ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2014/78, de 19/05/2014.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2014/78, de 19/05/2014."

Transcrição

1 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2014/78, de 19/05/2014. OBJETO: CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO ESPECIALIZADO EM PRODUTOS DE SOFTWARE E EM TECNOLOGIAS RELACIONADOS COM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. DATA: 15/10/2014 HORÁRIO: 13h LOCAL: SALA 1 BLOCO E-1 TÉRREO Na data, horário e local acima indicados, a Pregoeira ANA LÚCIA Negreiros Cavalcante procedeu à análise, auxiliada pelo parecer técnico da área responsável pela demanda da licitação, das razões dos recursos interpostos, em tempo hábil, pelas empresas IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. e BRQ SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA S.A. ora denominadas Recorrentes, bem como das contrarrazões aos mesmos, apresentadas, no prazo legal, pela empresa STEFANINI CONSULTORIA E ASSESSORIA EM INFORMATICA S.A., ora denominada Recorrida. DO PRIMEIRO RECURSO - IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. Insurge-se a Recorrente contra a decisão que a declarou inabilitada no certame acima epigrafado: (...) Na etapa de lances, em primeiro lugar ficou a empresa RESOURCE AMERICANA LTDA; em segundo, BRQ Soluções em Informática S/A (ora Recorrida) e em terceiro, IVIA Serviços de Informática Ltda.(ora Recorrente).Convocada a empresa com melhor lance (RESOURCE), para apresentar os documentos de habilitação, foi desclassificada. A Recorrente reproduz a mensagem do chat datado de 06/6/2014, onde consta a motivação para o ato, ou seja, descumprimento dos subitens e do Edital, com amparo no parecer da área técnica demandante da licitação que se manifestou pela desclassificação da proposta da empresa RESOURCE por não atendimento a 4(quatro) itens obrigatórios de atendimento imediato, não guardando consonância com às exigências estabelecidas no Edital. Prossegue a Recorrente: Assim, foi chamada a empresa com o segundo melhor lance para apresentar os documentos da fase de habilitação, ato contínuo, a equipe de apoio declarou, inicialmente, vencedora a empresa BRQ Soluções em Informática S/A, contudo, após Recurso Administrativo, constatou-se que a referida empresa não havia validado suas planilhas, em conformidade com as regras estabelecidas no edital (...).Desta feita, a empresa IVIA Serviços de Informática, ora Recorrente, por ter o terceiro melhor lance, foi convocada para apresentar os documentos de habilitação, o fazendo no prazo legal. Ocorre que também fora considerada inabilitada sob a alegação de que não teria cumprido o item do edital em comento. (...) Transcrevendo o teor do Parecer nº 2014/ , no que tange à análise dos requisitos de habilitação da ora Recorrente, emitido pelo Ambiente de Sistemas de Informação BNB, através do Gerente de Ambiente, em conjunto com o Gerente Executivo:[...]Fazendo referência ao pregão 2014/078, que tem como objeto Contratação dos serviços de suporte técnico especializado em produtos de software e em tecnologias relacionados com desenvolvimento de sistemas, informamos que:i) Realizamos avaliação da documentação fornecida pela empresa IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA tendo como escopo o item 8. DA HABILITAÇÃO subitem ;ii) O detalhamento do item verificado encontra-se no ANEXO I a esta correspondência;iii) Os atestados apresentados pela empresa abrangem de forma parcial as tecnologias para as quais será prestado o serviço de suporte técnico especializado.em função da avaliação técnica ter demonstrado que a proposta técnica do licitante não atende a 2 (dois) itens obrigatórios de atendimento imediato, concluímos manifestando nosso parecer técnico, em consonância às regras do edital, pela inabilitação da proposta do licitante IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. (destaque original). No referido Parecer, nota-se que não consta quais os supostos dois itens obrigatórios não atendidos pela ora Recorrente e, além disso, (...) a Recorrente, ao contrário do que alegou a Pregoeira, cumpriu TODOS os requisitos obrigatórios da disputa e apresenta-se, tecnicamente, apta à execução dos serviços objeto do Edital nº 0078/2014 BNB (...)cumpriu devidamente, todos os requisitos da fase de habilitação, notadamente o item (...) Pertinentemente ao conteúdo dos atestados apresentados, verifica-se, a partir do exame do Anexo II: Tipo I Gestão de configuração e mudança; Tipo II Administração de dados e banco de dados; Tipo III Testes formais e validação de testes; Tipo IV Arquitetura Microsoft; Tipo V Arquitetura Java; Tipo VI Arquitetura de integração; Tipo VII Arquitetura Mainframe; Tipo VIII Apoio metodológico; Tipo IX Suporte técnico em redes e conectividade; Tipo X Arquitetura de soluções móveis, que a ora Recorrente, IVIA Serviços de Informática Ltda., comprovou sua vasta experiência na realização de serviços em ATIVIDADES COMPATÍVEIS COM O OBJETO DO EDITAL Nº 0078/2014 BNB. (...) a experiência para fins de habilitação deve ser comprovada, através de experiência em atividades semelhantes, não necessariamente idênticas, consoante,

2 inclusive, determinação do próprio subitem e Por conseguinte, a comprovação de experiência com a utilização dos produtos e dados indicados no ANEXO II, resultou na exigibilidade de uma experiência com prestação de serviços de suporte especializado, instalação/configuração, treinamento ou desenvolvimento de aplicações utilizando esses produtos e dados. Diante disso, a ora Recorrente apresentou os atestados de comprovação de prestação de serviços técnicos emitidos pelo Banco do Nordeste do Brasil S/A BNB, referentes aos Contratos nº 2007/119(23/05/2007 a 22/11/2007); 2006/403 e 2007/339; pela UNIMED de Fortaleza Cooperativa de Trabalho Médico Ltda., do contrato com vigência de 03/11/2006 até o momento; pela Secretaria de Estado e Tributação do Rio Grande do Norte SET/RN, em relação ao Contrato nº 013/2012 (vigência de 01/01/2013 até o momento); pelo Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco DETRAN/PE, atinente ao Contrato nº 007/2011 (vigência de 01/02/2011 até o momento). Diante disso, faz-se a seguinte demonstração de atendimento ao requisito de aptidão no desenvolvimento de serviços compatíveis com aqueles demandados pelo Edital, veja-se: REQUISITO Anexo II COMPROVAÇÃOTipo I Gestão de configuração e mudança; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo II Administração de dados e banco de dados; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo III Testes formais e validação de testes; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014; Tipo IV Arquitetura Microsoft; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo V Arquitetura Java; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014; Tipo VI Arquitetura de integração; Atestado emitido pelo BNB, datado de datado de 07/03/2008 c/c Atestado emitido pela SET-RN e pelo DETRAN/PE;Tipo VII Arquitetura Mainframe; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo VIII Apoio metodológico; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo IX Suporte técnico em redes e conectividade; Atestado SET-RN e DETRAN-PE; Tipo X Arquitetura de soluções móveis Atestados emitidos pela UNIMED; pela SET-RN e pelo DETRAN-PE; Arquitetura PowerBuilder Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014; Através da leitura atenta dos referidos atestados, nota-se que a Recorrente encontra-se, plenamente, capacitada para a consecução do objeto do Edital com ampla experiência no mercado, nos setores público e privado. Ademais, cumpre registrar que a experiência deve ser demonstrada no que se refere à execução e ao desempenho dos serviços, não ao manuseio dos produtos, em cada uma de suas especificidades. Mesmo assim, a Pregoeira e sua douta equipe, entenderam pertinente a realização de diligência junto à SET/RN e ao DETRAN/PE, em atendimento ao 3º, do art. 43, da Lei nº 8.666/93 e aos princípios da economicidade e eficiência, da Administração Publica, bem como, em respeito ao entendimento jurisprudencial do TCU (Tribunal de Contas da União), no que tange à necessidade de realização de esclarecimentos, quando não houver modificação da estrutura dos preços ofertados. Em atendimento à diligência, através da qual se buscava saber quais os produtos que a SET/RN e o DETRAN/PE utilizavam, no desenvolvimento dos seus contratos, sob a responsabilidade da ora Recorrente, foi constatado que os produtos objeto dos contratos não eram idênticos ao solicitado pelo Edital em epígrafe. Ocorre que, no que diz respeito a serviços de informática, torna-se óbvio constar que os produtos, dificilmente, serão 100% (cem por cento) idênticos de uma entidade a outra. A despeito disso, a partir de Parecer Técnico, extremamente restrito e furtivo aos termos do edital, como acima demonstrado, a douta Pregoeira e sua equipe entenderam pela inabilitação da empresa IVIA Serviços de Informática Ltda. Indispensável, por isso, explicitar que, para dar ensejo à contratação de empresa, a qual, preste serviços de informática, o essencial é que, em caso de contratações públicas, a licitante comprove ser capaz de desenvolver os serviços demandados, além disso o próprio Edital nº 078/2014 BNB, salienta: atestado(s) de capacidade técnica, expedido(s) por pessoa(s) jurídica(s) de direito público ou privado, que comprove(m) a aptidão para desempenho de atividade compatível com o objeto deste Edital;, capacidade essa, extremamente, demonstrada pelos atestados apresentados, consoante percebe-se da tabela ilustrativa acima apresentada.(...) A Recorrente faz uma longa explanação sobre o disposto no Art.3º da Lei nº 8.666/93, do princípio a vinculação ao instrumento convocatório, e, ainda, reproduzindo algumas jurisprudências, e lições de Marçal Justen Filho, para reafirmar que, além de apresentar mais de 08 anos de experiência na consecução de serviços em Tecnologia de Informática, mostrou, através dos Atestados de Capacidade Técnica, quando da fase de Habilitação, já ter realizado serviços, alguns exatamente idênticos e outros, semelhantes, ao objeto do edital sob exame, portanto, respeitando o Edital nº 078/2014 BNB e as disposições normativas aplicáveis à espécie, que buscam a capacidade técnica para desenvolvimento de atividade compatível.tem-se, assim, de modo cristalino que não poderia a ora Recorrente ter sido declarada inabilitada pelo simples fato de não ter executado de modo igual todos os serviços demandados pelo certame. Ora, a situação na qual se encontra a Recorrente transparece patente mácula ao

