BIM - Conceitos e Aplicações!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIM - Conceitos e Aplicações!"

Transcrição

1 BIM - Conceitos e Aplicações!

2 Introdução Como Projetávamos no Passado? Quais eram as Ferramentas Utilizadas?

3 Introdução Resultados!

4 Introdução Avanço da Tecnologia Surgimento das Ferramentas CAD CAD - Computer Aided Design - Desenho Assistido por Computador. O desenvolvimento dos projetos saiu do papel e passou para o PC.

5 Introdução Ocasionou: Foco na produção de desenhos Informações espalhadas em vários arquivos e formatos Dificuldade para mudar o projeto quando já está em fase final Risco de perda de dados durante a coordenação de várias disciplinas

6 Introdução A Tecnologia Continuou Avançando Novas Soluções Para Nossos Problemas

7 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Custo Global dos Projetos/Obras Mais de 30% dos custos globais na Construção Civil são gastos em campo por conta de: Erros de coordenação Compatibilização dos Projetos; Desperdício de material Quantitativos Imprecisos; Ineficiência do trabalho Planejamento Inconsistente...

8 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Qualidade dos Projetos Estimativas Importantes: 70% do tempo gasto nos projetos é em desenho e documentação; 45% dos projetos em Executivo são revisados; 23% das revisões são devido a falta de compatibilização; 6% do custo de projeto é devido a problemas de compatibilização;

9 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de situações típicas em obras:

10 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de situações típicas em obras:

11 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de situações típicas em obras:

12 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de situações típicas em obras:

13 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de PROBLEMAS em obras:

14 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de PROBLEMAS em obras:

15 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de PROBLEMAS em obras:

16 Introdução E quanto aos problemas na área da Construção Civil? Exemplos de PROBLEMAS em obras:

17 Introdução Existem soluções ou ferramentas para estes problemas?

18 Introdução SIM!

19 Introdução BIM

20 Introdução E funciona??? Quem esta utilizando???

21 Panorama Mundial

22 Panorama Mundial Governos de todo mundo tem obrigado ou tem a intenção de obrigar o uso do BIM em seus projetos e obras. Principalmente nos Países Desenvolvidos

23 Panorama Mundial Principais Motivos: Controle de Custos Controle de Execução Controle de Aditivos

24 Países Pioneiros Estados Unidos Em 2003 nos Estados Unidos a General Services Administration (GSA) através do seu serviço de edifícios públicos criou o programa nacional denominado 3D-4D- BIM Program. Em 2006 a GSA decretou que os novos edifício públicos projetados deveriam utilizar o BIM na fase de projetos. Segundo o SmartMarket Report de 2012 a utilização do BIM nos Estados Unidos saltou de 40% em 2009 para 71% em 2012.

25 Países Pioneiros Singapura Implementou o Sistema de aprovação de projetos mais rápido do mundo. O mesmo foi implementado em 2008 pela Construction Authority (BCA) e funciona através de um portal eletrônico para recebimento dos modelos BIM. Com o sistema mais de 200 projetos já tiveram suas aprovações feitas num prazo atual de 26 dias e a meta para 2015 é reduzir esse prazo para 10 dias. O objetivo do BCA é obter 80% dos projetos em BIM até 2015.

26 Países Pioneiros Reino Unido Com o objetivo de reduzir em 20% o custo dos projetos de construção do governo e reduzir a intensidade da emissão de carbono, o Reino Unido tem realizado várias iniciativas ao longo de um período de 5 anos, e exigindo BIM Nível 2 (modelagem e interoperabilidade) até O objetivo é incentivar a indústria a participar neste esforço, e posicionar-se para se tornar um líder mundial em BIM, focando inicialmente na poupança de 20% referente à redução de custos.

27 Países Pioneiros Finlândia Um dos países mais importantes no desenvolvimento da tecnologia BIM no mundo, trabalhando com o conceito desde os anos 80. Em 1999, lançaram o software Solibri, o qual oferece soluções em BIM e é considerado um dos melhores softwares para análise e compatibilização de projetos utilizando a tecnologia. A estatal Finlandesa Senate Properties, obriga o uso do BIM em seus projetos desde 2007.

28 Países Pioneiros Noruega A empresa estatal Statsbygg decidiu a utilização do BIM para todo o ciclo de vida dos seus edifícios. Atualmente todos os projetos da Statsbygg utilizam o formato IFC /IFD no Desenvolvimento de seus projetos. Dinamarca A empresa estatal The Palaces & Properties Agency, e o Defense Construction Service exigem o BIM em todos os seus Projetos.

29 Países Pioneiros Brasil ABNT / CEE 134: Comissão Especial de Estudo Modelagem da Informação da Construção (BIM) NBR ISO /2010: Construção de edificação organização da informação da construção NBR /2011: Sistema de classificação da informação da construção Parte 1: Terminologia e estrutura NBR /2011: Sistema de classificação da informação da construção Parte 2: Características dos objetos da construção

30 Países Pioneiros Brasil Florianópolis Seminário BIM (13/03/2014) Estado de Santa Catarina decretou que até 2018 todas as obras públicas deverão utilizar a tecnologia BIM! Obs.: da mesma forma que os EUA em 1999 decretaram a exigência para suas obras públicas até 2007

31 Conceito - BIM Mas, o que é BIM? Como Funciona?

32 Conceito - BIM Introdução Anos 80: EUA: abordagem de um conceito chamado Building Products Models o qual significa Modelos de Produtos da Construção. Este conceito foi orientado aos processos de elaboração dos produtos;

33 Conceito - BIM Introdução Anos 80: Europa Finlândia: abordagem de um conceito chamado Product Information Models o qual significa Modelos de Informações do Produto. Este orientado as informações contidas no produto;

34 Conceito - BIM Introdução Início dos anos 90: Fusão dos conceitos Modelos de Produtos da Construção + Modelos de Informações do Produto = Modelo de Informações da Construção

35 Conceito - BIM BIM = Modelo de Informações da Construção

36 Conceito - BIM BIM = Modelo de Informações da Construção Definição Complexa! Ainda não há uma definição única e amplamente aceita pelo meio técnico.

