O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA"

Transcrição

1 O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA

2 CRÉDITO COMO SOLUÇÃO PARA PRODUZIR COM SUSTENTABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL

3 BNDES PRODUSA Objetivos Disseminar o conceito de agronegócio responsável e sustentável, agregando características de eficiência, de boas práticas de produção, responsabilidade social e de preservação ambiental ; Estimular ações de sustentabilidade ambiental no âmbito do agronegócio; Estimular a recuperação de áreas degradadas, como pastagens, para o aumento da produtividade agropecuária, em bases sustentáveis; Apoiar ações de regularização das propriedades rurais frente à legislação ambiental (reserva legal, áreas de preservação permanente, tratamento de dejetos e resíduos, entre outros);

4 BNDES PRODUSA Objetivos Diminuir a pressão por desmatamento em novas áreas, visando à ampliação da atividade agropecuária em áreas degradadas e que estejam sob processo de recuperação; Assegurar condições para o uso racional e sustentável das áreas agrícolas e de pastagens, reduzindo problemas ambientais; e Intensificar o apoio à implementação de sistemas produtivos sustentáveis, como o sistema orgânico de produção agropecuária.

5 BENEFICIARIOS Produtores rurais (pessoas físicas ou jurídicas) e suas cooperativas. ITENS FINACIAVEIS BNDES PRODUSA Implantação de sistemas orgânicos de produção agropecuária, inclusive serviços e insumos inerentes ao período de conversão e à fase relativa à certificação, como inscrição, inspeção e manutenção, dentre outros itens;

6 BNDES PRODUSA ITENS FINACIAVEIS Implantação e ampliação de sistemas de integração de agricultura com pecuária, ou de agricultura, pecuária e silvicultura, compreendendo: adequação do solo para o plantio, envolvendo o preparo do solo, a aquisição, transporte, aplicação e incorporação de corretivos agrícolas (calcário e outros), a marcação e construção de terraços, a realocação de estradas e o plantio de cultura de cobertura do solo; aquisição de sementes e mudas para formação de pastagens implantação de pastagens e florestas; construção e modernização de benfeitorias e instalações destinadas à produção no sistema de integração

7 BNDES PRODUSA ITENS FINACIAVEIS Aquisição de máquinas e equipamentos para a agricultura e/ou pecuária, associados ao projeto de integração objeto do financiamento, não financiáveis pelo Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras - Moderfrota; Aquisição de bovinos, ovinos e caprinos, para reprodução, recria e terminação; Aquisição de sêmen de bovinos, ovinos e caprinos; e Assistência técnica

8 BNDES PRODUSA ITENS FINACIAVEIS Correção de solos e uso de várzeas já incorporadas ao processo produtivo e projetos de adequação ambiental de propriedades rurais à legislação vigente: 1 -serviços de agricultura de precisão, desde o planejamento inicial de amostragem do solo à geração dos mapas de aplicação de fertilizantes e corretivos, compreendendo: mapeamento de áreas; planejamento, coleta e análise de amostras de solos; análise de dados da amostragem; avaliação da produtividade e elaboração de mapas; sensoriamento remoto e utilização de imagens; demarcações e alinhamentos; planejamento de implantação de projetos de agricultura de precisão e aplicação de fertilizantes, corretivos de solos e insumos;

9 BNDES PRODUSA ITENS FINACIAVEIS Correção de solos e uso de várzeas já incorporadas ao processo produtivo e projetos de adequação ambiental de propriedades rurais à legislação vigente: 2 - aquisição, transporte, aplicação e incorporação de corretivos (calcário, gesso agrícola e adubos para correção); 3 - gastos realizados com adubação verde; 4 - implantação de práticas conservacionistas do solo; 5 - investimentos definidos em projeto técnico específico como necessários à sistematização de várzeas já incorporadas ao processo produtivo;

10 BNDES PRODUSA ITENS FINACIAVEIS Correção de solos e uso de várzeas já incorporadas ao processo produtivo e projetos de adequação ambiental de propriedades rurais à legislação vigente: 6 - recuperação de pastagens (operações de destoca; implantação e recuperação de cercas nas áreas que estão sendo recuperadas, aquisição de energizadores de cerca, aquisição e plantio de sementes e de mudas forrageiras e aquisição, construção ou reformas de pequenos bebedouros e de saleiros ou cochos de sal); e

11 BNDES PRODUSA ITENS FINACIAVEIS 7 - adequação ambiental de propriedades rurais, notadamente a recomposição das áreas de Reserva Legal e de Preservação Permanente, inclusive sistemas produtivos implementados sob o regime de manejo florestal sustentável nas Áreas de Reserva Legal Custeio associado ao investimento, limitado a 30% do valor financiado

12 BNDES PRODUSA Taxa de Juros 5,75% a.a., quando se tratar de projeto destinado à recuperação de áreas degradadas, inclusive pastagens; e 6,75% a.a., para os demais casos Até 100%. Nível de Participação

13 BNDES PRODUSA CONDIÇÕES DE FINANCIAMENTO recuperação de áreas degradadas: pré-requisito, a comprovação da existência de área degradada mediante a apresentação de Projeto Técnico Agronômico específico, assinado por profissional habilitado, contemplando obrigatoriamente: a) a identificação da área total do imóvel, juntamente com o croqui da área a ser recuperada; b)apresentação de comprovantes de análise do solo e da respectiva recomendação agronômica;e c) laudo conclusivo que ateste tratar-se de área degradada, podendo conter relatório fotográfico para a visualização de processos erosivos e histórico da área.

