Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Benefícios da Adoção de. VoIP pelas empresas. Luciano Matsumoto"

Transcrição

1 Benefícios da Adoção de VoIP pelas empresas Luciano Matsumoto

2 Apresentação Luciano Matsumoto Luciano Matsumoto Engenheiro Elétrico c/ ênfase em Telecomunicações pela Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo). Mais de 10 anos de experiência no mercado de Telecom. Passagens pelas empresas Hewlett-Packard Brasil e Promon Tecnologia nas unidades de Gerenciamento e Consultoria Tecnológica, liderando projetos nas diversas concessionárias e autorizadas de serviços de telecomunicações do Brasil e da América Latina. Na TMais, desde 2002, atualmente ocupa a Diretoria de Tecnologia e Operações, sendo o responsável por toda a implantação e operação da rede NGN/VoIP da Tmais.

3 Objetivos Apresentar o Case Tmais Apresentar os principais benefícios do uso do VoIP p/ as empresas: Redução de custo (ainda o maior apelo...) Convergência de voz, dados e vídeov Novos recursos e aplicações Mobilidade Diferenciação de atendimento, planos e tarifas

4 Agenda Case Tmais Histórico Reconhecimento do mercado Infra Estrutura NGN/VOIP TMAIS Estrutura de comercialização do produto VoIP Exemplos de parcerias com fornecedores de dispositivos VoIP Principais barreiras de entrada do mercado VoIP Benefícios da Tecnologia VoIP VOIP Breve Histórico Por que VoIP (visão da operadora) )? Por que VoIP (visão do cliente) )?

5 Agenda Case Tmais Histórico Reconhecimento Infra Estrutura NGN/VOIP TMAIS Estrutura de Comercialização do Produto Exemplos de parcerias com fornecedores de dispositivos VoIP Principais barreiras de entrada do mercado VoIP Benefícios da Tecnologia VoIP VOIP Breve Histórico Por que VoIP (visão da operadora)? Por que VoIP (visão do cliente)?

6 Case Tmais Histórico TMAIS 2001: Fundação da TMais (Adquiridas 93 licenças STFC da Anatel) 2003: Início da operação no Rio Grande do Sul, Lajeado 2004: Início da operação no Rio de Janeiro 2005: Lançamento amento do voipmais e expansão p/ BH, São Paulo e Salvador 2006: Crescimento da base de assinantes VoIP 2007: Expansão STFC p/ Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Recife

7 Case Tmais Reconhecimento da imprensa Revista PC World Abr/06

8 Case Tmais Network management Infra Estrutura NGN/VOIP TMAIS Rio de Janeiro STP SS7 Switch Application servers SS7 PSTN São Paulo STP SS7 Switch SIP IP Backbone Border gateways SIP PSTN Belo Horizonte STP Switch SS7 PSTN IP Phones Salvador IP LAN VoIP Clients STP SS7 PSTN Switch

9 Case Tmais Infra Estrutura NGN/VOIP TMAIS Elementos da topologia VoIP Softswitch Session Border Controler Billing Server Application Server Trunk Gateways End Points Protocolos de sinalização Softswitch End Points: SIP Session Initiation Protocol (IETF) H323 Packet Based Multimedia Communications Systems (ITU-T) Softswitch Trunk Gateways: Megaco com Sigtran (camada E1 em SS7) SIP (camada E1 em ISDN ou R2)

10 Case Tmais Canal de venda direta Estrutura de Comercialização do Produto Equipe de 20 consultores comerciais espalhados nas áreas de atuação STFC da Tmais Canais de venda indireta Distribuidores de Hardware e Software Revendedores de soluções corporativas celular Empresas de manutenção de PABX e serviços de telefonia Vendas Varejo Web Site Telemarketing Ativo / Receptivo Estrutura própria de consultores para comercialização através de telemarketing Exemplos de parcerias com fornecedores de dispositivos VoIP Siemens D-Link Audiocodes EBRAX

11 Case Tmais Principais barreiras de entrada do mercado VoIP Barreira de Entrada Falta de opções de fornecedores de equipamentos VoIP no Brasil Status Ultrapassada Alto custo de infra estrutura VoIP Ultrapassada Má imagem da qualidade do serviço VoIP Em fase transitória Alto custo dos dispositivos de acesso VoIP Em fase transitória Alto Custo de aquisição do cliente Persiste Capacitação técnica (know how) para estrutura à operação (infra estrutura VoIP, billing, CRM, Interconexão, Centro de gerência 24x7) Grande competição principalmente no mercado de médias e grandes empresas (bundle de serviços) Persiste Persiste

12 Agenda Case Tmais Histórico Reconhecimento Infra Estrutura NGN/VOIP TMAIS Estrutura de Comercialização do Produto Exemplos de parcerias com fornecedores de dispositivos VoIP Principais barreiras de entrada do mercado VoIP Benefícios da Tecnologia VoIP VOIP Breve Histórico Por que VoIP (visão da operadora) )? Por que VoIP (visão do cliente) )?

13 Benecífios da tecnologia VoIP VoIP - Breve Histórico Estudos iniciais Projetos ponto-a-ponto (matriz filial) de grandes empresas Redução do custo de HW e SW Ponto-a-ponto sobre acesso discado Equipamentos com custo elevado Entrada de operadoras VoIP no mercado Fase 1: Experimental Fase 2: Ponto-a-ponto Fase 3: Operadoras

14 Por que VoIP (visão da operadora)? Unbundling - acesso ao cliente utilizando a Internet banda larga como última milha; Redução de custos - menores investimentos: EX: uma softswitch pode gerenciar uma quantidade muito maior de assinantes em comparação a uma central convencional e sem limitação geográfica; Ausência de custos por manutenção rede legada: Ex: a cada novo POP (ponto de presença) a operadora não precisa investir em uma nova central de comutação, bastando a aquisição de um gateway que será gerenciado pelo mesmo softswitch; Facilidade de gerenciamento do sistema: Gerenciamento remoto; Estrutura mais enxuta e flexível.

