Explorando os novos recursos de EJB 3.1. Fabio Velloso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Explorando os novos recursos de EJB 3.1. Fabio Velloso fabio@soujava.org.br"

Transcrição

1 Explorando os novos recursos de EJB 3.1 Fabio Velloso

2 Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons

3 Fabio Velloso Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de São Carlos-UFSCar Fundador e Vice-Presidente do SouJava Trabalha com tecnologia Java desde 96 Professor de SOA e Web Services do curso de Pós-Graduação "Lato-Sensu" em Desenvolvimento de Software para Web da UFSCar Arquiteto Corporativo de Integração e Sistemas na Telefonica

4 Agenda Empacotamento Simplificado Local Business Interface opcional EJB Lite e Profilers Portable JNDI names Singleton Beans Timer Service Asynchronous Beans Embeddable API JAX-RS

5 EJB?????

6 Java EE (Java One 2006)

7 Java EE Timeline Fonte: TS-5055 (JavaOne 2009)

8 EJB 3.1 JSR 318 Proposed Final Draft Março 2009 Versão final planejada para Q Simplificar desenvolvimento Reduzir número de interfaces Minimizar uso de deployment descriptors Java Persistence API (JPA) passa a ser definida em uma JSR separada (JSR 317) Passam a ser opcionais CMP e JAX-RPC marcados para remoção futura)

9 JEE 6 - Empacotamento simplificado JEE 5 WEB e EJB JEE 6 Fonte: TS-5055 (JavaOne 2009)

10 JEE 6 - Empacotamento simplificado Pacote.war sem a necessidade de ejb-jar ejb-jar.xml é opcional

11 EJB Local Business Interface Local Business Interfaces opcionais Nem sempre é necessário um fraco acoplamento (interfaces) Classe simples, sem uma interface local Todos métodos públicos são acessíveis Injeção de dependência ou lookup para a referência do objeto Client não chama new() do bean Modelo de programação permanece igual ao com Local Business Interface

12 EJB Local Business Interface EJB segue o mesmo modelo de desenvolvimento public class HelloBean { public String sayhello(string msg) { return Hello + msg; } }

13 EJB Local Business Interface Session Bean com Local Business Interface Fonte: TS-4605 (JavaOne 2009)

14 EJB Local Business Interface Uso no cliente por injeção de dependência Chamando diretamente o HelloBean hello;... hello.sayhello( Just Java 2009 ); JNDI SessionContext ctx; HelloBean hello = (HelloBean)ctx.lookup( hello );

15 EJB Lite Subset de EJB 3.1 API para Web Profiler Expansão da portabilidade de EJBs Mesma publicação pode ser feita no Web Profile e Full Profile Sem alteração no modelo de desenvolvimento Possível pela simplificação do empacotamento.war

16 EJB 3.1 Web Profiler

17 EJB Profiler's Lite Local Session Bean Annotations /ejb-jar.xml CMT e BMT Segurança declarativa Interceptor JPA 2.0/ JTA 1.1 Full (Lite e as seguintes funcionalidades) Message Driven Beans EJB Web Services endpoint RMI-IIOP intereoperability 2.x e 3.x Remote view 2.x Local view Timer Service CMP e BMP Assynchronous Beans

18 EJB Portable JNDI names JNDI names específicos para Application Servers (EJB 3.0) GlassFish AS utiliza fully qualified name da interface remota como default: Objectobj = initialcontext.lookup("org.soujava.ejb.helloworldremote"); JBoss utiliza <nome do EAR> + <nome EJB> + /remote Object obj = initialcontext.lookup("ejb3app/helloworld/remote"); Oracle utiliza o mesmo nome da Object obj = initialcontext.lookup( HelloWorld");

19 EJB Portable JNDI names Sintaxe padronizada: java:global[/<app-name>]/<module-name>/<beanname>[!<fully-qualified-interface-name>] Por default usa o nome do pacote do bean Pode ser alterado no application.xml, ejb-jar.xml ou web.xml Simplifica: Lookups locais de SessionBeans entre aplicações Mapeamento de referências a Session Beans entre aplicações Melhora a portabilidade de clientes remotos

20 EJB Portable JNDI names Nome único global java:global[/<app-name>]/<modulename>/<ejb-name> Nome único na mesma aplicação java:app[/<module-name>]/<ejb-name> Nome único no módulo java:module/<ejb-name>

21 EJB 3.1 Exemplo: package public class HelloBean implements Hello {... }

22 EJB 3.1 HelloBean empacotado em helloejb.jar e helloapp.ear java:global/helloapp/helloejb/hellobean java:global/helloapp/helloejb/hellobean! org.soujava.hello java:app/helloejb/hellobean java:app/helloejb/hellobean!org.soujava.hello java:module/hellobean java:module/hellobean!org.soujava.hello

23 EJB 3.1 HelloBean empacotado em helloweb.war java:global/helloweb/hellobean java:global/helloweb/hellobean!org.soujava.hello java:app/hellobean java:app/hellobean!org.soujava.hello java:module/hellobean java:module/hellobean!org.soujava.hello

