IntMu.Lab3. Nome: Nº Data: Importe as imagens disponibilizadas em

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IntMu.Lab3. Nome: Nº Data: Importe as imagens disponibilizadas em http://www.dee.isep.ipp.pt/~jml/intmu/lab3/:"

Transcrição

1 IntMu.Lab3 Nome: Nº Data: 0. Importe as imagens disponibilizadas em 1. mkdir lab3 cd lab3 wget make get Crie versões das imagens grid.tiff e circles.tiff com cor indexada e limitadas a 16, 256 e cores. convert grid.tiff -colors 16 grid_i16.tiff convert grid.tiff -colors 256 grid_i256.tiff convert grid.tiff -colors grid_i64k.tiff Analise as imagens obtidas. Determine as taxas de compressão e as reduções relativas obtidas. Anote os valores determinados na tabela seguinte. Determine a dimensão da tabela de cores (TC=3*2*NCores) e a dimensão total da imagem (DI=NC*NL*B+TC). Verifique que este valor é semelhante à dimensão obtida do ficheiro. Imagem grid_i16.tiff grid_i256.tiff grid_i64k.tiff Unidades Dimensão do ficheiro (DF) Bits por píxel (B) Tabela de Cores (TC) Dimensão da imagem (DI) Bits Redução Relativa (R) Taxa de Compressão (C) Erro (RMSE) Utilizando o utilitário compare do ImageMagick, compare as imagens resultantes com a original e registe o erro (RMSE) introduzido pela indexação das cores. compare metric RMSE fuzz 2000 grid.tiff grid_i16.tiff erro.tiff display erro.tiff 1

2 2. Crie versões das imagens horse.tiff, surf.tiff, medals.tiff e grid.tiff com cor indexada e limitadas a 256 cores. convert horse.tiff -colors 256 horse_i.tiff convert surf.tiff -colors 256 surf_i.tiff convert medals.tiff -colors 256 medals_i.tiff convert grid.tiff -colors 256 grid_i.tiff Utilizando o comando montage, prepare uma nova imagem composta pela junção das 4 imagens originais. montage grid.tiff horse.tiff surf.tiff medals.tiff -geometry +0+0 all.tiff display all.tiff Crie também uma nova versão desta imagem com 256 cores indexadas. convert all.tiff -colors 256 all_i.tiff Apresente as 5 imagens no ecrã. display all_i.tiff & display grid_i.tiff & display horse_i.tiff & display medals_i.tiff & display surf_i.tiff & Compare a qualidade da imagem composta com as imagens parcelares. Justifique as diferenças. 2

3 3. Crie uma versão da imagem grid.tiff original que utilize o espaço de cor YUV, com subamostragem 4:2:2. convert grid.tiff -sampling-factor 4:2:2 grid.yuv Compare a dimensão do ficheiro obtido com o original. Determine as taxas de compressão e de redução relativa. grid.yuv Imagem grid.tga Unidades Dimensão do ficheiro (DF) Redução Relativa (R) Taxa de Compressão (C) Erro (RMSE) Reconverta a imagem para o espaço de cor RGB. convert size 650x427 sampling-factor 4:2:2 grid.yuv grid.tga Verifique que a qualidade da imagem recuperada é satisfatória. display grid.tga Utilizando o utilitário compare do ImageMagick, compare a imagem resultante com a original e registe o erro (RMSE) introduzido pela sub-amostragem. compare metric RMSE fuzz 2000 grid.tiff grid.tga erro.tga display erro.tga 3

4 4. Utilizando o utilitário convert do ImageMagick, crie versões comprimidas das imagens grid.tiff e circles.tiff nos formatos JPG com qualidade 90%, JPEG com qualidade 10%, GIF e PNG de 24 bits/pixel, PNG com 8 bits/pixel e GIF. Verifique a dimensão dos ficheiros obtidos (DF) e determine as taxas de compressão (C) e as reduções relativas (R) respetivas. Utilizando o utilitário compare do ImageMagick, compare as imagens resultantes com a original e registe o erro (RMSE) introduzido. grid circles Formato DF () C R RMSE DF () C R RMSE TIFF 1:1 0% 0 1:1 0% 0 JPEG (Q=90%) JPEG (Q=10%) PNG24 PNG8 GIF Aponte, justificando, quais os formatos mais adequados para cada uma das imagens. 5. Combinação de Imagens Misture (blend) as imagens landscape.jpg e man_green.png com pesos de 70% e 30%, respectivamente. 4

5 composite -blend 70%x30% landscape.jpg man_green.png out1.jpg display out1.jpg Experimente esta operação com outros valores para os pesos. 6. Seleção por Cor (Chroma Key) display man_green.png 6.1 Cor do fundo Para determinar a cor do fundo, analise o histograma da imagem: convert man_green.png -format %c histogram:info:hist.txt more hist.txt A cor do fundo é, provavelmente, a cor mais frequente da imagem: cat hist.txt sort -n -r head Remoção de fundo Substitua os pixéis do fundo por pixéis transparentes: convert man_green.png -alpha set -channel RGBA -fuzz 10% -fill none -floodfill +0+0 #00FF01 m1.png display m1.png convert m1.png -alpha set -channel RGBA -fuzz 10% -fill none -floodfill #00FF01 m2.png display m2.png 6.3. Alpha blending Aplique a imagem de primeiro plano sobre a imagem do fundo (landscape.jpg). composite -compose Over m2.png landscape2.jpg -geometry out2.png display out2.png 7. Substituição de fundo (Background Replacing) 7.1 Image mask Para obter a mascara da imagem man_land.jpg. comece por determinar a diferença entre esta imagem e o seu fundo (landscape.jpg). composite man_land.jpg landscape.jpg -compose difference diff.png display diff.png 5

