ENSAIO FOTOGRÁFICO URBANO. Arthur Felipe Pereira Souza UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ENSAIO FOTOGRÁFICO URBANO. Arthur Felipe Pereira Souza UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS"

Transcrição

1 ENSAIO FOTOGRÁFICO URBANO Arthur Felipe Pereira Souza UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INTRODUÇÃO Apesar de muitos considerarem Joseph Nicéphore Niépce como sendo o inventor da fotografia, ela não é uma descoberta pontual, de um único criador, mas sim um conceito trabalhado durante os séculos por vários indivíduos. Niépce pode ser considerado o primeiro a ter uma fotografia reconhecida, no entanto, o conceito de câmara escura remete ao ano de 1558, por Giovanni Della Porta e era conhecido até por Leonardo da Vinci. (FREUND, 1989) No Brasil, mais precisamente em Campinas, também tivemos pioneiros nesta arte. O francês radicado em Campinas, São Paulo, Hércules Florence conseguiu resultados superiores aos de Daguerre (sucessor de Niépce), pois desenvolveu negativos. Contudo, apesar das tentativas de disseminação do seu invento, ao qual denominou "Photographie" (foi Florence o legítimo inventor da palavra) não obteve reconhecimento à época. (KOSSOY, 2003) O produto desenvolvido, que será discutido neste relatório, constituiu-se de uma série de fotografias urbanas, em preto e branco, realizadas por mim com uma câmera analógica. Apesar de aparentar uma tarefa fácil, a realização desse projeto encontrou diversos obstáculos, os quais pretendo expor e discutir neste relatório. Para a realização desse produto, dividi o trabalho em três etapas: pré-produção, produção e pós-produção. A pré-produção constituiu-se, basicamente, da obtenção e reserva do material e do espaço necessário para a realização do produto. Nessa etapa, adquiri a bibliografia utilizada, reservei a câmera fotográfica, adquiri os filmes utilizados e ainda reservei os laboratórios para revelação e ampliação. A produção caracterizou-se pela captação das imagens propriamente ditas, por sua consequente revelação e ampliação, e, finalmente, pela seleção das imagens e montagem do portfolio para a apresentação do produto. Por fim, a pós-produção foi a realização deste relatório e a apresentação do produto em sala de aula, junto com a apresentação dos produtos dos outros alunos da turma. Os motivos que me levaram a realizar um produto com essas características são bastante simples. Sempre me interessei por fotografia, pois acredito que a captação de um determinado momento por uma câmera fotográfica não apenas representa o momento fotográfico ou a cena relatada, mas também a personalidade do sujeito que controlava a câmera. Analisando uma fotografia, pode-se descobrir muito sobre o fotógrafo. Sendo assim, esse produto expressa minha 1

2 tentativa de exploração e dominação do espaço fotografado. Além disso, como estudante de Comunicação Social Midialogia, a fotografia é ainda estudada por mim como matéria obrigatória do curso. Estando eu estudando tanto a prática e as técnicas fotográficas quanto a história da fotografia, vi nesse projeto uma forma não só de aprofundar e trabalhar meus conhecimentos na arte fotográfica, mas também de aprimorar o conhecimento adquirido na matéria para a qual realizei esse produto, através da elaboração do projeto de desenvolvimento e do relatório sobre o produto realizado. RESULTADOS Pré-Produção Começarei relatando os acontecimentos referentes à pré-produção. Como já dito, essa etapa caracterizou-se, basicamente, pela obtenção e reserva dos recursos necessários para a realização do produto. Dessa forma, a pré-produção teve uma importância fundamental, já que é uma etapa preparatória, em que os recursos são obtidos e sem a qual o produto não se desenvolveria. Inicialmente, obtive o livro Guia completo de fotografia (fig.1), de John Hedgecoe, através do site de compras Submarino, pelo preço de R$105,80. Pretendia adquirir o livro gratuitamente na biblioteca do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas, no entanto essa instituição encontrava-se em greve no período em que realizei meu produto, e, portanto, a biblioteca não se encontrava disponível. Como o livro me interessava profundamente, já que tratava de aspectos teóricos e técnicos da fotografia, julguei interessante possuí-lo para aprimorar meus conhecimentos na área. Na pré-produção também reservei os laboratórios de fotografia do Departamento de Multimeios, da Unicamp, que seriam usados para a revelação e ampliação das fotos, todavia, esses laboratórios não foram utilizados, por motivos que citarei posteriormente. Reservei ainda uma câmera fotográfica analógica Nikon (fig. 2), uma lente teleobjetiva e uma lente grande angular. Devo dizer que foi utilizada uma câmera analógica pois meu estudo de fotografia neste primeiro semestre baseia-se nesse tipo de fotografia. Já as lentes foram reservadas pois eu pretendia utilizá-las em situações em que elas se fizessem necessárias. As teleobjetivas foram reservadas para que eu pudesse capturar expressões de pessoas, já que ela possui um zoom poderoso. Já a grande angular foi reservada para a captura de paisagens e construções, pois essa lente possui um ângulo de visão mais abrangente. Adquiri, na loja Waldir Photos, em Campinas, 2 filmes Kodak Tri-X 400 (fig. 3), cada um com 15 poses, tendo gasto no processo R$50,00. Por fim, retirei a câmera fotográfica com a funcionária Vanda e defini o tema do ensaio: Cenários Urbanos. 2