3 princípio da competitividade, ao restringir, sem qualquer justificativa plausível, a participação da Recorrente no procedimento licitatório acima epigrafado: O objetivo da licitação é gerar uma disputa isonômica entre os concorrentes, sempre com vistas a selecionar a melhor opção, dentre as possíveis, para a Administração. Assim, é proibido aos agentes públicos admitir, prever, incluir ou tolerar, nos atos de convocação, cláusulas ou condições que comprometam, restrinjam ou frustrem o seu caráter competitivo e estabeleçam preferências ou distinções [...]. (PRADO, Leandro Cadenas. Licitações e contratos. 4 ed. Niterói: Impetus, p. 27). Resta, por conseguinte, ilegal e avessa aos princípios inerentes à atuação da Administração Pública, a conduta da douta Pregoeira e sua respeitável equipe, no sentido a declarar inabilitada a ora Recorrente. Conclui seu recurso invocando os princípios legais da legalidade, economicidade, eficiência, competitividade e da premissa licitatória referente à escolha da proposta mais vantajosa à Administração, bem como jurisprudência do TCU, para requerer, ao final, a reforma da decisão que a inabilitou, após reanálise de seus atestados de capacidade técnica, para julgar a Recorrente vencedora da licitação. DO SEGUNDO RECURSO: BRQ SOLUÇÕES EM INFORMÁTICA LTDA. Aduz, resumidamente, que: inconformada, a empresa IVIA interpôs Recurso Administrativo visando reformar a r. decisão, afirmando equivocadamente, que esta D. Comissão não havia validado as planilhas de propostas e que a recorrente, BRQ, descumpriu os termos do Edital do Processo Licitatório em cotejo.3. Em suas alegações, naquela oportunidade, sustentou a licitante IVIA que a planilha apresentada pela BRQ, ora recorrente, estava incorreta no tocante ao percentual de FGTS apresentado, pois onde deveria constar o percentual de 8%, constou 8,33%. Após apresentação de resposta da BRQ ao Recurso interposto pela empresa IVIA, esta D. Comissão julgou procedente em parte, a insurgência apontada no recurso da licitante IVIA, mantendo a sagração da BRQ, mas, determinando a correção da planilha, verbis: Senhores licitantes, considerando registro de intenção de recurso da empresa IVIA contra o julgamento da proposta apresentada pela empresa BRQ SOLUCOES EM INFORMATICA S.A, temos a registrar que constatamos a procedência das alegações apresentadas em relação a erro de cálculo da proposta, bem como na cotação de encargos diferentes do estabelecido no edital. No entanto, vale registrar que referidos erros são passíveis de ajustes, conforme estabelece o item 14.9 do edital e o 2º do Art. 29-A da Instrução Normativa MP nº 02/2008, com alterações posteriores, explicitamente prevê a possibilidade de ajustes na planilha de custos e formação de preços, a seguir parcialmente transcrito: "Erros no preenchimento da Planilha não são motivo suficiente para a desclassificação da proposta, quando a Planilha puder ser ajustada sem a necessidade de majoração do preço ofertado,... ". Sendo assim, com base no princípio da autotutela a Administração reconhece o equivoco da aceitação da proposta sem que tenha efetuado o devido ajuste, motivo pelo será solicitado à empresa BRQ que proceda os ajustes no cálculo de sua proposta e na planilha de encargos sociais, de modo que o valor do lance ofertado/negociado não seja majorado. Em vista do exposto, considerando as alegações relativas ao subitem do Edital procederemos com a aceitação do recurso. Diante de tal decisão, a I. Pregoeira abriu prazo para a BRQ apresentar a planilha com o índice do FGTS corrigido. Dentro do prazo estabelecido pela I. Pregoeira, a BRQ apresentou as planilhas com a correção pertinente, inerente ao índice do FGTS, sem, no entanto, efetuar qualquer majoração no preço ofertado. Porém, não concordando com os percentuais apresentados pela BRQ, em às 15:46:22 a I. Pregoeira determinou que as planilhas de custos e formação de preços fossem reapresentadas, no seguinte escopo, verbis: Para BRQ SOLUÇÕES EM INFORMATICA S.A - Senhor licitante, na análise de sua proposta verificamos que não foram feitos todos os ajustes necessários, que a seguir informaremos: Na planilha de encargos sociais constam os seguintes erros: item 8 (Grupo A), permanece o percentual de 0,50% quando a legislação determina 0,60%; item 14 (Grupo B), permanece o percentual de 2,00% quando a legislação determina 1,94%; item 18 (Grupo C), o percentual foi ajustado para 2,95% quando a legislação determina o percentual mínimo de 4,0%; de modo que permanecem errados os percentuais totais dos grupos e o percentual total geral dos encargos sociais.na planilha de custos e formação de preços, consta que o percentual das obrigações sociais sobre o preço total da proposta é de 22,39%, que não corresponde à soma dos percentuais dos encargos sociais de 74,04%, mas o percentual de 47,62%, como consta na própria planilha. Sendo assim, concederemos a essa empresa uma última chance de correção das referidas planilhas, salientando que:1) sejam feitas as correções na planilha de encargos sociais, de modo que o seu percentual total corresponda ao percentual informado na planilha de composição de custos da mão de obra, evitando assim, alteração em toda a planilha;2) permaneça o percentual total e o valor total da planilha de composição de custos da mão de obra, em 100%. Complementando, que não haja alteração nos valores da planilha da proposta (Anexo IX - Descrição dos Serviços). e R$ ,00, respectivamente. Ocorre que a referida determinação não poderia ser integralmente cumprida, por dois motivos distintos: 1) o modelo de planilha constante do Edital NÃO POSSUI O ITEM 8 DO GRUPO A e 2) os percentuais, nos demais campos,

4 mencionados pela I. Pregoeira, não correspondiam ao que constava na planilha anteriormente preenchida e enviada pela Recorrente BRQ.9. Assim, logo após enviar o escopo da planilha, via chat a I. Pregoeira solicitou a recorrente, BRQ, para retificar a informação dada no chat e rapidamente, informou a forma pela qual a planilha deveria ser ajustada. Diante da alteração informada através do contato telefônico, a recorrente, BRQ efetuou o ajuste, conforme havia depreendido que seria necessário e, no mesmo dia, antes do prazo de 02 (duas) horas estabelecido, exatamente às 17:03, reencaminhou via sistema comprasnet as planilhas atualizadas. Alega a Recorrente que, após receber as planilhas às 17h22min, a Pregoeira enviou mensagem por à ora Recorrente informando que a planilha recebida, apresentava, outra vez, erro por falta de atenção na leitura referente ao cálculo do Grupo E e item 19, solicitando a correção e envio por , com a máxima urgência, dentro do prazo. Afirma a Recorrente que reapresentou as planilhas de custo e formação de preços, sem alterar o preço inicial, encaminhando-a, segundo ela conforme expressamente determinado, por . Alega, ainda, que foi surpreendida no dia 16/7/2014, quando, na retomada do certame, a Pregoeira procedeu à sua inabilitação no Pregão: Para BRQ SOLUCOES EM INFORMATICA S.A - Senhor, infelizmente não poderemos aceitar a correção de sua planilha pela terceira vez, enviada por , ainda que dentro do prazo, haja vista o disposto no item 7.9 do edital, referente ao envio via Sistema, em atendimento aos princípios da publicidade, da vinculação ao edital e aos demais princípios correlatos. Além do que na mensagem do dia 15/07/2014 às 15:26:09, informamos: "Sendo assim, concederemos a essa empresa uma última chance de correção das referidas planilhas, (...).Registramos ainda que não pode a Pregoeira, retardar a conclusão do certame, concedendo indefinidamente chances para correção de erros persistentes. Em ato seguinte, a Pregoeira determinou que a licitante IVIA, segunda colocada, enviasse proposta e documentação a qual foi declarada inabilitada por falta de atendimento as exigências do edital. Convocada posteriormente, a licitante STEFANINI, a qual teve sua proposta aceita e após analisar a documentação enviada pela referida empresa, sagrou-a vencedora do certame. Entretanto, inconformada com a r. decisão que a desclassificou do Pregão, no prazo legal, maneja o presente Recurso Administrativo pelos seguintes fundamentos, buscando sua revisão. Com base nas exigências do Edital, os Atestados de Capacidade Técnica apresentados pela licitante STEFANINI não atenderam o TIPO I e TIPO VII. As ferramentas são citadas como apoio ao desenvolvimento da Fábrica de Software, como podemos observar nos atestados (...).. A planilha de preços apresentada pela empresa STEFANINI possui erros de cálculo, visto que o somatório dos valores das colunas não condiz com a soma dos valores totais. Desta forma, espera seja que o presente recurso com atribuição de efeito suspensivo e, após a audiência do contrário, seja provido para o fito de reformar a r. decisão guerreada, declarando a recorrente, BRQ, como vencedora do certame, por ser da mais inteira JUSTIÇA. DA IMPUGNAÇÃO AOS DOIS RECURSOS: Contrarrazoando os recursos, a empresa STEFANINI CONSULTORIA E ASSESSORIA EM INFORMATICA S.A assim discorre: Sendo desnecessário relatar os fatos que compuseram o presente certame, eis que já extensamente relatados pelas recorrentes IVIA e BRQ, nos concentraremos em contra argumentar as razões que levaram IVIA e BRQ a apresentarem os respectivos Recursos Administrativos.I Do Recurso Administrativo da empresa IVIA -Recorre a IVIA unicamente no que se refere a sua desclassificação, não apresentando quaisquer restrições à habilitação e documentação da STEFANINI. Ainda assim, os argumentos apresentados não devem prosperar como a seguir demonstraremos. Alega resumidamente a IVIA que os atestados por ela apresentados, ao contrário da análise feita pela área técnica do BNB, atendem aos requisitos exigidos pelo Edital. Sustenta sua alegação baseada no fato de que não poderia ser exigido 100% de similaridade entre o escopo dos atestados e o objeto do edital. Alega ainda que os atestados apresentados atenderiam aos requisitos da seguinte forma, conforme exposto em seu recurso: REQUISITO Anexo II COMPROVAC AÕTipo I Gestaõ de configurac aõ e mudanc a; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo II Administrac a o de dados e banco de dados; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo III Testes formais e validação de testes; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo IV Arquitetura Microsoft; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo V Arquitetura Java; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014;Tipo VI Arquitetura de integração; Atestado emitido pelo BNB, datado de datado de 07/03/2008 c/c Atestado emitido pela SET-RN e pelo DETRAN/PE;Tipo VII Arquitetura Mainframe; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014; Tipo VIII Apoio metodológico; Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014; Tipo IX Suporte tećnicos em redes e conectividade; Atestado SET-RN e DETRAN-PE; Tipo X Arquitetura de soluções mo veis Atestados emitidos pela UNIMED; pela SET-RN e pelo DETRAN-PE; Arquitetura PowerBuilder Atestado emitido pelo BNB, datado de 18/07/2014; Em sua análise superficial, deixa de considerar o item do Edital, que foi o motivador de sua desclassificação: considera-se atividade compatível a prestação de serviço de suporte técnico