14 BNDES PRODUSA Limite do financiamento até R$ 400 mil, por cliente, quando se tratar de projetos produtivos destinados à recuperação de áreas degradadas; e até R$ 300 mil, por cliente, nos demais casos.

15 BNDES PRODUSA Prazo Total Até 144 meses, incluída a carência de até 36 meses, quando se tratar de sistemas produtivos de integração agricultura, pecuária e silvicultura, ressalvando-se que esse prazo só será admitido quando a componente silvicultura estiver presente; Até 60 meses, incluída a carência de até 24 meses, quando o crédito for destinado, exclusivamente, à correção de solos; e até 96 meses, incluída a carência de até 36 meses, para os demais casos. Durante o período de carência, não haverá desembolso de juros

16 BNDES PRODUSA Garantias 130 % do valor do financiamento.

17 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Objetivos Financiar a produção e a aquisição isolada de máquinas e equipamentos novos, de fabricação nacional, credenciados no BNDES, inclusive agrícolas, e o capital de giro a eles associados; a aquisição de ônibus, caminhões, chassis, caminhões-tratores, carretas, cavalos-mecânicos, reboques, semirreboques, aí incluídos os tipo dolly, tanques e afins, novos, de fabricação nacional, e credenciados no BNDES; a aquisição de máquinas e equipamentos novos, de fabricação nacional, credenciados no BNDES, associados a projeto de investimento; e a aquisição daqueles bens destinados a operações de arrendamento mercantil.

18 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Itens Financiáveis Item 1 Ônibus, chassis e carrocerias para ônibus, caminhões, caminhõestratores, carretas, cavalos-mecânicos, reboques, semirreboques, chassis e carrocerias para caminhões, aí incluídos semi-reboques tipo dolly e afins, carros-fortes e equipamentos especiais adaptáveis a chassis, tais como plataformas, guindastes, betoneiras, compactadores de lixo e tanques, novos, devidamente registrados no órgão de trânsito competente

19 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Itens Financiáveis Item 2 Demais máquinas e equipamentos novos, inclusive agrícolas, aí incluídos conjuntos e sistemas industriais, máquinas-ferramenta, embarcações, aeronaves, vagões e locomotivas ferroviários e metroviários, tratores, colheitadeiras, implementos agrícolas e máquinas rodoviárias e equipamentos para pavimentação;

20 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Itens Financiáveis Capital de giro associado à aquisição isolada de máquinas e equipamentos nacionais novos, em operações realizadas com micro, pequenas e médias empresas, observadas as seguintes condições: A parcela financiável de capital de giro associado será limitada a 50% do valor dos equipamentos, nas operações realizadas com microempresas, e a 30%, nas realizadas com pequenas e médias empresas; A Taxa de Juros, os Prazos e o Nível de Participação serão os mesmos aplicados ao financiamento das máquinas e equipamentos aos quais esteja associado

21 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Itens Financiáveis O financiamento ao capital de giro associado não se aplica: aos bens de que trata o item 1; à aquisição de máquinas e tratores rodoviários e agrícolas, inclusive implementos agrícolas e máquinas de pavimentação; às operações de empresas locadoras de equipamentos; às operações destinadas ao arrendamento mercantil dos bens financiados; ao setor de serviços; e às operações realizadas nas modalidades Financiamento à Produção de Máquinas e Equipamentos e Financiamento à Fabricante para a Comercialização

22 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Itens Financiáveis Somente serão financiáveis bens credenciados no BNDES e que apresentem índice de nacionalização, em peso e valor, igual ou superior a 60% ou cumpram o Processo Produtivo Básico (PPB). Taxa de Juros Taxa Fixa de 7% a.a., para os bens do item 1; e Taxa Fixa de 4,5% a.a., para as máquinas e equipamentos do item 2.

23 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Nível de Participação Micro, Pequenas e Médias Empresas Até 100% dos itens financiáveis, com exceção de financiamento de aeronaves executivas e comerciais, cuja participação será de até 85%. Prazo Total Até 96 meses, para os bens do item 1; e Até 120 meses, para as máquinas e equipamentos do item 2.

