SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade proceder as alterações do edital do Pregão PE.DAQ.G , conforme abaixo:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUPLEMENTO Nº 02. O presente Suplemento tem por finalidade proceder as alterações do edital do Pregão PE.DAQ.G.00031.2011, conforme abaixo:"

Transcrição

1 PE.DAQ.G /7 SUPLEMENTO Nº 02 O presente Suplemento tem por finalidade proceder as alterações do edital do Pregão PE.DAQ.G , conforme abaixo: 1) Na Seção III, subitem 3.3 Documentação relativa à Qualificação Técnica do Lote 1, proceder as seguintes alterações: I. Substituir a alínea a.6 por: a.6) execução de serviços de desenvolvimento de sistemas em ambiente IBM de grande porte (mainframe) com ambiente operacional Z/OS, com volume igual ou superior a (cinco mil) pontos de função ou o equivalente em horas, na linguagem COBOL; II. Incluir a alínea a.7: a.7) execução de serviços de desenvolvimento de sistemas e/ou processos de integração acessando a plataforma DATACOM em ambiente IBM grande porte; III. Substituir toda alínea b por: b) Declaração seguindo o modelo ANEXO II Declaração de atendimento a requisitos de qualificação técnica do LOTE 1 constando que a licitante executou serviços de desenvolvimento, manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e perfectiva de sistemas, documentação de sistemas e sustentação de sistemas, na modalidade de fábrica de software, em pelo menos um projeto executado conforme as melhores práticas do mercado em nível similar ou superior ao estabelecido nos padrões CMMI nível 3 ou MPS.BR nível C e PMBOK. b.1) no caso de consórcio, todas as empresas integrantes deverão apresentar a referida declaração; b.2) Conforme a declaração, para fins de verificação de atendimento a este requisito, FURNAS poderá solicitar a licitante documentação que descrevam seus processos de desenvolvimento ou manutenção. 2) Na Seção III Habilitação, criar o Anexo II Declaração de Atendimento a Requisitos de Qualificação Técnica do Lote 1:

2 PE.DAQ.G /7 ANEXO II Declaração de Atendimento a Requisitos de Qualificação Técnica do Lote 1 MODELO DE DECLARAÇÃO PARA AS EXIGÊNCIAS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA (PAPEL TIMBRADO DO LICITANTE) PREGÃO ELETRÔNICO PE.DAQ.G Lote 1 Data: Horário: (horário de Brasília) (Identificação completa do representante da licitante), como representante devidamente constituído da (Identificação completa da licitante) doravante denominado (Licitante), para fins do disposto no subitem 3.3, da Seção III Habilitação do Edital do Pregão Eletrônico PE.DAQ.G , Lote 1, declara que: 1 A Licitante executou de serviços de desenvolvimento, manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e perfectiva de sistemas, documentação de sistemas e sustentação de sistemas, na modalidade de "fábrica de software", em pelo menos um projeto executado conforme as melhores práticas do mercado em nível similar ou superior ao estabelecido nos padrões CMMI nível 3 ou MPS.BR nível C e PMBOK. 2 Antes da data de assinatura do Termo Contratual, FURNAS poderá solicitar evidências e documentações que comprovem a execução de serviços de desenvolvimento, manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e perfectiva de sistemas, documentação de sistemas e sustentação de sistemas, na modalidade de "fábrica de software", em pelo menos um projeto executado conforme as melhores práticas do mercado em nível similar ou superior ao estabelecido nos padrões CMMI nível 3 ou MPS.BR nível C e PMBOK. O processo padrão da organização, sua descrição, seus procedimentos e seus critérios de adaptação podem ser apresentados para todos os processos descritos na tabela abaixo, assim como documentos comprobatórios da sua adaptação para um projeto desempenhado pela organização Como exemplos de documentações que poderão ser solicitadas: Processos utilizados na prestação dos serviços Gerenciamento do escopo Gerenciamento do Tempo Gerenciamento dos Custos Documentos comprobatórios (relatórios, registros de reunião, impressão das telas dos aplicativos e sistemas) Escopo. - Planejamento do escopo; - Detalhamento do escopo; - Verificação do escopo; - Controle de mudanças do escopo. Tempo. - Definição e Sequenciamento da atividade; - Estimativa de recursos e duração da atividade; - Desenvolvimento de cronograma; - Controle do cronograma. s

