PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR)"

Transcrição

1 CAPÍTULO2 1. A ESTRUTURA DE UM APLICATIVO Quando iniciamos uma aplicação em Delphi ele interpreta que iremos desenvolver um projeto. Este gerencia um conjunto de recursos como Forms, Units, objetos, funções e tudo o que compõe o aplicativo desenvolvido. O nome dado ao arquivo do projeto, normalmente, será o nome dado ao executável da aplicação quando a mesma for compilada. As Units armazenam os códigos pertencentes ao forms, porém é possível ter Units não associadas a um Form, um exemplo seria uma Unit com funções para serem utilizadas por toda a aplicação (em vários Forms), mas todo Form obrigatoriamente deve possuir sua Unit correspondente. O desenho 01 representa um exemplo com a distribuição e as devidas associações exibidas pelo Delphi quando iniciamos um novo projeto. Desenho 01: Composição de um projeto PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR) UNIT3 (Extensão.PAS) FORM1 Delphi Form (Extensão. DFM) FORM2 Delphi Form (Extensão. DFM) UNIT1 Código Pascal (Extensão.PAS) UNIT2 Código Pascal (Extensão.PAS) Fonte: Adaptado de PEREIRA, 2002 Observe que no exemplo acima a UNIT3 não está associada a nenhum formulário, ela contem um conjunto de recursos que são utilizados por todo o projeto. 13

2 1.1. COMPREENDENDO A UNIT DO FORM A UNIT possui uma estrutura que deve ser obedecida, caso contrário, erros de compilação surgirão no projeto e isso impedirá o desenvolvimento dos aplicativos. Observe o código fonte abaixo, sempre que iniciarmos um projeto Delphi essa estrutura surgirá na UNIT1 associada ao FORM1. unit Unit1; interface uses type Windows, Messages, SysUtils, Variants, Classes, Graphics, Controls, Forms, Dialogs; TForm1 = class (TForm) private { Private declarations } public { Public declarations } end; var Form1: TForm1; implementation {$R *.dfm} end. Analisando o código acima: 1ª LINHA (unit Unit1;) O nome em frente à palavra unit, no caso Unit1, indica o nome dado ao arquivo com a programação do formulário. Se o formulário fosse salvo com este nome ele geraria um arquivo externo com o nome de Unit1.pas e outro com o nome de Unit1.dfm. (Quando for salvar seus formulários você deve dar nomes mais significativos). Essa é uma das grandes vantagens do Delphi, pois nos arquivos.dfm são armazenados todos os valores das propriedades visuais, isso faz com que o arquivo fonte (.PAS) fique menor e mais limpo. 14

3 2ª LINHA (interface) A palavra interface delimita a seção de interface na qual serão colocadas as definições de funções, procedimentos, tipos e variáveis que poderão ser vistos por outras units da aplicação. 3ª LINHA (uses) Nesta seção o Delphi lista todas as Units que serão complementares as nossas. Ao criar um Form as Units definidas no código acima são inseridas automaticamente, pois fornecem o suporte para criação do mesmo. Ao inserir componentes num Form, outras Units podem ser adicionadas a esta lista. 4ª LINHA (type) A seção type lista a definição das classes e objetos, qual o seu tipo e conjunto de atribuições. Por exemplo, temos a definição de uma classe TForm1 que é derivada da classe base TForm. Ao se acrescentar componente, no Form, também será gerado no código a definição correspondente aos mesmos. 5ª LINHA (var) Definição de variáveis e constantes globais, através da palavra reservada Var. Neste ponto é criada uma variável com visibilidade global (pode ser vista em outras units nas quais a mesma seja incluída na cláusula uses). 6ª LINHA (implementation) Segunda seção da unit, onde serão colocadas as funções e variáveis que serão acessadas apenas por ela mesma (não são visíveis em outras units). 7ª LINHA ($R *.dfm) Faz a associação da unit com seu respectivo form e não deve ser modificado. Uma unit de funções não possui esta diretiva. 8ª LINHA (end) será ignorada. Ele é o marcador de final de arquivo, qualquer coisa colocada após esta linha 15