24 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento Prazo de Carência de 3 ou 6 meses, para os bens do item 1; de 3 a 24 meses, para as máquinas e equipamentos do item 2; de 3 a 36 meses, para as máquinas e equipamentos do item 2, desde que o valor da operação de financiamento seja superior a R$ 100 milhões e destinada a aquisição de bens de capital, inclusive embarcações de apoio, destinados aos setores portuário, de petróleo e gás, de energia elétrica, de transporte metroviário e de transportes ferroviário e marítimo de carga.

25 BNDES PSI Programa de Sustentação do Investimento 130% do valor da operação GARANTIAS

26 OBRIGADO! CARLOS ALBERTO DOMINGOS SUPERINTENDENCIA REGIONAL MT FONES :

27 2010

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC Programa ABC Linha de Crédito para Agricultura de Baixa Emissão de Carbono Sidney

Leia mais

Banco do Brasil. Programa ABC

Banco do Brasil. Programa ABC Banco do Brasil Programa ABC Junho de 2015 Plano ABC Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na Política Nacional

Leia mais

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 79/2009 Rio de Janeiro, 24 de julho de 2009. Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI O Superintendente

Leia mais

Programa ABC. Agricultura de Baixo Carbono. Programa para redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura

Programa ABC. Agricultura de Baixo Carbono. Programa para redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Programa ABC Agricultura de Baixo Carbono Programa para redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Emissões globais de GEEs Participação dos diferentes setores nas emissões de GEE, 2004

Leia mais

ABC. Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura - Programa ABC - Linha de crédito para investimento.

ABC. Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura - Programa ABC - Linha de crédito para investimento. ABC. Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura - Programa ABC - Linha de crédito para investimento. São objetivos do ABC: Reduzir as emissões de gases de efeito estufa oriundas

Leia mais

Superintendência Estadual de Mato Grosso

Superintendência Estadual de Mato Grosso Superintendência Estadual de Mato Grosso Programa ABC Conceito Crédito Fixo orientado com o objetivo de: - reduzir das emissões de Gases de Efeito Estufa; - reduzir o desmatamento; - aumentar a produção

Leia mais

Programa ABC. Banco do Brasil Safra 2013/2014

Programa ABC. Banco do Brasil Safra 2013/2014 Programa ABC Banco do Brasil Safra 2013/2014 Balanço da Safra 2012/2013 Plano Safra 2012/2013 Crédito Rural - Desembolsos R$ 61,5 bilhões CRESCIMENTO de 28% em relação à safra anterior R$ 6,5 bilhões acima

Leia mais

BANCO DO BRASIL. Seminário de Sensibilização do Programa ABC

BANCO DO BRASIL. Seminário de Sensibilização do Programa ABC BANCO DO BRASIL Seminário de Sensibilização do Programa ABC LINHAS DE CRÉDITO Crédito Rural; Pronaf; Fundos Constitucionais. CRÉDITO RURAL Suprimento de recursos financeiros, disponibilizados por instituições

Leia mais

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 71/2009 Rio de Janeiro, 10 de julho de 2009. Ref.: FINAME, FINAME LEASING, FINAME AGRÍCOLA e BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI O Superintendente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012. Documento normativo revogado pela Resolução nº 4.170, de 20/12/2012.

RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012. Documento normativo revogado pela Resolução nº 4.170, de 20/12/2012. RESOLUÇÃO Nº 4.141, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012 Documento normativo revogado pela Resolução nº 4.170, de 20/12/2012. Estabelece as condições para contratação dos financiamentos passíveis de subvenção econômica

Leia mais

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS Contribuições do

Leia mais

Linhas de Financiamento Setor Florestal. 1º Encontro Paulista de Biodiversidade São Paulo, 18 de novembro de 2009 Eduardo Canepa Raul Andrade

Linhas de Financiamento Setor Florestal. 1º Encontro Paulista de Biodiversidade São Paulo, 18 de novembro de 2009 Eduardo Canepa Raul Andrade Linhas de Financiamento Setor Florestal 1º Encontro Paulista de Biodiversidade São Paulo, 18 de novembro de 2009 Eduardo Canepa Raul Andrade Política Ambiental do BNDES O BNDES entende que investimentos

Leia mais

Financiamentos para o Agronegócio

Financiamentos para o Agronegócio Financiamentos para o Agronegócio Banco do Brasil Maior Parceiro do Agronegócio Carteira em Dez/2012 R$ 100 bilhões Banco do Brasil Sustentabilidade e Meio Ambiente Programa ABC Em Dezembro de 2012 R$

Leia mais

Excelência por natureza

Excelência por natureza Excelência por natureza DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROGRAMAS DE FINANCIAMENTOS E LINHAS DE CRÉDITO PARA O AGRONEGÓCIO. CUIABÁ - MT MAIO DE 2008 Missão " Ser o principal banco da Amazônia, promovendo o

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 111/2009 Rio de Janeiro, 04 de novembro de 2009. Ref.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Sustentação do Investimento

Leia mais

Programa ABC Agricultura de Baixa Emissão de Carbono

Programa ABC Agricultura de Baixa Emissão de Carbono Programa ABC Agricultura de Baixa Emissão de Carbono Linhas de Crédito e Elaboração de Projetos Fábio Joaquim de Oliveira Analista Técnico Rural AGENDA Problemas/Dificuldades Ações do BB Objetivos do Programa

Leia mais

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO

LINHAS ATIVAS FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO FINANCIAMENTOS 2014 LINHAS ATIVAS FINAME BK PSI (taxa fixa) FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME EVENTOS FINAME AGRÍCOLA BNDES INOVAGRO PADRÃO (taxa pós fixada-tjlp) FINAME BK FINAME ÔNIBUS E CAMINHÕES FINAME

Leia mais

VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto para Usos Múltiplos

VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto para Usos Múltiplos VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto para Usos Múltiplos Linhas de crédito para o setor florestal Homero José Rochelle Engº Agrônomo ESALQ 1979 Plano de Safra 2014/2015 MAPA - Ministério

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento da economia

Leia mais

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão

QUEM SOMOS. Fundada em março de 2009 com capital integralizado de R$ 1 bilhão QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo que promove o crescimento sustentável das pequenas e médias empresas e municípios paulistas. Nosso objetivo é colaborar

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR Nº 55/2012-BNDES Rio de Janeiro, 06 de setembro de 2012 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e

Leia mais

MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE DEPARTAMENTO DE FLORESTAS

MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE DEPARTAMENTO DE FLORESTAS MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE DEPARTAMENTO DE FLORESTAS Referência: Agenda para a criação de instrumentos de financiamentos e crédito para o setor florestal Interessado: DFLOR/SBF/MMA. 1. ANTECEDENTES: O

Leia mais

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS CIRCULAR N 21/2009 Rio de Janeiro, 12 de março de 2009. Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS O Superintendente da Área de Operações Indiretas,

Leia mais

O BNDES e o Apoio ao Setor Agropecuário. dezembro de 2012

O BNDES e o Apoio ao Setor Agropecuário. dezembro de 2012 O BNDES e o Apoio ao Setor Agropecuário dezembro de 2012 Apoio ao setor rural Ministério da Agricultura Pecuária e Abatecimento - MAPA Programas Agropecuários do Governo Federal Operacionalizados pelo

Leia mais

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS

Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS CIRCULAR Nº 58/2009 Rio de Janeiro, 04 de junho de 2009. Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa de Apoio à Aquisição de Bens de Capital Usados BK USADOS O Superintendente da Área de Operações Indiretas,

Leia mais

Linhas Agrícolas Agosto 2013

Linhas Agrícolas Agosto 2013 Linhas Agrícolas Agosto 2013 MERCADO DE CRÉDITO DÍVIDA PRIVADA Dividido em 3 Principais Classes de Ativo: Crédito Geral: Linha de KG, Conta Garantida, Finame, PSI; CCB, Debênture; Crédito Imobiliário:

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI CIRCULAR Nº 17/2011 Rio de Janeiro, 23 de março de 2011 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Leasing, BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES

Leia mais

Os critérios, condições e procedimentos operacionais a serem adotados no Programa são definidos a seguir.

Os critérios, condições e procedimentos operacionais a serem adotados no Programa são definidos a seguir. Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 30/2015-BNDES Rio de Janeiro, 24 de julho de 2015 Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Capital

Leia mais

Ass.: Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Programa ABC

Ass.: Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Programa ABC CIRCULAR SUP/AGRIS N 13/2015-BNDES Rio de Janeiro, 01 de julho de 2015 Ref.: BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Programa ABC O Superintendente

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 01/2015-BNDES Rio de Janeiro, 05 de janeiro de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 03/2015-BNDES Rio de Janeiro, 04 de fevereiro de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame

Leia mais

Linhas de Crédito RSA. Característica RSA

Linhas de Crédito RSA. Característica RSA Linhas de RSA Linha de Característica RSA FCO Pronatureza incentivar projetos que visem à conservação e à proteção do meio ambiente, à recuperação de áreas degradadas ou alteradas e ao desenvolvimento

Leia mais

TABELA RESUMO DAS PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO CAPITAL DE GIRO

TABELA RESUMO DAS PRINCIPAIS LINHAS DE FINANCIAMENTO CAPITAL DE GIRO Data da atualização: 16/10/2015 TABELA RESUMO DAS PRINCIPAIS CAPITAL DE GIRO Credifácil Giro Capital de Giro Poderão ser beneficiados, empreendimentos cuja receita bruta anual seja de até R$ 3,6 milhões,

Leia mais

Linhas de Crédito PISCICULTURA INVESTIMENTO CUSTEIO. Obs.: As informações atinentes às linhas de crédito estão sujeitas a alterações.

Linhas de Crédito PISCICULTURA INVESTIMENTO CUSTEIO. Obs.: As informações atinentes às linhas de crédito estão sujeitas a alterações. PISCICULTURA CUSTEIO INVESTIMENTO Obs.: As informações atinentes às linhas de crédito estão sujeitas a alterações. financiar as despesas normais de custeio da produção agrícola e pecuária. Linhas de Crédito

Leia mais

Crédito Rural Safra 2014/2015 FINAME AGRÍCOLA. Produtores rurais Pessoas Jurídicas e Cooperativas Agropecuárias:

Crédito Rural Safra 2014/2015 FINAME AGRÍCOLA. Produtores rurais Pessoas Jurídicas e Cooperativas Agropecuárias: Linha PSI RURAL Produtores rurais Pessoas Jurídicas e Cooperativas Agropecuárias: a) Aquisição de máquinas e equipamentos; b) Aquisição de implementos agrícolas, tratores, colheitadeiras e similares; Produtores

Leia mais

Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO

Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO CIRCULAR Nº 80/2009 Rio de Janeiro, 24 de julho de 2009 Ref.: FINAME e FINAME LEASING Ass.: Programa BNDES de Financiamento a Caminhoneiros - BNDES PROCAMINHONEIRO O Superintendente da Área de Operações

Leia mais

Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009.

Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009. Presidência 1 Instituição Financeira do Governo do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009. Instrumento institucional de apoio à execução de políticas de

Leia mais

23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS

23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS 23ª Abertura Oficial da COLHEITA DO ARROZ. Restinga Seca - RS Carteira de Crédito Sicredi Fevereiro/2013 Saldo da Carteira de Crédito do Sicredi Carteira de Crédito Sicredi R$ 10.310,12 56,13% R$ 4.563,96

Leia mais

BNDES Programas Agrícolas Pronaf Jovem Informações básicas sobre o apoio financeiro

BNDES Programas Agrícolas Pronaf Jovem Informações básicas sobre o apoio financeiro BNDES Programas Agrícolas Pronaf Jovem Informações básicas sobre o apoio financeiro A seguir as informações sobre as condições financeiras, o objetivo do financiamento, a orientação sobre como solicitar

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC BANCO DA AMAZÔNIA Seminário Programa ABC O BANCO DA AMAZÔNIA Missão Criar soluções para que a Amazônia atinja patamares inéditos de desenvolvimento sustentável a partir do empreendedorismo consciente.

Leia mais

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014

Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet. Curitiba / PR 17 de março de 2014 Apoio do BNDES a Provedores Regionais de Internet Curitiba / PR 17 de março de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural. Política Agrícola - Análise da Conjuntura Agropecuária

DERAL - Departamento de Economia Rural. Política Agrícola - Análise da Conjuntura Agropecuária Política Agrícola - Análise da Conjuntura Agropecuária Setembro de 2012 A política agrícola anunciada para a agricultura empresarial se caracterizou por assegurar o necessário apoio ao produtor rural.

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

Banco do Nordeste Apoio à Agricultura Familiar

Banco do Nordeste Apoio à Agricultura Familiar Banco do Nordeste Apoio à Agricultura Familiar Programa Nacional de Fortalecimento Da Agricultura Familiar OBJETIVO Fortalecer a agricultura familiar, mediante o financiamento da infra-estrutura de produção

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Novembro 2009 DEPARTAMENTO REGIONAL NORDESTE - DENOR O que apoiamos Projetos de investimento em indústria, comércio e serviços aumento da capacidade

Leia mais

INFORME SETORIAL O BNDES E A AGROINDÚSTRIA INTRODUÇÃO 1. COMPLEXO AGROINDUSTRIAL CAI 2. AGROINDÚSTRIA

INFORME SETORIAL O BNDES E A AGROINDÚSTRIA INTRODUÇÃO 1. COMPLEXO AGROINDUSTRIAL CAI 2. AGROINDÚSTRIA INFORME SETORIAL O BNDES E A AGROINDÚSTRIA ÁREA INDUSTRIAL MAIO/2009 Nº 11 INTRODUÇÃO Neste informe são apresentados alguns dados sobre os desembolsos do BNDES para a agroindústria no ano de 2008. 1. COMPLEXO

Leia mais

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM

Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM O BNDES Mais Perto de Você Feira Internacional da Amazônia Manaus - AM 25 de novembro de 2009 Como apoiamos Operações Diretas Contratadas t diretamente t com o BNDES Operações Indiretas Instituições i

Leia mais

Wadico Waldir Bucchi Presidente. Este texto não substitui o publicado no DOU e no Sisbacen.