3 Figura 3 - Filme P&B Kodak Tri-X 400 Figura 2 - Câmero analógica Nikon Figura 1 - Guia completo de fotografia, John Hedgecoe Produção Com os recursos em mãos, e a bibliografia lida, deu-se início à produção propriamente dita, provavelmente a etapa mais relevante do projeto, já que é aqui que o produto é confeccionado e que as idéias tomam forma. Como havia dois filmes fotográficos, foram tiradas 15 fotos no centro de Campinas/SP e 15 fotos no centro de São Carlos/SP. A escolha das cidades se deu, basicamente, por serem locais de fácil acesso para mim, já que estudo em Campinas, mas moro em São Carlos. Procurei tirar fotos de cenários urbanos que me chamassem a atenção, no sentido de me gerarem uma sensação de estranhamento, tanto social, em relação à desigualdades e indiferença, quanto estético/plástico, e acredito que isso é passado claramente nas fotos tiradas. O processo de revelação e ampliação das fotos não correu como pensado anteriormente. A idéia inicial era de que eu mesmo revelasse e ampliasse as fotos no laboratório de fotografia do Departamento de Multimeios da Unicamp. Todavia, a instituição encontrava-se em greve e, com medo de que não fosse possível a utilização do laboratório, eu acabei comprando filmes de revelação digital, e não química, e ainda não comprei o papel fotográfico, já este tinha um custo muito alto para que eu arriscasse comprá-lo a toa. Sendo assim, a revelação se deu em uma loja de fotografia, a Waldir Photos, custando R$30,00. Em posse das fotografias, foram selecionadas 7 imagens, através um critério de estética e conteúdo pessoal, ou seja, as que considerei mais pertinentes á temática urbana e uma composição plástica melhor foram selecionadas e a apresentação montada. Com relação a 3

4 apresentação, a idéia inicial era de que ela fosse feita através de slides do Power Point, mas, novamente, obstáculos externos interferiram meu produto. O scanner do laboratório de informática da Midialogia, o Noya, estava com problemas técnicos, não sendo possível sua utilização para a digitalização das imagens. Sendo assim, foi montado um portfolio físico, através da montagem das fotografias em um folhas grossas de formato A4. Pós-Produção A pós-produção foi a parte mais simples do trabalho, já que ela caracterizou-se, basicamente, por duas etapas: a elaboração do relatório e apresentação do produto em aula. Sua importância é, no entanto, elevada, já que é através dessa etapa que o produto é levado a público e o trabalho feito é julgado e reconhecido. A elaboração do relatório se deu para descrever todo o processo de elaboração do produto, os problemas e os acertos em sua confecção e foi realizado no software gratuito BrOffice Writer. A apresentação se deu no dia 15/06, na aula do Prof. José Armando Valente, e o processo se deu pela exibição do portfolio na frente da sala de aula, de modo que todos os alunos presentes, além do docente, pudessem ver e analisar o produto. DISCUSSÃO Pontos Positivos Entre os principais pontos positivos, destaco a obtenção de conhecimento. Para a realização desse produto tive que ler o Guia completo de fotografia, de John Hedgecoe, fato que me ampliou muito o conhecimento teórico da experiência fotográfica. Tendo a base teórica, adquirida com o livro, e com as aulas da matéria de Fotografia, pude praticar nas ruas do centro de Campinas e São Carlos. A prática é, por si só, geradora de conhecimento, pois através dela pude estudar a composição, o alocamento dos objetos no quadro 4

5 e a iluminação a ser capturada. Além disso, também pude ampliar minha idéia sobre o papel do fotógrafo no ato fotográfico e sua relação com a máquina. Devo ainda ressaltar que tinha problemas em tirar fotos de pessoas na rua. Sentia-me envergonhado e repelido, como que invadindo o espaço da pessoa retratada, atravessando sua liberdade. Ao realizar essas fotografias pude evoluir neste aspecto. Notei que, conforme ia tirando fotos, sentia-me cada vez mais livre para poder capturar momentos e expressões relativas à pessoas desconhecidas. Pontos Negativos Como já dito, os principais problemas que tive neste projeto se deram devido à greve de funcionários da Universidade Estadual de Campinas. Devido a essa questão tive que improvisar várias vezes para que o produto saísse do campo das idéias e se concretizasse. Primeiramente, devo citar o problema das bibliotecas estarem fechadas. Como já disse, devido a isso tive que comprar o livro que poderia ter pego gratuitamente na biblioteca. A greve também fez com que eu desistisse de utilizar o laboratório de fotografia do Departamento de Multimeios, pois não sabia se a funcionária Vanda iria ou não aderir a greve, fazendo com que eu pagasse para que as fotos fossem reveladas e ampliadas em uma loja de fotografia. Por fim, o fato de o scanner do Noya estar com problemas técnicos também atrapalhoume muito, já que fez com que minha apresentação se atrasasse e não fosse feita através de apresentação de slides, o que facilitaria muito, já que no projetor as fotografias apareceriam ampliadas e os alunos e o docente poderiam vê-las melhor. CONCLUSÃO Apesar da grande quantidade de problemas que apareceram no decorrer da elaboração do produto, já relatados, foi possível contorná-los sem uma perda de qualidade que o afetasse profundamente. Todo o processo de pré-produção, produção e pós-produção foi trabalhado, apesar das limitações, da melhor forma possível. Sendo assim, pode-se dizer que os objetivos foram alcançados, afinal, o portfolio de fotografia se concretizou, e, acredito eu, possui uma boa qualidade. Acredito que este projeto possa se desenvolver ainda mais, já que ainda acho que tenho muito a aprender sobre fotografia. Em uma possível continuação deste projeto, um tema mais pontual faz-se necessário, já que fotografias urbanas ainda é muito amplo, fato que fez com que eu achasse que o portfolio carecesse de uma temática que unifique, de forma mais contundente, as fotografias presentes no portfolio. 5

6 Outra questão que pode ser trabalhada posteriormente é a fotografia em estúdio, que não utilizei nesse produto, pois ainda não possuía experiência e nem conhecimento nesse tipo de trabalho, mas que, no entanto, pretendo estudar no decorrer do curso. REFERÊNCIAS FREUND,Gisele. Fotografia e Sociedade. 5 ed. Ed. Veja: Lisboa, KOSSOY, Boris. Fotografia e História, São Paulo: Ateliê Editorial, BIBLIOGRAFIA HEDGECOE, John. Guia completo de fotografia. São Paulo: Martins Fontes, p. 6