3 PE.DAQ.G /7 Gerenciamento de Riscos Gerenciamento de Configuração Verificação Projeto e Construção do Produto Integração do Produto Desenvolvimento de Requisitos Medição Garantia da Qualidade Custos. - Estimativas dos custos; - Planejamento dos custos; - Controle dos custos. Riscos. - Planejamento do gerenciamento dos riscos; - Identificação dos riscos; - Análise qualitativa dos riscos; - Planejamento de resposta aos riscos; - Monitoramento e controle dos riscos. Configuração. - Planejamento do Gerenciamento de Configuração; - Estabelecimento de baselines; - Auditorias de Configuração. 1) Descrição do processo de Verificação - Planejamento das verificações; - Execução das atividades de verificações; - Registro do resultado das atividades de verificações; - Comunicação do resultado. 1) Descrição do processo de Integração do Produto - Projeto de solução; - Construção da solução com base no projeto; - Documentar e manter projeto da solução. 1) Descrição do processo de Integração do Produto - Definição de Estratégia de integração; - Execução de integração; - Verificação e avaliação da integração; - Desenvolvimento de estratégia de teste de regressão. 1) Descrição do processo de Desenvolvimento de Requisitos - Identificação de requisitos; - Análise de requisitos; - Validação de requisitos. 1) Descrição do processo de Medição - Planejamento e definição de plano de medição; - Armazenamento dos dados e resultado de análises; - Comunicação dos dados e resultado das análises. 1) Descrição do processo de Garantia da Qualidade - Avaliações de conformidade;

4 PE.DAQ.G /7 Gerência de Requisitos - Registro e comunicação de nãoconformidades; - Estabelecimento e acompanhamento de ações corretivas. 1) Descrição do processo de Gerência de Requisitos - Rastreabilidade bidirecional entre requisitos e produto; - Controle de mudanças nos requisitos; - Verificação do impacto de requisitos no planejamento; - Entendimento e avaliação de requisitos. (Local e Data) (representante legal do licitante, no âmbito da licitação, com identificação completa) 3) Na Seção III, subitem 3.3 Documentação relativa à Qualificação Técnica do Lote 2, proceder as seguintes alterações: III. Substituir toda alínea b por: b) Declaração seguindo o modelo ANEXO III Declaração de atendimento a requisitos de qualificação técnica do LOTE 2 constando que a licitante executou serviços de verificação, inspeção e teste conforme as melhores práticas do mercado. b.1) no caso de consórcio, todas as empresas integrantes deverão apresentar a referida declaração; b.2) Conforme a declaração, para fins de verificação de atendimento a este requisito, FURNAS poderá solicitar a licitante documentação que descrevam seus processos de desenvolvimento ou manutenção. 4) Na Seção III Habilitação, criar o Anexo III Declaração de Atendimento a Requisitos de Qualificação Técnica do Lote 2:

5 PE.DAQ.G /7 ANEXO III Declaração de atendimento a requisitos de qualificação técnica do LOTE 2 MODELO DE DECLARAÇÃO PARA AS EXIGÊNCIAS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA (PAPEL TIMBRADO DO LICITANTE) PREGÃO ELETRÔNICO PE.DAQ.G Lote 2 Data: Horário: (horário de Brasília) (Identificação completa do representante da licitante), como representante devidamente constituído da (Identificação completa da licitante) doravante denominado (Licitante), para fins do disposto no subitem 3.3, da Seção III Habilitação do Edital do Pregão Eletrônico PE.DAQ.G , Lote 2, declara que: 1 A Licitante executou de serviços verificação, inspeção e teste conforme as melhores práticas do mercado em nível similar ou superior ao estabelecido nos padrões CMMI nível 3 ou MPS.BR nível C e PMBOK. 2 Antes da data de assinatura do contrato, FURNAS poderá solicitar evidências e documentações que comprovem a execução de serviços de verificação, inspeção e teste conforme as melhores práticas do mercado. O processo padrão da organização, sua descrição, seus procedimentos e seus critérios de adaptação podem ser apresentados para todos os processos descritos na tabela abaixo, assim como documentos comprobatórios da sua adaptação para um projeto desempenhado pela organização Como exemplos de documentações que poderão ser solicitadas: Processos utilizados na prestação dos serviços Gerenciamento do Escopo Gerenciamento do Tempo Gerenciamento dos Custos Gerenciamento de Riscos Documentos comprobatórios (relatórios, registros de reunião, impressão das telas dos aplicativos e sistemas) Escopo. - Planejamento do escopo. - Detalhamento do escopo. - Verificação do escopo. - Controle de mudanças do escopo. Tempo. - Definição e Sequenciamento da atividade. - Estimativa de recursos e duração da atividade. - Desenvolvimento de cronograma. - Controle do cronograma. s Custos. - Estimativas dos custos. - Planejamento dos custos. - Controle dos custos. Riscos.