5 especializado nas tecnologias objeto deste Edital (grifo nosso).ora, como se observa da leitura do edital, os itens apontados pela IVIA como atendidos pelos atestados não trazem em seu bojo a totalidade das tecnologias exigidas pelo Edital, conforme descrito no item 4 do Anexo I do Edital, conforme descrevemos a seguir: Os serviços de suporte técnico objeto desta proposição abrangem o suporte a produtos de software e suporte às tecnologias relacionadas no Anexo II - Serviço de Suporte Especializado - Descrição das Atividades e Anexo VI - Ambiente operacional da plataforma.[ ]Adiante segue relação dos tipos de serviços cujo detalhamento está descrito no Anexo II - Serviço de Suporte Especializado - Descrição das Atividades:[...] ANEXO II SERVIÇO DE SUPORTE ESPECIALIZADO - DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Este anexo tem por objetivo descrever os serviços de suporte técnico especializado. O serviço de suporte técnico especializado será prestado conforme o tipo da tecnologia por equipe do CONTRATADO com especialidades e atividades definidas.[ ]TIPO I GESTÃO DE CONFIGURAÇÃO E MUDANÇA,TIPO I.I- Especialidade em IBMRationalClearCase, IBM Rational Team Concert e IBM Rational BuildForge. TIPO II ADMINISTRAÇÃO DE DADOS E BANCO DE DADOS TIPO II.I - Especialidade em Microsoft SQL Server. TIPO II.II -Especialidade em IBM DB2 for z/os e InfoSphereFederation Server. TIPO III QA -TESTES FORMAIS E VALIDAC AÕ DE TESTES TIPO III.I - Especialidade em IBM RationalTestManager, IBM RationalClearQuestTestManager, IBM RationalManualTester e IBM RationalQuality Manager. TIPO III.II- Especialidade em IBM Rational TestManager, IBM Rational ClearQuestTestManager, IBM Rational ManualTester, IBM Rational Quality Manager, IBM Rational Functional Tester, IBM Rational Performance Tester e IBM Rational Robot. TIPO III.III - Especialidades de IBM Websphere Application Server. TIPO III.IV-Especialidade em IBM DB2 for z/os e Compuware File-Aid DB2. TIPO III.VI - Especialidade na plataforma Microsoft.NET com Microsoft Visual Studio. TIPO IV ARQUITETURA MICROSOFT TIPO IV.I- Especialidade na plataforma Microsoft.NET com Microsoft Visual Studio. TIPO IV.II- Especialidade em Sybase PowerBuilder. TIPO V ARQUITETURA JAVA TIPO V.I - Especialidade na plataforma Java com IBM Rational Software Architect e IBMWebsphereApplication Server. TIPO VI ARQUITETURA DE INTEGRAÇÃO TIPO VI.I- Especialidade em IBM WebsphereIntegration Designer, IBM WebsphereProcess Server, IBM Websphere Business Monitor, IBM WebsphereMessageBroker, IBM RationalAsset Manager e IBM Websphere Service Registry and Repository. TIPO VII ARQUITETURA MAINFRAME TIPO VII.I - Especialidade nas linguagens de programação COBOL e EGL utilizando as ferramentas IBM Rational Developer for System Z, IBM Rational Business Developer, Microfocus Modernization Workbench e gerência de recursos CICS e IBM MQ Series for z/os. TIPO VIII APOIO METODOLÓGICO TIPO VIII.I - Especialidade em IBM Rational ClearQuest, IBM Rational Team Concert, IBM RationalRequirements Composer TIPO IX SUPORTE TÉCNICO EM REDES E CONECTIVIDADE TIPO IX.I- Especialidade em redes Microsoft e Sistemas Operacionais Linux. TIPO X ARQUITETURA DE SOLUÇÕES MÓVEIS TIPO X.I- Especialidade Sistema Operacional Google Android. TIPO X.II- Especialidade Sistema Operacional Apple IOS.[...] Desconsidera ainda a IVIA, que os atestados por ela fornecidos foram diligenciados junto aos emitentes, conforme parecer técnico referido em ata, procedimento que foi adotado corretamente pela equipe técnica do certame, em face dos atestados não demonstrem claramente o atendimento ao requerido, sendo certo que a diligência é o meio legal para a complementação de informações necessárias ao entendimento correto da documentação apresentada, já que as mesmas não traziam em seu bojo meios de comprovar a execução de serviços em condição similar ao escopo exigido pelo edital, por não demonstrarem as tecnologias descritas no Anexo II. Neste sentido, transcrevemos trecho de decisão do Tribunal de Contas da União ao apreciar o Processo n TC /94-0, referente à Representação apresentada pelo CREA-SP, prolatou a Decisão n 395/95 - Plenário, publicada no D.O.U. de , abordando o tema e firmando entendimento que vem ao encontro do julgamento do Pregoeiro em desclassificar a empresa IVIA, e por essa razão reproduzimos alguns pontos da Decisão:"22....o que se quer garantir é a segurança jurídica dos contratos firmados pala administração pública, inclusive, para que não haja solução de continuidade na prestação dos serviços públicos. 27. Todavia, é importante considerar certos fatores que integram, de forma absoluta, a finalidade de determinadas licitações e, nesse contexto, estão incluídos os casos em que para a realização de obras ou serviços de grande complexidade não podem ser dispensados o conhecimento técnico especializado nem a comprovação de experiência e capacitação operativa para cumprir o objeto do contrato. 28. Nos dias atuais, com a célere evolução tecnológica, a tendência em todos os setores produtivos ou mesmo administrativos tem sido a busca da especialização. Isso se enquadra perfeitamente nos casos de contratação mediante procedimento licitatório. 29. O Professor Antônio Carlos Cintra do Amaral analisou com equilíbrio e descortino o assunto sob enfoque no trabalho intitulado Qualificação Técnica da Empresa na Nova Lei de

6 Licitações e Contratos Administrativos (Lei nº 8.666/93), publicado na Revista Trimestral de Direito Público de São Paulo..." Assim, não restam dúvidas que, apesar do veto, a Lei nº 8.666/93 continua permitindo a exigência de comprovação de aptidão para o desempenho de atividade pertinente e compatível em características, quantidades e prazos com o objeto da licitação, e indicação das instalações e do aparelhamento e do pessoal técnico adequados e disponíveis para a realização do objeto da licitação..., conforme inscrito no inc. II do art. 30 da Lei nº 8.666/93". ( texto extraído do Parecer do Procurador Paulo Soares Bugarin, nos autos alusivos à Decisão 395/95). Como exposto, está correta a decisão de desclassificar a proposta da IVIA pelo não atendimento, mas resta ainda destacar o suposto desconhecimento da IVIA acerca dos procedimentos relativos ao certame, ao questionar a falta de conteúdo de pareceres e documentos referidos em Ata. Ora, é sabido que nem todos os documentos e procedimentos são disponibilizados via sistema em se tratando de pregão eletrônico. Cabe a parte interessada verificar in locco o processo em meio físico, antes de se manifestar inadequadamente, eis que somente tem obrigatoriedade de serem disponibilizados no sistema os documentos assim previstos no edital. São pois, totalmente descabidas as alegações da IVIA.,II Do Recurso Administrativo da empresa BRQ. O recurso da empresa BRQ requer a alteração da decisão do Pregoeiro sob dois aspectos: a revisão da decisão que a desclassificou e a desclassificação da STEFANINI. Abordaremos as alegações em itens distintos para demonstrar que tais pretensões não devem prosperar. 1- Das Alegações acerca da desclassificação da proposta da BRQ: Alega a BRQ que não poderia ter sido desclassificada por erros sucessivos nas Planilhas de Preços em face da aplicabilidade das regras contidas na IN 02/2008 e alterações, expedida pela SLTI/MPOG, e que a desclassificação de sua proposta reflete suposto excesso de rigorismo por parte do Pregoeiro. Devemos destacar inicialmente, que o procedimento licitatório e um conjunto de atos sucessivos, realizados na forma e nos prazos preconizados na lei; ultrapassado o prazo estabelecido, é defeso, a Administrac aõ, exigir providências pertinentes à fase já superada. Se assim na o fosse, avanços e recuos mediante a exigência de atos impertinentes a serem praticados pelos licitantes em momento inadequado, postergariam indefinidamente o procedimento e acarretariam manifesta insegurança aos que dele participam. Ora, como se observa da Ata relativa aos procedimentos do certame, o Pregoeiro cumpriu com os ditames legais ao conceder prazo para a BRQ corrigir sua Planilha de Preços e por duas vezes, haja visto que a primeira correção não corrigiu a totalidade dos erros apontados. Não há o que se falar em rigorismos exacerbados ao não ser aceita uma terceira correção. A reincidência em erros demonstra o despreparo do licitante, ou desídia, no cumprimento das regras e determinações constantes do Edital. A utilização da modalidade adotada Pregão Eletrônico, já busca imprimir uma agilidade nos processos de contratação pública, da mesma forma que a permissão para a correção de erros formais. Desta forma, as sucessivas aberturas de prazos para correção prejudicam a condução do pregão, como bem demonstrou a Pregoeira ao mencionar o item 7.9 do Edital: O licitante que ofertou o menor prec o obriga-se a encaminhar ao BANCO, em arquivo único e zipado, por meio da opção Enviar Anexo do sistema comprasnet, no prazo máximo de 2 (duas) horas contado da solicitac aõ do Pregoeiro: a proposta de prec o ajustada ao valor do seu último lance ofertado ou resultante de negociação, na forma do Anexo IX - Modelo de Proposta. A proposta devera ser encaminhada em formato Word (.doc) ou Excel (.xls); Planilha de Custos e Formação de Prec os, na forma do Anexo IX-A deste Edital, devidamente preenchida; Assim, foi acertada a decisão da Pregoeira, sob pena de o certame prosseguir ad aeternum, o que poderia, inclusive, ensejar a nulidade do mesmo, destacando, ainda, o fato de que a última correção, não aceita acertadamente pela Pregoeira, não foi enviada na forma correta como apregoa o edital, de formar a garantir a devida publicidade dos procedimentos que assim o são exigidos. 2- Das Alegações acerca da classificação da proposta da STEFANINI A BRQ alega em síntese que a proposta da STEFANINI deveria ser desclassifica em razão de os atestados apresentados não atenderem aos requisitos do edital, e também em razão de supostos erros na Planilha de Preços, alegações que não possuem razões fáticas ou de direito para serem acatadas. Inicialmente, nos referimos às argumentações relativas aos atestados técnicos apresentados, os quais devem ser analisados pelo seu conjunto, e que, conforme se observa da Ata relativa aos procedimentos adotados no curso do certame, bem como dos documentos integrantes do Processo Administrativo, foram objeto de minuciosa diligência por parte da área técnica do BNB, que conforme Parecer referido em ata, concluiu pela aceitação dos mesmos como comprobatórios da capacidade técnica exigida pelo edital. Cabe destacar que o uso de diligência em processos de licitação possui previsão legal. Na precisa lição de Ivo Ferreira de Oliveira, a diligência tem por objetivo oferecer meios para que a Comissão de Licitac a o ou a Autoridade Superior possa promover inquirições, vistorias, exames pertinentes a questões que eventualmente surjam e ate autorizar a juntada de documentos, permitindo a Comissão ou a Autoridade julgar corretamente o certame, graças aos