6 Aplique um filtro passa-baixo. convert diff.png -blur 2 -blur 4 diff_b.png display diff_b.png Converta para níveis de cinzento (grey scale): convert diff_b.png -colorspace GRAY diff_bg.png display diff_bg.png Gere uma mascara binária: convert diff_bg.png -threshold 4% mask.png display mask.png Aplique um filtro passa-baixo para suavizar os contornos convert mask.png -blur 0.5 maskb.png display maskb.png 7.2. Imagem RGBA Crie uma versão RGBA da imagem original através da adição de um canal de opacidade (Alpha channel) com a máscara gerada. convert man_land.jpg -compose Copy_Opacity maskb.png -composite man.png Verifique que a imagem é agora uma imagem RGBA: identify -verbose man.png display man.png 7.3. Alpha blending Aplique a imagem RGBA sobre o novo fundo (landscape2.jpg). 8. composite -compose Over man.png landscape2.jpg out3.png display out3.png Determine o espaço em disco necessário para armazenar uma imagem com 4200x2400 píxeis, sem compressão, nos formatos RGBA, RGB, YUV 4:2:2, YUV 4:1:1 YUV 4:2:0 e YUV 4:1:0. Admita profundidade de cor de 8 bits por canal. Formato DI () RGBA 6

7 RGB YUV 4:2:2 YUV 4:1:1 YUV 4:2:0 YUV 4:1:0 7

IntMu.Lab2. Nome: Nº Data: Utilizando o utilitário identify do ImageMagick, analise a imagem grid.tiff, de forma a completar o quadro seguinte:

IntMu.Lab2. Nome: Nº Data: Utilizando o utilitário identify do ImageMagick, analise a imagem grid.tiff, de forma a completar o quadro seguinte: IntMu.Lab2 Nome: Nº Data: 0. Importe a imagem grid.tiff disponibilizada em: 1. http://www.dee.isep.ipp.pt/~jml/intmu/lab2 Utilizando o utilitário identify do ImageMagick, analise a imagem grid.tiff, de

Leia mais

Formatos de Imagem PNG. Universidade Federal de Minas Gerais. Bruno Xavier da Silva. Guilherme de Castro Leite. Leonel Fonseca Ivo

Formatos de Imagem PNG. Universidade Federal de Minas Gerais. Bruno Xavier da Silva. Guilherme de Castro Leite. Leonel Fonseca Ivo Universidade Federal de Minas Gerais Formatos de Imagem PNG Bruno Xavier da Silva Guilherme de Castro Leite Leonel Fonseca Ivo Matheus Silva Vilela Rafael Avelar Alves Belém Belo Horizonte, 5 de maio de

Leia mais

Workshop Processing: Visualização de Dados e Interatividade

Workshop Processing: Visualização de Dados e Interatividade Workshop Processing: Visualização de Dados e Interatividade Imagens Claudio Esperança Programa de Engenharia de Sistemas e Computação COPPE / UFRJ Escola de Belas Artes Claudio Esperança (PESC/COPPE/UFRJ)

Leia mais

Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS

Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS Software de análises metalográficas MATERIAL PLUS Programa desenvolvido de forma simples para o uso sem comprometer a precisão por usuários inexperientes conseguirem fazer análises sem um treinamento mínimo;

Leia mais

Paginas em Branco: O sistema possui a possibilidade de configuração, que remove automaticamente as páginas em branco.

Paginas em Branco: O sistema possui a possibilidade de configuração, que remove automaticamente as páginas em branco. GERENCIAMENTO ARQUIVÍSTICA DE DOCUMENTOS. Disponibiliza rotinas para armazenar e gerenciar (incluindo, alterando, excluindo e pesquisando) a documentação física e eletrônica (digitalizada, importada de

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Formatos de Imagens

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Formatos de Imagens IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage FormatosdeImagens ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger FormatosdeImagens Índice 1 FORMATOS

Leia mais

Manual de utilizador

Manual de utilizador Manual de utilizador Índice Introdução... 1 NOTAS IMPORTANTES... 1 Declarações Legais... 3 Instalação e Configuração... 5 Requisitos do Sistema... 5 Instalação... 5 Activação... 7 Actualização Automática...