15 Por que VoIP (visão do cliente)? Redução de custo (ainda o maior apelo...) Convergência de voz, dados e vídeo Novos recursos e aplicações Mobilidade Diferenciação de atendimento, planos e tarifas

16 Redução de custo Ainda hoje, a maior argumentação de venda do VoIP é a drástica e imediata redução de custo que a empresa terá em serviços de voz. Custo zero ou quase zero das ligações intra rede; Economia no valor da assinatura mensal e tarifas locais/ddd/ddi até 80% mais baratas em comparação às operadoras tradicionais; Substituição de chamadas de longa distância por chamadas locais a partir de um número de telefone virtual; Ampla flexibilidade de planos e produtos, com franquia de minutos e desconto progressivos nas tarifas; Conceito de escritório virtual (nacional e internacional) útil para clientes, fornecedores e representantes acessarem a empresa pagando tarifa local; Porque é tão mais barato? As operadoras tradicionais possuem um alto custo de operação/manutenção relacionado a rede legada que impõe altas tarifas para o mercado.

17 Conceito de escritório rio virtual (51) PORTO ALEGRE (11) SÃO PAULO A empresa pode substituir o 0800 e as chamadas LDN/LDI por números locais; Brasileiros fora do país podem ter uma linha do Brasil para fazer e receber ligações a preço de ligação local

18 Porque é tão mais barato? Ligação convencional Circuitos dedicados Rede de telefonia local Rede de telefonia de longa distância Rede de telefonia local Ligação de VoIP para VoIP Circuitos compartilhados Ligação de VoIP para Telefones tradicionais - Circuitos compartilhados Rede Internet Rede de telefonia local

19 Caso Real Integração c/ PABX existente Trata-se de uma empresa do ramo imobiliário que era cliente da operadora tradicional O PABX tinha 30 ramais e uma placa de 10 troncos analógicos Utilizava acesso ADSL Business de 2 Mbps para acesso à Internet Existia 25 computadores e servidores que tinham acesso à Internet Custo mensal Atual Custo de Operadora Atual R$ 5.700,00 Custo com Link atual R$ - Custo Total Mensal Atual R$ 5.700,00 Custo Mensal com a Tmais Custo em telefonia com a Tmais R$ Custo com o novo Link R$ Total com a Tmais R$ 3.700,00 100, ,00 Em 6 meses a economia é de R$ 9.000,00 Em 2 anos a economia é de R$ ,00 Payback no 1º mês Investimento inicial com a Tmais Habilitação do voipmais R$ Instalação do novo link R$ Compra de Equipamento R$ Instalação do Equipamento R$ Ampliação do PABX (se aplicável) R$ Quantidade de parcelas do equipamento Total Investido R$ - 100, ,00 500, ,00

20 Convergência de voz, dados e vídeo Um outro benefício que o VoIP propicia às empresas é a possibilidade de convergência de voz, dados e vídeo no ambiente da empresa. Integração (1): utilização da mesma infra estrutura de cabeamento estruturado e equipamentos permitindo uma maior padronização e redução nos investimentos iniciais e/ou adicionais bem como em seu suporte e manutenção; Integração (2): como no VoIP os pacotes de voz são codificados em pacotes de dados trafegando na rede IP, abre-se a oportunidade de integração com várias outras aplicações de dados e vídeo como por exemplo os sistemas de vídeo conferência; Integração (3): fácil integração do VoIP com sistemas de correio eletrônico, voice mail e fax permitindo o Unified Messaging; Integração (4): grande flexibilização do VoIP na integração com sistemas de CTI (Computer Telephony Integration) e CRM (Customer Relationship Management).

21 Novos recursos e aplicações Com a introdução do VoIP, além de permitir que as empresas mantenham os mesmos recursos tradicionais da telefonia convencional, abre-se um leque bastante grande de novas aplicações, tais como: Comunicação instantânea de voz com serviços de atendimento a clientes durante a navegação web; Facilidade de gravação das chamadas realizadas e/ou recebidas. EX: gravação do áudio de uma teleconferência eliminando a necessidade de ata de reunião e facilitando a divulgação; Telefones IP dotados de tela de cristal líquido permitindo navegação web através de aplicações de e-commerce, internet banking, notícias on line, mensagens instantâneas, etc... IPBX / Centrex IP: Atendimento automático, correio de voz com ou sem envio de , transferência de chamada, captura de chamadas, fila de espera, chamada em espera, bloqueio de chamadas, categorização de ramais, teleconferência, etc..

22 Novos recursos e aplicações PABX IP benefícios Plano de numeração unificado para toda a empresa: é possível criar um plano unificado de numeração para todos os ramais VoIP e também para os ramais analógicos do PABX, mesmo que estejam localizados em outras cidades ou países. Aumento da produtividade: vendedores, executivos em viagem e profissionais podem acessar todos os recursos do sistema de telefonia através da Internet, aumentando o tempo que estão "conectados" na empresa. Redução do custo de operação da rede: qualquer modificação ou problema na rede pode ser diagnosticado em tempo real através de ferramentas de gerenciamento, tanto p/ a telefonia como p/ a rede de dados. Adicionar ou mover um telefone IP basta apenas ter um ponto de rede. Escalabilidade e flexibilidade: aumento do sistema de telefonia ao longo do tempo de acordo com o crescimento da empresa, sem causar impacto no serviço. Centros de atendimento podem ser distribuídos entre várias localidades, e o atendimento pode ser re-encaminhado de acordo com o fuso horário ou de acordo com o menor custo de mão-de-obra disponível. Baseado em padrões abertos: com uma solução PABX IP não ficamos presos apenas a um determinado fabricante, sendo possível a interoperabilidade entre diferentes marcas de equipamentos; Acesso através da Web: através de qualquer navegador Web, usuários do sistema podem administrar, configurar, acessar o correio de voz ou qualquer outra aplicação a partir de qualquer ponto da Intranet ou Internet, sem a necessidade de instalar algum software ou baixar plug-ins.

23 Mobilidade (1) AMSTERDÃ Possibilidade de levar o seu telefone fixo para onde você estiver. Basta uma conexão de Internet banda larga para utilizar a linha VoIP.

24 Mobilidade (2) Terminal Móvel Wi-Fi Terminal Móvel Wi-Fi e GSM Um benefício adicional da tecnologia VoIP está relacionado à utilização de terminais móveis em redes Wi-Fi; Surgimento de terminais móveis celulares híbridos (GSM e VoIP Wi-Fi) que possibilitam utilização simultânea das linhas e comutação automática entre as redes GSM e Wi-Fi; Custo de aquisição do terminal no Brasil ainda é uma barreira de entrada.

25 Diferenciação de atendimento, planos e tarifas Máqualidade no atendimento percebida no atendimento ao consumidor: Alto índice de reclamações junto ao serviço de proteção ao consumidor; Maior agilidade e flexibilidade no atendimento ao cliente em comparação às operadoras dominantes; Maior flexibilidade na oferta de planos e tarifas: Princípio da isonomia para as operadoras dominantes; Estratégia de atuação em nicho de mercado que não é foco das operadoras dominantes.

26 Cenário 1 Gateway s FXS c/ PABX tradicional de troncos analógicos Premissas e observações: Cliente já possui PABX Tradicional c/ portas analógicas disponíveis ou c/ possibilidade de expansão; Cliente já possui linhas analógicas da operadora incumbent; Cliente necessita programar encaminhamento de chamadas entrantes e saintes no PABX; Cliente não poderá usufruir da facilidade de número chave; Para o usuário final (ramais) a introdução das linhas VoIP é transparente. PABX Tradicional Ramais digitais Ramais analógicos Linha VOIP 1 Linha VOIP 2 GW FXS Dispositivo Banda Larga Internet

27 Cenário 2 Gateway FXS c/ PABX tradicional de troncos analógicos + Servidor Asterisk Premissas: Cliente já possui PABX Tradicional c/ troncos analógicos disponíveis ou c/ possibilidade de expansão; Cliente já possui linhas analógicas da operadora incumbent; Cliente necessita programar encaminhamento de chamadas entrantes e saintes no PABX; Cliente poderá usufruir da facilidade de número chave e ramais DDR; Para o usuário final (ramais) a introdução das linhas VOIP é transparente. PABX Tradicional Ramais digitais GW FXS Servidor Asterisk Dispositivo Banda Larga Internet Ramais analógicos Troncos Analógicos linha VOIP (número chave) ou N x linhas VOIP (Ramais DDR)

28 Cenário 3 Media Gateway c/ PABX tradicional de troncos digitais E1 Premissas: Cliente já possui PABX Tradicional c/ troncos digitais disponíveis ou c/ possibilidade de expansão; Cliente já possui troncos digitais da operadora incumbent; Cliente necessita programar encaminhamento de chamadas entrantes e saintes no PABX; Cliente poderá usufruir da facilidade de número chave e ramais DDR; Para o usuário final (ramais) a introdução das linhas VOIP é transparente. PABX Tradicional Ramais digitais Media Gateway Dispositivo Banda Larga Internet Ramais analógicos Tronco Digital E1 1 linha ALOHA IP (número chave) ou N x linhas ALOHA IP (Ramais DDR)

29 Cenário 4 PABX IP c/ ATA s integrados, ATA s individuais, IP Phones ou Softphones Premissas: Cliente não possui PABX Tradicional ou precisa incrementar a capacidade atual; Cliente poderá usufruir da facilidade de número chave e ramais DDR; A solução ficará puramente IP, sendo o PABX IP hospedado na empresa ou em ambiente externo; Os dispositivos de acesso utilizados pelos usuários finais será 100% VoIP (salvo a utilização de ATA c/ telefone analógico). ATA Integrado ATA Individual LAN PABX IP Dispositivo Banda Larga Internet IP Phone Softphone linha VOIP (número chave) ou N x linhas VOIP (Ramais DDR)

30 CONCLUSÕES FINAIS: A adoção do VoIP pelas empresas em substituição à telefonia tradicional atualmente já é uma realidade no mercado brasileiro; O principal apelo que hoje alavanca o mercado de VoIP sem dúvida ainda é a redução de gastos com serviços de voz; Um dos fatores decisivos no sucesso da prestação do serviço VoIP é a customização de um projeto específico de acordo com as necessidades de cada cliente primando pela qualidade do serviço entregue; Ainda temos um longo caminho até a consolidação do mercado VoIP no Brasil (atualmente mais de 90% do mercado de longa distância ainda estánas mãos das operadoras incumbents).

31 Empresa TMais SP Av. Paulista, nº º andar Cerqueira César São Paulo SP Central de Relacionamento TMais São Paulo, Belo Horizonte e Salvador ligue: Rio de Janeiro: Demais localidades:

Serviços Prestados Infovia Brasília

Serviços Prestados Infovia Brasília Serviços Prestados Infovia Brasília Vanildo Pereira de Figueiredo Brasília, outubro de 2009 Agenda I. INFOVIA Serviços de Voz Softphone e Asterisk INFOVIA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO INFOVIA MINISTÉRIO

Leia mais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais

Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Guia Técnico Inatel Guia das Cidades Digitais Módulo 3: VoIP INATEL Competence Center treinamento@inatel.br Tel: (35) 3471-9330 As telecomunicações vêm passando por uma grande revolução, resultante do

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR fevereiro/2011 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 QUEM SOMOS?... 4 3 PRODUTOS... 5 3.1 SMS... 6 3.2 VOZ... 8 3.3 INFRAESTRUTURA... 12 3.4 CONSULTORIA... 14 4 SUPORTE... 14

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens

SOBRE A CALLIX. Por Que Vantagens Callix PABX Virtual SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens SOBRE A CALLIX Por Que Vantagens Por Que Callix Foco no seu negócio, enquanto cuidamos da tecnologia do seu Call Center Pioneirismo no mercado de Cloud

Leia mais

Comunicação interligando vidas

Comunicação interligando vidas Comunicação interligando vidas APRESENTAÇÃO E PROPOSTA COMERCIAL 1. INTRODUÇÃO O presente documento contém o projeto técnico comercial para prestação dos serviços de locação, suporte, consultorias da área

Leia mais

Como explorar os recursos do Asterisk Epaminondas Lage

Como explorar os recursos do Asterisk Epaminondas Lage Como explorar os recursos do Asterisk Epaminondas Lage Apresentação Epaminondas de Souza Lage Epaminondas de Souza Lage popo@planetarium.com.br Formado em Engenharia Elétrica com ênfase em Sistemas Industriais

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Você conectado ao mundo com liberdade APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL > ÍNDICE Sobre a TESA 3 Telefonia IP com a TESA 5 Portfólio de produtos/serviços 6 Outsourcing 6 Telefonia 7 Web

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 5 VoIP Tecnologias Atuais de Redes - VoIP 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Estrutura Softswitch Funcionamento Cenários Simplificados de Comunicação em VoIP Telefonia

Leia mais

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio VoIP Peering Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio Histórico 2005 2004 2004 2003 2002 2001 2000 1999 1998 1996 1995 1993 Plataformas de Suporte ao Cliente Final Suporte ao protocolo SIP POP em Miami

Leia mais

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA 1. Implantação de Sistema de Call Center 1.1. O software para o Call Center deverá ser instalado em servidor com sistema operacional Windows (preferencialmente

Leia mais

Entendendo o Sistema

Entendendo o Sistema Entendendo o Sistema Passos para Venda: 1. O profissional escolhido efetua o cadastro na JG, se tornando um parceiro e vendedor. 2. O Parceiro visita empresas potenciais 3. O parceiro fecha um plano com

Leia mais

Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas

Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas BoF VoIP Experiências de Perspectivas RNP, Rio de Janeiro, 22 Agosto 2011 Edison Melo SeTIC/UFSC PoP-SC/RNP edison.melo@ufsc.br 1 Histórico Serviço VoIP4All

Leia mais

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 ASTERISK João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 VISÃO GERAL O que é Como funciona Principais Funcionalidades Vantagens vs PBX convencional O QUE É Software open-source, que corre sobre a plataforma Linux;

Leia mais

:: Telefonia pela Internet

:: Telefonia pela Internet :: Telefonia pela Internet http://www.projetoderedes.com.br/artigos/artigo_telefonia_pela_internet.php José Mauricio Santos Pinheiro em 13/03/2005 O uso da internet para comunicações de voz vem crescendo

Leia mais

ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014

ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014 ESCLARECIMENTO IV EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº. 883/2014 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO IV referente ao edital de licitação acima relacionado,

Leia mais

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011

LGW4000 Labcom Media Gateway. Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway Labcom Media Gateway Apresentação Geral 10/11/2011 LGW4000 Labcom Media Gateway LGW4000 é um Media Gateway desenvolvido pela Labcom Sistemas que permite a integração entre

Leia mais

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa.

Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. PABX Digital PABX Muito mais do que um simples PABX. Uma solução de economia para sua empresa. O ACTIVE IP é PABX inovador que possibilita a utilização da telefonia IP e convencional garantindo eficiência

Leia mais

A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia. para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções

A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia. para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções C O M U N I C A Ç Ã O D I G I T A L A Sothis é uma empresa provedora de voz e dados com suporte a gestão de economia para sua empresa. Através da Tecnologia de IP, dispomos de soluções para o trafego de

Leia mais

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA

MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA MODERNIDADE E TECNOLOGIA DE PONTA PARA A REALIDADE BRASILEIRA Pioneirismo tecnológico e FLEXIBILIDADE na migração O é uma plataforma de comunicação convergente, aderente às principais necessidades das

Leia mais

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES.

LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. v8.art.br LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO SEM LIMITES. www.liguetelecom.com.br 0800 888 6700 VOIP FIXO INTERNET LIGUE TELECOM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA QUEM BUSCA COMUNICAÇÃO

Leia mais

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA

VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA VOIP A REVOLUÇÃO NA TELEFONIA Introdução Saiba como muitas empresas em todo mundo estão conseguindo economizar nas tarifas de ligações interurbanas e internacionais. A História do telefone Banda Larga

Leia mais

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia

A EMPRESA SOLUÇÕES CORPORATIVAS SOLUÇÕES PARA OPERADORAS. Wholesale. Servidores SIP. Flat Fixo Brasil em CLI. IPBX Segurança e economia A EMPRESA A ROTA BRASIL atua no mercado de Tecnologia nos setores de TI e Telecom, buscando sempre proporcionar às melhores e mais adequadas soluções aos seus Clientes. A nossa missão é ser a melhor aliada

Leia mais

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes.

Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. Soluções convergentes em telefonia para sua empresa. Vantagens competitivas na comunicação entre você e seus clientes. A revolução na comunicação da sua empresa. mobilidade mobilidade Voz Voz vídeo vídeo

Leia mais

Revisão de Literatura

Revisão de Literatura Revisão de Literatura VoIP é um conjunto de tecnologias que usa a Internet ou as redes IP privadas para a comunicação de Voz, substituindo ou complementando os sistemas de telefonia convencionais. A telefonia

Leia mais

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente

Sistema M75S. Sistema de comunicação convergente Sistema M75S Sistema de comunicação convergente O sistema M75S fabricado pela MONYTEL foi desenvolvido como uma solução convergente para sistemas de telecomunicações. Com ele, sua empresa tem controle

Leia mais

Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP

Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP SOPHO is3000 Soluções de comunicação integrada para telefonia TDM e IP Benefícios Soluções de comunicação híbrida para telefonia TDM e IP Convergência de voz e dados em uma plataforma de alto desempenho

Leia mais

Estudo e Implantação de Solução de Voz Sobre IP Baseadas em Softwares Livres

Estudo e Implantação de Solução de Voz Sobre IP Baseadas em Softwares Livres Estudo e Implantação de Solução de Voz Sobre IP Baseadas em Softwares Livres Felipe Nogaroto Gonzalez Bacharelado em Sistemas de Informação Instituto Superior Tupy Orientador:

Leia mais

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações

Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Tecnologia VoIP Produtos, serviços e aplicações Fernando Canuto fcanuto@falevoice.com.br Diretor de Operações e Tecnologia Especialista em redes NGN www.falevoice.com Conteúdo da Palestra Evoluçao das

Leia mais

vdt IP PBX e CONTACT CENTER

vdt IP PBX e CONTACT CENTER vdt IP PBX e CONTACT CENTER CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS Configuração Híbrida : PAs via Softphones, Telefones analógicos, Telefones IP Fax em e-maill Aúdio e Vídeo conferência Mobilidade (ramais e agentes

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos de um PABX IP, suas características e aplicações.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos de um PABX IP, suas características e aplicações. PABX IP Este tutorial apresenta os conceitos básicos de um PABX IP, suas características e aplicações. Alberto Mitsuo Sato Engenheiro de Eletrônica e Telecomunicações (CEFET-PR 88), com certificado da

Leia mais

Termo de Referência. Lote 01 Telefonia Fixa

Termo de Referência. Lote 01 Telefonia Fixa Termo de Referência Contratação de serviços de Telefonia Fixa Comutada para acesso a ligações telefônicas de caráter Local, Longa Distância Nacional e Longa Distância Internacional, através de Linha(s)

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO PRESENCIAL Nº 27/15. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Constitui objeto da presente licitação o registro de preços para implantação de sistema de telefonia digital (PABX) baseado em servidor IP, com fornecimento

Leia mais

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações.

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações. O que esperar dos Serviços VoIP Este tutorial tem por objetivo apresentar os principais conceitos dos serviços VoIP e o que se pode obter desses serviços considerando principalmente as características

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REDES E SEGURANÇA DE SISTEMAS TELEFONIA IP E VOIP RESUMO Artigo Científico Curso de Pós-Graduação em Redes e Segurança de Sistemas Instituto

Leia mais

Panasonic KX-NCP500 KX-NCP1000

Panasonic KX-NCP500 KX-NCP1000 Linha PABX - 2009 Panasonic KX-NCP500 KX-NCP1000 PABX Panasonic - Soluções em Comunicação Soluções em Mobilidade Ramal Móvel IP Benefício Utilizando o Softphone IP da Panasonic em seu computador é possível

Leia mais

Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP. Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva

Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP. Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva Painel IV Aspectos Jurídicos de VoIP Prof. Dr. Cláudio R. M. Silva 1 Participantes * Cláudio Rodrigues Muniz da Silva DCO / UFRN; * Fabiano André de Sousa Mendonça DPUB / UFRN; * Lívio Peixoto do Nascimento

Leia mais

MODELOS XDS TRDS RDS

MODELOS XDS TRDS RDS MODELOS XDS RDS TRDS FLEXIBILIDADE Modelo Slots Troncos IP Ramais IP XDS 14 160 300 Portas TDM Portas IP Portas Total 160TIP + 300RIP 0 460 460 1 E1 + 312RA 342 0 342 2 E1 + 288RA 348 0 348 3 E1 + 264RA

Leia mais

Proposta para Prestação de Serviços

Proposta para Prestação de Serviços Proposta para Prestação de Serviços Implantação de uma Central Telefônica PABX ou IPBX Implantação de Link Digital E1 com 30 canais + 40 números DDR Implantação de Link de Internet Implantação de um software

Leia mais

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011

Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Pedido de Esclarecimento 01 PE 12/2011 Questionamento 1 : 20.1.1.2 - Sistema de telefonia IP ITEM 04 - Deve ser capaz de se integrar e gerenciar os gateways para localidade remota tipo 1, 2 e 3 e a central

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Rede de Telefonia Fixa Telefonia pode ser considerada a área do conhecimento que trata da transmissão de voz através de uma rede de telecomunicações.

Leia mais

Plataforma Sentinela

Plataforma Sentinela Plataforma Sentinela A plataforma completa para segurança corporativa A plataforma Sentinela é a mais completa plataforma para monitoramento e interceptação em tempo real, gravação e bilhetagem de chamadas

Leia mais

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial

REDES CORPORATIVAS. Soluções Avançadas para Comunicação Empresarial REDES CORPORATIVAS Presente no mercado há 31 anos, a Compugraf atua em vários segmentos da comunicação corporativa, oferecendo serviços e soluções de alta tecnologia, com reconhecida competência em diversos

Leia mais

Programa de Parceria

Programa de Parceria SUMÁRIO O PROGRAMA DE PARCERIA 2 1 - Procedimentos para tornar-se um parceiro Innovus 2 2 - Benefícios oferecidos aos Parceiros 2 2.3 - Revenda de Equipamentos 3 2.4 - Cursos Técnicos e Comerciais 3 2.5

Leia mais

Introdução à voz sobre IP e Asterisk

Introdução à voz sobre IP e Asterisk Introdução à voz sobre IP e Asterisk José Alexandre Ferreira jaf@saude.al.gov.br Coordenador Setorial de Gestão da Informática CSGI Secretaria do Estado da Saúde SES/AL (82) 3315.1101 / 1128 / 4122 Sumário

Leia mais

tendências Unificada Comunicação Dezembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 05 Introdução Como Implementar Quais as Vantagens

tendências Unificada Comunicação Dezembro/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 05 Introdução Como Implementar Quais as Vantagens tendências EDIÇÃO 05 Dezembro/2012 Comunicação Unificada Introdução Como Implementar Quais as Vantagens Componentes das Comunicações Unificadas 02 04 05 06 Introdução Nos últimos anos, as tecnologias para

Leia mais

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet

Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Alternativas de aplicação do serviço GPRS da rede celular GSM em telemetria pela Internet Marcos R. Dillenburg Gerente de P&D da Novus Produtos Eletrônicos Ltda. (dillen@novus.com.br) As aplicações de

Leia mais

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS

REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS REDE IP WAVENET INFRA-ESTRUTURA MULTISERVIÇOS IP WIRELESS TÓPICOS - INTRODUÇÃO - HISTÓRICO - INTERNET PONTO A PONTO - INTERNET PONTO MULTIPONTO - TECNOLOGIA WI-MESH - REDE MULTISERVIÇOS IP - CASOS PRÁTICOS

Leia mais

Soluções convergentes para redes de voz, estratégias de migração e seus impactos nas empresas

Soluções convergentes para redes de voz, estratégias de migração e seus impactos nas empresas Soluções convergentes para redes de voz, estratégias de migração e seus impactos nas empresas, Carlos Alberto Malcher Bastos, Marcos Tadeu von Lutzow Vidal, Milton Martins Flores Quem somos? Laboratório

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011 1. Quantos feixes digitais do tipo E1 R2MFC, deverão ser fornecidos? RESPOSTA: De acordo com a área técnica solicitante dos serviços, deverão

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Sumário 1. Quem somos 2. Nossa missão 3. O que fazemos 3.1. Nossos Serviços 3.2. Nossos Produtos 4. Solução de PABX IP - NetPBX 4.1. Solução de PABX IP 4.2. Solução de Billing 5.

Leia mais

Serviço fone@rnp: descrição geral

Serviço fone@rnp: descrição geral Serviço fone@rnp: descrição geral Este documento descreve o serviço de Voz sobre IP da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. RNP/REF/0347 Versão Final Sumário 1. Apresentação... 3 2. Definições... 3 3. Benefícios

Leia mais

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva

CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO. Por Leonardo Mussi da Silva CONVERGÊNCIA, VOIP E TRIBUTAÇÃO Por Leonardo Mussi da Silva Evolução do sistema telefônico como tudo começou 1875 Alexander Graham Bell e Thomas Watson, em projeto dedicado a telegrafia, se depararam com

Leia mais

PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS Comunicação total para a sua empresa Alcatel OmniPCX Office VOICE, INT A SOLUÇÃO DE COMUNICAÇÃO PA COM TUDO O QUE VOCÊ PRECISA, EM UM ÚNICO EQUIPAMENTO Como as pessoas apresentadas

Leia mais

Figura 1: Como um PABX IP se integra na Rede. PSTN, em português, é Rede de Telefonia Pública Comutada.

Figura 1: Como um PABX IP se integra na Rede. PSTN, em português, é Rede de Telefonia Pública Comutada. O Que é um PABX IP? Um PABX IP é um sistema completo de telefonia que fornece chamadas telefônicas em cima da redes de dados IP. Todas as conversações são enviadas como pacotes de dados sobre a rede. A

Leia mais

IP Communications Platform

IP Communications Platform IP Communications Platform A Promessa de Convergência, Cumprida As comunicações são essenciais para os negócios mas, em última análise, estas são conduzidas a nível pessoal no ambiente de trabalho e por

Leia mais

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA

TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA CORPORATE TRAJETÓRIA BEM SUCEDIDA De empresa regional para empresa nacional De 24 cidades em 9 estados para 95 cidades em 17 estados De 800 funcionários em 2000 para 8 mil atualmente Oferta completa de

Leia mais

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM?

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? Porque a Voz na Nuvem? 2 Índice Introdução... 3 Baixo Custo... 4 REQUISITOS MÍNIMOS DE CAPITAL... 4 EQUIPAMENTOS GENÉRICOS... 4 UTILIZAÇÃO DE MAIORES RECURSOS... 4 DESPESAS

Leia mais

Informações para implantação de equipamentos IP Intelbras

Informações para implantação de equipamentos IP Intelbras Informações para implantação de equipamentos IP Intelbras Descrição do pré-projeto - Configuração Quantos ramais analógicos contempla o projeto?. Quantos ramais digitais contempla o projeto?. Quantos ramais

Leia mais

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX

Guia do Usuário. Embratel IP VPBX Índice Guia do Usuário EMBRATEL IP VPBX 3 Tipos de Ramais 4 Analógicos 4 IP 4 FACILIDADES DO SERVIÇO 5 Chamadas 5 Mensagens 5 Bloqueio de chamadas 5 Correio de Voz 5 Transferência 6 Consulta e Pêndulo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FÓRUM TÉCNICO CONSULTIVO TELEFONIA IP Carlos José Rosa Coletti AI Reitoria Lazaro Geraldo Calestini Rio Claro Tatiana Pinheiro de Brito IA São Paulo Valmir Dotta FCLAr - CSTI Walter Matheos Junior IFT

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Redes Convergentes II Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é VOIP Se você nunca ouviu falar do VoIP, prepare-se para mudar sua maneira de pensar sobre ligações de longa distância. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é um método para pegar sinais de áudio analógico,

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Configuração Linksys SPA 2102 Versão 1.4 Guia de instalação do Linksys SPA 2102 O Linksys SPA 2102 possui: 01 Entrada de alimentação DC 5V (100-240V~) 01 Porta Ethernet (LAN) conector RJ 45 01

Leia mais

CoIPe Telefonia com Tecnologia

CoIPe Telefonia com Tecnologia CoIPe Telefonia com Tecnologia A proposta Oferecer sistema de telefonia digital com tecnologia que possibilita inúmeras maneiras de comunicação por voz e dados, integrações, recursos e abertura para customizações.

Leia mais

Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Solução Completa 7 Linha Vectura - Controle 12 Linha Vectura - Acesso 14 Linha Vectura - Serviços 19

Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Solução Completa 7 Linha Vectura - Controle 12 Linha Vectura - Acesso 14 Linha Vectura - Serviços 19 Índice Benefícios da NGN 2 Arquitetura OPT 4 Modelo Open Packet Telephony 4 Camada de Controle 4 Camada de Transporte 5 Camada de Serviços 5 Vectura na Arquitetura OPT 6 Solução Completa 7 Longa Distância

Leia mais

Protocolos Sinalização

Protocolos Sinalização Tecnologia em Redes de Computadores Fundamentos de VoIP Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com São protocolos utilizados para estabelecer chamadas e conferências através de redes via IP; Os

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produtos: PABX Virtual e Call Center Virtual. www.locaweb.com.br Página 1 de 10

PROPOSTA COMERCIAL. Produtos: PABX Virtual e Call Center Virtual. www.locaweb.com.br Página 1 de 10 PROPOSTA COMERCIAL Produtos: PABX Virtual e Call Center Virtual www.locaweb.com.br Página 1 de 10 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRA-ESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 REQUISITOS

Leia mais

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz

Sua voz é essencial. As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz Sua voz é essencial As soluções de telefonia OpenScape Enterprise oferecem o poder da voz A voz confiável e de alta qualidade é essencial para a empresa As conversas envolvem interação em tempo real em

Leia mais

Possui todas as facilidades para as comunicações empresariais internas e externas:

Possui todas as facilidades para as comunicações empresariais internas e externas: Descrição: A Família TC Voice Net está dividida em 4 modalidades: TC Voice, TC Voice Net, Voice Net + e VPN Voice Net. O TC Intervox está dividido em 2 modalidades: TC Intervox Comercial e TC Intervox

Leia mais

Fidelize sua operadora e tenha reduções imediatas

Fidelize sua operadora e tenha reduções imediatas Gateway E1-SIP µtech Gateway E1-SIP: a evolução ao seu alcance O conhecido dispositivo para interconexão de redes IP com a rede de telefonia comutada evoluiu. Além de proporcionar a integração de redes

Leia mais

QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 013/2015

QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 013/2015 QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 013/2015 Questionamento 01 Do TR - O sistema de Contact Center deverá ser composto de solução de telefonia comutada, do tipo PABX digital, temporal, controlada por programa

Leia mais

Descubra um mundo de benefícios em uma solução de comunicação corporativa.

Descubra um mundo de benefícios em uma solução de comunicação corporativa. Business Communications Server KX-NS1000 Business Communications Server O Grupo Panasonic não mede esforços para ser uma empresa inovadora ecologicamente correta com perspectiva global. Esforços ambientais

Leia mais

Manual do Digitronco. Sumário. A empresa do cliente consegue fazer várias ligações ao mesmo tempo.

Manual do Digitronco. Sumário. A empresa do cliente consegue fazer várias ligações ao mesmo tempo. Manual do Digitronco A empresa do cliente consegue fazer várias ligações ao mesmo tempo. Sumário 1. Introdução... 2 2. Conceito... 2 3. Tecnologia... 4 4. Topologia... 5 5. Diferencial... 6 5.1. Franquia

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES Capítulo 8 TELECOMUNICAÇÕES E REDES 8.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES TELECOMUNICAÇÕES E REDES 1 OBJETIVOS 1. Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? 2. Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização deve utilizar? 3. Como sua

Leia mais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais

Série SV8000 UNIVERGE 360. UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Série SV8000 UNIVERGE 360 UNIVERGE 360 - Unificando as Comunicações Empresariais Tudo a ver com mudança E estar preparado para ela Com UNIVERGE360 você estabelece a direção. O ambiente de trabalho está

Leia mais

Qando falamos em VOIP

Qando falamos em VOIP Disc-OS, o SoftPABX tropicalizado Asterisk à moda brasileira CAPA Voltada para o mercado brasileiro, a distribuição Disc-OS veio para diminuir a linha de aprendizagem e facilitar a instalação do Asterisk

Leia mais

A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo

A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo A ECONET EVOLUTION S.A.S. nasce no ano de 2012 na Colômbia. Com sua filosofia de crescimento e expansão, projeta-se no mercado mundial, oferecendo profissionalismo, velocidade, qualidade e conhecimento

Leia mais

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução Formalmente, o IP Multimedia Subsystem (IMS) é definido como:... um novo 'domínio' principal da rede (ou

Leia mais

CGW-PX1 Gateway SIP GSM

CGW-PX1 Gateway SIP GSM Interface de conexão SIP entre PABX e rede Celular Interconecte seu PABX ou Switch SIP com a rede celular GSM O gateway CGW-PX1 é um dispositivo que interconecta seu PABX ou switch de voz com as redes

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

6.4.4 Requisitos dos Equipamentos. 6.4.4.1 Roteadores

6.4.4 Requisitos dos Equipamentos. 6.4.4.1 Roteadores 111 Vale ressaltar que os métodos apresentados devem ser cuidadosamente avaliados na hora da sua aplicação, pois estes algoritmos, quando integrados ao ambiente de um fabricante, podem perder suas características

Leia mais

Tecnologia ao seu dispor

Tecnologia ao seu dispor Tecnologia ao seu dispor EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE 1987 Janeiro Fundação como empresa de prestação de serviços na área da electrónica e Centro de Assistência Técnica para o Sul do País de um fabricante de

Leia mais

sentinela A plataforma completa para segurança corporativa LINHA Interceptação Monitoração Gravação Relatórios Gestão Tarifação

sentinela A plataforma completa para segurança corporativa LINHA Interceptação Monitoração Gravação Relatórios Gestão Tarifação LINHA sentinela Interceptação Monitoração Gravação Relatórios LINHA sentinela Gestão Tarifação A plataforma completa para segurança corporativa O Sentinela é uma plataforma de segurança voltada para telefonia

Leia mais

HiPath 1100. Communication for the open minded. Produto Beneficiado pela Legislação de Informática

HiPath 1100. Communication for the open minded. Produto Beneficiado pela Legislação de Informática HiPath 1100 A linha de equipamentos que proporciona à sua empresa uma solução em comunicação com qualidade e garantia de economia, eficiência e agilidade no atendimento. Produto Beneficiado pela Legislação

Leia mais

Sumário. VoIP - Vantagens e Desafios. Introdução ao VoIP Estado da Arte Case Studies Vantagens Desafios Próximos passos. Rui Ribeiro. sip:racr@fccn.

Sumário. VoIP - Vantagens e Desafios. Introdução ao VoIP Estado da Arte Case Studies Vantagens Desafios Próximos passos. Rui Ribeiro. sip:racr@fccn. VoIP - Vantagens e Desafios Rui Ribeiro sip:racr@fccn.pt 19 Janeiro 2006 1 Sumário Introdução ao VoIP Estado da Arte Case Studies Vantagens Desafios Próximos passos 2 VoIP Introdução ao VoIP Definição

Leia mais

CoIPe. Telefonia com Tecnologia

CoIPe. Telefonia com Tecnologia CoIPe Telefonia com Tecnologia Qualidade de voz e mais 1.Economia 2.Integração 3.Autonomia 4.Ferramentas de Produção 5.Bilhetagem completa Recursos Fundamentais 1.Dados de Cadastro Campo com informações

Leia mais

www.easyinformatica.com.br (42)3226-5606

www.easyinformatica.com.br (42)3226-5606 www.easyinformatica.com.br (42)3226-5606 SOLUÇÃO VOIP PARA PROVEDORES DE INTERNET 0800 VoIP Revenda Telefonia VoIP Central de Atendimento ao cliente REVENDA TELEFONIA VOIP Aumente seus lucros, lucro de

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Atendimento virtual através de multi sites

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Atendimento virtual através de multi sites XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Atendimento virtual através de multi sites Valéria de Freitas Knopp Fabiano Tozine

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com A CONVERGÊNCIA DE DADOS E VOZ NA PRÓXIMA GERAÇÃO DE REDES Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução A convergência, atualmente um dos temas mais discutidos na indústria de redes,

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

A TELEMAR NORTE LESTE S/A

A TELEMAR NORTE LESTE S/A Belo Horizonte, 18 de dezembro de 2012. À EMATER-MG Ref.: Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) A TELEMAR NORTE LESTE S/A, sociedade anônima prestadora de serviços de telecomunicações, regularmente

Leia mais

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1 Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio slide 1 Objetivos de estudo Quais os principais componentes das redes de telecomunicações e quais as principais tecnologias de rede? Quais os principais

Leia mais