Projeto Escola Legal Direitos Autorais e Propriedade Intelectual x Pirataria. 1 de setembro de 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Escola Legal Direitos Autorais e Propriedade Intelectual x Pirataria. 1 de setembro de 2012"

Transcrição

1 Projeto Escola Legal Direitos Autorais e Propriedade Intelectual x Pirataria 1 de setembro de 2012

2 Quem somos? Fundada em 1988, a Business Software Alliance (BSA) é a principal organização mundial dedicada à promoção de um ambiente digital seguro e legal. 3

3 Mais sobre a BSA Sediada em Washington, DC EUA; Programas em mais de 80 países; Possui escritórios em Londres, Munique, Bruxelas, Cingapura, Pequim, Tóquio, Kuala Lumpur, Nova Delhi, Jacarta, Taipei e no Brasil; Mantém 46 serviços de disque-denúncia no mundo inteiro e fornece formulários online de denúncias de pirataria; No Brasil, trabalha em cooperação com a ABES Associação Brasileira das Empresas de Software, o FNCP Fórum Nacional contra a Pirataria e o Conselho Nacional de Combate à Pirataria.

4 Associadas

5 O que é Propriedade Intelectual? É o direito que o autor de uma obra original e criativa tem sobre a sua obra. Este direito impede que outras pessoas utilizem a obra sem a permissão do autor. A Propriedade Intelectual divide-se em: DIREITOS AUTORAIS PROPRIEDADE INDUSTRIAL

6 Propriedade Intelectual PROPRIEDADE INDUSTRIAL Tem por objetivo proteger as invenções; o formato das coisas; a forma como as coisas são usadas; as marcas e indicações de procedência

7 Propriedade Intelectual DIREITOS AUTORAIS Têm por objetivo proteger as obras de finalidades estéticas, de beleza e de aperfeiçoamento intelectual, voltadas à sensibilização e à transmissão de conhecimento, tais como: livros, filmes, músicas, fotos, obras teatrais, pinturas, novelas, projetos de arquitetura etc.

8 Por que é importante respeitar a propriedade intelectual?

9 Por que é importante respeitar a propriedade intelectual? Respeitar a Propriedade Intelectual incentiva os pesquisadores, criadores e cientistas a continuarem a desenvolver produtos novos!

10 Por que é importante respeitar a propriedade intelectual? O respeito a Propriedade Intelectual contribui para a geração de riqueza no país, assim possibilitando o governo contruir casas, escolas, hospitais, parques, ruas etc.

11 Pirataria Pirataria = Roubo, crime do século (Interpol) Os piratas copiam produtos e vendem ou emprestam como se fossem originais. Deste modo, acabam ganhando o dinheiro a que os criadores dos produtos originais teriam direito. Ao fazer as cópias, utilizam-se de matérias primas de muito baixa qualidade. Não conseguem fazer os produtos de maneira idêntica aos produtos originais. Não dão o dinheiro ganho ao dono do produto. Estão ligados ao crime organizado e ao tráfico de drogas.

12 O Brasil e a Pirataria - Para-brisas para veículos - Molho de Pimenta - Pasta de dente - Peças de Avião - Componentes para Implantes Cirúrgicos - Medicamento: Viagra - Medicamento: Xarope - Preservativos - Bebidas Alcoólicas - Pastilhas para Freios de Automóveis e demais componentes - Catalisadores para veículos - Vacinas - Aparelhos Celulares - Bateria para aparelho Celular - Calçados - chips de memória - Armações de óculos de sol Em outros locais: AUTOMÓVEIS FERRARI, OVO.

13 Pirataria de remédios

14 Resultados da pirataria São produzidos produtos muito ruins, e muitas vezes perigosos a nossa saúde; Acabamos enganados, comprando algo que é falso e que pode nos prejudicar.

15 Resultados da Pirataria Desestimula os criadores de produtos a pesquisarem e desenvolverem ideias novas. Piratas enriquecem enganando, vendendo produtos ruins e prejudicando o comércio legal.

16 O que podemos fazer para combater a pirataria? Deixar de comprar produtos falsos e, ainda, no caso dos programas de computador, deixar de lado algumas práticas muitas vezes corriqueiras em nosso dia a dia, por exemplo:

17 O que podemos fazer para combater a pirataria? Deixar de baixar programas de computador ou qualquer outro trabalho protegido por Direitos Autorais através de uma rede de compartilhamento de arquivos peer-to-peer (P2P). Parar de fornecer a terceiros cópias de programas de computador ou qualquer outro trabalho protegido por Direitos Autorais através de uma rede de compartilhamento de arquivos peer-to-peer (P2P).

18 O que podemos fazer para combater a pirataria? Não mais colocar cópias de programas de computador ou qualquer outro trabalho protegido por Direitos Autorais on line por meio de um site de rede social como Facebook ou MySpace. Parar de anexar cópias de programas de computador ou outros trabalhos protegidos por Direitos Autorais a um correio eletrônico.

19 O que podemos fazer para combater a pirataria? Deixar de gravar cópias dos seus discos de programas de software, discos compactos de música ou DVDs de filmes para terceiros. Deixar de gravar cópias de discos de programas de software emprestados, discos compactos de música ou DVDs de filmes.

