Figura 7 - Tiras de cera utilizadas no preparo da moldeira.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Figura 7 - Tiras de cera utilizadas no preparo da moldeira."

Transcrição

1 Dica Clínica Moldagem ortodôntica Fábio Lourenço Romano*, João Sarmento Pereira Neto**, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani***, Darcy Flávio Nouer****, Vânia Célia Vieira de Siqueira***** Resumo A moldagem e confecção do modelo ortodôntico são elementos fundamentais para um bom diagnóstico e correto plano de tratamento. Apesar de pouco complexo, o procedimento de moldagem é realizado muitas vezes pelos ortodontistas de maneira incorreta, não obedecendo a certos critérios durante sua execução. O objetivo deste trabalho é detalhar os procedimentos clínicos da moldagem ortodôntica, enfatizando e ilustrando a técnica empregada. Palavras-chave: Ortodontia. Moldagem. Modelagem. Introdução A moldagem é um procedimento bastante utilizado pelo ortodontista, tanto para obtenção de modelo de estudo quanto de trabalho. São encontrados no mercado materiais e instrumentais adequados para moldagem, sendo o alginato o material de escolha, pois atende às exigências da técnica 5,13. Apesar de pouca complexidade, a moldagem exige que o profissional a execute com técnica bem definida e criteriosa, pois, desta forma é possível reproduzir com perfeição as estruturas bucais 10,12. O importante na moldagem é a reprodução exata da anatomia das arcadas, do osso basal, das coroas dos dentes e estruturas vizinhas 4,6,11. Para o correto diagnóstico, o ortodontista deve contar com uma documentação detalhada e completa a fim de se obter todas as informações necessárias para elaboração do plano de tratamento 3. Segundo Monti 9 a moldagem é a primeira operação a ser realizada ao iniciar o tratamento ortodôntico, sendo um dado complementar no diagnóstico. Uma moldagem adequada é requisito fundamental para confecção de modelos ortodônticos de estudo adequados, dos quais são extraídos dados que auxiliarão na condução do tratamento 2,7,8. A moldagem realizada pelo ortodontista (moldagem ortodôntica) tem a finalidade de auxiliar no estudo e diagnóstico do caso, sendo assim, deve ser diferente da moldagem convencional (moldagem de trabalho), pois, além de copiar com exatidão os componentes ósseos e dentários da cavidade bucal, também deve reproduzir com fidelidade todo o tecido mole (freios e bridas), mostrar o contorno das raízes dentárias e abóbada palatina 1,9. Devido à importância deste procedimento para o ortodontista, o objetivo deste trabalho foi demonstrar os procedimentos clínicos da moldagem ortodôntica realizada na clínica de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNI- CAMP, detalhando e ilustrando cada passo. Procedimentos clínicos da moldagem Os procedimentos clínicos, abaixo relacionados, estão resumidos no quadro 1: Preparo do material O primeiro passo é a montagem da mesa clínica com todos os materiais e instrumentais necessários * Especialista em Ortodontia pelo Centro Universitário Federal Ceufe / Alfenas. Mestre em Ortodontia pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba UNICAMP. Professor do Curso de Especialização em Ortodontia do Centro Universitário Federal Ceufe / Alfenas. ** Professor Assistente-Doutor da área de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba UNICAMP. *** Professora Assistente-Doutora da área de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba UNICAMP. **** Professor Titular da área de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba UNICAMP. ***** Professora Assistente-Doutora da área de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba UNICAMP. R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar

2 Moldagem ortodôntica Passos clínicos da moldagem 1) Preparo do material 2) Registro em cera da oclusão 3) Preparo do paciente 4) Seleção e preparo da moldeira 5) Manipulação do material 6) Moldagem inferior 7) Moldagem superior 8) Preenchimento do espaço ocupado pela língua 9) Desinfecção do molde quadro 1 - Passos da moldagem ortodôntica. Figura 1 - Mesa clínica com os materiais para moldagem. para realização do procedimento. A mesa clínica é composta por moldeiras de estoque (alguns tamanhos), lamparina a álcool ou maçarico portátil, tigela de borracha, espátula para manipulação de plástico, cera utilidade, vaselina sólida, alginato, medidor de água e pó de alginato, espátula Lecron, pote de Dappen, pedra-pomes granulação fina, motor em baixa rotação e taça de borracha (Fig. 1). Registro em cera da oclusão A mordida em cera deve ser realizada previamente à moldagem para evitar erros no procedimento devido ao cansaço da musculatura e, além disso, permitir ao ortodontista observar a oclusão do paciente para em outra etapa relacionar o modelo de gesso superior e inferior corretamente. O registro deve ser tomado em relação cêntrica (RC), porém isto, nem sempre é possível. Nestes casos torna-se necessário registrar em máxima intercuspidação habitual (MIH). Para este procedimento utiliza-se cera 7 ou utilidade e lâmpada a álcool ou maçarico portátil. Poderá ser feita de duas maneiras: com cera utilidade reproduzindo a forma aproximada da arcada, ou seja, o paciente oclui e removem-se os excessos vestibulares. Pode ser realizada também com lâmina de cera 7 dobrada ao meio, sobre lâminas de chumbo de radiografias periapicais, em seguida pré-aquecida e levada à boca (Fig. 2). Neste momento manipulase o paciente e solicita-se que oclua para se obter o registro (Fig. 3A), em seguida, faz-se a lavagem e identificação. O registro em cera da oclusão (Fig. 3B) permitirá o recorte correto do modelo superior e inferior, principalmente dos bordos posteriores. Preparo do paciente Vaselina sólida é aplicada na comissura labial do paciente para evitar o ressecamento da mucosa peribucal (Fig. 4). Deve-se também paramentar o paciente com avental para evitar que os materiais sujem e/ou danifiquem sua roupa. Seleção e preparo da moldeira Deve-se selecionar o tipo de moldeira, e a verificação do tamanho deve ser feita de forma visual, dando preferência para as do tipo Vernes ou extendidas (Fig. 5). Depois da pré-seleção, a moldeira deve ser introduzida na boca do paciente, afastando-se a comissura labial, lembrando que entre a moldeira e o dente deve haver um espaço de aproximadamente três milímetros (Fig. 6). Para o arco superior, a moldeira deve ter comprimento suficiente para alcançar a tuberosidade maxilar e, para o inferior, se estenderá até a região retromolar. As moldeiras devem ser preferencialmente profundas e de rebordos altos. No preparo da moldeira utiliza-se cera utilidade, espátula Lecron e lamparina a álcool ou maçarico a gás. A cera utilidade deve ser cortada em tiras de aproximadamente 1 a 1,5 cm (Fig. 7) e adaptada aos bordos da moldeira, contornando-os uniformemente. Este contorno deve ser da espessura da cera e arredondado (Fig. 8). A colocação da cera nas bordas da moldeira reduz o desconforto da pressão do metal contra os tecidos moles, aumenta a retentividade do material, além de afastar a bochecha e reproduzir os detalhes do fundo de sulco de vestíbulo. Após isto, executa-se recorte dos excessos de cera com espátula Lecron na região externa e interna da moldeira (Fig. 9), tomando o cuidado de aliviar 16 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar. 2005

3 Fábio Lourenço Romano, João Sarmento Pereira Neto, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani, Darcy Flávio Nouer, Vânia Célia Vieira de Siqueira freios, bridas e não deixar cera dentro da moldeira (Fig. 10). A cera deverá ser fixada à moldeira por aquecimento nas margens e posteriormente flambada para deixá-la lisa com bordos arredondados e conseqüentemente menos traumatizantes e também sem impressões digitais (Fig. 11). É importante levar a moldeira preparada à boca do paciente, solicitar o selamento labial para conferir a fidelidade da adaptação e também marcar a cera com as estruturas do paciente, facilitando a moldagem. Figura 2 - Preparo da cera para obtenção do registro da oclusão. a Figura 3 - A) Paciente ocluindo na lâmina de cera. B) Registro em cera da oclusão. b R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar

4 Moldagem ortodôntica Figura 4 - Aplicação de vaselina sólida no paciente. Figura 5 - Moldeiras de escolha para realização da moldagem ortodôntica. Figura 6 - Verificação do tamanho das moldeiras a serem utilizadas no paciente. Figura 7 - Tiras de cera utilizadas no preparo da moldeira. 18 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar. 2005

5 Fábio Lourenço Romano, João Sarmento Pereira Neto, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani, Darcy Flávio Nouer, Vânia Célia Vieira de Siqueira a Figura 8 - A) Colocação da cera na moldeira. B) Cera colocada na moldeira superior e inferior. b a b Figura 9 - A) Remoção dos excessos de cera internos da moldeira. B) Remoção dos excessos de cera externos da moldeira. Figura 10 - Alívio do freio labial superior. Figura 11 - Moldeiras preparadas. R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar

6 Moldagem ortodôntica Manipulação do material Imediatamente antes da moldagem propriamente dita, deve ser realizada profilaxia com pedra-pomes e água com taça de borracha em toda a arcada para remoção de restos alimentares, deixando a superfície dentária o mais limpa possível (Fig. 12). O material de escolha para moldagem ortodôntica é o alginato, que deve ser utilizado de acordo com as instruções do fabricante. Inicialmente coloca-se a quantidade de água sugerida com medidor específico em tigela de borracha, em seguida o pó nas proporções recomendadas é vertido sobre a água. A espatulação deve ser firme, uniforme, contra as paredes da tigela para evitar a incorporação de bolhas de ar e deve ter duração aproximada de um minuto. Ao final da espatulação o material deve ter aparência brilhante, deve estar liso e com consistência pastosa. Moldagem inferior Inicia-se a moldagem pelo arco inferior, em função de sua facilidade e menor possibilidade de provocar náuseas, adquirindo desta maneira a confiança do paciente. Uma vez manipulado o alginato, este é inserido em porções sob pressão na moldeira e uma pequena quantidade é colocada nas superfícies oclusais dos dentes. O lábio é afastado com o auxílio de um espelho e a moldeira introduzida, centralizada, aprofundada e estabilizada. Neste momento, solicita-se ao paciente para levantar a língua e manter a boca entreaberta. Pressionar primeiro a porção anterior, pois assim o material escoará e moldará até a região retromolar. Em seguida manter a moldeira em posição colocando os dedos indicadores sobre a parte oclusal e os polegares abaixo da mandíbula até que a geleificação do material ocorra. A geleificação total do alginato ocorre em torno de 3 minutos, em seguida é feita a remoção cuidadosa da moldeira com movimento em sentido único para evitar rasgamento ou deformação da moldagem. O molde deve ser analisado (Fig. 13) com a finalidade de verificar se preenche os requisitos de uma moldagem adequada: não conter bolhas ou deformações e copiar os limites anatômicos (assoalho da boca, espaço retromolar, fundo de vestíbulo, inserções musculares e todas as superfícies dentárias). Moldagem superior Para moldagem superior, levar a moldeira contra a parte posterior para que o excesso de material escoe para anterior e não para a garganta. A moldeira é centralizada e aprofundada de modo que o alginato penetre até o fundo de vestíbulo para registrar as inserções musculares. Neste momento a moldeira é estabilizada e o paciente é guiado a inclinar-se para frente. Se o palato for muito profundo, comprime-se o alginato levemente com os dedos na moldeira, evitando a formação de bolhas. Pode-se também colocar o alginato entre os dentes e nas superfícies oclusais. Após geleificação do alginato, procede-se a remoção da moldeira de maneira semelhante à inferior. A moldagem obtida é considerada aceitável Figura 12 - Profilaxia das arcadas do paciente. Figura 13 - Avaliação da moldagem inferior. 20 R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar. 2005

7 Fábio Lourenço Romano, João Sarmento Pereira Neto, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani, Darcy Flávio Nouer, Vânia Célia Vieira de Siqueira quando o alginato apresentar uma superfície lisa e brilhante, isenta de bolhas, copiando todos os detalhes anatômicos da cavidade bucal (Fig. 14). Preenchimento do espaço ocupado pela língua na moldagem Uma vez verificadas as moldagens, procede-se o preenchimento do espaço ocupado pela língua. Este artifício é feito na moldagem inferior com o objetivo de não deixar nenhuma superfície irregular nesta área. É colocado um pedaço de papel ou gaze úmida preenchendo esse espaço e formando uma base que servirá de dique para o material. Manipula-se uma porção de alginato que será colocada em cima do dique estendendo-se até o final do assoalho da boca. Como o dedo umidecido em água, alisa-se a superfície e espera-se a geleificação do alginato (Fig. 15). Desinfecção do molde Após a obtenção das impressões e antes da modelagem deve ser feita a desinfecção das moldagens para evitar infecção cruzada e transmissão de doenças. A moldagem deve ser lavada com água gessada, deve ser borrifado sobre o molde solução de hipoclorito de sódio a 0,5 ou 1% ou glutaraldeído a 2% e depois deixar a moldagem em umidificador saturado pelo produto por 10 minutos. Decorrido este tempo lava- Figura 14 - Avaliação da moldagem superior. Figura 15 - Preenchimento do espaço ocupado pela língua. Figura 16 - Modelo de gesso recortado e acabado. se abundantemente e seca-se com toalha de papel, realizando imediatamente a modelagem (vazamento do gesso). Após a modelagem é feito o recorte e acabamento dos modelos de gesso (Fig. 16). Considerações finais A moldagem é uma das etapas do tratamento ortodôntico que tem a finalidade de reproduzir com fidelidade os detalhes anatômicos da cavidade bucal. R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar

8 Moldagem ortodôntica Uma moldagem adequada contribui de forma significativa para obtenção de um modelo de gesso correto, evitando possíveis erros de diagnóstico e facilitando o planejamento do tratamento ortodôntico. Orthodontic impression Abstract The impression and making of the orthodontic model are the most important elements for a good diagnosis and correct treatment plan. In spite of being a little complex this procedure of the impression has been done too many times by orthodontists in an incorrect way, not obeying certain criteria during its execution. The objective of this job was to detail the clinical procedures of the orthodontic impression, emphasizing and illustrating the employed technique. Key words: Orthodontics. Impression. Modeling. Referências 1. ALMEIDA, R. R.; MARTINS, D. R.; URSI, W. J. S. Moldagem. Rev Fac Odontol Lins, Lins, v. 2, n.1, p , jan./jun CAMARGO, E. L.; MUCHA, J. N. Moldagem e modelagem em Ortodontia. R Dental Press Ortodon Ortop Facial, Maringá, v. 4, n. 3, p , maio/jun COSTA, C. A. Ortodontia. 2. ed. São Paulo: Ed. Santos, DEWEY, M. Practical Orthodontic. 5 th ed. St. Louis: C. V. Mosby, DICKSON, G. C. Orthodontics in general dental practice. Philadelphia: Saunders, GRABER, T. M.; VANARSDALL Jr., R. L. Ortodontia: princípios e técnicas atuais. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, INTERLANDI, S. Ortodontia: bases para iniciação. 3. ed. São Paulo: Artes Médicas, MEZZOMO, E. Prótese parcial fixa: manual de procedimentos. São Paulo: Ed. Santos, MONTI, E. Tratado de Ortodoncia. 2. ed. Buenos Aires: El Ateneo, MORI, U. Iniciação em clínica de prótese fixa. São Paulo: Sarvier, MOYERS, R. E. Ortodontia. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, STRANG, R. H. W. Tratado de Ortodoncia. 3. ed. Rio de Janeiro: Editorial Bibliográfica, VELLINI-FERREIRA, F. Ortodontia: diagnóstico e planejamento clínico. 4. ed. São Paulo: Artes Médicas, Endereço para correspondência: Fábio Lourenço Romano Av. do Café, 131 Bloco E Apartamento 16 Vila Amélia Ribeirão Preto SP CEP: R Clín Ortodon Dental Press, Maringá, v. 4, n. 1, p fev./mar. 2005

Clinical Update. Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) Preparação. (Fig. 1) JELTRATE e JELTRATE PLUS

Clinical Update. Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) Preparação. (Fig. 1) JELTRATE e JELTRATE PLUS Materiais de Moldagem Hidroclóides Irreversíveis (Alginato) A construção de modelos e troquéis sempre foi uma etapa importante para os mais variados procedimentos odontológicos. Sobre os modelos obtidos

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO

MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO MOLDAGEM E CONFECÇÃO DE MODELO DE ESTUDO Prof. Dr. Alfredo Júlio Fernandes Neto - 2005 A obtenção do molde e posterior modelo de estudo em gesso é um procedimento crítico e, como em qualquer outro trabalho

Leia mais

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst

Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Por: Renato Fabricio de Andrade Waldemarin; Guilherme Brião Camacho e Vinícius Marcel Ferst Técnica 1: Faceta I.Dente vital e preparo protético pronto. 1. Medir a altura e a largura do dente homológo do

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM. Aula 2 SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico CASO CLÍNICO Setup: a Diagnosis Assistance in Orthodontics Michelle Santos VIANNA* Armando Yukio SAGA** Fernando Augusto CASAGRANDE*** Elisa Souza CAMARGO****

Leia mais

Obtenção de modelos ortodônticos

Obtenção de modelos ortodônticos T ó p i c o Es p e c i a l Obtenção de modelos ortodônticos Fernando Habib*, Leonardo de quino Fleischmann**, Sabrina Kívia Correia Gama**, Telma Martins de raújo*** Resumo Introdução: os modelos de estudo

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

Colagem de braquetes em esmalte condicionado com Transbond Plus Self Etching Primer

Colagem de braquetes em esmalte condicionado com Transbond Plus Self Etching Primer Dica Clínica Colagem de braquetes em esmalte condicionado com Transbond Plus Self Etching Primer Fábio Lourenço Romano*, Américo Bortolazzo Correr**, Maria Beatriz B. A. Magnani***, Darcy Flávio Nouer****,

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

MANUAL DE PRÓTESE FIXA

MANUAL DE PRÓTESE FIXA MANUAL DE PRÓTESE FIXA INDICE Materiais e Equipamentos 05 Materiais e Técnicas de Moldagem 07 Vazamento de Modelos 08 Montagem em Articulador 17 Enceramento 20 Preparo de Troquel 23 Inclusão 25 Fundição

Leia mais

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Caso Clínico Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Eloísa Marcântonio Boeck*, Silvia Amelia S. Vedovello**, Adriana Simoni Lucato***, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****,

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP CEETEPS Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO 098-ETE PHILADELPHO GOUVEA NETTO - São José do Rio Preto SP APOSTILA DE MATERIAIS DE PROTESE MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pacientes

Leia mais

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA

INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA INSERÇÃO DA REABILITAÇÃO PROTÉTICA NA ATENÇÃO BÁSICA CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS E LABORATÓRIOS DE PROTESE DENTÁRIA Porque reabilitar pelo

Leia mais

Confecção e instalação do Sky Hook

Confecção e instalação do Sky Hook Dica Clínica Confecção e instalação do Sky Hook Preparing and fitting the Sky Hook Laurindo Zanco Furquim * Resumo Nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, o protocolo

Leia mais

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia Técnicas radiográficas Divididas em dois grandes grupos: Técnicas Intraorais Profª Paula Christensen Técnicas Radiográficas Técnicas Extraorais Técnicas

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 7 a 11 de outubro de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé

Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal. Materiais Dentários. Professora: Patrícia Cé Hermann Blumenau - Complexo Educacional Curso Técnico em Saúde Bucal Materiais Dentários Professora: Patrícia Cé Introdução AULA II Materiais de Moldagem Alginato Polissulfeto Poliéter Silicone de condensação

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PRÓTESE DENTÁRIA 21. Quanto ao mecanismo de fratura de um dente, podemos considerar como principal fator determinante: a) Tratamento endodôntico. b) Perda da estrutura

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina Série Aparelhos Ortodônticos barra transpalatina INTRODUÇÃO A barra transpalatina (BTP) tem sido aplicada na mecânica ortodôntica de forma crescente e em muitas situações clínicas. Isto pela característica

Leia mais

2011.1 IMPLANTODONTIA - UFPE UFPE

2011.1 IMPLANTODONTIA - UFPE UFPE 2011.1 UFPE IMPLANTODONTIA - UFPE Manual da Disciplina Eletiva de Implantodontia do Departamento de Prótese e Cirurgia Buco Facial da Universidade Federal de Pernambuco UNIDADES PROGRAMÁTICAS DATA CONTEÚDO

Leia mais

avaliação dos modos de descolagem e a presença de fraturas no esmalte, após os ensaios mecânicos.

avaliação dos modos de descolagem e a presença de fraturas no esmalte, após os ensaios mecânicos. da resistência ao cisalhamento destes materiais, com e sem condicionamento ácido do esmalte, após 48 horas e 10 dias; verificação da influência do período dos ensaios mecânicos sobre a resistência ao cisalhamento;

Leia mais

Máscara facial individualizada: procedimentos clínicos e laboratoriais

Máscara facial individualizada: procedimentos clínicos e laboratoriais Dica Clínica Máscara facial individualizada: procedimentos clínicos e laboratoriais Fábio Lourenço Romano* João Sarmento Pereira Neto** Bruno Azevedo Ferreira*** Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos Especificação de materiais relacionados aos procedimentos PRÓTESE Confecção de provisório: - resina acrílica (cor 62 e 66) - líquido de resina - vaselina - cimento provisório - fita de carbono - kit brocas

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS TESTE SELETIVO TÉCNICO EM PRÓTESE DENTÁRIA Edital n o 096/2009-PRH CADERNO DE PROVA CONHECIMENTO ESPECÍFICO - 38

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental

Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Dica Clínica Descrição do Método de Contenção Fixa, com Livre Acesso do Fio Dental Description of the Method of Fixed Retention, with Free Access of the Dental Floss Jaime Sampaio Bicalho * Karla Tonelli

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina ODT 7121 - Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial I Departamento

Leia mais

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica;

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica; Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Odontologia Extensão Universitária - ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Conceitos Restauradores de Oclusão:

Leia mais

MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II

MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II CURSO DE ODONTOLOGIA MATERIAIS ODONTOLÓGICOS II CADERNO DIDÁTICO TURMA 2011 Autores: ANZILIERO, Luciano Esp. Curso de Odontologia da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões Campus de

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

MOLDAGENS EM PRÓTESE TOTAL

MOLDAGENS EM PRÓTESE TOTAL MOLDAGENS EM PRÓTESE TOTAL IMPRESSIONS IN COMPLETE DENTURE Humberto Gennari Filho 1 RESUMO São apresentadas as filosofias de moldagens anatômicas e funcionais para que os profissionais que militam na área

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

ANÁLISE DISCIPLINA DE OCLUSÃO

ANÁLISE DISCIPLINA DE OCLUSÃO ANÁLISE OCLUSAL DISCIPLINA DE OCLUSÃO FACULDADE DE ODONTOLOGIA da UERJ 2000 Equipe da Disciplina: Ricardo Lessa Bastos Walzer Abrahão Poubel Florence M. Sekito Hilda M. R. Souza Paulo Roberto B. Fernandes

Leia mais

Tutora: Tathiane Lenzi Prof. José Carlos P. Imparato

Tutora: Tathiane Lenzi Prof. José Carlos P. Imparato Tutora: Tathiane Lenzi Prof. José Carlos P. Imparato ... vedar... obliterar... isolar do meio externo SELANTE É: Barreira Física Os selantes oclusais são reconhecidos como uma medida efetiva na PREVENÇÃO

Leia mais

Palavras-Chave: Osseointegração, Implantes dentários, mini-implantes

Palavras-Chave: Osseointegração, Implantes dentários, mini-implantes MINIIMPLANTES PARA ANCORAGEM ORTODONTICA: REVISÃO DE LITERATURA 1 Blaya, Diego³; Ferreira, Juliana 2 ; Gertz, Andressa 2 ; Grossi, Thiago²; Mota, Humberto²; Rosa, Ronildo²; Souza, Eliezer 2 ; ¹- Trabalho

Leia mais

Uma técnica viável de colagem indireta de braquetes

Uma técnica viável de colagem indireta de braquetes Dica Clínica Uma técnica viável de colagem indireta de braquetes José Fernando Barros de Figueiredo*, Mauricio Tatsuei Sakima**, Miguel Ocanha Junior***, Tatsuko Sakima**** Resumo Com o advento dos aparelhos

Leia mais

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( )

TIPO DE TRATAMENTO PREÇO ( ) 01. CONSULTA Consulta (exame clínico) 39,00 Consulta (exame clínico "Check-up" sem tratamentos) 29,00 02. MEDICINA DENTÁRIA PREVENTIVA Aplicação tópica de fluor c/ moldeiras 10,00 Selante de fissuras p/dente

Leia mais

Fundamentos de Prótese Parcial Fixa

Fundamentos de Prótese Parcial Fixa Fundamentos de Prótese Parcial Fixa Roteiro de estudo - Preparo do Dente: 1. Técnica da silhueta modificada. 2. Desgaste do dente com ponta diamantada (PD) 1,4 mm na região cervical e terço médio respeitando

Leia mais

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo Capítulo Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo 1 Alexandre Moro A Ortodontia contemporânea tem exigido que os clínicos utilizem aparelhos que tenham a sua eficiência clínica comprovada cientificamente.

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

APOSTILA DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DE PERIODONTIA CURSO DE ODONTOLOGIA CIÊNCIAS DA SAÚDE

APOSTILA DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DE PERIODONTIA CURSO DE ODONTOLOGIA CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE REGIONAL INTEGRADA DO ALTO URUGUAI E DAS MISSÕES CAMPUS ERECHIM APOSTILA DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DE PERIODONTIA CURSO DE ODONTOLOGIA CIÊNCIAS DA SAÚDE Prof. Ms. Ivanete Maria Lando ERECHIM

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

Prova De Aptidão Profissional. Prótese Total Acrílica - Bi-maxilar

Prova De Aptidão Profissional. Prótese Total Acrílica - Bi-maxilar Escola Europeia De Ensino Profissional Manuel Rodriguez Suaréz Prova De Aptidão Profissional Prótese Total Acrílica - Bi-maxilar Autores: Luciana Pinto & André Luiz 1 Prótese Total Acrílica - Bi-maxilar

Leia mais

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Anexo II da Resolução nº 146/2003-CEPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO: 2008 ANO DO CURSO: 3 Curso: Odontologia Modalidade: Profissionalizante

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

ENCERAMENTO PROGRESSIVO

ENCERAMENTO PROGRESSIVO ENCERAMENTO PROGRESSIVO Alfredo Julio Fernandes Neto & Marlete Ribeiro da Silva - Univ. Fed. Uberlândia - 2006 Os critérios para o sucesso de uma reabilitação oral incluem, além das habili-dades técnicas

Leia mais

MONTAGEM DE MODELOS DE ESTUDO EM ATICULADOR CLASSE III SEMI-AJUSTÁVEL - ASA

MONTAGEM DE MODELOS DE ESTUDO EM ATICULADOR CLASSE III SEMI-AJUSTÁVEL - ASA MONTAGEM DE MODELOS DE ESTUDO EM ATICULADOR CLASSE III SEMI-AJUSTÁVEL - ASA Fernandes Neto, A.J., et al. Univ. Fed. Uberlândia - 2005 A montagem de modelos de estudo em articulador classe III, semi-ajustável

Leia mais

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini Caso Selecionado Harmonia Sidney Kina e José Carlos Romanini Na busca para encontrar uma composição agradável no sorriso, alguns fatores de composição estética devem ser observados, para orientação na

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO AVANÇADO MULTIPROFISSIONAL EM MEDICINA DO SONO

PROGRAMA DO CURSO AVANÇADO MULTIPROFISSIONAL EM MEDICINA DO SONO PROGRAMA DO CURSO AVANÇADO MULTIPROFISSIONAL EM MEDICINA DO SONO LOCAL: Sempre nas 6as. Feiras, serão ministradas sempre aulas teóricas no Anfiteatro do 15º. andar do prédio do Instituto do Sono na Rua

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

ressaltadas por autores como Sturdevant, 2 3 Gilmore et al, Celenza e Litvak, entre outros. O 4

ressaltadas por autores como Sturdevant, 2 3 Gilmore et al, Celenza e Litvak, entre outros. O 4 VERTICULADOR EMPREGO DO VERTICULADOR EM DENTÍSTICA RESTAURADORA A técnica de utilização dos verticuladores foi desenvolvida há cerca de 50 anos atualmente encontra-se em grande evidência graças a precisão

Leia mais

Porta Rolos de algodão - azul ou branco. New Compress - Gaze TNT 5x5 cm 200 unidades. New Mask Pro Shield - Máscaras c/ Viseira

Porta Rolos de algodão - azul ou branco. New Compress - Gaze TNT 5x5 cm 200 unidades. New Mask Pro Shield - Máscaras c/ Viseira DESCARTÁVEIS New cotton rolls - Rolos de algodão nº2-300 gr. Porta Rolos de algodão - azul ou branco New Compress - Gaze TNT 5x5 cm 200 unidades New Mask Pro Shield - Máscaras c/ Viseira New Mask - Máscaras

Leia mais

Prova de Aptidão Profissional

Prova de Aptidão Profissional D. Manuel Rodríguez Suárez Prótese Total Removível Acrílica Bimaxilar 3809 Daniela Rodrigues 3822 Sara Isabel Silva Fonseca 28 de Maio de 2013 Prótese Total Removível Acrílica Bimaxilar Escola Europeia

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Caso Clínico Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Matheus Melo Pithon*, Luiz Antônio Alves Bernardes** Resumo Com o maior acesso da população aos serviços de saúde bucal houve

Leia mais

USO DE MATERIAIS REEMBASADORES À BASE DE SILICONE NO HOME CARE EM ODONTOGERIATRIA

USO DE MATERIAIS REEMBASADORES À BASE DE SILICONE NO HOME CARE EM ODONTOGERIATRIA USO DE MATERIAIS REEMBASADORES À BASE DE SILICONE NO HOME CARE EM ODONTOGERIATRIA Autores: Dr. Fernando Luiz Brunetti Montenegro (*) Dr. Leonardo Marchini (**) Nas últimas décadas, têm-se observado, em

Leia mais

Aluna: Lucy Shiratori. Dissertação apresentada à Faculdade de. obtenção do título de Mestre, pelo Programa de Pós-

Aluna: Lucy Shiratori. Dissertação apresentada à Faculdade de. obtenção do título de Mestre, pelo Programa de Pós- FOUSP Avaliação da precisão da tomografia computadorizada por feixe cônico (cone beam) como método de medição do volume ósseo vestibular em implantes dentários Dissertação apresentada à Faculdade de Odontologia

Leia mais

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética

Técnicas de fundição. Técnicas De Fundição. Page 1 1. Odontologia: tem por função restituir ao dente: Saúde Forma Função Estética Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Técnicas de fundição Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS

CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES DENTISTAS CURSO INTENSIVO CLINICO E LABORATORIAL PARA CIRURGÕES Dr. Dario Adolfi Dr. Gustavo Javier Vernazza Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Data: 20 a 24 de setembro de 2010 PROGRAMA DO CURSO PRIMERO DIA Dr. Gustavo

Leia mais

CURSO de ODONTOLOGIA - Gabarito

CURSO de ODONTOLOGIA - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2009 e 1 o semestre letivo de 2010 CURSO de ODONTOLOGIA - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO? Verifique se este caderno contém : PROVA

Leia mais

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA.

REABILITAÇÃO ATRAVÉS DE HÍBRIDA APARAFUSADA. LABORATÓRIO Joaquín Madrueño Arranz Direção Técnica em laboratório de prótese dental próprio Formação e Peritagem em próteses dentais (Fotografias clínicas cedidas pelo Dr. Villar) REABILITAÇÃO ATRAVÉS

Leia mais

Odontologia 2.004 à 2.007

Odontologia 2.004 à 2.007 Odontologia 2.004 à 2.007 Procedimentos após 10/99 à 12/07 2.004 2.005 2.006 2.007 TOTAL 0301101-PROCEDIMENTOS COLETIVOS (PACIENTE/MES) 3.161 5.145 434-8.740 0301102-ACAO COLETIVA ESCOVACAO DENTAL SUPERVISION

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

I Caderno de Odontopediatria

I Caderno de Odontopediatria I Caderno de Odontopediatria Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto Fotografia em Odontopediatria Autores: Cristina Cardoso Silva, Susana Silva, Cristina Areias, Viviana Macho, Ana Norton,

Leia mais

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO BARROS, Ítala Santina Bulhões 1 LIMA, Maria Germana Galvão Correia 2 SILVA, Ariadne Estffany Máximo da

Leia mais

EDITAL Nº 12/2014 PROVA DE AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL

EDITAL Nº 12/2014 PROVA DE AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL SELEÇÃO PÚBLICA PARA A CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SAÚDE EDITAL Nº 12/2014 PROVA DE AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL PROVA OBJETIVA DATA: 13 DE ABRIL DE 2014 DURAÇÃO: 03 horas

Leia mais

T4F TRAINER FUNCIONAL T4U TRAINER UNIVERSAL

T4F TRAINER FUNCIONAL T4U TRAINER UNIVERSAL T4F TRAINER FUNCIONAL T4U TRAINER UNIVERSAL T4F - TRAINER FUNCIONAL Aparelho Funcional antes e após o uso de aparelhos fixos Contenção Ortodôntica e Ortopédica Posicionador Ativo para pequenas correções

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

2 Este Caderno contém uma proposta de Redação e trinta questões de múltipla escolha

2 Este Caderno contém uma proposta de Redação e trinta questões de múltipla escolha CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva MESTRADO EM ODONTOLOGIA INSTRUÇÕES 1 Na parte inferior desta capa, escreva seu nome completo, em letra de forma e assine no local

Leia mais

Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF. Materiais de Moldagem

Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF. Materiais de Moldagem Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Materiais de Moldagem MATERIAIS DE MOLDAGEM Material de moldagem ideal: É o material que captura com precisão os detalhes das estruturas

Leia mais

O ingresso no Programa de Mestrado é feito por meio do exame de seleção, que consta de:

O ingresso no Programa de Mestrado é feito por meio do exame de seleção, que consta de: EDITAL DE SELEÇÃO 002/2016 Estarão abertas, a partir do dia 04 de março de 2016, as inscrições para a seleção de candidatos ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Odontológicas nas Áreas de Concentração

Leia mais

Cimentação de banda ortodôntica com novo cimento de ionômero de vidro. Orthodontic band cimentation with new resin-modified glass ionomer cement

Cimentação de banda ortodôntica com novo cimento de ionômero de vidro. Orthodontic band cimentation with new resin-modified glass ionomer cement Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo 2008 jan-abr; 20(1):87-92 Cimentação de banda ortodôntica com novo cimento de ionômero de vidro modificado por resina Orthodontic band cimentation

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar TÁGIDES Saúde e Bem-Estar Estrada Nacional 1,Urbanização Quinta do Cabo, lojas 8 e 9, Povos 2600-009, Vila Franca de Xira Tel; 263209176 914376214 924376162 Email: tagides.sbe@gmail.com Ortodontia- Bases

Leia mais

RELAÇÃO DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DA DISCIPLINA DE CLÍNICA INTEGRADA EM PRÓTESE DENTAL

RELAÇÃO DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DA DISCIPLINA DE CLÍNICA INTEGRADA EM PRÓTESE DENTAL RELAÇÃO DE INSTRUMENTAIS E MATERIAIS DA DISCIPLINA DE CLÍNICA INTEGRADA EM PRÓTESE DENTAL A disciplina utilizará as listas de materiais das disciplinas de Prótese Fixa, Prótese Parcial Removível e Prótese

Leia mais

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia

Diagnóstico - Primeira Consulta. Radiologia ou Radiografia Diagnóstico - Primeira Consulta Consulta Inicial: É a primeira consulta feita com o cirurgião-dentista, com o objetivo de diagnosticar as patologias presentes e estabelecer o tratamento a ser feito. Exame

Leia mais

DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434

DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434 FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DO BRASIL Departamento de Prótese e Materiais Dentários 1. CARACTERIZAÇÃO DISCIPLINA DE PRÓTESE FIXA I ODT 434 1.1 PRÉ-REQUISITOS: DENTÍSTICA OPERATÓRIA II ODC

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT A R T I C U L A D O R Cirúrgico-MT s o l u ç õ e s i n t e l i g e n t e s MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1 - Introdução... 2 - Especificações técnicas... 3 - Conteúdo da embalagem... 4 - Instruções para

Leia mais

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO SAÚDE BUCAL Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO ANATOMIA BUCAL ANATOMIA DENTAL TIPOS DE DENTES

Leia mais

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção

Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Aparelhos Ortodônticos Removíveis com Alta Retenção Um novo conceito de ver e atuar com os aparelhos ortodônticos removíveis José Roberto Ramos Na maioria dos casos, o emprego dos aparelhos ortodônticos

Leia mais