24 EJB 3.1 HelloBean empacotado em helloejb.jar java:global/helloejb/hellobean java:global/helloejb/hellobean!org.soujava.hello java:app/hellobean java:app/hellobean!org.soujava.hello java:module/hellobean java:module/hellobean!org.soujava.hello

25 EJB Singleton Novo tipo de Session Bean Instanciado uma única vez por aplicação Compartilhamento e suporte a acesso concorrente Thread-safe Em aplicações distribuídas em várias JVMs, existirá uma instância do componente por JVM para cada aplicação

26 EJB Singleton Exemplo Singleton Exemplo public class SharedBean { private SharedData private void init() { shared =...; } public int getdata() { return shared.data; } public class FooBean { // Injeção da referência ao Singleton private SharedBean shared; public void foo() { int var = shared.getdata(); } }

27 EJB Singleton Singleton Necessário controlar: Concorrência Integridade de dados Dois mecanismos: Container Managed Concurrency O container controla a concorrência baseado em anotações ao nível de método Bean Managed Concurrency Container habilita acesso total a instância e delega ao desenvolvedor a responsabilidade de controle É necessário definir um dos modelos

28 EJB Singleton Singleton Container Managed Habilita leitura a todos Controla a concorrência permitindo um único Aplicavel a classes e métodos Especifica o tempo que um método pode ficar bloqueado

29 EJB Singleton Singleton Singleton public class SharedBean { private SharedData shared; public int getdata() { return shared.data; public void update(...) { // update shared data public class SharedBean { private unit=seconds) public int getdata() { return shared.data; } public void update(...) { // update shared data }

30 EJB Singleton Bean Managed Concurrency Controle pelo public class SharedBean { private SharedData shared; synchronized public int getdata() { } return shared.data; synchronized public void update(...) { } } // update shared data

31 EJB Singleton Singleton é inicializado pelo container no momento mais indica ao container que o Singleton deve ser inicializado junto com a public class StartupBean private void onstartup() { private void onshutdown() { }

32 EJB Define um grau de dependência para sequência de inicialização de EJBs public class B {... B public class A {... } Container deve garantir que A é inicializado após B

33 EJB 3.1 Timer Service Calendar-based timeout (EJB 2.1) Persistente (shutdown/restart) Executado quando expira Exemplo: ScheduleExpression schedule = new ScheduleExpression().dayOfWeek( Sat ).hour(1); //1:00 AM Timer timer = timerservice.createcalendartimer(schedule); Novidades com EJB 3.1 Automatic timer creation Cron-based scheduling

34 EJB 3.1 Timer Service Calendar-based timeout Semântica similar ao Cron Criado automaticamente ou por programação Named attributes second, minute, hour (default = 0 ) dayofmonth, month, dayofweek, year (default = * ) Attribute Syntax Single value : minute = 30 Lista : month = Jan, Jul, Dec Faixa : dayofweek = Mon-Fri Wild card : hour = * Incremental : minute = */10

35 EJB 3.1 Timer Service Exemplos de Calendar Expression: A cada 15 segundos (second= */15, minute= *, hour= * ) Último domingo de Março às 2h. (hour= 2, dayofmonth= LastSun,month= Mar ) Todo dia 2:30 p.m. U.S. Eastern Time (minute= 30, hour= 14,timezone= America/New_York )

36 EJB 3.1 Timer Service Automatic Timer Creation Container cria o timer automaticamente após o deployment Equivale a chamada: TimerService.createCalendarTimer() Definido por anotação ou no deployment descriptor ejb-jar.xml

37 EJB 3.1 Timer Service Automatic Timer Creation Container cria o timer automaticamente após o deployment Equivale a TimerService.createCalendarTimer() Definido por anotação ou no deployment descriptor ejbjar.xml public class SendStatements { javax.mail.session mailsession; // Callback the last day of each month at 8 8, dayofmonth= Last ) void sendmonthlybankstatements() {

38 Asynchronous EJB Message Driven Bean nas versões 3.0 Uso de EJB 3.1 Modelo simples para assincronismo Local ou Remoto Sem necessidade de JMS Stateful, Stateless e Singleton Fire and Forget Future<V>

39 Asynchronous public class OrderBillingServiceBean implements OrderBillingService public void billorder(order order) { try { bill(order); notifybillingsuccess(order); order.setstatus(orderstatus.complete); } catch (BillingException be) { notifybillingfailure(be, order); order.setstatus(orderstatus.billing_failed); } finally { update(order); } }}

40 Asynchronous EJB Padrão de retorno dos é void Future<V> java.util.concurrent.future Todos métodos são suportados Future.get() para receber os resultados Future<V> possibilita maior controle pelo desenvolvedor, definindo tipo de retorno, cancelamento de

41 Asynchronous EJB public class OrderBillingServiceBean implements OrderBillingService public Future<OrderStatus> billorder(order order) { try { bill(order); notifybillingsuccess(order); return new AsyncResult<OrderStatus>(OrderStatus.COMPLETE); } catch (BillingException be) { notifybillingfailure(be, order); return new AsyncResult<OrderStatus> (OrderStatus.BILLING_FAILED); } }}

42 Asynchronous EJB Client private OrderBillingServiceBean orderbilling; Order order = new Order(); Future<OrderStatus> future = orderbilling.billorder(order); OrderStatus status = future.get(); if (status == OrderStatus.COMPLETE) { //Ordem executada }

43 EJB 3.1 Embeddable API Possibilita execução de EJBs no mesmo processo de aplicações client com JSE Mesmo comportamento e ciclo de vida quando executado em um container JEE CMT/BMT, injection, threading guarantees Suporte mandatório mínimo é 3.1 Lite API Opcionalmente pode-se adicionar outras funcionalidades

44 EJB 3.1 Embeddable API Exemplo: public class HelloTester { public static void main(string[] args) { EJBContainer container = EJBContainer.createEJBContainer(); // Referencia local ao EJB Hello hello = (Hello) container.getcontext(). lookup( java:global/hello/hellobean );... container.close(); }

45 EJB 3.1 Embeddable API % java -classpath helloclient.jar: hello.jar : javaee.jar : <vendor_rt>.jar org.soujava.hellotester

46 EJB 3.1 e JAX-RS EJB Session Bean como serviço REST Disponível no JEE public class GenericResourceBean { private public String getxml() { return <msg>hello World Just Java 2009</msg> ;

47 EJB 3.1 e JAX-RS

48 Conclusão Compatibilidade com versões anteriores Portable JNDI names Facilidade de desenvolvimento Empacotamento Simplificado Local Business Interface opcional EJB Lite e Profilers Embeddable API (testes) Timer Service e Calendar Expressions Novos componentes Singleton e Asynchronous Beans

49 Referências Java Comunnity Process JavaOne Glassfish v3 (Java EE 6 Reference Implementation) https://glassfish.dev.java.net/ NetBeans 6.8 M1 OpenEJB

50 Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons

51 Obrigado Fabio Velloso

EJB 3.1: A Community Update

EJB 3.1: A Community Update EJB 3.1: A Community Update Reza Rahman Autor, EJB 3 in Action Expert Group Member, Java EE 6 and EJB 3.1 Fundador, Cognicellence Julho de 2008 1 EJB 3.0: Revisão Breve > As grandes mudanças > EJB simplificado

Leia mais

TDC2012. EJB simples e descomplicado, na prática. Slide 1

TDC2012. EJB simples e descomplicado, na prática. Slide 1 TDC2012 EJB simples e descomplicado, na prática Slide 1 Palestrantes Kleber Xavier Arquiteto Senior / Globalcode kleber@globalcode.com.br Vinicius Senger Arquiteto Senior / Globalcode vinicius@globalcode.com.br

Leia mais

NOME DA APRESENTAÇÃO

NOME DA APRESENTAÇÃO 25 DE MAIO @MICROSOFT Novidades de Java EE 7 Ernest Duarte NOME DA APRESENTAÇÃO Nome (Nick no Fórum) About me! Nickname na Comunidade Ernest Duarte Profissão Instrutor em Ciências e Tecnologias Numéricas

Leia mais

Enterprise Java Beans

Enterprise Java Beans Enterprise Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior DCC PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-O que é um Enterprise Java Bean? O Entertprise Java Bean (EJB) é um componente server-side

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) Marcos Kalinowski (kalinowski@ic.uff.br)

Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) Marcos Kalinowski (kalinowski@ic.uff.br) Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) (kalinowski@ic.uff.br) Agenda Arquiteturas Web em Java (Relembrando) Arquitetura Java EE Introdução a Enterprise Java Beans

Leia mais

Java EE 6. A revolução do. Um overview sobre as novidades da JSR 316. a r t i g o

Java EE 6. A revolução do. Um overview sobre as novidades da JSR 316. a r t i g o a r t i g o Pedro Henrique S. Mariano (pedro.mariano@caelum.com.br) técnologo em Análise e Desenvolvimento de Sofware pela FIAP, possui as certificações SCJP 6 e SCRUM master.trabalha como consultor e

Leia mais

EJB. Session Beans. J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1

EJB. Session Beans. J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1 EJB Session Beans J2EE (C. Geyer) Introdução a SessionBean 1 Autores! Autores " Cláudio Geyer " Eduardo Studzinski Estima de Castro (EJB 3.0) " Gisele Pinheiro Souza (EJB 3.0) J2EE (C. Geyer) Introdução

Leia mais

Mini-curso Gratuito Globalcode Slide 1

Mini-curso Gratuito Globalcode Slide 1 Mini-curso Gratuito Slide 1 Mini-curso Gratuito Introdução Enterprise Java Beans (EJB) 3.0 Slide 2 Agenda Plataforma Java EE Conceitos Iniciais (EJB) Session Bean Message-Driven Bean (MDB) Java Persistence

Leia mais

EJB ainda tem vez no Java EE 6? Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br

EJB ainda tem vez no Java EE 6? Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br EJB ainda tem vez no Java EE 6? Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Você Gosta do EJB? O EJB esteve por muito tempo na berlinda do mundo Java É pesado... É complicado... Código muito

Leia mais

J530 - Enterprise JavaBeans. Introdução a EJB e Stateless. Session Beans. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J530 - Enterprise JavaBeans. Introdução a EJB e Stateless. Session Beans. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J530 - Enterprise JavaBeans Introdução a EJB e Stateless Session Beans Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Componentes de um EJB Para que o container possa gerar o código necessário é preciso

Leia mais

Experiência em missão crítica de missão crítica

Experiência em missão crítica de missão crítica 2 / 17 Experiência em missão crítica de missão crítica Pioneira no ensino de Linux à distância Parceira de treinamento IBM Primeira com LPI no Brasil + de 30.000 alunos satisfeitos Reconhecimento internacional

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Mestrado em Engenharia Informática 1ª ano / 2ª semestre

Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Mestrado em Engenharia Informática 1ª ano / 2ª semestre Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Mestrado em Engenharia Informática 1ª ano / 2ª semestre Prática: 1 - A plataforma JEE (Java Enterprise Edition) UBI, DI, Paula Prata SDTF T01 1 Arquitectura

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE completa Inicialmente, será mostrada

Leia mais

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa J530 - Enterprise JavaBeans Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE

Leia mais

Prof. Fellipe Araújo Aleixo fellipe.aleixo@ifrn.edu.br

Prof. Fellipe Araújo Aleixo fellipe.aleixo@ifrn.edu.br Prof. Fellipe Araújo Aleixo fellipe.aleixo@ifrn.edu.br A arquitetura Enterprise JavaBeans é uma arquitetura de componentes para o desenvolvimento e a implantação de aplicativos de negócio distribuídos

Leia mais

J2EE. J2EE - Surgimento

J2EE. J2EE - Surgimento J2EE Java 2 Enterprise Edition Objetivo: Definir uma plataforma padrão para aplicações distribuídas Simplificar o desenvolvimento de um modelo de aplicações baseadas em componentes J2EE - Surgimento Início:

Leia mais

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS MODELO J2EE COMPONENTES DE Camada de Negócios NEGÓCIOS JAVA SERVLET, JSP E EJB Nos capítulos anteriores, foi mostrado como desenvolver e distribuir aplicações servlet e

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Servlets 2 1 Plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068): Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado (não mantém sessão aberta) Funcionamento (simplificado):

Leia mais

Enterprise Java Beans (III)

Enterprise Java Beans (III) Enterprise Java Beans (III) Professor: Diego Passos UFF dpassos@ic.uff.br Baseado no material original cedido pelo Professor Carlos Bazilio Última Aula Disponibilização do EJB no container. Arquivo descritor.

Leia mais

Message Driven Beans. Apresentação. Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo

Message Driven Beans. Apresentação. Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo Message Driven Beans Apresentação Introdução Implementação de MDBs Deployment no JBoss Java Messaging Service Exemplo 1 Introdução Message Driven Beans são EJBs que consomem mensagens enviadas para filas

Leia mais

Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI

Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI TREINAMENTOS Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI 15 de abril de 2013 Sumário i Sobre a K19 1 Seguro Treinamento 2 Termo de Uso 3 Cursos

Leia mais

Informática UFRGS. Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) J2EE EJBs 1

Informática UFRGS. Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) J2EE EJBs 1 EJB Introdução Versão Atual (maio/06): 3.0 Versão anterior: 2.1 Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) J2EE EJBs 1 Autores Autores Cláudio Geyer Eduardo Studzinski Estima de Castro Gisele Pinheiro

Leia mais

Fundamentos da Plataforma Java EE. Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br)

Fundamentos da Plataforma Java EE. Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Fundamentos da Plataforma Java EE Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Como a plataforma Java EE trata o SERVIÇO DE NOMES Serviço de Nomes Num sistema distribuído os componentes necessitam

Leia mais

Erick Ferreira Macedo

Erick Ferreira Macedo Introdução ao java EE Enterprise Java Beans Métodos Assíncronos Injeção de Dependência e JNDI ENC Agendamento Interceptadores Transações Segurança Empacotamento Erick Ferreira Macedo Razões para usar EJBs

Leia mais

Laboratório de Computação VI JAVA IDL. Fabricio Aparecido Breve - 981648-9

Laboratório de Computação VI JAVA IDL. Fabricio Aparecido Breve - 981648-9 Laboratório de Computação VI JAVA IDL Fabricio Aparecido Breve - 981648-9 O que é Java IDL? Java IDL é uma tecnologia para objetos distribuídos, ou seja, objetos em diferentes plataformas interagindo através

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Session Beans

Java 2 Enterprise Edition Session Beans Java 2 Enterprise Edition Session Beans Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Session Beans São objetos de processo de negócio Implementam lógica de negócio, algoritmos, workflow Representam ações Uma

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Fundamentos básicos de Transações

Java 2 Enterprise Edition Fundamentos básicos de Transações Java 2 Enterprise Edition Fundamentos básicos de Transações Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetivos Apresentar conceitos essenciais sobre transações em aplicações J2EE Este curso não aborda o

Leia mais

JPA Passo a Passo. Henrique Eduardo M. Oliveira henrique@voffice.com.br. Globalcode Open4Education

JPA Passo a Passo. Henrique Eduardo M. Oliveira henrique@voffice.com.br. Globalcode Open4Education JPA Passo a Passo Henrique Eduardo M. Oliveira henrique@voffice.com.br 1 Palestrante Henrique Eduardo M. Oliveira (henrique@voffice.com.br) > Trabalha: Arquiteto JEE / Instrutor Java > Formação: Ciências

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas

Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas Introdução Desenvolver e distribuir Servlets e aplicativos EJB. Desenvolver e distribuir aplicativos Enterprise JavaBeans (EJB). Introdução Simples

Leia mais

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES Hugo Henrique Rodrigues Correa¹, Jaime Willian Dias 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil hugohrcorrea@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Entity Beans CMP. O que é CMP? Criação de Entity Beans CMP Deployment no JBoss EJB-QL Exemplo Prático

Entity Beans CMP. O que é CMP? Criação de Entity Beans CMP Deployment no JBoss EJB-QL Exemplo Prático Entity Beans CMP O que é CMP? Criação de Entity Beans CMP Deployment no JBoss EJB-QL Exemplo Prático O que é CMP? Container Managed Persistence é a criação automática de lógica de persistência pelo servidor

Leia mais

Stateful Session Beans

Stateful Session Beans J530 - Enterprise JavaBeans Stateful Session Beans Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Stateful Session Beans Quando um cliente chama um método de um bean, ele está iniciando um diálogo

Leia mais

Enterprise Java Bean. Enterprise JavaBeans

Enterprise Java Bean. Enterprise JavaBeans Enterprise Java Bean Introdução Elementos do Modelo Enterprise JavaBeans A especificação do Enterprise JavaBeansTM (EJB) define uma arquitetura para o desenvolvimento de componentes de software distribuídos

Leia mais

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr.

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr. Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition 1 O que é a plataforma J2EE? Estende a linguagem Java através de padrões simples e unificados para aplicações distribuídas através de um modelo baseado

Leia mais

Artigo JavaMagazine (edição 58)

Artigo JavaMagazine (edição 58) 1 / JBoss Seam Simplicidade e produtividade no desenvolvimento de aplicações Web Aprenda a desenvolver aplicações Web utilizando a integração perfeita entre JSF e EJB 3 FÁBIO AUGUSTO FALAVINHA O JBoss

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA ENTERPRISE JAVABEANS NO DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DISTRÍBUIDAS

UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA ENTERPRISE JAVABEANS NO DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DISTRÍBUIDAS UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA ENTERPRISE JAVABEANS NO DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES DISTRÍBUIDAS ¹Lucas Martins de Andrade, ¹Jaime William Dias ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil lucasm748@gmail.com

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 6 EJB Enterprise Java

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS CUP Disk Memoey CUP Memoey Disk Network CUP Memoey Disk Remote Method Invocation (RMI) Introdução Solução JAVA para Objetos Distribuídos Um objeto existe em uma máquina É possível

Leia mais

4 - Padrões da Camada de Integração. Introdução

4 - Padrões da Camada de Integração. Introdução Padrões de Projeto J2EE J931 Padrões da Camada de Integração Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Introdução A camada de integração encapsula a lógica relacionada com a integração do sistema

Leia mais

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0 Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0 Módulo 07: Outros Componentes Autor: Rodrigo Hjort Serpro / Coordenação Estratégica de Tecnologia / Curitiba www.frameworkdemoiselle.org.br Modificado

Leia mais

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Este tutorial explica basicamente como se implementa a API chamada RMI (Remote Method Invocation). O RMI nada mais é que a Invocação de Métodos

Leia mais

Spring Framework Luiz Daniel Creão Augusto laugusto@ime.usp.br Sistemas de Middleware Avançados IME-USP - 2006/02

Spring Framework Luiz Daniel Creão Augusto laugusto@ime.usp.br Sistemas de Middleware Avançados IME-USP - 2006/02 Spring Framework Luiz Daniel Creão Augusto laugusto@ime.usp.br Sistemas de Middleware Avançados IME-USP - 2006/02 Agenda Introdução Inversão de Controle Spring AOP Portable Service Abstractions Spring

Leia mais

Java e Banco de Dados: JDBC, Hibernate e JPA

Java e Banco de Dados: JDBC, Hibernate e JPA Java e Banco de Dados: JDBC, Hibernate e JPA 1 Objetivos Apresentar de forma progressiva as diversas alternativas de persistência de dados que foram evoluindo na tecnologia Java, desde o JDBC, passando

Leia mais

J530 - Enterprise JavaBeans. Relacionamentos em EJB com. CMP e BMP. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J530 - Enterprise JavaBeans. Relacionamentos em EJB com. CMP e BMP. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J530 - Enterprise JavaBeans Relacionamentos em EJB com CMP e BMP Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Objetivos Este módulo aborda a modelagem de aplicações orientadas a objetos e sua implementação

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010

Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010 Prof. M.Sc. Fábio Procópio Prof. M.Sc. João Maria Criação: Fev/2010 Primeira Dica Afirmação O que é Java? Características do Java Como Java Funciona Plataforma Java Edições Java Java SE Java EE Java ME

Leia mais

MÓDULO. Linguagem de Programação para Web 2

MÓDULO. Linguagem de Programação para Web 2 MÓDULO Linguagem de Programação para Web 2 Distribuição das Disciplinas de Programação para Web LPW 1: MVC Servlets JSP LPW2: Visão geral do JEE, JSF MVC, Facelets, PrimeFaces,... Padrões de projeto relacionadas

Leia mais

Componentes no Java EE

Componentes no Java EE Unidade III Componentes no Plataforma Java Enterprise Edition Adiciona ao Java suporte para: Desenvolvimento de Aplicações Web: JSP, Servlets e Componentes de Negócio: Interconexão com Sistemas Legados:

Leia mais

J530 - Enterprise JavaBeans. Entity Beans. com persistência implícita (CMP) argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J530 - Enterprise JavaBeans. Entity Beans. com persistência implícita (CMP) argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J530 - Enterprise JavaBeans Entity Beans com persistência implícita (CMP) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Características de EJB CMP Com container-managed persistence o programador

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Boas Práticas no desenvol Aprenda a desenvolver componentes e serviços

Boas Práticas no desenvol Aprenda a desenvolver componentes e serviços SEÇÃO BOAS PRÁTICAS: NESTA SEÇÃO VOCÊ ENCONTRA ARTIGOS SOBRE TÉCNICAS QUE PODERÃO AUMENTAR Boas Práticas no desenvol Aprenda a desenvolver componentes e serviços A tecnologia EJB permite a construção de

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais

Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI

Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI TREINAMENTOS Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI Desenvolvimento Web Avançado com JSF2, EJB3.1 e CDI 29 de abril de 2011 www.k19.com.br ii Sumário 1 Introdução a EJB 1 1.1 Por que utilizar

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Palavras-chave: clínica de psicologia, Java EE 6, Web Profile, EBJ Lite, sistema de gerenciamento.

Palavras-chave: clínica de psicologia, Java EE 6, Web Profile, EBJ Lite, sistema de gerenciamento. Uma Experiência de Adoção do Java 6 Web Profile no Desenvolvimento de um Sistema para Gerenciamento de uma Clínica de Psicologia Ana Paula Allian 1, Edson A. Oliveira Junior 2 Resumo. Os sistemas de gestão

Leia mais

Entity Beans. Introdução Entity Beans BMP

Entity Beans. Introdução Entity Beans BMP Entity Beans Introdução Entity Beans BMP Agenda Conceitos básicos de persistência Definição de entity beans Recursos Conceitos de programação Típos de entity beans Exemplos de entity beans usando Bean-

Leia mais

Fabio Velloso Lançamento WildFly 8

Fabio Velloso Lançamento WildFly 8 Fabio Velloso Agenda Introdução e objetivos Java EE 7 WildFly 8 Conclusão Agenda Introdução e objetivos Java EE 7 WildFly 8 Conclusão Fabio Velloso Bio Bacharel em Ciência da Computação - UFSCar MBA FGV

Leia mais

Como sobreviver com Java 2? Saulo Arruda

Como sobreviver com Java 2? Saulo Arruda Como sobreviver com Java 2? Saulo Arruda Agenda Apresentação Contexto do mercado Soluções para Java 5+ Soluções para Java 2 Conclusões Apresentação Saulo Arruda (http://sauloarruda.eti.br) Trabalha com

Leia mais

Arquitetura JEE. 2011 COFEN Analista de Sistemas. 2011 CREA/RJ Analista de Sistemas

Arquitetura JEE. 2011 COFEN Analista de Sistemas. 2011 CREA/RJ Analista de Sistemas Série Desenvolvimento de Sistemas Questões de concursos Consulplan Questões de Desenvolvimento de Sistemas para o concurso do TSE 2012 Sem gabarito Rogério Araújo Série Desenvolvimento de Sistemas Questões

Leia mais

Sistemas Operacionais: Threads

Sistemas Operacionais: Threads Sistemas Operacionais: Threads Threads Única linha de execução x múltiplas linhas de execução Benefícios Tempo de resposta Compartilhamento de recursos Economia de recursos Desempenho em arquiteturas multiprocessadas

Leia mais

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.1

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.1 Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.1 Módulo 10: Monitoração de Ambientes Autor: Rodrigo Hjort SERPRO / Coordenação Estratégica de Tecnologia / Curitiba www.frameworkdemoiselle.org.br

Leia mais

Enterprise JavaBeans. Java Deployment Course. por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999

Enterprise JavaBeans. Java Deployment Course. por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999 Enterprise JavaBeans Java Deployment Course por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999 Enterprise JavaBeans Java Deployment Course Copyright 1999 by Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br)

Leia mais

Curso de Linguagem Java

Curso de Linguagem Java Curso de Linguagem Java 1 Referência Bibliográfica: Enterprise JavaBeans 3.0 Bill Burke & Richard Monson Editora. Prentice Hall Tutorial do J2EE Bodoff Green Haase Jendrock - Pawlan Stearns Editora Campus

Leia mais

O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções. Marx.

O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções. Marx. Session Beans O caminho do inferno está pavimentado de boas intenções. Marx. Finalmente implementando um EJB A especificação da Sun Vamos agora utilizar a tecnologia especificada pela sun, chamada Enterprise

Leia mais

Autenticação e Controle de Acesso

Autenticação e Controle de Acesso J530 - Enterprise JavaBeans Autenticação e Controle de Acesso Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Controle de acesso a autenticação A especificação EJB define controle de acesso a métodos

Leia mais

MAC-0462 Padrões arquiteturais para sistemas baseados em componentes reconfiguráveis

MAC-0462 Padrões arquiteturais para sistemas baseados em componentes reconfiguráveis MAC-0462 Padrões arquiteturais para sistemas baseados em componentes reconfiguráveis Microkernel Service Locator Dependency Injection Exemplo Classe Auditor Salva registros de eventos no banco de dados

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition

Java 2 Enterprise Edition Java 2 Enterprise Edition Pablo Vieira Florentino 8/11/2006 Contexto Linguagem Java A linguagem Java é Orientada a Objetos Influenciada diretamente por C++ e Eiffel, a linguagem segue a grande tendência

Leia mais

MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Camadas Protocolo Requesição-Respostal Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais

MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Camadas Protocolo Requesição-Respostal Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais RMI JAVA MIDDLEWARE Aplicativos RMI, RPC e eventos Protocolo Requesição-Respostal Camadas Middleware Representação Externa dos Dados Sistemas Operacionais RMI REMOTE METHOD INVOCATION Invocação remota

Leia mais

Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) O Conceito de Procedimentos. RPC: Programa Distribuído. RPC: Modelo de Execução

Chamadas Remotas de Procedimentos (RPC) O Conceito de Procedimentos. RPC: Programa Distribuído. RPC: Modelo de Execução Chamadas Remotas de Chamada Remota de Procedimento (RPC) ou Chamada de Função ou Chamada de Subrotina Método de transferência de controle de parte de um processo para outra parte Procedimentos => permite

Leia mais

JAVA ENTERPRISE EDITION: PERSISTÊNCIA DE BANCO DE DADOS

JAVA ENTERPRISE EDITION: PERSISTÊNCIA DE BANCO DE DADOS COLÉGIO ESTADUAL ULYSSES GUIMARÃES CURSO TÉCNICO PROFISSIONALIZANTE EM INFORMÁTICA ERINALDO SANCHES NASCIMENTO JAVA ENTERPRISE EDITION: PERSISTÊNCIA DE BANCO DE DADOS FOZ DO IGUAÇU 2013 SUMÁRIO 1. PERSISTÊNCIA

Leia mais

Java Persistence API. Entity Entity Campos e Propriedades Entity Chaves Primárias Entity Associações

Java Persistence API. Entity Entity Campos e Propriedades Entity Chaves Primárias Entity Associações Java Persistence API Entity Entity Campos e Propriedades Entity Chaves Primárias Entity Associações Entity Manager Entity Manager API Java Persistence Query Language (JPQL) Persistence Units 1 Java Persistence

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LUCAS JOSÉ MERENCIA

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LUCAS JOSÉ MERENCIA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS LUCAS JOSÉ MERENCIA INTEGRAÇÃO ENTRE TECNOLOGIAS DA PLATAFORMA JAVA EE COM O USO DE

Leia mais

Arquitetura de Referência de Software e Recursos de Java do MCTI. Versão 1.3 MCTI

Arquitetura de Referência de Software e Recursos de Java do MCTI. Versão 1.3 MCTI Arquitetura de Referência de Software e Recursos de Java do MCTI Versão 1.3 MCTI Histórico de Revisão Versão Data Descrição Autor 1.0 25/02/2013 Criação do Documento Yuri Marx Pereira Gomes 1.1 20/05/2013

Leia mais

Jsp, Servlets e J2EE

Jsp, Servlets e J2EE Jsp, Servlets e J2EE André Temple CPqD Telecom & IT Solutions. Rodrigo Fernandes de Mello Departamento de Ciências da Computação Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. Universidade de São Paulo

Leia mais

Java Spaces Exemplos

Java Spaces Exemplos Java Spaces Exemplos Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Java Spaces - Exemplos V0 1 Autoria! Autores! Local " Cláudio Geyer " Instituto de Informática " UFRGS " disciplina: Programação com

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java Web Arquitetura Aplicações web são basicamente constituídas de: Requisições Respostas Model View Controller (MVC) O que é MVC? Padrão

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition RMI-IIOP e Enterprise JavaBeans

Java 2 Enterprise Edition RMI-IIOP e Enterprise JavaBeans Java 2 Enterprise Edition RMI-IIOP e Enterprise JavaBeans Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetos Distribuídos A comunicação em rede pode ser realizada... Usando soquetes e portas, lidando com todas

Leia mais

Desktop em minutos com genesis, Matisse, Java WebStart e JSR-296

Desktop em minutos com genesis, Matisse, Java WebStart e JSR-296 Desktop em minutos com genesis, Matisse, Java WebStart e JSR-296 Allan Jones Batista de Castro Michael Nascimento Santos Raphael Winckler de Bettio JustJava 2006 Allan Jones Batista de Castro 5 anos de

Leia mais

Java EE 7 In Action. Rodrigo Cândido da Silva @rcandidosilva http://about.me/rcandidosilva

Java EE 7 In Action. Rodrigo Cândido da Silva @rcandidosilva http://about.me/rcandidosilva Java EE 7 In Action Rodrigo Cândido da Silva @rcandidosilva http://about.me/rcandidosilva Agenda! GUJavaSC! Java EE 7! Plataforma Java EE! Web Socket API 1.0! Batch API 1.0! Concurrency Utilities! JSON

Leia mais

Anotações e Navegação no JSF 2.0

Anotações e Navegação no JSF 2.0 1/16 Anotações e Navegação no JSF 2.0 Simplifique a navegação e a configuração XML com o JSF 2.0 Aprenda a utilizar anotações e navegações implícita e condicional em suas aplicações JSF 2.0 MARCEL TOKARSKI

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

Capítulo 4. Packages e interfaces

Capítulo 4. Packages e interfaces Capítulo 4. Packages e interfaces 1/17 Índice Indice 4.1 - Package 4.2 - Interface 2/17 Índice 4.1 Package 4.1 - Package 4.2 -- Interface 3/17 4.1 Package Package ou pacote está para o Java como as directorias

Leia mais

1 Criar uma entity a partir de uma web application que usa a Framework JavaServer Faces (JSF)

1 Criar uma entity a partir de uma web application que usa a Framework JavaServer Faces (JSF) Sessão Prática II JPA entities e unidades de persistência 1 Criar uma entity a partir de uma web application que usa a Framework JavaServer Faces (JSF) a) Criar um Web Application (JPAsecond) como anteriormente:

Leia mais

Mapeamento Lógico/Relacional com JPA

Mapeamento Lógico/Relacional com JPA Mapeamento Lógico/Relacional com JPA Elaine Quintino da Silva Doutora em Ciência da Computação pelo ICMC-USP/São Carlos Analista de Sistemas UOL PagSeguro Instrutora Globalcode Agenda! Persistência de

Leia mais

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Sintaxe Geral Tipos de Dados Comentários Comentários: De linha: // comentário 1 // comentário 2 De bloco: /* linha 1 linha 2 linha n */ De documentação: /** linha1 * linha2 */ Programa Exemplo: ExemploComentario.java

Leia mais

Java 2 Standard Edition. Fundamentos de. Objetos Remotos. Helder da Rocha www.argonavis.com.br

Java 2 Standard Edition. Fundamentos de. Objetos Remotos. Helder da Rocha www.argonavis.com.br Java 2 Standard Edition Fundamentos de Objetos Remotos Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Sobre este módulo Este módulo tem como objetivo dar uma visão geral, porém prática, da criação e uso de objetos

Leia mais

Web Technologies. Tópicos da apresentação

Web Technologies. Tópicos da apresentação Web Technologies Tecnologias de Middleware 2004/2005 Hugo Simões hsimoes@di.fc.ul.pt 1 A Web Tópicos da apresentação Tecnologias Web para suporte a clientes remotos (Applets,CGI,Servlets) Servidores Aplicacionais

Leia mais

Serviço de Transação. Transação - Conceitos

Serviço de Transação. Transação - Conceitos Serviço de Transação Conceitos Tipos de Gerência de Transação JTA Transação - Conceitos Garantir as propriedades ACID Atomicidade Consistencia Isolamento Durabilidade Transações no modelo EJB Dois Tipos

Leia mais

Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas

Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas Computação Paralela Middleware de Aplicações Paralelas/Distribuídas João Luís Ferreira Sobral Departamento do Informática Universidade do Minho Outubro 2005 Principais aspectos a gerir pelo Middleware

Leia mais

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS

ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS ARQUITETURA DO SISTEMA ERP PEGASUS Elaborado por: Bruno Duarte Nogueira Arquiteto de Software Data: 05/03/2012 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Tecnologias... 3 2.1. Web Tier... 3 2.1.1. Facelets 1.1.14...

Leia mais

Padrões Arquiteturais no Java EE 7

Padrões Arquiteturais no Java EE 7 Padrões Arquiteturais no Java EE 7 Vagner F. Le Roy Júnior Curso de Pós Graduação em Arquitetura de Software Distribuído Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Belo Horizonte, MG Brasil vagnerleroy@gmail.com

Leia mais

Web Services utilizando JAX-WS

Web Services utilizando JAX-WS Web Services utilizando JAX-WS JAX-WS Facilitar o uso da API JAX-RPC e do modelo de implantação Anotações baseados em JSR-181 Exemplo Básico: Anotações: @WebService @WebMethod @WebParam @WebResult Exemplo

Leia mais

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null Palavras -chave de JAV A abstract catch do final implements long private static throw void boolean char double finally import native protected super throws volatile break class float insfcanceof new public

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

3 - Padrões da Camada de Negócios. Introdução. A camada de negócios encapsula a lógica central da aplicação. Considerações de design incluem

3 - Padrões da Camada de Negócios. Introdução. A camada de negócios encapsula a lógica central da aplicação. Considerações de design incluem Padrões de Projeto J2EE J931 Padrões da Camada de Negócios (EJB) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Introdução A camada de negócios encapsula a lógica central da aplicação. Considerações

Leia mais