20 LEGISLAÇÃO - Infrações e Penalidades Violar direito de autor Detenção de 6 meses a 2 anos ou multa Reprodução para fins de comércio Reclusão de 2 a 4 anos e multa Exposição à venda, aquisição, ocultação ou armazenamento para fins de comércio, de cópia produzida com violação de direito autoral Reclusão de 2 a 4 anos e multa QUALQUER DOS DELITOS ACIMA Indenização que pode chegar a 3000 vezes o valor de cada software

21 Dados referentes à pirataria de filmes no Brasil: Nível de pirataria: 59% Prejuízo anual: US$ 198 milhões Desemprego estimado: 20 mil vagas

22 Dados referentes à pirataria de música no Brasil: Nível de pirataria: 65% Perdas com impostos: R$ 500 milhões Desemprego estimado: 80 mil vagas Pontos de venda fechados: > 3500

23 Nível de pirataria no Brasil: Computadores 22% Autorádios 50% Câmeras Digitais 30% Câmeras de vídeo 20% Tocadores MP3 70% Videogames 80% Celulares 40% Software 53%

24 Estudo Mundial de Pirataria de Software BSA encomenda todos os anos um estudo chamado Global Software Piracy Study realizado com aproximadamente usuários de 33 países representantes de 82% do mercado de usuários de software do mundo. 57% dos usuários de computador no mundo já admitiram o uso de algum tipo software pirata. Desse percentual, 31% dos usuários admitiram que usam programas piratas frequentemente, enquanto 26% afirmaram o uso de programas ilegais raramente.

25 PANORAMA DA PIRATARIA DE SOFTWARE NO BRASIL A campanha de combate a pirataria de software, no Brasil, teve início em meados de 1996, época em que o índice de pirataria era de 94%. Dificuldade de conscientização do Poder Judiciário, dado o desconhecimento da matéria. A taxa de pirataria de software no Brasil é atualmente (2011) de 53%, queda de 1% em relação a 2010, segundo estudo divulgado pela BSA (Business Software Alliance).

26 Benefícios da redução da taxa de pirataria de software No Brasil, a redução da taxa de pirataria de 10 pontos percentuais no prazo de 4 anos adicionaria US$3,2 bilhões à economia local, criaria 13 mil novos empregos na área de tecnologia e aumentaria a receita da indústria local em mais de US$2,4 bilhões. Para o governo do Brasil, a redução geraria um adicional de US$ 355 milhões em receitas de impostos, que poderiam ser revertidos em benefícios e serviços governamentais necessários.

27 Mensagem Seus alunos são os inventores de amanhã e devem aprender que proteger suas invenções é um direito deles.

28 Obrigado. Frank Caramurú

"DIÁLOGOS COM O PODER JUDICIÁRIO SOBRE COMÉRCIO EXTERIOR" PIRATARIA, FALSIFICAÇÃO OUTRAS PRÁTICAS ILÍCITAS DECORRENTES

DIÁLOGOS COM O PODER JUDICIÁRIO SOBRE COMÉRCIO EXTERIOR PIRATARIA, FALSIFICAÇÃO OUTRAS PRÁTICAS ILÍCITAS DECORRENTES "DIÁLOGOS COM O PODER JUDICIÁRIO SOBRE COMÉRCIO EXTERIOR" PIRATARIA, FALSIFICAÇÃO OUTRAS PRÁTICAS ILÍCITAS DECORRENTES Edson Luiz Vismona Presidente presidente@fncp.org.br vismona@institutobrasillegal.org.br

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 09 1 DIREITO DIGITAL Gestão do Risco Eletrônico 2 1 Qual o CERTO e o ERRADO da Sociedade Digital? 3 Quem aqui tem computador e internet em casa?

Leia mais

Crédito: Elza Fiúza/Agência Brasil

Crédito: Elza Fiúza/Agência Brasil Crédito: Elza Fiúza/Agência Brasil PESQUISA FECOMÉRCIO PIRATARIA EM SANTA CATARINA 2014 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Pesquisa Fecomércio Pirataria em Santa Catarina

Leia mais

A Problemática da Pirataria

A Problemática da Pirataria A Problemática da Pirataria Márcio Miguel Rodrigues Francisco Departamamento de Engenharia Informática Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal mfranc@student.dei.uc.pt

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL PROTEÇÃO JURÍDICA DO SOFTWARE

PROPRIEDADE INTELECTUAL PROTEÇÃO JURÍDICA DO SOFTWARE PROPRIEDADE INTELECTUAL PROTEÇÃO JURÍDICA DO SOFTWARE UNISINOS Unidade 07 Professora Liz Beatriz Sass 2010/II O direito brasileiro e a informática Lei nº 7.232/84 Política Nacional de Informática Criou

Leia mais

LEGALIZAÇÃO DO COMPARTILHAMENTO DE ARQUIVOS DIGITAIS

LEGALIZAÇÃO DO COMPARTILHAMENTO DE ARQUIVOS DIGITAIS Anteprojeto de lei para LEGALIZAÇÃO DO COMPARTILHAMENTO DE ARQUIVOS DIGITAIS Considerações gerais A expansão da internet trouxe facilidades sem precedentes para o compartilhamento e reprodução de obras,

Leia mais

Foi-nos proposto este trabalho no âmbito do projecto Segurança na Internet, pela Segura Net.

Foi-nos proposto este trabalho no âmbito do projecto Segurança na Internet, pela Segura Net. Foi-nos proposto este trabalho no âmbito do projecto Segurança na Internet, pela Segura Net. Com este trabalho pretendemos ficar a saber mais e sensibilizar a comunidade escolar sobre os perigos da internet

Leia mais

Com Software Livre você pode! Agradeço a oportunidade!

Com Software Livre você pode! Agradeço a oportunidade! Com Software Livre você pode! Agradeço a oportunidade! Agradeço a presença Fátima Conti ( Fa ) - fconti@gmail.com @faconti ( identi.ca, twitter ), Fa Conti ( diaspora, facebook ) Site: http://www.ufpa.br/dicas

Leia mais

Proteção do Software no Brasil: Requisitos, Etapas e Abrangência.

Proteção do Software no Brasil: Requisitos, Etapas e Abrangência. Proteção do Software no Brasil: Requisitos, Etapas e Abrangência. Daniel Cavaretti UNISUL II Congresso Brasileiro de Propriedade Intelectual Tubarão - Outubro 2015 Software - Legislação Aplicável Lei

Leia mais

APDIF DO BRASIL Associação Protetora dos Direitos Intelectuais Fonográficos PIRATARIA MUSICAL. Aspectos Técnicos e Informações Complementares

APDIF DO BRASIL Associação Protetora dos Direitos Intelectuais Fonográficos PIRATARIA MUSICAL. Aspectos Técnicos e Informações Complementares PIRATARIA MUSICAL Aspectos Técnicos e Informações Complementares I Curso Regional de Capacitação para Agentes Públicos no Combate à Pirataria. Salvador/BA. Palestrante: Jorge Eduardo Grahl Diretor Jurídico

Leia mais

ALBERTO R. GONZALES PROCURADOR GERAL E SECRETÁRIO DE JUSTIÇA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. RIO DE JANEIRO, BRASIL SEXTA-FEIRA, 9 DE FEVEREIRO de 2007

ALBERTO R. GONZALES PROCURADOR GERAL E SECRETÁRIO DE JUSTIÇA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. RIO DE JANEIRO, BRASIL SEXTA-FEIRA, 9 DE FEVEREIRO de 2007 ALBERTO R. GONZALES PROCURADOR GERAL E SECRETÁRIO DE JUSTIÇA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA RIO DE JANEIRO, BRASIL SEXTA-FEIRA, 9 DE FEVEREIRO de 2007 Associação Brasileira da Propriedade Intelectual -

Leia mais

CELULARES FALSIFICADOS/ DE BAIXA QUALIDADE

CELULARES FALSIFICADOS/ DE BAIXA QUALIDADE CELULARES FALSIFICADOS/ DE BAIXA QUALIDADE UM GUIA DE RECURSOS PARA OS GOVERNOS 1 INTRODUÇÃO Tem havido uma proliferação nos últimos anos na fabricação, distribuição e venda de celulares no mercado negro

Leia mais

Felipe Perin. AUV surveyor. Consultor de TI. Desenvolvedor web. Entusiasta em software livre. Segurança em Redes de Computadores.

Felipe Perin. AUV surveyor. Consultor de TI. Desenvolvedor web. Entusiasta em software livre. Segurança em Redes de Computadores. Felipe Perin E-mail: Linkedin: Sites: AUV surveyor Consultor de TI Desenvolvedor web Entusiasta em software livre Segurança em Redes de Computadores Palestrante perin.ng@gmail.com http://br.linkedin.com/in/felipeperin

Leia mais

LIÇÕES PRELIMINARES DE PROPRIEDADE INTELECTUAL

LIÇÕES PRELIMINARES DE PROPRIEDADE INTELECTUAL LIÇÕES PRELIMINARES DE PROPRIEDADE INTELECTUAL CÁSSIO AUGUSTO BARROS BRANT LIÇÕES PRELIMINARES DE PROPRIEDADE INTELECTUAL 1ª Edição Belo Horizonte Edição do Autor 2012 B821l Brant, Cássio Augusto Barros

Leia mais

Política de privacidade do Norton Community Watch

Política de privacidade do Norton Community Watch Política de privacidade do Norton Community Watch Data de início: 5 de agosto de 1999 Última atualização: 16 de abril de 2010 O que é o Norton Community Watch? O Norton Community Watch permite que os usuários

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RAFAEL D. RIBEIRO, M.SC,PMP. RAFAELDIASRIBEIRO@GMAIL.COM HTTP://WWW.RAFAELDIASRIBEIRO.COM.BR @ribeirord CRIMES DE PIRATARIA DE SOFTWARE Prática ilícita caracterizada

Leia mais

PRIVACIDADE LEGISLAÇÃO BRASILEIRA. Patrícia Schmitt Freitas e Schmitt Advogados

PRIVACIDADE LEGISLAÇÃO BRASILEIRA. Patrícia Schmitt Freitas e Schmitt Advogados PRIVACIDADE LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Patrícia Schmitt Freitas e Schmitt Advogados o direito que cada um tem sobre seu nome, sua imagem, sua intimidade, sua honra e sua reputação, sua própria biografia, e

Leia mais

A PIRATARIA DE SOFTWARE NO BRASIL E SEU COMBATE

A PIRATARIA DE SOFTWARE NO BRASIL E SEU COMBATE A PIRATARIA DE SOFTWARE NO BRASIL E SEU COMBATE LEONARDO AUGUSTO SILVA REIS 1 Resumo: Este artigo tem o objetivo de demonstrar que a pirataria de software é um mal atual e crescente em nossa sociedade.

Leia mais

Faculdade INED 26/08/2008. Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Projeto Integrador III. Banco de Dados e Sistemas para Internet.

Faculdade INED 26/08/2008. Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Projeto Integrador III. Banco de Dados e Sistemas para Internet. Faculdade INED Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Projeto Integrador III Legislação Propriedade Intelectual do Software Banco de Dados e Sistemas para Internet Agosto-2008 1 2 Referências Agenda PRESIDÊNCIA

Leia mais

Direitos autorais. Alessandro Woserow Pedro Balistiero Fattore Guilherme Yagui Otavio Humberto Guerra e Sahm

Direitos autorais. Alessandro Woserow Pedro Balistiero Fattore Guilherme Yagui Otavio Humberto Guerra e Sahm Direitos autorais Alessandro Woserow Pedro Balistiero Fattore Guilherme Yagui Otavio Humberto Guerra e Sahm Direitos autorais O que é? O direito autoral é o reconhecimento naturalmente concedido a uma

Leia mais

Pirataria de Software

Pirataria de Software Pirataria de Software Rodrigo Dewes 1 1 Acadêmico do Curso de Ciência da Computação Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) rdewes@gmail.com Resumo. A pirataria é um problema grave e antigo que a tempos

Leia mais

Lojas Virtuais Venda de Produtos Falsificados e Uso de Marcas de Terceiros: Repercussões penais Reflexos Criminais da Pirataria Eletrônica

Lojas Virtuais Venda de Produtos Falsificados e Uso de Marcas de Terceiros: Repercussões penais Reflexos Criminais da Pirataria Eletrônica Lojas Virtuais Venda de Produtos Falsificados e Uso de Marcas de Terceiros: Repercussões penais Reflexos Criminais da Pirataria Eletrônica Eduardo Reale Ferrari eduardo@realeadvogados.com.br Tel : (11)

Leia mais

PROTECÇÃO DAS MARCAS, PARA DEFESA DAS EMPRESAS ÍNDICE. Introdução. Terminologia e informações úteis

PROTECÇÃO DAS MARCAS, PARA DEFESA DAS EMPRESAS ÍNDICE. Introdução. Terminologia e informações úteis ÍNDICE Introdução Terminologia e informações úteis Recomendações para ajudar a prevenir a prática de actos ilegais Contactos úteis Diplomas legais mais relevantes 1/7 Introdução A protecção da propriedade

Leia mais

III Congresso Internacional de Direito Autoral Obras Musicais e Internet

III Congresso Internacional de Direito Autoral Obras Musicais e Internet III Congresso Internacional de Direito Autoral Obras Musicais e Internet Questões Atuais de Direito Autoral Cópia Privada Compartilhamento de Arquivos - Peer-to-Peer Panorama Atual Digital Music Report

Leia mais

Proteger a informação de uma ameaça inclui evitar o seu corrompimento, o seu acesso às pessoas não autorizadas e seu furto ou deleção indevida.

Proteger a informação de uma ameaça inclui evitar o seu corrompimento, o seu acesso às pessoas não autorizadas e seu furto ou deleção indevida. Segurança da Informação é a proteção das informações contra os vários tipos de ameaças as quais estão expostas, para garantir a continuidade do negócio, minimizar o risco ao negócio, maximizar o retorno

Leia mais

Patentes absurdas. Escada "spider" para a banheira. (Doughney Edward Thomas Patrick 1994 Nº Patente GB 2272154)

Patentes absurdas. Escada spider para a banheira. (Doughney Edward Thomas Patrick 1994 Nº Patente GB 2272154) Patentes absurdas Escada "spider" para a banheira. (Doughney Edward Thomas Patrick 1994 Nº Patente GB 2272154) Leia mais em: As patentes mais absurdas da história http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=21894

Leia mais

Utilização das redes sociais e suas repercussões

Utilização das redes sociais e suas repercussões Utilização das redes sociais e suas repercussões O papel da escola : @ Orientação aos professores, alunos e pais @ Acompanhamento de situações que repercutem na escola @ Atendimento e orientação a pais

Leia mais

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado

Segurança de Dados. Relatório de Segurança de Dados, Inteligência de Mercado Segurança de Dados Segurança de dados e sigilo de informações ainda é um tema longe de ser solucionado no Brasil e no Mundo. A cada novo dispositivo lançado, cada nova transação bancária ou a cada novo

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI Abril / 2011 Propriedade Intelectual É o conjunto de direitos que incidem sobre

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO POR MEIO ELETRÔNICO DE CADASTRO DE CURRÍCULO E VAGAS (USUÁRIO GRATUITO)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO POR MEIO ELETRÔNICO DE CADASTRO DE CURRÍCULO E VAGAS (USUÁRIO GRATUITO) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO POR MEIO ELETRÔNICO DE CADASTRO DE CURRÍCULO E VAGAS (USUÁRIO GRATUITO) Este Contrato disciplina os termos e condições mediante as quais o Liceu Braz Cubas com sede em

Leia mais

Proteção do Conhecimento da Embrapa Milho e Sorgo por meio da Propriedade Intelectual

Proteção do Conhecimento da Embrapa Milho e Sorgo por meio da Propriedade Intelectual O que é a Propriedade Intelectual A Propriedade Intelectual é o mecanismo que visa proteger a propriedade sobre o conhecimento, fruto da inteligência e do talento humano. Divide-se tradicionalmente em

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 3.966, DE 2004 Modifica a Lei nº 9.609, de 1998, que dispõe sobre a proteção da propriedade intelectual de programa de computador. Autor:

Leia mais

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4.1 Legislação aplicável a crimes cibernéticos Classifica-se como Crime Cibernético: Crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação), furtos, extorsão,

Leia mais

Implantação das Políticas de Segurança da Informação na Unimed Barbacena

Implantação das Políticas de Segurança da Informação na Unimed Barbacena Implantação das Políticas de Segurança da Informação na Unimed Barbacena Motivações 42% das organizações afirmam que a segurança está entre seus principais problemas. Isso não é uma surpresa se considerarmos

Leia mais

TERMO DE RESPONSABILIDADE

TERMO DE RESPONSABILIDADE TERMO DE RESPONSABILIDADE Pelo presente instrumento particular, declaro assumir a total responsabilidade pela utilização do CARTÃO FUNCIONAL e SENHA ELETRÔNICA, doravante chamados de IDENTIDADE DIGITAL

Leia mais

FACULDADE PROCESSUS Recredenciamento da Faculdade Processus - PORTARIA Nº- 1.394, DE 23/11/2012, D.O.U nº 227 de 26/11/2012, Seção 1 P. 17.

FACULDADE PROCESSUS Recredenciamento da Faculdade Processus - PORTARIA Nº- 1.394, DE 23/11/2012, D.O.U nº 227 de 26/11/2012, Seção 1 P. 17. REGULAMENTO INTERNO DO USO E ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS E DA REDE DA FACULDADE PROCESSUS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este ato tem como objetivo definir o uso e administração

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO FAPRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PROJEÇÃO FAPRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PROJEÇÃO FAPRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ALLAN ARDISSON COSSET DIEGO ALVES DE PAIVA ERICK SOUSA DAMASCENO HUGO NASCIMENTO SERRA RICARDO FRANÇA RODRIGUES Legislação Aplicada à Computação Crimes de

Leia mais

campanha nacional de combate ao tráfico de animais selvagens

campanha nacional de combate ao tráfico de animais selvagens campanha nacional de combate ao tráfico de animais selvagens CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA VETERINÁRIA SISTEMA CFMV/CRMVs Campanha Nacional de Combate ao Tráfico de Animais *O tráfico de animais é a terceira

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Walter Feldman) Dispõe sobre a proteção dos direitos de propriedade intelectual e dos direitos autorais na Internet. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei dispõe

Leia mais

Computadores e Sociedade II. Direito Autoral e Propriedade Intelectual

Computadores e Sociedade II. Direito Autoral e Propriedade Intelectual Computadores e Sociedade II Direito Autoral e Propriedade Intelectual Guilherme T. Yagui 6426698 Mateus Brandão de Pontes 6427208 Rodrigo Hideki Koga 6427254 Vinícius Marques Stocco 6427233 Tópicos Motivação

Leia mais

A PROPRIEDADE INTELECTUAL COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E TECNOLÓGICO

A PROPRIEDADE INTELECTUAL COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E TECNOLÓGICO A PROPRIEDADE INTELECTUAL COMO INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E TECNOLÓGICO USO DA INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA CONTIDA NOS DOCUMENTOS DE PATENTES Florianópolis 12 de maio de 2009 Propriedade

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI

PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI PROPRIEDADE INTELECTUAL O Que é? Para Que Serve? Eduardo Winter Coordenador de Programas de Pós- Graduação e Pesquisa INPI Maio / 2011 Propriedade Intelectual É o conjunto de direitos que incidem sobre

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. GIOVANI CHERINI) Acrescenta o Capítulo IV-A ao Título II Dos Direitos Fundamentais, da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que Dispõe sobre o Estatuto da Criança e

Leia mais

A PROTEÇÃO DOS PROGRAMAS DE COMPUTADOR

A PROTEÇÃO DOS PROGRAMAS DE COMPUTADOR A PROTEÇÃO DOS PROGRAMAS DE COMPUTADOR Divisão de Registro de Programa de Computador Victor Pimenta M. Mendes Fortaleza - CE Setembro- 2010 Propriedade Intelectual Propriedade Intelectual Propriedade Industrial

Leia mais

Curso de Consultoria Doméstica em Informática

Curso de Consultoria Doméstica em Informática ATIVIDADES ILÍCITAS Se por um lado o computador pode ser uma bela fonte de renda, ele também oferece caminhos ilegais que, apesar de lucrativos, são perigosos e podem gerar muitas dores de cabeça. Tome

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941

DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 Código de Processo Penal. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da atribuição que lhe confere o art. 180 da Constituição, decreta a seguinte Lei: LIVRO II DOS

Leia mais

ARTEC FACULDADE DE IMPERATRIZ

ARTEC FACULDADE DE IMPERATRIZ POLÍTICA DE USO DE EQUIPAMENTO DE INFORMATICA Objetivo: Definir responsabilidades e orientar a conduta dos técnicos administrativos, alunos e professores da FACIMP na utilização dos recursos computacionais,

Leia mais

O gênio que "humanizou" a tecnologia

O gênio que humanizou a tecnologia O gênio que "humanizou" a tecnologia Nas últimas três décadas, o computador pessoal permitiu acesso a serviços em rede que mudaram os hábitos de pessoas em todo o mundo. Mais recentemente, dispositivos

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PROJETO DE LEI Nº 030/2013 Estabelece a modernização do Disque Denúncia por meio de novas tecnologias e mantendo o anonimato. A Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo D E C R E T A Art. lº

Leia mais

P: Quem é o falsificador neste caso? R: Não podemos divulgar esta informação no momento, pois a investigação ainda está em curso.

P: Quem é o falsificador neste caso? R: Não podemos divulgar esta informação no momento, pois a investigação ainda está em curso. 1 Grupo de revendas de suprimentos Xerox P&R sobre cartuchos de toner falsificados 12 de abril de 2004 I. Detalhes do caso II. Dúvidas do cliente III. Tendências do setor IV. Combate à falsificação Detalhes

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Direito

Universidade de São Paulo Faculdade de Direito Universidade de São Paulo Faculdade de Direito Política de Segurança de Informação Classificação: Normas internas - Manual de Procedimentos Rev. 2.0 Data: 06/08/2014 Índice 1. Introdução... 3 2. Correio

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação e Utilização de Recursos da Rede

Políticas de Segurança da Informação e Utilização de Recursos da Rede Políticas de Segurança da Informação e Utilização de Recursos da Rede Índice 1 Introdução... 3 2 Política de cadastro e senhas... 5 3 Política de Utilização da Internet... 7 4 Política de Utilização de

Leia mais

Leonardo de Medeiros Garcia. Coordenador da Coleção

Leonardo de Medeiros Garcia. Coordenador da Coleção Leonardo de Medeiros Garcia Coordenador da Coleção Marcelo André de Azevedo Promotor de Justiça no Estado de Goiás. Assessor Jurídico do Procurador-Geral de Justiça e Coordenador da Procuradoria de Justiça

Leia mais

1. NÍVEL CONVENCIONAL DE MÁQUINA

1. NÍVEL CONVENCIONAL DE MÁQUINA 1. NÍVEL CONVENCIONAL DE MÁQUINA Relembrando a nossa matéria de Arquitetura de Computadores, a arquitetura de Computadores se divide em vários níveis como já estudamos anteriormente. Ou seja: o Nível 0

Leia mais

Tipos de Computadores. Sediane Carmem Lunardi Hernandes

Tipos de Computadores. Sediane Carmem Lunardi Hernandes Tipos de Computadores Sediane Carmem Lunardi Hernandes 1 Introdução Objetivo Apresentar a Lei de Moore e mostrar os vários tipos de computadores 2 a) Lei de Moore Processadores (maioria) são um conjunto

Leia mais

Assuntos Acadêmicos. Edson H. Watanabe Diretor para Assuntos Acadêmicos

Assuntos Acadêmicos. Edson H. Watanabe Diretor para Assuntos Acadêmicos Assuntos Acadêmicos Edson H. Watanabe Diretor para Assuntos Acadêmicos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Jurkiewicz 12 13 AVALIAÇÃO CAPES A pós-graduação brasileira é avaliada a cada 3 anos com conceitos que vão

Leia mais

MARKETING POLÍTICO DIGITAL. Como utilizar o SMS e o Email Marketing em Campanhas Políticas para engajar eleitores em uma Proposta de Governo

MARKETING POLÍTICO DIGITAL. Como utilizar o SMS e o Email Marketing em Campanhas Políticas para engajar eleitores em uma Proposta de Governo MARKETING POLÍTICO DIGITAL Como utilizar o SMS e o Email Marketing em Campanhas Políticas para engajar eleitores em uma Proposta de Governo Potencial do SMS e do Email Marketing - Potencialize a sua presença

Leia mais

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com Bens jurídicos peculiares à informática Crimes digitais e suas modalidades Relações

Leia mais

Módulo II - Aula 3 Comunicação

Módulo II - Aula 3 Comunicação Módulo II - Aula 3 Comunicação O surgimento da comunicação entre as pessoas por meio de computadores só foi possível após o surgimento das Redes de Computadores. Na aula anterior você aprendeu sobre a

Leia mais

A Segurança da informação está relacionada a diferentes aspectos que são referentes à integridade, confiabilidade e disponibilidade das informações.

A Segurança da informação está relacionada a diferentes aspectos que são referentes à integridade, confiabilidade e disponibilidade das informações. Módulo 5 Segurança da Informação 2.1 Segurança da Informação A Segurança da informação está relacionada a diferentes aspectos que são referentes à integridade, confiabilidade e disponibilidade das informações.

Leia mais

Lei 9609, Lei 9610, Lei 12.737 e Marco Cívil da Internet

Lei 9609, Lei 9610, Lei 12.737 e Marco Cívil da Internet Faculdade de Tecnologia Lei 9609, Lei 9610, Lei 12.737 e Marco Cívil da Internet Alunos: Anderson Mota, André Luiz da Silva, Misael Bezerra, Rodrigo Damasceno Kaji. GTI 5 Noturno Noções de Direito Prof.

Leia mais

Conheça os crimes virtuais mais comuns em redes sociais e proteja-se

Conheça os crimes virtuais mais comuns em redes sociais e proteja-se MENU MENU 13/08/2013 07h45 - Atualizado em 21/11/2013 09h48 Conheça os crimes virtuais mais comuns em redes sociais e proteja-se Com 94,2 milhões de pessoas utilizando a internet no Brasil e 45% delas

Leia mais

Introdução ao Groupware e ao CSCW

Introdução ao Groupware e ao CSCW MAC0434 e MAC5798 Desenvolvimento de Sistemas Colaborativos Introdução ao Groupware e ao CSCW Marco A. Gerosa gerosa@ime.usp.br Marco A. Gerosa 1 IME / USP O que é colaboração? Classifique as seguintes

Leia mais

PCKeeper. Inteligência humana

PCKeeper. Inteligência humana PCKeeper Inteligência humana O é um aplicativo completo que une de forma inovadora a precisão do software e a compaixão do ser humano. Os especialistas certificados pela Microsoft do PCKeeper avaliam pessoalmente

Leia mais

Trilha 2 Propriedade intelectual na rede

Trilha 2 Propriedade intelectual na rede TEMA: Mudança de paradigma: do bem físico para o intangível POSICIONAMENTOS Governo - O conceito de propriedade está relacionado ao seu contexto. Passamos da noção de centralidade do bem físico na economia

Leia mais

ENTENDA O DIREITO AUTORAL

ENTENDA O DIREITO AUTORAL ENTENDA O DIREITO AUTORAL @Positivo Informática S.A. ENTENDA O DIREITO AUTORAL Au t o r i a : D r ª F l á v i a L u b i e s k a N. K i s c h e l e ws k i C o o r d e n a ç ã o : R a d am é s M a n o s

Leia mais

SEGURANÇA NA INTERNET DICAS E SUGESTÕES PARA NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET

SEGURANÇA NA INTERNET DICAS E SUGESTÕES PARA NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET SEGURANÇA NA INTERNET DICAS E SUGESTÕES PARA NAVEGAR EM SEGURANÇA NA INTERNET PROTEGER O COMPUTADOR: Actualizar o sistema operativo; Ter um programa Anti-Virus actualizado; Ter software Anti-Spyware instalado;

Leia mais

INTRODUÇÃO A REDES DE COMPUTADORES (DEFINIÇÕES) Prof. Msc. Hélio Esperidião

INTRODUÇÃO A REDES DE COMPUTADORES (DEFINIÇÕES) Prof. Msc. Hélio Esperidião INTRODUÇÃO A REDES DE COMPUTADORES (DEFINIÇÕES) Prof. Msc. Hélio Esperidião O QUE É? Uma Rede de Computadores é formada por um conjunto de equipamentos(módulos processadores - MPs) capazes de trocar informações

Leia mais

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão!

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão! Website para dispositivos Móveis O futuro na palma de sua mão! Sites Mobile A Internet está sendo cada vez mais acessada através de telefones móveis e, como resultado, sites estão recebendo uma boa quantidade

Leia mais

O consumidor. e o direito. do autor. O que você pode e o que não pode reproduzir

O consumidor. e o direito. do autor. O que você pode e o que não pode reproduzir O consumidor e o direito do autor O que você pode e o que não pode reproduzir a lei de direitos autorais permite diversos tipos de cópias. Mas as restrições são muito exageradas. Direito autoral não quer

Leia mais

SOPA: Proteção à Propriedade Intelectual ou Mero Interesse Econômico

SOPA: Proteção à Propriedade Intelectual ou Mero Interesse Econômico SOPA: Proteção à Propriedade Intelectual ou Mero Interesse Econômico Alice Marques Wilmer Danilo Mitre Perdigão Fabiano Emiliano A. Martins dos Santos Lígia Gomes Souto de Souza Thomaz Afonso de Andrade

Leia mais

Web. Professor André Martins

Web. Professor André Martins Web Professor André Martins Internet é agora A internet é a promessa de sermos todos um. Aldeia Global*, não com a Tv, mas com a internet. Teoria do caos (Edward Lorenz)- o bater de asas de uma simples

Leia mais

O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO

O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, São Paulo 25 de outubro de 2010 O COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E AS RELAÇÕES COMERCIAIS BRASIL-JAPÃO Dr. Ivan Ramalho, Secretário-Executivo Ministério

Leia mais

Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010

Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010 Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010 Encontro da Qualidade e Produtividade em Software - EQPS Manaus, novembro/2007 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da

Leia mais

Resumo dos resultados de pesquisa de mídia social

Resumo dos resultados de pesquisa de mídia social Resumo dos resultados de pesquisa de mídia social Introdução: Com a Web 2.0 e suas ferramentas interativas (blog, fórum, sites interativos, redes sociais, etc.) as pessoas criam conteúdo e informação de

Leia mais

Desafios para a Indústria Eletroeletrônica

Desafios para a Indústria Eletroeletrônica Desafios para a Indústria Eletroeletrônica 95 O texto aponta as características das áreas da indústria eletroeletrônica no país e os desafios que este setor tem enfrentado ao longo das últimas décadas.

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. Nome Fantasia:

Leia mais

1. Patente de Invenção (PI) Produtos ou processos que atendam aos requisitos de atividade inventiva, novidade e aplicação industrial.

1. Patente de Invenção (PI) Produtos ou processos que atendam aos requisitos de atividade inventiva, novidade e aplicação industrial. 1 O que é patente? Patente é um título de propriedade temporária sobre uma invenção ou modelo de utilidade, outorgado pelo Estado aos inventores ou autores ou outras pessoas físicas ou jurídicas detentoras

Leia mais

QUESTÕES ÉTICAS E SOCIAIS NA EMPRESA DIGITAL

QUESTÕES ÉTICAS E SOCIAIS NA EMPRESA DIGITAL QUESTÕES ÉTICAS E SOCIAIS NA EMPRESA DIGITAL 1 OBJETIVOS 1. Quais são as questões éticas, sociais e políticas relacionadas com os sistemas de informação? 2. Existem princípios específicos de conduta que

Leia mais

LICENCIAMENTO SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

LICENCIAMENTO SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE LICENCIAMENTO SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE O que é licenciamento? O processo legal pelo qual o dono de uma marca, imagem ou qualquer outra propriedade intelectual autoriza ou cede o direito de seu uso em um

Leia mais

São programas de computador com a função de interagir a maquina com o usuário. Licenciados Livres - Gratuitos ou uso limitados 18/10/2010 1

São programas de computador com a função de interagir a maquina com o usuário. Licenciados Livres - Gratuitos ou uso limitados 18/10/2010 1 Softwares São programas de computador com a função de interagir a maquina com o usuário Tipos : Licenciados Livres - Gratuitos ou uso limitados 18/10/2010 1 Licenciados São software autorizados, cedidos

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

SUMÁRIO. O que é Software? Tipos de Software Desenvolvimento de Software Linguagem de Programação. Adquirindo Software Ética e Software Aplicativo

SUMÁRIO. O que é Software? Tipos de Software Desenvolvimento de Software Linguagem de Programação. Adquirindo Software Ética e Software Aplicativo SOFTWARE Wagner de Oliveira SUMÁRIO O que é Software? Tipos de Software Desenvolvimento de Software Linguagem de Programação Tendências em Software Adquirindo Software Ética e Software Aplicativo O QUE

Leia mais

Ética e Segurança Digital RODRIGO JORGE CONSELHO TÉCNICO

Ética e Segurança Digital RODRIGO JORGE CONSELHO TÉCNICO 1 Ética e Segurança Digital RODRIGO JORGE CONSELHO TÉCNICO 2 O que é o Movimento? O Movimento é uma ação de Responsabilidade Social Digital que tem a missão de educar, capacitar e conscientizar os alunos,

Leia mais

Apresentação. Como usar a Biblioteca

Apresentação. Como usar a Biblioteca Apresentação A Biblioteca FAAP, constituída pela Biblioteca Central e Salas de Leitura localizadas nas unidades de Ribeirão Preto, São José dos Campos e Centro de Excelência, tem por finalidade fornecer

Leia mais

PIRATARIA DE SOFTWARE E SUAS RESPONSABILIDADES: OS DANOS CAUSADOS E AS SOLUÇÕES PONTUAIS ADOTADAS

PIRATARIA DE SOFTWARE E SUAS RESPONSABILIDADES: OS DANOS CAUSADOS E AS SOLUÇÕES PONTUAIS ADOTADAS PIRATARIA DE SOFTWARE E SUAS RESPONSABILIDADES: OS DANOS CAUSADOS E AS SOLUÇÕES PONTUAIS ADOTADAS 2 I. INTRODUÇÃO I. a) BREVE HISTÓRICO Para relatar, ainda que de modo sucinto, a trajetória do programa

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

CURSO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST PROPOSTA DE REDAÇÃO II MÊS: MAIO/2015

CURSO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST PROPOSTA DE REDAÇÃO II MÊS: MAIO/2015 CURSO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST PROPOSTA DE REDAÇÃO II MÊS: MAIO/2015 Proposta 01 A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Em parceria com: Segurança da Informação Sua organização se preocupa em proteger as informações? Informação X Segurança DO QUE proteger as informações? ENTENDENDO A AMEAÇA Existem mais de 26.000 produtos

Leia mais

Sistemas Colaborativos Simulado

Sistemas Colaborativos Simulado Verdadeiro ou Falso Sistemas Colaborativos Simulado 1. Todos os tipos de organizações estão se unindo a empresas de tecnologia na implementação de uma ampla classe de usos de redes intranet. Algumas das

Leia mais

Evento FEBRABAN 10.11.10 EDUCAÇÃO PARA O USO SEGURO DOS AMBIENTES VIRTUAIS. Juliana Abrusio

Evento FEBRABAN 10.11.10 EDUCAÇÃO PARA O USO SEGURO DOS AMBIENTES VIRTUAIS. Juliana Abrusio Evento FEBRABAN 10.11.10 EDUCAÇÃO PARA O USO SEGURO DOS AMBIENTES VIRTUAIS Juliana Abrusio Pontos de destaque 2 1. CONTROLE: Equilíbrio no respeito à privacidade dos filhos e seu controle na Internet.

Leia mais

Prof. Paulo Medeiros

Prof. Paulo Medeiros Prof. Paulo Medeiros Em 2010 entrou em vigor no Brasil a lei dos Resíduos Sólidos. Seu objetivo principal é diminuir a destinação incorreta de resíduos ao meio ambiente. Ela define que todas as indústrias,

Leia mais

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO A Host Empresa é dedicada a fornecer um serviço de qualidade máxima. Os termos e condições que seguem são necessários para assegurar que nós possamos continuar fornecendo o melhor

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA

REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA REGULAMENTO PRÊMIO FOLHABV DE CRIAÇÃO PUBLICITÁRIA A EDITORA BOA VISTA LTDA, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Rua Lobo D almada, 43, na cidade Boa Vista, Estado de Roraima, inscrita no CNPJ

Leia mais

O Dinamismo da Economia e seus Paradoxos na Proteção do Consumidor

O Dinamismo da Economia e seus Paradoxos na Proteção do Consumidor 10 Série Aperfeiçoamento de Magistrados 3 O Dinamismo da Economia e seus Paradoxos na Proteção do Consumidor Adriana Costa dos Santos Juíza de Direito da 21ª Vara Cível - Capital O tema em tela é de suma

Leia mais

Amway - Política de privacidade

Amway - Política de privacidade Amway - Política de privacidade Esta Política de Privacidade descreve como a Amway Brasil e determinadas filiadas, inclusive a Amway América Latina (conjuntamente Amway ) utilizam dados pessoais coletados

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU Segurança e Desafios Éticos de e-business Profª. Eneida Rios Crimes

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

Oficina de Inclusão Tecnológica

Oficina de Inclusão Tecnológica 1 Oficina de Inclusão Tecnológica Ementa: O curso LinkedIn apresenta, de forma geral, como desenvolver seu networking através desta rede social. Demonstra como fazer parte dela (inscrição), montagem do

Leia mais

INFORMATIVO JURÍDICO

INFORMATIVO JURÍDICO 1 ROSENTHAL E SARFATIS METTA ADVOGADOS INFORMATIVO JURÍDICO NÚMERO 61, ANO VI JANEIRO DE 2014 I DEFINIÇÃO SOBRE A ALÍQUOTA REDUZIDA DO ICMS SOBRE BENS DE CAPITAL EM SÃO PAULO Após muitos anos, o Fisco

Leia mais