Leia mais

Imagem digital. Unidade 3

Imagem digital. Unidade 3 Imagem digital Unidade 3 Objectivos Reconhecer o potencial comunicativo/ expressivo das imagens; Reconhecer as potencialidades narrativas de uma imagem; A criação de sentido nas associações de imagens

Leia mais

Formatos Imagem. Apontamentos CG + Edward Angel, Sec. 8.2. Instituto Superior Técnico Computação Gráfica 2009/2010

Formatos Imagem. Apontamentos CG + Edward Angel, Sec. 8.2. Instituto Superior Técnico Computação Gráfica 2009/2010 Formatos Imagem Apontamentos CG + Edward Angel, Sec. 8.2 Instituto Superior Técnico Computação Gráfica 2009/2010 1 Na última aula Ray-Tracing Ferramentas Utilizadas: POV-Ray 3.6 (modelling, texturing,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO LONGO PRAZO

PLANIFICAÇÃO LONGO PRAZO PLANIFICAÇÃO LONGO PRAZO TIC ANO LETIVO 015/01 Curso Vocacional do 3º Ciclo 1.º ANO Módulos Horas Letivos 5 Período Semanas Data 1 Introdução à informática 1 1.º Setembro/Outubro - Ferramentas de imagem

Leia mais

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S -

FORMATOS DE ARQUIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS NATIVOS FORMATOS DE ARQUIVOS GENÉRICOS. Produção Gráfica 2 A R Q U I V O S D I G I T A I S - Produção Gráfica 2 FORMATOS DE ARQUIVOS A R Q U I V O S D I G I T A I S - FORMATOS DE ARQUIVOS PARA IMAGEM BITMAPEADAS Uma imagem bitmapeada, uma ilustração vetorial ou um texto são armazenados no computador

Leia mais

ESCOLA BÁSICA 2 / 3 DE MARTIM DE FREITAS Informática - Ano letivo de 2013 / 2014

ESCOLA BÁSICA 2 / 3 DE MARTIM DE FREITAS Informática - Ano letivo de 2013 / 2014 Objetivos Tratamento de Imagem Conhecer as potencialidades dos programas de tratamento de imagem nas suas múltiplas funções. Criar, editar e retocar imagens, utilizando software de edição de imagem. Usar

Leia mais

Produção Gráfica. Fechamento de arquivos para impressão

Produção Gráfica. Fechamento de arquivos para impressão Arquivo aberto vs Arquivo fechado Arquivo aberto: Pacote de arquivos Na gráfica: Pacote de arquivos abertura do arquivo checagem de links conferência de imagens conferência de fontes edição de retoques

Leia mais

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros Utilização do Sistema Multimédia 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens 2.1. Compressão Formatos com e sem compressão Técnicas de compressão (reduzem tamanho) de 2 tipos: Compressão

Leia mais

TRATAMENTO DE IMAGENS. Elisa Maria Pivetta

TRATAMENTO DE IMAGENS. Elisa Maria Pivetta TRATAMENTO DE IMAGENS Elisa Maria Pivetta CATEGORIAS DE IMAGENS Distinguem-se geralmente duas grandes: Bitmap (ou raster) - trata-se de imagens "pixelizadas", ou seja, um conjunto de pontos (pixéis) contidos

Leia mais

FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB

FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB FUNDAMENTOS SOBRE IMAGENS PARA A WEB Bons web sites necessitam de uma correta integração entre textos e imagens. Este artigo contém o mínimo que você precisa saber sobre imagens para a web. Introdução

Leia mais

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Sistemas e Conteúdos Multimédia. 4.1. Imagem. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Sistemas e Conteúdos Multimédia 4.1. Imagem Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Cores O que é a cor? Distribuição espectral do sinal de excitação. Função da reflectância e da iluminação

Leia mais

COREL PHOTO-PAINT 10. Editar uma imagem digitalizada. Rodar ou Cortar uma imagem. Corrigir a Luminosidade e o Contraste de uma imagem

COREL PHOTO-PAINT 10. Editar uma imagem digitalizada. Rodar ou Cortar uma imagem. Corrigir a Luminosidade e o Contraste de uma imagem 10 Editar uma imagem digitalizada Após a digitalização de uma imagem pode-se fazer uma série de correcções no Photo-Paint rodar ou cortar a imagem, trabalhar a luz ou a cor, converter para outro formato,

Leia mais

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Conceitos do Photoshop Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Bitmap Image Conceito de pixel Imagem bitmap x imagem vetorial Pixel x bits Resolução de tela e imagem 72 pixel/inch 300

Leia mais

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático.

19/11/2015. Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA. James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. Prof. Reginaldo Brito Um pouco de história antes... A FOTOGRAFIA Joseph-Nicéphore Niepce * França, (1765-1833) James Clerk Maxwell (1831 1879) Escócia (Reino Unido) físico, filósofo e matemático. 1826,

Leia mais

Processing - Imagem 1. Processing. Imagem (PImage) Jorge Cardoso

Processing - Imagem 1. Processing. Imagem (PImage) Jorge Cardoso Processing - Imagem 1 Processing Imagem (PImage) Processing - Imagem 2 Classe PImage Imagem Utilizada para guardar e manipular imagens em memória Processing - Imagem 3 Ficheiros de Imagem Os ficheiros

Leia mais

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP?