4 2. TRABALHANDO COM PROJETOS Quando iniciamos a criação de um novo aplicativo em Delphi ele atribui ao programa principal a extensão DPR. Esse código define que a partir desse documento o programador construirá sua aplicação. Através de um projeto podemos gerar código executáveis (EXE), no entanto grande parte da programação fica armazenada em UNIT conforme dito anteriormente. O projeto pode ser visualizado através da opção do menu Project View Source. Sua estrutura aparece na janela Code Editor e pode-se verificar que é muito semelhante ao programa principal do antigo Turbo Pascal. Vimos no desenho 01 que ao iniciarmos um projeto, o Delphi apresenta forms e units, agora iremos detalhar o arquivo de projeto. A tabela abaixo ilustra todos os arquivos gerados em um projeto além das extensões e seus significados. Tabela 01: Arquivo de projeto EXTENSÃO DESCRIÇÃO DPR Arquivos de projetos, contendo units e código de inicialização PAS Arquivos que armazenam os códigos das units DCU Unit compilada DFM Definição visual de um form DOF Opções de configuração para o projeto RES Recursos do projeto como ícones ~PA, ~DF, ~DP Arquivos temporários DSK Configuração de desktop Fonte: Adaptado de BORGES, O GERENCIADOR DE PROJETOS Para gerenciarmos nossos projetos o Delphi disponibiliza uma ferramenta chamada Project Manager e para acessá-la utilizamos o menu View. A janela de gerenciamento lista as units, os forms existentes nessas units e o path, caso a unit não esteja na pasta do projeto. Com os botões do Project Manager podemos adicionar, excluir, visualizar units e forms que compõem o projeto. 16

5 Figura 07: Janela do gerenciador de projetos A figura ao lado ilustra um projeto chamado projeto1, armazenado em uma pasta chamada aula 2, observe a seqüência do Explorer. Outra forma de manipular recursos em nossos projetos é pelo Project Options, localizado no menu Project. Vamos compreender o que cada guia oferece para nosso projeto: Figura 08: Janela do Project Option Foms- Controla os formulários criados, automaticamente. Application- Especifica o título e o nome do arquivo de ajuda, o nome do ícone associado à aplicação. Compiler- Especifica as opções gerais para o compilador. Compile Messages- Controla as dicas e advertências, permite selecionar quais avisos serão apresentados. Linker- Controla como os links ocorrerão entre os arquivos. Directories/ Conditionals- Define a localização dos arquivos necessária para compilar. Version info- aqui o programador poderá definir informações sobre a versão do software criado. Packages- Define os pacotes de tempo de execução e de projeto para instalar o software. 17

6 3. COMPILANDO E EXECUTANDO APLICATIVOS Compilar um projeto em Delphi é extremamente fácil, basta pressionar a tecla F9 ou utilizar o ícone localizado na SpeedBar. Isso fará com que o nosso projeto seja executado, mas ainda não foi verificado, ou seja, não sabemos se há erros de execução. Então precisamos acessar menu Project e clicar em Compile Projeto, esse comando fará uma varredura no código à procura de falhas (DEBUG) no final da busca será apresentada mensagem informando que o processo de depuração foi concluído. É importante saber que antes de compilarmos o nosso projeto é necessário salvar nossos arquivos.pas e.dpr Iremos criar nosso primeiro programa e na seqüência iremos salvar e compilar nosso projeto. Observe a figura 08, iremos construir um formulário de entrada conforme orientação abaixo. Figura 08: Formulário do sistema Fonte Autora O formulário acima é composto por um Label e três botões, começaremos pela configuração da tela do Form. Object Inspector clique em: 1º ClientHeight (altera a altura do Form), modifique o valor para 400 2º ClientWidth (altera a largura do Form), modifique o valor para 850 3º Caption (Modifica a barra de título do Form) digite Bem vindo ao Núcleo de Pesquisa e Propaganda- NPEP. 18