Wadico Waldir Bucchi Presidente. Este texto não substitui o publicado no DOU e no Sisbacen. 1 CIRCULAR Nº 1.556 Documento normativo revogado pela Resolução 3.208, de 24/06/2004. Comunicamos que a Diretoria do Banco Central, dando seqüência à reestruturação do Manual de Crédito Rural - MCR, decidiu

Leia mais

GUIA PARA PREENCHIMENTO DA SOLICITAÇÃO DE CRÉDITO

GUIA PARA PREENCHIMENTO DA SOLICITAÇÃO DE CRÉDITO DIRETORIA FINANCEIRA E DE CREDITO Superintendência de Concessão de Crédito e Administração das Centrais de Crédito GUIA PARA PREENCHIMENTO DA SOLICITAÇÃO DE CRÉDITO julho/2015 S U M Á R I O 1. O Que é

Leia mais

projetos com alto grau de geração de emprego e renda projetos voltados para a preservação e a recuperação do meio ambiente

projetos com alto grau de geração de emprego e renda projetos voltados para a preservação e a recuperação do meio ambiente O QUE É O FCO? O Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) foi criado pela Lei n.º 7.827, de 27.09.1989, que regulamentou o art. 159, inciso I, alínea c, da Constituição Federal, com

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga. São Paulo - SP 16.abr.2015 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Transportadoras de Carga São Paulo - SP 16.abr.2015 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Principal fonte

Leia mais

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011

APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 APRESENTAÇÃO ABRIL 2011 QUEM SOMOS NOSSA CAIXA DESENVOLVIMENTO AGÊNCIA DE FOMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO ÉUMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA CONTROLADA PELO ESTADO DE SÃO PAULO E ATUA COMO BANCO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Campinas - SP 17.mar.2015 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Como apoiamos? Operações Indiretas N o de operações 2014*

Leia mais

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS AGRONEGÓCIOS AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS Argentina Estados Unidos Indonésia Brasil Canadá Russia Índia Japão Austrália China México Área Agricultável > 30 milhões de ha População urbana > 80

Leia mais

Empresas se veem numa nova lógica de mercado...

Empresas se veem numa nova lógica de mercado... Empresas se veem numa nova lógica de mercado... 20/04/2010 Acidente com uma plataforma de petróleo que causou o vazamento de 2,2 milhões de barris no mar. - 53,79% ... mas também enxergam novas oportunidades.

Leia mais

Linhas de Financiamento e Programas Complementares. Montes Claros, 15 de abril de 2010

Linhas de Financiamento e Programas Complementares. Montes Claros, 15 de abril de 2010 BNDES - Linhas de Financiamento e Programas Complementares Montes Claros, 15 de abril de 2010 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal

Leia mais

Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC. São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013

Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC. São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013 Reunião de Trabalho da cadeia produtiva de Defesa e Segurança do Grande ABC São Bernardo do Campo - SP 18 de abril de 2013 Agenda 1. Informações Institucionais 2. Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas

Leia mais

O BNDES mais perto de você. abril de 2009

O BNDES mais perto de você. abril de 2009 O BNDES mais perto de você abril de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Apoio ao mercado

Leia mais

BNDES - AUTOMÁTICO. Vitória - 22 de abril de 2010

BNDES - AUTOMÁTICO. Vitória - 22 de abril de 2010 BNDES - AUTOMÁTICO n Grupo: Aline Pereira Fracalossi Andrea Abreu Carlos Adriano Elika Capucho Janete Pontes Victor Henrique Vitória - 22 de abril de 2010 BNDES Automático n Finalidade Financiar projetos

Leia mais

NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público

NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público Instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de longo

Leia mais

Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário

Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário Janeiro - 2011 Banco do Nordeste Apoio à Agricultura Familiar Programa Nacional de Fortalecimento Da Agricultura Familiar OBJETIVO Fortalecer

Leia mais

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013

Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Linhas de Financiamento do BNDES voltadas à inovação São Paulo Cidade da Inovação FIESP SP 21 de outubro de 2013 Classificação de Porte utilizada Porte da Empresa Receita Operacional Bruta Anual M P M

Leia mais

FNO Amazônia Sustentável Rural

FNO Amazônia Sustentável Rural FNO Amazônia Sustentável Rural Conceito É um Programa de Financiamento que apóia os empreendimentos rurais. Finalidades do Crédito Investimento fixo, semifixo e misto (investimento + custeio); Custeio

Leia mais

Boletim de Serviços Financeiros

Boletim de Serviços Financeiros PRODUTOS DE INFORMAÇ ÃO E INTELIGÊNCIA D E MERCADOS Boletim de Serviços Financeiros BOLETIM DO SERVIÇO B RASILEIRO DE APOIO À S MICRO E PEQUENAS E MPRESAS WWW.SEBRAE.COM.BR 0800 570 0800 PERÍODO: NOVEMBRO/2014

Leia mais

Linhas de Crédito RSA. Característica RSA

Linhas de Crédito RSA. Característica RSA Linhas de Crédito RSA Linha de Crédito Característica RSA BB Florestal - FCO Pronatureza incentivar projetos que visem à conservação e à proteção do meio ambiente, à recuperação de áreas degradadas ou

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural

DERAL - Departamento de Economia Rural ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA POLÍTICA AGRÍCOLA - SAFRA 2015/16 A política agrícola para a agricultura empresarial vem se caracterizando nos últimos anos por assegurar o necessário apoio ao produtor

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.391, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 4.391, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 4.391, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 Estabelece as condições para contratação dos financiamentos passíveis de subvenção econômica de que trata a Lei nº 12.096, de 24 de novembro de 2009, para

Leia mais

Cooperativas do Agronegócio

Cooperativas do Agronegócio Cooperativas do Agronegócio Brasília (DF), Novembro de 2009 Diretoria de Agronegócios Posicionamento Estratégico BB Atuar em cadeias de valor, apoiar o cooperativismo e o associativismo Diversificar a

Leia mais

Linhas de Financiamento para a Construção Civil

Linhas de Financiamento para a Construção Civil Linhas de Financiamento para a Construção Civil Câmara Brasileira da Indústria de Construção 16 de dezembro de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009

O BNDES Mais Perto de Você. julho de 2009 O BNDES Mais Perto de Você julho de 2009 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952; Empresa pública de propriedade integral da União Federal; Principal fonte de crédito de longo prazo; Subsidiárias BNDESPar

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES. ABIMAQ fevereiro de 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ fevereiro de 2014 Principais Linhas para o setor de BK FINAME: produção e comercialização de máquinas, equipamentos, bens de informática

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3.759 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 3.759 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 3.759 Estabelece as condições para a concessão de financiamentos passíveis de subvenção econômica pela União, destinados à aquisição e produção de bens de capital e à inovação tecnológica.

Leia mais

Produtos do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira

Produtos do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira Produtos do BNDES para o Desenvolvimento da Aquicultura Brasileira Luiza Sidonio Outubro/2013 Produtos do BNDES Apoio ao pequeno produtor: Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf

Leia mais

CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES. Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015. Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing

CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES. Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015. Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 26/2015-BNDES Rio de Janeiro, 03 de julho de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame e BNDES Finame Leasing Refinanciamento de

Leia mais

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba, 05 de novembro de 2014

Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas. Sorocaba, 05 de novembro de 2014 Apoio do BNDES às Micro, Pequenas e Médias Empresas Sorocaba, 05 de novembro de 2014 Como apoiamos? Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Empresário Como apoiamos? Operações Indiretas Instituições

Leia mais

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG

ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro. Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG ASSESSORIA AO CRÉDITO E INOVAÇÃO Incentivando o Desenvolvimento Mineiro Departamento de Economia Posto de Informações do BNDES Posto Avançado do BDMG www.bndes.gov.br LINHAS DE CRÉDITO BNDES Automático

Leia mais

Fórum Produção Sustentável de Madeira. Juiz de Fora/MG, 27 a 31 de janeiro de 2014. Programa ABC PROGRAMA ABC

Fórum Produção Sustentável de Madeira. Juiz de Fora/MG, 27 a 31 de janeiro de 2014. Programa ABC PROGRAMA ABC Fórum Produção Sustentável de Madeira Juiz de Fora/MG, 27 a 31 de janeiro de 2014 Programa ABC PROGRAMA ABC Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Linha de crédito para

Leia mais

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO

PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO PROGRAMA DE FINANCIAMENTO PARA O TURISMO LINHAS DE CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENA E MÉDIA EMPRESAS Novembro 2008 FUNGETUR Fundo Geral de Turismo Fomentar e prover recursos para o financiamento de atividades

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014

O BNDES Mais Perto de Você. Santos - SP 22 de maio de 2014 O BNDES Mais Perto de Você Santos - SP 22 de maio de 2014 Agenda Informações Institucionais Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas Projetos de Investimento Aquisição de Máquinas e Equipamentos Capital

Leia mais

CRÉDITO RURAL CUSTEIO COMERCIALIZAÇÃO INVESTIMENTO

CRÉDITO RURAL CUSTEIO COMERCIALIZAÇÃO INVESTIMENTO CUSTEIO COMERCIALIZAÇÃO INVESTIMENTO EXPEDIENTE PRESIDENTE José João Bernardes 1º VICE-PRESIDENTE Jorge Basilio 2º VICE-PRESIDENTE Guilherme Linares Nolasco (licenciado) 1º DIRETOR TESOUREIRO Júlio Cezar

Leia mais

Linha Economia Verde

Linha Economia Verde Linha Economia Verde QUEM SOMOS Instituição Financeira do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009 Instrumento institucional de apoio àexecução de políticas

Leia mais

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014

Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Apresentação Institucional Departamento de Bens de Capital - BNDES ABIMAQ 2014 Prioridades BNDES Infraestrutura logística e energética Infraestrutura urbana de saneamento e mobilidade. Modernização da

Leia mais

Novas Políticas Operacionais BNDES. Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2006

Novas Políticas Operacionais BNDES. Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2006 Novas Políticas Operacionais BNDES Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2006 Preparação do Banco para as novas Políticas Operacionais Aumento da eficiência e agilização dos procedimentos do banco, através

Leia mais

O Crédito e a. no BB

O Crédito e a. no BB O Crédito e a Sustentabilidade no BB O Crédito e a Sustentabilidade no BB Para efeito de concessão de crédito, os produtores são divididos da seguinte forma: Agricultura Familiar: Agricultores e Pecuaristas

Leia mais

Linhas de financiamento BB para o Turismo. Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009

Linhas de financiamento BB para o Turismo. Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009 Linhas de financiamento BB para o Turismo Superintendência Estadual do Banco do Brasil MT Agosto/2009 Atualizada em 03/08/2009 Crédito / Financiamentos de Investimentos / Proger Turismo Investimento Características

Leia mais

FCO EMPRESARIAL FUNDO CONSTITUCIONAL PARA FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE

FCO EMPRESARIAL FUNDO CONSTITUCIONAL PARA FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE Desmitificar o FCO EMPRESARIAL FUNDO CONSTITUCIONAL PARA FINANCIAMENTO DO CENTRO-OESTE 2015 Números e Perspectivas do FCO Objetivo: Contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região Centro-

Leia mais

F N O - PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO

F N O - PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO F N O - PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO NO SETOR RURAL Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar PRONAF Programa de Financiamento às Atividades Agropecuárias Programa a de Financiamento a

Leia mais

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014

BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada. Outubro de 2014 BNDES Financiamento à Indústria de Base Florestal Plantada Outubro de 2014 Agenda 1. Aspectos Institucionais 2. Formas de Atuação 3. Indústria de Base Florestal Plantada 1. Aspectos Institucionais Linha

Leia mais

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015

Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis. Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015 Ação do BNB no Crédito para Energias Renováveis Fortaleza(CE), 10 a 12/06/2015 Tópicos 1. Sobre o Banco do Nordeste 2. Histórico do crédito para energias renováveis 3. Financiamento para a mini e microgeração

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 38/2015-BNDES Rio de Janeiro, 14 de setembro de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing Programa

Leia mais

Fontes de Financiamento para Sistemas Agroflorestais

Fontes de Financiamento para Sistemas Agroflorestais 1 Fontes de Financiamento para Sistemas Agroflorestais Introdução Sérgio Maurício Pinheiro Malheiros 1 A presente palestra tem como objetivo apresentar os tópicos principais das linhas de crédito disponíveis

Leia mais

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura Camila Soares Braga Assessora Técnica Bem estar humano F ood F resh water F uel F iber A gente não

Leia mais

INOVAGRO. Inovação para Sustentabilidade e Produtividade. Seminário Boas Práticas de Bem-estar Animal em Sistemas Sustentáveis na Produção de Suínos

INOVAGRO. Inovação para Sustentabilidade e Produtividade. Seminário Boas Práticas de Bem-estar Animal em Sistemas Sustentáveis na Produção de Suínos INOVAGRO Inovação para Sustentabilidade e Produtividade Seminário Boas Práticas de Bem-estar Animal em Sistemas Sustentáveis na Produção de Suínos José Guilherme Tollstadius Leal SDC/MAPA A Agricultura

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES CIRCULAR SUP/AOI Nº 12/2015-BNDES, DE 08 DE MAIO DE 2015

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES CIRCULAR SUP/AOI Nº 12/2015-BNDES, DE 08 DE MAIO DE 2015 Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES CIRCULAR SUP/AOI Nº 12/2015-BNDES, DE 08 DE MAIO DE 2015 Normas Reguladoras do Produto

Leia mais

EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013

EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013 EDUARDO TADEU SAGGIORATO Gerente de Negócios e Operações NADSON XAVIER SOARES Gerente do Setor Público 21.02.2013 QUEM SOMOS Legal Instituição Financeira do Estado de São Paulo, vinculada a Secretaria

Leia mais

O BNDES Mais Perto de Você

O BNDES Mais Perto de Você O BNDES Mais Perto de Você Rio de Janeiro - RJ 11 de março de 2010 Quem somos Fundado em 20 de junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Federal Principal fonte de crédito de longo

Leia mais

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI

Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing. Programa BNDES de Sustentação do Investimento BNDES PSI Classificação: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 32/2015-BNDES Rio de Janeiro, 12 de agosto de 2015 Ref.: Ass.: Produtos BNDES Finame, BNDES Finame Agrícola e BNDES Finame Leasing

Leia mais