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP? Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP? 66.393 Visualizações Por Daniele Starck Disponível em: www.tecmundo.com.br/imagem/5866 quais as diferencas entre os formatos de

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 4) 1 Classificação da imagem Em relação à sua origem pode-se classificar uma imagem,

Leia mais

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS ELEMENTOS GRÁFICOS Parte 4 José Manuel Russo 2005 24 A Imagem Bitmap (Raster) As imagens digitais ou Bitmap (Raster image do inglês) são desenhadas por um conjunto de pontos quadrangulares Pixel alinhados

Leia mais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais Curso Técnico em Multimídia ETI - Edição e tratamento de imagens digitais 2 Fundamentos "Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus." 2 Timóteo 1:13

Leia mais

Processamento de Imagem. Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres

Processamento de Imagem. Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres Processamento de Imagem Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres Representação e armazenamento de imagens Process. de Imagem - Prof. Sheila Cáceres 2 Representação Matricial

Leia mais

GIMP 2.8 Guia para Remoção do Pixel Valor Zero nas Imagens Landsat-8

GIMP 2.8 Guia para Remoção do Pixel Valor Zero nas Imagens Landsat-8 GIMP 2.8 Guia para Remoção do Pixel Valor Zero nas Imagens Landsat-8 Jorge Santos 2014 Conteúdo Sumário Capítulo 1... 4 O Problema do Pixel Valor Zero... 4 1.1 Transformação Radiométrica... 4 1.2 Equalização

Leia mais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais

Thales Trigo. Formatos de arquivos digitais Esse artigo sobre Formatos de Arquivos Digitais é parte da Tese de Doutoramento do autor apresentada para a obtenção do titulo de Doutor em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP. Thales Trigo

Leia mais

Escola Secundária da Trofa Aplicações Informáticas A 11º Ano Curso Tecnológico de Informática T E S T E T I P O

Escola Secundária da Trofa Aplicações Informáticas A 11º Ano Curso Tecnológico de Informática T E S T E T I P O Grupo I (Utilização de Sistemas Multimédia) 1. Indique os atributos elementares das imagens 2. Complete as seguintes afirmações de forma a torná-las verdadeiras: a. A resolução de uma imagem digital é

Leia mais

ferramentas da imagem digital

ferramentas da imagem digital ferramentas da imagem digital illustrator X photoshop aplicativo ilustração vetorial aplicativo imagem digital 02. 16 imagem vetorial X imagem de rastreio imagem vetorial traduz a imagem recorrendo a instrumentos

Leia mais

Curso Especializado Design Gráfico

Curso Especializado Design Gráfico Curso Especializado Design Gráfico 87 horas Descrição: Este pacote de formação é composto pelos programas essenciais e indispensáveis a todos os Designers Gráficos que pretendam compreender os processos

Leia mais

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada 5.1 AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens Nessa aula serão apresentadas algumas funcionalidades do TerraView relativas a manipulação de dados matriciais. Como dados matriciais são entendidas

Leia mais

Manual Processamento de Imagem. João L. Vilaça

Manual Processamento de Imagem. João L. Vilaça Manual Processamento de Imagem João L. Vilaça Versão 1.0 31/1/2014 Índice 1. Sistema de eixo e movimentos possíveis do Drone... 3 2. Imagem... 3 3. Espaços de cor... 4 4.1 RGB... 5 4.2HSV... 5 4.3 GRAY...

Leia mais

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1

Linhas de Orientação de Media. GS1 Portugal. Sync PT Linhas de Orientação de Media 1 Linhas de Orientação de Media GS1 Portugal 1 Índice Introdução... 3 Especificações Gerais de Imagens... 4 Propriedades da imagem... 5 Cor e Qualidade... 5 Clipping Paths... 5 Fundo... 6 Borda... 6 Formato

Leia mais

Processamento de Imagens

Processamento de Imagens Processamento de Imagens Leandro Tonietto Processamento Gráfico ltonietto@unisinos.br http://professor.unisinos.br/~ltonietto/jed/pgr/procimagem.pdf abr/2013 Sumário q q q q q q Introdução e conceitos

Leia mais

(b) Domínio espacial Reescalamento dos níveis de cinza Integração Diferenciação

(b) Domínio espacial Reescalamento dos níveis de cinza Integração Diferenciação TÉCNICAS DE REALCE (IMAGE ENHANCEMENT) Objetivo São projetadas para manipular a imagem com base em características psico-físicas do SVH, podendo até distorcer a imagem através do processo de retirar informações

Leia mais

Representação de Informação -- Texto -- Representação de Informação. Representação de Caracteres

Representação de Informação -- Texto -- Representação de Informação. Representação de Caracteres Representação de Informação -- Texto -- Sistemas Informáticos I, 2004/2005 (c) Paulo Marques SLIDES 5 Representação de Informação Como é que se representa texto? Como é que se representam imagens? Como

Leia mais

Planificação Anual 2015/2016

Planificação Anual 2015/2016 Planificação Anual 015/01 CURSO: PROFISSIONAL TÉCNICO DE MULTIMÉDIA DISCIPLINA: TÉCNICAS DE MULTIMÉDIA (TM) ANO: 10.º TURMA: I 1º Período º Período 3º Período Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun 3ª

Leia mais

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress O pacote BrOffice é um pacote de escritório muito similar ao já conhecido Microsoft Office e ao longo do tempo vem evoluindo e cada vez mais ampliando as possibilidades

Leia mais

Processamento de Imagens Digitais

Processamento de Imagens Digitais Processamento de Imagens Digitais Redução de Ruídos - Filtros Espaciais "Passa-Baixa" Glaucius Décio Duarte Instituto Federal Sul-rio-grandense Engenharia Elétrica 1 de 7 Ruído em Imagens Digitais As imagens

Leia mais

Introdução ao processamento de imagens e OCTAVE. Julio C. S. Jacques Junior juliojj@gmail.com

Introdução ao processamento de imagens e OCTAVE. Julio C. S. Jacques Junior juliojj@gmail.com Introdução ao processamento de imagens e OCTAVE Julio C. S. Jacques Junior juliojj@gmail.com Octave www.gnu.org/software/octave/ Linguagem Interpretada (similar ao MATLAB... portabilidade) Voltada para

Leia mais

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint

Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Criação de Apresentações Microsoft PowerPoint Aspectos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais Imagens computacionais e programas que

Leia mais

COMO CRIAR UM BLOG GRATUITO NO WORDPRESS

COMO CRIAR UM BLOG GRATUITO NO WORDPRESS COMO CRIAR UM BLOG GRATUITO NO WORDPRESS O objectivo deste artigo é, como o título indica, explicar a todos os leitores do Peopleware como podem criar um blog gratuito no WordPress. Para alguns, o que

Leia mais

Comandos.::. Aplicativos > Sistema > Acessar Console

Comandos.::. Aplicativos > Sistema > Acessar Console Comandos Aplicativos > Sistema > Acessar Console jonilso 23 de outubro de 2012 Comandos Iniciais whoami Comandos Iniciais whoami Exibe o login do usuário que executou o comando. Comandos Iniciais whoami

Leia mais

Nenhum dado é perdido durante o processo de compressão. Preserva todas as informações que permitirão a reconstrução exata da imagem. Reversível.

Nenhum dado é perdido durante o processo de compressão. Preserva todas as informações que permitirão a reconstrução exata da imagem. Reversível. Compressão sem Perda Explora a redundância entre pixels na codificação. Nenhum dado é perdido durante o processo de compressão. Preserva todas as informações que permitirão a reconstrução exata da imagem.

Leia mais

Trabalho 2 Fundamentos de computação Gráfica

Trabalho 2 Fundamentos de computação Gráfica Trabalho 2 Fundamentos de computação Gráfica Processamento de Imagens Aluno: Renato Deris Prado Tópicos: 1- Programa em QT e C++ 2- Efeitos de processamento de imagens 1- Programa em QT e C++ Para o trabalho

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS Executar as principais técnicas utilizadas em processamento de imagens, como contraste, leitura de pixels, transformação IHS, operações aritméticas

Leia mais

Prova Escrita de Aplicações Informáticas B

Prova Escrita de Aplicações Informáticas B EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Aplicações Informáticas B 12.º Ano de Escolaridade Prova 703/2.ª Fase 11 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA

Bitmap X Vetorial OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA OS DOIS PRINCIPAIS TIPOS DE ARQUIVOS NA COMPUTAÇÃO GRÁFICA Editores vetoriais são frequentemente contrastadas com editores de bitmap, e as suas capacidades se complementam. Eles são melhores para leiaute

Leia mais

Tutorial de Blender, Animação básica do tipo keyframe

Tutorial de Blender, Animação básica do tipo keyframe Tutorial de Blender, Animação básica do tipo keyframe Enfim, o momento por muitos esperado! ;-) Agora que você já está mais familiarizado com o blender, com o básico sobre edição mesh e sobre renderização,

Leia mais

IMAGEM. Ana Cândida Marques Monteiro. IPG, Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Sumário

IMAGEM. Ana Cândida Marques Monteiro. IPG, Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Sumário IMAGEM Ana Cândida Marques Monteiro IPG, Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Tecnologia e Gestão Sumário Neste documento apresentam-se alguns conceitos relacionados com imagem, para a cadeira

Leia mais

Formatos de Compressão de Imagem - Introdução. Introdução

Formatos de Compressão de Imagem - Introdução. Introdução Formatos de Compressão de Imagem - Introdução Introdução A imagem digital é cada vez mais importante no mundo actual. No entanto como as imagens digitais geram ficheiros de grandes dimensões, torna de

Leia mais

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP

TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP TEORIA DA COR E DA IMAGEM COM PHOTOSHOP Docente: Bruno Duarte Fev 2010 O que é uma imagem digital? Uma imagem diz-se digital quando existe um ficheiro em computador que guarda a informação gráfica desta

Leia mais

Atividade: matrizes e imagens digitais

Atividade: matrizes e imagens digitais Atividade: matrizes e imagens digitais Aluno(a): Turma: Professor(a): Parte 01 MÓDULO: MATRIZES E IMAGENS BINÁRIAS 1 2 3 4 5 6 7 8 Indique, na tabela abaixo, as respostas dos 8 desafios do Jogo dos Índices

Leia mais

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada

AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens. 5.1 Importando Grades e Imagens Interface Simplificada 5.1 AULA 5 Manipulando Dados Matriciais: Grades e Imagens Nessa aula serão apresentadas algumas funcionalidades do TerraView relativas à manipulação de dados matriciais. Como dados matriciais são entendidas

Leia mais

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Introdução à Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Imagens Uma imagem é representada por uma matriz

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MIRASCAN... 5 FAZER UMA DIGITALIZAÇÃO... 9

INTRODUÇÃO AO MIRASCAN... 5 FAZER UMA DIGITALIZAÇÃO... 9 Tabela de conteúdos INTRODUÇÃO AO MIRASCAN................................................ 5 1.1 MIRASCAN............................................................. 5 1.2 MODOS DE FUNCIONAMENTO DO MIRASCAN......................................