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Introdução Como foi explicitado no Projeto de Desenvolvimento de Produto, a minha intenção

Leia mais

Criação de um site sobre Comunicação

Criação de um site sobre Comunicação Luciano Conceição Martins Criação de um site sobre Comunicação UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução: Um site é um conjunto de arquivos feitos através de códigos de programação. E, estes

Leia mais

Relatório de Projeto de Desenvolvimento de Videoclipe

Relatório de Projeto de Desenvolvimento de Videoclipe Relatório de Projeto de Desenvolvimento de Videoclipe Ana Carolina Abreu de Campos Universidade Estadual de Campinas UNICAMP 1 1 Introdução Um dia, um de meus amigos teve a brilhante idéia de fazer um

Leia mais

Experiências fotográficas com as ilustrações Aya Kato

Experiências fotográficas com as ilustrações Aya Kato Experiências fotográficas com as ilustrações Aya Kato Introdução: Taisa Hayashi Isayama Universidade Estadual de Campinas Unicamp Instituto de Artes Departamento de Multimeios Aya Kato é uma ilustradora

Leia mais

Flyer de Divulgação da Banda Beatrice

Flyer de Divulgação da Banda Beatrice UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Comunicação Social Hab. Midialogia Disciplina: CS101 Métodos e Técnicas de Pesquisa em Midialogia Prof. José A. Valente Aluna: Bruna Luiza Bellico Neves RA: 095606 Flyer

Leia mais

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO RELATÓRIO FINAL Aurélio Augusto de Oliveira Araújo Universidade Estadual de Campinas UNICAMP

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO RELATÓRIO FINAL Aurélio Augusto de Oliveira Araújo Universidade Estadual de Campinas UNICAMP PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO RELATÓRIO FINAL Aurélio Augusto de Oliveira Araújo Universidade Estadual de Campinas UNICAMP Proposta de Desenvolvimento de Produto Sob orientação do Prof. José Armando

Leia mais

Programa de Pós Graduação em Educação da FCT/UNESP, Presidente Prudente, SP. depenna05@yahoo.com.br

Programa de Pós Graduação em Educação da FCT/UNESP, Presidente Prudente, SP. depenna05@yahoo.com.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 799 INTERVENÇÃO EM ARTE COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE PHOTOSHOP Denise Penna Quintanilha Programa de Pós Graduação em

Leia mais

Elaboração de estampas para camisetas. Por Stella Marina Yurí Hiroki. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Elaboração de estampas para camisetas. Por Stella Marina Yurí Hiroki. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Elaboração de estampas para camisetas Por Stella Marina Yurí Hiroki Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Introdução O projeto de desenvolvimento que eu havia proposto possuía o intuito de elaborar

Leia mais

RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO: SITE DIVULGANDO OS FILMES

RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO: SITE DIVULGANDO OS FILMES RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO: SITE DIVULGANDO OS FILMES REALIZADOS PELA 6ª TURMA DE MIDIALOGIA João Baptista Alves Boccaletto Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Comunicação

Leia mais

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956).

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956). 1. INTRODUÇÃO 1.1. MINHA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA Meu pai tinha uma câmara fotográfica. Ele não era fotógrafo profissional, apenas gostava de fotografar a família e os amigos (vide Foto 1). Nunca estudou

Leia mais

A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO

A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO Universidade Estadual de Campinas Fernanda Resende Serradourada A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INTRODUÇÃO: O Projeto de Desenvolvimento realizado por mim visava à confecção

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3205.5 FOTOJORNALISMO 2ª 04 68 1º/2010 OBJETIVOS O aluno ao final do

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Cartão-virtual no programa Flash Marusha Loraine Marcello Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Cartão-virtual no programa Flash Marusha Loraine Marcello Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Cartão-virtual no programa Flash Marusha Loraine Marcello Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Introdução: A globalização e a aceleração das atividades humanas, principalmente promovidas pelo computador,

Leia mais

RELATÓRIO P.A.A. !!! CURSO DE COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL - ESPECIALIZAÇÃO EM FOTOGRAFIA MARIANA SEABRA BARROS, Nº15, 12ºD1

RELATÓRIO P.A.A. !!! CURSO DE COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL - ESPECIALIZAÇÃO EM FOTOGRAFIA MARIANA SEABRA BARROS, Nº15, 12ºD1 RELATÓRIO P.A.A. CURSO DE COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL - ESPECIALIZAÇÃO EM FOTOGRAFIA MARIANA SEABRA BARROS, Nº15, 12ºD1 Trabalho elaborado na disciplina de Projeto e Tecnologias Orientada pelo Professor Miguel

Leia mais

História e imagem: O historiador e sua relação com o cinema

História e imagem: O historiador e sua relação com o cinema História e imagem: O historiador e sua relação com o cinema Luciana Ferreira Pinto 1 1.Introdução Desde o início da Escola dos Anais, na França, os objetos de estudo da História vêm se modificando, exigindo

Leia mais

CONFECÇÃO DE SITE, PARA ABRIGO DE PORTIFÓLIO PESSOAL, INTEIRAMENTE EM FLASH Tales Garcia Fernandes Universidade Estadual de Campinas

CONFECÇÃO DE SITE, PARA ABRIGO DE PORTIFÓLIO PESSOAL, INTEIRAMENTE EM FLASH Tales Garcia Fernandes Universidade Estadual de Campinas CONFECÇÃO DE SITE, PARA ABRIGO DE PORTIFÓLIO PESSOAL, INTEIRAMENTE EM FLASH Tales Garcia Fernandes Universidade Estadual de Campinas Introdução A proposta inicial desse projeto era a de confeccionar um

Leia mais

A Evolução do Processamento Fotográfico na ESTEIO

A Evolução do Processamento Fotográfico na ESTEIO A Evolução do Processamento Fotográfico na ESTEIO Descrever o processo fotográfico é remeter-se a temas como: câmera, filme, papel fotográfico e processamento de imagens, assuntos tratados e estudados

Leia mais

Ensaio Fotográfico Elisetes 1. Diego Henrique COUTO 2 Israel Vinicius da SILVA 3 Lamounier Lucas PEREIRA JÚNIOR 4 Centro Universitário Newton Paiva

Ensaio Fotográfico Elisetes 1. Diego Henrique COUTO 2 Israel Vinicius da SILVA 3 Lamounier Lucas PEREIRA JÚNIOR 4 Centro Universitário Newton Paiva Ensaio Fotográfico Elisetes 1 Diego Henrique COUTO 2 Israel Vinicius da SILVA 3 Lamounier Lucas PEREIRA JÚNIOR 4 Centro Universitário Newton Paiva RESUMO Ao planejar um ensaio, é importante pensar em todos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O presente

Leia mais

READ IN WEB APRENDENDO INGLÊS POR MEIO DA

READ IN WEB APRENDENDO INGLÊS POR MEIO DA READ IN WEB APRENDENDO INGLÊS POR MEIO DA INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS ONLINE ANÁLISE DE UMA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM BASEADA NAS TIC Marilia Lopes Justino, Roberta Caroline Silva Salomão Universidade Estadual

Leia mais

Endereço: Rua 1. Mércia ARAÚJO 2 Nelson SOARES 3 Faculdade Social da Bahia, Salvador, BA

Endereço: Rua 1. Mércia ARAÚJO 2 Nelson SOARES 3 Faculdade Social da Bahia, Salvador, BA Endereço: Rua 1 Mércia ARAÚJO 2 Nelson SOARES 3 Faculdade Social da Bahia, Salvador, BA RESUMO: O presente trabalho foi apresentado à disciplina Fotojornalismo II e consistiu na produção de um ensaio fotodocumental.

Leia mais

CONSTRUINDO E ORGANIZANDO O ÁLBUM DE FAMÍLIA

CONSTRUINDO E ORGANIZANDO O ÁLBUM DE FAMÍLIA CONSTRUINDO E ORGANIZANDO O ÁLBUM DE FAMÍLIA Luciana Fávero UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução "Construir e organizar um álbum de fotografia para meus avós maternos, a fim de que o registro

Leia mais

POR TRÁS DA LENTE E DIANTE DA CÂMERA A EVOLUÇÃO DO RETRATO

POR TRÁS DA LENTE E DIANTE DA CÂMERA A EVOLUÇÃO DO RETRATO 1 POR TRÁS DA LENTE E DIANTE DA CÂMERA A EVOLUÇÃO DO RETRATO RESUMO Colégio Londrinense Alunos (as): Laís Knott Oliveira Silva; Clóvis Begnozzi Neto; Lucas Assis; Rafael Noriaki Yamamoto Orientadora: Wiviane

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE USO DO SOFTWARE EDUCACIONAL FALANDO SOBRE... HISTÓRIA DO BRASIL EM AULA MINISTRADA EM LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

CONSIDERAÇÕES SOBRE USO DO SOFTWARE EDUCACIONAL FALANDO SOBRE... HISTÓRIA DO BRASIL EM AULA MINISTRADA EM LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA CONSIDERAÇÕES SOBRE USO DO SOFTWARE EDUCACIONAL FALANDO SOBRE... HISTÓRIA DO BRASIL EM AULA MINISTRADA EM LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA Dorisvaldo Rodrigues da Silva drsilva@unioeste.br Vera Lúcia Ruiz Rodrigues

Leia mais

O Light Painting como Recurso Visual na Fotografia Publicitária 1

O Light Painting como Recurso Visual na Fotografia Publicitária 1 O Light Painting como Recurso Visual na Fotografia Publicitária 1 Isaac Veloso NETO 2 Joseph LIMA 3 Amanda BARROS 4 Micael RODRIGUES 5 João COUTINHO 6 Vitor BRAGA 7 Resumo: Nesse trabalho, busca-se principalmente

Leia mais

O remédio musical. Gian Daher Berselli Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

O remédio musical. Gian Daher Berselli Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) O remédio musical Gian Daher Berselli Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Resumo: Esse artigo tem o intuito de identificar as diferentes reações e utilizações da musica como método terapêutico

Leia mais

Projeto de Análise de Site Educacional www.diabetesnoscuidamos.com.br

Projeto de Análise de Site Educacional www.diabetesnoscuidamos.com.br Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Instituto de Artes Pós Graduação em Multimeios 1º sem/2002 Disciplina: Multimeios e Educação Ministrada por: José Armando Valente Aluno: Álvaro E.M. Marinho

Leia mais

A Divulgação do Sensoriamento Remoto como Projeto Participante em Mostra Cultural

A Divulgação do Sensoriamento Remoto como Projeto Participante em Mostra Cultural A Divulgação do Sensoriamento Remoto como Projeto Participante em Mostra Cultural Nelson Lage Da Costa Mestrando em Ensino de Ciências na Educação Básica da UNIGRANRIO Caixa Postal 77.180 Centro Nova Iguaçu

Leia mais

COM CRIANÇAS INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NOS DIFERENTES MODOS DE ENSINAR

COM CRIANÇAS INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NOS DIFERENTES MODOS DE ENSINAR O USO DO BLOG COM CRIANÇAS INGRESSANTES NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA EXPERIÊNCIA POSSÍVEL NOS DIFERENTES MODOS DE ENSINAR Isnary Aparecida Araujo da Silva 1 Introdução A sociedade atual vive um boom da tecnologia,