7 esclarecimentos que a diligência lhe propiciou, mas sem perder de vista os princiṕios constitucionais e legais que norteiam o processo licitatório. A diligência, assim expressada, apresenta-se como meio legal de pesquisa. Trata-se, na verdade, de um procedimento investigatório de natureza administrativa de que se vale a Administrac aõ Pu blica, cuja instauração acarretara a produção probatória necessaŕias. Neste sentido já se manifestou o Tribunal de Contas da União: Observe o dever de diligência contido no art. 43, 3o, da Lei no 8.666/93, de forma a flexibilizar formalismos que podem redundar na frustração ao caráter competitivo que deve reger as Licitac oẽs na administrac aõ pu blica. (Acórdão 616/2010 Segunda Câmara). Nesse particular, e importante mencionar que a faculdade para realização da diligência preconizada pelo art. 43, 3o, da Lei no 8.666/1993, assiste a autoridade julgadora em momentos de dúvidas. Ou seja, caso haja dúvida a autoridade competente pode diligenciar. Entretanto, na dúvida naõ e lícito ao agente pu blico decidir em prejuízo do interesse coletivo, ainda mais nesse caso que inabilitou a proposta mais vantajosa para a Administrac aõ. Acórdão 1899/2008 Plenário (Voto do Ministro Relator) Impende deixar assentado que, apesar de a Lei no 8.666/93 referir-se a diligencia como uma faculdade, ou seja, fruto do exercício de uma competência discricionária do agente pu blico que pode, desta forma, a seu juízo, determinar ou naõ a instauração, esta e, na maioria dos casos, imprescindível e inafasta vel para que os atos da Administrac a o sejam pautados em fatos e circunsta ncias concretas, materiais e reais. Neste sentido, Marc al Justen Filho ensina que naõ existe uma competência discricionária para escolher entre realizar ou na o a diligência. Se os documentos apresentados pelo particular ou as informações neles contidas envolverem pontos obscuros apurados de ofício pela Comissão ou por provocação de interessados, a realização de diligências será obrigatória. (Marc al Justen Filho, Comentários a Lei de Licitac oẽs e Contratos Administrativos. 11a. ed., Saõ Paulo, Dialética, 2005, p. 424) Feito este a à parte relativo ao procedimento de diligência, cabe destacar que a mesma foi realizada de forma detalhista pela área técnica do BNB, que pode ser observada pelos adiamentos ocorridos na sessão, para que as diligências nos atestados prosseguissem. Desta forma, resta claro que o resultado de tais procedimentos foram positivos no sentido de comprovar de forma objetiva a capacidade da STEFANINI, destacando ainda que o atendimento ao edital deve se dar pelo conjunto dos atestados apresentados. Ainda assim, faremos comentários genéricos acerca das alegações da BRQ sobre o tópico: a) Atestado emitido empresa TLANTIC Considerações da BRQ: O atestado não atende os requisitos do Edital, pois não comprova experiência mínima de 24(vinte e quatro) meses com prestação de serviços de suporte técnico especializado[...] A exigência de experiência mínima de 24 meses, diz respeito a qualificação dos profissionais, não é relativo a Qualificação da Empresa.b) Atestado emitido empresa BRADESCO SEGUROS-03012A1 Considerações da BRQ: Não há especificação dos serviços ora licitado pelo BNB, o atestado está voltado para serviços de Fábrica desoftware. Tal atestado diz respeito a serviços de Fábrica de Software, sendo que os ambientes mantidos pela Stefanini para execução dos serviços, apresentam compatibilidade tecnológica com o utilizado pelo BNB. c) Atestado emitido empresa HSBC Considerações da BRQ: O atestado emitido não menciona versão do Broker, que neste caso deveria ser versão 7 ousuperior (PAGINA 69). Importante explicitar que, para dar ensejo à contratação de empresa, a qual, preste serviços de informática, o essencial é que, em caso de contratações públicas, a licitante comprove ser capaz de desenvolver os serviços demandados, e neste sentido deve ser demonstrada a compatibilidade das tecnologias utilizadas. Conforme diligência realizada pelo BNB ao HSBC, ficou evidente o atendimento as exigências mínimas necessárias. d) Atestado emitido empresa AGCO Considerações da BRQ: O atestado emitido não menciona versão do RTC utilizada e ainda informa que utiliza comoevidência do ciclo Ágil, mas não cita administração conforme é exigido em edital (PAGINA 24). A página 24 mencionada pela empresa BRQ, diz respeito ao descritivo das atividades a serem executadas pelo corpo técnico da Stefanini, não sendo exigência de Habilitação Técnica, ainda assim, as diligências realizadas comprovaram a capacidade exigida. e) Atestado emitido BDMG Considerações da BRQ: O atestado emitido engloba somente o usos da ferramenta RTC para fins dedesenvolvimento/manutenção de sistemas e não menciona serviços de administração conforme exigência do Edital (PAGINA 24).A página 24 mencionada pela empresa BRQ, diz respeito ao descritivo das atividades a serem executadas pelo corpo técnico da Stefanini, não sendo exigência de Habilitação Técnica, ainda assim, as diligências realizadas comprovaram a capacidade exigida. f) Atestado emitido AYMORE CREDITO, FINANCIAMENTO e INVESTIMENTO S.A. Considerações da BRQ: O atestado emitido não menciona versão do WAS, conforme exigido em Edital. Importante explicitar que, para dar ensejo à contratação de empresa, a qual, preste serviços de informática, o essencial é que, em caso de contratações públicas, a licitante comprove ser capaz de desenvolver os serviços demandados, e neste sentido deve ser demonstrada a compatibilidade das tecnologias utilizadas. Conforme diligências realizadas pelo BNB, ficou evidente o atendimento as exigências mínimas necessárias. g) Atestado emitido DELL Considerações da BRQ::

8 O atestado emitido não menciona versão do Websphere MQ, conforme exigido em Edital. Importante explicitar que, para dar ensejo à contratação de empresa, a qual, preste serviços de informática, o essencial é que, em caso de contratações públicas, a licitante comprove ser capaz de desenvolver os serviços demandados, e neste sentido deve ser demonstrada a compatibilidade das tecnologias utilizadas. Conforme diligências realizadas pelo BNB, ficou evidente o atendimento as exigências mínimas necessárias h) Atestado emitido MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Considerações da BRQ:: O atestado emitido menciona o uso da ferramenta ClearCase mas não menciona a realizaçãode serviços de administração (PAGINA 24). Importante explicitar que, para dar ensejo à contratação de empresa, a qual, preste serviços de informática, o essencial é que, em caso de contratações públicas, a licitante comprove ser capaz de desenvolver os serviços demandados, e neste sentido deve ser demonstrada a compatibilidade das tecnologias utilizadas. Conforme diligências realizadas pelo BNB, ficou evidente o atendimento as exigências mínimas necessárias Como já discorrido inicialmente nesta peça, quando da análise das argumentações da empresa IVIA, a diligência tem o fim de complementar as informações que não estejam incluídas de forma clara e objetiva para o entendimento da área técnica, devendo também serem realizadas no sentido de comprovar as informações constantes dos documentos apresentados. Assim, a luz dos procedimentos adotados pela área técnica do BNB, não há quaisquer questionamentos ou dúvidas quanto ao cumprimento pela STEFANINI dos requisitos relativos à habilitação e comprovação da sua capacidade técnica. Com relação a alegação da BRQ de supostos erros na planilha de preços da STEFANINI os quais são apontados de forma aleatória no recurso impetrado, sem destacar a que itens se referem, destacamos desde logo o seguinte trecho da Ata dos procedimentos relativos ao pregão, onde constam mensagens transmitidas pela Pregoeira durante a sessão então em curso: 19/08/ :23:04 Em seu parecer Ref. 2014/851-89, datado de 18/8/2014, o Ambiente de Sistemas de Informação, que realizou a anaĺise em conjunto com a Ambiente de Servic os de Logística, presta as seguintes informações (transcrevemos): 19/08/ :27:28 Foram detectados os seguintes equívocos na planilha de composição de custos, nos itens a seguir: a. O valor referente aos encargos sociais naõ esta correto, considerando o percentual de 45,88%, o valor correto e R$ ,07; b. O valor referente aos tributos naõ esta correto, considerando o percentual de 10,65%, o valor correto e R$ ,24. 19/08/ :29:22...c. Considerando as ocorrências acima, o valor correto da soma dos itens da planilha de custos e R$ ,22. 19/08/ :35:40 Para STEFANINI CONSULTORIA E ASSESSORIA EM INFORMATICA S.A. - Sr. licitante, conforme prevê o Edital, será concedido prazo para que essa empresa realize os ajustes necessários, conferindo todos os itens de sua planilha, de forma a que o valor de sua proposta naõ seja majorado. 21/08/ :10:52 Para STEFANINI CONSULTORIA E ASSESSORIA EM INFORMATICA S.A. - Senhor licitante, estamos concedendo o para de 2(duas), para que sua proposta ajustada seja anexada no sistema. 21/08/ :12:13Senhor Pregoeiro, o fornecedor STEFANINI CONSULTORIA E ASSESSORIA EM INFORMATICA S.A., CNPJ/CPF: / , enviou o anexo para o item 1. 22/08/ :42:36Comunicamos o recebimento do parecer, referente a anaĺise da proposta ajustada da STEFANINICONSULTORIA E ASSESSORIA EM INFORMATICA S.A, onde a área demandante informa o atendimento por parte da referida empresa dos ajustes apontados, motivo pelo qual declara a aceitabilidade da referida proposta Como se observa, a área técnica do BNB analisou e apontou erros na planilha, e na forma como apregoa a legislação, e mantendo o princípio da isonomia, já que a oportunidade de correção da planilha já havia sido concedida, e mais de uma vez, à licitante BRQ, determinou os itens a serem corrigidos pela STEFANINI, o que foi, ao contrário da licitante BRQ, atendido prontamente atendido e na forma como determinava o edital via sistema. Desta forma não há o que se falar em inaceitabilidade da proposta apresentada. Ainda assim, destacamos que os valores apresentados são calculadoscom o auxilio de planilhas de precificação, a utilização desse meio, acaba gerando diferenças de valores por causa das casas decimais que não são visíveis em razão do uso padrão de duas casas decimais na apresentação de valores e percentuais, como demonstramos a seguir, e que foi o entendimento da área técnica: - Remuneração Mensal /49,9950% - R$ ,94- Encargos Sociais sobre remuneração (45,88%) / 22,9377% - R$ ,07- Vale Alimentação / 1,8198% - R$ ,00- LDI / 9,5975% - R$ ,86 Como se observa, os valores apresentado pela Stefanini estão corretos, não existindo as diferenças apontadas pela empresa BRQ, e o somatório de todos os valores representa, corretamente, o valor global da proposta de R$ ,22. III CONCLUSÃO É nítida a tentativa de ambas as empresas recorrentes IVIA e BRQ, de postergar e tumultuar o certame ao apresentarem recursos sem respaldo fático e legal, talvez no intuito de levar a uma indevida decisão de cancelamento do certame, a fim de intentarem uma nova participação, haja visto que não lograram êxito em habilitarem-se neste certame.no que se refere à BRQ, o interesse se mostra ainda mais latente, eis que é a atual fornecedora, e com certeza lucraria mais com o cancelamento do certame, ou mesmo

