A satisfação das pessoas leva à satisfação dos nossos clientes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A satisfação das pessoas leva à satisfação dos nossos clientes"

Transcrição

1 Nº 51 Ano Agosto Membro da sein.com.br Destaque Dasein Baby Boomers, Geração X e Geração Y. A transição das gerações nas empresas ao longo das últimas décadas, por Valmir Mondejar. Pág. 04 Tendência Francisco Spindola afirma que aprimorar os processos internos é a chave para tornar o empreendimento mais inteligente. Pág. 05 A satisfação das pessoas leva à satisfação dos nossos clientes Artigo Nem só local, nem só global. As razões para o avanço das marcas globais e as razões para a manutenção das marcas domésticas, por Jaime Troiano. Págs. 06 Fale Conosco: Em um cenário em que o serviço brasileiro de telefonia vem passando por momento de aprimoramento, a Nextel investe na manutenção dos seus elevados índices de satisfação. Confira a entrevista com Américo Figueiredo, vice-presidente de RH da Nextel Brasil. Págs. 02 e 03 Dasein na Mídia Matéria da Exame com a participação de Adriana Prates, presidente da Dasein, mostra que uma boa gestão é decisiva para o sucesso nos negócios. Pág. 07

2 Entrevista O senhor Recursos Humanos da Nextel mentações diárias da companhia e receber feedback, que são essenciais para o bom desempenho da empresa e influenciam diretamente na motivação interna. O trabalho voltado para o público interno nos permite um relacionamento positivo e consistente em todos os níveis de colaboradores, além de possibilitar um bom clima organizacional. Lidar com a ambiguidade entre conciliar as necessidades individuais dos funcionários e as necessidades organizacionais é, com certeza, um grande desafio na área de RH, que também deve estar atenta à importância de harmonizar a convivência de gerações, que possuem perfis e objetivos profissionais tão distintos. Antes de ingressar na Nextel, Américo ocupou a posição de diretor de Recursos Humanos da Divisão Global Business Services da IBM América Latina, uma oportunidade excepcional, que me possibilitou atuar em operações com países como China, Índia, Filipinas, Vietnã, Egito e Romênia. Américo também foi diretor de RH da PricewaterhouseCoopers Consulting na América Latina, experiência a que ele atribui o seu sofisticado conhecimento sobre modelos organizacionais complexos e sobre como forjar vantagem competitiva a partir do capital intelectual, conforme suas palavras. Confira abaixo a entrevista ao DNews. Lidar com a DNEWS - A Nextel Brasil tem hoje mais de sete mil colaboradores só na sua operação no Brasil. Quais são os principais desafios de gerenciar uma equipe tão grande? AMéRICO FIGUEIREDO - Nosso maior desafio é manter um fluxo de informações único e transparente com todos eles e, cada vez mais, garantir que tenhamos as pessoas certas em todas as posições. Por isso, desenvolvemos ações que visam a uniformidade da comunicação e a integração das equipes. A Nextel tem canais internos de diálogos diretos entre colaboradores e empresa, que são, acima de tudo, informativos e colaborativos, como, por exemplo, o Blog do Presidente Sergio Chaia, a intranet inex, a revista interna Conexão Direta com Você e o nosso jornal mural. Nosso objetivo é manter os colaboradores alinhados com as movi- 2 ambiguidade entre conciliar as necessidades individuais dos funcionários e as necessidades organizacionais é, com certeza, um grande desafio na área de RH, que também deve estar atenta à importância de harmonizar a convivência de gerações DNEWS - Quais são os principais diferenciais do RH da Nextel? AF - Creio ser uma rara capacidade de entender o ser humano. Por isso, procuramos gerar conexão emocional com todas as pessoas que interagem com o nosso negócio, sejam elas colaboradores, clientes, parceiros comerciais, fornecedores, não importa o grupo. É essencial ouvir e reconhecer as pessoas que estão ao nosso lado e isso está no nosso DNA. Estamos atentos para identificar oportunidades, mobilizar Américo Figueiredo assumiu o cargo de vice-presidente de Recursos Humanos da Nextel Brasil em dezembro de 2008, e recentemente foi nomeado presidente do Instituto Nextel, Organização Não Governamental (ONG) que colabora com a capacitação de jovens em situação de risco social para inserção no mercado de trabalho. Durante seus mais de 20 anos de experiência profissional como executivo, teve a oportunidade de atuar na área de gestão de pessoas em diversas empresas, como Mondial Assistance Brazil (Grupo Allianz de Seguros), Louis Dreyfus Trading, Sadia, Maxion (Massey Fergusson Tractors & Perkins Engines) e Grupo Suzano Feffer. e engajar pessoas e, assim, transformar essas oportunidades em negócios. Um dos desafios para o RH é tornar o ambiente de trabalho um lugar agradável para os colaboradores, já que passam grande parte do dia na empresa. Para atender a esse anseio, criamos, em 2009, o programa Você em Equilíbrio, com o objetivo de incentivar a qualidade de vida dos nossos colaboradores. O projeto tem um portal que é utilizado como fonte de informação e troca de experiências entre os colaboradores. O objetivo é disponibilizar informações para que todos conheçam melhor as diversas formas de bem-estar e possam adotá-las na rotina diária, seja no ambiente de trabalho ou na vida pessoal. Em janeiro de 2011, também como parte do programa, a Nextel criou o Espaço Você em Equilíbrio, que conta com sofás,

3 3 pufes, som ambiente, televisores, livros e revistas motivacionais, equipamentos de massagem, mesas de futebol de botão, tênis de mesa e bilhar, além de diversas mesas e bancos nas áreas internas e externas dos terraços, que ficam à disposição de todos durante o período de trabalho. Também há uma lanchonete com opções de bebidas e lanches saudáveis. Em 2011, a Nextel lançou uma política para reembolso de academia e tratamento estético, como um incentivo a mais para nossos colaboradores se cuidarem. Acreditamos que proporcionar reais condições de desenvolvimento profissional e oportunidades de ascensão, tendo em vista o nosso acelerado ritmo de crescimento, é um fator de grande relevância para o bem-estar e qualidade de vida dos nossos colaboradores. Acreditamos que proporcionar reais condições de desenvolvimento profissional e oportunidades de ascensão, tendo em vista o nosso acelerado ritmo de crescimento, é um fator de grande relevância para o bem-estar e qualidade de vida dos nossos colaboradores DNEWS - Em um congresso recente, o presidente da Nextel destacou o modelo de gestão da empresa, baseado no respeito e na valorização das pessoas, com alta performance e entrega de resultados. Qual a importância desse foco nas pessoas para o sucesso de uma empresa? AF - A área de Recursos Humanos tem uma importância estratégica na Nextel. Um dos nossos grandes ativos e um dos nossos maiores diferenciais nesse mercado tão competitivo de telecomunicações são as pessoas. Nosso atual modelo de negócios coloca as pessoas no centro de tudo o que fazemos, pois acreditamos que a satisfação das pessoas leva à satisfação dos nossos clientes. Por isso, empenhamo-nos em garantir as melhores práticas do mercado em termos de gestão de pessoas, a fim de atrair e reter os melhores profissionais. Hoje, o Brasil enfrenta o risco de um apagão de talentos e sabemos que nunca foi tão importante investir na gestão de pessoas. A Nextel está sempre aberta a abraçar boas iniciativas e acredita no conceito de evolução permanente, que tem permeado a gestão das políticas e práticas de RH da empresa. O capital humano necessita de atenção, de capacitação e de ferramentas que possibilitem sua formação e desenvolvimento. Um dos nossos grandes ativos e um dos nossos maiores diferenciais nesse mercado tão competitivo de telecomunicações são as pessoas. Nosso modelo de negócios coloca as pessoas no centro de tudo o que fazemos, pois acreditamos que a satisfação das pessoas leva à satisfação dos nossos clientes DNEWS - Como a Nextel se posiciona quando o assunto é o desenvolvimento sustentável? Vocês deram início a uma ação pioneira no que diz respeito ao relacionamento com os stakeholders, não é verdade? AF - Empresas que optam pelo caminho da sustentabilidade obtêm diversos benefícios, como redução de custos, melhora na produtividade, crescimento de receitas e gestão de recursos humanos além dos ganhos intangíveis, como valorização da imagem institucional, maior lealdade do consumidor, maior capacidade de atrair e manter talentos e capacidade de adaptação. Desde 2005, a Nextel realiza ações para disseminar a consciência da responsabilidade social entre colaboradores e clientes. Dessa forma, a empresa estimula as boas práticas ambientais e sociais, com diversos programas que visam sensibilizar os funcionários e gerar uma mudança cultural na organização. A nossa consciência sobre a nossa obrigação e responsabilidade em respeitar cada vez mais o consumidor nos fez colocar em prática um ambicioso projeto de sustentabilidade, liderado por nossa área de Responsabilidade Social Corporativa. O objetivo é discutir oportunidades de avançarmos ainda mais nessa importante relação. Para tanto, no mês de junho, conduzimos o 1º Painel de Stakeholders, com a participação de representantes do Procon de São Paulo, da Rede de Atendimento da Valid, do site Reclame Aqui, da agência de comunicação Loducca, da consultoria Mandalah, da Revista Consumidor Moderno, além dos executivos da Nextel diretamente envolvidos com o tema. Eles nos ajudaram com críticas e recomendações importantes que serão consideradas por nós já a partir do processo de formulação do planejamento estratégico de A Nextel prioriza em sua estratégia de negócio a qualidade na prestação de serviços. Acreditamos que ouvir nossos clientes é fator fundamental para o aprimoramento e manutenção do nosso atendimento. A Nextel está constantemente investindo em treinamentos, processos e contratações para os canais de atendimento ao cliente, buscando manter o nível de excelência e satisfação dos consumidores. Atenta à crescente demanda de clientes nas redes sociais, a empresa começou a implantar nas últimas semanas a ferramenta de SAC 2.0. A partir de agora, os comentários dos clientes no Twitter serão respondidos imediatamente. Em breve, o atendimento será estendido também ao Facebook.

4 Destaque Dasein As gerações, as organizações e os ritos de passagem * Valmir Mondejar As organizações públicas e privadas vivem em constante mutação impactadas fortemente pelo contínuo processo de transição geracional. Um processo nada estanque, muito pelo contrário, cheio de nuances e cores. Segundo a Sociedade Norte-Americana para a Formação e Desenvolvimento, nos próximos 20 anos eles terão 76 milhões de pessoas a se aposentar e 46 milhões de pessoas a ingressar no mercado de trabalho. Neste estudo, a geração que hoje tem entre 45 e 62 anos possui a maior parte dos cargos executivos no topo das organizações ou são líderes políticos. Nos EUA, eles foram rotulados como Baby Boomers, que têm como traço marcante uma liderança imbuída de uma visão, missão, princípios e valores bem definidos e frequentemente relutam em avançar sem um plano de ação bem claro. Além disso, pretendem deixar a sua marca na história por meio de um legado de realizações, melhorias e mudanças. Tudo em perfeita consonância com os princípios amplamente vividos ao final dos anos 60 e início dos anos 70. São os adolescentes procurando realizar seus sonhos por um mundo melhor, segundo uma ótica própria de certo e errado, justo e injusto. Têm tendência ao estilo igualitário e autoritário de liderança. A geração seguinte, chamada de Geração X, daqueles entre os 25 e os 45 anos de idade, segundo o estudo, ainda não é tão presente no topo das organizações públicas e privadas, com exceção das indústrias de alta tecnologia. São vistos muitas vezes como empreendedores: têm ideias, conseguem o financiamento, fazem a coisa acontecer, dão start-up ao processo e... Passam para outro projeto. São altamente pragmáticos, orientados para ação, pouco orientados às pessoas, muito afinados com a tecnologia que lhes permite criar, inovar e encontrar soluções práticas. Autoconfiantes e competentes, aprendem muito rápido e são oportunistas. Essa última característica é o primeiro ponto de atrito quando convivem com os Baby Boomers, que os têm por sem princípios. Dão muito valor às relações familiares e procuram um relativo equilíbrio na relação vida-trabalho. Não constroem longas carreiras como os Baby Boomers, preferindo recompensas no curto prazo. O pragmatismo faz com que eles meçam seu sucesso pelas realizações mais recentes deixando para um segundo plano as contribuições mais amplas e compartilhadas. Muitas vezes, entram em discussões sobre mudanças sutis de liderança e têm dificuldade em estabelecer redes de relacionamento, o que lhes dificulta enormemente influenciar as organizações e realizar as mudanças necessárias. Parece inevitável que o rito de passagem nas organizações seja turbulento. Os Boomers criticam os mais jovens por não respeitarem suas visões e por atropelar toda uma história. Já os Geração X acusam os mais velhos de serem autocratas em pele de liberais. É a encarnação da corrida com a passagem do bastão: o primeiro corredor hesita em passar o bastão e o segundo quer arrancá-lo da mão do primeiro à força e fazer a parte dele o mais rápido possível. A geração que está agora se preparando para entrar no mercado é a Geração Y, entre os 5 e 25 anos de idade; são tecnologicamente mais avançados em relação às gerações anteriores, afinal eles já nasceram em um mundo diferente muito mais ágil, sofisticado e ao mesmo tempo mais acessível. Podem ser também caracterizados por serem mudos e ao mesmo tempo multitarefas : MP4, televisão, computador com várias paginas abertas, etc. Não podemos perder de vista que eles foram formatados para receber muitos estímulos simultaneamente. Este é o desafio! E por viverem seus mundos de maneira isolada, tendem a ser pouco receptivos às criticas e baixa resiliência ao se depararem com os fracassos. O aumento do ritmo da tecnologia fez acelerar a sociedade e criou um ambiente de trabalho mais complexo, sujeito a rápidas mudanças. O estresse gerado para dar conta dessa dinâmica pode agravar ainda mais os conflitos intergeracionais. Não abordar essas questões de frente poderá condenar o futuro das organizações, deixando-as ao sabor do vento e assim perder os valores e vantagem competitiva desenvolvida ao longo do tempo. Fácil perceber os hiatos possíveis, a falta de um rito de passagem de poder, a falta de conexões, de redes de informação e de relacionamento. Existe ainda a possibilidade de não capitalizarmos o que cada geração tem de melhor e assim sermos menos aptos a responder aos desafios de um mundo cada vez mais rápido e global. Cabem àqueles que estão no topo das organizações públicas e privadas olhar verticalmente, identificar nas gerações as suas características, atributos e necessidades para que possam assumir suas posições no futuro e prover-lhes treinamento, capacitação de forma estratégica e sobretudo um tutor. Cada um de nós deve procurar alguém para aconselhar, ajudar a superar suas dificuldades, ajudar a ampliar suas redes de contato, a trabalhar em conjunto, a aceitar críticas e aprender com os fracassos. E assim uma grande oportunidade surgirá àqueles que devem iniciar o rito de passagem do bastão e àqueles que fazem por merecer recebê-lo: ensinar a aprender a ensinar e aprender a ensinar a aprender. É nossa função, enfim, como líderes, criar líderes porque sem as pessoas, velhas e jovens, nada existe! * Valmir Mondejar é docente em nível superior, consultor empresarial e engenheiro com pós- -graduação em Gestão de Negócios. Atuou durante 12 anos em empresas multinacionais como Grupo Legrand - Bticino e Schneider Electric. Atua desde 2002 na Erc Ltda., gerenciando projetos e equipes. Contato: 4

5 Tendência Process Intelligence, a verdadeira Business Intelligence É absolutamente incrível a forma como a tecnologia chega até nós no dia a dia. É só ligar a televisão e escutar notícias sobre tablets, wireless, mobile, etc. Nunca antes tantos brasileiros estiveram tão antenados com uma língua estrangeira como atualmente. E no mundo dos negócios, então? É aí que os cursos gratuitos de inglês mostram a sua real face. Quem não se viu diante da situação de ter de se familiarizar, do dia para a noite, com expressões do tipo enterprise resource planning, supply chain ou ainda clouding computing? Porém, a expressão que mais me intriga entre todas é Business Intelligence, algo como Inteligência nos Negócios. Que força de marketing tem esta expressão! Ela nos remete à ideia de que um negócio, tal qual um ser humano, possui algo que pode ser mensurado (uma espécie de QI) e que, além de tudo, pode ser incrementado. Somos tentados a crer que, instantaneamente, após uma empresa aderir ao Business Intelligence, automaticamente ela aumentará sua inteligência. Como em um passe de mágica! Mas, seria isso possível? Será mesmo que um arsenal de produtos e serviços ligados à tecnologia consegue imprimir agilidade e competitividade a um negócio? Não quero com isso desmerecer a tecnologia. Porém, a impressão que tenho é de que todo esse esforço de marketing e de avanço tecnológico está cada vez mais longe dos processos do negócio, que é onde as coisas realmente acontecem. Aliás, após refletir sobre vários casos de implantações de Business Intelligence, percebi um grande distanciamento entre a solução implantada e os processos de negócios. Nitidamente, elas eram capazes de suportar a sofisticada estratégia de uma grande companhia, porém pareceram-me muito distantes e ineficazes na operação cotidiana dos negócios. Não seria esse o motivo do alto grau de insatisfação em implantações de B. I.? Fazendo um exercício de diagnóstico, percebi que houve um engano na priorização das necessidades. Uma confusão entre aquilo que seria mais urgente e necessário (identificar e corrigir gargalos e ineficiências nos processos) e aquilo que seria desejável (planejamentos futuros, de curto, médio e longo prazo). Outra convicção amplamente arraigada no 5 * Francisco Eduardo Spindola de Melo mercado é a exclusão dos pequenos negócios do Business Intelligence. Os investimentos necessários em produtos e serviços de tecnologia são proibitivos para a maioria das empresas, que acabam por resignar-se com a situação: B.I. não é para mim. Com isso, os mesmos problemas de todos os dias continuam a ser sentidos por anos a fio. Por mais investimentos as empresas façam em tecnologia, sua operação e o seu dia a dia permanecem os mesmos. O que vemos são exemplos de que, apesar do bombardeio marketing-tecnológico a que somos submetidos, as empresas continuam trabalhando da mesma forma. As suas operações são carentes de suporte tecnológico, que apoiem as decisões que têm de ser tomadas cotidianamente e cujo impacto é sentido agora. Já perdi a conta de quantas vezes me deparei com situações em que o foco no processo, certamente, elevaria o QI das empresas. Vou citar um exemplo: tenho uma amiga que é responsável pela administração de vendas de uma indústria química. Uma coisa que me chama a atenção é o quanto ela trabalha todo o final de mês. São os famigerados fechamentos mensais. Não conte com ela, pelo menos durante a primeira semana de cada mês. Ela se enterra em intermináveis planilhas, produzindo as informações que serão levadas para a diretoria. Porém, o problema é recorrente e persistente: qualquer rumo que precise ser corrigido, somente é identificado lá pelo dia 10 de cada mês e os efeitos das correções somente serão sentidos no mês seguinte 60 dias, em média, após a ocorrência do fato. No caso acima, existem gargalos operacionais, e falhas nos seus processos comprometem a própria saúde dos negócios. O mais interessante, porém, é que a maioria esmagadora das empresas possui situações semelhantes, contornadas pelo talento e experiência de seus gerentes. É aí que os conceitos se perdem. Na minha opinião, Inteligência nos Negócios seria a solução para esses problemas, permitindo que os gestores identifiquem rapidamente o que não está indo tão bem, consigam mensurar o impacto dos problemas e corrigi-los em tempo hábil, evitando que se repitam por longo período. Constatado esse vácuo de atendimento tecnológico, minha impressão é de que uma nova e efetiva expressão de marketing esteja em ges- tação: Inteligência de Processos ( Process Intelligence, Management Intelligence ou mesmo Operational Intelligence ). Em essência, essa filosofia deve buscar soluções para esses gargalos e agilizar os negócios das empresas sob sua ótica operacional. Também deve oferecer suporte de informações aos gerentes responsáveis por essas operações, de modo a facilitar as decisões, diminuindo seus riscos e ainda liberando esses profissionais da tarefa de produzir suas próprias informações, sobrando mais tempo para que cuidem do aprimoramento dos processos. Mais uma vez, lembro que são nos processos que residem todos os custos de uma empresa e também todas as suas expectativas de receitas. Aprimorá-los realmente significa tornar o negócio mais inteligente. Com isso, acredito que finalmente temos definido o que é inteligência de negócios : É fazer com que a informação ágil e necessária esteja ao alcance de cada um dos responsáveis pelos seus processos de uma empresa, fazendo com que suas decisões ocorram de maneira mais segura e ágil, resultando em melhora generalizada das operações. * Francisco Spindola é engenheiro mecânico pelo Instituto de Ensino de Engenharia Paulista (IEEP). Acumula 28 anos de vivência na área de Tecnologia da Informação, tendo trabalhado em grandes empresas como Unisys, IBM, HP e Microsoft. Atualmente é Key Account Manager na Micro Focus Brasil, empresa britânica especializada em softwares para modernização, gestão e testes de aplicações corporativas.

6 Artigo Nem só local, nem só global * Jaime Troiano Há cem anos, não havia global brands (marcas globais). Dentro de mais cem anos, não haverá apenas global brands! O que pode parecer um inevitável e irresistível processo de dominação planetária, não é. O fluxo internacional de capitais, a circulação de bens e serviços ao redor do globo e a maravilhosa rede de comunicação a que estaremos cada vez mais atados não matarão os players locais. Não teremos os mesmos produtos nas gôndolas de Milão, Joinville, Boulder, Poços de Caldas e Bangkok. A invasão das marcas globais não se parece com os marines dominando a ilha de Granada. Não há nada tão onipotente como isso acontecendo nos mercados internacionais, nem no Brasil. O desembarque de marcas globais continuará dividindo a praia com as marcas domésticas, em maior ou menor proporção. Podemos dividir o raciocínio assim: * Há fortes razões para que as marcas globais continuem avançando; * Há também fortes razões para a preservação de marcas domésticas. É tão simples quanto isso: quais são as principais razões para que as marcas globais continuem avançando entre nós? - A primeira e mais óbvia são os benefícios de escala que rateiam custos de desenvolvimento, de R&D (Pesquisa e Desenvolvimento), de comunicação, de gerenciamento etc. Por que o sistema que foi desenvolvido na Espanha não pode ser estendido para outros países? - Quando as marcas estão longe de sua casa, elas podem contar com plataformas de mídia e de distribuição que se estenderam no planeta. Mídias e canais de distribuição globais estão à disposição de quem gerencia o trânsito e a evolução das marcas e produtos em novos mercados. - Quando você vir um garoto com boné ao contrário, uma camiseta com inscrição em inglês, um tênis Nike, duvido que você saiba de que país ele é. Ao lado do passaporte de seu país, ele carrega um outro: um passaporte que lhe dá acesso à comunidade internacional. Ou seja, há cada vez mais segmentos de pessoas com habilidades e valores globais sem que isso anule sua personalidade nacional. - Por mais que possamos negar, nós e vários outros povos de países em desenvolvimento somos malinchistas. O malinchismo é a ingênua mas poderosa síndrome da paixão pelo que vem do Primeiro Mundo. Bem, essas são razões muito fortes para o avanço das marcas globais. No entanto, muitos executivos de multinacionais, que administram fortes marcas regionais, vivem o seguinte drama: Faz sentido mesmo esse processo de globalização das marcas? Será que na busca desses benefícios não estou matando nossa fonte de receitas no Brasil? Isso não é loucura? A pergunta é boa e tem sido feita de forma frequente. Por isso, proponho quatro situações em que, mesmo sem contrariar o movimento globalizante, vale a pena pensar com calma antes de eliminar uma determinada marca local. Situação I Mercados que valorizam mais a tradição e exibem poucas mudanças de produto ao longo do tempo. Há mercados de alta inovação como eletrônicos e moda que se beneficiam muito do espírito global. Por outro lado, se a empresa atuar em mercados muito tradicionais, talvez valha a pena manter a marca local. Situação II Mercados em que o ciclo de recompra é longo. Imaginem como é difícil conduzir processos de phase-out (descontinuação progressiva) em cenários como este. Marcas de tintas, por exemplo. É só pensar de quanto em quanto tempo nós pintamos de novo a nossa casa e como os contatos com essas marcas estão separados por longos períodos de tempo. Situação III Mercados que podem se beneficiar do sentimento de orgulho nacional Há mercados que estão muito enraizados em nossa nacionalidade. São parte de nosso curriculum vitae de brasileiro. Situação IV Mercados em que o processo de globalização parece inexorável, mas têm na mira marcas locais de alto prestígio. Marcas como Arno e Walita convivem com grupos internacionais fortes e respeitados. Não sabemos e nem nos atrevemos a fazer qualquer consideração sobre os planos dessas empresas. Mas imaginem se amanhã elas estivessem fora das prateleiras de lojas de eletrodomésticos e hipermercados. E em seu lugar encontrássemos players globais apenas. Em resumo, achamos que, isoladamente, qualquer uma das duas direções movimento globalizante ou manutenção das marcas locais é ingênua e precipitada. As marcas globais continuarão ocupando posições fortes no mercado. Esqueçam qualquer traço de esquerdismo xenófobo. Nós não somos mais a Ilha de Vera Cruz. Nós estamos integrados no circuito internacional e neste circuito transitam marcas com as quais nossos consumidores também podem se beneficiar. Por outro lado, o que demoramos décadas para construir e hoje está nos corações de nossos consumidores permanecerá aí. Ao contrário desse romântico manifesto, nossa opinião é que fortes marcas locais permanecerão não por um doce sentimento nostálgico, mas porque, em muitos casos, são mais capazes de garantir importantes fluxos de caixa para seus detentores. Permanecerão porque têm um valor econômico incapaz de ser ignorado. Permanecerão porque os consumidores procurarão por elas nos pontos de venda. Tão louco e adolescente quanto achar que as marcas globais deixarão de avançar em nosso mercado é supor que elas ocuparão todos os espaços em nosso mercado local! * Jaime Troiano é engenheiro químico formado pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) e sociólogo formado pela Universidade de São Paulo. Nos últimos 16 anos, como um dos dirigentes do Grupo Troiano, tem assessorado empresas no desenvolvimento de negócios, análise de marcas e comportamento de consumidor em vários segmentos. É autor do livro As marcas no divã: uma análise de consumidores e criação de valor, editado pela Editora Globo em Contato: 6

7 Dasein na Mídia No dia 5 de julho, a repórter Marcela Ayres, da Revista Exame, produziu uma matéria destacando a importância de uma boa gestão para o sucesso nos negócios. Adriana Prates, Presidente da Dasein, foi uma das especialistas entrevistadas. A executiva apontou, entre outras coisas, a importância de uma cultura voltada para resultados nas empresas. Confira abaixo. O que a virada do Coritiba ensina sobre gestão fora dos campos Para chegar à sua segunda final consecutiva da Copa do Brasil, time paranaense adotou critérios de gestão que podem ser seguidos por qualquer empresa Nesta quinta (05/07), o Coritiba entra em campo contra o Palmeiras para brigar pelo título de campeão da Copa do Brasil. É a segunda vez consecutiva que o Coxa disputa a final. Mas, há apenas dois anos, a realidade era outra para o time paranaense, que lutava para voltar à série A do Brasileirão depois de ter sido rebaixado em Por trás da virada do Coritiba está uma mudança que começou longe das quatro linhas. Vilson Ribeiro de Andrade, atual presidente do conselho administrativo do clube e ex-ceo do banco HSBC, capitaneou um plano para reestruturar o time e profissionalizar sua gestão. Depois de assumir a cadeira em 2010, Andrade procurou identificar as deficiências do Coritiba após rigorosa auditoria. Em seguida, o executivo instituiu um sistema de metas para o quadro executivo com o objetivo de fazer os planos se tornarem realidade. Como resultado, ajudou a elevar o quadro de associados de para os atuais pessoas. O orçamento do clube também cresceu 140%, chegando a R$ 75 milhões. O bom momento acabou tendo reflexo na performance do clube dentro de campo. Segundo Adriana Prates, presidente da consultoria Dasein Executive Search, o aumento da competitividade em todos os setores produtivos e a vinda de empresas estrangeiras para o país contribuíram para acelerar esse tipo de processo em todos os tipos de companhia: de clubes de futebol a grandes conglomerados. Adriana reconhece que muitos donos ou antigos gestores ainda são reticentes em relação à adoção de uma cultura mais voltada para resultados dentro de suas companhias. As empresas familiares, principalmente, são presas a tradições e crenças. Por lidarem com contratações baseadas em confiança e lealdade em vez de performance, acabam sendo resistentes à troca de poder. Seja como for, instituir uma estratégia é primordial para qualquer empresa que quer se expandir. Quando você cresce até determina- do ponto, você estoura a ponte: não há outro caminho e também não há volta. É preciso profissionalizar a gestão, diz ela. Como aconteceu com o Coxa, a chegada de um executivo com experiência no mercado poderá ser o pontapé da revolução. Mas o processo exige mais tempo, dinheiro e dedicação para surtir efeito. Segundo Pedro Martins Parreira, diretor da Parcon Consultoria Empresarial, quatro passos costumam ser percorridos pelas empresas que chegam lá. Veja quais são eles: Espelho, espelho meu Tudo começa com uma análise profunda dos ambientes internos e externos em que a companhia atua. É preciso que a empresa identifique seus pontos fortes e fracos em todas as suas unidades, começando de cima para baixo. Por isso, se o CEO não tiver conhecimento, visão ou planejamento, ele deverá adquiri-los ou, mais fácil, ser trocado. No ambiente externo, a empresa deve saber com muita clareza quem são os seus clientes e como conquistá-los. Acompanhar a concorrência também é fundamental. Estabelecimento de metas Levando em conta o panorama traçado, é che- gada a hora de eleger metas realistas de acordo com a capacidade, o posicionamento e os produtos da empresa. Os objetivos deverão ser alinhados com um prazo predeterminado. Lupa nos detalhes O detalhamento do plano de ação é importante. Nessa etapa, o gestor precisa melhorar o nível de conhecimento e a conscientização dos colaboradores com a realização de treinamentos específicos. Também é necessário mapear os processos de produção, distribuição, venda e atendimento ao cliente, instituindo indicadores de desempenho em todas as unidades. Executar é preciso Depois de colocar a estratégia de pé, executá-la parecerá fácil. Mas não se engane: nesse momento, mais do que nunca, é preciso sangue frio para tocar efetivamente as mudanças, acompanhando-as com regularidade. Quem se cerca de bons funcionários terá vantagem. Nas empresas, assim como no futebol, um ou outro colaborador sempre irá brilhar individualmente. Mas o desempenho do grupo é que influirá diretamente nos resultados atingidos. 7

8 Não perca tempo, acesse e faça parte das mídias sociais da Dasein: >> >> >> >> Expediente Produção Editorial Link Comunicação Empresarial l Jornalista responsável: Sílvia Caldeira Costa l Edição: Ewerton Martins l Produção: Eron Rodrigues Projeto Gráfico: Danielle Marcussi l Diagramação: João Clemente l Paula Seabra Gestão Dasein Executive Search Gerente Geral: David Braga - O DNEWS é uma publicação da Dasein Executive Search Avenida Raja Gabaglia, 3117, cj São Bento - Belo Horizonte - MG l Av. Paulista, º andar - São Paulo - SP l l 8

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você.

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. A HR Academy e a NextView realizaram uma pesquisa focada em geração y, com executivos de RH das principais

Leia mais

AGENDA. Interação entre comunicação interna corporativa e endomarketing. 02 de Julho. Hotel Intercontinental São Paulo/SP 5ª EDIÇÃO.

AGENDA. Interação entre comunicação interna corporativa e endomarketing. 02 de Julho. Hotel Intercontinental São Paulo/SP 5ª EDIÇÃO. AGENDA Interação entre comunicação interna corporativa e endomarketing 5ª EDIÇÃO D 02 de Julho? Hotel Intercontinental São Paulo/SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Bronze Apoio Realização:

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores

liderança conceito Sumário Liderança para potenciais e novos gestores Sumário Liderança para potenciais e novos gestores conceito Conceito de Liderança Competências do Líder Estilos de Liderança Habilidades Básicas Equipe de alta performance Habilidade com Pessoas Autoestima

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

Nossa missão O que fazemos para sua empresa crescer

Nossa missão O que fazemos para sua empresa crescer A Revista VendaMais, a mais conceituada Revista de Vendas do Brasil, uniu-se a Solução Comercial, consultoria com experiência em mais de 80 empresas de diferentes segmentos, para criar a Solução Comercial/VendaMais.

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente MÍDIA KIT 2014 Índice 03 A Empresa 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente A empresa Fundada em 2007, a empresa possui uma grade anual com diversos

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados Comunicação e Reputação 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados 1 Introdução Ao contrário do que alguns podem pensar, reputação não é apenas um atributo ou juízo moral aplicado às empresas.

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL E VOLUNTARIADO EMPRESARIAL. A contribuição do trabalho voluntário na Responsabilidade Social

RESPONSABILIDADE SOCIAL E VOLUNTARIADO EMPRESARIAL. A contribuição do trabalho voluntário na Responsabilidade Social RESPONSABILIDADE SOCIAL E VOLUNTARIADO EMPRESARIAL A contribuição do trabalho voluntário na Responsabilidade Social Ana Paula P. Mohr Universidade do Vale do Rio dos Sinos ana.mohr@gerdau.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Position Paper. As Melhores Práticas Globais no Desenvolvimento de Trainees e Jovens Talentos. Edição Nº1. www.ipledu.com +55 11 2364 9355

Position Paper. As Melhores Práticas Globais no Desenvolvimento de Trainees e Jovens Talentos. Edição Nº1. www.ipledu.com +55 11 2364 9355 Position Paper Edição Nº As Melhores Práticas Globais no Desenvolvimento de Trainees e Jovens Talentos www.ipledu.com +55 64 955 O ipl Institute of Performance and Leadership é uma empresa especializada

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização:

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização: AGENDA 5ª Edição D? 06 de Maio de 2015 Hotel Staybridge Realização: w w w.c o r p b us i n e s s.c o m.b r Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO C GESTÃO DE PESSOAS: DESAFIOS

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

Seminários Públicos Hay Group 2010

Seminários Públicos Hay Group 2010 Seminários Públicos Hay Group 2010 São Paulo, outubro de 2009 É com grande satisfação que estamos lhe apresentando nosso portfólio de seminários abertos Hay Group 2010. Esclarecemos que todos os seminários

Leia mais

Liderança através das Gerações: Baby Boomer, X, Y e Z

Liderança através das Gerações: Baby Boomer, X, Y e Z Liderança através das Gerações: Baby Boomer, X, Y e Z Contextualização Desde 2005 a Presidente da Dasein, Adriana Prates, tem estudado a temática das gerações (Veteranos, Boomers, X, Y e Z) com enfoque

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A #10 SUPER DICAS PARA COMEÇAR A Pantone 715 C 100% Black 80% Black C: 0 M: 55 Y: 95 K: 0 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 100 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 80 PRODUZIR CONTEÚDO ATRATIVO DE Confira estas super dicas para você produzir

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS

RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS Avenida Paulista, 2.300 - Piso Pilotis São Paulo, SP 01310-300 www.agile-1.com.br Índice RECRUTAMENTO EFICIENTE EM 6 ATOS... 4 OS 6 ATOS... 5 #1: DESCRIÇÃO DA VAGA ABERTA...

Leia mais

GERENCIANDO A INOVAÇÃO. Renovação organizacional. De Engº Helio Enir Marodin

GERENCIANDO A INOVAÇÃO. Renovação organizacional. De Engº Helio Enir Marodin GERENCIANDO A INOVAÇÃO De Engº Helio Enir Marodin A origem desse artigo foi uma apresentação para convidados da Trace Sistemas por ocasião do lançamento do Trace GP. Os assuntos tratados nesse documento

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

Criando uma equipe vencedora

Criando uma equipe vencedora Criando uma equipe vencedora Como montar uma equipe vencedora? Hoje em dia, empresas de todos os tamanhos têm um objetivo em comum: fazer mais com menos. Desde a crise financeira global, alcançar novos

Leia mais

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL 10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL Os meses de dezembro e janeiro na maioria das empresas são marcados invariavelmente por atividades de planejamentos, orçamentos e metas para o ano novo. Para o próximo

Leia mais

#11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

#11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO #11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ÍNDICE 1. 2. 3. 4. 5. 6. Apresentação Níveis de planejamento Conceito geral Planejamento estratégico e o MEG Dicas para elaborar um planejamento estratégico eficaz Sobre a

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 5 - PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO Abertura da Aula Uma empresa é formada

Leia mais

Guia CARREIRAS E SALÁRIOS

Guia CARREIRAS E SALÁRIOS Guia CARREIRAS E SALÁRIOS em contabilidade Guia Carreiras e Salários Se você é gestor de alguma empresa contábil, está procurando melhorar sua posição profissional ou é dono de um escritório de contabilidade:

Leia mais

Clima Organizacional. Como mensurar e melhorar

Clima Organizacional. Como mensurar e melhorar Clima Organizacional Como mensurar e melhorar Índice Clique para navegar pelo material Capítulo 1 O que é o Clima Organizacional Capítulo 2 Clima Organizacional x Cultura Organizacional Capítulo 3 O impacto

Leia mais

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Comunicação empresarial eficiente: Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Sumário 01 Introdução 02 02 03 A comunicação dentro das empresas nos dias de hoje Como garantir uma comunicação

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS Ensinar para administrar. Administrar para ensinar. E crescermos juntos! www.chiavenato.com GESTÃO E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS Para Onde Estamos Indo? Idalberto Chiavenato Algumas empresas são movidas

Leia mais

Sustentabilidade nos Negócios

Sustentabilidade nos Negócios Sustentabilidade nos Negócios Apresentação O programa Gestão Estratégica para a Sustentabilidade foi oferecido pelo Uniethos por nove anos. Neste período os temas ligados à sustentabilidade começam a provocar

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

Módulo IV. Delegação e Liderança

Módulo IV. Delegação e Liderança Módulo IV Delegação e Liderança "As pessoas perguntam qual é a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia. Franklin Roosevelt

Leia mais

Desafios e oportunidades para os serviços financeiros

Desafios e oportunidades para os serviços financeiros Força de trabalho em 2020 Patrocinado e traduzido pela Desafios e oportunidades para os serviços financeiros O setor de serviços financeiros está enfrentando um déficit de capital humano. Em um mercado

Leia mais

01/12/2009 BUSINESS INTELLIGENCE. Agenda. Conceito. Segurança da Informação. Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento.

01/12/2009 BUSINESS INTELLIGENCE. Agenda. Conceito. Segurança da Informação. Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento. BUSINESS INTELLIGENCE Agenda BI Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento Segurança da Objetivo Áreas Conceito O conceito de Business Intelligencenão é recente: Fenícios, persas, egípcios

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador

Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Faça mais, com menos: Como crescer em um mercado de trabalho desafiador Investir em pessoal com um programa de gestão de desempenho permite que uma operação de abastecimento não só sobreviva, mas cresça

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Evento técnico mensal

Evento técnico mensal Evento técnico mensal GERENCIAMENTO DE CARREIRA PARA O SUCESSO DO GESTOR DE PROJETOS Fernanda Schröder Gonçalves Organização Apoio 1 de xx APRESENTAÇÃO Fernanda Schröder Gonçalves Coordenadora do Ibmec

Leia mais

Segunda teleconferência de atualizações do Semeia, realizada em 06/11/2013

Segunda teleconferência de atualizações do Semeia, realizada em 06/11/2013 Segunda teleconferência de atualizações do Semeia, realizada em 06/11/2013 Transcrição da aprensetação e sessão de perguntas e respostas Com licença senhoras e senhores, iniciaremos agora a sessão de perguntas

Leia mais

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional Ao investir em pessoas o seu resultado é garantido! Tenha ganhos significativos em sua gestão pessoal e profissional com o treinamento

Leia mais

SOU UMA STARTUP, E AGORA? Descubra algumas respostas para o futuro da sua Startup baseado nas lições do Empreendedorismo

SOU UMA STARTUP, E AGORA? Descubra algumas respostas para o futuro da sua Startup baseado nas lições do Empreendedorismo SOU UMA STARTUP, E AGORA? Descubra algumas respostas para o futuro da sua Startup baseado nas lições do Empreendedorismo Empreendedor Empresas Micro e Pequenas Empreender Empreendedorismo Cultural Ação

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO

ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO 1 ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO COM O PÚBLICO INTERNO Por Regina Stela Almeida Dias Mendes NOVEMBRO 2004 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA 2 ENDOMARKETING COMO FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

Formação, Qualificação e Empregabilidade. Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais

Formação, Qualificação e Empregabilidade. Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais Formação, Qualificação e Empregabilidade Tema Central: Your Ticket to the Future Potencialização das Competências Secretariais Queremos que os olhares do mundo voltem para a visibilidade e valorização

Leia mais

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES I. NOSSA HISTÓRIA A história da Crescimentum começou em 2003, quando o então executivo do Grupo Santander, Arthur Diniz, decidiu jogar tudo para o alto e investir em uma nova carreira. Ele optou por se

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

A Jointware conseguiu criar uma nova imagem no mercado. Uma consultoria realmente voltada aos nossos Clientes.

A Jointware conseguiu criar uma nova imagem no mercado. Uma consultoria realmente voltada aos nossos Clientes. acerte o alvo Institucional Jointware: Quando o Próprio Nome Significa União A Jointware é uma empresa de consultoria em soluções, criada em 1996, para suprir a necessidade do mercado em consultorias voltadas

Leia mais

COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO?

COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO? COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO? COMO ENGAJAR UM FUNCIONÁRIO NO PRIMEIRO DIA DE TRABALHO? Engajar funcionários é conseguir envolver as pessoas em um mesmo propósito que a empresa

Leia mais

Empresas investem em programas para formar a liderança do futuro

Empresas investem em programas para formar a liderança do futuro Empresas investem em programas para formar a liderança do futuro Natalia Gómez (Fonte: Revista Melhor) Almeida, da IBM: RH tem papel-chave na formação de liderança O líder cobiçado pelas empresa na atualidade

Leia mais

Case: Reconheço Você

Case: Reconheço Você Case: Reconheço Você Razão Social: Wilson Sons Ramo de Atividade: Sistema Portuário e Logístico & Sistema Marítimo Ano de fundação: 1837 Nome/Titulação do responsável: Antônio Linhares, Rodrigo Sampaio

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

Fim do 'home office' no Yahoo! causa polêmica; no Brasil, cada vez mais empresas adotam a prática

Fim do 'home office' no Yahoo! causa polêmica; no Brasil, cada vez mais empresas adotam a prática Feito em casa Fim do 'home office' no Yahoo! causa polêmica; no Brasil, cada vez mais empresas adotam a prática TRABALHADOR PRECISA DE DISCIPLINA E ORGANIZAÇÃO PARA EXERCER CORRETAMENTE O 'HOME OFFICE'

Leia mais

Manual do bom vendedor Como vender mais e melhor

Manual do bom vendedor Como vender mais e melhor Manual do bom vendedor Como vender mais e melhor 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> Perfil do profissional... 5 >> Características essenciais da venda... 10 >> As 4 dicas para vender mais e melhor... 12 >>

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

Os Sete Níveis de Consciência da Liderança

Os Sete Níveis de Consciência da Liderança Os Sete Níveis de Consciência da Liderança Existem sete níveis bem definidos de liderança, que correspondem aos sete níveis de consciência organizacional. Cada nível de liderança se relaciona com a satisfação

Leia mais

Você dispõe da base necessária para desenvolver a confiança dos funcionários? Terceirização de RH e o líder empresarial SUMÁRIO EXECUTIVO

Você dispõe da base necessária para desenvolver a confiança dos funcionários? Terceirização de RH e o líder empresarial SUMÁRIO EXECUTIVO Terceirização de RH e o líder empresarial SUMÁRIO EXECUTIVO Você dispõe da base necessária para desenvolver a confiança dos funcionários? EM ASSOCIAÇÃO COM Empresas com funcionários envolvidos superam

Leia mais

As Novas Competências de RH: Parceria de Negócios de Fora para Dentro

As Novas Competências de RH: Parceria de Negócios de Fora para Dentro As Novas Competências de RH: Parceria de Negócios de Fora para Dentro DAVE ULRICH, JON YOUNGER, WAYNE BROCKBANK E MIKE ULRICH Qualquer bom profissional de RH quer ser melhor. Isto começa com um desejo

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves TI CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves Fuini Pergunta 3: o que a TI abrange e como ela é

Leia mais

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Entrepreneurship Lab Inovação, Desempenho e Crescimento Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Mensagem do Diretor. Oportunidades à vista. O momento é de pensar em desenvolvimento profissional planejado e sustentável

Mensagem do Diretor. Oportunidades à vista. O momento é de pensar em desenvolvimento profissional planejado e sustentável CADEIA DO PETRÓLEO Mensagem do Diretor O momento é de pensar em desenvolvimento profissional planejado e sustentável Oportunidades à vista Os tempos são desafiadores para o setor de petróleo e gás. Enquanto

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

#9. Pesquisa de mercado

#9. Pesquisa de mercado #9. Pesquisa de mercado para startups 1 Mentoria Remota é uma série de e-books exclusivos do Startup Sebrae Minas. Nesta edição, vamos falar sobre a importância da pesquisa de mercado. Conhecer seu público

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Gestão Estratégica de Pessoas

Gestão Estratégica de Pessoas Gestão Estratégica de Pessoas MBA FGV 1 Grandes Decisões sobre Pessoas Fatores que Garantem o Resultado As Tendências e Perspectivas de Gestão de Pessoas em Saúde Gestão de Pessoas e o Balanced Score Card

Leia mais

A BASE DE UMA LIDERANÇA ÍNTEGRA E QUE INTEGRA

A BASE DE UMA LIDERANÇA ÍNTEGRA E QUE INTEGRA Valores: a base de uma liderança V AL OR E S : A BASE DE UMA LIDERANÇA ÍNTEGRA E QUE INTEGRA s O líder precisa ter foco no resultado e no relacionamento, ou seja, precisa contar com pessoas que queiram

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Usando o SI como vantagem competitiva Vimos

Leia mais

Uma Oportunidade Única de Negócio

Uma Oportunidade Única de Negócio Uma Oportunidade Única de Negócio no Setor de Ensino de Língua Ingles Por ser um empresário bem-sucedido, você certamente está em busca de novas oportunidades de ampliar seu negócio atual e maximizar o

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado do Rio Grande do Sul SISERGS Unindo você a todos os Secretários do RS! SISERGS BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Dia 06 de novembro ocorreu o penúltimo treinamento

Leia mais

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda.

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo Copyright 2015 Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Todos os direitos reservados. Pode ser compartilhado com conteúdo,

Leia mais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais Jorge Bassalo Strategy Consulting Sócio-Diretor Resumo O artigo destaca a atuação da em um Projeto de Implementação de um sistema ERP, e o papel das diversas lideranças envolvidas no processo de transição

Leia mais

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los.

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los. Ao longo de vários anos de trabalho com CRM e após a execução de dezenas de projetos, penso que conheci diversos tipos de empresas, culturas e apesar da grande maioria dos projetos darem certo, também

Leia mais

Índice. Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach

Índice. Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach Índice Porque fazer um curso de Coaching? Metodologia Comprovada. Resultados sem precedentes As maiores razões para escolher um coach Tendências do Mercado de Coaching Oportunidades da Carreira de Coaching

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL?

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? Por que oferecer um atendimento multicanal? Este livro reúne em uma única fonte dicas para inovar na experiência com clientes, de um jeito simples e prático;

Leia mais

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer

criar colaborar comunicar Tecnologia para Crescer Tecnologia para Crescer Com o crescimento da banda larga e smartphones/ tablets, conteúdos têm sido criados e consumidos em uma taxa alarmante. Atualmente, a definição de conteúdo mudou e não se trata

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos Como driblar a crise e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos COMO DRIBLAR A CRISE E OBTER SUCESSO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Índice Introdução 03 A crise 04 Conclusão 22 Sobre a Projectlab 24 8

Leia mais

Diagnosticando os problemas da sua empresa

Diagnosticando os problemas da sua empresa Diagnosticando os problemas da sua empresa O artigo que você vai começar a ler agora é a continuação da matéria de capa da edição de agosto de 2014 da revista VendaMais. O acesso é restrito a assinantes

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Av. Princesa Diana, 760 34000-000 Nova Lima MG Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

1 Introdu ç ão. 1.1. A questão de pesquisa

1 Introdu ç ão. 1.1. A questão de pesquisa 1 Introdu ç ão 1.1. A questão de pesquisa A temática estratégia é muito debatida no meio acadêmico e também possui destacado espaço nas discussões no meio empresarial. Organizações buscam continuamente

Leia mais