37 Conceito - BIM Definições Simplificadas: BIM é uma Tecnologia de modelagem capaz de associar um conjunto de processos para produzir, comunicar e analisar modelos de construção. Manual de BIM (Charles Eastman)

38 Conceito - BIM Definições Simplificadas: O conceito BIM envolve TECNOLOGIAS e PROCESSOS cujo objetivo é desenvolver uma prática de projeto integrada, na qual todos os participantes convirjam seus esforços para a construção de um MODELO ÚNICO da edificação. Manual de BIM (Charles Eastman)

39 Conceito - BIM Definições Simplificadas: "O BIM é uma representação digital das características físicas e funcionais de um projeto. Como tal, serve como um recurso de conhecimento compartilhado para obter informações sobre todas as disciplinas de projeto e formar uma base confiável para decisões desde a criação do projeto até o seu ciclo de vida. BuildingSMART Nactional BIM Standard (NBIMS)

40 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: O conceito de BIM é fundamentado na orientação de tarefas ao invés da simples representação gráfica de elementos de desenho (visão voltada ao objeto apenas), ou seja, é uma tecnologia voltada a resolver os problemas e as tarefas do processo de projetar e não simplesmente desenhar símbolos e elementos de projeto.

41 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: Não confundir! BIM Não é um software!!!

42 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: Não confundir! BIM é um MODELO dotado de diversas informações!

43 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: Modelos BIM devem ser: Paramétricos; Adaptáveis; Consistentes e nunca redundantes; Quantificáveis; Factíveis e Compatibilizáveis; Representação Gráfica em 3D

44 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: O que não é BIM: Modelos 3D que só contenham dados geométricos, sem atributos de objetos; Modelos 3D sem suporte para comportamento (não adaptativos, sem inteligência paramétrica);

45 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: O que não é BIM: Modelos 3D compostos por múltiplas referências CAD: é impossível assegurar que o modelo resultante será factível, consistente, compatibilizável, rastreável e mensurável quanto aos objetos contidos nele;

46 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: O que não é BIM: Modelos 3D compostos por múltiplas referências CAD: é impossível assegurar que o modelo resultante será factível, consistente, compatibilizável, rastreável e mensurável quanto aos objetos contidos nele; Modelos que permitam edição de uma determinada vista sem reflexão automática nas demais constantes no projeto;

47 Conceito - BIM Entendendo o Conceito: BIM Informações Realidade multidimensional 3D = Geometria (x,y,z); 4D = 3D + Linha do Tempo (Cronograma); 5D = 4D + Custos (Físico Financeiro); 6D = 5D + Durabilidade (Vida útil); 7D = 6D + Impacto Ambiental (Sustentabilidade) 8D = 7D + Segurança e Saúde Ocupacional

48 BIM Utilidades e Benefícios: MOCK-UPs ( maquete em escala real ; simulação real; protótipo, modelo pontual): Pontos críticos; Pontos Estratégicos; Pontos que propomos melhorias;

49 BIM Utilidades e Benefícios: Visualização e entendimento completo do projeto;

50 BIM Utilidades e Benefícios: Visualização e entendimento completo do projeto;

51 BIM Utilidades e Benefícios: Antecipação e correção de problemas

52 BIM Utilidades e Benefícios: Documentação Melhor concentração de esforço; Qualidade

53 BIM Utilidades e Benefícios: Quantitativos (Assertividade)

54 BIM Utilidades e Benefícios: Cronograma de Execução

55 BIM Utilidades e Benefícios: Maior previsibilidade e acompanhamento da obra

56 BIM Utilidades e Benefícios: Manutenção e administração do edifício (vida útil)

57 BIM Utilidades e Benefícios: Identifica os métodos de fabricação mais produtivos bem como as áreas de difícil fabricação;

58 BIM Utilidades e Benefícios: Permite o gerenciamento e avaliação de reformas, desmanche e demolição com controle e planejamento;

59 BIM Interoperabilidade e Sistema Colaborativo É a capacidade de gerir e comunicar produtos eletrônicos e dados de projeto entre as diferentes entidades colaboradoras (softwares). McGraw Hill

60 BIM Interoperabilidade e Sistema Colaborativo

61 BIM Interoperabilidade e Sistema Colaborativo Open BIM é uma abordagem universal ao projeto colaborativo, realização e operação de edifícios baseada em padrões e fluxos de trabalho abertos.

62 BIM Interoperabilidade e Sistema Colaborativo Open BIM é uma abordagem universal ao projeto colaborativo, realização e operação de edifícios baseada em padrões e fluxos de trabalho abertos.

63 BIM O que é a BuildingSMART? Organização internacional neutra e única sem fins lucrativos suportando o desenvolvimento de padrões open BIM para todo o ciclo de vida das edificações.