9 com o seu simples retardamento, (...). DO PEDIDO. Como demonstrado, não há como prosperarem as razões apresentadas pelas empresas IVIA e BRQ, devendo prevalecer a decisão da Pregoeira e a correta análise da área técnica, mantendo a STEFANINI como vencedora do certame.. DO PARECER DA ÁREA TÉCNICA: 1) DO PRIMEIRO RECURSO - Submetidas as razões de recurso da empresa IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA à apreciação da área demandante, que originou os pareceres que subsidiaram todas as decisões da Pregoeira no que tange à aceitação/classificação ou recusa/desclassificação de propostas por não atenderem ao estabelecido no Edital e seus anexos Ambiente de Sistema de Informação esta se pronunciou mediante parecer técnico datado de 07/10/2014, nos termos a seguir transcritos: Fazendo referencia ao pregão 2014/78, que tem como objeto Contratação dos serviços de suporte técnico especializado em produtos de software e em tecnologias relacionados com desenvolvimento de sistemas, informamos que a empresa IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA, através de seu representante legal, manejou recurso ao pregão 2014/78, cuja cópia da correspondência anexamos a este expediente. Relativo ao recurso manejado pela empresa, (...) que alega que os atestados apresentados em sua fase de habilitação comprovam sua capacidade técnica para desempenhar os serviços descritos no ANEXO II - SERVIÇO DE SUPORTE ESPECIALIZADO - DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES do edital Cumpre-nos destacar que já foi realizada avaliação técnica, incluindo diligência nos emissores dos atestados onde se emitiu correspondência 2014/ , cuja cópia anexamos a este, com parecer técnico indicando o atendimento parcial aos requisitos do edital e por consequência a desclassificação da referida empresa. Ressaltamos ainda que em nenhum momento na peça recursal apresentada, a empresa IVIA questiona a decisão de habilitação da empresa STEFANINI. Concluímos manifestando nosso parecer técnico, em consonância às regras do edital, pela improcedência dos argumentos apresentados no recurso manejado pela empresa IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. 2) DO SEGUNDO RECURSO: Submetidas as razões de recurso da empresa BRQ à apreciação da área demandante, Ambiente de Sistema de Informação - esta se pronunciou mediante parecer técnico datado de 07/10/2014, nos termos a seguir transcritos: Em resposta aos questionamentos apresentados, temos as seguintes considerações: i)com relação ao item (a) Dos erros apontados na planilha e do envio por , a licitante alega que houve falhas processuais e questiona sua desclassificação por envio da planilha por alegando que estava seguindo orientações da pregoeira; ii)com relação ao item (b) Da possibilidade legal para correção de planilhas em processo licitatório, a licitante alega que Erros no preenchimento da Planilha não são motivo suficiente para a desclassificação da proposta, quando a Planilha puder ser ajustada sem a necessidade de majoração do preço ofertado, e desde que se comprove que este é suficiente para arcar com todos os custos da contratação. ; iii)com relação ao item (c) Do excesso de rigorismo, a licitante, acerca dos erros na planilha, alega que as incorreções não passam de erros formais, passíveis de correção, QUE NÃO ALTERAM O PREÇO OFERTADO e que não trazem qualquer prejuízo ao órgão licitante. e que sua desclassificação foi excesso de rigor; iv)com relação ao item (d) Da responsabilidade do licitante pelas informações contidas na planilha e da posição do TCU em casos análogos, a licitante além de apresentar Acordao do TCU sobre o assunto cobra tratamento igual ao dado em outro Edital do BNB relacionado a retificação de planilha de custos; v)com relação a estes quatro itens nosso entendimento é que trata-se de responsabilidade desta comissão o pronunciamento a respeito de tais itens, pois os mesmos não questionam o parecer técnico emitido e sim o processo licitatório; vi) Em relação à avaliação do item (e) Atestados de Capacidade Técnica emitidos em razão da empresa Stefanini estão em desacordo com as exigências do Edital, a empresa alega que muitos dos atestados apresentados pela empresa STEFANINI não estão de acordo com as exigências do edital, mencionando a apresentação dos produtos parte das tecnologias envolvidas no ANEXO II SERVIÇO DE SUPORTE ESPECIALIZADO - DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADE; Cumpre-nos destacar os critérios necessários a habilitação, transcritos do edital: atestado(s) de capacidade técnica, expedido(s) por pessoa(s) jurídica(s) de direito público ou privado, que comprove(m) a aptidão para desempenho de atividade compatível com o objeto deste Edital; considera-se atividade compatível a prestação de serviço de suporte técnico especializado nas tecnologias objeto deste Edital; vii) Adicionalmente aos atestados apresentados pela STEFANINI, foram realizadas diligências as empresas HSBC, BRADESCO SEGUROS, UNIBANCO, AYMORÉ CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A, BBVA, Zurich, e Ministério das Relações Exteriores, buscando elucidar eventuais dúvidas referentes aos atestados emitidos, além de inspecionar o escopo e qualidade dos serviços prestados pela empresa através do contrato 2009/97 com o Banco do Nordeste do Brasil S.A. Os esclarecimento prestados, após o período de diligência, comprovam a total capacidade da empresa STEFANINI para realização de serviços compatíveis com as tecnologias objeto deste edital. Os esclarecimentos das empresas supracitadas encontram-se no ANEXO I. viii) Relativo ao item (f) Planilha de Preços apresentada pela empresa STEFANINI

10 possui erros de cálculo encontra-se no ANEXO II parecer da unidade que realizou a avaliação. Concluímos manifestando nosso parecer técnico, em consonância às regras do edital, pela improcedência dos argumentos apresentados no item (e) do recurso manejado pela empresa BRQ Soluções em Informática S.A. DA ANÁLISE: 1) DO PRIMEIRO RECURSO Não prosperam as alegações da Recorrente IVIA de que não poderia ser oportunizado ao licitante BRQ o ajuste de sua proposta, em razão da existência de expressa previsão restritiva no bojo do edital e, portanto, em obediência ao princípio da vinculação ao edital; uma vez que o caráter restritivo diz respeito às exigências indispensáveis à comprovação de que a proposta atende ao objeto licitado, da qualificação técnica e das condições de habilitação, bem como à observância dos princípios da isonomia, da legalidade e do julgamento objetivo. Entretanto, o próprio edital flexibiliza algumas de suas formalidades, como é o caso de pequenos erros e omissões que sejam passíveis de ajustes ou complementação, desde que não resulte em majoração do valor ofertado, na alteração da substância da proposta ou na inclusão de documento após o prazo estabelecido para o seu envio. Aliás, há muito os tribunais rechaçam os excessos de formalismo, entendimento já consolidado que, inclusive, se encontra normatizado na IN 02/2008 e alterações, aqui fartamente invocada. Sobre o assunto, assim respondeu a Zenite Consultoria em orientação jurídica para o CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO: EMENTA: Licitação Pregão eletrônico Nulidade - Saneamento da planilha de custos. LEGISLAÇÃO APLICÁVEL: Lei nº 8.666/93. Licitação. Pregão eletrônico. Classificação das propostas. Habilitação. Verificação de vício. Ato nulo. Invalidade procedimental. Anulação parcial do certame. Planilha de custos. Saneamento. Limites. Manutenção do valor global originário da proposta. Possibilidade. Considerações. Um primeiro aspecto a ser ponderado diz respeito ao fato de a Administração ter classificado e, posteriormente, habilitado o licitante que apresentou proposta equivocada. Isso porque, de acordo com o art. 25, caput, do Decreto nº 5.450/05, uma vez encerrada a etapa de lances, o pregoeiro tem o dever de examinar a proposta classificada em primeiro lugar quanto à compatibilidade do preço em relação ao estimado para contratação, para, somente após, proceder à verificação de suas condições habilitatórias. No caso em tela, portanto, vislumbra-se vício de legalidade na aceitação de proposta (...). Diante desse quadro, à luz do dever de proceder ao julgamento dos documentos de proposta e habilitação de forma coerente ao ato convocatório e demais regras insculpidas no ordenamento jurídico, é possível afirmar que a classificação da proposta em comento, com a posterior habilitação do licitante, caracteriza ato nulo, importando no dever da Administração em invalidá-lo. Assim, uma primeira consideração a ser feita diz respeito à necessidade de a Administração (...) promover a anulação parcial do certame até o momento respectivo (fase de julgamento da proposta). Vencida essa etapa, cumpre observar que é cada vez mais frequente no âmbito das licitações e contratações públicas o reconhecimento da validade das práticas de saneamento de erros na composição das propostas que não prejudicam o seu conteúdo enquanto oferta. Por conta disso, a prática jurisprudencial e, em alguma medida, a normativa, tem defendido a possibilidade de que equívocos pontuais na composição dos custos constantes das planilhas serem relevados e corrigidos, contanto que não prejudiquem a composição do custo global originariamente apresentado. Vale citar, inclusive, as disposições constantes dos artigos 24 e 29-A, 2º, ambos da Instrução Normativa MPOG nº 02/2008, as quais têm por finalidade ilustrar a tendência acima descrita (...). Ficamos à disposição para sanar eventuais dúvidas. Salvo melhor juízo, essa é a orientação da Consultoria Zênite. Quanto as alegações apresentadas referente a não aceitação de sua INABILITAÇÃO, onde insiste em afirmar que os atestados de capacidade técnica apresentados comprovam sua qualificação técnica para a execução dos serviços objeto da licitação, que foram objeto de análise e do parecer técnico acima parcialmente transcrito, temos a registrar que não apresentam nenhum elemento novo suficiente para modificação da análise inicialmente feita e que resultou na sua INABILITAÇÃO no certame. 2) DO SEGUNDO RECURSO: Quanto ao recurso apresentado pela BRQ. A BRQ alega rigorismo da pregoeira por não aceitar a correção de sua proposta. No entanto, a pregoeira, tanto oportunizou os ajustes de sua proposta que concedeu mais de uma oportunidade de fazê-lo, conforme tem se apresentado a prática jurisprudencial e, em alguma medida, a normativa. Desse modo, aplicamos tal entendimento jurisprudencial da correção da planilha à recorrente BRQ, porém reiteradas vezes a mesma persistiu no erro como podemos observar nos seguintes trechos do sistema COMPRASNET Pregoeiro 16/07/ :27:58 Para BRQ SOLUCOES EM INFORMATICA S.A - Senhor, infelizmente não poderemos aceitar a correção de sua planilha pela terceira vez, enviada por e- mail, ainda que dentro do prazo, haja vista o disposto no item 7.9 do edital, referente ao envio via Sistema, em atendimento aos princípios da publicidade, da vinculação ao edital e aos demais princípios correlatos. Pregoeiro 16/07/ :40:35 Para BRQ SOLUCOES EM INFORMATICA S.A - Além do que na mensagem do dia 15/07/2014 às 15:26:09, informamos: "Sendo assim, concederemos a essa empresa uma última chance de correção das referidas planilhas, (...). Registramos ainda que não pode a Pregoeira, retardar a conclusão do

11 certame, concedendo indefinidamente chances para correção de erros persistentes. Além do que, caso a pregoeira aceitasse a apresentação da proposta da BRQ, enviada por meio adverso daquele estabelecido no edital, referente a correção de um erro apontado mais de uma vez, quando já fora oportunizada a última chance de correção e a sessão já havia sido suspensa, implicaria em violação aos princípios da razoabilidade e da publicidade, bem como ao próprio princípio da vinculação ao instrumento convocatório, especialmente porque implicaria prejuízo à busca pela proposta mais vantajosa e a celeridade do procedimento licitatório, e, consequentemente, ao interesse público. Quanto às alegações da BRQ, que questionam a aceitação dos Atestados de Capacidade Técnica apresentados pela licitante STEFANINI, muito dos quais, segundo a referida empresa, não estão de acordo com as exigências do edital, mencionando a apresentação dos produtos parte das tecnologias envolvidas no ANEXO II SERVIÇO DE SUPORTE ESPECIALIZADO - DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADE; bem como a alegação que rechaça a aceitação da proposta da referida empresa cuja planilha de preços afirma conter erros de cálculo, visto que o somatório dos valores das colunas não condiz com a soma dos valores totais. Referente a tais alegações reportamo-nos ao parecer técnico já transcrito acima, que assim se pronunciou: Concluímos manifestando nosso parecer técnico, em consonância às regras do edital, pela improcedência dos argumentos apresentados no item (e) do recurso manejado pela empresa BRQ Soluções em Informática S.A. Portanto, não observamos a existência de motivação suficiente que justificasse e/ou determinasse a reformulação da decisão proferida. DA CONCLUSÃO: Diante de todo o acima exposto, e à luz dos princípios que regem as licitações, explicitados no Art. 3º caput da Lei 8.666/93, bem como em sintonia com a melhor doutrina e jurisprudência dos tribunais, a Pregoeira conclui por conhecer dos recursos apresentados pelas empresas IVIA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. e BRQ Soluções em Informática S.A. ( BRQ ), para, no mérito, NEGAR-LHES PROVIMENTO, ao tempo em que submete as razões de decidir à apreciação do Comitê Gestor da Superintendência de Logística, nos termos do Art. 109, 4º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, de aplicação subsidiária ao Pregão. Nada mais havendo a acrescentar, lavrou-se a presente Ata./////////////////////// ANA LÚCIA Negreiros Cavalcante Pregoeira COMITÊ GESTOR DA SUPERINTENDÊNCIA DE LOGÍSTICA RATIFICO / / JEFFERSON Cavalcante Albuquerque Superintendente Maria CLARA GURGEL Mota Gerente de Ambiente, em exercício MANOEL MARQUES da Cunha Neto Gerente de Ambiente, em exercício CÉLIA de Matos Ferreira Gerente de Ambiente

Objeto: Aquisição de gêneros alimentícios para IF Sudeste MG Campus Barbacena (SAN, Laboratório de nutrição, aulas práticas e PRONATEC).

