPREGADOS. Do- c AMPO! r RECrÀo Reconhecido pelo À,1iniiïério do TÍobolho em 0ó/03/19ó9. ,Ão"o5E

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S ND CATO DOS EMPREGADOS. Do- c AMPO! r RECrÀo Reconhecido pelo À,1iniiïério do TÍobolho em 0ó/03/19ó9. ,Ão"o5E"

Transcrição

1 S ND CATO DOS EMPREGADOS ESÌABETECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE,Ão"o5E Do- c AMPO! r RECrÀo Reconhecido pelo À,1iniiïério do TÍobolho em 0ó/03/19ó9 ACORDO COr,ErrYg DE TBêBALHO 2Q14t20r5,,'.tr,r:. SUSCITANTE: STNDICATO DOS EMPRECADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E REGIÀO. ENtidAdE Sindical Profissional, com sede na Praça Londres n'47, Jd. Augusta, São José dos Carnpos, SP, devidarrente inscrilg no CNPJMF sob o l" , neste ato representado por seu Diretor Presidente. Sr. Carlos José Conçalres: --,, 1:-r ',rr. ADO CACC - CRUPO DE ASSISTÊNCrA À Cm*Cl Cõú \,Íorais", com sede na Arenida Possidònio José Freitas, n".1200, lrb J&é do. Campos. SP. CEP ì0. der idamenre inscriro no ÇNPJ , neste ato representado por sua Preside4lg,Sf íadas eôtabeìecem o presente úntes éláusulâs e condiçòes: condicões: ìrrr- CLAUSULA 1" de ísete e meio PARÁGRAFO antecipâções Ìegais, convenclonals ou es revisando, nos termos da Instrução Normativa n" 1.do Co R DO TRABALFIO. r. PAILÁGRA,FO SEGUffDO: após a datâ-bâse será asseguado rcajuste mês trabalhado., o undâs da aplicação do presente acordo de tuabalho, póderão 3ôi pagas sem qualquef iiìuìta ou acréscimo junto com a folha de pagamento do nlês subsequente à assinatura deste. Praça Lorìdres no47jd Augusta Cep: São José dos Campos-SP - Fone/Faxr(O]2) cJ e mailr dsaudsjc.org.br Site: sindsaudsjc.org.br c.n P.J / Sub Sede rubat!ba Rua Conceição nô1152 Cenlfo Cep Foner(012) e-rìail: Lr udslc org. bf SubSede:Carnpos do JoÍdão - Av. Df. Jânuario l\,4 rag ia rì'650 Sala 09 Cep12460,000V aabefrìessa Fone:(012) subsede LôÍe,ìa Rlacer SubSede:GuaÍalinguetãPÍãçaMâdimAíonsôn'17lCentrc-Cepr Forc:\A12) êna olq br Ì1

2 +++ S]NDICATO DOS EMPREGADOS ESÌABELËCIMENTOS DE SERV]ÇOS DE SAÚDE DE sao,o5f Do. ccmdo" É DFG ÀO Reconhecido pelo Minirïérìo do lrobolho em 0ó/03/19ó9 CLÁUSULA 2' - PISO SALARIAL A paflir de I" de mâio de o CÍupo de Assistênci a Criança com Câncer acordante obedecerá aos seguintes pisos salariais: APOIO ASSISTENTE ADMINISTRATIVO AT]XILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTENTE DE FATU RFCF,PCIONISTA R$ l.100,00 R$ 1.450,00 R$ 1.000,00 R$ 1.550,00 R$ r.000,00 ã -1,.,,, OPERADOR DE TLMK MENSêGEIRO.. R$ 1.000,00. affìinn or uenurenção R$ l. t 80,0{*xl,}r.rl AUXILIAR DE SËRVIçOS GERAIS i. R$ 980,00,,. TÉcNICo (carga horriria diária 6 horas) R$ ï350,00 iãcntco oe rnreúecem (carga horária diáriâ 8 hoìâs ) *t,. t to.o6:ii:': d,&, AUXILIAR DE C{'íÂIHA -,. n$ I.oso,oo % ofrcral DE COZTNHA,.,::' RS r coztnheiro..'-: R$ 1.140,00 copetra ftr: i I{ R$ ALXILIAR DL I AR\4ÁC A lcarga horária d{da o horas) R$ 1.2b0.00 CLÁI SI LA 3" - ANUEIm OCrupodeAssistènciâaCÍiançâcomCánceracordantepagaráâtitulodeAnuèniolo (uìn por cento) do salário nominal para cada ano lrabalhado no nosocômio. Praça LondÍes n" 47 Jd Augusla Cep: São José dos Campos SP- Fone/Fâx:(Ol2) e Ínail: org br Sile: sindsaudsjc.org.br C N.P.l : i SubSedê:Ubaluba Rua Conce ção n"1152 Cenlro Cêp Fone(012) ema ndsaudsjc.o,g br.n SubSede Campos do.lordão Av Dr JanuaÍo l4íaglla n'650 Sa â 09 Cep VlaAb rnessia - Fon (012) \{ ê mai: org br U Sub Sede - Lorena - Rua Ce. Jose Vicente n"106 CentÍo - Cep Fone:(012) e ma I S!b-Sede: Guêratingueta P.aça tvlart m Aíonso n'171 Cenlro -Cep: Fone 1012) e mail: ndsaudsjc.oíg.bí

3 +++''"''^'"':::-T$:f:tï:,,,*:*8,,:;"',J,"?rosDErERVrÇ PARAGRÁFO UNICO: A Cláusula acima mencionada substitui o que viúa sendo prático pela âcordânte como adicional Bienal, em relação Âo ânììênio passa-se a rigorar a paíir da folha de pagamento de outubro de cr-ár sr u l" - HoRAs ExrRAoRotr Ánt qs,r,ì I EstabeÌçcer qu as Ììoras exhaordjnirias. excedentes da jomada legal, terão acréscimo 100y, (cem por cento) sobre o valor da hora normal. Sendò que em caso de banco de horas as folgas serão concedidas no período má'<imo de 6 (seis) meses acrescido de 100 % ( cem por cento.) mesmo em.se tratando de folgas. A supra cilada cláusul aplica-se também nas jornadas de 12x36 quando o habalhador fizerjus aos termos da súmula 444 do lsl. PARÁGRÁFo PRlMElRor Na hipórese rje rescisào do con(ralo de rrabalhou apôso decurso do prrìzo supra estabelecido. sem que tenha har ido a compensação inle8ral da jornada extraordin.íria peìmitida na presente cláusula, o tìabaìhador faìá jus ao pagql,í-enlo das hôras extras não compensadas, calculadas sobre o valor da remuner$âo na ìâta da rescisãou do efeito pagamento, observando-se os adicionais estabeleciih na presenle norma coletiva. CLÁUSULA 5" - ADICIONAI NOTURNO Fica asseeumdo aos emoreuados Ìotados no oeríodo da noite. adic icioí equi,aìenõ,.rs'2" *ço"*ri. e cinco por cento) da hora Qgra- para p, realizado entre 22:$) horas de um dia até as 7:00 horas do dia seguiote. CLAUSULA 6" - SALARIO SUBSTTTUTÇAQ garantido igual salário as vantagens pessoals, CLAUSULA 7" - DIRI bstabelecer que o drìrgente contato com a empresâ" terá designar. manter empresa CLÁUSULA 8, - salárto ADMTssÃo (g Praça Londres n" 47 Jd Augusta Cep: ' São José dos Campos SP Fone/Fax:(012) , e Ìai: org br Sitei sindsaudsjc.org.bf C N.P J.: / S!rb Sede :Ubaluba- RLra Corìceição n01152 CeniÍo Cep Fone (012) e ma g br Sub-Sede Cârìpos do Jofdão Av Dr Janua o Mliraglia n'650 Sa a 09 Cêp Vila Abemessia - Fone:(012)3ô62352'l slbsede Lo,ena Rlacêr Sub-Sede: Guarat nglreta Prâça lvlaímaíonsô r'171 Cenlro Cep: Fone (012) e na ndsaudsjc ofg.bf