Leia mais

UM MINUTO PRA FALAR DO MUNDO Davina Marques Ludmila Alexandra dos Santos Sarraipa

UM MINUTO PRA FALAR DO MUNDO Davina Marques Ludmila Alexandra dos Santos Sarraipa CULTURAS E CONHECIMENTOS DISCIPLINARES ANO 3 EDIÇÃO 16 UM MINUTO PRA FALAR DO MUNDO Davina Marques Ludmila Alexandra dos Santos Sarraipa O sabiá Teco vai fugir da gaiola em busca de um lugar melhor para

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 05

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 05 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 05 Objetivas É uma lente óptica ou conjunto de lentes usada em conjunto com um corpo de câmera e um mecanismo para reproduzir

Leia mais

Anelise de Brito Turela Ferrão Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Edição de um filme a partir de fotografias

Anelise de Brito Turela Ferrão Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Edição de um filme a partir de fotografias PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO RELATÓRIO DE ATIVIDADE Anelise de Brito Turela Ferrão Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Edição de um filme a partir de fotografias ANIVERSÁRIO GEMEOS / 7

Leia mais

O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA

O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA Ana Lhayse Feitoza Albuquerque analhayse@hotmail.com Beatriz Correia Neri de Araújo beatrizneri00@hotmail.com Thays Emanuela

Leia mais

HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA

HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA HISTÓRIA DA FOTOGRAFIA A luz é o princípio da fotografia Tentativa do homem de tornar perene a realidade Luz refletida nos objetos permite que os vejamos Quando a luz refletida atravessa um pequeno orifício

Leia mais

ANÁLISE DA POSTURA DE UMA PROFESSORA PARTICIPANTE DE UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA

ANÁLISE DA POSTURA DE UMA PROFESSORA PARTICIPANTE DE UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA IX CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN ANÁLISE DA POSTURA DE UMA PROFESSORA PARTICIPANTE DE UM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE FOTOGRAFIA. TEMA: Garimpeiros do ouro verde: A predominância da mão de obra feminina na viticultura

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE FOTOGRAFIA. TEMA: Garimpeiros do ouro verde: A predominância da mão de obra feminina na viticultura UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHA UNEB DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CAMPUS III PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DISCIPLINA: A LINGUAGEM DOS MEIOS - SUPORTE FOTOGRAFIA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES

Leia mais

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5

Lógicas de Supervisão Pedagógica em Contexto de Avaliação de Desempenho Docente. ENTREVISTA - Professor Avaliado - E 5 Sexo Idade Grupo de Anos de Escola docência serviço Feminino 46 Filosofia 22 Distrito do Porto A professora, da disciplina de Filosofia, disponibilizou-se para conversar comigo sobre o processo de avaliação

Leia mais

ESTUDANDO A FOTOGRAFIA POR UMA ABORDAGEM ETNOMATEMÁTICA

ESTUDANDO A FOTOGRAFIA POR UMA ABORDAGEM ETNOMATEMÁTICA ISSN 2316-7785 ESTUDANDO A FOTOGRAFIA POR UMA ABORDAGEM ETNOMATEMÁTICA Luciane Bichet Luz UFPEL lbichet615@hotmail.com Amanda Prank UFPEL amandaprank@ymail.com RESUMO Esta pesquisa busca relacionar a Matemática

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ARACAJU/SERGIPE COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS MATEMÁTICOS

UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ARACAJU/SERGIPE COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS MATEMÁTICOS UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ARACAJU/SERGIPE COM A UTILIZAÇÃO DE JOGOS MATEMÁTICOS Resumo Tâmara Azevedo Nascimento tamara_an212@hotmail.com Darlysson Wesley da Silva darlyssonwesley@hotmail.com

Leia mais

Passagens, móveis e projeções

Passagens, móveis e projeções Passagens, móveis e projeções A fotografia, que tem tantos usos narcisistas, é também um poderoso instrumento para despersonalizar nossa relação com o mundo; e os dois são complementares Susan Sontag Olho

Leia mais

Lata na mão, grafiteiro na rua, arte na prede e a montagem de um vídeo etnográfico na Amazônia 1

Lata na mão, grafiteiro na rua, arte na prede e a montagem de um vídeo etnográfico na Amazônia 1 Lata na mão, grafiteiro na rua, arte na prede e a montagem de um vídeo etnográfico na Amazônia 1 Leila Cristina Leite Ferreira-UFPA RESUMO: Este artigo traz como discussão a captação, a elaboração e a

Leia mais

Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade

Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade Veja o exemplo de relatório do processo de ensino-aprendizagem apresentado pela professora de uma das turmas da CMEB Mário Leal Silva CMEB

Leia mais

PORTFÓLIO COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA: A ANÁLISE DO PROCESSO NO CMEI VALÉRIA VERONESI

PORTFÓLIO COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA: A ANÁLISE DO PROCESSO NO CMEI VALÉRIA VERONESI PORTFÓLIO COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA: A ANÁLISE DO PROCESSO NO CMEI VALÉRIA VERONESI Resumo Rosangela de Sousa Cardoso Stabenow1 - UEL Cassiana Magalhães2 - UEL Grupo de Trabalho - Didática:

Leia mais

Com a Fotografia foi assim também. Ela nasce movida pela curiosidade, em um processo que envolveu estudo, observação e muita experimentação.

Com a Fotografia foi assim também. Ela nasce movida pela curiosidade, em um processo que envolveu estudo, observação e muita experimentação. Capítulo I. História da Fotografia As leis da Física Ao longo de sua evolução o Homem foi descobrindo e inventando coisas, desenvolvendo conhecimento, tecnologia e instrumentos para suprir suas necessidades.

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 )

R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) R E L A T Ó R I O D E E N G E N H A R I A D E S O F T W A R E ( 2 0 0 5 / 2 0 0 6 ) Tendo iniciado no presente ano lectivo 2005/2006 o funcionamento da plataforma Moodle na Universidade Aberta, considerou-se

Leia mais

Relatório de Atividades Maio e Junho

Relatório de Atividades Maio e Junho Relatório de Atividades Maio e Junho ANA LISE MENSAL MAIO/JUNHO Devido a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 o horário do Projeto Construindo o Saber Pré Vestibular durante a semana foi modificado (16h50min

Leia mais

Curso Básico de Fotografia Digital. Por Daniel Barboza

Curso Básico de Fotografia Digital. Por Daniel Barboza Curso Básico de Fotografia Digital Por Daniel Barboza Curso Básico de Fotografia Digital 57ª Turma Ementa Objetivos: Aprimorar conhecimentos gerais; Aprender a fazer fotos em viagens; Ter noção de como

Leia mais

Relatório Fotográfico de Atividades -1º Semestre 2015

Relatório Fotográfico de Atividades -1º Semestre 2015 Relatório Fotográfico de Atividades -1º Semestre 2015 Subprojeto... Colégio Estadual Professor Waldemar Amoretty Machado Supervisora: Gisele Machado Brites Rodrigues Bolsistas: Ariani, Camila Simões, Kamile

Leia mais

ABORDAGEM PROBLEMATIZADORA: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE ÓTICA GEOMÉTRICA NO ENSINO MÉDIO

ABORDAGEM PROBLEMATIZADORA: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE ÓTICA GEOMÉTRICA NO ENSINO MÉDIO ABORDAGEM PROBLEMATIZADORA: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DE ÓTICA GEOMÉTRICA NO ENSINO MÉDIO Olímpia Vanessa Vicente da Costa, Bismarck de Araújo Freitas, Maria Angela Vasconcelos Lopes Gama, Alessandro

Leia mais

ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DE DVD DE VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO

ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DE DVD DE VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO Universidade Estadual de Campinas UNICAMP RELATÓRIO FINAL ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DE DVD DE VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO Harti Luiz Sachser Jr. RA 016267 José J. Lunazzi Orientador 1.

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais

Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UMANAS IFCH FACULDADE DE EDUCAÇÃO FACED Relatório do estágio de prática de ensino em ciências sociais Curso: Ciências Sociais

Leia mais

30/07 Sessão de Experiência Pedagógica

30/07 Sessão de Experiência Pedagógica 30/07 Sessão de Experiência Pedagógica INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO FUNDAMENTAL II UM CAMINHO DE PESQUISA Profª Drª Cleuza Pelá (Escola Cidade Jardim SP) Introdução Quando o Projeto de Minimonografia

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE DOCUMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO

ESTRATÉGIAS DE DOCUMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO ESTRATÉGIAS DE DOCUMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO Eixo Temático 2 - Pesquisa e Práticas Educacionais Autora: Beatriz de Oliveira Abuchaim Orientadora: Maria Malta

Leia mais

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0 Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos CAIO HENRIQUE TEODORO DOS SANTOS Página 1 Versão 1.0 2013 Esforcei-me ao máximo para transmitir em poucas páginas algumas dicas

Leia mais

ENSINO DE ARTE NO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA (20 DE NOVEMBRO)

ENSINO DE ARTE NO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA (20 DE NOVEMBRO) ENSINO DE ARTE NO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA (20 DE NOVEMBRO) Flaviane dos Santos Malaquias flavinhamalaquias@hotmail.com Universidade Federal de Uberlândia Comunicação Relato de Experiência O presente

Leia mais

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 Claudemir Monteiro Lima Secretária de Educação do Estado de São Paulo claudemirmonteiro@terra.com.br João

Leia mais

Deu pra ti Baixo astral Vou pra Porto Alegre Tchau!

Deu pra ti Baixo astral Vou pra Porto Alegre Tchau! UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRNDE DO SUL FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA Disciplina EDU 03080 Pesquisa em Educação Professora: LILIANA MARIA PASSERINO Deu pra ti Baixo astral Vou pra Porto Alegre

Leia mais

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações.

CONCEITOS. Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sala de Professor MESTRE JÚLIO: RETRATO PINTADO CONCEITOS Artes História do retrato-pintura. História do retrato-fotografia. Arte e tecnologia. Matemática Transformações. Sociologia Indústria cultural.

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor.

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor. OSVALDO Bom dia! Meu nome é Osvaldo, tenho 15 anos, sou de Santa Isabel SP (uma cidadezinha próxima à Guarulhos) e, com muito orgulho, sou bolsista ISMART! Ingressei no ISMART este ano e atualmente estou

Leia mais

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Guia Fundamental para Gestão de Qualidade em Serviços Objetivo Capacitar os participantes a interpretarem os requisitos da Norma ISO 9001:2008, relacionados aos

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

APRENDENDO A INCLUIR NO COTIDIANO ESCOLAR

APRENDENDO A INCLUIR NO COTIDIANO ESCOLAR APRENDENDO A INCLUIR NO COTIDIANO ESCOLAR ANGELA MARIA PARREIRAS RAMOS angelaramos7@gmail.com RESUMO O trabalho aqui apresentado é um relato de experiência do trabalho de um ano letivo com dois alunos

Leia mais

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico.

PROJETO ARARIBÁ. Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. PROJETO ARARIBÁ Um projeto que trabalha a compreensão leitora, apresenta uma organização clara dos conteúdos e um programa de atividades específico. ARARIBÁ HISTÓRIA O livro tem oito unidades, divididas

Leia mais

Um Diferente Olhar 1. Bruno Barros de SOUZA 2 Gabriel de Angeli PAZETO 3 Felipe Maciel TESSAROLO 4 Faculdades Integradas São Pedro, Faesa

Um Diferente Olhar 1. Bruno Barros de SOUZA 2 Gabriel de Angeli PAZETO 3 Felipe Maciel TESSAROLO 4 Faculdades Integradas São Pedro, Faesa Um Diferente Olhar 1 Bruno Barros de SOUZA 2 Gabriel de Angeli PAZETO 3 Felipe Maciel TESSAROLO 4 Faculdades Integradas São Pedro, Faesa RESUMO O presente artigo visa apresentar a execução, planejamento

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Língua Inglesa/2003 - Érika Nunes Martins Simões Formação do Professor de - Sheila Andrade

Leia mais

Software Tutorial sobre Sistema Solar

Software Tutorial sobre Sistema Solar Software Tutorial sobre Sistema Solar Alan Correa, Antônio Rocir, Sandro Niederauer Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) Rua 24 de maio, 141 95520-000 Osório RS Brasil {sandroniederauer, alan.sms}@hotmail.com,

Leia mais

PROJETO AUTOBIOGRAFIAS.

PROJETO AUTOBIOGRAFIAS. Experiências significativas no desenvolvimento de Projetos Sociais. PROJETO AUTOBIOGRAFIAS. Gabriela Junqueira De Marco. Faculdade de Educação, Ciências e Artes Dom Bosco de Monte Aprazível-SP. Alfsolidaria@faeca.com.br

Leia mais

Gabriela Zilioti, graduanda de Licenciatura e Bacharelado em Geografia na Universidade Estadual de Campinas.

Gabriela Zilioti, graduanda de Licenciatura e Bacharelado em Geografia na Universidade Estadual de Campinas. Relato de Experiência Eixo temático: Direitos Humanos - inclusão Gabriela Zilioti, graduanda de Licenciatura e Bacharelado em Geografia na Universidade Estadual de Campinas. A importância de maquetes para

Leia mais

Prática com Projeto em aulas de Matemática: um desafio Antonio Roberto Barbutti arbarbutti@hotmail.com EMEF Padre Francisco Silva

Prática com Projeto em aulas de Matemática: um desafio Antonio Roberto Barbutti arbarbutti@hotmail.com EMEF Padre Francisco Silva Prática com Projeto em aulas de Matemática: um desafio Antonio Roberto Barbutti arbarbutti@hotmail.com EMEF Padre Francisco Silva Resumo: Este trabalho é resultado do curso de formação Gestar II Matemática,

Leia mais

Editorial de Moda: Anos 60 1

Editorial de Moda: Anos 60 1 Editorial de Moda: Anos 60 1 Lucas Paiva de OLIVEIRA 2 Rosana Vilanova LACERDA 3 Paola Monteiro CORRÊA 4 Gabriella Grendene ZANCHI 5 Renata STODUTO 6 Centro Universitário Metodista do IPA, Porto Alegre,

Leia mais

O Olhar por Trás da Câmera 1

O Olhar por Trás da Câmera 1 O Olhar por Trás da Câmera 1 Letícia Mainardi Tamiozzo 2 RadharaniTarumim Souza Kuhn 3 Orientador: Muryllo Lorensoni 4 Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT. RESUMO O trabalho de Produção Transdisciplinar

Leia mais

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores

II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores II Congresso Nacional de Formação de Professores XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores FORMANDO PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA PARA O ACESSO A INTERNET: O CURSO DE WEB DESIGN E A

Leia mais

8 c o i s a s FOTOGRAFAR. Ana Flor www.anaflor.fot.br

8 c o i s a s FOTOGRAFAR. Ana Flor www.anaflor.fot.br 8 c o i s a s que vocêê precisa saber para FOTOGRAFAR Ana Flor www.anaflor.fot.br Introdução Esta apostila não pretende ser um manual de como ser um ótimo fotógrafo ou como usar sua câmera. Aqui você encontrará

Leia mais

RAIOS, RELÂMPAGOS E TROVÕES. Resumo. Introdução

RAIOS, RELÂMPAGOS E TROVÕES. Resumo. Introdução RAIOS, RELÂMPAGOS E TROVÕES Resumo Angelita Ribeiro da Silva angelita_ribeiro@yahoo.com.br O tema do trabalho foi Raios, Relâmpagos e Trovões. Os alunos investigaram como se dá a formação dos três fenômenos.

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Programa para a Inclusão e Desenvolvimento Progride. ParticipAR Inovação para a Inclusão em Arraiolos"

Programa para a Inclusão e Desenvolvimento Progride. ParticipAR Inovação para a Inclusão em Arraiolos Programa para a Inclusão e Desenvolvimento Progride ParticipAR Inovação para a Inclusão em Arraiolos" Relatório de Avaliação SEGURANÇA NA INTERNET (SESSÕES PARA ALUNOS) Arraiolos 12\04\ 07 O Agrupamento

Leia mais

relato êa internet como atividade integrante de uma prática docente

relato êa internet como atividade integrante de uma prática docente A internet como atividade integrante de uma prática docente Flávio Chame Barreto Instituto Educacional Vivenciando RJ flaviocbarreto@yahoo.com.br Resumo Um consenso entre os docentes do Ensino Fundamental

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

RELATÓRIO PROJETO PONTO A PONTO EDITAL 2009 O NOSSO PAPEL E VIVA RIO PONTO DE CULTURA FAZENDO A DIFERENÇA EM PAQUETÁ PONTO DE CULTURA PAPO CABEÇA

RELATÓRIO PROJETO PONTO A PONTO EDITAL 2009 O NOSSO PAPEL E VIVA RIO PONTO DE CULTURA FAZENDO A DIFERENÇA EM PAQUETÁ PONTO DE CULTURA PAPO CABEÇA RELATÓRIO PROJETO PONTO A PONTO EDITAL 2009 O NOSSO PAPEL E VIVA RIO PONTO DE CULTURA FAZENDO A DIFERENÇA EM PAQUETÁ E PONTO DE CULTURA PAPO CABEÇA O projeto Intercâmbio Ponto a Ponto realizado entre o

Leia mais

Comunicação Relato de Experiência

Comunicação Relato de Experiência OBSERVANDO AULAS DE MÙSICA NA ESCOLA: AS ORIENTAÇÕES DO PROFESSOR EM PRÁTICAS DE CONJUNTO COM PERCUSSÃO E NO PROCESSO DE CRIAÇÃO MUSICAL UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Armando César da Silva ac_guitar@hotmail.com

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207

OLHAR GLOBAL. Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas. A poeira do. renascimento. Fotografe Melhor n o 207 OLHAR GLOBAL Inspirado no mito da Fênix, Olivier Valsecchi cria imagens com cinzas A poeira do renascimento 36 Fotografe Melhor n o 207 Olivier convida pessoas que encontra na rua ou na internet para posarem

Leia mais

ENSAIO. L âme de fond. As impressionantes longas exposições de Philippe Mougin estimulam viagens muito além da imaginação

ENSAIO. L âme de fond. As impressionantes longas exposições de Philippe Mougin estimulam viagens muito além da imaginação ENSAIO L âme de fond As impressionantes longas exposições de Philippe Mougin estimulam viagens muito além da imaginação 48 Bola Teixeira Fotos: Philippe Mougin Philippe Mougin é um fotógrafo francês de

Leia mais

Fotografia e educação: a escola como formadora de leitores críticos da imagem midiática 1

Fotografia e educação: a escola como formadora de leitores críticos da imagem midiática 1 Fotografia e educação: a escola como formadora de leitores críticos da imagem midiática 1 Ana Maria Schultze - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) 2 Resumo Apesar de crianças

Leia mais

Energético Burn 1. PALAVRAS CHAVE: Fotografia; Fotografia Publicitária, Energético.

Energético Burn 1. PALAVRAS CHAVE: Fotografia; Fotografia Publicitária, Energético. Energético Burn 1 Humberto Leopoldo P. CARDOSO FILHO 2 Tainá Claudino dos SANTOS 3 Anamaria TELES 4 Universidade Regional de Blumenau, FURB, Blumenau, SC RESUMO A fotografia aqui apresentada foi concebida

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

Teste de Usabilidade BEEQO. Data Versão do wireframe Descrição

Teste de Usabilidade BEEQO. Data Versão do wireframe Descrição BEEQO Teste de Usabilidade Data Versão do wireframe Descrição 21/03/2012 1.1 Entender o comportamento do usuário com a interface proposta e avaliar os principais problemas de usabilidade. Página 1 de 8

Leia mais

Relatório Pré-Final de F709

Relatório Pré-Final de F709 Relatório Pré-Final de F709 Nome: Youssef Eduardo Khalifa RA:083108 Youssefkagebunshin x gmail.com Coordenador da Disciplina: Professor Dr. José Joaquin Lunazzi Extra-aula No primeiro extra-aula conversamos

Leia mais

O uso do desenho e da gravura sobre fotografia como práxis poética da memória

O uso do desenho e da gravura sobre fotografia como práxis poética da memória O uso do desenho e da gravura sobre fotografia como práxis poética da memória Vinicius Borges FIGUEIREDO; José César Teatini CLÍMACO Programa de pós-graduação em Arte e Cultura Visual FAV/UFG viniciusfigueiredo.arte@gmail.com

Leia mais

COMANDOS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: ANÁLISE DOS DADOS DE UMA PESQUISA-AÇÃO

COMANDOS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: ANÁLISE DOS DADOS DE UMA PESQUISA-AÇÃO 2686 COMANDOS DE PRODUÇÃO TEXTUAL: ANÁLISE DOS DADOS DE UMA PESQUISA-AÇÃO Contexto da Pesquisa Nagely Beatriz Hütner - ESAP O presente artigo versa sobre o relato de uma pesquisa de mestrado que teve como

Leia mais

Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio

Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio João Victor Maceno Lacerda 1 GD6 Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação à Distância Resumo: Neste

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas.

ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA. Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Período: Três semanas. ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ EVARISTO COSTA RELATO DE EXPERIÊNCIA Sequência Didática I Era uma vez um gato xadrez... Autora: Bia Villela. Professoras: Maria Cristina Santos de Campos. Silvana Bento de Melo Couto.

Leia mais

SocialDB Social Digital Library

SocialDB Social Digital Library Social Digital Library Laboratório L3P NARRATIVA DO PROJETO SOCIALDB 06/2015 Gestor de uma coleção "Sou produtor cultural (ou fotógrafo) e quero criar um lugar na internet com uma seleção de obras artísticas

Leia mais

O computador que faz e conta piadas.

O computador que faz e conta piadas. O computador que faz e conta piadas. Se vocês pensam que só os humanos contam piadas estão enganados, computadores também tem censo de humor. Apresento-lhes os meus computadores:- O computador principal

Leia mais

PROJETO ESCOLA PARA PAIS

PROJETO ESCOLA PARA PAIS PROJETO ESCOLA PARA PAIS Escola Estadual Professor Bento da Silva Cesar São Carlos São Paulo Telma Pileggi Vinha Maria Suzana De Stefano Menin coordenadora da pesquisa Relator da escola: Elizabeth Silva

Leia mais

UMA PARCERIA DE SUCESSO!

UMA PARCERIA DE SUCESSO! RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Parceria Santa Dorotéia e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO! 1 SUMÁRIO 1. Resultados Conquistados... 3 2. Resultados 2013... 4 3. Resultados Pesquisas...

Leia mais