Leia mais

Ferramenta de Design Gráfico/ Imagem Digital Adobe Photoshop Fábio Fernandes

Ferramenta de Design Gráfico/ Imagem Digital Adobe Photoshop Fábio Fernandes Ferramenta de Design Gráfico/ Imagem Digital Adobe Photoshop Fábio Fernandes O Adobe Photoshop vem liderando o mercado de imagem digital há anos. Portanto, não podemos deixar de explorar essa ferramenta

Leia mais

Tutorial de OpenCV para Tótós

Tutorial de OpenCV para Tótós Tutorial de OpenCV para Tótós Alexandra Ribeiro e Miguel Figueiredo Undergraduate Students Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa, Portugal Objectivo: Este tutorial tem como objectivo

Leia mais

DOCBASE. 1. Conceitos gerais. 2. Estrutura da pasta de associações. 3. A área de documentos reservados. 4. Associação de Imagens

DOCBASE. 1. Conceitos gerais. 2. Estrutura da pasta de associações. 3. A área de documentos reservados. 4. Associação de Imagens Documentação, Informática e Desenvolvimento 1 DOCBASE ASSOCIAÇÔES MULTIMÉDIA 1. Conceitos gerais 2. Estrutura da pasta de associações 3. A área de documentos reservados 4. Associação de Imagens 5. Procedimentos

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

Quando extrair o ficheiro SAFT

Quando extrair o ficheiro SAFT Conheça o seu ficheiro SAFT Quando extrair o ficheiro SAFT A partir de Janeiro de 2014 muitas empresas que não eram obrigadas a utilizar software de faturação certificado passaram a ser, tendo assim de

Leia mais

FORMATO DE ARQUIVO: BMP

FORMATO DE ARQUIVO: BMP FORMATO DE ARQUIVO: BMP 1. INTRODUÇÃO: Formato nativo do ambiente Windows O formato de arquivos BMP foi desenvolvido pela Microsoft, sendo o formato nativo de mapa de bits do Windows (a partir da versão

Leia mais

MULTIMÍDIA - GIMP TRABALHANDO COM TEXTOS

MULTIMÍDIA - GIMP TRABALHANDO COM TEXTOS MULTIMÍDIA - GIMP TRABALHANDO COM TEXTOS Utilizando Camadas As camadas representam uma forma efetiva para organização do trabalho. Podemos imaginar as camadas como películas sobrepostas onde podemos desenhar.

Leia mais

Conteúdo Programático do Photo Shop

Conteúdo Programático do Photo Shop O Ambiente Adobe Photoshop Conteúdo Programático do Photo Shop Características das Imagens Imagens Vetoriais e de Bitmap Tamanho e Resolução de Imagens Modos de Cores Formatos de Arquivo A Iniciação de

Leia mais

EDITORES GRÁFICOS CAPÍTULO 7. Definição

EDITORES GRÁFICOS CAPÍTULO 7. Definição CAPÍTULO 7 EDITORES GRÁFICOS Definição É um programa destinado a editar imagens digitalizadas usando o computador. Sua função básica é permitir editar os pontos da imagem, alterando cor, contraste, resolução,

Leia mais

josé gomes ferreira Formação Online / Formação presencial teórica e prática

josé gomes ferreira Formação Online / Formação presencial teórica e prática josé gomes ferreira Adobe Photoshop CS4 APRESENTAÇÃO Ideal para profissionais criativos na área de multimédia e vídeo, bem como para profissionais nas áreas de produção, medicina, arquitectura, engenharia

Leia mais

IMAGEM REFLECTIDA NA ÁGUA

IMAGEM REFLECTIDA NA ÁGUA IMAGEM REFLECTIDA NA ÁGUA Introdução Vamos criar a imagem de um carro reflectida na água. Quando uma imagem é reflectida na água com ondulação o reflexo não é nítido, varia com as ondas. Aqui a variação

Leia mais

Redução de imagem no domínio espacial

Redução de imagem no domínio espacial Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores 5º Ano, 1º Semestre Televisão Digital - 2002/2003 Redução de imagem no domínio espacial Armando

Leia mais

MODO DE ENVIO EM REDE DIGITALIZAR PARA FTP

MODO DE ENVIO EM REDE DIGITALIZAR PARA FTP CONFIRMAR O ENVIO DE E-MAIL Pode verificar o estado do envio de e-mails a partir de: > Ecrã Registo de Tarefas: Prima o botão Registo de Tarefas para apresentar este ecrã. > Relatório de Registo de E-mail:

Leia mais

Fechamento de Arquivo Preparando arquivos para Impressão Arquivos.PDF Criando PDF s a partir do Illustrator Visualizando PDF`s Imprimindo o documento

Fechamento de Arquivo Preparando arquivos para Impressão Arquivos.PDF Criando PDF s a partir do Illustrator Visualizando PDF`s Imprimindo o documento Designer Gráfico (Carga horária: 60hs) Adobe Ilustrador CS4 O objetivo do curso de Design Gráfico(Photoshop/Illustrator/Indesign) é iniciá-lo no mercado de trabalho na área de criação e design de materiais

Leia mais

Organização de uma sequência para tratamento de imagem

Organização de uma sequência para tratamento de imagem Aula 7 Tratamento Organização de uma sequência para tratamento de imagem SEMPRE guarde o arquivo original. Crie uma pasta para as imagens tratadas Verifique a qualidade da imagem e também se a resolução

Leia mais

Representação Binária de Dados

Representação Binária de Dados Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Introdução à Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Janeiro de 2006 Representação Binária de Dados O computador utiliza

Leia mais

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas:

PHOTOSHOP. Menus. Caixa de Ferramentas: PHOTOSHOP Universidade de Caxias do Sul O Photoshop 5.0 é um programa grande e complexo, é o mais usado e preferido pelos especialistas em editoração e computação gráfica para linha PC. Outros programas

Leia mais

Fundamentos de Imagens Digitais. Aquisição e Digitalização de Imagens. Aquisição e Digitalização de Imagens. Aquisição e Digitalização de Imagens

Fundamentos de Imagens Digitais. Aquisição e Digitalização de Imagens. Aquisição e Digitalização de Imagens. Aquisição e Digitalização de Imagens Fundamentos de Imagens Digitais Aquisição e Serão apresentadas as principais características de uma imagem digital: imagem do ponto de vista matemático processo de aquisição e digitalização de uma imagem

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS curso especializado de motion design 132 horas OBJETIVOS Este pacote de formação proporciona o domínio das ferramentas técnicas de produção necessárias à produção multimédia. É composto essencialmente

Leia mais

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO 11.º/12.º Anos de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 703/7 Págs. Duração da prova: 120 minutos 2007 1.ª FASE PROVA PRÁTICA DE APLICAÇÕES INFORMÁTICAS

Leia mais

Mídias Discretas. Dados Multimídia

Mídias Discretas. Dados Multimídia Mídias Discretas Processamento da Informação Digital Dados Multimídia Representar letras, números e caracteres especiais é simples. O problema é representar de forma precisa e econômica sons, imagens,

Leia mais

CFAE FEVEREIRO 2009 PHOTOSHOP EDIÇÃO DE IMAGENS DIGITAIS JOAQUIM MACHADO

CFAE FEVEREIRO 2009 PHOTOSHOP EDIÇÃO DE IMAGENS DIGITAIS JOAQUIM MACHADO CFAE FEVEREIRO 2009 PHOTOSHOP EDIÇÃO DE IMAGENS DIGITAIS JOAQUIM MACHADO AMBIENTE DE TRABALHO O ambiente de trabalho no Photoshop é constituído pela Barra de Menus, Barra de Opções das ferramentas, Caixa

Leia mais

VISUALIZAÇÃO E MANIPULAÇÕES SIMPLES DE IMAGENS GEOCOVER NO ArcGIS 9.x

VISUALIZAÇÃO E MANIPULAÇÕES SIMPLES DE IMAGENS GEOCOVER NO ArcGIS 9.x VISUALIZAÇÃO E MANIPULAÇÕES SIMPLES DE IMAGENS GEOCOVER NO ArcGIS 9.x TUTORIAL /2005 Elizete Domingues Salvador SUREG-SP elizete@sp.cprm.gov.br ÍNDICE 1. Adicionar imagem Geocover na área de trabalho do

Leia mais

3.1.7. Definição do fundo da página

3.1.7. Definição do fundo da página 3.1.7. Definição do fundo da página 1 Definição do fundo da página A definição do fundo de uma página pode ser feita através da atribuição de uma cor ou de uma imagem Quando é feita através da utilização

Leia mais

Apresentação do Projeto Gráfico

Apresentação do Projeto Gráfico Arte-final Arquivo feito no computador utilizando softwares específicos que permitem a produção de um fotolito para impressão gráfica. Programas Utilizados para a Produção de Arte-final. Dependendo das

Leia mais

Prova Escrita de Aplicações Informáticas B

Prova Escrita de Aplicações Informáticas B EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Aplicações Informáticas B 12.º Ano de Escolaridade Prova 703/1.ª Fase 10 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

OpenCV. http://opencv.willowgarage.com/wiki/

OpenCV. http://opencv.willowgarage.com/wiki/ OpenCV http://opencv.willowgarage.com/wiki/ Introdução a OpenCV Geralmente, quando iniciamos estudos numa determinada linguagem de programação é comum que o iniciante implemente um pequeno programa de

Leia mais

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011

[CURSO DE FÉRIAS FIREWORKS] JULHO / 2011 Conteúdo 1. OBJETIVO DO FIREWORKS... 2 1.1 - Diferença entre imagem Vetorial e Bitmap... 2 1.2 - Formato de Arquivos... 3 2. AMBIENTE DO FIREWORKS... 3 2.1 - INICIANDO UM PROJETO... 4 3. DESENHANDO NO

Leia mais

Recortar esta imagem com a Polygonal Lasso Tool seria uma tarefa maçante e tediosa. 1. Edição de imagens: Fundo da. imagem

Recortar esta imagem com a Polygonal Lasso Tool seria uma tarefa maçante e tediosa. 1. Edição de imagens: Fundo da. imagem 1 1. Edição de imagens: Fundo da imagem. O que eu, comumente, percebo é que para selecionar um objeto de interesse na imagem é quase que automático e unânime utilizar a ferramenta Polygonal Lasso Tool.

Leia mais

Aula de Hoje. Sistemas e Sinais Sinais e Sistemas. Sinal em Tempo Contínuo. Sinal Acústico

Aula de Hoje. Sistemas e Sinais Sinais e Sistemas. Sinal em Tempo Contínuo. Sinal Acústico Aula de Hoje Sistemas e Sinais Sinais e Sistemas lco@ist.utl.pt Instituto Superior Técnico O que é um sinal? Como representamos matematicamente um sinal? Qual a diferença entre um sinal contínuo e um sinal

Leia mais

2.1.2 Definição Matemática de Imagem

2.1.2 Definição Matemática de Imagem Capítulo 2 Fundamentação Teórica Este capítulo descreve os fundamentos e as etapas do processamento digital de imagens. 2.1 Fundamentos para Processamento Digital de Imagens Esta seção apresenta as propriedades

Leia mais

gradientes padrões máscaras e clipping efeitos e filtros Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br)

gradientes padrões máscaras e clipping efeitos e filtros Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br) gradientes padrões máscaras e clipping efeitos e filtros Helder da Rocha (helder@) Gradientes e Padrões Com SVG você pode pintar o interior (fill) ou o traço (stroke) de figuras e texto usando Cores opacas

Leia mais

FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO

FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO Guia de Apresentação da Monografia em CD Concretizadas as mudanças propostas pelos examinadores(as) da banca de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), na sua

Leia mais

O vídeo. O vídeo. Sistemas analógicos de vídeo. O vídeo. 2001 Wilson de Pádua Paula Filho

O vídeo. O vídeo. Sistemas analógicos de vídeo. O vídeo. 2001 Wilson de Pádua Paula Filho O vídeo O vídeo Interfaces de vídeo Sistemas de televisão: as características do sinal de vídeo são determinadas pelos padrões de televisão principais padrões existentes: televisão em preto-e-branco televisão

Leia mais

Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Prof. Carlos Henrique Q. Forster Sala 121 IEC. ramal 5981

Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Prof. Carlos Henrique Q. Forster Sala 121 IEC. ramal 5981 CC222 Visão Computacional Descrição e Feições Instituto Tecnológico de Aeronáutica Prof. Carlos Henrique Q. Forster Sala 121 IEC ramal 5981 Tópicos da aula Detecção de cantos Detecção de contornos Regiões

Leia mais

Índice alfabético. Agradecimentos

Índice alfabético. Agradecimentos Pag: 1/47 Sumário Agradecimentos... 3 Quem é o ImageMagick?... 4 Sobre este trabalho... 4 Os utilitários... 5 Convert... 6 Convertendo formato e redimensionando...6 Usando texto... 9 Emoldurando... 19

Leia mais

Tamanho e resolução da imagem

Tamanho e resolução da imagem Tamanho e resolução da imagem Para se produzir imagens de alta qualidade, é importante compreender como é que os dados dos pixels da imagem são medidos e mostrados. Dimensões dos pixels O número de pixels

Leia mais

Gerenciamento Eletrônico de Documentos AMBIENTE GED. Preparação de documentos

Gerenciamento Eletrônico de Documentos AMBIENTE GED. Preparação de documentos Gerenciamento Eletrônico de Documentos AMBIENTE GED Preparação de documentos 1 Preparação de Documentos Quais documentos digitalizar? Eliminação: remoção e destruição de duplicatas, materiais sem importância

Leia mais

Manual de utilizador

Manual de utilizador Manual de utilizador INTRODUÇÃO O IRISCompressor Pro é uma ferramenta de compressão útil que permite converter os seus ficheiros de imagem e PDF em ficheiros PDF comprimidos, com apenas alguns cliques

Leia mais

Digital Matte Painting Parte II Tutorial de composição mattepainting (Combustion) Filipe Costa Luz Universidade Lusófona 2007

Digital Matte Painting Parte II Tutorial de composição mattepainting (Combustion) Filipe Costa Luz Universidade Lusófona 2007 Digital Matte Painting Parte II Tutorial de composição mattepainting (Combustion) Filipe Costa Luz Universidade Lusófona 2007 Exercício Prático Mattepainting Objectivos Neste exercício pretendemos utilizar

Leia mais

Capítulo 1: Introdução

Capítulo 1: Introdução Capítulo 1: Introdução 1.1 Conteúdo da embalagem Quando receber a sua TVGo A03, certifique-se que os seguintes itens se encontram na embalagem da Mini Super TV USB. TVGo A03 CD do controlador Controlo

Leia mais

O segredo do retoque de pele

O segredo do retoque de pele O segredo do retoque de pele Dia após dia a fama do Photoshop aumenta, graças, principalmente, aos seus milagres nos retoques de pele. O mundo inteiro discute se é correto editar a textura da pele de modelos

Leia mais