Objeto: Aquisição de gêneros alimentícios para IF Sudeste MG Campus Barbacena (SAN, Laboratório de nutrição, aulas práticas e PRONATEC). Pregão Eletrônico 07/2014 Processo: 23355.000130/2014-31 Objeto: Aquisição de gêneros alimentícios para IF Sudeste MG Campus Barbacena (SAN, Laboratório de nutrição, aulas práticas e PRONATEC). JULGAMENTO

Leia mais

M I N I S T É R I O P Ú B L I C O

M I N I S T É R I O P Ú B L I C O MANIFESTAÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 075/2012-MP/PA PREGOEIRA: ANDRÉA MARA CICCIO EMPRESA RECORRENTE: PREMIUM SERVICE LTDA CONTRARRAZÕES: TREVO COMERCIO E SERVICO LTDA - ME OBJETO:

Leia mais

Tem a presente a finalidade de responder Consulta efetuada em 01/06/2011, às 16h 05min.

Tem a presente a finalidade de responder Consulta efetuada em 01/06/2011, às 16h 05min. ORIENTAÇÃO JURÍDICA DA: ZÊNITE CONSULTORIA PARA: CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO A/C: ROGÉRIO FAGUNDES GOMIDE EMENTA: Licitação Pregão eletrônico Nulidade - Saneamento da planilha de custos. LEGISLAÇÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS SETOR DE AQUISIÇÕES Processo n. º 01158-5.2006.001 Interessado: PORTO SEGURO CIA. DE SEGUROS GERAIS Referência: Recurso Administrativo. Modalidade

Leia mais

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 COMBRAS ENGENHARIA LTDA. apresentou Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico AA nº 37/2007, que tem por objeto a contratação de empresa

Leia mais

JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO DA EMPRESA ITS VIAGENS E TURISMO LTDA. EPP, CNPJ nº 03.667.498/0001-39

JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO DA EMPRESA ITS VIAGENS E TURISMO LTDA. EPP, CNPJ nº 03.667.498/0001-39 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO DA EMPRESA ITS VIAGENS E TURISMO LTDA.

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO Folha nº Processo nº Rubrica: Matrícula: Processo n.º 148030/2015 Assunto: Análise do pedido de impugnação do Edital do Pregão nº 13/2015 referente à contratação de empresa especializada na aquisição e

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO (NUP) Nº 64592.000304/2011-06 PREGÃO ELETRÔNICO N 016/2011

PROCESSO ADMINISTRATIVO (NUP) Nº 64592.000304/2011-06 PREGÃO ELETRÔNICO N 016/2011 MINISTERIO DA DEFESA EXERCITO BRASILEIRO HOSPITAL DE GUARNIÇÃO DE NATAL (H Mil Natal/1941) PROCESSO ADMINISTRATIVO (NUP) Nº 64592.000304/2011-06 PREGÃO ELETRÔNICO N 016/2011 Senhor Ordenador de Despesas,

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO Página 1 de 6 JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO PREGÃO PRESENCIAL Nº 042/2013 Objeto: Contratação de serviços de prestação de serviços de locação de frota de veículos para uso urbano e rodoviário para

Leia mais

EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Objeto: Prestação de Serviço de Manutenção Predial

EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Objeto: Prestação de Serviço de Manutenção Predial EXCELENTÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO Pregão Presencial nº. 003/2008 Objeto: Prestação de Serviço de Manutenção Predial EMENTA: AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MINAS GERAIS AUTARQUIA CRIADA PELA LEI Nº 4.769, DE 09/09/1965

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MINAS GERAIS AUTARQUIA CRIADA PELA LEI Nº 4.769, DE 09/09/1965 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Referência : Processo n.º 6/2014 Carta Convite nº 01/2014 Ementa: Análise do recurso administrativo apresentado pela licitante Borges 2 Borges Consultoria e Treinamento

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO IMPUGNANTE: DOMÍNIO INFORMÁTICA PROCESSO Nº.: 20120836 Recebia tempestivamente as razões de impugnação ao Edital da Concorrência nº 02/2012, que tem por objeto o REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO EMENTA: Edital 0259/2013-08, seleção de empresa especializada para prestação de serviços na área de condução de veículos oficiais da frota da Superintendência Regional

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO Ref.: Pregão Eletrônico N 096/2015 A PORTAL TURISMO E SERVIÇOS LTDA EPP, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ

Leia mais

Recurso Administrativo

Recurso Administrativo ILMO. SR PRESIDENTE DA COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO DA PROCURADORIA DA REPÚBLICA DO ESTDO DO TOCANTINS Referencia: Concorrência nº 01/2014 SQUADRA ENGENHARIA E INCORPORAÇÃO LTDA, CNPJ n 08.997.155/0001-56,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEOFILÂNDIA ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEOFILÂNDIA ESTADO DA BAHIA Processo n.º 170/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TEOFILÂNDIA Referência: Pregão n.º 009/2015 Assunto: Impugnação aos Termos do Edital DECISÃO Trata-se de IMPUGNAÇÃO AO EDITAL interposta pela empresa PLUS

Leia mais

Referência: Impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº. 17/2006

Referência: Impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº. 17/2006 1/6 Processo: A 06/166 Interessado: Gerência Administrativa Assunto: Aquisição de Toner Referência: Impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº. 17/2006 A empresa JDM dos Anjos Cartuchos ME, inscrita

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 01/2015 - BNDES ATA DE JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇO E CLASSIFICAÇÃO

CONCORRÊNCIA AA Nº 01/2015 - BNDES ATA DE JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇO E CLASSIFICAÇÃO CONCORRÊNCIA AA Nº 01/2015 - BNDES ATA DE JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇO E CLASSIFICAÇÃO Aos vinte e um dias do mês de agosto do ano de dois mil e quinze (21/08/2015), reuniram-se os membros da Comissão

Leia mais

ANÁLISE DE RECURSO ADMINISTRATIVO

ANÁLISE DE RECURSO ADMINISTRATIVO ANÁLISE DE RECURSO ADMINISTRATIVO PROCESSO: Processo Administrativo nº 027/2014 Pregão Presencial n 006/2014 - Contratação de empresa especializada para fornecimento de seguro total para os veículos mini-van

Leia mais

DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DAS RAZÕES DO IMPUGNANTE

DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DAS RAZÕES DO IMPUGNANTE Pregão Eletrônico 002/2012-SRP. DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Aos vinte dias do mês de agosto de 2012, horas, reuniram-se a Pregoeira, os Integrantes da Equipe de Apoio e o Responsável

Leia mais

Informação nº 095/2014 Porto Alegre, 28 de julho de 2014.

Informação nº 095/2014 Porto Alegre, 28 de julho de 2014. Informação nº 095/2014 Porto Alegre, 28 de julho de 2014. Ref.: Pregão Eletrônico 36/2014 Processo nº 1632-0900/14-9 - Julgamento do Recurso Administrativo interposto por Intellisistemas Sistemas de Automação

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ilustríssima Senhora Pregoeira, EDITAL DO PREGÃO PRESENCIAL No 09/2013-SESAPI ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO MOBILIÁRIO

Leia mais

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO PROCESSO FAPESP Nº. A 07/199 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 21/2007 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE ENGENHARIA PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E ASSISTÊNCIA PREVENTIVA E CORRETIVA NOS APARELHOS DE AR

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE PETIÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 33/2014

ATA DE JULGAMENTO DE PETIÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 33/2014 ATA DE JULGAMENTO DE PETIÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 33/2014 Aos 22 dias do mês de janeiro de 2015, a Pregoeira procedeu à análise e julgamento de petição apresentada em 19/01/2015 pelo licitante SUNGARD

Leia mais

DILIGÊNCIAS NAS LICITAÇÕES

DILIGÊNCIAS NAS LICITAÇÕES DILIGÊNCIAS NAS LICITAÇÕES Edgar Guimarães 1 Nos procedimentos licitatórios assim como nas contratações com dispensa e inexigibilidade, a demonstração das condições de habilitação tem a finalidade de proporcionar

Leia mais

I DOS FATOS II DO PLEITO

I DOS FATOS II DO PLEITO Referência: Processo n.º 48500.000357/05-71 Edital de Pregão nº 07/2005 Contratação de Serviços Assistência Médica Ementa: Análise dos recursos interpostos pela UNIMED - Confederação das Cooperativas Médicas

Leia mais

Processo nº 72000.002655/2009-70 Assunto: Pregão Eletrônico nº 08/2009 - Recurso Administrativo interposto pela empresa: MINDWARE SISTEMAS LTDA.

Processo nº 72000.002655/2009-70 Assunto: Pregão Eletrônico nº 08/2009 - Recurso Administrativo interposto pela empresa: MINDWARE SISTEMAS LTDA. Ministério do Turismo Secretaria Executiva Diretoria de Gestão Interna Coordenação Geral de Recursos Logísticos EMI Bloco U - 2º Andar Sala 232 CEP: 70065-900 Telefone: (61) 321-8202 Processo nº 72000.002655/2009-70

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Belo Horizonte, 19 de outubro de 2015. ASSUNTO: ENCAMINHAMENTO AO PRESIDENTE: DECISÃO DA PREGOEIRA EM RELAÇÃO AO RECURSO ADMINISTRATIVO APRESENTADO

Leia mais

NOTA TECNICA JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO FASE COMPLEMENTAR. Aguiar Feres Auditores Independentes S/S - EPP RECORRIDA:

NOTA TECNICA JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO FASE COMPLEMENTAR. Aguiar Feres Auditores Independentes S/S - EPP RECORRIDA: NOTA TECNICA JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO FASE COMPLEMENTAR TERMO: Decisório FEITO: Recurso Administrativo REFERENCIA: Pregão Eletrônico nº 39/2015 Contratação de empresa especializada em prestação

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDONIA.

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDONIA. ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDONIA. PREGÃO PRESENCIAL Nº. 007/2010 A TCI BPO TECNOLOGIA, CONHECIMENTO E INFORMAÇÃO S/A, com sede na BR 101 Norte KM 13, S/N, Paratibe,

Leia mais

Ilustríssima Senhora Norma Jeane Garcia Pregoeira Pregão Eletrônico Registro de Preços n. 02/2009 MTE

Ilustríssima Senhora Norma Jeane Garcia Pregoeira Pregão Eletrônico Registro de Preços n. 02/2009 MTE Ilustríssima Senhora Norma Jeane Garcia Pregoeira Pregão Eletrônico Registro de Preços n. 02/2009 MTE NCT INFORMÁTICA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 03.017.428/0001-35,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA JULGAMENTO DO RECURSO ADMINISTRATIVO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA JULGAMENTO DO RECURSO ADMINISTRATIVO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA JULGAMENTO DO RECURSO ADMINISTRATIVO PROCESSO: 23326.002029/2012-09 PREGÃO ELETRÔNICO: 01/2012 RECORRENTE: THOTAL Serviços

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Página 1 de 5 Visualização de Recursos, Contra-Razões e Decisões CONTRA RAZÃO : ILMO. SENHOR PREGOEIRO DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC Pregão Eletrônico nº 40/2011

Leia mais

01) NOME DA EMPRESA COM PEDIDO DE ALTERAÇÃO DO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO. LUPPA Administradora de Serviços e Representações Comerciais LTDA

01) NOME DA EMPRESA COM PEDIDO DE ALTERAÇÃO DO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO. LUPPA Administradora de Serviços e Representações Comerciais LTDA RELATÓRIO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Empresa: LUPPA Administradora de Serviços e Representações Comerciais LTDA CNPJ: 00.081.160/0001-02 Edital n.º 106/2012 O Pregoeiro e a equipe técnica estiveram em

Leia mais

JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA

JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA JULGAMENTO DA REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA FEITO: REPRESENTAÇÃO ADMINISTRATIVA REFERÊNCIA: EDITAL DA CONCORRÊNCIA Nº 001/2014 - COMPEL RAZÕES: JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO

IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO ILUSTRÍSSIMO SENHOR ABDIAS DA SILVA OLIVEIRA DESIGNADO PREGOEIRO PARA O PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR PREGÃO ELETRÔNICO: 4/2015 COQUEIRO &

Leia mais

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Pregão Eletrônico 926284.12014.9995.5031.568746915954.633 CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Às 09:05 horas do dia 25 de novembro de 2014,

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. Ilmº Senhor HENRIQUE MARTINS FARIAS Gerente de Administração Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CAU/BR

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. Ilmº Senhor HENRIQUE MARTINS FARIAS Gerente de Administração Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CAU/BR Ilmº Senhor HENRIQUE MARTINS FARIAS Gerente de Administração Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CAU/BR REF.: Pregão Eletrônico nº 019/2015 A empresa Cabral Consultoria em Recursos Humanos Ltda,

Leia mais

IMPUGNAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO

IMPUGNAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO São Paulo, 02 de abril de 2012 Ao Ministério do Trabalho e Emprego Senhor Pregoeiro Referência Assunto : Pregão Eletrônico N 10/2012 MTE : Impugnação IMPUGNAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO PCS SERVIÇOS DE PROCESSAMENTO

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A - CERON COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A - CERON COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Assunto: JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO. Impetrante: CONSÓRCIO DAIMON ENGENHARIA E SISTEMAS S/S LTDA E MATRIX ENGENHARIA EM ENERGIA LTDA. Processo: TOMADA DE PREÇOS N.º 013/2008. Objeto: Contratação

Leia mais

Decisão do Pregoeiro n.º 25 /2007-SLC/ANEEL. Em 12 de dezembro de 2007.

Decisão do Pregoeiro n.º 25 /2007-SLC/ANEEL. Em 12 de dezembro de 2007. Decisão do Pregoeiro n.º 25 /2007-SLC/ANEEL Em 12 de dezembro de 2007. Processo: Processo nº 48500.006284/2007-18 Licitação: Pregão Eletrônico nº 77/2007 Ementa: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada

Leia mais

WEGH Assessoria e Logística Internacional Ltda.

WEGH Assessoria e Logística Internacional Ltda. ILMO. SR. DR. PREGOEIRO DO PREGÃO ELETRÔNICO N. 79/2012 DA FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA E A EXTENSAO - FAPEX Pregão Eletrônico nº 79/2012 WEGH ASSESSORIA E LOGISTICA INTERNACIONAL LTDA, com sede na Rua

Leia mais

ILUSTRÍSSIMA SENHORA PREGOEIRA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

ILUSTRÍSSIMA SENHORA PREGOEIRA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS ILUSTRÍSSIMA SENHORA PREGOEIRA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS REF. Pregão Eletrônico Sistema de Registro de Preços 002/2012, sediada a Rua Vicentina Coutinho Camargos,

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA ; REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DECISÃO DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA TERMO: DECISÓRIO FEITO: IMPUGNAÇÃO

Leia mais

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N.º 07/2014 PROCESSO N.º 23368.000296.2014-17

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N.º 07/2014 PROCESSO N.º 23368.000296.2014-17 RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N.º 07/2014 PROCESSO N.º 23368.000296.2014-17 DO OBJETO Trata-se de procedimento licitatório na modalidade Concorrência, cujo objeto é a contratação de empresa

Leia mais

PARECER 068/2015 PROCESSO DE LICITAÇÃO 004/2015 1 DO BREVE RESUMO FÁTICO

PARECER 068/2015 PROCESSO DE LICITAÇÃO 004/2015 1 DO BREVE RESUMO FÁTICO PARECER 068/2015 PROCESSO DE LICITAÇÃO 004/2015 1 DO BREVE RESUMO FÁTICO Cuida-se de processo de licitação na modalidade Pregão Presencial 04/2015, tipo Menor Preço por Item, para aquisição de 05 (cinco)

Leia mais

Informações e Despachos

Informações e Despachos Senhor Chefe do Demap, Brasília, 31 de março de 2014. TOMADA DE PREÇOS DEMAP Nº 156/2013. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E ELABORAÇÃO DE PROJETOS BÁSICOS CONTEMPLANDO OS SISTEMAS DE SEGURANÇA DOS

Leia mais

Resposta à Impugnação

Resposta à Impugnação GECOL/SSEAF, 11 de outubro de 2011. Assunto: Contratação de Fábrica de Software Resposta à Impugnação Diante da Impugnação recebida às 16h39 de 10/10/2011, do Edital do Pregão Eletrônico nº 22/2011, esta

Leia mais

I. DO ACOLHIMENTO E DA TEMPESTIVIDADE

I. DO ACOLHIMENTO E DA TEMPESTIVIDADE PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº: 07.04486/2014 MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 012.2015 EMPRESA RECORRENTE: BRITAMAR EXTRAÇÃO DE PEDRAS E AREIA LTDA RECORRIDOS: COORDENADORIA MUNICIPAL DE LICITAÇÕES SEMAD

Leia mais

DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 01-PP 011/2014

DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 01-PP 011/2014 DECISÃO EM RECURSO ADMINISTRATIVO N 01-PP 011/2014 Assunto: Decisão de Recurso Referência: Pregão Presencial n 011/2014 com formação de Registro de Preços para a contratação de empresa especializada em

Leia mais

GILIC/BR Gerência de Filial de Licitações e Contratações SCS Quadra 04 Bloco A lotes 106/136 Edifício Centro Oeste CEP 70304-906 Brasília/DF

GILIC/BR Gerência de Filial de Licitações e Contratações SCS Quadra 04 Bloco A lotes 106/136 Edifício Centro Oeste CEP 70304-906 Brasília/DF GILIC/BR Gerência de Filial de Licitações e Contratações SCS Quadra 04 Bloco A lotes 106/136 Edifício Centro Oeste CEP 70304-906 Brasília/DF Ofício nº 1-0020/2009 GILIC/BR - Licitação Brasília, 6 de abril

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO TERMO: FEITO: DECISÓRIO RECURSO ADMINISTRATIVO (Contra) REFERÊNCIA: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 342/2009 RAZÕES: OBJETO: DESCLASSIFICAÇÃO Contratação de empresa especializada

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO

JULGAMENTO DE RECURSO JULGAMENTO DE RECURSO CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2014 COMPEL OBJETO: Contratação de empresa de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo para Prestação de Serviços especializados em elaboração de estudos e

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00004/2015

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00004/2015 Pregão Eletrônico 926208.42015.9513.5048.433328720.188 CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00004/2015 Às 09:00 horas do dia 10 de setembro de 2015,

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 17/2010 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº 55000.000723/2010-81 RECURSO ELETRÔNICO

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 17/2010 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº 55000.000723/2010-81 RECURSO ELETRÔNICO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 17/2010 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANÁLISE DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANÁLISE DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANÁLISE DO PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Brasília DF, 03 de agosto de 2010. Ref.: Pregão Eletrônico nº 06/2010

Leia mais

Impugnação apresentada pela Promotional

Impugnação apresentada pela Promotional Impugnação apresentada pela Promotional PROMOTIONAL TRAVEL VIAGENS E TURISMO LTDA, pessoa jurídica dedireito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 40.434.458/0001-73, situada à Rua São José nº 90, Salas 1505/06/07/08,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00021/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00021/2015 (SRP) Pregão Eletrônico 158658.212015.16841.4454.3711580.755 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00021/2015 (SRP) Às 09:01 horas

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO. Recorrida: HITACHI KOKUSAI LINEAR EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS S/A.

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO. Recorrida: HITACHI KOKUSAI LINEAR EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS S/A. PROCESSO: 0366/2012 PREGÃO ELETRÔNICO: Nº 001/2012 JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO EMENTA: Recurso interposto contra o Pregão Eletrônico nº 001/2012 (AQUISIÇÃO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO DIGITAL EM

Leia mais

Processo nº 002.081000.15.4 Licitação: CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

Processo nº 002.081000.15.4 Licitação: CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL Processo nº 002.081000.15.4 Licitação: CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pelo Sr. José Ubiratan Porto de Ávila, devidamente qualificado na peça impugnatória.

Leia mais

No que dispõe sobre a tempestividade recursal, o artigo 26 do Decreto 5.450/2005 regulamentador do Pregão Eletrônico estabelece que;

No que dispõe sobre a tempestividade recursal, o artigo 26 do Decreto 5.450/2005 regulamentador do Pregão Eletrônico estabelece que; Pregão Eletrônico Visualização de Recursos, Contra Razões e Decisõess RECURSO: A CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS 3ª REGIÃO (SP e MS) PRESIDENTE DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 003/2014

Leia mais

RELATÓRIO. Recurso Administrativo interposto pela SIGMA DATASERV INFORMÁTICA S/A PREGÃO nº 24/2011-TB.

RELATÓRIO. Recurso Administrativo interposto pela SIGMA DATASERV INFORMÁTICA S/A PREGÃO nº 24/2011-TB. RELATÓRIO Assunto: Recurso Administrativo interposto pela SIGMA DATASERV INFORMÁTICA S/A PREGÃO nº 24/2011-TB. INTRODUÇÃO 01. Trata-se de Recurso Administrativo interposto pela empresa SIGMA DATASERV INFORMÁTICA

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SR. PREGOEIRO E COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO DE ALAGOAS.

ILUSTRÍSSIMO SR. PREGOEIRO E COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO DE ALAGOAS. ILUSTRÍSSIMO SR. PREGOEIRO E COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO DE ALAGOAS. Ref. Contra Razões ao Recurso administrativo do Edital de pregão Eletrônico nº 068-A/2012 CONTRARRAZÕES AO RECURSO ADMINISTRATIVO

Leia mais

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue:

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue: Quanto aos questionamentos apresentados pela empresa LORENO, passamos a responder o seguinte: Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO TERMO: DECISÓRIO FEITO: RECURSO ADMINISTRATIVO (Contra) REFERÊNCIA: EDITAL nº.: 588/2007-00 RAZÕES: OBJETO: INABILITAÇÃO DE PROPOSTA Contratação de Empresa especializada

Leia mais

1) DO REGISTRO DA MANIFESTAÇÃO DE INTENÇÃO DE RECURSO NO SISTEMA COMPRASNET.

1) DO REGISTRO DA MANIFESTAÇÃO DE INTENÇÃO DE RECURSO NO SISTEMA COMPRASNET. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Limpeza na Sede da FAPESP

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Limpeza na Sede da FAPESP 1 Processo: A 06/018 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Contratação de Empresa Especializada na Prestação de Serviços de Limpeza na Sede da FAPESP Referência: Impugnação ao Edital do Pregão

Leia mais

Terminada a fase de lances, o item 04 do pregão eletrônico apresentou a seguinte classificação:

Terminada a fase de lances, o item 04 do pregão eletrônico apresentou a seguinte classificação: São João del-rei, 23 de outubro de 2014. Processo: 23122.103528/2014-62 Pregão Eletrônico: 104/2014 Assunto: Decisão Recurso Administrativo 1 PRELIMINARMENTE Vistos e examinados os autos do processo licitatório

Leia mais

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Of. n.º 319/2009 Brasília, 11 de maio de 2009. Ref.:

Leia mais

Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO

Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO Trata-se do Pregão Eletrônico para Formação de Registro de Preços para futura contratação de

Leia mais

Apreciação de Recurso Administrativo Pregão Presencial nº. 18/2007

Apreciação de Recurso Administrativo Pregão Presencial nº. 18/2007 Processo: A 07/204 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços em implementação de windows server 2003 enterprise, active directory,

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 Aos treze dias do mês de julho de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os membros integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina PREGÃO N. 070/201 /2014 PAE N. 24.230 230/201 2014 A empresa MEPAS apresentou impugnação ao edital do Pregão n. 070/2014, cujo objeto consiste no Registro de Preços para eventual aquisição de materiais

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Procuradoria-Geral de Justiça COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL RELATÓRIO E INFORMAÇÕES À AUTORIDADE SUPERIOR RECURSO ADMINISTRATIVO/CONTRARRAZÕES FEITO: RECURSO ADMINISTRATIVO/CONTRARRAZÕES REFERÊNCIA: CONCORRÊNCIA 001/2013 RAZÕES: DESOBEDIÊNCIA A ITENS EDITALÍCIOS

Leia mais

ILUSTRISSÍMO SENHOR PREGOEIRO OFICIAL DO CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 8º REGIÃO. Edital pregão eletrônico nº 008/2014

ILUSTRISSÍMO SENHOR PREGOEIRO OFICIAL DO CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 8º REGIÃO. Edital pregão eletrônico nº 008/2014 ILUSTRISSÍMO SENHOR PREGOEIRO OFICIAL DO CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 8º REGIÃO. Edital pregão eletrônico nº 008/2014 FEACONSPAR - FEDERAÇÃO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE

Leia mais

A Empresa SPRINK SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. interpõe tempestivamente impugnação ao Edital de Pregão supra referenciado pelos motivos a seguir:

A Empresa SPRINK SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. interpõe tempestivamente impugnação ao Edital de Pregão supra referenciado pelos motivos a seguir: PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO Referência: Pregão nº 17/2009 Processo: 1.00.000.000102/2009-16, Fase: Impugnação de Edital A Empresa SPRINK SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA.

Leia mais

Paranaíba, 30 de setembro de 2015. STP-033/2015

Paranaíba, 30 de setembro de 2015. STP-033/2015 Paranaíba, 30 de setembro de 2015. STP-033/2015 Ilma. Sra. Pregoeira do Pregão Eletrônico nº 03/2015 Central de Compras e Contratações MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SRTVS Quadra 701, Bloco

Leia mais

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO Tomada de Preço nº.: 001/2014 Recorrente: OLIVEIRA ARAÚJO ENGENHARIA LTDA 1. Trata-se, em síntese, de recurso administrativo interposto pela sociedade empresária OLIVEIRA

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE RECURSO ADMINISTRATIVO De: Para: Assunto: Pregoeira e Equipe de Apoio Superintendente de Suporte Administrativo de Manaus - SUMN Instrução de Recurso Administrativo Referente:

Leia mais

AUTO DE INFRAÇÃO. NULIDADE

AUTO DE INFRAÇÃO. NULIDADE A C Ó R D Ã O (2ª Turma) GDCVF/AM/mrm AGRAVO DE INSTRUMENTO. AUTO DE INFRAÇÃO. NULIDADE. A Corte Regional, com base no conjunto fático-probatório, concluiu que não estavam presentes os requisitos configuradores

Leia mais

CI RSN Logística/SP - Licitação 08.062/2010 # 10 São Paulo, 31 DEZ 2010

CI RSN Logística/SP - Licitação 08.062/2010 # 10 São Paulo, 31 DEZ 2010 CI RSN Logística/SP - Licitação 08.062/2010 # 10 São Paulo, 31 DEZ 2010 À RSN Logística/SP At. Sr. Cesar Luiz Pucinelli Assunto Ref. : Direito de Petição PGE nº 121/7076-2010 Vol. I à VIII : Contratação

Leia mais

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 05/2010 MASTER TURISMO LTDA. apresentou, tempestivamente, RECURSO contra a decisão que desclassificou sua proposta, após a fase de lances do Pregão

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria Executiva Diretoria de Administração Coordenação-Geral de Aquisições Processo: 03110.012263/2014-16 Interessado: Coordenação-Geral de Administração

Leia mais

São João del-rei, 19 de março de 2015.

São João del-rei, 19 de março de 2015. São João del-rei, 19 de março de 2015. Processo: 23122.106293/2014-61 Pregão Eletrônico para registro de preços: 006/2015 Assunto: Decisão Recurso Administrativo 1 PRELIMINARMENTE Vistos e examinados os

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO:

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: Impugnação ao Edital oferecida pela empresa QATIVE TECNOLOGIA E EVENTOS LTDA. DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.266/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.266/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.266/2014 Referência : Ofício nº 056/2014-AJC-PRT/8ª. Protocolo AUDIN-MPU 1306/2014. Assunto

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012 EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.180/2012 PE 0266/2012 Trata-se de impugnações interpostas pelas licitantes abaixo relacionadas,

Leia mais

Pregão Eletrônico nº 03/2014 DA FASE RECURSAL

Pregão Eletrônico nº 03/2014 DA FASE RECURSAL PROCESSO: 2.17.0.1703/2013-70 Pregão Eletrônico nº 03/2014 DA FASE RECURSAL Da intenção de recurso Manifestação na sessão Das razões ( recurso) Prazo: 31/01, 03/02 e 04/02 Das contrarrazões Prazo: 05/02,

Leia mais

ILMO. SR(a). PREGOEIRO(a) DA GERÊNCIA DE LICITAÇÕES DO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES

ILMO. SR(a). PREGOEIRO(a) DA GERÊNCIA DE LICITAÇÕES DO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES ILMO. SR(a). PREGOEIRO(a) DA GERÊNCIA DE LICITAÇÕES DO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 45/2008 - BNDES BRQ Soluções em Informática S/A, já qualificada

Leia mais

http://www.comprasnet.gov.br/livre/pregao/ataeletronico.asp?co_no_uasg=70025&&uasg=70025&numprp=182013&seq=1&f...

http://www.comprasnet.gov.br/livre/pregao/ataeletronico.asp?co_no_uasg=70025&&uasg=70025&numprp=182013&seq=1&f... Page 1 of 8 70025.182013.13462.4445.18302338320.526 PODER JUDICIÁRIO Tribunal Superior Eleitoral TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO DISTRITO FEDERAL TRE DF Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00018/2013

Leia mais

Objeto: Aquisição de um Mamógrafo e um Digitalizador de Imagens, conforme especificações descritas no Anexo II Termo de Referência.

Objeto: Aquisição de um Mamógrafo e um Digitalizador de Imagens, conforme especificações descritas no Anexo II Termo de Referência. SOCORRO, 18 DE JUNHO DE 2015. À Exmo. Sr. Prefeito Municipal PROCESSO Nº 030/2015/PMES PREGÃO PRESENCIAL Nº 011/2015 Objeto: Aquisição de um Mamógrafo e um Digitalizador de Imagens, conforme especificações

Leia mais

A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS

A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS C.C.P TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPITIRO SANTO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RORAIMA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Assunto: Interposição de recurso administrativo impetrado pela empresa MENDONÇA & CIA LTDA, CNPJ 05.624.684/0001-16, situada a Av.

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO DE EDITAL

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO DE EDITAL PREGÃO PRESENCIAL: 063/2015 JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO DE EDITAL OBJETO: Aquisição de equipamentos, sistemas, serviços e outros itens necessários à implantação do gerenciamento eletrônico da freqüência dos

Leia mais

COMENTÁRIOS À LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS LEI nº 8.666/1993 www.editoraferreira.com.br

COMENTÁRIOS À LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS LEI nº 8.666/1993 www.editoraferreira.com.br COMENTÁRIOS À LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS LEI nº 8.666/1993 www.editoraferreira.com.br PRINCÍPIOS LICITATÓRIOS No encontro de hoje, como o título denuncia, apresentaremos, passo a passo, os mais fundamentais

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2014

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 01/2014 Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços para desenvolvimento de projeto, sustentação, serviço e documentação de sistemas de informação, na modalidade Fábrica

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2153/2015 CAEMA CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-PRL ASSUNTO: IMPUGNAÇAO AO EDITAL

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2153/2015 CAEMA CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-PRL ASSUNTO: IMPUGNAÇAO AO EDITAL PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2153/2015 CAEMA CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-PRL ASSUNTO: IMPUGNAÇAO AO EDITAL Trata-se de resposta ao pedido de impugnação ao Edital, referente a Concorrência 001/2015-PRL, cujo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA Dr. Heitor Mendes do Nascimento, nº 040 - Telefax: (32) 3462-6733 ALÉM PARAÍBA/ MG - CEP: 36.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA Dr. Heitor Mendes do Nascimento, nº 040 - Telefax: (32) 3462-6733 ALÉM PARAÍBA/ MG - CEP: 36. Aos interessados no certame. Processo n.º: 073/2015 Pregão Presencial nº 026/2015 Além Paraíba, 17 de junho de 2015. Objeto: compra de relógio de ponto biométrico e no-break, atendendo pedidos das Secretarias

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO IMPUGNANTE: RIBAL LOCADORA DE VEÍCULOS LTDA CNPJ.: 07.605.506/0001-73

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO IMPUGNANTE: RIBAL LOCADORA DE VEÍCULOS LTDA CNPJ.: 07.605.506/0001-73 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, DEPARTAMENTO REGIONAL DO PARANÁ E DO SERVIÇO NACIONAL DE APREDIZAGEM INDUSTRIAL, DEPARATMENTO REGIONAL DO PARANÁ.

Leia mais