Malha de terra para Subestação de Alta-Tensão utilizando o software TecAt Plus 5 (Grounding grid design using TecAt Plus 5)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Malha de terra para Subestação de Alta-Tensão utilizando o software TecAt Plus 5 (Grounding grid design using TecAt Plus 5)"

Transcrição

1 Malha de terra para Subestação de Alta-Tensão utilizando o software TecAt Plus 5 (Grounding grid design using TecAt Plus 5) st 1 ed. July 12, Officina de Mydia Editora Ltda., Brazil -

2 1. Introdução A seguir, vamos apresentar o uso do software TecAt Plus 5 num caso típico de projeto de malha de terra para uma subestação de Alta Tensão, incluindo a estratificação da resistividade do solo, o cálculo da resistência da malha, cálculo dos potenciais de toque e passo e a listagem dos materiais. O TecAt Plus inclui ainda outras funções que não iremos detalhar aqui, como a verificação de uma estratificação realizada manualmente ou por outro software, a determinação da bitola dos cabos, auxiliar para a medição da resistência em locais com pouca área disponível, inclusão de novos materiais e fornecedores no banco de dados, interface e relatórios em inglês e espanhol, etc. - para informações sobre essas funções, favor consultar o manual online do software e o livro Malhas de Terra, que acompanha cada licença do TecAt. 2. Iniciando o projeto No menu de projetos, clique no botão Novo: Note que o único dado realmente necessário é o nome do projeto. Na tabela de projetos, selecione o projeto desejado e clique em Abrir; note que o nome do projeto aparece na barra título do programa ( TecAt 5 - exemplo SE ):

3 3. Resistividade do solo No menu de Resistividade, selecione Medições (existem diversas configurações, como entrar dados em resistência ou resistividade, mas não entraremos nisso agora por falta de espaço): A seguir, clique em Nova, entre o afastamento em metros e o valor medido no terrômetro em Ohms; repita essa operação até entrar toda a tabela da medição em campo:

4 Clique em Validar e, no menu de Resistividade, selecione Cálculo: Selecione um modelo de1 a 4 camadas ou, preferencialmente, deixe em Automático, e clique no botão Calcular; notar que existem limitações para o número de camadas em função do número de medições disponíveis, consulte o livro Malhas de Terra para a explicação teorica. Após executar o cálculo, o TecAt irá auto-selecionar o menu Relatórios / Resistividade / Gráfico; a seguir, clique em Texto e selecione os itens desejados para o relatório - projeto, configuração, dados de campo, resultados e diagrama. Notas: - todos os relatórios texto são editáveis, basta clicar dentro deles e digitar, apagar, selecionar, copiar ou colar texto. - todos os relatórios possuem um botão Copiar, que irá copiar o mesmo para a área de transferência, podendo a sseguir ser colado em outro programa (MS Word ou PowerPoint, por exemplo) - o botão Exportar irá gerar um arquivo.txt para os relatórios em texto e.jpg para os relatórios gráficos

5 - selecionando os botões Imprimir e PDF voce pode, respectivamente, imprimir o relatório ou gerar um arquivo PDF diretamente pelo TecAt, sem necessitar de outro programa. 4. Resistência de aterramento O TecAt possui dois módulos de cálculos: Malha1, para resistência de aterramento de malhas pequenas (somente duas camadas) e Malha2, com o cálculo completo em 4 camadas de resistência e potenciais para qualquer configuração de malha. Ao acionar o menu Malha2 / Configuração, vemos, à esquerda, o resultado da estratificação e, à direita, alguns materiais selecionados; embora você possa entrar qualquer dimensão de material cadastrado (cabos, hastes), o TecAt possui um construtor de malhas para facilitar o processo de entrada de dados (veja mais abaixo), que irá usar esses materiais, digamos, padrões. Sem alterar essas opções, selecione no menu a opção Eletrodos; como não entramos nenhum eletrodo ainda, a tabela está vazia, assim como a planta (Visualização) e a tabela de conexões:

6 4.1 Tensões admissíveis Como vamos efetuar as verificações de potenciais perigosos de toque e passo, antes de prosseguir com o cálculo da resistência, precisamos definir a corrente de curto que circulará da malha para o solo bem como o tempo de atuação da proteção; selecione o menu Malha2 / Potenciais e entre os dados correspondentes, inclusive da camada de brita (selecione uma brita clicando no botão Selecionar) e peso do operador; a seguir, clique em Atualizar.

7 4.2 Wizard (gerador de malha) Não é possível pedir a um software para gerar uma malha para, digamos, 10 Ohms, já que existiriam, para um mesmo solo, infinitas respostas; assim, precisamos fornecer ao TecAt uma malha para ser calculada e, conforme o resultado, adicionar ou retirar eletrodos até se chegar num resultado otimizado, ou seja, tecnicamente satisfatório porém o mais barato e rápido de instalar possível. No TecAt, podemos adicionar um eletrodo de cada vez, fornecendo suas coordenadas (x, y, z) inicial e final e selecionando o material (cabo ou haste), para isso basta clicar no botão Novo acima da tabela de eletrodos. Como isso leva muito tempo e pode levar a erros, o TecAt possui geradores de malha (wizards) para realizar a maior parte do trabalho. Ao selecionar Malha2 / Wizards, temos a tela de configuração: Selecionando cabos + hastes, apagar malha existente e Retangular, temos:

8 Ajustando as dimensões para X2 = 30 m e Y2 = 45 m, selecionando Definitivo e clicando no botão Gerar: Voltando no menu Malha2 / Eletrodos, agora temos a tabela abaixo; clique no botão Validar para checar os dados e habilitar as telas de Visualização e Conexões.

9 Selecione o tab Visualizar / Atualizar para obter o desenho da malha (neste ponto é igual ao que já observamos na geração do wizard) e, selecionando Conexões / Atualizar, temos a tabela de conexões entre todos os eletrodos da malha, inclusive suas localizações: Para obter a resistência de aterramento da malha no nosso solo, na tela da tabela dos eletrodos, clique em Calcular; quando o cálculo for completado, selecione no menu Relatórios / Malha 2 / Resistência. Com a resistência da malha de 6,49 Ohms e a corrente de malha de 4A, temos um máximo potencial da malha (em relação a um terra remoto) de aprox. 26 kv.

10 5. Potenciais de toque e passo Acessando o menu Relatórios / Potenciais / 3 Dimensões / Parâmetros, clique em Atualizar (na caixa Coordenadas dos cantos ) e entre as coordenadas x1 = -1, y1 = -1, x2 = 46, y2 = 31: O retângulo verde representa a área entre as coordenadas (x1, y1) e (x2, y2); clicando em OK, o TecAt já calcula e apresenta o gráfico selecionado por default (potenciais de malha, 3D, completo, resolução = 0,50 m:

11 Voltando em Parâmetros e selecionando Potencial de Superfície e clicando em Executar gráfico, obtemos: Como esta é uma primeira aproximação do nosso projeto, as divisões da malha ( mesh ) são muito grandes e provavelmente os potenciais estarão acima do admissível; fazemos essa verificação acessando 2 Dimensões e clicando no botão Atualizar coordenadas de corte:

12 Clicando no botão OK, o TecAt irá calcular e apresentar o gráfico default, dos potenciais de toque ao longo das linhas azul e verde: Como pode ser visto, temos potenciais de 15 kv em regiões internas da subestação (onde teremos equipamentos aterrados que podem ser tocados durante um curto), muito acima do admissível (linha vermelha, abaixo de 1 kv). Para resolver isso, devemos voltar ao menu Malha 2 / wizard e gerar uma nova malha com mais cabos e hastes, num processo iterativo até obter um resultado satisfatório. Por exemplo, vejamos a malha re-dividida em 9 vezes ao longo do comprimento e 6 vezes na largura:

13 Recalculando a resistência, temos agora 4,05 Ohms, com uma elevação máxima de potencial de 16 kv. Rodando novamente o gráfico dos potenciais de toque ao longo das mesmas coordenadas, temos: Se apertarmos mais um pouco os cabos e distribuí-los de forma geométrica, temos, por exemplo, com 13 divisões em X e 8 em Y:

14 Nessa altura, podemos considerar: 1. Verificar o lay-out da SE para checar se existem realmente equipamentos ou estruturas que possam ser tocadas a até 1 metro das áreas mais perigosas - se houver, será necessário refazer mais uma vez o ciclo wizard / resistência / potencial de toque. 2. Notar que, fora da área da SE (por isso entramos coordenadas 1 metro antes e depois da malha), temos um potencial de toque ainda bastante elevado; nesse caso, as soluções mais comuns seriam extender a malha para fora da área da SE (caso possível) ou asfaltar 1 metro ao redor da subestação. Já os potenciais de passo não costumam ser tão complicados; para fazer a checagem, selecione 2 Dimensões / Parâmetros / Passo e clique em Executar gráfico:

15 6. Materiais Lista de eletrodos Acesse Relatórios / Malha 2 / Eletrodos para a tabela de eletrodos: Conexões Acesse Relatórios / Malha 2 / Conexões para a tabela de conexões: 2011 Officina de Mydia Editora Ltda.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br Estalo Thermal Design Conteúdo Apresentação...4 1.1 O QUE É O ESTALO THERMAL DESIGN?...4 1.2 ONDE ELE SE APLICA?...4 1.3 COMO SE REALIZA A ENTRADA DE DADOS?...4 Ajuda para utilização do programa...5 2.1

Leia mais

Será exibido um painel de opções com 3 possibilidades: Cadastrar Cliente, Listagem de Cliente e Gerar Chave de Instalação.

Será exibido um painel de opções com 3 possibilidades: Cadastrar Cliente, Listagem de Cliente e Gerar Chave de Instalação. ATIVAÇÃO DA LICENÇA A partir do momento em que a revenda torna-se parceira comercial do produto ela pode efetuar compras de licenças no site e ativar essas licenças em seus usuários. O UNICO até pode ser

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia.

Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia. Dimensionamento de SPDA realizado com o software Atmos Pro X (v. 10.1) Officina de Mydia Editora - www.mydia.com email: vendas@mydia.com Inicie um novo projeto, selecionando Arquivos/Novo: entre um nome

Leia mais

Interface e Operação. 2011-2013 Officina de Mydia Ed. Ltda., Brazil. www.mydia.com - vendas@mydia.com

Interface e Operação. 2011-2013 Officina de Mydia Ed. Ltda., Brazil. www.mydia.com - vendas@mydia.com Interface e Operação 2011-2013 Officina de Mydia Ed. Ltda., Brazil www.mydia.com - vendas@mydia.com Introdução A seguir, veremos alguns detalhes da operação geral do software Atmos Pro X. 1) Menus superiores

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS

GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS GUIA PRÁTICO PARA EDIÇÃO DE FOTOS E IMAGENS CRÉDITOS: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro 1 REDIMENSIONANDO IMAGENS / FOTOS Para uma melhor formatação dos POSTS é necessário padronizar as imagens

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

Manual. Sistema Venus. (Introdução)

Manual. Sistema Venus. (Introdução) Manual Do Sistema Venus (Introdução) 1 Este Manual tem com o objetivo demonstrar os padrões utilizados no sistema, e o início para usar o Vênus com sucesso. Ícone para acesso ao Vênus, para entrar, basta

Leia mais

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes 1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes Janelas são estruturas do software que guardam todo o conteúdo exibido de um programa, cada vez que um aplicativo é solicitado à janela do sistema

Leia mais

CRM MITIS GERAR SMP PELO ASSISTENTE

CRM MITIS GERAR SMP PELO ASSISTENTE CRM MITIS GERAR SMP PELO ASSISTENTE INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 PÁGINA INICIAL-CADASTRO DE VISITAS... 3 AGENDA DE VISITAS JANELA PRINCIPAL... 3 CADASTRO DE VISITAS... 3 GERAR SMP PELO ASSISTENTE... 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIFAP MACAPÁ-AP 2013 S U M Á R I O 1 Tela de Login...2 2 Acessando ao submenu cadastro de avaliação

Leia mais

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone

selecionado. DICAS 1. Explore, sempre, o ícone COMO USAR O MAPA COM INDICADORES DO GEOPORTAL DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE DA BAHIA? Este documento fornece um passo a passo explicativo e ilustrado das principais ferramentas do Mapa com Indicadores do GeoPortal

Leia mais

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06

Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Módulo Domínio Atendimento - Versão 8.0A-06 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Microsoft Office Excel 2007

Microsoft Office Excel 2007 1 Microsoft Office Excel 2007 O Excel é um programa dedicado a criação de planilhas de cálculos, além de fornecer gráficos, função de banco de dados e outros. 1. Layout do Excel 2007 O Microsoft Excel

Leia mais

Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida Controle de Contatos Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica I Vida Controle de Contatos Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... de Contatos Pessoais 2 Part II Configuração 2 1 Configuração...

Leia mais

MANUAL ZEDIT 32 Índice:

MANUAL ZEDIT 32 Índice: MANUAL ZEDIT 32 Índice: Configuração Painel -------------------------------------------------------------------- 02 à 04 Criar Novo modelo Painel -------------------------------------------------------------

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

Cotação de Compras on line

Cotação de Compras on line Cotação de Compras on line www.criciuma.unimedsc.com.br/compras Elaborado por: Glória Firmino Felisberto (Setor de Tecnologia da Informação) Osvaldo Cardoso do Canto () 1 MANUAL DO SISTEMA DE COTAÇÃO DE

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

Gerenciador de Imóveis

Gerenciador de Imóveis Gerenciador de Imóveis O Corretor Top é o mais completo sistema de gestão de imóveis do mercado, onde corretores terão acesso à agenda, cadastro de imóveis, carteira de clientes, atendimento, dentre muitas

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características...5 Configuração necessária para instalação...6 Conteúdo do CD de Instalação...7 Instruções para Instalação...8 Solicitação da Chave de Acesso...22 Funcionamento em Rede...26

Leia mais

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes

FAQ. Erros, e dúvidas frequentes FAQ Erros, e dúvidas frequentes Sumário ERROS CONHECIDOS... 2 1. Botões desabilitados ou Congelados... 2 Resolução 2... 2 2. Erro de cadastro... 3 3. Célula com o campo #VALOR... 3 4. Erro em tempo de

Leia mais

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo

GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0. Conteúdo GERADOR DE RELATÓRIOS WINREPORT VERSÃO 2.0 Este manual foi desenvolvido com o objetivo de documentar as principais funcionalidades do Gerador de Relatórios WinReport versão 2.0. Conteúdo 1. Tela Principal...

Leia mais

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12 Sumário 1. APRESENTAÇÃO INICIAL... 03 2. EMPRESA... 03 3. UNIDADE... 03 3.1. Consultar... 03 3.2. Listar Todas... 04 4. SETOR... 05 4.1. Consultar... 05 4.2. Inserir... 05 4.3. Listar... 06 5. FUNÇÃO...

Leia mais

Manual prático de compras e cotações no sistema MerchFórmula

Manual prático de compras e cotações no sistema MerchFórmula Manual prático de compras e cotações no sistema MerchFórmula 1 passo: Ir até o Menu Estoque / Compras e Cotações conforme imagem abaixo: 2 passo: Deve-se criar uma nova cotação ou editar uma existente,

Leia mais

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/36 LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS Macro Imprimir Neste exemplo será criada a macro Imprimir que, ao ser executada, deverá preparar a

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM LIBREOFFICE IMPRESS

CAPACITAÇÃO EM LIBREOFFICE IMPRESS CAPACITAÇÃO EM LIBREOFFICE IMPRESS Nelson Luiz Cesário FCAV/UNESP Câmpus de Jaboticabal O que é o Impress? O Impress é o aplicativo de criação e edição de apresentações da família LibreOffice. Você pode

Leia mais

SED 2.0. Guia Rápido. Módulo 1 Servidor de OCR Sistema Eletrônico de Documentos. Nesta Edição

SED 2.0. Guia Rápido. Módulo 1 Servidor de OCR Sistema Eletrônico de Documentos. Nesta Edição SED 2.0 Guia Rápido Módulo 1 Servidor de OCR Sistema Eletrônico de Documentos Nesta Edição 1 Parâmetros da Digitalização 2 Configuração do MODO AVANÇADO 3 Adicionando Documento ao Cadastro 4 Utilizando

Leia mais

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Seguem abaixo as novas funcionalidades e melhorias do MyABCM e um resumo de como utilizar essas funcionalidades. 1. Nova funcionalidade para aplicação de fatores de

Leia mais

Apostila nº 18 Pedido de venda e Exportar para P. serviços Como criar um novo, incluir, excluir, em aberto, deleta, fecha e emite nota para os

Apostila nº 18 Pedido de venda e Exportar para P. serviços Como criar um novo, incluir, excluir, em aberto, deleta, fecha e emite nota para os Apostila nº 18 Pedido de venda e Exportar para P. serviços Como criar um novo, incluir, excluir, em aberto, deleta, fecha e emite nota para os pedidos e como exportar para P. Serviços Sumário Pedido...

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br Esta é a primeira tela, aonde o usuário irá colocar o código de acesso para utilizar o software. Se for a primeira vez

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características... 5 Configuração necessária para instalação... 6 Conteúdo do CD de Instalação... 7 Instruções para Instalação... 8 Solicitação da Chave de Acesso... 22 Funcionamento

Leia mais

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Pré-requisitos: Lista de variáveis Hospedagem ativa em um Servidor da SPHINX Brasil Módulo Mobile Offline ativo na conta Aplicativo SphinxMobile instalado

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Compras AutoCotação. 1 - Gravando os Dados em Disquete

Compras AutoCotação. 1 - Gravando os Dados em Disquete Compras AutoCotação Trata-se de um aplicativo utilizado pelos fornecedores com o intuito de visualizar informações de um determinado processo licitatório ou de uma coleta de preços, permitindo ao fornecedor

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia.

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia. Sumário Introdução... 1 Objetivos... 1 Instruções para utilização do Tutorial... 1 Metodologia... 2 Apresentação do Editor de Roteiro de Aprendizagem... 2 Inserir Roteiro de Aprendizagem... 3 Meus Roteiros...

Leia mais

Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo.

Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo. Manual de Instruções ECO Editor de Conteúdo Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo. O ECO é um sistema amigável e intui?vo, mas abaixo você pode?rar eventuais dúvidas e aproveitar

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO

MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO MICROSOFT PROJECT 2010 Menu: Projeto > Informações do Projeto 1º Passo: Criando um novo projeto Um projeto pode ser agendado a partir da Data de inicio do projeto ou Data de

Leia mais

Uruaçu - 2009. Professoras Formadoras do NTE Uruaçu

Uruaçu - 2009. Professoras Formadoras do NTE Uruaçu Professoras Formadoras do NTE Uruaçu Uruaçu - 2009 Núcleo de Tecnologia Educacional de Uruaçu Rua Maranhão Quadra 02 Lote 01 Bairro JK Uruaçu Goiás Telefone: (62)3357-4237 - Fax : 3357-4217 E-mail nteuruacu@hotmail.com

Leia mais

Manual das planilhas de Obras

Manual das planilhas de Obras Manual das planilhas de Obras Detalhamento dos principais tópicos para uso das planilhas de obra Elaborado pela Equipe Planilhas de Obra.com Conteúdo 01. Pedidos... 3 Pedido de material detalhado;... 3

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

SISTEMA DUPLICATA. A) Preenchendo dados da duplicata

SISTEMA DUPLICATA. A) Preenchendo dados da duplicata SISTEMA DUPLICATA MANUAL DO USUARIO Inicialmente quero dizer, que sinto extremamente honrado, em poder participar, com meu aplicativo na sua empresa. Espero sinceramente, que esse programa possa ser realmente

Leia mais

Mini Curso Básico De Introdução Ao Metasys. Apostila 1

Mini Curso Básico De Introdução Ao Metasys. Apostila 1 Mini Curso Básico De Introdução Ao Metasys. Apostila 1 Aluno: Turma Aula 1: Objetivos Aprender quais são as partes principais do computador, e quais suas funcoes. Aprender a ligar e desligar o computador

Leia mais

Manual: Ftool Para Iniciantes

Manual: Ftool Para Iniciantes Autor: Profº Lucas Vissotto Manual: Ftool Para Iniciantes 1. De forma a facilitar a execução da estrutura, recomenda-se selecionar as opções grid e snap no pé direito do programa. Ver Figura 1. Na mesma

Leia mais

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8 NAPNE / RENAPI Google SketchUp 8 Agosto de 2011 Sumário 1 Introdução... 4 2 Requisitos básicos... 4 3 Itens... 4 3.1 Assista os tutoriais em vídeo... 5 3.2 Leia dicas e truques... 6 3.3 Visite a Central

Leia mais

CT 3.1. PRODIM STAIRS Prodim Escadas / Manual versão 1.0

CT 3.1. PRODIM STAIRS Prodim Escadas / Manual versão 1.0 CT 3.1 PRODIM STAIRS Prodim Escadas / Manual versão 1.0 Informações Gerais Index 1 Prodim Escadas 1.1 A solução para escadas 3 3 2 Protocolo de medição de escadas 2.1 Começando 2.2 Configurando 2.3 Começando

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais

Para inserir custo fixo às tarefas, siga os passos abaixo :

Para inserir custo fixo às tarefas, siga os passos abaixo : Capítulo 9 Custos 166 CUSTOS INSERINDO CUSTO FIXO AO PROJETO O custo total do projeto é o custo total de recurso somado ao custo total de custos fixos. O custo com recurso já é computado quando alocamos

Leia mais

MANUAL DO CatBib* * Este manual deve ser usado junto com o Sistema Bibliodata Online. Elaborado por: Maria do Socorro Gomes de Almeida e Edwin Hübner

MANUAL DO CatBib* * Este manual deve ser usado junto com o Sistema Bibliodata Online. Elaborado por: Maria do Socorro Gomes de Almeida e Edwin Hübner MANUAL DO CatBib* Elaborado por: Maria do Socorro Gomes de Almeida e Edwin Hübner RIO DE JANEIRO 2002 * Este manual deve ser usado junto com o Sistema Bibliodata Online SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. ENTRADA

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo II

Treinamento Sistema Condominium Módulo II CONDOMINIUM - Módulo II GERAÇÃO DE EMISSÕES RATEIO Neste módulo o aprendizado será a emissão dos boletos bancários. O sistema disponibiliza algumas maneiras para facilitar o seu dia-a-dia: Sequencia para

Leia mais

Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3)

Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3) Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3) Antes de iniciar o processo, você precisará um pen drive USB com uma capacidade de 2 GB ou maior. Em caso de dúvida ou dificuldade

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline):

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): Sumário 1 - EDOutletOffline (sem internet):... 1 2 EDOutlet (com internet)... 7 2.1 DIGITANDO AS REFERÊNCIAS:... 9 2.2 IMPORTAÇÃO DE PEDIDOS:... 11 3 ENVIANDO

Leia mais

Manual de Referência do Usuário. Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5. Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA

Manual de Referência do Usuário. Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5. Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5 Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA Todos os Direitos Reservados Índice Cadastro de usuários... 8 Elementos da tela.... 8 Cadastrando

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL NO FINANCE Finance V10 New 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pela Caixa Econômica... 3 Como efetuar a Conciliação por Extrato

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

Mídia com RSS próprio é aconselhável fazer testes com o feed Feeds com texto de descrição grandes podem gerar um texto com fonte pequena na mídia.

Mídia com RSS próprio é aconselhável fazer testes com o feed Feeds com texto de descrição grandes podem gerar um texto com fonte pequena na mídia. Mídia com RSS próprio A solução ElementarDS oferece mídias jornalísticas prontas, como o ig ou o Terra. Mas pode ser que você queira dar outras notícias. Talvez as manchetes do jornal de sua cidade, ou

Leia mais

QualiQuantiSoft Versão 1.3c

QualiQuantiSoft Versão 1.3c QualiQuantiSoft Versão 1.3c Qualiquantisoft v1.3c Pág.: 1/15 Índice Apresentação do programa... 3 Funções operacionais do programa... 3 Itens de menu... 6 Teclas de atalho... 6 Instrumento de Análise de

Leia mais

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42 Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4 Passo a passo para visualização de contatos... 5 Passo a passo para filtragem da lista de contatos... 6 Como ordenar a lista de contatos... 7 Como gerar uma

Leia mais

Guia rápido para configuração e geração do SPED Contábil

Guia rápido para configuração e geração do SPED Contábil Guia rápido para configuração e geração do SPED Contábil Acessar no módulo Domínio Contabilidade o menu controle/parâmetros e marcar a opção Gera informativo SPED. No campo Plano de contas referencial

Leia mais

Apresentando o Sistema GeoOffice GPS Profissional

Apresentando o Sistema GeoOffice GPS Profissional Apresentando o Sistema GeoOffice GPS Profissional O Sistema GeoOfficeGPS é uma ferramenta de automação desenvolvida pela Solution Softwares LTDA-ME para auxiliar no armazenamento e manipulação de dados

Leia mais

Importação de Dados no Sphinx

Importação de Dados no Sphinx Importação de Dados no Sphinx A importação de dados refere-se à transferência de dados coletados em outro ambiente para dentro do software Sphinx. No software, encontre a opção Importar dados no estágio

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo

Controle de Estoque. Configuração e personalização do módulo Controle de Estoque O objetivo do módulo de Controle de Estoque á ajudar a controlar a quantidade de produtos no estoque da empresa, avisar sobre problemas com quantidades mínimas, lotes e validades vencendo.

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

Guia de geração de arquivos PDF

Guia de geração de arquivos PDF Guia de geração de arquivos PDF Elaboração: SAJ/CAIP/SEATE Projeto gráfico: SID/CIPE/SEPED 1 CRIAÇÃO DE ARQUIVO PDF A PARTIR DO EDITOR DE TEXTOS 1) Se o editor de textos utilizado for o Writer, do LibreOffice,

Leia mais

[SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO]

[SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO] Câmara de Dirigentes Lojistas [SITE FÁCIL CDL MANUAL DO USUÁRIO] Sumário 1. Controle de versão... 3 2. Objetivo... 4 3. Site fácil... 4 4. Acessando o sistema de gestão de conteúdo (SGC)... 5 5. Páginas

Leia mais

NOVIDADES DA VERSÃO DO ZPEDIDOS.

NOVIDADES DA VERSÃO DO ZPEDIDOS. NOVIDADES DA VERSÃO DO ZPEDIDOS. Procedimento de Envio de Novos Clientes: Para o envio de novos clientes, assim como na versão anterior, é obrigatório o cadastro de um pedido para o cliente, porém o procedimento

Leia mais

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Inventários Página 1 de 6 Utilizado para fazer o inventário de todos os produtos cadastrados no sistema SIGLA Digital 1 Começando o Cadastro 11

Leia mais

Versão 8.2C-01. Versão Final da Apostila de Novidades

Versão 8.2C-01. Versão Final da Apostila de Novidades Versão 8.2C-01 Versão Final da Apostila de Novidades Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas

Leia mais

Gerenciamento de Contatos

Gerenciamento de Contatos Gerenciamento de Contatos O objetivo deste módulo é ajudar a gerenciar todos os contatos da empresa. Além dos dados mais importantes, o módulo permite cadastrar anotações e relacionar as tarefas e eventos

Leia mais

Índice. Manual de uso do Wordpress Produção de conteúdo. 1) Acesso ao Painel de Controle. 2) Ambientação na Ferramenta. 3) Inserir novo Post

Índice. Manual de uso do Wordpress Produção de conteúdo. 1) Acesso ao Painel de Controle. 2) Ambientação na Ferramenta. 3) Inserir novo Post Índice 1) Acesso ao Painel de Controle 2) Ambientação na Ferramenta 2.1) Posts 2.1.1) Adicionar novo post 2.1.2) Editar posts 2.2) Mídia 2.2.1) Tipos de Mídia 2.2.2) Biblioteca 2.2.3) Adicionar novo 3)

Leia mais

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO

DPAlmox - Windows MANUAL DO USUÁRIO - Windows MANUAL DO USUÁRIO DPSISTEMAS www.dpsistemas.com.br 1. Registrando o programa... 3 2. Entrando no programa Login... 5 3. Tela Principal do Sistema... 6 4. Utilizando os botões de navegação...

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

MAPEAMENTO MANUAL DO USUÁRIO

MAPEAMENTO MANUAL DO USUÁRIO 2013 MAPEAMENTO MANUAL DO USUÁRIO Consultoria SI 20/8/2013 Sumário Apresentação...3 Requisitos para Utilização do Sistema...3 Campos Obrigatórios para Cadastro de Equipamentos/ Espaço Físico...3 Processo

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

Manual do Aplicativo de Configurações

Manual do Aplicativo de Configurações Registrador Eletrônico de Ponto Manual do Aplicativo de Configurações Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis Código Postal 83.322-010 Pinhais - Paraná

Leia mais

Quinta Lista de Exercícios -

Quinta Lista de Exercícios - INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO COORDENADORIA DE INFORMÁTICA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Quinta Lista de Exercícios - INSTRUÇÕES: 1) Nesta lista de exercícios, vamos nos preocupar em implementar o comportamento

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

RESUMO DE CATALOGAÇÃO

RESUMO DE CATALOGAÇÃO RESUMO DE CATALOGAÇÃO CLASSIFICAÇÃO DISTINTA Contatos: Cirineo Zenere (c.zenere@pucpr.br) Eulália M. Soares (eulalia.soares@pucpr.br) Josilaine O. Cezar (josilaine.cezar@pucpr.br) SUMÁRIO INICIANDO A CATALOGAÇÃO...2

Leia mais