4 r] o o slndrcaïo Dos EMPREGADOS ESïABELEC /\'IENIOS DE SERVIÇOs DE SAUDE ÍIflÜ sãorosédoscamposeregrão ll ll lt ReconhecÌdo pe o À4if iiério do Trobolho en 0ó/03/ì9ó9 Fica garantido ao empregado admitido para a função de outro, dispensado sem justa causa- igual salário ao do substituído, sem conliderar as vanf'agens pessoais. cláusula 9" - comprovante DE pacameni'ô Estabelecer que o GACC acordante fomeça aos funcioniirios holerites ou envelopes de paganento, contendo os nonres dos empregados, o período a que se reíère. a discriminação das impoúâncias pagas a qualquer título, inclusive horas extras, adicionais, remuneração dos DSR's e do traballìo executado nesses dias, descontos e depósitos do FGTS. ':, x?r, C Í IÁ!].S.ULA - ï ' TO'- INDENIZAÇÃO EM CASO DE MORTE DO EMPREGADO '" tm caso de mone do empregado por qr.ralquer causa. o emprcgador pagarâ a lamiliâ v " deste indenizaçào indenizaçào eqúvalente a I (um) salírio nominal do "de cujus". cujus", que será dobrada ' se Gevento decorrer de acidente típico de tabalho..,ô. plnácuro ÚiúCO - A indenização que ïrata a presente cláusula poaera ls subsúúda por sry4rro de vida e acidentes pessoars. Fm caso de segrrro de '. ida parcial em qrre a cobertrrra trata de tlab 1m.,r{ô cr,áusuurr"â xf: Estabelecer funcionário de desconto CLÁUSULA 12' DE TRABALHO Estabelecer queo saìdo pefiodo do avisoprévio pagamento geral dos demais antes desse fato. SALARIAIS quandofi os. se DO CONTRATO do aviso prévio e do ser pago por ocasìão do da Ìescisão não se der CLÀUSULA 13" - ASTABILIDADE DA GESTANTE { $ ê-maj: ndsaudsjc.org bf Sìte: sindsaudsjc.org.br I N PJ. 72]08372/ \.b, Sub Sede rubaluba - Rua Conceição n"tl52 Cêftro Cep 11ô80000 Fone:(012) e-mèil dsli o q l S!bSêde Canìpos dojofdão Av DÍ Jan!arolúìraglan"650Sala09-Cep Vi1âAbemessê Fone (012) e-ma I ndsaudsic org br SubSede LoÍêna RlaCeÌ zttr

5 jf',jï:.1,:*',,:*ij#í.ï:::,ï-"'sdes {rfrfrsndcat.doseúp-re Conceder garantia de emprego à empregada gestaíìte, desde a confirmação da gravidez até 5 (cinco) meses após o parto, ficando vedada a sua dispe!;a arbitráíiâ ou sem justa CaUSâ. '.; laliì cr-áusur-l t+'- comunicação DE DISpENSA i a:. AsseguÉ1- ao enpregado dispensado sob ategação de justa óâúsa, a ciência dos motivos desta despedida, por escrito, sob pena de presumir-se injusto o despedimento, com o consequente pagamento dos consectários legais deconeííè! de dispensa sem justa causa. :,.,r., cláusula rs'- ATf,sfADos MÉ U ODONTOLOGICOS Estabelecer que o hospital deverá aceitar os atestados médicos e odontoló[ por facultativos do Sindicato ProÍì.sional- desde que os médìcosejam pelj,slrs e os referidos nosocómios nào manlenhamédicos do lrabalho..... :. cláupuu l6' - -. LrcEr\çA PATERÀTDADE :li:, Carantir ao empíegado licença de 05 (cinco) dias no Lrabalho. ou saliírio, em ôaso de niscimento de filho(a). CLAUSULA ITIt,AMAMENTAÇAO fslabelecer que: a) câco o âcordante teúa entre seus empregados maìs de 30 1trinta) mulheres, com idade acima de 16 (dezedieis) anos, manterá no local de trabalho lugar apropriado para crianças no período de amamenlaçâo: 6 meses de idade. amamentaç{o, o rèòebimento de salárjo sem :ssririo parajr amamentar o filho, quando o PARAGRAFO UNICO rcdação aì1. 7",XXV ao sindicato de buscar CLÁUSULA T8, _ BERçÁRIO ('v /.-/Í-\ {) D.açê L ondle- f" 1_ Jd Á.rg lcr".ep:12)lb o0 Sêo lo5edoccaìpos 5F ro'ìe,à'.10 2/ J \ oa1l960 e-mal : org br Site: sindsaudsjc.org.br C N PJ.: / SubSedê:Ubaluba RuaConcelçãon'1152Ceniro-Cep Fone(012) erìa oíg l)í Sub-Sede Carìpos do Jordão - Av Dr Januario Uliraglia n'650 Sa a 09 Cêp Vrla Abernessia ' Fone:(012) sub,sede LoÍefa Ruace Sub-Sede: GuaÍâtingLretã PÍêça l/lad m AÍonso n"171 Cenlfo 'Cêp: Fone (012) ndsa!rdslc org bí