64 BIM O que é Modelo de Dados Aberto BuildingSMART? IFC (Industry Foundation Classes): é um modelo de dados orientado a objetos baseado em definição de classes representando objetos (elementos, processos, formas, espaços, etc) que são usados por sistemas durante um projeto de construção ou de operação e manutenção (AEC-FM).

65 BIM Entendendo o Conceito IFC: É a definição de um formato padrão para descrever modelos BIM; Define como a informação deve ser provida/armazenada para todos os estágios do ciclo de vida de uma edificação; Se relaciona diretamente com cada objeto; Pode ser usada com pouca até toda a informação; Pode conter dados para geometria, cálculo, quantitativos, gestão de instalações, orçamentação entre outros;

66 BIM Controle Evolutivo do Projeto Antes: Documentos fases de projeto Como checar e analisar o desenvolvimento do projeto através de um modelo BIM?

67 BIM Controle Evolutivo do Projeto Nível de Desenvolvimento

68 BIM Controle Evolutivo do Projeto Nível de Desenvolvimento LOD

69 BIM Controle Evolutivo do Projeto LOD100 Conceitual (Massas e volumes) LOD200 Informações Aproximadas (Analises Est. E Arq.) LOD300 Informações Precisas (Execução dos projetos) LOD400 Fabricação, montagem ou construção LOD500 Operação e Manutenção

70 BIM Controle Evolutivo do Projeto Cuidado! LOD é Level Of Detail ou Level Of Development?

71 BIM Controle Evolutivo do Projeto Cuidado! São sinônimos?

72 BIM Controle Evolutivo do Projeto Bibliografias: American Institute of Architects (2007) EUA COBIM Finlândia Bim Protocol Reino Unido Building and Construction Authority (2012) Singapura PennState (2010) Pensilvânia

73 BIM Controle Evolutivo do Projeto

74 BIM Controle Evolutivo do Projeto LOD não deve ser associado a ideia de aumento de detalhes geométricos, e sim ao nível de informações atribuídas aos objetos.

75 BIM Controle Evolutivo do Projeto LOD não deve ser associado a ideia de aumento de detalhes geométricos, e sim ao nível de informações atribuídas aos objetos. tendência de usuários caminharem na direção em que BIM significa representação geométrica 3D

76 BIM Exemplos Knijnik BMW NEXUS AVIAÇÃO PORTOBELLO

77 BIM BIM esta bem difundido? Quais são os obstáculos? Porque a tecnologia não é utilizada a mais tempo pelo meio técnico?

78 BIM Necessidade de Mudanças!!! Visão e Forma de Trabalho

79 BIM Projetos pilotos Planejamento Controle Cuidado Orientação e Experiência Retorno com benefícios visíveis e Aproveitamento real da tecnologia

80 BIM Engenharia Integrada BIM Padrões Knijnik de desenvolvimento e modelagem Projetos Integrados on line Consistência e compatibilização a toda entrega

81 BIM Dúvidas?

82 BIM Insanidade é repetir as coisas sempre do mesmo jeito e esperar por resultados diferentes! (Albert Einstein)

83

11/05/2015. Quem somos. Clientes BIM MERCADO & IMPLANTAÇÃO. Rogerio Suzuki Consultor BIM/4D/FM. O que oferecemos

11/05/2015. Quem somos. Clientes BIM MERCADO & IMPLANTAÇÃO. Rogerio Suzuki Consultor BIM/4D/FM. O que oferecemos O que oferecemos 11/05/2015 BIM MERCADO & IMPLANTAÇÃO Rogerio Suzuki Consultor BIM/4D/FM Quem somos Clientes 1 2 3 Agenda 1. Introdução 2. O que é BIM? 3. Por que BIM? 4. O que ganho com BIM? 5. BIM &

Leia mais

Proposição do Manual Técnico de Gestão do Processo de Projeto Colaborativo com o uso do BIM para o Estado de Santa Catarina

Proposição do Manual Técnico de Gestão do Processo de Projeto Colaborativo com o uso do BIM para o Estado de Santa Catarina Proposição do Manual Técnico de Gestão do Processo de Projeto Colaborativo com o uso do BIM para o Estado de Santa Catarina Prof. Dr. Eng. Leonardo Manzione Outubro 2014 Sobre o apresentador Prof. Dr.

Leia mais

Permanecendo competitivo

Permanecendo competitivo Permanecendo competitivo Você consegue sobreviver sem o BIM? AFINAL, É UM MUNDO EM 3D Na virada do século 21, a indústria de edificações e construção passou por uma transição do método 2D para projetos

Leia mais

www.espacotempo.com.br quarta-feira, 25 de setembro de 13

www.espacotempo.com.br quarta-feira, 25 de setembro de 13 www.espacotempo.com.br 1 PALESTRA EARQ 2013 Goiânia, 10 de Setembro de 2013 FERNANDO DAHER ALVARENGA Arquiteto e Urbanista Diretor e proprietário da Espaço Tempo www.espacotempo.com.br www.fernandodaher.com

Leia mais

INTRODUÇÃO AO BIM MIRIAM ADDOR

INTRODUÇÃO AO BIM MIRIAM ADDOR INTRODUÇÃO AO BIM MIRIAM ADDOR Definições Conceitos de BIM Curso CMU ago/08 IFC Penn State Carnegie Mellon University 1905-1912 PITTSBURGH- PA- aço Fallingwater FLW 3 LEED building B = BUILDING I= INFORMATION

Leia mais

AUBR-83 Dicas e Truques. Objetivos:

AUBR-83 Dicas e Truques. Objetivos: [AUBR-83] BIM na Prática: Implementação de Revit em Escritórios de Arquitetura e Engenharia Paulo Henrique Giungi Galvão Revenda TECGRAF Consultor técnico Revit da Revenda TECGRAF AUBR-83 Dicas e Truques

Leia mais

BIM na prática: Como uma empresa construtora pode fazer uso da tecnologia BIM

BIM na prática: Como uma empresa construtora pode fazer uso da tecnologia BIM BIM na prática: Como uma empresa construtora pode fazer uso da tecnologia BIM Joyce Delatorre Método Engenharia O uso da Tecnologia BIM promete trazer ganhos em todas as etapas no ciclo de vida de um empreendimento.