7 Na barra de componentes: 1º Na guia Standard clique no componente Label, clique sobre o formulário, surgirá uma um retângulo com o texto label1. Retorne ao Object Inspector, modifique: Caption - Bem vindo ao NPEP. Font- Fonte MS Sans Serif, negrito, tamanho 19, cor azul. Height- 37 Left- 280 Top- 32 Width- 309 Color- clbtnface Ainda na guia Standard clique no componente Button, clique sobre o formulário e siga as configurações abaixo. Entrar- Caption- Entrar Font- Fonte MS Sans Serif, negrito, tamanho 14, cor azul marinho. Height- 73 Left- 128 Top- 144 Width- 177 Pesquisar- Caption- Pesquisar Font- Fonte MS Sans Serif, negrito, tamanho 14, cor azul marinho. Height- 73 Left- 352 Top- 144 Width- 177 Relatório- 19

8 Caption- Relatório Font- Fonte MS Sans Serif, negrito, tamanho 14, cor azul marinho. Height- 73 Left- 560 Top- 144 Width- 177 Vamos salvar nosso projeto, antes crie uma pasta com o seu nome e dentro dela, outra, com o nome Aula 02. Salve o arquivo.pas com o nome de principal.pas, na seqüência o Delphi solicitará que o projeto seja gravado é nesse momento que será gerado o arquivo. DPR. Salvaremos com o nome de projeto 1. Após gravarmos nosso projeto daremos seqüências compilando nosso programa e para isso, utilize as opções informadas no início. Depois de compilado o formulário apresenta sua tela já em execução podendo ser usado, porém ainda não definimos as funcionalidades dos botões. Isso ocorre porque os eventos ainda não foram atribuídos, portanto, se clicarmos nesses botões nada ocorrerá. Podemos visualizar os processos em execução na CPU através do recurso Attach To Process localizado no menu RUN, conforme figura abaixo. Figura 09: Processos em execução Fonte Autora 20

9 LISTA DE EXERCÍCOS Professora Érica Barcelos Disciplina: Linguagem de Programação Objetivos: 1. Compreender a linguagem de programação orientada a objeto- POO 2. Entender as vantagens das ferramentas de programação RAD. 3. Identificar as funcionalidades existentes no conjunto de recursos oferecidos pelo DELPHI. A. Dentre o conjunto de vantagens existentes na programação Orientada a objetos podemos ressaltar: ( ) Facilidade para criação de softwares comerciais principalmente para ambiente desktop. ( ) Utiliza exclusivamente programação estruturada e isso permite uma metodologia organizada para a construção de aplicativos. ( ) Facilidade para a manutenção e correção do software mesmo sem aproveitamento de códigos. B. Sobre a janela do Delphi é INCORRETO afirmar que: ( ) Exibe um Form, uma Unit ( ) Não possui barra de acesso rápido ( ) Os componentes da paleta não podem ser adquiridos de terceiros. C. Para que serve o Object Inspector? D. Quais são os principais arquivos de um projeto? E. O que é IDE? Quais os itens que a compõe? 21

10 BIBLIOGRAFIA DO CAPÍTULO LEÃO, MARCELO. Borland Delphi 7 curso completo. Editora Axcel Books, 1ª Edição, PREIRA, PAULO ROBERTO ALVES. Desenvolvendo aplicações orientadas a objetos com Borland Delphi. Web Publicação de Disponível em Acesso em 10/02/

Delphi IDE. Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Delphi - IDE. Integrad Development Enviroment Ambiente de Desenvolvimento Integrado

Delphi IDE. Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Delphi - IDE. Integrad Development Enviroment Ambiente de Desenvolvimento Integrado Delphi Integrad Development Enviroment Ambiente de Desenvolvimento Integrado IDE Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Iniciar Programas Borland Delphi X Delphi X 2/2/2007 2 Primeiro Projeto Menu File

Leia mais

AMBIENTE. FORMULÁRIO: é a janela do aplicativo apresentada ao usuário. Considere o formulário como a sua prancheta de trabalho.