6 O O O SINDICAÏO DOS EMPREGADOS EÀ/ ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAUDE fiaiaf sao,o'rdo\campo tptg"o ll Il li Reconhecido pe o À'1Ìfitléio do Ìrobo ho enì 0ó103/19ó9 Estabelecer que caso o acordante teúa ntre seus mpregados mais de 30 (trinta) mulhere1 com iclade acima de 16 (dezesseis)-a.rìos, manterãq no local de trabalho um tabalho. com fomecimento de alimentação. convêni ou ajuds creche, s título de reembolso, no cento) do menor piso salaxial previsto 1ìo prcsente retomo ao Íabalho até 6 (seis) anos de idâde. a creche ser substituida por de 257o ívintc e cinco nor por filho, desde o seu CLÁUSULA 19" - CARTA DE AÌRESENTACÃO ì,, Estabelecer que o acordante GACC fomeça carta de demitidcisem iusta causa e oue contraìuai.!r1- Ia CLAUSULA 20" - SERVIÇO MILITAR _ ESTABILIDADE apresentação aos trabalhadores rnoato da homologação da rescisão Êãtãbelecer quel 1!) será garantido,b emprego ao empregado em idade de prestação de serviço milità, ìèlde dèsde a incorporação incorpo(ação e nos 30 (tdnta) dias após o desligamento dâ unidadg em que serviu. alem do aviso previo previ.ro na CLT: b) a garantia,!ã,êmpregol será extensiva ao çmpregado que estiver seújndo no Tiro de Guerqa;.,;**! i,..:, '.:]:.a**i', 1"rì'' entre o horfuio da prestação do Tiro di6$uerra coiô o"horário o emüëcado nào sofrerá desconto do Descanco Semanal Remunerado fenf ie'neciros. em fazào das hoìas nào trab.llhadas por esse moti\o..* CLAUSULA 21' - ESTAB E ÂO ACIDEN{TADO DO TRABALHO :l '1' Conceder estabìlidade ao do tìâbaìho nos da Lei. nó&err.tlrinro CLÁUSULA 22" - AP ACIDENTE DO TRÀBALIIO OU PROFISSIONAL REGADOVITIMÀDO POR )R DE MOLESTIA Estâbelecer que durante a vigência destanonìa coletiva, o empregador poderá aproveitar, em funções adequadas e com a corìespondente redução salarial, os empregados qìre. de quâìquer [orma- eslejamincapacitador pa!ìa o exercicio normal Lie PraÇa Londfes n0 47 Jd Aug!s1a Cepr SâoJosedosCampos-SP-Fone/Faxr(012) sed ndsaudsjc org br Site: sin dsa udsjc.org. b r C N p J.: / S!rb Sede :Ubaiuba RLra ConceÌÇão n"'1152 Centro Cep Fone:(012) e nìail og b SubSede:Câmpos dojordão'av Dr Janlraíio l,4ifêglla n'íj50 Sa a 09 Cêp ViaAbemessja Fone (012) slrb sede,lorena.rua ce José vc*re,'"u ".10ôï3n1[:Ut",,'9o3',33o3ïiï:Ïálrï,urou,u " Ì,dsaudsjc.oÍs bí Sub-Sede:Guaratinguela Praça lvlarlìm AÍonso n"171 Cenlfo -Cep:j F0ne1.A12J e.na oìq br

7 + + +'' "''^'o' * D E sa u D E :::iffi iffi'ï:j:dffiïiï{#l?::: "'s suas funções em razão de acident do trabalho típico ou moléstia profissionaì, desde que aulorizâdo pelo óìgão competente. 'rt CLAUSULA 23" - GÀRÂNTIA AOS T APOSENTADORIA RES EM VIAS DE PARÁcRÂro úmcofo "-pr", qqç:relltam com 5 (cincô)":mos ou na cláusula 23 supra. a noticiar a seus empregados serviços prestados na mesma USULA 24":. FORNECIMENTO DE UNIFORME sa lbmeceìá, gratútamente, i'., " - GARANTIAS AO EMPREGADO ESTUDANTE' a:t. CLAUSULA 26' - FORNEC Estabelecer que o em equipamentos de pro conformidade da legi obrigatório uso peìo DE EQ aos seus a o e se DE PROTECAO gratuitamente, todos os respectivas fiìnções, na ina do trabalho, sendo cláusula 27" - INTTRRUpeÃo Do rrâbaeho por parte DA EMPRESA EstabeleceÌ que a interrupção do trabalho por responsabilidade empresa não poderá ser descontâda ou compensada poste ormente. {1 PfaÇa Lon dfes n" 47 Jd AugLSla- Cep SãoJosedosCampos-SP-Fone/Fax{012) e maì ofg bf Sitê: sindsaudsjc.org.br c N P.J / Sub-Sede Ubatlrba RuaConceÌÇãon"]152CenlÍo-Cep 11ô Fone:(01 2) Sub-Sede:Campos dojoídão Av. Dr. Jafuafio N4Íagla n'650 Sala 09 Cep ViaAbernessâ Fofe (012)36ô23521 sub-sede Lorena Rua ce José vicenre n'rr.zlii::ilï:;ff[308ïiï!ià'iii.,r** 4Ì) q w " { \ Sub Seder Guaralinguetâ Praçã l\,4arlimaíonso n'171 Ce niro 'Ce p:l Forc:1A e Ìa I

8 frt'lrï n ^ " r' - \-rì ìo) LÀ?4DprGcDOS t\4 ts-a B[ _t_ r\4t\-os D- st-r ( 05 DE 5/AjDr DE ",Áo.,orrooscAMPosEREcrAO lf ll ll Reconhecido pelo Minisïério do TloboÌho em 0ó103/Ì9ó9 cláusula 2s' - AUSÊNcrAs JusfiricADÀâ, EstabeÌecer que o empregâdo poderá deixar de comparecer ao tabalho, sem prejúzo dos saliários, nos seguintes casos: :. a) por 3 (tôs) dias consccutivos cm viìtudc dc mofic dc frléos. cônjugc. imào, pais c avós, inclusive padésto ou madrasta, compaúeiro ou compaqheira, sogro ou sogra. b) por 5 (cinco) dias consecutiúr! em virtude de casamento.,! LAUqU[f30" - DESCONTOS DM FOLHÀ DE PAGAMUNTO...,.-t.. r.i que a por escdto pelos tlab de convênios e autorizado cláusula 3r" - VALE TRÀJ\SpolÌE Estabelecer que o emp coníòrmidade com a legis proporcional aos dias trabal rrrr' CLÁUSULA 32" - o Estabelecer que o empregador deverá manter local próplib'para refeições e lanche. independente do local de trabalho, com mesas, cadeiras, bebedouro de água, utensílios para os começais, banho-maria, geladeira, lixeira e pia. ía \l'v \ Praça Londres n" 4T Jd Augusta- Cep: São Jose dos Campos SP Fone/Fax:(012)3! e Ínail: org br Site: sindsaudsjc.org.br C.N P J.: / Sub-Sede :Ubaluba - Rua ConceiÇâo n"1152 CefÍo Cep Forìe:(012) oe.bf Sub Sede:Campos do Jordão Av Df Janlrarol\,'ìragiãf'650Saa09 Cep Vi!ê Abemessìâ, Fone (0T2)36ô23521 sub sede - Lorena - Rua c"r. :o"" vi""nru ndsaudsjc ofs bí Pfaça llartmaíonso n'171 Cenlro -Cep: Fone:(A12J Sub Sede:Guaralifguela e rla

9 O O O SNDCÀ o Do! E/voPEGADoi t\4 [sïabí,r CiMl N'OSD 5l p\ C05DESAiDtDE TllÍ.#.F lll o_1,?ll!" /:osedegao cr,áusula:l' Estabelecer que os periódicos prcvistos bem como os exaunes t-. Ì ÌemÌtneÌatâ ), com adicional de 1/3 sobreaviso Concessão do substitua. ryi0/201l, ou olìha qüe PAÌÁGRAFO únrco: c assim desejar o empregador. CLAUSULA 38" - NORMA Estabelecer que a constitucionais substitui ressalvando-se sempre as B9* Praça Londr s n" 47 Jd ALrglrsla Cep: São Jose dos Campos SP Fone/Fax:(012) 3922A A ndsaudsjc ofs br Site: sindsaudsjc.org.bf C N PJ.: / Sub Sedê :Ubaluba Rua Concêção n01152 CenlÍo Cep Fofe:(012) e nìa lr org b' SubSedeCamposdoJoldáo-AvDrJanuaÍio[/]Íãglìan'650Saa09-Cepl VilaAbernessia Fone:(012) sub secre Lorena Rua ce Jose vicente n"1r.ïï*:1xï"ig;'ü3ò3ïxï:i;:i)1.,u,** "-,a L ors.b, Sub'Sede:Guaraiing!eta Prêça l/lad maíonso n'171 Cenlro

10 + + + srn DrcATo Dos EMP-R E!fgï:,,,,.:* ï:;",,* X los D E IERVrÇos DE 'AUDF D E O empregador pagará todas as despesas de viagem, ou seja, hospedagem, transporte, refeição e outrâs despesas inerentes ao se.ryiço externo executâdo, desde que âuiôri7âdô pelo empregador, cujos valor seja ajustado para aliri ntação digna e substanciosa. CLÁUSULA 40" - LANCHE PEÚODO NOTURNO O empregador fornecerá lanche na saída do empr.egado reíèição no interualo das 22h00min às 2h00min. I^Íâ.ìô nô nêíiô,1ô nôh,nô ê cláusula 4r'- FÉRlAs / r3" lrlárro Bstabelecer que o início dãà férias não coiíéìâirá com sábados, domingos e fe11gqq-s ou devendo ser fixado a paíir do primeiro dia útil da seúìii{ Jêndo o,"u pugutrl"nto 2 tdoisl dias anles de seu inicio. A empresa de\era comunicâf sua inïeição de conceder "l"tuado férias coletivas ao Ministédo do Trabalho, ao sindicato e aos 'ï trúalhadores abrangidos por este acordo, nos termos da legislação vigente iànácnqro ÚúICo: o pagamento da primeira parcela, prevista no afiigo 2", S 2l da, Lei,4..i49/65, qúe dispõe sobre o pagamento dâ grâtificaçào natalina prevista na Lôi' 4-090/62, estabelèce que o adiantamento possa ser concedìdo julitâmente com o pagamento das férias dó.empregado. a paríir i015, desde.queste faça$irticltaçao 6or CLÁLSI LA,Í2"- R.ECEBIMENTOF QUE compôem R,EMI NERÁÇÃO durante a CLAUSULA 43" - AGUA A empresa coìocará emsuas abaìho reservatório de água poúvel. tia,la,rrr- CLAUSULA 44" _ RECONTRÂTÂÇAO., Readmitido o empregado no prazo de I (um) ano, na funçâo que exercia, nào será celebrado novo contrato de experiência, desde q e cumpddo integralmente o anterior. ;\ / L+, /l ü PÍâça Londres n'47jd ALrgusia Cep SãoJosédosCarÌìpos-SP-Fone/Fax(012) S e Ìna I ndsaudsjc org br Sitê: sindsaudsjc.org.br c N P J /0001-S0 SubSede Ubatuba RuaConceÌçãon'lT52Centro-Cep Fonê:(012) êjìail ndsâudslcofg bl Sub-Sede:CamposdoJordão'Av.Dr.Jaf!afo1"4ragian650Sala09-Cep VêAbernessa-Fone:( sub-sede Lorena Ruace S!b-SederGuaralinguetaPrcçalúarlimAíonson'lTlCentro Cep Fane:(012) ernaÌl

11 CLÁUSULA 45" - cursos E REUNIÕES OBRIGATÓRIAS Quando realizados fora do horário nomal. 05 cursos e reuniòes obrigatórios terâo tempo rcmunerado como trabalho extraordinríio. CLÁUSULA 46'- PAGAMENTO DE SALÁRIO AO ANALFABETO O pagamento de salário ao empregado analfabeto deverá ser efetuado na presença de 2 (duas) testemuúas. CLAUSULA 17" - RELAÇAO NOMINAL DE EMPREGADOS,'r c prúsa úrlrlíurrrürarë. cr!ìuaoe' IjroflSsiiiidal cópia das Guias de Contibuição Sindical- Assislcncial c as.ociarira. com rclaçào nominal. bem previdenciária. no prazo már imo de J0 (rrjnlatdìds apôs o desconto. : c*14iusul,a 48" - MULTA POR DESCUMPRTMENTO A paíir de 0l/05D014, o empregadm fomecerá aos empr6gâdos uma cesta básica mensâì em ticket cesta sem caìát r salarial no valor de R$ 120,00, que selá disponibilizado ao emprelado até o dia 20 do mês subsequente ao de referência. O beneficio da pretente ciáusula será concedido de lorma gratuita PARAGRAFO PRIMEIRO:r& cesta biisicaa udé1 presente cláusula não integra, païa qualquer efgito, q&nuneração do cm, '$clrusivc o scu salifuio de contribuição para fins dê social, di integraì o sistema PAT (Programa de Alimentaçao do râ!{h$g.).l ï&t PARÁCRAFO SECI N DqaP beneficio da Ceste Básica será manlìdo me'mo quando do afastamento do cmpregffo para tratamento Ìúédico na folma concedida pelo empregador peìo período de no máximo 90 dias, com exceção l]os casos de doenças que se relacionam com o trabalho e acid úíde trabalho. PARAGRAFO TERCEIRO: O beneíïçio que se refere a esta cláusula será mantido até 30/04/2015 quando se negociará outos vaìores. /9 PraÇa Londres n"47 Jd.Augusta- Cep:122T6760 São José dos Campos SP,FoneiFax:(012) , 3941S9ô0 ejnail: Sité: sindsâudsj6.org.br C N.PJ :72300J72/ Sub-Sede:Ubalubâ - Rua Cofceiçâo n"1152 Cenlfo Cep Fone (012) e Ìna l: u bailr salrclsjc. org br Sub-SederCamposdoJordão-AvDfJânüariollúagian"650Sala09-Cep VlaAbefnessia,Fone s!bsède Lorena R!ace, roseviuenren.l*ïlil::ï"t!i$'i8i8ï':ï:ià: Sub-SederGuaraiinguela Praça N4êÍtinAíonso n'171 CentfÒ Cep Foner(012) e Ììai: ndsalrdslc org br \i) Y