Leia mais

Piloto BIM Primeiros Passos

Piloto BIM Primeiros Passos Piloto BIM Primeiros Passos O que é o BIM? Estrutura para implantação do projeto piloto BIM Visão BIM Impulsão de Liderança BIM Nova liderança BIM Primeiros passos em seu projeto piloto BIM Mudar para

Leia mais

EDIFÍCIOS VIRTUAIS BIM

EDIFÍCIOS VIRTUAIS BIM 1 EDIFÍCIOS VIRTUAIS BIM Unidade Curricular: Projecto FEUP Turma 4 Grupo 3 2 O que é o BIM? Identifica erros e omissões Facilita a resolução de problemas Criação de mapas de quantidades Produção minuciosa

Leia mais

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Engenharia de Software Introdução Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Tópicos Apresentação da Disciplina A importância do Software Software Aplicações de Software Paradigmas

Leia mais

BIM BIM. Building Information Modeling no Projeto Estrutural. Impactos e benefícios potenciais. Modelagem de Informação do Edifício Projeto Estrutural

BIM BIM. Building Information Modeling no Projeto Estrutural. Impactos e benefícios potenciais. Modelagem de Informação do Edifício Projeto Estrutural BIM Building Information Modeling no Impactos e benefícios potenciais Nelson Covas BIM Building Information Modeling ou Modelagem de Informação da Construção ou Modelagem de Informação do Edifício Premissas

Leia mais

BIM: Fundamentos básicos e processo de implantação. Apresentador: Sergio Leusin, Arqtº, D.Sc.

BIM: Fundamentos básicos e processo de implantação. Apresentador: Sergio Leusin, Arqtº, D.Sc. BIM: Fundamentos básicos e processo de implantação Apresentador: Sergio Leusin, Arqtº, D.Sc. A GDP, Gerenciamento e Desenvolvimento de Projetos Ltdª, nasceu da convicção de que o projeto deve ser o protagonista

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO BIM NA CONSTRUTORA. Eng.Fernando Augusto Correa da Silva

IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO BIM NA CONSTRUTORA. Eng.Fernando Augusto Correa da Silva IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO BIM NA CONSTRUTORA Eng.Fernando Augusto Correa da Silva BIM SINCO IMPLANTAÇÃO BIM CASOS DE SUCESSO SINCO ENGENHARIA 27 Anos no mercado da construção Civil Área de atuação: Incorporação

Leia mais

CAMINHOS. PARA A GESTÃO PARA OS PROFISSIONAIS PARA A TECNOLOGIA

CAMINHOS. PARA A GESTÃO PARA OS PROFISSIONAIS PARA A TECNOLOGIA CAMINHOS. PARA A GESTÃO PARA OS PROFISSIONAIS PARA A TECNOLOGIA Alguns conceitos GESTÃO PROFISSIONAIS TECNOLOGIA 2D Gestão de Informação documental (digital 2D ou impressa) ESCRITORIO DE ARQUITETURA EMPRESA

Leia mais

O Panorama do BIM como Ferramenta de Gestão

O Panorama do BIM como Ferramenta de Gestão BIM Building Information Modeling O Panorama do BIM como Ferramenta de Gestão Prof. Dr. Eduardo Toledo Santos Escola Politécnica da USP A Modelagem da Informação da Construção (BIM) é o processo de produção,

Leia mais

Tópicos. Engenharia de Software: Uma Visão Geral

Tópicos. Engenharia de Software: Uma Visão Geral Tópicos 2 3 Engenharia de Software: Uma Visão Geral SCE 186 - Engenharia de Software Profs. José Carlos Maldonado e Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2002 A importância do Software Software Aplicações

Leia mais

2.0 - METODOLOGIA BIM, SEUS BENEFÍCIOS E APLICAÇÃO NO PROJETO DE SUBESTAÇÕES

2.0 - METODOLOGIA BIM, SEUS BENEFÍCIOS E APLICAÇÃO NO PROJETO DE SUBESTAÇÕES XXIII SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA FI/GSE/12 18 a 21 de Outubro de 2015 Foz do Iguaçu - PR GRUPO VIII GRUPO DE ESTUDO DE SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTO DE ALTA TENSÃO

Leia mais

Processos de Desenvolvimento de Software

Processos de Desenvolvimento de Software Processos de Desenvolvimento de Software Gerenciamento de Projetos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e

Leia mais

BIM BUILDING INFORMATION MODELLING UMA TECNOLOGIA PARA O FUTURO IMEDIATO DA CONSTRUÇÃO

BIM BUILDING INFORMATION MODELLING UMA TECNOLOGIA PARA O FUTURO IMEDIATO DA CONSTRUÇÃO BIM BUILDING INFORMATION MODELLING UMA TECNOLOGIA PARA O FUTURO IMEDIATO DA CONSTRUÇÃO PROGRAMA DO EVENTO 13 :30 13:45 Abertura - Dr. Antonio Carlos, diretor SINDUSCON RIO 13:45 14:30 Introdução ao BIM:

Leia mais

Aspectos Relevantes da Qualidade do Software Estrutural e Sua Influência na Elaboração de Projetos

Aspectos Relevantes da Qualidade do Software Estrutural e Sua Influência na Elaboração de Projetos Aspectos Relevantes da Qualidade do Software Estrutural e Sua Influência na Elaboração de Projetos Eng. Nelson Covas São Paulo, 23 de outubro de 2008 1. Introdução 2. Relação Software / Projeto Estrutural

Leia mais

3 - BIM. 3.1 Histórico

3 - BIM. 3.1 Histórico 3 - BIM 3.1 Histórico O modelamento de geometrias 3D foi objeto de extensiva pesquisa devido a sua ampla aplicação não só na Arquitetura, no Design e na Engenharia, mas também no desenvolvimento de jogos

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO Profº. Edson T. França edson.franca@uninove.br Software Sistemas Conjunto de elementos, entre os quais haja alguma relação Disposição das partes ou dos elementos de um

Leia mais

PALESTRA: Como o BIM contribui para o crescimento de empresas no Brasil?

PALESTRA: Como o BIM contribui para o crescimento de empresas no Brasil? PALESTRA: Como o BIM contribui para o crescimento de empresas no Brasil? A AUTODESK possui parceiros denominados CSI Consulting System Integrator para ampliar o valor das suas soluções, sendo uma consultoria

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SIG Aula N : 11 Tema: Como desenvolver e

Leia mais

MÉTODO ÁREAS DE ATUAÇÃO DIFERENCIAIS / TECNOLOGIA TECNOLOGIA BIM

MÉTODO ÁREAS DE ATUAÇÃO DIFERENCIAIS / TECNOLOGIA TECNOLOGIA BIM MÉTODO ÁREAS DE ATUAÇÃO DIFERENCIAIS / TECNOLOGIA TECNOLOGIA BIM Método Engenharia O futuro em construção 40 anos de experiência 6 milhões de m² construídos em projetos realizados no Brasil e no exterior

Leia mais

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS ARQUITETÔNICOS

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS ARQUITETÔNICOS LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS ARQUITETÔNICOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS 01 NOSSOS SERVIÇOS Após 35 anos de experiência na área de edificações para o mercado imobiliário gaúcho,

Leia mais

Implementation of BIM (Building Information Modeling) in the Brazilian Real Estate Market. Eng. Fernando Correa Diretor da Sinco Engenharia

Implementation of BIM (Building Information Modeling) in the Brazilian Real Estate Market. Eng. Fernando Correa Diretor da Sinco Engenharia Implementation of BIM (Building Information Modeling) in the Brazilian Real Estate Market Eng. Fernando Correa Diretor da Sinco Engenharia 27 Anos no mercado da construção Civil Área de atuação: Incorporação

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

O BIM no Ensino Técnico em Benefício dos Projetos e da Execução dos Sistemas Eletromecânicos

O BIM no Ensino Técnico em Benefício dos Projetos e da Execução dos Sistemas Eletromecânicos O BIM no Ensino Técnico em Benefício dos Projetos e da Execução dos Sistemas Eletromecânicos A metodologia BIM para gestão do projeto baseada na integração e respectiva compatibilização de processos contribui

Leia mais

DESDE 19 JULHO DE 2013 A NORMA DE DESEMPENHO TAMBÉM...

DESDE 19 JULHO DE 2013 A NORMA DE DESEMPENHO TAMBÉM... DESDE 19 JULHO DE 2013 A NORMA DE DESEMPENHO TAMBÉM... A QUE VIEMOS ü Norma de Desempenho ü BIM (Uso em Projeto) ü Exemplos Práticos de Softwares no auxílio de Simulação teórica Projeto para desempenho

Leia mais

O que é CMMI? Base do CMMI. Melhorando o processo é possível melhorar-mos o software. Gerais. Processo. Produto

O que é CMMI? Base do CMMI. Melhorando o processo é possível melhorar-mos o software. Gerais. Processo. Produto Gerais Processo Produto Propostas NBR ISO 9000:2005 define principios e vocabulário NBR ISO 9001:2000 define exigências para sistema de gerência de qualidade NBR ISO 9004:2000 apresenta linha diretivas

Leia mais

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia.

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia. 1 Introdução aos Sistemas de Informação 2002 Aula 4 - Desenvolvimento de software e seus paradigmas Paradigmas de Desenvolvimento de Software Pode-se considerar 3 tipos de paradigmas que norteiam a atividade

Leia mais

GTI Governança de TI. GTI como Ativo Estratégico. GTI - Um Ativo Estratégico 1

GTI Governança de TI. GTI como Ativo Estratégico. GTI - Um Ativo Estratégico 1 GTI Governança de TI GTI como Ativo Estratégico GTI - Um Ativo Estratégico 1 GTI Um Ativo Estratégico Para pensar: Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos pelo mesmo nível

Leia mais

Pré-Construção Virtual BIM com foco na Compatibilização de Projetos

Pré-Construção Virtual BIM com foco na Compatibilização de Projetos Pré-Construção Virtual BIM com foco na Compatibilização de Projetos Bruno Maciel Angelim FortBIM Engenharia Esta classe mostra o fluxo de trabalho do Autodesk Building Design Suite para pré-construção

Leia mais

BIM E PROJETOS NO SETOR PÚBLICO

BIM E PROJETOS NO SETOR PÚBLICO BIM E PROJETOS NO SETOR PÚBLICO Cervantes Ayres Filho Arq. MSc. SÃO JOSÉ DOS PINHAIS ATÉ 2009: CONTRATAÇÃO DE PROJETOS (INCLUSIVE PROGRAMA) BAIXA QUALIDADE DAS OBRAS E FALTA DE IDENTIDADE A PARTIR DE 2009:

Leia mais

Quarta 04/11 14:45-16:25. Quinta 05/11 13:50-15:30. Sexta 06/11 14:10-15:30. Edificações, Infraestrutura e Cidade: do BIM ao CIM

Quarta 04/11 14:45-16:25. Quinta 05/11 13:50-15:30. Sexta 06/11 14:10-15:30. Edificações, Infraestrutura e Cidade: do BIM ao CIM 1A Tic Em Apoio A Projeto 1 1 A Realidade Virtual Imersiva Como Tecnologia De Suporte À Compreensão De Modelos Computacionais 37 O Uso De Tecnologias De Realidade Aumentada Como Estratégia De Empoderamento

Leia mais

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Engenharia de Software Introdução Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Tópicos Apresentação da Disciplina A importância do Software Software Aplicações de Software Paradigmas

Leia mais

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 3º PERÍODO - 5º MÓDULO AVALIAÇÃO MP1 DATA 05/03/2009 ENGENHARIA DE SOFTWARE Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA

Leia mais

Gerenciamento de Arquivos no mercado AEC utilizando o Autodesk Vault + Buzzsaw

Gerenciamento de Arquivos no mercado AEC utilizando o Autodesk Vault + Buzzsaw Gerenciamento de Arquivos no mercado AEC utilizando o Autodesk Vault + Buzzsaw Tiago Marçal Ricotta Brasoftware / quattrod O Autodesk Vault organiza, gerencia e rastreia os processos de criação de dados,

Leia mais

Brasileira. Alexandre Fitzner do Nascimento CIO-CTO DOM/EB. Washington Gultenberg Lüke BIM Manager DOM/EB

Brasileira. Alexandre Fitzner do Nascimento CIO-CTO DOM/EB. Washington Gultenberg Lüke BIM Manager DOM/EB A Aplicação do processo BIM na Construção Brasileira Alexandre Fitzner do Nascimento CIO-CTO DOM/EB Washington Gultenberg Lüke BIM Manager DOM/EB Apresentação Conceituação Elos do BIM Cadeia de Valor Produtivo

Leia mais

Fortaleza, 5 e 6/julho/2012. A (rápida) evolução do BIM no Brasil Muitos já iniciaram a implantação... Out/2011 Engevix (2009)

Fortaleza, 5 e 6/julho/2012. A (rápida) evolução do BIM no Brasil Muitos já iniciaram a implantação... Out/2011 Engevix (2009) O que é BIM Fortaleza, 5 e 6 de julho de 2012 Eduardo Toledo Santos Escola Politécnica da USP Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção BIM é um processo integrado para explorar

Leia mais

Requisitos de Software

Requisitos de Software Requisitos de Software Prof. José Honorato F.N. Prof. José Honorato F.N. honoratonunes@gmail.com Requisitos de Software Software é o conjunto dos programas e dos meios não materiais que possibilitam o

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI INTRODUÇÃO Aumento da Importância do Software Software está em tudo: Elemento crítico

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Roteiro Software Evolução do Software Engenharia de Software Modelo Espiral Software Software Definição Conjunto de instruções que manipulam estruturas de dados (informação) Composição

Leia mais

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO Sistema de informações gerenciais Sistema de informações gerencial => conjunto de subsistemas de informações que processam dados e informações para fornecer

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Gerenciamento da Qualidade Cap. 27 Sommerville 8 ed. Introdução: - Preocupação com a qualidade do software; - Uso de técnicas e tecnologias novas; - Manufatura de software Qualidade de Software: Qualidade

Leia mais

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM 19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM Autor(es) ANDRE BERTIE PIVETTA Orientador(es) KLAUS SCHÜTZER Apoio Financeiro PIBITI/CNPQ 1. Introdução

Leia mais

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software [...] O que é a Qualidade? A qualidade é uma característica intrínseca e multifacetada de um produto (BASILI, et al, 1991; TAUSWORTHE, 1995).

Leia mais

do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade;

do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade; 1 ARQUITETURA E DESIGN DE SOFTWARE O que é Arquitetura? do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade; do dicionário: Arte de projetar e construir prédios,

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

#Fluxo. da Mobilidade de Informação na. Indústria da Construção Civil: Pesquisa e resultados recentes

#Fluxo. da Mobilidade de Informação na. Indústria da Construção Civil: Pesquisa e resultados recentes #Fluxo da Mobilidade de Informação na Indústria da Construção Civil: Pesquisa e resultados recentes introdução Muitas foram as áreas da indústria que se beneficiaram dos avanços tecnológicos voltados ao

Leia mais

Modelagem Estrutural Integrada (ISM)

Modelagem Estrutural Integrada (ISM) Modelagem Estrutural Integrada (ISM) A Bentley White Paper www.bentley.com.br A Bentley Systems lançou sua metodologia de para informações de projetos estruturais, que oferece aos engenheiros estruturais

Leia mais

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software Prof. Edison A. M. Morais prof@edison.eti.br http://www.edison.eti.br Objetivo (1/1) Conceituar PROCESSO E CICLO DE VIDA, identificar e conceituar

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Como Desenvolver Sistemas de Informação Capítulo 11 Pág. 337 2

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo Parte 1 QUALIDADE DE SOFTWARE PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Capítulo 12 REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 12.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS De que forma o desenvolvimento de um novo sistema poderia mudar a maneira de uma organização trabalhar?

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL Eng. Dayana B. Costa MSc, Doutoranda e Pesquisadora do NORIE/UFRGS Conteúdo da Manhã Módulo 1 Medição de Desempenho Conceitos Básicos Experiência de Sistemas de

Leia mais

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão 1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão ISO 9001:2015 Histórico da série 2 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão Histórico da série REVISÕES DA SÉRIE ISO 9000 2000 2008 2015 1994 1987 3 2009 CBG Centro Brasileiro

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte 2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte O MPS.BR tem como foco, ainda que não exclusivo, atender a micro, pequenas e médias empresas de

Leia mais

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas ECONOMISTA - RIVAS ARGOLO 2426/D 62 9905-6112 RIVAS_ARGOLO@YAHOO.COM.BR Objetivo deste mini curso : Mostrar os benefícios do gerenciamento de projetos

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Universidade São Judas Tadeu Profª Dra. Ana Paula Gonçalves Serra Engenharia de O Processo Uma Visão Genérica Capítulo 2 (até item 2.2. inclusive) Engenharia de - Roger Pressman 6ª edição McGrawHill Capítulo

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Aula 1 Ementa Fases do Ciclo de Vida do Desenvolvimento de Software, apresentando como os métodos, ferramentas e procedimentos da engenharia de software, podem

Leia mais

Product Lifecycle Management [PLM] Comprometa-se com a inovação.

Product Lifecycle Management [PLM] Comprometa-se com a inovação. Product Lifecycle Management [PLM] Comprometa-se com a inovação. SoftExpert PLM Suite é uma solução que oferece os requisitos e as habilidades necessárias que as empresas precisam para gerenciar com êxito

Leia mais

DESAFIOS OPERACIONAIS E METROLÓGICOS DA MEDIÇÃO POR COORDENADAS NO AMBIENTE DE MANUFATURA DIGITAL

DESAFIOS OPERACIONAIS E METROLÓGICOS DA MEDIÇÃO POR COORDENADAS NO AMBIENTE DE MANUFATURA DIGITAL II CIMMEC 2º CONGRESSO INTERNACIONAL DE METROLOGIA MECÂNICA DE 27 A 30 DE SETEMBRO DE 2011 Natal, Brasil DESAFIOS OPERACIONAIS E METROLÓGICOS DA MEDIÇÃO POR COORDENADAS NO AMBIENTE DE MANUFATURA DIGITAL

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

15 Computador, projeto e manufatura

15 Computador, projeto e manufatura A U A UL LA Computador, projeto e manufatura Um problema Depois de pronto o desenho de uma peça ou objeto, de que maneira ele é utilizado na fabricação? Parte da resposta está na Aula 2, que aborda as

Leia mais

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. De que forma o desenvolvimento de um novo sistema poderia mudar a maneira de uma organização trabalhar? 2. Como uma empresa pode certificar-se

Leia mais

REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com REVISÃO ENGENHARIA DO SOFTWARE Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Software Sequencia de Instruções a serem seguidas ou executadas Dados e rotinas desenvolvidos por computadores Programas

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software O que é a engenharia de software É um conjunto integrado de métodos e ferramentas utilizadas para especificar, projetar, implementar e manter um sistema. Método É uma prescrição

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software?

21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software? 21. Qualidade de Produto ou Qualidade de Processo de Software? Qualidade de software é uma preocupação real e esforços têm sido realizados na busca pela qualidade dos processos envolvidos em seu desenvolvimento

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas. Engenharia de Software. Análise e Projeto de Sistemas. Contextualização. Perspectiva Histórica. A Evolução do Software

Análise e Projeto de Sistemas. Engenharia de Software. Análise e Projeto de Sistemas. Contextualização. Perspectiva Histórica. A Evolução do Software Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Contextualização ENGENHARIA DE SOFTWARE ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS ENGENHARIA DA INFORMAÇÃO Perspectiva Histórica Engenharia de Software 1940:

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Princípios da Teoria de Sistemas 1 Grupos diferentes dentro de uma organização necessitam

Leia mais

Integração do Teamcenter com o Catia V5

Integração do Teamcenter com o Catia V5 Integração com o Catia V5 Benefícios Menos tempo gasto por sua equipe técnica tentando encontrar as revisões corretas de dados do Catia Processos consistentes de trabalho seguidos em todos os formatos

Leia mais

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto?

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto? Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. Objetivos da aula 1) Dizer o que é gerenciamento de projetos e a sua importância; 2) Identificar os grupos de processos do gerenciamento de projetos

Leia mais

O que é um processo de software?

O que é um processo de software? O que é um processo de software? Um conjunto de atividades realizadas por pessoas cujo objetivo é desenvolvimento ou evolução de software e sua documentação. Atividades genéricas em todos os processos:

Leia mais

Implantação de um Processo de Medições de Software

Implantação de um Processo de Medições de Software Departamento de Informática BFPUG Brazilian Function Point Users Group Implantação de um Processo de Medições de Software Claudia Hazan, MSc., CFPS claudinhah@yahoo.com Agenda Introdução Processo de Medições

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL PROJETOS CORPORATIVOS / INDUSTRIAIS

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL PROJETOS CORPORATIVOS / INDUSTRIAIS APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL PROJETOS CORPORATIVOS / INDUSTRIAIS MISSÃO Oferecer soluções que aliem beleza, funcionalidade e inovação, ao contribuir para a satisfação de nossos clientes e colaboradores,

Leia mais

CURSOS DE BIM EM BELO HORIZONTE

CURSOS DE BIM EM BELO HORIZONTE CURSOS DE BIM EM BELO HORIZONTE Cursos de BIM em Belo Horizonte O SindusCon-SP reconhecido como pioneiro na difusão da Tecnologia BIM (Modelagem da Informação da Construção) no Brasil, preparou um curso

Leia mais

2. Revisão da literatura - Building Information Modeling BIM

2. Revisão da literatura - Building Information Modeling BIM 2. Revisão da literatura - Building Information Modeling BIM Um modelo 3D BIM representa os objetos do mundo real como, paredes, portas e janelas como objetos tridimensionais. Complementando a geometria,

Leia mais

Qualidade de. Software. Definições. Qualidade do Produto ISO 9126. Processo de. Software. Modelo de Processo de. Software CMM SPICE ISO 12207

Qualidade de. Software. Definições. Qualidade do Produto ISO 9126. Processo de. Software. Modelo de Processo de. Software CMM SPICE ISO 12207 Qualidade de : Visão Geral ISO 12207: Estrutura s Fundamentais Aquisição Fornecimento s de Apoio Documentação Garantia de Qualidade Operação Desenvolvimento Manutenção Verificação Validação Revisão Conjunta

Leia mais

Sistemas de Gestão da Qualidade. Introdução. Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade. Tema Sistemas de Gestão da Qualidade

Sistemas de Gestão da Qualidade. Introdução. Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade. Tema Sistemas de Gestão da Qualidade Tema Sistemas de Gestão da Qualidade Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade Sistemas de Gestão da Qualidade Elton Ivan Schneider Introdução

Leia mais

Empresas e as mudanças climáticas

Empresas e as mudanças climáticas Empresas e as mudanças climáticas O setor empresarial brasileiro, por meio de empresas inovadoras, vem se movimentando rumo à economia de baixo carbono, avaliando seus riscos e oportunidades e discutindo

Leia mais

Padrões de Qualidade de Software e Métricas de Software

Padrões de Qualidade de Software e Métricas de Software Universidade Federal do Vale do São Francisco Padrões de Qualidade de Software e Métricas de Software Engenharia de Software I Aula 3 e 4 Ricardo Argenton Ramos Agenda da Aula Introdução (Qualidade de

Leia mais

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 14001:2015 Tendências da nova revisão

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 14001:2015 Tendências da nova revisão ISO 14001:2015 Tendências da nova revisão A ISO 14001 EM SUA NOVA VERSÃO ESTÁ QUASE PRONTA Histórico ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA As normas da série ISO 14000 foram emitidas pela primeira vez

Leia mais

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge 58 4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge No Brasil, as metodologias mais difundidas são, além do QL, o método Zopp, o Marco Lógico do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Mapp da

Leia mais

Objetivos desta Aula. Introdução a Engenharia de Software Capítulo 1. Sumário. Engenharia de Software. Custos do Software. Custos do Software

Objetivos desta Aula. Introdução a Engenharia de Software Capítulo 1. Sumário. Engenharia de Software. Custos do Software. Custos do Software Objetivos desta Aula Introdução a Engenharia de Software Capítulo 1 Introduzir a engenharia de e explicar a sua importância Responder uma série de perguntas sobre engenharia de Introduzir questões éticas

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS CMMI E METODOLOGIAS ÁGEIS Os métodos de desenvolvimento Ágeis e

Leia mais

Qualidade de Software. Qualidade de Software. Adequado à Especificação. Alguns Atributos de Qualidade. Equipe de Qualidade

Qualidade de Software. Qualidade de Software. Adequado à Especificação. Alguns Atributos de Qualidade. Equipe de Qualidade DCC / ICEx / UFMG Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo A qualidade de software tem se aprimorado nos últimos 15 anos Empresas têm adotado novas técnicas Orientação a objetos se difundiu

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. As

Leia mais

DSI é o processo cujo objetivo é introduzir mudanças num sistema de informação, com objetivo de melhorar o seu desempenho.

DSI é o processo cujo objetivo é introduzir mudanças num sistema de informação, com objetivo de melhorar o seu desempenho. - DSI DSI é o processo cujo objetivo é introduzir mudanças num sistema de informação, com objetivo de melhorar o seu desempenho. Preocupação: Problema técnicos Mudança na natureza e conteúdo do trabalho

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelos de gerência CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelo de maturidade: CMM CMM (Capability Maturity Model) é um modelo subdividido em 5 estágios

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte I Agenda Processos CMMI Definição Histórico Objetivos Características Representações

Leia mais

Padrões de Qualidade de Software

Padrões de Qualidade de Software Universidade Federal do Vale do São Francisco Padrões de Qualidade de Software Engenharia de Software I Aula 4 Ricardo Argenton Ramos Agenda da Aula Introdução (Qualidade de Software) Padrões de Qualidade

Leia mais

Desenvolvimento Iterativo. Unified Process (UP) Esta abordagem ao desenvolvimento

Desenvolvimento Iterativo. Unified Process (UP) Esta abordagem ao desenvolvimento Desenvolvimento Iterativo Esta abordagem ao desenvolvimento assegura que o sistema cresce de forma incremental assegura que a complexidade se mantém controlada permite ainda obter rápido feedback de várias

Leia mais