AMBIENTE. FORMULÁRIO: é a janela do aplicativo apresentada ao usuário. Considere o formulário como a sua prancheta de trabalho. DELPHI BÁSICO VANTAGENS Ambiente de desenvolvimento fácil de usar; 1. Grande Biblioteca de Componentes Visuais (VCL - Visual Component Library), que são botões, campos, gráficos, caixas de diálogo e acesso

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR

DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR Fortaleza - CE Introdução ao ambiente de desenvolvimento delphi e preparação da interface basíca O ambiente delphi foi criado pela Borland Software

Leia mais

Elementos do IDE do Delphi

Elementos do IDE do Delphi Capítulo 2 Um Tour pelo Ambiente de Programação do Delphi Ao final deste capítulo, você estará apto a: Identificar os elementos do IDE do Delphi Identificar os elementos essenciais que formam uma aplicação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com APOSTILA DE DELPHI 7.0 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com 1. INTRODUÇÃO Delphi possui um ambiente de desenvolvimento

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br Acessando a Porta Paralela com o Delphi Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Introdução A Porta Paralela pode ser usada de forma a permitir a interface do computador com o mundo externo para acionamento

Leia mais

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CAMPUS SÃO LUÍS MONTE CASTELO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I PROFESSOR:

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO DELPHI ORIENTADA A OBJETO. Por Érica Barcelos

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO DELPHI ORIENTADA A OBJETO. Por Érica Barcelos LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO DELPHI ORIENTADA A OBJETO Por Érica Barcelos Fevereiro, 2012 UNIDADE I INTRODUÇÃO A forma como os programas de computadores são desenvolvidos está diretamente associado ao nível

Leia mais

Evitando conflitos em aplicações multi-thread no Delphi/Kylix

Evitando conflitos em aplicações multi-thread no Delphi/Kylix LABORATÓRIO DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS - OOLAB Evitando conflitos em aplicações multi-thread no Delphi/Kylix Edmilson dos Santos de Jesus Salvador, março de 2002. ÍNDICE Agradecimentos............ 2 Aplicações

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Criação de Applets com o JBuilder Professor Sérgio Furgeri

Criação de Applets com o JBuilder Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Apresentar o processo de criação em uma interface gráfica para a Internet; Fornecer subsídios para que o aluno possa compreender onde aplicar Applets; Demonstrar a criação de uma Applet

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi

END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi fórum: http://offile.umforum.net site: http://fts315.xp3.biz autor: kõdo no kami (www.facebook.com/hacker.fts315) - skype: hackefts315 greetz: mmxm, sir.rafiki, suspeit0@virtual,

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox.

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. - Construção do Banco de Dados: Para podermos inserir algo em um banco precisaremos de um Banco de Dados, para isto iremos montar um utilizando o Programa Database

Leia mais

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 -

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 - GUIA RÁPIDO - 1 - Sumário Introdução...3 Por que utilizar o Construtor de Sites?...3 Vantagens do Construtor de Sites...3 Conceitos básicos...3 Configuração básica do site...5 Definindo o layout/template

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar 1 Acesse a pagina http://www.win-rar.com/index.php?id=970&dl=/rar/ wrar393br.exe&btn=1, clique no ícone Download Now. 2 Ao clicar faça Download do Software, ao concluir o download de um duplo clique no

Leia mais

A Linguagem Pascal e o Ambiente de Programação Dev-Pascal. Introdução à Ciência da Computação I

A Linguagem Pascal e o Ambiente de Programação Dev-Pascal. Introdução à Ciência da Computação I A Linguagem Pascal e o Ambiente de Programação Dev-Pascal Introdução à Ciência da Computação I Março/2004 Introdução (1 de 3) Homenagem a Blaise Pascal, filósofo e matemático do século XVII. Desenvolvida

Leia mais

Apostila de Delphi 7.0 Profa. Gilene B. Gomes. Crie um formulário em Delphi com os componentes apresentados abaixo:

Apostila de Delphi 7.0 Profa. Gilene B. Gomes. Crie um formulário em Delphi com os componentes apresentados abaixo: 13. EXERCÍCIO PRÁTICO DE FIXAÇÃO 13.1. INCLUINDO COMPONENTES EM UM NOVO PROJETO Crie um formulário em Delphi com os componentes apresentados abaixo: Obs.: - O componente Image (guia Additional) aparece

Leia mais

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi Índice Índice...1 Desenvolvendo Conduits...2 (Passo a Passo)...2 Criando um Arquivo.mdb... 2 Arquivos...6 Instalando os componentes... 7 Recompilando os Comonentes do Delphi...13 Configurando a Conexão

Leia mais

Neste capítulo discutiremos o que é uma DLL, seus aspectos e tipos e ainda, porquê é tão importante para as aplicações Windows

Neste capítulo discutiremos o que é uma DLL, seus aspectos e tipos e ainda, porquê é tão importante para as aplicações Windows DINAMIC LINK LIBRARIES Capítulo 7 Neste capítulo discutiremos o que é uma DLL, seus aspectos e tipos e ainda, porquê é tão importante para as aplicações Windows O QUE É UMA DLL? Dinamic Link Libraries

Leia mais

Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II

Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II Quantas vezes eu não lamentei por este componente não ter uma propriedade que guardasse uma lista paralela a lista que é mostrada em

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 Na aula anterior, vimos sobre: a) Janela de comando b) Gerenciador de Projetos c) Database Designer e Table Designer Prosseguiremos então a conhecer as ferramentas

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi.

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. InforBRás - Informática Brasileira Ltda. O Que é o Delphi. Capítulo 1 O Que é o Delphi Diferenças entre Delphi Client/Server do Delphi for Windows Características que compõem o Integrated Development Invironment (IDE) Como o Delphi se encaixa na família Borland

Leia mais

Delphi 7 Aula 02 Preço do Automóvel

Delphi 7 Aula 02 Preço do Automóvel Delphi 7 Aula 02 Preço do Automóvel Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer os tipos de propriedades dos objetos, Utilizar a ajuda do Delphi (help), Utilizar os componentes: GroupBox, ComboBox,

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Escolhendo recursos de Ajuda

Escolhendo recursos de Ajuda Você pode dar um toque profissional ao aplicativo adicionando um arquivo de Ajuda gráfica. A Ajuda gráfica pode incluir gráficos e texto formatado; a Ajuda no estilo.dbf limita-se a uma única fonte sem

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM AMBIENTE GRÁFICO

PROGRAMAÇÃO EM AMBIENTE GRÁFICO PROGRAMAÇÃO EM AMBIENTE GRÁFICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇAO À DISTÂNCIA ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO PIAUÍ - ETAPI CAMPUS TERESINA CENTRAL PROGRAMAÇÃO EM AMBIENTE

Leia mais

Universidade de São Paulo ICMC Departamento de Ciências da Computação

Universidade de São Paulo ICMC Departamento de Ciências da Computação Manual Dev C++ Conteúdo 1. Introdução...1 2. Conhecendo o Dev-C++...2 3. Barras de Navegação importantes:...5 a. Barra Executar:...5 b. Barra Depurar...7 4. Criação de Projetos...7 5. Usando o Depurador...14

Leia mais

Índice: Tipo de Aplicações em Visual Basic Componentes do Visual Basic

Índice: Tipo de Aplicações em Visual Basic Componentes do Visual Basic O tutorial a seguir,é feito para iniciantes em Visual Basic, que no qual, pode ajudar alguns que querem saber algumas funcções. Que começe o Tutorial ^^ Índice: Tipo de Aplicações em Visual Basic Componentes

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Display de 7 Segmentos Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Iniciando no Visual Basic.NET

Iniciando no Visual Basic.NET Iniciando no Visual Basic.NET A Microsoft disponibiliza duas versões das suas ferramentas de desenvolvimento, a versão profissional, que integra, em um único ambiente, todas as ferramentas de desenvolvimento

Leia mais

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. O Que é o Delphi

Introdução ao Delphi. Introdução. Edições do Software. Capítulo 1. O Que é o Delphi Capítulo 1 O Que é o Delphi Diferenças entre Delphi Client/Server do Delphi for Windows Características que compõem o Integrated Development Invironment (IDE) Como o Delphi se encaixa na família Borland

Leia mais

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson Acesso à Dados ZEOS x Delphi Professor Anderson Introdução O ZEOS é uma biblioteca que provê o acesso à uma base de dados em MYSQL. Através dessa Library, podemos realizar operações de manipulação da base

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL TISS. Manual. Usuário. Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL TISS. Manual. Usuário. Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013 Manual do Usuário Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013 1. CONFIGURAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA ACESSO... 4 2 GUIAS... 11 2.1 DIGITANDO AS GUIAS... 11 2.2 SALVANDO GUIAS... 12 2.3 FINALIZANDO UMA GUIA... 13

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características:

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características: Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br Conhecendo o NSBASIC para Palm Vitor Amadeu Vitor@cerne-tec.com.br 1. Introdução Iremos neste artigo abordar a programação em BASIC para o Palm OS. Para isso, precisaremos

Leia mais

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Tutorial Plone 4 Manutenção de Sites Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Sumário Introdução 1 Como fazer a autenticação do usuário 1.1 Através do

Leia mais

Conectando Bancos de Dados Microsoft Access no BrOffice.org Base. fornecido pelo Projeto de Documentação do BrOffice.org

Conectando Bancos de Dados Microsoft Access no BrOffice.org Base. fornecido pelo Projeto de Documentação do BrOffice.org Conectando Bancos de Dados Microsoft Access no BrOffice.org Base fornecido pelo Projeto de Documentação do BrOffice.org Índice 1 Introdução...2 1.1 Versão... 2 1.2 Licenciamento...2 1.3 Mensagem do Projeto

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

Simão Pedro P. Marinho

Simão Pedro P. Marinho Uma possibilidade que o NeoBook oferece é a de colocarmos links em palavras ou mesmo partes de uma imagem que permitam, por exemplo, que quando o aluno clique ali uma informação nova ou complementar possa

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

Depuração de Código Utilizando o Dev-C++ - Dicas

Depuração de Código Utilizando o Dev-C++ - Dicas Depuração de Código Utilizando o Dev-C++ - Dicas Versão 1.0 Belo Horizonte Junho de 2009 Sumário Dicas... 2 Configuração do Dev-C++... 2 Como depurar um código no Dev-C++... 5 Referências Bibliográficas...

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 Continuando nossa saga pelas ferramentas do Visual FoxPro 8.0, hoje vamos conhecer mais algumas. A Ferramenta Class Designer A Class Designer é a ferramenta

Leia mais

Ferramenta para conversão de interfaces gráficas desenvolvidas em Delphi para a biblioteca GTK+ Acadêmico: Josimar Zimermann

Ferramenta para conversão de interfaces gráficas desenvolvidas em Delphi para a biblioteca GTK+ Acadêmico: Josimar Zimermann Ferramenta para conversão de interfaces gráficas desenvolvidas em Delphi para a biblioteca GTK+ Acadêmico: Josimar Zimermann Orientadora: Joyce Martins Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica

Leia mais

Início Rápido Web. 2015 Release 1 Xojo, Inc.

Início Rápido Web. 2015 Release 1 Xojo, Inc. Início Rápido Web 2015 Release 1 Xojo, Inc. Capítulo 1 Introdução Bem-vindo ao Xojo, O jeito mais fácil de criar aplicativos multi-plataforma para Desktop e Web. Seção 1 Sobre o Início Rápido Web INICIANDO

Leia mais

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico LNDnet Lançamento de notas pelos docentes Portal académico A base para elaboração do presente manual foi o manual da Digitalis (SIGES.11.0.0 Manual de Utilizador) ao no qual foram registada as adaptações

Leia mais

Capítulo 11. WebSnap. Conhecendo os componentes. Algumas curiosidades. 202 Delphi 7 Internet e Banco de Dados

Capítulo 11. WebSnap. Conhecendo os componentes. Algumas curiosidades. 202 Delphi 7 Internet e Banco de Dados 202 Delphi 7 Internet e Banco de Dados Capítulo 11 WebSnap O WebSnap, presente desde a versão 6 do Delphi, e a versão 2 do Kylix, tem como proposta e objetivo principal o desenvolvimento de aplicações

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Ferramentas RAD e DELPHI

Ferramentas RAD e DELPHI Origem: http://my.opera.com/maicokrause/blog/ferramentas-rad-e-delphi Data: 17 Nov 2009 Autor: Maico Krause Ferramentas RAD e DELPHI Thursday, 16. July 2009, 14:27:40 Desenvolvimento, Delphi, Engenharia

Leia mais

1. Introdução. 2. A área de trabalho

1. Introdução. 2. A área de trabalho Curso Criiar web siites com o Dreamweaver Parrttee II 1. Introdução O Macromedia DreamWeaver é um editor de HTML profissional para desenhar, codificar e desenvolver sites, páginas e aplicativos para a

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

Trabalhando com banco de dados

Trabalhando com banco de dados Avançado Trabalhando com Aprenda a manipular dados no Excel com a ajuda de outros aplicativos da suíte Office Armazenar e organizar informações são tarefas executadas diariamente por todos nós. Desde o

Leia mais

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria 1 Sumário Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria... 1 1 Sumário... 1 2 Lista de Figuras... 5 3 A Janela principal...

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Gerência de Informática Repositório de Documentos do GHC Manual de Administração Versão 1.1 Novembro de 2015 Repositório de Documentos do GHC Manual de Administração Índice 1 Acesso ao Sistema...3 2 Adicionar

Leia mais

Para ser um bom programador de C++ Builder existem vários aspectos que se devem conhecer:

Para ser um bom programador de C++ Builder existem vários aspectos que se devem conhecer: 2. O C++ Builder e O IDE Ambiente de Desenvolvimento Integrado 2.1. C++ Builder - Conhecimentos Básicos Para ser um bom programador de C++ Builder existem vários aspectos que se devem conhecer: O ambiente

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

Atenção!!! Leitores da PC Expert ganham desconto de 10% nos livros da Editora Relativa. Acesse www.relativa.com.br/pcexpert.asp e obtenha o código

Atenção!!! Leitores da PC Expert ganham desconto de 10% nos livros da Editora Relativa. Acesse www.relativa.com.br/pcexpert.asp e obtenha o código Atenção!!! Leitores da PC Expert ganham desconto de 10% nos livros da Editora Relativa. Acesse www.relativa.com.br/pcexpert.asp e obtenha o código especial para compras com desconto! Delphi 4 Adelize

Leia mais

MÓDULOS GAVETEIROS MGI-20/MGI-40 AC MGI 2000 AC. Manual de Instruções

MÓDULOS GAVETEIROS MGI-20/MGI-40 AC MGI 2000 AC. Manual de Instruções MÓDULOS GAVETEIROS MGI-20/MGI-40 AC MGI 2000 AC Manual de Instruções Leia com Atenção Cód. Menno: 833020001 Rev.: 7 1. Apresentação A linha tradicional de módulos gaveteiros da MENNO sempre foi direcionada

Leia mais

Excel VBA - Parte IV:Inserindo um formulário e seus comandos

Excel VBA - Parte IV:Inserindo um formulário e seus comandos Page 1 of 9 Excel VBA - Parte IV:Inserindo um formulário e seus comandos desenvolvendo VBA através de um exemplo prático Nesta parte do artigo vamos ver como inserir formulários e seus componentes. Conteúdo

Leia mais

Instalando e Configurando o LaTeX no Windows

Instalando e Configurando o LaTeX no Windows Instalando e Configurando o LaTeX no Windows Neste tutorial será abordada a instalação dos programas necessários para o uso do LaTex no ambiente Windows utilizando-se a versão 7, em outras versões deste

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE I LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal II SUMÁRIO Introdução...3 Construindo um Web Site...4 Iniciando...4 Administrando o Site...5 Navegação...5 Trabalhando com Páginas...6

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE INFORMÁTICA EDITOR DE HELP MANUAL DO USUÁRIO ANA PAULA CARVALHO LORENZONI MICHELINE PARIZOTTO PROFESSORA. MILENE SELBACH SILVEIRA ORIENTADORA

Leia mais

Estruturando um aplicativo

Estruturando um aplicativo Com o Visual FoxPro, é possível criar facilmente aplicativos controlados por eventos e orientados a objetos em etapas. Esta abordagem modular permite que se verifique a funcionalidade de cada componente

Leia mais

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet.

CORREIO inotes. Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. CORREIO inotes Para acessar o Correio inotes é necessário acessar a Internet. Na sua Área de Trabalho execute dois cliques rápidos no ícone do Internet Explorer. Ao ser exibida a primeira tela do Internet

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU $,'(GR5HSRUW0DQDJHU Neste capítulo vamos abordar o ambiente de desenvolvimento do Report Manager e como usar os seus recursos. $FHVVDQGRRSURJUDPD Depois de instalado o Report Manager estará no Grupo de

Leia mais

Display de Cristal Líquido

Display de Cristal Líquido TUTORIAL Display de Cristal Líquido Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 09/03/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional.

Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional. GERAÇÃO/EMISSÃO DO BOLETO ONLINE (Portal Educacional) Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional. Acessar o portal da EST www.est.edu.br e clicar em

Leia mais

Software Ativo. Operação

Software Ativo. Operação Software Ativo Operação Página deixada intencionalmente em branco PROTEO MANUAL OPERAÇÃO SUMÁRIO 1 - INSTALAÇÃO DO SOFTWARE ATIVO... 5 2 CRIANDO PROJETO UVS/ TMS PROTEO... 10 2.1 - Estrutura do Projeto...

Leia mais

BEM-VINDO AO dhl PROVIEW

BEM-VINDO AO dhl PROVIEW BEM-VINDO AO dhl PROVIEW Guia de Usuário O DHL PROVIEW COLOCA VOCÊ NO CONTROLE DE SEUS ENVIOS. PROVIEW O DHL ProView é uma ferramenta de rastreamento on-line que permite o gerenciamento dos envios, a programação

Leia mais

PROGRAMANDO EM C# ORIENTADO A OBJETOS

PROGRAMANDO EM C# ORIENTADO A OBJETOS PROGRAMANDO EM C# ORIENTADO A OBJETOS AGENDA MÓDULO 4 IDE Visual Studio e edições Exemplos IDE - INTEGRATED DEVELOPMENT ENVIRONMENT IDE, Ambiente de Desenvolvimento Integrado. Uma IDE é uma ferramenta

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto :

Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto : Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto : O form Index A tabela Fotos A query Q_seleção_de_fotos Vide figura 46. Figura 46 O próximo passo é criar um form que

Leia mais

Contamos também com dois telefones de Suporte um para o SAV-Representantes e outro para o SAV-Clientes:

Contamos também com dois telefones de Suporte um para o SAV-Representantes e outro para o SAV-Clientes: Introdução O propósito deste manual é auxiliar a instalação do SAV ( Sistema de Apoio de Vendas ) de forma explicativa e utilizando imagens para acompanhar no ambiente visual. Qualquer dúvida, problema,

Leia mais

Centro Universitário do Triângulo Introdução ao Ambiente Delphi

Centro Universitário do Triângulo Introdução ao Ambiente Delphi Centro Universitário do Triângulo Introdução ao Ambiente Delphi A figura abaixo mostra a tela inicial do Delphi 7 e nos dá uma visão geral de seu ambiente de desenvolvimento, composto de múltiplas janelas

Leia mais

Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS

Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS CRIANDO VÍDEOS a partir do Microsoft PowerPoint para narrativas digitais 3 Recomenda-se a leitura do documento 14 dicas para

Leia mais

AutoLISP - IV Ambiente de programação Visual Lisp. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

AutoLISP - IV Ambiente de programação Visual Lisp. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca AutoLISP - IV Ambiente de programação Visual Lisp João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Ambiente de programação Visual Lisp O software Visual Lisp é um ambiente de programação para a linguagem

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Corregedoria-Geral de Justiça Serviço Notarial e de Registro Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Atualizado em 29/04/2015 CONTEÚDO APRESENTAÇÃO... 4 CAPÍTULO 1 DOWNLOAD DO SISNOR CARTÓRIO... 5 CAPÍTULO 2

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

O processo de distribuição

O processo de distribuição A criação de um aplicativo para distribuição é parecida com o desenvolvimento de um aplicativo padrão do Visual FoxPro. Você trabalha no ambiente de desenvolvimento do Visual FoxPro normalmente, mas cria

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais