MANUAL ADMINISTRAÇÃO VERSÃO 1.0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL ADMINISTRAÇÃO VERSÃO 1.0"

Transcrição

1 MANUAL ADMINISTRAÇÃO VERSÃO 1.0 MAIO DE 2008 Netwall Tecnologia LTDA Av. Ipiranga, 6681 Prédio 94 Porto Alegre, RS

2

3 Índice 1 Como Usar este Manual Observações e Dicas Passo a Passo Introdução Monitora-it Governança de TI Gestão de Serviços de TI (ITSM) ITIL COBIT Requisitos de Instalação Requisitos de Software Requisitos de Hardware Requisitos de Informação Requisitos de Ambiente Instalação Instalação do Monitora-IT Instalação do Protocolo SNMP Instalação do agente NRPE Instalação do agente NSClient Instalação dos Serviços de Logs Configuração Configuração do Monitora-IT Configuração do SNMP Configuração do NRPE Configuração do NSClient Configuração dos Serviços de Logs Conceitos do Monitora-it Usuário Dispositivo (Ativo de TI) Serviço (Item de TI) Grupo de Dispositivo Grupo de Serviço Agrupamentos Simples Agrupamentos de Business / Catálogo de serviço Dependência Alerta / Evento Notificação Período de Tempo Plug-in Gerenciamento Dispositivo Serviço Módulos Módulos do Gerenciamento Business Business View (Business) Top 5 - Business que mais falham com o SLA (Business) Gráfico de Radar de SLAs (Business)

4 9.4 Saúde da Rede (Business) Palheta de Estados (Painel de Controle) Infra-estrutura (Painel de Controle) Alertas - Top 10 (Painel de Controle) Gráfico mensal do crescimento da rede (Painel de Controle) Top 5 - Grupos que mais falham (Painel de Controle) NOC Visão operacional Visão tática Relatório Gestão da Disponibilidade Gestão de Nível de Serviço Opções Configuração Usuários Ferramentas Suporte e Informações Conceitos SLA ITIL CMS CMDB Portifólio de Serviços Catálogo de Serviços Serviço de TI MTBF (tempo médio entre falhas) MTTR (tempo médio de recuperação)

5 Como Usar este Manual 1 Como Usar este Manual 1.1 Observações e Dicas Dicas e observações estarão em caixas amarelas. Estes itens são importantes para lhe alertar sobre resultados de ações ou comportamentos do MonitoraIT. Exemplo de Caixa de Observações e Dicas 1.2 Passo a Passo A caixa de passo a passo nos descreve cada menu, item ou acesso diretamente no Monitora-IT. Exemplo de Caixa de Passo a Passo 3

6 Introdução 2 Introdução É inevitável o aumento, cada vez maior, da dependência que as empresas têm da tecnologia da informação, sendo comum que, suas aplicações críticas estejam inseridas em ambientes complexos e heterogêneos. Lentidão, inacessibilidade ou interrupções nestas aplicações provocam perdas de vendas, de clientes e de produtividade. Sem um meio de gestão adequado, o departamento de TI estará concentrado em apagar incêndios, absorvendo os investimentos do negócio em correções de problemas ao invés de soluções e diferencial competitivo. Gerenciar estes ambientes críticos e heterogêneos requer uma solução fácil, flexível, escalável e integrada. Uma ferramenta que automatize a gestão dos sistemas e reduza o tempo de identificação, prevenção e correção de problemas. Assim, o departamento de TI poderá se dedicar mais em tarefas estratégicas tendo meios para: Gerenciar a disponibilidade e a capacidade para diversos tipos de sistemas e plataformas; Verificar a qualidade dos serviços de TI pela perspectiva do cliente; Analisar os indicadores de desempenho baseados nas melhores práticas de governança de TI; Notificar os responsáveis quando condições acontecerem; Escanear logs por determinadas informações, tomar ações pró-ativas e pré-definidas. 2.1 Monitora-it O Monitora-IT é um software de governança de TI para empresas cujos negócios dependam da continuidade e precisão de funcionamento de seus hardwares e softwares. Através de relatórios, gráficos e alertas, os indicadores da área de TI são policiados, apresentando o desempenho e o comportamento de todo o negócio. Estas informações permitem a auditagem dos acordos de nível de serviço (SLA) encontrados na empresa, auxiliando no dimensionamento e maximização da lucratividade das operações de tecnologia da informação, conforme recomenda os frameworks ITIL e COBIT. O Monitora-IT também elucida informações de análise de risco, confiabilidade e disponibilidade, que são indispensáveis na implantação da Basiléia II e da SOX. 4

7 Introdução Benefícios Simplifica a gestão da TI através de um método pró-ativo; Otimiza a infra-estrutura de TI durante todo ciclo de vida das aplicações na empresa; Automatiza tarefas repetitivas, complexas e passíveis de erro; Facilita a pesquisa de eventos e ajuda a priorizar ações; Centraliza a gestão da infra-estrutura de TI através de um ambiente integrado, com interface Web amigável; Aumenta a produtividade do departamento de TI; Reduz custos com suporte. Diferenciais Com uma arquitetura flexível e modular, o Monitora-IT se diferencia por sua usabilidade, facilidade de instalação e configuração. Destacandose pela excelente relação custo-benefício, sendo possível implantá-lo em qualquer ambiente, integrá-lo com outros softwares de gestão e personalizá-lo para policiar qualquer hardware, software ou processos de negócio. Prêmio: A IBM, Oi, Itautec, Serasa, Perto, Diebold Procomp e CPM Braxis premiaram o Monitora-IT como o melhor produto inovador do CIAB/Febraban 2007, considerado o maior evento tecnológico da América latina para o setor financeiro. 2.2 Governança de TI 2.3 Gestão de Serviços de TI (ITSM) 2.4 ITIL 2.5 COBIT 5

8 Requisitos de Instalação 3 Requisitos de Instalação Para instalar o Monitora-IT, você precisa ter conhecimentos de rede de computadores e de sistemas operacionais. O Monitora-IT é um sistema completo em uma única imagem de CD (iso) contendo todos os requisitos de softwares necessários para sua instalação, bastando bootar o hardware adequado com o CD de instalação. A instalação é simples e praticamente automática, durando em média 10 minutos. Durante a instalação todos os dados do hardware hospedeiro serão perdidos, pois o Monitora-IT formata automaticamente os discos. Logo, não utilize equipamentos de produção ou que contenham informações importantes. Após instalado, o Monitora-IT poderá ser acessado através do seu navegador preferido. A Netwall recomenda o uso do Firefox 2.0 ou superior. 3.1 Requisitos de Software Antes de iniciarmos a instalação, devemos obter o CD de instalação. Para isso será necessário fazer o download da imagem de CD da última versão do Monitora-IT no site Principais Softwares Utilizados O sistema operacional que acompanha o Monitora-IT é uma distribuição Linux - totalmente gratuita, sob licença GPL - customizada pela Netwall. A mesma foi baseada no RedHat Enterprise com kernel , recomendada para operações corporativas críticas. Seu código fonte pode ser obtido em <www.redhat.com> O banco de dados que acompanha o Monitora-it é o PostgreSQL na versão 8.1 que também é gratuito, sob uma licença BSD. Seu código fonte pode ser obtido em <www.postgresql.org> O servidor web é o Apache na versão 2.2 e com suporte a PHP 5.1. O Apache é, gratuito sob uma licença ASF. Seu código fonte pode ser obtido em <www.apache.org> O Monitora-IT também utiliza o Nagios, que é uma popular aplicação de monitoração totalmente gratuita, sob licença GPL. Seu código fonte pode ser obtido em <www.nagios.org> 6

9 Requisitos de Instalação 3.2 Requisitos de Hardware O requisito do hardware hospedeiro depende do tamanho do ambiente alvo monitorado. Quanto mais dispositivos monitorados maior deverá ser a capacidade do equipamento escolhido. Abaixo segue uma tabela que indica o melhor hardware de acordo com a quantidade de dispositivos monitorados. Quantidade de Dispositivos alvos Requisitos de Hardware Até 10 Dispositivos 1 Processador: 1.0 GHz 1 Disco: 40G - IDE ou SATA Memória: 512 MB Arquitetura: 1 Servidor Até 25 Dispositivos 1 Processador: 2.0 GHz 1 Disco: 40GB - IDE ou SATA Memória: 512M Arquitetura: 1 Servidor Até 50 Dispositivos 1 Processador: 2.0 GHz 1 Disco: 40G - IDE ou SATA Memória: 1 GB Arquitetura: 1 Servidor Até 100 Dispositivos 1 Processador: 2.0 GHz 2 Discos: 76G - SCSI ou SAS Memória: 2 GB Arquitetura: 1 Servidor Até 250 Dispositivos 1 Processador: 2.0 GHz 2 Discos: 76G - SCSI ou SAS Memória: 4 GB Arquitetura: 1 Servidor Até 500 Dispositivos 1 Processador: 3.0 GHz 5 Discos: 76G - SCSI ou SAS Memória: 4 GB Arquitetura: 2 Servidores Até 1000 Dispositivos 2 processadores: 3.0 GHz 5 Discos: 146G - SCSI ou SAS Memória: 4 GB Arquitetura: 2 Servidores Acima de 1000 Dispositivos Sob Análise. O hardware escolhido deverá possuir placa de rede 10/100 bits ou superior e drive de CD ou de DVD. 7

10 Requisitos de Instalação 3.3 Requisitos de Informação Outro requisito indispensável para instalação do Monitora-IT é conhecer as informações da rede em que o sistema será configurado. Durante o processo de instalação e configuração, o Administrador será questionado sobre algumas informações. Informações Importantes Endereço de Rede IP para o Monitora-IT. Máscara de Rede para o Monitora-IT. Gateway da Rede para o Monitora-IT. DNS da Rede para o Monitora-IT. Endereço do servidor de para os alertas de notificações. Caso tenha autenticação, nome de usuário e senha de acesso. Comunidades SNMP dos dispositivos alvo. Informações sobre os dispositivos alvos monitorados (range de IPs, principais serviços, portas TCP, suas dependências e relacionamentos, entre outras). 3.4 Requisitos de Ambiente O monitoramento pode ser executado com ou sem agentes. É possível coletar informações detalhadas através do uso de protocolos de gestão de redes ou programas agentes especialistas para este fim. Todos os agentes são independentes, ou seja, pode ser instalado separadamente um do outro. Sem agentes O requisito mais simples é que todos os dispositivos alvos comuniquemse por TCP/IP, tenha um IP para que o Monitora-it possa verificar esse dispositivo. Com este recurso, o Monitora-IT coleterá informações simples, como tempos de respostas em portas TCPs e tempos de respostas de requisições ICMPs. Protocolo SNMP O SNMP (Simple Network Management Protocol) é um protocolo de gerência de redes que disponibiliza uma forma simples e prática de realizar o monitoramento de uma rede. Por ser um protocolo padrão de gerenciamento ele já vem nativo nos principais hardwares e equipamentos de rede, em todos sistemas operacionais, banco de dados e demais recursos tecnológicos de negócios. 8

11 Requisitos de Instalação Para o Monitora-it coletar informações do dispositivo através do SNMP é necessário que esse dispositivo esteja configurado com uma comunidade. A comunidade é definida como sendo o relacionamento entre duas entidades do SNMP. Agente NRPE O NRPE (Nagios Remote Plugin Executor) é um agente que possibilita a execução de comandos em dispositivos remotos. O retorno do resultado é devolvido ao sistema de monitoramento do Monitora-IT. O NRPE pode ser instalado tanto em dispositivos windows como em dispositivos da família Unix (Linux, BSD, AIX, HP-UX, Solaris e outros), bastando baixá-lo em <www.monitora-it.com.br> e seguir os procedimentos de instalação. Agente NSClient O NSClient (Netsaint Windows Client) é um agente específico para Windows, que coleta informações como disco, memória, serviços, processos, contadores de perfomance do Perfomance Monitor, é compatível com Windows NT, 2000, 2003, XP e Vista. É possível criar diversos scripts locais no Windows e adicioná-los como contadores no Performance Monitor e os monitorar através do MonitoraIT. Para a instalação baixá-lo em <www.monitora-it.com.br> e seguir os procedimentos de instalação. Logs O Monitora-it é um concentrador de logs da rede. Para os dispositivos que possuem o serviço Syslog, basta configurá-los para que entreguem seus Logs ao Monitora-it. Para configurar o Syslog em seus dispositivos siga os procedimentos de instalação. Para que o Monitora-it seja um concentrador de logs de servidores Windows, é necessário a instalação de um programa que interaja com o Event Viewer. Este agente chama-se SNARE (SysLog Windows Download). Para instalar e configurar o SNARE em seus dispositivos siga os procedimentos de instalação. 9

12 Instalação 4 Instalação Em Opções suporte é possível efetuar download de todos os agentes listados abaixo. 4.1 Instalação do Monitora-IT Após estar de acordo com os requisitos para instalação do Monitora-it, basta bootar com o CD do Monitora-it para começar a instalação, lembrando que a instalação do Monitora-it irá formatar todas as partições e dados contidos no disco rígido para instalar seu próprio sistema operacional. Quando aparecer a tela do boot do Monitora-it, digite instalar e pressione enter. Nesse momento será retirado todas as informações do disco e será instalado o sistema do Monitora-it. Após alguns minutos o CD será ejetado e a instalação estará concluída. A máquina será reiniciada. Antes de inicializar o uso do Monitora-it, terá um diálogo apresentando o Termo de Uso e solicitando as informações para colocar o Monitora-it na rede. Endereço IP Máscara Gateway DNS Endereço IP do Banco de Dados (Deve ser preenchido como a não ser que o Banco de Dados fique localizado externamente) Data e Hora O Monitora-it já está instalado e pode ser acessado por um browser. Licença Quando entrar no Monitora-it pela primeira vez através de um browser, será requisitado uma licença. Essa licença deve ser solicitada a equipe do Monitora-it passando o código gerado na página inicial do Monitora-it. Feito o registro (trial ou normal) será exibido o certificado da empresa que está adquirindo o Monitora-it. 10

13 Instalação 4.2 Instalação do Protocolo SNMP Linux No Redhat, CentOS, Fedora e Suse é necessário instalar os seguintes pacotes: net-snmp net-snmp-libs net-snmp-utils #rpm -ivh net-snmp*.rpm Para instalar no Debian ou Ubunto é necessário instalar os seguintes pacotes: snmpd snmp #apt-get install snmpd snmp Para instalar no Gentoo: #emerge net-snmp Windows Para instalar o SNMP no Windows segue os passos a seguir: 1.Adicionar ou Remover Programas 2.Adicionar ou Remover Componentes do Windows 3.Ferramentas monitoramento de gerenciamento e 4.Simple Network Management Protocol FreeBSD No FreeBSD o Net-SNMP já está nos ports, então basta executar os comandos a seguir: cd /usr/ports/net-mgmt/net-snmp make make install make clean Após a instalação deve-se colocar na inicialização, editando o arquivo /etc/rc.conf e adicionando a linha abaixo: 11

14 Instalação vi /etc/rc.conf snmpd_enable="yes" 4.3 Instalação do agente NRPE Linux Para instalar o NRPE no Linux siga os passos a seguir: #adduser monitora-it -d /usr/local/monitora-it -g users -s /bin/bash #mkdir -p /usr/local/monitora-it/libexec/ #tar -zxvf nrpe-2.12.tar.gz #cd nrpe-2.12 #./configure --with-nrpe-user=monitora-it -with-nrpe-group=users --enable-command-args #make all #cd src/ #cp nrpe nrpe.cfg /usr/local/monitora-it/ #chown monitora-it.users /usr/local/monitora-it/ -R Para inicializar o serviço execute a linha abaixo: /usr/local/monitora-it/nrpe /usr/local/monitora-it/nrpe.cfg -d -c Essa linha que inicializa o serviço deve ser adicionada na inicialização do linux (Por exemplo no arquivo /etc/rc.local). Windows Para instalar o NRPE no Windows deve seguir os passos a seguir: 1.Descompactar o arquivo nrpe.zip 2.Copiar para c:\nrpe 3.Entrar na pasta c:\nrpe 4.Executar o arquivo install.bat FreeBSD No FreeBSD o NRPE já está nos ports, então basta executar os comandos a seguir: cd /usr/ports/net-mgmt/nrpe2 12

15 Instalação make (responda yes quando for solicitado a pergunta se você quiser criar o grupo e usuário) make install make clean Após a instalação deve-se colocar na inicialização, editando o arquivo /etc/rc.conf e adicionando a linha abaixo: vi /etc/rc.conf nrpe2_enable="yes" 4.4 Instalação do agente NSClient Para instalar o NSClient no Windows deve-se seguir os passos a seguir: 1.Descompactar o arquivo nsclient.zip 2.Copiar para c:\nsclient\ 3.Entrar na pasta c:\nsclient\ 4.Executar o arquivo instalar.bat 4.5 Instalação dos Serviços de Logs Linux No Redhat, CentOS, Fedora e Suse é necessário instalar os seguintes pacotes: eventlog syslog-ng #rpm -ivh eventlog*.rpm #rpm -ivh syslog-ng*.rpm Para instalar no Debian ou Ubunto é necessário instalar os seguintes pacotes: syslog-ng #apt-get install syslog-ng Para instalar no Gentoo: #emerge syslog-ng 13

16 Instalação Windows Para instalar o Snare deve-se seguir os passos a seguir: Executar o arquivo Snare.exe Durante a instalação preencha as seguintes informações: Do you want SNARE to take over control of your EventLog configuration? Yes Would you like to use the SNARE Remote Control Interface? Yes - with password 14

17 Configuração 5 Configuração 5.1 Configuração do Monitora-IT A configuração do Monitora-it será vista nos próximos capítulos. 5.2 Configuração do SNMP Linux Para configurar o SNMP, é necessário editar o arquivo snmpd.conf, geralmente fica localizado em /etc/snmp/snmpd.conf. Deve ser excluída todas as linhas e adicionado apenas a linha abaixo: rocommunity public ip_monitora-it Onde: public é a comunidade SNMP da rede, pode ser colocado qualquer nome para a comunidade. Não é obrigatório todos os dispositivos da rede terem a mesma comunidade. ip_monitora-it é o IP do Monitora-it, é opcional, caso não coloque o ip, todos os dispositivos da rede terão acesso para visualizar as informações. Pode ser adicionada mais de uma comunidade no mesmo servidor, basta repetir a mesma linha quantas vezes necessário alterando a comunidade. Após ter feito as alterações deve ser reiniciado o serviço SNMP. Windows Para configurar o SNMP deve-se seguir estes: 1.Serviços 2.Serviço SNMP 3.Segurança 4.Adicionar uma nova Comunidade Após ter feito as alterações deve ser reiniciado o serviço SNMP. FreeBSD O arquivo de configuração fica em /usr/local/etc/snmp/snmpd.conf. Primeiro você deve criar o arquivo, segue abaixo: mkdir /usr/local/etc/snmp 15

18 Configuração touch /usr/local/etc/snmp/snmpd.conf Para configurar edite o arquivo snmpd.conf. Devem ser excluídas todas as linhas e adicionada apenas a linha abaixo: rocommunity public ip_monitora-it Onde: public é a comunidade SNMP da rede, pode ser colocado qualquer nome para a comunidade. Não é obrigatório todos os dispositivos da rede terem a mesma comunidade. ip_monitora-it é o IP do Monitora-it, é opcional, caso não coloque o ip, todos os dispositivos da rede terão acesso para visualizar as informações. Pode ser adicionada mais de uma comunidade no mesmo servidor, basta repetir a mesma linha quantas vezes necessário alterando a comunidade. Após ter feito as alterações deve ser reiniciado o serviço SNMP. /usr/local/etc/rc.d/snmpd start 5.3 Configuração do NRPE Linux O NRPE já vem configurado, mas para alterar as configurações deve-se editar o arquivo nrpe.conf. #vi /usr/local/monitora-it/nrpe.cfg Após ter realizado as alterações deve ser reiniciado o serviço NRPE. Windows O NRPE já vem configurado, mas para alterar as configurações deve editar o arquivo nrpe.conf. Editar o arquivo c:\nrpe\nrpe.cfg Após ter feito as alterações deve ser reiniciado o serviço NRPE. FreeBSD Na instalação do NRPE já vem um exemplo do arquivo de configuração em /usr/local/etc/nrpe.cfg-sample. Você deve copiar esse arquivo para nrpe.cfg: 16

19 Configuração cp /usr/local/etc/nrpe.cfg-sample /usr/local/etc/nrpe.cfg Após ter feito as alterações deve ser reiniciado o serviço NRPE: /usr/local/etc/rc.d/nrpe2 start 5.4 Configuração do NSClient O NSClient já vem configurado, mas para alterar as configurações deve editar o arquivo counters.defs. Editar o arquivo c:\nsclient\counters.defs Após ter feito as alterações deve ser reiniciado o serviço NSClient. 5.5 Configuração dos Serviços de Logs Linux Para configurar o Syslog-ng é necessário editar o arquivo syslog-ng.conf, geralmente fica localizado em /etc/syslog-ng/syslog-ng.conf. #vi /etc/syslog-ng/syslog-ng.conf Abaixo seguem as definições das opções: - options: define as opções gerais do daemon - source: define as origens dos logs - destination: define o endereço do Monitora-it - filter: permite filtrar o conteúdo dos logs, por nome de programa, severidade de alerta, e outros - template: para formatar as messagens dos logs - log: definição do que vai ser logado, com os itens acima Abaixo segue as opções: - use_dns() - yes ou no: define se o syslog-ng resolve os nomes dos hosts que enviam os logs. - use_fqdn() - yes ou no: se habilitado, será usado o Fully Qualified Name em vez dos hostnames (ex: FQDN=www.google.com., hostname=www) 17

20 Configuração - create_dirs() - yes ou no: permite ao serviço syslog-ng criar pastas - keep_hostname() - yes ou no: determina se os hostnames devem ser reescritos, é necessário para usar os macros como $HOST Abaixo seguem os sources: - internal(): próprios logs de syslog-ng - unix-stream(): para ler socket unix (ex: /dev/log) messagens de uma - file(): para ler messagens de um arquivo - udp(): para ler messagens de uma socket udp - tcp(): para ler messagens de uma socket tcp Abaixo seguem os destination: - unix-stream(): para enviar socket unix (ex: /dev/log) messagens em um - file(): para enviar messagens em um arquivo - udp(): para enviar messagens em um socket udp - tcp(): para enviar messagens em um socket tcp Abaixo seguem os filtros: - program(): o nome do programa que enviou a messagem - host(): o host que mandou a messagem - level(): a severidade da messagem As expressões de filtragem podem ser agregadas usando expressões booleanas (ex: host(www) and program()) Abaixo segue um exemplo de logs: source src { unix-stream("/dev/log" max-connections(256)); file("/proc/kmsg"); }; destination messages { file("/var/log/messages"); 18

21 Configuração }; log { source(src); destination(messages); }; Windows A configuração do Snare é feito via web, para acessar entre na seguinte URL: da máquina>:6161 Para fazer o login entre com o usuário e senha snare. Entre na tela "Network Configuração" e altere os parâmetros: - Destination Monitora-it Snare Server address: ip do - Destination Port: número da porta do syslog do Monitora-it - Enable SYSLOG Header? Yes - SYSLOG Facility: Local7 Clicar em "Change Configuration" Clicar em "Apply the Latest Audit Configuration" no menu de esquerda. 19

22 Conceitos do Monitora-it 6 Conceitos do Monitora-it 6.1 Usuário Usuários são agentes externos ao sistema, que usufruem das funções do Monitora-it e gerenciam em qualquer momento o ciclo de vida dos ativos da TI. Eles podem ser divididos ou classificados de acordo com sua área de interesse. Estes podem ser desde usuários comuns, com limitação em seu perfil de acesso, como administradores capazes de executar qualquer funcionalidade no mesmo. 6.2 Dispositivo (Ativo de TI) Entende-se por dispositivo todo equipamento que está conectado e se comunica com ou através de uma rede de computadores. Dispositivos podem ser computadores, personal digital assistants (PDAs), telefones celulares, gateways, routers, bridges, switches, hubs, repetidores, proxies, firewalls, modems, nobreaks, impressoras e outros diversos tipos de appliances de rede. 6.3 Serviço (Item de TI) Entende-se por serviço todo item que está sendo monitorado em um dispositivo. Exemplos de serviços: processador, placas de rede, disponibilidade, memória ram, disco, banco de dados, serviços de rede, processos, aplicativos e etc. 6.4 Grupo de Dispositivo Um agrupamento de dispositivos é uma organização lógica de equipamentos que representam a entrega de um determinado serviço de TI. Desta forma, é possível interpretarmos o SLA resultante do conjunto de dispositivos e entender a participação dos mesmos nos processos de negócio. 6.5 Grupo de Serviço Um agrupamento de serviços é uma organização lógica de itens de TI que representam a entrega de um determinado serviço de TI. Desta forma, é possível interpretarmos o SLA resultante do conjunto de serviços e entender a participação dos mesmos nos processos de negócio. 6.6 Agrupamentos Simples Tanto o agrupamento de dispositivo quanto o agrupamento de serviço são considerados por padrão no sistema como agrupamento simples, ou seja, um agrupamento simples é utilizado para representar uma visão técnica de 20

23 Conceitos do Monitora-it diversos recursos tecnológicos em conjunto. Estes agrupamentos são úteis para tomada de decisão operacional no ambiente de TI. 6.7 Agrupamentos de Business / Catálogo de serviço É um meio disponível no sistema para tornar um grupo de dispositivos ou de serviços um processo de negócio ou respectivamente criar o seu catálogo de serviços Serviços que a TI entrega, ou seja, mapear na visão ITIL os itens de TI que são necessários para suportar o processo de negócio da empresa. Um agrupamento de Business representa um serviço de TI que é composto por diversos recursos tecnológicos transparentes e necessários a continuidade dos processos de negócio da empresa. É percebido como um todo coerente e a qualidade de sua entrega é medida através de indicadores de SLA. O conjunto formado pelos diversos grupos de business representa o resumo do catálogo de serviço no departamento de TI. 6.8 Dependência Dependências são arranjos hierárquicos entre serviços que definem o método que o Monitora-IT verifica e notifica determinados sintomas dos mesmos. Utiliza o conceito de serviço pai e serviço filho, aonde o serviço filho é considerado dependente do estado do serviço pai. Um serviço considerado filho somente será verificado e enviado notificação aos usuários se o serviço considerado pai estiver funcionando de forma correta. 6.9 Alerta / Evento Alertas/Eventos são as informações coletadas e armazenadas dos dispositivos e serviços que representam o seu estado no momento da verificação. O formato dos Alertas/Eventos dependem das definições no código fonte do plugin. Os alertas estão relacionados com a execução dos plugins e as métricas estabelecidas para o monitoramento de um determinado serviço Notificação Notificação é a ação de informar em tempo real os Usuários responsáveis dos Alertas/Eventos coletados quando determinados estados são atingidos. Notificações podem ser feitas via , para celular, sms, entre outros. As notificações permitem que os administradores do ambiente monitorado sejam pró-ativos Período de Tempo É um item de configuração do sistema utilizado para definir o intervalo de tempo, que pode ser tanto para as verificações quanto para as notificações. 21

24 Conceitos do Monitora-it O período de tempo é composto por um conjunto de dias da semana e seus respectivos intervalos de horas. Período de Verificação Período de Verificação é o intervalo que o Monitora-IT coleta através dos seus plugins as informações de Alertas/Estados dos dispositivos e serviços monitorados. O período de Verificação é configurado escolhendo-se um dos Períodos de Tempos disponíveis. Período de Notificação Período de Notificação é o intervalo em que o Monitora-IT poderá notificar os usuários frente a sintomas de Alertas/Eventos. O período de Notificação é configurado escolhendo-se um dos Períodos de Tempos disponíveis Plug-in Os plugins são programas compilados ou scripts que podem ser executados em linha de comando para testar o estado de um dispositivo ou de um serviço. O Monitora-it utiliza o resultado dos plugins para determinar o estado atual dos dispositivos ou serviços. O resultado da verificação da informação coletada é interpretado de acordo com as definições modeladas no código fonte do plug-in. 22

25 Gerenciamento 7 Gerenciamento O gerenciamento do Monitora-it na visão ITIL é o equivalente a um CMS. Neste item do sistema é possível adicionar novos dispositivos e serviços de rede e gerenciá-los, criar agrupamentos lógicos para simplesmente organizar os ativos e processos da TI itens de configuração como também criar agrupamentos de negócio ou respectivamente catálogo de serviço na visão ITIL, atribuindo níveis de SLA (service level agreement) para acompanhar os processos. É possível criar dependências e relacionamento entre os itens da TI. 7.1 Dispositivo Gerenciar dispositivo Em gerenciar dispositivo é possível adicionar um novo dispositivo para iniciar o processo de monitoramento, ou seja, disponibilidade do dispositivo, também é possível mudar o estado de um dispositivo de Habilitado para Desabilitado para não monitorar e vice e versa, e por fim remover um ou mais dispositivos. Utilize os filtros de pesquisa pelo nome, descrição, equipamento etc. e também ordenação pelas colunas desejadas para facilitar a localização de um determinado dispositivo. Adicionar um novo dispositivo: Para adicionar um novo dispositivo, basta clicar no botão Adicionar novo dispositivo. Neste momento serão exibidos na interface os formulários para preenchimento das informações pertinentes aquele dispositivo sendo que é imprescindível o preenchimento correto das informações para o início do monitoramento deste dispositivo. Aviso Sonoro: existe também a possibilidade deste dispositivo emitir um alerta sonoro nas telas de NOC de monitoramento, basta habilitar a opção Aviso sonoro Informações Adicionais: é possível inserir informações adicionais como Fabricante, Data de aquisição, Nota fiscal, localização do dispositivo e etc. Após o preenchimento das informações e salvo o dispositivo o sistema automaticamente já inicia o processo de monitoramento da disponibilidade deste dispositivo e automaticamente já cria/associa um serviço chamado Disponibilidade que pode ser consultado em Serviços. Serviço Gerenciar serviço 23

26 Gerenciamento Mudar o estado do dispositivo: Para mudar o estado de um dispositivo, basta selecionar os checkbox dos dispositivos que deseja mudar o estado e clicar no botão Mudar o estado do dispositivo. Neste momento o sistema irá parar o monitoramento daquele dispositivo e não irá notificar os usuários e não irão aparecer nas telas de NOC. Remover um dispositivo: Para remover um dispositivo basta selecionar os checkbox dos dispositivos que deseja remover e clicar no botão Remover dispositivo. Neste momento o sistema irá remover todas as informações pertinentes aquele dispositivo, ou seja, irá remover todos os serviços associados ao dispositivo, as dependências entre os serviços do dispositivo e retirar o dispositivo e serviços dos grupos ao qual pertence e principalmente não haverá mais verificação para o monitoramento nem recebimento de nenhuma notificação para aquele dispositivo. O histórico daqueles dispositivos e serviços continuará e poderá ser consultado na sessão de relatórios. Relatórios Visualização de eventos Gerenciar grupo de dispositivo Neste item do sistema é possível criar agrupamentos lógicos para simplesmente organizar os ativos e processos da TI, como também criar agrupamentos de negócio ou respectivamente catálogo de serviço na visão ITIL, atribuindo níveis de SLA para o grupo como um todo. Adicionar um novo grupo de dispositivo Para adicionar um novo grupo de dispositivo, basta clicar no botão Adicionar novo grupo de dispositivo. Neste momento serão exibidos na interface os formulários para preenchimento das informações pertinentes aquele grupo de dispositivo, sendo que é imprescindível o preenchimento correto das informações como Nome e descrição, selecionar se o agrupamento será considerado como um agrupamento de negócio business view ou se será um agrupamento simples para apenas auxiliar na organização e documentação dos itens/ativos da TI. E por fim, selecionar através dos checkbox os dispositivos que serão associados ao grupo. 24

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Cenário atual. Necessidades comuns

Cenário atual. Necessidades comuns DOCUMENTO V2.0 MAIO DE 2008 Conteúdo deste Overview 1 Cenário atual 1 Necessidades comuns 2 Monitora-IT 2 Benefícios e Diferenciais 3-4 Funcionalidades 5 Módulos do Monitora-it 6 Informações Técnicas 7

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Implantação do Zabbix para monitoramento de infraestrutura

Implantação do Zabbix para monitoramento de infraestrutura Implantação do Zabbix para monitoramento de infraestrutura Raphael Celuppi Curso de Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Setembro 2009 Sumário

Leia mais

Funcionalidades da ferramenta zabbix

Funcionalidades da ferramenta zabbix Funcionalidades da ferramenta zabbix Jordan S. Romano¹, Eduardo M. Monks¹ ¹Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS (FATEC PELOTAS) Rua Gonçalves Chaves,

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

A partir do XMon é possível:

A partir do XMon é possível: Monitoramento XMon É uma ferramenta para gerenciar o seu ambiente de TI de forma centralizada e constante, obtendo informações precisas da performance de todos os seus ativos e previna possíveis problemas

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Utilizando License Server com AnywhereUSB

Utilizando License Server com AnywhereUSB Utilizando License Server com AnywhereUSB 1 Indice Utilizando License Server com AnywhereUSB... 1 Indice... 2 Introdução... 3 Conectando AnywhereUSB... 3 Instalação dos drivers... 3 Configurando AnywhereUSB...

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

Procedimentos de Instalação da Impressora HP LaserJet 2015dn ( via cabo de rede )

Procedimentos de Instalação da Impressora HP LaserJet 2015dn ( via cabo de rede ) Procedimentos de Instalação da Impressora HP LaserJet 2015dn ( via cabo de rede ) Para que a instalação e configuração sejam executadas o usuário deverá ter permissões de usuário Administrador. Não é necessário

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA

INTRODUÇÃO AO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Nome do Software: Guarux Versão do Software: Guarux Educacional 4.0 INTRODUÇÃO AO SISTEMA O Guarux Educacional 4.0 é uma distribuição idealizada pela

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX

TUTORIAL INSTALAÇÃO DA ROTINA 2075 NO LINUX Apresentação O departamento de varejo da PC Sistemas inovou seu produto de frente de caixa, permitindo seu funcionamento no sistema operacional do Linux com a distribuição Ubuntu. O cliente poderá usar

Leia mais

ProRAE Guardian V1.5 Guia de referência rápida

ProRAE Guardian V1.5 Guia de referência rápida ProRAE Guardian V1.5 Guia de referência rápida Para obter uma descrição completa das funções do programa, consulte o guia do usuário do ProRAE Guardian (incluso no CD de software). SUMÁRIO 1. Principais

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil Apresentação A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se ao desenvolvimento e criação de

Leia mais

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde

Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR. Julho/2007. Ministério da saúde Sistema de Instalação e Criação da Estrutura do Banco de Dados MANUAL DO INSTALADOR Julho/2007 Ministério da saúde SUMÁRIO Módulo 1. Instalação... 4 Introdução... 4 Configurações de equipamentos para instalação

Leia mais

Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Manual de Instalação LOCKSS IBICT Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Elaborado por: Alexandre Faria de Oliveira Março de 2013 1 P á g i n a Sumário 1. Introdução... 3 2. Visão Geral...

Leia mais

HOW TO. Instalação do Firewall 6.1 Software

HOW TO. Instalação do Firewall 6.1 Software Introdução HOW TO Página: 1 de 14 Para fazer a migração/instalação do 6.1 Software, é necessária a instalação do Sistema Operacional Linux Fedora Core 8. Explicaremos passo a passo como formatar a máquina,

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

Principais Característic

Principais Característic Principais Característic Características as Software para agendamento e controle de consultas e cadastros de pacientes. Oferece ainda, geração de etiquetas, modelos de correspondência e de cartões. Quando

Leia mais

Software de Monitoração NHS 3.0. NHS Sistemas Eletrônicos

Software de Monitoração NHS 3.0. NHS Sistemas Eletrônicos Manual Software de Monitoração NHS 3.0 1 Software de Monitoração NHS 3.0 Versão 3.0.30 Manual Software de Monitoração NHS 3.0 2 Sumário 1 Introdução...3 2 Iniciando a Monitoração do Nobreak...4 2.1 Instalando

Leia mais

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema.

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema. O que é o projeto O PROINFODATA - programa de coleta de dados do projeto ProInfo/MEC de inclusão digital nas escolas públicas brasileiras tem como objetivo acompanhar o estado de funcionamento dos laboratórios

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL... Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...4 Configurações iniciais...5 Arquivo sudoers no Sistema Operacional

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Tutorial de Instalação do Software das Carteiras Informatizadas Oppitz

Tutorial de Instalação do Software das Carteiras Informatizadas Oppitz P á g i n a 1 Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Organização, Controle e Avaliação Gerência de Recursos Humanos Tecnologia Administrativa Rua Antônio Luz, 111 Centro

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

OPCEM 1.0. Versão 1.0 Copyright 2013 OpServices 1

OPCEM 1.0. Versão 1.0 Copyright 2013 OpServices 1 OPCEM 1.0 Versão 1.0 Copyright 2013 OpServices 1 OpCEM CONCEITO... 4 REQUISITOS MÍNIMOS... 4 INSTALANDO... 4 CONHECENDO A INTERFACE DO OPCEM... 7 CONFIGURAÇÃO DO GERENCIADOR... 7 ADICIONAR NOVO ROBÔ...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Índice ANTES DE VOCÊ COMEÇAR... 4 PRÉ-REQUISITOS... 4 SCREEN SHOTS... 4 A QUEM SE DESTINA ESTE MANUAL... 4 COMO UTILIZAR ESTE MANUAL... 4 Introdução... 5 INSTALANDO

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo Sistemas de Monitoração de Rede Roberto Majewski Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, novembro de 2009 Resumo Com o grande crescimento da

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

FACULDADE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

FACULDADE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS FACULDADE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GERÊNCIA DE REDES Professor: Fernando Tsukahara Alunos: André de Oliveira Silva Lucas Rodrigues Sena Trabalho da disciplina de Gerência de Redes para complementar o projeto

Leia mais

Como instalar Windows XP

Como instalar Windows XP Como instalar Windows XP 1 Como instalar Windows XP Existem 2 opções para instalar XP: Opção A: para micro novo sem Sistema Operacional instalado (Exemplo de sistema operacional:windows 98, Windows 2000,

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. LSoft Ponto Eletrônico

MANUAL DE INSTALAÇÃO. LSoft Ponto Eletrônico MANUAL DE INSTALAÇÃO LSoft Ponto Eletrônico SUPORTE TÉCNICO AO USUÁRIO: Atendimento On-line: www.lsoft.com.br E-Mail: suporte@lsoft.com.br (37) 3237-8900 Versão 1.0-2014. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Rede sob Controle com o NAGIOS

Rede sob Controle com o NAGIOS Rede sob Controle com o NAGIOS Carlos Coletti Assessoria de Informática carlos@unesp.br Agenda Conceitos de Monitoramento Nagios: histórico e funcionamento Instalação Os Arquivos de Configuração A Interface

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO

Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO Índice Hyperlinks Descanse o mouse na frase, aperte sem largar o botão Ctrl do seu teclado e click com o botão esquerdo do mouse para confirmar. Introdução

Leia mais

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação.

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação. Novell Linux Desktop www.novell.com 27 de setembro de 2004 INICIALIZAÇÃO RÁPIDA Bem-vindo(a) ao Novell Linux Desktop O Novell Linux* Desktop (NLD) oferece um ambiente de trabalho estável e seguro equipado

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso Este Manual destina-se ao usuário do sistema Smart Manager. É proibida a duplicação ou reprodução, no todo ou em parte, sob quaisquer formas ou qualquer meio, sem

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Revisão: Seg, 21 de Março de 2011 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4 1.1. Pré Requisitos...4 1.2. Na Prática...4 1.2.1. Download...4

Leia mais

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Índice 1. Condições para acesso 2 2. Requisitos para conexão 2 3. Pré-requisitos para utilização do Applet Java com Internet Explorer versão 5.01

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0 Procedimento para instalar virtualizado no Página: 1 de 15 Introdução Este documento abordará os procedimentos necessários para instalar o (AFW) virtualizado em um servidor ESXi. Será compreendido desde

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Utilizando conversor Serial/Ethernet com Mini-Impressora DR600/DR700.

STK (Start Kit DARUMA) Utilizando conversor Serial/Ethernet com Mini-Impressora DR600/DR700. STK (Start Kit DARUMA) Utilizando conversor Serial/Ethernet com Mini-Impressora DR600/DR700. Neste STK mostraremos como comunicar com o conversor Serial/Ethernet e instalar o driver Genérico Somente Texto

Leia mais

Instalação do VOL Backup para Sistemas Unix-Like

Instalação do VOL Backup para Sistemas Unix-Like Este é o guia de instalação e configuração da ferramenta VOL Backup para Sistemas Unix-Like. Deve ser seguido caso você queira instalar ou reinstalar o VOL Backup em sistemas Linux, Solaris ou BSD. Faça

Leia mais

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO

V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO V 1.0 LINAEDUCA - GUIA DE USO ARGO Internet ARGO.com.br 2013 Sumário 1. Instalação... 2 1.1 Windows... 2 2 Guia de Uso... 5 2.1 Inicialização... 5 2.1.1 Modo Casa... 5 2.1.2 Modo escola... 6 2.2 Cadastro

Leia mais

Versão: 03/08/15. Aker Security Solutions

Versão: 03/08/15. Aker Security Solutions Versão: 03/08/15 1 Índice... 2 Índice de Figuras... 5 1 Aker Report Center...12 Como está disposto este manual.... 12 Apresentação do Produto... 12 2 Instalação...15 Instalação... 15 Expandindo espaço

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para

Leia mais

Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011

Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011 Manual de Configuração D-LINK Modelo: DVG-1402S Firmware: 1.00.011 Para usuários de conexão banda larga do tipo PPPoE (autenticação por usuário e senha) Capítulo 1 Conectando-se à Internet Alguns provedores

Leia mais

ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO. A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM.

ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO. A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM. ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM. A versão STD integra as funcionalidades essenciais de monitoramento.

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RECUPERAÇÃO DE DESASTRES INTELIGENTE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em disco totalmente

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server V 1.7 www.pinaculo.com.br (51) 3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. REQUISITOS MÍNIMOS... 3 1.2.

Leia mais

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Autor: Eder S. G. - edersg@vm.uff.br Versão: 1.2 Data: 21/11/2012 Última atualização: 07/03/2013 Observação: Máquina real: Sistema operacional

Leia mais

Acesso Remoto Geovision

Acesso Remoto Geovision Inviolável Segurança Acesso Remoto Geovision Manual de apoio para configuração do acesso remoto no sistema Geovision no Windows e Internet Explorer. Luan Santos da Silva luan@w7br.com versão: 1.0 By: Luan

Leia mais

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Sumário 1 Instalando o Linux Comunicações para Telecentros (servidor) 2 1.1 Experimentar o Linux

Leia mais

INICIANDO A INSTALAÇÃO

INICIANDO A INSTALAÇÃO INICIANDO A INSTALAÇÃO Abra o leitor de CD do computador que será dedicado ao ÚnicoNET. Coloque o CD que acabamos de gravar com o NERO EXPRESS e reinicie o HARDWARE (CTRL+ALT+DEL), caso não consiga reiniciar

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento pode conter

Leia mais

MANUAL CFTV DIGITAL - LINHA LIGHT 16 CANAIS 120 FPS / VID 120-LI CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR 16 Canais - 120 FPS Processador Dual Core 2.0GHZ ou superior; Placa Mãe Intel ou Gigabyte com chipset Intel;

Leia mais

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10 Sumário 1. Instalação GVcollege... 4 1.1. GVsetup... 4 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6 1.2. Configurações... 10 1.2.1. APS Licence Service... 11 1.2.2. APS Licence File... 11 1.2.3. DBXconfig...

Leia mais

Manual de Instalação de Software

Manual de Instalação de Software Manual de Instalação de Software NetControl Pacote 49 Versão 2.0 Data 06/05/2015 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Especificação Técnica... 3 2.1 Pré-Requisitos e Requisitos Mínimos... 3 2.2 Compatibilidades...

Leia mais

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server

Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Guia do Usuário do Avigilon Control Center Server Versão 4.10 PDF-SERVER-D-Rev1_PT Copyright 2011 Avigilon. Todos os direitos reservados. As informações apresentadas estão sujeitas a modificação sem aviso

Leia mais

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Guia do Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.0.2 PDF-SERVER5-A-Rev2_PT Copyright 2013 Avigilon. Todos os direitos reservados. A informação apresentada está sujeita a alteração sem aviso

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais