Assim o termo M.I.C.E. significa:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Assim o termo M.I.C.E. significa:"

Transcrição

1 1

2 Assim o termo M.I.C.E. significa: Meetings Qualquer tipo de reunião, focalizado apenas em uma empresa ou organização e seus respectivos colaboradores ou participantes Incentives Qualquer tipo de iniciativa, que vise premiar e incentivar o público alvo, em função de objectivos já alcançados ou por concretizar. As viagens de incentivo visam por norma o reconhecimento da produtividade. È igualmente um poderoso instrumento criador de lealdade e aumento de performances. Conference/Congress Reunião de grande número de individuos, com uma formação específica em comum, ou de diversas formações, com o objectivo de debater um tema específico. As principais diferenças entre uma conferência e um congresso, é que os congressos têm carácter períodico (anual, bi anual, semestral) e geralmente a sua duração é superior a 1 dia. Events Tal como o nome indica, é qualquer tipo de acontecimento, de carácter organizado, normalmente com uma fundamentação social, comercial e/ou desportiva. Ex. Lançamento de produtos; Feiras Profissionais /Temáticas; Cocktails e Jantares de Gala; Exposições; Eventos desportivos, etc. 2

3 Qualquer uma das 4 vertentes do Turismo de Negócios é realizada por empresas, instituições e profissionais de Turismo do Algarve, desde que convenientemente planificadas: Fase 1 Planificação Fase 2 Orçamentação Fase 3 Preparação/Organização Fase 4 Coordenação e Execução 3

4 O Algarve em termos de oferta de Turismo de Negócios é um destino competitivo e que se afirma num contexto global pela diversidade da sua oferta, a saber: Unidades Hoteleiras de alta qualidade, tipologias 3 a 5 estrelas que oferecem: 1. Alojamento 2. Facilidades para Congressos e Salas de Reunião 3. Facilidades parabanquetes e funções de F&B 4. Animação e Entretenimento 4

5 Infrastruturas e Oferta MI: Centros de Congressos multifuncionais, capazes de receber quer um Congresso, quer uma Apresentação de Produto, quer um Evento Desportivo, um Jantar de Gala ou ainda outras funções. Três bons exemplos de infraestruturas recentes e capazes de competir quer pela sua dimensão, quer pelo seu avanço tecnológico, são: 1. O Pavilhão do Arade 2. O Portimão Arena 3. O Autódromo Internacional do Algarve 5

6 Infrastruturas e Oferta MI: Alojamento e Venues para Reuniões e Banquetes: Além dos dois Pavilhões Multi Funções com capacidades até 5000 e 3200 participantes respectivamente, será também de focar o novo Autódromo Internacional do Algarve e as unidades clássicas hoteleiras com capacidades de alojamento até 1300 pessoas, como o Tivoli Marinotel e o Hotel Ria Park. Para grandes eventos e que têm capacidade para mais de 100 pessoas em funções de jantares de Gala e Banquete, o Algarve conta ainda com: Casino da Praia da Rocha Casino de Vilamoura Casino de Monte Gordo Fábrica do Inglês Centro Multi usos do AquaShow Park Castelo de Castro Marim Quinta Brito Lima Aldeia de Querença Cegonha Country Club Monte Vale d Éguas Entre outros... 6

7 Serviços e Oferta MI: Para além do alojamento, transporte, salas de reuniões e banquetes, existe sempre a necessidade de oferecer aos participantes, actividades que os mantenham ocupados e entretidos fora do programa principal de actividades. Estas actividades também funcionam como mote principal das viagens de incentivos. 7

8 Serviços e Oferta MI: Passeios em Automóveis Antigos Old TImers Passeios de Jipe Jeep Safaris; Circuitos Jipe com Orientação através de roadbooks. Competição de Pinturas em Tela e Competição de Pintura de Azulejos Caça ao Tesouro na Praia, Torneios de Polo na Praia Regatas em veleiros, em registo de competição e em registo puro lazer. Passeios de barco c/ visita às grutas e/ou Churrasco na Praia Excursões/Touring Cultural. Visitas a Salinas, Reservas naturais. Visitas a Parques Aquáticos. Interacção com Golfinhos Visitas a Adegas Vinícolas c/ provas de Vinhos Jantares em Restaurantes Típicos Dine around Plan(Tasquinhas Tipicas previamente reservadas) 8

9 Serviços complementares de Suporte ao Turismo de Negócios: Actividades desportivas, tais como: Golf, Vela, BTT; Canoagem; Trekking, Orientação, Quads, Karting, Blow Karting, Surf, Windsurf, KiteSurf. Actividades culturais e recreativas, tais como: Touring Cultural, passeios de jipe, passeios de barco pela costa(grutas; golfinhos, BBQ s de praia, Pesca desportiva embarcada) 9

10 Infraestruturas e empresas de Suporte ao Turismo de Negócios: Alojamento Hotelaria tradicional 3 5 estrelas Agências de Viagens; DMC s; Casas de Incentivos Restauração e Catering Empresas de transporte Comércio Tradicional e Shopping Marinas e Portos de Recreio Venues como Museus, Castelos, Palácios, Adegas Venues Desportivas e/ou Multi Usos Venues Centros de Conferências Venues Casinos e Salas de Espectaculos 10

11 11

12 Crescente posicionamento e esforço promocional de outros destinos competidores: Tunísia; Egipto; Marrocos; Turquia; Croácia; Grécia; Espanha entre outros... 12

13 Ligações aéreas para o Algarve Companhias Aéreas de Linha/Bandeira vs Companhias Low Cost As companhias Aéreas de Linha/Bandeira, tal como a Lufthansa, British Airways, Air France, entre outras têm vindo a cancelar e/ou reduzir o número de frequências e consequentemente o tráfego de passageiros e carga. 13

14 Ligações aéreas para o Algarve Por outro lado tem se verificado nos últimos anos o crescimento de novas rotas de ligação a Faro, operadas por Companhias Aéreas Low Cost. Este tráfego aéreo, tem beneficiado o aumento da chegada de turistas ao Algarve, bem como democratizado a possibilidade de muitos turistas poderem disfrutar a um menor custo, a oferta turística do Algarve. Porém o tráfego turístico proveniente dos mercados emissores, dos segmentos de eventos, incentivos, congressos e touroperação tradicional, vê se estrangulado devido à falta de capacidade no transporte aéreo, dada a falta de ligações asseguradas por transportadoras aéreas de linha/bandeira. 14

15 Ligações aéreas para o Algarve Em termos de operação do segmento corporate e de eventos, esta reduzida capacidade de ligações aéreas também dificulta a chegada de grupos de empresas, dado que um dos mais recentes requisitos coporativos por parte das empresas, não permite a viagem dos seus funcionários em um só vôo, pelo que é necessário que o transporte aéreo dos colaboradores /clientes seja efectuado através de vários vôos/transportadoras, para o destino de chegada. 15

Normas de Admissão (Regulamento de Jóias e Quotas)

Normas de Admissão (Regulamento de Jóias e Quotas) Normas de Admissão (Regulamento de Jóias e Quotas) Capítulo I // Disposições Gerais As presentes normas têm como finalidade estabelecer as regras a que devem obedecer a admissão de novos associados da

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA

DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) HOLANDA Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 82.600 78.557 75.546 76.601 75.636 74.305

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA LISBOA Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste Espanha Madrid e

Leia mais

Agentes de Animação Turística

Agentes de Animação Turística Algarve by Segway Lda. 37º0'57,34''N 7º56'5.89"W Urb. Quinta da Nora, lot.1. 3 dt. Montenegro 8005-310 Faro Tel: (+351) 962 006 153 / (+351) 917 875 673 E-mail: info@algarvebysegway.com Site: www.algarvebysegway.com

Leia mais

Sessão de Divulgação do Sistema de Incentivo às Empresas Programa Operacional do Algarve PO Algarve 21

Sessão de Divulgação do Sistema de Incentivo às Empresas Programa Operacional do Algarve PO Algarve 21 Sessão de Divulgação do Sistema de Incentivo às Empresas Programa Operacional do Algarve PO Algarve 21 Biblioteca Municipal de Silves Sexta-Feira, 27 de Janeiro de 2012 Empresa Varzeamar Actividades Marítimo

Leia mais

HOTELARIA E GOLFE EM PORTUGAL. 20 de Janeiro 2006

HOTELARIA E GOLFE EM PORTUGAL. 20 de Janeiro 2006 HOTELARIA E GOLFE EM PORTUGAL 20 de Janeiro 2006 ÍNDICE 1. PONTOS FORTES E FRACOS DO DESTINO 2. OS HOTÉIS TIVOLI E O GOLFE 3. VANTAGENS DO SEGMENTO GOLFE PARA OS HOTÉIS 4. FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO

Leia mais

www.finnair.pt tel. 21 352 26 89-21 032 94 12

www.finnair.pt tel. 21 352 26 89-21 032 94 12 www.finnair.pt tel. 21 352 26 89-21 032 94 12 FINLANDIA AVENTURA NO ARTICO 5 dias / 4 noites Desde 1440 por pessoa Inclui: Voos Finnair para Rovaniemi (via Helsínquia), Transporte aeroporto/hotel/aeroporto,

Leia mais

Portugal: Destino Competitivo?

Portugal: Destino Competitivo? Turismo O Valor Acrescentado da Distribuição Portugal: Destino Competitivo? Luís Patrão Turismo de Portugal, ip Em 2006 Podemos atingir 7.000 milhões de euros de receitas turísticas Teremos perto de 37,5

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 ITÁLIA

DADOS DE MERCADO 2010/2011 ITÁLIA DADOS DE MERCADO 2010/2011 ITÁLIA HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 196.964 189.266 202.743 156.846 190.137 193.585 180.698

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL

DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 268.153 224.435 153.292 183.962 167.661 90.897 87.686 101.723

Leia mais

PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012

PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012 PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012 1 O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de

Leia mais

Uma abordagem à visão de Portugal

Uma abordagem à visão de Portugal Uma abordagem à visão de Portugal Como é que os operadores turísticos podem contribuir para um novo posicionamento XXXVIII Congresso da APAVT: Potenciar Recursos, Romper Bloqueios, Ganhar Mercado painel

Leia mais

Ficha de Protocolo. Resumo do Protocolo. Contactos da Entidade

Ficha de Protocolo. Resumo do Protocolo. Contactos da Entidade Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: Pedras d el Rei e Pedras da Rainha Local: Tavira Serviços/Produtos: Alojamento turístico Benefícios e Vantagens: Notas: 01 Novembro 2014 a 27 Março 2015

Leia mais

Agenda. O Diagnóstico Os Desafios A Estratégia Os Produtos a Promover Os Mercados A Promoção A Oferta

Agenda. O Diagnóstico Os Desafios A Estratégia Os Produtos a Promover Os Mercados A Promoção A Oferta Agenda O Diagnóstico Os Desafios A Estratégia Os Produtos a Promover Os Mercados A Promoção A Oferta O Diagnóstico Turismo marítimo e costeiro Náutica de Recreio 60 Turismo Maritimo e Costeiro 123 Nautica

Leia mais

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana

Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana A Associação Odiana Esta Associação, sem fins lucrativos, fundada pelos municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António em Dezembro

Leia mais

Experiências Algarve Nature Week

Experiências Algarve Nature Week Experiências Algarve Nature Week Passeios de barco Luís Filipe Brás de Almeida Passeio no Rio Odelouca e Sitio das Fones Natureza Pura - Venha connosco numa viagem relaxante. Além das praias e cidades,

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 ESPANHA

DADOS DE MERCADO 2010/2011 ESPANHA DADOS DE MERCADO 2010/2011 ESPANHA HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 429.423 448.359 519.706 487.187 522.695 537.427 483.008

Leia mais

Actual contexto do mercado turístico e perspectivas futuras. Luis Patrão Porto, 18 de Junho de 2009

Actual contexto do mercado turístico e perspectivas futuras. Luis Patrão Porto, 18 de Junho de 2009 Actual contexto do mercado turístico e perspectivas futuras Luis Patrão Porto, 18 de Junho de 2009 Portugal um dos principais destinos turísticos mundiais Turistas do Estrangeiro 12,3 milhões 12º na Europa

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA O PORTO. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA O PORTO. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA O PORTO Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste e Sul Espanha Madrid

Leia mais

No pavilhão 2, com 108 stands, estavam representadas as regiões de turismo, câmaras municipais, associações e juntas de turismo, para além de hotéis,

No pavilhão 2, com 108 stands, estavam representadas as regiões de turismo, câmaras municipais, associações e juntas de turismo, para além de hotéis, VIII Legislatura II Sessão Plenária Horta, 26 de Janeiro de 2005 Grupo Parlamentar do Partido Socialista Deputada Ana Isabel Moniz Assunto: Bolsa de Turismo de Lisboa Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras

Leia mais

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP)

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) e o Aeroporto Sá Carneiro, realizou o estudo do perfil

Leia mais

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira Lisboa, 5 de Julho 2012 Bruno Freitas Diretor Regional de Turismo da Madeira O Destino Madeira A Região Autónoma da Madeira (RAM) ocupa, desde

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae In pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada Institucional Rosa, Julieta Alves () Faculdade de Economia CIEO 8005 139 Faro Telefone(s) 289 800 900 (ext. 7161) 289 244 406

Leia mais

Assunto: DescubraPortugal / Canal de promoções comerciais

Assunto: DescubraPortugal / Canal de promoções comerciais CIRCULAR Nº 021/2009 (G) CP/MS Lisboa, 04 de Março de 2009 Assunto: DescubraPortugal / Canal de promoções comerciais Caro Associado, A campanha Descubra um Portugal Maior, lançada pelo Turismo de Portugal

Leia mais

Animação Turística. Abilio bikes, shop and rentals (Casa Abílio Bike Shop) Alexandre Rita. Benamor Atividades Turísticas SA

Animação Turística. Abilio bikes, shop and rentals (Casa Abílio Bike Shop) Alexandre Rita. Benamor Atividades Turísticas SA Animação Turística Abilio bikes, shop and rentals (Casa Abílio Bike Shop) Morada: Rua João Vaz Corte Real nº23 A Tavira Telemóvel: 919 684 228 E-mail: info@abiliobikes.com Site: www.abiliobikes.com Principais

Leia mais

Belux. Campanha de Promoção Conjunta Turismo de Portugal & Brussels Airlines

Belux. Campanha de Promoção Conjunta Turismo de Portugal & Brussels Airlines Belux Campanha de Promoção Conjunta Turismo de Portugal & Brussels Airlines 1. O Mercado Emissor da Bélgica Em 2008, no quadro global da procura turistica para Portugal, a Bélgica foi o décimo mercado

Leia mais

Licenciatura em Ciências da Comunicação, Vertente Jornalismo, pela Universidade Autónoma de Lisboa, completada com média final de 13 valores

Licenciatura em Ciências da Comunicação, Vertente Jornalismo, pela Universidade Autónoma de Lisboa, completada com média final de 13 valores Informação Pessoal Nome Nuno Miguel Fernandes Aires Data de Nascimento 24 de Julho de 1971 Morada Avenida 5 Outubro, 25 6º andar 8000 Faro Nacionalidade Portuguesa Telemóvel 915 333 112 E-mail naires@msn.com

Leia mais

Enotel Quinta do Sol - Madeira

Enotel Quinta do Sol - Madeira OCEANO ATLÂNTICO Porto Moniz Porto Santo Ponta do Pargo São Jorge MADEIRA Arieiro Porto da Cruz Panto da Serra Ponto do Sol Monte Funchal Airport Palheiro Camara de Lobos FUNCHAL ENOTEL QUINTA DO SOL Enotel

Leia mais

ALGARVE MEETING INDUSTRY MARKET SURVEY

ALGARVE MEETING INDUSTRY MARKET SURVEY ALGARVE MEETING INDUSTRY MARKET SURVEY JUNHO 2009 Índice 1. Introdução... 5 2. Sumário Executivo... 6 3. Metodologia... 9 4. Evolução do segmento Meeting Industry...13 4.1. Definição e evolução do segmento...

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

BIRDWATCHING PREÇO 25 POR PESSOA. COMO RESERVAR: geral@quintadoconvento.pt www.quintadoconvento.pt +351 210 330 780 INFORMAÇÕES IMPORTANTES

BIRDWATCHING PREÇO 25 POR PESSOA. COMO RESERVAR: geral@quintadoconvento.pt www.quintadoconvento.pt +351 210 330 780 INFORMAÇÕES IMPORTANTES BIRDWATCHING SERRA DE MONTEJUNTO DIFICULDADE: BAIXA Nº MINIMO PARTICIPANTES: 2 Passeio pedestre pela Serra de Montejunto com a observação de aves de um dos maiores habitats preservados de aves do território

Leia mais

O Conselho Distrital empreendeu 1 reunião distrital com o conjunto das Delegações de Comarca.

O Conselho Distrital empreendeu 1 reunião distrital com o conjunto das Delegações de Comarca. RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO CONSELHO DISTRITAL DE FARO I - Órgãos Reuniões no Conselho Geral O participou em 2 Assembleias, nomeadamente na Assembleia Geral para Discussão e Votação do Relatório e Contas

Leia mais

Enotel Baia - Madeira

Enotel Baia - Madeira OCEANO ATLÂNTICO Porto Moniz Porto Santo Ponta do Pargo São Jorge MADEIRA Arieiro Porto da Cruz Santo da Serra Ponta do Sol Monte Funchal Airport Palheiro Camara de Lobos FUNCHAL ENOTEL BAÍA Enotel Baia

Leia mais

Anexos. 1 - Lista de produtos específicos do turismo. 2 - Lista de atividades e produtos característicos do turismo

Anexos. 1 - Lista de produtos específicos do turismo. 2 - Lista de atividades e produtos característicos do turismo Anexos 1 - Lista de produtos específicos do turismo 2 - Lista de atividades e produtos característicos do turismo Anexos (continua) 63110.0 Serviços de alojamento em hotéis e motéis 63191.0 Serviços de

Leia mais

PO Algarve 21. Sistema de Incentivos ao investimento no setor TURISMO. PO Algarve 21

PO Algarve 21. Sistema de Incentivos ao investimento no setor TURISMO. PO Algarve 21 PO Algarve 21 Sistema de Incentivos ao investimento no setor TURISMO Lagos 10/04/2013 PO Algarve 21 Apoios às empresas Sistemas de Incentivos QREN Linha de crédito Investe QREN Fundo Capital de Risco Revitalizar

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO(A) DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a de Agências de Viagens e Transportes Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/6 ÁREA DE ACTIVIDADE

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 FRANÇA

DADOS DE MERCADO 2010/2011 FRANÇA DADOS DE MERCADO 2010/2011 FRANÇA HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 240.491 204.775 204.260 207.295 172.238 179.157 201.202

Leia mais

Proposta especialmente elaborada para:

Proposta especialmente elaborada para: Proposta especialmente elaborada para: 1 O V Encontro Empresarial de Negócios na Língua Portuguesa é uma iniciativa do Conselho das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil e terá como objectivo desenvolver

Leia mais

Agentes de Animação Turística (licenciados pelo Turismo de Portugal)

Agentes de Animação Turística (licenciados pelo Turismo de Portugal) Agentes de Animação Turística (licenciados pelo Turismo de Portugal) Operadores Maritimo-Turísticos (OMT) e Empresas de Animação Turísticas (EAT) Algarcross Unipessoal, Lda. Tlm: 968 078 022 E-mail: algarcross@gmail.com

Leia mais

Alvor YELLOW ALVOR GARDEN **** PROGRAMA 2 NOITES

Alvor YELLOW ALVOR GARDEN **** PROGRAMA 2 NOITES Alvor YELLOW ALVOR GARDEN **** PROGRAMA 2 NOITES Albufeira HOTEL AQUA PEDRA DOS BICOS **** PROGRAMA 2 NOITES 85 Preço desde* Vale do Lobo - Almancil HOTEL RIA PARK GARDEN **** PROGRAMA 2 NOITES 95 Preço

Leia mais

OBJECTIVOS DO OBSERVATÓRIO:

OBJECTIVOS DO OBSERVATÓRIO: ENQUADRAMENTO: O Observatório do Turismo de Lisboa é uma estrutura interna da Associação Turismo de Lisboa, criada em 1999. A ATL é uma associação privada de utilidade pública, que conta actualmente com

Leia mais

TIVOLI HOTELS & RESORTS APRESENTA SUGESTÕES PARA UMA PASSAGEM DE ANO INESQUECÍVEL

TIVOLI HOTELS & RESORTS APRESENTA SUGESTÕES PARA UMA PASSAGEM DE ANO INESQUECÍVEL TIVOLI HOTELS & RESORTS APRESENTA SUGESTÕES PARA UMA PASSAGEM DE ANO INESQUECÍVEL A Tivoli Hotels & Resorts acaba de lançar programas irresistíveis para o Réveillon que partilham o objectivo de proporcionar

Leia mais

THE LAKE SPA RESORT BLUE&GREEN SPA

THE LAKE SPA RESORT BLUE&GREEN SPA THE LAKE SPA RESORT BLUE&GREEN SPA SENSAÇÕES ÚNICAS Inicie esta viagem à volta do mundo no Blue Spa e nas maravilhas de uma piscina de jactos e outros banhos, com todos os benefícios que a água lhe oferece.

Leia mais

O Reitor do ISMAI Prof. Doutor Domingos Oliveira Silva

O Reitor do ISMAI Prof. Doutor Domingos Oliveira Silva O Reitor do ISMAI Prof. Doutor Domingos Oliveira Silva De acordo com o Eurostat 2014

Leia mais

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento mensal

Leia mais

MEETINGS reuniões. INCENTIVE incentivo. CONFERENCES conferências. EXHBITIONS exposições

MEETINGS reuniões. INCENTIVE incentivo. CONFERENCES conferências. EXHBITIONS exposições Vaniza Schuler M MEETINGS reuniões I INCENTIVE incentivo C CONFERENCES conferências E EXHBITIONS exposições esportivo REUNIÕES INCENTIVO CONFERÊNCIAS EXPOSIÇÕES ESPORTIVOS privadas viagens corporativas

Leia mais

1 - Lista de produtos específi cos de turismo

1 - Lista de produtos específi cos de turismo Anexos 1 - Lista de produtos específi cos de turismo Economia do Turismo Análise das atividades características do turismo 2003 (continua) 63110.0 Serviços de alojamento em hotéis e motéis 63191.0 Serviços

Leia mais

PROGRAMA DE VIAGEM TORNEIO DE GOLFE SÃO PAULO 17 A 22 DE OUTUBRO DE 2012

PROGRAMA DE VIAGEM TORNEIO DE GOLFE SÃO PAULO 17 A 22 DE OUTUBRO DE 2012 . PROGRAMA DE VIAGEM TORNEIO DE GOLFE SÃO PAULO 17 A 22 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA SUGERIDO 17 de Outubro LISBOA / SAO PAULO Comparência no aeroporto de Lisboa, junto ao balcão Top Atlântico (situado

Leia mais

Plano de Intervenção para o Turismo Equestre no Alentejo e Ribatejo. 10 de Julho de 2015

Plano de Intervenção para o Turismo Equestre no Alentejo e Ribatejo. 10 de Julho de 2015 Plano de Intervenção para o Turismo Equestre no Alentejo e Ribatejo 10 de Julho de 2015 Agenda 1. Abordagem metodológica 2. Diagnóstico de mercado 3. Estratégia de consolidação A. Planeamento e organização

Leia mais

Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo

Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo www.pwc.pt Compromisso para o Crescimento Verde e o Turismo 16 Cláudia Coelho Diretora Sustainable Business Solutions da Turismo é um setor estratégico para a economia e sociedade nacional o que se reflete

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

Algarve Nature Week - Internet

Algarve Nature Week - Internet Algarve Nature Week - Internet Revista de Imprensa 10-03-2015 1. (PT) - Opção Turismo Online, 09032015, RTA promove evento dedicado ao turismo de natureza 1 2. (PT) - Algarve Notícias Online, 08032015,

Leia mais

O sector do turismo. Algarve

O sector do turismo. Algarve O sector do turismo no Algarve Destino turístico Algarve Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) - Linhas orientadoras para o Algarve - Principais recursos: (não exaustivo) Praias e falésias Campos

Leia mais

O sector do turismo no Algarve

O sector do turismo no Algarve O sector do turismo no Algarve Destino turístico Algarve Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) - Linhas orientadoras para o Algarve - Principais recursos: (não exaustivo) Praias e falésias Campos

Leia mais

WWW.REALHOTELSGROUP.COM

WWW.REALHOTELSGROUP.COM * * * * * SOFISTICAÇÃO EXCELÊNCIA PORTUGALIDADE * * * * * WWW.REALHOTELSGROUP.COM GRUPO HOTÉIS REAL COSTA DO ESTORIL LISBOA ALBUFEIRA OLHÃO RIA FORMOSA GRUPO HOTÉIS REAL COSTA DO ESTORIL LISBOA ALBUFEIRA

Leia mais

Regime Protocolos Bancários para o Turismo (PME)

Regime Protocolos Bancários para o Turismo (PME) para o Turismo (PME) ADRAL 8 de Junho 2005 Objectivos: Apoiar financeiramente projectos turísticos económica e financeiramente viáveis, que contribuam para o aumento da qualidade, diversificação e competitividade

Leia mais

Agenda da Apresentação

Agenda da Apresentação Agenda da Apresentação Enquadramento SWOT Pontos fortes Pontos fracos Ameaças, riscos e constrangimentos Oportunidades O desafio para Portugal Fatores críticos de sucesso O projeto de Desenvolvimento da

Leia mais

O NOVO ENQUADRAMENTO JURIDICO DAS EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA

O NOVO ENQUADRAMENTO JURIDICO DAS EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA O NOVO ENQUADRAMENTO JURIDICO DAS EMPRESAS DE ANIMAÇÃO TURÍSTICA 10 de Fevereiro de 2010 Elsa Correia Gavinho 1 Novo enquadramento jurídico das EAT 2 1 - As razões para a mudança 2 - As principais alterações

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS 1. No âmbito dos

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO. Para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal. Síntese

PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO. Para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal. Síntese PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO Para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal Síntese 1 O PENT - Plano Estratégico Nacional do Turismo é uma iniciativa governamental, da responsabilidade do Ministério

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

Empresas de Animação Turística e dos operadores Marítimo-Turísticos (Madeira e Açores)

Empresas de Animação Turística e dos operadores Marítimo-Turísticos (Madeira e Açores) Maio 2009 Empresas de Animação Turística e dos operadores Marítimo-Turísticos (Madeira e Açores) O Decreto-Lei n.º 108/2009 de 15 de Maio estabelece as condições de acesso e de exercício da actividade

Leia mais

Henrique Lourenço Séqua Tours

Henrique Lourenço Séqua Tours TURISMO NÁUTICO NA RIA FORMOSA Henrique Lourenço Séqua Tours Ria Formosa Somos gente de sorte! A questão é saber o que fazemos com ela A Ria Formosa é um manancial de riqueza com muito ainda por explorar.

Leia mais

ESTUDO TURISMODA MADEIRA- DRT RESULTADOS PRELIMINARES ACUMULADO GLOBAL

ESTUDO TURISMODA MADEIRA- DRT RESULTADOS PRELIMINARES ACUMULADO GLOBAL ESTUDO TURISMODA MADEIRA- DRT RESULTADOS PRELIMINARES ACUMULADO GLOBAL sa DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL, MARKETING E PUBLICIDADE, SA Rua do Capitão Pombeiro, 13-15 4250-373 PORTO Tels. 351 22 509 19 43-351

Leia mais

FÉRIAS DESPORTIVAS 2013

FÉRIAS DESPORTIVAS 2013 FÉRIAS DESPORTIVAS 2013 Pg.02 ALGARVE 2013 FÉRIAS DESPORTIVAS 2013 Introdução Pg.03 A empresa CATCHAWARDS, assume-se como uma empresa eximia na realização de eventos, sendo um dos seus principais know-how,

Leia mais

Apresentação do Plano de Actividades Rota dos Vinhos Verdes 2013/2014 CVRVV, 10 de Janeiro de 2013. Sofia Lobo : slobo@vinhoverde.

Apresentação do Plano de Actividades Rota dos Vinhos Verdes 2013/2014 CVRVV, 10 de Janeiro de 2013. Sofia Lobo : slobo@vinhoverde. Apresentação do Plano de Actividades Rota dos Vinhos Verdes 2013/2014 CVRVV, 10 de Janeiro de 2013 Sofia Lobo : slobo@vinhoverde.pt O que é o ENOTURISMO? Enoturismo é composto por deslocações realizadas

Leia mais

Turismo no espaço rural: instrumentos financeiros previstos e formação Investimento na Beira Interior Sul Expectativas PDR

Turismo no espaço rural: instrumentos financeiros previstos e formação Investimento na Beira Interior Sul Expectativas PDR Turismo no espaço rural: instrumentos financeiros previstos e formação Investimento na Beira Interior Sul Expectativas PDR informação: DGADR ADRACES GPP Paulo Pires Águas Luís Quinta-Nova Isabel Castanheira

Leia mais

Introdução da região:

Introdução da região: Porto Santo Introdução No âmbito das disciplinas de TIAT e TCAT, abordaremos o tema Porto Santo referente ao Desenvolvimento Turístico Com este trabalho pretendemos aprofundar e adquirir conhecimentos

Leia mais

ECOTURISMO NO ALGARVE

ECOTURISMO NO ALGARVE POTENCIALIDADES DO ALGARVE - TURISMO DE NATUREZA ECOTURISMO NO ALGARVE PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO CONTRIBUIÇÃO DOS PRODUTOS POR REGIÃO PLANO ESTRATÉGICO NACIONAL DO TURISMO PRODUTOS VS SAZONALIDADE

Leia mais

Indicadores de Confiança...15

Indicadores de Confiança...15 1. MACROECONOMIA 1.1. Rendimento e Despesa Despesa Nacional a Preços Correntes...5 Despesa Nacional a Preços Constantes...6 PIB a preços correntes (Produto Interno Bruto)...7 PIB a preços constantes (Produto

Leia mais

Estados Unidos da América

Estados Unidos da América Partida Garantida a 2 Agosto [Ref: WASP01] Lugares Limitados Para reservas e emissões até 30 Junho Itinerário 1º Dia Lisboa / Miami Comparência no aeroporto 90 minutos antes da partida. Formalidades de

Leia mais

Estudo de Satisfação de Turistas. Your Business Innovation Partner

Estudo de Satisfação de Turistas. Your Business Innovation Partner Estudo de Satisfação de Turistas Your Business Innovation Partner Índice Enquadramento 3 1.1 Objectivos 4 1.2 Metodologia 6 Síntese 9 Análise 16 3.1 Caracterização da Amostra 18 3.2 Caracterização das

Leia mais

III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO

III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO III ENCONTRO LUSO - BRASILEIRO DE JURISTA DE TRABALHO PROGRAMA DA VIAGEM 30 / JULHO LISBOA / RECIFE / ARACAJU Comparência no Aeroporto Internacional de Lisboa cerca das 09H30. Formalidades de embarque

Leia mais

REF: PROJETO EVENTO N.º 02/2011/ CCBPB ENCONTRO EMPRESARIAL DE NEGÓCIOS NA LÍNGUA PORTUGUESA

REF: PROJETO EVENTO N.º 02/2011/ CCBPB ENCONTRO EMPRESARIAL DE NEGÓCIOS NA LÍNGUA PORTUGUESA REF: PROJETO EVENTO N.º 02/2011/ CCBPB ENCONTRO EMPRESARIAL DE NEGÓCIOS NA LÍNGUA PORTUGUESA APRESENTAÇÃO A CÂMARA DE COMÉRCIO BRASIL-PORTUGAL BRASÍLIA, associação civil sem fins lucrativos, foi constituída

Leia mais

EVENTOS PARA 2013 JANEIRO FEVEREIRO

EVENTOS PARA 2013 JANEIRO FEVEREIRO EVENTOS PARA 2013 JANEIRO GRANDE PRÉMIO DOS REIS EM ATLETISMO Faro Org.: Associação de Atletismo do Algarve Tel.: 289 824 946 www.aaalgarve.pt FESTA DAS CHOURIÇAS DE QUERENÇA Querença (Loulé) Org.: Junta

Leia mais

Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Setembro de 2013

Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Setembro de 2013 1 Estudo Satisfação de Turistas Análise de Resultados Preparada para: Turismo de Portugal Setembro de 213 Índice 2 11 Metodologia 3 2 Análise Síntese 6 3 Análise Descritiva Global 12 1. Caracterização

Leia mais

Projeto de Cooperação PRODER Um outro Algarve

Projeto de Cooperação PRODER Um outro Algarve Projeto de Cooperação PRODER Um outro Algarve As três Associações de Desenvolvimento Local do Algarve, no âmbito do PRODER, estão a cooperar para criar uma marca regional para o Turismo de Natureza, uma

Leia mais

O sabor do prestígio

O sabor do prestígio Vilamoura. Algarve O sabor do prestígio Vilamoura: um cenário único, um destino especial. Vilamoura tem mais vida Situada na costa sul de Portugal e em pleno coração do Algarve, Vilamoura é um destino

Leia mais

1.ª SESSÃO NOVA LEGISLAÇÃO TURÍSTICA (ANIMAÇÃO TURÍSTICA, RJET E ALOJAMENTO LOCAL) _ RESUMO _

1.ª SESSÃO NOVA LEGISLAÇÃO TURÍSTICA (ANIMAÇÃO TURÍSTICA, RJET E ALOJAMENTO LOCAL) _ RESUMO _ 1.ª SESSÃO NOVA LEGISLAÇÃO TURÍSTICA (ANIMAÇÃO TURÍSTICA, RJET E ALOJAMENTO LOCAL) _ RESUMO _ Novo Regime Jurídico dos Empreendimentos Turísticos (RJET) Inovadora, simplificadora e de maior facilidade

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA A MADEIRA. Verão 2010. Junho

ROTAS AÉREAS PARA A MADEIRA. Verão 2010. Junho ROTAS AÉREAS PARA A MADEIRA Verão 2010 Junho Sumário Oportunidades Reino Unido Londres e Manchester Alemanha Centro-Oeste e Sul Áustria Viena França Paris e Oeste Aspectos Gerais Alguns Indicadores Económicos

Leia mais

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP)

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) e o Aeroporto Sá Carneiro, realizou o estudo do perfil

Leia mais

CIRCULAR Nº 14/2006 (G) RF / MS. Lisboa, 26 de Janeiro de 2006. A Direcção

CIRCULAR Nº 14/2006 (G) RF / MS. Lisboa, 26 de Janeiro de 2006. A Direcção CIRCULAR Nº 14/2006 (G) RF / MS Lisboa, 26 de Janeiro de 2006 Assunto: 1. Seminário - Competitiveness and Management Tourism Destinations 2. Estágio - Projecto de Internacionalização profissional de cidadãos

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 2 - setembro 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

Leia mais

Dossier de Imprensa. rumbo

Dossier de Imprensa. rumbo Dossier de Imprensa rumbo Janeiro 2012 Rumbo, líder em viagens online A empresa é participada em 50% pela Telefónica e pela Orizonia. Criada no ano 2000, e desde o seu inicio que a inovação tecnológica

Leia mais

Alinhamento do Plano Regional de Turismo do Algarve com o PENT Apresentação Pública

Alinhamento do Plano Regional de Turismo do Algarve com o PENT Apresentação Pública Alinhamento do Plano Regional de Turismo do Algarve com o PENT Apresentação Pública Vilamoura, 3 de Julho de 2009 O objectivo do projecto foi aprofundar um programa para dinamizar o turismo do Algarve

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISOS N. OS 33 E 34 / SI/ 2009 CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO

Leia mais

Residir no Parque Natural da Arrábida junto a Palmela

Residir no Parque Natural da Arrábida junto a Palmela Residir no Parque Natural da Arrábida junto a Palmela Porquê escolher residir aqui? Por ser um local onde se vive no meio da natureza e simultaneamente se está tão perto da capital - Lisboa. É como morar

Leia mais

Dossier de Imprensa. rumbo

Dossier de Imprensa. rumbo Dossier de Imprensa rumbo Novembro 2011 Rumbo, líder em viagens online A empresa é participada em 50% pela Telefónica e pela Orizonia. Criada no ano 2000, e desde o seu inicio que a inovação tecnológica

Leia mais

Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO

Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO SÍNTESE METODOLÓGICA Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO

Leia mais

ATELIÊ: ATIVOS DO TERRITÓRIO E TURISMO

ATELIÊ: ATIVOS DO TERRITÓRIO E TURISMO ATELIÊ: ATIVOS DO TERRITÓRIO E TURISMO Ponte de Lima, 27 de maio de 2013 ccdr-n.pt/norte2020 AGENDA 1. 2. Questões Factos e números de diagnóstico uma base de partida para reflexão O que representa o turismo

Leia mais

ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS

ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS Objectivos fundamentais Produtos a desenvolver ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS Objectivos fundamentais Determinam o elenco e o standard

Leia mais

Promoção Externa do «Portugal Náutico» O Contributo da APPR

Promoção Externa do «Portugal Náutico» O Contributo da APPR Promoção Externa do «Portugal Náutico» O Contributo da APPR Seminário «Náutica - Desenvolvimento Económico e Cultura Marítima» 8 de Fevereiro 2012 Isolete Correia Presidente da APPR Isolete_correia@lusort.com

Leia mais

Data 26 07 2009. Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo

Data 26 07 2009. Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo Área sectorial TURISMO E LAZER Designação do documento Diagnóstico Sectorial Contacto da equipa TT-THINKTUR (Luís Correia da Silva) Data 26 07 2009 Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de

Leia mais

Colecção Smartbox - 2011

Colecção Smartbox - 2011 Colecção Smartbox - 2011 26 temáticas disponíveis Umagamadivididapor6Universos ESCAPADAS 49,90 89,90 89,90 99,90 119,90 119,90 BEM-ESTAR 25,90 49,90 89,90 99,90 149,90 Colecção Smartbox - 2011 26 temáticas

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ Semestre 15-16 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Inglês para Animação I Língua Estrangeira I (Espanhol I / Alemão

Leia mais

CONRAD ALGARVE. DÊ-SE AO LUXO DE SER AUTÊNTICO.

CONRAD ALGARVE. DÊ-SE AO LUXO DE SER AUTÊNTICO. CONRAD ALGARVE. DÊ-SE AO LUXO DE SER AUTÊNTICO. Em breve vai existir um lugar onde poderá sentir-se único. Um lugar onde o luxo, o estilo e o prazer estão acima de tudo. Uma experiência memorável que vai

Leia mais

Agenda. Principais Conclusões Da Fase De Diagnóstico Mercados - Alvo Cliente Tipo Segmentação Estratégia Proposta De Ação

Agenda. Principais Conclusões Da Fase De Diagnóstico Mercados - Alvo Cliente Tipo Segmentação Estratégia Proposta De Ação Agenda Principais Conclusões Da Fase De Diagnóstico Mercados - Alvo Cliente Tipo Segmentação Estratégia Proposta De Ação Principais Conclusões Da Fase De Diagnóstico Oportunidades Crescimento da procura

Leia mais

NEWSLETTER O1. www.apogesd.pt www.youtube.com/apogesd www.facebook.com/apogesd

NEWSLETTER O1. www.apogesd.pt www.youtube.com/apogesd www.facebook.com/apogesd NEWSLETTER O1 Os participantes no XVI Congresso Nacional de Gestão de Desporto podem usufruir das seguintes condições: - Desconto de 30% em bilheteira, mediante apresentação de documento comprovativo de

Leia mais

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011

O PATRIMÓNIO NATURAL E O DO ALGARVE. Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 O PATRIMÓNIO NATURAL E O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO DO ALGARVE Conversas sobre a Ria Formosa 3 de Março de 2011 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril

Leia mais