6 PE.DAQ.G /7 Gerenciamento de Configuração Verificação Medição Garantia da Qualidade - Planejamento do gerenciamento dos riscos. - Identificação dos riscos. - Análise qualitativa dos riscos. - Planejamento de resposta aos riscos. - Monitoramento e controle dos riscos. Configuração. - Planejamento do Gerenciamento de Configuração. - Estabelecimento de baselines. - Auditorias de Configuração 1) Descrição do processo de Verificação - Planejamento das verificações; - Execução das atividades de verificações; - Registro do resultado das atividades de verificações; - Planejamento de Testes; - Elaboração de Casos de Teste e Roteiros de Teste; - Resultados de Teste; - Comunicação do resultado; 1) Descrição do processo de Medição - Planejamento e definição de plano de medição; - Armazenamento dos dados e resultado de análises; - Comunicação dos dados e resultado das análises; 1) Descrição do processo de Garantia da Qualidade - Avaliações de conformidade; - Registro e comunicação de não-conformidades; - Estabelecimento e acompanhamento de ações corretivas; (Local e Data) (representante legal do licitante, no âmbito da licitação, com identificação completa)

7 PE.DAQ.G /7 5) Na Seção V, Anexo I Termo de Referência, subitem 23.12, substituir a redação para: Analista de Sistemas Mainframe Tem a responsabilidade de realizar a análise, documentação e engenharia reversa de requisitos em sistemas na plataforma Mainframe IBM, desenvolvidos nas linguagens COBOL/CICS, COBOL batch, IDEAL e EASYTRIEVE, utilizando banco de dados DATACOM, arquivos seqüenciais e arquivos VSAM Qualificações mínimas exigidas: Nível Superior Experiência mínima de 12 (doze) meses em análise de sistemas e programação em projetos em ambiente IBM de grande porte e execução de serviços de desenvolvimento de sistemas em ambiente IBM de grande porte (mainframe) com ambiente operacional Z/OS utilizando as linguagens COBOL/CICS, COBOL batch, IDEAL e EASYTRIEVE, utilizando banco de dados DATACOM, arquivos seqüenciais e arquivos VSAM. Todas as demais condições constantes no EDITAL, que não venham a conflitar com o presente Suplemento, permanecem íntegras e inalteradas.

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica 491 ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica Nº Processo 0801428311 Licitação Nº EDITAL DA CONCORRÊNCIA DEMAP Nº 09/2008 [Razão ou denominação social do licitante] [CNPJ] A. Fatores de Pontuação Técnica:

Leia mais

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica 449 ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica A. Fatores de Pontuação Técnica: Critérios Pontos Peso Pontos Ponderados (A) (B) (C) = (A)x(B) 1. Qualidade 115 1 115 2. Compatibilidade 227 681.

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA/PLANILHA DE AVALIAÇÃO (com Alteração 01)

PROPOSTA TÉCNICA/PLANILHA DE AVALIAÇÃO (com Alteração 01) CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC Nº 001/2010 ANEXO II 1 PROPOSTA TÉCNICA/PLANILHA DE AVALIAÇÃO (com Alteração 01) I - Atestados, certidões e comprovantes I.1 Todos os documentos, atestados e certificados deverão

Leia mais

! " # $% & '(% ) %( * (+, -. $ )

!  # $% & '(% ) %( * (+, -. $ ) !" # $%&(%)%(*(+,-. $) ! " # $ %$& $ # ( $ ) # * + $ $ # & $ + $# $ $, - $ # $# ) # $$ # + # * 3) # # $.# # * # # / 0 $ * ) $ * 1 0 * # $ * 2 # ) $ $) # $* 1 $ - $ )! 4 ( # $ $! $ # $ # $ 4$ $# $# $ $

Leia mais

ANEXO 7 MODELOS DE ATESTADOS E DECLARAÇÕES

ANEXO 7 MODELOS DE ATESTADOS E DECLARAÇÕES 77 ANEXO 7 MODELOS DE ATESTADOS E DECLARAÇÕES 1. Disposições Gerais A) As declarações devem estar em papel timbrado da licitante, contendo o nome, cargo ou função, dados de identificação (CPF e identidade),

Leia mais

ANEXO III DO EDITAL FAO 001/2008 CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE PONTUAÇÃO TÉCNICA

ANEXO III DO EDITAL FAO 001/2008 CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE PONTUAÇÃO TÉCNICA ANEXO III DO EDITAL FAO 001/2008 CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE PONTUAÇÃO TÉCNICA 1. FATOR DESEMPENHO A nota técnica deste quesito será atribuída à licitante que possuir melhor desempenho na prestação de serviços

Leia mais

ANEXO V CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

ANEXO V CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC Nº 008/2008 1 1- PLANILHA DE PONTUAÇÃO TÉCNICA FATOR QUALIDADE ANEXO V CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO Item Descrição Peso 2 1.1 A licitante será pontuada pela comprovação de parceria com

Leia mais

Tópicos em Engenharia de Segurança do Trabalho. Aulas 1 e 2

Tópicos em Engenharia de Segurança do Trabalho. Aulas 1 e 2 Tópicos em Engenharia de Segurança do Trabalho Dez/2014 Aulas 1 e 2 Gerenciamento de Projetos A globalização torna os mercados cada vez mais competitivos e clientes modernos mais exigentes e sedentos de

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº. 004/2014. Respostas às Dúvidas e Sugestões

AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº. 004/2014. Respostas às Dúvidas e Sugestões AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº. 004/2014 Respostas às Dúvidas e Sugestões Referência: Considerações apresentadas pela empresa xxx 1) Questões do Lote 01: 1.1 - Dúvidas 1.1.1 - Haja vista a lista apresentada no Catálogo

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um

Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um Curso de Gerência de Projetos Módulo VI Encerrando um projeto (PMBOK) Revisão O que vimos até agora? Iniciando um projeto Desenvolver o termo de abertura Desenvolver o escopo preliminar do projeto Gerenciamento

Leia mais

Capítulo 1 Introdução ao gerenciamento de projetos

Capítulo 1 Introdução ao gerenciamento de projetos Capítulo 1 Introdução ao gerenciamento de projetos 1.1 Introdução 31 1.2 O que é um projeto? 31 1.3 Ciclo de vida do projeto 33 1.4 O que é gerenciamento de projetos? 36 1.5 Relacionamento entre grupos

Leia mais

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES Implementação MPS.BR 26 de maio de 2008 4 horas de duração e-mail: (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO: Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Nota INSTRUÇÕES Para a maioria das questões você tem mais de uma opção e

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS

CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS Pergunta 1: Com relação a qualificação econômico-financeira, o item 3.8.3.2 requer um capital social integralizado não inferior a R$ 800.000,00. Esse valor

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I. OBJETO.. Aquisição de memórias para servidores corporativos da Seção Judiciária do Espírito Santo. 2. ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS Lote Módulo de Memória de 52 Megabytes para servidores

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO IV REFERENTE AO EDITAL DE PREGÃO Nº 022/2013 ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE Nº 001/2013 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a Contratação de empresa

Leia mais

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO GERÊNCIA DO ESCOPO GERÊNCIA DO TEMPO GERÊNCIA DE CUSTO GERÊNCIA DA QUALIDADE Desenvolvimento do Plano

Leia mais

ANEXO 7 MODELOS DE ATESTADOS E DECLARAÇÕES

ANEXO 7 MODELOS DE ATESTADOS E DECLARAÇÕES 467 ANEXO 7 MODELOS DE ATESTADOS E DECLARAÇÕES 1. Disposições Gerais A) As declarações devem estar em papel timbrado da licitante, contendo o nome, cargo ou função, dados de identificação (CPF e identidade),

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) CMMI Conceitos básicos 113 CMMI integra as disciplinas de engenharia de sistemas e de engenharia de software em um único framework de melhoria de processos. 114 No tocante às disciplinas de engenharia

Leia mais

Preparação da Auditoria da Qualidade. Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT

Preparação da Auditoria da Qualidade. Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Preparação da Auditoria da Qualidade Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT O que é auditoria? Processo sistemático, independente e documentado de se obter evidências e avaliálas objetivamente para determinar

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia COMUNICADO CONCORRÊNCIA 003/2004

Ministério da Ciência e Tecnologia COMUNICADO CONCORRÊNCIA 003/2004 COMUNICADO CONCORRÊNCIA 003/2004 OBJETO: contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de modelagem, implementação física, implantação de procedimentos, técnicas, operação e gestão

Leia mais

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO:

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009 Empresa interessada no certame solicitou PEDIDO DE ESCLLARECI IMENTTO,, aos termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: 1) Com relação

Leia mais

Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projetos

Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projetos Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de s O guia de melhores práticas em gerenciamento de projetos, PMBOK, é organizado em áreas de conhecimento e, por sua vez, cada área de conhecimento é descrita através

Leia mais

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Pregão Eletrônico 926284.12014.9995.5031.568746915954.633 CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 Às 09:05 horas do dia 25 de novembro de 2014,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE SEA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE SEA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE SEA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CPL CI/CPL nº 05/2014 AVISO Concorrência Nacional SEA N 01/2014 GERENCIAMENTO E SUPERVISÃO DAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação.

TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional. Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. TERMO DE REFERÊNCIA No XXX Contrato por Produto - Nacional 1. Função no Projeto: Elaboração de Plano de Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação. 2. Nosso Número BRA/12/010 3. Antecedentes A missão

Leia mais

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica 91 ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica Nº Processo 0801426905 Licitação Nº EDITAL DA CONCORRÊNCIA DEMAP Nº 04/2008 [Razão ou denominação social do licitante] [CNPJ] A. Fatores de Pontuação Técnica: Critérios

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO IX MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO IX MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 30/2009 BNDES ANEXO IX MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE PERTENCER AO QUADRO DE PARCEIROS OU DISTRIBUIDORES DO FABRICANTE DO APLICATIVO Licitante: CNPJ:

Leia mais

Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps)

Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto mps Br: Modelo de Referência para Melhoria de Processo de Software CMMI SPICE SCAMPI MODELO PARA MELHORIA DO PROCESSO DE SOFTWARE

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Práticas Necessárias para Contratação de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Práticas Necessárias para Contratação de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Práticas Necessárias para Contratação de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação Renata Alves Campos - Analista de T. I. (CoInfo) André de Oliveira Eskenazi

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA Referência: CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 - BNDES Data: / / Licitante: CNPJ:

Leia mais

AQUISIÇÕES E LICITAÇÕES COM FOCO NO PMBOK. Profª. Esp. Eliane R. R. Message elianerro@gmail.com

AQUISIÇÕES E LICITAÇÕES COM FOCO NO PMBOK. Profª. Esp. Eliane R. R. Message elianerro@gmail.com AQUISIÇÕES E LICITAÇÕES COM FOCO NO PMBOK Profª. Esp. Eliane R. R. Message elianerro@gmail.com QUEM SOU... Graduada em Informática para Gestão de Negócios Especialista em Gestão Empresarial Ex-Diretora

Leia mais

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br

Modernização e Evolução do Acervo de Software. Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Modernização e Evolução do Acervo de Software Gustavo Robichez de Carvalho guga@les.inf.puc-rio.br Tópicos 1. Estudo Amplo sobre Modernização 2. Visão IBM Enterprise Modernization 3. Discussão - Aplicação

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Gerenciamento do Escopo do Projeto Produto do Projeto

Gerenciamento do Escopo do Projeto Produto do Projeto Gerenciamento do Escopo do Projeto Produto do Projeto 5. Gerenciamento do escopo do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 5.1 Iniciação *** Reescrita e transferida para o capítulo 4 5.2 Planejamento do escopo

Leia mais

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES

ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO EM ORGANIZAÇÕES V CONGRESSO BRASILEIRO DE METROLOGIA Metrologia para a competitividade em áreas estratégicas 9 a 13 de novembro de 2009. Salvador, Bahia Brasil. ANÁLISE DOS REQUISITOS NORMATIVOS PARA A GESTÃO DE MEDIÇÃO

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

CHECKLIST DA RDC 16/2013

CHECKLIST DA RDC 16/2013 CHECKLIST DA RDC 16/2013 Checklist para a RDC 16 de 2013 Página 2 de 10 Checklist 1. 2.1 Disposições gerais Existe um manual da qualidade na empresa? 2. Existe uma política da qualidade na empresa? 3.

Leia mais

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor 1. Em relação ao módulo para Atribuição de Limites, entendemos que Banco do Brasil busca uma solução para o processo de originação/concessão de crédito. Frente a essa necessidade, o Banco do Brasil busca

Leia mais

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz Especificação de FUNÇÃO Função: Analista Desenvolvedor Código: Cargo Função Superior CBO Analista de Informática Gerente de Projeto Missão da Função - Levantar e prover soluções para atender as necessidades

Leia mais

CHECK - LIST - ISO 9001:2000

CHECK - LIST - ISO 9001:2000 REQUISITOS ISO 9001: 2000 SIM NÃO 1.2 APLICAÇÃO A organização identificou as exclusões de itens da norma no seu manual da qualidade? As exclusões são relacionadas somente aos requisitos da sessão 7 da

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Página 1 de 6 MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Gabinete do Ministro Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00063/2012

Leia mais

Migração do Ambiente UNISYS PROCERGS Audiência Pública

Migração do Ambiente UNISYS PROCERGS Audiência Pública Migração do Ambiente UNISYS PROCERGS Audiência Pública Fernanda S. Bocoli, PMP, ITIL, MPSBr Outubro 2008 Equipes envolvidas Técnica Comercial Márcia Barreto Desenvolvimento Fernanda Bocoli Lampert Moura

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Assunto: NOTA DE ESCLARECIMENTO N.º 03 Processo: CONCORRÊNCIA N.º 001/2010 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS BÁSICOS E EXECUTIVOS DE SUBESTAÇÕES E LINHAS DE TRANSMISSÃO DO SISTEMA

Leia mais

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão:

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Divisão: 4.2.2 Manual da Qualidade Está estabelecido um Manual da Qualidade que inclui o escopo do SGQ, justificativas para exclusões, os procedimentos documentados e a descrição da interação entre os processos

Leia mais

PODER EXECUTIVO MUNICIPIO DE ROLIM DE MOURA SECRETARIA MUNICIPAL DE COMPRAS E LICITAÇÃO

PODER EXECUTIVO MUNICIPIO DE ROLIM DE MOURA SECRETARIA MUNICIPAL DE COMPRAS E LICITAÇÃO ANEXO VIII INFORMAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA AS LICITANTES deverão elaborar a PROPOSTA TÉCNICA observando o disposto no presente documento, descrito em duas partes a saber: - PARTE A- DIRETRIZES

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO RESPOSTA AOS QUESTIONAMENTOS DA UNITECH 1) No item 5.2 dos critérios de qualidade, entendemos que não será aceita declaração, desacompanhada do certificado de qualidade. É correto o nosso entendimento?

Leia mais

MONTREAL / RIO DE JANEIRO

MONTREAL / RIO DE JANEIRO QUESTIONAMENTOS CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 001/14 MONTREAL / RIO DE JANEIRO 1 Quanto às certificações solicitadas nos itens 2.3, 2.4, e 2.5 da página 136 do Edital, perguntamos: Dado que a Norma ABNT NBR

Leia mais

ANEXO 15 MODELO DE TERMOS DE COMPROMISSO PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA

ANEXO 15 MODELO DE TERMOS DE COMPROMISSO PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA ANEXO 15 MODELO DE TERMOS DE COMPROMISSO PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA TERMO DE COMPROMISSO I - Geral da Licitante, CPF nº, representante legal da empresa ou consórcio, CNPJ nº e atuando em seu nome, venho

Leia mais

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS. PDA MATA ATLÂNTICA Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal Nativa da Mata Atlântica

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS. PDA MATA ATLÂNTICA Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal Nativa da Mata Atlântica FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PDA MATA ATLÂNTICA Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal Nativa da Mata Atlântica 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO: 1.1. TÍTULO: Atualização do Mapa da Cobertura Vegetal

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Melhoria de Processos CMMi

Melhoria de Processos CMMi Melhoria de Processos CMMi Prof. Marcelo Maia 1 O que é o CMMI? Um modelo previamente comprovado de melhoria de processos na organização; Um framework para organizar e priorizar atividades de melhoria;

Leia mais

DIVERSOS QUESTIONAMENTOS COM AS RESPECTIVAS RESPOSTAS ACERCA DA CONCORRÊNCIA N.º 001/2011

DIVERSOS QUESTIONAMENTOS COM AS RESPECTIVAS RESPOSTAS ACERCA DA CONCORRÊNCIA N.º 001/2011 DIVERSOS QUESTIONAMENTOS COM AS RESPECTIVAS RESPOSTAS ACERCA DA CONCORRÊNCIA N.º 001/2011... RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FEITOS PELA EMPRESA AVANSYS TECNOLOGIA LTDA, CNPJ MF sob nº 04.181.950/0001-10,

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA

ESTUDO COMPARATIVO NBR ISO 13485:2004 RDC 59:2000 PORTARIA 686:1998 ITENS DE VERIFICAÇÃO PARA AUDITORIA ESTUDOCOMPARATIVO NBRISO13485:2004 RDC59:2000 PORTARIA686:1998 ITENSDEVERIFICAÇÃOPARAAUDITORIA 1. OBJETIVO 1.2. 1. Há algum requisito da Clausula 7 da NBR ISO 13485:2004 que foi excluída do escopo de aplicação

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE O PMI e a Certificação PMP Visão Geral sobre o Modelo PMI APRESENTAÇÃO DO PMI O PMI - Project Management Institute é uma instituição sem fins lucrativos,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR

TERMO DE REFERÊNCIA - TR TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 014/2009 ANEXO II 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico assistido ao PRODERJ, sob demanda, para o desenvolvimento e implantação de soluções

Leia mais

PMBOK e Cobit - Uma Experiência na Reformulação de Sistemas em Angola Marcelo Etcheverry Torres,PMP,Cobit)

PMBOK e Cobit - Uma Experiência na Reformulação de Sistemas em Angola Marcelo Etcheverry Torres,PMP,Cobit) PMBOK e Cobit - Uma Experiência na Reformulação de Sistemas em Angola Marcelo Etcheverry Torres,PMP,Cobit) Agenda A palestra Angola Cliente O projeto Usando o PMBOK Usando o Cobit Lições Aprendidas Conclusão

Leia mais

Comissão Especial de Licitação Concorrência nº 397/2010 Verificador Independente RESPOSTA AOS QUESTIONAMENTOS REALIZADOS EM 08/02/2011

Comissão Especial de Licitação Concorrência nº 397/2010 Verificador Independente RESPOSTA AOS QUESTIONAMENTOS REALIZADOS EM 08/02/2011 RESPOSTA AOS QUESTIONAMENTOS REALIZADOS EM 08/02/2011 EDITAL DE LICITAÇÃO 1. É dito no item 9.6.3 que os atestados de capacitação técnica a que se refere o item 9.6.1 (I a III) deverão ser fornecidos por

Leia mais

ATO Nº 91/2015/GP/TRT 19ª, DE 1º DE JUNHO DE 2015

ATO Nº 91/2015/GP/TRT 19ª, DE 1º DE JUNHO DE 2015 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA NONA REGIÃO ATO Nº 91/2015/GP/TRT 19ª, DE 1º DE JUNHO DE 2015 O DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

SELO ABRAIDI Programa de BPADPS

SELO ABRAIDI Programa de BPADPS SELO ABRAIDI Programa de BPADPS Reuniões: Julho a Agosto de 2010 Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Implantes PAUTA * OBJETIVOS * ASPECTOS FUNDAMENTAIS * HISTÓRICO * SITUAÇÃO ATUAL

Leia mais

Gerência de Configuração. Técnicas e Práticas no Desenvolvimento do Software

Gerência de Configuração. Técnicas e Práticas no Desenvolvimento do Software Gerência de Configuração Técnicas e Práticas no Desenvolvimento do Software Sumário Introdução... 19 Parte 1 - Visão Geral... 23 1 Entendendo a Necessidade de Gerência de Configuração... 25 1.1 Visão Geral

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 1.1. Registro de Preços para eventual aquisição de Coletor de Dados para inventário de equipamentos e materiais através de código de barra do produto. 2. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

ANEXO IV CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

ANEXO IV CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC Nº 007/2008 1 1 - PLANILHA DE PONTUAÇÃO TÉCNICA FATOR QUALIDADE Item Descrição Peso 3 1.1 A licitante será pontuada pela comprovação de parceria com fabricante de produtos de TI.

Leia mais

Termo de Referência. Prestação de Serviços de Treinamento na área de Gerenciamento de Projetos

Termo de Referência. Prestação de Serviços de Treinamento na área de Gerenciamento de Projetos Termo de Referência Prestação de Serviços de Treinamento na área de Gerenciamento de Projetos Maio/2012 Índice 1. OBJETO... 3 2. ESCOPO... 3 3. PRAZO... 7 4. LOCAL DE TREINAMENTO... 7 5. HORÁRIO DE TREINAMENTO...

Leia mais

Sumário. Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais... 2. Perfi s Profissionais... 2

Sumário. Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais... 2. Perfi s Profissionais... 2 ANEXO 5 - DO PROJETO BÁSICO Especificações de experiência e conhecimento para as equipes de profissionais disponibilizadas para a execução dos serviços Sumário Especificações de experiência e conhecimento

Leia mais

CMMI: Capability Maturity Model Integration

CMMI: Capability Maturity Model Integration CMMI: Capability Maturity Model Integration Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 21/10/2015 Adriano J. Holandahttp://holanda.xyz CMMI: Capability Maturity Model Integration CMMI: Capability Maturity Model

Leia mais

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses.

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência [OBJETO] 1 Termo de Referência Serviço de envio de mensagens

Leia mais

ANEXO II DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL (EM PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) AO: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A/C: Srª Pregoeira

ANEXO II DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL (EM PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) AO: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A/C: Srª Pregoeira ANEXO II DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA COMERCIAL (EM PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) AO: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO A/C: Srª Pregoeira PREGÃO ELETRÔNICO POR SRP Nº 03/2014 PROCESSO Nº 04300.002982/2013-73

Leia mais

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS

Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS Faculdade de Farmácia VALIDAÇÃO DE SISTEMAS COMPUTADORIZADOS 2012 Relevância: Impacta diretamente na saúde do paciente, na qualidade do produto e na integridade dos dados que devem provar que o sistema

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 Aos treze dias do mês de julho de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os membros integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

QUESTIONAMENTO(S) ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTO(S) ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTO(S) ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 22/2015 - BNDES Prezado(a) Senhor(a), Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Sobre o item 18.1. A prestação do serviço

Leia mais

Governo do Estado do Ceará Secretaria das Cidades

Governo do Estado do Ceará Secretaria das Cidades NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 01 TOMADA DE PREÇOS Nº 20130004 - CIDADES OBJETO: LICITAÇÃO DO TIPO TÉCNICA E PREÇO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DO ATERRO

Leia mais

Termos de Referência para Serviços especializados de consultoria Individual na área Especialista em TI Aplicada

Termos de Referência para Serviços especializados de consultoria Individual na área Especialista em TI Aplicada Termos de Referência para Serviços especializados de consultoria Individual na área Especialista em TI Aplicada Projeto de Modernização Fiscal do Tocantins (PMF/TO) Banco Interamericano de Desenvolvimento

Leia mais

Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software)

Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software) Contratações públicas de TI: encontro com o mercado Gestão de contratos com métricas de resultado (serviços de software) Carlos Oest Tecnologia da Informação e Telecomunicações TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

Leia mais

Gerenciando Riscos no Desenvolvimento de Software

Gerenciando Riscos no Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, MSc rafael.espinha@primeup.com.br João Condack, MSc condack@primeup.com.br Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Gerenciando Riscos

Leia mais

PARTE III: PMBOK E AS ÁREAS DE CONHECIMENTO

PARTE III: PMBOK E AS ÁREAS DE CONHECIMENTO PARTE III: PMBOK E AS ÁREAS DE CONHECIMENTO Visão Geral do PMBOK As três dimensões da GP Ciclo de Vida de s Operação Grupo de Processos Encerramento Teste / Pré Operação Execução Execução Monitoramento

Leia mais

PLANEJAMENTO E PROJETOS. Lílian Simão Oliveira

PLANEJAMENTO E PROJETOS. Lílian Simão Oliveira PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE PROJETOS Lílian Simão Oliveira Contexto Gerentes lutam com projetos assustadores e com prazos finais difíceis de serem cumpridos Sistemas não satisfazem aos usuários Gastos

Leia mais

RESPOSTAS DE QUESTIONAMENTOS - IV

RESPOSTAS DE QUESTIONAMENTOS - IV Conselho Federal de Contabilidade CPL - Comissão Permanente de Licitação SAS Quadra 05 - Bloco J Edifício CFC CEP: 70070-920 - Brasília-DF E-mail: cpl@cfc.org.br RESPOSTAS DE QUESTIONAMENTOS - IV PREGÃO

Leia mais

Uesley Sílvio Medeiros Licitanews Consultoria Especializada em Licitações e Contratações Públicas

Uesley Sílvio Medeiros Licitanews Consultoria Especializada em Licitações e Contratações Públicas Uesley Sílvio Medeiros, consultor governamental e professor na área de Licitação e Contratação Pública apresenta de forma simples como proceder com o cálculo para comprovação do preço manifestamente inexequível.

Leia mais

ANEXO III CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

ANEXO III CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ANEXO III CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação da Proposta Técnica será computada de acordo com o estabelecido nesse Anexo. A pontuação máxima para a proposta será de 1.000 (um mil pontos). 1. Metodologia

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA CONCORRÊNCIA Nº XX/2014 PROCESSO Nº XX/2014

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA CONCORRÊNCIA Nº XX/2014 PROCESSO Nº XX/2014 ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA CONCORRÊNCIA Nº XX/2014 PROCESSO Nº XX/2014 ANEXO II INFORMAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ALÍNEA A)

Leia mais

Informamos que os documentos exigidos no Termo de Referência deverão ser apresentados, visto que o mesmo é parte integrante do Edital.

Informamos que os documentos exigidos no Termo de Referência deverão ser apresentados, visto que o mesmo é parte integrante do Edital. Senhor Licitante, Informamos que os documentos exigidos no Termo de Referência deverão ser apresentados, visto que o mesmo é parte integrante do Edital. Atenciosamente, Vera Lucia M. de Araujo Pregoeira

Leia mais

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos

Sistemas de gestão da qualidade Requisitos NORMA BRASILEIRA ABNT NBR ISO 9001:2008 ERRATA 1 Publicada em 11.09.2009 Sistemas de gestão da qualidade Requisitos ERRATA 1 Esta Errata 1 da ABNT NBR ISO 9001:2008 foi elaborada no Comitê Brasileiro da

Leia mais

Princípios da Engenharia de Software aula 05 Gerenciamento de planejamento de projetos. Prof.: Franklin M. Correia

Princípios da Engenharia de Software aula 05 Gerenciamento de planejamento de projetos. Prof.: Franklin M. Correia 1 Princípios da Engenharia de Software aula 05 Gerenciamento de planejamento de projetos Prof.: Franklin M. Correia Na aula anterior... Metodologias ágeis Princípios do Manifesto ágil 12 itens do manifesto

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Monitorando e Controlando o Projeto II Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Reportar o Desempenho Realizar o Controle Integrado de Mudanças Reportar o

Leia mais

Preparatório para o Exame de PMP Autora: Rita Mulcahy Edição: 8ª, em português (alinhado ao Guia PMBoK 2013 5ª Edição)

Preparatório para o Exame de PMP Autora: Rita Mulcahy Edição: 8ª, em português (alinhado ao Guia PMBoK 2013 5ª Edição) Preparatório para Certificação PMP Objetivo Este treinamento tem como finalidade preparar o profissional que atua como gerente de projetos, para que possa realizar com segurança o exame de Certificação

Leia mais

FSW CTIS FÁBRICA DE SOFTWARE. case fsw ctis

FSW CTIS FÁBRICA DE SOFTWARE. case fsw ctis 01 FSW CTIS FÁBRICA DE SOFTWARE case fsw ctis 01 DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA Desenvolver uma plataforma capaz de subsidiar o programa Inovar-Auto, permitindo o gerenciamento das suas obrigações legais,

Leia mais

Plano de Gerenciamento das Aquisições Exemplo 1

Plano de Gerenciamento das Aquisições Exemplo 1 Plano de Gerenciamento das Aquisições Exemplo 1 Este plano descreve como serão administrados os processos de aquisição de bens e serviços neste projeto. As perguntas a serem respondidas no plano são: o

Leia mais

Ajuda da pesquisa acerca da Governança de TI da Administração Pública Federal

Ajuda da pesquisa acerca da Governança de TI da Administração Pública Federal Ajuda da pesquisa acerca da Governança de TI da Administração Pública Federal 1. Há planejamento institucional em vigor? Deverá ser respondido SIM caso o Órgão/Entidade possua um planejamento estratégico

Leia mais

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO Tecnologia em Sistemas de Informação Tecnologia em Desenvolvimento Web Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnologia em Sistemas

Leia mais

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue:

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue: Quanto aos questionamentos apresentados pela empresa LORENO, passamos a responder o seguinte: Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares O Project Management Institute é uma entidade sem fins lucrativos voltada ao Gerenciamento de Projetos.

Leia mais

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO:

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO: Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 Compromisso celebrado entre [nome da CONTRATANTE], localizada à [inserir endereço completo], inscrita no [caso Administração indireta inserir número do CNPJ],

Leia mais