12 rì r.!,.\- À ^.o. MDptGcDo, E\4 E"-ÀBF rs,r,rr\ OS D_ 5f D.,ÇO) DL. AJD. DL {feï aï sêo.o FDo\c{vDo-tDtorco ll -If ll Reconhecldo pelo Vlnúïerìo do Trcrbolho eíì 0ó/03/Ì9ó9 cláusula so'- VALE REFErÇÃo :,, ^ instituição se compromete a fomecer de forma gratuita aos seus empregados que laboram em jomada superior a 6 horas dirírias, o vaìor de R$20,00 (Vinte Reais) diários a título de vale refeição, ficando isento de fomecer àqudl& empregados que tiverem alimentação Bratuita no local dç trabalho ou por lreio de conrenios atirìerìtação de quaìidâde, e nos demais casos mantem-se a pratica de fomecimento de lanches e intervalo de 15 minutos de descanso, previsto na legi : i1,.. CLÁUSULA 5T" - PAGAMENTo DE salários O 'rúnpr6gãdor- que efetuar o paganìento dos saìrários aeiruir A.eiìàã''ài ta, empregddo: através de cheques dererá fazè-lo em dia e horário " de erpediente bancári proporcionando aos empregados o direito de se ausentarem do tabalho, para descontar qq$*hequ.e, dentro do horário de funcionamento dos bancos sacados, excluindo-só os..!gários de refeiçào, obedecida escaìa da adminislração. t1 ' CLÁUSULA s2:*.jornada ESPECIAL DE TRABALHO... :, O acordante ) podeiá adotarjomada de tabalho 12x36. " da jornada de trabalho l2rj6. diumo e poí 36 de descanso, com t hora para refeigão mensâis..e..no mês em oue houver feriados haveráescala de folgas para compensar o dia traltalhaïô!1.' ) Ílo feriado direta-da SúmuÌa 444 do TST, ser,t neo ssidadétdè realizar acordô' ìíêìiidual corr o Sirdìcato 'ir' PARAGRAFO PRIME preüamente autorizadas pela permitidas desde que presente cìáusuìa não individucìs, ou CLÀUSULA 53" - QUADRO DE AVISOS,rq $ PÍaça LondÍes n"47jd.alglrsia Cep: São Jose dos Campos SP-Fone/Fax:(012) e-ma ndsaudsjc org.br Site: sindsaudsjc.org.br C N PJ : / Sub-Sede Ubatuba-RuaConceÌÇãoÌìo1l52CenlÍo-Cep Fone (012) ê ma l:! ndsaud sjc oíg bí Sub Sede:Carnpos do JoÍdão - Av. DÍ. Januario M Íag ia n"650 Sala 09 ' Cep V la Abenressia, Fone:(012) sub-secre-lo,ena-ruac" Sub-Sede:GuaÍalingueta Praça lúarlimaionsò n'171 Centro Cep Fone 1012) ".nnail: úg bí

13 + + +'' "''^'"' :::i,fr jgl'ï:',;,:* l,:m'#j#lï:::,ï"' "s D E s A u D E EstabeÌecer que o hospital manterá quâdro de avisos, onde deverão ser fixados os ediíâis e ouhos comunìcados do sindicato pro.hssional e de interessq da categoria. desde que autorizados pela direçào do estabelecimento de caüde. arr. cláusula s4" - NoMENcLATuRA i;, Todos os obreiros serão registrados nas respectivas funçõe$ cláusula 5s' - contrrbqlção AssrsrENcrAL i'. o PARÁGRAFO'PRIMEÍRO: O percentual de desconto aprovado nâ âssembléia geral seìá de 1,57o (um e meio brutâ de câdâ mês-... ibuiçfu assistencial, to) dí remuneraçào PARÁGRAFO rercerrorôt rescisórias.,t' orruibuicào rnr tcla rràu scrá dcl:c,rrrarla Lla> rrrba>,i parricrafo euarto: & d"r"iàp.i-.nto ualquer das condições acima estabelecidas, acanetará. ao iía4lqr a multa de 29f,1dois poì certo) do montante derido, derìdo. sendo que. na hipótese hipólese d-tfr dea[ pagamflrto. ansará o infrator- também com os juroc iuros moratórios moralórios e a corlëção coriëçào moneuüia. cal$ada nos nìümos moldes posta pela iegislação legislaçào para as obricaç&ttrabalhi obrigaçô6 trabalhistâs. \ PARÁGRÁFO QUINTO: Sri;;;r" o desconto -.a.,.possibilidade de oposição indiridual e por escrit até ì5 (quive) dias apó. a assíìdftlra da presenle Con\ençào Coletiva, comunicando-se tal oposição ao Sindicato Profissional pessoalmente, em consonância com a decisão proferida pelo Colendo SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL no RE llRS, sendo que valerá como data de oposição, o registo que constar na,tí PÍaçâ Londres n" 47 Jd.ALgusla- Cep: São Jose dos Campos SP Fone/Fax:(0T2) A e-ma oru br Site: sindsaudsjc.org.br C N PJ : / Sub-Sede.Ubatuba - Rua Conce ção n01152 Ceniro SLrb-Sede :Campos do Jotdão Av Dr Jânuado MliÍaglia n'650 Sa s 09 - Cep Vìla Abemessia - Fone:(012) subsede LoreÌìa Sub Sede:Guafatingueta PÍaça l/ladmafonso n'171 Cenlro Cep: Fone (012)

14 o o o SrND CAÌO DOs ËMPREGADOS Eiú ESTABELEC ^/ENÌOS Db- SERVIÇOS DE SAUDE ïfïfíf,".""f1?"',o"'"';?"on'*,.ç#ï,ï"ï::?,ï,? postagem do coneio, de outro lado o nosocômio âcordante se compromete a não jncentivar as oposições para nâo conhg rar pmtica ânte-sindicâl nos termos dâ lnstì!ção nomativa n". 4 do MPT. PARÁCRÁFO sexto: O Sindicato Profissionaì envisrá o empresâ. âté o dis 20 de dezembro de 2014, uma listagem contendo nome dos empregados que aprcsentâram a câìta de oposição deferida pela entidade sindical. Caso hajd:,indeferimento, dereri ser infomrado o rìrotivo, comprovadamente, paìa que o hospital possa documentar a justificativa para o desconto que efetivará em folha de pagarilènto. PARÁGRAFO sétimo: A empresa se comprometà a não lazer m qualquer movimentação favorável á oposiçryl contribuição assistencial. 56' - VIOLENCIA DOMESTICA.,rrr_,. Fica convencionadoque será concedrdo ì (um) dra de lblga à trabalhadora que sofier ""'' ag&i9ãna.fisica por paíte do esposou cornpanheiro, uma vez por ano, desde que g$rprovado por Boletim de Ocorência da autoridade policial de seu domicílio. ï CLÁÚSI]I,AI 57í:PREVRNCÃo Do CÂNCER FEMININo nê Fica,.çggryqeiãnado que o empregador recomendará aos seus serviçoí& medicina ocupaeinìú a inclusão do exame preventivo de câncer para $âç trabalíâãôãs, por ocasiào do erame perìódico. CI,AI]SIILA 58" - FERiÁDO PARA A CATECORIA " Será consiilerado feriado para alet goria o dia l2 de maio, data em que se comemorará o "Dia do Empregado em Estìóbèlecimento de Serviços de Saúde", na base tenitoriaì abrangida pelo Suscitante. rel$**dada ç prestação de serviços, conforme escala prévia elaborada pela Administraçào üô nosocómio- sal\aguardando ao empregado que prestar :eniço nes.e dia o direito de Cô:mpensaçào do dìa trabalhado. ou de receber a. horas trabalhadac como extras. O empregador que nào conceder o feriado no diâ l2 de mâio, dcrcrá l'azô-lo até 3l/l2lNJ4- ir'' CLAUSULA 59" - ACORDO JUDrCÌAL - Prôcessô de n".1ó O processo coletivo de n' tramitando pela 5u. Vara do A Trâbâlho destâ comarca, onde são partes o Sindicâto dâ Saúde e o GACC. Pâra / tt' solucionâr os diveì'sos pedidos contidos naquela âção, o CACC se compromete a,/ í\ 14,\l Y Pfaça Londres n"47 Jd.ALrgusta- Cep: SãoJosédosCampos-SP-Fofe/Fax(012) , ô0 e nìail ndsaudsjc.org bf Sjtê: sindsâudsjc.org.br C.N P J.: / Sub Sede Ubaiuba Rra Conceiçâo n01152 Centro'Cep Fonê:(012) g b Sub Sede :Campos do Jordão - Av. Dr. Januario Ì\rlifagi a n"650 Sa a 09 - Cep12460'000 Vila Abernessiâ Fone (012) sub,sede-lorena Rua cer José vicente n"1r.ïgii::uï"ìftj333ïiï?iá'iir',,r*" -air " ndsaudsjc ôís br S!rb-Sede Guarãlingueta Praça lv{adimaíonsc n-171 CenÍo Cep: Fone1] e nêj ndsaudslc ob br

15 rï n n ",ì'.áì rojlrllpo, (r'do. rrv -s,abft-c M-Nlo. Dr5 a',ç05 Dt,sALDf Dl frfrfl são.rosé Dos campos EREGÃo ll ll ll Recon ìecìclo pe o À4Ìf slé.io do Ìfobolho em 0ó/03/Ì9ót pagar a titulo de indenização, um "Abono Extrâ", de câráter indenizatório, âos empregâdos que tinhâm jornâdâ habitual no horírio noturno, o valor equivalente a 1/3 ( urn terço ) do salario por ocasião do g!ìzo de cada férias recebido pelo trabâlhador durante 2 ( dois ) anos consecutivoii-o abono aqui acordado será âcrescido às verbâs normalmenúe pagas por Lei íìi. momento dâ libersção dâs férias sem prejuízo previslo em Lei. PART{GRAFO PRIMEIRO O presente abono foi aprovado pelos empregados em assenbleia realizada no dia 03/10/2014, conforme constam dos registros do livro da entidade sindical, Com esses pagamentos, os direitos discutidos no Processo de n' 1624-E , Íicair integralmente quitados, itrclusive os cventuais pedidos individuais e coletivos qtf* fâzem parte do pedido exposto no refêíido aulos. : -*itrtegral,iparágrafo SEGUNDO: Caso ocorra demissão de alguú trabalhado. uí6t9 cumprìmento da cláusula acima, os vaìores pendente-s deverão sei ìt : quitados no ato da homologação mesmo qüe seja integral ou proporcional. ' ',,, CLAUSU-LA ó0o---. Elentuais diferença salariais ou de cesta brisica será pago ao.*., trabalhadores na frha de pagamento do mês de outubro e novembro de ;l CLÁUSULA.r61" - O.,GACC esrenderá a paúir da vigéncia do $resente acordo dos normas õoletivas do suscitado pa:'am a integrãi'a categoria representadâ pelo Sindicalo Suscilante. nos cnquadramcnto Sindical deliberado pelo Ministério do Ttaballô e Emprego. 'it ',,, CLÁUSULA 62' - O empregador acordanle óoderá podera oor por sr sua liberalidadestender os beneffcios deste acordo aòs derúiì trabalhadores de catégõriàs diferenciadas. CLAUSULA 63'- O acordú.te se cìtírpromete patrono do sindicato R$ 3.000,00, sendo a cláusula 64" - DArÁ-B*&p, A data-base será I " de maio..rl CLÁUSULA 65" _ vigência Praça LondÍes n" 47 Jd Augusla Cep São José dos CaÌìpos SP-Fone/Faxí012) j Sitê: sindsaudsjc.org.br c.n P.J / Sub-Sede:Ubaluba-RLraConceiçãon'1T52Centro C p Fone:(0T 2) e nai oç.br SubSede Campos dojordão-av.dí..lan!afol"4rag an'650sa a09-cep vlaaberrìessa Fone:(012)36623b21 sub.secre. Lorena. Rua c" J"" u **" "., ouïi"ii::ï:i:ìffi8;8ïiï:ïlnf,, urouuu ors b, Sub-Sede:Guâratinguela Praça l\,'ladim AlonsÕ Ìì'171 C ntro 'Cep: Fofe:(012) e rìa ;g.br ü

16 + + + s ND'cATo Dos :N^\ïi:i?iiiTiìïïãï #'Jf?. o' ""'o\ Dt s AÚDt O Acordo de trabalho terá vigência a partir 01 de maio de 2014 e término em 30 de abriì de 2015, para toclas as cláusulas..,*99r. São José dos CamDos. 08 de Outubro de '.rl.:.*.,.1l. EST são JosÉ Dos cnupo oe lssrcrènclq À CRIANCA com cancer r-- fi PÍâça Londres no 47 Jd.Auglsla Cep: São Jose dos Campos - SP Fone/Fâx {012) Site:sindsaudsjc.org.br C.N P.J.: / Süb-Sede rìjbaluba - Rua ConceÌção n01152 Cêntro Cep Fone:(012) ' e rnail: S ub Sede :Ca mpos do J ordão - Av D Í. JanuãÍjo [,,ÌÍagl]â n"650 Sa lâ 09 - Cep Vila Abemessja Fone {012)36ó235ãj sub sede Lo,ena Rua ce. José \4cenre n"rc.ï:ìii::%:t",ìrq8'iff8ïtï:ï1n):'lrt".,u ndsaudsjc.oís bí u etâ P râça Nl arl m AÍonso "-,"air S! b Sede: G uarãling n" 171 Centfo -C ep:l Fo ne:(a e-ìal : guaraqs indsaurisjc org.l r

CLÁUSULA 2ª - PISO SALARIAL A partir de 1 de maio de 2011, os empregadores obedecerão aos seguintes pisos salariais:

CLÁUSULA 2ª - PISO SALARIAL A partir de 1 de maio de 2011, os empregadores obedecerão aos seguintes pisos salariais: 1 Convenção Coletiva de Trabalho 2011/2012 SUSCITANTE: SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS E REGIÃO. Entidade Sindical Profissional, representando as

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 Suscitante: Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, com sede à Rua Rondinha, 72/78, Chácara Inglesa, São Paulo, S.P, CEP: 04140-010, inscrito no CNPJ/MF

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS PSICÓLOGOS NO ESTADO DE SÃO PAULO - SINPSI-SP, Entidade Sindical Profissional, com registro no MTb sob nº012.228.026.60-5 e inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DOS TECNICOS EM SEGURANCA TRABALHO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 25.578.642/0001-01, neste ato representado por seu Presidente, Sr. CLÁUDIO FERREIRA SANTOS;

Leia mais

ILUSTRISSIMO DOUTOR DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO DE SÃO PAULO SP.

ILUSTRISSIMO DOUTOR DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO DE SÃO PAULO SP. ILUSTRISSIMO DOUTOR DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO DE SÃO PAULO SP. O Sindicato dos farmacêuticos no Estado de São Paulo SINFAR, entidade sindical de primeiro grau, com Carta Sindical processo nº MTIC 362.322

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001621/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020706/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008089/2011-29 DATA DO

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Suscitante: Sindicato dos Corretores de Planos de Saúde Médicos e Odontológicos no Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 09.606.143/0001-16, com sede à Rua Conselheiro

Leia mais

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 Entre o SEES - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002716/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064091/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006426/2015-78 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000954/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029028/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009096/2013-50 DATA DO

Leia mais

EXMO. SR. DR. JUIZ PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEGUNDA REGIÃO.

EXMO. SR. DR. JUIZ PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEGUNDA REGIÃO. EXMO. SR. DR. JUIZ PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEGUNDA REGIÃO. Processo TRT/SP no20308200600002004 O SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE SÃO PAULO, Suscitante, e o SINDICATO DAS EMPRESAS

Leia mais

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem.

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDIMVET SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÃO PAULO e SINPAVET SINDICATO PATRONAL DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÀO PAULO PERÍODO

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

CLÁUSULA 1 A. - ATUALIZAÇÃO SALARIAL CLÁUSULA 2 A. SALÁRIO NORMATIVO CLÁUSULA 3 A. - SALÁRIO ADMISSIONAL CLÁUSULA 5 A. - ADICIONAL DE INSALUBRIDADE

CLÁUSULA 1 A. - ATUALIZAÇÃO SALARIAL CLÁUSULA 2 A. SALÁRIO NORMATIVO CLÁUSULA 3 A. - SALÁRIO ADMISSIONAL CLÁUSULA 5 A. - ADICIONAL DE INSALUBRIDADE CONVENÇÃO COLETIVA COM VIGÊNCIA A PARTIR DE 01 DE ABRIL DE 2007 FEITA ENTRE O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM INSTITUIÇOES BENEFICENTES, RELIGIOSAS E FILANTRÓPICAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E O SINDICATO

Leia mais

ACORDO EM DISSÍDIO COLETIVO (Período de 1º de setembro de 2012 e término em 31 de agosto de 2013)

ACORDO EM DISSÍDIO COLETIVO (Período de 1º de setembro de 2012 e término em 31 de agosto de 2013) 1 ACORDO EM DISSÍDIO COLETIVO (Período de 1º de setembro de 2012 e término em 31 de agosto de 2013) SUSCITANTE: SINDICATO DOS BIOMÉDICOS PROFISSIONAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO, entidade sindical profissional

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG005003/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079528/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.007490/2014-02 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000812/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017988/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002440/2009-54 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000433/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015947/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.032963/2008-13 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Suscitante: Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de São Paulo, entidade sindical profissional, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 60.890.928/0001-10,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que celebram de um lado, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo SESCOOP NACIONAL - CNPJ N.º 03.087.543/0001-86,

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA CAMPINAS JANEIRO/2014 1 PAUTA DE REIVINDICAÇÃO CLÁUSULA 1ª - PISO SALARIAL Fica estipulado

Leia mais

MUSA MINERAÇÃO USIMINAS S/A. - ARCELORMITTAL MINERAÇÃO SERRA AZUL S/A. E FERROUS RESOURCES DO BRASIL S/A.

MUSA MINERAÇÃO USIMINAS S/A. - ARCELORMITTAL MINERAÇÃO SERRA AZUL S/A. E FERROUS RESOURCES DO BRASIL S/A. MUSA MINERAÇÃO USIMINAS S/A. - ARCELORMITTAL MINERAÇÃO SERRA AZUL S/A. E FERROUS RESOURCES DO BRASIL S/A. REAJUSTE SALARIAL Concessão de reajuste salarial, sendo que para recomposição salarial será considerado

Leia mais

PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CLÁUSULAS ECONÔMICAS

PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CLÁUSULAS ECONÔMICAS Cláusula 01 - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá todos os Empregadores e Empregados das categorias econômicas

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000953/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029282/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009097/2013-02 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

em conformidade com as cláusulas e condições seguintes:

em conformidade com as cláusulas e condições seguintes: CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009-2010 Por este instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, representando a categoria profissional, o SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTONOMOS DO COMÉRCIO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 DA ABRANGÊNCIA:

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 DA ABRANGÊNCIA: CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 DA ABRANGÊNCIA: Cláusula 1ª - Esta convenção coletiva de trabalho que entre si celebram, de um lado o Sindicato dos Médicos de Anápolis e, do outro lado, o Sindicato

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP000842/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/01/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR000966/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.000473/2015-47

Leia mais

A seguir, na íntegra, o teor das cláusulas que foram mantidas pelo acórdão:

A seguir, na íntegra, o teor das cláusulas que foram mantidas pelo acórdão: CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 01.07.2007 A 30.06.2009 (conforme decisão judicial em dissídio coletivo acórdão TRT 24ª Região no processo nº. 179/2007-000-24-00-9-DC.0 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO entre

Leia mais

PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 CLÁUSULAS ECONÔMICAS

PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 CLÁUSULAS ECONÔMICAS Cláusula 01 - ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá todas as Empregadoras e Empregados das categorias econômica

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000422/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028733/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.005494/2011-54 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que fazem, na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DOS HOSPITAIS E ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA - SINDHOSBA e,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE001531/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 27/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061722/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.018555/2014-16 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 10 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001530/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022315/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004377/2013-77 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 Que fazem na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DAS SANTAS CASAS E ENTIDADES FILANTRÓPICAS DO ESTADO DA BAHIA - SINDIFIBA, CNPJ n 96.777.958/0001-62 sito à Rua

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002058/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018377/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004510/2012-13 DATA DO

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA: REPOSIÇÃO DAS PERDAS SALARIAIS.

CLÁUSULA PRIMEIRA: REPOSIÇÃO DAS PERDAS SALARIAIS. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Pelo presente instrumento: SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAUDE DE SÃO JOSE DO RIO PRETO, entidade sindical, com sede na Rua: Rio Preto, 3271 Bairro:

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 9 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000736/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067570/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.023448/2012-38 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000363/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002753/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.000337/2015-27 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000247/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021198/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.001800/2010-02 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001092/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR005184/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.004081/2014-14 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011 Que entre si celebram, de um lado, E de outro lado, SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS DE PORTO ALEGRE, com sede na Rua Augusto Severo, 82 - Porto Alegre RS, CEP 90.240-480,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 1 Entre as partes, de um lado, representando a Categoria Profissional, o SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTONOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2014

CONVENÇÃO COLETIVA 2014 CONVENÇÃO COLETIVA 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 17.437.757/0001-40, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no período

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2015/2016 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SESC-AR/DF CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência do presente Acordo Coletivo de Trabalho no período

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE SANTOS, entidade sindical profissional, registrada no Ministério do Trabalho processo

Leia mais

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014:

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016 CLÁUSULA 1ª - DO PISO SALARIAL São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: a) Fica afixado o piso salarial da

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029594/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 15:50 SINDICATO DOS EMP NO COM DE CONSELHEIRO LAFAIETE, CNPJ n. 19.721.463/0001-70,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que entre si ajustam, de um lado a FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DO MARANHÃO, CNPJ nº06.52.757/0001-05; SINDICATO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000204/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/03/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR006500/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.002367/2015-27 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Av. Manoel Dias da Silva, 486 Edif. Empresarial Manoel Dias s/108 Amaralina CEP: 40.830-001 Salvador BA. Telefax: (71) 3345-1269 3345-1562 site www.seeb.org.br e-mail atendimento@seeb.org.br. CONVENÇÃO

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

1º Rol de negociação 2013 a 2014

1º Rol de negociação 2013 a 2014 1º Rol de negociação 2013 a 2014 Celebram entre si o SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE MATERIAIS PLÁSTICOS E SIMILARES DE CHAPECÓ E REGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA com CNPJ Nº 80.623.929/0001-06,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000955/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028972/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009094/2013-61 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007/2008 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000146/2007 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2007 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001271/2007 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.005618/2007-28 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG004008/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR057851/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.008943/2011-67 DATA

Leia mais

NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013.

NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013. NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013. GARANTIA DA DATA BASE Fica estabelecido primeiro de maio como data base da categoria REAJUSTE SALARIAL

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034439/2012 SINDICATO DOS FARMACEUTICOS DO ESTADO DE M GROSSO DO SU, CNPJ n. 15.939.572/0001-08, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Suscitante: SINDICATO ÚNICO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE GUARULHOS, ITAQUAQUECETUBA E MAIRIPORÃ, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 59.650.655/0001-58,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON ANDRADE;

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029334/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003131/2012-11

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si fazem, o Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra, Venda Locação e Administração de Imóveis

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000742/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016555/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.008711/2013-20 DATA DO PROTOCOLO: 09/08/2013 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA: REPOSIÇÃO DAS PERDAS SALARIAIS.

CLÁUSULA PRIMEIRA: REPOSIÇÃO DAS PERDAS SALARIAIS. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Pelo presente instrumento, de um lado o SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAUDE DE SÃO JOSE DO RIO PRETO, entidade sindical, com sede na Rua: Rio Preto,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2013/2014 ACORDO COLETIVA DE TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E CAPITALIZAÇÃO E DE AGENTES AUTÔNOMOS DE SEGUROS

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000145/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR080680/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.001357/2014-74 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000222/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028253/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002753/2014-41 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000882/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028482/2011 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 201312015

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 201312015 (31) 3241-2811 - www.sinmedmg.org.br R. Padre Rolim 120- Santa Efigênia - CEP: 30130-090 - e-mail: geral@sinmedmg.org.br. SI NI4EDMG ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 201312015 O SINDICATO DOS MÉDICOS DE MINAS

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000629/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/04/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016894/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.011014/2012-86 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 POR ESTE INSTRUMENTO, QUE ENTRE SI CELEBRAM, POR SEUS RESPECTIVOS REPRESENTANTES LEGAIS, DE UM LADO A ARCELORMITTAL CARIACICA, INSCRITA NO CNPJ/MF SOB O Nº 17.469.701/0053-06

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001254/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/04/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017099/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006142/2011-57 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000311/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020828/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.007783/2013-70

Leia mais

Convenção Coletiva 2014

Convenção Coletiva 2014 Convenção Coletiva 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 12.512.993/0001-60, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002826/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR068204/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.024962/2014-43 DATA DO

Leia mais

Está em vigor a Lei Complementar n. 150, de 1º de junho de 2015, que dispõe sobre o trabalho doméstico.

Está em vigor a Lei Complementar n. 150, de 1º de junho de 2015, que dispõe sobre o trabalho doméstico. RESUMO INFORMATIVO SOBRE TRABALHO DOMÉSTICO Está em vigor a Lei Complementar n. 150, de 1º de junho de 2015, que dispõe sobre o trabalho doméstico. Lei Complementar n. 150/2015 Jul 2015 Este resumo informativo

Leia mais

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 PELO PRESENTE INSTRUMENTO E NA MELHOR FORMA DE DIREITO, DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSÕES DE SÃO PAULO E REGIÃO, ENTIDADE

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Suscitante: Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Pará - SENPA, entidade sindical profissional, com endereço à Trav. Padre Eutiquio, 579 Campina Belém - PA, por sua Presidente,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000537/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR037469/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.006923/2011-19 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 10 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001127/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029189/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009709/2013-59

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003231/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046809/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009204/2014-25 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP008079/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044195/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004278/2009-22 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 7 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003924/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053747/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.011188/2014-31 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

Entidade (s) Profissional (is): Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos no Comércio do Estado do Rio Grande do Sul

Entidade (s) Profissional (is): Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos no Comércio do Estado do Rio Grande do Sul Nº 46218.011718/2009-23 Entidade (s) Profissional (is): Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos no Comércio do Estado do Rio Grande do Sul Entidade (s) Patronal (is): Sindicato das Sociedades de

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários do presente instrumento todos os empregados em Sociedades de Fomento

Leia mais

EMPREGADOS DE REPRESENTANTES COMERCIAIS E EM EMPRESAS DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

EMPREGADOS DE REPRESENTANTES COMERCIAIS E EM EMPRESAS DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL EMPREGADOS DE REPRESENTANTES COMERCIAIS E EM EMPRESAS DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL Entre as partes, de um lado, representando a Categoria Profissional, o SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTONOMOS DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000451/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/03/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012550/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.000803/2014-54 DATA

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CONGONHAS E A FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CONFORME AS SEGUINTES CLÁUSULAS E CONDIÇÕES:

Leia mais